Alterações ao Código da Estrada

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Alterações ao Código da Estrada"

Transcrição

1 Alterações ao Código da Estrada Decreto-Lei nº 116/2015, de 28 de Agosto, publicada no Diário da República nº 168, Iª Série A Décima quarta alteração ao Código da Estrada aprovado pelo Decreto-Lei n.º 114/94 de 03 de Maio. Altera: Os artigos 5º, 13º, 77º, 78º-A, 139º, 141º, 145º, 148º, 149º, 171º-A, 173º, 175º, 180º, 185º-A e 189º do Código da Estrada. 1 Adita: O artigo 121º-A Atribuição de pontos ao Código da Estrada. 2 Revoga: A al. a) do n.º3 e n.º6 do artigo 141º do Código da Estrada, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 114/94 de 03 de Maio. O Decreto-Lei n.º 116/2015 de 28 de Agosto entra em vigor no próximo dia 01 de Junho de 2016 e, as alterações introduzidas aplicam-se às contraordenações graves e muito graves cometidas após a sua entrada em vigor. A presente informação cuida da alteração ao regime jurídico do Código da Estrada, designadamente no que concerne à responsabilidade e sancionamento de infrações graves e muito graves, efeitos e consequências. 1 Aprovado pelo Decreto-Lei n.º 114/94 de 03 de Maio, alterado pelos Decretos-Leis n.º 214/96, de 20 de Novembro, 2/98, de 03 de Janeiro, 162/2001, de 22 de Maio, 265-A/2001, de 28 de Setembro, pela Lei n.º 20/2002, de 21 de Agosto, pelos Decretos-Leis n.º 44/2005, de 23 de Fevereiro, 113/2008, de 01 de Julho, 113/2009, de 18 de Maio, pelas Leis n.º 78/2009, de 13 de Agosto, 46/2010, de 07 de Setembro e pelos Decretos-Leis n.º 82/2011, de 20 de Junho, 138/2012, de 05 de Julho, e pela Lei n.º 72/2013 de 03 de Setembro. 2 Vide nota de rodapé anterior. 1

2 A alteração ao Código da Estrada preconizada pelo Decreto-Lei n.º 116/2015, de 28 de Agosto, vem equiparar o nosso regime jurídico aos demais europeus, atribuindo a cada condutor pontos que, em caso de infrações qualificadas como graves ou muito graves serão subtraídos, possibilitando, no entanto, mediante o preenchimento de requisitos determinados a atribuição de pontos dentro de limites quantitativos definidos. Com efeito, nos termos do disposto no art. 121º A do Código da Estrada 3, a cada condutor serão atribuídos doze (12) pontos, os quais poderão ser acrescidos de: (i) três (3) pontos, até ao limite máximo de quinze (15) pontos se, em cada período de três (3) anos não constarem de registo contraordenações graves ou muito graves ou crimes de natureza rodoviária; (ii) um (1) ponto, até ao limite de dezasseis (16) pontos se, em cada período de revalidação da carta de condução, não constarem do registo crimes de natureza rodoviária e o condutor, voluntariamente, frequentar ação de formação. O art. 148º do Código da Estrada corporiza o funcionamento do sistema de pontos, quer seja de atribuição, quer seja de subtração. A prática de contraordenações graves 4 ou muito graves 5, previstas e punidas nos termos do Código da Estrada e legislação complementar, determina a subtração de pontos ao condutor aquando de decisão condenatória definitiva ou do trânsito em julgado de sentença. Concretamente, A) Subtração de pontos: (i) Subtração de três (3) pontos: prática de contraordenação grave referente a condução sob influência do álcool, excesso de velocidade dentro das zonas de coexistência ou ultrapassagem efetuada imediatamente antes e nas passagens assinaladas para a travessia de peões ou velocípedes; 6 3 Art. 121º A do Código da Estrada Atribuição de pontos- 1-A cada condutor são atribuídos doze pontos. 2-Aos pontos atribuídos nos termos do número anterior podem ser acrescidos três pontos, até ao limite máximo de quinze pontos, nas situações previstas no n.º 5 do artigo 148º. 3-Aos pontos atribuídos nos termos dos números anteriores pode ser acrescido um ponto, até ao limite máximo de dezasseis pontos, nas situações previstas no n.º 7 do art. 148º. 4 Cfr. art. 145º do Código da Estrada. 5 Cfr. art. 146º do Código da Estrada. 6 Cfr. al. a) do n.º 1 do art. 148º do Código da Estrada. 2

3 (ii) Subtração de dois (2) pontos: prática das demais contraordenações graves; 7 (iii) Subtração de cinco (5) pontos: prática de contraordenação muito grave referente a condução sob influência do álcool, condução sob influência de substâncias psicotrópicas ou excesso de velocidade dentro das zonas de coexistência; 8 (iv) Subtração de quatro (4) pontos prática das demais contraordenações muito graves; 9 (v) Subtração de seis (6) pontos: - condenação em pena acessória de proibição de conduzir e arquivamento de inquérito mediante cumprimento de injunção nos termos conjugados do n.º3 do art. 282º e n.º3 do art. 281º do Código de Processo Penal; 10 - condenação em cúmulo por contraordenação grave e muito grave praticadas no mesmo dia; 11 A subtração de pontos tem os seguintes efeitos: 12 (i) Se o condutor tiver cinco (5) ou menos pontos obrigação de frequentar uma ação de formação de segurança rodoviária, a expensas do infrator; 13 (ii) Se o condutor tiver três (3) ou menos pontos obrigação de realização de prova teórica do exame de condução a expensas do infrator; 14 (iii) Se o condutor não tiver pontos cassação do título de condução. B) Atribuição de pontos: Aos condutores, no final de cada período de três (3) anos sem registo de contraordenações graves ou muito graves ou crimes de natureza rodoviária no registo de infrações são atribuídos três (3) pontos, no limite máximo de quinze (15) pontos. 15 Sendo o aludido período reduzido para dois (2) anos para os condutores de veículos de socorro ou serviço urgente, transporte coletivo de crianças ou jovens até aos dezasseis (16) anos, de 7 Cfr. al. a) do n.º 1 do art. 148º do Código da Estrada. 8 Cfr. al. b) do n.º1 do art. 148º do Código da Estrada. 9 Cfr. al. b) do n.º1 do art. 148º do Código da Estrada. 10 Cfr. n.º2 do art. 148º do Código da Estrada. 11 Cfr. n.º3 do art. 148º do Código da Estrada. 12 Cfr. al. a), b) e c) do n.º 4 do art. 148º do Código da Estrada. 13 Cfr. n.º 9 do art. 148º do Código da Estrada. 14 Cfr. n.º 9 do art. 148º do Código da Estrada. 15 Cfr. n.º 5 do art. 148º do Código da Estrada. 3

