A CÂMARA DIGITAL A CAPTURA DE UMA IMAGEM NUMA CÂMARA DIGITAL ENVOLVE OS SEGUINTES PROCESSOS:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A CÂMARA DIGITAL A CAPTURA DE UMA IMAGEM NUMA CÂMARA DIGITAL ENVOLVE OS SEGUINTES PROCESSOS:"

Transcrição

1 A CÂMARA DIGITAL A CAPTURA DE UMA IMAGEM NUMA CÂMARA DIGITAL ENVOLVE OS SEGUINTES PROCESSOS:

2 EXISTEM TRÊS TIPOS DE SENSORES UTILIZADOS NAS CÂMARAS DIGITAIS: CCD - Charge Coupled Device CMOS - Complimentary Metal Oxide Semiconductor Foveon - Um chip de Quartz transparente com 3 camadas de CMOS Os sensores CCD e CMOS são ambos semicondutores de metal oxidado feito de sílica. Possuem uma sensibilidade idêntica ao espectro visível e ao espectro Infra Vermelho próximo. Ambos convertem a luz incidente em electrões de uma forma semelhante, conseguem apenas sentir a quantidade/nível de luz mas não a sua cor. Imagens a cor são criadas através da colocação em cada pixel de um filtro de cor (vermelho, verde ou azul). A informação das cores ausentes em cada pixel é criada pela média dos pixeis vizinhos.

3 COMPARAÇÂO ENTRE SENSORES CCD Tradição de produção de sensores de alto desempenho Grande gama dinâmica Baixo ruído e melhor Dmax Tecnologia estabelecida Elevado consumo de energia Produção cara e difícil Fiabilidade moderada Pixeis de menor tamanho possibilitam sensores menores (câmaras menores) Necessita circuitos externos O sinal análogo criado pelo CCD é convertido fora do chip CMOS Menor desempenho (evoluções positivas em modelos recentes) Gama dinâmica moderada Mais ruído (evoluções positivas em modelos recentes) Tecnologia recente Baixo consumo de energia Produção em massa - mais barato Alta fiabilidade dada a integração do chip Pixeis maiores de mais facil integração nas câmaras actuais Circuitos integrados no chip O CMOS converte o sinal no próprio chip

4 SENSOR CCD

5 SENSOR CMOS

6 SENSOR CCD NORMAL SENSOR FUJI

7 SENSOR FUJI SENSOR FOVEON

8 Câmara Tipo Pixeis efectivos (milhões) Dimensão de imagem Dist. focal Dimensão do sensor (mm) Dimensão do pixel (µm) Canon EOS-D30 CMOS x x 22.7 x x 9.9 Canon EOS-1D CCD x x 27.0 x x 10.8 Nikon D100 CCD x x 23.7 x x 7.8 Canon EOS-D60 CMOS x x 22.7 x x 7.4 Nikon D1x CCD x x 23.7 x x 11.7 APS-C negative Film n/a n/a 23.4 x 16.7 n/a Canon EOS-1Ds CMOS x 2704 n/a 35.8 x x 8.8 Kodak DCS-14n CMOS x 3024 n/a 36.0 x x mm negative Film n/a n/a 36.0 x 24.0 n/a

9

10

11 TECNOLOGIAS DE CAPTURA As principais tecnologias de captura de imagem utilizadas nas câmaras digitais são: Sensor Tri-linear de varrimento Tecnologia semelhante à usada nos scanners na qual o sensor é constituído por três linhas paralelas de CCDs. Cada linha de CCD é coberta com um filtro de cor (ou vermelho ou verde ou azul). O sensor é deslocado através da área de imagem controlado por um motor. A cada passo, consoante a resolução escolhida, é efectuado uma leitura pelos três CCD criando uma imagem que não necessita de interpolação.

12 Esta é uma tecnologia de ponta que permite as maiores resoluções de captura. As limitações da tecnologia são impostas pela duração da captura da imagem. O varrimento do plano de imagem pode demorar vários minutos o que invalida a captura de qualquer imagem de acção. Torna-se mais adaptado ao trabalho em estúdio onde existem condições de trabalho controláveis. Dada a duração da exposição torna-se necessária iluminação contínua invalidando o uso de luz tungsténio e flash. A iluminação apropriada para estes casos é designada por HMI.

13

14

15 SENSORES DE ÁREA (MATRIZ) Ao invés de utilizar uma linha de CCD que varre a área de imagem podemos utilizar uma grelha ou matriz de elementos CCD. A principal vantagem desta tecnologia consiste na imediatez da captura. A principal desvantagem deste sistema é que cada pixel recebe informação de uma só cor. A informação de cor ausente deve ser criada ou através da interpolação dos pixeis vizinhos ou através da exposição em três vezes.

16 SENSORES DE ÁREA (MATRIZ) - One-shot (uma exposição) Este é a tecnologia mais frequente nas câmaras digitais. Uma matriz de elementos CCD/CMOS é utilizada para captar a imagem num instantâneo. Esta caracteristica torna estas câmaras extremamente versáteis podendo captar objectos em movimento e diferentes tipos de luz (daylight, tungsténio, flash). Uma vez que os sensores CCD/CMOS não conseguem detectar cor, esta é criada através da média dos pixeis vizinhos. Isto significa que existe uma grande quantidade de informação inventada e como tal sujeita a erros. Apesar dos algoritmos, usados na interpolação de cores, terem evoluído dramaticamente nos últimos anos, ainda sucedem erros na criação da imagem (artefactos visuais). Zonas com arestas demarcadas, como texto, são propensas à criação de pixeis com cores erradas, resultado de uma interpolação incorrecta. A interpolação e outros processamentos a efectuar consomem tempo e bateria. Uma solução passa por fotografar em formato RAW. Este formato capta a informação directamente do sensor sem processamento. Todo o trabalho de revelar a imagem passa a ser efectuada posteriormente, no computador.

17 SENSORES DE ÁREA (MATRIZ) - Three-shot (Três exposições) Esta tecnologia utiliza uma matriz de elementos CCD/CMOS sem filtro Bayer de modo a captar só a luminosidade. São disparadas três exposições cada uma através de um filtro RGB. Assim cada pixel recebe informação de cor verdadeira. Esta tecnologia permite a utilização de vários tipos de incluindo luz flash e daylight. Mais uma vez elimina a possibilidade de imagens de acção. Apesar de ser necessário três exposições a imagem é adquirida de uma forma rápida uma vez que não existe interpolação.

