RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA"

Transcrição

1 UFRGS 013 RESOLUÇÃO DA PROVA DE

2 Instrução: As questões 01 a 0 referem-se ao enunciado abaixo. Um automóvel desloca-se por uma estrada retilínea plana e horizontal, com velocidade constante de módulo v. 1. Em certo momento, o automóvel alcança um longo caminhão. A oportunidade de ultrapassagem surge e o automóvel é acelerado uniformemente até que fique completamente à frente do caminhão. Nesse instante, o motorista alivia o pé e o automóvel reduz a velocidade uniformemente até voltar à velocidade inicial v. A figura abaixo apresenta cinco gráficos de distância (d) x tempo (t). Em cada um deles, está assinalado o intervalo de tempo (Δt) em que houve variação de velocidade. Escolha qual dos gráficos melhor reproduz a situação descrita acima.. Após algum tempo, os freios são acionados e o automóvel percorre uma distância d com as rodas travadas até parar. Desconsiderando o atrito com o ar, podemos afirmar corretamente que, se a velocidade inicial do automóvel fosse duas vezes maior, a distância percorrida seria (A) d/4. (B) d/. (C) d. (D) d. (E) 4d. UFRGS 013 RESOLUÇÃO DAS QUESTÃO 1. Como o veículo antes de iniciar a ultrapassagem se deslocava com velocidade constante, o gráfico dxt nesse trecho deve ser uma reta inclinada. Dada pela equação do M.R.U., d = v.t, equação de primeiro grau e que justifica a primeira etapa de todos os gráficos serem uma reta com uma certa inclinação (medida da velocidade). No instante em que o carro inicia a ultrapassagem sua velocidade cresce, e novamente temos que observar que o gráfico é dxt, e portanto, como foi dito no enunciado a velocidade cresce uniformemente, indicando um M.R.U.V. Neste caso como a velocidade do carro cresce a equação do M.R.U.V. para essa situação é: d = vo.t + a.t / uma equação de segundo grau, e portanto, o gráfico deve ser uma curva com a concavidade voltada para cima, o que elimina a letra C, D e E. Na etapa seguinte, de acordo com o enunciado, o motorista após a ultrapassagem alivia o pé, fazendo a velocidade do veículo reduzir. Nesta situação temos duas etapas Primeira onde o veículo passa andar num intervalo de tempo curto com a mesma velocidade, o que percebemos nos gráficos da letra A e B. Segunda quando a velocidade se reduz, onde neste momento temos que observar uma curva com concavidade para baixo dada pela mesma equação: d = vo.t + a.t / O que elimina a letra B Como ele retorna a ter a mesma velocidade que tinha no início, e constante, a reta deve ter a mesma inclinação da reta inicial. Resposta A. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO. Para determinar essa distância iremos primeiro determinar a primeira distância. v m = d Δt Δd = v.δt (1) m v m = v + v o f a = Δv d = v o. v o a = v o a Como a distância percorrida depende do quadrado da velocidade inicial, então, para uma velocidade inicial vo teremos uma nova distância: d' = (v o ) = 4v o a a Como d = -vo /a, então d = 4d Resposta E. = v o + 0 = v o () Δt Δt = 0 v o = v o (3) a a Substituindo () e (3) em (1) teremos:

3 3. Nas figuras (X) e (Y) abaixo, está representado um limpador de janelas trabalhando em um andaime suspenso pelos cabos 1 e, em dois instantes de tempo. Durante o intervalo de tempo limitado pelas figuras, você observa que o trabalhador caminha sobre o andaime indo do lado esquerdo, figura (X), para o lado direito, figura (Y). Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas da sentença abaixo, na ordem em que aparecem. Após o trabalhador ter-se movido para a direita (figura (Y)), podemos afirmar corretamente que, em relação à situação inicial (figura (X)), a soma das tensões nos cabos 1 e..., visto que.... (A) permanece a mesma - as tensões nos cabos 1 e permanecem as mesmas. (B) permanece a mesma - a diminuição da tensão no cabo 1 corresponde a igual aumento na tensão no cabo. (C) aumenta - aumenta a tensão no cabo e permanece a mesma tensão no cabo 1. (D) aumenta - aumenta a tensão no cabo 1 e permanece a mesma tensão no cabo. (E) diminui - diminui a tensão no cabo 1 e permanece a mesma tensão no cabo. 4. A figura apresenta esquematicamente o sistema de transmissão de uma bicicleta convencional. Na bicicleta, a coroa A conecta-se à catraca B através da correia P. Por sua vez, B é ligada à roda traseira R, girando com ela quando o ciclista está pedalando. Nesta situação, supondo que a bicicleta se move sem deslizar, as magnitudes das velocidades angulares, wa, wb e wr, são tais que (A) wa < wb = wr. (B) wa = wb < wr. (C) wa = wb = wr. (D) wa < wb < wr. (E) wa > wb = wr. UFRGS RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 3. Analisando o sistema, podemos observar que, como ele está em repouso a força resultante é igual a zero (FR = 0). Então podemos dizer que a força peso (para baixo) tem o mesmo valor da soma das tensões nos cabos (para cima). Agora se o limpador estivesse no centro do andaime as tensões nos cabos teriam o mesmo valor, devido a distribuição de massa. Como o limpador está mais próximo do cabo 1, este por sua vez está mais tensionado que o cabo. Mesmo assim a soma das tensões nos cabos ainda é igual ao peso pois o andaime continua em repouso. Agora completando as lacunas da questão. Quando o limpador se desloca para a direita, como o andaime continua em repouso a soma das tensões nos cabos permanece a mesma E quando o limpador se desloca para a direita há uma nova redistribuição de massa no sistema, e portanto, na figura Y a tensão no cabo é maior que no cabo 1, indicando que o aumento sofrido no cabo corresponde a redução no cabo 1 para que a soma das duas tensões nos cabos se mantenha a mesma, já que o andaime está em repouso,e portanto, a resultante das forças sempre se mantém a mesma (FR = 0). Resposta letra B. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 4. Analisando as velocidades angulares entre de A e B primeiramente vemos a correia ligando ambas. Quando há uma correia sabemos que a velocidade linear de pontos nas bordas da coroa A e a catraca B devem ser a mesma Então temos: v A = v B Como o raio da coroa A é maior que o da catraca B (RA > RB), então a razão RA/RB >1 e consequentemente teremos wa < wb. Agora fazendo a analise sobre a catraca B e a roda traseira R, verificamos que tanto a roda quanto a catraca estão presas em um mesmo eixo, o que faz elas girarem juntas Isso implica que ambas girando juntas completam a volta ao mesmo tempo Como a velocidade angular para qualquer ponto distante do centro é dependente apenas do período para completar a volta (w = π/t), então como ambas giram juntas elas possuem o mesmo período e a mesma velocidade angular (wb = wr). Resposta letra A. R A.ω A = R B.ω B ω B = R A R B.ω A

4 5. Em 6 de agosto de 01, o jipe Curiosity pousou em Marte. Em um dos mais espetaculares empreendimentos da era espacial, o veículo foi colocado na superfície do planeta vermelho com muita precisão. Diferentemente das missões anteriores, nesta, depois da usual descida balística na atmosfera do planeta e da diminuição da velocidade provocada por um enorme paraquedas, o veículo de quase 900 kg de massa, a partir de 0 m de altura, foi suave e lentamente baixando até o solo, suspenso por três cabos, por um tipo de guindaste voador estabilizado no ar por meio de 4 pares de foguetes direcionais. A ilustração abaixo representa o evento. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 5. Se considerarmos os três cabos na vertical a força peso no jipe vale P = 3T, pois a força peso será dividida igualmente para cada cabo. Lembrando que o jipe viaja para Marte, então a força que o Planeta faz sobre o mesmo é dada pela Lei da Gravitação Universal de Newton. F = G M.m Considerando que a distância d poderá ser considerada o raio do planeta, pois a distância do jipe a superfície é pequena em relação ao raio do planeta. Então na equação acima a força F é a própria força peso P que o planeta faz no jipe e com isso podemos resolver da seguinte maneira: d Disponível em: <http://nasa.gov/mission_pages/msl/multimedia/gallery/pia14839.html>. Acesso em: 19 set 01 O cabo ondulado que aparece na figura serve apenas para comunicação e transmissão de energia entre os módulos. Considerando as seguintes razões: massa da Terra/massa de Marte ~ 10 e o raio médio da Terra/raio médio de Marte ~, a comparação com descida similar, realizada na superfície terrestre, resulta que a razão correta entre a tensão em cada cabo de suspensão do jipe em Marte e na Terra (TM/TT) é, aproximadamente, de (A) 0,1. (B) 0,. (C) 0,4 N. (D),5. (E) 5,0. Instrução: As questões 6 e 7 referem-se ao enunciado abaixo. Um estudante movimenta um bloco homogêneo de massa M, sobre uma superfície horizontal, com forças de mesmo módulo F, conforme representa a figura abaixo. 6. A força normal exercida pela superfície é, em módulo, igual ao peso do bloco (A) apenas na situação X. (B) apenas na situação Y. (C) apenas na situação Z. (D) apenas nas situações X e Y. (E) em X, Y e Z. UFRGS F M = G. M M.m jipe R M F T = G. M T.m jipe R T Agora podemos fazer a razão entre as forças peso em Marte e na Terra (PM/PT) para chegarmos na razão das tensões nos cabos. P M P T = Portanto a razão entre os pesos foi determinada e como P = 3T, então: P M Resposta letra C. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 6. Analisando as figuras uma de cada vez podemos verificar que: Na figura X a força normal é maior que o peso, pois de acordo com a figura a força F é oblíqua e com isso podemos decompor esta em duas componentes, na direção horizontal e vertical. Desta forma a componente vertical está orientada para baixo, e somada com a força peso dá a normal, pois não há movimento na vertical e com isso a resultante das forças nessa direção é zero Na figura Y acontece o contrário A força F pode ser decomposta em duas componentes, vertical e horizontal, porém a vertical está para cima, e portanto, esta componente mais a força normal é igual ao valor da força peso. E na figura Z a força F é paralela a direção horizontal e para este caso não há componentes para ser decomposta. Então neste caso na direção vertical só existe a força peso e normal que possuem o mesmo valor Resposta letra C. G. M M.m jipe R M G. M T.m jipe R T P M = G. M M.m jipe R M P T = G. M T.m jipe R T M M R = M = M M M T R x R T = M M x R T M M T M T R = 1 M 10 x R T R M R T P T = 0,4 3 T M 3 T T = 0,4 T M T P = 0,4 = = 0,4

