Direção-geral da Administração da Justiça

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Direção-geral da Administração da Justiça"

Transcrição

1 Centro de Formação de Funcionários de Justiça Direção-geral da Administração da Justiça

2 Introdução Constitui contraordenação todo o facto ilícito e censurável que preencha um tipo legal no qual se comine uma coima. A decisão da autoridade administrativa que aplica uma coima é suscetível de impugnação judicial (n.º 1 do art.º 59.º) São também suscetíveis de impugnação judicial as decisões, despachos e demais medidas tomadas pelas autoridades administrativas (artº 55º ).

3 ENVIO DOS AUTOS AO MºPº O Processo de Contraordenação Impugnação Judicial O recurso de impugnação poderá ser interposto pelo arguido ou pelo defensor e é apresentado por escrito à autoridade administrativa. A autoridade administrativa envia os autos ao Ministério Público que os tornará presentes ao juiz, valendo este ato como acusação ( n.º 1 do art.º 62.º).

4 DECISÃO JUDICIAL O juiz poderá: A) -Rejeitar o recurso O Processo de Contraordenação Impugnação Judicial Deste despacho cabe recurso para o Tribunal da Relação, que sobe imediatamente (art.º 63.º e 73.º, n.º 1). B) -Decidir o caso mediante: audiência de julgamento, ou através de simples despacho (art.º 64.º, n.º 1,).

5 DESPACHO/AUDIÊNCIA O Processo de Contraordenação Impugnação Judicial No caso de pretender decidir por despacho, o juiz ordenará a notificação do arguido/recorrente e do Mº Pº para, em 10 dias, dizerem se se opõem a que o juiz decida por despacho, sem necessidade de recorrer a julgamento (art.º 64.º.n.º 2). Se nada disserem: Despacho decisão. Se algum se opuser: O juiz marca o julgamento.

6 DA AUDIÊNCIA O Processo de Contraordenação Impugnação Judicial Na audiência observam-se as formalidades dos nºs. 5 a 7 do art.º 13.º do DL 17/91, de 10/01, não havendo lugar à redução da prova a escrito ou à gravação (Artº 66.º e 75º nº 1 do DL 433/82 e também Ac. TRC de , no Pº 1511/10.5TBTNV.C1). Subsidiariamente aplicam-se as disposições do C. P. P., relativas ao julgamento - n.º 7, do artº 13.º DL 17/91, de 10/01.

7 DA AUDIÊNCIA Artº 67.º DL 433/82 Não é obrigatória a presença do arguido em audiência. No entanto, o juiz pode considerar a sua presença necessária e ordenar, assim, a sua notificação. O arguido pode fazer-se representar por advogado com procuração escrita, nos casos em que o juiz não ordenou a sua presença.

8 DA AUDIÊNCIA O Processo de Contraordenação Impugnação Judicial Nos casos em que o arguido não comparece nem se faz representar por advogado, o tribunal, se o considerar necessário, pode marcar nova audiência artº 68º, Nº 2.

9 DA AUDIÊNCIA DL 433/82, de 27/10 O tribunal pode solicitar a audição do arguido por outro tribunal, devendo a realização desta diligência ser comunicada ao Mº Pº e ao defensor e sendo o respetivo auto lido na audiência artº 67.º. O Mº Pº deve estar presente na audiência artº 69.º. O representante da autoridade administrativa pode participar na audiência, pelo que o juiz ordenará a comunicação às autoridades administrativas a data da audiência artº 70.º.

10 COMUNICAÇÕES O Processo de Contraordenação Impugnação Judicial O tribunal comunicará às autoridades administrativas a sentença, bem como as demais decisões finais - artº. 70.º, nº 4.

11 NOTIFICAÇÕES O Processo de Contraordenação Impugnação Judicial Às notificações são aplicáveis as disposições do Código de Processo Penal (art.º 41.º DL 433/82), designadamente os artigos 113.º e 114.º.

12 TAXA DE JUSTIÇA artº 8.º, nºs 7 e 8 do RCP É devida taxa de justiça no âmbito de processos de contraordenação, quando a coima não tenha sido previamente liquidada, no valor de 1 UC, podendo ser corrigida a final. A taxa é autoliquidada nos 10 dias subsequentes à notificação ao arguido da data de marcação da audiência do julgamento ou do despacho que a considere desnecessária, devendo ser expressamente indicado ao arguido o prazo e os modos de pagamento da mesma. Para o efeito, junto com a notificação ao arguido, deve ser enviado o respetivo DUC.

13 RECURSOS JURISDICIONAIS O Processo de Contraordenação Impugnação Judicial O recurso da sentença ou do despacho seguirá a tramitação do recurso em Processo Penal (art.º 74.º, n.º 4, do DL 433/82). Contudo, o prazo de interposição dos recursos é de 10 dias sendo também de 10 dias o prazo para a apresentação da resposta (art.º 74.º.n.º 1 e Ac. Fixação Jurisprudência, n.º 1/2009, DR I Série de 16/01/ 2009).

14 RECURSOS JURISDICIONAIS artº 74.º O prazo para a interposição do recurso, conta-se a partir: da sentença ou do despacho, ou da sua notificação ao arguido, caso a decisão tenha sido proferida sem a presença deste (nº 1); do depósito da sentença (artºs 372º, nº 5 e 411º, nº 1, al. b) CPP). O arguido considera-se notificado da sentença, depois de esta ter sido lida perante o defensor nomeado ou constituído, contando-se o prazo de recurso a partir dessa data, mesmo que o arguido não tenha comparecido a esse ato - Ac. TRL Pº2486/10.6TBOER, de

15 DO PAGAMENTO DA COIMA artº 88.º DL 433/82 A coima é paga no prazo de 10 dias a partir da data em que a decisão se tornar definitiva ou transitar em julgado, não podendo ser acrescida de quaisquer adicionais. Pode ser autorizado o pagamento da coima dentro de um ano, ou o seu pagamento em prestações, não podendo a última delas ir além dos dois anos subsequentes ao carácter definitivo ou ao trânsito em julgado da decisão. A falta de pagamento de uma prestação implica o vencimento de todas as outras.

16 DA EXECUÇÃO artº 89.º DL 433/82 O não pagamento da coima, dará lugar à execução. As execuções são promovidas pelo Mº Pº e seguem os termos das execuções por custas/multas/coimas.

17 DESTINO DAS COIMAS ARTº 17.º DL 34/2008, de 26/02 As quantias cobradas pelos tribunais, por força da condenação no pagamento de coimas, revertem: 10% para o IGFEJ (Inst. Gest. Financeira Equipamentos da Justiça) 90% para a Autoridade Administrativa

18 NOTA: Seguem-se informações complementares, provenientes das normas legais de algumas autoridades administrativas, sobre o processo dos recursos de contraordenação no Tribunal da Concorrência, Regulação e Supervisão.

