S O C I E D A D E DA INFORMAÇÃO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "S O C I E D A D E DA INFORMAÇÃO"

Transcrição

1 Capa_Sociedade da Informacao.ai Y CM MY CY CMY K No Brasil ainda se usa a expressão Sociedade da Informação de uma maneira genérica, até mesmo imprecisa. Sociedade da Informação: os desafios da era da colaboração e da gestão do conhecimento propõe um enfoque mais elaborado: compreender essa expressão como um produto de diversas ações articuladas por políticas e agências específicas em cada país ou regiões econômicas. Os projetos de Sociedade da Informação já imprimem o perfil do século XXI aos países desenvolvidos e aos emergentes. Uma rápida passagem pela Coréia, Japão e Europa e encontraremos suas iniciativas de Sociedade da Informação integrando simultaneamente inovações tecnológicas, novos desenhos de colaboração e competição entre empresas (redes de negócios e desenvolvimento), programas de inclusão digital para setores de risco, políticas de colaboração internacional e, principalmente, experiências de desenvolvimento de capital humano. Nesse ambiente, o conhecimento se torna a principal ferramenta e deve ser gerenciado como o principal ativo da empresa. Isso implica repensar os paradigmas de gestão e introduzir modelos de compartilhamento de informações e projetos com base em competências bem definidas de fornecedores e parceiros. A gestão estratégica do conhecimento obtido nestes termos constitui a base das empresas na Sociedade da Informação. Este livro tem início pela síntese das principais experiências de implementação de Sociedade da Informação, a saber: americana, européia e asiática. Discute as diferenças de concepção de agenda e de integração dos principais atores (universidades, empresas e governo) inclui as possibilidades do conhecimento na Era Digital nas empresas, revê a revolução digital e seus impactos a importância da Internet e dos negócios eletrônicos relacionados às redes de colaboração (fornecedores, parceiros e ferramentas de relacionamento com o cliente) e define a importância do processo de digitalização do conhecimento e da convergência tecnológica. APLICABILIDADE: Este livro pode ser utilizado nas disciplinas: Sociologia (para os cursos de Administração, Tecnologia e Engenharia), Organizações do Conhecimento, Gestão do Conhecimento, Gestão da Tecnologia e Informação, Relações Internacionais e Gestão Estratégica da Informação. Conheça o site do livro e as demais novidades do nosso catálogo no endereço: S O C I E D A D E DA INFORMAÇÃO M 11:12:52 Demerval L. Polizelli Adalton M. Ozaki (Organizadores) C 26/7/2007 SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO OS DESAFIOS DA ERA DA COLABORAÇÃO E DA GESTÃO DO CONHECIMENTO Demerval L. Polizelli Adalton M. Ozaki (Organizadores) Antônio Geraldo da Rocha Vidal César Alexandre de Souza Eduardo P. G. de Vasconcellos Isabel de Meiroz Dias Ludovino Lopes Marcus Paredes Nicolau Reinhard Ronaldo Zwicker Thais Amadei Pegoraro (Autores)

2 SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO OS DESAFIOS DA ERA DA COLABORAÇÃO E DA GESTÃO DO CONHECIMENTO

3 Demerval L. Polizelli Adalton M. Ozaki (Organizadores) Antônio Geraldo da Rocha Vidal Eduardo P. G. de Vasconcellos Ludovino Lopes César Alexandre de Souza Isabel de Meiroz Dias Marcus Paredes Nicolau Reinhard Ronaldo Zwicker Thais Amadei Pegoraro (Autores) SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO OS DESAFIOS DA ERA DA COLABORAÇÃO E DA GESTÃO DO CONHECIMENTO

4 Av. Marquês de São Vicente, 1697 CEP: Barra Funda Tel.: PABX (0XX11) Fax: (11) Televendas: (0XX11) Fax Vendas: (0XX11) São Paulo SP Endereço Internet: Filiais: AMAZONAS/RONDÔNIA/RORAIMA/ACRE Rua Costa Azevedo, 56 Centro Fone/Fax: (0XX92) / Manaus BAHIA/SERGIPE Rua Agripino Dórea, 23 Brotas Fone: (0XX71) / / Salvador BAURU/SÃO PAULO (sala dos professores) Rua Monsenhor Claro, 2-55/2-57 Centro Fone: (0XX14) Bauru CAMPINAS/SÃO PAULO (sala dos professores) Rua Camargo Pimentel, 660 Jd. Guanabara Fone: (0XX19) / Campinas CEARÁ/PIAUÍ/MARANHÃO Av. Filomeno Gomes, 670 Jacarecanga Fone: (0XX85) / Fortaleza DISTRITO FEDERAL SIG Sul Qd. 3 Bl. B Loja 97 Setor Industrial Gráfico Fone: (0XX61) / / Brasília GOIÁS/TOCANTINS Av. Independência, 5330 Setor Aeroporto Fone: (0XX62) / / Goiânia MATO GROSSO DO SUL/MATO GROSSO Rua 14 de Julho, 3148 Centro Fone: (0XX67) / Campo Grande MINAS GERAIS Rua Além Paraíba, 449 Lagoinha Fone: (0XX31) Belo Horizonte PARÁ/AMAPÁ Travessa Apinagés, 186 Batista Campos Fone: (0XX91) / / Belém PARANÁ/SANTA CATARINA Rua Conselheiro Laurindo, 2895 Prado Velho Fone: (0XX41) Curitiba PERNAMBUCO/ ALAGOAS/ PARAÍBA/ R. G. DO NORTE Rua Corredor do Bispo, 185 Boa Vista Fone: (0XX81) / Recife RIBEIRÃO PRETO/SÃO PAULO Av. Francisco Junqueira, 1255 Centro Fone: (0XX16) / Ribeirão Preto RIO DE JANEIRO/ESPÍRITO SANTO Rua Visconde de Santa Isabel, 113 a 119 Vila Isabel Fone: (0XX21) / / Rio de Janeiro RIO GRANDE DO SUL Av. Ceará, 1360 São Geraldo Fone: (0XX51) / / / Porto Alegre SÃO JOSÉ DO RIO PRETO/SÃO PAULO (sala dos professores) Av. Brig. Faria Lima, 6363 Rio Preto Shopping Center V. São José Fone: (0XX17) / / São José do Rio Preto SÃO JOSÉ DOS CAMPOS/SÃO PAULO (sala dos professores) Rua Santa Luzia, 106 Jd. Santa Madalena Fone: (0XX12) São José dos Campos SÃO PAULO Av. Marquês de São Vicente, 1697 Barra Funda Fone: PABX (0XX11) / São Paulo ISBN S662 CIP-BRASIL. CATALOGAÇÃO NA FONTE SINDICATO NACIONAL DOS EDITORES DE LIVROS, RJ. Sociedade da informação : os desafios da era da colaboração e da gestão do conhecimento / Demerval L. Polizelli [e] Adalton M. Ozaki, organizadores ; Adalton M. Ozaki... [et al.]. - São Paulo : Saraiva, Inclui bibliografia ISBN Sociedade da informação. 2. Gestão do conhecimento. 3. Tecnologia da informação - Administração. 4. Redes de informação. I. Polizelli, Demerval L. (Demerval Luiz). II. Ozaki, Adalton Masalu CDD: CDU : Copyright Adalton M. Ozaki, Antônio Geraldo da Rocha Vidal, César Alexandre de Souza, Demerval L. Polizelli, Eduardo P. G. de Vasconcellos, Isabel de Meiroz Dias, Ludovino Lopes, Marcus Paredes, Nicolau Reinhard, Ronaldo Zwicker, Thais Amadei Pegoraro Editora Saraiva Todos os direitos reservados. Diretora editorial: Flávia Helena Dante Alves Bravin Editores: Marcio Coelho Rita de Cássia da Silva Frederico Marchiori Produção editorial: Viviane Rodrigues Nepomuceno Juliana Nogueira Luiz Aquisições: Eduardo Viegas Meirelles Villela Arte e Produção: Know-how Editorial Capa: Know-how/Juliana Midori Horie Nenhuma parte desta publicação poderá ser reproduzida por qualquer meio ou forma sem a prévia autorização da Editora Saraiva. A violação dos direitos autorais é crime estabelecido na Lei n /98 e punido pelo artigo 184 do Código Penal.

