Hospital Materno Infantil Presidente Vargas SMS PMPA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Hospital Materno Infantil Presidente Vargas SMS PMPA"

Transcrição

1 Hospital Materno Infantil Presidente Vargas SMS PMPA Inaugurada em Gestão municipal desde 2000 (ano em que recebeu o selo Amigo da Criança). Direção HMIPV Geral: Marcos Slompo Técnico: Felipe Cabral Administrativo: Fabiano Behlke

2 Referência Assistência Obstétrica Porto Alegre Norte / Humaita / Navegantes / Ilhas USF HMV Ilha da Pintada - USF HMV Ilha dos Marinheiros - UBS NAVEGANTES UBS (HED) Ilha do Pavão UBS Diretor Pestana UBS Farrapos USF Fadrique Vizeu Sul / Centro Sul USF Morro dos Sargentos USF Campos do Cristal UBS Beco do Adelar UBS Calábria UBS Campo Novo UBS Nonoai Glória / Cruzeiro / Cristal ESP Madre Pelletier Restinga USF Lami UBS Restinga USF Chapéu do Sol

3 Referência Porto Alegre e Interior do RS Alta Complexidade e Medicina Fetal Triagem Neonatal Atendimento Infanto-Juvenil (CRAI) Ambulatório (todas as especialidades); Internação de Gestantes Dependentes Química.

4 Estrutura Centro Cirúrgico Centro Obstétrico Emergência Pediátrica Internação Ginecológica Internação Pediátrica (até 12 anos) Internação Psiquiátrica Medicina Fetal Pré-Natal de Alto Risco UCI Adulto UTI Neonatal UTI Pediátrica (até 12 anos) Ambulatório de Especialidades Banco de Leite Humano EEG e ECG Fisioterapia Fonoaudiologia Laboratório de Análises Clínicas Odontologia Serviço de Diagnóstico e Imagem Serviço de Psicologia Serviço Social Terapia Ocupacional

5 Assistência Hospitalar (jan a abr/2015) Atendimento Emergência Pediátrica: Atendimento Emergência Obstétrica: Partos: 602 Internações: Cirurgias e Procedimentos: 674 Fonte: Relatório de Gestão 1º Quadrimestre/2015

6 Leitos Alojamento Conjunto 18 (mãe) 18 (RN) = 36 Centro Obstétrico 8 Internação da Mulher 8 Hospital Dia 7 Pediatria * Psiquiatria 20 Sala de Recuperação 11 UTINeo 10 UCINeo 10 UTIPed 8 Canguru 4 Sala de Observação Pediátrica - 10 *Operação Inverno Fonte: CNES (Ago/2015)

7 Atendimento Ambulatorial (jan a abr/2015) Consultas Realizadas: Especialidades Médicas: 21 Demais Especialidades: 6 Fonte: Relatório de Gestão 1º Quadrimestre/2015

8 Programas Hospitalares e Ambulatoriais Ambulatório de Distúrbios da Deglutição Ambulatório de Sexualidade Canguru Imunobiológicos Especiais CRIE Atendimento Infanto-Juvenil CRAI Gestação de Alto Risco e Medicina Fetal Odontologia de Pacientes Especiais Planejamento Familiar Programa de Assistência Integral à Gestante Adolescente (PAIGA) SAE Hepatites Virais Triagem Neonatal SRTN - (Teste do Pezinho)

9 Recursos Humanos Servidores: Municipais: 679 (82%) Estaduais: 23 (3%) Federais: 126 (15%) Total: 828 Fonte: Ergon

10 RH: Federais + Estaduais Idade: 55% tem mais de 60 anos, sendo que 19% tem mais de 65 anos; Cargos: 149 Auxiliar de Enfermagem: 28%; Área Administrativa: 28%; Médico: 24%; Área Operacional: 10%; Outros Cargos: 10% Fonte: Ergon

11 Ensino 21 residentes de Ginecologia e Obstetrícia 21 residentes de Pediatria 14 residentes de Psiquiatria 21 residentes da Multiprofissional Total: 77 residentes Assistência Ensino Pesquisa

12 Gestão 2015 Processos de Adequação Criação do NAQH / NIR (Portaria) Nova Sede SAE Hepatites Virais Laboratório / Unidade de Coleta Reforma UTI Neonatal* Sala Apoio Amamentação à Mãe Trabalhadora Ampliação Espaço Físico CRAI

13 Projeto Hospital de Ensino Elaboração do Projeto: ago/set 2015; Apresentação e validação do Projeto (SMS, CMS e GP): set/out 2015; Formalização da solicitação de certificação: dez 2015.

14 Gestão 2015 Cooperações Associação dos Amigos do HMIPV; Incremento no quadro de associados; Divulgação NF Gaúcha; Cadastramento de Projetos no FUNCRIANÇA / CMDCA.

15 Gestão 2015 Cooperações Hospital Moinhos de Vento Hospital Mãe de Deus Hospital de Clínicas de Porto Alegre Receita Federal Ministério Público (CRAI) HEMORGS SES / SRTN

16 Gestão 2015 Objetivos Reformas: CRAI / Laboratório; Centro Obstétrico UTI Adulto; Equipamentos: Substituição gradual dos equipamentos médicohospitalares.

17 Gestão 2015 Institucional: Credenciamento Hospital de Ensino; Contratualização GRSS; Ampliação Psiquiatria: Internação Pediátrica; Formação Profissional de Residência FUNCRIANÇA; Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (PROADI-SUS); Classificação de Risco.

18 Faturamento (Jan a Jul/2015) 2015 AIHs Hospitalar Faturamento Atendimentos Ambulatorial Faturamento Total Jan 398 R$ R$ R$ Fev 351 R$ R$ R$ Mar 463 R$ R$ R$ Abr 451 R$ R$ R$ Mai 476 R$ R$ R$ Jun 613 R$ R$ R$ Jul 519 R$ R$ R$ Total R$ R$ R$

19 Custos (Jan a Jul/2015) Descrição Material de Consumo Kits para Triagem Neonatal Serviço de alimentação Lavanderia, Recolhimento de Resíduos e Limpeza Anestesistas e Farmacêuticos Portaria, Vigilância, Telefonia e Elevadores Caldeiras e Geradores Energia Elétrica Manutenção Predial Serviços Ambulatoriais e Hospitalares Manutenção Equipamentos Hospitalares (sem contrato de manutenção) Manutenção Equipamento Médico Correios e Informática Total Valor R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$

20 Indicadores Quatro áreas selecionadas CRAI UTI Pediátrica Psiquiatria CCIH Diagnóstico sendo elaborado com as áreas que irão sugerir seus indicadores.