4 táxis, de automóveis pesados de passageiros ou mercadorias ou de transporte de mercadorias perigosas, no exercício das suas funções profissionais. 16 A cada período correspondente à revalidação da carta de condução sem registo de crimes de natureza rodoviária é atribuído um (1) ponto, no limite de dezasseis (16) pontos, desde que o condutor, voluntariamente, procede a frequência de ação de formação. 17 C) Cassação de título de condução: O título de condução pode ser cassado aos condutores nas seguintes circunstâncias e condições: (i) Perda total de pontos pelo condutor; (ii) Falta não justificada a ação de formação de segurança rodoviária; (iii) Falta não justificada a prova teórica de exame de condução; (iv) Reprovação em prova teórica de exame de condução; As infrações relativas ao exercício da condução são registadas, sendo o registo 18 organizado nos termos de legislação própria e, do mesmo devem constar: (i) Os crimes praticados no exercício da condução de veículos a motor e respetivas penas e medidas de segurança; (ii) As contraordenações graves e muito graves praticadas e respetivas sanções; (iii) A pontuação atualizada do título de condução; O Decreto-Lei n.º 116/2015 de 28 de Agosto, altera, também, o processamento das contraordenações rodoviárias, no que concerne, essencialmente à garantia de cumprimento de coima - art.173º do Código da Estrada, comunicação da possibilidade de pagamento voluntário da coima e do pagamento em prestações al. e) do n.º1 e al. d) do n.º 2 do art. 175º do Código da Estrada. Ou seja, limita a apreensão do título de condução, do título de identificação do veículo, título de registo de propriedade aos casos em que a notificação é efetuada no ato de verificação da 16 Cfr. n.º 6 do art. 148º do Código da Estrada. 17 Cfr. n.ºs 7 e 9 do art. 148º do Código da Estrada. 18 Cfr. Art. 149º do Código da Estrada Registo de Infrações: 1-Do registo de infrações relativas ao exercício da condução, organizado nos termos de diploma próprio, devem constar: a)os crimes praticados no exercício da condução de veículos a motor e respetivas penas e medidas de segurança; b)as contraordenações graves e muito graves praticadas e respetivas sanções. c)a pontuação atualizada do título de condução. 2-Para efeitos do disposto na alínea c) do número anterior, o Ministério Público comunica à Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária os despachos de arquivamento de inquéritos que sejam proferidos nos termos do n.º 3 do artigo 282º do Código de Processo Penal quando tenha existido cumprimento de injunção a que alude o n.º3 do art. 281º do Código de Processo Penal. 3-A Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária assegura o acesso dos condutores ao registo de infrações. 4

5 contraordenação e o infrator não prestar de imediato ou no prazo de 48 horas depósito de valor igual ao mínimo da coima prevista para a contraordenação imputada. Obriga a notificar o arguido, após levantamento de auto, entre outros factos e circunstâncias da possibilidade de pagamento voluntário da coima pelo limite mínimo e da possibilidade de prestação de depósito do valor da coima, prazos e modo de efetuar e, também, das consequências do não pagamento; bem como da possibilidade de ser requerido o pagamento de coima em prestações no prazo de apresentação de defesa escrita, desde que o valor mínimo da coima seja igual ou superior a duas (2) UC. 19 Com a revogação da al. a) do n.º3 e n.º6 do art. 141º do Código da Estrada, a suspensão de execução de sanção acessória de inibição de conduzir, nos casos em que nos últimos cinco (5) anos o infrator apenas tenha praticado uma contraordenação grave, apenas poderá ser condicionada ao cumprimento do dever de frequência de ações de formação e ao cumprimento de deveres específicos previstos em diplomas legais autónomos. As demais alterações preconizadas no preceituado nos artigos 5º, 13º, 77º, 78º-A, 139º, 145º, 173º, 175º, 180º, 185º-A e 189º do Código da Estrada, tratam-se de mera correções de redação e de identificação de autoridades, não tendo quaisquer repercussões que mereçam evidência. Assim e em suma, o Decreto-Lei n.º 116/2015 de 28 de Agosto vem aditar ao regime de sancionamento de contraordenações graves e muito graves e de crimes rodoviários um regime de pontos que, poderá ter como consequência a cassação do título de condução. Mantendo, contudo, o sancionamento das aludidas contraordenações com coimas e sanções acessórias de inibição de conduzir por período determinados, as quais poderão ser suspensas na sua execução e/ou beneficiar de atenuações especiais quanto aos prazos de cumprimento. Ana Pires da Silva Associada Contencioso e Arbitragem A presente nota informativa constitui informação de carácter geral disponibilizada por PRA-Raposo, Sá Miranda & Associados Sociedade de Advogados R.L. para os seus clientes e/ou demais pessoas interessadas. Não cobre necessariamente todas as matérias relacionadas com as questões tratadas, não constitui nem foi elaborada com o objetivo de substituir um aconselhamento jurídico apropriado. 19 Unidade de Conta- UC - 102,00 (cento e dois euros). 5

Contraordenações Rodoviárias Advogados

Contraordenações Rodoviárias Advogados Francisco Marques Vieira Santa Maria da Feira 18 de setembro de 2015 Contraordenações Rodoviárias Advogados Defesa do Arguido Impugnação Judicial Recurso 2 Dinâmica do Processo Fiscalização Auto de notícia

Leia mais

LeasePlan. Alterações ao Código da Estrada e Regime de Carta por Pontos

LeasePlan. Alterações ao Código da Estrada e Regime de Carta por Pontos LeasePlan Alterações ao Código da Estrada e Regime de Carta por Pontos LeasePlan Alterações ao código da estrada e regime de carta por pontos Introdução 3 PARTE I Regime de Carta por Pontos 5 Funcionamento

Leia mais

ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DA ESTRADA. Respostas para as suas dúvidas sobre as novas regras do Código da Estrada

ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DA ESTRADA. Respostas para as suas dúvidas sobre as novas regras do Código da Estrada 01 ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DA ESTRADA Respostas para as suas dúvidas sobre as novas regras do Código da Estrada Índice Introdução 4 Bicicletas 5/6 Transporte de Crianças 7 Documentos 8 Pagamentos de Coimas

Leia mais

Segurança na Condução

Segurança na Condução Polícia de Segurança Pública Comando Metropolitano do Porto Divisão de trânsito Segurança na Condução Consumos de Álcool e Substâncias Psicotrópicas 30NOV2015 Código da Estrada Artºs 81º, 145º, 146º e

Leia mais

Lei n.º 113/2009, de 17/9 1

Lei n.º 113/2009, de 17/9 1 (Não dispensa a consulta do Diário da República) Lei n.º 113/2009, de 17/9 1 Estabelece medidas de proteção de menores, em cumprimento do artigo 5.º da Convenção do Conselho da Europa contra a Exploração

Leia mais

ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DA ESTRADA. Respostas para as suas dúvidas sobre as novas regras do Código da Estrada

ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DA ESTRADA. Respostas para as suas dúvidas sobre as novas regras do Código da Estrada // 1 ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DA ESTRADA Respostas para as suas dúvidas sobre as novas regras do Código da Estrada ÍNDICE INTRODUÇÃO 4 PARTE I REGIME DA CARTA DE CONDUÇÃO POR PONTOS Como funciona o sistema

Leia mais

Artigo 12.º. b) Operações que envolvam entidades não residentes em território português;

