COMUNICADO TERMO DE REFERÊNCIA Nº 02 SUBVENÇÃO SOCIAL/2015

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COMUNICADO TERMO DE REFERÊNCIA Nº 02 SUBVENÇÃO SOCIAL/2015"

Transcrição

1 COMUNICADO TERMO DE REFERÊNCIA Nº 02 SUBVENÇÃO SOCIAL/2015 A Comissão Institucional de Credenciamento e Avaliação de Projetos - CICAP da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social do Estado do Ceará, no uso de suas atribuições legais, nos termos da Lei Complementar nº 119 de 28/12/2012 e suas alterações (Decreto Nº de 29/01/2014, Decreto Nº de 07/11/2014) e Termo de Referência nº 02, atendendo as exigências que determina a Lei, vem comunicar o que se segue: -A entidade classificada e habilitada no Termo de Referência nº 02, deverá abrir conta corrente na Caixa Econômica Federal CEF (nome da agência, nº da conta corrente, sem deixar de registrar o dígito) com a maior brevidade, para que seja anexado o Termo de Abertura de Conta Bancária Convênio juntamente com a documentação de convênio. Segue, em anexo, o modelo do ofício da CEF a ser preenchido pela entidade e as orientações operacionais que deverão ser apresentadas na agência, por ocasião da abertura da conta. -A entidade deve providenciar os documentos da relação em anexo para celebração de convênio, atendendo os prazos previsto no Termo de Referência nº 02; -A entidade deve manter-se regular e adimplente para viabilizar a elaboração do convênio, a publicação do convênio em Diário Oficial - DO, e a liberação das parcelas. Fortaleza, 20 de agosto de CICAP

2 Ofício nº xxx/2015 Fortaleza (CE), de de À Caixa Econômica Federal Assunto: Abertura de conta SCC Convênio e congêneres. Senhora Gerente, 1. Em consonância com a Lei Complementar Estadual n o 119/2012 e legislações pertinentes, que dispõe sobre regras para a transferência voluntária de recursos do Governo do Estado do Ceará para entes e entidades públicas, pessoas jurídicas de direito privado e pessoas físicas, por meio de convênios e instrumentos congêneres, solicitamos a abertura de Conta Convênio para este fim, conforme informações abaixo: NOME DO CONVENENTE CNPJ/CPF VALOR DO CONVÊNIO DO CONVENENTE TIPO DE CONTA: ( ) 013 PESSOA FISICA ( ) 003 PESSOA JURÍDICA ( ) PÚBLICA 2. Encaminhamos EM ANEXO as orientações operacionais fornecidas pela Agência Aldeota (0919) - centralizadora do convênio com a CGE, que deverão ser executadas no momento da abertura da conta. 3. Após a abertura da conta, solicitamos comunicar o NUMERO DA CONTA CONVÊNIO e o DO CONVENENTE (verificar tabela acima) por mensagem de correio eletrônico, direcionando-a para os s e Atenciosamente,

3 Orientações aos empregados da CAIXA para Abertura de Conta Convênio 1. O empregado CAIXA deve receber Ofício Padrão que solicita a abertura da Conta Convênio e realizar a abertura da Conta Convênio. 2. Serão abertas contas 003 para Pessoas Jurídicas Privadas, 006 para Pessoas Jurídicas Públicas e 013 para Pessoas Físicas. 3. O empregado CAIXA deve proceder com as seguintes marcações na conta: a. Marcação NE Não Encerra; b. Marcação NT Não Talão; c. Marcação TT isenção total (contas 006) ou Isenção 360 (para contas 003). Convenente Operação da Marcações via Marcações via Guia de Comando ou Conta SIGAT SISAG Pessoa Jurídica Pública 006 NE / NT TT (Comando 96-5 / Tipo 28) Pessoa Jurídica Privada 003 NE / NT Isenção 360 (Comando 14-0 / Tipo 62) Guia de comando: TD 11-6, CL 91-4, tipo 15 Marca segmento Estados e Municípios. Pessoa Física 013 NE 4. NÃO deve ser emitido CARTÃO MAGNÉTICO para as Contas Convênio. 5. NÃO devem ser cadastradas SENHA DE CARTÃO e ASSINATURA ELETRÔNICA para as Contas Convênio. 6. As Contas Convênio são isentas de tarifas. Observação: Caso sejam cobradas tarifas o empregado deverá estorná-las. 7. Após a abertura da conta, o empregado CAIXA deve comunicar o número da CONTA CONVÊNIO e o DO CONVENENTE por mensagem de correio eletrônico, direcionando-a para os s e 8. O empregado deve anexar na Ficha Autógrafo o Ofício Autorizador da abertura de conta Convênio.

4 Aplicação de Recursos de conta corrente O Decreto Estadual /2014 determina que os Recursos do Tesouro Estadual depositados em Contas de Convênio PJ devem OBRIGATORIAMENTE ser aplicados em fundos lastreados EM TÍTULOS PÚBLICOS. EM consonância com a legislação, sugerimos oferecer/orientar ao convenente a aplicação nos seguintes fundos de investimento: i. Fundo 5823 FIC movimentação automática CP para contas 003; ii.fundo 0055 FIC Prático Curto Prazo para contas 006. A AGÊNCIA CENTRALIZADORA (0919) irá informar à agência da Conta de convênio quando houver recursos disponíveis para aplicação. Caso haja dúvidas entrar em contato com o Setor de Governo da agência Aldeota: (085) / (85) / (85)

5 Documentação para Celebração de Convênios 2015 DOCUMENTOS APRESENTADOS PELA ENTIDADE 01 Certidão expedida conjuntamente pela Secretaria da Receita Federal do Brasil - RFB e pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional - PGFN (Portaria Conjunta RFB/PGFN n.º 1.751, de outubro de 2014); 02 Certidão Negativa de Débitos Trabalhistas; 03 Certificado de Regularidade do FGTS fornecida pela Caixa Econômica Federal atualizada; 04 Comprovação de não estar inscrita como inadimplente no SACC (deverá ser solicitado na STDS/CAFIN no Núcleo de Prestação de Contas); 05 Comprovante de entrega da RAIS (2014); 06 Certidão de Débitos Municipais; 07 Certidão de Regularidade fornecida pela Secretaria da Fazenda do Estado (CADINE); 08 Certidão de Regularidade e Adimplência emitida pela CGE; 09 Declaração expressa da proponente, sob pena do art. 299 do Código Penal Brasileiro, de que não está em situação de mora ou de inadimplência perante qualquer órgão ou Entidade da Administração Pública Estadual; 10 Plano de Trabalho classificado e habilitado; 11 Cópia da Ata de Eleição e Posse do(a) Representante Legal, bem como cópia de seu RG e CPF; 12 Procuração Pública, em caso de assinatura de pessoa diversa do(a) representante legal da entidade no Plano de Trabalho e/ou Convênio; 13 Cópia do Estatuto Social da Entidade, 14 Termo de Abertura de Conta Bancária Convênio ( Contrato de Relacionamento Contratação de Produtos e Serviços); 15 Ofícios da Entidade em papel timbrado: 1)encaminhando a documentação para concorrer ao Termo de Referencia nº 02 de Subvenção Social datado de 30 de junho de 2015, dirigido a CICAP; 2)encaminhando a documentação solicitando a celebração do convênio com data atualizada, dirigido ao Secretário do Trabalho e Desenvolvimento Social - STDS Josbertini Virgínio Clementino. 16 Apresentar CD contendo o Plano de Trabalho, Projeto Técnico e Memória de Cálculo sem está convertido para PDF.

