HOTÉIS E A NOVA ESTÉTICA DO ESPAÇO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "HOTÉIS E A NOVA ESTÉTICA DO ESPAÇO"

Transcrição

1 HOTÉIS E A NOVA ESTÉTICA DO ESPAÇO Flavio Henrique da Rosa Uren 1 Lorí Corrêa Crízel 2 Regiane Terezinha de Castro Miyasaki 3 Bruna Gazzoni 4 Hallana Dallazen Ampolini 5 RESUMO: A indústria da hospitalidade é um campo fascinante e em permanente mutação e, como área de estudo, pode ser muito compensadora como base conceitual a realização de projetos. Muitos conceitos e inovações desenvolvidas pela indústria hoteleira encontraram aplicações em outros campos dos negócios. A principal razão da existência dos hotéis é a oportunidade de prestar serviço as pessoas. Preencher uma necessidade quer seja em um apartamento por uma noite, uma refeição, ou o espaço para a realização de uma atividade é a razão de ser do hotel. O conceito do hotel contemporâneo deixa de ser considerado apenas um local destinado a abrigar pessoas de origens diversas, propósitos, desejos, temperamentos, necessidades e interesses diferentes. O conceito contemporâneo é despertar novas sensações no usuario. O hotel transcendeu sua função, deixou de ser somente um local que oferecia abrigo, refeições e passa a oferecer prazer e satisfação aos clientes. O resultado disto do ponto de vista projetual é o renascimento da personalidade dos espaços. O proposito desta pesquisa é elencar alguns pontos que vem mudando sistematicamente a espacialidade dos hotéis que são os elementos fundamentais para elaboração de projeto. PALAVRAS CHAVE: Projeto de hotel, design interiores HOTELS AND A NEW BEAUTY SPACE 1 Arquiteto e Urbanista. Doutor em Educação pela Universidad Politécnica y Artistica del Paraguay. Docente do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Paranaense - Campus Cascavel - PR. 2 Arquiteto e Urbanista, Mestre em Conforto Ambiental UFRJ/RJ. Docente do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Paranaense - Campus Cascavel - PR. 3 Arquiteto e Urbanista. Graduação UNIDERP. Pós Graduação em Arquitetura de Edifícios Empresariais pela UNIDERP. End.: Rua Presidente Kenedy, 360, Bairro Cetro, Cascavel - PR. 4 Discente do 2º ano do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Paranaense - UNIPAR - Campus Cascavel - PR. End.: Rua Pedro Baú, 909, Bairro Universitário, Cascavel - PR. 5 Discente do 4º ano do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Paranaense - UNIPAR - Campus Cascavel - PR. End.: Rua Nereu Ramos, 2304, Bairro Centro, Cascavel - PR.

2 ABSTRACT: The hospitality industry is a fascinating field in permanently changing and, as the area of study, can be very rewarding. Many concepts and innovations developed by hotel industry have found applications in other fields of business. The main reason for the existence of the hotels is the opportunity to provide service to people. Fill a need, either in an apartment for a night, a meal, or the space for the completion of an activity is the reason for the hotel. The concept of contemporary hotel is no longer considered just a place to shelter people of diverse origins, intentions, desires, temperaments, needs and interests. The contemporary concept is awakening new sensations in user. Now a days the hotel transcended its function, it is no longer only a site that offered shelter, meals and passes to offer pleasure and satisfaction to the user. The result is the rebirth of the personality of spaces. The purpose of this research and enumerating these point that has been changing systematically the spatiality of the hotels and are key elements for the preparation of project. KEYWORDS: design hotel, interior design INTRODUÇÃO A hotelaria é um tema que vem sendo muito discutido entre os diversos autores renomados na área do conhecimento, dessa forma o assunto proposto teve por objetivo elencar alguns pontos que vem mudando sistematicamente a espacialidade dos hotéis que são os elementos fundamentais para elaboração de projeto arquitetônicos. No cenário atual o conceito de hotel contemporâneo deixa de ser considerado apenas um local destinado a abrigar pessoas de origens diversas, propósitos, desejos, temperamentos, necessidades e interesses diferentes. O conceito contemporâneo é despertar novas sensações nas pessoas que delas irão usufruir. O hotel transcendeu sua função, deixou de ser somente um local que oferecia abrigo, refeições e passa a oferecer prazer e satisfação aos clientes. O resultado é o renascimento da personalidade dos espaços. O proposito desta pesquisa A metodologia do estudo foi embasada em autores já consagrada pela literatura, dessa forma sendo a pesquisa bibliográfica o referencial apresentado, As evidencias sobre a hotelaria e arquitetura, demonstra o fenômeno de geração e captura de valores e qualidade diferenciadas nos espaços da hotelaria que contém diferente estrutura, é a apropriação das qualidades de um lugar, a criação e a captura de valores em uma economia de signos e espaços.

3 Podemos ressaltar que na discussão da emergência da economia social de um pais, interfere na produção social de novos espaços, visto que Lash; Urry (apud Gobbi, 2005) apontam que a experiência cotidiana está cada vez mais estetizada e nosso consumo cada vez mais dependente do desenho de qualquer objeto. A apropriação do patrimônio, da arte e da cultura nas cidades, que estabelece uma relação de consumo do espaço urbano e das imagens e símbolos nele instalados, reflete de fato a estetização da sociedade e influencia a construção de uma imagem (simulacro) de cidade, permitindo que ela se coloque de maneira competitiva no cenário de um mundo globalizado. HOTEIS E A NOVA ESTÉTICA DO ESPAÇO O tema proposto visa fazer uma exposição incial acerca que nos últimos anos a hotelaria vem se expandindo em uma notável evolução no design de hotéis ao redor do mundo. Tanto as formas arquitetônica como a cenografia recorrente tem despertado uma atenção especial ao espaço hoteleiro. Alguns espaços são tão surrealistas e cenográficos que já esta se criando roteiros turísticos para visitação a hotéis. Os edifícios contemporâneos destinado à hospedagem tem lidado em geral com o imaginário das pessoas. Suas formas e espaços despertam e provocam de uma forma tal que passam a ser símbolo de desejo. O usuário do hotel contemporâneo não quer ir a um hotel apenas para passar a noite. Ele esta em busca de novos conhecimentos. Ele quer ir a um hotel que ele jamais imaginava que existiria. O resultado desta mudança de paradigma projetual foi o renascimento da busca da personalidade dos espaços nos hotéis. Surgiu uma reavaliação do rol de atratividades como ponto de atividade social. O Hotel é um dos temas que vem se tornando complexos e envolventes na medida em que mais se está iniciado em seus desdobramentos, não sendo apenas um local destinado a abrigar pessoas de origens diversas, propósitos, desejos, temperamentos, necessidades e interesses diferentes, um hotel requer um planejamento de todos aspectos que compõe sua existência em permanente atividade.

4 1-Helix Hotel Abu dhabi Fonte: 2-Gate Capital Tower - Adu Dhabi Fonte: Hyatt Hotel

5 As figuras acima, mostram que é possível observar uma área de intersecção dos campos da hospitalidade, da estética e da cultura, dada pela prática da arquitetura hoteleira que, para além de seus recursos técnicos funcionais, mostra-se capaz reincorporar valores cuja expressão material pode tornar única a edificação, apresentando-a como um marco de distinção estética no espaço urbano. HOTEIS E A NOVA ESTÉTICA DO ESPAÇO HOTEIS DESIGN O hotel transcendeu sua função, deixou de ser somente um local que oferecia abrigo, passando a oferecer prazer e satisfação ao usuário através dos espaços propostos. Os lobbys cada vez mais amplos remetem a imaginação do usuário a novos mundos. Com todas as mudanças tecnológicas evidencia-se que há poucos anos atrás um número pouco considerável de hotéis oferecia a seus hóspedes computadores e equipamentos de telecomunicações para negócios em suas salas de negócios ou nos próprios quartos. Hoje isto é considerado como norma para os hotéis que vendem a qualidade de seus serviços. Assim, merecem atenção projetos que superam o rotineiro e podem ser incluídos no conceito de Hotel Design. Espaços lúdicos e cenográficos além de outras formas de entretenimento eletrônico começam a ser incorporadas a qualquer tipo de espaço, assim como computadores e internet faz parte dos espaços de serviços, além de se utilizar de recursos da tecnologia da computação digital no controle da atmosfera do hotel. Hóspedes podem navegar na internet no conforto de seus quartos, independente da linha ou design que possuam. Surge uma nova clientela: o novo jet set da chamada era da informação. Segundo o dicionário Michaellis o termo jet set significa novo grupo de pessoas ricas da sociedade que viaja, como a jato, por prazer. Já em Portugal tem a conotação de Conjunto de personalidades que constituem um meio rico e internacional habituado a viagens a jato. (Também se diz jet-society.) São pessoas que valorizam o humor, a ironia e definem o verdadeiro luxo não tanto em termos das coisas tangíveis ou bens materiais, mas em relação ao acesso a novas experiências de espaço, ao contato com algo especial dentro do espaço hoteleiro. É a surpresa do inédito, é a oferta do espaço estético. Se vende uma ilusão. Já não se vai mais aos hotéis apenas para passar a noite, alguns espaços