21

22

23

24

01223800 RESIDÊNCIA EM SAÚDE DA CRIANÇA ENFERMAGEM 2016

01223800 RESIDÊNCIA EM SAÚDE DA CRIANÇA ENFERMAGEM 2016 01223800 RESIDÊNCIA EM SAÚDE DA CRIANÇA ENFERMAGEM 2016 C A D B E A B D C E C B D E B C A D E A C B D E A D C A E B B D A C E B D B E D A C E C A A B E D C 02223800 RESIDÊNCIA EM SAÚDE DA CRIANÇA CIÊNCIAS

Leia mais

Cnes - Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Sáude

Cnes - Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Sáude Page 1 of 6 MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETÁRIA DE ATENCÃO À SAÚDE 30/8/2010 DATA CNES - CADASTRO NACIONAL DE ESTABELECIMENTOS DE SAÚDE IMPRESSÃO DA FICHA REDUZIDA Identificação CADASTRADO NO CNES EM: 21/3/2002

Leia mais

SUSAM Secretaria de Estado de Saúde

SUSAM Secretaria de Estado de Saúde SUSAM Secretaria de Estado de Saúde Novembro 2009 IS TÉCNICAS ATRIBUIÇÕES PROFISSIONAIS 1. RESOLUÇÃO N.º 13, 14 e 15/09 - CONS. NAC. DE TÉCNICOS EM RADIOLOGIA - DISPÕE/REVOGA/DEFINE registros, cancelamentos

Leia mais

Instrumento de Monitoramento da Vigilância do Óbito MIF/Materno, Infantil e Fetal 2013. DIRES: Microrregião: Macrorregião:

Instrumento de Monitoramento da Vigilância do Óbito MIF/Materno, Infantil e Fetal 2013. DIRES: Microrregião: Macrorregião: GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA Secretaria da Saúde do Estado da Bahia Instrumento de Monitoramento da Vigilância do Óbito MIF/Materno, Infantil e Fetal 2013 Município: População: DIRES: Microrregião: Macrorregião:

Leia mais

Descrever os processos necessários para cadastro, liberação de perfil, vinculação de assinaturas digitalizadas.

Descrever os processos necessários para cadastro, liberação de perfil, vinculação de assinaturas digitalizadas. Setor: Escritório da Qualidade Pág. 1 de 10 Código:.QLD.NOR.002 Versão: 00 ÍNDICE 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA / NÍVEL DE DISTRIBUIÇÃO... 2 3. SIGLAS UTILIZADAS... 2 4. GLOSSÁRIO / CONCEITOS... 2 5.

Leia mais

Curso de Integração. Competência do HSPM no atendimento ao Servidor Público Municipal

Curso de Integração. Competência do HSPM no atendimento ao Servidor Público Municipal SAÚDE Curso de Integração Competência do HSPM no atendimento ao Servidor Público Municipal Realização: DERH/Cogep/Sempla Apoio: Gestão de Talentos/HSPM/SMS NÚCLEO ADMINISTRATIVO DO HSPM: Dra. Regina Lúcia

Leia mais

Farias Pereira de Sousa Brasilia, 25 de Novembro de 2011. O Corretor no Cenário da Saúde Suplementar

Farias Pereira de Sousa Brasilia, 25 de Novembro de 2011. O Corretor no Cenário da Saúde Suplementar Farias Pereira de Sousa Brasilia, 25 de Novembro de 2011 O Corretor no Cenário da Saúde Suplementar A Saúde Privada no Brasil A Lei 9.656/98 Corrigiu distorções, introduziu regras e obrigações importantes

Leia mais

REDE CREDENCIADA PARA ATENDIMENTO MÉDICO E SERVIÇOS

REDE CREDENCIADA PARA ATENDIMENTO MÉDICO E SERVIÇOS REDE CREDENCIADA PARA ATENDIMENTO MÉDICO E SERVIÇOS Seja Bem a CLINIBEL PLUS LIFE. A CLINIBEL há 19 anos, vem trabalhando na qualidade dos seus serviços prestados na área de odontologia, médicos e farmácia

Leia mais

PESQUISADORES RESPONSÁVEIS

PESQUISADORES RESPONSÁVEIS PESQUISADORES RESPONSÁVEIS Professora Doutora Regina Vieira Cavalcante da Silva - Professora Adjunto do Departamento de Pediatria - Hospital de Clínicas - Universidade Federal do Paraná (reginavcs@uol.com.br)

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 1.72.380,00 0,00 0,00 0,00 361.00,00 22,96 22,96 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl Acum 14 set/11 15

Leia mais

Seminário FGV Governança e Gestão dos Hospitais de Atendimento Público no Brasil. A Governança e Gestão do HRTN. O Modelo de Linhas de Cuidado

Seminário FGV Governança e Gestão dos Hospitais de Atendimento Público no Brasil. A Governança e Gestão do HRTN. O Modelo de Linhas de Cuidado Seminário FGV Governança e Gestão dos Hospitais de Atendimento Público no Brasil A Governança e Gestão do HRTN O Modelo de Linhas de Cuidado MONICA COSTA DIRETORA TÉCNICA ASSISTENCIAL OUTUBRO DE 2014 Reitor

Leia mais

O Médico Veterinário como Profissional de Atenção Básica em Saúde: situação e perspectivas. Organização:

O Médico Veterinário como Profissional de Atenção Básica em Saúde: situação e perspectivas. Organização: O Médico Veterinário como Profissional de Atenção Básica em Saúde: situação e perspectivas. Organização: 30 de Outubro de 2014. São Paulo S.P. A inclusão do Médico Veterinário no contexto institucional

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 3.209, DE 7 DE OUTUBRO DE 2004

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 3.209, DE 7 DE OUTUBRO DE 2004 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 3.209, DE 7 DE OUTUBRO DE 2004 Homologa o Parecer n.º 036/04-CEG, que aprova a revogação da Resolução

Leia mais

RESUMO DAS ATIVIDADES DE JANEIRO A JUNHO/2013.