CADASTRO PESSOA JURÍDICA

CADASTRO PESSOA JURÍDICA CADASTRO PESSOA JURÍDICA Nº Conta Corrente Elaboração Renovação Alteração 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Identificação da empresa CNPJ Nome fantasia N o de registro Data de constituição Capital social realizado

Leia mais

SECRETARIA DE HABITAÇÃO DO ESTADO DE SÃO PAULO

SECRETARIA DE HABITAÇÃO DO ESTADO DE SÃO PAULO ANEXO P.8 PRESTAÇÃO DE CONTAS RECEBIMENTO DE OBRAS DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA 1. Ofício assinado pelo Prefeito, encaminhando a Prestação de Contas à Casa Paulista, fazendo menção aos documentos anexados. 2.

Leia mais

DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO DE SÃO PAULO DE 1º DE MARÇO DE 2016.

DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO DE SÃO PAULO DE 1º DE MARÇO DE 2016. DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO DE SÃO PAULO DE 1º DE MARÇO DE 2016. DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO Comunicado DH-04, de 04-02-2016 Dispõe sobre os documentos a serem apresentados pelos Centros de Formação

Leia mais

ANEXO I ENDEREÇO (RUA, AV) N.º COMPLEMENTO DADOS DO VEÍCULO

ANEXO I ENDEREÇO (RUA, AV) N.º COMPLEMENTO DADOS DO VEÍCULO ANEXO I AUTORIZATÁRIO ESCOLAR PESSOA NATURAL Solicito ao Presidente da Autarquia Municipal de Trânsito e Transportes de Contagem/MG- Transcon, o credenciamento como Autorizatário serviço de Escolar como

Leia mais

Informe Técnico Agência das Bacias PCJ n 01/2015

Informe Técnico Agência das Bacias PCJ n 01/2015 Informe Técnico Agência das Bacias PCJ n 01/2015 Procedimentos e Requisitos Necessários para a Solicitação de inclusão no Mecanismo Diferenciado de Pagamento Abatimento do ValorDBO, referente a cobrança

Leia mais

MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL SECRETARIA DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR INSTRUÇÃO Nº 13, DE 11 DE MAIO DE 2006.

MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL SECRETARIA DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR INSTRUÇÃO Nº 13, DE 11 DE MAIO DE 2006. Edição nº 90, Seção 01, Página 56, de 12/maio/2006 Edição nº 90, Seção 01, Página 56, de 12/maio/2006 MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL SECRETARIA DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR INSTRUÇÃO Nº 13, DE 11 DE MAIO

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA INSCRIÇÃO NO CADASTRO DE FORNECEDORES DO MUNICÍPIO DE BARBOSA FERRAZ - PESSOA JURÍDICA -

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA INSCRIÇÃO NO CADASTRO DE FORNECEDORES DO MUNICÍPIO DE BARBOSA FERRAZ - PESSOA JURÍDICA - ANEXO XIV - NOVO: RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA INSCRIÇÃO NO CADASTRO DE FORNECEDORES DO MUNICÍPIO DE BARBOSA FERRAZ 1. HABILITAÇÃO JURÍDICA - PESSOA JURÍDICA - 1.1 Registro Comercial, no caso de empresa

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO NEGRO ESTADO DO PARANÁ CNPJ N.º 76.002.641/0001-47

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO NEGRO ESTADO DO PARANÁ CNPJ N.º 76.002.641/0001-47 EDITAL DE CREDENCIAMENTO - N.º 006/2011 Secretaria Municipal de Saúde A Secretaria Municipal da Saúde de Rio Negro torna público que estará recebendo em sua sede, situada na Travessa Sete de Setembro,

Leia mais

CADASTRO DE FORNECEDORES SIMPLIFICADO-RCS (MATERIAL/SERVIÇOS)

CADASTRO DE FORNECEDORES SIMPLIFICADO-RCS (MATERIAL/SERVIÇOS) CADASTRO DE FORNECEDORES SIMPLIFICADO-RCS (MATERIAL/SERVIÇOS) ÍNDICE RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA CADASTRO DE FORNECEDORES -SIMPLIFICADO-MATERIAL/SERVIÇOS PÁGINAS 2 e 3 FICHA DE INFORMAÇÕES PARA CADASTRO

Leia mais

Tratamento Fitossanitário - Fumigação

Tratamento Fitossanitário - Fumigação 1 Objetivo Este documento visa descrever os procedimentos globais para realização das operações fumigação (expurgo). 2 Abrangência O presente documento se aplica às empresas requerentes e prestadoras de

Leia mais

Portaria SUPR n 009/2015

Portaria SUPR n 009/2015 Portaria SUPR n 009/2015 Regulamenta o credenciamento dos interessados para participar do Pregão na forma eletrônica, no âmbito da Prefeitura Municipal de Barueri. LUCIANO JOSÉ BARREIROS, Secretário de

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL Ministério da Educação Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2011

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL Ministério da Educação Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2011 EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2011 Processo nº 23223.000581/2011-21 Assunto: Inscrição de profissionais formados em comunicação, publicidade ou marketing, ou que atuem em uma dessas áreas, com o

Leia mais

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 01/2014 PREÂMBULO

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 01/2014 PREÂMBULO EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 01/2014 PREÂMBULO Assunto: Inscrição de profissionais formados em comunicação, publicidade ou marketing, ou que atuem em uma dessas áreas, objetivando constituir subcomissão

Leia mais

MUNICÍPIO DE ERECHIM EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº _01/2015

MUNICÍPIO DE ERECHIM EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº _01/2015 MUNICÍPIO DE ERECHIM EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº _01/2015 A Prefeitura Municípal de Erechim/RS, no uso de suas atribuições legais, torna público para conhecimento dos interessados, que fará realizar

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Readequação de espaços divisórias em drywall FÁBRICAS DE CULTURA

TERMO DE REFERÊNCIA Readequação de espaços divisórias em drywall FÁBRICAS DE CULTURA TERMO DE REFERÊNCIA Readequação de espaços divisórias em drywall FÁBRICAS DE CULTURA JAÇANÃ ÍNDICE DO TERMO DE REFERÊNCIA TÉCNICA 1. OBJETIVO GERAL 2. JUSTIFICATIVA 3. DA MODALIDADE DA CONTRATAÇÃO 4. DISPOSIÇÕES

Leia mais

I) DA ANÁLISE DA HABILITAÇÃO

I) DA ANÁLISE DA HABILITAÇÃO CONCORRÊNCIA N.º 03/2014 BNDES ATA DE JULGAMENTO DE HABILITAÇÃO Aos vinte e um dias do mês de novembro do ano de dois mil e quatorze (21/11/2014), reuniram-se os membros da Comissão Especial de Licitação