6 oferecidos são tão cenográficos e surrealistas que aos poucos está se criando a cultura do passeio aos hotéis. A Figura abaixo confere ao estar social do Nhow Hotel, Belim, os elementos compositivos através do design dos objetos criando o espaço único, que é o ponto de diferencial dos Hoteis Design. 3-Nhow Hotel, Belim Fonte: site Karin Hashid Essa nova forma de projetar o hotel, forma que procura por meio da ambiência trabalhar com o psique do usuário, acredita que o descanso, assim como o lazer e o trabalho podem estar diante dos mesmos espaços, pois os hotéis estão a cada vez mais se equipando de artifícios e equipamentos eletrônicos a responder as necessidades dos seus clientes. Atualmente, algumas redes hoteleiras estão denominando esta evolução dos quartos como quartos inteligentes (Smart roons), o qual respondem as reais necessidades de seus usuários, como as redes ltt Sheraton e quartos que funcionam (Roons that work) como o Marriott Group. Conforme se percebe, as evidencias mostram que o quarto do hotel tornou-se uma casa temporária, um lugar não só para passar a noite, mas para trabalhar e fazer negócios. O mobiliário é flexível e adaptável com espaços que permitem ao usuário transformar uma área de dormir num espaço de trabalho em poucos segundos. Mobiliário flexível, quartos com instalações como mini-cozinhas, tudo faz parte do design, assim como computadores e equipamentos de telecomunicações. É a

7 engenharia do conforto! Assim o quarto do hotel é uma multifuncional área de lazer, relax, negócios, diversão e recreação. As redes hoteleiras vem cada vez mais se preocupadas com a personalidade dos espaços. Do Lobby ao quarto tudo deve proporcionar um prazer visual. A preocupação com a qualidade do espaço tem sido tão grande, que se tem estudado formas alternativas de organização espacial para casa vez mais seduzir o hóspede, não apenas para uma sedução visual, mas para fazê-lo cada vez mais sentir o prazer do conforto. A importância do design, na atualidade, torna-se evidente quando percebemos que o design aplicado a qualquer elemento afeta não somente os objetos que interagem com ele e as pessoas que o utilizam, mas mais abrangentemente o meio ambiente. (DONDIS,1997) Uma das alternativas de estudo de organização espacial que tem crescido cada vez mais como proposta, é o Feng Shui. O Feng Shui é o sistema chinês de arrumar o ambiente de modo a vivermos em maior harmonia com o que nos cerca. É uma combinação única de elementos: magia, adivinhação, design de interiores, filosofia e bom senso. O Feng Shui pode ser uma visão abrangente do universo: céu, terra, povo e energia, e é usado para prever e ajudar a mudar situações da vida como o bem estar, a carreira, a saúde, a prosperidade, os relacionamentos e a vida familiar. As redes hoteleiras têm cada vez mais se preocupado com a personalidade dos espaços. Do Lobby ao quarto tudo deve proporcionar uma novidade constante. A preocupação com a qualidade do espaço tem sido tão grande, que se tem estudado formas alternativas de organização espacial para cada vez mais seduzir o hóspede, não apenas para uma sedução visual, mas para fazê-lo cada vez mais sentir o prazer do conforto.

8 4-The Hempel Londres Fonte: 5- Hotel New York Rotterdam Fonte: RIEWOLDT, Otto.Hotel design. London: Laurence King, 1998 A PERCEPÇÃO DO ESPAÇO Outras técnicas místicas também tem sido incorporadas como forma de melhoria da personalidade do espaço como por exemplo O signo dos quartos e a cromoterapia, tudo buscando uma maior integração entre homem x espaço. Atualmente o homem viaja e se desloca cada vez mais de sua cidade. Com a agitação do cotidiano, cada vez mais está afastado de seu lar, permanecendo cada vez mais tempo fora de sua casa. Seu trabalho o conduz a novas parcerias e a novos contatos. Nesta busca incessante surge o hotel como elo de ligação entre seu habitat natural e o desconhecido. Então cabem as seguintes indagações: Deveria ser o hotel para o homem a sua casa fora de casa? Deveriam os hotéis apresentar estas características ou justamente o contrário? Deveria o homem buscar no hotel tudo aquilo que não dispõe em casa? Sabe-se que as pessoas procuram os hotéis por razões distintas. Por negócios, por lazer, por

9 prazer, por fantasia, por descanso, apenas por comodidade, ou mesmo por uma fuga da agitação do dia a dia. Então caberia também as seguintes questões : Como deveriam ser os quartos de hotel? Deveriam todos ter as mesmas características, já que as pessoas buscam estes espaços por razões variadas? A forma em que o homem sente o espaço está estritamente relacionado com a percepção de si mesmo, que está em íntima correspondência com seu meio ambiente. Pode-se considerar que o homem possui uma série de aspectos de seu eu, que podem resultar em estímulos ou não por seu meio ambiente. De acordo com Dondis (1997) captamos a informação visual de muitas maneiras. As forças perceptivas e cinestésicas da natureza filosófica são vitais para o processo visual. Nossa maneira de permanecer de pé, de nos movermos, assim como de reagirmos à luz, a escuridão ou aos movimentos bruscos são fatores importantes para nosso modo de perceber e interpretar as mensagens visuais. A sensação humana do espaço, o sentido espacial do homem, é uma síntese de muitas expressões sensoriais : visuais, auditivas, sinestésicas, olfativas, térmicas e culturais. Cada uma delas vem constituída por um sistema complexo, como ocorre por exemplo, com uma série de formas distintas de captar visualmente a profundidade. Vem moldada pela cultura, cujos padrões responde. Por isto não cabe outra alternativa de aceitar o feito que as pessoas criadas e educadas com o senso de culturas diferentes vivem também em mundos sensoriais diferentes a percepção do espaço. Com o auxilio de leis, conceitos e teorias da Escola Gestalt (Escola de Psicologia Experimental), baseado principalmente na percepção visual da forma, pode-se perceber que existe uma série de fatores que envolvem a percepção do espaço do quarto de hotel, e porque não dizer de qualquer espaço em análise. Percebemos então que além da Harmonia do espaço, Equilíbrio dos elementos de decoração, o Contraste dos tons e formas, a Clareza visual dos elementos, a Simplicidade dos objetos, a Complexidade do todo, as formas Mínimas, a Coerência da combinação, a Sutileza dos detalhes, pode se encontrar também a forma oposta de análise como a Desarmonia, o Desequilíbrio e assim por diante, assim como o a própria Poluição ou Ruído Visual.