5 SOBRE OS AUTORES Adalton M. Ozaki Mestre e Bacharel em Administração de Empresas pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA-USP), é professor e coordenador do curso de Administração da Faculdade de Informática e Administração Paulista (Fiap). Tem publicado pesquisas em congressos nacionais e internacionais nos temas de inovação, gestão da tecnologia e negócios eletrônicos e atua há mais de 15 anos no setor de tecnologia da informação e atualmente é sócio-diretor da ADF Consulting. Antônio Geraldo da Rocha Vidal Mestre e Doutor em Administração de Empresas pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA-USP), é professor da FEA-USP e coordenador de projetos da Fundação Instituto de Administração (FIA). Ministra cursos de MBA na área de Tecnologia da Informação e Internet. É autor de livros sobre a linguagem Clipper e FoxPro para desenvolvimento de sistemas aplicativos e consultor de empresas nas áreas de informática e internet. Cesar Alexandre de Souza Doutor e Mestre em Administração pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA-USP) e Graduado em Engenharia de Produção pela Poli-USP. Tem experiência na área de Administração de Sistemas de Informação, trabalhando principalmente com os seguintes temas: Gestão da Tecnologia de Informação, Sistemas ERP, Informatização de Pequenas e Médias Empresas e Governo Eletrônico. Publicou artigos em periódicos especializados, diversos trabalhos em anais de eventos, possui seis capítulos e um livro organizado (Sistemas ERP no Brasil). Apresentou trabalhos em congressos internacionais nos Estados Unidos, Peru, Canadá, Espanha, Porto Rico, Portugal, Venezuela e México. Foi coordenador da área de Administração da Tecnologia de Informação nas Empresas (ADI-A) do Enanpad durante a gestão de 2005 a 2006 e é professor da FEA-USP. Demerval Luiz Polizelli Pós-Doutor em Administração pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA-USP). É coordenador de iniciação científica da Fiap-SP,

6 SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO economista (PUC-SP), sociólogo (FFLCH-USP), especialista em Comunicação Social pela ECA-USP, Mestre em Ciências Ambientais pela USP e Doutor em Sistemas de Aprendizagem pela Unicamp. Participou de congressos nacionais e internacionais (Altec) e é profissional da área de treinamento. Eduardo P. G. de Vasconcellos Professor titular da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA-USP) na área de gestão da Inovação Tecnológica. MBA (Estados Unidos) e Doutor em Administração pela USP. Possui mais de cem publicações nessa área no Brasil, Inglaterra, Estados Unidos, Itália, Japão, México, França, Canadá, Dinamarca e Chile. Pesquisador visitante junto ao Technology Institute da Northwestern University (Estados Unidos) e consultor em gestão da inovação tecnológica junto à ONU (Viena), HPO (Estados Unidos), Mercedes Benz, Corn Products, Rhodia, Banco Itaú, Wahler, Cosipa, Cia. Vale do Rio Doce, Aracruz e outras. Isabel de Meiroz Dias Cursa doutorado em Administração na Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA-USP). É Mestra e Graduada em Administração pela FEA-USP e atua na área de tecnologia de informação aplicada às organizações desde 1995, tendo trabalhado na Reuters e AgênciaClick e atendido clientes como Multibrás, C&A, Correios, Caixa Econômica e Comgás. Como consultora, atua na Fundação para o Desenvolvimento Administrativo (Fundap) e Fundação Instituto de Administração (FIA). Lecionou no Ibmec, Fundação Armando Álvares Penteado (Faap) e Faculdade de Informática e Administração Paulista (Fiap). Desde Março de 2006 é diretora de Planejamento na OgilvyOne. Ludovino Lopes Advogado graduado em Direito Civil pela Universidade Clássica de Lisboa, atuante com especialização nas áreas de Direito Comunitário Europeu, Direito Internacional Privado e Tecnologia da Informação. Foi membro docente da Escola Maria Lamas em Portugal na cadeira de informática, atualmente é vice-presidente da Câmara-e.net e coordenador do Comitê de Documentação Eletrônica dessa câmara, coordenador do Grupo de Cultura Digital do Conselho Regional de Administração de São Paulo e sócio da Menezes e Lopes Advogados, sociedade de advogados com sede em São Paulo e escritórios em Lisboa e Milão. Marcus Paredes Mestre em Direito das Relações Sociais pela PUC-SP, Bacharel em Direito pela Universidade da Amazônia, Bacharel em Processamento de Dados pela Universidade Federal do Pará. Pós-graduação lato sensu em Engenharia de Software pela UFPA, em Direito Processual

7 Sobre os Autores Civil e em Direito dos Contratos pelo Centro de Extensão Universitária de São Paulo. Advogado em São Paulo atuante na área de Direito Empresarial e Direito Digital. Nicolau Reinhard É professor associado e coordenador da Área de Informática e Métodos Quantitativos no Departamento de Administração da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA-USP), além de coordenador do MBA em Gestão de Tecnologia de Informação da Fundação Instituto de Administração (FIA). Seus interesses profissionais e de pesquisa estão relacionados com a Gestão de Tecnologia da Informação na Administração Pública, Informática e Sociedade e Implementação de Sistemas. Ronaldo Zwicker Professor do Departamento de Administração da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA-USP). Doutor em Administração de Empresas pela FEA-USP e Mestre em Matemática Aplicada pelo Instituto de Matemática e Estatística (IME) da USP. Engenheiro Químico pela Escola Politécnica da USP e pesquisador da área de informática e administração com inúmeros trabalhos científicos publicados em periódicos e anais de congressos nacionais e internacionais. Thais Amadei Pegoraro Pós-graduação lato sensu em Direito de Propriedade Intelectual pela Fundação Getúlio Vargas de São Paulo e em Direito Processual Civil pela Faculdade Autônoma de Direito de São Paulo (Fadisp-SP). Advogada em São Paulo, atuante na área de Propriedade Intelectual e Direito Digital, formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Contato com os autores:

8 PREFÁCIO A SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO NA ERA DIGITAL A informação é hoje, como sempre foi desde os mais primórdios tempos imemoriais, o maior bem que o homem usufrui, antecedido apenas pela a própria vida. Para o ser humano, na verdade, a informação define-o, pois está em sua essência por meio da consciência de si próprio e de sua existência, o que lhe confere propósito e, como conseqüência, a habilidade de manipular e gerir informação a ser usada no processo de sobrevivência, preservação e evolução. Contar a história é o exercício de descrever e analisar o que nos foi deixado de informação sobre cada período, mas, principalmente, o seu uso, suas formas de distribuição e o poder dela advindo, já que a medida da evolução humana é dada pelos diferentes estágios de domínio da informação como conhecimento. É nesse sentido que conseguimos diferenciar nossa atual Sociedade da Informação das anteriores, marcada não apenas pelo volume virtualmente infinito de informação a que temos acesso, mas, sobretudo, pela democratização das mídias, o que permite sua geração e ampla difusão de forma descentralizada, revolucionando a história da informação e, por conseguinte, de toda a humanidade. Devemos ao desenvolvimento das chamadas Tecnologias da Comunicação e Informação (TCIs) o principal motor dessas profundas e emblemáticas transformações ocorridas nas últimas décadas, sendo a internet a mídia de convergência que, de fato, possibilita essa revolução sem precedentes. Na verdade, a internet, ainda em seus primórdios, começa agora a mostrar a verdadeira dimensão de sua importância e a colocar em prática o seu verdadeiro potencial, por meio do crescimento acelerado da base de usuários de banda larga em praticamente todo o mundo. Com acesso mais rápido e mais barato, indivíduos e organizações vêem multiplicarem-se os recursos disponíveis na internet para inúmeras atividades, do mero envio de s a uma lista crescente de ferramentas voltadas para os mais diversos fins, inserindo-se na vida das pessoas de tal forma que se torna essencial para a compreensão do mundo de hoje. Nesse sentido, acreditamos, estamos nos primórdios do que devemos chamar de era digital como evolução da era industrial marcada pelas tecnologias digitais,

