CONTATO RI. Alexandre Pedro Ponzi. Gerente de RI. Tel: +55 (51) Website de RI:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONTATO RI. Alexandre Pedro Ponzi. Gerente de RI. Tel: +55 (51) 3215-3232. Email: ri@banrisul-ri.com.br. Website de RI: www.banrisul.com."

Transcrição

1 1

2 ÍNDICE DESTAQUES FINANCEIROS - EXERCÍCIO DE 2007 E 4T DESTAQUES OPERACIONAIS - EXERCÍCIO DE 2007 E 4T PERSPECTIVAS DE MERCADO... 7 EVENTOS RELEVANTES... 8 INDICADORES ECONÔMICO-FINANCEIROS RESULTADO CONSOLIDADO EXERCÍCIO DE 2007 E 4T RESULTADO PRO FORMA AJUSTADO AO EVENTO NÃO RECORRENTE PATRIMÔNIO LÍQUIDO ATIVOS RECURSOS CAPTADOS E ADMINISTRADOS DESPESAS DE CAPTAÇÃO COM DEPÓSITOS OPERAÇÕES DE CRÉDITO CRÉDITO GERAL PESSOA FÍSICA CRÉDITO GERAL PESSOA JURÍDICA RECEITAS DE OPERAÇÕES DE CRÉDITO RECEITAS DE OPERAÇÕES DE CRÉDITO GERAL PESSOA FÍSICA RECEITAS DE OPERAÇÕES DE CRÉDITO GERAL PESSOA JURÍDICA OPERAÇÕES DE CRÉDITO E SALDO DE PROVISÃO RECEITA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DESPESAS DE PESSOAL E OUTRAS DESPESAS ADMINISTRATIVAS ÍNDICE DE EFICIÊNCIA BALANÇO PATRIMONIAL CONSOLIDADO PRO FORMA DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADO CONSOLIDADO PRO FORMA RESPONSABILIDADE CORPORATIVA PRINCIPAIS RECONHECIMENTOS NO ANO DE

3 CONTATO RI Alexandre Pedro Ponzi Gerente de RI Tel: +55 (51) Website de RI: TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 4T07 Data: Quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008 Português 10:00 (Brasília) 7:00 (US-ET) Tel: +55 (11) Replay: +55( 11) Código: BANRISUL Inglês 11:00 (Brasília) 8:00 (US-ET) Tel.: +1 (973) Replay: +1 (706) Código: As teleconferências também serão transmitidas ao vivo pela Internet em sistema de áudios e slides. Favor acessar o site do Banrisul (www.banrisul.com.br/ri). Na página de teleconferência haverá opção download da apresentação, que será disponibilizada na manhã do evento. Durante o período de 14 a 21 de fevereiro de 2008, o replay do áudio das teleconferências estará disponível pelos telefones +55 (11) (Senha: Banrisul) (evento em português) e +1 (706) , Código da Teleconferência: (evento em inglês) ou no Site de Relações com Investidores do Banrisul, cerca de duas horas após o término dos eventos. 3

4 DESTAQUES FINANCEIROS - EXERCÍCIO DE 2007 E 4T07 O Lucro Líquido consolidado no exercício de 2007 somou R$ 916,4 milhões, com incremento de 153,4% em relação aos R$ 361,7 milhões registrados no ano anterior. A rentabilidade alcançada em 2007 atingiu 44,8% sobre o Patrimônio Líquido Médio, superando em 50,8% a rentabilidade de 29,7% apurada em O Patrimônio Líquido consolidado alcançou R$ 2.792,0 milhões ao final de 2007, com evolução de 115,6% sobre igual período do ano anterior. O Lucro Líquido consolidado no 4T07 foi de R$ 114,6 milhões, superando em 7,0% os R$ 107,1 milhões registrados no mesmo período de 2006 e em 49,6% os R$ 76,6 milhões apurados no 3T07. O Resultado Operacional apurado no ano de 2007 somou R$ 625,8 milhões, com crescimento de 11,3% sobre os R$ 562,5 milhões registrados em Num contexto de queda da taxa básica de juros, diminuição de spreads e forte disputa das instituições no segmento de varejo, o resultado alcançado decorre, preponderantemente, da excelente performance da carteira de crédito e do crescimento do volume de títulos e valores mobiliários. Contribuíram também para a formação do resultado, a ativação de crédito tributário, no valor de R$ 508,6 milhões, e a menor necessidade de alocação de recursos em despesas com provisões para perdas de crédito. Os Ativos consolidados alcançaram, ao final de 2007, R$ ,3 milhões, com incremento de 30,9% em relação aos R$ ,5 milhões registrados em dezembro de O total da carteira de crédito alcançou o montante de R$ 8.024,1 milhões em dezembro de 2007, apresentando evolução de 26,2% sobre o mesmo período no ano anterior e de 11,0% sobre setembro de As operações de Crédito Geral com pessoas físicas totalizaram R$ 2.713,1 milhões em dezembro de 2007, com incremento de 24,0 % na comparação com dezembro de 2006 e de 7,2% em relação a setembro de As operações de Crédito Geral com pessoas jurídicas somaram R$ 2.813,7 milhões ao final de 2007, com expansão de 43,8% comparativamente ao 4T06 e de 17,8% em relação ao 3T07. No crédito, a atenção às condicionantes risco e retorno está refletida na política de intensificação de operações junto ao segmento de pessoa física, que compõe 33,8% do volume total das operações, alavancado, em especial, pela modalidade de crédito consignado, cujo saldo, em 31/12/2007, foi de R$ 1.485,3 milhões, com crescimento de 41,7% frente

5 Os Recursos Captados e Administrados totalizaram, em dezembro de 2007, R$ ,8 milhões, com crescimento nominal de 19,8% em relação à posição registrada em dezembro de 2006 e de 7,6% sobre o final do 3T07. Os depósitos alcançaram, ao final de 2007, R$ ,0 milhões, posição que representa uma expansão de 19,4% em relação ao mesmo período no ano anterior e de 9,4% na comparação com 3T07. A boa performance da economia do Estado em 2007 aliada à forte inserção do Banco no mercado regional foram condicionantes que contribuíram para a expansão dos níveis de captação. A Remuneração aos Acionistas, no exercício de 2007, distribuída e/ou provisionada na forma de juros sobre o capital próprio e dividendos, somou R$ 217,6 milhões. Os Impostos e Contribuições, inclusive previdenciárias, pagos e provisionados no exercício de 2007 somaram R$ 457,2 milhões, representando 49,9% do Lucro Líquido registrado no ano. Além disso, os tributos retidos e repassados, incidentes diretamente sobre a intermediação financeira somaram R$ 672,0 milhões. O Custo Operacional do Banrisul apresentou redução em O índice que era 7,8% em 2006 passou para 6,2%, refletindo a melhora da performance comercial do Banco. 5

6 DESTAQUES OPERACIONAIS EXERCÍCIO DE 2007 E 4T07 No exercício de 2007, os investimentos em infra-estrutura, informática e telecomunicações totalizaram R$ 132,1 milhões. A política de investimentos priorizou, no período, o desenvolvimento de ferramentas relacionadas à melhoria de processos sistêmicos de gerenciamento de dados e de projetos, ao monitoramento centralizado de equipamentos, aplicativos e processos, bem como ao aprimoramento de mecanismos de segurança bancária. Para o próximo ano, importantes frentes na área de TI serão implementados: o novo canal de acessibilidade via telefonia celular e as tecnologias de smart-card e certificação digital, projetos que firmam o pioneirismo do Banrisul no cenário nacional e internacional. O Banrisul possui a maior rede de atendimento no Estado do Rio Grande do Sul, composta por pontos de atendimento (1.072 em dezembro de 2006), distribuídos em 419 agências, 278 postos de atendimento bancário e 380 pontos de auto-atendimento, além de Correspondentes Banrisul. Os clientes podem também efetuar suas transações financeiras por meio dos canais de telesserviços - Agência Virtual e Banrifone - e da Rede Banricompras, que abrange cerca de 40 mil estabelecimentos comerciais conveniados no Estado e em outros municípios da Região Sul do Brasil. O Comitê de Classificação de Risco da Austin Rating confirmou, em reunião de 15 de junho de 2007, o Rating A com perspectiva estável, considerando que o Banco apresenta solidez financeira intrínseca boa, é uma instituição dotada de negócio seguro e valorizado e tem boa situação financeira atual e histórica. O ambiente empresarial e setorial pode variar, porém, sem afetar as condições de funcionamento do Banco. O risco é muito baixo, situação essa que se mantém desde março de

