MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME SECRETARIA NACIONAL DE RENDA DE CIDADANIA SECRETARIA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME SECRETARIA NACIONAL DE RENDA DE CIDADANIA SECRETARIA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL"

Transcrição

1 MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME SECRETARIA NACIONAL DE RENDA DE CIDADANIA SECRETARIA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL INSTRUÇÃO OPERACIONAL CONJUNTA SENARC/SNAS MDS Nº 01, DE 14 DE MARÇO DE Divulga aos municípios orientações sobre a operacionalização da integração entre o Programa Bolsa Família e o Programa de Erradicação do Trabalho Infantil, no que se refere à inserção, no Cadastro Único, das famílias beneficiárias do PETI e famílias com crianças/adolescentes em situação de trabalho. 1. Apresentação Visando a melhoria dos processos de gestão de benefícios e o aprimoramento da racionalidade administrativa das políticas públicas de combate à pobreza e exclusão social no âmbito do Governo Federal, o Ministro de Estado do Desenvolvimento Social e Combate à Fome estabeleceu a integração entre o Programa Bolsa Família - PBF e o Programa de Erradicação do Trabalho Infantil PETI, na Portaria GM/MDS nº 666, de 28 de dezembro de Para recebimento do benefício do PETI ou do PBF, é necessário que o beneficiário e toda sua família estejam cadastrados no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal CadÚnico. Esta Instrução Operacional divulga aos municípios orientações relativas aos procedimentos para inclusão/atualização no CadÚnico das famílias beneficiárias do PETI e famílias com crianças/adolescentes em situação de trabalho infantil. ATENÇÃO: é importante lembrar que o prazo para as atualizações cadastrais remuneradas pelo MDS encerra-se no dia 31/03/ Instruções para inclusão e atualização, no CadÚnico, dos dados das famílias com crianças ou adolescentes beneficiários do PETI ou não beneficiários em situação de trabalho infantil Conforme disposto no artigo 5º da Portaria GM/MDS nº 666 de 2005, as famílias beneficiárias do PETI e famílias com crianças/adolescentes em situação de trabalho infantil, devem ser inseridas no Cadastro Único, com o preenchimento do campo 270. O quadro a seguir, exemplifica a tela que é exibida pelo sistema de Entrada e Manutenção de Dados do Cadastro Único: Após o cadastramento ou atualização, a família passará a receber um dos benefícios via Cartão Caixa Bolsa Família ou PETI, de acordo com a renda familiar mensal per capita, e

2 demais regras fixadas na Portaria GM/MDS 666/2005. Em ambos os casos, as crianças e adolescentes deverão freqüentar as atividades sócioeducativas e de convivência do PETI (Jornada Ampliada). 2.1 Famílias com crianças/adolescentes beneficiárias do PETI Benefício do PETI pago por meio de repasse fundo a fundo O cadastramento ou atualização do domicílio da família com criança/adolescente beneficiária do PETI, deverá se dar conforme detalhado a seguir: 1) Antes de iniciar o cadastramento de uma família beneficiária do PETI, é preciso verificar com o coordenador do programa e o responsável pelo cadastro se a família já está cadastrada no Cadastro Único. Esse procedimento é importante para evitar duplicidade cadastral; 2) Se a família já estiver cadastrada, deve-se recuperar o formulário original preenchido e obter formulários avulsos para o procedimento de atualização das informações. Caso a família não possua cadastro, deve-se efetuar o cadastramento de todos os componentes da família no formulário azul; 3) Para o cadastramento ou atualização correta de uma família beneficiária do PETI, é OBRIGATÓRIO o preenchimento do campo 270 do formulário de cadastramento único, bem como de seus, subcampos, para as crianças/adolescentes que fazem parte do PETI. Veja abaixo como deve ser o preenchimento: - Bolsa Criança Cidadã - PETI: marcar este subcampo; - Data de Inclusão: informar a data em que a criança/adolescente passou a receber o benefício do PETI. Caso não seja possível obter a data precisa, informar uma data aproximada, necessariamente um dia útil; - Tipo de benefício: informar se o benefício da criança/adolescente é rural ou urbano; - Valor do benefício: informar o valor do benefício recebido pela criança/adolescente; - Atividade que exercia: informar a atividade exercida pela criança/adolescente no trabalho infantil. Este subcampo não está disponível no formulário, porém é necessário informá-lo no aplicativo offline do CadÚnico; - Outro: informar obrigatoriamente, a palavra FUNDO. O preenchimento correto desse subcampo é de extrema importância na identificação das crianças/adolescentes beneficiadas pelo PETI e que não recebem via cartão. 4) Após a coleta das informações, digitar os dados no aplicativo de Entrada e Manutenção de Dados do Cadastro Único, salvar, extrair e transmitir via Conectividade Social o domicílio inserido/alterado. Após receber o retorno, importar o arquivo retorno e verificar se o domicílio encontra-se com modalidade Processado. Se o domicílio voltar na modalidade Rejeitado, verificar a inconsistência, efetuar a correção e enviar novamente para o processamento. IMPORTANTE: Caso o responsável pelo cadastro não possua conhecimento sobre os aplicativos de Entrada e Manutenção de Dados, Conectividade Social e outros procedimentos, deve consultar os manuais de instalação e utilização do aplicativo offline no sítio do MDS e também o manual do Conectividade Social, no sítio da CAIXA. ATENÇÃO: no caso de atualização, ou seja, de registro já existente no Cadastro Único, é necessário apenas atualizar o campo 270, conforme as orientações constantes nos itens 2, 3 e 4.

3 2.1.2 Benefício do PETI pago via cartão/caixa A família que já possui o benefício do PETI pago via cartão/caixa já encontra-se cadastrada no CadÚnico. Verifique, apenas, se há necessidade de atualizar os dados da criança/adolescente, ou de algum componente de sua família. 2.2 Famílias com crianças/adolescentes em situação de trabalho infantil, que ainda não fazem parte do PETI O cadastramento ou atualização do domicílio da família com criança/adolescente em situação de trabalho infantil, deverá se dar conforme descrito no item 2.1.1, exceto no preenchimento do campo 270. Nesse caso, não se deve preencher o subcampo OUTRO: - Bolsa Criança Cidadã - PETI: marcar este subcampo; - Data de Inclusão: informar a data da inclusão no CadUnico, necessariamente um dia útil; - Tipo de benefício: informar se o domicílio da família da criança/adolescente situa-se na área rural ou urbana; - Valor do benefício: informar o valor que a criança/adolescente receberia se estivesse inscrita no PETI (de R$ 25,00 ou R$ 40,00, de acordo com a classificação do município no PETI); - Atividade que exercia: informar a atividade exercida pela criança/adolescente no trabalho infantil. Este campo não está disponível no formulário, porém é necessário informá-lo no aplicativo offline do CadÚnico; - Outro: deixar o campo em branco. ATENÇÃO: no caso de atualização, ou seja, de registro já existente no Cadastro Único, é necessário apenas atualizar o campo 270, conforme as orientações acima.