9 SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO que revolucionam a percepção e a atuação humanas sobre o mundo, criando uma nova e impressionante dimensão virtual a partir da qual o real passa a ser revisto ( visto de outra ótica ), repensado e reformulado. Ou seja, conforme propomos nossa eterna Sociedade da Informação e do Conhecimento é, hoje, determinada pela crescente onipresença e influência das novas tecnologias e da internet, que devemos contemplar para entender o presente e o futuro da humanidade. No plano prático, os negócios eletrônicos lideram as transformações culturais e operacionais impostas pela emergência das tecnologias digitais e da internet em todos os setores da economia, obrigam-nos a uma revisão radical das regras e práticas desenvolvidas ao longo do século passado, sob pena de nos defasarmos e perecermos como empresários e profissionais, por um lado, e mesmo como usuários e consumidores, por outro. Nesse contexto, o conceito de inclusão digital deve assumir o seu sentido mais amplo, não representando apenas a possibilidade de acesso ao computador e à internet, mas a capacidade de compreendermos, absorvermos e vivermos sob a influência de uma nova cultura a cultura digital, com seus paradigmas, idiossincrasias e implicações em nossas vidas reais e virtuais. Diante disso, é muito importante buscarmos contemplar a floresta e não apenas as árvores, enxergando a digitalização da sociedade de forma estratégica e abrangente, como cultura e sistemática de modernização de processos de gestão, em busca de mais eficiência, transparência, inovação, produtividade e competitividade em todos os níveis. Na era digital, quanto mais incluídas digitalmente em suas culturas e práticas, mais capacitadas serão as organizações para enfrentar os desafios da atualidade e do futuro. Passa pela compreensão proativa dessas questões o ritmo de desenvolvimento que diferenciará empresas, organizações e países nos próximos anos. Quanto mais entendermos o impacto do digital, melhores serão nossas estratégias de sinergia entre o on e o off-line de nossos empreendimentos. Feita essa digressão inicial, podemos, novamente, destacar o acelerado crescimento dos negócios eletrônicos e sua importância para empresas, governos e mercado como um todo. Pautada cada vez mais pelas novas tecnologias e pela economia digital, a economia convencional está cada vez mais complexa e dinâmica, em que os desejados ganhos de produtividade e a otimização de recursos, bem como inovadoras plataformas de comunicação, se tornam diferenciais competitivos fundamentais. Nos dias de hoje, não basta apenas comprar e vender; o ideal é articular diferentes formas de relacionamento, ampliando o nível de interação com funcionários, parceiros, representantes, consumidores, clientes, mercado, instituições e sociedade em geral.

10 Prefácio A percepção quanto à imagem e à reputação de uma empresa dependem, de forma crescente, de sua habilidade e domínio sobre essa cultura digital, suas oportunidades e riscos. Hoje, por exemplo, a internet é muito mais importante como veículo de formação de opinião e de decisão de compra do que apenas como canal de compra e venda. Embora à primeira vista pareça paradoxal, a internet continuará impactando, ainda por um bom tempo, muito mais os negócios off-line do que os negócios on-line. Ou seja, mesmo que o comércio eletrônico tenha crescido anualmente, em média, no Brasil, mais de 50% nos últimos cinco anos, a internet influencia o fechamento de mais negócios em outros canais, principalmente o presencial, em escritórios, lojas e estabelecimentos comerciais, nas ruas, edifícios e shoppings do País. Para cada operação comercial efetivamente realizada em uma loja virtual, a internet é diretamente responsável por pelo menos cinco outros negócios decididos on-line, mas fechados de outra forma. Nos Estados Unidos, o índice é ainda mais alto, chegando a nove para um. Isso quer dizer que, em 2006, no mercado brasileiro, enquanto as vendas eletrônicas de bens e serviços (incluindo bens de consumo, passagens aéreas, automóveis, produtos financeiros e outros) ao consumidor final movimentaram mais de R$ 15 bilhões, a internet foi diretamente responsável por negócios off-line, no varejo, de pelo menos R$ 75 bilhões, aqui sem incluirmos os chamados B2B, e-gov, e-banking e outras áreas de grande desenvolvimento nos últimos tempos. Dessa forma, cabe-nos destacar, ainda, uma nova transformação que está em curso e cuja dimensão apenas começamos a vislumbrar. Trata-se do que se convencionou chamar de Web 2.0. Embora o conceito ter sido criado em 2004, pelo consultor e agitador tecnológico Tim O Reilly, para designar uma série de conferências realizadas em São Francisco, Califórnia, sobre o crescimento de uma então nova geração de serviços e plataformas on-line, na verdade, o evento que, para mim, marca o começo emblemático dessa nova era, sem dúvida, é a compra do YouTube pelo Google por US$ 1,6 bilhão, no dia nove de outubro de Além de um dos maiores negócios já realizados por empresas de internet, a aquisição aponta, de forma inquestionável, que o seu futuro passa, necessariamente, pelo aumento da disponibilização e do consumo de recursos de áudio e vídeo, de forma generalizada, transformando sua cara e a maneira como dela fazemos uso. A Web 2.0, com certeza, também compreende outras características inovadoras, como aquelas oferecidas pelas redes e comunidades sociais e empresarias (como MySpace, Orkut, LinkedIn, OpenBC e o portal brasileiro Peabirus), pelos sistemas colaborativos wiki e por

11 SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO meio da crescente geração e difusão de conteúdo pelos próprios usuários (Wikipedia, o próprio YouTube, blogs, podcasts e o jornal coreano OhMyNews), pelos sites de compartilhamento de arquivos peer-to-peer (marcados pelo pioneirismo do Napster, acusado, como os demais, de facilitar o desrespeito à propriedade intelectual), pelos pacotes de serviços web-based, dispensando os programas computer-based (ThinkFree, CentralDesktop, HipCal, Goffice, Google Calendar, EyeOS e Goowy Media, entre tantos outros exemplos nas mais diferentes áreas) e pelos sites de folksonomy, bookmarking e mashups, que permitem o armazenamento, publicação e edição de arquivos em vários formatos, bem como a criação de páginas iniciais personalizadas (como Flickr e Zoomr, para fotos; Pandora e Yahoo!Music, para áudio; JumpCut, para vídeo; Deli.icio. us, Blinklist, Digg, SuprGlu e o brasileiro Wasabi). Como se comunicar com esse consumidor que passeia on-line e compra off-line? Como fazer com que comprem mais digitalmente? Como promover as vendas eletrônicas sem canibalizar as lojas físicas e se indispor com seus funcionários? Pelo contrário, como usar a internet para também potencializar a visitação e os negócios nas lojas físicas e também nos call-centers? Como se diferenciar da concorrência, se comunicar e se relacionar com o mercado, fidelizar os clientes, entender os seus hábitos e preferências para poder lhes oferecer mais e melhores produtos e serviços, cada vez mais pertinentes e em sintonia com suas demandas e interesses? Como ter sucesso on-line? Como continuar em atualização constante, não perder espaço e se manter competitivo nesse mercado cada vez mais complexo? Algumas dessas respostas podem ser encontradas neste compêndio com outras questões importantíssimas que pautam e pautarão as discussões sobre gestão empresarial nos próximos anos. Na verdade, para muitas dessas perguntas e para tantas outras que podemos fazer sobre o futuro da internet e dos nossos empreendimentos não há respostas prontas ou pré-formatadas. Mas este livro cumpre o seu objetivo, trazendo-nos conhecimento, informações e referências que, com certeza, servirão como base para o endereçamento de questões presentes e futuras para uma melhor compreensão do que vem acontecendo nos últimos tempos. Vamos ter que continuar desbravando esse ciberespaço meio que na raça, tateando, acertando e errando, em um empirismo digital e neural, potencializado pelas leis de Metcalf e Moore, bem como, na prática, pelas centenas de milhões de internautas que se conectam à internet a cada novo dia. A única grande certeza que temos é de que, nos próximos anos, a importância e a influência da internet aumentarão exponencialmente, atingindo cada vez mais pessoas, direta e indiretamente, on e off-line.

12 Prefácio Nesse contexto, o não haverá vida fora da internet, como vaticinou Bill Gates de forma profética, ainda que exagerada, vale mais do que pura retórica marqueteira. Mais: não haverá negócios que não passem pela internet; não sobreviveremos como empreendedores e profissionais se não compreendermos como usá-la a nosso favor, se não instalarmos essa nova cultura em nossa visão e práticas e se não entendermos que a nossa Sociedade da Informação é, hoje, profundamente marcada pela era digital. Fazendo um upgrade na profecia de Bill, não haverá vida fora da Web 2.0! Cid Torquato Advogado pela Faculdade de Direito do Largo São Francisco (USP), com especialização em Direito Empresarial. Fundou e dirigiu a Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico por cinco anos. Atualmente, trabalha como consultor, especializado em Economia Digital, e dirige a SAdigital.TV, referência no mercado de WebTV corporativa.