5 7. O trabalho realizado pelo estudante para mover o bloco nas situações apresentadas, por uma mesma distância d, é tal que (A) WX = WY = WZ. (C) WX > WY > WZ. (E) WX < WY < WZ. (B) WX = WY < WZ. (D) WX > WY = WZ. 8. Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas da sentença abaixo, na ordem em que aparecem. Dois blocos, 1 e, de massas iguais, movem-se com velocidades constantes de módulos V1i > Vi, seguindo a mesma direção orientada sobre uma superfície horizontal sem atrito. Em certo momento, o bloco 1 colide com o bloco. A figura representa dois instantâneos desse movimento, tomados antes (X) e depois (Y) de o bloco 1 colidir com o bloco. A colisão ocorrida entre os instantes representados é tal que as velocidades finais dos blocos 1 e são, respectivamente, V1f = Vi e Vf = V1i. Com base nessa situação, podemos afirmar corretamente que a colisão foi... e que o módulo do impulso sobre o bloco foi... que o módulo do impulso sobre o bloco 1. (A) inelástica - o mesmo (B) inelástica - maior (C) perfeitamente elástica - maior (D) perfeitamente elástica - o mesmo (E) perfeitamente elástica - menor 9. Uma esfera maciça de aço está suspensa em um dinamômetro, por meio de um fio de massa desprezível, e todo esse aparato está imerso no ar. A esfera, ainda suspensa ao dinamômetro, é então mergulhada completamente num líquido de densidade desconhecida. Nesta situação, a leitura do dinamômetro sofre uma diminuição de 30% em relação à situação inicial. Considerando a densidade do aço igual a 8 g/cm 3, a densidade do líquido, em g/cm 3, é aproximadamente (A) 1,0. (B) 1,1. (C),4. (D) 3,0. (E) 5,6. UFRGS RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 7. Para determinar o trabalho realizado pela força em cada situação, temos que antes lembrar que o trabalho da força é dado pela relação abaixo: W = F.d.cos a Note que como a distância é a mesma nas três situações o trabalho então só será alterado pela intensidade da força e pelo ângulo. Na figura X temos o trabalho como sendo: WX = F.d.cos a Na figura Y temos: WY = F.d.cos a Na figura Z temos: WZ = F.d.cos 0 o = F.d Podemos notar que os trabalhos WX e WY (WX = WY) são iguais devido o ângulo a ser o mesmo nas duas situações, porém como o cosseno de a é um valor menor que 1 então os trabalhos WX e WY são menores que o trabalho WZ (WX = WY < WZ). Resposta B. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 8. Para saber qual o tipo de colisão temos que verificar a Lei de Conservação de Energia. E MX = E C1i + E Ci = m.v 1i + m.v i E MY = E C1f + E C = m.v 1f f + m.v f v = v 1f i ;v f = v 1i ( ) Substituindo os valores das velocidades dadas no enunciado que estão entre parênteses após a colisão teremos: E MY = m.v i Se a energia mecânica antes da + m.v 1i = E MX colisão (X) é igual depois da colisão (Y) então há conservação de energia e nesta situação temos uma colisão perfeitamente elástica. Já o impulso depende da força e do tempo de aplicação da mesma (I = F.Dt), como a força que o bloco 1 faz no bloco deve ser a mesma em intensidade e o tempo para aplicação destas forças também é o mesmo, concluí-se que o impulso também será o mesmo Resposta D. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 9. Para resolvermos essa questão, temos que observar que a esfera de aço ao ser mergulhada no líquido fica em equilíbrio, ou seja, a força resultante é zero (FR = 0). Então nesta situação as forças atuantes na esfera são o peso (para baixo), o empuxo exercido pelo líquido (para cima) e a força que o dinamômetro faz (para cima) para sustentar a esfera. Então equacionando essas forças temos: P = E + Fdin (Fdin 70% Peso Fdin = 0,7.P) P = E + 0,7.P m aço.g = µ liq.g.v vd + 0,7.m aço.g m aço = µ liq.v vd + 0,7.m aço µ aço.v aço = µ liq.v vd + 0,7.µ aço.v aço 8 = µ liq + 0,7.8 µ liq = 8 5,6 =,4 g/cm 3 Nota: Observe que como a esfera está toda submersa, o volume de líquido deslocado é o mesmo valor do volume da esfera e por isso ele foi simplificado juntamente com o volume da esfera no cálculo. Resposta letra C.

6 10. Duas esferas maciças e homogêneas, X e Y, de mesmo volume e materiais diferentes, estão ambas na mesma temperatura T. Quando ambas são sujeitas a uma mesma variação de temperatura ΔT, os volumes de X e Y aumentam de 1% e 5%, respectivamente. (A) 1. (B) 1/. (C) 1/4. (D) 1/5. (E) 1/10. A razão entre os coeficientes de dilatação linear dos materiais de X e Y, ax/ay, é 11. Uma amostra de gás ideal evolui de um estado A para um estado B, através de um processo, em que a pressão P e o volume V variam conforme o gráfico abaixo. Considere as seguintes afirmações sobre esse processo. I - A temperatura do gás diminuiu. II - O gás realizou trabalho positivo. III - Este processo é adiabático. Quais estão corretas? (A) Apenas I. (B) Apenas II. (C) Apenas III. (D) Apenas I e III. (E) I, II e III. 1. Um projeto propõe a construção de três máquinas térmicas, M1, M e M3, que devem operar entre as temperaturas de 50 K e 500 K, ou seja, que tenham rendimento ideal igual a 50%. Em cada ciclo de funcionamento, o calor absorvido por todas é o mesmo: Q = 0 kj, mas espera-se que cada uma delas realize o trabalho W mostrado na tabela abaixo. De acordo com a segunda lei da termodinâmica, verificase que somente é possível a construção da(s) máquina(s) (A) M1. (B) M. (C) M3. (D) M1 e M. (E) M e M3. UFRGS RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 10. De acordo com o enunciado as duas esferas sofrem a mesma variação de temperatura (ΔTX = ΔTY). Essa é a condição que usaremos para resolver a questão. Lembrando que ΔV = Vo. g.δt, e isolando ΔT teremos: ΔT = ΔV/Lo.g Então a resolução será: ΔT X = ΔT Y ΔV X V o.γ X = ΔV Y V o.γ Y Resposta letra D. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 11. Verificando as afirmações podemos constatar que: I - Está certa, pois para saber se a temperatura se reduz ou aumenta, basta verificar o produto p.v, e no estado A temos: pa.va = P0.3V0 = 3P0.V0 Para o estado B temos: pb.vb = P0.V0 = P0.V0 Como o produto no estado A é maior que no estado B, então a temperatura se reduz II - Está errada, pois o trabalho depende da variação do volume ΔV = (VB - VA), e esta variação é negativa ΔV = VB - VA = V0-3V0 = -V0 III - Está errada, pois processos adiabáticos o gráfico é uma curva e não uma reta ou também se preferir, um processo adiabático obedece a equação: p.v g = constante Mas cuidado pois o expoente g é uma fração e com isso o gráfico não é uma reta Resposta A. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 1. Para determinar qual ou quais máquinas vão obedecer a segunda lei da termodinâmica, temos que lembrar que nenhuma delas pode ter o rendimento maior que uma máquina térmica que opere com o ciclo de Carnot na mesma faixa de temperatura. Então primeiro vamos calcular o rendimento da máquina de Carnot e depois os das máquinas térmicas propostas. η = 1 T F = 1 50 = 1 0,5 = 0,5 ou 50% T Q 500 Nenhuma das máquinas pode ter um rendimento superior ao calculado acima Vamos determinar o rendimento da primeira máquina térmica M1. η 1 = W = 0000 rendimento de 100%, e portanto, a Q Q 0000 = 1 máquina M1 viola a segunda lei da termodinâmica. η = W = 1000 rendimento de 60% e também tem Q Q 0000 = 0,6 rendimento maior que 50% superior ao da máquina de Carnot calculada no início, portanto ela não pode ser construída. η 3 = W = 8000 rendimento de 40%, e este resulta- Q Q 0000 = 0,4 do está de acordo com a teoria, pois ela tem um rendimento menor que o da máquina de Carnot e pode ser construída. Resposta C V o 3.α X = V o 3.α Y α X α Y = 1 5