10 Não somente isto, mas cada um de nós percebe cada um dos espaços de determinada maneira, segundo Koffka, vemos as coisas como as vemos, e não como elas são. Depende da realidade de cada um de nós. Emmanuel Kant dizia... Não vemos a realidade como ela é, e sim como somos. Para o professor Caetano(1952) Acredito ser ideal que cada pessoa adquira a educação visual que a ajude a compreender melhor, e de maneira consciente, o mundo material a sua volta, independente de preconceitos ou outros problemas relativos a fatores e modismos de ordem cultural, condicionantes da nossa postura e sensibilidade no modo de ver as coisas.... é preciso desmistificar, também, determinadas tendências que consideram a forma presa a conteúdos convencionais, onde, na maioria das vezes, se julga a beleza como uma qualidade puramente subjetiva ( beleza não se discute, tudo é relativo, etc.) desvinculada de quaisquer parâmetros de avaliação objetiva e de princípios ou procedimentos intelectuais. Hoje se busca o algo novo, o quarto do hotel começa a apresentar o apelo da personalidade do hóspede. É o quarto para quem busca o lazer, é o quarto para quem simboliza algo em sua vida, é o quarto para quem busca a fantasia, o refúgio do dia a dia, o conforto! O arquiteto norte-americano Peter Eisemann declarou, em 1993, numa conferencia no MASP: Os arquitetos de hoje se preocupam mais com o efeito da mídia do que com o afeto da arquitetura. Portanto, para corrigir as distorções de hoje, existe a expectativa de que o objetivo da arquitetura vindoura seja atender ao sentido afetivo. Esse sentido é que faz darmos sentido a vida, através das relações entre nós e o ambiente em que vivemos. É ele sem dúvida o mais importante nas escolhas, conscientes ou inconscientes, do comportamento humano. Além de ver o sujeito através de suas características físicas, é também preciso vê-lo como pessoa psicológica, nas varias dimensões, através das quais ele estabelece um contado com a realidade ambiental ou social. Hoje não é suficiente apenas à discussão sobre o espaço euclidiano dos ambientes, de seus acabamentos, mas também a existência de qualidades que venha atrair e tocar a sensação de conforto, de acolhimento, atendendo as dimensões psicológicas do ser humano, propiciando o sentimento de

11 prazer nos locais de atividade de sua existência, desenvolvendo o sentido afetivo ou o laço de ligação prazerosa que enseje a permanência no local. Precisamos também de ambientes que nos permitam extravasar os sentimentos, as emoções, pois não é possível continuarmos tão alienados no meio em que vivemos, sentindo-nos encurralados, enfurnados em nossa mente, diariamente em espaços insignificantes, anódinos. CONCLUSÃO O limite do futuro dos hotéis são impostos apenas pela inovação e pela imaginação. Novos conceitos são desenvolvidos e apresentados periodicamente. Reportagens anunciarão hotéis submarinos pioneiros ou o primeiro hotel no espaço. A internet, com sua capacidade de conectar as pessoas instantaneamente, já esta sendo considerada em função de sua aplicabilidade no desenvolvimento dos hotéis. (ISMAIL, Ashed, 2004) Concluindo, os arquitetos tem a responsabilidade com a sociedade em todas as soluções de design; todos os projetos estão em exposição publica para toda a vida da construção. As soluções para os edifícios podem ser reflexos da própria cultura e arquitetura pode ser usada para criar hotéis de sucesso em todos os mercados. O design de hotéis ocupa lugar de destaque no negócio hoteleiro: quando adequadamente o poder da arquitetura pode criar um conceito que poderá ser um grande diferencial na atração dos hospedes. Bibliografia ANDRADE, Nelson. Hotel Planejamento e Projeto. Ed. Senac, São Paulo, DONDIS, Donis A. A sintaxe da linguagem visual. 2. Ed. Barcelona, ed. Gustavo Gili, FRACOLLI, Caetano. A percepção da forma e sua relação com o fenômeno artístico O visto através da Gestalt. São Paulo, Edusp, GURGEL, Miriam. Projetando espaços. Ed. Senac, São Paulo, 2005 ISMAIL, Ashed. Hospedagem. Front office e Governança. Ed. Thompson. São Paulo, 2004.

12 RIEWOLDT, Otto. Hotel design. London: Laurence King, 1998 Flávio Henrique da Rosa Uren Unipar Cascavel Rua Uruguai, 409/205 Cascavel PR cep

HOTELARIA ADAPTADA PARA ANIMAIS: UMA NOVA TENDÊNCIA NO MERCADO TURÍSTICO HOTELEIRO

HOTELARIA ADAPTADA PARA ANIMAIS: UMA NOVA TENDÊNCIA NO MERCADO TURÍSTICO HOTELEIRO HOTELARIA ADAPTADA PARA ANIMAIS: UMA NOVA TENDÊNCIA NO MERCADO TURÍSTICO HOTELEIRO Karla Cristinni Canteri 1 Larissa Mongruel Martins De Lara 2 RESUMO O presente resumo visa apresentar as novas tendências

Leia mais

O Luxo de Ser Você Mesmo

O Luxo de Ser Você Mesmo O Luxo de Ser Você Mesmo Conrad Hotels é a marca de luxo global da Família Hilton e combina uma herança de orgulho e prestígio com uma atitude contemporânea. A marca Conrad continua a crescer e se desenvolver,

Leia mais

PADRONIZAÇÃO DE ATENDIMENTO EM HOTEIS RESUMO

PADRONIZAÇÃO DE ATENDIMENTO EM HOTEIS RESUMO PADRONIZAÇÃO DE ATENDIMENTO EM HOTEIS RODRIGUES, Luiz Antonio Junior Docente do curso de Turismo da Faculdade de Ciências Humanas FAHU/ACEG e-mail: Junior_fdi@terra.com.br RESUMO Este artigo visa demonstrar

Leia mais

Elvira Cristina de Azevedo Souza Lima' A Utilização do Jogo na Pré-Escola

Elvira Cristina de Azevedo Souza Lima' A Utilização do Jogo na Pré-Escola Elvira Cristina de Azevedo Souza Lima' A Utilização do Jogo na Pré-Escola Brincar é fonte de lazer, mas é, simultaneamente, fonte de conhecimento; é esta dupla natureza que nos leva a considerar o brincar

Leia mais

O ESPAÇO DOMÉSTICO CONTEMPORÂNEO NO DESIGN DE INTERIORES: UMA RELAÇÃO FÍSICA, SOCIAL E SENSORIAL

O ESPAÇO DOMÉSTICO CONTEMPORÂNEO NO DESIGN DE INTERIORES: UMA RELAÇÃO FÍSICA, SOCIAL E SENSORIAL O ESPAÇO DOMÉSTICO CONTEMPORÂNEO NO DESIGN DE INTERIORES: UMA RELAÇÃO FÍSICA, SOCIAL E SENSORIAL Eliana Maria Tancredi Zmyslowski Mestranda Universidade Anhembi Morumbi eliana.zmyslowski@globo.com Resumo

Leia mais

Autores: ANNARA MARIANE PERBOIRE DA SILVA, MARIA HELENA CAVALCANTI DA SILVA

Autores: ANNARA MARIANE PERBOIRE DA SILVA, MARIA HELENA CAVALCANTI DA SILVA RELAÇÕES ENTRE A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E O SETOR DE HOSPITALIDADE: um estudo de caso aplicável ao curso Técnico de Hospedagem Secretaria de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente de Pernambuco Autores: ANNARA

Leia mais

DESIGN CENTRADO NO USUÁRIO: PROJETANDO PARA A WEB

DESIGN CENTRADO NO USUÁRIO: PROJETANDO PARA A WEB 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 055-1 DESIGN CENTRADO NO USUÁRIO: PROJETANDO PARA A WEB Emanuel Felipe Duarte 1 ; Aline Maria Malachini Miotto 2 RESUMO: O objetivo deste trabalho foi

Leia mais

3,3 milhões de exemplares* por mês e 8,7 milhões de leitores**

3,3 milhões de exemplares* por mês e 8,7 milhões de leitores** 16 revistas 3,3 milhões de exemplares* por mês e 8,7 milhões de leitores** Fonte: *IV (Out/09 a Set/10) E **Ipsos-Estudos Marplan/EGM- Out/09 a Set/10 Leitores Ambos, 10/+ anos Audiência Líquida das Revistas

Leia mais

Currículo Referência em Artes Visuais Ensino Médio

Currículo Referência em Artes Visuais Ensino Médio Currículo Referência em Artes Visuais Ensino Médio 1º ANO - ENSINO MÉDIO Objetivos Conteúdos Expectativas - Conhecer a área de abrangência profissional da arte e suas características; - Reconhecer e valorizar