7 PERSPECTIVAS DE MERCADO O ano de 2007 marcou a consolidação das estratégias de longo prazo do Banrisul. Com uma base fortemente estruturada no estado do Rio Grande do Sul, o Banco amplia seus negócios com uma participação mais abrangente no mercado em que atua. Focado no ganho de escala, o Banrisul aumentou seu capital numa exitosa oferta primária de ações, resultando numa injeção de R$ 800 milhões, recursos que reforçaram a expansão da carteira de crédito. A Instituição tem tradição na captação de depósitos à vista, a prazo, de poupança e fundos. Atua, também, fortemente na concessão de crédito a pessoas físicas e a jurídicas. Além da carteira comercial, o Banco opera com linhas de desenvolvimento, crédito imobiliário e rural. Esses valiosos instrumentos credenciam o Banrisul a avançar em 2008 em patamares semelhantes aos obtidos em É prioridade da Administração manter e reforçar os investimentos na área de tecnologia da informação. Esse propósito reflete a posição de vanguarda que o Banco ocupa no mercado nacional e que vem garantindo inúmeras premiações e reconhecimentos internacionais no setor de tecnologia bancária. Ainda nesse contexto, a Instituição investe na modernização de seu parque de autoatendimento a fim de descentralizar serviços e oferecer segurança e comodidade aos clientes. Com base no desempenho extremamente positivo no ano de 2007, a estratégia comercial permanece focada no aprimoramento constante da prestação de serviços e no crescimento do crédito a pessoas físicas e a pequenas e médias empresas. Fundamenta-se essa expansão, principalmente, por possuir uma vasta rede de agências no Rio Grande do Sul e a agregação de aproximadamente 60 mil novos clientes (servidores municipais). Esses fatores preponderantes permitem ao Banco manter o ritmo de crescimento dos negócios e a prospectar novos mercados, inclusive, com a abertura de agências em Santa Catarina para o segmento de varejo. A abrangência dos pontos de atendimento e a ampla base de clientes são vantagens agregadas a um diferencial exclusivo: o Banricompras, o maior cartão de marca própria do Brasil. Como produto estratégico para alavancar os negócios, o Banrisul desenvolve campanhas para expandir a rede do Banricompras, hoje com mais de 40 mil estabelecimentos conveniados. Mais forte e rentável, com uma gestão adequada e transparente, o Banrisul segue a passos firmes no propósito de ganhar posições de destaque no cenário nacional. Diretoria 7

8 EVENTOS RELEVANTES Entre os acontecimentos que marcaram o ano de 2007, destacam-se: Mar/ Ativação dos Créditos Tributários. A administração do Banco decidiu registrar os créditos tributários diferidos de Imposto de Renda e Contribuição Social sobre diferenças temporárias, impactando o resultado do período positivamente em R$ 508,6 milhões, baseado em estudo técnico que comprova a capacidade do Banrisul de gerar resultados futuros tributáveis suficientes. Mai/2007 O Banrisul protocolou na Comissão de Valores Mobiliários pedido de oferta pública de suas ações preferenciais, confirmando a decisão de realizar oferta primária para aumento de capital e alienação, por parte do Estado do Rio Grande do Sul, em oferta secundária, de ações de sua titularidade. Jul/ Oferta Pública de Ações. A oferta pública contemplou o aumento de capital do Banco, mediante a emissão de ações preferenciais nominativas classe B (oferta primária) e a alienação de ações preferenciais nominativas classe B (oferta secundária), pelo Estado do Rio Grande do Sul (acionista controlador). Do volume de R$ 2,087 bilhões negociados na oferta, a parcela primária aumentou o capital do Banco em R$ 800 milhões e a secundária gerou recursos para o Estado do Rio Grande do Sul no montante de R$ 1,287 bilhão. Jul/ Adesão ao Nível 1 de Práticas Diferenciadas de Governança Corporativa. O Banco do Estado do Rio Grande do Sul iniciou em 31 de julho, na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), a negociação de suas ações PNB, data na qual também aderiu ao Nível 1 de Governança Corporativa. As obrigações relativas à listagem do Banco no Nível 1 de Governança Corporativa implicaram alteração do Estatuto Social da Instituição, que passa a pautar-se pelas regras estabelecidas para companhias com ações listadas no novo mercado. Set/ Formador de Mercado. A partir de 18 de setembro de 2007, o Banrisul passou a contar com o Banco UBS Pactual S.A como Formador de Mercado para as ações PNB de sua emissão. Cabe ao Formador de Mercado manter ofertas de compra e venda diariamente e de forma contínua, contribuindo para elevar a liquidez e melhorar o processo de formação de preços das ações da empresa. 8

9 Out/ Aquisição da Carteira de Cartão de Crédito. O Banco do Estado do Rio Grande do Sul adquiriu, em outubro de 2007, a totalidade da carteira de cartões de crédito administrada pela Banrisul Serviços Ltda. A incorporação, pelo Banrisul, dos ativos representativos dos valores a receber de clientes referentes a compras faturadas ou a faturar e a assunção dos passivos relativos às obrigações existentes junto aos estabelecimentos comerciais e às bandeiras Visa e Mastercard foram realizadas pelo seu valor contábil. Diferenças apuradas foram liquidadas financeiramente, por representarem compras feitas por clientes ainda não recebidas pela Banrisul Serviços Ltda., porém por ela já pagas aos estabelecimentos comerciais. Nov/ Contrato de Aquisição de Folhas de Pagamento de Prefeituras. O Convênio de Cooperação Técnica e Financeira firmado entre o Banrisul e a Federação dos Municípios do RS (FAMURS) prevê a prestação, com exclusividade pelo Banrisul, de serviços financeiros, pagamento de salários dos servidores públicos municipais e empréstimos consignados em folha de pagamento. Esse convênio resultou na assinatura de contratos individuais, com vigência de cinco anos, com 322 prefeituras municipais, abrangendo 120,2 mil servidores, pelo custo de R$ 199,2 milhões. Dez/ Banrisul Celular. O Banco do Estado do Rio Grande do Sul lançou, em 18 de dezembro de 2007, o Banrisul Celular, sistema que permite fazer pagamentos por SMS e acessar a conta bancária por telefone móvel. Com o novo produto, os clientes poderão fazer suas operações bancárias diretamente do próprio celular, com total segurança, agilidade e custo baixo. Os serviços oferecidos incluem pagamento de títulos e arrecadação, transferência de valores entre contas do Banrisul, pagamento de cartão de crédito, extrato de saldos de conta corrente e aplicações, entre outras. 9

10 INDICADORES ECONÔMICO-FINANCEIROS % 4T07 3T07 % Resultados - R$ milhões Resultado Bruto da Intermediação Financeira (1) , ,4 2,0 404,6 359,4 12,6 Receitas de Serviços ,0 554,5-1,0 144,5 137,9 4,8 Despesas Adm. e Outras Desp. Operacionais (2) , ,9 6,7 372,3 373,1-0,2 Resultado Operacional ,8 562,5 11,3 180,9 164,8 9,8 Lucro Líquido Consolidado ,4 361,7 153,4 114,6 76,6 49,6 Resultados Distribuídos/Destinados -R$ milhões Juros s/ o Capital Próprio/Dividendos...217,6 210,0 3,6 45,4 - - Balanço Patrimonial - R$ milhões Ativos Totais , ,5 30, , ,4 1,8 Empréstimos Totais (3) , ,0 26, , ,1 11,0 Recursos Próprios Livres, Captados e Administrados , ,4 19, , ,2 7,6 Patrimônio Líquido , ,1 115, , ,6 2,5 Patrimônio de Referência , ,4 107, , ,6 2,6 Patrimônio Líquido Médio , ,1 67, , ,6 1,8 Ativo Total Médio , ,0 21, , ,9 2,5 Indices Financeiros (%) a.a Retorno sobre o Ativo Total... 4,5% 2,3% 2,3% 1,5% Índice de Eficiência (4)... 55,3% 55,4% 55,3% 55,8% Quociente de Solvabilidade (Índice de Basiléia)... 26,0% 20,2% 26,0% 28,2% Índice de Imobilização (5)... 6,3% 13,5% 6,3% 8,7% ROAE Anualizado (6)...44,8% 29,7% 24,4% 16,1% ROAA Anualizado (7)... 5,1% 2,4% 2,6% 1,7% (1) Inclui as despesas com ressarcimento de Tributos sobre Aplicações de Depósitos. (2) Inclui Despesas de Pessoal, Outras Despesas Administrativas e Outras Despesas Operacionais. (3) Inclui a Carteira de Crédito Total. (4) Índice de Eficiência - Acumulado no período dos últimos 12 meses. Despesas de Pessoal + Outras Despesas Administrativas / Margem Financeira Líquida + Rendas de Prestação de Serviços + Resultado de Partic. em Controladas + (Outras Receitas Operacionais - Outras Despesas Operacionais) (5) Imobilizado sobre o Patrimônio Líquido (Índice Anualizado). (6) Lucro Líquido sobre Patrimônio Líquido Médio. (7) Lucro Líquido sobre os Ativo Total Médio. 10