4 2.3 Resumo O quadro a seguir resume as instruções para inclusão e atualização no CadÚnico, descritas nos itens 2.1 e 2.2: Situação da Família Beneficiário do PETI que não recebe benefício pelo Cartão Caixa Não beneficiária do PETI Bolsa Criança Cidadã - PETI Marcar o campo Data Inclusão Data que passou a receber o benefício Data de Inclusão/ Atualização no CadÚnico Tipo de Benefício Rural ou Urbano CAMPO 270 Valor do Benefício Valor recebido pela criança /adolescente R$ 25,00 ou R$ 40,00 Atividade que exercia Atividade Exercida Outro FUNDO Deixar em branco 3. Apoio Financeiro do MDS para o cadastramento das famílias do PETI no CadÚnico A Portaria MDS/GM nº 672/2005 regulamentou o apoio financeiro aos municípios para atualização cadastral das famílias e o cadastramento no CadÚnico das famílias que recebem o benefício do PETI pago por meio do Fundo Nacional de Assistência Social. Conforme disposto na Portaria MDS/GM nº 672/2005, o município receberá R$ 6,00 por cada família com preenchimento do campo Bolsa Criança Cidadã PETI, até o limite da estimativa de famílias, estipulada pela SNAS, que possuem crianças/adolescentes beneficiárias do PETI no município. O total de famílias e o montante potencial que pode ser repassado ao município estará disponível no site do MDS. Os cadastros validados pelo MDS serão remunerados uma única vez, com exceção daqueles que já tiverem sido atualizados e validados antes de 01 de novembro de 2005, conforme disposto na Portaria GM/MDS n.360/05, e, após este período, tiverem complementação de informações de um ou mais componentes da família que efetivamente recebem recursos do PETI por meio de repasse Fundo a Fundo. A remuneração só é válida para os cadastros transmitidos até o dia 31 de março de PRAZOS ATENÇÃO: Conforme disposto na Portaria GM/MDS nº 666, de 28/12/2005, o prazo para a atualização cadastral encerra-se no dia 31/03/2006. Após essa data, o MDS não irá mais remunerar os municípios pelas atualizações cadastrais. A partir dessa data, o MDS também suspenderá o repasse de recursos de benefício do PETI aos municípios que não procederem à inclusão/atualização no Cadastro Único dos beneficiários do PETI que recebem pelo Fundo Nacional de Assistência Social.

5 5. CANAIS DE ATENDIMENTO AO MUNICÍPIO O esclarecimento de dúvidas do município poderá ser realizado pelas equipes de atendimento ou por - Caixa Econômica Federal: Cadastro Único: 0xx PETI: 0xx / / / ou - Toda a legislação do Cadastro Único e dos Programas Bolsa Família e remanescentes pode ser obtida no endereço eletrônico do MDS (http://www.mds.gov.br/), acessando a página de legislação no link 6. GLOSSÁRIO MDS: Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. SENARC: Secretaria Nacional de Renda de Cidadania. SNAS: Secretaria Nacional de Assistência Social IOC: Instrução Operacional Conjunta. CadÚnico: Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal. Refere-se ao conjunto de aplicativos e bases de dados que registram as informações dos beneficiários dos programas sociais do Governo Federal. Offline do CadÚnico: É o Aplicativo de Entrada e Manutenção de Dados do Cadastro Único, um aplicativo que, instalado nos computadores dos municípios, faz o processamento local das informações do CadÚnico e se comunica com a Base Central do CadÚnico por meio do aplicativo Conectividade Social. Conectividade Social: É o aplicativo internet da CAIXA que transporta os arquivos de atualização de dados entre o Offline do CadÚnico e a Base Central do CadÚnico. NIS: Número de Identificação Social. Base Central do CadÚnico: Conjunto de aplicativos que, executados nos computadores da CAIXA, processa as alterações no CadÚnico. FNAS: Fundo Nacional de Assistência Social Pagamento via Fundo: Forma de pagamento dos benefícios do PETI em que o Fundo Nacional de Assistência Social repassa os valores a serem pagos às famílias por meio de repasse financeiro fundo a fundo, e o município fazem os pagamentos pela forma que lhes for mais conveniente (contra recibo, pelo correio, em banco estadual, por boleto bancário etc.), em vez de pela CAIXA. Atividades Sócio-educativas e de convivência do PETI: São as atividades proporcionadas pelo PETI, em horário alternativo à jornada escolar, às crianças/adolescentes que estavam em situação de trabalho infantil. Também são conhecidas pelo nome Jornada Ampliada. ROSANI EVANGELISTA CUNHA ANA LÍGIA GOMES Secretária Nacional de Renda de Cidadania Secretária Nacional de Assistência Social - substituta

INSTRUÇÃO OPERACIONAL SNAS/MDS N 01, DE 19 DE SETEMBRO DE 2007

INSTRUÇÃO OPERACIONAL SNAS/MDS N 01, DE 19 DE SETEMBRO DE 2007 MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME SECRETARIA NACIONAL DA ASSISTÊNCIA SOCIAL INSTRUÇÃO OPERACIONAL SNAS/MDS N 01, DE 19 DE SETEMBRO DE 2007 1. APRESENTAÇÃO A presente Instrução Operacional,

Leia mais

Edição nº 81 de 28/04/2006 Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome

Edição nº 81 de 28/04/2006 Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Edição nº 81 de 28/04/2006 Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome GABINETE DO MINISTRO PORTARIA N 148, DE 27 DE ABRIL DE 2006 Estabelece normas, critérios e procedimentos para o apoio à

Leia mais

Avaliação da integração do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) ao Programa Bolsa-Família (PBF) Maria das Graças Rua Março de 2007

Avaliação da integração do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) ao Programa Bolsa-Família (PBF) Maria das Graças Rua Março de 2007 Avaliação da integração do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) ao Programa Bolsa-Família (PBF) Maria das Graças Rua Março de 2007 DIMENSÕES EXAMINADAS: a clareza e compartilhamento dos

Leia mais

O beneficiário deve informar seu número da carteira AMS e senha, já previamente cadastrados, e clicar no botão Entrar.