13 Sobre os Autores xv APRESENTAÇÃO Pensar o século XXI a partir dos novos desafios da era digital foi o ponto de partida para este livro. Retomando o prefácio de Cid Torquato, é necessário rever as práticas e o conhecimento do século passado que ainda permeiam a visão de negócios no Brasil. Dois passos fundamentais nessa direção: compreender a Sociedade da Informação e a sua integração com a gestão do conhecimento. A Sociedade da Informação (SI) é um dos processos mais importantes em andamento no mundo. Apesar de sua importância crescente, ela tem sido pouco discutida no Brasil. Em primeiro lugar, a SI não é um produto espontâneo; foi discutida desde os anos 1960 nos Estados Unidos e, posteriormente, nos anos 1990 articulada por diversas iniciativas da Organização de Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) workshops sobre Sociedade da Informação, da União Européia (e-europe), da Coréia (e-korea 2006), do Japão (Livros Brancos Informação e Comunicação). Por esse motivo, os projetos desenvolvidos estimulam a formação de redes de negócio e pesquisa com ações de compartilhamento de conhecimento (ativos intangíveis). Em função disso, a Sociedade da Informação não pode ser pensada apenas no plano quantitativo (aumento do número de computadores), mas no plano qualitativo como a inter-relação de universidades, agências governamentais e empresas privadas para obter campos de sinergia de resultados sociais e econômicos na sociedade como um todo. Ainda a respeito dessa visão qualitativa, as experiências de Sociedade da Informação aqui relatadas avançam na direção de diferentes concepções de agenda e papéis dos principais atores. Na formulação das agendas destacam-se os esforços para formação e desenvolvimento de competências em diversas áreas. Essas passam a ser consideradas as bases sustentáveis da competitividade dos países e/ou regiões. Os projetos de Sociedade da Informação interagem com os sistemas de inovação como no caso da Comunity Research Development Information Services (Cordis) e de outras agências de fomento vistas neste trabalho. A introdução ao tema foi divida em três capítulos, cada um para as principais experiências: a proposta européia é mais institucional, a americana privilegia as empresas privadas, e as asiáticas reforçam o papel do Estado na formação de cadeias de negócio. O quarto capítulo dá continuidade às diversas formas de repensar o conhecimento na era digital nas empresas. Discute a revolução digital e seus impactos, a importância

14 SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO da internet (inclusive da Web 2.0), dos negócios eletrônicos relacionados à tendência de colaboração entre os diversos participantes (rede que envolve desde fornecedores e parceiros até visões de gestão com a resposta eficiente ao consumidor e ferramentas de relacionamento com o cliente), da importância do processo de digitalização do conhecimento e da convergência tecnológica. O quinto capítulo volta-se para o governo eletrônico e contribui para uma visão de como constituir o ambiente de integração ao conceituar o governo eletrônico com a aplicação de tecnologia da informação para o desenvolvimento nacional. Essa visão contribui para o ambiente de intercâmbio de conhecimento, identificado desde o início do texto, e para uma governança socialmente inclusiva. Aborda também o uso de tecnologias digitais para as funções típicas de governo como o controle do orçamento, governo em rede com aplicação de governo para governo (G2G), um breve histórico da informática pública brasileira, apoio aos programas sociais de inclusão digital, experiências nacionais e internacionais. O sexto capítulo aborda os desafios legais para as mudanças de paradigmas requeridas pela era digital. As mudanças na Sociedade da Informação envolvem direitos sobre a produção e uso do conhecimento com uma velocidade inédita, novas demandas são colocadas na elaboração de contratos, no reconhecimento das obrigações de patentes e nas questões de governança. A constante inovação de produtos e serviços gera novos temas para o debate jurídico como os impactos dos processos de contratação on-line, a confiança para a realização de negócios na web, a responsabilidade civil no ambiente digital, o respeito ao consumidor no comércio eletrônico, as novas tendências na área de direito autoral e propriedade intelectual na Sociedade da Informação. O sétimo capítulo incorpora ao livro a preocupação com indicadores relacionados ao uso de tecnologia nas empresas. Destaque-se a metodologia proposta pelos autores que já é empregada na pesquisa i-digital que envolve a Faculdade de Economia e Administração da USP e Centro das Indústrias do Estado de São Paulo. A organização dos conteúdos deste livro, escrito por especialistas em suas respectivas áreas, introduz o debate em cinco pontos fundamentais para a compreensão da era digital: entendimento sobre Sociedade da Informação articulada com as formas de produção do conhecimento, papéis das empresas privadas, contribuições do governo eletrônico, revisão do ordenamento legal e construção de indicadores para avaliação do emprego de tecnologias da informação. Demerval Luiz Polizelli / Adalton M. Ozaki Organizadores

15 Sobre os Autores xvii SUMÁRIO Capítulo 1 Capítulo 2 Capítulo 3 Capítulo 4 Sociedade da Informação: iniciando o debate Demerval Luiz Polizelli Sociedade da Informação e o Papel das Agendas na Europa Demerval Luiz Polizelli Experiências Asiáticas de Sociedade da Informação Demerval Luiz Polizelli A Revolução Digital Adalton Ozaki e Eduardo Vasconcellos Capítulo 5 Sociedade da Informação e o Ordenamento Jurídico Ludovino Lopes, Thais Pegoraro e Marcus Paredes Capítulo 6 Governo Eletrônico e a Sociedade da Informação Isabel de Meiroz Dias e Nicolau Reinhard Capítulo 7 Grau de Informatização de Empresas Cesar Alexandre de Souza, Antonio Geraldo da Rocha Vidal e Ronaldo Zwicker

STJ00096558. Patricia. Pinheiro. Editora. Saraiva

STJ00096558. Patricia. Pinheiro. Editora. Saraiva STJ00096558 Patricia Pinheiro I I 5ª edição revista, atualizada e ampliada de acordo com as Leis n. 12.735 e 12.737, de 2012 2013 Editora Saraiva ç.s!t:~iva Rua Henrique Schaumonn, 270, CerQueira CéSOf

Leia mais

GANHE DINHEIRO NA. R2_Faça dinheiro na internet.indd 1 14/6/2010 11:19:14

GANHE DINHEIRO NA. R2_Faça dinheiro na internet.indd 1 14/6/2010 11:19:14 GANHE DINHEIRO NA internet w w w. s a r a i v a u n i. c o m. b r R2_Faça dinheiro na internet.indd 1 14/6/2010 11:19:14 R2_Faça dinheiro na internet.indd 2 14/6/2010 11:19:14 GANHE DINHEIRO NA internet

Leia mais

Descrição do Sistema de Franquia. Histórico do Setor. O Fórum Setorial de Franquia

Descrição do Sistema de Franquia. Histórico do Setor. O Fórum Setorial de Franquia Descrição do Sistema de Franquia Franquia é um sistema de distribuição de produtos, tecnologia e/ou serviços. Neste sistema uma empresa detentora de know-how de produção e/ou distribuição de certo produto

Leia mais

NOS FINAIS DE SEMANA (E FIQUE RICO) R3_Empreenda nos finais de semana.indd 1 21/6/2010 12:20:00

NOS FINAIS DE SEMANA (E FIQUE RICO) R3_Empreenda nos finais de semana.indd 1 21/6/2010 12:20:00 Empreenda NOS FINAIS DE SEMANA (E FIQUE RICO) w w w. s a r a i v a u n i. c o m. b r R3_Empreenda nos finais de semana.indd 1 21/6/2010 12:20:00 R3_Empreenda nos finais de semana.indd 2 21/6/2010 12:20:00

Leia mais

NOVA ATITUDE SOCIAL PARA A SUSTENTAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO

NOVA ATITUDE SOCIAL PARA A SUSTENTAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO Maio 2005 NOVA ATITUDE SOCIAL PARA A SUSTENTAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO Uma empresa cidadã tem direitos e deveres, assim como qualquer indivíduo. Trata-se de uma consciência crítica que nasce a partir do respeito

Leia mais

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade O caminho para o sucesso Promovendo o desenvolvimento para além da universidade Visão geral Há mais de 40 anos, a Unigranrio investe em ensino diferenciado no Brasil para cumprir com seu principal objetivo

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Coordenadoria Geral de Pós-Graduação Lato Sensu

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Coordenadoria Geral de Pós-Graduação Lato Sensu PORTFÓLIO ESPECIALIZAÇÃO / MBA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Sumário ÁREA: CIÊNCIAS DA SAÚDE... 2 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO: PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E DO TRABALHO... 2 ÁREA: COMUNICAÇÃO E LETRAS...