RESUMO DAS ATIVIDADES DE JANEIRO A JUNHO/2013. RESUMO DAS ATIVIDADES DE JANEIRO A JUNHO/2013. Hospital de pequeno porte, Filantrópico, sem fins lucrativos, conveniado com o SUS Sistema Único de Saúde, conforme metas de quantidade e qualidade. METAS

Leia mais

RELATÓRIO DE GESTÃO 1º Quadrimestre / 2015

RELATÓRIO DE GESTÃO 1º Quadrimestre / 2015 RELATÓRIO DE GESTÃO 1º Quadrimestre / 2015 Apresentação Os relatórios quadrimestrais são: instrumentos de monitoramento e acompanhamento da execução da PAS (Art. 6º, Portaria nº 2.135/13 Estabelece diretrizes

Leia mais

REDE DE ATENÇÃO ÀS URGÊNCIAS E EMERGÊNCIAS. Programa SOS Emergências. Ministério da Saúde Brasil. Lançamento Nacional em 08/11/2011

REDE DE ATENÇÃO ÀS URGÊNCIAS E EMERGÊNCIAS. Programa SOS Emergências. Ministério da Saúde Brasil. Lançamento Nacional em 08/11/2011 REDE DE ATENÇÃO ÀS URGÊNCIAS E EMERGÊNCIAS Programa SOS Emergências Ministério da Saúde Brasil Ação Estratégica do Ministério da Saúde para as Portas de Entrada Hospitalares Prioritárias Lançamento Nacional

Leia mais

CONSULTA MC POR REFERêNCIA (QUEM ME ATENDE)

CONSULTA MC POR REFERêNCIA (QUEM ME ATENDE) Município Encaminhador Forma Financia mento CONSULTA MC POR REFERêNCIA (QUEM ME ATENDE) Leito Especialidade Município Físico do VM do Financeiro do ALMAS MAC CIRURGICOS CIRURGIA GERAL PORTO NACIONAL 30

Leia mais

EXTRATOS DE TERMOS ADITIVOS DE CONTRATO - DEZEMBRO DE 2012

EXTRATOS DE TERMOS ADITIVOS DE CONTRATO - DEZEMBRO DE 2012 EXTRATOS DE TERMOS ADITIVOS DE CONTRATO - DEZEMBRO DE 2012 CONTRATO: Primeiro Termo Aditivo ao Contrato 041/CISMNORTE/2012. OBJETO: Prestação de Serviços Médicos na Especialidade de Cardiologia. CONTRATADA:

Leia mais

Casa de Portugal e Beneficência Portuguesa de São Paulo: PARCEIROS HÁ MAIS DE 80 ANOS

Casa de Portugal e Beneficência Portuguesa de São Paulo: PARCEIROS HÁ MAIS DE 80 ANOS Casa de Portugal e Beneficência Portuguesa de São Paulo: PARCEIROS HÁ MAIS DE 80 ANOS A Beneficência Portuguesa de São Paulo e a Casa de Portugal tem a mesma origem e cooperam entre si há mais de 80 anos.

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE LEI N. 976, DE 4 DE JANEIRO DE 1991 "Dispõe sobre a criação de Funções Gratificadas da Secretaria de Estado de Saúde e dá outras providências." O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE FAÇO SABER que o Poder Legislativo

Leia mais

Rede Cegonha no RS Componente 1 Pré-natal

Rede Cegonha no RS Componente 1 Pré-natal 1 Rede Cegonha no RS Componente 1 Pré-natal Exames e Ações (pré-natal de risco habitual e alto risco) Ofertar os exames e consultas de pré-natal Fomentar a contratação de serviços laboratoriais de qualidade

Leia mais

CICLO DE MELHORIA NACIONAL DA QUALIDADE DA PREVENÇÃO E CONTROLE DE INFECÇÕES RELACIONADAS À ASSISTÊNCIA À SAÚDE (IRAS) 2015/2016

CICLO DE MELHORIA NACIONAL DA QUALIDADE DA PREVENÇÃO E CONTROLE DE INFECÇÕES RELACIONADAS À ASSISTÊNCIA À SAÚDE (IRAS) 2015/2016 CICLO DE MELHORIA NACIONAL DA QUALIDADE DA PREVENÇÃO E CONTROLE DE INFECÇÕES RELACIONADAS À ASSISTÊNCIA À SAÚDE (IRAS) 2015/2016 PROGRAMA DE GESTÃO DA QUALIDADE Programa de Gestão da Qualidade (GQ) é o

Leia mais

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12 JANEIRO 2,8451 2,7133 2,4903 2,3303 2,1669 1,9859 1,7813 1,6288 1,4527 1,3148 1,1940 1,0684 FEVEREIRO 2,8351 2,6895 2,4758 2,3201 2,1544 1,9676 1,7705 1,6166 1,4412 1,3048 1,1840 1,0584 MARÇO 2,8251 2,6562

Leia mais

Ao Dep. de Gestão Hospitalar no Estado do Rio de Janeiro compete (Art.19 do Decreto nº 8.065 de 07/08/2013):

Ao Dep. de Gestão Hospitalar no Estado do Rio de Janeiro compete (Art.19 do Decreto nº 8.065 de 07/08/2013): Ao Dep. de Gestão Hospitalar no Estado do Rio de Janeiro compete (Art.19 do Decreto nº 8.065 de 07/08/2013): I - promover a integração operacional e assistencial dos serviços de saúde vinculados ao Ministério

Leia mais

Prêmio Brasil Sorridente

Prêmio Brasil Sorridente Prêmio Brasil Sorridente Florianópolis/SC Departamento de Saúde Bucal Prefeitura Municipal de Florianópolis Prefeito Municipal: Dário Elias Berger Secretário da Saúde: João José Cândido da Silva Secretário

Leia mais

ENCONTRO NACIONAL UNIMED DE RECURSOS E SERVIÇOS PRÓPRIOS

ENCONTRO NACIONAL UNIMED DE RECURSOS E SERVIÇOS PRÓPRIOS ENCONTRO NACIONAL UNIMED DE RECURSOS E SERVIÇOS PRÓPRIOS Unimed Resende Recursos Próprios: da decisão à inauguração, vencendo um percurso desafiador Do Paraíso ao Inferno em 03 anos João Alberto da Cruz

Leia mais

INSTITUTO DE GESTÃO E HUMANIZAÇÃO HOSPITAL MATERNO INFANTIL RELAÇÃO DE SALÁRIOS FUNÇÃO SALÁRIO OUTROS BENEFICIOS

INSTITUTO DE GESTÃO E HUMANIZAÇÃO HOSPITAL MATERNO INFANTIL RELAÇÃO DE SALÁRIOS FUNÇÃO SALÁRIO OUTROS BENEFICIOS ANALISTA ADMINISTRATIVO 1.928,70 96,44 ANALISTA ADMINISTRATIVO 3.000,00 150,00 ANALISTA ADMINISTRATIVO 3.000,00 150,00 ANALISTA ADMINISTRATIVO 2.249,37 279,87 ANALISTA ADMINISTRATIVO 2.000,00 267,40 ANALISTA

Leia mais

Hospital de Guarnição de Santiago

Hospital de Guarnição de Santiago An C C Cir C D Gineco Ortopedis Cirurgião E P Hospital de Guarnição de Santiago Número de Profissionais na Área de Medicina Número de Profissionais em Outras Especialidades Médicos Número Área Número Anestesiologista