7 Instrução: As questões 13 e 14 referem-se ao enunciado seguinte. Uma onda transversal propaga-se com velocidade de 1 m/s numa corda tensionada. O gráfico abaixo representa a configuração desta onda na corda, num dado instante de tempo. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 13. O comprimento de onda é definido como sendo a distância entre duas cristas ou dois vales. Na figura abaixo foi marcado a distância entre dois vales. Distância essa que vale 8cm. Portanto o comprimento de onda vale 8cm. 13. O comprimento de onda e a amplitude desta onda transversal são, respectivamente, (A) 4 cm e 3 cm. (C) 6 cm e 3 cm. (E) 8 cm e 6 cm. (B) 4 cm e 6 cm. (D) 8 cm e 3 cm. 14. A frequência da onda, em Hz, é igual a (A) /3. (B) 3/. (C) 00/3. (D) 96. (E) Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas do texto abaixo, na ordem em que aparecem. A radiação luminosa emitida por uma lâmpada a vapor de lítio atravessa um bloco de vidro transparente, com índice de refração maior que o do ar. Ao penetrar no bloco de vidro, a radiação luminosa tem sua frequência.... O comprimento de onda da radiação no bloco é... que no ar e sua velocidade de propagação é... que no ar. (A) alterada - maior - menor (B) alterada - o mesmo - maior (C) inalterada - maior - menor (D) inalterada - menor - menor (E) inalterada - menor - a mesma 16. No diagrama abaixo, i representa um raio luminoso propagando-se no ar, que incide e atravessa um bloco triangular de material transparente desconhecido. Com base na trajetória completa do raio luminoso, o índice de refração deste material desconhecido é (Dados: índice de refração do ar = 1; sen 30 o = cos 60 o 1 = ; sen 60 o = cos 30 o 3 =.) 3 (A). (B). (C) 3 4 (D). (E) 3. 3 UFRGS Já a amplitude, para essa onda transversal é a distância entre a crista e o eixo, como está mostrado na figura acima representando pela letra A. A medida marcada no gráfico que representa a amplitude vale 3 cm. Resposta letra D. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 14. Para determinar a frequência usaremos uma das respostas da questão anterior na seguinte equação das ondas. v = l.f Cuidado que o comprimento de onda está em centímetros 1 = 0,8.f -> f = 150 Hz Resposta letra E. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 15. Completando e respondendo as lacunas. Na primeira, a luz penetra no vidro sofrendo uma refração, e com isso, ela tem sua frequência inalterada. Na segunda lacuna temos que analisar o comprimento de onda. De acordo com a equação da onda v = l.f, se a frequência é a mesma, o comprimento de onda e a velocidade são diretamente proporcionais. Então para responder essa lacuna e a terceira usaremos uma informação do texto, de que o índice de refração no vidro é maior que no ar. Quanto maior o índice de refração de um meio, menor a velocidade da luz neste meio (nmeio = c/vmeio). Então a velocidade da luz no vidro é menor e consequentemente seu comprimento de onda também é menor. Resposta letra D. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 16 Para determinar o índice de refração do bloco triangular usaremos a Lei de Snell-Descartes. n1.sen q1 = n.sen q n1 = 1 é o índice de refração do ar. n =? índice do bloco triangular. q1 ângulo de incidência. q o = 90 o q1 = 60 o q ângulo de refração. q = 30 o Aplicando na Lei Snell-descartes. 1.sen 60 o = n.sen 30 o 3 = n. 1 n = 3 Resposta letra C.

8 17. Nos diagramas abaixo, 0 representa um pequeno objeto luminoso que está colocado diante de um espelho plano P, perpendicular à página, ambos imersos no ar; I representa a imagem do objeto formada pelo espelho, e o olho representa a posição de quem observa a imagem. Qual dos diagramas abaixo representa corretamente a posição da imagem e o traçado dos raios que chegam ao observador? RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 17. Para determinar qual diagrama é o correto, temos que lembrar que para localizar a imagem dois raios luminosos deve atingir o espelho plano e convergirem para um ponto. Este ponto é localizada a imagem e é para este ponto que o observador deve olhar. No esquema abaixo mostro a determinação do esquema correto. 18. Um dos grandes problemas ambientais decorrentes do aumento da produção industrial mundial é o aumento da poluição atmosférica. A fumaça, resultante da queima de combustíveis fósseis como carvão ou óleo, carrega partículas sólidas quase microscópicas contendo, por exemplo, carbono, grande causador de dificuldades respiratórias. Faz-se então necessária a remoção destas partículas da fumaça, antes de ela chegar à atmosfera. Um dispositivo idealizado para esse fim está esquematizado na figura abaixo. A fumaça poluída, ao passar pela grade metálica negativamente carregada, é ionizada e posteriormente atraída pelas placas coletoras positivamente carregadas. O ar emerge fica até 99% livre de poluentes. A filtragem do ar i d e a l i z a d a n e s t e d i s p o s i t i v o é u m p r o c e s s o fundamentalmente basea-do na (A) eletricidade estática. (B) conservação de carga elétrica. (C) conservação de energia. (D) força eletromotriz. (E) conservação de massa. UFRGS Resposta letra E. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 18. O processo consiste em fazer as partículas maiores presentes na fumaça adquiriem carga elétrica negativa para serem atraídas pelos coletores positivos. Esse processo obedece os princípios da eletricidade estática. Resposta letra A.

9 19. Na figura abaixo, está mostrada uma série de quatro configurações de linhas de campo elétrico. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 19. Para responder a primeira lacuna, temos que lembrar que cargas geradoras positivas tem as suas linhas de força do campo elétrico voltadas para fora e as negativas para dentro. Portanto na figura 1 e 4 as duas cargas tem o mesmo sinal (positivo). Na segunda lacuna temos que descobrir que pares de cargas tem quantidade (magnitude) de carga elétrica distintas. Para saber isso procuramos simetria nas linhas de força do campo elétrico. No caso os pares 3 e 4 tem a mesma simetria e portanto tem a mesma quantidade de carga elétrica e os pares 1 e não há simetria, indicando portanto, quantidades de cargas distintas. Resposta A. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 0. Analisando as afirmações temos: Na letra A para o mesmo módulo da velocidade verificamos: Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas da sentença abaixo, na ordem em que aparecem. Nas figuras..., as cargas são do mesmo sinal e, nas figuras..., as cargas têm magnitudes distintas. (A) 1 e 4-1 e. (B) 1 e 4-1 e. (C) 3 e 4-1 e. (D) 3 e 4 - e 3. (E) e 3-1 e Duas partículas, com cargas q1 e q e massas m1 e m, penetram com a mesma velocidade de módulo v, através do orifício P, em uma região de campo magnético uniforme B, dirigido perpendicularmente para fora desta página, conforme representa a figura abaixo. As partículas descrevem órbitas circunferenciais de raios diferentes R1 e R, tais que R = R1. Com base na descrição acima, podemos garantir que estas partículas possuem (A) o mesmo período orbital. (B) valores iguais de quantidade de movimento. (C) m1 = m/. (D) q1 = q/. (E) q1/m1 = q/m. UFRGS v 1 = v.π.r 1 =.π.r R 1 =.R 1 T T 1 T T 1 T = T 1 Portanto os períodos orbitais não são iguais. Na B como a quantidade de movimento é definida como sendo Q = m.v, então: v 1 = v Q 1 = Q (1) m 1 m Concluo que o valor das quantidades de movimento depende do valor das massas e portanto para sabermos se são iguais só conhecendo o valor das massas. Na letra C usaremos novamente a relação R = m.v. B.q R = m.v isolando v teremos: B.q v = R.B.q m Resolvendo... v 1 = v R 1.B.q 1 m 1 = R.B.q m R 1.B.q 1 m 1 = R 1.B.q m q 1 m 1 = q m m 1 = q 1 q.m Essa resposta nos permite concluir que a relação das massas depende também das cargas e vice-versa, motivo pelo qual a alternativa C a D estão incorretas e o resultado obtido nos fornece a resposta da letra E.