O beneficiário deve informar seu número da carteira AMS e senha, já previamente cadastrados, e clicar no botão Entrar. 01.12345678.00 Marque a opção Demais usuários. O beneficiário deve informar seu número da carteira AMS e senha, já previamente cadastrados, e clicar no botão Entrar. Caso seja seu primeiro acesso, será

Leia mais

IGD - Índice de Gestão Descentralizada - IGD M. Fortaleza - CE, 21 a 23 de Março de 2012

IGD - Índice de Gestão Descentralizada - IGD M. Fortaleza - CE, 21 a 23 de Março de 2012 IGD - Índice de Gestão Descentralizada - IGD M Fortaleza - CE, 21 a 23 de Março de 2012 MARCO LEGAL 1) Lei nº 12.058, de 13 de outubro de 2009, altera o Art. 8º da Lei 10.836/2004: Institucionaliza o IGD,

Leia mais

Cadastro Único para Programas Sociais

Cadastro Único para Programas Sociais Cadastro Único para Programas Sociais XIV Encontro Nacional do CONGEMAS Fortaleza, 21 a 23 de março de 2012 1 Usuários sem acesso ao sistema Este problema ocorre porque algumas senhas foram inativadas

Leia mais

Dicas para utilização dos recursos do PVMC Peti

Dicas para utilização dos recursos do PVMC Peti Dicas para utilização dos recursos do PVMC Peti 1. Como incluir os Municípios no PETI - Programa de Erradicação do Trabalho Infantil? A primeira ação para se enfrentar o trabalho infantil é saber de que

Leia mais

Sistema de Solicitação de Certidões

Sistema de Solicitação de Certidões Sistema de Solicitação de Certidões Manual do Usuário (Solicitante) Versão 2017.1 Índice 1. ACESSO COM CERTIFICADO DIGITAL... 4 2. CADASTRO NO SISTEMA... 6 3. ESQUECI MINHA SENHA... 7 4. ACESSO AO SISTEMA...

Leia mais

Cadastro do novo Bilhete Único - SPTRANS

Cadastro do novo Bilhete Único - SPTRANS Sumário 1. Objetivo... 2 2. Cadastro para emissão do NOVO Bilhete Único... 3 3. Sessão Expirada... 111 4. Etapas do Cadastro... 144 5. Finalização do Cadastro... 166 6. Pesquisa de Satisfação...18 1 1.

Leia mais

Processo de Retificação/alteração/exclusão de informações; Processo de Transferência de trabalhadores; Processo de Cancelamento do desligamento;

Processo de Retificação/alteração/exclusão de informações; Processo de Transferência de trabalhadores; Processo de Cancelamento do desligamento; Reflexos no FGTS Reflexos no FGTS: Geração e disponibilização das guias de recolhimento mensal e rescisório, e definição de um único modelo de guia - GRFGTS; Adequação da prestação da informação à nova

Leia mais

Processo de Retificação/alteração/exclusão de informações; Processo de Transferência de trabalhadores; Processo de Cancelamento do desligamento;

Processo de Retificação/alteração/exclusão de informações; Processo de Transferência de trabalhadores; Processo de Cancelamento do desligamento; Reflexos no FGTS Reflexos no FGTS: Geração e disponibilização das guias de recolhimento mensal e rescisório, e definição de um único modelo de guia - GRFGTS; Adequação da prestação da informação à nova

Leia mais

O que é o Cadastro Único?

O que é o Cadastro Único? O que é o Cadastro Único? Instrumento de identificação e caracterização socioeconômica das famílias brasileiras de baixa renda. Porta de entrada para mais de 30 programas sociais do Governo Federal. Foco

Leia mais

GESTÃO E OPERACIONALIZAÇÃO DO SUAS NOS MUNICÍPIOS REGIÃO CENTRO-OESTE. RIO VERDE/GO, 03 e 04 de abril de 2013

GESTÃO E OPERACIONALIZAÇÃO DO SUAS NOS MUNICÍPIOS REGIÃO CENTRO-OESTE. RIO VERDE/GO, 03 e 04 de abril de 2013 Encontro Regional CONGEMAS GESTÃO E OPERACIONALIZAÇÃO DO SUAS NOS MUNICÍPIOS REGIÃO CENTRO-OESTE RIO VERDE/GO, 03 e 04 de abril de 2013 Cadastro Único para Programas Sociais Definição Instrumento de identificação

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Renda de Cidadania. MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Atenção à Saúde

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Renda de Cidadania. MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Atenção à Saúde Instrução Operacional Conjunta SENARC/MDS/SAS/MS nº 11 Brasília, 18 de novembro de 2011. 1 INTRODUÇÃO Assunto: Divulga informações e procedimentos sobre a implantação do Benefício Variável destinado a

Leia mais

Município: CAROLINA / MA

Município: CAROLINA / MA O Plano Brasil Sem Miséria O Plano Brasil Sem Miséria foi lançado com o desafio de superar a extrema pobreza no país. O público definido como prioritário foi o dos brasileiros que estavam em situação de

Leia mais

Nota Fiscal de Serviço Eletrônica NFS-e. Manual do Usuário Contribuinte

Nota Fiscal de Serviço Eletrônica NFS-e. Manual do Usuário Contribuinte Nota Fiscal de Serviço Eletrônica NFS-e Manual do Usuário Contribuinte CIGA 07/04/2015 2 1. Conteúdo 1. Conteúdo... 2 Índice de Ilustrações... 3 Objetivos deste documento... 3 Controle de Versões... 3

Leia mais

Aquisição de Créditos Eletrônicos.

Aquisição de Créditos Eletrônicos. Loja Virtual Aquisição de Créditos Eletrônicos 1 lojavirtual@sptrans.com.br O que é a Loja Virtual Ferramenta que possibilita a aquisição de créditos eletrônicos diretamente pelo site da SPTrans. 2 Quem

Leia mais

Cadastro Único para Políticas Sociais

Cadastro Único para Políticas Sociais Cadastro Único para Políticas Sociais O que é o Cadastro Único? Políticas Universais Saúde Políticas Contributivas Políticas nãocontributivas e seletivas Educação Previdência Social Cadastro Único O que

Leia mais

EDITAL IFPR Nº 22/2016 RETIFICAÇÃO DO EDITAL IFPR Nº 019/2016

EDITAL IFPR Nº 22/2016 RETIFICAÇÃO DO EDITAL IFPR Nº 019/2016 EDITAL IFPR Nº 22/2016 RETIFICAÇÃO DO EDITAL IFPR Nº 019/2016 O Reitor em exercício do INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ IFPR, no uso da competência que lhe confere a Portaria nº 976 de 26 de julho de 2016,

Leia mais

Manual do Corretor. Prezados,

Manual do Corretor. Prezados, Prezados, Conforme falamos, segue o passo a passo para que você possa, a partir de agora, executar a solicitação de suas demandas, promovendo ainda mais agilidade em nosso relacionamento. De qualquer forma,

Leia mais

COMO SE DÁ A CONCESSÃO DO BENEFÍCIO NO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA?