18 SENSORES DE ÁREA (MATRIZ) - One/Three-shot (Uma/Três exposições) Esta tecnologia reúne as vantagens do one-shot (fotografia de acção) e three-shot (fotografia de alta qualidade) numa só câmara. No modo one-shot funciona como uma câmara de sensor de área convencional interpolando as cores. No modo three-shot a matriz de elementos CCD/CMOS move-se um pixel entre disparos para que cada pixel tenha uma leitura das três cores RGB. Isto permite a captura da cor com a maior fidelidade sem recorrer a interpolação.

19

20

21

22

23

24

25 LENTES A Qualidade de uma imagem é em grande parte ditada pela qualidade da lente. Na imagem digital a lente assume ainda maior importância se consideramos que os sensores convencionais são bastante menores que uma película 35mm. Como tal, a lente deve ter uma qualidade superior para resolver detalhe numa área tão pequena como um sensor de 8mm x 6mm. A menor dimensão dos sensores convencionais implica uma mudança na distância focal das lentes. 3.6 mm 4.8 mm 4.8 mm 6.6 mm 6.4 mm 8.8 mm

26 A distância focal considerada normal é estabelecida pela diagonal do formato de imagem. Camera / Sensor Sensor size (mm) Horiz. size as % of 35mm Focal Length multiplier Sony 1/1.8" CCD * 5.52 x % n/a Nikon D1 / CCD 23.6 x % 1.48x Canon EOS-D30 / CMOS 22.0 x % 1.59x 35mm negative 35.0 x % 1.00x

27 ARMAZENAMENTO Cartões de memória PC CARD (PCMCIA) Formato obsoleto nas câmaras actuais. Praticamente todos os portáteis PC têm leitores de cartões deste formato. Útil quando usado em conjunto com adaptador para a leitura directa no portátil de outros tipos de cartões. COMPACT FLASH O Formato mais utilizado com capacidades de armazenamento até 6 GB e velocidades de transferência bastante rápidas (varia entre fabricante e modelos). SMARTMEDIA Formato utilizado numa série de aparelhos digitais, incluindo câmaras. Tem dimensões mais reduzidas que o Compact Flash, no entanto, possuem menor capacidade de armazenamento. MEMORY STICK Formato utilizado nas câmaras SONY exclusivamente.

28 IBM MICRODRIVE Formato de cartão que se assemelha mais a um disco rígido miniatura. Apesar de oferecer capacidades de armazenamento de 1 GB os discos são mais lentos, consomem mais bateria e são menos fiáveis. SECURE DIGITAL Formato que se está a implementar na área da imagem e musica pelas capacidade de segurança de direitos de autor. Capacidades de armazenamento médias (512Mb)

29 FORMATOS DE FICHEIROS DE IMAGEM Muitos fabricantes utilizam formatos de ficheiros próprios e compatíveis apenas com o seu software. No entanto, destacam-se os seguintes formatos de ficheiros universalmente utilizados: TIFF Praticamente todas a câmaras digitais de topo de gama permitem a gravação de imagens em formato TIFF sem degradação visual. Este é o método aconselhável, no entanto, podem existir inconvenientes: O tamanho do ficheiro TIFF sem compressão ocupará rapidamente um cartão de memória. Caso a câmara ou back digital esteja ligado directamente ao computador a transferência de ficheiros pode ser efectuada imediatamente após a exposição reduzindo assim o tempo perdido. JPEG (EXIF) As câmaras digitais SLR e de gama média são desenhadas (primariamente) para fotografia de acção ao invés de fotografia de estúdio. Como tal devem ter autonomia para fotografar grande quantidade de imagens sem estarem dependentes de um computador para armazenar as imagens. A compressão JPEG permite diminuir o tamanho do ficheiro em modos BASIC, NORMAL e FINE. Por norma só o modo FINE produz qualidade aceitável. Estes ficheiros podem ser acompanhados de informação detalhada sobre as características técnicas da câmara e parâmetros usados na exposição da imagem. Esta informação (METADATA) é gravada num formato chamado EXIF apesar da extensão continuar a ser JPEG.

30 RAW Muitas câmaras recentes permitem gravar a informação do sensor de uma forma directa e sem processamento num formato de ficheiro designado por RAW. Este formato produz ficheiros com tamanhos mais reduzidos que os TIFF e não introduz nenhum processamento a nível de temperatura de cor, recorte, saturação, interpolação, etc. A desvantagem prende-se com o trabalho de processamento a ser efectuado, posteriormente, em software específico (normalmente do fabricante).

31

32

33

34

Fotografia digital. Aspectos técnicos

Fotografia digital. Aspectos técnicos Fotografia digital Aspectos técnicos Captura CCD (Charge Coupled Device) CMOS (Complementary Metal OxideSemiconductor) Conversão de luz em cargas elétricas Equilíbrio entre abertura do diafragma e velocidade

Leia mais

Tecnologias EOS 550D. Sensor CMOS Canon

Tecnologias EOS 550D. Sensor CMOS Canon Tecnologias EOS 550D Sensor CMOS Canon Desenhada pela Canon para se conjugar com os processadores DIGIC, a tecnologia CMOS integra circuitos avançados de redução de ruído em cada pixel proporcionando imagens

Leia mais

Technologies Explained LEGRIA HF R series

Technologies Explained LEGRIA HF R series Technologies Explained LEGRIA HF R series Sistema de Câmara HD da Canon Para assegurar uma boa qualidade de imagem nas suas câmaras de vídeo HD, a Canon desenvolve e fabrica três componentes de imagem

Leia mais

Willard Boyle (esquerda) e George Smith, inventores do sensor CCD. 1975 primeira camera video de qualidade

Willard Boyle (esquerda) e George Smith, inventores do sensor CCD. 1975 primeira camera video de qualidade Sensores CCD e CMOS CCD Willard Boyle (esquerda) e George Smith, inventores do sensor CCD. 1975 primeira camera video de qualidade Desde a sua invenção nos laboratórios Bell (EUA), nos anos 70 do século

Leia mais

Aula 2 Aquisição de Imagens

Aula 2 Aquisição de Imagens Processamento Digital de Imagens Aula 2 Aquisição de Imagens Prof. Dr. Marcelo Andrade da Costa Vieira mvieira@sc.usp.br EESC/USP Fundamentos de Imagens Digitais Ocorre a formação de uma imagem quando

Leia mais

Sumário do livro 1. APRESENTAÇÃO. 1.1. A Fotografi a é Necessária

Sumário do livro 1. APRESENTAÇÃO. 1.1. A Fotografi a é Necessária Sumário do livro 1. APRESENTAÇÃO 1.1. A Fotografi a é Necessária 1.2. Problema Léxico: Câmera ou Câmara Fotográfica? 1.3. Da Prata ao Silício 2. DICAS 2.1. 25 Questões Básicas sobre Fotografi a Digital