11 RESULTADO CONSOLIDADO EXERCÍCIO DE 2007 E 4T07 No exercício de 2007, o resultado consolidado somou R$ 916,4 milhões, com incremento de 153,4% em relação ao ano anterior e rentabilidade de 44,8% sobre o Patrimônio Líquido Médio. O Lucro Líquido consolidado em 2007 advém, principalmente, dos rendimentos provenientes da expansão da carteira de crédito e de títulos e valores mobiliários. Também contribuíram para a formação do resultado a ativação de crédito tributário, no montante de R$ 508,6 milhões, a redução do custo de captação, proveniente da queda da taxa Selic, e a redução da necessidade de alocação de recursos em despesas de provisões para perdas com operações de crédito, face à melhora da qualidade da carteira. Lucro Líquido Evolução Histórica (R$ Milhões) 916,4 285,4 303,2 351,9 361, O Resultado Bruto da Intermediação Financeira cresceu de R$ 1.397,4 milhões em 2006, para R$ 1.424,7 milhões em 2007, representando incremento de 2,0%. A expansão da carteira de crédito e de títulos e valores mobiliários compensou a queda da taxa Selic em 21,4% e a redução dos spreads em operações de crédito ocorrida no período. O Lucro Líquido consolidado, no 4T07, atingiu R$ 114,6 milhões, superando em 7,0% os R$ 107,1 milhões registrados no mesmo período de 2006 e em R$ 38,0 milhões o resultado registrado no 3T07. O desempenho obtido no 4T07 provém dos ganhos derivados da expansão da carteira de crédito, beneficiado pelo volume de captações pulverizado, e da redução da necessidade de alocação de recursos em despesas de provisões para perdas com operações de crédito. 11

12 É importante destacar que, para efeito de comparação, o resultado do 3T07 foi afetado pelo acordo coletivo da categoria e pelo pagamento integral de participação nos lucros e resultados, além de outros benefícios, sobre o lucro acumulado até setembro de Lucro Líquido - Evolução Trimestral e Anual (R$ Milhões) 916,4 361,7 114,6 107,2 76,6 4T06 3T07 4T

13 RESULTADO PRO FORMA AJUSTADO AO EVENTO NÃO RECORRENTE Desconsiderado o efeito do evento extraordinário registrado em março de 2007, que foi o reconhecimento de créditos tributários de Imposto de Renda e Contribuição Social sobre o Lucro Líquido, no valor de R$ 508,6 milhões, o resultado ajustado seria de R$ 407,7 milhões no exercício de 2007, 12,7% acima do registrado no ano de Resultado Ajustado ao Evento Não Recorrente (R$ Milhões) 407,7 285,4 303,2 351,9 361,

14 PATRIMÔNIO LÍQUIDO O Patrimônio Líquido totalizou R$ 2.792,0 milhões ao final de 2007, com expansão de 115,6% na comparação com os R$ 1.295,1 milhões registrados ao final de 2006 e crescimento de 2,5% em relação aos R$ 2.722,6 milhões contabilizados no terceiro trimestre deste ano. Patrimônio Líquido (R$ Milhões) 2.722, , ,1 Dez 2006 Set 2007 Dez , 9 % A evolução observada no Patrimônio Líquido decorre da capitalização no valor de R$ 800,0 milhões, por meio de emissão primária de ações, e da incorporação de resultados gerados no período. O retorno sobre o Patrimônio Líquido Médio alcançou 44,8% no exercício de 2007, significativamente superior aos 29,7% registrados em A proporção do Patrimônio Líquido em relação ao Ativo total consolidado passou de 8,3%, em 2006, para 13,6% ao final de

15 Rentabilidade do Patrimônio Líquido Médio (%) 44,8 38,2 33,2 32,4 29, A elevação do Índice de Basiléia de 20,2%, em 2006, para 26,0%, em 2007, atesta a solvabilidade da instituição. A captação de recursos por meio da oferta pública de ações constituiu-se em importante passo para o aumento da base patrimonial e a expansão da carteira de crédito projetada para os próximos anos. Evolução do Índice de Basiléia (%) 26,0 16,7 17,5 18,2 20,2 11,0 Dez/03 Dez/04 Dez/05 Dez/06 Dez/07 Índice de Basiléia (%) Mínimo Exigido 15

16 ATIVOS O Banrisul registrou, em dezembro de 2007, R$ ,3 milhões em ativos totais, o que representa uma expansão de 30,9% em relação aos R$ ,5 milhões registrados em dezembro de 2006 e um incremento de 1,8% frente aos R$ ,4 milhões totalizados no final de setembro de O incremento de ativos verificado no exercício de 2007 decorre, principalmente, da expansão, em R$ 1.667,1 milhões, na carteira de crédito, notadamente no segmento de Crédito Geral Pessoa Jurídica, que apresentou incremento de R$ 856,5 milhões, bem como no crescimento das operações de tesouraria, especialmente em papéis dotados de maior liquidez, essencialmente títulos públicos federais. A origem dos recursos que proporcionaram a alavancagem de ativos advém, principalmente, (i) da capitalização, no montante de R$ 800,0 milhões oriundo da emissão primária de ações; (ii) do aumento na captação no mercado aberto, por meio de operações compromissadas, no montante de R$ 474,9 milhões; e (iii) do crescimento, em 19,4%, na captação de depósitos, cujo incremento somou R$ 2.013,1 milhões. Ativo Total (R$ Milhões) , , ,3 Dez 2006 Set 2007 Dez 2007 Do total de ativos ao final do exercício de 2007, 39,2% estão representados por operações de crédito, 43,2% aplicações interfinanceiras de liquidez e títulos e valores mobiliários e 13,2% relações interfinanceiras e interdepartamentais. 16

17 Composição dos Ativos (R$ Milhões) Relações Interfinanceiras e Interdependências 2.708,9 13,2% Outros 895,1 4,4% 39,2% Operações de Crédito 8.024,1 43,2% Aplicações Interfinanceiras de Liquidez e Títulos e Valores Mobiliários 8.852,2 As aplicações em Títulos e Valores Mobiliários somaram R$ 6.624,0 milhões em dezembro de 2007, volume 23,3% superior ao registrado em dezembro do ano anterior. Nesse valor estão inclusas as Aplicações Interfinanceiras de Liquidez e deduzido o total das obrigações passivas em operações compromissadas, no montante de R$ 2.228,2 milhões. A integralização de capital no valor de R$ 800 milhões em função da emissão primária de ações, ocorrida em julho de 2007, impactou positivamente na carteira de títulos. Títulos e Valores Mobiliários e Aplicações Interfinanceiras de Liquidez* (R$ Milhões) 6.881, , ,4 Dez 2006 Set 2007 Dez 2007 * Deduzido de operações compromissadas. 17

18 As Relações Interfinanceiras e Interdependências somaram R$ 2.708,9 milhões, apresentanado expansão de 28,5% em doze meses, o que decorre, principalmente, do crescimento da captação de depósitos sujeitos a recolhimentos compulsórios junto ao Banco Central do Brasil. Relações Interfinanceiras e Interdependências (R$ Milhões) 2.647, , ,5 Dez 2006 Set 2007 Dez 2007 As operações de crédito registraram R$ 8.024,1 milhões ao final de 2007, o que representa um crescimento de 26,2% sobre o saldo de R$ 6.357,0 milhões alcançado em dezembro de 2006 e de 11,0% sobre setembro de É importante registrar que a estratégia de expansão do crédito em linhas de menor risco resultou na ampliação, ao longo dos últimos anos, da participação do segmento de pessoas físicas no montante de Crédito Geral, operações que representam a carteira comercial do Banco, responsável por 68,9% do conjunto de créditos. Cabe ainda destacar que o direcionamento dos recursos provenientes da capitalização, concluída em meados de 2007, deverá se consolidar em 2008, ampliando ainda mais a participação dessas operações enquanto proporção dos ativos. Evolução das Operações de Crédito Geral Pessoa Física e Pessoa Jurídica (R$ Milhões) 2.713, , , , , , , , , , Crédito Geral - PF 2006 Crédito Geral - PJ

