ANTONIO MELILLO: RESULTADOS DA PESQUISA EM ANDAMENTO SOBRE SUA VIDA E OBRA.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANTONIO MELILLO: RESULTADOS DA PESQUISA EM ANDAMENTO SOBRE SUA VIDA E OBRA."

Transcrição

1 ANTONIO MELILLO: RESULTADOS DA PESQUISA EM ANDAMENTO SOBRE SUA VIDA E OBRA. Cássio Aurélio Menin Silva Marília Giller 66 Colegiado de Música Popular Faculdade de Artes do Paraná, Curitiba, PR. Área: Linguística, Letras e Artes. Subárea: Música e História. Palavras-chave: Música Popular Curitibana, História, Antonio Melillo. RESUMO Este trabalho apresenta os resultados obtidos na pesquisa em andamento, desenvolvido no projeto Música Popular Urbana em Curitiba, no GIPA-FAP, dentro da linha Música e História, sobre a vida e obra do maestro, compositor e professor Antonio Melillo, tendo como meta reunir as diversas informações, nos mais variados locais como Museu da Imagem e do Som, a Casa Memória, Faculdade de Artes do Paraná, Biblioteca Pública do Paraná, Museu Paranaense e Arquivo Público do Paraná, a fim de resgatar, preservar, conservar e documentar a memória musical curitibana. Apresentando alguns dados da pesquisa realizada até o momento, a produção das composições e demais atividades desenvolvidas na cidade de Curitiba pelo professor Melillo. 207 INTRODUÇÃO Ao pesquisarmos e discutirmos sobre a história da música em Curitiba no início do século XX observamos o quanto é vasta a lacuna histórica e quão grande é o material a ser pesquisado, resgatado, 66 Orientadora.

2 conservado, estudado, analisado, reproduzido, nota-se que a produção artística de inúmeros compositores, instrumentista, maestros, arranjadores e professores, encontram-se em estado preocupante, visto que por muito tempo foram esquecidos do grande público. Lembrados apenas em nomes de ruas, auditórios, praças, ou como patronos de cadeiras das diversas entidades da sociedade artística. Além dos fatos já apontados nota-se que as informações existentes são desencontradas. 208 Com o intuito de resgatar e preservar a história da música em Curitiba na primeira metade do século XX, os pesquisadores Cássio Menin, Marília Giller e Tiago Portella no ano de 2009 deram inicio a pesquisa, tendo em mãos algumas informações dispersas e divergentes referentes ao objeto, o primeiro passo da pesquisa foi fazer um levantamento de locais onde fosse possível encontrar mais informações sobre a produção artística do professor Melillo na cidade de Curitiba. Posteriormente no ano de 2011, a Professora Drª Rosemeire Odahara Graça, passou a integrar a equipe do projeto. MATERIAIS E MÉTODOS Tendo sido realizado o primeiro passo da jornada de pesquisa, apontamos os locais pesquisados até o momento como: Faculdade de Artes do Paraná (FAP), depósito da sede provisória do Museu da Imagem e do Som de Curitiba (MIS), Arquivo Público do Paraná, Biblioteca Pública do Paraná, Casa da Memória, Museu Paranaense e Escola de Música e Belas Artes (EMBAP). Nestes locais pudemos encontrar algumas das informações descritas neste texto e em três trabalhos não publicados Música Popular Curitibana: Antonio Melillo, resultados da pesquisa em andamento de sua vida e obra. (SILVA, 2010), Compilação de dados sobre o músico Antonio Melillo ( ) e Compilação de dados sobre a Academia De Música Do Paraná ( ), o Conservatório Estadual de Canto Orfeônico ( ) e CLOTILDE ESPÍNOLA LEINIG ( ) (GRAÇA, 2011).

3 Foram consultados e coletados materiais como recortes de jornais, partituras, fotos e livros. O material passou também por tratamentos iniciais de conservação e preservação, como: higienização, restauração e digitalização. Com esse material foi possível fazer um breve levantamento da produção artística do professor Melillo. Consideramos como segundo passo sempre que possível consultar e entrar em contato com alguns pesquisadores, músicos e historiadores, buscando preencher algumas lacunas, e de fato conseguimos valiosas informações. O terceiro passo foi fazer um minucioso levantamento no acervo da Biblioteca da FAP (BOSB). A equipe trabalhou com mais de 3500 mil partituras, entre as diversas obras encontradas estão manuscritos, impressos e muitas obras raras, que foram separadas e organizadas para um estudo mais aprofundado futuramente. No presente trabalho descrevemos somente o que diz respeito ao acervo do professor Melillo. RESULTADOS E DISCUSSÃO 209 Apresentamos a seguir um breve resumo acerca dos resultados 68 sobre a vida e obra do professor Melillo. A data e local de nascimento de Melillo são controversas. (GRAÇA, 2011, p.5), (NICOLAS, 1981, p.14) e (ARTE, 1980, p.162).os pais de Melillo financiam sua viagem e seus estudos na Itália, e aos 19 anos vence o concurso de compositores em Nápoles com a obra Dimme ó Pecché..., e aos 21 anos de idade conclui o curso de piano no Real Conservatório de Nápoles, Itália. Ao retornar ao Brasil, foi contratado para atuar como regente de orquestra de uma companhia de óperas que excursionava pelo Brasil. Em uma de suas visitas a Curitiba, foi convidado pelo prof. Léo Kessler 69 para lecionar o curso de piano no Conservatório de Música 68 Para mais informações consultar (SILVA 2010) e (GRAÇA 2011). 69 Sobre Leo Kessler ver BALLÃO (1926), MURICI (1938) e AZEVEDO (1960).

4 do Paraná 70, aceitando a proposta, passou a lecionar e residir na cidade. Após o falecimento do professor Kessler, que se suicidou em 29 de setembro de 1924 na cidade de Blumenau no estado de Santa Catarina, Melillo assume o cargo de diretor do Conservatório, vindo a deixar este cargo somente após o completo encerramento das atividades no local. Acreditando na necessidade dar continuidade a obra iniciada por Kessler, bem como de seu próprio trabalho, criou sua própria escola de música que recebeu o nome de Academia de Música do Paraná 71, que oferecia os cursos de piano, violino e matérias teóricas, (SAMPAIO p ). 210 Também no ano de 1924, mais especificamente do dia 18/03 é publicado no Correio da Manhã, o manifesto Pau Brasil, que no Paraná inspirou a busca de ideais regionalistas, em pouco tempo se propagou pelas composições artísticas locais fundamentos do Paranismo (PROSSER 2004, p ). Melillo compôs um número significativo de obras sobre temas locais como, por exemplo: Fandango, Senhorita Curityba e O Hino do Professor. O maestro foi o responsável pela criação/fundação e diretor do Conservatório Estadual de Canto Orfeônico 72, é por volta desta época o pequeno livro, Didática Do Canto Orfêonico 73, nesta obra o professor descreve sobre o canto orfeônico, baseado no projeto criado por Villa-Lobos, e faz apontamentos acerca da 70 O Conservatório de Música do Paraná foi fundado por Leo Kessler em 1916 e provavelmente esteve em atividade até em (GRAÇA 2011, p.6). 71 Entre os documentos do maestro hoje depositados na BOSB encontram-se publicações com carimbos que assinalam o pertencimento de alguns destes à Academia de Música Antonio Melillo ou à Academia de Música do Paraná. Até o momento não se encontrou dados que permitam explicar se estes nomes correspondem a períodos distintos de uma mesma instituição ou se se tratavam de instituições distintas que coexistiram ou mesmo se sucederam. GRAÇA (2011. p.10) 72 Para mais informações sobre o conservatório ver Compilação de dados sobre a Academia de Música do Paraná ( ), o Conservatório Estadual de Canto Orfeônico ( ) e Clotilde Espínola Leinig ( ). GRAÇA (2011). 73 O livro citado encontra-se disponível na BOSB e foi digitalizado pela equipe do projeto.