Artigo 12.º. b) Operações que envolvam entidades não residentes em território português; Regime Complementar do Procedimento de Inspeção Tributária Artigo 12.º 1 2 3 - O disposto nos números anteriores compreende, relativamente aos grandes contribuintes, a decisão antecipada, sobre a qualificação

Leia mais

Tal como referido supra o presente Decreto-Lei aprova ainda o Regulamento de Habilitação

Tal como referido supra o presente Decreto-Lei aprova ainda o Regulamento de Habilitação Decreto-lei n.º 138/2012, de 05 de julho que altera o Código da Estrada e aprova o Regulamento da Habilitação Legal para Conduzir, transpondo parcialmente a Diretiva n.º 2006/126/CE, do Parlamento Europeu

Leia mais

Direção-geral da Administração da Justiça

Direção-geral da Administração da Justiça Centro de Formação de Funcionários de Justiça Direção-geral da Administração da Justiça Introdução Constitui contraordenação todo o facto ilícito e censurável que preencha um tipo legal no qual se comine

Leia mais

DECRETO N.º 378/X. Artigo 1.º Objecto

DECRETO N.º 378/X. Artigo 1.º Objecto DECRETO N.º 378/X Estabelece medidas de protecção de menores, em cumprimento do artigo 5.º da Convenção do Conselho da Europa contra a exploração sexual e o abuso sexual de crianças e procede à segunda

Leia mais

Regime Contraordenacional

Regime Contraordenacional Ficha Técnica Autor: (DGSS) - Divisão dos Instrumentos Informativos - Direção de Serviços da Definição de Regimes Editor: DGSS Conceção Gráfica: DGSS / Direção de Serviços de Instrumentos de Aplicação

Leia mais

Códigos Penal e Processo Penal Col. Legislação

Códigos Penal e Processo Penal Col. Legislação COLEÇÃO LEGISLAÇÃO Atualizações Online orquê as atualizações aos livros da COLEÇÃO LEGISLAÇÃO? No panorama legislativo nacional é frequente a publicação de novos diplomas legais que, regularmente, alteram

Leia mais

DECRETO N.º 11/XIII. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: Artigo 1.

DECRETO N.º 11/XIII. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: Artigo 1. DECRETO N.º 11/XIII Primeira alteração, por apreciação parlamentar, ao Decreto-Lei n.º 246/2015, de 20 de outubro (Primeira alteração à Lei n.º 90/2009, de 31 de agosto, que aprova o regime especial de

Leia mais

DECRETO N.º 44/XIII. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: Artigo 1.

DECRETO N.º 44/XIII. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: Artigo 1. DECRETO N.º 44/XIII Combate as formas modernas de trabalho forçado, procedendo à décima primeira alteração ao Código do Trabalho, aprovado pela Lei n.º 7/2009, de 12 de fevereiro, à quinta alteração ao

Leia mais

DICAS E EXERCÍCIOS LEI 9.503/97 - CRIMES DE TRÂNSITO (ART. 291 AO 312 DO CTB) PCGO-2016 PROF: PAULO SÉRGIO

DICAS E EXERCÍCIOS LEI 9.503/97 - CRIMES DE TRÂNSITO (ART. 291 AO 312 DO CTB) PCGO-2016 PROF: PAULO SÉRGIO DICAS E EXERCÍCIOS LEI 9.503/97 - CRIMES DE TRÂNSITO (ART. 291 AO 312 DO CTB) PCGO-2016 PROF: PAULO SÉRGIO QUESTÃO 01 (PROVA PRF 2008 CESPE/UNB) De acordo com o CTB e acerca das ações penais por crimes

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE DECISÃO DE CONTRAORDENAÇÃO

DIVULGAÇÃO DE DECISÃO DE CONTRAORDENAÇÃO DIVULGAÇÃO DE DECISÃO DE CONTRAORDENAÇÃO Processo de contraordenação da CMVM n.º: 49/2010 Arguidos: Tipo de infração: PAI Proteção e Apoio ao Investidor ITEM Integridade e Transparência e Equidade do Mercado

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º 685/XII/4.ª

PROJECTO DE LEI N.º 685/XII/4.ª PROJECTO DE LEI N.º 685/XII/4.ª Altera o Código de Processo Penal, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 78/87, de 17 de Fevereiro, eliminando a possibilidade de julgamentos em processo sumário para crimes puníveis

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 659/XII/4.ª

PROJETO DE LEI N.º 659/XII/4.ª PROJETO DE LEI N.º 659/XII/4.ª Procede à alteração do Código Penal, criando os crimes de perseguição e casamento forçado em cumprimento do disposto na Convenção de Istambul Exposição de Motivos Nos últimos

Leia mais

Legislação. Publicação: Diário da República n.º 90/2016, 1º Suplemento, Série II de , páginas (2) a (5)

Legislação. Publicação: Diário da República n.º 90/2016, 1º Suplemento, Série II de , páginas (2) a (5) Classificação: 060.01.01 Segurança: Pública Processo: Direção de Serviços de Comunicação e Apoio ao Contribuinte Legislação Diploma - Despacho n.º 6201-A/2016, de 10 de maio Estado: vigente Resumo: Despacho

Leia mais

REGULAMENTO AÇÃO SOCIAL ESCOLAR 1º CICLO MANUAIS ESCOLARES

REGULAMENTO AÇÃO SOCIAL ESCOLAR 1º CICLO MANUAIS ESCOLARES REGULAMENTO AÇÃO SOCIAL ESCOLAR 1º CICLO MANUAIS ESCOLARES Divisão de Educação e Promoção Social Ano Letivo 2014/2015 Regulamento Municipal para atribuição de Auxílios Económicos relativos a manuais escolares,

Leia mais

Legislação. Resumo: Despacho que aprova as novas tabelas de retenção na fonte na Região Autónoma dos Açores

Legislação. Resumo: Despacho que aprova as novas tabelas de retenção na fonte na Região Autónoma dos Açores MOD. 4.3 Classificação: 0 6 0. 0 1. 0 1 Segurança: P úbl i c a Processo: Direção de Serviços de Comunicação e Apoio ao Contribuinte Diploma Despacho n.º 6131-A/2015, 4 de junho Estado: vigente Legislação

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO INTERNA

ADMINISTRAÇÃO INTERNA 1710-(4) Diário da República, 1.ª série N.º 103 30 de maio de 2016 ADMINISTRAÇÃO INTERNA Decreto Regulamentar n.º 1-A/2016 de 30 de maio O regime da carta por pontos introduzido, pela Lei n.º 116/2015,

Leia mais

GUIA PRÁTICO ATENDIMENTO PARA CONTRA-ORDENAÇÕES INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P

GUIA PRÁTICO ATENDIMENTO PARA CONTRA-ORDENAÇÕES INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P GUIA PRÁTICO ATENDIMENTO PARA CONTRA-ORDENAÇÕES INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P FICHA TÉCNICA TÍTULO Atendimento para Contra-Ordenações (CO1 v1.01) PROPRIEDADE Instituto da Segurança Social, I.P. AUTOR

Leia mais

Regulamento de Trânsito e Estacionamento

Regulamento de Trânsito e Estacionamento Regulamento de Trânsito e Estacionamento 2012 Fevereiro/2009 CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º Lei habilitante O presente Regulamento é elaborado ao abrigo do disposto no artigo 241.º da Constituição