Leia mais

Público Alvo: Critérios de admissão para o curso: Investimento:

Público Alvo: Critérios de admissão para o curso: Investimento: A Faculdade AIEC, mantida pela Associação Internacional de Educação Continuada AIEC, iniciou, em 2002, o curso de Bacharelado em Administração, na metodologia semipresencial. Foi pioneira e até hoje é

Leia mais

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia Área de Comunicação Produção Multimídia Curta Duração Produção Multimídia Carreira em Produção Multimídia O curso superior de Produção Multimídia da FIAM FAAM forma profissionais preparados para o mercado

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Evolução de Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução

Leia mais

Mesa Redonda Novas agendas de atuação e os perfis profissionais em bibliotecas universitárias

Mesa Redonda Novas agendas de atuação e os perfis profissionais em bibliotecas universitárias Mesa Redonda Novas agendas de atuação e os perfis profissionais em bibliotecas universitárias Profa. Dra. Lillian Maria Araújo de Rezende Alvares Coordenadora-Geral de Pesquisa e Manutenção de Produtos

Leia mais

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 901491 - EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução da teoria organizacional

Leia mais

Planejamento Estratégico para Escritórios de Advocacia ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 1º SEMESTRE DE 2012

Planejamento Estratégico para Escritórios de Advocacia ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 1º SEMESTRE DE 2012 Planejamento Estratégico para Escritórios de Advocacia ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 1º SEMESTRE DE 2012 FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS A Fundação Getulio Vargas (FGV) deu início a

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Nome da disciplina Evolução do Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação;

Leia mais

MBA FINANÇAS, COMUNICAÇÃO E RELAÇÕES COM INVESTIDORES (PARCERIA IBRI)

MBA FINANÇAS, COMUNICAÇÃO E RELAÇÕES COM INVESTIDORES (PARCERIA IBRI) MBA FINANÇAS, COMUNICAÇÃO E RELAÇÕES COM INVESTIDORES (PARCERIA IBRI) Apresentação FIPECAFI A Faculdade FIPECAFI é mantida pela Fundação Instituto de Pesquisa Contábeis, Atuariais e Financeiras, criada

Leia mais

Corporativo. Transformar dados em informações claras e objetivas que. Star Soft. www.starsoft.com.br

Corporativo. Transformar dados em informações claras e objetivas que. Star Soft. www.starsoft.com.br Corporativo Transformar dados em informações claras e objetivas que possibilitem às empresas tomarem decisões em direção ao sucesso. Com essa filosofia a Star Soft Indústria de Software e Soluções vem

Leia mais

Rede de Responsabilidade Social Empresarial pela Sustentabilidade

Rede de Responsabilidade Social Empresarial pela Sustentabilidade Rede de Responsabilidade Social Empresarial pela Sustentabilidade Existe a compreensão evidente por parte das lideranças empresariais, agentes de mercado e outros formadores de opinião do setor privado

Leia mais

Público Alvo: Investimento: Disciplinas:

Público Alvo: Investimento: Disciplinas: A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

Curso de MBA Executivo Administração Geral e Estratégica

Curso de MBA Executivo Administração Geral e Estratégica Grupo Educacional LBS-FAPPES CREDENCIADO PELO MEC. DECRETO N 485 de 09/02/2006 Curso de MBA Executivo Administração Geral e Estratégica Curso de Pós-Graduação lato sensu em Administração APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL

Leia mais

com parceiros na produção de informações e conhecimento, compartilhamento de trabalhos com vistas a alavancar os resultados e abolir duplicidades.

com parceiros na produção de informações e conhecimento, compartilhamento de trabalhos com vistas a alavancar os resultados e abolir duplicidades. TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO Contratação de consultoria especializada para desenvolvimento dos serviços técnicos necessários à elaboração da metodologia para a estruturação da Rede de Parceiros para o

Leia mais

Fase I - Contexto e Pesquisa - Alinhamento dos conceitos de Branding, análise do contexto atual e introdução ao Design Thinking.

Fase I - Contexto e Pesquisa - Alinhamento dos conceitos de Branding, análise do contexto atual e introdução ao Design Thinking. Os programas de Pós-Graduação oferecidos pela Faculdade de Tecnologia do Istituto Europeo di Design estão em conformidade legal e atendem as Resoluções CNE/CES nº 1, de 3 de abril de 2001 e nº 1, de 8

Leia mais

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org Este documento faz parte do Repositório Institucional do Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org documento inicial Site preparatório FSM Dacar introdução Neste documento, a Ethymos apresenta uma

Leia mais

A Arquivologia como campo de pesquisa: desafios e perspectivas. José Maria Jardim Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO

A Arquivologia como campo de pesquisa: desafios e perspectivas. José Maria Jardim Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO A Arquivologia como campo de pesquisa: desafios e perspectivas José Maria Jardim Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO A indissociabilidade entre ensino/produção/difusão do conhecimento

Leia mais

MBA GOVERNANÇA CORPORATIVA (Parceria IBGC)

MBA GOVERNANÇA CORPORATIVA (Parceria IBGC) MBA GOVERNANÇA CORPORATIVA (Parceria IBGC) Apresentação FIPECAFI A Faculdade FIPECAFI é mantida pela Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras, criada em 1974. Seus projetos modificaram

Leia mais

Comportamento Humano: Liderança, Motivação e Gestão do Desempenho

Comportamento Humano: Liderança, Motivação e Gestão do Desempenho A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

AGENDA DE CURSOS E EVENTOS

AGENDA DE CURSOS E EVENTOS AGENDA DE S E EVENTOS 2015 AGENDA DE S E EVENTOS 2015 CATEGORIAS DE S Introdução à Governança Primeiro passo dentro da Governança Corporativa, os cursos de Introdução à Governança fornecem uma visão de

Leia mais

Gestão do Conhecimento e Redes Sociais: entre a teoria e a prática

Gestão do Conhecimento e Redes Sociais: entre a teoria e a prática Gestão do Gestão do e Redes Sociais: entre a teoria e a prática Na Universidade, as redes sociais e o conhecimento como ativo intangível são focos de estudo de diversos campos. Já nas empresas, a Gestão

Leia mais

Maximize o desempenho das suas instalações. Gerenciamento Integrado de Facilities - Brasil

Maximize o desempenho das suas instalações. Gerenciamento Integrado de Facilities - Brasil Maximize o desempenho das suas instalações Gerenciamento Integrado de Facilities - Brasil Sua empresa oferece um ambiente de trabalho com instalações eficientes e de qualidade? Como você consegue otimizar

Leia mais

Chapa Universalizando atitudes, consolidando resultados é eleita

Chapa Universalizando atitudes, consolidando resultados é eleita BIÊNIO 2014/2016 Chapa Universalizando atitudes, consolidando resultados é eleita Associados de todo o Brasil elegeram, nos dias 5 e 6 de junho, a chapa Universalizando atitudes, consolidando resultados

Leia mais

CONFERÊNCIA DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO CAPÍTULO 30 FORTALECIMENTO DO PAPEL DO COMÉRCIO E DA INDÚSTRIA INTRODUÇÃO

CONFERÊNCIA DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO CAPÍTULO 30 FORTALECIMENTO DO PAPEL DO COMÉRCIO E DA INDÚSTRIA INTRODUÇÃO CONFERÊNCIA DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO CAPÍTULO 30 FORTALECIMENTO DO PAPEL DO COMÉRCIO E DA INDÚSTRIA INTRODUÇÃO 30.1. O comércio e a indústria, inclusive as empresas transnacionais,

Leia mais

biblioteca Cultura de Inovação Dr. José Cláudio C. Terra & Caspar Bart Van Rijnbach, M Gestão da Inovação

biblioteca Cultura de Inovação Dr. José Cláudio C. Terra & Caspar Bart Van Rijnbach, M Gestão da Inovação O artigo fala sobre os vários aspectos e desafios que devem ser levados em consideração quando se deseja transformar ou fortalecer uma cultura organizacional, visando a implementação de uma cultura duradoura

Leia mais

Formação: o Bacharel em Sistemas de Informações (SI); o MBA em Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC).