Leia mais

ATENÇÃO: OS DIAS E HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO PARA COMPROVAÇÃO DAS BOLSAS DO PROUNI PARA O 2º SEMESTRE DE 2014 NA FEAD SERÃO:

ATENÇÃO: OS DIAS E HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO PARA COMPROVAÇÃO DAS BOLSAS DO PROUNI PARA O 2º SEMESTRE DE 2014 NA FEAD SERÃO: ATENÇÃO: OS DIAS E HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO PARA COMPROVAÇÃO DAS BOLSAS DO PROUNI PARA O 2º SEMESTRE DE 2014 NA FEAD SERÃO: Dia 29-07-2014 De 9 as 18h; Dia 30-07-2014 De 9 as 18h; INFORMAÇÕES, RELAÇÃO

Leia mais

ANEXO V RELAÇÃO DE DOCUMENTOS RECOMENDADOS PARA COMPROVAÇÃO DA RENDA FAMILIAR BRUTA MENSAL (PORTARIA NORMATIVA Nº

ANEXO V RELAÇÃO DE DOCUMENTOS RECOMENDADOS PARA COMPROVAÇÃO DA RENDA FAMILIAR BRUTA MENSAL (PORTARIA NORMATIVA Nº UFRB ANEXO V RELAÇÃO DE DOCUMENTOS RECOMENDADOS PARA COMPROVAÇÃO DA RENDA FAMILIAR BRUTA MENSAL (PORTARIA NORMATIVA Nº 18/2012) Para cada membro do núcleo familiar colocado no formulário DECLARAÇÃO DE

Leia mais

DOCUMENTOS PARA OBTER PRIMEIRO CREDENCIAMENTO; AUTÔNOMO PESSOA FÍSICA: MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL:

DOCUMENTOS PARA OBTER PRIMEIRO CREDENCIAMENTO; AUTÔNOMO PESSOA FÍSICA: MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL: DOCUMENTOS PARA OBTER PRIMEIRO CREDENCIAMENTO; AUTÔNOMO PESSOA FÍSICA: 1. Requerimento do interessado (acompanhado de cópia do RG ou CNH do mesmo); 2. Carteira Nacional de Habilitação Categoria D ou E

Leia mais

Documentos do vendedor Pessoa Física. Cópia da Carteira de Identidade com o nome correto, conforme comprovante de estado civil atualizado;

Documentos do vendedor Pessoa Física. Cópia da Carteira de Identidade com o nome correto, conforme comprovante de estado civil atualizado; Documentos do vendedor Pessoa Física Cópia da Carteira de Identidade com o nome correto, conforme comprovante de estado civil atualizado; Nota: caso o proponente for casado(a), enviar também os documentos/certidões

Leia mais

HOMOLOGAÇÃO DO SIMULADOR

HOMOLOGAÇÃO DO SIMULADOR HOMOLOGAÇÃO DO SIMULADOR a) laudo técnico de avaliação, vistoria e verificação de conformidade do protótipo, expedido por Organismo Certificador de Produto OCP, acreditado pelo INMETRO na área de veículos

Leia mais

Manual de Procedimentos Operacionais Executados na obtenção do Relatório de Restrições de Tributos Previdenciários.

Manual de Procedimentos Operacionais Executados na obtenção do Relatório de Restrições de Tributos Previdenciários. Governo do Estado do Rio de Janeiro Secretaria de Estado de Fazenda Subsecretaria de Finanças Manual de Procedimentos Operacionais Executados na obtenção do Relatório de Restrições de Tributos Previdenciários.

Leia mais

DECRETA: Art. 2º A prova de regularidade perante a Fazenda Pública Municipal de Teresina será efetuada mediante a apresentação de:

DECRETA: Art. 2º A prova de regularidade perante a Fazenda Pública Municipal de Teresina será efetuada mediante a apresentação de: 1 DECRETO Nº 9.468, DE 8 DE JULHO DE 2009. Dispõe sobre a regulamentação da emissão de certidões no âmbito da Fazenda Pública Municipal. O PREFEITO MUNICIPAL DE TERESINA, Estado do Piauí, no uso das atribuições

Leia mais

Certificado de Regularidade do FGTS CRF

Certificado de Regularidade do FGTS CRF 12/29/2014 https://www.sifge.caixa.gov.br/empresa/crf/crf/fgecfsimprimirpapel.asp?varpessoamatriz=6219088&varpessoa=6219088&varuf=ce&va Certificado de Regularidade do FGTS CRF Inscrição: 02288268/0001

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SAREC Nº 01, de 02 de janeiro de 2014

INSTRUÇÃO NORMATIVA SAREC Nº 01, de 02 de janeiro de 2014 INSTRUÇÃO NORMATIVA SAREC Nº 01, de 02 de janeiro de 2014 Dispõe sobre os procedimentos a serem adotados nos processos administrativos relativos à baixa de inscrição. O SECRETÁRIO MUNICIPAL ADJUNTO DA

Leia mais

KIT FGTS. Anexar o compromisso de compra e venda, se for o caso, ou preencher o ANEXO V Opção de Venda e Compra.

KIT FGTS. Anexar o compromisso de compra e venda, se for o caso, ou preencher o ANEXO V Opção de Venda e Compra. KIT FGTS INSTRUÇÕES PARA USO DO FGTS Nos casos de utilização do FGTS para pagamento parcial do preço do imóvel: 1. O(a) consorciado(a) e cônjuge/companheiro não podem ser proprietários, compradores, promitentes

Leia mais

Sistema de Cadastro de Fornecedores SISCAF

Sistema de Cadastro de Fornecedores SISCAF Sistema de Cadastro de Fornecedores SISCAF O que é o SISCAF? O Sistema de Cadastro de Fornecedores de Porto Velho (SISCAF) é uma iniciativa voltada para a implantação de um sistema de registro e acompanhamento

Leia mais

C O N V Ê N I O Nº 018/2015

C O N V Ê N I O Nº 018/2015 C O N V Ê N I O Nº 018/2015 Que entre si celebram de um lado o MUNICÍPIO DE ITABIRITO, pessoa jurídica de direito público interno, inscrição no CNPJ sob o nº 18.307.835/0001-54, com endereço a Avenida

Leia mais

MANUAL DE PREENCHIMENTO DE ART MÚLTIPLA

MANUAL DE PREENCHIMENTO DE ART MÚLTIPLA MANUAL DE PREENCHIMENTO DE ART MÚLTIPLA A ART Múltipla que substitui o registro de diversas ARTs específicas, no caso de execução de obras ou prestação de serviços de rotina, deve ser registrada até o

Leia mais

PARECER TÉCNICO N.º 014/SCM/2013 Processo ANP Nº 48610.000959/2012-35

PARECER TÉCNICO N.º 014/SCM/2013 Processo ANP Nº 48610.000959/2012-35 - 1 - PARECER TÉCNICO N.º 014/SCM/2013 Processo ANP Nº 48610.000959/2012-35 1. ASSUNTO Autorização para o Exercício da Atividade de Comercialização de Gás Natural e obtenção de Registro de Agente Vendedor

