CONTRATO PROMESSA DE COMPRA E VENDA. PRIMEIRA OUTORGANTE: Caixa Geral de Depósitos, S.A., pessoa colectiva n.º ,

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONTRATO PROMESSA DE COMPRA E VENDA. PRIMEIRA OUTORGANTE: Caixa Geral de Depósitos, S.A., pessoa colectiva n.º ,"

Transcrição

1 CONTRATO PROMESSA DE COMPRA E VENDA (Lote - UL ) ENTRE: PRIMEIRA OUTORGANTE: Caixa Geral de Depósitos, S.A., pessoa colectiva n.º , com sede na Av. João XXI, n.º 63, em Lisboa, com o capital social de ,00 EUR, matriculada na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa sob o referido número, de ora em diante designada por PROMITENTE VENDEDORA; SEGUNDO OUTORGANTE: , natural de , portador de Cartão de Cidadão n.º , válido até , emitido pela República Portuguesa, contribuinte fiscal n.º , casado sob o regime de comunhão , com , residentes na , de ora em diante designados por PROMITENTE COMPRADOR; É celebrado de boa fé o presente contrato promessa de compra e venda, que se regerá pelo constante das cláusulas seguintes, que ambos aceitam e reciprocamente se obrigam a cumprir: -- CLÁUSULA PRIMEIRA A PROMITENTE VENDEDORA é dona e legítima proprietária da fração autónoma, destinada a, designada pela letra, que corresponde ao, do prédio urbano, em regime de propriedade horizontal, sito, freguesia de e concelho de, inscrito na respetiva matriz predial urbana daquela freguesia sob o artigo, descrito na Conservatória do Registo Predial de sob a ficha n.º, da respetiva freguesia, com a autorização de utilização n.º, emitida em / /, pela Câmara Municipal de e certificado energético n.º, válido até / / CLÁUSULA SEGUNDA Pelo presente contrato, a PROMITENTE VENDEDORA promete vender ao PROMITENTE COMPRADOR, e este promete comprar-lhe, livre de quaisquer ónus ou encargos à data da escritura, o bem descrito na cláusula precedente, no estado em que se encontra, conhecido do PROMITENTE COMPRADOR P a g e 1 5

2 CLÁUSULA TERCEIRA Em complemento do que fica expresso na cláusula anterior quando ali se diz que o bem é prometido vender e comprar no estado em que se encontra, fica claro, e o PROMITENTE COMPRADOR está ciente, considerando-se devidamente informado, que tal bem, já anteriormente utilizado por terceiros, poderá padecer de deficiências cuja existência, neste momento, as partes desconhecem, mas cuja eventualidade foi tida em conta na determinação do preço, ficando vedado ao PROMITENTE COMPRADOR, caso as mesmas se manifestem nos prazos previstos no artigo 916º do Código Civil, imputar à PROMITENTE VENDEDORA qualquer das obrigações previstas nos artigos 913º a 921º do mesmo diploma legal CLÁUSULA QUARTA O preço convencionado para a prometida venda é de EUR ( ), e será pago do seguinte modo: A título de sinal e princípio de pagamento por conta do preço acordado é, neste acto, entregue pelo PROMITENTE COMPRADOR à PROMITENTE VENDEDORA a importância de EUR (..) valor que esta declara ter recebido e do qual dá plena quitação, após boa cobrança do cheque entregue nesta data; O remanescente do preço, ou seja, a quantia de EUR ( ) será pago no acto da outorga da escritura de compra e venda, mediante cheque visado emitido à ordem da PROMITENTE VENDEDORA CLÁUSULA QUINTA A escritura de compra e venda será realizada, em nome do PROMITENTE COMPRADOR logo que o respectivo processo esteja suficientemente documentado, até 23 de Dezembro de 2016, e em dia, hora e Cartório Notarial que a PROMITENTE VENDEDORA vier a indicar ao PROMITENTE COMPRADOR para a morada acima referida, por carta registada com aviso de receção, enviada com, pelo menos, dez dias de antecedência da data marcada para aquela outorga P a g e 2 5

3 CLÁUSULA SEXTA Se esta última carta for devolvida, a interpelação considerar-se-á, desde logo feita pelo depósito de outra com o mesmo conteúdo, a enviar por correio simples para a morada do PROMITENTE COMPRADOR acima referida CLÁUSULA SÉTIMA 1. Sem prejuízo do estipulado na CLÁUSULA QUINTA, o prazo previsto para a outorga da escritura de compra e venda poderá ser prorrogável uma única vez, até 28 de Fevereiro de 2017, mediante o pagamento de 10% (dez por cento) do preço de venda, a título de reforço de sinal e uma vez verificadas as condições constantes do número seguinte Para os efeitos previstos no número anterior, o PROMITENTE COMPRADOR deverá, com a antecedência mínima de 20 (vinte) dias sobre o termo do prazo estipulado na CLÁUSULA QUINTA, comunicar por escrito à PROMITENTE VENDEDORA o pedido de prorrogação do referido prazo e cumulativamente, na mesma data, efectuar o pagamento do reforço de sinal a que se alude no número anterior A não verificação das condições constantes nos números anteriores determinará a perda imediata da faculdade prevista na presente cláusula e a consequente outorga da escritura de compra e venda no prazo contratual previsto na CLÁUSULA QUINTA CLÁUSULA OITAVA O PROMITENTE COMPRADOR obriga-se a apresentar à PROMITENTE VENDEDORA, logo que esta lhe solicite, os documentos que da sua parte sejam necessários à formalização da escritura de compra e venda CLÁUSULA NONA São de conta do PROMITENTE COMPRADOR, todas as despesas e encargos com a transmissão do bem objecto do contrato de compra e venda, nomeadamente, registos, Imposto Municipal sobre as Transmissões Onerosas (IMT), Imposto de Selo (IS), escritura, e toda a documentação necessária à formalização da mesma, que sejam da sua responsabilidade CLÁUSULA DÉCIMA 1. O PROMITENTE COMPRADOR obriga-se a liquidar todas as despesas de condomínio ordinárias que se vençam em data posterior à escritura de compra e venda P a g e 3 5

4 2. O PROMITENTE COMPRADOR assume ainda todas as despesas de condomínio extraordinárias, cujo vencimento se verifique após a escritura de compra e venda, ainda que aprovadas em data anterior àquele acto CLÁUSULA DÉCIMA PRIMEIRA 1. O PROMITENTE COMPRADOR, tomou conhecimento da situação registral, fiscal e camarária da fracção autónoma objecto do presente contrato, assumindo todas as consequências decorrentes das divergências que, não sendo directamente imputáveis à PROMITENTE VENDEDORA, subsistam ou possam vir a revelar-se entre: a) A área e a composição efectiva da fracção e a área e a composição constantes do registo na respectiva Conservatória e/ou da matriz; b) A permilagem que figura no título constitutivo da propriedade horizontal e a que resultaria da área efectiva da fracção c) A realidade física e atual do imóvel e o que possa constar na Câmara, em termos de licenciamento Previamente à assinatura do presente contrato, o PROMITENTE COMPRADOR, inteirou-se do estado de conservação da fracção e das partes comuns do respectivo prédio CLÁUSULA DÉCIMA SEGUNDA Este contrato promessa traduz e constitui o acordo celebrado entre os ora outorgantes, só podendo ser modificado por documento escrito e assinado por ambos os outorgantes e mesmo nas suas obrigações acessórias, constitui um todo único, pelo que todas as cláusulas revestem a mesma relevância para efeitos do seu integral cumprimento CLÁUSULA DÉCIMA TERCEIRA A PROMITENTE VENDEDORA e o PROMITENTE COMPRADOR prescindem do reconhecimento presencial das assinaturas, previsto no n.º 3 do art.º 410.º do Código Civil, e renunciam expressamente à invocação da omissão desse facto CLÁUSULA DÉCIMA QUARTA No omisso aplicar-se-ão as disposições reguladoras do contrato promessa P a g e 4 5