Leia mais

Imagem digital. Unidade 3

Imagem digital. Unidade 3 Imagem digital Unidade 3 Objectivos Reconhecer o potencial comunicativo/ expressivo das imagens; Reconhecer as potencialidades narrativas de uma imagem; A criação de sentido nas associações de imagens

Leia mais

Fotografia Digital Obtenção da Imagem e Impressão

Fotografia Digital Obtenção da Imagem e Impressão Fotografia Digital Obtenção da Imagem e Impressão 1 Diferenças entre o CCD e o Filme: O filme como já vimos, é uma película de poliéster, coberta em um dos lados por uma gelatina de origem animal com partículas

Leia mais

Realizado por: Nuno Barros nº27283 Filipe Gonçalves nº27285 Ângelo Sousa nº28158 André Martins nº28531

Realizado por: Nuno Barros nº27283 Filipe Gonçalves nº27285 Ângelo Sousa nº28158 André Martins nº28531 Realizado por: Nuno Barros nº27283 Filipe Gonçalves nº27285 Ângelo Sousa nº28158 André Martins nº28531 Também conhecido por digitalizador Scanner é um periférico de entrada Leitura de textos e imagens

Leia mais

Principais parâmetros na definição de qualidade numa imagem digitalizada

Principais parâmetros na definição de qualidade numa imagem digitalizada Principais parâmetros na definição de qualidade numa imagem digitalizada reprodução de tom reprodução de cor resolução ruído e luz parasita aberrações e erros de registo. Principais parâmetros na definição

Leia mais

Fotografia Digital no Brasil

Fotografia Digital no Brasil 1 Fotografia Digital no Brasil Hoje temos uma grande variedade de câmaras digitais, mas como elas captam a imagem e a transformam em informação digital é o que vamos ver a seguir. Um Pouco de História

Leia mais

A câmera As lentes A exposição

A câmera As lentes A exposição A câmera As lentes A exposição 1 Corpo da câmera: a caixa sem as objetivas e os demais acessórios. Objetiva: as lentes intercambiáveis. Diafragma: dispositivo que controla a quantidade de luz que passa

Leia mais

Aula 6 Fundamentos da fotografia digital

Aula 6 Fundamentos da fotografia digital Aula 6 Fundamentos da fotografia digital Fundamentos da fotografia digital: Câmeras digitais CCD e CMOS Resolução Armazenamento Softwares para edição e manipulação de imagens digitais: Photoshop e Lightroom

Leia mais

Apontamentos AS OBJECTIVAS

Apontamentos AS OBJECTIVAS As objectivas actuais são constituídas por uma série de lentes, (elementos), montados em grupos, colocadas num tubo chamado barrilete. O facto de se agruparem lentes com caracteristicas diferentes, tem

Leia mais

Como escolher a melhor câmera digital

Como escolher a melhor câmera digital Como escolher a melhor câmera digital Entre outros equipamentos a utilização de uma câmera digital tornou-se fundamental e estratégica para o corretor de imóveis. Os modelos de câmeras digitais estão cada

Leia mais

Utilização do Sistema Multimédia. 2. Formatos de ficheiros 2.1. Compressão 2.2. Formatos mais comuns 2.3 Captura de imagens. 2. Formatos de ficheiros

Utilização do Sistema Multimédia. 2. Formatos de ficheiros 2.1. Compressão 2.2. Formatos mais comuns 2.3 Captura de imagens. 2. Formatos de ficheiros Utilização do Sistema Multimédia 2.1. Compressão 2.2. Formatos mais comuns 2.3 Captura de imagens 2.1. Compressão Formatos com e sem compressão Técnicas de compressão (reduzem tamanho) de 2 tipos: Compressão

Leia mais

Scanners Manual Básico. Um guia prático e rápido para conhecer o melhor tipo de equipamento para seus trabalhos.

Scanners Manual Básico. Um guia prático e rápido para conhecer o melhor tipo de equipamento para seus trabalhos. Scanners Manual Básico Um guia prático e rápido para conhecer o melhor tipo de equipamento para seus trabalhos. Tipos de Scanners Diferentes tipos de scanners funcionam de diferentes maneiras. Conheça

Leia mais

Ficha técnica CANON PowerShot D30

Ficha técnica CANON PowerShot D30 Ficha técnica CANON PowerShot D30 Tipo de produto Tipo de sensor óptico Dimensão do sensor óptico Zoom óptico Zoom digital Processador de Imagem Estabilizador de imagem Auto-foco Controle AE/AF Câmara

Leia mais

ALCANCE DINÂMICO CCD CMOS

ALCANCE DINÂMICO CCD CMOS ALCANCE DINÂMICO Nos sensores de imagem CCD (charge-coupled device) ou CMOS (complementary metal oxide semiconductor), o alcance dinâmico (ou dinâmica) é especificado tipicamente como a razão entre o sinal

Leia mais

Fotografia Digital Básica

Fotografia Digital Básica Escola de Belas Artes EBA UFMG Cursos de Extensão Alexandre Cruz Leão www.fotodearte.com.br/cursos/fotodigital e-mail: alexandre@fotodearte.com.br Maio 2014 Lançamento de câmeras digitais / ano 178 172

Leia mais

Partes da Câmara. Vantagens. Características mais Importantes. Especificações. Versão Portuguesa. Versão Portuguesa WWW.SWEEX.COM.

Partes da Câmara. Vantagens. Características mais Importantes. Especificações. Versão Portuguesa. Versão Portuguesa WWW.SWEEX.COM. Partes da Câmara JB000120 Sweex 3.2 Megapixel digital camera Frente Flash Visor de imagem Vantagens Câmara multi-funcional 5 em 1: Câmara digital com a possibilidade de efectuar gravações vídeo e áudio,

Leia mais

Capítulo 31. Câmeras digitais

Capítulo 31. Câmeras digitais Capítulo 31 Câmeras digitais Câmeras digitais produzem fotos sem utilizar filmes. As imagens captadas são armazenadas na sua memória, podendo ser posteriormente transferidas para um computador. Uma vez

Leia mais

Dia 21 (sábado de manhã, das 10 às 13h00) Saida para exterior Aula práctica de Fotografia num local a escolher)

Dia 21 (sábado de manhã, das 10 às 13h00) Saida para exterior Aula práctica de Fotografia num local a escolher) Local: Évora Hotel Av. Tulio Espanca, Apartado 93 Évora Tel: 266 403 315 Inscrições e Informações: Contactar Pedro Vilhena Site: Pedro Vilhena Fotografia Tm: 96 807 61 81 email: pedrovilhena.fotografo@gmail.com