5 metodologia a ser empregada. Melillo trabalhou durante anos no projeto de transformação do CECO em faculdade, mas infelizmente não chegou a realizar seu sonho em vida, exatamente um ano depois (1967) do falecimento do maestro, recebeu esse conservatório o nome de Faculdade de Educação Musical do Paraná (FEMP), atualmente a faculdade recebe o nome de Faculdade de Artes do Paraná (FAP). Melillo foi diretor da orquestra do teatro Mignon, e um dos maiores incentivadores de orquestras de sua época, responsável pela criação das orquestras: do Clube Curitibano e a Sinfônica do Paraná. Em 7 de Abril de 1930 é fundada a Sociedade Sinfônica de Curitiba, organizada por Melillo em conjunto com os músicos/maestros Ludovico Zeyer e Romualdo Suriani. Em conjunto com uma gama de artistas locais funda em 03 de novembro de 1940 a Sociedade Amigos de Alfredo Andersen. ARAMIS MILLARCH (1990) conta que o professor Fernando Correa de Azevedo fundador da EMBAP no ano de 1948, chegou a convidar o maestro Melillo para integrar o corpo docente da recém criada instituição, mas em virtude do trabalho que já vinha sendo realizado Melillo não aceitou a proposta, pois já dirigia sua respeitada Academia e resolveu concentrar ali mesmo seus esforços.em março de 1966, o maestro e sua esposa Cerina Fogaça de França a quem dedicou à obra Morena, falecem em um acidente de automóveis. Hoje sabemos que o maestro foi sepultado no cemitério municipal de Curitiba. 211 Destacamos na listagem de composições do professor Melillo, dizer que todas as obras passaram por um prévio tratamento de restauração e conservação bem como todas as obras foram digitalizadas. Apresentaremos somente as composições já pesquisadas e que realmente são de autoria de Melillo, visto que muitos manuscritos e impressos ainda deixam dúvidas sobre sua autoria. A apresentação das composições segue a seguinte ordem: Nome da Composição, Forma musical e Local onde se encontra o exemplar.

6 1. Amor de Kosacco Fox trot - BOSB/MIS. 2. Bouquet Valsa - BOSB/MIS. 3. Canção de Helia - BOSB/MIS. 4. Ce vaco?ah... - BOSB/MIS. 5. Dimme ó Pecché BP/BOSB/MIS. 6. Dona de Casa Valsa Lenta. - BOSB/MIS. 7. Fandango Fandango - BOSB/MIS. 8. Goiobang BOSB/MIS. 9. Hino do Clube Atlético Parananense. 10. Hino do Educandário Curitiba BOSB/ MIS. 11. Hino do Professor BOSB/ MIS. 12. In the walley of the silence Fox trot BOSB/MIS. 13. La Petite danseuse BOSB/MIS. 14. Minueto BOSB/MIS. 15. Morena BOSB/MIS. 16. My Blue Maxixe - BOSB/MIS. 17. Nostalgia Canção - BOSB/MIS. 18. Samba do Paraná Samba - BOSB/FAP. 19. Senhorita Curityba BP e BOSB. 20. Silvestorinho. CONCLUSÕES 212 Até o momento podemos concluir que quando começamos a pesquisa, pouco ou muito pouco havia sido escrito sobre o professor e o que existe ainda é muito pouco perto do vasto material e que muitas informações ainda podem ser reveladas. É necessário ampliar a pesquisa nos locais e fontes levantados neste trabalho. É importante considerar que não foi possível até o momento consultar todas as fontes de jornais e periódicos. Com relação as composições muitas merecem um estudo mais aprofundado.podemos perceber que Melillo foi muito importante para o cenário musical da época e mesmo assim ainda não é reconhecido como preponderante para a cultura musical da cidade.

7 REFERÊNCIAS ARTE no Paraná/Referência em Planejamento. Curitiba: Secretaria de Estado do Planejamento, v. 3, n. 13, dez BALLAO, Jayme. Léo Kessler. Curitiba: J. Haupt, GRAÇA, Rosemeire Odahara. Compilação de dados sobre o músico Antonio Melillo ( ). Curitiba: Trabalho não publicado. MILLARCH, Aramis. Demagogia na fusão das escolas de arte. O Estado do Paraná, Curitiba, 9 ago Disponível em: Acesso em: 16 jun MURICI, Andrade. Léo Kessler. In: Revista Brasileira de Música, Rio de Janeiro, 1938, vol. 5. p NICOLAS, Maria. Alma das ruas cidade de Curitiba. vol. 3. Curitiba: Imprensa Oficial do Estado, p PROSSER. Elizabeth Seraphim. Cem anos de sociedade arte e educação em Curitiba: Curitiba, impressa oficial, RODERJAN, Rosellys Vellozo. Aspectos da Música no Paraná. In História do Paraná. 2.ed. 4 vol. Curitiba: Grafipar, vol. 3. SANTOS FILHO, Benedito Nicolau dos. Aspectos da história do Teatro na cultura paranaense. Curitiba: Imprensa Universitária, SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA DO PARANÁ. Música erudita paranaense. Curitiba, Vol.1.

8 SILVA, Cássio Aurélio Menin. Música popular curitibana: Antonio Melillo, resultados da pesquisa em andamento de sua vida e obra. Curitiba: Trabalho não publicado. 214

Zeloi Ap. Martins dos Santos * O ACERVO HISTÓRICO DA FACULDADE DE ARTES DO PARANÁ

Zeloi Ap. Martins dos Santos * O ACERVO HISTÓRICO DA FACULDADE DE ARTES DO PARANÁ HISTÓRIA CULTURAL: ESCRITAS, CIRCULAÇÃO, LEITURAS E RECEPÇÕES Universidade de São Paulo USP São Paulo SP 10 e 14 de Novembro de 2014 O INVENTÁRIO DO ACERVO HISTÓRICO DA FACULDADE DE ARTES DO PARANÁ: A

Leia mais

INVENTÁRIO DO ACERVO HISTÓRICO DA FACULDADE DE ARTES DO PARANÁ

INVENTÁRIO DO ACERVO HISTÓRICO DA FACULDADE DE ARTES DO PARANÁ INVENTÁRIO DO ACERVO HISTÓRICO DA FACULDADE DE ARTES DO PARANÁ ROSEMEIRE ODAHARA GRAÇA ZELOÍ MARTINS APARECIDA DOS SANTOS 1 Em 2011, um grupo de professores, funcionários, alunos e ex-alunos preocupados

Leia mais

10.4025/6cih.pphuem.626 O ACERVO HISTÓRICO DA FACULDADE DE ARTES DO PARANÁ: CONSERVATÓRIO ESTADUAL DE CANTO ORFEÔNICO DO PARANÁ (1956-1966).