5 CLÁUSULA DÉCIMA QUINTA O presente contrato foi objeto de mediação imobiliária, prestada pela empresa Euro Estates Mediação Imobiliária, Unipessoal, Lda., portadora da licença n.º 1827-AMI, emitida em pelo INCI CLÁUSULA DÉCIMA SEXTA Os contratantes estipulam o Foro da Comarca de Lisboa como único competente para dirimir qualquer litígio emergente da interpretação, validade, aplicação ou cumprimento do presente contrato Feito em duplicado, todos com igual força, em Lisboa, aos de Outubro de PROMITENTE VENDEDORA: PROMITENTE COMPRADOR: P a g e 5 5

CONTRATO PROMESSA DE COMPRA E VENDA. PRIMEIRA OUTORGANTE: Caixa Geral de Depósitos, S.A., pessoa colectiva n.º ,

CONTRATO PROMESSA DE COMPRA E VENDA. PRIMEIRA OUTORGANTE: Caixa Geral de Depósitos, S.A., pessoa colectiva n.º , CONTRATO PROMESSA DE COMPRA E VENDA ENTRE: PRIMEIRA OUTORGANTE: Caixa Geral de Depósitos, S.A., pessoa colectiva n.º 500960046, com sede na Av. João XXI, n.º 63, em Lisboa, com o capital social de 3.844.143.735,00

Leia mais

PRIMEIRA: INVESTMENTS 2234 PTC SOCIEDADE IMOBILIÁRIA DE COMPRA DE

PRIMEIRA: INVESTMENTS 2234 PTC SOCIEDADE IMOBILIÁRIA DE COMPRA DE CONTRATO PROMESSA DE COMPRA E VENDA DE IMÓVEL ENTRE: PRIMEIRA: INVESTMENTS 2234 PTC SOCIEDADE IMOBILIÁRIA DE COMPRA DE IMÓVEIS PARA REVENDA, UNIPESSOAL LDA., sociedade comercial com o número único de identificação

Leia mais

CONTRATO PROMESSA DE COMPRA E VENDA DE IMÓVEL

CONTRATO PROMESSA DE COMPRA E VENDA DE IMÓVEL CONTRATO PROMESSA DE COMPRA E VENDA DE IMÓVEL ENTRE: PRIMEIRA: SILVEREQUATION - UNIPESSOAL LDA, NIPC 510 932 215, com sede em Ed. Q51 D. Sebastião, Rua Quinta do Quintã, nr. 6, Quinta da Fonte, freguesia

Leia mais

CONTRATO-PROMESSA DE COMPRA E VENDA. Aos dezoito dias de Dezembro de dois mil e dezasseis, entre:

CONTRATO-PROMESSA DE COMPRA E VENDA. Aos dezoito dias de Dezembro de dois mil e dezasseis, entre: CONTRATO-PROMESSA DE COMPRA E VENDA Aos dezoito dias de Dezembro de dois mil e dezasseis, entre: -------------------------------- PRIMEIRO CONTRATANTE E PROMITENTE-VENDEDOR: ---------------------- NOME

Leia mais

CONTRATO PROMESSA DE COMPRA E VENDA

CONTRATO PROMESSA DE COMPRA E VENDA CONTRATO PROMESSA DE COMPRA E VENDA Entre: --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- [nome completo], portador do cartão de cidadão

Leia mais

CONTRATO-PROMESSA DE COMPRA E VENDA. Aos dezoito dias de Dezembro de dois mil e dezasseis, entre:

CONTRATO-PROMESSA DE COMPRA E VENDA. Aos dezoito dias de Dezembro de dois mil e dezasseis, entre: CONTRATO-PROMESSA DE COMPRA E VENDA Aos dezoito dias de Dezembro de dois mil e dezasseis, entre: -------------------------------- PRIMEIRO CONTRATANTE E PROMITENTE-VENDEDOR: ---------------------- NOME

Leia mais

MINUTA DE CONTRATO - PROMESSA DE COMPRA E VENDA

MINUTA DE CONTRATO - PROMESSA DE COMPRA E VENDA MINUTA DE CONTRATO - PROMESSA DE COMPRA E VENDA Entre: INSTITUTO DA HABITAÇÃO E DA REABILITAÇÃO URBANA, I.P., pessoa coletiva nº 501 460 888, com sede na Avenida Columbano Bordalo Pinheiro, 5, 1099-019

Leia mais

[ ], [estado civil], residente na [ ], contribuinte fiscal n.º [ ], portadora do cartão de cidadão

[ ], [estado civil], residente na [ ], contribuinte fiscal n.º [ ], portadora do cartão de cidadão CONTRATO DE ARRENDAMENTO COMERCIAL [ ], [estado civil], residente na [ ], contribuinte fiscal n.º [ ], portador do cartão de cidadão n.º [ ], válido até [ ], contrata na qualidade de locador, doravante

Leia mais

CONTRATO PROMESSA DE COMPRA E VENDA (MINUTA TIPO)

CONTRATO PROMESSA DE COMPRA E VENDA (MINUTA TIPO) CONTRATO PROMESSA DE COMPRA E VENDA (MINUTA TIPO) Entre: ESTAMO PARTICIPAÇÕES IMOBILIÁRIAS, S.A., pessoa colectiva com o número único de matricula e de identificação de pessoa colectiva 503.152.544, com

Leia mais

CONTRATO CESSÃO DE EXPLORAÇÃO

CONTRATO CESSÃO DE EXPLORAÇÃO CONTRATO CESSÃO DE EXPLORAÇÃO Primeiro Outorgante,.. com sede em.., N.º.., xxxx-xxx, com o NIF/NIPC xxx xxx xxx. Segundo Outorgante, JRG - Hotelaria, Lda, contribuinte n.º 506560821, com sede no Edifício

Leia mais

CONTRATO-PROMESSA DE COMPRA E VENDA

CONTRATO-PROMESSA DE COMPRA E VENDA CONTRATO-PROMESSA DE COMPRA E VENDA Entre: ----------------------------------------------------------------------------------------------------------- PRIMEIRO OUTORGANTE: ---------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

CONTRATO DE ARRENDAMENTO

CONTRATO DE ARRENDAMENTO CONTRATO DE ARRENDAMENTO Entre os abaixo assinados: PRIMEIRO OUTORGANTE:, nascido aos, casado, titular do Cartão de Cidadão n.º, válido até, com Número de Identificação Fiscal n.º, natural da freguesia

