RESUMO DA DESPESA DO ÓRGÃO POR PROGRAMA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RESUMO DA DESPESA DO ÓRGÃO POR PROGRAMA"

Transcrição

1 Página : 1 de 18 Assembleia Nacional Presidência Da República Prog. De Reestrut.E Modern. Das Forças De Def. E Segurança Gabinete Do Vice-Presidente Da República Tribunal Constitucional Programa De Desenv. De Sist. De Apoio A Processos Eleitorais Conselho Superior Da Magistratura Judicial Tribunal Supremo Tribunal De Contas Supremo Tribunal Militar Ministério Da Defesa Nacional Prog. De Reestrut.E Modern. Das Forças De Def. E Segurança Programa De Desenvolvimen. Da Marinha Mercante E Fluvial Ministério Do Interior Prog. De Reestrut.E Modern. Das Forças De Def. E Segurança Subprog.Reab.Cont.E Equip.De Infraest..Dos Serv.Prisionais Ministério Das Relações Exteriores Ministério Da Justiça Total Geral: Programa De Reforma E Modernização Da Adm. Da Justiça , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,56% 0,56% 2,44% 1,64% 0,32% 0,42% 0,11% 0,14% 0,13% 7,81% 7,27% 0,52% 4,42% 4,08% 0,12% 0,12% 0,92% 0,92% 0,58% 0,44%

2 Página : 2 de 18 Prog.De Reforma E Modernização Dos Registos E Notariado Programa De Modernização Da Identificação Civil Programa De Reab.Dos Serviços Da Justiça Nas Províncias Ministério Da Administração Do Território Programa De Desenv. De Sist. De Apoio A Processos Eleitorais Programa De Capacitação Dos Rec. Humanos Da Adm. Pública Ministério Do Planeamento Programa De Desenvolvimento Dos Serviços De Educação Programa De Melhoria Dos Serv. Públicos A Nível Municipal Programa De Criação De Infraestruturas Comerciais Ministério Das Finanças Prog.Reab.E Melhoria De Infraest. De Apoio Activ. Económica Programa De Reforma E Moderniz. Da Gestão Fin. Pública Ministério Da Economia Ministério Da Assistência E Reinserção Social Programa Nacional De Desminagem Prog.A.Social E F.Prof.Crianças E Adol.Sit.Vulnerabilidade Ministério Dos Assuntos Parlamentares Ministério Da Agricultura E Desenvolvimento Rural E Pescas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,00 0,58% 0,21% 0,37% 0,47% 0,16% 0,21% 2,16% 0,90% 0,86% 0,17% 0,18% 0,45% 0,11% 0,26% 1,03% 0,20% 0,13%

3 Página : 3 de 18 Programa De Exp. Da Capacidade De Prod. De Energia Electrica Programa De Combate Às Grandes Endemias Prog.De Apoio A Prod.Agricola, Comercial E Exportações Prog.De Gestão Dos Recurs.Pesqueiros E Sustentabilidade Prog.De Reapet.Da Frota Pesq.E Recup Das Infraestruturas Programa De Construção E Reab.De Perimetros Irrigados Programa De Desenvolvim.E Gestão Sust.Dos Rec.Florestais Programa De Promoção Da Mulher Rural Programa De Promoção De Pólos Agro-Industriais Ministério Da Admin.Púb.Emprego E Segurança Social Programa De Melhoria Dos Serv. Públicos A Nível Municipal Prog.De Reforço Cap.Instit.Sist.De Emp.E Form.Profissional Ministério Dos Petróleos Ministério Da Comunicação Social Programa De Melhoria Do Serviço Público De Comunic. Social Ministério Do Comércio Programa De Criação De Infraestruturas Comerciais Ministério Dos Transportes Programa De Capacitação Dos Rec. Humanos Da Adm. Pública Prog.De Apoio Ao Aum.Da Ofert.E Da Qual.Transp.Rodoviário Prog.De Reab.E Dotação De Infraestrut.Do Ensino Superior Prog.De Recostrução E Desenv.Dos Caminhos-De-Ferro Prog.De Recup.E Moderniz.De Infraest.Aer.E Do Transp.Aéreo Prog.De Recuperação E Moderniz.De Infraestrut.Portuárias Programa De Desenvolvimen. Da Marinha Mercante E Fluvial Ministério Da Hotelaria E Turismo , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,00 0,15% 0,26% 0,12% 1,74% 1,38% 0,31% 0,12% 0,12% 1,22% 0,10% 0,07% 0,38% 0,23% 0,13% 0,23%

4 Página : 4 de 18 Programa De Divulg.E Promoção Do Potencial Turístico Ministério Da Geologia, Minas E Da Indústria Programa De Administração E Gestão De Recursos Minerais Programa De Apoio Ao Sector Privado Ministério Da Juventude E Desportos Programa Angola Jovem Ministério Da Saúde Programa De Capacitação Dos Rec. Humanos Da Adm. Pública Programa De Combate Às Grandes Endemias Programa De Luta Contra O Vih/Sida Programa De Melhoria Da Saúde Materno-Infantil Ministério Do Ensino Superior E Da Ciência E Tecnologia Prog.De Bols.De Estudo De Ap.Est.Do E.Sup.E Investigadores Prog.De Implem.Do Sist.Nac.De Ciência E Tecnol.E Inovação Prog.De Implem.Do Sistem.Nac.De Ciência Tecnol.E Inovação Programa De Melhoria Do Ensino Supérior Público Minist. Das Telecomunicações E Tecnologias De Informação Programa De Capacitação Dos Rec. Humanos Da Adm. Pública Programa Reab.E Cont.Das Infraest.Bás.De Telecomunicações Prog.De Implem.Do Sistem.Nac.De Ciência Tecnol.E Inovação Prog.De Reab.E Dotação De Infraestrut.Do Ensino Superior Ministério Dos Antigos Combatentes E Veteranos Da Pátria , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,00 0,30% 0,20% 0,20% 0,16% 1,82% 0,96% 0,41% 0,22% 0,11% 0,85% 0,48% 0,29% 0,43% 0,19% 0,15% 0,10%

5 Página : 5 de 18 Ministério Da Energia E Das Águas Programa De Exp. Da Capacidade De Prod. De Energia Electrica Programa Água Para Todos Prog.De Electrif.Rural-Des.De Peq.Centrais Hidroeléctricas Prog.De Electrif.Rural-Des.E Utiliz.De Energias Renováveis Prog.De Exp.Da Capacidade De Transp.De Energia Eléctrica Prog.Reab.E Amp.Das Redes Reg.De Dist.Energ.Eléctrica Prog.Reab.E Amp.Das Redes Urban.De Dist.Energ.Eléctrica Programa De Desenvolv.E Utilização Dos Recursos Hídricos Ministério Do Urbanismo E Construção Programa Nacional De Desminagem Prog.De Apoio Ao Aum.Da Ofert.E Da Qual.Transp.Rodoviário Prog.De Reab.E Dotação De Infraestrut.Do Ensino Superior Prog.De Recup.E Moderniz.De Infraest.Aer.E Do Transp.Aéreo Prog.De Reforço Cap.Instit.Sist.De Emp.E Form.Profissional Programa De Geodesia E Cartografia Programa De Promoção De Pólos Agro-Industriais Programa De Valorização Do Património Histórico Cultural Programa Nacional Do Ambiente Ministério Da Educação Programa De Reforma Educativa Programa De Desenvolvimento Do Sistema De Ensino Especial Programa De Alfabetização E De Recuper.Do Atraso Escolar Ministério Da Cultura , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,00 2,80% 0,60% 0,92% 0,22% 0,17% 0,37% 0,13% 0,25% 5,35% 0,13% 2,10% 0,20% 0,13% 0,18% 0,67% 1,59% 0,41% 0,12% 0,22% 0,11%

6 Página : 6 de 18 Programa De Valorização Do Património Histórico Cultural Ministério Da Família E Prom. Da Mulher Prog.De Apoio As Questões Do Género E Prom.Da Mulher Prog.De Valoriz.Da Familia E Aum.Das Compet.Familiares Ministério Do Ambiente Programa Nacional Do Ambiente Secretaria De Estado Para Os Direitos Humanos Secretariado Do Conselho De Ministros Procuradoria Geral Da República Sistema De Segurança Nacional Prog. De Reestrut.E Modern. Das Forças De Def. E Segurança Inspecção Geral Da Administ. Do Estado Comissão Nacional Eleitoral Programa De Desenv. De Sist. De Apoio A Processos Eleitorais Governo Provincial Do Bengo Prog. De Reestrut.E Modern. Das Forças De Def. E Segurança , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,00 0,25% 0,25% 1,16% 0,85% 0,22% 0,07% 0,33% 0,33% 0,55% 0,28%