10 1. A figura abaixo representa um dispositivo eletrônico D conectado a uma bateria recarregável B, que o põe em funcionamento. i é a corrente elétrica que aciona D. A respeito desse sistema, considere as seguintes afirmações. I - As cargas elétricas de i são consumidas ao atravessarem D. II - O processo de recarga não coloca cargas em B. III - Toda a carga elétrica que atravessa D origina-se em B. Quais são corretas? (A) Apenas I. (C) Apenas III. (E) I, II e III. (B) Apenas II. (D) Apenas II e III.. O aumento da concentração populacional nas áreas urbanas impõe o desenvolvimento de transportes de massa mais eficientes. Um candidato bastante promissor para esse trabalho é o trem MAGLEV, abreviatura inglesa de Magnetic Levitation, que significa Levitação Magnética. Diferentemente dos trens convencionais, os trens MAGLEV não possuem motores, sendo assim mais leves, e a principal forma de atrito encontrada durante seu movimento é a resistência do ar, o que lhes permite alcançar velocidades maiores do que 500 km/h. O principio de funcionamento é relativamente simples e um dos sistemas em uso, a chamada Suspensão Eletrodinâmica (ou levitação por repulsão), emprega correntes elétricas induzidas em condutores submetidos a fluxos magnéticos variáveis. A figura abaixo ilustra o processo básico: campos magnéticos intensos, criados por bobinas fixas no trem, induzem forças eletromotrizes variáveis nas bobinas em forma de 8, fixas nos trilhos. As correntes elétricas resultantes nessas bobinas originam campos magnéticos com polaridades invertidas, conforme mostra a figura a). Assim, as bobinas fixas no trem serão atraídas pelas metades superiores e repelidas pelas metades inferiores das bobinas dos trilhos (figura b), promovendo a levitação. Com base na descrição acima, podemos afirmar corretamente que o trem MAGLEV é uma aplicação direta do Eletromagnetismo, em particular da (A) lei de Coulomb. (C) lei de Ampère. (E) lei de Biot-Savart. UFRGS 013 (B) lei de Ohm. (D) lei de Faraday-Lenz. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 1. Analisando as afirmações podemos concluir que: I - Está errada, pois cargas elétricas obedecem o princípio de conservação e não são consumidas, mas a energia pode ser consumida. II - Está correta, pois as cargas não saem da bateria e muito menos voltam pra ela As cargas estão nos fios condutores. III - Está errada, pois como explicado anteriormente, as cargas não se originam em B (bateria), elas estão nos condutores (fios). Resposta letra B. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO. Como o texto é praticamente auto-explicativo sobre o princípio do funcionamento da suspensão do trem, indicando a indução de correntes elétricas por campos magnéticos, então o sistema é uma aplicação da lei de Faraday-Lenz. Portanto resposta letra D. 10

11 3. O diagrama abaixo representa alguns níveis de energia fo átomo de hidrogênio. Átomos de hidrogênio, inicialmente no estado fundamental, começam a ser incididos continuamente por radiações eletromagnéticas de diferentes energias Ei: E1 =,3 ev, E = 1,9 ev e E3 = 10, ev. Quais destas radiações serão absorvidas pelos átomos de H, sem causar ionização? (A) Apenas E1. (B) Apenas E. (C) Apenas E1 e E. (D) Apenas E e E3. (E) E1, E e E3. 4. A medicina nuclear designa o conjunto das aplicações em que a substâncias radioativas são associadas ao diagnóstico e à terapia. Em algumas radioterapias, um radiofármaco é injetado no paciente visando ao tratamento de órgão alvo. Assim, por exemplo, o rênio ( 186 Re) é utilizado para aliviar doenças reumáticas, e o fósforo ( 3 P) para reduzir a produção excessiva de glóbulos vermelhos na medula óssea. Considere que a meia vida do rênio é de 3,5 dias e a do fósforo 14 dias. Após 14 dias da aplicação destes radiofármacos, as quantidades restantes destes isótopos radioativos no paciente serão, em relação às quantidades iniciais, respectivamente, (A) 1/ e 1/. (B) 1/4 e 0. (C) 1/4 e 1/. (D) 1/16 e 0. (E) 1/16 e 1/. 5. Neste ano de 013, comemora-se o centenário da publicação do modelo atômico de bohr, uma das bases da moderna teoria quântica. A respeito desse modelo, são feitas as seguintes afirmações. I - Os elétrons movem-se em torno do núcleo em órbitas circunferenciais, sob influência da atração coulombiana, e satisfazem as leis de Newton. II - Emissão ou absorção de radiação ocorre apenas quando o elétron faz uma transição entre órbitas permitidas. III - Nem todas as órbitas são permitidas, apenas aquelas nas quais a energia é um múltiplo inteiro de uma quantidade fundamental. (A) Apenas I. (B) Apenas I e II. (C) Apenas I e III. (D) Apenas II e III. (E) I, II e III. Quais estão corretas? UFRGS 013 RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 3. Serão absorvidas aquelas que tiverem valor igual a diferença de energia entre dois níveis de energia do átomo de hidrogênio. Então se analisarmos a diferença entre os níveis 1 e teremos: E = E - E1 = -,3,4 -(-13,6) = 10, ev Portanto E3 será absorvida e o elétron fará a transição do nível 1 para o. Para o elétron passar para o nível 3 precisará de: E = E3 - E = -1,5 -(-3,4) = 1,9 ev Portanto E será absorvida e o elétron fará a transição do nível para o 3. Para o elétron passar para o nível 4 precisará de: E = E4 - E3 = -0,9 -(-1,5) = 0,6 ev Portanto não existe nenhuma transição entre os níveis que a energia seja exatamente de E1 =,3 ev. Então as energias absorvidas serão E e E3. Resposta letra D. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 4. Para determinar a quantidade restantes dos isótopos radioativos, usaremos a equação para a meia-vida abaixo. m = m m massa restante T m n T massa inicial n número de meia-vida Calculando para o rênio: Primeiro precisamos determinar o valor de n n = t transcorrido = 14 t meai vida 3,5 = 4 m = m T = m T 4 16 Calculando para o fósforo: n = t transcorrido = 14 t meai vida 14 = 1 m = m T = m T 1 Resposta letra E. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 5. Analisando as afirmações relacionadas aos postulados do modelo atômico de Bohr. I - Está correta, pois de acordo com Bohr o elétron encontra-se em estados estacionários (órbitas circulares), e estes se mantém assim devido a força elétrica exercida pelo núcleo (atração coulombiana). II - Está correta, pois de acordo com o postulado, o elétron só transita entre os níveis quando recebe ou perde uma quantidade de energia que vale a diferença de energia entre os níveis transitados. III - Errada, pois a energia não é um múltiplo inteiro, de acordo com a equação da energia de cada nível abaixo. 11 Resposta letra B. E n = E o n

Física. Resolução. Q uestão 01 - A

Física. Resolução. Q uestão 01 - A Q uestão 01 - A Uma forma de observarmos a velocidade de um móvel em um gráfico d t é analisarmos a inclinação da curva como no exemplo abaixo: A inclinação do gráfico do móvel A é maior do que a inclinação

Leia mais

Vestibular UFRGS 2015. Resolução da Prova de Física

Vestibular UFRGS 2015. Resolução da Prova de Física Vestibular URGS 2015 Resolução da Prova de ísica 1. Alternativa (C) O módulo da velocidade relativa de móveis em movimentos retilíneos de sentidos opostos pode ser obtido pela expressão matemática: v r

Leia mais

UNIGRANRIO www.exerciciosdevestibulares.com.br. 2) (UNIGRANRIO) O sistema abaixo encontra-se em equilíbrio sobre ação de três forças

UNIGRANRIO www.exerciciosdevestibulares.com.br. 2) (UNIGRANRIO) O sistema abaixo encontra-se em equilíbrio sobre ação de três forças 1) (UNIGRANRIO) Um veículo de massa 1200kg se desloca sobre uma superfície plana e horizontal. Em um determinado instante passa a ser acelerado uniformemente, sofrendo uma variação de velocidade representada

Leia mais

grandeza do número de elétrons de condução que atravessam uma seção transversal do fio em segundos na forma, qual o valor de?

grandeza do número de elétrons de condução que atravessam uma seção transversal do fio em segundos na forma, qual o valor de? Física 01. Um fio metálico e cilíndrico é percorrido por uma corrente elétrica constante de. Considere o módulo da carga do elétron igual a. Expressando a ordem de grandeza do número de elétrons de condução

Leia mais

04. Com base na lei da ação e reação e considerando uma colisão entre dois corpos A e B, de massas m A. , sendo m A. e m B. < m B.

04. Com base na lei da ação e reação e considerando uma colisão entre dois corpos A e B, de massas m A. , sendo m A. e m B. < m B. 04. Com base na lei da ação e reação e considerando uma colisão entre dois corpos A e B, de massas m A e m B, sendo m A < m B, afirma-se que 01. Um patrulheiro, viajando em um carro dotado de radar a uma

Leia mais

ATENÇÃO ESTE CADERNO CONTÉM 10 (DEZ) QUESTÕES E RESPECTIVOS ESPAÇOS PARA RESPOSTAS. DURAÇÃO DA PROVA: 3 (TRÊS) HORAS

ATENÇÃO ESTE CADERNO CONTÉM 10 (DEZ) QUESTÕES E RESPECTIVOS ESPAÇOS PARA RESPOSTAS. DURAÇÃO DA PROVA: 3 (TRÊS) HORAS ATENÇÃO ESTE CADERNO CONTÉM 10 (DEZ) QUESTÕES E RESPECTIVOS ESPAÇOS PARA RESPOSTAS. DURAÇÃO DA PROVA: 3 (TRÊS) HORAS A correção de cada questão será restrita somente ao que estiver registrado no espaço

Leia mais

UFRGS 2012 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA

UFRGS 2012 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA RESOLUÇÃO DA PROVA DE Prof. Giovane Irribarem de Mello Instrução: As questões 01 a 03 estão relacionadas ao texto abaixo. O tempo de reação tr de um condutor de um automóvel é definido como o intervalo

Leia mais

Questão 46. Questão 47. Questão 48. alternativa E. alternativa C

Questão 46. Questão 47. Questão 48. alternativa E. alternativa C Questão 46 O movimento de uma partícula é caracterizado por ter vetor velocidade e vetor aceleração não nulo de mesma direção. Nessas condições, podemos afirmar que esse movimento é a) uniforme. b) uniformemente

Leia mais

TIPO-A FÍSICA. r 1200 v média. Dado: Aceleração da gravidade: 10 m/s 2. Resposta: 27

TIPO-A FÍSICA. r 1200 v média. Dado: Aceleração da gravidade: 10 m/s 2. Resposta: 27 1 FÍSICA Dado: Aceleração da gravidade: 10 m/s 01. Considere que cerca de 70% da massa do corpo humano é constituída de água. Seja 10 N, a ordem de grandeza do número de moléculas de água no corpo de um

Leia mais

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES 1 a QUESTÃO Valor: 1,00 A L 0 H mola apoio sem atrito B A figura acima mostra um sistema composto por uma parede vertical

Leia mais

(A) (B) (C) (D) (E) Resposta: A

(A) (B) (C) (D) (E) Resposta: A 1. (UFRGS-2) Ao resolver um problema de Física, um estudante encontra sua resposta expressa nas seguintes unidades: kg.m 2 /s 3. Estas unidades representam (A) força. (B) energia. (C) potência. (D) pressão.