Leia mais

ASSUNTO: ARRENDAMENTO FRAÇÃO NA RUA RODRIGUES SAMPAIO

ASSUNTO: ARRENDAMENTO FRAÇÃO NA RUA RODRIGUES SAMPAIO CIRCULAR Nº 110/2012 (SA) RF/MS/RC Lisboa, 15 de Novembro de 2012 ASSUNTO: ARRENDAMENTO FRAÇÃO NA RUA RODRIGUES SAMPAIO Caro Associado, Como é do V/ conhecimento a APAVT é proprietária de uma fração sita

Leia mais

Contrato de Arrendamento Urbano para fins habitacionais com prazo certo (e com fiança opcional)

Contrato de Arrendamento Urbano para fins habitacionais com prazo certo (e com fiança opcional) Contrato de Arrendamento Urbano para fins habitacionais com prazo certo (e com fiança opcional) Entre: I -... (nome completo, estado civil, contribuinte fiscal e morada) na qualidade de senhorio e adiante

Leia mais

Negociação Particular Recepção de propostas até 20 de Março 2017

Negociação Particular Recepção de propostas até 20 de Março 2017 Negociação Particular Recepção de propostas até 20 de Março 2017 Insolvente: Manos Santos Constrói, Lda. COMARCA DE CASTELO BRANCO, FUNDÃO INST. CENTRAL PROC. N.º 510/10.1TBCTB - SEC. COMÉRCIO - J1 Local:

Leia mais

CONTRATO DE ARRENDAMENTO PARA HABITAÇÃO COM PRAZO CERTO

CONTRATO DE ARRENDAMENTO PARA HABITAÇÃO COM PRAZO CERTO CONTRATO DE ARRENDAMENTO PARA HABITAÇÃO COM PRAZO CERTO Entre: Primeira Outorgante: [nome],[estado civil], residente[ ], titular do Cartão de Cidadão nº [ ]emitido pela República Portuguesa e válido até

Leia mais

CONTRATO DE ARRENDAMENTO

CONTRATO DE ARRENDAMENTO CONTRATO DE ARRENDAMENTO Entre os abaixo assinados: PRIMEIRO(S) OUTORGANTE(S) - e marido/mulher casados no regime de, ele natural da freguesia de, concelho de, ela natural da freguesia de concelho de residentes

Leia mais

Negociação Particular

Negociação Particular Negociação Particular Receção de Propostas até dia 01/03/2017 Insolvente: Intermega - Gestão e Comércio de Produtos, Lda. Local: Aveiro Vila Nova de Gaia Visitas P/Marcação de Segunda à Sexta Gestor do

Leia mais

CONTRATO DE TRABALHO A TERMO CERTO

CONTRATO DE TRABALHO A TERMO CERTO ENTRE: CONTRATO DE TRABALHO A TERMO CERTO Ida e Volta Portugal, Lda., com sede em Rua do Forte, pessoa colectiva número XXX, matriculada na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa sob o mesmo número,

Leia mais

Aos vinte e nove dias do mês de novembro de dois mil e treze, os seguintes outorgantes:

Aos vinte e nove dias do mês de novembro de dois mil e treze, os seguintes outorgantes: CONTRATO DE FORNECIMENTO DE SERVIÇOS DE PRODUÇÃO DE DOCUMENTO DE DESIGN E ACOMPANHAMENTO DE PRODUÇÃO DE JOGO ESTRATÉGICO PARA A REDE DE CASTELOS E MURALHAS DO MONDEGO Valor: 34.000,00 Aos vinte e nove

Leia mais

Negociação Particular Recepção de propostas até 12/05/2016

Negociação Particular Recepção de propostas até 12/05/2016 Negociação Particular Recepção de propostas até 12/05/2016 Insolvente: Fisaram - Sociedade de Construções, Lda. COMARCA DE LISBOA OESTE, SINTRA - INST. CENTRAL PROC. N.º 12878/15.9T8SNT - SEC. COMÉRCIO

Leia mais

ALCANENA PORTO DE MÓS

ALCANENA PORTO DE MÓS Construções Pastilha & Pastilha, S.A. COMARCA DE LEIRIA, ALCOBAÇA - INST. CENTRAL PROC. N.º 1772/09.2TBPMS - 2ª SEC. COMÉRCIO - J1 INSOLVENTE: NEGOCIAÇÃO P A R T I C U L A R ALCANENA PORTO DE MÓS RECEÇÃO

Leia mais

MOITA - ALHOS VEDROS Quinta da Fonte da Prata Rua Fernando Pessoa GPS: N 38º ',W 9º '

MOITA - ALHOS VEDROS Quinta da Fonte da Prata Rua Fernando Pessoa GPS: N 38º ',W 9º ' Isabel Maria Moutinho Pereira Silva COMARCA DE LISBOA, LISBOA - INST. CENTRAL PROC. N.º 861/14.6T8LSB - 1ª SEC. COMÉRCIO - J4 INSOLVENTE: CARTA F E C H A D A MOITA - ALHOS VEDROS Quinta da Fonte da Prata

Leia mais

LEILÃO VISITA: SOB MARCAÇÃO Vale da Estrada (Nave) Sarzedas - Castelo Branco / GPS: 39 50'04.3"N 7 38'33.9"W

LEILÃO VISITA: SOB MARCAÇÃO Vale da Estrada (Nave) Sarzedas - Castelo Branco / GPS: 39 50'04.3N 7 38'33.9W LEILÃO Insolvência: "Joel Conde & Fernandes, Lda." Processo de Insolvência n.º 1651/14.1TBBRG Comarca de Braga, Braga - Inst. Local - Secção Cível - J3 Por determinação do Exmo. Administrador de Insolvência,

Leia mais

CONTRATO DE TRABALHO A TERMO CERTO

CONTRATO DE TRABALHO A TERMO CERTO ENTRE: CONTRATO DE TRABALHO A TERMO CERTO Ida e Volta Portugal, Lda., com sede em Rua do Forte, pessoa colectiva número XXX, matriculada na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa sob o mesmo número,

Leia mais

CONTRATO DE ARRENDAMENTO URBANO PARA FIM NÃO HABITACIONAL E COM PRAZO CERTO

CONTRATO DE ARRENDAMENTO URBANO PARA FIM NÃO HABITACIONAL E COM PRAZO CERTO CONTRATO DE ARRENDAMENTO URBANO PARA FIM NÃO HABITACIONAL E COM PRAZO CERTO OUTORGANTES: 1ºs XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX (nome completo), solteiro, maior ou casado, nascido em ----/----/-----, -- ----------

Leia mais

CARTA AZAMBUJA INSOLVENTE: VISITAS P/ MARCAÇÃO. Danielar Imobiliária, Lda. Avenida Condes de Azambuja SETÚBAL

CARTA AZAMBUJA INSOLVENTE: VISITAS P/ MARCAÇÃO. Danielar Imobiliária, Lda. Avenida Condes de Azambuja SETÚBAL CARTA F INSOLVENTE: E C H A D A AZAMBUJA Danielar Imobiliária, Lda. Avenida Condes de Azambuja SETÚBAL TRIBUNAL DO COMÉRCIO DE LISBOA PROC. N.º 174/10.0TYLSB- 1º JUÍZO Rua Cidade de Debrecen ACEITAM-SE