Leia mais

CÂMERAS. fotográficas

CÂMERAS. fotográficas CÂMERAS fotográficas Quanto ao suporte: Digital Analógico Como classificar e diferenciar os tipos de Câmeras? Quanto a automação: Automáticas Semi-automáticas Auto e manual Quanto ao visor: Visor direto

Leia mais

Oficina de fotografia e tratamento de imagem. Facilitadora: Camila Silva Aula: 01

Oficina de fotografia e tratamento de imagem. Facilitadora: Camila Silva Aula: 01 Oficina de fotografia e tratamento de imagem Facilitadora: Camila Silva Aula: 01 Histórico da Fotografia A fotografia surgiu do desejo do homem retratar o mundo a sua volta. Desde os primórdios, com a

Leia mais

Entenda as diferenças entre câmeras de vídeo analógicas e digitais

Entenda as diferenças entre câmeras de vídeo analógicas e digitais PROF.: PAULO GOMES MATÉRIA: STRS 1 MOURA LACERDA Entenda as diferenças entre câmeras de vídeo analógicas e digitais As câmeras de vídeo ganharam popularidade muito rápido. A primeira foi patenteada nos

Leia mais

Disciplina de Telemedicina Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo http://www.saudetotal.com/prevencao

Disciplina de Telemedicina Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo http://www.saudetotal.com/prevencao TREINAMENTO DE TELE-TRIAGEM DERMATOLÓGICA Disciplina de Telemedicina Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo http://www.saudetotal.com/prevencao SAÚDE DA PELE 1) Fotoproteção O uso do protetor

Leia mais

CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO INFORMÁTICA BÁSICA AULA 05. Docente: Éberton da Silva Marinho e-mail: ebertonsm@gmail.com 25/06/2014

CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO INFORMÁTICA BÁSICA AULA 05. Docente: Éberton da Silva Marinho e-mail: ebertonsm@gmail.com 25/06/2014 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE INFORMÁTICA BÁSICA AULA 05 Docente: Éberton da Silva Marinho e-mail: ebertonsm@gmail.com 25/06/2014 Armazenamento Secundário BENEFÍCIOS

Leia mais

PROCESSAMENTO DE IMAGEM #01 TÓPICOS DESENVOLVIDOS NESTE MÓDULO

PROCESSAMENTO DE IMAGEM #01 TÓPICOS DESENVOLVIDOS NESTE MÓDULO PROCESSAMENTO DE IMAGEM #01 TÓPICOS DESENVOLVIDOS NESTE MÓDULO Que é Processamento Digital de Imagens (PDI) Quais as etapas fundamentais em um sistema de PDI Sensores CCD e CMOS Visão Humana x Visão de

Leia mais

CURSO DE FOTOGRAFIA DIGITAL

CURSO DE FOTOGRAFIA DIGITAL CURSO DE FOTOGRAFIA DIGITAL formação em imagem www.100iso.pt Módulos 1. Câmaras e Imagens Digitais. 2. Controlar a Exposição. 3. Controlar a Nitidez. 4. Captar Luz e Cor. 5. Compreender as Objectivas.

Leia mais

Ficha técnica CANON PowerShot SX600 HS

Ficha técnica CANON PowerShot SX600 HS Ficha técnica CANON PowerShot SX600 HS Tipo de produto Tipo de sensor óptico Dimensão do sensor óptico Ligação sem fios Zoom óptico Zoom digital Processador de Imagem Estabilizador de imagem Auto-foco

Leia mais

Visão Computacional. Alessandro L. Koerich. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica Universidade Federal do Paraná (UFPR)

Visão Computacional. Alessandro L. Koerich. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica Universidade Federal do Paraná (UFPR) Visão Computacional Alessandro L. Koerich Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica Universidade Federal do Paraná (UFPR) Câmeras para Visão Computacional Agenda Tipos de Câmeras Câmeras Lentes

Leia mais

NOVA DSLR α200 TORNA AS IMAGENS DE QUALIDADE SUPERLATIVA AINDA MAIS ACESSÍVEIS

NOVA DSLR α200 TORNA AS IMAGENS DE QUALIDADE SUPERLATIVA AINDA MAIS ACESSÍVEIS Lisboa, Janeiro de 2008 NOVA DSLR α200 TORNA AS IMAGENS DE QUALIDADE SUPERLATIVA AINDA MAIS ACESSÍVEIS Sensor de 10.2 megapixeis efectivos com elevada Redução de Ruído ISO Elevada Sensibilidade até ISO3200

Leia mais

Conceitos Básicos de Fotografia Digital. Marcus Ramos marcus@marcusramos.com.br www.marcusramos.com.br

Conceitos Básicos de Fotografia Digital. Marcus Ramos marcus@marcusramos.com.br www.marcusramos.com.br Conceitos Básicos de Fotografia Digital Marcus Ramos marcus@marcusramos.com.br www.marcusramos.com.br Compreender as características, as possibilidades e as limitações da fotografia digital e seus instrumentos;

Leia mais

CURSO DE FOTOGRAFIA DIGITAL COMPLETO

CURSO DE FOTOGRAFIA DIGITAL COMPLETO CURSO DE FOTOGRAFIA DIGITAL COMPLETO Módulos 1. Câmaras e Imagens Digitais. 2. Controlar a Exposição. 3. Controlar a Nitidez. 4. Captar Luz e Cor. 5. Compreender as Objectivas. 6. Fotografia com o Flash

Leia mais

404 CAMCORDER CAMCORDER E CÂMARA FOTOGRÁFICA

404 CAMCORDER CAMCORDER E CÂMARA FOTOGRÁFICA POrtuguês Portuguese 404 CAMCORDER CAMCORDER E CÂMARA FOTOGRÁFICA Suplemento do Manual do Utilizador do ARCHOS 404 Versão 1.1 Visite o site www.archos.com/manuals para transferir a versão mais recente

Leia mais

PDA CAM MANUAL DO UTILIZADOR

PDA CAM MANUAL DO UTILIZADOR PDA CAM MANUAL DO UTILIZADOR Português Manual do utilizador Índice Preparações... 2 Conteúdo da embalagem... 2 Requisitos do sistema... 2 Ficar a conhecer o PDA Cam... 3 Componentes do PDA Cam... 3 Instalação...

Leia mais

O ABC DAS CÂMARAS CCD

O ABC DAS CÂMARAS CCD O ABC DAS CÂMARAS CCD Pedro Ré http://astrosurf.com/re O aparecimento recente de câmaras CCD 1 refrigeradas e não refrigeradas tem vindo a revolucionar as técnicas de obtenção de imagens astronómicas.