7 Página : 7 de 18 Programa Nacional De Desminagem Programa De Combate Às Grandes Endemias Programa Água Para Todos Prog.A.Social E F.Prof.Crianças E Adol.Sit.Vulnerabilidade Prog.De Exp.Da Capacidade De Transp.De Energia Eléctrica Prog.De Reab.E Dotação De Infraestrut.Do Ensino Superior Prog.De Reforço Cap.Instit.Sist.De Emp.E Form.Profissional Programa De Desenvolv.E Utilização Dos Recursos Hídricos Programa De Divulg.E Promoção Do Potencial Turístico Programa De Valorização Do Património Histórico Cultural Programa De Combate Às Grandes Endemias Programa De Desenvolvimento Dos Serviços De Educação Programa De Desenvolvimento Do Sistema De Ensino Especial Prog.A.Social E F.Prof.Crianças E Adol.Sit.Vulnerabilidade Prog.De Reab.E Dotação De Infraestrut.Do Ensino Superior Prog.Reab.E Amp.Das Redes Urban.De Dist.Energ.Eléctrica , , , , , , , , , , , , , , , , , ,00 Governo Provincial De Benguela , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,00 1,35% 1,03%

8 Página : 8 de 18 Governo Provincial Do Bié Programa De Melhoria Do Serviço Público De Comunic. Social Programa De Exp. Da Capacidade De Prod. De Energia Electrica Programa De Capacitação Dos Rec. Humanos Da Adm. Pública Programa De Combate Às Grandes Endemias Programa De Luta Contra O Vih/Sida Programa De Reforma Educativa Programa De Expansão Dos Serviços Púb.De Comun.Social Prog.De Apoio A Prod.Agricola, Comercial E Exportações Prog.De Apoio Ao Aum.Da Ofert.E Da Qual.Transp.Rodoviário Prog.De Exp.Da Capacidade De Transp.De Energia Eléctrica Programa Angola Jovem Programa Nacional Do Ambiente Governo Provincial De Cabinda Programa De Melhoria Do Serviço Público De Comunic. Social , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,00 0,72% 0,54% 0,98% 0,34%

9 Página : 9 de 18 Programa Nacional De Desminagem Programa De Combate Às Grandes Endemias Prog.De Exp.Da Capacidade De Transp.De Energia Eléctrica Prog.De Gestão Dos Recurs.Pesqueiros E Sustentabilidade Prog.De Reab.E Dotação De Infraestrut.Do Ensino Superior Prog.De Reforço Cap.Instit.Sist.De Emp.E Form.Profissional Prog.Reab.E Amp.Das Redes Urban.De Dist.Energ.Eléctrica Programa De Criação De Infraestruturas Comerciais Programa De Exp. Da Capacidade De Prod. De Energia Electrica Programa De Desenvolvimento Dos Serviços De Saúde Programa De Desenvolvimento Dos Serviços De Educação Programa De Reforma Educativa Programa De Expansão Dos Serviços Púb.De Comun.Social Programa Água Para Todos Prog.De Gestão Dos Recurs.Pesqueiros E Sustentabilidade , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,00 Governo Provincial Do Huambo , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,00 0,09% 0,12% 1,07% 0,73%

10 Página : 10 de 18 Programa De Desenvolv.E Utilização Dos Recursos Hídricos Programa De Divulg.E Promoção Do Potencial Turístico Programa De Garação De Emprego E Rendimento Programa De Melhoria Do Ensino Supérior Público Programa De Valorização Do Património Histórico Cultural Programa Nacional Do Ambiente Governo Provincial Da Huila Programa De Capacitação Dos Rec. Humanos Da Adm. Pública Prog.De Apoio A Prod.Agricola, Comercial E Exportações Prog.Reab.E Amp.Das Redes Urban.De Dist.Energ.Eléctrica Governo Provincial Do Kuando-Kubango Prog. De Reestrut.E Modern. Das Forças De Def. E Segurança Programa De Exp. Da Capacidade De Prod. De Energia Electrica , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,00 1,04% 0,73% 0,61% 0,27%

11 Página : 11 de 18 Programa Reab.E Cont.Das Infraest.Bás.De Telecomunicações Programa De Desenvolvimento Dos Serviços De Saúde Programa De Desenvolvimento Dos Serviços De Educação Programa De Expansão Dos Serviços Púb.De Comun.Social Prog.A.Social E F.Prof.Crianças E Adol.Sit.Vulnerabilidade Prog.Reab.E Amp.Das Redes Urban.De Dist.Energ.Eléctrica Programa De Criação De Infraestruturas Comerciais Programa De Valorização Do Património Histórico Cultural Governo Provincial Do Kunene Programa Nacional De Desminagem Programa De Desenvolvimento Dos Serviços De Saúde Programa De Desenvolvimento Dos Serviços De Educação Prog.De Gestão Dos Recurs.Pesqueiros E Sustentabilidade Prog.De Reab.E Dotação De Infraestrut.Do Ensino Superior Prog.Reab.E Amp.Das Redes Urban.De Dist.Energ.Eléctrica Governo Provincial Do Kuanza-Norte , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,00 0,50% 0,28% 0,53% 0,22%

12 Página : 12 de 18 Prog.De Exp.Da Capacidade De Transp.De Energia Eléctrica Prog.Reab.E Amp.Das Redes Reg.De Dist.Energ.Eléctrica Programa Angola Jovem Programa De Reab.Dos Serviços Da Justiça Nas Províncias Governo Provincial Do Kwanza-Sul Programa De Criação De Infraestruturas Comerciais Programa De Melhoria Do Ensino Supérior Público Governo Provincial De Luanda Programa De Exp. Da Capacidade De Prod. De Energia Electrica , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,00 0,62% 0,40% 0,07% 3,81% 2,26% 0,10% 0,11% 0,19%

13 Página : 13 de 18 Programa De Combate Às Grandes Endemias Programa De Luta Contra O Vih/Sida Programa De Melhoria Da Saúde Materno-Infantil Programa De Desenvolvimento Do Sistema De Ensino Especial Prog.De Apoio Ao Aum.Da Ofert.E Da Qual.Transp.Rodoviário Prog.Reab.E Amp.Das Redes Urban.De Dist.Energ.Eléctrica Programa De Criação De Infraestruturas Comerciais Governo Provincial Da Lunda-Norte Prog.A.Social E F.Prof.Crianças E Adol.Sit.Vulnerabilidade Governo Provincial Da Lunda-Sul Prog.Reab.E Melhoria De Infraest. De Apoio Activ. Económica Programa De Capacitação Dos Rec. Humanos Da Adm. Pública , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,00 0,29% 0,07% 0,09% 0,10% 0,27% 0,49% 0,18% 0,50% 0,25%

14 Página : 14 de 18 Programa Reab.E Cont.Das Infraest.Bás.De Telecomunicações Programa De Desenvolvimento Dos Serviços De Saúde Programa De Melhoria Da Saúde Materno-Infantil Prog.A.Social E F.Prof.Crianças E Adol.Sit.Vulnerabilidade Prog.De Exp.Da Capacidade De Transp.De Energia Eléctrica Prog.Reab.E Amp.Das Redes Reg.De Dist.Energ.Eléctrica Prog.Reab.E Amp.Das Redes Urban.De Dist.Energ.Eléctrica Programa De Exp. Da Capacidade De Prod. De Energia Electrica Programa De Combate Às Grandes Endemias Programa De Reforma Educativa Programa De Desenvolvimento Do Sistema De Ensino Especial Prog.A.Social E F.Prof.Crianças E Adol.Sit.Vulnerabilidade Prog.De Apoio Ao Aum.Da Ofert.E Da Qual.Transp.Rodoviário Prog.Reab.E Amp.Das Redes Reg.De Dist.Energ.Eléctrica Programa Angola Jovem , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,00 Governo Provincial De Malanje , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,00 0,78% 0,42%

15 Página : 15 de 18 Programa De Divulg.E Promoção Do Potencial Turístico Programa De Inovação E Competitividade Programa De Melhoria Do Ensino Supérior Público Programa De Reab.Dos Serviços Da Justiça Nas Províncias Governo Provincial Do Moxico Programa De Melhoria Da Saúde Materno-Infantil Prog.A.Social E F.Prof.Crianças E Adol.Sit.Vulnerabilidade Prog.De Reforço Cap.Instit.Sist.De Emp.E Form.Profissional Prog.Reab.E Amp.Das Redes Reg.De Dist.Energ.Eléctrica Governo Provincial Do Namibe Programa De Melhoria Do Serviço Público De Comunic. Social Prog.Reab.E Melhoria De Infraest. De Apoio Activ. Económica Programa De Capacitação Dos Rec. Humanos Da Adm. Pública , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,00 0,07% 0,68% 0,43% 0,43% 0,28%