Leia mais

CATÁLOGO INSOLVÊNCIA DE RICARDO JORGE ALMEIDA REBELO

CATÁLOGO INSOLVÊNCIA DE RICARDO JORGE ALMEIDA REBELO CATÁLOGO INSOLVÊNCIA DE RICARDO JORGE ALMEIDA REBELO TRIBUNAL DA COMARCA DE LEIRIA - ALCOBAÇA INSTÂNCIA CENTRAL - 2ª SECÇÃO COMÉRCIO J1 PROCESSO Nº 676/14.1T8ACB 8 de fevereiro 3ª Feira 17h00 Rua Manuel

Leia mais

CONTRATO N.º 74 FORNECIMENTO DE CATETER DE ABLAÇÃO RENAL

CONTRATO N.º 74 FORNECIMENTO DE CATETER DE ABLAÇÃO RENAL CONTRATO N.º 74 FORNECIMENTO DE CATETER DE ABLAÇÃO RENAL Entre Hospital Garcia de Orta, E.P.E., com sede na Av. Torrado da Silva, Pragal, 2801-951 Almada, pessoa colectiva n.º 506 361 470, registada na

Leia mais

Tribunal Judicial do Fundão / Processo n.º 788/11.3 TBFND - 2ºJuízo Insolvência de: Construções Fazenda & Ferro, Lda.

Tribunal Judicial do Fundão / Processo n.º 788/11.3 TBFND - 2ºJuízo Insolvência de: Construções Fazenda & Ferro, Lda. / Processo n.º 788/11.3 TBFND - 2ºJuízo Insolvência de: Local: Sítio do Vale - Lotes 26 e 27 - BELMONTE GPS: N 40º21.785', W 7º20.532' Aceitam-se propostas reduzidas a escrito até 30 de Agosto de 2015

Leia mais

CONTRATO DE ARRENDAMENTO HABITACIONAL

CONTRATO DE ARRENDAMENTO HABITACIONAL CONTRATO DE ARRENDAMENTO HABITACIONAL ENTRE: [ ]e mulher [ ], casados no regime de [ ], moradores na [ ], contribuintes fiscais, respetivamente, n.ºs [ ] e [ ], portadores dos bilhetes de identidade n.º[

Leia mais

ANEXO 2 MINUTA DE CONTRATO-PROMESSA DE COMPRA E VENDA

ANEXO 2 MINUTA DE CONTRATO-PROMESSA DE COMPRA E VENDA ANEXO 2 MINUTA DE CONTRATO-PROMESSA DE COMPRA E VENDA Entre: ----------------------------------------------------------------------------------------------------------- PRIMEIRO OUTORGANTE: -----------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Exame de Estágio Época Especial. Direito Fiscal. I Grupo

Exame de Estágio Época Especial. Direito Fiscal. I Grupo Exame de Estágio Época Especial Direito Fiscal I Grupo Casimiro (promitente vendedor), celebrou um contrato de promessa de compra e venda, com Duarte (promitente comprador), no qual existia uma cláusula

Leia mais

Cláusula Segunda Prazo O prazo para execução do presente contrato é 365 (trezentos e sessenta e cinco) dias a contra da data da consignação.

Cláusula Segunda Prazo O prazo para execução do presente contrato é 365 (trezentos e sessenta e cinco) dias a contra da data da consignação. CONTRATO DE EMPREITADA DE OBRA PÚBLICA Nº 135/2016 0103/DOM/DEM/15 REPARAÇÕES DIVERSAS DE CONSTRUÇÃO CIVIL EM ESCOLAS E JARDINS DE INFÂNCIA DO MUNICÍPIO DE OEIRAS Entre: Município de Oeiras, Pessoa Colectiva

Leia mais

VISITAS POR MARCAÇÃO PRÉVIA

VISITAS POR MARCAÇÃO PRÉVIA Tribunal de Família e Menores e de Comarca do Seixal / Processo n.º 6414/13.9 TBSXL - 3º Juízo Cível Insolvência de: Joaquim Manuel Duarte Carvalho e Anabela Lemos Alves Silva de Carvalho Local: Rua José

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO LEILÃO LEILÃO PÚBLICO DE IMÓVEIS DEFINIÇÕES

CONDIÇÕES GERAIS DO LEILÃO LEILÃO PÚBLICO DE IMÓVEIS DEFINIÇÕES CONDIÇÕES GERAIS DO LEILÃO LEILÃO PÚBLICO DE IMÓVEIS DEFINIÇÕES 1. LEILOEIRA: a sociedade comercial por quotas denominada UON MEDIAÇÃO IMOBILIÁRIA, LDA., adiante designada por UON, com sede na Avenida

Leia mais

DOSSIER PARA EVENTO. «Construtora da Bairrada - Sociedade de Construções S.A.»

DOSSIER PARA EVENTO. «Construtora da Bairrada - Sociedade de Construções S.A.» DOSSIER PARA EVENTO «Construtora da Bairrada - Sociedade de Construções S.A.» Processo n.º 801/12.7T2AVR Juízo Comércio Aveiro Comarca Baixo Vouga LEILÃO: Data: Sexta-feira, 14 de Outubro de 2016 Hora:

Leia mais

LEILÃO. VISITA: DIA 7 DE FEVEREIRO - 14:30h às 16:30h Terreno com a área de m2

LEILÃO. VISITA: DIA 7 DE FEVEREIRO - 14:30h às 16:30h Terreno com a área de m2 LEILÃO Insolvência: "Estima & Almeida, Lda." Processo de Insolvência n.º 651/10.5TYVNG 2.º Juízo - Tribunal do Comércio de Vila Nova de Gaia Por determinação do Exmo. Administrador de Insolvência, coadjuvamos

Leia mais

Carta Fechada Receção de propostas até 27/01/2017

Carta Fechada Receção de propostas até 27/01/2017 Carta Fechada Receção de propostas até 27/01/2017 Abertura e divulgação dia 02/02/2017 às 10H10 Insolvente: Valacabo - Valas e Instalações Cabos Eléctricos, Lda. Visitas P/Marcação de Segunda à Sexta:

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS. Cláusula Primeira. (Objeto do contrato)

CADERNO DE ENCARGOS. Cláusula Primeira. (Objeto do contrato) - 1/6 CADERNO DE ENCARGOS Cláusula Primeira (Objeto do contrato) O objeto do contrato consiste na cedência do direito à exploração de uma loja correspondente à fração A do prédio urbano inscrito na matriz

Leia mais

CONTRATO DE EMPREITADA

CONTRATO DE EMPREITADA CONTRATO DE EMPREITADA Entre: [nome], residente [ ], [estado civil], natural de [ ], portador do cartão de cidadão n.º [ ], válido até [ ], contribuinte fiscal n.º [ ] adiante designado como Primeiro contraente

Leia mais

CONTRATO DE ARRENDAMENTO PARA FINS NÃO HABITACIONAIS POR PRAZO CERTO

CONTRATO DE ARRENDAMENTO PARA FINS NÃO HABITACIONAIS POR PRAZO CERTO CONTRATO DE ARRENDAMENTO PARA FINS NÃO HABITACIONAIS POR PRAZO CERTO CONTRAENTES: [nome completo], [estado civil], residente em portador do B.I./Cartão de Cidadão nº. emitido pelo Arquivo de Identificação

Leia mais

(NÃO DISPENSA A LEITURA E ADOÇÃO DE REGRAS ESTABELECIDAS NO DECRETO-LEI Nº 229/2004, DE 10 DE DEZEMBRO) CONTRATO DE SOCIEDADE DE SOLICITADORES

(NÃO DISPENSA A LEITURA E ADOÇÃO DE REGRAS ESTABELECIDAS NO DECRETO-LEI Nº 229/2004, DE 10 DE DEZEMBRO) CONTRATO DE SOCIEDADE DE SOLICITADORES (NÃO DISPENSA A LEITURA E ADOÇÃO DE REGRAS ESTABELECIDAS NO DECRETO-LEI Nº 229/2004, DE 10 DE DEZEMBRO) CONTRATO DE SOCIEDADE DE SOLICITADORES OUTORGANTES: PRIMEIRO: F., natural da freguesia de concelho

Leia mais

ANEXO II MODELO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE RECOLHA DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS E LIMPEZA URBANA PELA EGEO TECNOLOGIA E AMBIENTE, S.A.