Leia mais

Zoom. à impressão em COMO FIZEMOS O TESTE

Zoom. à impressão em COMO FIZEMOS O TESTE FOTOGRAFIA DIGITAL COMO FIZEMOS O TESTE J Utilizando uma máquina fotográfica digital Nikon Coolpix 880, fizemos 10 fotografias (retratos, paisagens, monumentos, etc.) com a luz do dia, em excelentes condições

Leia mais

Comunicado de imprensa

Comunicado de imprensa Comunicado de imprensa Nova série LEGRIA HF R Vídeo Full HD fácil de gravar e partilhar LEGRIA HF R18 LEGRIA HF R16 Lisboa, 5 de Janeiro de 2010 A Canon expande a sua premiada gama de câmaras de vídeo

Leia mais

Resolução máxima de 12,0 mega pixels com capa fina G-Shot D5123 G-Shot D5123 G-Shot D5123 G-Shot D5123

Resolução máxima de 12,0 mega pixels com capa fina G-Shot D5123 G-Shot D5123 G-Shot D5123 G-Shot D5123 Resolução máxima de 12,0 mega pixels com capa fina A mais nova câmera digital CMOS de 5,0 mega pixels a G-Shot D5123, foi lançada pela Genius. Este novo estilo tem uma aparência preta nobre, e a G-Shot

Leia mais

Comunicado de imprensa

Comunicado de imprensa Comunicado de imprensa Canon EOS 1D Mark IV uma câmara com performance rápida, potente e de alta resolução para fotógrafos profissionais Para imagens em alta resolução efectue o download em http://www.canon.pt/press_centre/

Leia mais

Capítulo II Imagem Digital

Capítulo II Imagem Digital Capítulo II Imagem Digital Proc. Sinal e Imagem Mestrado em Informática Médica Miguel Tavares Coimbra Resumo 1. Formação de uma imagem 2. Representação digital de uma imagem 3. Cor 4. Histogramas 5. Ruído

Leia mais

Vitor Amadeu Souza vitor@cerne-tec.com.br Cerne Tecnologia www.cerne-tec.com.br

Vitor Amadeu Souza vitor@cerne-tec.com.br Cerne Tecnologia www.cerne-tec.com.br Vitor Amadeu Souza vitor@cerne-tec.com.br Cerne Tecnologia www.cerne-tec.com.br ARMAZENAMENTO DE DADOS Introdução Vários periféricos podem ser usados para permitir o armazenamento e interface do computador.

Leia mais

VANTAGENS NO USO DAS IMAGENS DA CÂMARA ADS40

VANTAGENS NO USO DAS IMAGENS DA CÂMARA ADS40 VANTAGENS NO USO DAS IMAGENS DA CÂMARA ADS40 O constante desenvolvimento de sistemas aerotransportados para captação de imagens finalmente trouxe ao mercado os modernos sensores para captação de imagens

Leia mais

Thales Trigo. Formatos de arquivos digitais

Thales Trigo. Formatos de arquivos digitais Esse artigo sobre Formatos de Arquivos Digitais é parte da Tese de Doutoramento do autor apresentada para a obtenção do titulo de Doutor em Engenharia Elétrica pela Escola Politécnica da USP. Thales Trigo

Leia mais

Fotografia avançada para todos com as novas PowerShot A650 IS e PowerShot A720 IS

Fotografia avançada para todos com as novas PowerShot A650 IS e PowerShot A720 IS Fotografia avançada para todos com as novas PowerShot A650 IS e PowerShot A720 IS Hi-res versions of these and other images can be downloaded from www.canon-erc.com/gen Lisboa, 20 de Agosto de 2007 A Canon

Leia mais

Sistemas Multimédia. Ano lectivo 2006-2007. Aula 9 Representações de dados para gráficos e imagens

Sistemas Multimédia. Ano lectivo 2006-2007. Aula 9 Representações de dados para gráficos e imagens Sistemas Multimédia Ano lectivo 2006-2007 Aula 9 Representações de dados para gráficos e imagens Sumário Gráficos e imagens bitmap Tipos de dados para gráficos e imagens Imagens de 1-bit Imagens de gray-level

Leia mais

Fotografia Digital 1

Fotografia Digital 1 Fotografia Digital 1 Apresentação Constituída em 2007 é referência nacional no ensino da fotografia de paisagem natural 2 Uma das entidades que mais workshops lecciona anualmente em Portugal Cursos de

Leia mais

GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DE GED. MÁJORY MIRANDA majory.oliv@ufpe.br. VILDEANE BORBA vildeane.borba@gmail.com

GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DE GED. MÁJORY MIRANDA majory.oliv@ufpe.br. VILDEANE BORBA vildeane.borba@gmail.com UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE ARTES E COMUNICAÇÃO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO CURSO DE GESTÃO DA INFORMAÇÃO GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DE DOCUMENTOS GED MÁJORY MIRANDA majory.oliv@ufpe.br

Leia mais

Eleve as suas filmagens HD a série de câmaras de vídeo HF da Canon

Eleve as suas filmagens HD a série de câmaras de vídeo HF da Canon Eleve as suas filmagens HD a série de câmaras de vídeo HF da Canon HF10 HF100 Para obter imagens em alta resolução destas e de outras imagens por favor visite http://www.canon-europe.com/press_centre Lisboa,

Leia mais

Coerência temporal: Uma característica importante

Coerência temporal: Uma característica importante Coerência temporal: Uma característica importante A coerência temporal de uma fonte de luz é determinada pela sua largura de banda espectral e descreve a forma como os trens de ondas emitidas interfererem

Leia mais

Câmera de Vídeo Útil MPEG-4 de 5,0 mega pixels reais

Câmera de Vídeo Útil MPEG-4 de 5,0 mega pixels reais Câmera de Vídeo Útil MPEG-4 de 5,0 mega pixels reais A Genius agora lança uma câmera de vídeo inovadora de desenho horizontal, a G-Shot DV5122. Este dispositivo oferece clipes de vídeo de 640 x 480 pixels

Leia mais

Sensores de câmeras digitais: uma visão geral

Sensores de câmeras digitais: uma visão geral Sensores de câmeras digitais: uma visão geral Mário Jorge Tavares 1 Introdução Muita coisa mudou, para melhor, desde que os filmes negativos e os diapositivos (também conhecidos como slides ou cromos)

Leia mais

SESC Petrolina 09, 10 e 11 de agosto de 2010. Marcus Ramos UNIVASF

SESC Petrolina 09, 10 e 11 de agosto de 2010. Marcus Ramos UNIVASF SESC Petrolina 09, 10 e 11 de agosto de 2010 Marcus Ramos UNIVASF Engenheiro elétrico (USP/82); Mestre em Sistemas Digitais (USP/91); Professor do curso de Engenharia de Computação da UNIVASF em Juazeiro-BA