19 RECURSOS CAPTADOS E ADMINISTRADOS A captação total do Banrisul por meio de depósitos e recursos de terceiros administrados totalizou, em dezembro de 2007, o montante de R$ ,8 milhões, com crescimento de 19,8% nos últimos doze meses e expansão nominal de 7,6% sobre o saldo do 3T07. Também no que se refere à estrutura de captação de recursos, a estratégia da Instituição prioriza a captação de depósitos na rede de agências. A capilaridade dos pontos de atendimento e a pulverização da base de clientes proporcionam estabilidade ao montante de recursos captados, principalmente dos depósitos a prazo, com tíquetes médios baixos e taxas pré e pósfixadas referenciadas. O incremento na captação de recursos foi também favorecida pela recuperação da economia do Estado, cuja estimativa de crescimento deverá superar o índice de expansão do PIB nacional. Volume de Captação (R$ Milhões) , , ,4 Dez 2006 Set 2007 Dez 2007 A captação por meio de Depósitos a Prazo, principal instrumento de funding das operações de Crédito Geral, registrou volume de R$ 5.881,1 milhões em dezembro de 2007, com expansão de 15,1% sobre o mesmo mês do ano anterior e de 0,9% sobre setembro de O Banrisul encerrou o exercício de 2007 com 2,6 milhões de contas poupança e um volume de R$ 4.633,8 milhões em carteira, com crescimento de 21,3% em relação a dezembro de 2006 e de 12,0% se comparado ao saldo de setembro. Ao final de 2007, o volume total de recursos captados em Depósitos à Vista pelo Banrisul totalizou R$ 1.827,7 milhões, posição 37,3% superior ao saldo alcançado ao final de 2006 e 44,0% acima do volume registrado em setembro de

20 Os recursos de terceiros administrados pelo Banrisul atingiram, em dezembro de 2007, R$ 4.783,9 milhões, com crescimento e 20,7% em relação a dezembro de 2006 e de 3,2% face aos R$ 4.633,6 milhões registrados no final de setembro desse ano. Em 2007, o Banrisul disponibilizou cinco novos fundos de investimento relacionados à taxa de juros e a índices de preços, visando abranger perfis mais amplos de investidores e de renda, complementando sua estratégia de captação de recursos. Captação de Recursos (R$ Milhões) 20

21 DESPESAS DE CAPTAÇÃO COM DEPÓSITOS As despesas de captação somaram, no exercício de 2007, R$ 1.089,3 milhões, com redução de 3,7 % em relação ao volume acumulado no mesmo período do ano anterior. A redução das despesas de captação decorre da queda, em 21,4%, da taxa Selic, acumulada no período, e da manutenção da política de captação pulverizada de depósitos, que apresentou crescimento de 19,4% nos últimos doze meses. No 4T07, as despesas de captação apresentaram queda de 1,7% em relação ao volume acumulado no 3T07 e incremento de 2,1% frente ao mesmo trimestre no ano anterior. O maior volume de captação no 4T07 frente ao registrado no 4T06 minimizou o impacto da redução da Selic, produzindo um montante acumulado de despesas superior ao apurado no último trimestre do ano passado. Já o confronto do 4T07 com o trimestre imediatamente anterior reflete o efeito da queda de 0,25 pp. da Selic em setembro, condicionante relevante face ao volume de Depósitos a Prazo contratado a taxas pós-fixadas, que compõem, em termos médios, 69% do total desse instrumento de captação. Despesas de Captação com Depósitos (R$ Milhões) 1.131, ,3 274,3 285,0 280,1 4T06 3T07 4T

22 OPERAÇÕES DE CRÉDITO A carteira de crédito do Banrisul atingiu, no final de 2007, o saldo de R$ 8.024,1 milhões, com expansão de 26,2% em relação a dezembro de 2006 e de 11,0% em relação a setembro de A estabilidade econômica e a redução das taxas de juros e de spreads estimularam a expansão das operações no País. Essas condicionantes foram favoráveis ao Banco que atua no contexto regional, onde a expansão da economia foi superior à nacional. O crescimento da carteira de crédito tem estado em linha com a performance registrada pelo conjunto das instituições financeiras, porém, no segmento da pessoa jurídica, o desempenho do Banco foi superior à média do mercado. Do montante de Crédito Geral, R$ 2.713,1 milhões estão alocados no segmento pessoa física, representando crescimento de 24,0% sobre dezembro de 2006 e 7,2% ante os volumes de setembro de O montante de R$ 2.813,7 milhões foi alocado no Crédito Geral Pessoa Jurídica, que apresentou crescimento de 43,8% em doze meses e expansão de 17,8% em relação a setembro de Carteira de Crédito (R$ Milhões) 7.228, , ,0 Dez 2006 Set 2007 Dez

23 Composição da Carteira por Setor de Atividade (R$ Milhões) 23

24 CRÉDITO GERAL PESSOA FÍSICA Em dezembro de 2007, o Crédito Geral Pessoa Física totalizou R$ 2.713,1 milhões, com 24,0% de crescimento se comparado ao mesmo mês do ano anterior e de 7,2% sobre setembro de Esse volume representa 33,8% do total das operações de crédito do Banco. A evolução da carteira permanece focada no crédito pessoal, principalmente no crédito consignado, produtos com maior rentabilidade e menor risco. A tabela abaixo demonstra os saldos da carteira de Crédito Pessoa Física com seus principais segmentos: Crédito Geral Pessoa Física por Linhas (R$ Milhões) A estratégia de crescimento no crédito, em 2007, privilegiou as linhas direcionadas ao financiamento do consumo. Durante o ano de 2007, O Banrisul, em consonância com o movimento que se disseminou pelo mercado nacional de expansão das vendas de veículos, criou o produto CDC Veículo Consignado para funcionários públicos, linha estendida, posteriormente também para as empresas privadas. Entre as modalidades de crédito à pessoa física, o produto CDC Veículos foi o que apresentou o melhor desempenho, totalizando R$ 135,2 milhões, com incremento de R$ 108,3 milhões, ou 403,1% em 12 meses. Na comparação com setembro de 2007, o crescimento foi de 28,5%. O Crédito Consignado, especialmente junto aos funcionários públicos estaduais, segmento no qual o Banco possui exclusividade, constitui outro destaque de A política agressiva de penetração resultou na expansão dessa linha também ao setor público municipal e a empresas privadas. O saldo de operações nesse segmento totalizou, em dezembro de 2007, o montante de R$ 1.485,3 milhões, com crescimento de 41,7% em relação a dezembro de 2006 e 8,5% no último trimestre. 24

25 O produto Cheque Especial encerrou o exercício de 2007 com saldo de R$ 258,8 milhões e crescimento de 20,7% em relação a dezembro de Essa linha de crédito apresentou redução de 5,3% na comparação com setembro de 2007, em virtude da elevação sazonal da renda ao final do ano. O quadro abaixo apresenta as concessões de crédito, no período, no segmento de credito consignado em folha de pagamento. Crédito Geral Pessoa Física Consignado (R$ Milhões) 25

em 215% que estão Teleconferência milhões. As Terça Feira, 13 de Data: de de 27,0%

em 215% que estão Teleconferência milhões. As Terça Feira, 13 de Data: de de 27,0% Lucro Líquido Aumenta em 215% Comparado ao Mesmo Período de 2006 Portoo Alegre, 12 de novembro de O Banco do Estado do Rio Grande do Sul S. A. ( Banrisul ) (Bovespa: BRSR3; BRSR5; BRSR6), instituição financeira

Leia mais

1T13 FACT SHEET PERFIL DA COMPANHIA PRESENÇA NO BRASIL: FOCO NA REGIÃO SUL

1T13 FACT SHEET PERFIL DA COMPANHIA PRESENÇA NO BRASIL: FOCO NA REGIÃO SUL FACT SHEET 1T13 PERFIL DA COMPANHIA Fundado em 1928, o Banrisul é um banco múltiplo: comercial, de desenvolvimento e social, controlado pelo Estado do Rio Grande do Sul. A proximidade com o setor público

Leia mais

Earnings Release 1s14

Earnings Release 1s14 Earnings Release 1s14 1 Belo Horizonte, 26 de agosto de 2014 O Banco Bonsucesso S.A. ( Banco Bonsucesso, Bonsucesso ou Banco ), Banco múltiplo, de capital privado, com atuação em todo o território brasileiro

Leia mais

Destaques Operacionais. Desempenho Financeiro

Destaques Operacionais. Desempenho Financeiro Press Release Destaques Operacionais O Banrisul apresentou, nos nove meses de 2011, trajetória ascendente de crescimento no crédito. Os indicadores de inadimplência e de qualidade da carteira mantiveram-se

Leia mais

Demonstrações Financeiras

Demonstrações Financeiras Demonstrações Financeiras Junho 2015 1 SUMÁRIO ANÁLISE DE DESEMPENHO... 4 SUMÁRIO EXECUTIVO 1S15... 6 MERCADO COMPETITIVO... 8 MARGEM ANALÍTICA... 9 Desempenho da Intermediação Financeira... 9 Variações

Leia mais

Banco Santander (Brasil) S.A.