ANEXO II MODELO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE RECOLHA DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS E LIMPEZA URBANA PELA EGEO TECNOLOGIA E AMBIENTE, S.A. REGULAMENTO TARIFÁRIO E DE EXPLORAÇÃO DA CONCESSÃO DOS SERVIÇOS DE LIMPEZA URBANA E RECOLHA DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NA ÁREA DE JURISDIÇÃO DA APL -ADMINISTRAÇÃO DO PORTO DE LISBOA, S.A. ANEXO II MODELO

Leia mais

AJUSTE DIRECTO/2014/18

AJUSTE DIRECTO/2014/18 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS E ALUGUER DE PALCOS, CAMARINS E OUTROS EQUIPAMENTOS PARA INICIATIVA "CAIS DE FADO" A INSTALAR NA SERRA DO PILAR E MARGINAL DE GAIA AJUSTE DIRECTO/2014/18 CONTRAENTES:

Leia mais

EDITAL. Arrendamento de imóveis do Município para fins não habitacionais

EDITAL. Arrendamento de imóveis do Município para fins não habitacionais EDITAL Arrendamento de imóveis do Município para fins não habitacionais Ricardo João Barata Pereira Alves, Eng.º, Presidente da Câmara Municipal de Arganil, torna público que, no uso da competência que

Leia mais

Carta Fechada Receção de propostas até 17/01/2017

Carta Fechada Receção de propostas até 17/01/2017 Carta Fechada Receção de propostas até 17/01/2017 Abertura e divulgação dia 25/01/2017 às 14H45 Visitas P/Marcação de Segunda à Sexta: Gestor do Processo: Alfredo Calado - 916 692 320 Insolvente: Urbarústico

Leia mais

CONTRATO PROMESSA DE COMPRA E VENDA

CONTRATO PROMESSA DE COMPRA E VENDA CONTRATO PROMESSA DE COMPRA E VENDA Entre: ESTAMO PARTICIPAÇÕES IMOBILIÁRIAS, S.A., pessoa colectiva número 503152544, matriculada na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa, com sede na Av. Defensores

Leia mais

*************************************

************************************* CONTRATO Contrato nº: 228/2014 Ajuste Directo nº : 5410215/2014 Fornecimento de: Perfluoron Octane 100% Frs 5 Ml Firma: Optifar Importação e Exportação, Ld.ª Valor contratual: 17.327,50 (dezassete mil

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL EXÉRCITO MANUTENÇÃO MILITAR CONTRATO

MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL EXÉRCITO MANUTENÇÃO MILITAR CONTRATO MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL EXÉRCITO MANUTENÇÃO MILITAR CONTRATO CONSTRUÇÃO DA CENTRAL DE FRIO DE APOIO À DESPENSA E COZINHA C3 DA SEDE DA MANUTENÇÃO MILITAR Entre: MANUTENÇÃO MILITAR (MM), Estabelecimento

Leia mais

MINUTA DE CONTRATO DE GESTÃO ACESSO E PERMANÊNCIA DA ACTIVIDADE DE INSPECÇÃO TÉCNICA A VEÍCULOS

MINUTA DE CONTRATO DE GESTÃO ACESSO E PERMANÊNCIA DA ACTIVIDADE DE INSPECÇÃO TÉCNICA A VEÍCULOS MINUTA DE CONTRATO DE GESTÃO ACESSO E PERMANÊNCIA DA ACTIVIDADE DE INSPECÇÃO TÉCNICA A VEÍCULOS O primeiro outorgante, o Instituto da Mobilidade e dos Transportes Terrestres, I.P., doravante designado

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DOS LEILÕES LEILÃO PÚBLICO DE IMÓVEIS DEFINIÇÕES

CONDIÇÕES GERAIS DOS LEILÕES LEILÃO PÚBLICO DE IMÓVEIS DEFINIÇÕES CONDIÇÕES GERAIS DOS LEILÕES LEILÃO PÚBLICO DE IMÓVEIS DEFINIÇÕES 1. LEILOEIRA: a sociedade comercial UON MEDIAÇÃO IMOBILIÁRIA, LDA., adiante designada por UON com sede na Avenida 24 de Julho, n.º 74/76,

Leia mais

CONTRATO DE EMPREITADA DE OBRAS PÚBLICAS. (Contrato n.36/2014) Obras de Reparação no Edifício da Casa de Artes e Cultura do Tejo

CONTRATO DE EMPREITADA DE OBRAS PÚBLICAS. (Contrato n.36/2014) Obras de Reparação no Edifício da Casa de Artes e Cultura do Tejo MUNICÍPIO DE VILA VELHA DE RÓDÃO CÂiv1A1~A. 1S IUNICIPAL CONTRATO DE EMPREITADA DE OBRAS PÚBLICAS (Contrato n.36/2014) Obras de Reparação no Edifício da Casa de Artes e Cultura do Tejo No dia quatro de

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL EXÉRCITO MANUTENÇÃO MILITAR

MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL EXÉRCITO MANUTENÇÃO MILITAR MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL EXÉRCITO MANUTENÇÃO MILITAR Entre: MANUTENÇÃO MILITAR (MM), Estabelecimento Fabril do Exército, com Sede na Rua do Grilo nº 84, 1950-146 Lisboa, Titular do NIPC 600012000,

Leia mais

ANEXO I - GUIA DO PARTICIPANTE DO LEILÃO

ANEXO I - GUIA DO PARTICIPANTE DO LEILÃO ANEXO I - GUIA DO PARTICIPANTE DO LEILÃO Este guia pretende orientar e ajudar todos os eventuais compradores interessados em participar no leilão a realizar no portal Casa Sapo entre os dias 14 de Setembro

Leia mais

Complexo da Calçada do Duque nº 14, 16, 18 e 20 em Lisboa REGRAS E CONDIÇÕES DE VENDA. Artigo 1.º Objeto

Complexo da Calçada do Duque nº 14, 16, 18 e 20 em Lisboa REGRAS E CONDIÇÕES DE VENDA. Artigo 1.º Objeto Complexo da Calçada do Duque nº 14, 16, 18 e 20 em Lisboa REGRAS E CONDIÇÕES DE VENDA Artigo 1.º Objeto As presentes condições de venda destinam-se a estabelecer as normas pelas quais a CP - Comboios de

Leia mais

Relação de Bens. Insolvência de: CARLA SUSANA CARDOSO BALTAZAR. Segunda 5 de Setembro de h30. Condições Gerais

Relação de Bens. Insolvência de: CARLA SUSANA CARDOSO BALTAZAR. Segunda 5 de Setembro de h30. Condições Gerais Relação de Bens CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA DOS BENS MÓVEIS E IMÓVEIS 1. a. A venda de bens é pública, devendo os proponentes identificar-se correctamente, ou identificarem a sociedade que representam e,

Leia mais

Insolvência de FRIDOURO REFRIGERAÇÃO COMERCIAL E INDUSTRIAL DO DOURO, LDA.