10.4025/6cih.pphuem.626 O ACERVO HISTÓRICO DA FACULDADE DE ARTES DO PARANÁ: CONSERVATÓRIO ESTADUAL DE CANTO ORFEÔNICO DO PARANÁ (1956-1966). 10.4025/6cih.pphuem.626 O ACERVO HISTÓRICO DA FACULDADE DE ARTES DO PARANÁ: CONSERVATÓRIO ESTADUAL DE CANTO ORFEÔNICO DO PARANÁ (1956-1966). Profa. Dra. Zeloí Martins Ap. dos Santos (UNESPAR/FAP) O presente

Leia mais

Descobrir. Reconhecer. Divulgar. Valorizar. Perenizar. O conhecimento da música. A verdadeira música Brasileira.

Descobrir. Reconhecer. Divulgar. Valorizar. Perenizar. O conhecimento da música. A verdadeira música Brasileira. Descobrir. Reconhecer. Divulgar. Valorizar. Perenizar. O conhecimento da música. A verdadeira música Brasileira. Sinfonieta dos Devotos de Nossa Senhora dos Prazeres Direção do Maestro Marcelo Antunes

Leia mais

A LINGUAGEM MUSICAL DO MUSICOTERAPEUTA

A LINGUAGEM MUSICAL DO MUSICOTERAPEUTA A LINGUAGEM MUSICAL DO MUSICOTERAPEUTA Rita Bomfati. UNESPAR- FAP ritabomfati1@gmail.com Resumo: A importância da formação musical do musicoterapeuta (conhecimento de ritmos e instrumentos, história da

Leia mais

MEMÓRIA URBANA DE PALMAS-TO: LEVANTAMENTO DE INFORMAÇÕES E MATERIAL SOBRE O PLANO DE PALMAS E SEUS ANTECEDENTES

MEMÓRIA URBANA DE PALMAS-TO: LEVANTAMENTO DE INFORMAÇÕES E MATERIAL SOBRE O PLANO DE PALMAS E SEUS ANTECEDENTES MEMÓRIA URBANA DE PALMAS-TO: LEVANTAMENTO DE INFORMAÇÕES E MATERIAL SOBRE O PLANO DE PALMAS E SEUS ANTECEDENTES Tânia de Sousa Lemos 1 ; Ana Beatriz Araujo Velasques 2 1 Aluna do Curso de Arquitetura e

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E CULTURA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E CULTURA EDITAL N.º 7/2015 PROEC/UFPR III Concurso Nacional de Composição Música Hoje A Universidade Federal do Paraná, em parceria com a Fundação Cultural de Curitiba/Instituto Curitiba de Arte e Cultura/Camerata

Leia mais

Plano de Patrocínio LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO A CULTURA

Plano de Patrocínio LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO A CULTURA Plano de Patrocínio LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO A CULTURA ROSA ARMORIAL PROCESSO: 112.504/11 C.E: 032/12 Patrocinadores Há uma obsessão com a idéia de que a única maneira de descrever o mundo seja através

Leia mais

BRASILIANA - CATÁLOGO DIGITAL RADAMÉS GNATTALI: A EXPERIÊNCIA DE CONSTRUÇÃO DE UMA BIBLIOTECA DIGITAL

BRASILIANA - CATÁLOGO DIGITAL RADAMÉS GNATTALI: A EXPERIÊNCIA DE CONSTRUÇÃO DE UMA BIBLIOTECA DIGITAL 1 BRASILIANA - CATÁLOGO DIGITAL RADAMÉS GNATTALI: A EXPERIÊNCIA DE CONSTRUÇÃO DE UMA BIBLIOTECA DIGITAL BALLESTÉ, Adriana Olinto * GNATTALI, Roberto ** RESUMO Radamés Gnattali é um dos mais importantes

Leia mais

Compositor, regente e educador, melhor conhecido como autor do Hino ao Sete de Abril, o Hino Nacional Brasileiro.

Compositor, regente e educador, melhor conhecido como autor do Hino ao Sete de Abril, o Hino Nacional Brasileiro. SILVA, Francisco Manuel [Manoel] da (Rio de Janeiro, 21/02/1795 idem, 18/12/1865) Compositor, regente e educador, melhor conhecido como autor do Hino ao Sete de Abril, o Hino Nacional Brasileiro. Pouco

Leia mais

Hino de Jubileu de Prata da FAFIL: revivendo momentos culturais da USC

Hino de Jubileu de Prata da FAFIL: revivendo momentos culturais da USC Hino de Jubileu de Prata da FAFIL: revivendo momentos culturais da USC Leandro Moraes Gonçalves dos Santos Universidade do Sagrado Coração, Bauru/SP e-mail: leandro9019@hotmail.com Maristella Pinheiro

Leia mais

Violão Clássico. Prof. Juarez Barcellos. Violonistas, músicos, alunos, amigos e companhia, bem vindos!

Violão Clássico. Prof. Juarez Barcellos. Violonistas, músicos, alunos, amigos e companhia, bem vindos! Violão Clássico Prof. Juarez Barcellos Licença Creative Commons Violonistas, músicos, alunos, amigos e companhia, bem vindos! Em 2002, comecei a dar aulas particulares nas Em 2002, comecei a dar aulas

Leia mais

INFORMAÇÕES DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO (PPC)

INFORMAÇÕES DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO (PPC) 1 INFORMAÇÕES DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO (PPC) Curso: Música, Bacharelado - Habilitação em Composição Campus: Cuiabá Docente da habilitação: Prof. Dr. Roberto Pinto Victorio Ato interno de criação

Leia mais

INFORMAÇÕES DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO (PPC)

INFORMAÇÕES DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO (PPC) 1 INFORMAÇÕES DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO (PPC) Curso: Música, bacharelado Habilitação em Regência Campus: Cuiabá Docente da habilitação: Profa. Dra. Flávia Vieira Pereira Ato interno de criação e aprovação

Leia mais

A OBRA MUSICAL DE PAULO LEMINSKI UM PATRIMÔNIO CULTURAL DO PARANÁ E DO BRASIL

A OBRA MUSICAL DE PAULO LEMINSKI UM PATRIMÔNIO CULTURAL DO PARANÁ E DO BRASIL A OBRA MUSICAL DE PAULO LEMINSKI UM PATRIMÔNIO CULTURAL DO PARANÁ E DO BRASIL cd duplo paulo leminski contextualização Paulo Leminski é, sem dúvida, um dos mais importantes poetas da literatura paranaense

Leia mais

PARECER Nº 15-A/2011. Manifesta-se sobre a declaração de interesse público e social do acervo de Paulo Freire, sob a guarda do Instituto Paulo Freire

PARECER Nº 15-A/2011. Manifesta-se sobre a declaração de interesse público e social do acervo de Paulo Freire, sob a guarda do Instituto Paulo Freire PARECER Nº 15-A/2011 Manifesta-se sobre a declaração de interesse público e social do acervo de Paulo Freire, sob a guarda do Instituto Paulo Freire 1- APRESENTAÇÃO A Portaria nº. 78, do Conselho Nacional

Leia mais

PLANO DE TRABALHO 2007

PLANO DE TRABALHO 2007 PLANO DE TRABALHO 2007 1. INTRODUÇÃO A Fundação Stickel por decisão de seu Conselho Curador e em conformidade à sua atualização estatutária, iniciou em 2004 o redirecionamento e focalização de sua atuação.