16 Página : 16 de 18 Programa De Desenvolvimento Dos Serviços De Saúde Programa De Expansão Dos Serviços Púb.De Comun.Social Prog.De Apoio Ao Aum.Da Ofert.E Da Qual.Transp.Rodoviário Prog.De Gestão Dos Recurs.Pesqueiros E Sustentabilidade Prog.Reab.E Amp.Das Redes Reg.De Dist.Energ.Eléctrica Prog.Reab.E Amp.Das Redes Urban.De Dist.Energ.Eléctrica Governo Provincial Do Uige Prog. De Reestrut.E Modern. Das Forças De Def. E Segurança Programa De Expansão Dos Serviços Púb.De Comun.Social Prog.De Exp.Da Capacidade De Transp.De Energia Eléctrica Programa De Desenvolv.E Utilização Dos Recursos Hídricos Governo Provincial Do Zaire Prog. De Reestrut.E Modern. Das Forças De Def. E Segurança , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,00 0,81% 0,55% 0,09% 0,48% 0,26%

17 Página : 17 de 18 Programa De Reforma E Modernização Da Adm. Da Justiça Prog.Reab.E Melhoria De Infraest. De Apoio Activ. Económica Programa De Exp. Da Capacidade De Prod. De Energia Electrica Programa Reab.E Cont.Das Infraest.Bás.De Telecomunicações Programa De Desenvolvimento Dos Serviços De Saúde Programa De Desenvolvimento Dos Serviços De Educação Prog.A.Social E F.Prof.Crianças E Adol.Sit.Vulnerabilidade Prog.De Apoio A Prod.Agricola, Comercial E Exportações Prog.De Apoio Ao Aum.Da Ofert.E Da Qual.Transp.Rodoviário Prog.De Reab.E Dotação De Infraestrut.Do Ensino Superior Prog.De Reforço Cap.Instit.Sist.De Emp.E Form.Profissional Programa De Criação De Infraestruturas Comerciais Programa De Promoção De Pólos Agro-Industriais Encargos Gerais Do Estado Programa De Reforma E Moderniz. Da Gestão Fin. Pública Reservas Gabinete De Obras Especiais , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,00 43,65% 41,38% 0,68% 0,13% 0,30% 1,00% 1,06% 0,09%

18 Página : 18 de 18 Programa De Realojamento Da População Programa De Valorização Do Património Histórico Cultural , , , , ,00 0,12% 0,26% 0,39% 0,16%

República de Moçambique Ministério das Finanças SISTAFE

República de Moçambique Ministério das Finanças SISTAFE República de Moçambique Ministério das Finanças SISTAFE Data de Geração: 01/10/2012 Orçamento do Estado para Ano de 2013 Código Designação 0101 Presidência da República 150,000.00 0.00 150,000.00 0105

Leia mais

RESUMO DAS DESPESAS DO ÓRGÃO POR UO E ÓRGÃO DEPENDENTE

RESUMO DAS DESPESAS DO ÓRGÃO POR UO E ÓRGÃO DEPENDENTE Página : 1 de 42 Total Geral: Assembleia Nacional Assembleia Nacional Assembleia Nacional Provedoria De Justiça Presidência Da República Secretaria Geral Da Presidência Da República Secretaria Geral Da

Leia mais

CONDIÇÕES FAVORÁVEIS À PROMOÇÃO DO INVESTIMENTO PRIVADO NA AGRICULTURA. Lisboa, 20-21 de Janeiro de 20111

CONDIÇÕES FAVORÁVEIS À PROMOÇÃO DO INVESTIMENTO PRIVADO NA AGRICULTURA. Lisboa, 20-21 de Janeiro de 20111 CONDIÇÕES FAVORÁVEIS À PROMOÇÃO DO INVESTIMENTO PRIVADO NA AGRICULTURA Lisboa, 20-21 de Janeiro de 20111 Por: António Prata, Director do Departamento de Informação e Relações Internacionais Objectivos

Leia mais

RESUMO DAS DESPESAS DE FUNCIONAMENTO DO ÓRGÃO POR UO

RESUMO DAS DESPESAS DE FUNCIONAMENTO DO ÓRGÃO POR UO Página : 1 de 45 Total Geral: Assembleia Nacional Assembleia Nacional Acções De Assistência E Patrocinio Judiciario Desenvolvimento Da Actividade Legislativa Presidência Da República Secretaria Geral Da

Leia mais

Empreendedorismo: Experiências de Angola

Empreendedorismo: Experiências de Angola Empreendedorismo: Experiências de Angola Globalização Resulta Redução do emprego formal Esbarra Visão Empreendedora Exige Necessidade de mudança Mecanismos de Incentivo ao Empreendedorismo Programas do

Leia mais

COMUNICADO DE IMPRENSA

COMUNICADO DE IMPRENSA COMUNICADO DE IMPRENSA O Presidente da República, José Eduardo dos Santos, presidiu hoje, no Palácio Presidencial da Cidade Alta, à reunião do Sector Produtivo, que tinha na sua agenda o relatório das

Leia mais

Investimento Privado em Angola

Investimento Privado em Angola Abril 2013 Investimento Privado em Angola Sectores Económicos Prioritários Investimento Privado em Angola Sectores Económicos Prioritários Sectores económicos prioritários Agricultura e Pecuária Indústria

Leia mais

MINISTÉRIO DO ENSINO SUPERIOR PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO DE QUADROS

MINISTÉRIO DO ENSINO SUPERIOR PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO DE QUADROS MINISTÉRIO DO ENSINO SUPERIOR PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO DE QUADROS O PNFQ E O MINISTÉRIO DO ENSINO SUPERIOR Ministério do Ensino Superior é responsável pela formação de quadros superiores altamente especializados

Leia mais

DOTAÇÃO ORÇAMENTAL POR ORGÃO

DOTAÇÃO ORÇAMENTAL POR ORGÃO Página : 76 Órgão: 311 - Despesas Com O Pessoal Civil 321 - Contribuições Do Empregador Para A Segurança Social 331 - Bens 332 - Serviços 352 - Transferencias Correntes 411 - Aquisição De Bens De Capital

Leia mais

Republica de Angola Ministério da Agricultura Instituto dos Serviços de Veterinária

Republica de Angola Ministério da Agricultura Instituto dos Serviços de Veterinária Republica de Angola Ministério da Agricultura Instituto dos Serviços de Veterinária REUNIÃO DOS DIRECTORES DE PRODUÇÃO ANIMAL, RECURSOS ANIMAIS EM AFRICA de 14 15 de Abril de 2013 - ABIDJAN, CÔTE D IVOIRE

Leia mais

MERSADEV. www.mersadev.co.ao MERSAGROUP

MERSADEV. www.mersadev.co.ao MERSAGROUP MERSADEV www.mersadev.co.ao MERSAGROUP O QUE NOS DIFERENCIA MÉTODO FLEXÍVEL RESULTADOS FORMAÇÃO 80% PRÁTICA GESTÃO DE PROJECTO QUALITY CONTROL DISPONIBILIDADE QUALQUER HORÁRIO NA SUA EMPRESA 90% DE SATISFAÇÃO

Leia mais

INVESTIMENTO ESTRANGEIRO

INVESTIMENTO ESTRANGEIRO INVESTIMENTO ESTRANGEIRO 1 Operações de investimento estrangeiro (%) Outros investimentos 2 Processo de investimento externo Reinvestimento externo ETAPAS DE INVESTIMENTO 3 INCENTIVOS E BENEFÍCIOS FISCAIS

Leia mais

SITUAÇÃO ACTUAL E PROJECTADA NOS PLANOS NACIONAIS E NO PROGRAMA EXECUTIVO DO SECTOR ELÉCTRICO DE 2009

SITUAÇÃO ACTUAL E PROJECTADA NOS PLANOS NACIONAIS E NO PROGRAMA EXECUTIVO DO SECTOR ELÉCTRICO DE 2009 I-INTRODUÇÃO II-SITUA SITUAÇÃO ACTUAL E PROJECTADA NOS PLANOS NACIONAIS E NO PROGRAMA EXECUTIVO DO SECTOR ELÉCTRICO DE 2009 II-PRIORIDADES DO PROGRAMA EXECUTIVO DO SECTOR ELÉCTRICO DE 2009 IV CALENDÁRIO

Leia mais

NTRODUÇÃO ======================================= 1. 1 Considerações Iniciais

NTRODUÇÃO ======================================= 1. 1 Considerações Iniciais ------------------ NTRODUÇÃO ======================================= 1. 1 Considerações Iniciais A ANIP Agência Nacional para o Investimento Privado é o órgão do Governo encarregue da execução, coordenação,