COMO SE DÁ A CONCESSÃO DO BENEFÍCIO NO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA? COMO SE DÁ A CONCESSÃO DO BENEFÍCIO NO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA? Julho de 2017 O Programa Bolsa Família (PBF) 1 disponibiliza mensalmente benefícios a cerca de 13 milhões de famílias residentes no território

Leia mais

Comparativo das Principais e 2016

Comparativo das Principais e 2016 Comparativo das Principais alterações entre as RAIS ano-base 2015 e 2016 PRINCIPAIS ALTERAÇÕES DA RAIS ANO-BASE 2015 E 2016 RAIS 2015 - PORTARIA MTE N 2.027/2013 RAIS 2016 - PORTARIA MTPS N 269/2015 Informações

Leia mais

SISTEMA AUTOMÁTICO DE BILHETAGEM ELETRÔNICA PROCEDIMENTOS VTWEB CLIENT PROCEDIMENTOS

SISTEMA AUTOMÁTICO DE BILHETAGEM ELETRÔNICA PROCEDIMENTOS VTWEB CLIENT PROCEDIMENTOS SISTEMA AUTOMÁTICO DE BILHETAGEM ELETRÔNICA PROCEDIMENTOS VTWEB CLIENT PROCEDIMENTOS Origem: ProUrbano Data de Criação: 22/03/2010 Ultima alteração: Versão: 1.3 Tipo de documento: PRO-V1. 0 Autor: Adriano

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Renda de Cidadania

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Renda de Cidadania Instrução Operacional nº 34 SENARC/MDS Brasília, 23 de dezembro de 2009 Assunto: Divulga informações e procedimentos de atualização ou revalidação cadastral das famílias no CadÚnico para fins de Revisão

Leia mais

NOTA TÉCNICA Nº 2/2016-CVN/GVE/SUVISA. Em 23 de agosto de 2016

NOTA TÉCNICA Nº 2/2016-CVN/GVE/SUVISA. Em 23 de agosto de 2016 SUPERINTENDÊNCIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE GERÊNCIA DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA COORDENAÇÃO DE VIGILÂNCIA NUTRICIONAL NOTA TÉCNICA Nº 2/2016-CVN/GVE/SUVISA Em 23 de agosto de 2016 ASSUNTO: Operacionalização

Leia mais

Manual. S.I.A Sistema Integrado de Avaliação. PARÂMETROS PE (Parâmetros Curriculares)

Manual. S.I.A Sistema Integrado de Avaliação. PARÂMETROS PE (Parâmetros Curriculares) Manual S.I.A Sistema Integrado de Avaliação PARÂMETROS PE (Parâmetros Curriculares) S.I.A Sistema Integrado de Avaliação Introdução O S.I.A. (Sistema Integrado de Avaliação) é o sistema desenvolvido pelo

Leia mais

1 SOBRE A ÁREA RESTRITA EMPRESA

1 SOBRE A ÁREA RESTRITA EMPRESA Sumário 1 Sobre a área restrita Empresa...3 1.1 Apresentação...3 1.2 Acessando a área restrita Empresa...3 1.3 Acesso contribuintes aptos...4 1.4 Acesso contribuintes não aptos...5 1.5 Pesquisar contribuinte...5

Leia mais

Sistema de Nota Fiscal de Serviços Eletrônica Manual do Contador

Sistema de Nota Fiscal de Serviços Eletrônica Manual do Contador 1 SUMÁRIO Assunto Pág Tela Principal... 2 Ambiente de Teste... 2 Área do Contador... 2 Cadastro de Login e Senha... 2 Formulário > Cadastro Contadores... 3 Login do Sistema... 3 Alteração de Senha... 4

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e)

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Acesso ao Sistema Pessoa Física Todos os dados e valores apresentados neste manual são ficticios. Qualquer dúvida consulte a legislação vigente. Sistema desenvolvido por Tiplan Tecnologia em

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e)

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Acesso ao Sistema Pessoa Física Sistema desenvolvido por Tiplan Tecnologia em Sistema de Informação. Todos os direitos reservados. http://www.tiplan.com.br Página 2 de 23 Índice ÍNDICE... 2 1.

Leia mais

MUNDO Sem POBREZA INICIATIVa Brasileira de Aprendizagem

MUNDO Sem POBREZA INICIATIVa Brasileira de Aprendizagem COMO SE DÁ A FOCALIZAÇÃO E A IDENTIFICAÇÃO DO PÚBLICO EM SITUAÇÃO DE POBREZA E DE EXTREMA POBREZA NO ÂMBITO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA (PBF)? MUNDO Sem POBREZA INICIATIVa Brasileira de Aprendizagem Um importante

Leia mais

SISTEMA AUTOMÁTICO DE BILHETAGEM ELETRÔNICA PORTAL ESTUDANTE PASSO A PASSO PROCEDIMENTOS

SISTEMA AUTOMÁTICO DE BILHETAGEM ELETRÔNICA PORTAL ESTUDANTE PASSO A PASSO PROCEDIMENTOS SISTEMA AUTOMÁTICO DE BILHETAGEM ELETRÔNICA PASSO A PASSO PROCEDIMENTOS Origem: Data de Criação: 01/07/2010 Ultima alteração: Versão: 1.2 Tipo de documento: PRO-V1. 0 Autor: Adriano Padovani Colaborador:

Leia mais

Protocolo Eletrônico ( Acesso Externo )

Protocolo Eletrônico ( Acesso Externo ) EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS VICE-PRESIDÊNCIA DE ADMINISTRAÇÃO VIPAD Protocolo Eletrônico ( Acesso Externo ) Guia de Cadastro do Usuário Externo Solicitação de Acesso Setembro / 2017 [ Versão

Leia mais

SRM SISTEMA DE CADASTRO DE FORNECEDORES EDP

SRM SISTEMA DE CADASTRO DE FORNECEDORES EDP SRM SISTEMA DE CADASTRO DE FORNECEDORES EDP Clique para inserir informação 01/11/2017 Objetivo Capacitar os fornecedores no acesso e processo de cadastramento junto a EDP. Sumário FLUXO DO PROCESSO ACESSO

Leia mais

Manual de Utilização do Portal Educacional

Manual de Utilização do Portal Educacional Manual de Utilização do Portal Educacional Sumário Introdução... 2 Menu do Portal... 5 Acadêmico... 6 Materiais... 8 Financeiro... 8 Benefícios (Serviço Social)... 9 Relatórios... 10 Tarefa Diária... 11

Leia mais

Qualificação dos Identificadores. CPF e NIS

Qualificação dos Identificadores. CPF e NIS Qualificação dos Identificadores CPF e NIS Composição do Cadastro NIS Composição do Cadastro NIS PIS PASEP MTE Cadastro NIS SUS Contribuinte Individual CADUN Quem é cadastrado, e por quem? Empregador Trabalhador

Leia mais

Thiago Barbosa, SCM-Vendor Master Data Management, 16/12/2015 Portal de Fornecedores Web Preenchimento do novo portal para cadastro de fornecedores

Thiago Barbosa, SCM-Vendor Master Data Management, 16/12/2015 Portal de Fornecedores Web Preenchimento do novo portal para cadastro de fornecedores Thiago Barbosa, SCM-Vendor Master Data Management, 16/12/2015 Portal de Fornecedores Web Preenchimento do novo portal para cadastro de fornecedores ABB Slide 1 Atualização Portal Gefor Web O portal para

Leia mais

1. Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo.

1. Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo. NOTA TÉCNICA N. 035/2013 Brasília, 24 de outubro de 2013. ÁREA: TÍTULO: Desenvolvimento Social. Reordenamento do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo (SCFV). REFERÊNCIA: Resolução CNAS n

Leia mais

GRFGTS Recolhimento mensal

GRFGTS Recolhimento mensal BOTUCATU 17/05/2016 Reflexos no FGTS Reflexos no FGTS Otimização na forma de geração e disponibilização das guias de recolhimento mensal e rescisório, e definição de um único modelo de guia - GRFGTS; Adequação

Leia mais

GRFGTS Recolhimento mensal

GRFGTS Recolhimento mensal JALES 19/05/2016 Reflexos no FGTS Reflexos no FGTS Otimização na forma de geração e disponibilização das guias de recolhimento mensal e rescisório, e definição de um único modelo de guia - GRFGTS; Adequação

Leia mais

Instruções para utilização da Agenda Médica Eletrônica

Instruções para utilização da Agenda Médica Eletrônica Instruções para utilização da Agenda Médica Eletrônica Sumá rio 1. Acesso aos Serviços Exclusivos...3 2. Acesso à Agenda...4 3. Inclusão de Horários de Atendimento...6 4. Informação de Ausência...10 5.

Leia mais

SUMÁRIO 1. COMO ACESSAR O SISTEMA FATURANDO LOTES DE GUIAS NO SAÚDE CONNECT Faturando lotes de guias de tratamento odontológico:...

SUMÁRIO 1. COMO ACESSAR O SISTEMA FATURANDO LOTES DE GUIAS NO SAÚDE CONNECT Faturando lotes de guias de tratamento odontológico:... SUMÁRIO 1. COMO ACESSAR O SISTEMA... 3 2. FATURANDO LOTES DE GUIAS NO SAÚDE CONNECT... 6 2.1. Faturando lotes de guias de tratamento odontológico:... 6 3. ENVIANDO AS GUIAS... 9 3.1. Enviar Guias no Saúde

Leia mais

Manual de acesso ao Sistema de Análise Socioeconômica - Estudantes -

Manual de acesso ao Sistema de Análise Socioeconômica - Estudantes - UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS ESTUDANTIS Manual de acesso ao Sistema de Análise Socioeconômica - Estudantes - Versão 02/10/2017 a Chapecó, outubro de 2017 1 ÍNDICE 1. CAMPUS

Leia mais

Redesenho do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil PETI

Redesenho do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil PETI Redesenho do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil PETI Ministério do Desenvolvimento Social e Combate a Fome MDS Secretaria Nacional de Assistência Social SNAS HISTÓRICO DO PETI PETI Contexto histórico

Leia mais

PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA 1 ÍNDICE 1. ACESSANDO O SISTEMA ATENA...03 2. INCLUSÃO DOS DADOS DO PROJETO...04 3. INCLUSÃO DO BOLSISTA...07 3.1 Bolsista com cadastro na USP...08 3.2 Bolsista sem cadastro

Leia mais

SIC - Serviço de Informação ao Cidadão

SIC - Serviço de Informação ao Cidadão SIC - Serviço de Informação ao Cidadão Manual do Usuário Versão 4 Índice 1. Introdução 3 2. Primeiro Acesso 4 3. Acesso ao Sistema 10 4. Dicas Para Registrar Um Pedido 11 5. Registre Seu Pedido 12 6. Consultar

Leia mais

4.1.3 Busca ampliada na base nacional (CADSUS) Adicionar cidadão do Cadastro da Atenção Básica

4.1.3 Busca ampliada na base nacional (CADSUS) Adicionar cidadão do Cadastro da Atenção Básica CAPÍTULO 4 - Cidadão 4.1 Busca pelo cidadão 4.1.1 Busca avançada - base local 4.1.2 Busca na base nacional (CADSUS) 4.1.3 Busca ampliada na base nacional (CADSUS) 4.2 Adicionar cidadão na base local 4.2.1

Leia mais

PREVI - PORTAL DE FORNECEDORES CADASTRO DE FORNECEDORES - GUIA DO USUÁRIO

PREVI - PORTAL DE FORNECEDORES CADASTRO DE FORNECEDORES - GUIA DO USUÁRIO PREVI - PORTAL DE FORNECEDORES CADASTRO DE FORNECEDORES - GUIA DO USUÁRIO 1. INTRODUÇÃO O Portal de Fornecedores da Previ foi criado para conferir maior autonomia aos fornecedores, facilitar o processo

Leia mais

Como realizar o Cadastramento de Usuários - Cartão Nacional de Saúde

Como realizar o Cadastramento de Usuários - Cartão Nacional de Saúde Como realizar o Cadastramento de Usuários - Cartão Nacional de Saúde Fluxo para digitação do Cadastro Territorial no E-SUS... 2 Etapa 1 - Pesquisa do cidadão na base local do E-SUS:... 3 Etapa 2 - Cadastro

Leia mais

- Manual tocou.com - Emissoras

- Manual tocou.com - Emissoras - Manual tocou.com - Emissoras Este manual se destina às emissoras de rádio que utilizam ou desejam utilizar o tocou.com. 2009 SUMÁRIO Apresentação... 2 Tipos de contas de usuários do tocou.com... 3 Requisitos

Leia mais

MANUAL VTWEB CLIENT URBANO

MANUAL VTWEB CLIENT URBANO MANUAL VTWEB CLIENT URBANO Conteúdo... 2 1. Descrição... 3 2. Cadastro no sistema... 3 2.1. Pessoa Jurídica... 3 2.2. Pessoa Física... 5 2.3. Concluir o cadastro... 6 3. Acessar o sistema... 6 3.1. Autenticar

Leia mais

Acesso Individual Classe Especial (AICE) do Serviço de Telefone Fixo Comutado (STFC)

Acesso Individual Classe Especial (AICE) do Serviço de Telefone Fixo Comutado (STFC) Acesso Individual Classe Especial (AICE) do Serviço de Telefone Fixo Comutado (STFC) Telefone Popular Acesso Individual Classe Especial (AICE) Conheça as regras do Programa! O que é o Acesso Individual

Leia mais

SAC Sistema de Acompanhamento de Concessões Manual do Usuário

SAC Sistema de Acompanhamento de Concessões Manual do Usuário 70040-020 Brasília - DF SAC Manual do Usuário Sumário Assunto PÁGINA 1. Objetivos do Manual 3 2. Perfil do Usuário 3 2.1 Coordenador Institucional 3 3. Acesso ao Sistema SAC 3 3.1 Endereço de acesso 3

Leia mais

CONTEÚDO Acesso ao sistema...2 Controle de Aplicação Tela de Autenticação...3 MENU DE OPÇÕES DO SISTEMA Cadastro do Colaborador...