Leia mais

E-410. Especificações. Tipo. Visor ótico. Sensor de Imagem. Processador. Filtro

E-410. Especificações. Tipo. Visor ótico. Sensor de Imagem. Processador. Filtro E-410 Ultra-leve. Ultra-compacta Excelente sistema antipoeiras LCD HyperCrystal 6.4cm / 2.5'' Excepcional facilidade de uso Imagem ao Vivo (Live View) Sensor Live MOS com 10 megapixeis Novo processador

Leia mais

Figura 1: Formato matricial de uma imagem retangular. Figura 2: Ampliação dos pixels de uma imagem

Figura 1: Formato matricial de uma imagem retangular. Figura 2: Ampliação dos pixels de uma imagem Universidade Federal de Santa Maria - UFSM Departamento de Eletrônica e Computação - DELC Introdução à Informática Prof. Cesar Tadeu Pozzer Julho de 2006 Imagens Uma imagem é representada por uma matriz

Leia mais

Fotografia digital 1

Fotografia digital 1 Fotografia digital 1 Indice 1 Origens da foto digital... 4 2 Imagens Inusitadas... 6 2.1 Resgatando Álbuns de Família... 8 3 Diferenças entre tradicionais e digitais... 8 4 Conceitos e procedimentos...

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES Obrigado por adquirir este produto. Por favor, leia essas instruções cuidadosamente para garantir melhores resultados do seu aparelho. SOBRE O PRODUTO A MINIMAXX é a menor câmera de

Leia mais

EOS 40D da Canon introduz a nova plataforma EOS no mercado amador avançado

EOS 40D da Canon introduz a nova plataforma EOS no mercado amador avançado EOS 40D da Canon introduz a nova plataforma EOS no mercado amador avançado Para transferir versões de alta definição destas e de outras imagens, visite o site http://erc.canon-europe.com/ Amstelveen, Países

Leia mais

IP Camera Tutorial. CNet Technology Jan 2008

IP Camera Tutorial. CNet Technology Jan 2008 IP Camera Tutorial CNet Technology Jan 2008 O que é Câmera IP? Camera IP é a combinação entre câmera e computador. As câmeras podem ser conectadas diretamente na sua rede. Ela possui internamente software

Leia mais

1. DO OBJETO: Aquisição de máquinas fotográficas semiprofissionais para uso para uso exclusivo da SEFAZ

1. DO OBJETO: Aquisição de máquinas fotográficas semiprofissionais para uso para uso exclusivo da SEFAZ Código de Classificação: 13.04.01.15 TERMO DE REFERÊNCIA 1. DO OBJETO: Aquisição de máquinas fotográficas semiprofissionais para uso para uso exclusivo da SEFAZ 1.1. DA JUSTIFICATIVA As máquinas fotográficas

Leia mais

A primeira câmara digital com telémetro do mundo

A primeira câmara digital com telémetro do mundo A primeira câmara digital com telémetro do mundo Você leva a fotografia a sério. E a qualidade da imagem é a nossa paixão. Digitalização, impressão e projecção o processamento de imagens digitais está

Leia mais

Câmera Digital. Autor: Darllene Negri Nicioli

Câmera Digital. Autor: Darllene Negri Nicioli Câmera Digital Autor: Darllene Negri Nicioli 2 OBJETIVO Têm como objetivo este trabalho mostrar o princípio de funcionamento geral de uma câmera digital até as vantagens e desvantagens do produto final,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE FÍSICA / PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO DE FÍSICA A OPTICA E A FOTOGRAFIA DIGITAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE FÍSICA / PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO DE FÍSICA A OPTICA E A FOTOGRAFIA DIGITAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE FÍSICA / PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO DE FÍSICA A OPTICA E A FOTOGRAFIA DIGITAL MESTRANDO PATRESE VIEIRA PORTO ALEGRE / JULHO DE 2013 FISICA

Leia mais

CÂMARAS DIGITAIS SAMSUNG 2009

CÂMARAS DIGITAIS SAMSUNG 2009 CÂMARAS DIGITAIS SAMSUNG 2009 Samsung Electrónica Portuguesa, S.A. Lagoas Park, Edif. 5-B Piso 0-2740-298 Porto Salvo - Portugal Tel: 21 425 10 00 Fax: 21 425 10 01 www.samsung.com/pt Linha Azul: 808 20

Leia mais

E-510. Especificações. Tipo. Sensor de Imagem. Processador. Filtro. Estabilizador de imagem incorporado Excelente sistema antipoeiras

E-510. Especificações. Tipo. Sensor de Imagem. Processador. Filtro. Estabilizador de imagem incorporado Excelente sistema antipoeiras E-510 Estabilizador de imagem incorporado Excelente sistema antipoeiras LCD HyperCrystal 6.4cm / 2.5'' Novo processador de imagem Imagem ao Vivo (Live View) Sensor Live MOS com 10 megapixeis Funções profissionais

Leia mais

A Camera Digital tem resolução insuficiente e/ou poucos apetrechos

A Camera Digital tem resolução insuficiente e/ou poucos apetrechos Erros comuns na Fotografia Digital A Camera Digital tem resolução insuficiente e/ou poucos apetrechos Antes de adquirirmos uma máquina, temos de considerar o seu uso, o modo e fim como a vamos empregar

Leia mais

Gravação suave com partilha fácil. Caracteristicas HDR-PJ420VE. www.sony-europe.com 1

Gravação suave com partilha fácil. Caracteristicas HDR-PJ420VE. www.sony-europe.com 1 Gravação suave com partilha fácil HD total, projetor incorporado, lente G, sensor CMOS Exmor R, Wi-Fi Ready, SteadyShot ótico equilibrado Capte filmagens estáveis à medida que segue a ação Apresente os

Leia mais

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT E s t u d o s o b r e a i n t e g r a ç ã o d e f e r r a m e n t a s d i g i t a i s n o c u r r í c u l o da d i s c i p l i n a d e E d u c a ç ã o V i s u a l e T e c n o l ó g i c a AnimatorDV M a

Leia mais

Fotografia aérea e foto-interpretação

Fotografia aérea e foto-interpretação Fotografia aérea e foto-interpretação Fotografias aéreas e foto-interpretação são elementos e técnicas de trabalho fundamentais para um conhecimento aprofundado do território e para a elaboração ou actualização