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Considerando a interdependência das várias áreas de conhecimento dentro da Física, julgue os itens a seguir. 61 A temperatura de um cubo de gelo a 0 ºC, ao ser colocado em um

Leia mais

Prof. Rogério Porto. Assunto: Eletrostática

Prof. Rogério Porto. Assunto: Eletrostática Questões COVEST Física Elétrica Prof. Rogério Porto Assunto: Eletrostática 1. Duas esferas condutoras A e B possuem a mesma carga Q. Uma terceira esfera C, inicialmente descarregada e idêntica às esferas

Leia mais

UFMG - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

UFMG - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR UFMG - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR Física Questão 01 Durante uma brincadeira, Rafael utiliza o dispositivo mostrado nesta figura para lançar uma bolinha horizontalmente. Nesse

Leia mais

Questão 46. o diagrama horário da velocidade escalar, cuja ilustração correta para esse movimento. a) d)

Questão 46. o diagrama horário da velocidade escalar, cuja ilustração correta para esse movimento. a) d) Questão 46 b) Sobre um trilho reto, uma pequena esfera descreve um movimento uniformemente variado. Um estudante resolveu analisar esse movimento e construiu o gráfico do espaço percorrido (S) em função

Leia mais

Questão 37. Questão 39. Questão 38. alternativa D. alternativa D

Questão 37. Questão 39. Questão 38. alternativa D. alternativa D Questão 37 Os movimentos de dois veículos, e, estão registrados nos gráficos da figura. s(m) 37 3 22 1 7 t(s) 1 1 2 Sendo os movimentos retilíneos, a velocidade do veículo no instante em que alcança é

Leia mais

Questão 57. Questão 58. Questão 59. alternativa C. alternativa C

Questão 57. Questão 58. Questão 59. alternativa C. alternativa C Questão 57 Um automóvel e um ônibus trafegam em uma estrada plana, mantendo velocidades constantes em torno de 100 km/h e 75 km/h, respectivamente. Os dois veículos passam lado a lado em um posto de pedágio.

Leia mais

a) os módulos das velocidades angulares ωr NOTE E ADOTE

a) os módulos das velocidades angulares ωr NOTE E ADOTE 1. Um anel condutor de raio a e resistência R é colocado em um campo magnético homogêneo no espaço e no tempo. A direção do campo de módulo B é perpendicular à superfície gerada pelo anel e o sentido está

Leia mais

IME - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

IME - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR IME - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR Física Questão 01 Um pequeno refrigerador para estocar vacinas está inicialmente desconectado da rede elétrica e o ar em seu interior encontra-se

Leia mais

P R O V A DE FÍSICA II

P R O V A DE FÍSICA II 1 P R O V A DE FÍSICA II QUESTÃO 16 A figura mostra uma barra rígida articulada no ponto O. A barra é homogênea e seu peso P está em seu ponto médio. Sobre cada uma de suas extremidades são aplicadas forças

Leia mais

18 a QUESTÃO Valor: 0,25

18 a QUESTÃO Valor: 0,25 6 a A 0 a QUESTÃO FÍSICA 8 a QUESTÃO Valor: 0,25 6 a QUESTÃO Valor: 0,25 Entre as grandezas abaixo, a única conservada nas colisões elásticas, mas não nas inelásticas é o(a): 2Ω 2 V 8Ω 8Ω 2 Ω S R 0 V energia

Leia mais

PROVA UPE 2012 TRADICIONAL(RESOLVIDA)

PROVA UPE 2012 TRADICIONAL(RESOLVIDA) PROVA UPE 2012 TRADICIONAL(RESOLVIDA) 33 - Sete bilhões de habitantes, aproximadamente, é a população da Terra hoje. Assim considere a Terra uma esfera carregada positivamente, em que cada habitante seja

Leia mais

Resolução Comentada CEFET/MG - 2 semestre 2014

Resolução Comentada CEFET/MG - 2 semestre 2014 Resolução Comentada CEFET/MG - 2 semestre 2014 01 - A figura mostra um sistema massa-mola que pode oscilar livremente, sem atrito, sobre a superfície horizontal e com resistência do ar desprezível. Nesse

Leia mais

FÍSICA - Grupos H e I - GABARITO

FÍSICA - Grupos H e I - GABARITO 1 a QUESTÃO: (,0 pontos) Avaliador Revisor Um sistema básico de aquecimento de água por energia solar está esquematizado na figura abaixo. A água flui do reservatório térmico para as tubulações de cobre

Leia mais

Resolução O período de oscilação do sistema proposto é dado por: m T = 2π k Sendo m = 250 g = 0,25 kg e k = 100 N/m, vem:

Resolução O período de oscilação do sistema proposto é dado por: m T = 2π k Sendo m = 250 g = 0,25 kg e k = 100 N/m, vem: 46 c FÍSICA Um corpo de 250 g de massa encontra-se em equilíbrio, preso a uma mola helicoidal de massa desprezível e constante elástica k igual a 100 N/m, como mostra a figura abaixo. O atrito entre as

Leia mais

Questão 46. Questão 47. Questão 48. Questão 49. alternativa C. alternativa A. alternativa B

Questão 46. Questão 47. Questão 48. Questão 49. alternativa C. alternativa A. alternativa B Questão 46 Um ferreiro golpeia, com a marreta, uma lâmina de ferro, em ritmo uniforme, a cada 0,9 s. Um observador afastado desse ferreiro vê, com um binóculo, a marreta atingir o ferro e ouve o som das

Leia mais

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES 2011 1 a QUESTÃO Valor: 1,00 Um varal de roupas foi construído utilizando uma haste rígida DB de massa desprezível, com

Leia mais

γ = 5,0m/s 2 2) Cálculo da distância percorrida para a velocidade escalar reduzir-se de 30m/s para 10m/s. V 2 2

γ = 5,0m/s 2 2) Cálculo da distância percorrida para a velocidade escalar reduzir-se de 30m/s para 10m/s. V 2 2 OBSERVAÇÃO (para todas as questões de Física): o valor da aceleração da gravidade na superfície da Terra é representado por g. Quando necessário, adote: para g, o valor 10 m/s 2 ; para a massa específica

Leia mais

FÍSICA. Questões de 01 a 04

FÍSICA. Questões de 01 a 04 GRUPO 1 TIPO A FÍS. 1 FÍSICA Questões de 01 a 04 01. Considere uma partícula presa a uma mola ideal de constante elástica k = 420 N / m e mergulhada em um reservatório térmico, isolado termicamente, com

Leia mais

Soluções das Questões de Física do Processo Seletivo de Admissão à Escola Preparatória de Cadetes do Exército EsPCEx

Soluções das Questões de Física do Processo Seletivo de Admissão à Escola Preparatória de Cadetes do Exército EsPCEx Soluções das Questões de Física do Processo Seletivo de dmissão à Escola Preparatória de Cadetes do Exército EsPCEx Questão Concurso 009 Uma partícula O descreve um movimento retilíneo uniforme e está

Leia mais

Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Física

Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Física Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Física 01. Alternativa (A) No início do intervalo de tempo ( t), demarcado no gráfico, devemos encontrar uma aceleração constante e positiva, logo um pedaço

Leia mais

FÍSICA. Dados: Velocidade da luz no vácuo: 3,0 x 10 8 m/s Aceleração da gravidade: 10 m/s 2 1 4πε. Nm 2 /C 2

FÍSICA. Dados: Velocidade da luz no vácuo: 3,0 x 10 8 m/s Aceleração da gravidade: 10 m/s 2 1 4πε. Nm 2 /C 2 Dados: FÍSICA Velocidade da luz no vácuo: 3,0 x 10 8 m/s Aceleração da gravidade: 10 m/s 1 4πε 0 = 9,0 10 9 Nm /C Calor específico da água: 1,0 cal/g o C Calor latente de evaporação da água: 540 cal/g

Leia mais

Prof. Rogério Porto. Assunto: Cinemática em uma Dimensão II

Prof. Rogério Porto. Assunto: Cinemática em uma Dimensão II Questões COVEST Física Mecânica Prof. Rogério Porto Assunto: Cinemática em uma Dimensão II 1. Um carro está viajando numa estrada retilínea com velocidade de 72 km/h. Vendo adiante um congestionamento