CONTEÚDO Acesso ao sistema...2 Controle de Aplicação Tela de Autenticação...3 MENU DE OPÇÕES DO SISTEMA Cadastro do Colaborador... FREQUENCI CONTEÚDO Acesso ao sistema...2 Controle de Aplicação Tela de Autenticação...3 MENU DE OPÇÕES DO SISTEMA Cadastro do Colaborador...4 COORDENADOR ESTADUAL Alocar Coordenador de Polo...5 COORDENADOR

Leia mais

Giss Offline. Versão 2.0 (12/2011)

Giss Offline. Versão 2.0 (12/2011) Giss Offline Versão 2.0 (12/2011) Versão 2.0 (12/2011) SUMÁRIO GISS OFFLINE... 2 INSTALANDO O GISS ESCRITURAÇÃO OFFLINE... 3 IDENTIFICAÇÃO NO SISTEMA... 8 MANUTENÇÃO... 9 ADICIONAR PREFEITURA... 9 CÓPIA

Leia mais

Carnê de Pagamento. Copyright ControleNaNet

Carnê de Pagamento. Copyright ControleNaNet Este manual é parte integrante do Software On-line Carnê de Pagamento Concebido pela equipe técnica de ControleNaNet. http://www.controlenanet.com.br Todos os direitos reservados. Copyright 2015-2017 ControleNaNet

Leia mais

Manual do Portal do Prestador. Envio de arquivos XML do Padrão TISS

Manual do Portal do Prestador. Envio de arquivos XML do Padrão TISS Manual do Portal do Prestador Envio de arquivos XML do Padrão TISS 1 ÍNDICE Cap. Assunto Pag. Informações preliminares 3 1 Envio de arquivos XML 4 2 Histórico de envio de arquivos XML 8 3 Impressão do

Leia mais

- Manual tocou.com - Anunciantes

- Manual tocou.com - Anunciantes - Manual tocou.com - Anunciantes Este manual se destina aos anunciantes que utilizam ou desejam utilizar o tocou.com. 2009 SUMÁRIO Apresentação... 2 Tipos de contas de usuários do tocou.com... 3 Requisitos

Leia mais

Versão 1.0

Versão 1.0 Versão 1.0 http://digifred.com.br/ Copyright Digifred Informática LTDA. Todos os direitos reservados. 1 Sumário 1. Introdução...3 2. Primeiro Acesso...4 3. Cadastro de Usuário...5 4. Funções do SIC...6

Leia mais

Manual do Portal de adesão a Campanha

Manual do Portal de adesão a Campanha Manual do Portal de adesão a Campanha 0 1 - OBJETIVO... 1 2 - ACESSO AO PORTAL DE ADESÃO... 3 2.1 - CADASTRO... 3 2.2 - LOCALIDADE...6 2.3 - TRABALHADOR...8 2.4 - CONCLUINDO A ADESÃO... 11 3 - LOGIN...

Leia mais

ROTEIRO DO SIMPLES NACIONAL

ROTEIRO DO SIMPLES NACIONAL ROTEIRO DO SIMPLES NACIONAL Explicação: Empresas enquadradas no regime de tributação do Simples Nacional poderão apurar o imposto seguindo as rotinas apresentadas abaixo. 1. Cadastro de empresa 2. Parâmetros

Leia mais

1. Página Inicial. 2. Validação de Beneficiário. 3. Planos atendidos. 4. Autorizações. 5. Faturamento Digitação do Faturamento

1. Página Inicial. 2. Validação de Beneficiário. 3. Planos atendidos. 4. Autorizações. 5. Faturamento Digitação do Faturamento manual manual sumário 1. Página Inicial 2. Validação de Beneficiário 3. Planos atendidos 4. Autorizações 5. Faturamento 5.1. Digitação do Faturamento 5.2. Envio de Arquivo XML 5.3. Informe de Rendimento

Leia mais

1. DMED Ficha Técnica da DMED Instalação do Aplicativo DMED Como gerar o arquivo da DMED no X-Clinic?

1. DMED Ficha Técnica da DMED Instalação do Aplicativo DMED Como gerar o arquivo da DMED no X-Clinic? 1. DMED............................................................................................. 2 1.1 Ficha Técnica da DMED...........................................................................

Leia mais

Como emitir a nota? Emitir Nova NFS-e

Como emitir a nota? Emitir Nova NFS-e Aqui se dá o começo do processo de criação da nota fiscal de serviço eletrônica. Como a Prefeitura é que gera a NFS-e, o que será feito é um RPS, com todas as informações da nota, que serão enviadas à

Leia mais

Coordenação Geral de Tecnologia da Informação - CGTI. SOLICITA SISTEMA DE SOLICITAÇÃO DE ACESSO Manual de Usuário. Versão 1.0

Coordenação Geral de Tecnologia da Informação - CGTI. SOLICITA SISTEMA DE SOLICITAÇÃO DE ACESSO Manual de Usuário. Versão 1.0 SOLICITA SISTEMA DE SOLICITAÇÃO DE ACESSO Manual de Usuário Versão 1.0 Histórico da Revisão Data Versão Descrição Autor 05/08/2016 1.0 Criação do Artefato Eliene Carvalho MAPA/SE/SPOA/CGTI. Página 2 de

Leia mais

TERMO DE USO E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Florianópolis, 28 de julho de 2017.