Banco Santander (Brasil) S.A. Banco Santander (Brasil) S.A. Resultados em BR GAAP 4T14 3 de Fevereiro de 2015 INFORMAÇÃO 2 Esta apresentação pode conter certas declarações prospectivas e informações relativas ao Banco Santander (Brasil)

Leia mais

4 trimestre de 2010. Sumário Executivo. Itaú Unibanco Holding S.A.

4 trimestre de 2010. Sumário Executivo. Itaú Unibanco Holding S.A. 4 trimestre de 2010 Sumário Executivo Apresentamos, abaixo, informações e indicadores financeiros do (Itaú Unibanco) do quarto trimestre de 2010 e do exercício findo em 31 de dezembro de 2010. (exceto

Leia mais

BRB ANUNCIA RESULTADOS DO 2T15

BRB ANUNCIA RESULTADOS DO 2T15 BRB ANUNCIA RESULTADOS DO 2T15 Brasília, 26 de agosto de 2015 O BRB - Banco de Brasília S.A., sociedade de economia mista, cujo acionista majoritário é o Governo de Brasília, anuncia seus resultados do

Leia mais

Divulgação de resultados 3T13

Divulgação de resultados 3T13 Brasil Brokers divulga seus resultados do 3º Trimestre do ano de 2013 Rio de Janeiro, 13 de novembro de 2013. A Brasil Brokers Participações S.A. (BM&FBovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no

Leia mais

2T13 FACT SHEET PERFIL DA COMPANHIA PRESENÇA NO BRASIL: FOCO NA REGIÃO SUL

2T13 FACT SHEET PERFIL DA COMPANHIA PRESENÇA NO BRASIL: FOCO NA REGIÃO SUL FACT SHEET 2T13 PERFIL DA COMPANHIA Fundado em 1928, o Banrisul é um banco múltiplo: comercial, de desenvolvimento e social, controlado pelo Estado do Rio Grande do Sul. A proximidade com o setor público

Leia mais

Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta. Novembro de 2014

Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta. Novembro de 2014 Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta Novembro de 2014 OFERTA VOLUNTÁRIA DE PERMUTA DE AÇÕES No dia 30 de outubro realizamos o leilão da oferta voluntária. A adesão dos minoritários do Santander

Leia mais

Divulgação dos Resultados 1T15

Divulgação dos Resultados 1T15 Divulgação dos Resultados 1T15 Sumário Resultado Itens Patrimoniais Índices Financeiros e Estruturais Guidance 2 Resultado Margem Financeira (em e %) * 1T15 / 1T14 1T15 / 4T14 1T15 / 1T14 21,1% 5,4% 21,1%

Leia mais

Informações Financeiras Consolidadas

Informações Financeiras Consolidadas Informações Financeiras Consolidadas 3º trimestre 2007 Dados Cadastrais Denominação Comercial: Banrisul S/A Natureza Jurídica: Banco Múltiplo Público Estadual. Sociedade de Economia Mista, sob forma de

Leia mais

Sumário do Resultado 2T09

Sumário do Resultado 2T09 Sumário do Resultado 1 BB lucra R$ 4,0 bilhões no 1º semestre de 2009 O Banco do Brasil registrou lucro líquido de R$ 4.014 milhões no 1S09, resultado que corresponde a retorno sobre Patrimônio Líquido

Leia mais

Especial Lucro dos Bancos

Especial Lucro dos Bancos Boletim Econômico Edição nº 90 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Especial Lucro dos Bancos 1 Tabela dos Lucros em 2014 Ano Banco Período Lucro 2 0 1 4 Itaú Unibanco

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2013 - BANCO BRADESCO SA Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2013 - BANCO BRADESCO SA Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 5 Balanço Patrimonial Passivo 9 Demonstração do Resultado 12 Demonstração do Resultado

Leia mais

Banco Caterpillar S.A. Rua Alexandre Dumas, 1711 - Edifício Birmann 11-9º andar Setor 2 - São Paulo - SP CNPJ: 02.658.435/0001-53

Banco Caterpillar S.A. Rua Alexandre Dumas, 1711 - Edifício Birmann 11-9º andar Setor 2 - São Paulo - SP CNPJ: 02.658.435/0001-53 Rua Alexandre Dumas, 1711 - Edifício Birmann 11-9º andar Setor 2 - São Paulo - SP CNPJ: 02.658.435/0001-53 Balanço Patrimonial - Conglomerado Prudencial em 30 de Junho ATIVO 2014 CIRCULANTE 1.893.224 Disponibilidades

Leia mais

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO QUARTO TRIMESTRE DE 2013 (4T13 ) LOJAS RENNER S.A.

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO QUARTO TRIMESTRE DE 2013 (4T13 ) LOJAS RENNER S.A. LOJAS RENNER S.A. Companhia constituída em 1965 e de capital aberto desde 1967. Capital totalmente pulverizado desde 2005, com 100% de free float, sendo considerada a primeira corporação brasileira. Negociada

Leia mais

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2015 (1T15 ) Resultados 1T15. www.lojasrenner.com.br/ri Página 0 de 9

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2015 (1T15 ) Resultados 1T15. www.lojasrenner.com.br/ri Página 0 de 9 Resultados 1T15 www.lojasrenner.com.br/ri Página 0 de 9 LOJAS RENNER S.A. Companhia constituída em 1965 e de capital aberto desde 1967. Capital totalmente pulverizado desde 2005, com 100% de free float,

Leia mais

Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006.

Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006. Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006. São Paulo, 28 de fevereiro de 2007 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia seu resultado

Leia mais

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas CICLO APIMEC 2010 Índice RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas 3 RS no Brasil DADOS DEMOGRÁFICOS RS BRASIL População

Leia mais

RELEASE DE RESULTADOS

RELEASE DE RESULTADOS RELEASE DE RESULTADOS BANCO PAULISTA SOCOPA Corretora Resultados 4 Trimestre de 2011 1 O BANCO PAULISTA e a SOCOPA - CORRETORA PAULISTA anunciam os resultados do quarto trimestre de 2011. O BANCO PAULISTA

Leia mais

Release de Resultado 3T08

Release de Resultado 3T08 PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$75,0 MILHÕES OU R$0,33 POR AÇÃO NO E R$211,6 MILHÕES OU R$0,92 POR AÇÃO NO 9M08. São Paulo, 7 de Novembro de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os

Leia mais

Release de Resultados do 1T10

Release de Resultados do 1T10 Release de Resultados do 1T10 Fale com R.I Relações com Investidores Tel: (11) 3366-5323 / 3366-5378 www.portoseguro.com.br, gri@portoseguro.com.br Porto Seguro S.A. Alameda Ribeiro da Silva, 275 1º andar

Leia mais

Fundo de Investimento Imobiliário Hospital da Criança (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.) Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009 e

Fundo de Investimento Imobiliário Hospital da Criança (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.) Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009 e Fundo de Investimento Imobiliário Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009 e de 2008 e parecer dos auditores independentes 2 Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo 2009 2008 Passivo e patrimônio

Leia mais

Lucro Líquido Ajustado do BB atinge R$ 2,7 bilhões no 1T13

Lucro Líquido Ajustado do BB atinge R$ 2,7 bilhões no 1T13 Sumário do Resultado Resultado Lucro Líquido Ajustado do BB atinge R$ 2,7 bilhões no O Banco do Brasil apresentou lucro líquido ajustado, sem itens extraordinários, de R$ 2,7 bilhões no trimestre, desempenho

Leia mais

Teleconferência Resultados 1T10

Teleconferência Resultados 1T10 Teleconferência Resultados 1T10 18 de maio de 2010 Visão Geral da Administração Venda da estrutura de Varejo + Foco no segmento de crédito a Empresas Transferência das atividades de originação e crédito

Leia mais

ING. Demonstrações Financeiras

ING. Demonstrações Financeiras ING Demonstrações Financeiras 30/junho/2002 ÍNDICE ING BANK N.V. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS SEMESTRAIS DE 2002 E 2001... 3 ING CORRETORA DE CÂMBIO E TÍTULOS S.A. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS SEMESTRAIS DE

Leia mais

RELEASE DE RESULTADOS

RELEASE DE RESULTADOS RELEASE DE RESULTADOS BANCO PAULISTA SOCOPA Corretora Resultados 1 Trimestre de 2011 1 O BANCO PAULISTA, reconhecido pela sua prestação de serviços de câmbio e de tesouraria, assim como pelo financiamento