19 AUTORIDADE DA CONCORRÊNCIA Regime Jurídico da Concorrência Lei 19/2012, de 08/05 Formam um único processo judicial os recursos de decisões interlocutórias da Autoridade da Concorrência proferidas no mesmo processo na fase organicamente administrativa artº 85.º, nº 3. Tendo havido recurso de decisões interlocutórias, o recurso da decisão final é processado nos autos do único ou do primeiro recurso interposto artº 87.º, nº3. Com as necessárias adaptações, o mesmo se aplica aos recursos para o Tribunal da Relação artº 89.º, nº 3.

20 AUTORIDADE DA CONCORRÊNCIA Regime Jurídico da Concorrência Lei 19/2012, de 08/05 A Autoridade da Concorrência (tal como o Mº Pº e o visado) pode opor-se a que o tribunal decida por despacho, sem audiência de julgamento artº 87º, nº 5. O tribunal notifica a Autoridade da Concorrência da sentença, bem como de todos os despachos que não sejam de mero expediente artº 87.º, nº7.

21 BANCO DE PORTUGAL Regime Geral das Instituições de Crédito e Sociedades Financeiras DL 298/92, de 31/12 O Banco de Portugal (tal como o Mº Pº e o arguido) pode opor-se a que o tribunal decida por despacho, sem audiência de julgamento artº 230º.

22 CMVM Código dos Valores Mobiliários DL 486/99, de 13/11 A CMVM (tal como o Mº Pº e o arguido) pode opor-se a que o tribunal decida por despacho, sem audiência de julgamento artº 416º, nº 3. A decisão judicial que confirme, altere ou revogue a decisão condenatória da CMVM ou do tribunal de 1ª instância é comunicada de imediato à CMVM artº 422º.

23 ISP Ist. Seguros de Seguros de Portugal DL 94-B/98, de 17/04 e DL 144/2006, de 31/07 O ISP (tal como o Mº Pº e o arguido) pode opor-se a que o tribunal decida por despacho, sem audiência de julgamento (artº 95º DL 144/2006 e artº 232º, do DL 94-B/98). A decisão judicial que confirme, altere ou revogue a decisão condenatória do ISP ou do tribunal de 1ª instância é comunicada de imediato ao ISP artº 229.ºB, DL 94-B/98.

24 Coleção: Nome da coleção Autor: Centro de Formação de Funcionários de Justiça Titulo: O Processo de Contraordenação Coordenação técnico-pedagógica: Acácio Seixas Coleção pedagógica: Centro de Formação de Funcionários de Justiça 1.ª edição Novembro de 2012 Feche a janela para terminar o estudo deste recurso Índice

Breviário de funções do secretário de justiça

Breviário de funções do secretário de justiça Breviário de funções do secretário de justiça Centro de Formação de Funcionários de Justiça Direção-geral da Administração da Justiça Breviário PADRONIZAÇÃO de funções DAS do CUSTAS secretário JUDICIAIS

Leia mais

Contraordenações Rodoviárias Advogados

Contraordenações Rodoviárias Advogados Francisco Marques Vieira Santa Maria da Feira 18 de setembro de 2015 Contraordenações Rodoviárias Advogados Defesa do Arguido Impugnação Judicial Recurso 2 Dinâmica do Processo Fiscalização Auto de notícia

Leia mais

AS CONTAS NAS CUSTAS PROCESSUAIS

AS CONTAS NAS CUSTAS PROCESSUAIS Conferência 10.MAR.2016 pelas 17:30h AS CONTAS NAS CUSTAS PROCESSUAIS Tema específico: Custas de parte e contas finais. Diamantino Pereira Dispositivos importantes processo civil: Art.º 48.º (Falta insuficiência

Leia mais

Regulamento das Cus stas Processuais A Conta de Custas no Regulamento das Custas Processuais

Regulamento das Cus stas Processuais A Conta de Custas no Regulamento das Custas Processuais A Conta de Custas no Regulamento das Custas Processuais 1 Conceito de taxa de justiça no C.C.J. A taxa de justiça do processo corresponde ao somatório das taxas de justiça inicial e subsequente de cada

Leia mais

Código de Processo Civil

Código de Processo Civil Lei nº 7/2009, de 12 de Fevereiro [1] Código de Processo Civil 2017 31ª Edição Atualização nº 1 1 [1] Código do Trabalho CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL Atualização nº 1 ORGANIZAÇÃO BDJUR BASE DE DADOS JURÍDICA

Leia mais

PARECER DA UGT SOBRE A PROPOSTA DE LEI N.º 282/X (4.ª) QUE APROVA O REGIME PROCESSUAL APLICÁVEL ÀS CONTRA-ORDENAÇÕES LABORAIS E DE SEGURANÇA SOCIAL

PARECER DA UGT SOBRE A PROPOSTA DE LEI N.º 282/X (4.ª) QUE APROVA O REGIME PROCESSUAL APLICÁVEL ÀS CONTRA-ORDENAÇÕES LABORAIS E DE SEGURANÇA SOCIAL PARECER DA UGT SOBRE A PROPOSTA DE LEI N.º 282/X (4.ª) QUE APROVA O REGIME PROCESSUAL APLICÁVEL ÀS CONTRA-ORDENAÇÕES LABORAIS E DE SEGURANÇA SOCIAL 1. Apreciação na generalidade O presente diploma vem

Leia mais

PRÁTICA PROCESSUAL CIVIL

PRÁTICA PROCESSUAL CIVIL PRÁTICA PROCESSUAL CIVIL 25ª Sessão DA REFORMA DOS RECURSOS EM PROCESSO CIVIL Carla de Sousa Advogada 1º Curso de Estágio 2011 1 Enquadramento legal DL nº 303/2007 de 24 de Agosto Rectificado pela: Declaração

Leia mais

Regulamento das Custas Processuais Procedimentos a observar na tramitação das secretarias judiciais CFFJ

Regulamento das Custas Processuais Procedimentos a observar na tramitação das secretarias judiciais CFFJ Regulamento das Custas Processuais Procedimentos a observar na tramitação das secretarias judiciais CFFJ - 2012 Direção-Geral da Administração da Justiça Face à uniformização do sistema de custas consagrado

Leia mais

Alterações ao Código da Estrada

Alterações ao Código da Estrada Alterações ao Código da Estrada Decreto-Lei nº 116/2015, de 28 de Agosto, publicada no Diário da República nº 168, Iª Série A Décima quarta alteração ao Código da Estrada aprovado pelo Decreto-Lei n.º

Leia mais

Sindicato dos Oficiais de Justiça

Sindicato dos Oficiais de Justiça Tabelas a que se refere o artigo 2º do Decreto Lei nº 52/2011, de 13 de Abril Processo iniciados a partir de 13 de Maio de 2011 = 102,00 TABELA I (a que se referem os artigos 6º, 7º, 11º, 12º e 13º do