Formação: o Bacharel em Sistemas de Informações (SI); o MBA em Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). DOCENTE PROFESSOR CELSO CANDIDO Formação: o Bacharel em Sistemas de Informações (SI); o MBA em Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). Conhecimentos: o Web Designer; o Arquitetura de Máquina; o Implementação

Leia mais

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br PREZADO (A) SENHOR (A) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso

Leia mais

O MBA CONTROLLER foi lançado em 1994 e é o mais tradicional MBA do mercado brasileiro

O MBA CONTROLLER foi lançado em 1994 e é o mais tradicional MBA do mercado brasileiro MBA Controller Ao cursar o MBA CONTROLLER FIPECAFI/ANEFAC, o aluno convive com pessoas de diferentes perfis entre os mais diversos segmentos de mercado e com a experiência profissional exigida para que

Leia mais

Carta para a Preservação do Patrimônio Arquivístico Digital Preservar para garantir o acesso

Carta para a Preservação do Patrimônio Arquivístico Digital Preservar para garantir o acesso Carta para a Preservação do Patrimônio Arquivístico Digital Preservar para garantir o acesso Considerando que a informação arquivística, produzida, recebida, utilizada e conservada em sistemas informatizados,

Leia mais

Público Alvo: Investimento: Disciplinas:

Público Alvo: Investimento: Disciplinas: A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

Projeto de Desenvolvimento de Capacidade de Governança no Brasil 2008-2011

Projeto de Desenvolvimento de Capacidade de Governança no Brasil 2008-2011 Projeto de Desenvolvimento de Capacidade de Governança no Brasil 2008-2011 Plano de Implementação do Projeto Maio de 2008 Março de 2011 Índice Plano de Implementação do Projeto (PIP): i. Sumário Executivo

Leia mais

MBA em Marketing Estratégico

MBA em Marketing Estratégico MBA em Marketing Estratégico Público - alvo O MBA em Marketing Estratégico é indicado para profissionais com experiência profissional mínima de três anos, com formação universitária em qualquer área e

Leia mais

Seja dono. do próprio. nariz. w w w. s a r a i v a u n i. c o m. b r. Como ser dono do próprio nariz.i1 1 2/10/2009 11:30:55

Seja dono. do próprio. nariz. w w w. s a r a i v a u n i. c o m. b r. Como ser dono do próprio nariz.i1 1 2/10/2009 11:30:55 Seja dono do próprio nariz w w w. s a r a i v a u n i. c o m. b r Como ser dono do próprio nariz.i1 1 2/10/2009 11:30:55 Como ser dono do próprio nariz.i2 2 2/10/2009 11:30:55 Seja dono do próprio nariz

Leia mais

MBA em Marketing Estratégico

MBA em Marketing Estratégico MBA em Marketing Estratégico Público - alvo O MBA em Marketing Estratégico é indicado para profissionais com experiência profissional mínima de três anos, com formação universitária em qualquer área e

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO CAIRU O QUE VOCÊ PRECISA SABER: Por que fazer uma pós-graduação?

PÓS-GRADUAÇÃO CAIRU O QUE VOCÊ PRECISA SABER: Por que fazer uma pós-graduação? PÓS-GRADUAÇÃO CAIRU O QUE VOCÊ PRECISA SABER: Por que fazer uma pós-graduação? O mercado do trabalho está cada vez mais exigente. Hoje em dia, um certificado de pós-graduação é imprescindível para garantia

Leia mais

Judiciário e Políticas Públicas ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 2º SEMESTRE DE 2013

Judiciário e Políticas Públicas ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 2º SEMESTRE DE 2013 Judiciário e Políticas Públicas ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 2º SEMESTRE DE 2013 FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS A Fundação Getulio Vargas (FGV) deu início a suas atividades em 1944

Leia mais

TEXTO BASE PARA UM POLÍTICA NACIONAL NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL

TEXTO BASE PARA UM POLÍTICA NACIONAL NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL TEXTO BASE PARA UM POLÍTICA NACIONAL NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL Eixos Temáticos, Diretrizes e Ações Documento final do II Encontro Nacional de Educação Patrimonial (Ouro Preto - MG, 17 a 21 de julho

Leia mais

UNIMEP MBA em Gestão e Negócios

UNIMEP MBA em Gestão e Negócios UNIMEP MBA em Gestão e Negócios Módulo: Sistemas de Informações Gerenciais Aula 4 TI com foco nos Negócios: Áreas envolvidas (Parte II) Flávio I. Callegari www.flaviocallegari.pro.br O perfil do profissional

Leia mais

Serviço Público. Manutenção e Suporte em Informática

Serviço Público. Manutenção e Suporte em Informática Serviço Público Manutenção e Suporte em Informática Wilson Pedro Coordenador do Curso de Serviço Público etec_sp@ifma.edu.br Carla Gomes de Faria Coordenadora do Curso de Manutenção e Suporte em Informática

Leia mais

IT SERVICES. 1º SEMINÁRIO: Gestão Estratégica para Departamentos Jurídicos e Escritórios de Advocacia. LOCAL: São Paulo -SP 20/03/2014

IT SERVICES. 1º SEMINÁRIO: Gestão Estratégica para Departamentos Jurídicos e Escritórios de Advocacia. LOCAL: São Paulo -SP 20/03/2014 IT SERVICES 1º SEMINÁRIO: Gestão Estratégica para Departamentos Jurídicos e Escritórios de Advocacia LOCAL: São Paulo -SP 20/03/2014 TEMA DA PALESTRA: Desafios da Gestão de TI no Mercado Jurídico PALESTRANTE:

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS São Paulo Presença nacional, reconhecimento mundial. Conheça a Fundação Dom Cabral Uma das melhores escolas de negócios do mundo, pelo ranking de educação executiva

Leia mais

Comunicação Digital Empresarial MANUAL DO CURSO

Comunicação Digital Empresarial MANUAL DO CURSO Comunicação Digital Empresarial MANUAL DO CURSO ESPM Rua Joaquim Távora, 1240 Vila Mariana São Paulo - SP Informações Central de Relacionamento: (11) 5081-8200 (opção 1) Segunda a sexta 9h às 20h45 Sábado

Leia mais

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Publicitária

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Publicitária Área de Comunicação Tecnologia em Produção Publicitária Curta Duração Tecnologia em Produção Publicitária CARREIRA EM PRODUÇÃO PUBLICITÁRIA Nos últimos anos, a globalização da economia e a estabilização

Leia mais

Assessoria Consultoria Treinamento F I N A N C E I R A - E M P R E S A R I A L

Assessoria Consultoria Treinamento F I N A N C E I R A - E M P R E S A R I A L Assessoria Consultoria Treinamento F I N A N C E I R A - E M P R E S A R I A L Quem somos Bem vindo à Nord. Formada por profissionais oriundos do mercado financeiro, com formações multidisciplinares e

Leia mais

Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado

Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado Maio de 2010 Conteúdo Introdução...4 Principais conclusões...5 Dados adicionais da pesquisa...14 Nossas ofertas de serviços em mídias sociais...21

Leia mais

Universidade. Estácio de Sá. Informática e Telecomunicações

Universidade. Estácio de Sá. Informática e Telecomunicações Universidade Estácio de Sá Informática e Telecomunicações A Estácio Hoje reconhecida como a maior instituição particular de ensino superior do país, a Universidade Estácio de Sá iniciou suas atividades

Leia mais

Curso Wikis Corporativos: ambientes estratégicos de colaboração e comunicação para empresas 2.0

Curso Wikis Corporativos: ambientes estratégicos de colaboração e comunicação para empresas 2.0 Curso Wikis Corporativos: ambientes estratégicos de colaboração e comunicação para empresas 2.0 Esta cada vez mais comum na web ambientes wikis. É um dos fatores principais no que vem sendo denominado

Leia mais

As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012

As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012 As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012 Universo TOTVS Fundada em 1983 6ª maior empresa de software (ERP) do mundo Líder em Software no Brasil e

Leia mais

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 3 } 1. INTRODUÇÃO: PARQUE TECNOLÓGICO CAPITAL DIGITAL - PTCD Principal polo de desenvolvimento Científico, Tecnológico e de Inovação do Distrito Federal, o PTCD

Leia mais

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Outubro 2009 Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Sustentabilidade Articulação Ampliação dos limites Sistematização Elementos do Novo Modelo Incubação

Leia mais

ENTREVISTA EXCLUSIVA COM O PALESTRANTE

ENTREVISTA EXCLUSIVA COM O PALESTRANTE 20-21 Maio de 2013 Tivoli São Paulo Mofarrej São Paulo, Brasil ENTREVISTA EXCLUSIVA COM O PALESTRANTE Fernando Cotrim Supply Chain Director, Rio 2016 Perguntas: Quais são os desafios de gerenciar o Supply