Leia mais

CIRCULAR N.º 4/2016. Tabelas de retenção. Procedimentos. Decreto Legislativo Regional n.º 2/99/A, de 20/01 Artigo 4º

CIRCULAR N.º 4/2016. Tabelas de retenção. Procedimentos. Decreto Legislativo Regional n.º 2/99/A, de 20/01 Artigo 4º f Classificação: 0 00. 1 0. 9 4 Segurança: P ú blic a Processo: 4/2016 GABINETE DO DIRETOR GERAL GABINETE DO DIRETOR GERAL Direção de Serviços do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (DSIRS)

Leia mais

JORNAL OFICIAL. Suplemento. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Terça-feira, 8 de setembro de Série. Número 138

JORNAL OFICIAL. Suplemento. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Terça-feira, 8 de setembro de Série. Número 138 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Terça-feira, 8 de setembro de 2015 Série Suplemento Sumário SECRETARIA REGIONAL DA INCLUSÃO E ASSUNTOS SOCIAIS Portaria n.º 161/2015 Estabelece a Medida Incentivo

Leia mais

ORIENTAÇÃO DE GESTÃO N.º 3/2013

ORIENTAÇÃO DE GESTÃO N.º 3/2013 ORIENTAÇÃO DE GESTÃO N.º 3/2013 Por alteração da Orientação de Gestão da Orientação de Gestão n. º 1/2012 (06-01-2012), n.º 1/2010 (29-03-2010) e da Orientação de Gestão n.º 7/2008 (21-01-2009) REGRAS

Leia mais

DESPACHO. Em anexo é republicado o Regulamento nº 10/2012 com a nova redação, agora como Regulamento nº 10/2013. O PRESIDENTE DA ESTeSL

DESPACHO. Em anexo é republicado o Regulamento nº 10/2012 com a nova redação, agora como Regulamento nº 10/2013. O PRESIDENTE DA ESTeSL DESPACHO N.º 12/2013 Data: 2013/03/08 Para conhecimento de: Pessoal Docente, Discente e não Docente ASSUNTO: Alteração ao Regulamento nº 10/2012. A recente revisão do Regulamento do Ciclo de Estudos Conducente

Leia mais

Lei n.º 20/2012, de 14 de maio. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea g) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte:

Lei n.º 20/2012, de 14 de maio. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea g) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: Lei n.º 20/2012, de 14 de maio A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea g) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: Artigo 1.º Objeto 1. A presente lei altera a Lei n.º 64-B/2011, de

Leia mais

Porto 15/05/2014. Jorge Jacob Presidente da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária

Porto 15/05/2014. Jorge Jacob Presidente da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária Porto 15/05/2014 Jorge Jacob Presidente da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária SUMÁRIO: Código da Estrada Revisto principais alterações em vigor desde 1 de janeiro de 2014 Panorâmica da sinistralidade

Leia mais

REGULAMENTO DE ASSIDUIDADE DOS INVESTIGADORES DO INSTITUTO SUPERIOR DE AGRONOMIA. Preâmbulo

REGULAMENTO DE ASSIDUIDADE DOS INVESTIGADORES DO INSTITUTO SUPERIOR DE AGRONOMIA. Preâmbulo REGULAMENTO DE ASSIDUIDADE DOS INVESTIGADORES DO INSTITUTO SUPERIOR DE AGRONOMIA Preâmbulo O presente regulamento é elaborado ao abrigo do artigo 75º da Lei Geral do Trabalho em Funções Publicas, aprovado

Leia mais

Proposta de Lei. Exposição de Motivos. 1 Com a presente Proposta de Lei submete se à Assembleia da República uma alteração pontual ao Código Penal.

Proposta de Lei. Exposição de Motivos. 1 Com a presente Proposta de Lei submete se à Assembleia da República uma alteração pontual ao Código Penal. Proposta de Lei Exposição de Motivos 1 Com a presente Proposta de Lei submete se à Assembleia da República uma alteração pontual ao Código Penal. As modificações que se propõem incidem sobre o instituto

Leia mais

DECRETO N.º 37/XIII. Artigo 1.º Objeto. Artigo 2.º Alteração à Lei n.º 32/2006, de 26 de julho

DECRETO N.º 37/XIII. Artigo 1.º Objeto. Artigo 2.º Alteração à Lei n.º 32/2006, de 26 de julho DECRETO N.º 37/XIII Regula o acesso à gestação de substituição, procedendo à terceira alteração à Lei n.º 32/2006, de 26 de julho (procriação medicamente assistida) A Assembleia da República decreta, nos

Leia mais

JORNAL OFICIAL. 2.º Suplemento. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Quarta-feira, 2 de dezembro de Série. Número 188

JORNAL OFICIAL. 2.º Suplemento. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Quarta-feira, 2 de dezembro de Série. Número 188 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Quarta-feira, 2 de dezembro de 2015 Série 2.º Suplemento Sumário ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA MADEIRA Decreto Legislativo Regional n.º 9/2015/M Adapta à Região Autónoma

Leia mais

Legislação. Resumo: Despacho que aprova as tabelas de retenção de IRS na fonte para vigorarem durante o ano de 2016 na Região Autónoma da Madeira.

Legislação. Resumo: Despacho que aprova as tabelas de retenção de IRS na fonte para vigorarem durante o ano de 2016 na Região Autónoma da Madeira. MOD. 4.3 Classificação: 0 6 0. 0 1. 0 1 Segurança: P úbl i c a Processo: Direção de Serviços de Comunicação e Apoio ao Contribuinte Legislação Diploma Despacho n.º 1/2016/M, de 26 de janeiro Estado: vigente

Leia mais

Crimes Contra a Ordem Tributária João Daniel Rassi

Crimes Contra a Ordem Tributária João Daniel Rassi Crimes Contra a Ordem Tributária João Daniel Rassi LEI 8.137/90 QUESTÕES PRELIMINARES Disposições constitucionais Dado histórico: PERGUNTA-SE: A EXISTÊNCIA DE CRIMES CONTRA A ORDEM TRIBUTÁRIA NÃO IMPLICA

Leia mais

GUIA PRÁTICO REDUÇÃO DE TAXA CONTRIBUTIVA PRÉ REFORMA INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P

GUIA PRÁTICO REDUÇÃO DE TAXA CONTRIBUTIVA PRÉ REFORMA INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P GUIA PRÁTICO REDUÇÃO DE TAXA CONTRIBUTIVA PRÉ REFORMA INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Redução de Taxa Contributiva Pré Reforma (2005 v5.4) PROPRIEDADE Instituto da

Leia mais

MUNICÍPIO DE CUBA Câmara Municipal

MUNICÍPIO DE CUBA Câmara Municipal MUNICÍPIO DE CUBA Câmara Municipal CADERNO DE ENCARGOS Cessão da Exploração do Estabelecimento de Bebidas Bar das Piscinas Municipais Descobertas de Cuba I PARTE CLÁUSULAS GERAIS Artº. 1º Âmbito de aplicação

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA GOVERNADORIA DECRETO Nº 16406, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2011 PUBLICADO NO DOE Nº 1876, DE 15 DE DEZEMBRO 2011

GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA GOVERNADORIA DECRETO Nº 16406, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2011 PUBLICADO NO DOE Nº 1876, DE 15 DE DEZEMBRO 2011 DECRETO Nº 16406, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2011 PUBLICADO NO DOE Nº 1876, DE 15 DE DEZEMBRO 2011 CONSOLIDADO ALTERADO PELO DECRETO: 16753 DOE Nº 1977, de 17.05.12 Dispõe sobre a exclusão do Simples Nacional.