Leia mais

OS RECURSOS DE INCONSTITUCIONALIDADE PARA O TRIBUNAL CONSTITUCIONAL. Tribunal Constitucional, seminário 2013

OS RECURSOS DE INCONSTITUCIONALIDADE PARA O TRIBUNAL CONSTITUCIONAL. Tribunal Constitucional, seminário 2013 OS RECURSOS DE INCONSTITUCIONALIDADE PARA O TRIBUNAL CONSTITUCIONAL S Plano de apresentação S I. INTRODUÇÃO S II. RECURSO ORDINÁRIO DE INCONSTITUCIONALIDADE S III. RECURSO EXTRAORDINÁRIO S IV. REGIME COMPARADO

Leia mais

Lei n.º 46/2011 de 24 de Junho

Lei n.º 46/2011 de 24 de Junho Não dispensa a consulta do diploma publicado em Diário da República. Lei n.º 46/2011 de 24 de Junho Cria o tribunal de competência especializada para propriedade intelectual e o tribunal de competência

Leia mais

ORGANIZAÇÃO, FUNCIONAMENTO E PROCESSO DO TRIBUNAL CONSTITUCIONAL Lei n.o 28/82, (*) de 15 de Novembro (Excertos)

ORGANIZAÇÃO, FUNCIONAMENTO E PROCESSO DO TRIBUNAL CONSTITUCIONAL Lei n.o 28/82, (*) de 15 de Novembro (Excertos) ORGANIZAÇÃO, FUNCIONAMENTO E PROCESSO DO TRIBUNAL CONSTITUCIONAL Lei n.o 28/82, (*) de 15 de Novembro (Excertos) A Assembleia da República decreta, nos termos do artigo 244.o da Lei Constitucional n.o

Leia mais

Regulamento das Custas Processuais. Aplicação no Tempo CFFJ Direção-geral da Administração da Justiça

Regulamento das Custas Processuais. Aplicação no Tempo CFFJ Direção-geral da Administração da Justiça Regulamento das Custas Processuais Aplicação no Tempo CFFJ - 2012 Direção-geral da Administração da Justiça Índice Objeto... 3 Alteração ao Regulamento das Custas Processuais... 3 Alteração às tabelas

Leia mais

Código de Processo do Trabalho

Código de Processo do Trabalho DECRETO-LEI Nº 398/98, DE 17 DE DEZEMBRO Código de Processo do Trabalho 2013 9ª Edição Actualização nº 1 1 LEI GERAL TRIBUTÁRIA CÓDIGO DE PROCESSO DO TRABALHO Actualização nº 1 EDITOR EDIÇÕES ALMEDINA,

Leia mais

CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL LEI 41/2013, DE 26/6

CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL LEI 41/2013, DE 26/6 CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL LEI 41/2013, DE 26/6 * Lei n.º 62/2013, de 26 de Agosto (Lei da Organização do Sistema Judiciário) * Declaração de Retificação nº 36/2013, de 12 de Agosto * Portaria nº 280/2013,

Leia mais

Inspeções e contraordenações

Inspeções e contraordenações Inspeções e contraordenações A empresa pode ser objeto de inspeções e da aplicação de contraordenações. Depois de ser notificada da aplicação destas, a sua resposta pode variar em função do tipo de infração

Leia mais

Exame de Prática Processual Penal 1º Curso Estágio 2006

Exame de Prática Processual Penal 1º Curso Estágio 2006 Exame de Prática Processual Penal 1º Curso Estágio 2006 Na sequência de participação criminal validamente apresentada o M.P. instaurou inquérito e, a final, tendo encerrado o inquérito, deduziu acusação

Leia mais

Exame de Prática Processual Penal

Exame de Prática Processual Penal Exame de Prática Processual Penal I No dia 20/02/06 António foi surpreendido na sua caixa do correio com uma notificação do Tribunal ali colocada nesse dia que, recebendo a acusação que contra si era deduzida

Leia mais

CAPÍTULO I Ilícito penal

CAPÍTULO I Ilícito penal Regime processual aplicável aos crimes especiais do setor segurador e dos fundos de pensões e aplicável às contraordenações cujo processamento compete ao Instituto de Seguros de Portugal CAPÍTULO I Ilícito

Leia mais

REGULAMENTO DAS CUSTAS PROCESSUAIS. Dec-Lei nº 34/2008, de 26 de Fevereiro Alt. Pelo Dec-Lei nº 181/2008, de 28 Agosto

REGULAMENTO DAS CUSTAS PROCESSUAIS. Dec-Lei nº 34/2008, de 26 de Fevereiro Alt. Pelo Dec-Lei nº 181/2008, de 28 Agosto 1 REGULAMENTO DAS CUSTAS PROCESSUAIS Alcanena, 12 de Março de 2010 Dec-Lei nº 34/2008, de 26 de Fevereiro Alt. Pelo Dec-Lei nº 181/2008, de 28 Agosto Edgar Valles 2 Regulamento das custas processuais Entrada

Leia mais

ÍNDICE. prefácio da 10ª edição 7 prefácio da 1ª edição 9 abreviaturas 11

ÍNDICE. prefácio da 10ª edição 7 prefácio da 1ª edição 9 abreviaturas 11 ÍNDICE prefácio da 10ª edição 7 prefácio da 1ª edição 9 abreviaturas 11 PRINCÍPIOS 1. Princípio da oficialidade 13 2. Princípio da legalidade 14 3. Princípio da acusação 16 4. Princípio do inquisitório

Leia mais

TRIBUNAL DA RELAÇÃO DE LISBOA

TRIBUNAL DA RELAÇÃO DE LISBOA Processo n.'' 204/ 13.6YUSTR.L1-3.^ Secção Relator: Carlos Rodrigues de Almeida Acordam, em conferência, no Tribunal da Relação de Lisboa I - RELATÓRIO 1 - No dia 11 de Março de 2015, foi proferido nestes

Leia mais

CUSTAS JUDICIAIS. A CÓDIGO DAS CUSTAS JUDICIAIS: Decreto-Lei n.º 224-A/1996 e posteriores alterações.