Leia mais

OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTO NO SECTOR DOS TRANSPORTES E LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO

OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTO NO SECTOR DOS TRANSPORTES E LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTO NO SECTOR DOS TRANSPORTES E LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO FÓRUM ECONÓMICO E DE NEGÓCIOS ANGOLA-ITÁLIA Fevereiro 2014 INDÍCE: Estratégia do Sector 2013-2017; Áreas/Projectos com

Leia mais

DESTAQUES LEGISLATIVOS JUNHO 2014

DESTAQUES LEGISLATIVOS JUNHO 2014 ANGOLA DESTAQUES LEGISLATIVOS ECONOMIA DECRETO EXECUTIVO CONJUNTO N.º 157/14 MINISTÉRIOS DA ECONOMIA E DAS FINANÇAS Sumário: Aprova o Regulamento com os Procedimentos de Implementação e Monitorização dos

Leia mais

SITUAÇÃO ACTUAL DA EPIDEMIA DO VIH/SIDA EM ANGOLA

SITUAÇÃO ACTUAL DA EPIDEMIA DO VIH/SIDA EM ANGOLA Embaixada da República de Angola no Reino Unido da Grã-Bretanha e República da Irlanda do Norte SITUAÇÃO ACTUAL DA EPIDEMIA DO VIH/SIDA EM ANGOLA 22 Dorset Street London W1U 6QY United Kingdom embassy@angola.org.uk;

Leia mais

POST CONFERENCE WORKSHOP PRIMEIRA PARTE Enquadramento Legal, Regulamentar, Burocrático e Fiscal. Módulo 3 Incentivos ao investimento

POST CONFERENCE WORKSHOP PRIMEIRA PARTE Enquadramento Legal, Regulamentar, Burocrático e Fiscal. Módulo 3 Incentivos ao investimento POST CONFERENCE WORKSHOP PRIMEIRA PARTE Enquadramento Legal, Regulamentar, Burocrático e Fiscal Módulo 3 Incentivos ao investimento 5 de Julho de 2012 1 Sumário UMA SOCIEDADE DE ADVOGADOS DE REFERÊNCIA,

Leia mais

www.h3p.pt Um parceiro para o Desenvolvimento de Angola

www.h3p.pt Um parceiro para o Desenvolvimento de Angola www.h3p.pt Um parceiro para o Desenvolvimento de Angola A H3P, UM PARCEIRO PARA O DESENVOLVIMENTO EM ANGOLA APRESENTAÇÃO A h3p, Engenharia e Gestão, S.A., é uma empresa de direito angolana, constituída

Leia mais

SISTEMA DE PROTECÇÃO SOCIAL EM ANGOLA

SISTEMA DE PROTECÇÃO SOCIAL EM ANGOLA SISTEMA DE PROTECÇÃO SOCIAL EM ANGOLA I- CONTEXTO 1- A assistência social é uma abordagem que visa proteger os grupos mais vulneráveis tendo em conta critérios rigorosos para uma pessoa se habilitar a

Leia mais

MISSÃO EMPRESARIAL. ANGOLA - BENGUELA E MALANGE 8 a 16 de Novembro de 2014

MISSÃO EMPRESARIAL. ANGOLA - BENGUELA E MALANGE 8 a 16 de Novembro de 2014 MISSÃO EMPRESARIAL ANGOLA - BENGUELA E MALANGE 8 a 16 de Novembro de 2014 ANGOLA Com capital na cidade de Luanda, Angola é um país da costa ocidental de África, cujo território principal é limitado a norte

Leia mais

ORÇAMENTO CIDADÃO 2014

ORÇAMENTO CIDADÃO 2014 ORÇAMENTO CIDADÃO 214 Um compromisso do Governo com o Cidadão República de Angola Ministério das Finanças ORÇAMENTO CIDADÃO 214 O que é o PND? O Plano Nacional de Desenvolvimento (PND) 213-217, elaborado

Leia mais

República de Angola MINISTÉRIO DA JUSTIÇA. Uma experiência de Gestão da Qualidade pelo Normativo Internacional ISO 9001 num Organismo Público

República de Angola MINISTÉRIO DA JUSTIÇA. Uma experiência de Gestão da Qualidade pelo Normativo Internacional ISO 9001 num Organismo Público República de Angola MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Uma experiência de Gestão da Qualidade pelo Normativo Internacional ISO 9001 num Organismo Público Depois de inflação de 3 dígitos em 2002 Consolidação Macroeconómica

Leia mais

PROGRAMA: 0553 - Atuação Legislativa da Câmara dos Deputados. PROGRAMA: 0551 - Atuação Legislativa do Senado Federal

PROGRAMA: 0553 - Atuação Legislativa da Câmara dos Deputados. PROGRAMA: 0551 - Atuação Legislativa do Senado Federal PROGRAMA: 0553 - Atuação Legislativa da Câmara dos Deputados 3.172.280 9.772.013 Despesas Correntes 2.964.653 9.031.347 Despesas de Capital 207.627 740.666 3.172.280 12.944.292 9.772.013 PROGRAMA: 0551

Leia mais

INAMET INSTITUTO NACIONAL DE METEOROLOGIA E GEOFÍSICA

INAMET INSTITUTO NACIONAL DE METEOROLOGIA E GEOFÍSICA ACTUALIZAÇÃO DA PREVISÃO SAZONAL PARA A ÉPOCA 2013/2014 REFERENTE AO PERÍODO DE JANEIRO-FEVEREIRO-MARÇO DE 2014 JANEIRO, 2014 LUANDA-ANGOLA 1 1. INTRODUÇÃO Os peritos da área do clima dos países da Comunidade

Leia mais

Anexo II - Programas de Gestão, Manutenção e Serviços ao Estado

Anexo II - Programas de Gestão, Manutenção e Serviços ao Estado Anexo II - Programas de Gestão, Manutenção e Serviços ao Estado PROGRAMA: 0553 - Atuação Legislativa da Câmara dos Deputados 3.185.780 9.806.513 Despesas Correntes 2.978.153 9.065.847 Despesas de Capital

Leia mais

O SISTEMA DA PROTECÇÃO SOCIAL EM ANGOLA: FUNDAMENTOS, OBJECTIVOS E MEIOS DE FINANCIAMENTO

O SISTEMA DA PROTECÇÃO SOCIAL EM ANGOLA: FUNDAMENTOS, OBJECTIVOS E MEIOS DE FINANCIAMENTO O SISTEMA DA PROTECÇÃO SOCIAL EM ANGOLA: FUNDAMENTOS, OBJECTIVOS E MEIOS DE FINANCIAMENTO DR. MANUEL MOREIRA Coordenador do PSGSS ENAD. 16 DE NOVEMBRO DE 2015 OBJECTIVOS DA PROTECÇÃO SOCIAL EM ANGOLA Atenuar

Leia mais

Construir Angola Cimentar Parcerias

Construir Angola Cimentar Parcerias Construir Cimentar Parcerias Aspectos fiscais do investimento português em Rosa Areias em AICCOPN em Tributação das pessoas colectivas principais impostos: Imposto Industrial Imposto sobre a Aplicação

Leia mais

Investir em Angola A nova Lei do Investimento Privado

Investir em Angola A nova Lei do Investimento Privado Investir em Angola A nova Lei do Investimento Privado Aprovação da nova Lei do Investimento Privado em Angola Lei nº 14/15, de 11 de Agosto Investimento Privado Para efeitos da presente Lei, considera-se

Leia mais

Oportunidades de Investimento

Oportunidades de Investimento República de Angola Ministério da Energia e Águas Oportunidades de Investimento Fevereiro 2014 MINEA Oportunidades de Investimento 0 Agenda 1 Angola País em Desenvolvimento 2 Dinâmicas da Indústria de

Leia mais

DIAGNÓSTICO DA DESCENTRALIZAÇÃO FISCAL EM ANGOLA

DIAGNÓSTICO DA DESCENTRALIZAÇÃO FISCAL EM ANGOLA DRAFT-01 DIAGNÓSTICO DA DESCENTRALIZAÇÃO FISCAL EM ANGOLA Maria Cristina Mac Dowell (Coordenadora) Érika Amorim Araújo Alexandre Sobreira Cialdini Nicoletta Ferruglio Luanda, agosto de 2006 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

Lei sobre os Incentivos Fiscais e Aduaneiros ao Investimento Privado. LEI No.17/03 de 25 de JULHO