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO Projeto de melhoria da estrutura de equipamentos públicos e programas de saúde existentes A Cidade de Osasco constitui-se em importante polo de desenvolvimento da Região Oeste Metropolitana de São Paulo

Leia mais

OS ESPAÇOS COLETIVOS, A TERRITORIALIZAÇÃO E A

OS ESPAÇOS COLETIVOS, A TERRITORIALIZAÇÃO E A OS ESPAÇOS COLETIVOS, A TERRITORIALIZAÇÃO E A IMPLANTAÇÃO DAS LINHAS DE CUIDADO EM SÃO BERNARDO DO CAMPO Curso: Redes de Urgência e Emergência no SUS Secretaria de Saúde de São Bernardo do Campo Departamento

Leia mais

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+ CALENDÁRIO, 2015 7 A JAN. 0 QUARTA -1-0.0018 7022.5 3750.3 1 QUINTA 0 +0.0009 7023.5 3751.3 2 SEXTA 1 +0.0037 7024.5 3752.3 3 SÁBADO 2 +0.0064 7025.5 3753.3 4 DOMINGO 3 +0.0091 7026.5 3754.3 5 SEGUNDA

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO OPERACIONAL DO HOSPITAL METROPOLITANO - UNIMED VALE DO AÇO

IMPLEMENTAÇÃO OPERACIONAL DO HOSPITAL METROPOLITANO - UNIMED VALE DO AÇO IMPLEMENTAÇÃO OPERACIONAL DO HOSPITAL METROPOLITANO - UNIMED VALE DO AÇO HISTÓRIA DA UNIMED VALE DO AÇO Fundação da Unimed Vale do Aço Aquisição do 2 Hospital (Nossa Senhora do Carmo) Início da Construção

Leia mais

NOTA INFORMATIVA Nº 001/2016 Sub Dir Ap Sau

NOTA INFORMATIVA Nº 001/2016 Sub Dir Ap Sau MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DEPARTAMENTO-GERAL DO PESSOAL DIRETORIA DE SAÚDE (Repartição do Cirurgião-Mor do Exército/1808) NOTA INFORMATIVA Nº 001/2016 Sub Dir Ap Sau NOVA SISTEMÁTICA PARA

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE HOSPITAL BEATRIZ RAMOS SERVIÇO DE ARQUIVO MÉDICO E ESTATÍSTICA - SAME

ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE HOSPITAL BEATRIZ RAMOS SERVIÇO DE ARQUIVO MÉDICO E ESTATÍSTICA - SAME QUADRO COMPARATIVO DE INTERNAÇÕES CONVÊNIO Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Média Total Acidente de Transito Agemed 9 Amil Caixa 1 Cassi Euro-Center Ltda.

Leia mais

HUMANIZANDO OS INDICADORES DE SÃO PAULO

HUMANIZANDO OS INDICADORES DE SÃO PAULO A Humanização no Serviço Público e seus reflexos na Mortalidade Infantil Dra. Miriam Ribeiro de Faria Silveira Maternidade Escola V. Nova Cachoeirinha HUMANIZANDO OS INDICADORES DE SÃO PAULO A Humanização

Leia mais

1º Encontro Norte Paranaense de Acreditação em Serviços de Saúde COMPLEXO ERASTO GAERTNER

1º Encontro Norte Paranaense de Acreditação em Serviços de Saúde COMPLEXO ERASTO GAERTNER COMPLEXO ERASTO GAERTNER Unidades Estratégicas Rede Feminina de Combate ao Câncer Hospital Erasto Gaertner Instituto de Bioengenharia IBEG Nossa Missão Combater o Câncer com Humanismo, Ciência e Afeto

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE HOSPITAL BEATRIZ RAMOS SERVIÇO DE ARQUIVO MÉDICO E ESTATÍSTICA - SAME

ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE HOSPITAL BEATRIZ RAMOS SERVIÇO DE ARQUIVO MÉDICO E ESTATÍSTICA - SAME QUADRO COMPARATIVO DE INTERNAÇÕES CONVÊNIO Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Total Acidente de Transito 13 5 5 3 6 1 4 3 3 3 7 1 54 Agemed 7 4 3 4

Leia mais

CAPACIDADE INSTALADA E ATIVIDADES JANEIRO FEVEREIRO MARÇO ABRIL MAIO JUNHO JULHO AGOSTO SETEMBRO OUTUBRO NOVEMBRO DEZEMBRO TOTAL A ) Internação A.1 Leitos 70 70 70 70 70 70 70 70 70 70 70 70 A. 1.1 Leitos

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PASTOS BONS AVENIDA DOMINGOS SERTAO 1000

PREFEITURA MUNICIPAL DE PASTOS BONS AVENIDA DOMINGOS SERTAO 1000 PROJETO DE LEI DO PLANO PLURIANUAL Projeto de Lei: Dispoe sobre o Plano Plurianual para o periodo 2015/2018 A CAMARA MUNICIPAL decreta: Art. 1o. Esta lei institui o Plano Plurianual para o quadrienio 2015/2018

Leia mais

Cartão Nacional de Saúde - CNS

Cartão Nacional de Saúde - CNS Ministério da Saúde Secretaria de Gestão de Investimentos em Saúde - SIS Cartão Nacional de Saúde - CNS (modelo provisório do Cartão) OBJETIVOS - quanto ao usuário construção de base de dados de histórico

Leia mais

AUDIENCIA PÚBLICA NA COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMILIA. TEMA : Debater o reajuste da tabela do SUS aplicável aos hospitais filantrópicos

AUDIENCIA PÚBLICA NA COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMILIA. TEMA : Debater o reajuste da tabela do SUS aplicável aos hospitais filantrópicos AUDIENCIA PÚBLICA NA COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMILIA TEMA : Debater o reajuste da tabela do SUS aplicável aos hospitais filantrópicos Março/15 Formas de transferências federais Per capita Incentivos

Leia mais

Centro de Promoção do Desenvolvimento Sustentável. BOLETIM ESTÁTISTICO DE VIÇOSA (Atualizado em julho de 2013)

Centro de Promoção do Desenvolvimento Sustentável. BOLETIM ESTÁTISTICO DE VIÇOSA (Atualizado em julho de 2013) Centro de Promoção do Desenvolvimento Sustentável BOLETIM ESTÁTISTICO DE VIÇOSA (Atualizado em julho de 2013) Viçosa Minas Gerais Junho de 2013 1 DEMOGRAFIA BOLETIM ESTÁTISTICO DE VIÇOSA TABELA 1 Evolução

Leia mais

Proteção Social na Cidade de São Paulo

Proteção Social na Cidade de São Paulo Proteção Social na Cidade de São Paulo Programas: São Paulo Protege Ação Família viver em comunidade Floriano Pesaro São Paulo uma cidade muito desigual Foto: Luiz Arthur Leirão Vieira (Tuca Vieira) -