Insolvência de FRIDOURO REFRIGERAÇÃO COMERCIAL E INDUSTRIAL DO DOURO, LDA. Insolvência de FRIDOURO REFRIGERAÇÃO COMERCIAL E INDUSTRIAL DO DOURO, LDA. Processo de Insolvência n.º 129/14.8TYVNG 3º Juízo Tribunal do Comércio de Vila Nova de Gaia ADMINISTRADOR DA INSOLVÊNCIA Dr.

Leia mais

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE O MUNICÍPIO DE MANTEIGAS E A FÁBRICA DA IGREJA PAROQUIAL DA FREGUESIA DE SÃO PEDRO DO CONCELHO DE MANTEIGAS

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE O MUNICÍPIO DE MANTEIGAS E A FÁBRICA DA IGREJA PAROQUIAL DA FREGUESIA DE SÃO PEDRO DO CONCELHO DE MANTEIGAS PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE O MUNICÍPIO DE MANTEIGAS E A FÁBRICA DA IGREJA PAROQUIAL DA FREGUESIA DE SÃO PEDRO DO CONCELHO DE MANTEIGAS Considerando que: a) nos termos do disposto no artigo 23º da Lei

Leia mais

CONTRATO DE SOCIEDADE DE SOLICITADORES

CONTRATO DE SOCIEDADE DE SOLICITADORES (NÃO DISPENSA A LEITURA E ADOÇÃO DE REGRAS ESTABELECIDAS NO CÓDIGO CIVIL, NA LEI 53/2015, DE 11 DE JUNHO, CONJUGADO COM O ESTATUTO DA ORDEM DOS SOLICITADORES E DOS AGENTES DE EXECUÇÃO) CONTRATO DE SOCIEDADE

Leia mais

Anexo I. REGULAMENTO DO LEILÃO online realizado entre os dias 18 de JANEIRO e 29 de FEVEREIRO DE 2012

Anexo I. REGULAMENTO DO LEILÃO online realizado entre os dias 18 de JANEIRO e 29 de FEVEREIRO DE 2012 Anexo I. REGULAMENTO DO LEILÃO online realizado entre os dias 18 de JANEIRO e 29 de FEVEREIRO DE 2012 O leilão é organizado pela Casa26 Mediação Imobiliária, Lda. com sede em Vereda da Banda de Música

Leia mais

NEGOCIAÇÃO PARTICULAR

NEGOCIAÇÃO PARTICULAR NEGOCIAÇÃO PARTICULAR Insolvência: "Fruti Cordeiro, Lda." Processo de Insolvência n.º 2578/15.5T8ACB Comarca de Leiria, Alcobaça - Inst. Central - 2ª Secção Comércio Por determinação do Exmo. Administrador

Leia mais

CONTRATO DE FORNECIMENTO DE EQUIPAMENTO MOBILIÁRIO ADMINISTRATIVO E DE ESCRITÓRIO PARA A UCCI BENTO XVI

CONTRATO DE FORNECIMENTO DE EQUIPAMENTO MOBILIÁRIO ADMINISTRATIVO E DE ESCRITÓRIO PARA A UCCI BENTO XVI CONTRATO DE FORNECIMENTO DE EQUIPAMENTO MOBILIÁRIO ADMINISTRATIVO E DE ESCRITÓRIO PARA A UCCI BENTO XVI ENTRE: Primeiro Contraente: União das Misericórdias Portuguesas, com sede na Rua de Entrecampos,

Leia mais

III EXAME PARA COLABORADOR AUTORIZADO DE NOTÁRIO. Previsto na alínea d), do Artigo 2.º da Portaria n.º 55/2011, de 28 de Janeiro

III EXAME PARA COLABORADOR AUTORIZADO DE NOTÁRIO. Previsto na alínea d), do Artigo 2.º da Portaria n.º 55/2011, de 28 de Janeiro III EXAME PARA COLABORADOR AUTORIZADO DE NOTÁRIO Previsto na alínea d), do Artigo 2.º da Portaria n.º 55/2011, de 28 de Janeiro Lisboa, 26 de Outubro de 2013 Duração: 1 hora e 30 minutos Responda sucintamente

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS LEILÕES LEILÃO PÚBLICO DE IMÓVEIS DEFINIÇÕES

CONDIÇÕES GERAIS LEILÕES LEILÃO PÚBLICO DE IMÓVEIS DEFINIÇÕES CONDIÇÕES GERAIS LEILÕES LEILÃO PÚBLICO DE IMÓVEIS DEFINIÇÕES 1. LEILOEIRA: a sociedade comercial CHAVE NOVA - SOCIEDADE DE MEDIAÇÃO IMOBILIÁRIA, LDA, adiante designada por CHAVE NOVA, com sede na Av.

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DOS DOCUMENTOS PARA TRANSAÇÕES IMOBILIÁRIAS

IDENTIFICAÇÃO DOS DOCUMENTOS PARA TRANSAÇÕES IMOBILIÁRIAS IDENTIFICAÇÃO DOS DOCUMENTOS PARA TRANSAÇÕES IMOBILIÁRIAS Caderneta Predial É um documento emitido pelo Serviço de Finanças, onde consta a identificação, localização e descrição do prédio, os dados de

Leia mais

ACORDO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SAÚDE

ACORDO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SAÚDE ACORDO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SAÚDE Entre: 1. José de Mello Saúde Sociedade Gestora de Participações Sociais, S.A., com sede na Avenida Infante Santo, nº 34, 8º andar, em Lisboa, com o capital social

Leia mais

----- CONTRATO N.º 2-EOP/ EMPREITADA DE ARRANJO URBANÍSTICO DAS RUAS CENTRAIS E

----- CONTRATO N.º 2-EOP/ EMPREITADA DE ARRANJO URBANÍSTICO DAS RUAS CENTRAIS E ----- CONTRATO N.º 2-EOP/2011 ----------------------------------- ----- EMPREITADA DE ARRANJO URBANÍSTICO DAS RUAS CENTRAIS E ADJACENTES DA VILA DE CARREGAL DO SAL. -------------------------- ----- EUROS:

Leia mais

PROTOCOLO DE ESTÁGIO DE VERÃO

PROTOCOLO DE ESTÁGIO DE VERÃO PROTOCOLO DE ESTÁGIO DE VERÃO Entre: *** com sede na..., pessoa colectiva nº..., matriculada na Conservatória do Registo Comercial de... sob o nº..., com o capital social de Euros..., de ora em diante