CUSTAS JUDICIAIS. A CÓDIGO DAS CUSTAS JUDICIAIS: Decreto-Lei n.º 224-A/1996 e posteriores alterações. CUSTAS JUDICIAIS A CÓDIGO DAS CUSTAS JUDICIAIS: Decreto-Lei n.º 224-A/1996 e posteriores alterações. I Regime Geral - Aplica-se aos processos iniciados entre 1 de Janeiro de 1997 e 19 de Abril de 2009;

Leia mais

Apresenta: Nótulas à Lei n.º 32/2014 de 30 de maio (PEPEX)

Apresenta: Nótulas à Lei n.º 32/2014 de 30 de maio (PEPEX) Apresenta: Nótulas à Lei n.º 32/2014 de 30 de maio (PEPEX) Natureza e finalidade: Procedimento Extrajudicial O Procedimento extrajudicial pré-executivo é um procedimento de natureza facultativa que se

Leia mais

COMISSÃO NACIONAL DE ESTÁGIO E FORMAÇÃO

COMISSÃO NACIONAL DE ESTÁGIO E FORMAÇÃO COMISSÃO NACIONAL DE ESTÁGIO E FORMAÇÃO Prática Processual Civil Programa I CONSULTA JURÍDICA 1.1 Consulta jurídica 1.2 Tentativa de resolução amigável 1.3 Gestão do cliente e seu processo II PATROCÍNIO

Leia mais

Lei nº 7/2009, de 12 de Fevereiro [1] Código da Estrada ª Edição. Atualização nº 1

Lei nº 7/2009, de 12 de Fevereiro [1] Código da Estrada ª Edição. Atualização nº 1 Lei nº 7/2009, de 12 de Fevereiro [1] Código da Estrada 2015 8ª Edição Atualização nº 1 1 [1] Código do Trabalho CÓDIGO DA ESTRADA Atualização nº 1 ORGANIZAÇÃO BDJUR BASE DE DADOS JURÍDICA EDITOR EDIÇÕES

Leia mais

Direção-geral da Administração da Justiça. Centro de Formação de Funcionários de Justiça

Direção-geral da Administração da Justiça. Centro de Formação de Funcionários de Justiça Centro de Formação de Funcionários de Justiça Especial Revitalização Finalidade: Destina-se a devedores em comprovada situação económica difícil ou em situação de insolvência meramente iminente. O PER

Leia mais

Prática Processual Civil. Programa

Prática Processual Civil. Programa ORDEM DOS ADVOGADOS COMISSÃO NACIONAL DE ESTÁGIO E FORMAÇÃO Prática Processual Civil Programa I - A CONSULTA JURÍDICA 1.1 - A consulta ao cliente 1.2 - Tentativa de resolução amigável 1.3 - A gestão do

Leia mais

Carta Por Pontos: como reagir?

Carta Por Pontos: como reagir? Carta Por Pontos: como reagir? Por Gonçalo Vaz Osório gvo@ace.pt PALAVRAS-CHAVE: carta de condução; carta de condução por pontos; condutor; contra-ordenação grave; contra-ordenação muito grave; subtracção

Leia mais

Memorando Semestral. Ação do Ministério Público no Distrito Judicial de Lisboa (Área Penal)

Memorando Semestral. Ação do Ministério Público no Distrito Judicial de Lisboa (Área Penal) Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa Memorando Semestral 1.º Semestre 2016 Ação do Ministério Público no Distrito Judicial de Lisboa (Área Penal) 1. Apresentação Pretende-se com este Memorando fazer

Leia mais

C O I M B R A Sessão sobre Custas Processuais Aspectos Práticos. 16 de Maio de ,00 horas

C O I M B R A Sessão sobre Custas Processuais Aspectos Práticos. 16 de Maio de ,00 horas C O I M B R A Sessão sobre Custas Processuais Aspectos Práticos 16 de Maio de 2009 10,00 horas Diamantino Pereira Jurista Consultor Professor universitário Sistematização do Regulamento das Custas Processuais

Leia mais

DECRETO N.º 327/XII. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: Artigo 1.

DECRETO N.º 327/XII. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: Artigo 1. DECRETO N.º 327/XII Vigésima segunda alteração ao Código de Processo Penal, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 78/87, de 17 de fevereiro, primeira alteração ao Decreto-Lei n.º 299/99, de 4 de agosto, que regulamenta

Leia mais

Sistema Fiscal Moçambicano GARANTIAS GERAIS E MEIOS DE DEFESA DO CONTRIBUINTE PAGAMENTO DE DÍVIDAS TRIBUTÁRIAS A PRESTAÇÕES COMPENSAÇÃO DAS DÍVIDAS

Sistema Fiscal Moçambicano GARANTIAS GERAIS E MEIOS DE DEFESA DO CONTRIBUINTE PAGAMENTO DE DÍVIDAS TRIBUTÁRIAS A PRESTAÇÕES COMPENSAÇÃO DAS DÍVIDAS Sistema Fiscal Moçambicano GARANTIAS GERAIS E MEIOS DE DEFESA DO CONTRIBUINTE PAGAMENTO DE DÍVIDAS TRIBUTÁRIAS A PRESTAÇÕES COMPENSAÇÃO DAS DÍVIDAS TRIBUTÁRIAS GARANTIAS GERAIS E MEIOS DE DEFESA DO CONTRIBUINTE

Leia mais

Acórdão n.º 10 / ª Secção-PL. P. n.º 5 ROM-SRM/2013. P. de Multa n.º 6/2012-SRM

Acórdão n.º 10 / ª Secção-PL. P. n.º 5 ROM-SRM/2013. P. de Multa n.º 6/2012-SRM Não transitado em julgado Recurso para o Tribunal Constitucional Acórdão n.º 10 /2013-3.ª Secção-PL. P. n.º 5 ROM-SRM/2013 P. de Multa n.º 6/2012-SRM 1. RELATÓRIO. 1.1. O Ministério Público junto da Secção

Leia mais

FAQ s de Contra-ordenações

FAQ s de Contra-ordenações FAQ s de Contra-ordenações O que é uma contra-ordenação? Constitui contra-ordenação todo o facto ilícito, típico, culposo, punível com coima. Para se estar perante uma contra-ordenação é necessário que

Leia mais

PROPOSTA DE LEI N.º 82/VIII ALTERA O DECRETO-LEI N.º 433/82, DE 27 DE OUTUBRO (REGIME GERAL DAS CONTRA-ORDENAÇÕES), EM MATÉRIA DE PRESCRIÇÃO

PROPOSTA DE LEI N.º 82/VIII ALTERA O DECRETO-LEI N.º 433/82, DE 27 DE OUTUBRO (REGIME GERAL DAS CONTRA-ORDENAÇÕES), EM MATÉRIA DE PRESCRIÇÃO PROPOSTA DE LEI N.º 82/VIII ALTERA O DECRETO-LEI N.º 433/82, DE 27 DE OUTUBRO (REGIME GERAL DAS CONTRA-ORDENAÇÕES), EM MATÉRIA DE PRESCRIÇÃO Exposição de motivos O regime da prescrição no Direito de Mera

Leia mais

Deliberação ERC/2016/106 (OUT-I-PC)

Deliberação ERC/2016/106 (OUT-I-PC) Deliberação ERC/2016/106 (OUT-I-PC) Processo Contraordenacional ERC/10/2014/726 - Participação contra Jornal O Mirante por falta do livro de reclamações no jornal Lisboa 4 de maio de 2016 Conselho Regulador