Leia mais

4. Tendências em Gestão de Pessoas

4. Tendências em Gestão de Pessoas 4. Tendências em Gestão de Pessoas Em 2012, Gerenciar Talentos continuará sendo uma das prioridades da maioria das empresas. Mudanças nas estratégias, necessidades de novas competências, pressões nos custos

Leia mais

6. Considerações finais

6. Considerações finais 84 6. Considerações finais Nesta dissertação, encontram-se registros de mudanças sociais que influenciaram as vidas de homens e mulheres a partir da chegada das novas tecnologias. Partiu-se da Revolução

Leia mais

Curso de Design Linguagem Visual. Luciano Pedroza

Curso de Design Linguagem Visual. Luciano Pedroza Curso de Design Linguagem Visual Luciano Pedroza O Designer O designer, ao contrário do pensamento comum não é artista, mas utiliza elementos da arte no desenvolvimento do projeto. O artista, por definição,

Leia mais

Unidade II GESTÃO ESTRATÉGICA DE. Professora Ani Torres

Unidade II GESTÃO ESTRATÉGICA DE. Professora Ani Torres Unidade II GESTÃO ESTRATÉGICA DE RECURSOS HUMANOS Professora Ani Torres Gestão de Pessoas Conjunto de métodos, políticas,técnicas e práticas definidos com o objetivo de orientar o comportamento humano

Leia mais

6.00.00.00-7 CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS TURISMO 6.13.00.00-4

6.00.00.00-7 CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS TURISMO 6.13.00.00-4 6.00.00.00-7 CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS TURISMO 6.13.00.00-4 QUALIDADE E EXCELÊNCIA DISNEY, UM EXEMPLO PARA HOTÉIS DE TODO O MUNDO Fábio Ricardo Barros da Silva Acadêmico do Curso de Turismo e Hotelaria

Leia mais

A Produção de Empreendimentos Sustentáveis

A Produção de Empreendimentos Sustentáveis A Produção de Empreendimentos Sustentáveis Arq. Daniela Corcuera arq@casaconsciente.com.br www.casaconsciente.com.br A construção sustentável começa a ser praticada no Brasil, ainda com alguns experimentos

Leia mais

8. O OBJETO DE ESTUDO DA DIDÁTICA: O PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM

8. O OBJETO DE ESTUDO DA DIDÁTICA: O PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM CORRENTES DO PENSAMENTO DIDÁTICO 8. O OBJETO DE ESTUDO DA DIDÁTICA: O PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM Se você procurar no dicionário Aurélio, didática, encontrará o termo como feminino substantivado de didático.

Leia mais

Estabelecimento da Diretriz Organizacional

Estabelecimento da Diretriz Organizacional Estabelecimento da Diretriz Organizacional AULA 3 Bibliografia: Administração Estratégica: Planejamento e Implantação da Estratégia SAMUEL C. CERTO & J. P. PETERTO ASSUNTO: Três importantes considerações

Leia mais

COMPETÊNCIAS PARA A EMPREGABILIDADE NAS ORGANIZAÇÕES

COMPETÊNCIAS PARA A EMPREGABILIDADE NAS ORGANIZAÇÕES t COMPETÊNCIAS PARA A EMPREGABILIDADE NAS ORGANIZAÇÕES Joaquim Domingos Maciel Faculdade Sumaré joaquim.mackim@gmail.com RESUMO: Este artigo pretende alertar estudantes e profissionais para a compreensão

Leia mais

ANEXO AO MODELO DO PLANO DE AULA DO PROCESSO SELETIVO DOCENTE GERAL (PSD-G) 2015.1

ANEXO AO MODELO DO PLANO DE AULA DO PROCESSO SELETIVO DOCENTE GERAL (PSD-G) 2015.1 ANEXO AO MODELO DO PLANO DE AULA DO PROCESSO SELETIVO DOCENTE GERAL (PSD-G) 2015.1 ARQUITETURA E URBANISMO Graduar arquitetos e urbanistas com uma sólida formação humana, técnico-científica e profissional,

Leia mais

COORDENAÇÃO Lorí Crízel

COORDENAÇÃO Lorí Crízel COORDENAÇÃO Lorí Crízel Arquiteto e Urbanista graduado pela Universidade Católica RS; Mestre em Conforto Ambiental pela Universidade Federal do Rio de Janeiro UFRJ; Professor Substituto do Curso de Arquitetura

Leia mais

OFICINA EDUCOMUNICATIVA EM FOTOGRAFIA

OFICINA EDUCOMUNICATIVA EM FOTOGRAFIA OFICINA EDUCOMUNICATIVA EM FOTOGRAFIA Uma proposta para aplicação no Programa Mais Educação Izabele Silva Gomes Universidade Federal de Campina Grande UFCG izabelesilvag@gmail.com Orientador (a): Professora

Leia mais

REALIDADE AUMENTADA APLICADA NA EDUCAÇÃO: ESTUDOS DOS SEUS BENEFÍCIOS

REALIDADE AUMENTADA APLICADA NA EDUCAÇÃO: ESTUDOS DOS SEUS BENEFÍCIOS REALIDADE AUMENTADA APLICADA NA EDUCAÇÃO: ESTUDOS DOS SEUS BENEFÍCIOS Kelly Cristina de Oliveira 1, Júlio César Pereira 1. 1 Universidade Paranaense (UNIPAR) Paranavaí PR Brasil kristhinasi@gmail.com,

Leia mais

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LI ESTAMOS PASSANDO PELA MAIOR TRANSFORMAÇÃO NA HISTÓRIA DA HUMANIDADE. VALORIZAR PESSOAS

Leia mais

A percepção da responsabilidade social em Portugal

A percepção da responsabilidade social em Portugal A percepção da responsabilidade social em Portugal Estudo concebido pela Sair da Casca e realizado pela Multivária entre Julho de 2003 e Janeiro de 2004 _ Índice _ Introdução.............................................................

Leia mais

Colégio La Salle São João. Professora Kelen Costa Educação Infantil. Educação Infantil- Brincar também é Educar

Colégio La Salle São João. Professora Kelen Costa Educação Infantil. Educação Infantil- Brincar também é Educar Colégio La Salle São João Professora Kelen Costa Educação Infantil Educação Infantil- Brincar também é Educar A importância do lúdico na formação docente e nas práticas de sala de aula. A educação lúdica

Leia mais

Recreio dos Bandeirantes. Fotos Ilustrativas

Recreio dos Bandeirantes. Fotos Ilustrativas Praia, sol e mar inspirando seus negócios e suas férias. No Heritage você terá um belíssimo cartão postal na sua janela e serviços de primeira classe ao seu alcance. Ande descalço, sinta a leveza do mar,

Leia mais

JAKOBSON, DUCHAMP E O ENSINO DE ARTE

JAKOBSON, DUCHAMP E O ENSINO DE ARTE JAKOBSON, DUCHAMP E O ENSINO DE ARTE Terezinha Losada Resumo: A obra Fonte de Marcel Duchamp é normalmente apontada pela crítica de arte como a síntese e a expressão mais radical da ruptura com a tradição

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE EMPRESAS CONSTRUTURAS DE PEQUENO PORTE

SISTEMA DE GESTÃO DE EMPRESAS CONSTRUTURAS DE PEQUENO PORTE SISTEMA DE GESTÃO DE EMPRESAS CONSTRUTURAS DE PEQUENO PORTE MOURA, Adilson Tadeu Faculdade de Ciências Sociais e Agrárias de Itapeva BILESKY, Luciano Rossi Faculdade de Ciências Sociais e Agrárias de Itapeva

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL

RESPONSABILIDADE SOCIAL RESPONSABILIDADE SOCIAL Universidade de Brasília Faculdade de Ciência da Informação Profa. Lillian Alvares TODO COMPORTAMENTO TEM SUAS RAZÕES. A ÉTICA É SIMPLESMENTE A RAZÃO MAIOR DAVID HUME DEFINIÇÕES

Leia mais

Resumo Aula-tema 01: A literatura infantil: abertura para a formação de uma nova mentalidade

Resumo Aula-tema 01: A literatura infantil: abertura para a formação de uma nova mentalidade Resumo Aula-tema 01: A literatura infantil: abertura para a formação de uma nova mentalidade Pensar na realidade é pensar em transformações sociais. Atualmente, temos observado os avanços com relação à

Leia mais

ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DE ITAPETININGA CURSO CBMAE ARTIGO DE NEGOCIAÇÃO. A importância da comunicação na negociação. Aluna: Bruna Graziela Alves Cleto

ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DE ITAPETININGA CURSO CBMAE ARTIGO DE NEGOCIAÇÃO. A importância da comunicação na negociação. Aluna: Bruna Graziela Alves Cleto ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DE ITAPETININGA CURSO CBMAE ARTIGO DE NEGOCIAÇÃO A importância da comunicação na negociação Aluna: Bruna Graziela Alves Cleto TUTOR: EDUARDO VIEIRA 13/05/2013 1 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO...