TERMO DE USO E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Florianópolis, 28 de julho de 2017. TERMO DE USO E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Florianópolis, 28 de julho de 2017. Ao marcar a opção "Li e estou de acordo com o CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS REDAÇÃO ONLINE", constante do formulário eletrônico

Leia mais

Manual de utilização sistema Comtele SMS

Manual de utilização sistema Comtele SMS Manual de utilização sistema Comtele SMS MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA SMS COMTELE Login... 3 Dashboard... 4 Envio instantâneo... 5 Requisições de envio instantâneo para contatos ou grupos.... 5 Agendamento

Leia mais

GUIA PRÁTICO BOLSA DE ESTUDO

GUIA PRÁTICO BOLSA DE ESTUDO Manual de GUIA PRÁTICO BOLSA DE ESTUDO INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P ISS, I.P. Departamento/Gabinete Pág. 1/11 FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Bolsa de Estudo (4010 v1.10) PROPRIEDADE Instituto

Leia mais

EDITAL Nº 013/2017-PROGRAD

EDITAL Nº 013/2017-PROGRAD 1 EDITAL Nº 013/2017-PROGRAD PUBLICA O RESULTADO DO PROCESSO DE ISENÇÃO DO PREÇO PÚBLICO DA TAXA DE INSCRIÇÃO DO CONCURSO VESTIBULAR ESPECIAL EAD 2017. A Pró-Reitora de Graduação, da Universidade Estadual

Leia mais

Gerabyte AFV (Automação de Força de Venda) Manual do Aplicativo

Gerabyte AFV (Automação de Força de Venda) Manual do Aplicativo Gerabyte AFV (Automação de Força de Venda) Manual do Aplicativo Versão 2.18 1 Sumário 1 Instalação do AFV...3 2 Configurações do AFV...4 3 Recebendo as tabelas...6 4 Consultando clientes...6 5 Consultando

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO DIVISÃO DE ESTÁGIOS DES

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO DIVISÃO DE ESTÁGIOS DES UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO DIVISÃO DE ESTÁGIOS DES PROGRAMA DE ESTÁGIOS INTERNOS DA UFF PROGRAD - 2014 Edital de seleção de Estágios n 03 de 18 de novembro de 2013 1. DOS

Leia mais

NOTA TÉCNICA N o 028/2015

NOTA TÉCNICA N o 028/2015 NOTA TÉCNICA N o 028/2015 Brasília, 07 de dezembro de 2015. ÁREA: Desenvolvimento Social TÍTULO: Condicionalidades e Processos Administrativos do Programa Bolsa Família. REFERÊNCIAS: Medida Provisória

Leia mais

ITQ InPrint Cobrança. Manual do Usuário Atualizado em: 27/02/2012.

ITQ InPrint Cobrança. Manual do Usuário Atualizado em: 27/02/2012. ITQ InPrint Cobrança Manual do Usuário Atualizado em: 27/02/2012 http://www.itquality.com.br Sumário Introdução...2 Características do Sistema...3 Antes de Instalar...3 Instalando o Sistema...3 Acessando

Leia mais

MANUAL. Pedido Eletrônico de Restituição MEI

MANUAL. Pedido Eletrônico de Restituição MEI MANUAL Pedido Eletrônico de Restituição MEI Versão junho/2017 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO... 03 1.1 APRESENTAÇÃO DO APLICATIVO... 03 1.2 OBJETIVOS DO APLICATIVO... 03 2 ACESSO AO APLICATIVO PEDIDO ELETRÔNICO DE

Leia mais

Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos Secretaria Executiva de Desenvolvimento e Assistência Social Gerência de Planejamento,

Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos Secretaria Executiva de Desenvolvimento e Assistência Social Gerência de Planejamento, Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos Secretaria Executiva de Desenvolvimento e Assistência Social Gerência de Planejamento, Projetos e Capacitação ÍNDICES DE GESTÃO TEMA DESCENTRALIZADA

Leia mais

Service Center Manual para Envio de Documentos Fiscais de Serviços

Service Center Manual para Envio de Documentos Fiscais de Serviços Service Center Manual para Envio de Documentos Fiscais de Serviços (01/09/2016) 1 2 Introdução Envio de Documentos Fiscais Objetivo O envio de documentos fiscais de serviços, através do Service Center,

Leia mais

Para alunos do 2 ano do ensino médio. Passo a passo para se inscrever no PSC / UFAM

Para alunos do 2 ano do ensino médio. Passo a passo para se inscrever no PSC / UFAM Para alunos do 2 ano do ensino médio Passo a passo para se inscrever no PSC / UFAM Quem pode fazer o PSC? No Projeto 2017 1ª Etapa: alunos regularmente matriculados na 1ª Série do Ensino Médio. No Projeto

Leia mais

DEPARTAMENTO DE OPERAÇÃO / SENARC / MDS

DEPARTAMENTO DE OPERAÇÃO / SENARC / MDS ÍNDICE DE GESTÃO DESCENTRALIZADA IGD DEPARTAMENTO DE OPERAÇÃO / SENARC / MDS INDICE DE GESTÃO DESCENTRALIZADA CARACTERÍSTICAS Fortalecimento da Gestão Municipal e Estadual do PBF e do Cadastro Único Fortalecimento

Leia mais

NOTA FISCAL AVULSA ELETRÔNICA

NOTA FISCAL AVULSA ELETRÔNICA NOTA FISCAL AVULSA ELETRÔNICA MEI do Comércio e da Indústria NOTA FISCAL AVULSA ELETRÔNICA MEI do Comércio e da Indústria O Microempreendedor Individual já pode emitir a Nota Fiscal Avulsa Eletrônica-NFA-e

Leia mais

MANUAL USUÁRIO. Manual do Usuário Empresa Data: 15/12/2014 Versão: 001

MANUAL USUÁRIO. Manual do Usuário Empresa Data: 15/12/2014 Versão: 001 1 MANUAL DO USUÁRIO 1 2 Í N D I C E Configuração Principal Acesso ao Sistema 3 Instalação do Java 3 Configuração do modo de exibição de compatibilidade 6 Acesso principal ao Sistema da Autogestão Sepaco

Leia mais

Esse manual visa fornecer orientações às instituições concedentes de estágios. Após

Esse manual visa fornecer orientações às instituições concedentes de estágios. Após Esse manual visa fornecer orientações às instituições concedentes de estágios. Após acessar o endereço www.sigaa.ufs.br, você deve clicar no botão ENTRAR NO SISTEMA Obs.: Os dados utilizados nos exemplos

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO AO SISTEMA VISÃO DO FORNECEDOR V. 07/07/2016

MANUAL DO USUÁRIO AO SISTEMA VISÃO DO FORNECEDOR V. 07/07/2016 MANUAL DO USUÁRIO AO SISTEMA VISÃO DO FORNECEDOR V. 07/07/2016 ÍNDICE 1. SIGEC HOC APRESENTAÇÃO... 3 2. PRÉ-CADASTRO... 3 2.1. Gerar usuário e senha... 3 3. LOGIN NO SISTEMA PRÉ CADASTRO... 4 3.1. Recuperar