Leia mais

Regulamento do 1º ciclo de estudos da Universidade da Madeira

Regulamento do 1º ciclo de estudos da Universidade da Madeira Regulamento do 1º ciclo de estudos da Universidade da Madeira Artigo 1.º Enquadramento jurídico O presente Regulamento visa desenvolver e complementar o regime jurídico instituído pelo Decreto-Lei n.º

Leia mais

As principais alterações que vigoram a partir de 2 de novembro são as seguintes:

As principais alterações que vigoram a partir de 2 de novembro são as seguintes: 09-07-12 - Carta de Condução com novas regras As alterações ao Código da Estrada e a publicação do novo Regulamento da Habilitação Legal para Conduzir alteram as regras até agora aplicáveis à carta de

Leia mais

DECRETO N.º 27/XIII. Artigo 1.º Objeto. Artigo 2.º Alteração à Lei n.º 32/2006, de 26 de julho

DECRETO N.º 27/XIII. Artigo 1.º Objeto. Artigo 2.º Alteração à Lei n.º 32/2006, de 26 de julho DECRETO N.º 27/XIII Regula o acesso à gestação de substituição, procedendo à terceira alteração à Lei n.º 32/2006, de 26 de julho (procriação medicamente assistida) A Assembleia da República decreta, nos

Leia mais

DECRETO N.º 393/XII. Artigo 1.º Objeto

DECRETO N.º 393/XII. Artigo 1.º Objeto DECRETO N.º 393/XII Regras do financiamento das associações humanitárias de bombeiros, no continente, enquanto entidades detentoras de corpos de bombeiros (Primeira alteração à Lei n.º 32/2007, de 13 de

Leia mais

Ministério d DL 79/

Ministério d DL 79/ DL 79/2015 2015.02.10 O -Lei 136/2003, de 28 de junho, alterado pelo -Lei 296/2007, de 22 de agosto, transpôs para a ordem jurídica interna as Diretivas s 2002/46/CE, do Parlamento Europeu, de 10 de junho,

Leia mais

CÓDIGO DO IRS. Artigo 16.º Residência Redacção anterior Orçamento Rectificativo dos n. os 1 ou 2, não tenham sido residentes em

CÓDIGO DO IRS. Artigo 16.º Residência Redacção anterior Orçamento Rectificativo dos n. os 1 ou 2, não tenham sido residentes em CÓDIGO DO IRS Artigo 16.º Residência 6 - Considera-se que não têm residência habitual em território português os sujeitos passivos que, tornando-se fiscalmente residentes, nomeadamente ao abrigo do disposto

Leia mais

LEI 12440/2011. ALTERAÇÃO NA CLT E NA LEI DE LICITAÇÃO.

LEI 12440/2011. ALTERAÇÃO NA CLT E NA LEI DE LICITAÇÃO. LEI 12440/2011. ALTERAÇÃO NA CLT E NA LEI DE LICITAÇÃO. A lei nº 12.440, de 07 de julho de 2011, publicada no D.O.U do dia 08/07/2011 que acrescenta Título VII-A à Consolidação das Leis do Trabalho (CLT),

Leia mais

SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO E RECURSOS HUMANOS (SRE)

SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO E RECURSOS HUMANOS (SRE) SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO E RECURSOS HUMANOS (SRE) GABINETE DO SECRETÁRIO REGIONAL PROGRAMA DE CONCURSO REF. Nº CPU01/SRE/2013 CONCURSO PÚBLICO URGENTE LOCAÇÃO DE PLATAFORMA DE APOIO À GESTÃO ESCOLAR

Leia mais

Perguntas Frequentes Regime de concessão de incentivo fiscal ao abate de veículos em fim de vida 2016/2017

Perguntas Frequentes Regime de concessão de incentivo fiscal ao abate de veículos em fim de vida 2016/2017 Perguntas Frequentes Regime de concessão de incentivo fiscal ao abate de veículos em fim de vida 2016/2017 I - De ordem geral: 1. Em que consiste o incentivo fiscal ao abate de veículos em fim de vida

Leia mais

ACUMULAÇÃO DE FUNÇÕES

ACUMULAÇÃO DE FUNÇÕES ACUMULAÇÃO DE FUNÇÕES Ex.mo(a) Senhor(a) Nome n.º, com relação jurídica de emprego público por tempo indeterminado/termo resolutivo desta Câmara Municipal, com a carreira/categoria de e afeto ao setor,

Leia mais

ESTABELECE MECANISMOS DE CONVERGÊNCIA

ESTABELECE MECANISMOS DE CONVERGÊNCIA ESTABELECE MECANISMOS DE CONVERGÊNCIA DO REGIME DE PROTEÇÃO SOCIAL DA FUNÇÃO PÚBLICA COM O REGIME GERAL DA SEGURANÇA SOCIAL NO QUE RESPEITA ÀS CONDIÇÕES DE APOSENTAÇÃO E CÁLCULO DAS PENSÕES (LEI N.º 60/2005,

Leia mais

Aprovado por Deliberação n.º /2010 ANTEPROJECTO DE LEI SOBRE OS ACTOS PRÓPRIOS DOS ADVOGADOS E SOLICITADORES ASSEMBLEIA NACIONAL. Lei n.

Aprovado por Deliberação n.º /2010 ANTEPROJECTO DE LEI SOBRE OS ACTOS PRÓPRIOS DOS ADVOGADOS E SOLICITADORES ASSEMBLEIA NACIONAL. Lei n. Aprovado por Deliberação n.º /2010 ANTEPROJECTO DE LEI SOBRE OS ACTOS PRÓPRIOS DOS ADVOGADOS E SOLICITADORES ASSEMBLEIA NACIONAL Lei n.º /2010, de de Na sequência da aprovação e entrada em vigor da Lei

Leia mais

CÓDIGO DA EXECUÇÃO DAS PENAS E MEDIDAS PRIVATIVAS DA LIBERDADE. Actualização N.º 1

CÓDIGO DA EXECUÇÃO DAS PENAS E MEDIDAS PRIVATIVAS DA LIBERDADE. Actualização N.º 1 CÓDIGO DA EXECUÇÃO DAS PENAS E MEDIDAS PRIVATIVAS DA LIBERDADE Actualização N.º 1 Código da Execução das Penas e Medidas Privativas da Liberdade 2 TÍTULO: AUTOR: CÓDIGO DA EXECUÇÃO DAS PENAS E MEDIDAS

Leia mais

Instrução n. o 9/2016 BO n. o

Instrução n. o 9/2016 BO n. o Instrução n. o 9/2016 BO n. o 7 15-07-2016 Temas Supervisão Normas Prudenciais Índice Texto da Instrução Texto da Instrução Assunto: Autorização para a utilização de modelos internos para cálculo dos requisitos

Leia mais

Capítulo 475. Licenciamento da Realização de Espetáculos Desportivos e de Divertimentos Públicos ao Ar Livre

Capítulo 475. Licenciamento da Realização de Espetáculos Desportivos e de Divertimentos Públicos ao Ar Livre Capítulo 475 Licenciamento da Realização de Espetáculos Desportivos e de Divertimentos Públicos ao Ar Livre MR.475.01.Vers.1.0.b Página 1 de 14 Conteúdo PREÂMBULO... 4 CAPÍTULO I - DISPOSIÇÕES GERAIS...