Lei sobre os Incentivos Fiscais e Aduaneiros ao Investimento Privado. LEI No.17/03 de 25 de JULHO Lei sobre os Incentivos Fiscais e Aduaneiros ao Investimento Privado LEI No.17/03 de 25 de JULHO Artigo 1.º Âmbito da aplicação A presente lei regula os procedimentos, os tipos e modalidades de concessão

Leia mais

PTSE Programa de Transformação do Sector Eléctrico

PTSE Programa de Transformação do Sector Eléctrico PTSE Programa de Transformação do Sector Eléctrico João Saraiva Engenheiro Ministério da Energia e Águas Luanda, 24 a 27 de Setembro de 2013 CONFERÊNCIA INTERNACIONAL SOBRE ENERGIA E ÁGUAS INTERNATIONAL

Leia mais

Demonstrativo de Funções, Subfunções e Programas por Projetos e Atividades - Anexo VII

Demonstrativo de Funções, Subfunções e Programas por Projetos e Atividades - Anexo VII 01 Legislativa 3.000.000 52.200.000 55.200.000 01031 Ação Legislativa 7.834.000 7.834.000 010310028 ATUAÇÃO LEGISLATIVA DA CÂMARA MUNICIPAL DE 7.834.000 7.834.000 01122 Administração Geral 3.000.000 38.140.000

Leia mais

LEI N.º /03. de de. Nestes termos, ao abrigo da alínea f) do artigo 90º da Lei Constitucional, a Assembleia Nacional aprova a seguinte:

LEI N.º /03. de de. Nestes termos, ao abrigo da alínea f) do artigo 90º da Lei Constitucional, a Assembleia Nacional aprova a seguinte: LEI N.º /03 de de A existência de uma Lei Geral Tributária é hoje corrente em muitos Estados, representando um instrumento de racionalização, de estruturação e de estabilidade dos sistemas tributários.

Leia mais

Organização e funcionamento do XII Governo Regional da Madeira. b) Secretaria Regional dos Assuntos Parlamentares e Europeus;

Organização e funcionamento do XII Governo Regional da Madeira. b) Secretaria Regional dos Assuntos Parlamentares e Europeus; Organização e funcionamento do XII Governo Regional da Madeira Estrutura do Governo Regional da Madeira A estrutura do Governo Regional da Madeira é a seguinte: a) Presidência do Governo; b) Secretaria

Leia mais

Província de Cabinda

Província de Cabinda Província de Cabinda Conselho de Ministros Decreto-Lei n.º 1/07 De 2 de Janeiro Considerando a necessidade da aprovação do Estatuto Especial para a Província de Cabinda estabelecido nos termos do Memorando

Leia mais

Luís Conceição Jorge Dias OPORTUNIDADES DE NEGÓCIO PORTUGAL ANGOLA

Luís Conceição Jorge Dias OPORTUNIDADES DE NEGÓCIO PORTUGAL ANGOLA Luís Conceição Jorge Dias OPORTUNIDADES DE NEGÓCIO CAPITAL: LISBOA CAPITAL: LUANDA AIA Março 2012 OPORTUNIDADES DE NEGÓCIO Caracterização do Mercado Angolano 1,2 milhões de Km2 Fronteiras com RDC, Zâmbia

Leia mais

REPÚBLICA DE ANGOLA MINISTÉRIO DA INDÚSTRIA GABINETE DO SECRETARIO DE ESTADO

REPÚBLICA DE ANGOLA MINISTÉRIO DA INDÚSTRIA GABINETE DO SECRETARIO DE ESTADO 1 Caracterizacao do Sector Industrial; Os Grandes Objectivos do Sector Industrial e as Accoes em curso; As Infra-estruturas de Apoio as Actividades Produtivas; As Oportunidades de Negocios no Sector Industrial

Leia mais

Actividades relacionadas com o património cultural. Actividades relacionadas com o desporto

Actividades relacionadas com o património cultural. Actividades relacionadas com o desporto LISTA E CODIFICAÇÃO DAS ÁREAS DE ACTIVIDADES Actividades relacionadas com o património cultural 101/801 Artes plásticas e visuais 102/802 Cinema, audiovisual e multimédia 103/803 Bibliotecas 104/804 Arquivos

Leia mais

Plano Plurianual DESENVOLVIMENTO, PRODUTIVIDADE E INCLUSÃO SOCIAL ANEXO II

Plano Plurianual DESENVOLVIMENTO, PRODUTIVIDADE E INCLUSÃO SOCIAL ANEXO II Plano Plurianual 216 219 DESENVOLVIMENTO, PRODUTIVIDADE E INCLUSÃO SOCIAL ANEXO II PROGRAMA: 21 - Aprimoramento do Ministério Público Orçamentos Fiscal e da Seguridade Social 82.71 268.863 Despesas Correntes

Leia mais

MINISTÉRIO DO AMBIENTE

MINISTÉRIO DO AMBIENTE República de Angola MINISTÉRIO DO AMBIENTE PLANO DE ACÇÃO NACIONAL SOBRE MARFIM NIAP 2015-2016 12 de Fevereiro de 2015 0 Abreviatura: DINIC DIPIC DNB DNF IDF INBAC INTERPOL ME MINHOTUR MINJDH NIAP UNODEC

Leia mais

Agência de Cooperação Internacional do Japão na República de Angola

Agência de Cooperação Internacional do Japão na República de Angola Agência de Cooperação Internacional do Japão na República de Angola O que é JICA? Agência Internacional vinculada ao Ministério dos Negócios Estrangeiros do Japão Órgão responsável pela IMPLEMENTAÇÃO de

Leia mais

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES DA 2ª COMISSÃO COMISSÃO DE DEFESA, SEGURANÇA NACIONAL E ORDEM INTERNA

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES DA 2ª COMISSÃO COMISSÃO DE DEFESA, SEGURANÇA NACIONAL E ORDEM INTERNA RELATÓRIO DE ACTIVIDADES DA 2ª COMISSÃO COMISSÃO DE DEFESA, SEGURANÇA NACIONAL E ORDEM INTERNA Após as eleições gerais de 2008 e indicado os Deputados pelo Partido com assento no Parlamento, constituiu-se

Leia mais

REPÚBLICA DE ANGOLA ASSEMBLEIA NACIONAL PROGRAMA DE DIVULGAÇÃO DA CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA DE ANGOLA NOS MUNICÍPIOS DA PROVÍNCIA DE LUANDA

REPÚBLICA DE ANGOLA ASSEMBLEIA NACIONAL PROGRAMA DE DIVULGAÇÃO DA CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA DE ANGOLA NOS MUNICÍPIOS DA PROVÍNCIA DE LUANDA REPÚBLICA DE ANGOLA PROGRAMA DE DIVULGAÇÃO DA CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA DE ANGOLA NOS MUNICÍPIOS DA PROVÍNCIA DE LUANDA N.º DATA DELEGAÇÃO MUNICIPIO ACTIVIDADE 1 FRANCISCO DE CASTRO MARIA- RUTH ADRIANO

Leia mais

Programa de Transformação do Sector Eléctrico. Apresentação na Conferência 30 e 31 de Maio de 2013 Luanda

Programa de Transformação do Sector Eléctrico. Apresentação na Conferência 30 e 31 de Maio de 2013 Luanda Programa de Transformação do Sector Eléctrico Apresentação na Conferência 30 e 31 de Maio de 2013 Luanda 30 de Maio de 2013 1 Programa de Transformação do Sector Eléctrico Agenda 1. Enquadramento do Programa

Leia mais

AS INFRAESTRUTURAS DOS TRANSPORTES EM ANGOLA

AS INFRAESTRUTURAS DOS TRANSPORTES EM ANGOLA AS INFRAESTRUTURAS DOS TRANSPORTES EM ANGOLA LUANDA, 26 DE MAIO DE 2014 INDÍCE: Estratégia do Sector 2013-2017; Potenciais áreas para o investimento público e privado. 1. PRINCIPAL ORIENTAÇÃO DO SECTOR

Leia mais

INTERNACIONALIZAÇÃO DE PME: ANGOLA

INTERNACIONALIZAÇÃO DE PME: ANGOLA INTERNACIONALIZAÇÃO DE PME: ANGOLA 12 de Junho de 2013 Índice REGIME DO INVESTIMENTO ESTRANGEIRO CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA ESTRANGEIRA OU DE GESTÃO REGIME CAMBIAL SISTEMA FISCAL Regime

Leia mais

ESTADO DO TOCANTINS SECRETARIA DO PLANEJAMENTO E ORCAMENTO EXERCICIO: 2016 SIOR - SISTEMA ORCAMENTARIO R$ 1,00

ESTADO DO TOCANTINS SECRETARIA DO PLANEJAMENTO E ORCAMENTO EXERCICIO: 2016 SIOR - SISTEMA ORCAMENTARIO R$ 1,00 COD ORGAO LEGISLATIVA JUDICIARIA ESSENCIAL A ADMINISTRACAO JUSTICA 01 ASSEMBLEIA LEGISLATIVA 219.950.000 03 TRIBUNAL DE CONTAS 114.101.360 30.000 04 TRIBUNAL DE CONTAS - ENT. VINCULADAS 180.139 05 TRIBUNAL