Leia mais

Unificação das formas de processo tramitação da ação administrativa. Dinamene de Freitas Assistente da FDUL

Unificação das formas de processo tramitação da ação administrativa. Dinamene de Freitas Assistente da FDUL Unificação das formas de processo tramitação da ação administrativa Dinamene de Freitas Assistente da FDUL Tópicos da apresentação Alguns aspetos da tramitação da ação administrativa (AA) na aproximação

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE DECISÃO DE CONTRAORDENAÇÃO

DIVULGAÇÃO DE DECISÃO DE CONTRAORDENAÇÃO DIVULGAÇÃO DE DECISÃO DE CONTRAORDENAÇÃO Processo de contraordenação da CMVM n.º: 49/2010 Arguidos: Tipo de infração: PAI Proteção e Apoio ao Investidor ITEM Integridade e Transparência e Equidade do Mercado

Leia mais

FASE DE FORMAÇÃO INICIAL - PROGRAMA DE PRÁTICA PROCESSUAL CIVIL I I - ACESSO AO DIREITO II - ACTOS PROCESSUAIS DAS PARTES

FASE DE FORMAÇÃO INICIAL - PROGRAMA DE PRÁTICA PROCESSUAL CIVIL I I - ACESSO AO DIREITO II - ACTOS PROCESSUAIS DAS PARTES Prática Processual Civil I FASE DE FORMAÇÃO INICIAL - PROGRAMA DE PRÁTICA PROCESSUAL CIVIL I I - ACESSO AO DIREITO Modalidades do acesso ao direito e à justiça. O conceito de insuficiência económica. Revogação

Leia mais

Temos ainda um Juízo de admissibilidade (a quo) e um Juízo de julgamento (ad quem).

Temos ainda um Juízo de admissibilidade (a quo) e um Juízo de julgamento (ad quem). PARTE II TEORIA GERAL DOS RECURSOS Conceito: Recurso é o direito que a parte vencida ou o terceiro prejudicado possui de, uma vez atendidos os pressupostos de admissibilidade, submeter a matéria contida

Leia mais

REINALDO ROSSANO LÉO MATOS INFORMÁTICA EXERCÍCIOS QUADRIX LINUX DIREITO PROCESSUAL PENAL

REINALDO ROSSANO LÉO MATOS INFORMÁTICA EXERCÍCIOS QUADRIX LINUX DIREITO PROCESSUAL PENAL REINALDO ROSSANO LÉO MATOS INFORMÁTICA EXERCÍCIOS QUADRIX LINUX DIREITO PROCESSUAL PENAL CARGOS: OFICIAL DE JUSTIÇA E ANALISTA JUDICIÁRIO FUNÇÃO JUDICIÁRIA PROVA OBJETIVA: 9.1.3. A Prova Objetiva será

Leia mais

Código de Processo Civil

Código de Processo Civil Lei nº 7/2009, de 12 de Fevereiro [1] Código de Processo Civil 2011 22ª Edição Actualização nº 2 1 [1] Código do Trabalho CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL Actualização nº 2 ORGANIZAÇÃO BDJUR BASE DE DADOS JURÍDICA

Leia mais

PROPOSTA DE LEI N.º 177/X. Exposição de Motivos

PROPOSTA DE LEI N.º 177/X. Exposição de Motivos PROPOSTA DE LEI N.º 177/X Exposição de Motivos A Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) veio suceder à Direcção-Geral de Viação nas atribuições em matéria de contra-ordenações rodoviárias,

Leia mais

DECRETO N.º 458/XII. Décima quarta alteração ao Código da Estrada, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 114/94, de 3 de maio

DECRETO N.º 458/XII. Décima quarta alteração ao Código da Estrada, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 114/94, de 3 de maio DECRETO N.º 458/XII Décima quarta alteração ao Código da Estrada, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 114/94, de 3 de maio A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição,

Leia mais

Processo de Insolvência. Processo especial de revitalização (PER) CFFJ Direção-geral da Administração da Justiça

Processo de Insolvência. Processo especial de revitalização (PER) CFFJ Direção-geral da Administração da Justiça Processo de Insolvência Processo especial de revitalização (PER) CFFJ - 2012 Direção-geral da Administração da Justiça Processo Especial de Revitalização (PER) A Lei n.º 16/2012, de 20 de abril, procedeu

Leia mais

Câmara dos Técnicos Oficiais de Contas (CTOC) Formação à Distância

Câmara dos Técnicos Oficiais de Contas (CTOC) Formação à Distância Câmara dos Técnicos Oficiais de Contas (CTOC) Formação à Distância CURSO DIS1209 1 - OBJECTIVOS: Curso: INFRACÇÕES TRIBUTÁRIAS O curso de Infracções Tributárias tem como objectivo dar conhecer aos TOC

Leia mais

Parecer nr. 52/PP/2008-PP CONCLUSÕES:

Parecer nr. 52/PP/2008-PP CONCLUSÕES: Parecer nr. 52/PP/2008-PP CONCLUSÕES: 1 - A decisão que venha a ser proferida no processo deve fixar a compensação que é devida ao patrono nomeado sempre que o beneficiário do apoio judiciário beneficie

Leia mais

Carla Jobling (Advogada) Luís Figueira (Jurista) JurIndex3

Carla Jobling (Advogada) Luís Figueira (Jurista) JurIndex3 Carla Jobling (Advogada) Luís Figueira (Jurista) JurIndex3 Termos de utilização: 1. Versão livre para utilização sem finalidade lucrativa. 2. Não é autorizada a utilização para fins comerciais ou noutras

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS. Proposta de Lei n.º 336/XII. Exposição de Motivos

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS. Proposta de Lei n.º 336/XII. Exposição de Motivos Proposta de Lei n.º 336/XII Exposição de Motivos A presente proposta de lei destina-se a alterar o Código da Estrada, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 114/94, de 3 de maio, implementando o regime da carta

Leia mais

Alteração ao Código de Processo do Trabalho Competência territorial e início do processo

Alteração ao Código de Processo do Trabalho Competência territorial e início do processo Texto de substituição subscrito pelos Grupos Parlamentares do Bloco de Esquerda e do Partido Socialista ao Projeto de Lei n.º 105/XIII/1.ª (BE) - Aprofunda o regime jurídico da ação especial de reconhecimento

Leia mais

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo, de

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo, de Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo, de 04-12-2013 Processo: 0877/13 Relator: VALENTE TORRÃO Meio Processual: RECURSO JURISDICIONAL Decisão: PROVIDO Fonte: www.dgsi.pt Sumário Impugnando o contribuinte

Leia mais

Descritores regulamento das custas processuais; taxa de justiça; dispensa; conta de custas; reclamação;

Descritores regulamento das custas processuais; taxa de justiça; dispensa; conta de custas; reclamação; ECLI:PT:TRE:2016:185893.11.3YIPRT.A.E1 http://jurisprudencia.csm.org.pt/ecli/ecli:pt:tre:2016:185893.11.3yiprt.a.e1 Relator Nº do Documento Mata Ribeiro Apenso Data do Acordão 03/11/2016 Data de decisão

Leia mais

Diploma. Aprova o regime processual aplicável às contra-ordenações laborais e de segurança social

Diploma. Aprova o regime processual aplicável às contra-ordenações laborais e de segurança social Diploma Aprova o regime processual aplicável às contra-ordenações laborais e de segurança social Lei n.º 107/2009 de 14 de Setembro Aprova o regime processual aplicável às contra-ordenações laborais e

Leia mais

IVA ARTIGO 78º REGULARIZAÇÕES. Para estes créditos aplicam-se sempre os nºs 7 a 12, 16 e 17 do CIVA).