Leia mais

DECRETO N.º 238/XII. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: Artigo 1.

DECRETO N.º 238/XII. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: Artigo 1. DECRETO N.º 238/XII Estabelece o regime de acesso e de exercício da profissão de auditor de segurança rodoviária, de emissão dos respetivos títulos profissionais e de acesso e exercício da atividade de

Leia mais

REGIÃO ADMINISTRATIVA ESPECIAL DE MACAU

REGIÃO ADMINISTRATIVA ESPECIAL DE MACAU N.º 41 11-10-2016 BOLETIM OFICIAL DA REGIÃO ADMINISTRATIVA ESPECIAL DE MACAU I SÉRIE 2105 澳門特別行政區 REGIÃO ADMINISTRATIVA ESPECIAL DE MACAU 澳門特別行政區第 24/2016 號行政法規 修改 道路交通規章 REGIÃO ADMINISTRATIVA ESPECIAL

Leia mais

Título: Programa Especial de Redução do Endividamento ao Estado (PERES)

Título: Programa Especial de Redução do Endividamento ao Estado (PERES) Título: Programa Especial de Redução do Endividamento ao Estado (PERES) Autor: Eurico Santos, Advogado Correio eletrónico do Autor: euricosantos@sapo.pt N.º de Páginas: 11 páginas Formato: PDF (Portable

Leia mais

PLANEJAMENTO DE ESTUDOS Você merece se preparar com os melhores! Simulado 001 Lei 8429/92 Improbidade Administrativa PROFESSOR: LEANDRO PEREIRA Questões Comentadas 1. Dentre as possíveis sanções pela prática

Leia mais

DOCUMENTO DE COMPROMISSOS PERANTE A AUTORIDADE DA CONCORRÊNCIA (AdC)

DOCUMENTO DE COMPROMISSOS PERANTE A AUTORIDADE DA CONCORRÊNCIA (AdC) DOCUMENTO DE COMPROMISSOS PERANTE A AUTORIDADE DA CONCORRÊNCIA (AdC) A empresa visada no processo de contraordenação número PRC 2015/2, que corre termos no Departamento de Práticas Restritivas da Autoridade

Leia mais

a) Compra e venda de bens imóveis, estabelecimentos comerciais e participações sociais;

a) Compra e venda de bens imóveis, estabelecimentos comerciais e participações sociais; N.º 01/CD/2014 Assunto: Medidas de combate ao branqueamento de capitais e ao financiamento do terrorismo Data: 27-03-2014 Tendo em consideração o largo período temporal que decorreu desde as primeiras

Leia mais

O prazo para entrega de sugestões termina no dia 26 de dezembro de 2016.

O prazo para entrega de sugestões termina no dia 26 de dezembro de 2016. Nº de proc. 01/2016 Objeto (s) Regulamento Interno de Horário de Trabalho do ITQB Departamento responsável pela tramitação do procedimento Conselho de Gestão do ITQB Responsável pela Direção do procedimento

Leia mais

Concurso especial de acesso e ingresso do estudante internacional na Universidade dos Açores

Concurso especial de acesso e ingresso do estudante internacional na Universidade dos Açores EDITAL Concurso especial de acesso e ingresso do estudante internacional na Universidade dos Açores 2016-2017 Nos termos do Decreto-lei n.º 36/2014, de 10 de março, alterado pelo Decreto-Lei, n.º 113/2014,

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 772/XII/4ª. Exposição de motivos

PROJETO DE LEI N.º 772/XII/4ª. Exposição de motivos PROJETO DE LEI N.º 772/XII/4ª Procede à alteração do Código Penal, cumprindo o disposto na Convenção do Conselho da Europa para a proteção das crianças contra a exploração sexual e os abusos sexuais (Convenção

Leia mais

O Enquadramento Legal da Manutenção de Sistemas de Proteção Ativa (passiva) contra Incêndio (ANPC)

O Enquadramento Legal da Manutenção de Sistemas de Proteção Ativa (passiva) contra Incêndio (ANPC) O Enquadramento Legal da Manutenção de O Enquadramento Legal da Manutenção de Sistemas de Proteção Ativa (passiva) contra O Enquadramento Legal da Manutenção de Sistemas de Proteção Ativa (passiva) contra

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 3.811, DE 2012 (Do Sr. Onofre Santo Agostini)

PROJETO DE LEI N.º 3.811, DE 2012 (Do Sr. Onofre Santo Agostini) CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 3.811, DE 2012 (Do Sr. Onofre Santo Agostini) Revoga o art. 34 da Lei nº 9.249, de 26 de dezembro de 1995. DESPACHO: APENSE-SE À(AO) PL-46/1999. APRECIAÇÃO: Proposição

Leia mais

Tropa de Elite - Polícia Civil Direito Administrativo Improbidade Administrativa - Parte 02 Clóvis Feitosa

Tropa de Elite - Polícia Civil Direito Administrativo Improbidade Administrativa - Parte 02 Clóvis Feitosa Tropa de Elite - Polícia Civil Direito Administrativo Improbidade Administrativa - Parte 02 Clóvis Feitosa 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. 6) DAS PENALIDADES:

Leia mais

Lei n.º 14/2006 de 26 de Abril

Lei n.º 14/2006 de 26 de Abril Lei n.º 14/2006 de 26 de Abril Altera o Código de Processo Civil, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 44129, de 28 de Dezembro de 1961, designadamente procedendo à introdução da regra de competência territorial

Leia mais

MUNICÍPIO DE CONDEIXA-A-NOVA

MUNICÍPIO DE CONDEIXA-A-NOVA 1 NOTA JUSTIFICATIVA Desde a entrada em vigor do Decreto-lei nº299/84 de 5 de Setembro na sua actual redação que as autarquias assumiram um conjunto de competências em matéria de organização, financiamento

Leia mais

LEI N Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono e promulgo a. seguinte lei:

LEI N Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono e promulgo a. seguinte lei: LEI N. 6.869 Altera, acrescenta e revoga dispositivos e tabelas que especifica, da Lei Municipal nº 1.389, de 27 de dezembro de 1966, que instituiu o Código Tributário do Município de Poços de Caldas,

Leia mais

2014 Plano de Formação

2014 Plano de Formação 2014 Plano de Formação Escola de Condução Alto Minho Lda. A Escola de Condução Alto Minho Lda. é neste momento uma empresa certificada pela DGERT de que muito se orgulha a sua direcção. No seguimento deste