Leia mais

Projeto Pedagógico. por Anésia Gilio

Projeto Pedagógico. por Anésia Gilio Projeto Pedagógico por Anésia Gilio INTRODUÇÃO Esta proposta pedagógica está vinculada ao Projeto Douradinho e não tem pretenção de ditar normas ou roteiros engessados. Como acreditamos que a educação

Leia mais

Educação musical em João Pessoa: espaços, concepções e práticas de ensino e aprendizagem da música

Educação musical em João Pessoa: espaços, concepções e práticas de ensino e aprendizagem da música Educação musical em João Pessoa: espaços, concepções e práticas de ensino e aprendizagem da música Luis Ricardo Silva Queiroz (Coordenador) luisrsq@uol.com.br Marciano da Silva Soares gclaft@yahoo.com.br

Leia mais

A Coordenação de Pós-graduação do Centro de Letras e Artes da UFRJ encaminha,

A Coordenação de Pós-graduação do Centro de Letras e Artes da UFRJ encaminha, A Coordenação de Pós-graduação do da UFRJ encaminha, em anexo, chamada de trabalhos inéditos para os volumes I e II, ano 2012, da Revista Interfaces, cujos temas são, respectivamente, Paisagens & Jardins

Leia mais

PROVA ESCRITA DE EDUCAÇÃO MUSICAL. PRIMEIRA PARTE - QUESTÕES DISCURSIVAS (70 pontos)

PROVA ESCRITA DE EDUCAÇÃO MUSICAL. PRIMEIRA PARTE - QUESTÕES DISCURSIVAS (70 pontos) COLÉGIO PEDRO II DIRETORIA GERAL SECRETARIA DE ENSINO CONCURSO PÚBLICO PARA PROFESSORES DE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO = 2002 = PRIMEIRA PARTE - QUESTÕES DISCURSIVAS (70 pontos) 1) Escreva uma notação rítmica

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para a Educação Básica Coordenação Geral de Materiais Didáticos PARA NÃO ESQUECER:

Leia mais

INSTITUTO AMERICANO DE LINS RELATÓRIO MENSAL MARÇO - 2014

INSTITUTO AMERICANO DE LINS RELATÓRIO MENSAL MARÇO - 2014 INSTITUTO AMERICANO DE LINS RELATÓRIO MENSAL MARÇO - 2014 Coordenação Pedagógica da Educação Infantil Atendimento telefone e presencial/matrículas Reunião com a Diretora Pedagógica toda segunda-feira às

Leia mais

Patrocínio Institucional Parceria Apoio

Patrocínio Institucional Parceria Apoio Patrocínio Institucional Parceria Apoio InfoReggae - Edição 79 Memória Institucional - Documentação 17 de abril de 2015 O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através

Leia mais

MÚSICA POPULAR BRASILEIRA E O ENSINO DE FLAUTA DOCE

MÚSICA POPULAR BRASILEIRA E O ENSINO DE FLAUTA DOCE 51 MÚSICA POPULAR BRASILEIRA E O ENSINO DE FLAUTA DOCE Prof a. Dr a. Ana Paula Peters UNESPAR/EMBAP anapaula.peters@gmail.com Para comentar a relação que estabeleço entre música popular brasileira e o

Leia mais

Roteiro da Biblioteca das Faculdades Coc Como Fazer Uma Pesquisa Teórica e Elaborar um Trabalho Acadêmico

Roteiro da Biblioteca das Faculdades Coc Como Fazer Uma Pesquisa Teórica e Elaborar um Trabalho Acadêmico Roteiro da Biblioteca das Faculdades Coc Como Fazer Uma Pesquisa Teórica e Elaborar um Trabalho Acadêmico Para realizar uma pesquisa que não se torne um grande sacrifício pelas dificuldades em encontrar

Leia mais

Plano Estadual de Educação está disponível para consulta pública

Plano Estadual de Educação está disponível para consulta pública Veículo: Portal Agência Alagoas Data: 15/05/2015 Coluna/Editoria: EDUCAÇÃO Página: On-line Agência Alagoas Plano Estadual de Educação está disponível para consulta pública Documento está disponível no

Leia mais

Valéria Carrilho da Costa

Valéria Carrilho da Costa A FOLIA NA ESCOLA: ENTRE CORES E CANTOS Valéria Carrilho da Costa gmacala@netsite.com.br Prefeitura Municipal de Uberlândia E.M. Profª Maria Leonor de Freitas Barbosa Relato de Experiência Resumo O projeto

Leia mais

Projeto de Trabalho de Graduação 2

Projeto de Trabalho de Graduação 2 Projeto de Trabalho de Graduação 2 Prof. Marcos Francisco Pereira da Silva 1 Agenda Plágio Proteção dos Direitos Autorais A Lei Brasileira 2 Plágio Plágio é a apropriação indevida de ideais ou textos de

Leia mais

CONCURSO AGRINHO EDUCAÇÃO ESPECIAL

CONCURSO AGRINHO EDUCAÇÃO ESPECIAL CONCURSO AGRINHO EDUCAÇÃO ESPECIAL CONCURSO EDUCAÇÃO ESPECIAL CATEGORIA Desenho TEMA: As coisas que ligam o campo e a cidade e nosso papel para melhorar o mundo. O concurso é dirigido aos alunos com necessidades

Leia mais

QS UNIVERSITY RANKINGS LATIN AMÉRICA 2013 64ª da América Latina, 19ª do Brasil, 5ª Estadual do Brasil e 1ª Estadual do Paraná

QS UNIVERSITY RANKINGS LATIN AMÉRICA 2013 64ª da América Latina, 19ª do Brasil, 5ª Estadual do Brasil e 1ª Estadual do Paraná 2012-2013 Referência no Brasil e destaque entre as universidades latino-americanas, a Universi-dade Estadual de Londrina- UEL foi fundada em 1971, com a junção de faculdades isoladas das áreas de Letras,

Leia mais

Fotografe Curitiba - Uma Campanha de Incentivo ao Turismo

Fotografe Curitiba - Uma Campanha de Incentivo ao Turismo Fotografe Curitiba - Uma Campanha de Incentivo ao Turismo Daniel de Castro Brainer Pereira PIRES 1 Thatiane Oliveira de ALENCAR 2 Alessandra Oliveira ARAÚJO 3 Universidade de Fortaleza, Fortaleza, CE RESUMO

Leia mais

Cemitério Municipal de Curitiba traz histórias e arte a céu aberto

Cemitério Municipal de Curitiba traz histórias e arte a céu aberto 1 de 7 04/06/2013 12:52 globo.com notícias esportes entretenimento vídeos ASSINE JÁ CENTRAL E-MAIL criar e-mail globomail free globomail pro ENTRAR Paraná 04/06/2013 09h20 - Atualizado em 04/06/2013 12h15

Leia mais

Ministério da Cultura Secretaria da Economia Criativa TÍTULO. / Oportunidades /

Ministério da Cultura Secretaria da Economia Criativa TÍTULO. / Oportunidades / Ministério da Cultura Secretaria da Economia Criativa TÍTULO / Oportunidades / Neste documento você encontrará algumas oportunidades de experiências internacionais oferecidas por instituições interessadas

Leia mais

PROJETO ESCOLA PARA PAIS

PROJETO ESCOLA PARA PAIS PROJETO ESCOLA PARA PAIS Escola Estadual Professor Bento da Silva Cesar São Carlos São Paulo Telma Pileggi Vinha Maria Suzana De Stefano Menin coordenadora da pesquisa Relator da escola: Elizabeth Silva

Leia mais

Programa do Serviço Educativo. 2.º Semestre 2008

Programa do Serviço Educativo. 2.º Semestre 2008 Programa do Serviço Educativo Museu Municipal i de Óbidos 2.º Semestre 2008 Programa Semestral Mês Dias Título Público-alvo Agosto Quintas, Sextas, Sábado No Ateliê do Pintor um Tesouro Escondido Crianças