Leia mais

PEDIDO DE EMISSÃO DE ALVARÁ DE AUTORIZAÇÃO DE UTILIZAÇÃO DE FRACÇÃO AUTÓNOMA

PEDIDO DE EMISSÃO DE ALVARÁ DE AUTORIZAÇÃO DE UTILIZAÇÃO DE FRACÇÃO AUTÓNOMA Registo de entrada RE SERVADO AOS SERVIÇOS PEDIDO DE EMISSÃO DE ALVARÁ DE AUTORIZAÇÃO DE UTILIZAÇÃO DE FRACÇÃO AUTÓNOMA (Art.º 63 do D.L. 555/99 de 16 de Dezembro, com a redacção conferida pelo D.L. 177/2001

Leia mais

PROCEDIMENTO DE ARRENDAMENTO PA/SRU/02/2016 CONTRATO DE ARRENDAMENTO PARA HABITAÇÃO COM PRAZO CERTO

PROCEDIMENTO DE ARRENDAMENTO PA/SRU/02/2016 CONTRATO DE ARRENDAMENTO PARA HABITAÇÃO COM PRAZO CERTO ANEXO III Minuta do Contrato de Arrendamento Fogos PROCEDIMENTO DE ARRENDAMENTO PA/SRU/02/2016 CONTRATO DE ARRENDAMENTO PARA HABITAÇÃO COM PRAZO CERTO Entre: LISBOA OCIDENTAL, SRU SOCIEDADE DE REABILITAÇÃO

Leia mais

Anexo II CONTRATO DE ARRENDAMENTO RURAL AGRÍCOLA. Primeiro: Município de Santa Maria da Feira, pessoa coletiva de Direito Público com sede em Praça da

Anexo II CONTRATO DE ARRENDAMENTO RURAL AGRÍCOLA. Primeiro: Município de Santa Maria da Feira, pessoa coletiva de Direito Público com sede em Praça da Anexo II CONTRATO DE ARRENDAMENTO RURAL AGRÍCOLA OUTORGANTES: Primeiro: Município de Santa Maria da Feira, pessoa coletiva de Direito Público com sede em Praça da República, em Santa Maria da Feira, contribuinte

Leia mais

PRIMEIRA (OBRIGAÇÕES DA PRIMEIRA OUTORGANTE)

PRIMEIRA (OBRIGAÇÕES DA PRIMEIRA OUTORGANTE) PROTOCOLO BANIF BANCO INTERNACIONAL DO FUNCHAL E A SECRETARIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA, ATRAVÉS DA ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DONA LUCINDA ANDRADE Entre: Escola Básica e Secundária Dona Lucinda de

Leia mais

Aferição de conhecimentos apreendidos

Aferição de conhecimentos apreendidos Aferição de conhecimentos apreendidos Atentos aos factos adiante elencados preconizam-se três formas diferenciadas de análise/actuação, pelo que deverá ler atentamente as hipóteses mencionadas, ponderar

Leia mais

Instruções para os trabalhadores a recibo verde da. Câmara Municipal de Lisboa

Instruções para os trabalhadores a recibo verde da. Câmara Municipal de Lisboa Instruções para os trabalhadores a recibo verde da Câmara Municipal de Lisboa Os trabalhadores a recibo verde que configuram verdadeiros contratos de trabalho deverão proceder da seguinte forma: 1- Elaborar

Leia mais

CONTRATO DE PARCERIA

CONTRATO DE PARCERIA CONTRATO DE PARCERIA ENTRE: 12) Clube de Campismo do Porto", Pessoa Colectiva número 500 065 373, com sede na Rua D. Manuel 11,n.? 30 Porto, neste acta representado pelo Sr. Presidente, Sr. Carlos América

Leia mais

HASTA PÚBLICA PARA VENDA DE CASA DE HABITAÇÃO (Sita no Bairro de Alvoraçães, Bloco 11, 3.º Direito em Lamego) CONDIÇÕES GERAIS DA HASTA PÚBLICA

HASTA PÚBLICA PARA VENDA DE CASA DE HABITAÇÃO (Sita no Bairro de Alvoraçães, Bloco 11, 3.º Direito em Lamego) CONDIÇÕES GERAIS DA HASTA PÚBLICA HASTA PÚBLICA PARA VENDA DE CASA DE HABITAÇÃO (Sita no Bairro de Alvoraçães, Bloco 11, 3.º Direito em Lamego) CONDIÇÕES GERAIS DA HASTA PÚBLICA 1 - Entidade adjudicante: Município de Lamego, pessoa colectiva

Leia mais

DIREÇÃO REGIONAL DA SOLIDARIEDADE SOCIAL

DIREÇÃO REGIONAL DA SOLIDARIEDADE SOCIAL CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Entre, de uma parte, a Direção Regional da Solidariedade Social, com sede no Solar dos Remédios, 9701-855 Angra do Heroísmo, Concelho de Angra do Heroísmo, representado

Leia mais

INSTITUTO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DO SERVIDOR - IASS ANEXO II MODELOS MINUTA DO CONTRATO CONTRATO DE CREDENCIAMENTO N.º

INSTITUTO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DO SERVIDOR - IASS ANEXO II MODELOS MINUTA DO CONTRATO CONTRATO DE CREDENCIAMENTO N.º ANEXO II MODELOS MINUTA DO CONTRATO CONTRATO DE CREDENCIAMENTO N.º CONTRATO DE CREDENCIAMENTO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS, QUE ENTRE SI CELEBRAM, DE UM LADO, O INSTITUTO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DO

Leia mais

Diploma DRE. Capítulo I. Modelos oficiais. Artigo 1.º. Objeto

Diploma DRE. Capítulo I. Modelos oficiais. Artigo 1.º. Objeto Diploma Aprova a declaração modelo 2, o modelo do recibo eletrónico de quitação de rendas e a declaração modelo 44, previstos no Código do Imposto do Selo e no Código do IRS Portaria n.º 98-A/2015 de 31

Leia mais

CONTRATO POR TEMPO INDETERMINADO

CONTRATO POR TEMPO INDETERMINADO CONTRATO POR TEMPO INDETERMINADO Ao décimo sétimo dia do mês de Maio do ano de dois mil e dez, entre: A ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DE SAÚDE DO NORTE, I. P., pessoa colectiva n.º 503 135 593, com sede na Rua

Leia mais

Caso prático o contrato - promessa

Caso prático o contrato - promessa Caso prático o contrato - promessa Em 1 Setembro de 2009, A casado no regime de separação de bens com B, celebrou com C, casado no regime de comunhão geral de bens com D, ambos residentes em Lisboa, um

Leia mais

CONTRATO DE ARRENDAMENTO No dia de agosto de 2015, no Departamento de Administração Geral da Câmara

CONTRATO DE ARRENDAMENTO No dia de agosto de 2015, no Departamento de Administração Geral da Câmara CONTRATO DE ARRENDAMENTO No dia ----- de agosto de 2015, no Departamento de Administração Geral da Câmara Municipal de Guimarães, perante mim, Maria Joana Rangel da Gama Lobo Xavier, servindo de oficial

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO Nº 01/2015 FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA

CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO Nº 01/2015 FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO Nº 01/2015 FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA Conteúdo Cláusula 1ª - Objeto do Contrato... 3 Cláusula 2ª - Contrato... 3 Cláusula 3ª - Prazo... 3 Cláusula 4ª Obrigações

Leia mais

10. Procuração com poderes gerais de administração de bens

10. Procuração com poderes gerais de administração de bens 10 10. Procuração com poderes gerais de administração de bens (nome completo), (estado civil), natural da freguesia de, do concelho de, com residência em (morada completa), portador do (v.g. Bilhete de