Leia mais

LISTA DE RECUPERAÇÃO 3º ANO PARA 07/12

LISTA DE RECUPERAÇÃO 3º ANO PARA 07/12 LISTA DE RECUPERAÇÃO 3º ANO PARA 07/12 Questão 01) Quando uma pessoa se aproxima de um espelho plano ao longo da direção perpendicular a este e com uma velocidade de módulo 1 m/s, é correto afirmar que

Leia mais

1) d = V t. d = 60. (km) = 4km 60 2) Movimento relativo: s V rel 80 60 = t = (h) = h = 12min

1) d = V t. d = 60. (km) = 4km 60 2) Movimento relativo: s V rel 80 60 = t = (h) = h = 12min OBSERVAÇÃO (para todas as questões de Física): o valor da aceleração da gravidade na superfície da Terra é representado por g. Quando necessário, adote: para g, o valor de 10 m/s 2 ; para a massa específica

Leia mais

Questão 28. Questão 30. Questão 29. alternativa E. alternativa C

Questão 28. Questão 30. Questão 29. alternativa E. alternativa C Sempre que for necessário, utilize a aceleraçãodagravidadelocalcomog= 10 m/s Questão 8 A potência hídrica média teórica da hidrelétrica de Tucuruí, localizada no Pará, é de, 10 6 kw (fonte: site oficial

Leia mais

Exercícios 6 Aplicações das Leis de Newton

Exercícios 6 Aplicações das Leis de Newton Exercícios 6 plicações das Leis de Newton Primeira Lei de Newton: Partículas em Equilíbrio 1. Determine a intensidade e o sentido de F de modo que o ponto material esteja em equilíbrio. Resp: = 31,8 0,

Leia mais

QUESTÃO 01. a) Qual a temperatura do forno? b) Qual a variação de energia interna do bloco do latão. QUESTÃO 02

QUESTÃO 01. a) Qual a temperatura do forno? b) Qual a variação de energia interna do bloco do latão. QUESTÃO 02 Quando necessário considere: g = 10 m/s 2, densidade da água = 1 g/cm 3, 1 atm = 10 5 N/m 2, c água = 1 cal/g. 0 C, R = 8,31 J/mol.K, velocidade do som no ar = 340 m/s e na água = 1500 m/s, calor específico

Leia mais

FISICA. Justificativa: Taxa = 1,34 kw/m 2 Energia em uma hora = (1,34 kw/m 2 ).(600x10 4 m 2 ).(1 h) ~ 10 7 kw. v B. v A.

FISICA. Justificativa: Taxa = 1,34 kw/m 2 Energia em uma hora = (1,34 kw/m 2 ).(600x10 4 m 2 ).(1 h) ~ 10 7 kw. v B. v A. FISIC 01. Raios solares incidem verticalmente sobre um canavial com 600 hectares de área plantada. Considerando que a energia solar incide a uma taxa de 1340 W/m 2, podemos estimar a ordem de grandeza

Leia mais

Questão 46. Questão 48. Questão 47. alternativa B. alternativa B. alternativa D

Questão 46. Questão 48. Questão 47. alternativa B. alternativa B. alternativa D Questão 46 Uma das grandezas que representa o fluxo de elétrons que atravessa um condutor é a intensidade da corrente elétrica, representada pela letra i. Trata-se de uma grandeza a) vetorial, porque a

Leia mais

Questão 1. Questão 2. Resposta

Questão 1. Questão 2. Resposta Questão Um forno solar simples foi construído com uma caixa de isopor, forrada internamente com papel alumínio e fechada com uma tampa de vidro de 40 cm 50 cm. Dentro desse forno, foi colocada uma pequena

Leia mais

TC 3 UECE - 2013 FASE 2 MEDICINA e REGULAR

TC 3 UECE - 2013 FASE 2 MEDICINA e REGULAR TC 3 UECE - 03 FASE MEICINA e EGULA SEMANA 0 a 5 de dezembro POF.: Célio Normando. A figura a seguir mostra um escorregador na forma de um semicírculo de raio = 5,0 m. Um garoto escorrega do topo (ponto

Leia mais

Questão 1. Questão 2. Resposta. Resposta

Questão 1. Questão 2. Resposta. Resposta Questão 1 Na natureza, muitos animais conseguem guiar-se e até mesmo caçar com eficiência, devido à grande sensibilidade que apresentam para a detecção de ondas, tanto eletromagnéticas quanto mecânicas.

Leia mais

Tânia observa um lápis com o auxílio de uma lente, como representado nesta figura:

Tânia observa um lápis com o auxílio de uma lente, como representado nesta figura: PROVA DE FÍSICA QUESTÃO 0 Tânia observa um lápis com o auxílio de uma lente, como representado nesta figura: Essa lente é mais fina nas bordas que no meio e a posição de cada um de seus focos está indicada

Leia mais

Pelo princípio da independência dos movimentos, na horizontal, temos: V. = 0, o corpo se comporta como em queda livre, por isso: F g.

Pelo princípio da independência dos movimentos, na horizontal, temos: V. = 0, o corpo se comporta como em queda livre, por isso: F g. Questão 01 008 Um astronauta, de pé sobre a superfície da Lua, arremessa uma pedra, horizontalmente, a partir de uma altura de 1,5 m, e verifica que ela atinge o solo a uma distância de 15 m. Considere

Leia mais

Capítulo 4 Trabalho e Energia

Capítulo 4 Trabalho e Energia Capítulo 4 Trabalho e Energia Este tema é, sem dúvidas, um dos mais importantes na Física. Na realidade, nos estudos mais avançados da Física, todo ou quase todos os problemas podem ser resolvidos através

Leia mais

Questão 57. Questão 58. alternativa D. alternativa C. seu mostrador deverá indicar, para esse mesmo objeto, o valor de

Questão 57. Questão 58. alternativa D. alternativa C. seu mostrador deverá indicar, para esse mesmo objeto, o valor de OBSERVAÇÃO (para todas as questões de Física): o valor da aceleração da gravidade na superfície da Terra é representado por g. Quando necessário, adote: para g, o valor 10 m/s ; para a massa específica

Leia mais

Neste ano estudaremos a Mecânica, que divide-se em dois tópicos:

Neste ano estudaremos a Mecânica, que divide-se em dois tópicos: CINEMÁTICA ESCALAR A Física objetiva o estudo dos fenômenos físicos por meio de observação, medição e experimentação, permite aos cientistas identificar os princípios e leis que regem estes fenômenos e

Leia mais

Questão 46. Questão 48. Questão 47. alternativa A. alternativa E. alternativa B. Tássia, estudando o movimento retilíneo uniformemente

Questão 46. Questão 48. Questão 47. alternativa A. alternativa E. alternativa B. Tássia, estudando o movimento retilíneo uniformemente Questão 46 Tássia, estudando o movimento retilíneo uniformemente variado, deseja determinar a posição de um móvel no instante em que ele muda o sentido de seu movimento. Sendo a função horária da posição

Leia mais

Questão 57. Questão 59. Questão 58. alternativa D. alternativa C

Questão 57. Questão 59. Questão 58. alternativa D. alternativa C OBSERVAÇÃO (para todas as questões de Física): o valor da aceleração da gravidade na superfície da Terra é representada por g. Quando necessário adote: para g, o valor de 10 m/s 2 ; para a massa específica

Leia mais

1 a QUESTÃO: (2,0 pontos) Avaliador Revisor

1 a QUESTÃO: (2,0 pontos) Avaliador Revisor 1 a QUESTÃO: (,0 pontos) Avaliador evisor Vários fenômenos físicos podem ser explicados pela propagação retilínea da luz em meios homogêneos. Essa hipótese é conhecida como o modelo do raio luminoso da

Leia mais

Lista 1 Cinemática em 1D, 2D e 3D

Lista 1 Cinemática em 1D, 2D e 3D UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA DEPARTAMENTO DE ESTUDOS BÁSICOS E INSTRUMENTAIS CAMPUS DE ITAPETINGA PROFESSOR: ROBERTO CLAUDINO FERREIRA DISCIPLINA: FÍSICA I Aluno (a): Data: / / NOTA: Lista

Leia mais

UFRGS 2007 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA. Prof. Giovane Irribarem de Mello

UFRGS 2007 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA. Prof. Giovane Irribarem de Mello RESOLUÇÃO DA PROVA DE Prof. Giovane Irribarem de Mello Instrução: As questões 26 e 27 referem-se ao enunciado abaixo. Na figura que segue, estão representadas as trajetórias de dois projéteis, A e B, no

Leia mais

-----> V = 73,3V. Portanto: V2 = 73,3V e V1 = 146,6V, com isso somente L1 brilhará acima do normal e provavelmente queimará.

-----> V = 73,3V. Portanto: V2 = 73,3V e V1 = 146,6V, com isso somente L1 brilhará acima do normal e provavelmente queimará. TC 3 UECE 01 FASE POF.: Célio Normando Conteúdo: Lâmpadas Incandescentes 1. A lâmpada incandescente é um dispositivo elétrico que transforma energia elétrica em energia luminosa e energia térmica. Uma

Leia mais

Lista de Eletrostática da UFPE e UPE

Lista de Eletrostática da UFPE e UPE Lista de Eletrostática da UFPE e UPE 1. (Ufpe 1996) Duas pequenas esferas carregadas repelem-se mutuamente com uma força de 1 N quando separadas por 40 cm. Qual o valor em Newtons da força elétrica repulsiva

Leia mais

Revisão de Física Vestibular ITA 2011

Revisão de Física Vestibular ITA 2011 Vestibular ITA 011 Questão 1 Um cilindro oco, feito de material isolante, é fechado em uma das extremidades por uma placa metálica fixa e na outra por um pistão metálico bem ajustado livre para se mover.