IVA ARTIGO 78º REGULARIZAÇÕES. Para estes créditos aplicam-se sempre os nºs 7 a 12, 16 e 17 do CIVA). IVA 14-03-2015 ARTIGO 78º REGULARIZAÇÕES 1 -REGIME TRANSITÓRIO (créditos vencidos até 31/12/2012) Para estes créditos aplicam-se sempre os nºs 7 a 12, 16 e 17 do CIVA). a) Se a data relevante para a dedução,

Leia mais

Aprova o regime processual aplicável às contra-ordenações laborais e de segurança social

Aprova o regime processual aplicável às contra-ordenações laborais e de segurança social DECRETO N.º 375/X Aprova o regime processual aplicável às contra-ordenações laborais e de segurança social A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o

Leia mais

Sumários de Acórdãos do

Sumários de Acórdãos do 2011 Sumários de Acórdãos do Tribunal Constitucional Direito do Trabalho Centro Informático 2014 ADVERTÊNCIA O texto aqui apresentado foi disponibilizado antes da publicação, pelo que pode não coincidir

Leia mais

S. R. TRIBUNAL DA RELAÇÃO DE GUIMARÃES

S. R. TRIBUNAL DA RELAÇÃO DE GUIMARÃES PROCº 155/11.9YRGMR I - RELATÓRIO Vem o presente incidente na sequência de dois despachos judiciais, transitados em julgado, proferidos pelo Sr. Juiz actual titular do Juízo de Execução de Guimarães pelo

Leia mais

Código de Processo Penal Disposições relevantes em matéria de Comunicação Social

Código de Processo Penal Disposições relevantes em matéria de Comunicação Social Código de Processo Penal Disposições relevantes em matéria de Comunicação Social Artigo 86. o Publicidade do processo e segredo de justiça 1. O processo penal é, sob pena de nulidade, público a partir

Leia mais

Novo Código de Processo Civil Edição Académica, 4.ª Edição Col. Legislação

Novo Código de Processo Civil Edição Académica, 4.ª Edição Col. Legislação COLEÇÃO LEGISLAÇÃO Atualizações Online orquê as atualizações aos livros da COLEÇÃO LEGISLAÇÃO? No panorama legislativo nacional é frequente a publicação de novos diplomas legais que, regularmente, alteram

Leia mais

CORRECÇÃO DIREITO E PROCESSO CIVIL ESTÁGIO 2011/2012 JULHO DE 2012

CORRECÇÃO DIREITO E PROCESSO CIVIL ESTÁGIO 2011/2012 JULHO DE 2012 CORRECÇÃO DIREITO E PROCESSO CIVIL ESTÁGIO 2011/2012 JULHO DE 2012 A presente grelha de correção é feita de forma sucinta, indicando o que de essencial deve ser referido pelo aluno estagiário. Cotação

Leia mais

Códigos Penal e Processo Penal Col. Legislação

Códigos Penal e Processo Penal Col. Legislação COLEÇÃO LEGISLAÇÃO Atualizações Online orquê as atualizações aos livros da COLEÇÃO LEGISLAÇÃO? No panorama legislativo nacional é frequente a publicação de novos diplomas legais que, regularmente, alteram

Leia mais

Normas de funcionamento interno da 3.ª Secção do Tribunal de Contas (NFI)

Normas de funcionamento interno da 3.ª Secção do Tribunal de Contas (NFI) Normas de funcionamento interno da 3.ª Secção do Tribunal de Contas (NFI) RESOLUÇÃO N.º 1/98 3.ª S., de 4 de Fevereiro, com as seguintes alterações: 1.ª alteração Resolução n.º 1/99-3.ª Secção, aprovada

Leia mais

Sumários de Acórdãos do

Sumários de Acórdãos do 2012 Sumários de Acórdãos do Tribunal Constitucional Direito Penal Centro Informático 2014 ADVERTÊNCIA O texto aqui apresentado foi disponibilizado antes da publicação, pelo que pode não coincidir com

Leia mais

- PORTARIA N.º 225/2013, de 10 de julho: alteração à Portaria n.º 331- B/2009, de 30 de março

- PORTARIA N.º 225/2013, de 10 de julho: alteração à Portaria n.º 331- B/2009, de 30 de março DIPLOMAS - LEI N.º 41/2013, de 26 de junho: aprova o CPC - PORTARIA N.º 225/2013, de 10 de julho: alteração à Portaria n.º 331- B/2009, de 30 de março - DECLARAÇÃO DE RETIFICAÇÃO N.º 36/2013, de 12 de

Leia mais

XXIII EXAME DE ORDEM PROCESSO PENAL PROF CHRISTIANO GONZAGA

XXIII EXAME DE ORDEM PROCESSO PENAL PROF CHRISTIANO GONZAGA XXIII EXAME DE ORDEM PROCESSO PENAL PROF CHRISTIANO GONZAGA Princípios Devido Processo Legal Juiz Natural PRINCÍPIOS IMPORTANTES Ampla Defesa Presunção de Inocência Aplicação da lei processual Art. 2º,

Leia mais

ANEXO Propostas de alteração Código do Processo Penal

ANEXO Propostas de alteração Código do Processo Penal CPP EM VIGOR PJL 38/XI e 178/XI (PCP) PJL 181/XI/1 (BE) PPL 12/XI/1 (GOV) Artigo 86º Publicidade do processo e segredo de justiça 1 O processo penal é, sob pena Artigo 86.º 1 O processo penal é, sob pena

Leia mais

AULA ) Competência de 1 Grau para exame da Tutela Provisória. 12.8) Natureza Jurídica da Decisão da Tutela Provisória

AULA ) Competência de 1 Grau para exame da Tutela Provisória. 12.8) Natureza Jurídica da Decisão da Tutela Provisória Turma e Ano: Master A (2015) 06/07/2015 Matéria / Aula: Direito Processual Civil / Aula 23 Professor: Edward Carlyle Silva Monitor: Alexandre Paiol CONTEÚDO DA AULA: Tutela provisória : AULA 23 12.7) Competência