Leia mais

REDE MÃE PARANAENSE. Palestrante: Márcia Huçulak Secretaria de Estado da Saúde do Paraná

REDE MÃE PARANAENSE. Palestrante: Márcia Huçulak Secretaria de Estado da Saúde do Paraná REDE MÃE PARANAENSE Palestrante: Márcia Huçulak Secretaria de Estado da Saúde do Paraná A Rede Mãe Paranaense o o Em 2011 a SESA iniciou o processo de implantação da Rede Mãe Paranaense com a introdução

Leia mais

II SEMINÁRIO NACIONAL DE PREVENÇÃO E CONTROLE DE INFECÇÕES EM SERVIÇOS DE SAÚDE. Experiências de êxito em Higienização das Mãos

II SEMINÁRIO NACIONAL DE PREVENÇÃO E CONTROLE DE INFECÇÕES EM SERVIÇOS DE SAÚDE. Experiências de êxito em Higienização das Mãos II SEMINÁRIO NACIONAL DE PREVENÇÃO E CONTROLE DE INFECÇÕES EM SERVIÇOS DE SAÚDE Experiências de êxito em Higienização das Mãos Enfa Julia Yaeko Kawagoe SCIH Experiências de êxito em Higienização das Mãos

Leia mais

Cadastro metas para Indicadores de Monitoramento e Avaliação do Pacto pela Saúde - Prioridades e Objetivos Estado: GOIAS

Cadastro metas para Indicadores de Monitoramento e Avaliação do Pacto pela Saúde - Prioridades e Objetivos Estado: GOIAS Cadastro metas para Indicadores de Monitoramento e Avaliação do Pacto pela Saúde - Prioridades e Objetivos Estado: GOIAS PACTO PELA VIDA PRIORIDADE: I - ATENCAO A SAUDE DO IDOSO. OBJETIVO: PROMOVER A FORMACAO

Leia mais

Sistemas de Informação em Saúde. Informatização da Atenção Básica Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo (SMS-SP)

Sistemas de Informação em Saúde. Informatização da Atenção Básica Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo (SMS-SP) Sistemas de Informação em Saúde Informatização da Atenção Básica Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo (SMS-SP) Contato Cláudio Giulliano Alves da Costa, MD, MSc. Secretaria Municipal de Saúde de

Leia mais

A atenção obstétrica, neonatal, infantil e os desafios para alcançar os ODM 3, 4 e 5

A atenção obstétrica, neonatal, infantil e os desafios para alcançar os ODM 3, 4 e 5 A atenção obstétrica, neonatal, infantil e os desafios para alcançar os ODM 3, 4 e 5 A partir dos esforços para melhorar a saúde materno-infantil, tais como: Programa de Humanização do Parto e Nascimento

Leia mais

Hospital da Mulher. Maria José dos Santos Stein

Hospital da Mulher. Maria José dos Santos Stein Hospital da Mulher Maria José dos Santos Stein Hospital da Mulher Maria José dos Santos Stein Fundado em agosto de 2008 parceria da Prefeitura com a FUABC É hoje o maior centro de referência em saúde da

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2013. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2013. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Ambiente, Saúde e Segurança. Habilitação Profissional: Técnico em Enfermagem Qualificação:

Leia mais

Atenção de Média e Alta Complexidade Hospitalar: Financiamento, Informação e Qualidade. Experiência da Contratualização no Município de Curitiba

Atenção de Média e Alta Complexidade Hospitalar: Financiamento, Informação e Qualidade. Experiência da Contratualização no Município de Curitiba Atenção de Média e Alta Complexidade Hospitalar: Financiamento, Informação e Qualidade Experiência da Contratualização no Município de Curitiba 9º - AUDHOSP Águas de Lindóia Setembro/2010 Curitiba População:1.818.948

Leia mais

ANEXO II - PROGRAMAS DA PROVA ESCRITA. Enfermagem (todas as especialidades) GRUPO. CIRURGIA e TRAUMATOLOGIA BUCO MAXILO FACIAL

ANEXO II - PROGRAMAS DA PROVA ESCRITA. Enfermagem (todas as especialidades) GRUPO. CIRURGIA e TRAUMATOLOGIA BUCO MAXILO FACIAL ONDE SE LÊ: ANEXO II - PROGRAMAS DA PROVA ESCRITA ENFERMAGEM PROGRAMA DA PROVA Enfermagem (todas as especialidades) 1-Fundamentos da Enfermagem. 2-Enfermagem em Saúde Mental. 3-Enfermagem em Saúde Pública.

Leia mais

Filosofia de trabalho e missões

Filosofia de trabalho e missões Filosofia de trabalho e missões As atividades de ensino e assistência na UTI Neonatal do Hospital São Paulo, Hospital Universitário da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (HPS-EPM/Unifesp),

Leia mais

CAIXA BENEFICENTE DA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO. Portaria 1000.000006-SUP, de 1º-8-2015

CAIXA BENEFICENTE DA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO. Portaria 1000.000006-SUP, de 1º-8-2015 CAIXA BENEFICENTE DA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO Portaria 1000.000006-SUP, de 1º-8-2015 O Superintendente da Caixa Beneficente da Polícia Militar, considerando: - a imperiosidade de ampliação dos serviços

Leia mais

Agência Nacional de Saúde Suplementar

Agência Nacional de Saúde Suplementar Agência Nacional de Saúde Suplementar A agência reguladora de planos de saúde do Brasil Audiência Pública, 10 de abril de 2013 1 Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS Agência reguladora do Governo

Leia mais

SECRETARIA DA SAÚDE Consulta Popular Valores pagos em 06/06/12

SECRETARIA DA SAÚDE Consulta Popular Valores pagos em 06/06/12 MUNICÍPIO VALOR OBJETO SECRETARIA DA SAÚDE Consulta Popular Valores pagos em 06/06/12 Empenho/liquidacao para aquisicao de veiculo e equipamentos para UBS, ARARICA 30.000,00 Comp. Maio/2012, Consulta Popular

Leia mais

Atualização de $ 602,77 de Abr-2006 para Mai-2011 pelo índice INPC. Valor atualizado: $ 784,48

Atualização de $ 602,77 de Abr-2006 para Mai-2011 pelo índice INPC. Valor atualizado: $ 784,48 CONTINUO de $ 602,77 de 2006 para Mai-2011 pelo índice INPC. Valor atualizado: $ 784,48 06=0,12%; Mai-06=0,13%; Jun-06=-0,07%; Jul-06=0,11%; Ago-06=-0,02%; Set- 06=0,43%; Nov-06=0,42%; Dez-06=0,62%; Jan-07=0,49%;