Leia mais

O Sector Bancário Angolano. Fernando Costa Lima Luanda, 3 de Julho de 2012

O Sector Bancário Angolano. Fernando Costa Lima Luanda, 3 de Julho de 2012 O Sector Bancário Angolano Fernando Costa Lima Luanda, 3 de Julho de 2012 1 Julho de 2012 The big picture... 23 (2011) 47% (Abril 2012) 7 Bancos (#) Quota depósitos a ordem 21% Bancos Angolanos no Top

Leia mais

QUESTÕES LEGAIS/FISCAIS

QUESTÕES LEGAIS/FISCAIS ANGOLA: QUESTÕES LEGAIS/FISCAIS Porto, 06 de Março de 2012 ÍNDICE Parte I Parte II FORMAS DE REPRESENTAÇÃO SOCIEDADES SUCURSAIS E ESCRITÓRIOS DE REPRESENTAÇÃO Parte III ASPECTOS ESSENCIAIS DO REGIME FISCAL

Leia mais

9. PROJECTOS ESTRUTURANTES PRIORITÁRIOS

9. PROJECTOS ESTRUTURANTES PRIORITÁRIOS 9. PROJECTOS ESTRUTURANTES PRIORITÁRIOS 9.1. Estruturantes - Conceito 132. Os projectos estruturantes (PE) são investimentos de dimensão significativa, de natureza pública ou privada, que concorrem para

Leia mais

Valorização Energética dos Resíduos Derivados do Sector Pecuário

Valorização Energética dos Resíduos Derivados do Sector Pecuário 1º ENCONTRO LUSO-ANGOLANO DE ECONOMIA, SOCIOLOGIA E DESENVOLVIMENTO RURAL Valorização Energética dos Resíduos Derivados do Sector Pecuário BIAVANGA GUEVARA ZIONE 16 a 18 de Outubro de 2008, Universidade

Leia mais

Zonas de Desenvolvimento Elegíveis para Efeitos da Atribuição de Incentivos Financeiros

Zonas de Desenvolvimento Elegíveis para Efeitos da Atribuição de Incentivos Financeiros Sectores Alvo Tendo em vista implementar a sua visão de uma transição para uma economia de mercado forte, o Governo de Angola, por intermédio da ANIP, promove activamente o investimento privado por parte

Leia mais

Como Investir em Angola

Como Investir em Angola Como Investir em Angola 1 2 ANIP -Agência AgênciaNacional Nacionalpara parao InvestimentoPrivado A ANIP é a entidade governamental responsável pela execução da política nacional relativa ao investimento

Leia mais

Relatório de Progresso da Resposta Global à SIDA (GARPR, 2014) República de Angola

Relatório de Progresso da Resposta Global à SIDA (GARPR, 2014) República de Angola REPUBLÍCA DE ANGOLA MINISTÉRIO DA SAÚDE INSTITUTO NACIONAL DE LUTA CONTRA A SIDA Relatório de Progresso da Resposta Global à SIDA (GARPR, 2014) República de Angola Maio de 2014 1 2 Índice I. Breve estado

Leia mais

1 093 225 Receitas Próprias

1 093 225 Receitas Próprias - Programação Plurianual do 213 Investimento por Programas e Medidas Página 1 Anos anteriores 213 214 215 Anos Seguintes TOTAL VICE PRESIDÊNCIA DO GOVERNO 41 - INOVAÇAO E QUALIDADE 1 - PROMOÇAO DA INOVAÇAO

Leia mais

MENSAGEM SOBRE O ESTADO DA NAÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA JOSÉ EDUARDO DOS SANTOS, PRESIDENTE DA REPÚBLICA DE ANGOLA

MENSAGEM SOBRE O ESTADO DA NAÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA JOSÉ EDUARDO DOS SANTOS, PRESIDENTE DA REPÚBLICA DE ANGOLA MENSAGEM SOBRE O ESTADO DA NAÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA JOSÉ EDUARDO DOS SANTOS, PRESIDENTE DA REPÚBLICA DE ANGOLA Luanda, 15 de Outubro de 2014 SENHOR PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA NACIONAL, ILUSTRES CONVIDADOS,

Leia mais

LISTAGEM DAS PRESTAÇÕES, DOS PROGRAMAS E DOS PROJECTOS EM PROTECÇÃO SOCIAL ENAD. 16 DE NOVEMBRO. 2015

LISTAGEM DAS PRESTAÇÕES, DOS PROGRAMAS E DOS PROJECTOS EM PROTECÇÃO SOCIAL ENAD. 16 DE NOVEMBRO. 2015 LISTAGEM DAS PRESTAÇÕES, DOS E DOS EM PROTECÇÃO SOCIAL ENAD. 16 DE NOVEMBRO. 2015 I PRESTAÇÕES SOCIAIS 1. MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA, TRABALHO E SEGURANÇA SOCIAL Pensão de reforma ordinária Decreto

Leia mais

RECEITAS ADMINISTRADAS POR SERVIÇOS INTEGRADOS EM 2013 INFORMAÇÃO PRESTADA PELOS SERVIÇOS

RECEITAS ADMINISTRADAS POR SERVIÇOS INTEGRADOS EM 2013 INFORMAÇÃO PRESTADA PELOS SERVIÇOS Ministério 01 Encargos Gerais do Estado 1206 SUPREMO TRIBUNAL DE JUSTIÇA 1207 SUPREMO TRIBUNAL ADMINISTRATIVO 2334 CONSELHO ECONÓMICO E SOCIAL 3045 COMISSÃO NACIONAL DE PROTEÇÃO DE DADOS 04 02 04 040199

Leia mais

Projeto Twendela kumwe 1

Projeto Twendela kumwe 1 Avaliação Intercalar Ano 1 Janeiro 2011 - Janeiro 2012 Projeto Twendela kumwe 1 - Capacitação Institucional da Cáritas de Angola - SUMÁRIO EXECUTIVO RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO INTERCALAR - ANO 1 [01 DE JANEIRO

Leia mais

Condições Legais de Acesso ao Mercado

Condições Legais de Acesso ao Mercado Condições Legais de Acesso ao Mercado Página 1/10 Índice 1. Regime Geral de Importação 2 2. Regime de Investimento Estrangeiro 6 3. Quadro Legal 7 Página 2/10 1. Regime Geral de Importação No contexto

Leia mais

Potencial de Desenvolvimento e o Plano de Desenvolvimento Económico da Província de Cabinda

Potencial de Desenvolvimento e o Plano de Desenvolvimento Económico da Província de Cabinda GOVERNO PROVINCIAL DE CABINDA Fórum Empresarial Angola- USA Potencial de Desenvolvimento e o Plano de Desenvolvimento Económico da Província de Cabinda GOVERNO PROVINCIAL DE CABINDA Agenda Sociedade Angolana

Leia mais

Seminário sobre Energia Eléctrica, Luanda, 8 & 9 Setembro 2011, UAN Produção de Energia eléctrica em Angola O mix actual e perspectivas futuras

Seminário sobre Energia Eléctrica, Luanda, 8 & 9 Setembro 2011, UAN Produção de Energia eléctrica em Angola O mix actual e perspectivas futuras Seminário sobre Energia Eléctrica, Luanda, 8 & 9 Setembro 2011, UAN Produção de Energia eléctrica em Angola O mix actual e perspectivas futuras Por ENE-E.P. ENE-E.P. Empresa Nacional de Electricidade (ENE-E.P).