Leia mais

Artigo 3.º Uso a que se destina o prédio

Artigo 3.º Uso a que se destina o prédio CONDIÇÕES DE VENDA EM HASTA PÚBLICA DO PRÉDIO SITO EM PENELA, FREGUESIA DE SÃO MIGUEL, CONCELHO DE PENELA, DESTINADO A CONSTRUÇÃO E INSTALAÇÃO DA CASA DE CHÁ FREIRE GRAVADOR As presentes condições de venda

Leia mais

ALIENAÇÃO DE EDIFICIOS DAS ESCOLAS DO 1.º CICLO DESACTIVADAS CONDIÇÕES DE VENDA

ALIENAÇÃO DE EDIFICIOS DAS ESCOLAS DO 1.º CICLO DESACTIVADAS CONDIÇÕES DE VENDA ALIENAÇÃO DE EDIFICIOS DAS ESCOLAS DO 1.º CICLO DESACTIVADAS CONDIÇÕES DE VENDA 1 Objecto É objecto do presente procedimento a alienação de edifícios das escolas do 1.º ciclo desactivadas, no estado em

Leia mais

Contrato de Mediação Imobiliária

Contrato de Mediação Imobiliária Contrato de Mediação Imobiliária (Nos termos da Lei n.º 15/2013, de 08.02) Entre: ESTAMO PARTICIPAÇÕES IMOBILIÁRIAS, S.A., com sede na Av. Defensores de Chaves, n.º 6 4.º, em Lisboa, matriculada na Conservatória

Leia mais

CONTRATO DE ADESÃO PVE. (Artigo 2.º n.º2, do Decreto-Lei n. 170/2008, de 26 de agosto)

CONTRATO DE ADESÃO PVE. (Artigo 2.º n.º2, do Decreto-Lei n. 170/2008, de 26 de agosto) CONTRATO DE ADESÃO PVE (Artigo 2.º n.º2, do Decreto-Lei n. 170/2008, de 26 de agosto) Entre: Entidade de Serviços Partilhados da Administração Pública, I.P. com sede em Alfragide, na Av. Leite de Vasconcelos,

Leia mais

COMPRANDO IMÓVEIS EM PORTUGAL

COMPRANDO IMÓVEIS EM PORTUGAL COMPRANDO IMÓVEIS EM PORTUGAL Aspectos Jurídicos e Tributários ESPECIALISTA IMOBILÁRIO EUROPEU Comprar imóveis em Portugal é um processo relativamente simples e direto. Quando comparada a alguns dos países

Leia mais

Ex.mo(a) Sr.(a) Presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira

Ex.mo(a) Sr.(a) Presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira Requerimento n.º Processo de Obras n.º (quadro a preencher pelos serviços) (n.º 4 do artigo 4º do D.L.555/99 de 16 de Dezembro) Ex.mo(a) Sr.(a) Presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira Identificação

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Entre: Ordem dos Arquitectos, pessoa colectiva número 500 802 025, com sede na Travessa do Carvalho, 21-25, 1249-003 Lisboa, neste acto representada pelo Exmo. Sr. Arquitecto

Leia mais

Prefeitura Municipal de Monte Carmelo SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA DIVISÃO DE LICITAÇÃO

Prefeitura Municipal de Monte Carmelo SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA DIVISÃO DE LICITAÇÃO CONTRATO DE LOCAÇÃO DE IMÓVEL Nº /2016 Processo nº: /2016 Modalidade: Dispensa nº /2016 Objeto: LOCAÇÃO DE UM IMÓVEL PARA AS INSTALAÇÕES DO SETOR, CONFORME ART. 24, INC. X, DA LEI 8.666/93. Pelo presente

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DAS LAJES DAS FLORES CADERNO DE ENCARGOS AQUISIÇÃO DE COMBUSTÍVEIS

CÂMARA MUNICIPAL DAS LAJES DAS FLORES CADERNO DE ENCARGOS AQUISIÇÃO DE COMBUSTÍVEIS CÂMARA MUNICIPAL DAS LAJES DAS FLORES CADERNO DE ENCARGOS AQUISIÇÃO DE COMBUSTÍVEIS CADERNO DE ENCARGOS PARTE I CLÁUSULAS JURÍDICAS Artigo 1.º Objeto O objecto do contrato consiste, de acordo com as cláusulas

Leia mais

Guia de Permuta de Imóveis

Guia de Permuta de Imóveis Guia de Permuta de Imóveis Portal Imobiliário CasaYES Todos os direitos reservados 1 Vai Permutar a sua Casa? Casa? Preste atenção ao seguinte! As normas da compra e venda são aplicáveis aos outros contratos

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA GERAL INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL

FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA GERAL INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL A. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO 1. Identificação da instituição de crédito 1.1. Denominação 1.2. Endereço 1.3. Contactos BEST Banco Electrónico de Serviço Total, S.A. Praça Marquês de Pombal, 3 3º, 1250-161

Leia mais

Exmº Sr. Presidente da Câmara Municipal de Praia da Vitória

Exmº Sr. Presidente da Câmara Municipal de Praia da Vitória REQUERIMENTO: CMPV 207/2 ALTERAÇÃO/AUTORIZAÇÃO DE UTILIZAÇÃO não precedido de operação urbanística sujeita a controlo prévio Número de Processo / / Data de Entrada / / Exmº Sr. Presidente da Câmara Municipal

Leia mais

AVISO REGULAMENTO PARA ALIENAÇÃO DE FOGOS PROPRIEDADE DA CÂMARA MUNICIPAL DE PORTALEGRE NOTA JUSTIFICATIVA

AVISO REGULAMENTO PARA ALIENAÇÃO DE FOGOS PROPRIEDADE DA CÂMARA MUNICIPAL DE PORTALEGRE NOTA JUSTIFICATIVA Publique-se no Diário da República O Presidente da Câmara, AVISO Aprovado pela Câmara Municipal de Portalegre em sua reunião ordinária, realizada em 12 de Novembro de 2003 e pela Assembleia Municipal em

Leia mais

[ESCLARECIMENTOS SOBRE A

[ESCLARECIMENTOS SOBRE A [ESCLARECIMENTOS SOBRE A ATRIBUIÇÃO DE BENEFÍCIOS FISCAIS NA ARU DA HORTA] ARU da Horta = Área de Reabilitação Urbana do centro Histórico da Cidade da Horta delimitada em sede de Assembleia Municipal do

Leia mais

AGROBOUGADO - Sociedade Agrícola Pecuniária, Lda. PIRE Nº 1276/15.4T8STS - Santo Tirso. Inst. Central - 1ª Sec. Comércio - J3

AGROBOUGADO - Sociedade Agrícola Pecuniária, Lda. PIRE Nº 1276/15.4T8STS - Santo Tirso. Inst. Central - 1ª Sec. Comércio - J3 AGROBOUGADO - Sociedade Agrícola Pecuniária, Lda. PIRE Nº 1276/15.4T8STS - Santo Tirso Inst. Central - 1ª Sec. Comércio - J3 REGULAMENTO CONDIÇÕES DE VENDA A VENDA É REALIZADA PELA LEILON EM ESTABELECIMENTO

Leia mais