Leia mais

BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS

BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS SOBRE O CURSO O administrador é um profissional com um mercado vasto, pois é um generalista por natureza e pode trabalhar nas mais diversas áreas. O profissional

Leia mais

MBA EM BRANDING (GESTÃO DE MARCAS) APOIO: INFOBRANDING O MAIOR PORTAL DE BRANDING DO BRASIL

MBA EM BRANDING (GESTÃO DE MARCAS) APOIO: INFOBRANDING O MAIOR PORTAL DE BRANDING DO BRASIL MBA EM BRANDING (GESTÃO DE MARCAS) APOIO: INFOBRANDING O MAIOR PORTAL DE BRANDING DO BRASIL O programa irá prepara-lo para especializar-se no desenvolvimento e planejamento da gestão de marcas; capacitando-o

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA ADMINISTRAÇÃO DA INFORMAÇÃO PROGRAMA GERAL. Módulo I Sociedade da informação 30 h. Módulo II Teoria das organizações 30 h

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA ADMINISTRAÇÃO DA INFORMAÇÃO PROGRAMA GERAL. Módulo I Sociedade da informação 30 h. Módulo II Teoria das organizações 30 h CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA ADMINISTRAÇÃO DA INFORMAÇÃO PROGRAMA GERAL Módulos Disciplinas Carga Horária Módulo I Sociedade da informação 30 h Módulo II Teoria das organizações 30 h Módulo III Redes sociais

Leia mais

LBS.com.br. Curso de Extensão em Holding como Instrumento de Proteção Patrimonial. Grupo Educacional LBS-FAPPES

LBS.com.br. Curso de Extensão em Holding como Instrumento de Proteção Patrimonial. Grupo Educacional LBS-FAPPES Curso Presencial de Curta Duração 8 horas-aula Grupo Educacional LBS-FAPPES CREDENCIADO PELO MEC. DECRETO N 485 de 09/02/2006 Curso de Extensão em Holding como Instrumento de Proteção Patrimonial Apresentação

Leia mais

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR Cada um de nós, na vida profissional, divide com a Essilor a sua responsabilidade e a sua reputação. Portanto, devemos conhecer e respeitar os princípios que se aplicam a todos.

Leia mais

Prezado(a) Sr.(a.) Atenciosamente, Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas. comercial@trecsson.com.br

Prezado(a) Sr.(a.) Atenciosamente, Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas. comercial@trecsson.com.br Prezado(a) Sr.(a.) Agradecemos seu interesse em nossos programa de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso de Pós-MBA

Leia mais

Soluções em Tecnologia da Informação

Soluções em Tecnologia da Informação Soluções em Tecnologia da Informação Curitiba Paraná Salvador Bahia A DTS Sistemas é uma empresa familiar de Tecnologia da Informação, fundada em 1995, especializada no desenvolvimento de soluções empresariais.

Leia mais

MASTER DESIGN. 47 3026-4950 www.sustentare.net sustentare@sustentare.net

MASTER DESIGN. 47 3026-4950 www.sustentare.net sustentare@sustentare.net MASTER DESIGN Versão 003 30-Ago-13 Curso de Pós-Graduação em Nível de Especialização Lato Sensu MASTER DESIGN Sustentare Escola de Negócios tem como objetivo, desenvolver e prover permanentemente conhecimentos

Leia mais

Campus Aloysio Faria. Campus BH. Campus SP. Campus RJ. Av. Princesa Diana, 760 Alphaville Lagoa dos Ingleses 34000-000 Nova Lima MG Brasil

Campus Aloysio Faria. Campus BH. Campus SP. Campus RJ. Av. Princesa Diana, 760 Alphaville Lagoa dos Ingleses 34000-000 Nova Lima MG Brasil Campus Aloysio Faria Av. Princesa Diana, 760 Alphaville Lagoa dos Ingleses 34000-000 Nova Lima MG Brasil Campus BH Rua Bernardo Guimarães, 3.071 Santo Agostinho 30140-083 Belo Horizonte MG Brasil Campus

Leia mais

GSAN SOFTWARE COMERCIAL LIVRE MODELO DE DESENVOLVIMENTO COLABORATIVO

GSAN SOFTWARE COMERCIAL LIVRE MODELO DE DESENVOLVIMENTO COLABORATIVO GSAN SOFTWARE COMERCIAL LIVRE MODELO DE DESENVOLVIMENTO COLABORATIVO José Maria Villac Pinheiro (1) Engenheiro pela Universidade de São Paulo USP Escola de Engenharia de São Carlos EESC. Especialização

Leia mais

SISTEMA VIRTUAL PARA GERENCIAMENTO DE OBJETOS DIDÁTICOS

SISTEMA VIRTUAL PARA GERENCIAMENTO DE OBJETOS DIDÁTICOS 769 SISTEMA VIRTUAL PARA GERENCIAMENTO DE OBJETOS DIDÁTICOS Mateus Neves de Matos 1 ; João Carlos Nunes Bittencourt 2 ; DelmarBroglio Carvalho 3 1. Bolsista PIBIC FAPESB-UEFS, Graduando em Engenharia de

Leia mais

Fase I - Contexto e Pesquisa - Alinhamento dos conceitos de Branding, análise do contexto atual e introdução ao Design Thinking.

Fase I - Contexto e Pesquisa - Alinhamento dos conceitos de Branding, análise do contexto atual e introdução ao Design Thinking. Os programas de Pós-Graduação oferecidos pela Faculdade de Tecnologia do Istituto Europeo di Design estão em conformidade legal e atendem as Resoluções CNE/CES nº 1, de 3 de abril de 2001 e nº 1, de 8

Leia mais

Fase I - Contexto e Pesquisa - Alinhamento dos conceitos de Branding, análise do contexto atual e introdução ao Design Thinking.

Fase I - Contexto e Pesquisa - Alinhamento dos conceitos de Branding, análise do contexto atual e introdução ao Design Thinking. Os programas de Pós-Graduação oferecidos pela Faculdade de Tecnologia do Istituto Europeo di Design estão em conformidade legal e atendem as Resoluções CNE/CES nº 1, de 3 de abril de 2001 e nº 1, de 8

Leia mais

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Justificativa: As transformações ocorridas nos últimos anos têm obrigado as organizações a se modificarem constantemente e de forma

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO / BACHARELADO

ADMINISTRAÇÃO / BACHARELADO ADMINISTRAÇÃO / BACHARELADO Dos cursos mais procurados pelos estudantes, o de Administração é um dos mais novos. Enquanto Medicina e Direito formam profissionais desde o século 19, foi apenas em 1946 que

Leia mais

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão de Projetos

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão de Projetos DESCRITIVO DE CURSO MBA em Gestão de Projetos 1. Posglobal Após a profunda transformação trazida pela globalização estamos agora em uma nova fase. As crises econômica, social e ambiental que apontam a

Leia mais

Anexo V - A. Proposta de um Novo Programa de Trabalho e Funcionamento da RECYT

Anexo V - A. Proposta de um Novo Programa de Trabalho e Funcionamento da RECYT Anexo V - A Proposta de um Novo Programa de Trabalho e Funcionamento da RECYT Breve Histórico A Reunião Especializada em Ciência e Tecnologia do MERCOSUL RECYT, criada em 1992, realizou a sua primeira

Leia mais

ü Curso - Bacharelado em Sistemas de Informação

ü Curso - Bacharelado em Sistemas de Informação Curso - Bacharelado em Sistemas de Informação Nome e titulação do Coordenador: Coordenador: Prof. Wender A. Silva - Mestrado em Engenharia Elétrica (Ênfase em Processamento da Informação). Universidade

Leia mais

Redes sociais no Terceiro Setor

Redes sociais no Terceiro Setor Redes sociais no Terceiro Setor Prof. Reginaldo Braga Lucas 2º semestre de 2010 Constituição de redes organizacionais Transformações organizacionais Desenvolvimento das organizações articuladas em redes

Leia mais

MBA em Gestão de Ativos.