Leia mais

Apresentação Institucional. FERMAT Materiais de Construção, S.A. Luanda, Janeiro de 2010 - Republica de Angola

Apresentação Institucional. FERMAT Materiais de Construção, S.A. Luanda, Janeiro de 2010 - Republica de Angola Apresentação Institucional FERMAT Materiais de Construção, S.A. Luanda, Janeiro de 2010 - Republica de Angola 1 Índice 1. Grupo Importrading 2. Fermat Company Profile 3. Produtos comercializados 4. Nova

Leia mais

Newsletter de Outubro de 2014 DIREITO PÚBLICO, AMBIENTE & URBANISMO

Newsletter de Outubro de 2014 DIREITO PÚBLICO, AMBIENTE & URBANISMO Newsletter de Outubro de 2014 DIREITO PÚBLICO, AMBIENTE & URBANISMO Fevereiro de 2013 Novidades Legislativas ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA LOCAL Portaria n.º 209/2014 - Diário da República n.º 197/2014, Série

Leia mais

PROGEST, fundada no ano de 1989 em Luanda, Angola como uma Empresa de Projectos Técnicos, Consultoria e Gestão, por:

PROGEST, fundada no ano de 1989 em Luanda, Angola como uma Empresa de Projectos Técnicos, Consultoria e Gestão, por: PROGEST, fundada no ano de 1989 em Luanda, Angola como uma Empresa de Projectos Técnicos, Consultoria e Gestão, por: Manuel Alfredo Resende de Oliveira (Engenheiro Civil Instituto Superior Técnico) Valério

Leia mais

Visão e Estrategia Guiné-Bissau 2025 - Dominio das Infra-estruturas. Macau, 5 de Junho de 2015

Visão e Estrategia Guiné-Bissau 2025 - Dominio das Infra-estruturas. Macau, 5 de Junho de 2015 REPÚBLICA DA GUINÉ-BISSAU Encontro Ministerial «Desafios para Cooperação entre China e os Paises de Lingua Portuguesa no dominio das Infra-estruturas: Alternativas de Financiamento» Visão e Estrategia

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO 2006-2011

PLANO ESTRATÉGICO 2006-2011 PLANO ESTRATÉGICO 2006-2011 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Versão 0/Junho 2006 INDICE 1. Introdução 2. Visão, missão, valores 3. A estrutura do plano 4. Programa 1 6. Programa 2 Reforço da administração da justiça

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CASTELO CONSOLIDADO ESPÍRITO SANTO 27.165

PREFEITURA MUNICIPAL DE CASTELO CONSOLIDADO ESPÍRITO SANTO 27.165 001 - CÂMARA MUNICIPAL DE CASTELO 001 - CÂMARA MUNICIPAL DE CASTELO 01 Legislativa 1.405.502,77 1.405.502,77 01031 Ação Legislativa 1.405.502,77 1.405.502,77 010310001 APOIO ADMINISTRATIVO DA CÂMARA MUNICIPAL

Leia mais

Memorando Sobre o Estado da Cooperação entre a República de Angola e a União Europeia

Memorando Sobre o Estado da Cooperação entre a República de Angola e a União Europeia REPÚBLICA DE ANGOLA MINISTÉRIO DO PLANEAMENTO UNIDADE TÉCNICA E ADMINISTRATIVA PARA A COOPERAÇÃO ACP-CE Memorando Sobre o Estado da Cooperação entre a República de Angola e a União Europeia Junho de 2003

Leia mais

Código Especificação Fiscal Seg.Social Investimentos Total

Código Especificação Fiscal Seg.Social Investimentos Total 100 Fortalecimento da Atuação Legislativa 8.475.000 8.475.000 101 Fortalecimento do Controle Externo Estadual 80.649.880 80.649.880 102 Fortalecimento do Controle Externo Municipal 3.245.000 3.245.000

Leia mais

LEI DE INCENTIVOS E BENEFÍCIOS FISCAIS AO INVESTIMENTO PRIVADO Lei nº 17 / 03 de 25 de Julho

LEI DE INCENTIVOS E BENEFÍCIOS FISCAIS AO INVESTIMENTO PRIVADO Lei nº 17 / 03 de 25 de Julho LEI DE INCENTIVOS E BENEFÍCIOS FISCAIS AO INVESTIMENTO PRIVADO Lei nº 17 / 03 de 25 de Julho a) Critérios de Aplicação sector de actividade zonas de desenvolvimento zonas económicas especiais b) Objectivos

Leia mais

R$ 1,00 2012 2013 2014 2015 Total. VALORES PREVISTOS POR UNIDADE ORÇAMENTÁRIA R$ 1,00 2012 2013 2014 2015 Total Unidades Orçamentárias

R$ 1,00 2012 2013 2014 2015 Total. VALORES PREVISTOS POR UNIDADE ORÇAMENTÁRIA R$ 1,00 2012 2013 2014 2015 Total Unidades Orçamentárias PPA 212-215 PROGRAMA - 546 - Gestão, Manutenção e Serviços ao Estado Valor Global R$ 1, 2.888.542.769 2.993.951.96 3.133.467.663 3.281.47.521 12.297.369.859 ÓRGAO:1 - Assembleia Legislativa VALORES PREVISTOS

Leia mais

MINISTÉRIO DA PLANIFICAÇÃO E DESENVOLVIMENTO ESTRATÉGIA DE DESENVOLVIMENTO RURAL

MINISTÉRIO DA PLANIFICAÇÃO E DESENVOLVIMENTO ESTRATÉGIA DE DESENVOLVIMENTO RURAL República de Moçambique MINISTÉRIO DA PLANIFICAÇÃO E DESENVOLVIMENTO ESTRATÉGIA DE DESENVOLVIMENTO RURAL Maputo, 06 de Outubro de 2006 1 PORQUE INSISTIR NO MEIO RURAL? Representa mais de 95% do território

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CASTELO - ES CONSOLIDADO ESPÍRITO SANTO 27.165

PREFEITURA MUNICIPAL DE CASTELO - ES CONSOLIDADO ESPÍRITO SANTO 27.165 001 - CÂMARA MUNICIPAL DE CASTELO 001 - CÂMARA MUNICIPAL DE CASTELO 01 Legislativa 2.410.000,00 450.000,00 2.860.000,00 01031 Ação Legislativa 2.410.000,00 450.000,00 2.860.000,00 010310001 APOIO ADMINISTRATIVO

Leia mais

DESTAQUES LEGISLATIVOS MAIO 2015

DESTAQUES LEGISLATIVOS MAIO 2015 ANGOLA DESTAQUES LEGISLATIVOS AGRICULTURA E PECUÁRIA DECRETO PRESIDENCIAL N.º 89/15 PRESIDENTE DA REPÚBLICA Sumário: Aprova o Regulamento de Classificação e Inspecção de Ovos. DECRETO PRESIDENCIAL N.º

Leia mais

MINISTÉRIO DAS FINANÇAS PIDDAC 2004

MINISTÉRIO DAS FINANÇAS PIDDAC 2004 MINISTÉRIO DAS FINANÇAS PIDDAC 2004 Lisboa ÍNDICE Síntese por Ministérios Síntese por Sectores Programas Orçamentais Síntese Mapa XV Encargos Gerais do Estado 1 Ministério das Finanças 29 Ministério da

Leia mais

AS ENERGIAS RENOVÁVEIS EM ANGOLA: DESAFIOS E OPORTUNIDADES

AS ENERGIAS RENOVÁVEIS EM ANGOLA: DESAFIOS E OPORTUNIDADES AS ENERGIAS RENOVÁVEIS EM ANGOLA: DESAFIOS E OPORTUNIDADES Engª Sandra Cristóvão Directora Nacional de Energias Renováveis Ministério da Energia e Águas Luanda, 24 a 27 de Setembro de 2013 CONFERÊNCIA

Leia mais

PORTARIA N o 42, DE 14 DE ABRIL DE 1999 (ATUALIZADA) (*) (Publicada no D.O.U. de 15.04.99)

PORTARIA N o 42, DE 14 DE ABRIL DE 1999 (ATUALIZADA) (*) (Publicada no D.O.U. de 15.04.99) PORTARIA N o 42, DE 14 DE ABRIL DE 1999 (ATUALIZADA) (*) (Publicada no D.O.U. de 15.04.99) Atualiza a discriminação da despesa por funções de que tratam o inciso I do 1 o do art. 2 o e 2 o do art. 8 o,

Leia mais

TRABALHO DO UNFPA EM ANGOLA 2009-2014

TRABALHO DO UNFPA EM ANGOLA 2009-2014 1 15 JANUARY 2015 UNFPA BECAUSE EVERYONE COUNTS UNFPA Angola Country office Newsletter Nº14 TRABALHO DO UNFPA EM ANGOLA 2009-2014 O UNFPA EM ANGOLA A cooperação do UNFPA com o governo de Angola iniciou

Leia mais

REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE GABINETE DO PRIMEIRO MINISTRO INSTITUTO DE INOVAÇÃO E CONHECIMENTO CADERNO DE ENCARGOS

REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE GABINETE DO PRIMEIRO MINISTRO INSTITUTO DE INOVAÇÃO E CONHECIMENTO CADERNO DE ENCARGOS REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE GABINETE DO PRIMEIRO MINISTRO INSTITUTO DE INOVAÇÃO E CONHECIMENTO (Unidade Disciplina - Trabalho) CADERNO DE ENCARGOS Fornecimento de Backbone de Fibra Óptica

Leia mais

III. DESENVOLVIMENTO DA PROGRAMAÇÃO FINANCEIRA DO INVESTIMENTO

III. DESENVOLVIMENTO DA PROGRAMAÇÃO FINANCEIRA DO INVESTIMENTO PIDDAR 2009 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA 111 III. DESENVOLVIMENTO DA PROGRAMAÇÃO FINANCEIRA DO INVESTIMENTO PIDDAR 2010 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA 113 Quadro I Programação do Investimento por Programas

Leia mais

adaptados às características e expectativas dos nossos Clientes, de modo a oferecer soluções adequadas às suas necessidades.

adaptados às características e expectativas dos nossos Clientes, de modo a oferecer soluções adequadas às suas necessidades. A Protteja Seguros surge da vontade de contribuir para o crescimento do mercado segurador nacional, através da inovação, da melhoria da qualidade de serviço e de uma política de crescimento sustentável.