Leia mais

O DIREITO ÀS MEMÓRIAS NEGRAS E A OUTRAS HISTÓRIAS : AS COLEÇÕES DO JORNAL O EXEMPLO. Maria Angélica Zubaran

O DIREITO ÀS MEMÓRIAS NEGRAS E A OUTRAS HISTÓRIAS : AS COLEÇÕES DO JORNAL O EXEMPLO. Maria Angélica Zubaran O DIREITO ÀS MEMÓRIAS NEGRAS E A OUTRAS HISTÓRIAS : AS COLEÇÕES DO JORNAL O EXEMPLO Maria Angélica Zubaran Sabemos que, no âmbito das ciências humanas, a memória está relacionada aos processos da lembrança

Leia mais

Mapa Musical da Bahia 2014 FAQ

Mapa Musical da Bahia 2014 FAQ Mapa Musical da Bahia 2014 FAQ 1. O que é o Mapa Musical da Bahia? O Mapa Musical da Bahia é uma ação da Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB) para mapear, reconhecer e promover a difusão da música

Leia mais

Programa Educativo da Bienal na exposição Em Nome dos Artistas

Programa Educativo da Bienal na exposição Em Nome dos Artistas Programa Educativo da Bienal na exposição Em Nome dos Artistas O Programa Educativo da Bienal é responsável pela relação direta da Bienal com o público. Sob curadoria de Stela Barbieri, o programa tem

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO Departamento de Arquitetura e Urbanismo

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO Departamento de Arquitetura e Urbanismo Departamento de Arquitetura e Urbanismo CONCURSO PÚBLICO DE TÍTULOS E PROVAS PARA PROVIMENTO DE UM CARGO DE PROFESSOR ADJUNTO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERENAMBUCO, ÁREA: TEORIA E HISTÓRIA DA ARQUITETURA,

Leia mais

COLÉGIO ESTADUAL JOANA DE FREITAS BARBOSA GRÊMIO ESTUDANTIL 11 DE AGOSTO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/2004

COLÉGIO ESTADUAL JOANA DE FREITAS BARBOSA GRÊMIO ESTUDANTIL 11 DE AGOSTO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/2004 COLÉGIO ESTADUAL JOANA DE FREITAS BARBOSA GRÊMIO ESTUDANTIL 11 DE AGOSTO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/2004 EMENTA: Cria o Sistema de Comunicação Interna do Colégio Estadual Joana de Freitas Barbosa (Polivalente)

Leia mais

CONSERVATÓRIO MUSICAL BEETHOVEN www.beethoven.art.br beethoven@beethoven.art.br

CONSERVATÓRIO MUSICAL BEETHOVEN www.beethoven.art.br beethoven@beethoven.art.br Curso de Capacitação em Música para Professores do Ensino Médio, Fundamental 03 horas / semanais e Musicalização Infantil ( com base no PCN Artes ) VAGAS LIMITADAS FAÇA SUA PRÉ-RESERVA 10 meses ( inicio

Leia mais

CARTILHA D. JOTINHA A ORIENTAÇÃO DO PROFESSOR DE ARTES VISUAIS SOBRE A CONSERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO ARTÍSTICO E CULTURAL

CARTILHA D. JOTINHA A ORIENTAÇÃO DO PROFESSOR DE ARTES VISUAIS SOBRE A CONSERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO ARTÍSTICO E CULTURAL CARTILHA D. JOTINHA A ORIENTAÇÃO DO PROFESSOR DE ARTES VISUAIS SOBRE A CONSERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO ARTÍSTICO E CULTURAL Universidade Federal de Goiá/Faculdade de Artes Visuais Rodrigo Cesário RANGEL Rodrigoc_rangel@hotmail.com

Leia mais

Plano de Patrocínio. PROJETO: V Feira do Livro de Curitiba PRONAC: 09 1565

Plano de Patrocínio. PROJETO: V Feira do Livro de Curitiba PRONAC: 09 1565 Plano de Patrocínio PROJETO: PRONAC: 09 1565 o projeto Curitiba é a sétima cidade mais populosa do Brasil e a maior do sul do país, com uma população, aproximada, de 1.828.092 habitantes. É a principal

Leia mais

Arquivo CÂNDIDO DE MELLO NETO: organização e disponibilização dos acervos sobre Anarquismo, Integralismo e Documentos Particulares

Arquivo CÂNDIDO DE MELLO NETO: organização e disponibilização dos acervos sobre Anarquismo, Integralismo e Documentos Particulares Arquivo CÂNDIDO DE MELLO NETO: organização e disponibilização dos acervos sobre Anarquismo, Integralismo e Documentos Particulares Professora Elizabeth Johansen ( UEPG) Jessica Monteiro Stocco (UEPG) Tatiane

Leia mais

Fomento a Projetos Culturais nas Áreas de Música e de Artes Cênicas

Fomento a Projetos Culturais nas Áreas de Música e de Artes Cênicas Programa 0166 Música e Artes Cênicas Objetivo Aumentar a produção e a difusão da música e das artes cênicas. Público Alvo Sociedade em geral Ações Orçamentárias Indicador(es) Número de Ações 7 Taxa de

Leia mais

PROJETO TÉCNICO. Associação ou federação comunitária Ponto de cultura

PROJETO TÉCNICO. Associação ou federação comunitária Ponto de cultura ANEXO IV CINE MAIS CULTURA BAHIA PROJETO TÉCNICO I. Identificação da Iniciativa 1. Nome da Proponente: 2. Esta ação é inscrita por: [Indique somente 1 (uma) alternativa] Organização da Sociedade Civil

Leia mais

Eixo Temático ET-04-007 - Gestão Ambiental em Saneamento

Eixo Temático ET-04-007 - Gestão Ambiental em Saneamento 270 Eixo Temático ET-04-007 - Gestão Ambiental em Saneamento LEVANTAMENTO DA TUBULAÇÃO DE CIMENTO-AMIANTO NA REDE DE DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA DO MUNICÍPIO DE PRINCESA ISABEL - PARAÍBA Maria Auxiliadora Freitas

Leia mais

O CONSERVATÓRIO NACIONAL DE CANTO ORFEÔNICO COMO INSTITUIÇÃO MODELO E A EXPERIÊNCIA NO PARANÁ

O CONSERVATÓRIO NACIONAL DE CANTO ORFEÔNICO COMO INSTITUIÇÃO MODELO E A EXPERIÊNCIA NO PARANÁ O CONSERVATÓRIO NACIONAL DE CANTO ORFEÔNICO COMO INSTITUIÇÃO MODELO E A EXPERIÊNCIA NO PARANÁ Wilson Lemos Junior (IFC / PUC-PR) wilson.junior@ifc-araquari.edu.br Maria Elisabeth Blanck Miguel (PUC-PR)

Leia mais

Jornal Marco Zero 1. Larissa GLASS 2 Hamilton Marcos dos SANTOS JUNIOR 3 Roberto NICOLATO 4 Tomás BARREIROS 5

Jornal Marco Zero 1. Larissa GLASS 2 Hamilton Marcos dos SANTOS JUNIOR 3 Roberto NICOLATO 4 Tomás BARREIROS 5 1 Jornal Marco Zero 1 Larissa GLASS 2 Hamilton Marcos dos SANTOS JUNIOR 3 Roberto NICOLATO 4 Tomás BARREIROS 5 Faculdade internacional de Curitiba (Facinter) RESUMO O jornal-laboratório Marco Zero 6 é