Leia mais

A comunicação com o cliente: como ele vê a sua empresa?

A comunicação com o cliente: como ele vê a sua empresa? A comunicação com o cliente: como ele vê a sua empresa? Karlan Muller Muniz Enconampe - Congresso Catarinense das Micro e Pequenas Empresas Blumenau, 02 de abril de 2011 Pequenas Empresas, Grandes Negócios

Leia mais

O turismo e os recursos humanos

O turismo e os recursos humanos Introdução O turismo e os recursos humanos Belíssimas praias, dunas, cachoeiras, cavernas, montanhas, florestas, falésias, rios, lagos, manguezais etc.: sem dúvida, o principal destaque do Brasil no setor

Leia mais

IMPORTANTES ÁREAS PARA SUCESSO DE UMA EMPRESA

IMPORTANTES ÁREAS PARA SUCESSO DE UMA EMPRESA IMPORTANTES ÁREAS PARA SUCESSO DE UMA EMPRESA SILVA, Paulo Henrique Rodrigues da Discente da Faculdade de Ciências Jurídicas e Gerencias E-mail: ph.rs@hotmail.com SILVA, Thiago Ferreira da Docente da Faculdade

Leia mais

Estratégias em Tecnologia da Informação. Variáveis Ambientais e Diagnóstico Estratégico (Análise SWOT)

Estratégias em Tecnologia da Informação. Variáveis Ambientais e Diagnóstico Estratégico (Análise SWOT) Estratégias em Tecnologia da Informação Capítulo 5 Variáveis Ambientais e Diagnóstico Estratégico (Análise SWOT) Material de apoio 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina

Leia mais

O PAPEL DO PSICÓLOGO NA GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS DAS ORGANIZAÇÕES

O PAPEL DO PSICÓLOGO NA GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS DAS ORGANIZAÇÕES O PAPEL DO PSICÓLOGO NA GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS DAS ORGANIZAÇÕES CHAVES, Natália Azenha Discente do Curso de Psicologia da Faculdade de Ciências da Saúde FASU/ACEG GARÇA/SP BRASIL e-mail: natalya_azenha@hotmail.com

Leia mais

Marketing de Serviços e de Relacionamento. MBA em Gestão de Marketing Prof.: Alice Selles

Marketing de Serviços e de Relacionamento. MBA em Gestão de Marketing Prof.: Alice Selles Marketing de Serviços e de Relacionamento MBA em Gestão de Marketing Prof.: Alice Selles AS EXPECTATIVAS DO CLIENTE COM O SERVIÇO Expectativas dos clientes São crenças acerca da execução do serviço que

Leia mais

THE NEXT GENERATION IS NOW MANAGEMENT & CONSULTING GROUP

THE NEXT GENERATION IS NOW MANAGEMENT & CONSULTING GROUP Soluções integradas para a Indústria do turismo empresarial THE NEXT GENERATION IS NOW MANAGEMENT & CONSULTING GROUP A equipa da XYM Hospitality e os seus parceiros possuem vastos conhecimentos sobre a

Leia mais

Gestalt do Objeto. Teoria Geral da Gestalt. Fundamentado Cientificamente na

Gestalt do Objeto. Teoria Geral da Gestalt. Fundamentado Cientificamente na Gestalt do Objeto Sistema de Leitura Visual da Forma Teoria Geral da Gestalt Fundamentado Cientificamente na Psicologia i da Percepção da Forma Prof. Dr. João Gomes Filho... Setembro. 2006 BIBLIOGRAFIA

Leia mais

"O valor emocional das marcas."

O valor emocional das marcas. DOMINGO, FEVEREIRO 24, 2008 "O valor emocional das marcas." Por Thales Brandão Atualmente as empresas estão buscando cada vez mais gerir suas marcas com conjunto de valores completamente diferentes dos

Leia mais

ATRASO NO DESENVOLVIMENTO NEURO PSICO MOTOR: ACESSIBILIDADE NA MODA INCLUSIVA

ATRASO NO DESENVOLVIMENTO NEURO PSICO MOTOR: ACESSIBILIDADE NA MODA INCLUSIVA ATRASO NO DESENVOLVIMENTO NEURO PSICO MOTOR: ACESSIBILIDADE NA MODA INCLUSIVA Delay in Neuro Psycho Motor development: accessibility in inclusive fashion Sartori, Bárbara Keoma; Graduada em Design de Moda

Leia mais

A RELAÇÃO ENTRE A MOTIVAÇÃO E A ROTATIVIDADE DE FUNCIONÁRIOS EM UMA EMPRESA

A RELAÇÃO ENTRE A MOTIVAÇÃO E A ROTATIVIDADE DE FUNCIONÁRIOS EM UMA EMPRESA A RELAÇÃO ENTRE A MOTIVAÇÃO E A ROTATIVIDADE DE FUNCIONÁRIOS EM UMA EMPRESA Elaine Schweitzer Graduanda do Curso de Hotelaria Faculdades Integradas ASSESC RESUMO Em tempos de globalização, a troca de informações

Leia mais

ESPAÇOS PEDAGÓGICOS ADAPTADOS: EXPERIÊNCIAS E APRENDIZAGENS DE ADAPTAÇÃO QUE ENRIQUECEM A EDUCAÇÃO

ESPAÇOS PEDAGÓGICOS ADAPTADOS: EXPERIÊNCIAS E APRENDIZAGENS DE ADAPTAÇÃO QUE ENRIQUECEM A EDUCAÇÃO 1 ESPAÇOS PEDAGÓGICOS ADAPTADOS: EXPERIÊNCIAS E APRENDIZAGENS DE ADAPTAÇÃO QUE ENRIQUECEM A EDUCAÇÃO VOGEL, Deise R. 1 BOUFLEUR, Thaís 2 RAFFAELLI, Alexandra F. 3 Palavras chave: Espaços adaptados; experiências;

Leia mais

Trabalho submetido ao XVIII Prêmio Expocom 2011, na Categoria Cartaz Avulso, modalidade cartaz avulso.

Trabalho submetido ao XVIII Prêmio Expocom 2011, na Categoria Cartaz Avulso, modalidade cartaz avulso. RESUMO Email Marketing: Pós-Graduação em Arquitetura Contemporânea 1 Silvia Fernanda Santos de SENA 2 Thiago Jerohan Albuquerque da Cruz 3 Fernando Israel FONTANELLA 4 Universidade Católica de Pernambuco,

Leia mais

www.rakutencommerce.com.br E-BOOK

www.rakutencommerce.com.br E-BOOK APRENDA AS ÚLTIMAS DICAS E TRUQUES SOBRE COMO DAR UM TAPA 3.0 NA SUA LOJA VIRTUAL. www.rakutencommerce.com.br E-BOOK propósito desse ebook é muito simples: ajudar o varejista on-line a dar um tapa 3.0

Leia mais

Design Web - Percepção. Elisa Maria Pivetta

Design Web - Percepção. Elisa Maria Pivetta Design Web - Percepção Elisa Maria Pivetta GESTALT Percepção Visual Elisa Maria Pivetta Percepção visual No sentido da psicologia e das ciências cognitivas é uma de várias formas de percepção associadas