Leia mais

PROGRAMA DE INVESTIMENTOS PÚBLICOS DO SECTOR DE ÁGUA E SANEAMENTO DE ANGOLA EM 2009. Apresentado por: Pedro Silva (DNA/SEA) Maio de 2009

PROGRAMA DE INVESTIMENTOS PÚBLICOS DO SECTOR DE ÁGUA E SANEAMENTO DE ANGOLA EM 2009. Apresentado por: Pedro Silva (DNA/SEA) Maio de 2009 JORNADAS TÉCNICAS SUBSAHARIANAS DE ÁGUA E SANEAMENTO PROGRAMA DE INVESTIMENTOS PÚBLICOS DO SECTOR DE ÁGUA E SANEAMENTO DE ANGOLA EM 2009 Apresentado por: Pedro Silva (DNA/SEA) Maio de 2009 1-CONSTRUÇÃO

Leia mais

Índice. Páginas. Capitulo

Índice. Páginas. Capitulo Índice Capitulo Páginas I Introdução II Descrição de riscos no país III Aspectos institucionais e compromissos políticos IV Aplicações/instrumentos de gestão de riscos V Gestão de conhecimentos VI Planos

Leia mais

O SUCESSO CONSTRÓI-SE COM A AJUDA DE ESPECIALISTAS

O SUCESSO CONSTRÓI-SE COM A AJUDA DE ESPECIALISTAS APRESENTAÇÃO O SUCESSO CONSTRÓI-SE COM A AJUDA DE ESPECIALISTAS CONTACTOS Lubango-Angola Rua Aníbal de Melo (Edifício dos Médicos) Telefax (+244) 261222934/ (+244) 26124113 Luanda - Angola Rua Rainha Ginga

Leia mais

Ministério do Comércio

Ministério do Comércio Ministério do Comércio Decreto executivo n.º 11/01 de 9 de Março A actualização e capacitação técnico profissional dos trabalhadores do Ministério do Comércio e de particulares buscam o aperfeiçoamento

Leia mais

MAPA XVI DESPESAS CORRESPONDENTES A PROGRAMAS

MAPA XVI DESPESAS CORRESPONDENTES A PROGRAMAS DESPESAS CORRESPONDENTES A ANO ECONÓMICO DE 2004 Página 1 P-001-SOCIEDADE DE INFORMAÇÃO - COMPETITIVIDADE E COESÃO SOCIAL ATRAVÉS DA PROMOÇÃO DO ACESSO À INFORMAÇÃO 144 887 817 1 724 800 612 632 796 358

Leia mais

MINISTÉRIO DAS FINANÇAS E DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

MINISTÉRIO DAS FINANÇAS E DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 906-() Diário da República,.ª série N.º 56 de Março de 00 MINISTÉRIO DAS FINANÇAS E DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Portaria n.º 7-A/00 de de Março O Decreto -Lei n.º 8/00, de 9 de Março, prevê, no seu artigo

Leia mais

FUNDOS ESPECIAIS FUNCOES CODIGO! NOME! LEGISLATIVA! JUDICIARIA! ESSENCIAL A JUSTICA! ADMINISTRACAO!!!!

FUNDOS ESPECIAIS FUNCOES CODIGO! NOME! LEGISLATIVA! JUDICIARIA! ESSENCIAL A JUSTICA! ADMINISTRACAO!!!! DEMONSTRATIVO DA DESPESA POR ORGAOS E ANEXO 9 DA LEI 4.320/64 11/02/2016 FOLHA: 1 CODIGO! NOME! LEGISLATIVA! JUDICIARIA! ESSENCIAL A JUSTICA! ADMINISTRACAO 02610 FUNDO ESP. DE MOD. DO CONT. EXT. DO 13.615.465,42

Leia mais

10122 ADMINISTRAÇÃO GERAL 252.311,25 101220001 SUSTENTAÇÃO ADMINISTRATIVA 252.311,25 Total Unidade: 252.311,25

10122 ADMINISTRAÇÃO GERAL 252.311,25 101220001 SUSTENTAÇÃO ADMINISTRATIVA 252.311,25 Total Unidade: 252.311,25 2-0216 - SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE 10 SAÚDE 10122 ADMINISTRAÇÃO GERAL 101220001 SUSTENTAÇÃO ADMINISTRATIVA Total : 04 ADMINISTRAÇÃO 0217 - SECRETARIA MUNICIPAL DE COMUNICAÇÃO SOCIAL 04122 ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS. Decreto-Lei n.º 86-A/2011 de 12 de Julho

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS. Decreto-Lei n.º 86-A/2011 de 12 de Julho PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS Decreto-Lei n.º 86-A/2011 de 12 de Julho Legislar sobre a sua organização e funcionamento é uma competência constitucional exclusiva do Governo. Na sua orgânica, o

Leia mais

ASSEMBLEIA NACIONAL. Lei n.º 14/91 de 11 de Maio

ASSEMBLEIA NACIONAL. Lei n.º 14/91 de 11 de Maio ASSEMBLEIA NACIONAL Lei n.º 14/91 de 11 de Maio A criação das condições materiais e técnicas para a edificação em Angola de um Estado democrático de direito é um dos objectivos a atingir, na actual fase

Leia mais

Através de projectos estruturantes, 1. construir as referências da modernidade dos países e das regiões, 2. criar redes sólidas de suporte ao

Através de projectos estruturantes, 1. construir as referências da modernidade dos países e das regiões, 2. criar redes sólidas de suporte ao Desenvolvimento Através de projectos estruturantes, 1. construir as referências da modernidade dos países e das regiões, 2. criar redes sólidas de suporte ao desenvolvimento económico, 3. mobilizar os

Leia mais

MODIFICAÇÕES MAIS RELEVANTES INTRODUZIDAS PELA NOVA LEI DO INVESTIMENTO PRIVADO

MODIFICAÇÕES MAIS RELEVANTES INTRODUZIDAS PELA NOVA LEI DO INVESTIMENTO PRIVADO MODIFICAÇÕES MAIS RELEVANTES INTRODUZIDAS PELA NOVA LEI DO INVESTIMENTO PRIVADO Sofia Vale Agosto de 2015 Foi publicada recentemente a nova Lei do Investimento Privado 1 (doravante A Nova LIP ), que contém

Leia mais

REPÚBLICA DE ANGOLA. em Angola GOVERNO DA ANGOLA

REPÚBLICA DE ANGOLA. em Angola GOVERNO DA ANGOLA REPÚBLICA DE ANGOLA Promoção e Protecção Social em Angola GOVERNO DA ANGOLA EXPERIÊNCIA DE ANGOLA EM PROMOÇÃO E PROTECÇÃO SOCIAL BREVE MONOGRAFIA DE ANGOLA 1. SÍNTESE GEOGRÁFICA A República de Angola

Leia mais

Projecto de Apoio Institucional aos Sectores de Águas e Saneamento no âmbito do 10º Fundo Europeu de Desenvolvimento (10.ACP.ANG.

Projecto de Apoio Institucional aos Sectores de Águas e Saneamento no âmbito do 10º Fundo Europeu de Desenvolvimento (10.ACP.ANG. Projecto de Apoio Institucional aos Sectores de Águas e Saneamento no âmbito do 10º Fundo Europeu de Desenvolvimento (10.ACP.ANG.01) PAISAS VISÃO GERAL - 1 COMPONENTES - Informação Chave do Projecto ConMngências

Leia mais

DESTAQUES LEGISLATIVOS JULHO 2015

DESTAQUES LEGISLATIVOS JULHO 2015 ANGOLA DESTAQUES LEGISLATIVOS AMBIENTE E TURISMO DECRETO EXECUTIVO N.º 469/15 MINISTÉRIO DO AMBIENTE DIÁRIO DA REPÚBLICA Iª SÉRIE N.º 103, DE 13 DE JULHO DE 2015 Sumário: Proíbe o abate em território nacional

Leia mais