Leia mais

ECLI:PT:TRG:2015: GBBCL.G1

ECLI:PT:TRG:2015: GBBCL.G1 ECLI:PT:TRG:2015:1715.12.6GBBCL.G1 http://jurisprudencia.csm.org.pt/ecli/ecli:pt:trg:2015:1715.12.6gbbcl.g1 Relator Nº do Documento António Condesso rg Apenso Data do Acordão 25/05/2015 Data de decisão

Leia mais

Direito Processual Penal

Direito Processual Penal Direito Processual Penal Forma, Lugar e Tempo dos Atos Processuais Professor Joerberth Nunes www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Processual Penal FORMA, LUGAR E TEMPO DOS ATOS PROCESSUAIS LIVRO VI DISPOSIÇÕES

Leia mais

LEGISLAÇÃO POLICIAL 1

LEGISLAÇÃO POLICIAL 1 LEGISLAÇÃO POLICIAL 1 1.ª Sessão Ilícito de Mera Ordenação Social A presente Sessão divide-se em: 4 Aulas, perfazendo 300 ; 4 Tempos letivos de 50 cada; 2 1.ª Sessão Ilícito de Mera Ordenação Social Caracterizar

Leia mais

sobre o papel do Ministério Público fora do sistema de justiça penal

sobre o papel do Ministério Público fora do sistema de justiça penal TRADUÇÃO da versão em francês CONSELHO DA EUROPA Recomendação CM/Rec(2012)11 do Comité de Ministros aos Estados Membros sobre o papel do Ministério Público fora do sistema de justiça penal (adoptada pelo

Leia mais

Regime Contraordenacional

Regime Contraordenacional Ficha Técnica Autor: (DGSS) - Divisão dos Instrumentos Informativos - Direção de Serviços da Definição de Regimes Editor: DGSS Conceção Gráfica: DGSS / Direção de Serviços de Instrumentos de Aplicação

Leia mais

Direito Processual Penal

Direito Processual Penal Direito Processual Penal Nulidades Professor Joerberth Nunes www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Processual Penal NULIDADES CÓDIGO DE PROCESSO PENAL TÍTULO I Das Nulidades Art. 563. Nenhum ato será

Leia mais

Regime Contraordenacional

Regime Contraordenacional Ficha Técnica Título Autor de Segurança Social Regime Contraordenacional Conceção gráfica Edição Direção de Serviços de Instrumentos de Aplicação http://www.seg-social.pt/dgss-direccao-geral-da-seguranca-social

Leia mais

S. R. TRIBUNAL DA RELAÇÃO DE GUIMARÃES

S. R. TRIBUNAL DA RELAÇÃO DE GUIMARÃES PROCº 3337/12.2TBGMR.G1 I - RELATÓRIO Visam os presentes autos a resolução do conflito de competência entre os Senhores Juizes do 2º Juízo Cível e do Juízo de Execução da comarca de Guimarães que, por

Leia mais

Exame de Prática Processual Penal 23 de Janeiro de 2009

Exame de Prática Processual Penal 23 de Janeiro de 2009 No dia 6 de Maio de 2008, António, alegando urgente necessidade de auxiliar um seu irmão a fazer face a inesperadas despesas de saúde, convenceu Maria, com quem vivia em situação análoga à dos cônjuges,

Leia mais

PROVA ESCRITA NACIONAL DO EXAME FINAL DE AVALIAÇÃO E AGREGAÇÃO

PROVA ESCRITA NACIONAL DO EXAME FINAL DE AVALIAÇÃO E AGREGAÇÃO ORDEM DOS ADVOGADOS CNEF / CNA Comissão Nacional de Estágio e Formação / Comissão Nacional de Avaliação PROVA ESCRITA NACIONAL DO EXAME FINAL DE AVALIAÇÃO E AGREGAÇÃO Questões de Prática Processual Penal

Leia mais

Nova Ação Executiva. Sintese de Diplomas CFFJ Direção-geral da Administração da Justiça

Nova Ação Executiva. Sintese de Diplomas CFFJ Direção-geral da Administração da Justiça Nova Ação Executiva Sintese de Diplomas CFFJ - 2012 Direção-geral da Administração da Justiça Nova Ação Executiva Síntese dos Diplomas Decreto-Lei n.º 38/2003, de 8 de Março, que bem se pode apelidar de

Leia mais

Processo n.º 429/2015 Data do acórdão:

Processo n.º 429/2015 Data do acórdão: Processo n.º 429/2015 Data do acórdão: 2015-5-28 (Autos em recurso penal) Assuntos: prática de novo crime no período de pena suspensa corrupção activa art.º 54.º, n.º 1, alínea b), do Código Penal revogação

Leia mais

S. R. TRIBUNAL DA RELAÇÃO DE GUIMARÃES

S. R. TRIBUNAL DA RELAÇÃO DE GUIMARÃES PROCº 2160/07-2 Acordam no Tribunal da Relação de Guimarães: I - RELATÓRIO O Digno Magistrado do M.ºP.º junto deste Tribunal requereu a resolução do conflito de competência entre os M.ºs Juiz da 1ª Vara

Leia mais

PROCESSO PENAL MARATONA OAB XX

PROCESSO PENAL MARATONA OAB XX PROCESSO PENAL MARATONA OAB XX AUDIÊNCIA DE CUSTÓDIA RESOLUÇÃO 213/15 RESOLUÇÃO Nº 213/15 - CNJ Art. 1º Determinar que toda pessoa presa em flagrante delito, independentemente da motivação ou natureza

Leia mais

Aprovado por Deliberação n.º /2010 ANTEPROJECTO DE LEI SOBRE OS ACTOS PRÓPRIOS DOS ADVOGADOS E SOLICITADORES ASSEMBLEIA NACIONAL. Lei n.