Leia mais

ANEXO 02 MODELO DE PROJETO. Solicitação de Recursos do FIA Entidade/Prefeitura

ANEXO 02 MODELO DE PROJETO. Solicitação de Recursos do FIA Entidade/Prefeitura ANEXO 02 MODELO DE PROJETO Solicitação de Recursos do FIA Entidade/Prefeitura 1 IDENTIFICAÇÃO Município: População total: População de crianças e adolescentes: 1.1 Dados Cadastrais do Proponente Proponente:

Leia mais

EDITAL 006/2015 DG/CEPR PROCESSO CLASSIFICATÓRIO PARA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL CURSOS TÉCNICOS - INTEGRADOS AO ENSINO MÉDIO - 2016

EDITAL 006/2015 DG/CEPR PROCESSO CLASSIFICATÓRIO PARA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL CURSOS TÉCNICOS - INTEGRADOS AO ENSINO MÉDIO - 2016 EDITAL 006/2015 DG/CEPR PROCESSO CLASSIFICATÓRIO PARA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL CURSOS TÉCNICOS - INTEGRADOS AO ENSINO MÉDIO - 2016 A Direção Geral do Colégio Estadual do Paraná Ensino Fundamental, Médio e

Leia mais

COMO PARTICIPAR DE LICITAÇÕES DE ORGÃOS E ENTIDADES FEDERAIS

COMO PARTICIPAR DE LICITAÇÕES DE ORGÃOS E ENTIDADES FEDERAIS COMO PARTICIPAR DE LICITAÇÕES DE ORGÃOS E ENTIDADES FEDERAIS Você, fornecedor, sabia que pode vender seus produtos para o Gabinete da Presidência da República, para o IFPR Campus Ivaiporã ou para qualquer

Leia mais

Ministério do Esporte ORIENTAÇÕES ESTRUTURANTES

Ministério do Esporte ORIENTAÇÕES ESTRUTURANTES Ministério do Esporte ORIENTAÇÕES ESTRUTURANTES INTRODUÇÃO.....4 1. ORIENTAÇÕES PEDAGÓGICAS PARA PARTICIPAÇÃO NO EDITAL........4 2. PROJETO TÉCNICO.....4 2.1 QUANTIDADE DE BENEFICIADOS...5 3. PERÍODO DE

Leia mais

Circular CEF nº 314 de 31/10/07 DOU 05/11/07

Circular CEF nº 314 de 31/10/07 DOU 05/11/07 Circular CEF nº 314 de 31/10/07 DOU 05/11/07 Estabelece procedimentos referentes à retificação de informações cadastrais e financeiras, junto ao FGTS, por meio dos formulários Retificação de Dados do Empregador

Leia mais

NITERÓI PREV. ANEXO II da PORTARIA nº 055/2016 FORMULÁRIO DE CADASTRO

NITERÓI PREV. ANEXO II da PORTARIA nº 055/2016 FORMULÁRIO DE CADASTRO ANEXO II da PORTARIA nº 055/2016 FORMULÁRIO DE CADASTRO IMPORTANTE O recadastramento é obrigatório e seu descumprimento poderá acarretar as sanções previstas no Decreto Municipal nº 12.248, de 14 de abril

Leia mais

ANEXO I MODELO DE PROJETO

ANEXO I MODELO DE PROJETO ANEXO I MODELO DE PROJETO Solicitação de Inclusão no Banco de Projetos para captação de recursos FIA/Doações (obrigatório o preenchimento de todos os itens) 1. IDENTIFICAÇÃO Abrangência do Projeto: ( )

Leia mais

DEPARTAMENTO DE CENTRAL DE COMPRAS SOLICITAÇÃO DE INSCRIÇÃO E/OU RENOVAÇÃO. À Comissão Permanente de Cadastro de Fornecedores;

DEPARTAMENTO DE CENTRAL DE COMPRAS SOLICITAÇÃO DE INSCRIÇÃO E/OU RENOVAÇÃO. À Comissão Permanente de Cadastro de Fornecedores; SOLICITAÇÃO DE INSCRIÇÃO E/OU RENOVAÇÃO À Comissão Permanente de Cadastro de Fornecedores;, requer sua Inscrição/Renovação no Cadastro Central de Fornecedores do CNPJ nas especialidades abaixo apresentado

Leia mais

Orientações para o Estágio

Orientações para o Estágio Orientações para o Estágio DIREC 2015 Câmpus Guarapuava LEI Nº 11.788, DE 25 DE SETEMBRO DE 2008 Estágio Disponível em: http://www.utfpr.edu.br/estrutura-universitaria/proreitorias/prograd/legislacao/arquivos/lei11788_estagio.pdf

Leia mais

Produto BNDES Exim Pós-embarque Normas Operacionais. Linha de Financiamento BNDES Exim Automático

Produto BNDES Exim Pós-embarque Normas Operacionais. Linha de Financiamento BNDES Exim Automático Produto BNDES Exim Pós-embarque Normas Operacionais Linha de Financiamento BNDES Exim Automático Classificação: Ostensivo Capítulo III - PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS DAS OPERAÇÕES FORMALIZADAS POR MEIO DE

Leia mais

Sumário. Credenciamento... 3. Ato de Concentração... 6. Requerimento de TCC... 10

Sumário. Credenciamento... 3. Ato de Concentração... 6. Requerimento de TCC... 10 Sumário Credenciamento... 3 Ato de Concentração... 6 Requerimento de TCC... 10 Credenciamento 1. O interessado deve acessar o sítio eletrônico do Cade (www.cade.gov.br) e realizar cadastro como Usuário

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MOGI GUAÇU/SP Secretaria da Fazenda - Divisão de Arrecadação Setor de Cadastro Mobiliário CHECKLIST

PREFEITURA MUNICIPAL DE MOGI GUAÇU/SP Secretaria da Fazenda - Divisão de Arrecadação Setor de Cadastro Mobiliário CHECKLIST PREFEITURA MUNICIPAL DE MOGI GUAÇU/SP Secretaria da Fazenda - Divisão de Arrecadação Setor de Cadastro Mobiliário CHECKLIST OBSERVAÇÃO: POR PROPOSTA DESTE SETOR SUGERIMOS ANTES DE EFETUAR OS PROCEDIMENTOS

Leia mais

VERIFICAÇÃO DE REGULARIDADE TCE, TC dos Municípios e TCM.