Leia mais

Plano de Patrocínio PROJETO: PRÊMIO WALTEL BRANCO DE VIOLÃO. Realização: PRONAC: 10 0342

Plano de Patrocínio PROJETO: PRÊMIO WALTEL BRANCO DE VIOLÃO. Realização: PRONAC: 10 0342 Plano de Patrocínio PROJETO: PRÊMIO WALTEL BRANCO PRONAC: 10 0342 DE VIOLÃO Realização: RESUMO EXECUTIVO O principal instrumento musical que esta inserido em todo o Brasil, sem distinção, é o Violão, seja

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DOS ACERVOS ESCOLARES NO CAMPO DA PESQUISA, ESPAÇO E MEMÓRIA

A IMPORTÂNCIA DOS ACERVOS ESCOLARES NO CAMPO DA PESQUISA, ESPAÇO E MEMÓRIA A IMPORTÂNCIA DOS ACERVOS ESCOLARES NO CAMPO DA PESQUISA, ESPAÇO E MEMÓRIA Suele França Costa, Nara Rubia Martins, Carlos Eduardo de Quadro, Juliana Eliza Viana, Douglas Almeida Silva, Rafael de Paula

Leia mais

INFORMAÇÕES DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO (PPC)

INFORMAÇÕES DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO (PPC) 1 INFORMAÇÕES DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO (PPC) Curso: Música, bacharelado Habilitação em Canto Campus: Cuiabá Docente da habilitação: Profa. Me. Helen Luce Pereira Ato interno de criação e aprovação

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO INVENTÁRIO DO FUNDO AURÉLIO PIRES

GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO INVENTÁRIO DO FUNDO AURÉLIO PIRES GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO INVENTÁRIO DO FUNDO AURÉLIO PIRES Revisão e Atualização Diretoria de Arquivos Permanentes Diretoria de Acesso à

Leia mais

Sr. Presidente, Senhoras e senhores Deputados,

Sr. Presidente, Senhoras e senhores Deputados, Dircurso proferido Pela Dep. Socorro Gomes, na Sessão da Câmara dos Deputados do dia 08 de novembro de 2006 acerca da 19ª edição do Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade, promovido pelo Instituto do Patrimônio

Leia mais

PARECER Nº 13/2009 1- APRESENTAÇÃO

PARECER Nº 13/2009 1- APRESENTAÇÃO PARECER Nº 13/2009 Manifesta-se sobre a declaração de interesse público e social do acervo de Abdias Nascimento, sob a guarda do Instituto de Pesquisas e Estudos Afro-Brasileiros - IPEAFRO 1- APRESENTAÇÃO

Leia mais

A PRODUÇÃO AUTOBIOGRÁFICA EM ARTES VISUAIS: UMA REFLEXÃO SOBRE VIDA E ARTE DO AUTOR

A PRODUÇÃO AUTOBIOGRÁFICA EM ARTES VISUAIS: UMA REFLEXÃO SOBRE VIDA E ARTE DO AUTOR 7º Seminário de Pesquisa em Artes da Faculdade de Artes do Paraná Anais Eletrônicos A PRODUÇÃO AUTOBIOGRÁFICA EM ARTES VISUAIS: UMA REFLEXÃO SOBRE VIDA E ARTE DO AUTOR Letícia Tadra do Carmo 105 Universidade

Leia mais

ESCOLA DE MÚSICA DA UFRJ CONCURSO NACIONAL DE CANTO LÍRICO / ÓPERA 2010 REGULAMENTO

ESCOLA DE MÚSICA DA UFRJ CONCURSO NACIONAL DE CANTO LÍRICO / ÓPERA 2010 REGULAMENTO ESCOLA DE MÚSICA DA UFRJ CONCURSO NACIONAL DE CANTO LÍRICO / ÓPERA 2010 REGULAMENTO CAPÍTULO I Dos objetivos Art. 1º O Concurso Nacional de Canto Lírico / Ópera 2010 da Escola de Música da UFRJ, tem por

Leia mais

Outubro/2014. Período. 1 a 31 de outubro de 2014

Outubro/2014. Período. 1 a 31 de outubro de 2014 Outubro/2014 Período 1 a 31 de outubro de 2014 Museu da Energia de São Paulo promove curso gratuito sobre Educação Patrimonial Essencial para o desenvolvimento cultural, tema será apresentado em um evento

Leia mais

Programas de Formação Docente em Educação Musical na América Latina 1

Programas de Formação Docente em Educação Musical na América Latina 1 Programas de Formação Docente em Educação Musical na América Latina 1 Teresa Mateiro Universidade do Estado de Santa Catarina Silvia Málbran Universidad de La Plata Edith Cisneros-Cohernour Universidad

Leia mais

Nome do Projeto: Compartilhando Livros por mais Cultura e Cidadania na Escola e na Comunidade

Nome do Projeto: Compartilhando Livros por mais Cultura e Cidadania na Escola e na Comunidade A escola é o lugar privilegiado da aprendizagem, planejado para educar pessoas mais participativas, solidárias, produtivas e felizes. GUIOMAR NAMO DE MELLO Diretora da EBRAP Escola Brasileira de Professores

Leia mais

FUNK CONSCIENTIZA. VAI 1 - música

FUNK CONSCIENTIZA. VAI 1 - música PROGRAMA PARA A VALORIZAÇÃO DE INICIATIVAS CULTURAIS VAI SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA São Paulo, fevereiro de 2010 FUNK CONSCIENTIZA VAI 1 - música Proponente Nome RG: CPF: Endereço Fone: E-mail: DADOS

Leia mais

Mesa Redonda Novas agendas de atuação e os perfis profissionais em bibliotecas universitárias

Mesa Redonda Novas agendas de atuação e os perfis profissionais em bibliotecas universitárias Mesa Redonda Novas agendas de atuação e os perfis profissionais em bibliotecas universitárias Profa. Dra. Lillian Maria Araújo de Rezende Alvares Coordenadora-Geral de Pesquisa e Manutenção de Produtos

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS - UnN de FORMOSA, GO. PROJETO ARTENOSSA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS - UnN de FORMOSA, GO. PROJETO ARTENOSSA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS - UnN de FORMOSA, GO. PROJETO ARTENOSSA ¹SANT ANNA, Maria Ap. Cagnoni; LEAL, Marcia Rodrigues². Palavras Chaves: Artes, Criança, Escola, Cidadania. Introdução Este Projeto

Leia mais

Escola de Música da UFMG

Escola de Música da UFMG Escola de Música da UFMG Visão Histórica e Acadêmica Conservatório de Música ou Escola de Música de uma Universidade Conservatórios Instituições isoladas de ensino de música, que podem atender a todos

Leia mais

COMPOSIÇÃO Duração Total (03h00:00)

COMPOSIÇÃO Duração Total (03h00:00) PROVA DE APTIDÃO MÚSICA COMPOSIÇÃO Duração Total (03h00:00) 1. ANÁLISE COMPARATIVA (01:00:00) Ouça atentamente os três trechos musicais a serem reproduzidos durante o exame 1.1 Esboce uma representação

Leia mais

2.1 A duração do programa de residência será de até dois meses para o desenvolvimento de cada projeto selecionado.

2.1 A duração do programa de residência será de até dois meses para o desenvolvimento de cada projeto selecionado. Convocatória Residência Internacional LABMIS 2013 O Museu da Imagem e do Som abre inscrições para o programa Residência Internacional LABMIS 2013, abrangendo projetos artísticos nas áreas de fotografia