Leia mais

Ilmos. Senhores - Diretores e Acionistas da LINK S/A CORRETORA DE CÂMBIO, TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS

Ilmos. Senhores - Diretores e Acionistas da LINK S/A CORRETORA DE CÂMBIO, TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS A-PDF MERGER DEMO PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES São Paulo,04 de agosto de 2006. Ilmos. Senhores - es e Acionistas da LINK S/A CORRETORA DE CÂMBIO, TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS 1. Examinamos os balanços

Leia mais

www.panamericano.com.br

www.panamericano.com.br www.panamericano.com.br Agenda Principais dados do Banco Histórico Divulgação das Demonstrações Financeiras Resultado e Balanço Providências e Perspectivas 2 Agenda Principais dados do Banco 3 Composição

Leia mais

Sexta-feira 14.05.2010 Divulgação do Resultado do Primeiro Trimestre de 2010

Sexta-feira 14.05.2010 Divulgação do Resultado do Primeiro Trimestre de 2010 Press Release 9 Bovespa: BRSR3, BRSR5, BRSR6 Este Press Release pode conter informações sobre eventos futuros. Tais informações não seriam apenas fatos históricos, mas refletiriam os desejos e as expectativas

Leia mais

Release de Resultado 2T14

Release de Resultado 2T14 BANCO BMG ANUNCIA SEUS RESULTADOS CONSOLIDADOS DO 2T14 São Paulo, 07 de agosto de 2014 O Banco BMG S.A. e suas controladas ( BMG ou Banco ) divulgam seus resultados consolidados referentes ao período encerrado

Leia mais

Mensagem do Presidente

Mensagem do Presidente Mensagem do Presidente Assumimos a Diretoria do Banco do Estado do Rio Grande do Sul, no dia de 17 de março de 2011, com um propósito bastante claro: trabalhar pelo fortalecimento do Banrisul, sua solidez,

Leia mais

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS MARÇO/2015

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS MARÇO/2015 DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS MARÇO/2015 1 SUMÁRIO PRESS RELEASE... 6 FATO RELEVANTE... 8 DESTAQUES FINANCEIROS... 8 DESTAQUES OPERACIONAIS... 10 GUIDANCE... 12 RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO... 13 CENÁRIO ECONÔMICO...

Leia mais

3º trimestre de 2011. Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas. Itaú Unibanco Holding S.A.

3º trimestre de 2011. Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas. Itaú Unibanco Holding S.A. 3º trimestre de 2011 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas Itaú Unibanco Holding S.A. Índice Análise Gerencial da Operação 1 Sumário Executivo 3 Análise do Resultado 11 Margem

Leia mais

QUALIDADE DOS ATIVOS 97,4% das operações de crédito cobertas por garantias Créditos de D a H : 1,9% da carteira Provisões totais: 1,8% da carteira

QUALIDADE DOS ATIVOS 97,4% das operações de crédito cobertas por garantias Créditos de D a H : 1,9% da carteira Provisões totais: 1,8% da carteira São Paulo, 30 de Outubro de 2008 O Banco Sofisa S.A. (Bovespa: SFSA4) anuncia hoje seu resultado do terceiro trimestre de 2008. Todas as informações operacionais e financeiras a seguir, exceto quando indicado

Leia mais

sumário executivo Itaú Unibanco Holding S.A. 3º trimestre de 2013 Análise Gerencial da Operação

sumário executivo Itaú Unibanco Holding S.A. 3º trimestre de 2013 Análise Gerencial da Operação sumário executivo 3º trimestre de 2013 (Esta página foi deixada em branco intencionalmente) 4 Apresentamos, abaixo, informações e indicadores financeiros do (Itaú Unibanco). Destaques (exceto onde indicado)

Leia mais

D e m o n s t r a ç õ e s F i n a n c e i r a s F i n a n c i a l S t a t e m e n t s Dezembro 2 0 1 1 December, 2 0 1 1

D e m o n s t r a ç õ e s F i n a n c e i r a s F i n a n c i a l S t a t e m e n t s Dezembro 2 0 1 1 December, 2 0 1 1 Demonstrações Financeiras Dezembro 2 0 1 1 Mensagem do Presidente 2011 Um ano de grandes desafios! No âmbito externo, a instabilidade financeira global aprofundou-se e, ainda que as economias doméstica

Leia mais

BB tem lucro líquido recorde nominal de R$ 12,2 bilhões em 2012

BB tem lucro líquido recorde nominal de R$ 12,2 bilhões em 2012 Informativo para a Imprensa São Paulo (SP), 21 de fevereiro de 2013. BB tem lucro líquido recorde nominal de R$ 12,2 bilhões em 2012 Crédito cresce 25% no ano e atinge participação de mercado histórica

Leia mais

Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico

Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Crise não afeta lucratividade dos principais bancos no Brasil 1 Lucro dos maiores bancos privados

Leia mais

Basiléia. Patrimônio Líquido 6.368 5.927 5.117. Jun/09 Jun/10 Jun/11 Jun/12 Jun/13. Captações (líquidas de compulsório) 58.406 52.950 42.

Basiléia. Patrimônio Líquido 6.368 5.927 5.117. Jun/09 Jun/10 Jun/11 Jun/12 Jun/13. Captações (líquidas de compulsório) 58.406 52.950 42. Avenida Paulista, 2.100 - São Paulo - SP CNPJ 58.160.7890001-28 Se escolher navegar os mares do sistema bancário, construa seu banco como construiria seu barco: sólido para enfrentar, com segurança, qualquer

Leia mais

ÍNDICE BANCO IBI S.A. BANCO MÚLTIPLO

ÍNDICE BANCO IBI S.A. BANCO MÚLTIPLO ÍNDICE BANCO IBI S.A. BANCO MÚLTIPLO Relatório da Administração 3 Balanços Patrimoniais 3 Demonstração de Resultados 4 Demonstração das Mutações 5 Demonstração das Origens 5 Notas Explicativas 6 Diretoria

Leia mais

Fundo de Investimento Imobiliário Península (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.) Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009 e de 2008 e

Fundo de Investimento Imobiliário Península (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.) Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009 e de 2008 e Fundo de Investimento Imobiliário Península Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009 e de 2008 e parecer dos auditores independentes 2 3 Balanços patrimoniais em 31 de dezembro Ativo 2009 2008

Leia mais

REUNIÕES APIMEC 2011

REUNIÕES APIMEC 2011 REUNIÕES APIMEC 2011 Í n d i c e RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Concorrentes Sustentabilidade Projeções e Estimativas 1 RS no Brasil Visão Geral do Estado do Rio Grande

Leia mais

Apresentação Bradesco

Apresentação Bradesco Apresentação Bradesco 1 Perspectivas Econômicas 2013 Bradesco 2014 * Consenso do Mercado ** 2015 * 2014 2015 PIB 2,50% 0,50% 1,50% 0,29% 1,01% Juros(SelicFinal) 10,00% 11,00% 11,00% 11,00% 11,38% Inflação(IPCA)

Leia mais

Resultados 1T07 10 de maio de 2007

Resultados 1T07 10 de maio de 2007 PUBLICIDADE CAIXA CRESCEU 102% BASE DE ASSINANTES BANDA LARGA CRESCEU 32% São Paulo, O UOL (BOVESPA: UOLL4) anuncia hoje os resultados do 1T07. As demonstrações financeiras da Companhia são elaboradas

Leia mais

Luiz Carlos Angelotti. Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores

Luiz Carlos Angelotti. Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores 59 Luiz Carlos Angelotti Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores Estratégia de Atuação 60 60 Balanço Patrimonial Tecnologia vs Eficiência operacional Basileia Desempenho Financeiro

Leia mais

Fundo de Investimento Imobiliário Península (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.)

Fundo de Investimento Imobiliário Península (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.) Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo 2008 2007 Passivo e patrimônio líquido 2008 2007 Circulante Circulante Bancos 3 14 Rendimentos a distribuir 3.599 2.190 Aplicações financeiras de renda fixa

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS De acordo com o comando a que cada um dos itens de 51 a 120 se refira, marque, na folha de respostas, para cada item: o campo designado com o código C, caso julgue o item CERTO; ou o campo designado com

Leia mais

BANCO INDUSTRIAL DO BRASIL S.A.