Leia mais

1 Analise a figura a seguir, que representa o esquema de um circuito com a forma da letra U, disposto perpendicularmente à superfície da Terra.

1 Analise a figura a seguir, que representa o esquema de um circuito com a forma da letra U, disposto perpendicularmente à superfície da Terra. FÍSIC 1 nalise a figura a seguir, que representa o esquema de um circuito com a forma da letra U, disposto perpendicularmente à superfície da Terra. Esse circuito é composto por condutores ideais (sem

Leia mais

Tópico 8. Aula Prática: Movimento retilíneo uniforme e uniformemente variado (Trilho de ar)

Tópico 8. Aula Prática: Movimento retilíneo uniforme e uniformemente variado (Trilho de ar) Tópico 8. Aula Prática: Movimento retilíneo uniforme e uniformemente variado (Trilho de ar) 1. OBJETIVOS DA EXPERIÊNCIA 1) Esta aula experimental tem como objetivo o estudo do movimento retilíneo uniforme

Leia mais

Lista de refração e reflexão Ondulatória - Prof. Flávio

Lista de refração e reflexão Ondulatória - Prof. Flávio 1. (Ufu 2006) João corre assoviando em direção a uma parede feita de tijolos, conforme figura a seguir. A frequência do assovio de João é igual a f(inicial). A frequência da onda refletida na parede chamaremos

Leia mais

SIMULADO ABERTO ENEM 2015

SIMULADO ABERTO ENEM 2015 SIMULADO ABERTO ENEM 2015 1) A figura mostra a bela imagem de um gato ampliada pela água de um aquário esférico. Trata-se de uma imagem virtual direita e maior. A cerca do fenômeno óptico em questão, é

Leia mais

Questão 1. Questão 2. Resposta

Questão 1. Questão 2. Resposta aceleração da gravidade na Terra, g = 10 m/s densidade da água a qualquer temperatura, ρ=1000 kg/m 3 = 1 g/cm 3 velocidade da luz no vácuo = 3,0 10 8 m/s 5 5 Patm = 1 atm 10 N/m = 10 Pa calor específico

Leia mais

Professores: Gilberto / Gustavo / Luciano / Maragato CURSO DOMÍNIO. Comentário: Energia de Capacitor. Comentário: Questão sobre atrito

Professores: Gilberto / Gustavo / Luciano / Maragato CURSO DOMÍNIO. Comentário: Energia de Capacitor. Comentário: Questão sobre atrito Professores: Gilberto / Gustavo / Luciano / Maragato CURSO DOMÍNIO A prova de física exigiu um bom conhecimento dos alunos. Há questões relacionadas principalmente com a investigação e compreensão dos

Leia mais

IME - 2006 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

IME - 2006 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR IME - 2006 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR Física Questão 01 O ciclo Diesel, representado na figura seguinte, corresponde ao que ocorre num motor Diesel de quatro tempos: o trecho AB representa

Leia mais

UFRGS 2000 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA

UFRGS 2000 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA RESOLUÇÃO DA PROVA DE 1. Ao resolver um problema de Física, um estudante encontra sua resposta expressa nas seguintes unidades: kg.m 2 /s 3. Estas unidades representam RESOLUÇÃO DAS QUESTÃO 1. Para resolver

Leia mais

Fuvest 2005 2ª fase FÍSICA

Fuvest 2005 2ª fase FÍSICA Fuvest 2005 2ª fase FÍSICA 1. Procedimento de segurança, em auto-estradas, recomenda que o motorista mantenha uma distância de 2 segundos do carro que está à sua frente, para que, se necessário, tenha

Leia mais

são aplicadas num objeto cuja massa é 8,0 kg, sendo F» 1 mais intensa que F» 2

são aplicadas num objeto cuja massa é 8,0 kg, sendo F» 1 mais intensa que F» 2 Física Unidade Movimentos na Terra e no spaço QUSTÕS PROPOSTS 4. Duas forças F» e F» 2 são aplicadas num objeto cuja massa é 8,0 kg, sendo F» mais intensa que F» 2. s forças podem atuar na mesma direção

Leia mais

RESOLUÇÃO DA PROVA DA UFPR (2015) FÍSICA A (PROF. HAUSER)

RESOLUÇÃO DA PROVA DA UFPR (2015) FÍSICA A (PROF. HAUSER) DA PROVA DA UFPR (2015) FÍSICA A (PROF. HAUSER) 01)Um veículo está se movendo ao longo de uma estrada plana e retilínea. Sua velocidade em função do tempo, para um trecho do percurso, foi registrada e

Leia mais

Resolução de Provas 2009

Resolução de Provas 2009 Resolução de Provas 2009 01.No bebedouro doméstico representado na figura, a água do garrafão virado para baixo, de boca aberta, não vaza para o recipiente onde ele se apóia, devido à pressão atmosférica.

Leia mais

GREGOR MENDEL & GRANDES MESTRES REVISÃO 2ª FASE BAHIANA

GREGOR MENDEL & GRANDES MESTRES REVISÃO 2ª FASE BAHIANA REVISÃO ª FASE BAHIANA 1 Um anel condutor de raio a e resistência R é colocado em um campo magnético homogêneo no espaço e no tempo. A direção do campo de módulo B é perpendicular à superfície gerada pelo

Leia mais

UFRGS 2009 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA. Prof. Giovane Irribarem de Mello

UFRGS 2009 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA. Prof. Giovane Irribarem de Mello RESOLUÇÃO DA PROVA DE Prof. Giovane Irribarem de Mello 1. A seqüência de pontos na figura abaixo marca as posições, em intervalos de 1 segundo, de um corredor de 100 metros rasos, desde a largada até após

Leia mais

a) Estime o intervalo de tempo t 1 , em segundos, que a bola levou para ir do ponto A ao ponto B. b) Estime o intervalo de tempo t 2

a) Estime o intervalo de tempo t 1 , em segundos, que a bola levou para ir do ponto A ao ponto B. b) Estime o intervalo de tempo t 2 1 FÍSICA Durante um jogo de futebol, um chute forte, a partir do chão, lança a bola contra uma parede próxima. Com auxílio de uma câmera digital, foi possível reconstituir a trajetória da bola, desde o

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E FÍSICA Professor: Renato Medeiros EXERCÍCIOS NOTA DE AULA IV Goiânia - 2014 EXERCÍCIOS 1. Uma partícula eletrizada positivamente é

Leia mais

Professor : Vinicius Jacques Data: 03/08/2010 EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES / LEIS DE NEWTON

Professor : Vinicius Jacques Data: 03/08/2010 EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES / LEIS DE NEWTON Aluno (a): N Série: 1º Professor : Vinicius Jacques Data: 03/08/2010 Disciplina: FÍSICA EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES / LEIS DE NEWTON 01. Explique a função do cinto de segurança de um carro, utilizando o

Leia mais

Questão 46. Questão 48. Questão 47. alternativa C. alternativa D. alternativa C

Questão 46. Questão 48. Questão 47. alternativa C. alternativa D. alternativa C Questão 46 função da velocidade em relação ao tempo de um ponto material em trajetória retilínea, no SI, é v = 5,0 2,0t. Por meio dela pode-se afirmar que, no instante t = 4,0 s, a velocidade desse ponto

Leia mais

Física Interação e Tecnologia

Física Interação e Tecnologia Apontamentos das obras LeYa em relação as Orientações Teórico-Metodológicas para o Ensino Médio do estado de PERNAMBUCO Física Interação e Tecnologia 2 Caro professor, Este guia foi desenvolvido para ser

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Programa de Física 12.º ano homologado em 21/10/2004 ENSINO SECUNDÁRIO FÍSICA 12.º ANO TEMAS/DOMÍNIOS

Leia mais

ENEM 2014/2015 Física (Prova Amarela) Prof. Douglas Almeida

ENEM 2014/2015 Física (Prova Amarela) Prof. Douglas Almeida Questão 46 Nesta questão, o candidato precisa saber que um filtro de luz realiza a refração seletiva, deixando passar as cores que o compõe e absorvendo substancialmente as outras cores. Assim, para absorver

Leia mais

Física Experimental I. Impulso e quantidade de. movimento

Física Experimental I. Impulso e quantidade de. movimento Física xperimental I Impulso e quantidade de movimento SSUNTOS BORDDOS Impulso Quantidade de Movimento Teorema do Impulso Sistema Isolado de Forças Princípio da Conservação da Quantidade de Movimento Colisões

Leia mais

Lista de Eletromagnetismo - Tubarão. amostra em relação à localização dos. 1. Num laboratório de biofísica, um. lagos de onde vieram.