Leia mais

Internação Hospitalar

Internação Hospitalar Internação Hospitalar José Carlos Prado Jr Subsecretario Geral 09 de dezembro de 2014 Plataforma de Liberação de Internação Hospitalar Portaria S/SUBGE n o 002 de 01/dez/2014 Serve para liberação de numeração

Leia mais

Atendente de Consultório 44 05 Dentário Cirurgião Dentista 44 10 Enfermeiros 44 32 Médicos 44 13 Técnico em Higiene Dental 22 07

Atendente de Consultório 44 05 Dentário Cirurgião Dentista 44 10 Enfermeiros 44 32 Médicos 44 13 Técnico em Higiene Dental 22 07 EMPREGOS PUBLICOS ESF ESTRATEGIA SAUDE DA FAMILIA Nº por Atendente de Consultório 44 05 Dentário Cirurgião Dentista 44 10 Enfermeiros 44 32 Médicos 44 13 Técnico em Higiene Dental 22 07 EMPREGOS PUBLICOS

Leia mais

Saídas Clínicas 75 42. Saídas Cirúrgicas 130 73

Saídas Clínicas 75 42. Saídas Cirúrgicas 130 73 JUSTIFICATIVAS METAS OUTUBRO DE 2013 Saídas Clínicas e Saídas Cirúrgicas Meta Realizado Saídas Clínicas 75 42 Saídas Cirúrgicas 130 73 No mês de outubro de 2013 não cumprimos a meta estipulada no contrato

Leia mais

FATURA ELETRÔNICA DO PRESTADOR Layout do Arquivo Texto Versão 1.1.1

FATURA ELETRÔNICA DO PRESTADOR Layout do Arquivo Texto Versão 1.1.1 Orientações gerais: 1. Este layout é destinado a todos os prestadores de serviços de saúde do Ipasgo. Os prestadores pessoas físicas e pessoas jurídicas nas categorias laboratório e clínicas que apresentam

Leia mais

Santamália Saúde DIADEMA ALERGOLOGIA ANALISES CLINICAS (LABORATORIO) ANGIOLOGIA / CIRURGIA VASCULAR CIRURGIA GERAL CLINICA MEDICA

Santamália Saúde DIADEMA ALERGOLOGIA ANALISES CLINICAS (LABORATORIO) ANGIOLOGIA / CIRURGIA VASCULAR CIRURGIA GERAL CLINICA MEDICA ALERGOLOGIA DIADEMA ANALISES CLINICAS (LABORATORIO) ANGIOLOGIA / CIRURGIA VASCULAR CIRURGIA GERAL CLINICA MEDICA CONSULTA P/ COLPOSCOPIA ECOCARDIOGRAMA ECODOPPLERCARDIOGRAMA INFANTIL ELETROCARDIOGRAMA

Leia mais

EQUIPAMENTOS PORTE I PORTE II PORTE III Pronto Atendimento Área de recepção e espera para público / pacientes

EQUIPAMENTOS PORTE I PORTE II PORTE III Pronto Atendimento Área de recepção e espera para público / pacientes EQUIPAMENTOS PORTE I PORTE II PORTE III Pronto Atendimento Área de recepção e espera para público / pacientes Bebedouro 1 1 2 Balcão de atendimento com espaço para 1 1 1 computadores e impressoras* Cadeira

Leia mais

Comissão Estadual de Residência Medica Processo Seletivo Unificado Residência Medica 2010

Comissão Estadual de Residência Medica Processo Seletivo Unificado Residência Medica 2010 Conforme previsto nos editais não será publicada nova listagem de convocação de excedentes. As instituições e candidatos devem seguir os procedimentos: Instituições que possuem vagas e excedentes: A instituição

Leia mais

Safra 2016/2017. Safra 2015/2016

Safra 2016/2017. Safra 2015/2016 Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado do Paraná Safra 2016/2017 Mar/16 0,6048 0,6048 0,6048 66,04 73,77 Abr 0,6232 0,6232 0,5927 64,72 72,29 Mai 0,5585 0,5878 0,5868

Leia mais

Benchmarking Hospitalar

Benchmarking Hospitalar Seminário Governança e Gestão dos hospitais de atendimento público no Brasil Rio de Janeiro, 20 de Outubro de 2014 Benchmarking Hospitalar Uma ferramenta para a melhoria do desempenho Bernard F. Couttolenc

Leia mais

DA COMISSÃO AVALIAÇÃO DE DOCUMENTOS DE ARQUIVO EDITAL Nº 01, DE 09 DE ABRIL DE 2012

DA COMISSÃO AVALIAÇÃO DE DOCUMENTOS DE ARQUIVO EDITAL Nº 01, DE 09 DE ABRIL DE 2012 DA COMISSÃO AVALIAÇÃO DE DOCUMENTOS DE ARQUIVO EDITAL Nº 01, DE 09 DE ABRIL DE 2012 A COMISSÃO DE AVALIAÇÃO DE DOCUMENTOS DE ARQUIVO (CADAR), no uso de suas atribuições, torna público o Plano de Classificação

Leia mais

AÇÕES A SEREM DESENVOLVIDAS Na "Semana 100% Mamãe e Bebê"

AÇÕES A SEREM DESENVOLVIDAS Na Semana 100% Mamãe e Bebê AÇÕES A SEREM DESENVOLVIDAS Na "Semana 100% Mamãe e Bebê" DATA LOCAL AÇÕES CONVIDADOS RESPONSÁVEIS 14/05/12 (Segunda) CRIA 8:00 às 12:00 horas Abertura da "Semana 100% Mamãe e Bebê" - Apresentação das

Leia mais

COMANDO DA AERONÁUTICA - COMAER

COMANDO DA AERONÁUTICA - COMAER COMANDO DA AERONÁUTICA - COMAER OBJETIVO Apresentar as experiências do Comando da Aeronáutica no gerenciamento de dados de custos ao longo do ano de 2013, com ênfase na utilização do Sistema de Informações

Leia mais

Indicadores hospitalares

Indicadores hospitalares Indicadores hospitalares Núcleo de Informação em Saúde de- NIS Hospital das Clínicas - FMUSP Departamento de Medicina Preventiva Faculdade de Medicina USP Hospital das Clinicas - FMUSP Complexo hospitalar

Leia mais

VIGILÂNCIA DA SÍFILIS CONGÊNITA: IMPACTO DAS MEDIDAS ADOTADAS EM UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO.