Leia mais

ANÁLISE DOS RESULTADOS DAS OPERAÇÕES DE VENDA DA AGÊNCIA DE VIAGEM

ANÁLISE DOS RESULTADOS DAS OPERAÇÕES DE VENDA DA AGÊNCIA DE VIAGEM REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA TURISMO PERIODICIDADE SEMESTRAL ANO III EDIÇÃO NÚMERO 5 JUNHO DE 2006 ANÁLISE DOS RESULTADOS DAS OPERAÇÕES DE VENDA DA AGÊNCIA DE VIAGEM BARROS, Darci K. Y. de Curso de Turismo

Leia mais

O papel mediador da comunicação visual do livro didático para a criança

O papel mediador da comunicação visual do livro didático para a criança O papel mediador da comunicação visual do livro didático para a criança Melissa Haag Rodrigues 1 Resumo: O presente estudo tem por objetivo observar mais atentamente a comunicação visual do livro didático

Leia mais

Pedagogia, Departamento de Educação, Faculdade de Ciências e Tecnologia- UNESP. E-mail: rafaela_reginato@hotmail.com

Pedagogia, Departamento de Educação, Faculdade de Ciências e Tecnologia- UNESP. E-mail: rafaela_reginato@hotmail.com 803 AS CONTRIBUIÇÕES DO LÚDICO PARA O DESENVOLVIMENTO EMOCIONAL INFANTIL NO CONTEXTO ESCOLAR Rafaela Reginato Hosokawa, Andréia Cristiane Silva Wiezzel Pedagogia, Departamento de Educação, Faculdade de

Leia mais

BASES PSICOLÓGICAS DO PACTO SOCIAL

BASES PSICOLÓGICAS DO PACTO SOCIAL BASES PSICOLÓGICAS DO PACTO SOCIAL GESTALT Max WERTHEIMER (1880 1943) Kurt KOFFKA (1886 1941) Wolfgang KÖHLER (1887 1967) Alemanha, 1912 O TERMO ALEMÃO QUER DIZER FORMA OU CONFIGURAÇÃO. Os gestaltistas

Leia mais

Guia de Informação do Franchise

Guia de Informação do Franchise HÁ MAIS DE ANOS Guia de Informação do Franchise Venha Trabalhar Connosco Fazemos Limpezas no Mundo Há Mais de 40 Anos! Isabel Monteiro Directora Geral HÁ MAIS DE ANOS A Jani- King tem sido classificada

Leia mais

RESOLUÇÃO. Artigo 3º - O Plano de Implantação, Conteúdo Programático e demais características do referido Curso constam do respectivo Processo.

RESOLUÇÃO. Artigo 3º - O Plano de Implantação, Conteúdo Programático e demais características do referido Curso constam do respectivo Processo. RESOLUÇÃO CONSEPE 59/2001 ALTERA O CURRÍCULO DO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO, DO CÂMPUS DE ITATIBA, DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE,

Leia mais

20 Anos de Tradição Carinho, Amor e Educação.

20 Anos de Tradição Carinho, Amor e Educação. Colégio Tutto Amore Colégio Sapience Carinho, Amor e Educação. Trabalhamos com meio-período e integral em todos os níveis de ensino. www.tuttoamore.com.br Nossa História No ano de 1993 deu-se o ponto de

Leia mais

Agosto. São Paulo Brasil. connectedsmartcities.com.br

Agosto. São Paulo Brasil. connectedsmartcities.com.br 03 a 05 Agosto 2015 São Paulo Brasil connectedsmartcities.com.br Por que Connected Smart Cities? As grandes e modernas cidades são, talvez, as mais importantes realizações do homem, por serem responsáveis,

Leia mais

Manual de Boa Conduta dos profissionais da área da beleza. Ética, o que é?

Manual de Boa Conduta dos profissionais da área da beleza. Ética, o que é? Manual de Boa Conduta dos profissionais da área da beleza. Ética, o que é? Para crescer profissionalmente não basta conhecer bem sua especialidade, é indispensável ser ético. De acordo com o dicionário

Leia mais

REALIZAÇÃO: PARCERIA:

REALIZAÇÃO: PARCERIA: REALIZAÇÃO: PARCERIA: A partir de agora você descobrirá a importância do planejamento financeiro pessoal e familiar, aprenderá a lidar melhor com o seu dinheiro, controlar suas despesas e tomar decisões

Leia mais

PET CULTURAL PET - ENGENHARIA DE ALIMENTOS - UFG

PET CULTURAL PET - ENGENHARIA DE ALIMENTOS - UFG PET CULTURAL PET - ENGENHARIA DE ALIMENTOS - UFG Gustavo Henrique Fernandes FARIA; Lorrayne Bezerra BORGES; Aline Cristina Milhomem VAZ; Mariana Zanatta BRUNO; Celso José de MOURA. Palavras-chave: cultura,

Leia mais

A Psicologia de Vendas: Por Que as Pessoas Compram

A Psicologia de Vendas: Por Que as Pessoas Compram A Psicologia de Vendas: Por Que as Pessoas Compram Esquema de Palestra I. Por Que As Pessoas Compram A Abordagem da Caixa Preta A. Caixa preta os processos mentais internos que atravessamos ao tomar uma

Leia mais

MODELAGEM MATEMÁTICA

MODELAGEM MATEMÁTICA 600 MODELAGEM MATEMÁTICA *Carla da Silva Santos **Marlene Menegazzi RESUMO Este artigo retrata através de seus dados históricos, métodos e exemplo prático uma metodologia alternativa de ensino nos levando

Leia mais

Metodologia da Catequese com Crianças. Ligia Aparecida de Oliveira

Metodologia da Catequese com Crianças. Ligia Aparecida de Oliveira Metodologia da Catequese com Crianças Ligia Aparecida de Oliveira O que é ser Criança? Watson, Piaget ou Freud? Eis a Questão. John B. Watson, psicólogo americano, é o principal responsável pela teoria

Leia mais

O nascer do sol é um espetáculo que se repete todos os dias, mas sempre é diferente. Assistir a isso no melhor lugar do mundo é um privilégio de quem

O nascer do sol é um espetáculo que se repete todos os dias, mas sempre é diferente. Assistir a isso no melhor lugar do mundo é um privilégio de quem O nascer do sol é um espetáculo que se repete todos os dias, mas sempre é diferente. Assistir a isso no melhor lugar do mundo é um privilégio de quem escolheu o Solar Tambaú. Localizado à beira-mar de

Leia mais

Palavras-chave: metodologia, linguagem, projeto arquitetônico

Palavras-chave: metodologia, linguagem, projeto arquitetônico æ ensaios A linguagem ideogrâmica como elemento de intermediação reflexiva entre o programa de necessidades e o estudo preliminar Arquiteto, Prof. Dr. Paulo Corrêa O artigo traz, à discussão sobre metodologia

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO CURSO: TURISMO ( bacharelado) Missão Formar profissionais humanistas, críticos, reflexivos, capacitados para planejar, empreender e gerir empresas turísticas, adaptando-se ao

Leia mais

TÍTULO: MEIOS DE COMUNICAÇÃO DIGITAIS E A REVOLUÇÃO NA DISSEMINAÇÃO DA INFORMAÇÃO.