VERIFICAÇÃO DE REGULARIDADE TCE, TC dos Municípios e TCM. MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE GESTÃO DEPARTAMENTO DE TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS Portal dos Convênios SICONV VERIFICAÇÃO DE REGULARIDADE TCE, TC dos Municípios e TCM. Manual

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Impermeabilização da laje de cobertura do prédio principal FÁBRICAS DE CULTURA

TERMO DE REFERÊNCIA Impermeabilização da laje de cobertura do prédio principal FÁBRICAS DE CULTURA TERMO DE REFERÊNCIA laje de cobertura do prédio principal FÁBRICAS DE CULTURA BRASILÂNDIA ÍNDICE DO TERMO DE REFERÊNCIA TÉCNICA 1. OBJETIVO GERAL 2. JUSTIFICATIVA 3. DA MODALIDADE DA CONTRATAÇÃO 4. DISPOSIÇÕES

Leia mais

DIAS E HORÁRIO DE ATENDIMENTO PARA A MATRÍCULA: DOCUMENTOS PARA MATRÍCULA E PARA COMPROVAÇÃO DAS POLÍTICAS DE AÇÕES AFIRMATIVAS

DIAS E HORÁRIO DE ATENDIMENTO PARA A MATRÍCULA: DOCUMENTOS PARA MATRÍCULA E PARA COMPROVAÇÃO DAS POLÍTICAS DE AÇÕES AFIRMATIVAS 2ª chamada de aprovados no SISU 2013/01 DIAS E HORÁRIO DE ATENDIMENTO PARA A MATRÍCULA: Dias 01, 04 e 05 de fevereiro de 2013. Horário: 10 horas às 11 horas e das 14horas às 20 horas. Local: Coordenação

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA SELEÇÃO DE PROJETOS FINANCIADOS PELO FUNDO MUNICIPAL DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE TANGARÁ DA SERRA, MT - N.

EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA SELEÇÃO DE PROJETOS FINANCIADOS PELO FUNDO MUNICIPAL DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE TANGARÁ DA SERRA, MT - N. EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA SELEÇÃO DE PROJETOS FINANCIADOS PELO FUNDO MUNICIPAL DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE TANGARÁ DA SERRA, MT - N.º 001/2016 O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente

Leia mais

Como abrir uma empresa?

Como abrir uma empresa? Disciplina- Novos Negócios FONTES: 1- http://www.sebrae-rs.com.br/areaatuacao/empreendedorismo/setores/7-passos-para-abrir-minhaempresa/314.aspx 2- Entrevista com um contador 3- Boa Ideia! E Agora? 1.Situação

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA STN Nº 2, DE 2 DE FEVEREIRO DE 2012. Parágrafo único. Para os fins desta instrução Normativa, considera-se:

INSTRUÇÃO NORMATIVA STN Nº 2, DE 2 DE FEVEREIRO DE 2012. Parágrafo único. Para os fins desta instrução Normativa, considera-se: INSTRUÇÃO NORMATIVA STN Nº 2, DE 2 DE FEVEREIRO DE 2012 Alterada pela da IN STN nº 1, de 21 de outubro de 2015, publicada no DOU de 22 de outubro de 2015. Disciplina a coleta e o fornecimento de informações

Leia mais

Como registrar uma empresa. Administração farmacêutica Leandro Verçoza, Luiz Batista, Suhelen Comarú

Como registrar uma empresa. Administração farmacêutica Leandro Verçoza, Luiz Batista, Suhelen Comarú Como registrar uma empresa Administração farmacêutica Leandro Verçoza, Luiz Batista, Suhelen Comarú Código civil Departamento Nacional de Registro do Comércio DNRC, determinou que a partir de 11/01/2003,

Leia mais

ROTEIRO OPERACIONAL CONSIGNADO INSS REFINANCIAMENTO

ROTEIRO OPERACIONAL CONSIGNADO INSS REFINANCIAMENTO ROTEIRO OPERACIONAL CONSIGNADO INSS REFINANCIAMENTO 1. PÚBLICO ALVO Aposentados e pensionistas com contratos ativos na BV Financeira. ATENÇÃO: Esta vedada a contratação de empréstimos com Procuração, Termo

Leia mais

ROTEIRO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS LEI DE INCENTIVO À CULTURA

ROTEIRO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS LEI DE INCENTIVO À CULTURA GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA DEPARTAMENTO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS COORDENADORIA DE PRESTAÇÃO DE CONTAS ROTEIRO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS LEI DE INCENTIVO À

Leia mais

LEI MUNICIPAL N 4.774, DE 13 DE JUNHO DE 2013.

LEI MUNICIPAL N 4.774, DE 13 DE JUNHO DE 2013. -Dispõe sobre a forma de apresentação de projetos de edificações para aprovação na Prefeitura Municipal de Tatuí, e dá outras providencias. JOSÉ MANOEL CORREA COELHO MANÚ, Prefeito Municipal de Tatuí,

Leia mais

Parcelamento. Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional -PGFN Receita Federal do Brasil - RFB

Parcelamento. Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional -PGFN Receita Federal do Brasil - RFB Parcelamento Lei nº 11.941/2009 Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional -PGFN Receita Federal do Brasil - RFB Informações Gerais Origem: conversão da MP 449, de 04.12.2008. Publicação: 28.05.2009. Vedação:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE GESTÃO DE PESSOAS MANUAL DO SERVIDOR

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE GESTÃO DE PESSOAS MANUAL DO SERVIDOR Página de 5 PLANO DE SAÚDE - GEAP DEFINIÇÃO Ingresso: benefício que compreende a assistência médica, hospitalar, odontológica, psicológica e farmacêutica prestada pela operadora GEAP, visto que esta possui

Leia mais

de todas as pessoas da unidade familiar CPF

de todas as pessoas da unidade familiar CPF Após concluir a sua inscrição no SisFIES, o estudante deverá validar suas informações na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA). Seguem documentos necessários a serem apresentados na

Leia mais

Siglas deste documento:

Siglas deste documento: O CAUC possui 13 itens a serem observados para a efetivação de uma transferência voluntária. Veja adiante a legislação relativa a cada um desses itens. Siglas deste documento: CADIN Cadastro Informativo

Leia mais

DOM DE 03/09/2014 Republicada, no DOM de 09/09/2014, por ter saído incompleta. Alterada pela IN nº 36/2014, no DOM de 15/10/2014.

DOM DE 03/09/2014 Republicada, no DOM de 09/09/2014, por ter saído incompleta. Alterada pela IN nº 36/2014, no DOM de 15/10/2014. DOM DE 03/09/2014 Republicada, no DOM de 09/09/2014, por ter saído incompleta. Alterada pela IN nº 36/2014, no DOM de 15/10/2014. INSTRUÇÃO NORMATIVA SEFAZ/DGRM Nº 29/2014 Dispõe sobre os procedimentos

Leia mais

E D I T A L. 1º Para os casos de transferência externa serão aceitas, apenas, as inscrições para áreas afins.

E D I T A L. 1º Para os casos de transferência externa serão aceitas, apenas, as inscrições para áreas afins. EDITAL NRCA-SJP N.º 06/2014 DISPÕE SOBRE O PROCESSO DE INGRESSO POR TRANSFERÊNCIA EXTERNA E AOS PORTADORES DE DIPLOMA AOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE FAE SÃO JOSÉ DOS PINHAIS. O Coordenador do Núcleo

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CONTAGEM SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO COMISSÃO PERMANENTE DE CADASTRO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CONTAGEM SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO COMISSÃO PERMANENTE DE CADASTRO PREFEITURA MUNICIPAL DE CONTAGEM SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO COMISSÃO PERMANENTE DE CADASTRO INSTRUÇÃO PARA CADASTRAMENTO (conforme Lei Federal nº 8.666/93 e Decreto Municipal nº 249/dezembro/2005)

Leia mais

Cartão de Pagamento de Defesa Civil / CPDC

Cartão de Pagamento de Defesa Civil / CPDC Cartão de Pagamento de Defesa Civil / CPDC Exclusivo para Ações de Resposta: Socorro Assistência às Vítimas Restabelecimento de Serviços Essenciais Não é usado para recuperação Não é usado para ações preventivas

Leia mais

COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS Nº 002/2016 EDITAL PARA CONTRATAÇÃO DE ASSISTENTE ADMINISTRATIVO (CLT) CONVÊNIO 822726/2015 SDH/PR

COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS Nº 002/2016 EDITAL PARA CONTRATAÇÃO DE ASSISTENTE ADMINISTRATIVO (CLT) CONVÊNIO 822726/2015 SDH/PR COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO: 002/2016 PROCESSO: 00005.213600/2015-81 CONVÊNIO Nº 822726/2015 PROJETO: Aplicação de Matriz de Formação para os Núcleos de Formação dos Programas de Preparação de Adotantes, Adotados

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITABIRITO

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITABIRITO C O N V Ê N I O Nº 046/2013 Que entre si celebram de um lado o MUNICÍPIO DE ITABIRITO, pessoa jurídica de direito público interno, inscrição no CNPJ sob o nº 18.307.835/0001-54, com endereço a Avenida

Leia mais

COMUNICADO 01 EDITAL SEBRAE/SC Nº 002/2016 CREDENCIAMENTO DE PESSOAS JURÍDICAS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INSTRUTORIA E CONSULTORIA

COMUNICADO 01 EDITAL SEBRAE/SC Nº 002/2016 CREDENCIAMENTO DE PESSOAS JURÍDICAS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INSTRUTORIA E CONSULTORIA COMUNICADO 01 EDITAL SEBRAE/SC Nº 002/2016 CREDENCIAMENTO DE PESSOAS JURÍDICAS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INSTRUTORIA E CONSULTORIA PUBLICADO EM 02/05/2016 O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas

Leia mais

DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ESTADO DA PARAÍBA PREFEITURA MUNICIPAL DE SAPÉ SECRETARIA DE EDUCAÇÃO, CULTURA, ESPORTE E LAZER SECRETARIA EXECUTIVA DE CULTURA, ESPORTE E LAZER Rua Antônio João de Sales, s/n, Conj. José Feliciano CEP:

Leia mais

1. OBJETIVO Prestar atendimento ao cidadão de maneira rápida, eficiente e eficaz, de acordo com os requisitos especificados pelo cliente.

1. OBJETIVO Prestar atendimento ao cidadão de maneira rápida, eficiente e eficaz, de acordo com os requisitos especificados pelo cliente. Sistema de Gestão da Qualidade SUPERINTENDÊNCIA DE VAPT VUPT E ATENDIMENTO AO PÚBLICO INSTRUÇÃO DE TRABALHO DE ATENDIMENTO AO CIDADÃO RECEITA MUNICIPAL DE SENADOR CANEDO Responsável: Vanderlúcia Cardoso

Leia mais

DISPÕE SOBRE O RITO PROCESSUAL NOS PROCESSOS ESPECIAIS PARA RECO- NHECIMENTO DE DÍVIDA, E DÁ OUTRAS PRO- VIDÊNCIAS.

DISPÕE SOBRE O RITO PROCESSUAL NOS PROCESSOS ESPECIAIS PARA RECO- NHECIMENTO DE DÍVIDA, E DÁ OUTRAS PRO- VIDÊNCIAS. DECRETO Nº 364, DE 21 DE NOVEMBRO DE 2011. DISPÕE SOBRE O RITO PROCESSUAL NOS PROCESSOS ESPECIAIS PARA RECO- NHECIMENTO DE DÍVIDA, E DÁ OUTRAS PRO- VIDÊNCIAS. O Senhor SATURNINO MASSON, Prefeito Municipal

Leia mais

Escola Estadual Dr. José Marques de Oliveira Rua Bueno Brandão nº 220 centro Pouso Alegre - MG Tel (35) 3422-2529 EDITAL Nº 04 /2012 AQUISIÇÃO -

Escola Estadual Dr. José Marques de Oliveira Rua Bueno Brandão nº 220 centro Pouso Alegre - MG Tel (35) 3422-2529 EDITAL Nº 04 /2012 AQUISIÇÃO - Escola Estadual Dr. José Marques de Oliveira Rua Bueno Brandão nº 220 centro Pouso Alegre - MG Tel (35) 3422-2529 EDITAL Nº 04 /2012 AQUISIÇÃO - A Caixa Escolar Dr. José Marques de Oliveira, inscrita no

Leia mais

SECRETARIA DE HABITAÇÃO DO ESTADO DE SÃO PAULO ESPECIFICAÇÕES MÍNIMAS PARA O TRABALHO TÉCNICO SOCIAL

SECRETARIA DE HABITAÇÃO DO ESTADO DE SÃO PAULO ESPECIFICAÇÕES MÍNIMAS PARA O TRABALHO TÉCNICO SOCIAL ANEXO P.5 ESPECIFICAÇÕES MÍNIMAS PARA O TRABALHO TÉCNICO SOCIAL Orientação para a Elaboração dos Relatórios Referentes ao Trabalho Técnico Social TTS No tocante à execução do trabalho técnico social, as

Leia mais

EDITAL NRCA-SJP N.º 16/2015

EDITAL NRCA-SJP N.º 16/2015 EDITAL NRCA-SJP N.º 16/2015 DISPÕE SOBRE OS PROCESSOS DE INGRESSO POR TRANSFERÊNCIA EXTERNA E PORTADOR DE DIPLOMA AOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE FAE SÃO JOSÉ DOS PINHAIS. O Coordenador do Núcleo

Leia mais

REGULAMENTO DE ASSOCIAÇÃO A ABF CATEGORIA FORNECEDOR

REGULAMENTO DE ASSOCIAÇÃO A ABF CATEGORIA FORNECEDOR REGULAMENTO DE ASSOCIAÇÃO A ABF CATEGORIA FORNECEDOR A SUA EMPRESA CONSULTORIA ESCRITÓRIO DE ADVOCACIA - NA ABF Obrigado pelo seu interesse em associar a ABF. Este documento contém o Regulamento do Processo

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA RESOLUÇÃO CFM Nº 1.975/2011 (Publicada no D.O.U. de 29 de julho de 2011, Seção I, p. 336-337) Revogada pela Resolução CFM nº 1979/2011 Fixa os valores das anuidades e taxas

Leia mais

ANEXO D FORMULÁRIO DE APRESENTAÇÃO DA PROPOSTA CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TÉCNICOS

ANEXO D FORMULÁRIO DE APRESENTAÇÃO DA PROPOSTA CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TÉCNICOS AGÊNCIA BRASILEIRA DE DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL PROCEDIMENTO SIMPLIFICADO DE CHAMAMENTO PÚBLICO, PARA COTAÇÃO DE PREÇOS DE SERVIÇOS TÉCNICOS ESPECIALIZADOS COMISSÃO ESPECIAL DE LICITAÇÃO ANEXO D FORMULÁRIO

Leia mais

Mínimo de abertura: Não aplicável. Não aplicável (conta não remunerada)

Mínimo de abertura: Não aplicável. Não aplicável (conta não remunerada) Designação Conta Ordenado Condições de Acesso Clientes Particulares, que efetuem a domiciliação do seu ordenado, através de transferência bancária codificada como ordenado. Modalidade Depósito à Ordem

Leia mais

EDITAL DE SOLICITAÇÃO DE APOIO/ALVARÁ PARA EVENTOS CARNAVALESCOS

EDITAL DE SOLICITAÇÃO DE APOIO/ALVARÁ PARA EVENTOS CARNAVALESCOS Juiz de Fora + Carnaval EDITAL DE SOLICITAÇÃO DE APOIO/ALVARÁ PARA EVENTOS CARNAVALESCOS A Prefeitura de Juiz de Fora torna público que receberá solicitação de autorização para realização e pedidos de

Leia mais

AVERBAÇÃO POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO

AVERBAÇÃO POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO AVERBAÇÃO POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO DEFINIÇÃO DOCUMENTAÇÃO INFORMAÇÕES GERAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FUNDAMENTAÇÃO LEGAL PERGUNTAS FREQUENTES DEFINIÇÃO É o registro do tempo de serviço/contribuição

Leia mais

Edital para Seleção de Alunos Bolsistas EDITAL N.º 01/2016 Programa Institucional de Apoio a Projetos de Extensão - PAPEX-PROEXT

Edital para Seleção de Alunos Bolsistas EDITAL N.º 01/2016 Programa Institucional de Apoio a Projetos de Extensão - PAPEX-PROEXT INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO CEARÁ - IFCE CAMPUS Crateús Edital para Seleção de Alunos Bolsistas EDITAL N.º 01/2016 Programa Institucional de Apoio a Projetos de Extensão - PAPEX-PROEXT

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/NEAD Nº 042/2008 Data: 15/05/2008. EMPRESA CONVIDADA: Telefone: Fax: Endereço: Cidade: Estado:

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/NEAD Nº 042/2008 Data: 15/05/2008. EMPRESA CONVIDADA: Telefone: Fax: Endereço: Cidade: Estado: SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/NEAD Nº 042/2008 Data: 15/05/2008 EMPRESA CONVIDADA: Telefone: Fax: Endereço: Cidade: Estado: Prezado (a) Senhor (a), O Projeto de Cooperação para Apoio às Políticas e à Participação

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO- SEDUC

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO- SEDUC SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO- SEDUC EDITAL DE CONCURSOS PÚBLICOS N 1/013 DIVULGA O PRAZO E LOCAL DE ENTREGA DOS DOCUMENTOS COMPROBATÓRIOS PARA A PROVA DE TÍTULOS E PRESTA OUTROS ESCLARECIMENTOS O Secretário

Leia mais

LEIAUTE ARQUIVO TEXTO DIF ELETRÔNICO - VERSÃO 2016

LEIAUTE ARQUIVO TEXTO DIF ELETRÔNICO - VERSÃO 2016 ANEXO II À PORTARIA SEFAZ N o 1.289, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2015. ANEXO III À PORTARIA SEFAZ N o 1.859 DE 23 DE DEZEMBRO DE 2009 LEIAUTE ARQUIVO TEXTO DIF ELETRÔNICO - VERSÃO 2016 1. DADOS TÉCNICOS DE GERAÇÃO

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA SECRETARIA DE ESTADO DE FINANÇAS COORDENADORIA DA RECEITA ESTADUAL

GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA SECRETARIA DE ESTADO DE FINANÇAS COORDENADORIA DA RECEITA ESTADUAL GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA SECRETARIA DE ESTADO DE FINANÇAS COORDENADORIA DA RECEITA ESTADUAL RESOLUÇÃO CONJUNTA N. 006/2014/GAB/SEFIN/CRE Porto Velho, 09 de julho de 2014 Publicada no DOE nº 2533,

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Análise Comparativa RAIS ANO BASE 2013 x ANO BASE 2014

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Análise Comparativa RAIS ANO BASE 2013 x ANO BASE 2014 Análise Comparativa RAIS ANO BASE 2013 x ANO BASE 2014 14/01//2015 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 5 5.

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE REGULARIDADE SEBRAE/ES (SRS/ES) FORNECEDORES E PARCEIROS

UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE REGULARIDADE SEBRAE/ES (SRS/ES) FORNECEDORES E PARCEIROS 1. Sumário 1. Sumário... 1 2. Objetivo... 1 3. Responsável e aprovador... 1 4. Procedimentos relacionados... 2 5. Termos e definições... 2 6. Atividades... 2 6.1 Acessar o SRS/ES... 2 6.2 Enviar Documentos

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL Nº. 65/2009 PROCESSO 338.567

PREGÃO PRESENCIAL Nº. 65/2009 PROCESSO 338.567 PREGÃO PRESENCIAL Nº. 65/2009 PROCESSO 338.567 Trata-se de pedido de esclarecimento encaminhado, via e-mail, pela empresa SERASA S. A., CNPJ 62.173.620/0001-80, no uso do direito previsto no art. 12 do

Leia mais

DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO SUL-3

DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO SUL-3 DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO SUL-3 INSCRIÇÕES PARA CEL EDITAL 2015 O Dirigente Regional de Ensino da Diretoria de Ensino Região Sul-3, em atendimento às disposições da Resolução SE 03, de 28/01/2011, Resolução

Leia mais

EDITAL Nº 001/2015 ACESSO POR TRANSFERÊNCIA CURSO DE MEDICINA ENTRADA 2015.2

EDITAL Nº 001/2015 ACESSO POR TRANSFERÊNCIA CURSO DE MEDICINA ENTRADA 2015.2 EDITAL Nº 001/2015 ACESSO POR TRANSFERÊNCIA CURSO DE MEDICINA ENTRADA 2015.2 A Faculdade Pernambucana de Saúde FPS, no uso de suas atribuições declara aberto processo seletivo para preenchimento de vagas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL Gabinete do Reitor PORTARIA Nº 473/GR/UFFS/2013

UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL Gabinete do Reitor PORTARIA Nº 473/GR/UFFS/2013 UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL Gabinete do Reitor O REITOR PRÓ TEMPORE DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL - UFFS, no uso de suas atribuições legais, resolve: Art. 1º ESTABELECER os critérios

Leia mais

OBRIGAÇÕES FISCAIS SOCIAIS DA APM

OBRIGAÇÕES FISCAIS SOCIAIS DA APM COMUNICADO FDE / DRA Nº 001/2013 OBRIGAÇÕES FISCAIS E SOCIAIS DA APM 2 0 1 3 Página 1 de 9 O objetivo deste texto é informar aos dirigentes das APMs - Associações de Pais e Mestres de Escolas Estaduais

Leia mais

Do Cadastramento e da matrícula dos candidatos classificados.

Do Cadastramento e da matrícula dos candidatos classificados. Do Cadastramento e da matrícula dos candidatos classificados. O cadastramento tem por finalidade vincular o candidato à UFCG, confirmando sua pretensão de frequentar o curso em que obteve classificação

Leia mais

Check-List. Cadastro de Instituições. ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária. www.anvisa.gov.br Brasília, 5 de novembro de 2007.

Check-List. Cadastro de Instituições. ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária. www.anvisa.gov.br Brasília, 5 de novembro de 2007. ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária Check-List Cadastro de Instituições Gerência-Geral de Gestão de Tecnologia da Informação Gerência de Desenvolvimento de Sistemas www.anvisa.gov.br Brasília,

Leia mais

ESTADO DE SERGIPE PREFEITURA MUNICIPAL DE ARACAJU SECRETARIA MUNICIPAL DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO

ESTADO DE SERGIPE PREFEITURA MUNICIPAL DE ARACAJU SECRETARIA MUNICIPAL DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO A, com fundamento no Edital nº 01/2015, de 12 de janeiro de 2015, bem como nos termos da Lei Municipal nº 3.747 de 09 de novembro de 2009 e legislações posteriores, vem informar e tornar pública a convocação

Leia mais

EDITAL DE CREDENCIAMENTO PÚBLICO DE ARTESÃOS E ENTIDADES DE PRODUÇÃO DE ARTESANATO, PARA FINS DE COMERCIALIZAÇÃO DA PRODUÇÃO DE ARTESANATO

EDITAL DE CREDENCIAMENTO PÚBLICO DE ARTESÃOS E ENTIDADES DE PRODUÇÃO DE ARTESANATO, PARA FINS DE COMERCIALIZAÇÃO DA PRODUÇÃO DE ARTESANATO EDITAL DE CREDENCIAMENTO PÚBLICO DE ARTESÃOS E ENTIDADES DE PRODUÇÃO DE ARTESANATO, PARA FINS DE COMERCIALIZAÇÃO DA PRODUÇÃO DE ARTESANATO A SECRETARIA DO TRABALHO E DESENVOLVIMENTO SOCIAL STDS, situada

Leia mais

PMESP MENOR DE IDADE FUNC PÚBLICO MILITAR DA ATIVA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO DIRETORIA DE PESSOAL DIVISÃO DE SELEÇÃO E ALISTAMENTO

PMESP MENOR DE IDADE FUNC PÚBLICO MILITAR DA ATIVA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO DIRETORIA DE PESSOAL DIVISÃO DE SELEÇÃO E ALISTAMENTO NOME RG IDADE PMESP MENOR DE IDADE FUNC PÚBLICO MILITAR DA ATIVA DIRETORIA DE PESSOAL DIVISÃO DE SELEÇÃO E ALISTAMENTO EDITAL: N.º DE INSCRIÇÃO: NOME: ENDEREÇO: Nº BAIRRO: CIDADE: UF CEP: - TEL. CEL. (

Leia mais

PORTARIA SCGE Nº 012, DE 17 DE FEVEREIRO DE 2014

PORTARIA SCGE Nº 012, DE 17 DE FEVEREIRO DE 2014 CONTROLADORIA-GERAL DO ESTADO PORTARIA SCGE Nº 012, DE 17 DE FEVEREIRO DE 2014 O SECRETÁRIO DA CONTROLADORIA GERAL DO ESTADO, tendo em vista o disposto no parágrafo único do artigo 70 da Constituição Federal

Leia mais

e-cac Portal de Serviços Comunicação Eletrônica entre o Cidadão e a Receita Estadual

e-cac Portal de Serviços Comunicação Eletrônica entre o Cidadão e a Receita Estadual ATENDIMENTO RECEITA ESTADUAL e-cac Portal de Serviços Comunicação Eletrônica entre o Cidadão e a Receita Estadual Diretrizes de Atendimento Receita Estadual Aumentar transparência facilitando o acesso

Leia mais

EDITAL DE INSCRIÇÃO E SELEÇÃO DE EMPREENDIMENTOS PARA O PROGRAMA DE INCUBAÇÃO DE EMPRESAS DA INCUBADORA DE EMPREENDIMENTOS INOVADORES DE MACAÉ

EDITAL DE INSCRIÇÃO E SELEÇÃO DE EMPREENDIMENTOS PARA O PROGRAMA DE INCUBAÇÃO DE EMPRESAS DA INCUBADORA DE EMPREENDIMENTOS INOVADORES DE MACAÉ EDITAL DE INSCRIÇÃO E SELEÇÃO DE EMPREENDIMENTOS PARA O PROGRAMA DE INCUBAÇÃO DE EMPRESAS DA INCUBADORA DE EMPREENDIMENTOS INOVADORES DE MACAÉ 1. DO OBJETIVO O Instituto Macaé de Ciência e Tecnologia (IMCT)

Leia mais

Sistema de Cadastro de Pessoa Jurídica

Sistema de Cadastro de Pessoa Jurídica Manual do Usuário Sistema de Cadastro de Pessoa Jurídica SISTCADPJ Cadastro de Pessoa Jurídica Template Versão 1.1 SUMÁRIO 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 3. Cadastro da Pessoa Jurídica...

Leia mais

Data de Nascimento Naturalidade Relação de Parentesco c/ titular

Data de Nascimento Naturalidade Relação de Parentesco c/ titular Nome do(a) Requerente: DADOS DO(A) REQUERENTE - PENSIONISTA Sexo ( ) M ( ) F Inválido ( ) SIM ( ) NÃO R.G. (Identidade) Data de Expedição Órgão Expedidor CPF do(a) Requerente Data de Nascimento Naturalidade

Leia mais

Manual Certidão Web - Certidão Específica

Manual Certidão Web - Certidão Específica Manual Certidão Web - Certidão Específica 1 Sumário 1. NORMATIVA... 3 2. PROCEDIMENTO PARA SOLICITAÇÃO... 4 3. PROCEDIMENTO PARA ACOMPANHAR O ANDAMENTO DA SOLICITAÇÃO13 2 1. NORMATIVA De acordo com a INSTRUÇÃO

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-DOUTORADO

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-DOUTORADO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-DOUTORADO A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, no uso de suas atribuições, regulamenta procedimentos para a participação no programa de pós-doutorado da Universidade

Leia mais

Diário Oficial Poder Executivo Estado de São Paulo

Diário Oficial Poder Executivo Estado de São Paulo Diário Oficial Poder Executivo Estado de São Paulo Seção I GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN Palácio dos Bandeirantes Av. Morumbi, 4.500 - Morumbi - CEP 05698-900 - Fone: 3745-3344 Volume 113 - Número 170 - São

Leia mais