VIGILÂNCIA DA SÍFILIS CONGÊNITA: IMPACTO DAS MEDIDAS ADOTADAS EM UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO. VIGILÂNCIA DA SÍFILIS CONGÊNITA: IMPACTO DAS MEDIDAS ADOTADAS EM UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO. Verginia Medianeira Dallago Rossato José Luís Guedes dos Santos Carlos André Aita Schmitz Natália Garlet Alexandre

Leia mais

CAPACITAÇÃO PARA MULTIPLICADORES EM TESTES RÁPIDOS HIV E SÍFILIS, NO ÂMBITO DA RC

CAPACITAÇÃO PARA MULTIPLICADORES EM TESTES RÁPIDOS HIV E SÍFILIS, NO ÂMBITO DA RC MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE AÇÕES PROGRAMÁTICAS ESTRATÉGICAS ÁREA TÉCNICA DE SAÚDE DA MULHER CAPACITAÇÃO PARA MULTIPLICADORES EM TESTES RÁPIDOS HIV E SÍFILIS, NO ÂMBITO

Leia mais

O Planserv preparou essa cartilha para que você, beneficiário(a), conheça melhor a sua assistência à saúde.

O Planserv preparou essa cartilha para que você, beneficiário(a), conheça melhor a sua assistência à saúde. Olá! O Planserv preparou essa cartilha para que você, beneficiário(a), conheça melhor a sua assistência à saúde. Aqui estão contidas as informações básicas para que você possa usufruir de tudo que o Planserv

Leia mais

Sistema de Registro Eletrônico de Saúde : a Experiência do Hospital Moinhos de Vento. Hospital Moinhos de Vento

Sistema de Registro Eletrônico de Saúde : a Experiência do Hospital Moinhos de Vento. Hospital Moinhos de Vento Sistema de Registro Eletrônico de Saúde : a Experiência do Hospital Moinhos de Vento Dra. Sandra Abrantes Krug Seabra Coordenadora da Comissão de Prontuários Hospital Moinhos de Vento Porto Alegre RS Setembro

Leia mais

Enfermagem em Centro Cirúrgico. Código Instituição Vagas Duração (Anos) Hospital da Restauração 2 2. Enfermagem em Emergência Geral

Enfermagem em Centro Cirúrgico. Código Instituição Vagas Duração (Anos) Hospital da Restauração 2 2. Enfermagem em Emergência Geral Onde se lê 3. Das Vagas por Instituição de Saúde e Durações dos Programas O número de vagas oferecidas pelas diversas instituições de saúde participantes e as durações dos respectivos programas encontram-se

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO EMPRESA BRASILEIRA DE SERVIÇOS HOSPITALARES HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DA UFGD

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO EMPRESA BRASILEIRA DE SERVIÇOS HOSPITALARES HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DA UFGD EDITAL HU-UFGD/EBSERH Nº. 01, DE 16 DE MAIO DE 2016. SELEÇÃO PÚBLICA PARA VAGAS DE ESTÁGIO DO. ANEXO I VAGAS E REQUISITOS EXIGIDOS. Administração Arquitetura e Urbanismo Biomedicina curso de Administração.

Leia mais

Papel das Unidades Básicas Casa da Gestante. II Encontro das Casas da Gestante do Rio Grande do Sul SES/RS Dezembro 2009

Papel das Unidades Básicas Casa da Gestante. II Encontro das Casas da Gestante do Rio Grande do Sul SES/RS Dezembro 2009 Papel das Unidades Básicas Casa da Gestante II Encontro das Casas da Gestante do Rio Grande do Sul SES/RS Dezembro 2009 Alguns dados: Ao analisar os dados de nascimento e óbitos dos RN residentes em Canoas

Leia mais

Plano de Investimentos do Governo do Estado de São Paulo no HCFMRP - USP Quadriênio 2012-2015

Plano de Investimentos do Governo do Estado de São Paulo no HCFMRP - USP Quadriênio 2012-2015 Plano de Investimentos do Governo do Estado de São Paulo no HCFMRP - USP Quadriênio 2012-2015 Prof Dr Marcos Felipe Silva de Sá Superintendente do HCFMRP-USP Fevereiro/2014 HOSPITAL DAS CLINICAS DA FACULDADE

Leia mais

PLANO BÁSICO DE GOVERNO ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL 2013/2016. Coligação UNIÃO, TRABALHO, PROGRESSO E DESENVOLVIMENTO PT PTB PPS PDT - PT

PLANO BÁSICO DE GOVERNO ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL 2013/2016. Coligação UNIÃO, TRABALHO, PROGRESSO E DESENVOLVIMENTO PT PTB PPS PDT - PT PLANO BÁSICO DE GOVERNO ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL 2013/2016 Coligação UNIÃO, TRABALHO, PROGRESSO E DESENVOLVIMENTO PT PTB PPS PDT - PT APARICIO MENDES DE FIGUEIREDO e ROGÉRIO GARCIA DUTRA, candidatos, respectivamente,

Leia mais

Hotelaria. Reunião 05/08/2015

Hotelaria. Reunião 05/08/2015 Hotelaria Reunião 05/08/2015 PAUTA Definição dos indicadores; Registros das informações; Adesão ao programa; Participação dos hospitais; Estudo de Caso (próxima reunião); Índice do Quilo de Roupa Lavada

Leia mais

RECALL SMITHS LISTA DOS PRODUTOS ENVOLVIDOS, IMPORTADOS AO BRASIL PELA CIRÚRGICA FERNANDES, COM INFORMAÇÕES SOBRE PRODUTOS VENDIDOS E EM ESTOQUE

RECALL SMITHS LISTA DOS PRODUTOS ENVOLVIDOS, IMPORTADOS AO BRASIL PELA CIRÚRGICA FERNANDES, COM INFORMAÇÕES SOBRE PRODUTOS VENDIDOS E EM ESTOQUE DOCUMENTO 2 LISTA DOS PRODUTOS ENVOLVIDOS, IMPORTADOS AO BRASIL PELA CIRÚRGICA FERNANDES, COM INFORMAÇÕES SOBRE PRODUTOS VENDIDOS E EM ESTOQUE 100.105.025 644425 10 10 fev/05 fev/10 9660 10/10/2005 13/10/2005

Leia mais

EIXO I - Política de saúde na seguridade social, segundo os princípios da integralidade, universalidade e equidade

EIXO I - Política de saúde na seguridade social, segundo os princípios da integralidade, universalidade e equidade 10ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE: OO"TODOS USAM O SUS! SUS NA SEGURIDADE SOCIAL - POLÍTICA PÚBLICA, PATRIMÔNIO DO POVO BRASILEIRO" EIXO I - Política de saúde na seguridade social, segundo os princípios