TÍTULO: MEIOS DE COMUNICAÇÃO DIGITAIS E A REVOLUÇÃO NA DISSEMINAÇÃO DA INFORMAÇÃO. Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: MEIOS DE COMUNICAÇÃO DIGITAIS E A REVOLUÇÃO NA DISSEMINAÇÃO DA INFORMAÇÃO. CATEGORIA: EM ANDAMENTO

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DAS FERRAMENTAS DO MARKETING NAS PEQUENAS EMPRESAS. PAES, Paulo César 1 SARAIVA, Antonio Wanderlan Pereira 2 RESUMO

A IMPORTÂNCIA DAS FERRAMENTAS DO MARKETING NAS PEQUENAS EMPRESAS. PAES, Paulo César 1 SARAIVA, Antonio Wanderlan Pereira 2 RESUMO A IMPORTÂNCIA DAS FERRAMENTAS DO MARKETING NAS PEQUENAS EMPRESAS PAES, Paulo César 1 SARAIVA, Antonio Wanderlan Pereira 2 RESUMO A Ferramenta do Marketing nas Pequenas Empresas atualmente vem sendo utilizada

Leia mais

Contribuição das Tecnologias da Informação e Comunicação no Processo Ensino-Aprendizagem

Contribuição das Tecnologias da Informação e Comunicação no Processo Ensino-Aprendizagem Contribuição das Tecnologias da Informação e Comunicação no Processo Ensino-Aprendizagem Prof. Dr. Luis Paulo Leopoldo Mercado Programa de Pós-Graduação em Educação Universidade Federal de Alagoas Conteúdos

Leia mais

Processo de criação para peças gráficas

Processo de criação para peças gráficas 64 Embrapa Soja. Documentos, 276 Processo de criação para peças gráficas Claudinéla Sussai de Godoy 1 ; Gilceana Soares Moreira Galerani 2; Ana Luisa C. L. Cavalcante'. 1AIuna de graduação de Desenho Industrial-UNOPAR,

Leia mais

CRESCIMENTO OFERTA LEITOS (%)

CRESCIMENTO OFERTA LEITOS (%) 3.9 Oferta Turística Para análise da oferta turística em Sergipe, o PDITS Costa dos Coqueirais apresenta a evolução da oferta turística no estado no período 1980-2000. Indica ainda o número atual de quartos

Leia mais

PATRIMÔNIO HISTÓRIO DE SÃO JOÃO DO CARIRI: MÚLTIPLAS POSSIBILIDADES NO ESTUDO DA MATEMÁTICA MOVIDAS POR SUA ESTÉTICA APARENTE

PATRIMÔNIO HISTÓRIO DE SÃO JOÃO DO CARIRI: MÚLTIPLAS POSSIBILIDADES NO ESTUDO DA MATEMÁTICA MOVIDAS POR SUA ESTÉTICA APARENTE PATRIMÔNIO HISTÓRIO DE SÃO JOÃO DO CARIRI: MÚLTIPLAS POSSIBILIDADES NO ESTUDO DA MATEMÁTICA MOVIDAS POR SUA ESTÉTICA APARENTE Gilmara Gomes MEIRA 1 1 Departamento de Matemática Mestrado em Ensino de Ciências

Leia mais

O QUE É PRECISO PARA SER UM GRANDE LÍDER

O QUE É PRECISO PARA SER UM GRANDE LÍDER LIDERANÇA O QUE É PRECISO PARA SER UM GRANDE LÍDER Roselinde Torres foco na pessoa 6 Por Roselinde Torres O que é preciso para ser um grande líder hoje? Muitos de nós temos a imagem de um líder como um

Leia mais

Interação Humano-Computador Teoria Geral da Gestalt PROFESSORA CINTIA CAETANO

Interação Humano-Computador Teoria Geral da Gestalt PROFESSORA CINTIA CAETANO Interação Humano-Computador Teoria Geral da Gestalt PROFESSORA CINTIA CAETANO Introdução Nossa inteligência pode ser caracterizada pela nossa capacidade de identificar padrões, e o sistema visual é o nosso

Leia mais

O gerenciamento de pessoas e processos para cursos de engenharia: uma experiência de ensino em sala de aula

O gerenciamento de pessoas e processos para cursos de engenharia: uma experiência de ensino em sala de aula O gerenciamento de pessoas e processos para cursos de engenharia: uma experiência de ensino em sala de aula Edimar Alves Barbosa (UFCG) - eab@cct.ufcg.edu.br Luciano Gomes de Azevedo (UFCG) - azevedo@dec.ufcg.edu.br

Leia mais

PROGRAMA DE APRENDIZAGEM MBA E PÓS-GRADUAÇÃO

PROGRAMA DE APRENDIZAGEM MBA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE APRENDIZAGEM MBA E PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL MBA e Pós-Graduação Cursos inovadores e alinhados às tendências globais Nossos cursos seguem modelos globais e inovadores de educação. Os professores

Leia mais

Fotos Projetos e Cia Clientes. A imagem. A imagem

Fotos Projetos e Cia Clientes. A imagem. A imagem A imagem A imagem 1 A imagem Mas o que leva a compra pela imagem? Necessidade do produto Compulsão mediante a um estímulo, que vai de encontro direto aos desejos. 1- Afetivos 2- Financeiros 3- Sociais

Leia mais

PROJETO UNIVERSIDADE ABERTA 2011

PROJETO UNIVERSIDADE ABERTA 2011 PROJETO UNIVERSIDADE ABERTA 2011 Trabalhas sem alegria para um mundo caduco Carlos Drumond de Andrade 1. IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO Realização do 6º ano do Projeto Universidade Aberta, com o título Faces

Leia mais

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997 RESOLUÇÃO Nº 19-CEPE/UNICENTRO, DE 6 DE MARÇO DE 2009. Aprova o Curso de Especialização em Mercados Emergentes em Comunicação, modalidade modular, a ser ministrado no Campus Santa Cruz, da UNICENTRO. O

Leia mais

Capital Intelectual. www.celso-foelkel.com.br

Capital Intelectual. www.celso-foelkel.com.br Capital Intelectual www.celso-foelkel.com.br O que dá valor a uma empresa? Ativos fixos + Capital Capital Intelectual (Mente, Inteligências e Espírito) + Imagem Financeiro Tipos de Capital Capital financeiro

Leia mais

A ROTINA NA ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO NA EDUCAÇÃO INFANTIL

A ROTINA NA ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO NA EDUCAÇÃO INFANTIL ASSOCIAÇÃO CULTURAL E EDUCACIONAL DE ITAPEVA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E AGRÁRIAS DE ITAPEVA A ROTINA NA ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO NA EDUCAÇÃO INFANTIL Andréia Ap. Domingues Leite RA 20 143

Leia mais

PSICOMOTRICIDADE E SUA RELAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA E A EMOÇÃO. AGUIAR, Oscar Xavier de

PSICOMOTRICIDADE E SUA RELAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA E A EMOÇÃO. AGUIAR, Oscar Xavier de PSICOMOTRICIDADE E SUA RELAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA E A EMOÇÃO AGUIAR, Oscar Xavier de Docente do Curso de Psicologia da Faculdade de Ciências da Saúde FASU/ACEG GARÇA/SP BRASIL e-mail: oscarxa@bol.com.br

Leia mais

TURISMO E INCLUSÃO SOCIAL: um estudo da acessibilidade nos meios de hospedagem em Balneário Camboriú 1

TURISMO E INCLUSÃO SOCIAL: um estudo da acessibilidade nos meios de hospedagem em Balneário Camboriú 1 TURISMO E INCLUSÃO SOCIAL: um estudo da acessibilidade nos meios de hospedagem em Balneário Camboriú 1 Amanda Fantatto de Melo 2 ; Priscilla Gomes Welter 3 ; Sônia R. de S. Fernandes 4 INTRODUÇÃO O turismo

Leia mais

OS LIMITES DO ENSINO A DISTÂNCIA. Claudson Santana Almeida

OS LIMITES DO ENSINO A DISTÂNCIA. Claudson Santana Almeida OS LIMITES DO ENSINO A DISTÂNCIA Claudson Santana Almeida Junho 2012 Introdução O que o leitor encontrará neste artigo? Uma apresentação do sistema de Ensino a Distância (EAD), conhecer as vantagens e

Leia mais

A RottaEly é uma construtora focada em oferecer o melhor para os clientes, com exclusividade e inovação. Desde a localização do empreendimento até os

A RottaEly é uma construtora focada em oferecer o melhor para os clientes, com exclusividade e inovação. Desde a localização do empreendimento até os capa A RottaEly é uma construtora focada em oferecer o melhor para os clientes, com exclusividade e inovação. Desde a localização do empreendimento até os menores detalhes, a empresa busca em seus projetos

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina 008ª Zona Eleitoral de Canoinhas/SC

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina 008ª Zona Eleitoral de Canoinhas/SC Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina 008ª Zona Eleitoral de Canoinhas/SC gdelbem@tre-sc.gov.br ; gdelbem@yahoo.com.br Proposta de valores no Planejamento Estratégico da Justiça Eleitoral Gestão