Leia mais

ALTERAÇÃO AO PLANO DE PORMENOR DA ZONA DE EXPANSÃO SUL-NASCENTE DA CIDADE DE SINES JUSTIFICAÇÃO PARA NÃO SUJEIÇÃO A AVALIAÇÃO AMBIENTAL ESTRATÉGICA

ALTERAÇÃO AO PLANO DE PORMENOR DA ZONA DE EXPANSÃO SUL-NASCENTE DA CIDADE DE SINES JUSTIFICAÇÃO PARA NÃO SUJEIÇÃO A AVALIAÇÃO AMBIENTAL ESTRATÉGICA PLANO DE PORMENOR DA ZONA DE EXPANSÃO ALTERAÇÃO FEVEREIRO DE 2016 Assunto: Alteração ao Plano de Pormenor da Zona de Expansão Sul-Nascente da Cidade de Sines Justificação para não sujeição a avaliação

Leia mais

b) Por crime cometido com utilização de veículo e cuja execução tiver sido por este facilitada de forma relevante; ou

b) Por crime cometido com utilização de veículo e cuja execução tiver sido por este facilitada de forma relevante; ou CÓDIGO PENAL Penas acessórias e efeitos das penas Artigo 69.º Proibição de conduzir veículos com motor 1 - É condenado na proibição de conduzir veículos com motor por um período fixado entre três meses

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS

CÂMARA DOS DEPUTADOS CÂMARA DOS DEPUTADOS GABINETE DA DEPUTADA KEIKO OTA PROJETO DE LEI Nº, DE 2013 (Da Sra. Keiko Ota) Altera artigos da Lei nº 9.503/97 que institui o Código Nacional de Trânsito Brasileiro e dá outras providências.

Leia mais

Fisco clarifica alterações a várias declarações fiscais

Fisco clarifica alterações a várias declarações fiscais 03-02-12 - Fisco clarifica alterações a várias declarações fiscais Na sequência das alterações introduzidas ao Código do IRS pela Lei do Orçamento do Estado para 2011, e pela Lei que aprovou a sobretaxa

Leia mais

NOTA INFORMATIVA. ASSUNTO: Orçamento de Estado 2014 l Processamento de Remunerações

NOTA INFORMATIVA. ASSUNTO: Orçamento de Estado 2014 l Processamento de Remunerações NOTA INFORMATIVA ASSUNTO: Orçamento de Estado 2014 l Processamento de Remunerações Considerando o disposto na Lei n.º 83-C/2013, de 31 de dezembro, diploma que aprova o Orçamento de Estado para 2014, cumpre

Leia mais

ADAPTA O REGIME DA CAIXA GERAL DE APOSENTAÇÕES AO REGIME GERAL DA SEGURANÇA SOCIAL EM MATÉRIA DE APOSENTAÇÃO E CÁLCULO DE PENSÕES

ADAPTA O REGIME DA CAIXA GERAL DE APOSENTAÇÕES AO REGIME GERAL DA SEGURANÇA SOCIAL EM MATÉRIA DE APOSENTAÇÃO E CÁLCULO DE PENSÕES ADAPTA O REGIME DA CAIXA GERAL DE APOSENTAÇÕES AO REGIME GERAL DA SEGURANÇA SOCIAL EM MATÉRIA DE APOSENTAÇÃO E CÁLCULO DE PENSÕES APROVADO PELA LEI N.º 52/2007, DE 31 DE AGOSTO ALTERADA PELOS SEGUINTES

Leia mais

REGULAMENTO SANCIONATÓRIO. (Normas Complementares às Previstas no Compromisso da Irmandade da Santa Casa da Misericórdia de Santarém)

REGULAMENTO SANCIONATÓRIO. (Normas Complementares às Previstas no Compromisso da Irmandade da Santa Casa da Misericórdia de Santarém) REGULAMENTO SANCIONATÓRIO (Normas Complementares às Previstas no Compromisso da Irmandade da Santa Casa da Misericórdia de Santarém) Página 2 de 11 Índice Capítulo I Disposições Gerais Artigo 1.º - Âmbito

Leia mais

Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998 PLC nº 23, de 2005 (texto inicial) Substitutivo do Senado ao PLC nº 23, de 2005

Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998 PLC nº 23, de 2005 (texto inicial) Substitutivo do Senado ao PLC nº 23, de 2005 1 Dispõe sobre as sanções penais e Altera a Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de Altera a Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de administrativas derivadas de condutas e 1998, no que se refere à apreensão e

Leia mais

REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO AOS MELHORES CALOIROS DA UNIVERSIDADE DE AVEIRO

REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO AOS MELHORES CALOIROS DA UNIVERSIDADE DE AVEIRO PROPOSTA DE ALTERAÇÃO AO REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO AOS MELHORES CALOIROS DA UNIVERSIDADE DE AVEIRO O Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo aos Melhores Caloiros da Universidade

Leia mais

Índice. Como efetuar uma operação de renovação da certificação? Como efetuar uma operação de confirmação de estimativas?

Índice. Como efetuar uma operação de renovação da certificação? Como efetuar uma operação de confirmação de estimativas? Índice Como efetuar uma operação de renovação da certificação? Como efetuar uma operação de confirmação de estimativas? Como efetuar uma operação de renovação da certificação? A operação de Renovação da

Leia mais

(Texto relevante para efeitos do EEE)

(Texto relevante para efeitos do EEE) 17.6.2016 L 160/23 REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) 2016/959 DA COMISSÃO de 17 de maio de 2016 que estabelece normas técnicas de execução para as sondagens de mercado no que se refere aos sistemas e modelos

Leia mais

PROCEDIMENTO DE ADESÃO AO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO DE BATERIAS DE VEÍCULOS USADAS (SIGBVU) DA VALORCAR

PROCEDIMENTO DE ADESÃO AO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO DE BATERIAS DE VEÍCULOS USADAS (SIGBVU) DA VALORCAR PROCEDIMENTO DE ADESÃO AO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO DE BATERIAS DE VEÍCULOS USADAS (SIGBVU) DA VALORCAR PARA PRODUTORES/IMPORTADORES DE BATERIAS DE VEÍCULOS ÍNDICE Introdução...3 1. Enquadramento Legal...4

Leia mais

A REVISÃO DO CPTA E DO ETAF: A REFORMA DA REFORMA DO CONTENCIOSO ADMINISTRATIVO

A REVISÃO DO CPTA E DO ETAF: A REFORMA DA REFORMA DO CONTENCIOSO ADMINISTRATIVO 5 de outubro de 2015 A REVISÃO DO CPTA E DO ETAF: A REFORMA DA REFORMA DO CONTENCIOSO ADMINISTRATIVO PORTUGUÊS Foi publicado, no passado dia 2 de outubro, o Decreto-Lei n.º 214-G/2015, diploma através

Leia mais

IVA na importação. Tânia Carvalhais Pereira. Assistente da UCP e jurista do CAAD

IVA na importação. Tânia Carvalhais Pereira. Assistente da UCP e jurista do CAAD IVA na importação Tânia Carvalhais Pereira Assistente da UCP e jurista do CAAD Importação de bens Entrada em território nacional de: a) bens originários ou procedentes de países terceiros e que não se