Leia mais

ARMAZENAMENTO SECUNDÁRIO

ARMAZENAMENTO SECUNDÁRIO ARMAZENAMENTO SECUNDÁRIO ARMAZENAMENTO SECUNDÁRIO Benefícios do Armazenamento Secundário: Espaço: grande quantidade de espaço disponível; Confiabilidade: altamente confiável; Conveniência: usuários autorizados

Leia mais

HD total, lente grande angular Carl Zeiss, sensor CMOS Exmor R, iauto, imagens fixas de 8,9 MP e zoom alargado de 32x

HD total, lente grande angular Carl Zeiss, sensor CMOS Exmor R, iauto, imagens fixas de 8,9 MP e zoom alargado de 32x Capture mais das suas memórias HD total, lente grande angular Carl Zeiss, sensor CMOS Exmor R, iauto, imagens fixas de 8,9 MP e zoom alargado de 32x Coloque mais pormenores no fotograma com uma lente grande

Leia mais

Sistemas e Conteúdos Multimédia. 4.1. Imagem. Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt

Sistemas e Conteúdos Multimédia. 4.1. Imagem. Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Sistemas e Conteúdos Multimédia 4.1. Imagem Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Cores O que é a cor? Distribuição espectral do sinal de excitação. Função da reflectância e da iluminação

Leia mais

A FOTOGRAFIA DIGITAL. Thomaz. W.M. Harrell A FOTOGRAFIA DIGITAL CAPITULO IX

A FOTOGRAFIA DIGITAL. Thomaz. W.M. Harrell A FOTOGRAFIA DIGITAL CAPITULO IX A FOTOGRAFIA DIGITAL Thomaz. W.M. Harrell CAPITULO IX A FOTOGRAFIA DIGITAL 84 CAPITULO IX Thomaz. W.M. Harrell Praticamente tudo o que dissemos em relação à fotogra fia convencional aplica igualmente para

Leia mais

Os encoders ópticos convertem deslocamentos angulares em uma sequência de pulsos digitais, contando com um só bit ou decodificando um conjunto deles,

Os encoders ópticos convertem deslocamentos angulares em uma sequência de pulsos digitais, contando com um só bit ou decodificando um conjunto deles, Encoders ópticos O que é: Os encoders ópticos convertem deslocamentos angulares em uma sequência de pulsos digitais, contando com um só bit ou decodificando um conjunto deles, os pulsos podem ser convertidos

Leia mais

Tecnologias PowerShot G16, PowerShot S120, PowerShot SX170 IS, PowerShot SX510 HS

Tecnologias PowerShot G16, PowerShot S120, PowerShot SX170 IS, PowerShot SX510 HS Tecnologias PowerShot G16, PowerShot S120, PowerShot SX170 IS, PowerShot SX510 HS EMBARGO: 22 Agosto 2013, 06:00 (CEST) Câmara mais fina do mundo 1 com uma objetiva grande angular de 24mm com abertura

Leia mais

MOTO LINK VÍDEO MONITORAMENTO DIGITAL. Divisão Relm Monitoramento. Divisão Relm Monitoramento

MOTO LINK VÍDEO MONITORAMENTO DIGITAL. Divisão Relm Monitoramento. Divisão Relm Monitoramento MOTO LINK VÍDEO MONITORAMENTO DIGITAL 3G NOV/2014 MULTI-APLICAÇÕES OPERADORA CDMA/EDGE/GPRS/3G INTERNET CENTRAL DE MONITORAMENTO Evento / Foto ilustrativa Evento / Foto ilustrativa Software de Reprodução

Leia mais

481040 - Programador/a de Informática

481040 - Programador/a de Informática 481040 - Programador/a de Informática UFCD - 0801 ADMINISTRAÇÃO DE REDES LOCAIS Sessão 1 SUMÁRIO Conceito de backups; Backups completos; Backups Incrementais; Backups Diferenciais; Dispositivos de Backups

Leia mais

M U L T I M E D I A P L A Y E R 2,5 SATA CASING WITH REMOTE CONTROL MANUALE SI-707138

M U L T I M E D I A P L A Y E R 2,5 SATA CASING WITH REMOTE CONTROL MANUALE SI-707138 M U L T I M E D I A P L A Y E R 2,5 SATA CASING WITH REMOTE CONTROL MANUALE SI-707138 PORTUGUES -CONTEÚDO DA EMBALAGEM -ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS -INSTALAÇÃO DE HARDWARE -GARANTIA MULTIMEDIA PLAYER 2,5 SATA

Leia mais

FOTOGRAFIA DIGITAL. Truques fáceis e rápidos para imagens perfeitas

FOTOGRAFIA DIGITAL. Truques fáceis e rápidos para imagens perfeitas FOTOGRAFIA DIGITAL Truques fáceis e rápidos para imagens perfeitas SUMÁRIO DECO PROTESTE, Editores, Lda. Av. Engenheiro Arantes e Oliveira, 13, 1900-221 Lisboa Tiragem 30 mil exemplares Depósito legal

Leia mais

REPRESENTAÇÃO DA IMAGEM DIGITAL

REPRESENTAÇÃO DA IMAGEM DIGITAL REPRESENTAÇÃO DA IMAGEM DIGITAL Representação da imagem Uma imagem é uma função de intensidade luminosa bidimensional f(x,y) que combina uma fonte de iluminação e a reflexão ou absorção de energia a partir

Leia mais

Gravação de Áudio WAVE (Mono) Tipo de Lente Lente Zoom Canon. Zoom Ótico 4x

Gravação de Áudio WAVE (Mono) Tipo de Lente Lente Zoom Canon. Zoom Ótico 4x Tipo de Câmera Câmera Digital "Aponte & Dispare" Compacta Sensor de Imagem CCD de 1/1,8" e 10.4 Megapixels Resolução Efetiva 10 milhões de pixels Profundidade de Cor RGB de 24 bits Modos de Cor Vívida,

Leia mais

SCANNER. Introdução. Aplicações para o scanner. Ilustrações. Texto

SCANNER. Introdução. Aplicações para o scanner. Ilustrações. Texto SCANNER Introdução O scanner traduz as informações que vê na página para um formato que o computador pode usar. O scanner é como uma fotocopiadora, exceto que cria um arquivo de computador em vez de uma

Leia mais

Mídia Impressa X Mídia Eletrônica

Mídia Impressa X Mídia Eletrônica Diferenças entre Mídia Impressa e Eletrônica Resolução Web >> 72dpi Impressão >> 300dpi Padrão de cores Web >> RGB Impressão >> CMYK Tipos de Arquivos Web >> GIF / JPEG Impressão >> TIF / EPS Tamanho dos