Leia mais

SERVIÇO SOCIAL E A MEDICINA PREVENTIVA

SERVIÇO SOCIAL E A MEDICINA PREVENTIVA SERVIÇO SOCIAL E A MEDICINA PREVENTIVA NOSSA CASA A importância do Trabalho em Equipe Multidisciplinar Assistente Social Enfermeira Técnicos de enfermagem Fisioterapeuta Nutricionista Médico Psicólogo

Leia mais

I FÓRUM DE PEDIATRIA DO CFM

I FÓRUM DE PEDIATRIA DO CFM I FÓRUM DE PEDIATRIA DO CFM O currículo atual é suficiente? Christianne Martins Coordenadora da RM de Pediatria da Faculdade de Ciências Médicas/UERJ Membro do Comitê de Ensino da SOPERJ RESOLUÇÃO CNRM

Leia mais

MERIDIANO OBRAS E AÇÕES - GESTÃO 2011-2014

MERIDIANO OBRAS E AÇÕES - GESTÃO 2011-2014 MERIDIANO OBRAS E AÇÕES - GESTÃO 2011-2014 DESENVOLVIMENTO SOCIAL: celebrados 2 convênios com a Prefeitura e entidades sociais para atendimento a 15 crianças e adolescentes e 15 pessoas de outros segmentos

Leia mais

CLÍNICAS, POLICLÍNICAS E LABORATÓRIOS.

CLÍNICAS, POLICLÍNICAS E LABORATÓRIOS. REDE CREDENCIADA PRESTADORES CREDENCIADOS PARA ATENDIMENTO AOS CLIENTES DA CENTRAL NACIONAL UNIMED FILIAL SÃO LUIS DO MARANHÃO CLÍNICAS, POLICLÍNICAS E LABORATÓRIOS. REDE CREDENCIADA PRESTADORES CREDENCIADOS

Leia mais

INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DO PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA (PRM) RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM

INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DO PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA (PRM) RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM ITRUMENTO DE VLIÇÃO DO PROGRM DE RESIDÊNCI MÉDIC (PRM) RDIOLOGI E DIGNÓSTICO POR IMGEM Introdução Caro (a) médico residente O Programa de Residência Médica em Radiologia e Diagnóstico por Imagem, do Hospital

Leia mais

Palavras-chave: Triagem neonatal. Agenda política. Tempos de coletas.

Palavras-chave: Triagem neonatal. Agenda política. Tempos de coletas. A IMPORTÂNCIA DA AGENDA POLÍTICA NA EVOLUÇAO DOS TEMPOS DAS COLETAS REALIZADAS NA PRIMEIRA SEMANA DE VIDA DA TRIAGEM NEONATAL NO MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE Simone Martins de Castro 1,2 ; Solange Rosaura

Leia mais

ÍNDICE. Apresentação...02. Atendimento à comunidade...03. Instituto Metropolitano de Saúde (IMS)...04. Hospital Veterinário...08. Ação de Saúde...

ÍNDICE. Apresentação...02. Atendimento à comunidade...03. Instituto Metropolitano de Saúde (IMS)...04. Hospital Veterinário...08. Ação de Saúde... Social 2013 ÍNDICE Apresentação...02 Atendimento à comunidade...03 Instituto Metropolitano de Saúde (IMS)...04 Hospital Veterinário...08 Ação de Saúde...11 Educação Inclusiva...13 Parcerias Internacionais...15

Leia mais

Testes Rápidos de HIV e Sífilis

Testes Rápidos de HIV e Sífilis Testes Rápidos de HIV e Sífilis Videoconferência Nº 04 Ministério da Saúde Outubro de 2012 PRÉ-NATAL A partir da adesão dos municípios, recursos para: TODAS AS GESTANTES Ultrassonografia 100% das gestantes

Leia mais

c) Aplicar os princípios de pesquisa operacional mediante:

c) Aplicar os princípios de pesquisa operacional mediante: GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE SUBSECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE ATRIBUIÇÕES DOS PROFISSIONAIS DA EQUIPE DE SAÚDE PROGRAMA MUNICIPAL DE CONTROLE DA HANSENÍASE 1. Atribuições

Leia mais

Sistema Regional de Saúde Restinga e Extremo-Sul. Porto Alegre - RS

Sistema Regional de Saúde Restinga e Extremo-Sul. Porto Alegre - RS Sistema Regional de Saúde Restinga e Extremo-Sul Porto Alegre - RS Associação Hospitalar Moinhos de Vento Instituição Filantrópica sem fins lucrativos Fundada em 02/10/1927 Programa de Apoio ao Desenvolvimento

Leia mais

POLÍTICA ESTADUAL DE ATENÇÃO INTEGRAL ÀS PESSOAS COM DOENÇA FALCIFORME E OUTRAS HEMOGLOBINOPATIAS

POLÍTICA ESTADUAL DE ATENÇÃO INTEGRAL ÀS PESSOAS COM DOENÇA FALCIFORME E OUTRAS HEMOGLOBINOPATIAS POLÍTICA ESTADUAL DE ATENÇÃO INTEGRAL ÀS PESSOAS COM DOENÇA FALCIFORME E OUTRAS HEMOGLOBINOPATIAS Introdução As Hemoglobinopatias compreendem um grupo de distúrbios hereditários que afetam a síntese de

Leia mais

Discussão sobre a Regulamentação da Lei nº 12.101, de 27 de novembro de 2009.

Discussão sobre a Regulamentação da Lei nº 12.101, de 27 de novembro de 2009. MINISTÉRIO DA SAÚDE Discussão sobre a Regulamentação da Lei nº 12.101, de 27 de novembro de 2009. Organizadores: Comissão de Educação, Cultura e Esporte e Comissão de Assuntos Sociais do Senado Federal.

Leia mais

QUALIHOSP 2013 Secretaria de Saúde de São Bernardo do Campo

QUALIHOSP 2013 Secretaria de Saúde de São Bernardo do Campo REDES DE ATENÇÃO EM SAÚDE: A EXPERIÊNCIA DE SÃO BERNARDO DO CAMPO QUALIHOSP 2013 Secretaria de Saúde de São Bernardo do Campo SÃO BERNARDO DO CAMPO É O 5º MUNICÍPIO DO ESTADO DE SP EM POPULAÇÃO E ORÇAMENTO

Leia mais

ANEXO IV INDICADORES ESTRATÉGICOS PARA A REDE CEGONHA

ANEXO IV INDICADORES ESTRATÉGICOS PARA A REDE CEGONHA ANEXO IV INDICADORES ESTRATÉGICOS PARA A REDE CEGONHA OBJETIVO: MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO DA IMPLANTAÇÃO E QUALIFICAÇÃO DA REDE CEGONHA NOME DO INDICADOR DEFINIÇÃO INTERPRETAÇÃO MÉTODO DE CÁLCULO cadastradas

Leia mais