BANCO INDUSTRIAL DO BRASIL S.A. BI Monitoramento de Rating A LFRating comunica ao Banco Industrial S.A. e ao mercado que, em reunião de Comitê realizada no dia 6 de agosto de 2008, foi confirmada a nota A+ atribuída ao referido banco

Leia mais

Análise de Desempenho

Análise de Desempenho Análise de Desempenho APRESENTAMOS A ANÁLISE DE DESEMPENHO DO BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL S.A. RELATIVA AO QUARTO TRIMESTRE E AO EXERCÍCIO DE 2009. Sumário Análise de Desempenho... 1 Destaques

Leia mais

1.8. Cartões emitidos para pagamento de benefícios ou repasse de programas sociais devem ser considerados?

1.8. Cartões emitidos para pagamento de benefícios ou repasse de programas sociais devem ser considerados? PAGAMENTOS DE VAREJO E CANAIS DE ATENDIMENTO Perguntas freqüentes 1. Arquivo ESTATCRT.TXT Informações relativas aos cartões com função saque e e-money 1.1. Devo informar os saques efetuados sobre linhas

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 00121-0 BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL S/A 92.702.067/0001-96 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 00121-0 BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL S/A 92.702.067/0001-96 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF DFP - DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS PADRONIZADAS INSTITUIÇÃO FINANCEIRA Data-Base - 31/12/29 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS

Leia mais

RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2013(1T13)

RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2013(1T13) LOJAS RENNER S.A. Companhia constituída em 1965 e de capital aberto desde 1967. Capital totalmente pulverizado desde 2005, com 100% de free float, sendo considerada a primeira corporação brasileira. Negociada

Leia mais

Divulgação de Resultados 1T14

Divulgação de Resultados 1T14 Divulgação de Resultados 1T14 A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private-equity ( Fundos

Leia mais

Divulgação de Resultados 2014

Divulgação de Resultados 2014 São Paulo - SP, 10 de Fevereiro de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private-equity

Leia mais

Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010

Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010 Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010 Rio de Janeiro, 16 de agosto de 2010. A Brasil Brokers Participações S.A. (BM&FBovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no mercado de

Leia mais

A companhia permanece com o objetivo de investir seus recursos na participação do capital de outras sociedades.

A companhia permanece com o objetivo de investir seus recursos na participação do capital de outras sociedades. RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Senhores Acionistas, Apresentamos as Demonstrações Financeiras da Mehir Holdings S.A. referente ao exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2004 e as respectivas Notas

Leia mais

5 de fevereiro de 2002

5 de fevereiro de 2002 5 de fevereiro de 2002 O Banco do Estado do Amazonas Bea foi privatizado em 24 de Janeiro de 2002 por R$ 182,9 milhões, equivalentes ao preço mínimo. O adquirente foi o Bradesco, um conglomerado financeiro

Leia mais

SICOOB - Contabilidade. Período: 01/08/2013 a 31/08/2013. Conta Cod. Red. Descrição da Conta Saldo Anterior Débitos Créditos Saldo Atual

SICOOB - Contabilidade. Período: 01/08/2013 a 31/08/2013. Conta Cod. Red. Descrição da Conta Saldo Anterior Débitos Créditos Saldo Atual 1.0.0.00.00-7 CIRCULANTE E REALIZÁVEL A LONGO PRAZO 58.764.189,56 169.901.510,67 169.746.419,72 58.919.280,51 1.1.0.00.00-6 DISPONIBILIDADES 469.845,67 62.841.447,38 62.796.662,79 514.630,26 1.1.1.00.00-9

Leia mais

Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre de 2009

Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre de 2009 Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre de 2009 Rio de Janeiro, 10 de março de 2010. A Brasil Brokers Participações S.A. (Bovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no mercado de intermediação

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01896-1 MEHIR HOLDINGS S.A. 04.310.392/0001-46 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01896-1 MEHIR HOLDINGS S.A. 04.310.392/0001-46 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/9/25 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Divulgação Externa O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO

Leia mais

DEMONSTRAÇÕES F I N A N C E I R A S DEZEMBRO 2 0 1 0

DEMONSTRAÇÕES F I N A N C E I R A S DEZEMBRO 2 0 1 0 DEMONSTRAÇÕES F I N A N C E I R A S DEZEMBRO 2 0 1 0 Mensagem do Presidente O Brasil, em 2010, atuou como protagonista no ambiente global pós-crise. Calcado nos marcos da estabilidade e da responsabilidade

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Notas explicativas às Demonstrações Contábeis dos Planos de Assistência Médica, Hospitalar e Odontológica da Fundação Celesc de Seguridade Social do Exercício Findo em 31 de dezembro de 2011 e 2010. NOTAS

Leia mais

INSTITUIÇÃO FINANCEIRA CREDIALIANÇA COOPERATIVA DE CRÉDITO RURAL Av. Castro Alves, 1579 - Rolândia - PR CNPJ: 78.157.146/0001-32

INSTITUIÇÃO FINANCEIRA CREDIALIANÇA COOPERATIVA DE CRÉDITO RURAL Av. Castro Alves, 1579 - Rolândia - PR CNPJ: 78.157.146/0001-32 INSTITUIÇÃO FINANCEIRA CREDIALIANÇA COOPERATIVA DE CRÉDITO RURAL Av. Castro Alves, 1579 - Rolândia - PR CNPJ: 78.157.146/0001-32 BALANCETE PATRIMONIAL EM 30 DE NOVEMBRO DE 2015 (valores expressos em milhares

Leia mais

COOPERATIVA DE ECONOMIA E CRÉDITO MÚTUO DOS SERVIDORES PÚBLICOS NO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO - COOPJUD

COOPERATIVA DE ECONOMIA E CRÉDITO MÚTUO DOS SERVIDORES PÚBLICOS NO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO - COOPJUD COOPERATIVA DE ECONOMIA E CRÉDITO MÚTUO DOS SERVIDORES PÚBLICOS NO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO - COOPJUD NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS PARA OS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E

Leia mais

II - Evolução do crédito, da taxa de juros e do spread bancário 1

II - Evolução do crédito, da taxa de juros e do spread bancário 1 II - Evolução do crédito, da taxa de juros e do spread bancário 1 Desde março do ano passado, a partir da reversão das expectativas inflacionárias e do início da retomada do crescimento econômico, os juros

Leia mais

Relatório de Estabilidade Financeira. Banco Central do Brasil Setembro de 2013

Relatório de Estabilidade Financeira. Banco Central do Brasil Setembro de 2013 Relatório de Estabilidade Financeira Banco Central do Brasil Setembro de 2013 Pontos abordados para o Sistema Bancário* Base: 1º semestre de 2013 Risco de liquidez Captações Risco de crédito Portabilidade

Leia mais

Sumário. Destaques 3. Análise Econômico-Financeira 6. Grandes Números 6 Desempenho 7. - Principais Itens do Resultado 7

Sumário. Destaques 3. Análise Econômico-Financeira 6. Grandes Números 6 Desempenho 7. - Principais Itens do Resultado 7 3º Trimestre 2009 P R E S S R E L E A S E 2009 Sumário Destaques 3 Análise Econômico-Financeira 6 Grandes Números 6 Desempenho 7 - Principais Itens do Resultado 7 - Resultado da Intermediação Financeira

Leia mais

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 09. Demonstração do Valor Adicionado

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 09. Demonstração do Valor Adicionado COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 09 Demonstração do Valor Adicionado PRONUNCIAMENTO Conteúdo Item OBJETIVO 1-2 ALCANCE E APRESENTAÇÃO 3 8 DEFINIÇÕES 9 CARACTERÍSTICAS DAS

Leia mais

RELEASE DE RESULTADOS. 3 Trimestre de 2012

RELEASE DE RESULTADOS. 3 Trimestre de 2012 RELEASE DE RESULTADOS 3 Trimestre de 2012 1 RELEASE DE RESULTADOS 3 Trimestre de 2012 MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO O BANCO PAULISTA anuncia seus resultados do 3T12. O BANCO PAULISTA é reconhecido pela sua

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 e 2008. (Em milhares de reais)

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 e 2008. (Em milhares de reais) NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 e 2008 (Em milhares de reais) NOTA 1 - CONTEXTO OPERACIONAL A Seguradora está autorizada a operar em seguros do

Leia mais

Agência Bradesco Praça Panamericana

Agência Bradesco Praça Panamericana Agência Bradesco Praça Panamericana Presença em todos os municípios brasileiros A B C D E 03 Crescimento Orgânico dos Canais de Distribuição 4.634 4.650 3.160 3.359 3.454 3.628 2007 2008 2009 2010 2011

Leia mais

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012(Em Milhares de Reais) ATIVO Nota 31/12/2013 31/12/2012

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012(Em Milhares de Reais) ATIVO Nota 31/12/2013 31/12/2012 BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012(Em Milhares de Reais) ATIVO Nota 31/12/2013 31/12/2012 CIRCULANTE 67.424 76.165 DISPONIBILIDADES 4 5.328 312 TITULOS E VALORES MOBILIÁRIOS E INTRUMENTOS

Leia mais

Divulgação de Resultados 1T15

Divulgação de Resultados 1T15 São Paulo - SP, 06 de Maio de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private equity

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 00121-0 BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL S/A 92.702.067/0001-96 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 00121-0 BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL S/A 92.702.067/0001-96 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF DFP - DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS PADRONIZADAS INSTITUIÇÃO FINANCEIRA Data-Base - 31/12/24 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS

Leia mais

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 2º Trimestre de 2013

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 2º Trimestre de 2013 . São Paulo, 06 de agosto de 2013 - Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3), uma das maiores redes varejistas com foco em bens duráveis e com grande presença nas classes populares do Brasil, divulga seus

Leia mais

ÍNDICE Relatório da Administração... Demonstrações Financeiras... Notas Explicativas...