Leia mais

Coordenação/Colegiado ao(s) qual(is) será vinculado: Sistemas de Informação

Coordenação/Colegiado ao(s) qual(is) será vinculado: Sistemas de Informação FORMULÁRIO PARA INSCRIÇÃO DE PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA. Coordenação/Colegiado ao(s) qual(is) será vinculado: Sistemas de Informação Curso (s) : Bacharel em Sistemas de Informação Nome do projeto:

Leia mais

A MOTIVAÇÃO DE PESSOAS NAS ORGANIZAÇÕES E SUAS APLICAÇÕES PARA OBTENÇÃO DE RESULTADOS

A MOTIVAÇÃO DE PESSOAS NAS ORGANIZAÇÕES E SUAS APLICAÇÕES PARA OBTENÇÃO DE RESULTADOS A MOTIVAÇÃO DE PESSOAS NAS ORGANIZAÇÕES E SUAS APLICAÇÕES PARA OBTENÇÃO DE RESULTADOS GOMES, Elaine Dias. Discente da Faculdade de Ciências Jurídicas e Gerenciais/ACEG. E-mail: elaineapoderosa@hotmail.com

Leia mais

SEGMENTAÇÃO DO PUBLICO PARA UMA ECOPOUSADA EM IBIRAMA SC

SEGMENTAÇÃO DO PUBLICO PARA UMA ECOPOUSADA EM IBIRAMA SC SEGMENTAÇÃO DO PUBLICO PARA UMA ECOPOUSADA EM IBIRAMA SC 1 INTRODUÇÃO Alice Mecabô 1 ; Bruna Medeiro 2 ; Marco Aurelio Dias 3 O turismo é uma atividade que hoje é considerada um dos meios econômicos que

Leia mais

Gestalt do Objeto Sistema de Leitura Visual da Forma. Teoria Geral da Gestalt

Gestalt do Objeto Sistema de Leitura Visual da Forma. Teoria Geral da Gestalt Gestalt do Objeto Sistema de Leitura Visual da Forma Fundamentado Cientificamente na Psicologia da Percepção da Forma Teoria Geral da Gestalt Prof. Dr. João Gomes Filho I 2010 BIBLIOGRAFIA mais a do próprio

Leia mais

Imagem Global e Reputação da Indústria Automobilística

Imagem Global e Reputação da Indústria Automobilística Imagem Global e Reputação da Indústria Automobilística Contexto Durante a história recente, as percepções públicas a respeito da indústria automobilística tem reagido de acordo com eventos e marcos globais

Leia mais

INCLUSÃO SOCIAL NO TURISMO

INCLUSÃO SOCIAL NO TURISMO 127 INCLUSÃO SOCIAL NO TURISMO KAMIO, Lizandra 1 SASSI, Onofre Cleuber 2 Resumo: Ao acompanhar o processo de globalização, percebe-se que o turismo apresenta cada vez mais novas opções de destinos, satisfazendo

Leia mais

O PAPEL DA ERGONOMIA NO DESIGN DE INTERIORES

O PAPEL DA ERGONOMIA NO DESIGN DE INTERIORES O PAPEL DA ERGONOMIA NO DESIGN DE INTERIORES Este artigo busca destacar a importância da aplicabilidade das técnicas ergonômicas no que se refere ao design de interiores. A ergonomia será apresentada como

Leia mais

qwertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwerty uiopasdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasd fghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklzx cvbnmqwertyuiopasdfghjklzxcvbnmq

qwertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwerty uiopasdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasd fghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklzx cvbnmqwertyuiopasdfghjklzxcvbnmq qwertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwerty uiopasdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasd fghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklzx cvbnmqwertyuiopasdfghjklzxcvbnmq LITERATURA wertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwertyui INFANTIL opasdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfg

Leia mais

O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade. O Administrador na Gestão de Pessoas

O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade. O Administrador na Gestão de Pessoas O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade Eficácia e Liderança de Performance O Administrador na Gestão de Pessoas Grupo de Estudos em Administração de Pessoas - GEAPE 27 de novembro

Leia mais

Concurso Logotipo do Curso de Tecnologia em Sistemas para Internet. Segue, o Logotipo colorido, preto e branco e uma breve explicação de cada um.

Concurso Logotipo do Curso de Tecnologia em Sistemas para Internet. Segue, o Logotipo colorido, preto e branco e uma breve explicação de cada um. Concurso Logotipo do Curso de Tecnologia em Sistemas para Internet Prezados, Segue, o Logotipo colorido, preto e branco e uma breve explicação de cada um. LOGOTIPO - 01 DESCRIÇÃO: Com apelo visual forte,

Leia mais

EDITAL CHAMADA ABERTA. 1. Introdução

EDITAL CHAMADA ABERTA. 1. Introdução EDITAL CHAMADA ABERTA 1. Introdução A X Bienal de Arquitetura de São Paulo será realizada de 28 de setembro a 24 de novembro de 2013, com a curadoria de Guilherme Wisnik, Ana Luiza Nobre e Ligia Nobre.

Leia mais

EXPRESSÃO CORPORAL: UMA REFLEXÃO PEDAGÓGICA

EXPRESSÃO CORPORAL: UMA REFLEXÃO PEDAGÓGICA EXPRESSÃO CORPORAL: UMA REFLEXÃO PEDAGÓGICA Rogério Santos Grisante 1 ; Ozilia Geraldini Burgo 2 RESUMO: A prática da expressão corporal na disciplina de Artes Visuais no Ensino Fundamental II pode servir

Leia mais

CURSOS OFERECIDOS. seus objetivos e metas. E também seus elementos fundamentais de Administração, como: PLANEJAMENTO, ORGANIZAÇÃO E CONTROLE.

CURSOS OFERECIDOS. seus objetivos e metas. E também seus elementos fundamentais de Administração, como: PLANEJAMENTO, ORGANIZAÇÃO E CONTROLE. CURSOS OFERECIDOS Access 2007 Aproximadamente 20 horas O aluno aprenderá criar Banco de Dados de forma inteligente, trabalhar com estoques, número de funcionários, clientes etc. Conhecerá ferramentas aprimoradas

Leia mais

SUMÁRIO. O CUIDADO DE SI - UM OLHAR PARA A SAÚDE INTEGRAL DE PASTORES (AS) Silva,S.R...2

SUMÁRIO. O CUIDADO DE SI - UM OLHAR PARA A SAÚDE INTEGRAL DE PASTORES (AS) Silva,S.R...2 SUMÁRIO O CUIDADO DE SI - UM OLHAR PARA A SAÚDE INTEGRAL DE PASTORES (AS) Silva,S.R...2 O CUIDADO DE SI - UM OLHAR PARA A SAÚDE INTEGRAL DE PASTORES (AS). Samuel Rocha Silva Centro Universitário Filadélfia

Leia mais

Projeto de Análise de Site Educacional www.diabetesnoscuidamos.com.br

Projeto de Análise de Site Educacional www.diabetesnoscuidamos.com.br Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP Instituto de Artes Pós Graduação em Multimeios 1º sem/2002 Disciplina: Multimeios e Educação Ministrada por: José Armando Valente Aluno: Álvaro E.M. Marinho

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE ARTES- CEART BACHARELADO EM MODA - HABILITAÇÃO EM DESIGN DE MODA

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE ARTES- CEART BACHARELADO EM MODA - HABILITAÇÃO EM DESIGN DE MODA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE ARTES- CEART BACHARELADO EM MODA - HABILITAÇÃO EM DESIGN DE MODA Coleção de moda para o público infantil aliando Arte & Cultura à técnica de estamparia

Leia mais

UMA ANÁLISE SOBRE AS DIVERSAS PAISAGENS DA LAGOA MAIOR EM TRÊS LAGOAS/MS

UMA ANÁLISE SOBRE AS DIVERSAS PAISAGENS DA LAGOA MAIOR EM TRÊS LAGOAS/MS UMA ANÁLISE SOBRE AS DIVERSAS PAISAGENS DA LAGOA MAIOR EM TRÊS LAGOAS/MS Cínthia dos Santos Sêna 1 Esp Luziane Albuquerque 2 RESUMO O presente trabalho visa analisar as diversas paisagens que compõem a

Leia mais