MBA em Gestão de Ativos. /biinternational /biinternational MBA em Gestão de Ativos. Unidade WTC www.biinternational.com.br O B.I. International O B.I. International é uma escola de educação executiva que propõe um Modelo Único

Leia mais

FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS

FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS PLANEJAMENTO PARA ESCRITÓRIOS DE ADVOCACIA 1º SEMESTRE DE 2016 FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS A Fundação Getulio Vargas (FGV) deu início a suas atividades em 1944 com o objetivo de preparar profissionais bem

Leia mais

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org Este documento faz parte do Repositório Institucional do Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org documento inicial Portal do Fórum Social Mundial introdução Entendemos que um site como do Fórum

Leia mais

ENGENHARIA DA PRODUÇÃO 2.0

ENGENHARIA DA PRODUÇÃO 2.0 ENGENHARIA DA PRODUÇÃO 2.0 SOBRE O CURSO Mercados dinâmicos demandam profissionais com formação completa e abrangente, aptos a liderarem equipes multidisciplinares em empresas de todos os setores econômicos

Leia mais

MBA EXECUTIVO DA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA

MBA EXECUTIVO DA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA MBA EXECUTIVO DA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA 2012.1 FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS É uma instituição de direito privado, sem fins lucrativos, fundada em 20 de dezembro de 1944, com o objetivo de ser um centro voltado

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

A Parceria UNIVIR / UNIGLOBO- Um Case Focado no Capital Intelectual da Maior Rede de TV da América Latina

A Parceria UNIVIR / UNIGLOBO- Um Case Focado no Capital Intelectual da Maior Rede de TV da América Latina A Parceria UNIVIR / UNIGLOBO- Um Case Focado no Capital Intelectual da Maior Rede de TV da América Latina Blois, Marlene Montezi e-mail: mmblois@univir.br Niskier, Celso e-mail: cniskier@unicarioca.edu.br

Leia mais

Renova Energia Otimiza Gestão de Conhecimento e Projetos com CA Clarity PPM

Renova Energia Otimiza Gestão de Conhecimento e Projetos com CA Clarity PPM CUSTOMER SUCCESS STORY Maio 2014 Renova Energia Otimiza Gestão de Conhecimento e Projetos com CA Clarity PPM PERFIL DO CLIENTE Empresa: Renova Energia Indústria: Energia Funcionários: 182 (2012) Faturamento:

Leia mais

História Diferenciações Assessoria o que é? Estrutura Comunicação x Imprensa Papéis e funções Planejamento Conteúdo Processamento interno x externo

História Diferenciações Assessoria o que é? Estrutura Comunicação x Imprensa Papéis e funções Planejamento Conteúdo Processamento interno x externo Morgana Hamester História Diferenciações Assessoria o que é? Estrutura Comunicação x Imprensa Papéis e funções Planejamento Conteúdo Processamento interno x externo Contexto atual Modelização digital contemporaneidade;

Leia mais

ABRANET Associação Brasileira de Provedores Internet

ABRANET Associação Brasileira de Provedores Internet ABRANET Associação Brasileira de Provedores Internet APRESENTAÇÃO PARA O SENADO FEDERAL COMISSÃO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO, COMUNICAÇÃO e INFORMÁTICA Audiência Pública sobre Conteúdo Audiovisual

Leia mais

Curso de MBA Finanças e Controladoria

Curso de MBA Finanças e Controladoria Grupo Educacional LBS-FAPPES CREDENCIADO PELO MEC. DECRETO N 485 de 09/02/2006 Curso de MBA Finanças e Controladoria Curso de Pós-Graduação lato sensu em Administração APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL A LBS

Leia mais

Gestão da Sustentabilidade e Responsabilidade Social Empresarial MANUAL DO CANDIDATO. ESPM - Campus Rodolfo Lima Martensen

Gestão da Sustentabilidade e Responsabilidade Social Empresarial MANUAL DO CANDIDATO. ESPM - Campus Rodolfo Lima Martensen Gestão da Sustentabilidade e Responsabilidade Social Empresarial MANUAL DO CANDIDATO ESPM - Campus Rodolfo Lima Martensen Rua Joaquim Távora, 1240 Vila Mariana São Paulo/SP Informações Central de Candidatos:

Leia mais

1. COORDENAÇÃO ACADÊMICA. Prof. RONALDO RANGEL Doutor - UNICAMP Mestre PUC 2. APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA PÓS-MBA

1. COORDENAÇÃO ACADÊMICA. Prof. RONALDO RANGEL Doutor - UNICAMP Mestre PUC 2. APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA PÓS-MBA 1. COORDENAÇÃO ACADÊMICA SIGA: PMBAIE*08/00 Prof. RONALDO RANGEL Doutor - UNICAMP Mestre PUC 2. APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA PÓS-MBA As grandes questões emergentes que permeiam o cenário organizacional exigem

Leia mais

gestão de conteúdo empresarial

gestão de conteúdo empresarial Nuvem & Etc. B.M.I. W.C.M. A.V.A. WEB 2.0 BPMview gestão de conteúdo empresarial G.e.N.T.e.* B.P.M. EDIÇÃO transmídia DOC.DIG. GESTÃO DO CONTEÚDO EMPRESARIAL Transformar o conhecimento de nossos clientes

Leia mais

Pós Graduação em Comunicação Organizacional Integrada

Pós Graduação em Comunicação Organizacional Integrada Público - alvo Pós Graduação em Organizacional Integrada Indicado para profissionais de comunicação organizacional, relações públicas, assessores de comunicação, gestores de comunicação, bem como para

Leia mais

PARECER HOMOLOGADO(*)

PARECER HOMOLOGADO(*) PARECER HOMOLOGADO(*) (*) Despacho do Ministro, publicado no Diário Oficial da União de 24/12/2003 (*) Portaria/MEC nº 4.035, publicada no Diário Oficial da União de 24/12/2003 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO

Leia mais

AGÊNCIA DE MARKETING DE CONTEÚDOS - CATÁLOGO DE SERVIÇOS 2015 -

AGÊNCIA DE MARKETING DE CONTEÚDOS - CATÁLOGO DE SERVIÇOS 2015 - AGÊNCIA DE MARKETING DE CONTEÚDOS - CATÁLOGO DE SERVIÇOS 2015-1 2 INBOUNDWARE Somos uma Agência de Marketing de Conteúdos. Ajudamos as marcas a comunicar através de ferramentas online e offline. A nossa

Leia mais

IT SERVICES. 1º SEMINÁRIO: Gestão Estratégica para Departamentos Jurídicos e Escritórios de Advocacia. LOCAL: Rio de Janeiro -RJ 13/02/2014

IT SERVICES. 1º SEMINÁRIO: Gestão Estratégica para Departamentos Jurídicos e Escritórios de Advocacia. LOCAL: Rio de Janeiro -RJ 13/02/2014 IT SERVICES 1º SEMINÁRIO: Gestão Estratégica para Departamentos Jurídicos e Escritórios de Advocacia LOCAL: Rio de Janeiro -RJ 13/02/2014 TEMA DA PALESTRA: Desafios da Gestão de TI no Mercado Jurídico

Leia mais

Público Alvo: Investimento: Disciplinas:

Público Alvo: Investimento: Disciplinas: A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

(Publicada no D.O.U em 30/07/2009)

(Publicada no D.O.U em 30/07/2009) MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE CONSELHO NACIONAL DE RECURSOS HÍDRICOS RESOLUÇÃO N o 98, DE 26 DE MARÇO DE 2009 (Publicada no D.O.U em 30/07/2009) Estabelece princípios, fundamentos e diretrizes para a educação,

Leia mais

PROGRAMA DE APRENDIZAGEM MBA E PÓS-GRADUAÇÃO

PROGRAMA DE APRENDIZAGEM MBA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE APRENDIZAGEM MBA E PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL MBA e Pós-Graduação Cursos inovadores e alinhados às tendências globais Nossos cursos seguem modelos globais e inovadores de educação. Os professores

Leia mais

Situação mercadológica hoje: Era de concorrência e competição dentro de ambiente globalizado.

Situação mercadológica hoje: Era de concorrência e competição dentro de ambiente globalizado. TECNICAS E TECNOLOGIAS DE APOIO CRM Situação mercadológica hoje: Era de concorrência e competição dentro de ambiente globalizado. Empresas já não podem confiar em mercados já conquistados. Fusões e aquisições

Leia mais

CAMPUS POÇOS DE CALDAS E VARGINHA

CAMPUS POÇOS DE CALDAS E VARGINHA CAMPUS POÇOS DE CALDAS E VARGINHA O Bacharelado Interdisciplinar (BI) constitui uma nova modalidade de curso de graduação. A formação básica será no Bacharelado Interdisciplinar em Ciência e Tecnologia

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais