Manual de Procedimentos Operacionais Executados na obtenção do Relatório de Restrições de Tributos Previdenciários.

Save this PDF as:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manual de Procedimentos Operacionais Executados na obtenção do Relatório de Restrições de Tributos Previdenciários."

Transcrição

1 Governo do Estado do Rio de Janeiro Secretaria de Estado de Fazenda Subsecretaria de Finanças Manual de Procedimentos Operacionais Executados na obtenção do Relatório de Restrições de Tributos Previdenciários. 1

2 SUMÁRIO I- Apresentação... 3 II- Competência... 3 III- Procedimentos Operacionais... 3 III. 1- Obtenção da senha de acesso para Verificação de Regularidade das Contribuições Previdenciárias... 3 III. 2- Obtenção do Relatório de Restrições de Tributos Previdenciários III. 3- Relatório de Restrições de Tributos Previdenciários III.1- Erros mais freqüentes e as soluções

3 I- Apresentação Este documento é uma proposta de Manual de Procedimentos Operacionais executados pelos órgãos da Administração Direta para obtenção do Relatório de Restrições de Tributos Previdenciários. Nesta proposta, além da obtenção do referido Relatório, foram incluídos os procedimentos necessários para dirimir as principais pendências. II- Competência A competência legal para obter o Relatório de Restrições de Tributos Previdenciários e dirimir as pendências, caso necessário, é dos próprios órgãos da Administração Direta. Cabe à Secretaria de Estado de Fazenda, mais especificamente à Coordenação de Convênio, orientar na solução de pendências do Estado do Rio de Janeiro apontadas no CADIN 1 e no CAUC 2 III- Procedimentos Operacionais III. 1- Obtenção de senha de acesso para Verificação de Regularidade das Contribuições Previdenciárias: Para obter a senha é necessário acessar o portal da Receita Federal, conforme descrição abaixo: - Entrar no link htpp:// (1); - Clicar no ícone Empresas, em seguida Certidões (2); - Clicar consultar pendências (verificar a regularidade das contribuições previdenciárias) (3); - Aparecerá à tela Consulta Regularidade das Contribuições Previdenciárias (4); 1 Cadastro Informativo de Créditos não Quitados do Setor Público Federal - CADIN 2 Cadastro Único dos Convênios CAUC. 3

4 - Clicar em Cadastrar senha (5); - Inserir o n do CNPJ do respectivo órgão, em seguida clicar no ícone consulta (6); - Responder corretamente as perguntas solicitadas (7); - Clicar confirma e aparecerá a senha (8)

5

6 n CNPJ 6 6

7 7 8 Caso não consiga cadastrar a senha, clicar no hiperlink Solicitação de Senha Eletrônica, procedimento descrito abaixo, preencher o respectivo formulário e dirigir-se à uma das Unidades de Atendimento da Receita Federal. Procedimento: - Proceder conforme descrito acima, itens 1 a 5; - Clicar no hiperlink Solicitação de Senha Eletrônica (1); - Clicar em ABRIR (2); - Aparecerá o formulário Solicitação de Senha Eletrônica (3). 7

8 1 clicar no hiperlink 2 8

9 3 Formulário a ser preenchido: SOLICITAÇÃO DE SENHA ELETRÔNICA CADASTRAMENTO OU CANCELAMENTO CNPJ MATRIC CEI NOME NOME EMPRESARIAL SOLICITAÇÃO E AUTORIZAÇÃO DE FORNECIMENTO DE SENHA ELETRÔNICA POR TERCEIROS Solicito o nº Data: cadastramento cancelamento de senha eletrônica e autorizo o Sr.(a) e do RG nº Local:, titular do CPF, a cadastrá-la / cancelála. Nome do contribuinte ou procurador: Assinatura do contribuinte ou procurador: A T E N Ç Ã O As informações obtidas após o cadastramento da senha eletrônica são PROTEGIDAS POR SIGILO FISCAL, portanto, caso não seja o próprio contribuinte ou seu procurador que compareça à unidade da RFB para entregar a solicitação, o RECONHECIMENTO DE FIRMA do contribuinte/procurador é OBRIGATÓRIO. A senha NÃO poderá ser cadastrada por TERCEIROS se o campo SOLICITAÇÃO E AUTORIZAÇÃO DE FORNECIMENTO DE SENHA ELETRÔNICA POR TERCEIROS não for devidamente preenchido pelo requerente com o NOME, Nº do CPF e RG da pessoa autorizada a cadastrar a senha. O formulário deverá ser preenchido SEM EMENDA, RASURA OU BORRÃO. O TERMO DE RESPONSABILIDADE, ABAIXO, deverá ser assinado SOMENTE NO ATO DO CADASTRAMENTO DA SENHA. Para cadastrar a senha, a pessoa autorizada deverá apresentar documento de identidade original ou cópia autenticada. O fornecimento de senha eletrônica é GRATUITO. QUEM PODE REQUERER OU AUTORIZAR O representante legal da empresa, ou procurador legalmente habilitado. Caso o próprio responsável compareça a unidade da Receita Federal do Brasil, apresentar original ou cópia autenticada de documento de identidade para conferência de sua assinatura. 9

10 ATENÇÃO! Se o formulário for assinado por PROCURADOR, apresentar cópia, autenticada ou acompanhada do original, de procuração PARTICULAR COM FIRMA RECONHECIDA OU PROCURAÇÃO PÚBLICA, com fins específicos, e original ou cópia autenticada de documento que comprove a assinatura do procurador. TERMO DE RESPONSABILIDADE Declaro que recebi nesta data, senha que permite acesso aos serviços previdenciários disponibilizados na Internet pela Secretaria da Receita Federal do Brasil e pela Previdência Social. Tenho conhecimento que o acesso às informações por meio dessa senha é de minha inteira responsabilidade. Comprometo-me a zelar pelo absoluto sigilo da senha e, também, a solicitar o cancelamento da senha caso ocorra qualquer alteração da representatividade legal que hoje detenho. DATA: / / ASSINATURA: Versão de 09/03/2009 III. 2- Obtenção do Relatório de Restrições de Tributos Previdenciários. De posse da senha, acessar o portal da Receita Federal, conforme descrição abaixo: - Entrar no link (1); - Clicar no ícone Empresas, em seguida Certidões (2); - Clicar consultar pendências (verificar a regularidade das contribuições previdenciárias) (3); - Preencher os campos com o CNPJ e a senha, em seguida clicar consultar (4); CNPJ = n do CNPJ do órgão Senha = n da senha - Aparecerá o Relatório de Restrições de Tributos Previdenciários do respectivo órgão (5). 10

11

12 4 consultar 12

13 5 Caso não consiga obter o Relatório, clicar no hiperlink Solicitação de Pesquisa de Situação Cadastral RFB e relatório de Restrições de Tributos Previdenciários, procedimento descrito abaixo, preencher o formulário e, em seguida, o técnico deve dirigir-se à uma das Unidades de Atendimento da Receita Federal. 13

14 Procedimento: - Proceder conforme descrito acima, itens 1 a 5; - Clicar no hiperlink Solicitação de Pesquisa de Situação Cadastral RFB e relatório de Restrições de Tributos Previdenciários (1); - Clicar em ABRIR (2); - Aparecerá o formulário Solicitação de RFB e Relatório de Restrições de Tributos Previdenciários (3). clicar no hiperlink Formulário a ser preenchido: 3 MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SOLICITAÇÃO DE PESQUISA DE SITUAÇÃO FISCAL E CADASTRAL RFB e RELATÓRIO DE RESTRIÇÕES DE TRIBUTOS PREVIDENCIÁRIOS CNPJ/CPF/Nº DO IMÓVEL RURAL/MATR.CEI NOME/NOME EMPRESARIAL : : 14

15 FINALIDADE DA PESQUISA SOLICITAÇÃO E AUTORIZAÇÃO DE RETIRADA DE PESQUISA POR TERCEIROS Eu,, inscrito no CPF sob n solicito a pesquisa de situação cadastral e fiscal e autorizo o Sr (a), titular do CPF ou RG nº a recebê-la(s). Local e Data:, / /. Assinatura do contribuinte ou procurador: A T E N Ç Ã O As informações solicitadas são PROTEGIDAS POR SIGILO FISCAL, portanto, caso não seja o próprio contribuinte, seu procurador ou o preposto (nos termos da legislação do CNPJ) que compareça à unidade da RFB para entregar a solicitação, o RECONHECIMENTO DE FIRMA do contribuinte/procurador é OBRIGATÓRIO. A pesquisa NÃO poderá ser fornecida a TERCEIROS se o campo SOLICITAÇÃO E AUTORIZAÇÃO DE RETIRADA DA PESQUISA POR TERCEIROS não for devidamente preenchido pelo requerente com o NOME, Nº do CPF ou RG da pessoa autorizada a receber a pesquisa. O formulário deverá ser preenchido SEM EMENDA, RASURA OU BORRÃO. O RECIBO da pesquisa fiscal, ABAIXO, deverá ser assinado SOMENTE NO ATO DA RETIRADA da pesquisa na RFB. O nº do Imóvel Rural a ser preenchido é o de cadastro na Secretaria da Receita Federal do Brasil (NIRF) e NÃO o do INCRA. Para retirar a pesquisa, a pessoa autorizada deverá apresentar documento de identidade original ou cópia autenticada. A expedição da pesquisa fiscal e cadastral é GRATUITA. QUEM PODE REQUERER E DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PESQUISA DE CPF: Assinatura do titular da inscrição no CPF ou de seu procurador legalmente habilitado. Apresentar original ou cópia autenticada de documento de identidade do requerente para conferência de sua assinatura. Em caso de espólio, apresentar cópia, autenticada ou acompanhada do original, da certidão de óbito e da documentação que comprove que o requerente ou outorgante é inventariante, meeiro, herdeiro ou legatário. PESQUISA DE CNPJ ou RELATÓRIO DE RESTRIÇÕES: Assinatura do responsável pelo CNPJ perante a Secretaria da Receita Federal do Brasil; qualquer sócio ainda que apenas cotista, havendo necessidade de apenas um signatário no requerimento, mesmo que o contrato estipule administração conjunta da sociedade; preposto da Pessoa Jurídica, conforme definido nas normas reguladoras do CNPJ; de procurador legalmente habilitado. Apresentar original ou 15

16 cópia autenticada de documento de identidade do requerente para conferência de sua assinatura. PESQUISA DE IMÓVEL RURAL: Assinatura do proprietário/usufrutuário/possuidor a qualquer título/enfiteuta ou foreiro. Apresentar original ou cópia autenticada de documento de identidade do requerente para conferência de sua assinatura e documento original ou cópia autenticada que comprove a propriedade do imóvel (matrícula do imóvel no Cartório de Registro de Imóveis; Escritura/contrato /compromisso de compra e venda; CCIR - Certificado de Cadastro de Imóvel Rural - INCRA). Sendo o proprietário Pessoa Jurídica, verificar o item PESQUISA DE CNPJ acima para informação de quem pode assinar e demais documentos necessários. Se espólio, verificar o item PESQUISA CPF. ATENÇÃO 1)Se o formulário for assinado por PROCURADOR, apresentar cópia, autenticada ou acompanhada do original, de procuração PARTICULAR COM FIRMA RECONHECIDA OU PROCURAÇÃO PÚBLICA e original ou cópia autenticada de documento que comprove a assinatura do procurador. 2) Caso o requerente não autorize terceiro a retirar a pesquisa solicitada, deverá inutilizar os campos referentes aos dados de terceiro. RECEBI a pesquisa solicitada. DATA: Versão de 24/11/08 ASSINATURA: III. 3- Relatório de Restrições de Tributos Previdenciários III.1- Erros mais freqüentes e as soluções Erros mais freqüentes, apresentados no referido Relatório, que acarretam a não liberação da CND do ERJ e, por conseguinte as CND`s individuais de cada Órgão do Executivo: 1. O não envio pelos órgãos da GFIP, por meio do sistema de Protocolo de Envio de Arquivos Conectividade Social, ocasiona a sua inadimplência, desta forma, aparece no relatório de restrições para renovação da CND = FALTA DE GFIP. Solução: Quando aparecer no Relatório FALTA DE GFIP, poderão ocorrer duas situações: o Órgão não a tenha feito e, por consequência está em débito. Neste caso, a solução é fazer a GFIP e enviar à Caixa Econômica; ou o Órgão tenha feito a GFIP, mas ao enviar à Caixa Econômica Federal (CAIXA) o sistema não a recebeu, mesmo emitindo o Protocolo de recebimento, neste caso, a solução é reenviá-la à CEF. 16

17 2. Quando há divergências entre o valor informado da GFIP e o valor recolhido (GPS - Eletrônica) gera diferenças de valores a recolher. O INSS exige que se faça o recolhimento desta diferença de imediato, se o Órgão não faz, ocasiona a sua inadimplência, aparecendo no relatório de restrições para renovação da CND = DIFERENÇA DE GFIP. Solução: Quando aparecer no Relatório DIFERENÇA DE GFIP, poderão ocorrer três situações: Divergência de valor - Apurada a diferença do recolhimento, deve ser feita a GFIP com os devidos acréscimos legais; Erro nas informações cadastradas Constatado o erro cadastral (CNPJ, endereço, telefone, competência) o(s) dado(s) devem ser regularizados, por meio do formulário de AJUSTE DE GUIA GPS, procedimento descrito abaixo, disponível no site da Receita Federal - Valor pago a maior - deve ser realizado sua compensação por meio de acerto na GFIP do mês subsequente. Procedimento para emitir o formulário de AJUSTE DE GUIA GPS : - Entrar no site da Receita Federal - link (1); - Clicar no ícone Formulários (2); - Procurar na tela Receita Previdenciária (3); - Clicar Ajuste de Guia (4); - Clicar em ABRIR (5); - Aparecerá a tela com o formulário, preencher as informações dos campos n 1 a 3 (6); - Preencher o campo Dados de Retificação Solicitada - n 4 com as devidas correções, ou seja, DE = erro, PARA = correção (7). 17

18 1 2 18

19

20 6 7 De posse do formulário devidamente preenchido, com firma reconhecida, o técnico responsável deverá comparecer a uma Agência da Previdência Social (APS) para obter o respectivo relatório. 20

OBRIGAÇÕES FISCAIS SOCIAIS DA APM

OBRIGAÇÕES FISCAIS SOCIAIS DA APM COMUNICADO FDE / DRA Nº 001/2013 OBRIGAÇÕES FISCAIS E SOCIAIS DA APM 2 0 1 3 Página 1 de 9 O objetivo deste texto é informar aos dirigentes das APMs - Associações de Pais e Mestres de Escolas Estaduais

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA - CIDADÃO 1. PORTAL DA SALA DE ATENDIMENTO AO CIDADÃO

MANUAL DO SISTEMA - CIDADÃO 1. PORTAL DA SALA DE ATENDIMENTO AO CIDADÃO 1. PORTAL DA SALA DE ATENDIMENTO AO CIDADÃO O portal da Sala de Atendimento ao Cidadão está disponível no endereço: www.cidadao.mpf.mp.br. Nesse ambiente é possível registrar uma manifestação, consultar

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA INSCRIÇÃO NO CADASTRO DE FORNECEDORES DO MUNICÍPIO DE BARBOSA FERRAZ - PESSOA JURÍDICA -

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA INSCRIÇÃO NO CADASTRO DE FORNECEDORES DO MUNICÍPIO DE BARBOSA FERRAZ - PESSOA JURÍDICA - ANEXO XIV - NOVO: RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA INSCRIÇÃO NO CADASTRO DE FORNECEDORES DO MUNICÍPIO DE BARBOSA FERRAZ 1. HABILITAÇÃO JURÍDICA - PESSOA JURÍDICA - 1.1 Registro Comercial, no caso de empresa

Leia mais

Manual Certidão Web - Certidão Específica

Manual Certidão Web - Certidão Específica Manual Certidão Web - Certidão Específica 1 Sumário 1. NORMATIVA... 3 2. PROCEDIMENTO PARA SOLICITAÇÃO... 4 3. PROCEDIMENTO PARA ACOMPANHAR O ANDAMENTO DA SOLICITAÇÃO13 2 1. NORMATIVA De acordo com a INSTRUÇÃO

Leia mais

Documentos do vendedor Pessoa Física. Cópia da Carteira de Identidade com o nome correto, conforme comprovante de estado civil atualizado;

Documentos do vendedor Pessoa Física. Cópia da Carteira de Identidade com o nome correto, conforme comprovante de estado civil atualizado; Documentos do vendedor Pessoa Física Cópia da Carteira de Identidade com o nome correto, conforme comprovante de estado civil atualizado; Nota: caso o proponente for casado(a), enviar também os documentos/certidões

Leia mais

1. OBJETIVO Prestar atendimento ao cidadão de maneira rápida, eficiente e eficaz, de acordo com os requisitos especificados pelo cliente.

1. OBJETIVO Prestar atendimento ao cidadão de maneira rápida, eficiente e eficaz, de acordo com os requisitos especificados pelo cliente. Sistema de Gestão da Qualidade SUPERINTENDÊNCIA DE VAPT VUPT E ATENDIMENTO AO PÚBLICO INSTRUÇÃO DE TRABALHO DE ATENDIMENTO AO CIDADÃO RECEITA MUNICIPAL DE SENADOR CANEDO Responsável: Vanderlúcia Cardoso

Leia mais

Esta lista de perguntas e respostas esclarece dúvidas sobre procedimentos:

Esta lista de perguntas e respostas esclarece dúvidas sobre procedimentos: FAQ Sistema de Informação e Gestão da FAPES (SIGFAPES) Esta lista de perguntas e respostas esclarece dúvidas sobre procedimentos: 1. Como posso me cadastrar na plataforma SigFapes? Acessando o site do

Leia mais

PARECER TÉCNICO N.º 014/SCM/2013 Processo ANP Nº 48610.000959/2012-35

PARECER TÉCNICO N.º 014/SCM/2013 Processo ANP Nº 48610.000959/2012-35 - 1 - PARECER TÉCNICO N.º 014/SCM/2013 Processo ANP Nº 48610.000959/2012-35 1. ASSUNTO Autorização para o Exercício da Atividade de Comercialização de Gás Natural e obtenção de Registro de Agente Vendedor

Leia mais

lnclusão de Processos no E-Process para Baixa de GTM

lnclusão de Processos no E-Process para Baixa de GTM lnclusão de Processos no E-Process para Baixa de GTM Para a Solicitação de Baixa de GTM, devidamente acompanhada dos documentos indicados no Decreto Nº.56/003. Na página principal www.sefaz.mt.gov.br no

Leia mais

Sistema de Cadastro de Pessoa Jurídica

Sistema de Cadastro de Pessoa Jurídica Manual do Usuário Sistema de Cadastro de Pessoa Jurídica SISTCADPJ Cadastro de Pessoa Jurídica Template Versão 1.1 SUMÁRIO 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 3. Cadastro da Pessoa Jurídica...

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SAREC Nº 01, de 02 de janeiro de 2014

INSTRUÇÃO NORMATIVA SAREC Nº 01, de 02 de janeiro de 2014 INSTRUÇÃO NORMATIVA SAREC Nº 01, de 02 de janeiro de 2014 Dispõe sobre os procedimentos a serem adotados nos processos administrativos relativos à baixa de inscrição. O SECRETÁRIO MUNICIPAL ADJUNTO DA

Leia mais

DIAS E HORÁRIO DE ATENDIMENTO PARA A MATRÍCULA: DOCUMENTOS PARA MATRÍCULA E PARA COMPROVAÇÃO DAS POLÍTICAS DE AÇÕES AFIRMATIVAS

DIAS E HORÁRIO DE ATENDIMENTO PARA A MATRÍCULA: DOCUMENTOS PARA MATRÍCULA E PARA COMPROVAÇÃO DAS POLÍTICAS DE AÇÕES AFIRMATIVAS 2ª chamada de aprovados no SISU 2013/01 DIAS E HORÁRIO DE ATENDIMENTO PARA A MATRÍCULA: Dias 01, 04 e 05 de fevereiro de 2013. Horário: 10 horas às 11 horas e das 14horas às 20 horas. Local: Coordenação

Leia mais

DOCUMENTOS PARA OBTER PRIMEIRO CREDENCIAMENTO; AUTÔNOMO PESSOA FÍSICA: MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL:

DOCUMENTOS PARA OBTER PRIMEIRO CREDENCIAMENTO; AUTÔNOMO PESSOA FÍSICA: MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL: DOCUMENTOS PARA OBTER PRIMEIRO CREDENCIAMENTO; AUTÔNOMO PESSOA FÍSICA: 1. Requerimento do interessado (acompanhado de cópia do RG ou CNH do mesmo); 2. Carteira Nacional de Habilitação Categoria D ou E

Leia mais

Como registrar uma empresa. Administração farmacêutica Leandro Verçoza, Luiz Batista, Suhelen Comarú

Como registrar uma empresa. Administração farmacêutica Leandro Verçoza, Luiz Batista, Suhelen Comarú Como registrar uma empresa Administração farmacêutica Leandro Verçoza, Luiz Batista, Suhelen Comarú Código civil Departamento Nacional de Registro do Comércio DNRC, determinou que a partir de 11/01/2003,

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE REGULARIDADE SEBRAE/ES (SRS/ES) FORNECEDORES E PARCEIROS

UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE REGULARIDADE SEBRAE/ES (SRS/ES) FORNECEDORES E PARCEIROS 1. Sumário 1. Sumário... 1 2. Objetivo... 1 3. Responsável e aprovador... 1 4. Procedimentos relacionados... 2 5. Termos e definições... 2 6. Atividades... 2 6.1 Acessar o SRS/ES... 2 6.2 Enviar Documentos

Leia mais

Circular CEF nº 314 de 31/10/07 DOU 05/11/07

Circular CEF nº 314 de 31/10/07 DOU 05/11/07 Circular CEF nº 314 de 31/10/07 DOU 05/11/07 Estabelece procedimentos referentes à retificação de informações cadastrais e financeiras, junto ao FGTS, por meio dos formulários Retificação de Dados do Empregador

Leia mais

CADASTRO PESSOA JURÍDICA

CADASTRO PESSOA JURÍDICA CADASTRO PESSOA JURÍDICA Nº Conta Corrente Elaboração Renovação Alteração 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Identificação da empresa CNPJ Nome fantasia N o de registro Data de constituição Capital social realizado

Leia mais

MANUAL WEB PRESTADOR EXAMES OCUPACIONAIS

MANUAL WEB PRESTADOR EXAMES OCUPACIONAIS MANUAL WEB PRESTADOR EXAMES OCUPACIONAIS APRESENTAÇÃO O Manual Web apresenta o passo a passo para inclusão das informações das guias/procedimentos e avaliações clínicas, dos exames ocupacionais. Existem

Leia mais

Sistema de Cadastro de Fornecedores SISCAF

Sistema de Cadastro de Fornecedores SISCAF Sistema de Cadastro de Fornecedores SISCAF O que é o SISCAF? O Sistema de Cadastro de Fornecedores de Porto Velho (SISCAF) é uma iniciativa voltada para a implantação de um sistema de registro e acompanhamento

Leia mais

Como abrir uma empresa?

Como abrir uma empresa? Disciplina- Novos Negócios FONTES: 1- http://www.sebrae-rs.com.br/areaatuacao/empreendedorismo/setores/7-passos-para-abrir-minhaempresa/314.aspx 2- Entrevista com um contador 3- Boa Ideia! E Agora? 1.Situação

Leia mais

Certidão Negativa de Débitos Tributários e de Dívida Ativa Estadual Nº 013270731-99

Certidão Negativa de Débitos Tributários e de Dívida Ativa Estadual Nº 013270731-99 Powered by TCPDF (www.tcpdf.org) Estado do Paraná Secretaria de Estado da Fazenda Coordenação da Receita do Estado Certidão Negativa de Débitos Tributários e de Dívida Ativa Estadual Nº 013270731-99 Certidão

Leia mais

Sumário. Credenciamento... 3. Ato de Concentração... 6. Requerimento de TCC... 10

Sumário. Credenciamento... 3. Ato de Concentração... 6. Requerimento de TCC... 10 Sumário Credenciamento... 3 Ato de Concentração... 6 Requerimento de TCC... 10 Credenciamento 1. O interessado deve acessar o sítio eletrônico do Cade (www.cade.gov.br) e realizar cadastro como Usuário

Leia mais

COMO PARTICIPAR DE LICITAÇÕES DE ORGÃOS E ENTIDADES FEDERAIS

COMO PARTICIPAR DE LICITAÇÕES DE ORGÃOS E ENTIDADES FEDERAIS COMO PARTICIPAR DE LICITAÇÕES DE ORGÃOS E ENTIDADES FEDERAIS Você, fornecedor, sabia que pode vender seus produtos para o Gabinete da Presidência da República, para o IFPR Campus Ivaiporã ou para qualquer

Leia mais

NORMA DE PROCEDIMENTO FISCAL N. 044/2013

NORMA DE PROCEDIMENTO FISCAL N. 044/2013 NORMA DE PROCEDIMENTO FISCAL N. 044/2013 Publicada no DOE 8966, de 27.05.2013 SÚMULA: Estabelece procedimentos relativos à retificação de arquivos referentes à EFD - Escrituração Fiscal Digital para contribuintes

Leia mais

VERIFICAÇÃO DE REGULARIDADE TCE, TC dos Municípios e TCM.

VERIFICAÇÃO DE REGULARIDADE TCE, TC dos Municípios e TCM. MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE GESTÃO DEPARTAMENTO DE TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS Portal dos Convênios SICONV VERIFICAÇÃO DE REGULARIDADE TCE, TC dos Municípios e TCM. Manual

Leia mais

Procedimento Operacional Padrão nº 07 Consulta Processual de 2º Grau no Portal e-saj

Procedimento Operacional Padrão nº 07 Consulta Processual de 2º Grau no Portal e-saj Procedimento Operacional Padrão nº 07 Consulta Processual de 2º Grau no Portal e-saj 1 Introdução O Portal e-saj disponibiliza os seguintes serviços: - peticionamento eletrônico; - intimações e citações

Leia mais

GUIA DE DÚVIDAS E RESPOSTAS

GUIA DE DÚVIDAS E RESPOSTAS GUIA DE DÚVIDAS E RESPOSTAS 1) Qual o procedimento para aderir ao Débito Automático, para operações novas? A concessionária deverá acessar o Portal e seguir os passos abaixo: 1º) Cadastrar uma operação

Leia mais

LICENÇA DE OPERAÇÃO - LO

LICENÇA DE OPERAÇÃO - LO LICENÇA DE OPERAÇÃO - LO Autoriza o início da atividade, do empreendimento ou da pesquisa científica, após a verificação do efetivo cumprimento das medidas de controle ambiental e condicionantes determinadas

Leia mais

Se você for substituir o seu bem por um USADO, providenciar a vistoria do bem (se for um bem NOVO, passar para o 2º passo)

Se você for substituir o seu bem por um USADO, providenciar a vistoria do bem (se for um bem NOVO, passar para o 2º passo) Orientações para Substituição de Garantia Bens Móveis Nesse documento você encontra todas as orientações para concluir a substituição do bem adquirido no Consórcio, de maneira ágil e fácil. Esse processo

Leia mais

Haptech Soluções Inteligentes

Haptech Soluções Inteligentes Haptech Soluções Inteligentes SUPERINTENDÊNCIA DE T.I. DIRETORIA DE TI. PROJETOS E SISTEMAS Manual De Sistema HAPTECH 2015 Restrito Versão do template XXX 1 Copyrights Copyright 2013 HAPTEC Allrightsreserved.

Leia mais

Solicitação de Eventos Planejamento Replanejamento. Área responsável: Controle Interno. Manual de Solicitação de Eventos - Planejamento 2014

Solicitação de Eventos Planejamento Replanejamento. Área responsável: Controle Interno. Manual de Solicitação de Eventos - Planejamento 2014 1 Solicitação de Eventos Planejamento Replanejamento Área responsável: Controle Interno. 2 ÍNDICE Pág. Índice Apresentação Troca de senha e acesso à ferramenta Solicitação de eventos e a descrição dos

Leia mais

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA PROCESSO SELETIVO BAAE I AUXÍLIO ALUGUEL AUXÍLIO ESTÁGIO MORADIA ESTUDANTIL

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA PROCESSO SELETIVO BAAE I AUXÍLIO ALUGUEL AUXÍLIO ESTÁGIO MORADIA ESTUDANTIL DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA PROCESSO SELETIVO BAAE I AUXÍLIO ALUGUEL AUXÍLIO ESTÁGIO MORADIA ESTUDANTIL Não serão aceitos documentos originais, somente CÓPIAS! DOCUMENTOS REFERENTES AO PERFIL DO ALUNO

Leia mais

de todas as pessoas da unidade familiar CPF

de todas as pessoas da unidade familiar CPF Após concluir a sua inscrição no SisFIES, o estudante deverá validar suas informações na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA). Seguem documentos necessários a serem apresentados na

Leia mais

ATENÇÃO: OS DIAS E HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO PARA COMPROVAÇÃO DAS BOLSAS DO PROUNI PARA O 2º SEMESTRE DE 2014 NA FEAD SERÃO:

ATENÇÃO: OS DIAS E HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO PARA COMPROVAÇÃO DAS BOLSAS DO PROUNI PARA O 2º SEMESTRE DE 2014 NA FEAD SERÃO: ATENÇÃO: OS DIAS E HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO PARA COMPROVAÇÃO DAS BOLSAS DO PROUNI PARA O 2º SEMESTRE DE 2014 NA FEAD SERÃO: Dia 29-07-2014 De 9 as 18h; Dia 30-07-2014 De 9 as 18h; INFORMAÇÕES, RELAÇÃO

Leia mais

ROTEIRO PARA INSCRIÇÃO DE PESSOAS FÍSICAS PROFISSIONAIS LIBERAIS, AMBULANTE, MOTORISTA E AUTÔNOMOS.

ROTEIRO PARA INSCRIÇÃO DE PESSOAS FÍSICAS PROFISSIONAIS LIBERAIS, AMBULANTE, MOTORISTA E AUTÔNOMOS. ROTEIRO PARA INSCRIÇÃO DE PESSOAS FÍSICAS PROFISSIONAIS LIBERAIS, AMBULANTE, MOTORISTA E AUTÔNOMOS. 1) Requerimento ao Ilmo. Senhor Prefeito solicitando a Inscrição Municipal; 2) Preenchimento e assinatura

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica

Nota Fiscal Eletrônica Nota Fiscal Eletrônica Acessar a página www.passaquatro.mg.gov.br, ir a SERVIÇOS e clicar em NFS-e que será redirecionado para a tela de autenticação do usuário e precisará informar o Usuário (Login) e

Leia mais

Documentos e Formulários para o Processo de Sinistro

Documentos e Formulários para o Processo de Sinistro Documentos e Formulários para o Processo de Sinistro Conte conosco! O Itaú está à sua disposição e sabe a importância de oferecer a você o apoio necessário neste momento. Por isso, preparamos este material

Leia mais

FAQ Perguntas Frequentes versão 01/08/2013

FAQ Perguntas Frequentes versão 01/08/2013 Deferimento de Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) pela Junta Comercial 1. Quais são as modalidades de cadastro disponíveis para solicitação de CNPJ? No site da Receita Federal do Brasil (RFB)

Leia mais

REQUERIMENTO DE PENSÃO

REQUERIMENTO DE PENSÃO Versão 9 REQUERIMENTO DE PENSÃO SEGURADO (A) Segurado(a): CPF nº: Cargo: Órgão de origem: DATA DO ÓBITO: / / Ativo: ( ) Inativo: ( ) NOME DEPENDENTES PREVIDENCIÁRIOS Data de Nascimento Parentesco Estado

Leia mais

Constituição 1- N do protocolo da SES 2- Tipo do CNPJ 3- Natureza da pessoa. Solicitação

Constituição 1- N do protocolo da SES 2- Tipo do CNPJ 3- Natureza da pessoa. Solicitação 1 Formulário de Solicitação da Vigilância Sanitária Leia as instruções Constituição 1- N do protocolo da SES 2- Tipo do CNPJ 3- Natureza da pessoa 4- Tipo do Estabelecimento 5- Razão Social ( ) Matriz

Leia mais

e-cac Portal de Serviços Comunicação Eletrônica entre o Cidadão e a Receita Estadual

e-cac Portal de Serviços Comunicação Eletrônica entre o Cidadão e a Receita Estadual ATENDIMENTO RECEITA ESTADUAL e-cac Portal de Serviços Comunicação Eletrônica entre o Cidadão e a Receita Estadual Diretrizes de Atendimento Receita Estadual Aumentar transparência facilitando o acesso

Leia mais

ECF DIPJ INCLUÍDA NO SPED

ECF DIPJ INCLUÍDA NO SPED ECF DIPJ INCLUÍDA NO SPED O que é ECF Escrituração Contábil Fiscal? Demonstra o cálculo do IRPJ e da CSLL Sucessora da DIPJ Faz parte do projeto SPED Instituída pela Instrução Normativa RFB 1.422/2013

Leia mais

COMUNICADO TERMO DE REFERÊNCIA Nº 02 SUBVENÇÃO SOCIAL/2015

COMUNICADO TERMO DE REFERÊNCIA Nº 02 SUBVENÇÃO SOCIAL/2015 COMUNICADO TERMO DE REFERÊNCIA Nº 02 SUBVENÇÃO SOCIAL/2015 A Comissão Institucional de Credenciamento e Avaliação de Projetos - CICAP da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social do Estado do Ceará,

Leia mais

Conheça o seu Certificado Digital

Conheça o seu Certificado Digital Conheça o seu Certificado Digital O que é o certificado digital? O certificado digital é o seu documento de identificação na internet. Ele permite: Comprovar sua identidade na internet. Acessar os serviços

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO AUTO ATENDIMENTO SETOR PÚBLICO DO BANCO DO BRASIL

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO AUTO ATENDIMENTO SETOR PÚBLICO DO BANCO DO BRASIL PREFEITURA DE JUIZ DE FORA SECRETARIA DA FAZENDA SUBSECRETARIA DO SISTEMA DE CONTROLE INTERNO DEPARTAMENTO DE NORMAS TÉCNICAS MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO AUTO ATENDIMENTO SETOR PÚBLICO DO BANCO DO BRASIL DATA:

Leia mais

COMO FAZER A DECLARAÇÃO DE BENS E VALORES

COMO FAZER A DECLARAÇÃO DE BENS E VALORES COMO FAZER A DECLARAÇÃO DE BENS E VALORES 1 SUMÁRIO 1 - CADASTRO INICIAL...03 2 ACESSO AO PREENCHIMENTO DAS INFORMAÇÕES...08 3 CADASTRO DAS INFORMAÇÕES DO AGENTE PÚBLICO E DOS DEPENDENTES...09 4 PREENCHIMENTO

Leia mais

Considerando a Lei nº. 14.653, de 22 de dezembro de 2011, que instituiu o regime de Previdência Complementar do Estado de São Paulo;

Considerando a Lei nº. 14.653, de 22 de dezembro de 2011, que instituiu o regime de Previdência Complementar do Estado de São Paulo; Instrução SP-PREVCOM / TJ nº 04/2013. Considerando a Lei nº. 14.653, de 22 de dezembro de 2011, que instituiu o regime de Previdência Complementar do Estado de São Paulo; A Fundação de Previdência Complementar

Leia mais

IN 05 - Averbação de Área de Manutenção Florestal e/ou Compensação Ambiental

IN 05 - Averbação de Área de Manutenção Florestal e/ou Compensação Ambiental IN 05 - Averbação de Área de Manutenção Florestal e/ou Compensação Ambiental 1 Objetivo Definir a documentação necessária para aprovação de áreas de Manutenção Florestal e/ou Compensação Ambiental, em

Leia mais

NITERÓI PREV. ANEXO II da PORTARIA nº 055/2016 FORMULÁRIO DE CADASTRO

NITERÓI PREV. ANEXO II da PORTARIA nº 055/2016 FORMULÁRIO DE CADASTRO ANEXO II da PORTARIA nº 055/2016 FORMULÁRIO DE CADASTRO IMPORTANTE O recadastramento é obrigatório e seu descumprimento poderá acarretar as sanções previstas no Decreto Municipal nº 12.248, de 14 de abril

Leia mais

1. DO PROCESSO SELETIVO

1. DO PROCESSO SELETIVO EDITAL PTB Nº 26/2016 SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA MATRÍCULA NO CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA (FIC) Excel Intermediário - IFSP - CÂMPUS PIRITUBA O Câmpus Pirituba do Instituto Federal de Educação,

Leia mais

Certificado de Regularidade do FGTS CRF

Certificado de Regularidade do FGTS CRF 12/29/2014 https://www.sifge.caixa.gov.br/empresa/crf/crf/fgecfsimprimirpapel.asp?varpessoamatriz=6219088&varpessoa=6219088&varuf=ce&va Certificado de Regularidade do FGTS CRF Inscrição: 02288268/0001

Leia mais

Solicitação de Eventos Planejamento Replanejamento

Solicitação de Eventos Planejamento Replanejamento Manual de Solicitação de Eventos - Planejamento 2014 1 Solicitação de Eventos Planejamento Replanejamento Manual de Solicitação de Eventos - Planejamento 2014 2 Conteúdo Apresentação... 3 1. Endereço Eletrônico...

Leia mais

SISTEMA SFUST. 1 A empresa deve designar um ou mais funcionários autorizados para acessar o Sistema Boleto em nome da entidade.

SISTEMA SFUST. 1 A empresa deve designar um ou mais funcionários autorizados para acessar o Sistema Boleto em nome da entidade. SISTEMA SFUST Acessar o site http://sistemas.anatel.gov.br/sis/sistemasinterativos.asp e clicar no link SFUST - Sistema de Acolhimento da Declaração do FUST. 1 A empresa deve designar um ou mais funcionários

Leia mais

Manual de Uso do Aplicativo

Manual de Uso do Aplicativo Manual de Uso do Aplicativo Login Para acessar o aplicativo é necessário digitar login e senha. Caso não possua essas informações, clique no botão Cadastro, para criar um novo login (mais detalhes no item

Leia mais

AUTODECLARAÇÃO. Visão Requerente SISVISA. Sistema de Controle de Vigilância Sanitária

AUTODECLARAÇÃO. Visão Requerente SISVISA. Sistema de Controle de Vigilância Sanitária AUTODECLARAÇÃO Visão Requerente SISVISA Sistema de Controle de Vigilância Sanitária Versão 2.0 1 CONTROLE DE REVISÕES Versão Data Autor Comentário 1.0 19/11/2015 Equipe IVIG_COPPE_UFRJ SISVISA versão 1.0.0

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO VICENTE ESTADO DE SÃO PAULO

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO VICENTE ESTADO DE SÃO PAULO PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO VICENTE ESTADO DE SÃO PAULO Versão 1.12.03 Manual de Instalação do Programa de Declaração dos Contribuintes do ICMS Manual desenvolvido pelo Departamento de Informática da Prefeitura

Leia mais

Contas a Receber - Veículos

Contas a Receber - Veículos Índice: Recebimento veículos Cap. 01 Cadastro de clientes Cap. 02 Recibo de pagamento de veículo Cap. 03 Efetivação de recebimento de veículo Cap. 04 Consulta parcela do pedido de venda Manutenções Cap.

Leia mais

VIA FÁCIL - BOMBEIROS

VIA FÁCIL - BOMBEIROS SECRETARIA DO ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO CORPO DE BOMBEIROS VIA FÁCIL - BOMBEIROS MANUAL DO USUÁRIO Versão V1.0 1 Índice A INTRODUÇÃO, 4 B USUÁRIO NÃO

Leia mais

Prezado (a) Consorciado (a), Parabéns pela contemplação!

Prezado (a) Consorciado (a), Parabéns pela contemplação! Prezado (a) Consorciado (a), Parabéns pela contemplação! Para realizar sua contemplação providenciar a documentação solicitada abaixo e levar até uma loja do Magazine Luiza ou representação autorizada

Leia mais

Recadastramento de ECF Perguntas e Respostas

Recadastramento de ECF Perguntas e Respostas Recadastramento de ECF Perguntas e Respostas Setembro/2007 1) Qual o instituto normativo que dispõe sobre o recadastramento de ECF? A Instrução Normativa nº 11/07, de 24 de agosto de 2007, publicada no

Leia mais

CADASTRO DE FORNECEDORES SIMPLIFICADO-RCS (MATERIAL/SERVIÇOS)

CADASTRO DE FORNECEDORES SIMPLIFICADO-RCS (MATERIAL/SERVIÇOS) CADASTRO DE FORNECEDORES SIMPLIFICADO-RCS (MATERIAL/SERVIÇOS) ÍNDICE RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA CADASTRO DE FORNECEDORES -SIMPLIFICADO-MATERIAL/SERVIÇOS PÁGINAS 2 e 3 FICHA DE INFORMAÇÕES PARA CADASTRO

Leia mais

REQUERIMENTO DE PENSÃO

REQUERIMENTO DE PENSÃO Versão 12 REQUERIMENTO DE PENSÃO SEGURADO (A) Segurado(a): CPF nº: Cargo: Órgão de origem: DATA DO ÓBITO: / / Ativo: ( ) Inativo: ( ) NOME DEPENDENTES PREVIDENCIÁRIOS Data de Nascimento Parentesco Estado

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01 / 2011.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01 / 2011. GOVERNO MUNICIPAL DE CAUCAIA Secretaria de Finanças e Planejamento INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01 / 2011. Dispõe sobre os procedimentos a serem adotados com relação ao indeferimento da opção e da exclusão do

Leia mais

FORMULÁRIO DE COMENTÁRIOS E SUGESTÕES CONSULTA PÚBLICA N 18/2011

FORMULÁRIO DE COMENTÁRIOS E SUGESTÕES CONSULTA PÚBLICA N 18/2011 FORMULÁRIO DE COMENTÁRIOS E SUGESTÕES CONSULTA PÚBLICA N 18/2011 NOME: MPX ENERGIA S.A. ( ) representante órgão de classe ou associação ( ) representante de instituição governamental ( ) representante

Leia mais

SERVIÇO FLORESTAL BRASILEIRO

SERVIÇO FLORESTAL BRASILEIRO SERVIÇO FLORESTAL BRASILEIRO Orientações sobre o recolhimento dos valores devidos em face dos Contratos de Transição 1. Do Valor Devido 2. Do Recolhimento 2.1. Recolhimento por GRU Simples 2.2. Recolhimento

Leia mais

TUTORIAL PRÁTICO ECD ESCRITURAÇÃO CONTABIL DIGITAL

TUTORIAL PRÁTICO ECD ESCRITURAÇÃO CONTABIL DIGITAL TUTORIAL PRÁTICO ECD ESCRITURAÇÃO CONTABIL DIGITAL Cadastros 1) Cadastro > Empresa 2) Cadastro > Contador 3) Documentações > Sócios Plano de Contas 4) Cadastro > Plano de Contas > Plano de Contas Contábil

Leia mais

CONSIDERANDO as diretrizes do Código de Obras do Município de Macaé/RJ aprovadas através da Lei nº 016/1999 e alterações;

CONSIDERANDO as diretrizes do Código de Obras do Município de Macaé/RJ aprovadas através da Lei nº 016/1999 e alterações; DECRETO Nº 139 /2013 Dispõe sobre os procedimentos a serem adotados pela Secretaria Municipal de Obras Públicas e Urbanismo (SEMOB) na condução de processos administrativos que tenham por objeto requerimento

Leia mais

ART Eletrônica. Guia de Utilização - CRBIO-04

ART Eletrônica. Guia de Utilização - CRBIO-04 ART Eletrônica Guia de Utilização - CRBIO-04 Acesso ao CRBio04 Online Caso seja seu primeiro acesso siga as instruções para criar um login Entre com seu login e senha para emitir uma ART Incluir ART Eletrônica

Leia mais

Manual do Usuário. Cadastro

Manual do Usuário. Cadastro Manual do Usuário Cadastro Consulta Cadastro - Informações Comerciais - Autofax Índice O que é a Consulta Cadastro da Autofax?... 3 Como realizar consultas?... 4 Quais informações a consulta apresenta?...

Leia mais

ISSQN MANUAL DO USUÁRIO

ISSQN MANUAL DO USUÁRIO ISSQN MANUAL DO USUÁRIO Roteiro Tomadores de Serviços 2013 Índice: 1. Geração da Senha na Prefeitura... 3 2. Acesso ao Sistema... 3 3. Trocar Senha de Acesso... 3 4. Declaração Eletrônica de Serviços Tomados...

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e)

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Declaração de Serviços Sistema desenvolvido por Tiplan Tecnologia em Sistema de Informação. Todos os direitos reservados. http://www.tiplan.com.br Página 2 de 30 Índice ÍNDICE... 2 1. CONSIDERAÇÕES

Leia mais

Para a Lei 11.788/2008, a jornada de estágio é de, no máximo 6 horas diárias, e semanalmente no mínimo 20 e no máximo 30 horas.

Para a Lei 11.788/2008, a jornada de estágio é de, no máximo 6 horas diárias, e semanalmente no mínimo 20 e no máximo 30 horas. 1. A partir de quando posso estagiar? Alunos dos Cursos Superiores: a partir do segundo período. Alunos dos Cursos Técnicos Integrados: a partir do segundo ano. Alunos dos Cursos Técnicos Subsequentes:

Leia mais

Sobre o Cancelamento de Gravames. Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/AM

Sobre o Cancelamento de Gravames. Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/AM Sobre o Cancelamento de Gravames Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/AM A Diretora Presidente do Departamento Estadual de Trânsito do Estado do Amazonas DETRAN-AM, no exercício da competência

Leia mais

Financiamento de até 100% da mensalidade do curso escolhido. Taxa de juros de 3,4% ao ano. Parcelas do financiamento são mensais e com valores fixos

Financiamento de até 100% da mensalidade do curso escolhido. Taxa de juros de 3,4% ao ano. Parcelas do financiamento são mensais e com valores fixos O que é o FIES O Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (FIES) é um programa do Ministério da Educação destinado a financiar os alunos de graduação do ensino superior em instituições não

Leia mais

M A N U A L D O ADMINISTRADOR DO PORTAL

M A N U A L D O ADMINISTRADOR DO PORTAL M A N U A L D O ADMINISTRADOR DO PORTAL Versão 1.1 Sumário Introdução 1 Sobre o Administrador do Portal 1 Categorias de informação 2 Link adicional 3 Lista de arquivos 5 Anexos da licitação 9 Anexos do

Leia mais

GUIA SISTEC ÓRGÃO VALIDADOR

GUIA SISTEC ÓRGÃO VALIDADOR MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA Sistema Nacional de Informações da Educação Profissional e Tecnológica (SISTEC) GUIA SISTEC ÓRGÃO VALIDADOR http://portal.mec.gov.br/sistec sistec@mec.gov.br

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA [por tipo de requerimento]

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA [por tipo de requerimento] DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA [por tipo de requerimento] REQUERIMENTO DE EMISSÃO DE CRC [somente para matriz] (CRC-Certificado de Registro Cadastral) É o documento que certifica que a pessoa jurídica em situação

Leia mais

MANUAL PARA EMISSÃO DA AUTORIZAÇÃO DE TRANSPORTE SEM OBJETIVO COMERCIAL TSOC EVENTUAL

MANUAL PARA EMISSÃO DA AUTORIZAÇÃO DE TRANSPORTE SEM OBJETIVO COMERCIAL TSOC EVENTUAL 1 MANUAL PARA EMISSÃO DA AUTORIZAÇÃO DE TRANSPORTE SEM OBJETIVO COMERCIAL TSOC EVENTUAL Este manual tem como objetivo apresentar os procedimentos necessários para a emissão, on-line, da autorização para

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA TRT-5 PRESTADOR MÉDICO

MANUAL DO SISTEMA TRT-5 PRESTADOR MÉDICO Tribunal Regional do Trabalho 5ª Região MANUAL DO SISTEMA TRT-5 PRESTADOR MÉDICO Manual do Sistema TRT5-Saúde para Prestador Médico Baseado no modelo fornecido pelo TST-SAÙDE Versão 1.0 7/outubro/2014

Leia mais

ISSQN MANUAL DO USUÁRIO INSTITUIÇÃO FINANCEIRAS / BANCOS

ISSQN MANUAL DO USUÁRIO INSTITUIÇÃO FINANCEIRAS / BANCOS ISSQN MANUAL DO USUÁRIO INSTITUIÇÃO FINANCEIRAS / BANCOS 2013 Índice: 1. Geração da Senha na Prefeitura... 3 2. Acesso ao Sistema...3 3. Trocar Senha de Acesso... 3 4. Declaração dos Serviços Prestados...

Leia mais

Ano 2014. É educando. Não: Endereço:... Série 2014:... Identificação do

Ano 2014. É educando. Não: Endereço:... Série 2014:... Identificação do Formulário de Solicitação de d Bolsa de Estudos Ano 2014 É educando (a) matriculado (a) no Colégio Passionista São Paulo da Cruz? Sim: Não: Código Educando (a): Identificação do (a) Educando (a) Data de

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CONTAGEM SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO COMISSÃO PERMANENTE DE CADASTRO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CONTAGEM SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO COMISSÃO PERMANENTE DE CADASTRO PREFEITURA MUNICIPAL DE CONTAGEM SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO COMISSÃO PERMANENTE DE CADASTRO INSTRUÇÃO PARA CADASTRAMENTO (conforme Lei Federal nº 8.666/93 e Decreto Municipal nº 249/dezembro/2005)

Leia mais

Data de Nascimento Naturalidade Relação de Parentesco c/ titular

Data de Nascimento Naturalidade Relação de Parentesco c/ titular Nome do(a) Requerente: DADOS DO(A) REQUERENTE - PENSIONISTA Sexo ( ) M ( ) F Inválido ( ) SIM ( ) NÃO R.G. (Identidade) Data de Expedição Órgão Expedidor CPF do(a) Requerente Data de Nascimento Naturalidade

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL MONTE ALTO ISSQN MANUAL DO USUÁRIO INSTITUIÇÃO FINANCEIRAS / BANCOS

PREFEITURA MUNICIPAL MONTE ALTO ISSQN MANUAL DO USUÁRIO INSTITUIÇÃO FINANCEIRAS / BANCOS PREFEITURA MUNICIPAL MONTE ALTO ISSQN MANUAL DO USUÁRIO INSTITUIÇÃO FINANCEIRAS / BANCOS 2011 Índice: 1. Geração da Senha na Prefeitura... 3 2. Acesso ao Sistema... 3 3. Trocar Senha de Acesso... 3 4.

Leia mais

Para interposição de recurso especial e de recurso ordinário em mandado de segurança são devidos porte de remessa e retorno dos autos e custas.

Para interposição de recurso especial e de recurso ordinário em mandado de segurança são devidos porte de remessa e retorno dos autos e custas. DÚVIDAS FREQÜENTES RECOLHIMENTO DAS CUSTAS E DO PORTE DE REMESSA E RETORNO DOS AUTOS DO RECURSO ESPECIAL E DO RECURSO ORDINÁRIO DE COMPETÊNCIA DO SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA Para interposição de recurso

Leia mais

Check-List. Cadastro de Instituições. ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária. www.anvisa.gov.br Brasília, 5 de novembro de 2007.

Check-List. Cadastro de Instituições. ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária. www.anvisa.gov.br Brasília, 5 de novembro de 2007. ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária Check-List Cadastro de Instituições Gerência-Geral de Gestão de Tecnologia da Informação Gerência de Desenvolvimento de Sistemas www.anvisa.gov.br Brasília,

Leia mais

Portaria SUPR n 009/2015

Portaria SUPR n 009/2015 Portaria SUPR n 009/2015 Regulamenta o credenciamento dos interessados para participar do Pregão na forma eletrônica, no âmbito da Prefeitura Municipal de Barueri. LUCIANO JOSÉ BARREIROS, Secretário de

Leia mais

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ABERTURA, ALTERAÇÃO E ENCERRAMENTO DA INSCRIÇÃO MUNICIPAL: PESSOA JURÍDICA E PESSOA FÍSICA

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ABERTURA, ALTERAÇÃO E ENCERRAMENTO DA INSCRIÇÃO MUNICIPAL: PESSOA JURÍDICA E PESSOA FÍSICA DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ABERTURA, ALTERAÇÃO E ENCERRAMENTO DA INSCRIÇÃO MUNICIPAL: PESSOA JURÍDICA E PESSOA FÍSICA ABERTURA : PESSOA JURÍDICA REQUERIMENTO PADRÃO (ANEXO III) (PREENCHER NO COMPUTADOR

Leia mais

MANUAL PARA EMISSÃO DA AUTORIZAÇÃO DE TRANSPORTE SEM OBJETIVO COMERCIAL TSOC CONTINUO

MANUAL PARA EMISSÃO DA AUTORIZAÇÃO DE TRANSPORTE SEM OBJETIVO COMERCIAL TSOC CONTINUO 1 MANUAL PARA EMISSÃO DA AUTORIZAÇÃO DE TRANSPORTE SEM OBJETIVO COMERCIAL TSOC CONTINUO Este manual tem como objetivo apresentar os procedimentos necessários para a emissão, on-line, da autorização para

Leia mais

(Do Sr. Antonio Carlos Mendes Thame) O Congresso Nacional decreta:

(Do Sr. Antonio Carlos Mendes Thame) O Congresso Nacional decreta: PROJETO DE LEI N o 5806, DE 2005 (Do Sr. Antonio Carlos Mendes Thame) Dispõe sobre a desburocratização dos processos de constituição, funcionamento e baixa das microempresas e empresas de pequeno porte,

Leia mais

COMO PREENCHER A DECLARAÇÃO DE BENS E VALORES

COMO PREENCHER A DECLARAÇÃO DE BENS E VALORES COMO PREENCHER A DECLARAÇÃO DE BENS E VALORES 1 SUMÁRIO 1 - CADASTRO INICIAL...03 2 ACESSO AO PREENCHIMENTO DAS INFORMAÇÕES...08 3 CADASTRO DAS INFORMAÇÕES DO AGENTE PÚBLICO E DOS DEPENDENTES...09 4 PREENCHIMENTO

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO AOS SERVIÇOS DO PORTAL ECONOMUS (ACESSO EXCLUSIVO)

MANUAL DE ORIENTAÇÃO AOS SERVIÇOS DO PORTAL ECONOMUS (ACESSO EXCLUSIVO) MANUAL DE ORIENTAÇÃO AOS SERVIÇOS DO PORTAL ECONOMUS (ACESSO EXCLUSIVO) Divisão de Pagamentos e Análise de Contas Médicas - DIPAC Divisão de Credenciamento - DICRE Vigência: JANEIRO/2016. Versão 1 ÍNDICE

Leia mais

Informe Técnico Agência das Bacias PCJ n 01/2015

Informe Técnico Agência das Bacias PCJ n 01/2015 Informe Técnico Agência das Bacias PCJ n 01/2015 Procedimentos e Requisitos Necessários para a Solicitação de inclusão no Mecanismo Diferenciado de Pagamento Abatimento do ValorDBO, referente a cobrança

Leia mais

PROCEDIMENTO SOBRE ENTREGA MENSAL DA DOCUMENTAÇÃO TRABALHISTA

PROCEDIMENTO SOBRE ENTREGA MENSAL DA DOCUMENTAÇÃO TRABALHISTA PROCEDIMENTO SOBRE ENTREGA MENSAL DA DOCUMENTAÇÃO TRABALHISTA Aos prestadores de serviço da MELHORAMENTOS CMPC LTDA Esse Procedimento está disponível em: http://www.gestaoparceiros.com.br/portal/procedimentos.php

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CAMPUS SANTA INGRESSO NOS CURSOS SUPERIORES DE GRADUAÇÃO DO IFES CAMPUS SANTA EDITAL Nº 03 DE 10 DE MARÇO DE 2015 O Diretor-Geral do Campus Santa Teresa do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

ISSQN MANUAL DO USUÁRIO. Roteiro Tomadores de Serviços

ISSQN MANUAL DO USUÁRIO. Roteiro Tomadores de Serviços ISSQN MANUAL DO USUÁRIO Roteiro Tomadores de Serviços 2ª edição 2011 Índice: 1. Geração da Senha na Prefeitura...3 2. Acesso ao Sistema...3 3. Trocar Senha de Acesso...3 4. Declaração dos Serviços Prestados...4

Leia mais

ROTEIRO OPERACIONAL CONSIGNADO INSS REFINANCIAMENTO

ROTEIRO OPERACIONAL CONSIGNADO INSS REFINANCIAMENTO ROTEIRO OPERACIONAL CONSIGNADO INSS REFINANCIAMENTO 1. PÚBLICO ALVO Aposentados e pensionistas com contratos ativos na BV Financeira. ATENÇÃO: Esta vedada a contratação de empréstimos com Procuração, Termo

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos ICMS-SC Nota Fiscal Eletrônica de estorno emitida após o prazo previsto de cancelamento.

Parecer Consultoria Tributária Segmentos ICMS-SC Nota Fiscal Eletrônica de estorno emitida após o prazo previsto de cancelamento. ICMS-SC Nota Fiscal Eletrônica de estorno emitida após o prazo previsto de 12/03/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 4

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE GESTÃO DE PESSOAS MANUAL DO SERVIDOR

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE GESTÃO DE PESSOAS MANUAL DO SERVIDOR Página de 5 PLANO DE SAÚDE - GEAP DEFINIÇÃO Ingresso: benefício que compreende a assistência médica, hospitalar, odontológica, psicológica e farmacêutica prestada pela operadora GEAP, visto que esta possui

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JANDIRA

PREFEITURA MUNICIPAL DE JANDIRA PREFEITURA MUNICIPAL DE JANDIRA Prestadores de Serviços Tomadores de Serviços FISCALIZAÇÃO DE RENDAS MUNICIPAIS 1 GUIA DO USUARIO SUMÁRIO Pág. 1. INTRODUÇÃO 03 2. RECURSOS DO SISTEMA 03 2.1 Tela de Login

Leia mais