Leia mais

INDEX. Mapas Culturais

INDEX. Mapas Culturais Mapas Culturais INDEX Mapas Culturais Cadastrar agentes 13 Cadastrar espaços 28 Cadastrar projetos 38 Cadastrar eventos 48 Gestores e hierarquias 60 _Sobre Mapas Culturais A prefeitura de São Paulo e o

Leia mais

MEMÓRIA URBANA DE PALMAS-TO: LEVANTAMENTO DE INFORMAÇÕES E MATERIAL SOBRE O PLANO DE PALMAS E SEUS ANTECEDENTES

MEMÓRIA URBANA DE PALMAS-TO: LEVANTAMENTO DE INFORMAÇÕES E MATERIAL SOBRE O PLANO DE PALMAS E SEUS ANTECEDENTES MEMÓRIA URBANA DE PALMAS-TO: LEVANTAMENTO DE INFORMAÇÕES E MATERIAL SOBRE O PLANO DE PALMAS E SEUS ANTECEDENTES Nome dos autores: Gislaine Biddio Rangel¹; Ana Beatriz Araujo Velasques². 1 Aluna do Curso

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS TERESA D ÁVILA NÚCLEO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA. Formulário para Registro de Projetos de Extensão Universitária

FACULDADES INTEGRADAS TERESA D ÁVILA NÚCLEO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA. Formulário para Registro de Projetos de Extensão Universitária FACULDADES INTEGRADAS TERESA D ÁVILA NÚCLEO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA Formulário para Registro de Projetos de Extensão Universitária Ano 2015 Título do Projeto: Observatório Juventudes Tipo de Projeto:

Leia mais

FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA DE PROFESSORES DE MÚSICA PROGRAMAÇÃO

FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA DE PROFESSORES DE MÚSICA PROGRAMAÇÃO III SIMPÓSIO CATARINENSE DE EDUCAÇÃO MUSICAL FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA DE PROFESSORES DE MÚSICA Jaraguá do Sul, SC, 2, 3 e 5 de fevereiro de 2011 PROGRAMAÇÃO Dia 2/2/2011 das 8h30 às 9h30 Palestra

Leia mais

UM NOVO CONCEITO EM ORGANIZAÇÃO DE ACERVOS

UM NOVO CONCEITO EM ORGANIZAÇÃO DE ACERVOS UM NOVO CONCEITO EM ORGANIZAÇÃO DE ACERVOS Descubra como o SophiA Acervo pode ajudar sua instituição na catalogação, organização e recuperação de acervos dos mais diversos tipos, sejam eles objetos da

Leia mais

TEATRO DE MARIONETES DE PAUL KLEE E A PRODUÇÃO DE BONECOS.

TEATRO DE MARIONETES DE PAUL KLEE E A PRODUÇÃO DE BONECOS. TEATRO DE MARIONETES DE PAUL KLEE E A PRODUÇÃO DE BONECOS. Amanda Cristina de Sousa amandita_badiana@hotmail.com E.M. Freitas Azevedo Comunicação Relato de Experiência Resumo: O presente relato trata da

Leia mais

ESCOLHA DA VOZ DE BEBEBRIBE / CE 1ª EDIÇÃO

ESCOLHA DA VOZ DE BEBEBRIBE / CE 1ª EDIÇÃO ESCOLHA DA VOZ DE BEBEBRIBE / CE 1ª EDIÇÃO REGULAMENTO 1. DA PROMOÇÃO: 1.1 A escolha de A Voz de Beberibe/CE 1ª Edição, doravante também denominada de A Voz Beberibe, é promovida pelo Projeto Com Amor

Leia mais

Parâmetros para avaliação de mestrado profissional*

Parâmetros para avaliação de mestrado profissional* Parâmetros para avaliação de mestrado profissional* 1. Natureza do mestrado profissional A pós-graduação brasileira é constituída, atualmente, por dois eixos claramente distintos: o eixo acadêmico, representado

Leia mais

Introdução. 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ASPECTOS QUANTITATIVOS DO 26º FESTIVAL UNIVERSITÁRIO DA CANÇÃO FUC

Introdução. 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ASPECTOS QUANTITATIVOS DO 26º FESTIVAL UNIVERSITÁRIO DA CANÇÃO FUC 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO (X) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA ASPECTOS QUANTITATIVOS

Leia mais

FORMULÁRIO DAS AÇÕES DE EXTENSÃO

FORMULÁRIO DAS AÇÕES DE EXTENSÃO FORMULÁRIO DAS AÇÕES DE EXTENSÃO 1. IDENTIFICAÇÃO DA ORIGEM 1.1. TÍTULO DO PROJETO: Programa História e Memória Regional 1.2. CURSO: Interdisciplinar 1.3. IDENTIFICAÇÃO DO(A) PROFESSOR(A) /PROPONENTE 1.3.1.

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL NA CIDADE DE AREIA-PB: DO MUSEU PARA A COMUNIDADE

A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL NA CIDADE DE AREIA-PB: DO MUSEU PARA A COMUNIDADE A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL NA CIDADE DE AREIA-PB: DO MUSEU PARA A COMUNIDADE Resumo Natália Cândido da Cruz Silva 1 - UFPB Márcia Verônica Costa Miranda 2 - UFPB Rebeca Nogueira Martins 3 -

Leia mais

virgínia rosa geraldo flach

virgínia rosa geraldo flach virgínia rosa geraldo flach virgínia rosa geraldo flach O gaúcho Geraldo e a paulista Virgínia se apresentaram juntos pela primeira vez na série Piano e Voz, da UFRGS. Quando tocou em São Paulo, no Supremo

Leia mais

Coleção Particular. Veiga Cabral. (Versão Pesquisador)

Coleção Particular. Veiga Cabral. (Versão Pesquisador) Coleção Particular Veiga Cabral (Versão Pesquisador) Rio de Janeiro 2015 Ficha Técnica Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro Secretaria Municipal da Casa Civil Prefeito Eduardo Paes Secretário Guilherme

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE ARTES E COMUNICAÇÃO DEPARTAMENTO DE MÚSICA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE ARTES E COMUNICAÇÃO DEPARTAMENTO DE MÚSICA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE ARTES E COMUNICAÇÃO DEPARTAMENTO DE MÚSICA CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 74, de 04 de NOVEMBRO de

Leia mais

MUSEU VIRTUAL DA EDUCAÇÃO EM ANÁPOLIS

MUSEU VIRTUAL DA EDUCAÇÃO EM ANÁPOLIS 1 MUSEU VIRTUAL DA EDUCAÇÃO EM ANÁPOLIS Mayara Marce Guimarães 1,4 ; Cynthya Pires Monteiro de Mesquita 2,4 ; Mirza Seabra Toschi 3,4 1 Bolsista PIBIC/CNPq 2 Bolsista PVIC 3 Pesquisadora Orientadora 4

Leia mais

LER E PERTENCER. Justificativa:

LER E PERTENCER. Justificativa: 1 LER E PERTENCER Justificativa: A Biblioteca Pública João XXIII possui mais de 70 anos de existência e funcionando desde 1981 no prédio da Casa da Cultura de Bom Jardim¹. O que durante um tempo foi uma