Leia mais

22 de julho de 2016 Número 128

22 de julho de 2016 Número 128 22 de julho de 2016 3 SECRETARIA REGIONAL DAS FINANÇAS E DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Despacho n.º 301/2016 Em execução do disposto no Código do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS) assim

Leia mais

ESCOLA DE CONDUÇÃO INVICTA (Responsabilidade pelas Infracções)

ESCOLA DE CONDUÇÃO INVICTA (Responsabilidade pelas Infracções) Responsabilidade pelas infracções São responsáveis pelas infracções: o agente sobre o qual recai o facto constitutivo dessa infracção. as pessoas colectivas ou equiparadas. o condutor do veículo quando

Leia mais

DECRETO N.º 112 /X EXCLUSÃO DA ILICITUDE NOS CASOS DE INTERRUPÇÃO VOLUNTÁRIA DA GRAVIDEZ. Artigo 1.º (Alteração do Código Penal) Artigo 142.

DECRETO N.º 112 /X EXCLUSÃO DA ILICITUDE NOS CASOS DE INTERRUPÇÃO VOLUNTÁRIA DA GRAVIDEZ. Artigo 1.º (Alteração do Código Penal) Artigo 142. DECRETO N.º 112 /X EXCLUSÃO DA ILICITUDE NOS CASOS DE INTERRUPÇÃO VOLUNTÁRIA DA GRAVIDEZ A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: Artigo 1.º

Leia mais

DECRETO N.º 324/XII. Estabelece o regime de acesso e exercício da atividade de artista tauromáquico e de auxiliar de espetáculo tauromáquico

DECRETO N.º 324/XII. Estabelece o regime de acesso e exercício da atividade de artista tauromáquico e de auxiliar de espetáculo tauromáquico DECRETO N.º 324/XII Estabelece o regime de acesso e exercício da atividade de artista tauromáquico e de auxiliar de espetáculo tauromáquico A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do

Leia mais

Carta por Pontos. 21 de maio de 2015

Carta por Pontos. 21 de maio de 2015 Carta por Pontos 21 de maio de 2015 Carta por Pontos A maioria dos países da União Europeia tem a carta por pontos ou sistema similar. A título de exemplo: Espanha, França, Itália, Reino Unido, Alemanha,

Leia mais

Regulamento da Galeria Municipal de Almeirim. Preâmbulo

Regulamento da Galeria Municipal de Almeirim. Preâmbulo Regulamento da Galeria Municipal de Almeirim Preâmbulo A Galeria Municipal de Almeirim é um espaço destinado à dinamização da cultura através de exposições temporárias, cabendo neste todas as áreas temáticas

Leia mais

CAPITULO I Disposições Gerais

CAPITULO I Disposições Gerais REGULAMENTO da Unidade Curricular Dissertação/Projeto/Estágio dos Cursos de Mestrado em Contabilidade, Mestrado em Contabilidade e Administração Pública e Mestrado em Marketing, do Instituto Superior de

Leia mais

Formação Inicial para motorista de táxi

Formação Inicial para motorista de táxi Formação Inicial para motorista de táxi PROGRAMA Duração e calendário do curso O Curso de Formação Inicial de Motorista de Táxi ministrado pela Protaxisó é constituído pela Componente Teórica e Componente

Leia mais

Ficha de Informação Normalizada (FIN) Conta Poupança Livre. Conta Poupança Livre. Designação

Ficha de Informação Normalizada (FIN) Conta Poupança Livre. Conta Poupança Livre. Designação Exemplar Cliente Designação de Acesso Modalidade Meios de Movimentação aplicáveis a: Clientes Particulares, maiores de idade; Residentes e não residentes em Portugal; Titulares de uma conta de Depósitos

Leia mais

ORIENTAÇÃO TÉCNICA N.º 03/2016

ORIENTAÇÃO TÉCNICA N.º 03/2016 ORIENTAÇÃO TÉCNICA N.º 03/2016 REGULAMENTO ESPECÍFICO DO DOMÍNIO DA COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO (RECI) Sistema de Incentivos às Empresas Inovação Produtiva Majoração «Execução do Investimento»

Leia mais

MESTRADO EM AGRICULTURA BIOLÓGICA Edição

MESTRADO EM AGRICULTURA BIOLÓGICA Edição INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA EDITAL (EDIÇÃO 2016-2018) Nos termos do Decreto-Lei nº42/2005, de 22 de fevereiro e do Decreto-Lei nº74/2006, de 24 de março, com as alterações que lhes foram introduzidas

Leia mais

REGULAMENTO DO ACONSELHAMENTO ETICO E DEONTOLÓGICO NO ÂMBITO DO DEVER DE SIGILO

REGULAMENTO DO ACONSELHAMENTO ETICO E DEONTOLÓGICO NO ÂMBITO DO DEVER DE SIGILO REGULAMENTO DO ACONSELHAMENTO ETICO E DEONTOLÓGICO NO ÂMBITO DO DEVER DE SIGILO Proposta apresentada pelo Conselho Directivo Lisboa, 5 de Maio de 2010 Aprovado em Assembleia Geral de 29 de Maio de 2010

Leia mais

PARTE C MINISTÉRIO DA SOLIDARIEDADE, EMPREGO E SEGURANÇA SOCIAL (2) Diário da República, 2.ª série N.º de novembro de 2013

PARTE C MINISTÉRIO DA SOLIDARIEDADE, EMPREGO E SEGURANÇA SOCIAL (2) Diário da República, 2.ª série N.º de novembro de 2013 33090-(2) Diário da República, 2.ª série N.º 217 8 de novembro de 2013 PARTE C MINISTÉRIO DA SOLIDARIEDADE, EMPREGO E SEGURANÇA SOCIAL Gabinete do Secretário de Estado do Emprego Despacho n.º 14500-A/2013

Leia mais

Equiparação a Bolseiro

Equiparação a Bolseiro Instituto Politécnico de Coimbra (IPC) Equiparação a Bolseiro Regulamento Preâmbulo Face ao disposto no artigo 29º- A do Decreto-Lei nº 207/2009, de 31 de Agosto - Estatuto da Carreira do Pessoal Docente

Leia mais

Regulamento das Bolsas de Mérito Desportivo da Universidade de Aveiro

Regulamento das Bolsas de Mérito Desportivo da Universidade de Aveiro Projeto de Regulamento das Bolsas de Mérito Desportivo da Universidade de Aveiro A prática desportiva assume, hoje em dia, um importante papel na formação do caráter e na transmissão de princípios salutares,

Leia mais

CONTRA-ORDENAÇÕES RODOVIÁRIAS

CONTRA-ORDENAÇÕES RODOVIÁRIAS FICHA TÉCNICA CONTRA-ORDENAÇÕES RODOVIÁRIAS Níveis GDE Temas Transversais Síntese informativa Nível 1 Nível Atitudinal Tema 1 Conhecimento de si próprio como Condutor; Tema 2 Atitudes e Comportamentos;

Leia mais