Aprovado por Deliberação n.º /2010 ANTEPROJECTO DE LEI SOBRE OS ACTOS PRÓPRIOS DOS ADVOGADOS E SOLICITADORES ASSEMBLEIA NACIONAL. Lei n. Aprovado por Deliberação n.º /2010 ANTEPROJECTO DE LEI SOBRE OS ACTOS PRÓPRIOS DOS ADVOGADOS E SOLICITADORES ASSEMBLEIA NACIONAL Lei n.º /2010, de de Na sequência da aprovação e entrada em vigor da Lei

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº SJU-01.A/2015

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº SJU-01.A/2015 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº SJU-01.A/2015 Data: 20/09/2015 Versão: Original 01 SISTEMA ADMINISTRATIVO SJU - SISTEMA JURÍDICO 02 ASSUNTO SJU 01.A PROCESSOS JUDICIAIS CÍVEIS (JUSTIÇA COMUM CÍVEL E JUIZADO ESPECIAL

Leia mais

REGULAMENTO DISCIPLINAR DA ORDEM DOS FARMACÊUTICOS CAPÍTULO I. Princípios Fundamentais. Artigo 1.º

REGULAMENTO DISCIPLINAR DA ORDEM DOS FARMACÊUTICOS CAPÍTULO I. Princípios Fundamentais. Artigo 1.º REGULAMENTO DISCIPLINAR DA ORDEM DOS FARMACÊUTICOS CAPÍTULO I Princípios Fundamentais Artigo 1.º Poder Disciplinar 1 A Ordem dos Farmacêuticos, adiante designada por Ordem, exerce o poder disciplinar sobre

Leia mais

CENTRO DE ARBITRAGEM, CONCILIAÇÃO E MEDIAÇÃO CACM REGULAMENTO DE CUSTAS DE ARBITRAGEM. Artigo 1º (Definições)

CENTRO DE ARBITRAGEM, CONCILIAÇÃO E MEDIAÇÃO CACM REGULAMENTO DE CUSTAS DE ARBITRAGEM. Artigo 1º (Definições) CENTRO DE ARBITRAGEM, CONCILIAÇÃO E MEDIAÇÃO CACM REGULAMENTO DE CUSTAS DE ARBITRAGEM Artigo 1º (Definições) Para efeitos do presente regulamento entende-se por: a) Encargos administrativos os que resultam

Leia mais

PROCURADORIA-GERAL DISTRITAL PROGRAMA

PROCURADORIA-GERAL DISTRITAL PROGRAMA PROGRAMA ENCONTRO DE MAGISTRADOS DA JURISDIÇÃO DE FAMÍLIA E MENORES DO DISTRITO DE LISBOA ** 1ª SESSÃO ** 19 /11/ 2007 PGD LISBOA (Sala Biblioteca Pequena) (10H -12H30M / 14H - 17 H) TEMAS EM DISCUSSÃO

Leia mais

As suas questões. sobre o Tribunal de Justiça da União Europeia

As suas questões. sobre o Tribunal de Justiça da União Europeia As suas questões sobre o Tribunal de Justiça da União Europeia PORQUÊ UM TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA UNIÃO EUROPEIA (TJUE)? Para construir a Europa, os Estados (actualmente 27) celebraram entre si Tratados

Leia mais

S. R. TRIBUNAL DA RELAÇÃO DE GUIMARÃES

S. R. TRIBUNAL DA RELAÇÃO DE GUIMARÃES PROCº 909/08-1 Acordam no Tribunal da Relação de Guimarães: I - RELATÓRIO O Digno Magistrado do M.ºP.º junto deste Tribunal requereu a resolução do conflito de competência entre os Senhores Juizes da 2ª

Leia mais

CIRCULAR N.º 1/IGEC/2013

CIRCULAR N.º 1/IGEC/2013 CIRCULAR N.º 1/IGEC/2013 DESTINATÁRIOS: Diretor-Geral dos Estabelecimentos Escolares Serviços Centrais e Equipas Multidisciplinares da IGEC Assunto: I NOTIFICAÇÃO DAS DECISÕES DE PROCESSOS DISCIPLINARES

Leia mais

UMA LIÇÃO DO CASO PORTUCALE: ALEGAÇÕES ORAIS E LEALDADE

UMA LIÇÃO DO CASO PORTUCALE: ALEGAÇÕES ORAIS E LEALDADE 27 de julho de 2016 UMA LIÇÃO DO CASO PORTUCALE: ALEGAÇÕES ORAIS E LEALDADE Transitou por estes dias em julgado o Acórdão do Tribunal Constitucional n.º 361/2016, de 8 de Junho, e, com ele, o acórdão absolutório

Leia mais

Rui Duarte Morais QUANDO A ADMINISTRAÇÃO FISCAL INCUMPRE QUINTAS-FEIRAS DE DIREITO 7 DE JULHO DE 2011

Rui Duarte Morais QUANDO A ADMINISTRAÇÃO FISCAL INCUMPRE QUINTAS-FEIRAS DE DIREITO 7 DE JULHO DE 2011 Rui Duarte Morais 1 QUANDO A ADMINISTRAÇÃO FISCAL INCUMPRE QUINTAS-FEIRAS DE DIREITO 7 DE JULHO DE 2011 Compensação por Iniciativa do Contribuinte 2 Artigo 90º n.º 1 C.P.P.T. A compensação com créditos

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Procurador de Justiça no processo penal Edison Miguel da Silva Júnior* 1. Introdução No conhecido livro Eles, os juízes, visto por nós, os advogados, Calamandrei afirmar que na acusação

Leia mais

LEVANTAMENTO DE INFORMAÇÃO DOS PROCESSOS EXECUTIVOS

LEVANTAMENTO DE INFORMAÇÃO DOS PROCESSOS EXECUTIVOS LEVANTAMENTO DE INFORMAÇÃO DOS PROCESSOS EXECUTIVOS DADOS GERAIS PROCESSO N.º TRIBUNAL: JUÍZO: SECÇÃO: DATA DE ENTRADA: _ TÍTULO EXECUTIVO: TIPO DE EXECUÇÃO: EXECUÇÃO INICIADA ANTES DE 15/09/2003: FORMA

Leia mais

Decisão Integral: Acordam, em conferência, na 9.ª Secção Criminal do Tribunal da Relação de Lisboa

Decisão Integral: Acordam, em conferência, na 9.ª Secção Criminal do Tribunal da Relação de Lisboa ECLI:PT:TRL:2013:304.11.7PTPDL.L1.9 http://jurisprudencia.csm.org.pt/ecli/ecli:pt:trl:2013:304.11.7ptpdl.l1.9 Relator Nº do Documento Maria Guilhermina Freitas rl Apenso Data do Acordão 21/11/2013 Data

Leia mais

Regulamento Disciplinar da Ordem dos Farmacêuticos

Regulamento Disciplinar da Ordem dos Farmacêuticos REGULAMENTO DISCIPLINAR DA ORDEM DOS FARMACÊUTICOS Revisto em Assembleia-Geral de 19 de Março de 2011 Publicado na Revista da Ordem dos Farmacêuticos n.º 97 (Março/Abril 2011) 1 Regulamento Disciplinar

Leia mais

Lei n.º 113/2009, de 17/9 1

Lei n.º 113/2009, de 17/9 1 (Não dispensa a consulta do Diário da República) Lei n.º 113/2009, de 17/9 1 Estabelece medidas de proteção de menores, em cumprimento do artigo 5.º da Convenção do Conselho da Europa contra a Exploração

Leia mais

Breviário de funções do secretário de justiça

Breviário de funções do secretário de justiça Centro de Formação de Funcionários de Justiça ENTRAR Ver instruções de utilização Direção-geral da Administração da Justiça Bem vindo à apresentação Padronização das custas Esta apresentação é composta

Leia mais