Lista de Eletromagnetismo - Tubarão. amostra em relação à localização dos. 1. Num laboratório de biofísica, um. lagos de onde vieram. 1. Num laboratório de biofísica, um pesquisador realiza uma experiência com "bactérias magnéticas", bactérias que tem pequenos ímãs no seu interior. Com auxílio desses imãs, amostra em relação à localização

Leia mais

No conjunto de gráficos a seguir, está representada a velocidade em função do tempo para seis situações distintas.

No conjunto de gráficos a seguir, está representada a velocidade em função do tempo para seis situações distintas. FÍSICA Instrução: Sempre que for necessário utilizar valores dos módulos da aceleração da gravidade na superfície da Terra ou da velocidade da luz no vácuo, considere esses valores como 9,80 m/s 2 e 3,00

Leia mais

Física Geral. Série de problemas. Unidade II Mecânica Aplicada. Departamento Engenharia Marítima

Física Geral. Série de problemas. Unidade II Mecânica Aplicada. Departamento Engenharia Marítima Física Geral Série de problemas Unidade II Mecânica Aplicada Departamento Engenharia Marítima 2009/2010 Módulo I As Leis de movimento. I.1 Uma esfera com uma massa de 2,8 10 4 kg está pendurada no tecto

Leia mais

FÍSICA Vestibular UFU 1ª Fase 04 Junho 2011

FÍSICA Vestibular UFU 1ª Fase 04 Junho 2011 QUESTÃO 11 A construção de grandes embarcações influenciou profundamente a história da humanidade, uma vez que, a partir delas, o homem pode se lançar nos oceanos, ampliando sua própria visão a respeito

Leia mais

FÍSICA. Sempre que for necessário, utilize g= 10m/s 2

FÍSICA. Sempre que for necessário, utilize g= 10m/s 2 FÍSICA Sempre que for necessário, utilize g= 10m/s 2 28 d Leia com atenção a tira da Turma da Mônica mostrada abaixo e analise as afirmativas que se seguem, considerando os princípios da Mecânica Clássica.

Leia mais

GABARITO DO SIMULADO DISCURSIVO

GABARITO DO SIMULADO DISCURSIVO GABARITO DO SIMULADO DISCURSIVO 1. (Unifesp 013) O atleta húngaro Krisztian Pars conquistou medalha de ouro na olimpíada de Londres no lançamento de martelo. Após girar sobre si próprio, o atleta lança

Leia mais

b) Calcule as temperaturas em Kelvin equivalentes às temperaturas de 5,0 ºC e 17,0 ºC.

b) Calcule as temperaturas em Kelvin equivalentes às temperaturas de 5,0 ºC e 17,0 ºC. Questão 1 A pressão P no interior de um fluido em equilíbrio varia com a profundidade h como P = P 0 + ρgh. A equação dos gases ideais relaciona a pressão, o volume e a temperatura do gás como PV = nrt,

Leia mais

s t 2) V m s = V m . t = 35. 2240 (km) s 7,9. 10 5 km

s t 2) V m s = V m . t = 35. 2240 (km) s 7,9. 10 5 km 14 A foto, tirada da Terra, mostra uma seqüência de 12 instantâneos do trânsito de Vênus em frente ao Sol, ocorrido no dia 8 de junho de 2004. O intervalo entre esses instantâneos foi, aproximadamente,

Leia mais

( ) ( ) ( ( ) ( )) ( )

( ) ( ) ( ( ) ( )) ( ) Física 0 Duas partículas A e, de massa m, executam movimentos circulares uniormes sobre o plano x (x e representam eixos perpendiculares) com equações horárias dadas por xa ( t ) = a+acos ( ωt ), ( t )

Leia mais

Questão 42. Questão 41. Questão 43. alternativa D. alternativa A

Questão 42. Questão 41. Questão 43. alternativa D. alternativa A OBSERVAÇÃO (para todas as questões de Física): o valor da aceleração da gravidade na superfície da Terra é representado por g. Quando necessário adote: para g, o valor de 10 m/s ; para a massa específica

Leia mais

LISTA UERJ 2014 LEIS DE NEWTON

LISTA UERJ 2014 LEIS DE NEWTON 1. (Pucrj 2013) Sobre uma superfície sem atrito, há um bloco de massa m 1 = 4,0 kg sobre o qual está apoiado um bloco menor de massa m 2 = 1,0 kg. Uma corda puxa o bloco menor com uma força horizontal

Leia mais

FÍSICA. a) Newton por metro cúbico. b) Joule por metro quadrado. c) Watt por metro cúbico. d) Newton por metro quadrado. e) Joule por metro cúbico.

FÍSICA. a) Newton por metro cúbico. b) Joule por metro quadrado. c) Watt por metro cúbico. d) Newton por metro quadrado. e) Joule por metro cúbico. FÍSICA 13 A palavra pressão é utilizada em muitas áreas do conhecimento. Particularmente, ela está presente no estudo dos fluidos, da termodinâmica, etc. Em Física, no entanto, ela não é uma grandeza fundamental,

Leia mais

Física: Eletromagnetismo

Física: Eletromagnetismo Física: Eletromagnetismo Questões de treinamento para a banca Cesgranrio elaborada pelo prof. Alex Regis Questão 01 Está(ão) correta(s): Considere as afirmações a seguir a respeito de ímãs. I. Convencionou-se

Leia mais

F-128 Física Geral I 2 o Semestre 2012 LISTA DO CAPÍTULO 2

F-128 Física Geral I 2 o Semestre 2012 LISTA DO CAPÍTULO 2 Questão 1 Um motorista de um carro que vai 52 km/h freia, desacelera uniformemente e para em 5 segundos. Outro motorista, que vai a 34 km/h, freia mais suavemente, e para em 10 segundos. Represente em

Leia mais

UFRGS 2014 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA. Prof. Giovane Irribarem de Mello

UFRGS 2014 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA. Prof. Giovane Irribarem de Mello UFRGS 2014 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA Prof. Giovane Irribarem de Mello INSTRUÇÃO: Sempre que for necessário utilizar valores dos módulos da aceleração da gravidade na superfície da Terra ou da velocidade

Leia mais

PROVA DE FÍSICA 1998 Segunda Etapa

PROVA DE FÍSICA 1998 Segunda Etapa PROVA DE FÍSICA 1998 Segunda Etapa QUESTÃO 01 Um cano de irrigação, enterrado no solo, ejeta água a uma taxa de 15 litros por minuto com uma velocidade de 10 m/s. A saída do cano é apontada para cima fazendo

Leia mais

ACESSO FÍSICA LISTA 1 (LEIS DE OHM E CORRENTE ELÉTRICA)

ACESSO FÍSICA LISTA 1 (LEIS DE OHM E CORRENTE ELÉTRICA) ACESSO FÍSICA LISTA 1 (LEIS DE OHM E CORRENTE ELÉTRICA) 1. (Fuvest) O plutônio ( Pu) é usado para a produção direta de energia elétrica em veículos espaciais. Isso é realizado em um gerador que possui

Leia mais

9) (UFMG/Adap.) Nesta figura, está representado um bloco de peso 20 N sendo pressionado contra a parede por uma força F.

9) (UFMG/Adap.) Nesta figura, está representado um bloco de peso 20 N sendo pressionado contra a parede por uma força F. Exercícios - Aula 6 8) (UFMG) Considere as seguintes situações: I) Um carro, subindo uma rua de forte declive, em movimento retilíneo uniforme. II) Um carro, percorrendo uma praça circular, com movimento

Leia mais

FÍSICA. Prova de 2 a Etapa SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. Duração desta prova: TRÊS HORAS. UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS FAÇA LETRA LEGÍVEL

FÍSICA. Prova de 2 a Etapa SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. Duração desta prova: TRÊS HORAS. UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS FAÇA LETRA LEGÍVEL FÍSICA Prova de 2 a Etapa SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. Leia atentamente as instruções que se seguem. 1 - Este caderno contém oito questões, constituídas de itens e subitens, abrangendo um total de doze páginas,

Leia mais

Centro de Massa. Curso: Engenharia Disciplina: complementos de Física Professor: Douglas Assunto: Centro de Massa E Momento de Inércia

Centro de Massa. Curso: Engenharia Disciplina: complementos de Física Professor: Douglas Assunto: Centro de Massa E Momento de Inércia Curso: Engenharia Disciplina: complementos de Física Professor: Douglas Assunto: Centro de Massa E Momento de Inércia Centro de Massa O centro de massa de um sistema de partículas é o ponto que se move

Leia mais

Um carro está andando ao longo de uma estrada reta e plana. Sua posição em função do tempo está representada neste gráfico:

Um carro está andando ao longo de uma estrada reta e plana. Sua posição em função do tempo está representada neste gráfico: PROVA DE FÍSICA QUESTÃO 0 Um carro está andando ao longo de uma estrada reta e plana. Sua posição em função do tempo está representada neste gráfico: Sejam v P, v Q e v R os módulos das velocidades do

Leia mais

Curso Wellington Física Óptica Espelhos Esféricos Prof Hilton Franco. 1. Em relação aos espelhos esféricos, analise as proposições que se seguem:

Curso Wellington Física Óptica Espelhos Esféricos Prof Hilton Franco. 1. Em relação aos espelhos esféricos, analise as proposições que se seguem: 1. Em relação aos espelhos esféricos, analise as proposições que se seguem: (1) A reta definida pelo centro de curvatura e pelo vértice do espelho é denominada de eixo secundário. (3) O ponto de encontro

Leia mais