Leia mais

Plano de Patrocínio MÚSICA DOC PRONAC 10 0394

Plano de Patrocínio MÚSICA DOC PRONAC 10 0394 Plano de Patrocínio PRONAC 10 0394 Resumo Executivo Os 30 programetes semanais do projeto Música Doc apresentarão entrevistas, cenas de ensaios, produção e shows. Serão 26 minutos de conteúdo artístico

Leia mais

VER PARA COMPREENDER: A SELEÇÃO DE IMAGENS NOS LIVROS DIDÁTICOS DE HISTÓRIA DURANTE O REGIME MILITAR BRASILEIRO

VER PARA COMPREENDER: A SELEÇÃO DE IMAGENS NOS LIVROS DIDÁTICOS DE HISTÓRIA DURANTE O REGIME MILITAR BRASILEIRO VER PARA COMPREENDER: A SELEÇÃO DE IMAGENS NOS LIVROS DIDÁTICOS DE HISTÓRIA DURANTE O REGIME MILITAR BRASILEIRO Juliana Ponqueli Contó (PIBIC/Fundação Araucária - UENP), Jean Carlos Moreno (Orientador),

Leia mais

PROJETO IMAGINAR CONTADORES DE HISTÓRIA DA UNICARIOCA

PROJETO IMAGINAR CONTADORES DE HISTÓRIA DA UNICARIOCA PROJETO IMAGINAR CONTADORES DE HISTÓRIA DA UNICARIOCA A UniCarioca, por meio do Núcleo de Ação Socioambiental (NASA) convida seus alunos a participarem da SEGUNDA EDIÇÃO do projeto IMAGINAR (inicialmente

Leia mais

PROJETO BANDAS E CORAIS NAS ESCOLAS : A EXPERIÊNCIA DO CORAL ENCANTO

PROJETO BANDAS E CORAIS NAS ESCOLAS : A EXPERIÊNCIA DO CORAL ENCANTO PROJETO BANDAS E CORAIS NAS ESCOLAS : A EXPERIÊNCIA DO CORAL ENCANTO Rebeca Vieira de Queiroz Almeida Faculdade Saberes Introdução O presente texto é um relato da experiência do desenvolvimento do projeto

Leia mais

Introdução. La historia no es un frígido museo; es la trampa secreta de la que estamos hechos, el tiempo. En el hoyestán los ayeres

Introdução. La historia no es un frígido museo; es la trampa secreta de la que estamos hechos, el tiempo. En el hoyestán los ayeres Introdução La historia no es un frígido museo; es la trampa secreta de la que estamos hechos, el tiempo. En el hoyestán los ayeres (Jorge Luis Borges) O objeto de estudo desta pesquisa consiste na história

Leia mais

A memória da Universidade Federal de Goiás. através de seus Concursos de Música

A memória da Universidade Federal de Goiás. através de seus Concursos de Música A memória da Universidade Federal de Goiás através de seus Concursos de Música por Marilia Laboissière RESUMO: Observando o desenvolvimento musical na vida brasileira, verificamos que sua história chega

Leia mais

PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE

PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE Sérgio Dal-Ri Moreira Pontifícia Universidade Católica do Paraná Palavras-chave: Educação Física, Educação, Escola,

Leia mais

instrumentos passaram a ser tocados muitas vezes de maneira diferente da regular

instrumentos passaram a ser tocados muitas vezes de maneira diferente da regular INTRODUÇÃO A música do século XX foi marcada por grandes inovações em estruturações e outros procedimentos. As estruturações passaram a ter formas cada vez mais livres como na poesia sem metro ou rima;

Leia mais

LEGISLAÇÃO EDUCACIONAL PARA O ENSINO DE MÚSICA NAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL NA REGIÃO SUL DO BRASIL 1

LEGISLAÇÃO EDUCACIONAL PARA O ENSINO DE MÚSICA NAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL NA REGIÃO SUL DO BRASIL 1 LEGISLAÇÃO EDUCACIONAL PARA O ENSINO DE MÚSICA NAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL NA REGIÃO SUL DO BRASIL 1 Gabriel Ferrão Moreira 2 Prof. Dr. Sérgio Luiz Ferreira de Figueiredo 3 Palavras-chave:

Leia mais

de 20, à criação do samba no Rio de Janeiro ou ao cinema novo. Ao mesmo tempo procurei levar em conta as aceleradas transformações que ocorriam nesta

de 20, à criação do samba no Rio de Janeiro ou ao cinema novo. Ao mesmo tempo procurei levar em conta as aceleradas transformações que ocorriam nesta 5 Conclusão A década de 70 foi com certeza um período de grande efervescência para a cultura brasileira e em especial para a música popular. Apesar de ser muito difícil mensurar a constituição de um termo

Leia mais

TEMA: O LÚDICO NA APRENDIZAGEM DA LEITURA E DA ESCRITA

TEMA: O LÚDICO NA APRENDIZAGEM DA LEITURA E DA ESCRITA TEMA: O LÚDICO NA APRENDIZAGEM DA LEITURA E DA ESCRITA RESUMO Os educadores têm se utilizado de uma metodologia Linear, que traz uma característica conteudista; É possível notar que o Lúdico não se limita

Leia mais

PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA

PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA PROPOSTA DE AÇÃO Criar um fórum permanente onde representantes dos vários segmentos do poder público e da sociedade civil atuem juntos em busca de uma educação

Leia mais

FÓRUM DO AUDIOVISUAL PARANAENSE Curitiba/PR 13 e 14 de junho de 2015

FÓRUM DO AUDIOVISUAL PARANAENSE Curitiba/PR 13 e 14 de junho de 2015 FÓRUM DO AUDIOVISUAL PARANAENSE Curitiba/PR 13 e 14 de junho de 2015 ÁREA: PRESERVAÇÃO AUDIOVISUAL Os representantes de preservação audiovisual, presentes ao Fórum do Audiovisual Paranaense, reconhecendo

Leia mais

SINEPE-ES em Ação REGULAMENTO

SINEPE-ES em Ação REGULAMENTO SINEPE-ES em Ação REGULAMENTO 1. Objetivos da Diplomação e Premiação A diplomação SINEPE-ES em Ação é uma iniciativa do Sindicato das Empresas Particulares de Ensino do Estado do Espírito Santo SINEPE/ES,

Leia mais

Coordenadoras: Enalva de Santana Santos e Márcia Soares Ramos Alves

Coordenadoras: Enalva de Santana Santos e Márcia Soares Ramos Alves TEMA : BRINCANDO E APRENDENDO NA ESCOLA Coordenadoras: Enalva de Santana Santos e Márcia Soares Ramos Alves Autora: Prof a Cássia de Fátima da S. Souza PÚBLICO ALVO Alunos de 04 anos TEMA: BRINCANDO E

Leia mais

Circuito Usiminas de Cultura

Circuito Usiminas de Cultura 5 Itaúna, 23 de maio de 2014 Miss Comerciária Estadual neste sábado Circuito Usiminas de Cultura resgatam histórias de Itaúna, poderá ser conferida no Varal Fotográfico, da CINEAR. Ele vai reunir fotografias

Leia mais

Novo site do MUHM. Lançado no dia da Inauguração da sede do MUHM (18/10/2007). Permite uma visita virtual ao acervo.

Novo site do MUHM. Lançado no dia da Inauguração da sede do MUHM (18/10/2007). Permite uma visita virtual ao acervo. IMAGENS E FOTOS Novo site do MUHM Lançado no dia da Inauguração da sede do MUHM (18/10/2007). Permite uma visita virtual ao acervo. Visitações ao Muhm O Museu de História da Medicina do RS (Muhm) abriu

Leia mais