ÍNDICE Relatório da Administração... Demonstrações Financeiras... Notas Explicativas... 1º TRIMESTRE / 2008 ÍNDICE Relatório da Administração... Demonstrações Financeiras... Balanços Patrimoniais... Demonstrações do Resultado... Demonstrações das Origens e Aplicações de Recursos... Demonstrações

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE. RESOLUÇÃO Nº 1.138, DE 21 DE NOVEMBRO DE 2008: Aprova a NBC T 3.7 - Demonstração do Valor Adicionado.

CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE. RESOLUÇÃO Nº 1.138, DE 21 DE NOVEMBRO DE 2008: Aprova a NBC T 3.7 - Demonstração do Valor Adicionado. CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE RESOLUÇÃO Nº 1.138, DE 21 DE NOVEMBRO DE 2008: Aprova a NBC T 3.7 - Demonstração do Valor Adicionado. O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições

Leia mais

Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3) Divulgação de Resultados do 3º Trimestre de 2014 (em IFRS)

Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3) Divulgação de Resultados do 3º Trimestre de 2014 (em IFRS) São Paulo, 30 de outubro de 2014 Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3) (em IFRS) Lucro líquido cresce 66% no 3T14 e totaliza R$42 milhões Vendas líquidas crescem 18% no trimestre EBITDA cresce 44%,

Leia mais

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO L2 0 0 6 R E L AT Ó R I O A N U A EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO Prêmio de Seguros Participação no Mercado (em %) Mercado 74,2% Fonte: Susep e ANS Base: Nov/2006 Bradesco 25,8%

Leia mais

Demonstrações Contábeis

Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis 12.1. Introdução O artigo 176 da Lei nº 6.404/1976 estabelece que, ao fim de cada exercício social, a diretoria da empresa deve elaborar, com base na escrituração mercantil, as

Leia mais

Anexo ao Ato Declaratório Executivo Cofis n o 20/2015 Manual de Orientação do Leiaute da ECF Atualização: Março de 2015

Anexo ao Ato Declaratório Executivo Cofis n o 20/2015 Manual de Orientação do Leiaute da ECF Atualização: Março de 2015 2.05.01.01.05 Fundos Especiais de Domiciliados e Residentes no País 01012014 A 2.05.01.01 5 03 2.05.01.02 PATRIMÔNIO SOCIAL REALIZADO - DE RESIDENTE/DOMICILIADO NO EXTERIOR 01012014 S 2.05.01 4 03 2.05.01.02.01

Leia mais

em números Relatório de Prestação de Contas Sicoob Norte

em números Relatório de Prestação de Contas Sicoob Norte em números Relatório de Prestação de Contas Sicoob Norte O desempenho e os resultados alcançados pelo Sicoob Norte em comprovam as vantagens do trabalho coletivo em cooperativa. Mesmo num ano de muitas

Leia mais

EARNINGS RELEASE 2T12 e 1S12

EARNINGS RELEASE 2T12 e 1S12 São Paulo, 15 de agosto de 2012 - A Inbrands S.A. ( Inbrands ou Companhia ), uma empresa de consolidação e gestão de marcas de lifestyle e moda premium do Brasil, anuncia hoje os resultados do segundo

Leia mais

SICOOB CREDIROCHAS. Resultados

SICOOB CREDIROCHAS. Resultados SICOOB CREDIROCHAS Resultados 2014 MENSAGEM DA DIRETORIA O Sicoob Credirochas conseguiu ótimos resultados numa clara demonstração da força do trabalho cooperativo, na busca por maior participação no mercado

Leia mais

Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3) Divulgação de Resultados do 1º Trimestre de 2015 (em IFRS)

Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3) Divulgação de Resultados do 1º Trimestre de 2015 (em IFRS) São Paulo, 07 de maio de 2015 Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3) (em IFRS) DESTAQUES 1T15 Ganho de participação de mercado no 1T15 Receita líquida basicamente estável em R$2,3 bilhões EBITDA 5,5%

Leia mais

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 2013 DEMONSTRAÇÕES DO RESULTADO EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2007 E DE 2006 E SEMESTRE RELATÓRIO FINDO DA ADMINISTRAÇÃO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2007 (Em milhares de reais

Leia mais

Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015

Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015 Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015 Apresentação da Teleconferência 06 de agosto de 2015 Para informações adicionais, favor ler cuidadosamente o aviso ao final desta apresentação. Divulgação

Leia mais

Circular nº 3477. Total de Créditos Tributários Decorrentes de Diferenças Temporárias Líquidos de Obrigações Fiscais 111.94.02.01.

Circular nº 3477. Total de Créditos Tributários Decorrentes de Diferenças Temporárias Líquidos de Obrigações Fiscais 111.94.02.01. Detalhamento do patrimônio de referência (PR) : 100 110 111 111.01 111.02 111.03 111.04 111.05 111.06 111.07 111.08 111.90 111.90.01 111.91 111.91.01 111.91.02 111.91.03 111.91.04 111.91.05 111.91.06 111.91.07

Leia mais

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas)

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas) TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas) Para maiores informações, contatar: Daniel de Andrade Gomes TELEFÔNICA

Leia mais

Atualidades do Mercado Financeiro

Atualidades do Mercado Financeiro Atualidades do Mercado Financeiro Sistema Financeiro Nacional Dinâmica do Mercado Mercado Bancário Conteúdo 1 Sistema Financeiro Nacional A estrutura funcional do Sistema Financeiro Nacional (SFN) é composta

Leia mais

Estatuto da Caixa Econômica Federal Decreto n 0. 6.473, de 05/06/2008

Estatuto da Caixa Econômica Federal Decreto n 0. 6.473, de 05/06/2008 Estatuto da Caixa Econômica Federal Decreto n 0. 6.473, de 05/06/2008 IF sob a forma de empresa pública, criada nos termos do Decreto-Lei n o 759, de 12 de agosto de 1969, vinculada ao Ministério da Fazenda.

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2015 - SUL AMERICA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2015 - SUL AMERICA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

HENCORP COMMCOR DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. Parecer dos auditores independentes

HENCORP COMMCOR DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. Parecer dos auditores independentes HENCORP COMMCOR DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. Parecer dos auditores independentes Demonstrações contábeis Em 31 de dezembro de 2009 e 2008 HENCORP COMMCOR DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS

Leia mais

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 03 DEMONSTRAÇÃO DE FLUXOS DE CAIXA

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 03 DEMONSTRAÇÃO DE FLUXOS DE CAIXA COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 03 DEMONSTRAÇÃO DE FLUXOS DE CAIXA Correlação às Normas Internacionais de Contabilidade IAS 7 (IASB) PRONUNCIAMENTO Conteúdo Item OBJETIVO

Leia mais

SOARES & ASSOCIADOS AUDITORES INDEPENDENTES

SOARES & ASSOCIADOS AUDITORES INDEPENDENTES SOARES & ASSOCIADOS AUDITORES INDEPENDENTES Ilmos. Srs. Diretores e Acionistas de BVA Seguros S/A Rio de Janeiro - RJ RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES Examinamos as demonstrações financeiras individuais

Leia mais

em números Relatório de Prestação de Contas Sicoob Sul

em números Relatório de Prestação de Contas Sicoob Sul em números Relatório de Prestação de Contas Sicoob Sul O desempenho e os resultados alcançados pelo Sicoob Sul em comprovam as vantagens do trabalho coletivo em cooperativa. Mesmo num ano de muitas incertezas

Leia mais

Resultados 2005 Resultados 2005

Resultados 2005 Resultados 2005 Resultados 2005 Resultados 2005 Resultados 1T06 Bovespa: RSID3 NYSE (ADR): RSR2Y Receita Líquida alcança R$ 85,2 milhões VGV totaliza R$ 94,3 milhões Vendas contratadas crescem 63% São Paulo, 11 de maio

Leia mais