Leia mais

1/1.7'' CMOS Modo deteção de face / olho Modo focagem (RGB) Exibição de enquadramento Área e rácio de imagem

1/1.7'' CMOS Modo deteção de face / olho Modo focagem (RGB) Exibição de enquadramento Área e rácio de imagem XZ-2 Objetiva i.zuiko DIGITAL 24-112mm 1:1.8-2.5 (equiv. em 35 mm) Processador de TruePic VI Sistema de focagem automática ultra-rápido Filtro ND para controlo da exposição Sensor CMOS de alta sensibilidade

Leia mais

Introdução. Hardware (Parte II) Informações Adicionais. Universidade Federal de Campina Grande Departamento de Sistemas e Computação

Introdução. Hardware (Parte II) Informações Adicionais. Universidade Federal de Campina Grande Departamento de Sistemas e Computação Universidade Federal de Campina Grande Departamento de Sistemas e Computação Introdução à Computação Hardware (Parte II) Informações Adicionais Prof. a Joseana Macêdo Fechine Régis de Araújo joseana@computacao.ufcg.edu.br

Leia mais

Câmera Digital com sensor CCD de 7,0 mega pixels Super Fina Vantagens Sensor CMOS de 7,0 mega pixels reais

Câmera Digital com sensor CCD de 7,0 mega pixels Super Fina Vantagens Sensor CMOS de 7,0 mega pixels reais Câmera Digital com sensor CCD de 7,0 mega pixels Super Fina A G-Shot P732 é a câmera mais ultra-fina e elegante na série G-Shot da Genius. Sua capa metálica estilosa é fabricada de liga de alumínio, tornando

Leia mais

DIGITAL PENTAX. Crédito Pessoal. Optio S40. 36 mensalidades de 14,39

DIGITAL PENTAX. Crédito Pessoal. Optio S40. 36 mensalidades de 14,39 PENTAX Optio S40 14,39 PVP 489 Oferta de Cartão de Memória de 128 MB Crédito Pessoal DIGITAL CARACTERÍSTICAS Com um corpo Ultra-compacto a Optio S40, apresenta um CCD de 4.23 Milhões de Pixeis, com um

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. GINESTAL MACHADO Ano lec.2013-2014. Curso Profissional de Técnico de Multimédia. Planificação

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. GINESTAL MACHADO Ano lec.2013-2014. Curso Profissional de Técnico de Multimédia. Planificação ESCOLA SECUNDÁRIA DR. GINESTAL MACHADO Ano lec.2013-2014 Curso Profissional Técnico Multimédia Planificação Disciplina: Design, Comunicação e Audiovisuais Ano: 11º Conteúdos Objetivos Estratégias/Atividas

Leia mais

Informática Aplicada a Radiologia

Informática Aplicada a Radiologia Informática Aplicada a Radiologia Apostila: Imagem Digital parte I Prof. Rubens Freire Rosa Imagem na forma digital A representação de Imagens na forma digital nos permite capturar, armazenar e processar

Leia mais

CCT-5001 MANUAL DO UTILIZADOR

CCT-5001 MANUAL DO UTILIZADOR CCT-5001 MANUAL DO UTILIZADOR facebook.com/denverelectronics PT-1 Parte da câmara de vídeo Preparar para usar 1. Porta HDMI 6. Ecrã 11. Protetor 16. PARA CIMA 2. Ranhura para 7. Luz do indicador 12. Coluna

Leia mais

Dispositivos de Armazenamento. Introdução

Dispositivos de Armazenamento. Introdução Dispositivos de Armazenamento Introdução Dispositivo de armazenamento é um dispositivo capaz de armazenar informações (dados) para posterior consulta ou uso. Essa gravação de dados pode ser feita praticamente

Leia mais

Estilo e qualidade de imagem suprema: Canon apresenta a nova Digital IXUS 960 IS

Estilo e qualidade de imagem suprema: Canon apresenta a nova Digital IXUS 960 IS Estilo e qualidade de imagem suprema: Canon apresenta a nova Digital IXUS 960 IS Imagens em alta resolução podem ser transferidas a partir do site: www.canon- erc.com/gen Lisboa, 20 de Agosto de 2007 A

Leia mais

Comunicado de imprensa

Comunicado de imprensa Comunicado de imprensa Nova série LEGRIA HF S - Qualidade de imagem e controlo criativo mais avançados LEGRIA HF S21 LEGRIA HF S20 LEGRIA HF S200 Lisboa, 5 de Janeiro de 2010 A Canon anuncia o lançamento

Leia mais

Linhas de Orientação de Media. GS1 Portugal. Sync PT Linhas de Orientação de Media 1

Linhas de Orientação de Media. GS1 Portugal. Sync PT Linhas de Orientação de Media 1 Linhas de Orientação de Media GS1 Portugal 1 Índice Introdução... 3 Especificações Gerais de Imagens... 4 Propriedades da imagem... 5 Cor e Qualidade... 5 Clipping Paths... 5 Fundo... 6 Borda... 6 Formato

Leia mais

O GPS IKE 1000 oferece velocidade, segurança e verificação. Com este equipamento a carga de trabalho e tempo dispendidos são minimizados devido a:

O GPS IKE 1000 oferece velocidade, segurança e verificação. Com este equipamento a carga de trabalho e tempo dispendidos são minimizados devido a: Os equipamentos IKE 1000 são equipamentos GPS de elevada precisão, robustos, adequados para recolher diferentes tipos de informação no campo, tais como dados geoespaciais com informação alfanumérica associada,

Leia mais

Tecnologias PowerShot G1 X Mark II, PowerShot SX700 HS, IXUS 155 e PowerShot D30

Tecnologias PowerShot G1 X Mark II, PowerShot SX700 HS, IXUS 155 e PowerShot D30 Tecnologias PowerShot G1 X Mark II, PowerShot SX700 HS, IXUS 155 e PowerShot D30 EMBARGO: 12 de fevereiro de 2014, 04:00 (UCT) Este documento explica as novas tecnologias que não se encontram nos modelos

Leia mais

FOTOGRAFIA DIGITAL Conceitos básicos e aplicações práticas Alexandre Cruz Leão 1 Paulo Baptista 2 revisado em Fevereiro/2007

FOTOGRAFIA DIGITAL Conceitos básicos e aplicações práticas Alexandre Cruz Leão 1 Paulo Baptista 2 revisado em Fevereiro/2007 FOTOGRAFIA DIGITAL Conceitos básicos e aplicações práticas Alexandre Cruz Leão 1 Paulo Baptista 2 revisado em Fevereiro/2007 1 Doutorando em Artes pela UFMG 2 Professor do Departamento de Fotografia, Teatro

Leia mais