Leia mais

Manual para emissão do CPF na CRC Nacional versão 1.0

Manual para emissão do CPF na CRC Nacional versão 1.0 Normatização: Manual para emissão do CPF na CRC Nacional versão 1.0 Instrução Normativa Receita Federal Brasileira nº 1548/2015 Art. 3º Estão obrigadas a inscrever-se no CPF as pessoas físicas: V - registradas

Leia mais

Programa Bolsa Família Desenho, Instrumentos, Evolução Institucional e Impactos. Brasília, 2 de abril de 2014

Programa Bolsa Família Desenho, Instrumentos, Evolução Institucional e Impactos. Brasília, 2 de abril de 2014 Programa Bolsa Família Desenho, Instrumentos, Evolução Institucional e Impactos Brasília, 2 de abril de 2014 O que é? A quem se destina? Qual sua dimensão? Qual o desenho básico do programa? Que desafios

Leia mais

LISTAR MEMORANDOS RECEBIDOS

LISTAR MEMORANDOS RECEBIDOS Sistema Módulo Perfil Papel LISTAR MEMORANDOS RECEBIDOS Essa funcionalidade permite ao usuário consultar a lista de memorandos eletrônicos recebidos por ele no sistema, bem como realizar operações relacionadas

Leia mais

MANUAL DE SOLICITAÇÃO DE CERTIDÕES

MANUAL DE SOLICITAÇÃO DE CERTIDÕES MANUAL DE SOLICITAÇÃO DE CERTIDÕES WWW.CRICOSTARICA.COM.BR Sumário 1. INTRODUÇÃO... 3 1.1. OBJETIVO DESTE DOCUMENTO... 3 2. CADASTRANDO-SE NO WEBSITE... 4 3. ACESSANDO O SISTEMA... 6 4. ALTERANDO MEUS

Leia mais

Emissão de Recibos. Copyright ControleNaNet

Emissão de Recibos. Copyright ControleNaNet Este manual é parte integrante do Software On-line Recibos Concebido pela equipe técnica de ControleNaNet. http://www.controlenanet.com.br Todos os direitos reservados. Copyright 2016 - ControleNaNet Conteúdo

Leia mais

Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e)

Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e) Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e) Manual de Acesso ao Sistema Pessoa Física Sistema desenvolvido por Tiplan Tecnologia em Sistema de Informação. Todos os direitos reservados. http://www.tiplan.com.br

Leia mais

Declaração do Simples Nacional relativa à Substituição Tributária e ao Diferencial de Alíquota STDA

Declaração do Simples Nacional relativa à Substituição Tributária e ao Diferencial de Alíquota STDA Declaração do Simples Nacional relativa à Substituição Tributária e ao Diferencial de Alíquota STDA O que é A STDA é uma Declaração das operações interestaduais realizadas por contribuintes paulistas do

Leia mais

DEPARTAMENTO DE GESTÃO DO SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL COORDENAÇÃO GERAL DE VIGILÂNCIA SOCIAL CRAS

DEPARTAMENTO DE GESTÃO DO SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL COORDENAÇÃO GERAL DE VIGILÂNCIA SOCIAL CRAS MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCI AL E COMBATE À FOME SECRETARI A N ACIONAL DE ASSISTÊNCI A SOCI AL DEPARTAMENTO DE GESTÃO DO SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL COORDENAÇÃO GERAL DE VIGILÂNCIA SOCIAL

Leia mais

Instrução Operacional nº 37 SENARC/MDS Brasília, 19 de novembro de 2010.

Instrução Operacional nº 37 SENARC/MDS Brasília, 19 de novembro de 2010. 1 Brasília, 19 de novembro de 2010. 1. INTRODUÇÃO Assunto: Divulga procedimentos para apresentação da comprovação dos gastos feitos com os recursos recebidos pelos municípios, no exercício de 2009, a título

Leia mais

Orientações Gerais para Preenchimento da GMB2008:

Orientações Gerais para Preenchimento da GMB2008: Orientações Gerais para Preenchimento da GMB2008: Neste ano, a Receita Estadual, sem medir esforços, preocupada com a obtenção das informações dos contribuintes do Super Simples, que não adviriam pela

Leia mais

Solicitação de Bolsas e Auxílios/Recebimento de Documentos

Solicitação de Bolsas e Auxílios/Recebimento de Documentos ADMINISTRATIVO - PROAE Solicitação de Bolsas e Auxílios/Recebimento de Documentos 1º: Acessar o SIGA 3 e clicar no ícone Apoio Estudantil para preencher o formulário socioeconômico. Obs.: Durante o preenchimento

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos GABINETE DO MINISTRO

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos GABINETE DO MINISTRO Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos GABINETE DO MINISTRO Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Gabinete do Ministro GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 555,

Leia mais

Quer se Cadastrar na Petrobras?

Quer se Cadastrar na Petrobras? MT-611-00009-10 Última Atualização 07/01/2015 Quer se Cadastrar na Petrobras? Como dar início ao processo de cadastramento na Petrobras: Para dar início ao processo de cadastramento na Petrobras, é necessário

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO Sistema Online de Gerenciamento Condominial Paço Linea Residence

MANUAL DO USUÁRIO Sistema Online de Gerenciamento Condominial Paço Linea Residence MANUAL DO USUÁRIO Sistema Online de Gerenciamento Condominial Paço Linea Residence. 1 LISTA DE FIGURAS Figura 1 Tela Módulo Sistema... 7 Figura 2 Tela Módulo Sistema Logado... 7 Figura 3 Tela Cadastro

Leia mais

CARTÃO CONSIGNADO INTERNET BANKING

CARTÃO CONSIGNADO INTERNET BANKING Versão Data de publicação Área(s) responsável (is) Classificação Código 0.206 6/05/206 Aquisição Comercial B2B - NAC Público 3-SCOM02. CARTÃO CONSIGNADO INTERNET BANKING APROVAÇÕES Elaboração Revisão Validação

Leia mais

Módulo Administrativo enota NFS-e

Módulo Administrativo enota NFS-e Módulo Administrativo enota NFS-e Sistema Administrativo de NFS-e do Município Manual do Administrador Criado por: Informática Educativa Índice 1. Sistema Administração... 03 2. Prestadores... 04 3. RPS...

Leia mais

MANUAL SISTEMA AUDATEX WEB

MANUAL SISTEMA AUDATEX WEB MANUAL SISTEMA AUDATEX WEB MANUAL DO USUÁRIO NOTAS FISCAIS Sumário INTRODUÇÃO... 2 FUNDAMENTOS... 3 ACESSANDO O AUDATEX WEB... 3 NOTAS FISCAIS... 4 CADASTRANDO NOTAS FISCAIS... 5 VISUALIZANDO AS NOTAS

Leia mais