The Princes of Florence

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "The Princes of Florence"

Transcrição

1 The Princes of Florence Regras Simplificadas Resumo Jogo para 3 a 5 jogadores. Jogo com 7 rondas No final do jogo quem tem mais PP (pontos de prestígio) ganha o Em caso de empate ganha o jogador que tiver mais florins Objectivo O objectivo é fazer com que os seus trabalhadores criem trabalhos. Quanto mais impressionantes forem os trabalhos, mas dinheiro e prestígio recebe. O dinheiro é importante para que possa comprar edifícios e paisagens. O Jogo Inicio Cada jogador recebe: - 1 Tabuleiro individual - 1 Marcador - 1 Figura - 3 Cartas de profissão - O jogador recebe 4 cartas escolhe 3 e devolve a outra Florins Tabuleiro de marcação no centro da mesa - As peças de licitação do lado esquerdo do tabuleiro central. - Paisagens (Florestas, lagos e parques) - Bobos e construtores - Cartas de Prestígio (viradas para baixo) - Cartas de Recrutamento (viradas para cima) - As peças da fase de acção do lado direito do tabuleiro central. - Edifícios - Grandes (7 espaços) Universidade; Laboratório; Oficina - Médios (5 espaços) Teatro; Biblioteca; Hospital; Opera; Estúdio - Pequenos (3 espaços) Torre; Capela - Liberdades (colocar n-1 peça de cada, onde n = nº de jogadores) (num jogo com3 jogadores utilize 2 peças de opinião, 2 de religião e 2 de viagem) - Cartas de profissão (viradas para baixo) - Cartas de Bónus (viradas para baixo) - O marcador preto no espaço 1 que indica o número da ronda. - Dê a figura preta, que indica o jogador inicial, ao primeiro jogador (mais velho)

2 Começar a Jogar 7 Rondas com 2 fases Fase 1: Leilão Cada jogador pode adquirir no máximo 1 objecto Fase 2: Acção Cada jogador pode executar no máximo 2 acções. Fase 1 Leilão: Grupos: Florestas, lagos, parques, bobos, construtores, cartas de prestígio, cartas de recrutamento Cada jogador adquire, no máximo, 1 objecto. Só pode ser adquirido, no máximo, 1 objecto de cada grupo. Como decorre o leilão: O primeiro jogador escolhe um grupo para o leilão Um jogador pode excluir-se do leilão, mas neste turno não poderá fazer nenhuma licitação. No sentido do ponteiro dos relógios os jogadores licitam ou passam O primeiro jogador a licitar tem que oferecer 200 florins. Os seguintes aumentam as ofertas em 100 florins. (valores exactos e que não podem ser alterados) O vencedor da licitação retira o objecto e paga ao banco o valor da licitação. O vencedor e o grupo são excluídos do resto das licitações do corrente turno. Após vencer um leilão e retirar o objecto adquirido, o jogador vencedor coloca o seu marcador sobre o grupo do qual retirou a peça, para informar que aquele grupo e jogador estão excluídos de licitações futuras. Se o jogador que iniciou a licitação não adquirir o objecto pretendido, então ele poderá escolher outro grupo, para o qual se inicia nova fase de licitações. Caso o jogador que tenha iniciado o leilão adquirir o objecto, então a fase prossegue, e o jogador à sua esquerda inicia então um novo leilão. O último jogador que inicia um leilão, caso pretenda, pode retirar um objecto dos grupos permitidos e paga 200 florins ao banco. No final da fase de leilão os jogadores recuperam os seus marcadores. Objectos sujeitos a licitação: Florestas: As florestas aumentam o Valor do Trabalho (VT) em 3 pontos a 9 das 21 profissões. Por cada floresta além da primeira que um jogador adquira, recebe 3 pontos de prestígio (PP) adicionais. Lagos: Igual às florestas, mas só acrescenta VT a 7 das 21 profissões. Parques: Igual às florestas, mas só acrescenta VT a 5 das 21 profissões. Nota: Os PP adicionais só são distribuídos em caso de serem paisagens iguais. Se um jogador tiver um lago e adquirir uma floresta ele não recebe os 3 PP, apenas no caso de adquirir um segundo lago. Bobos: Acrescentam o VT em 2 pontos. Construtores: Um jogador pode adquirir no máximo 3 construtores 1º Construtor: - Edifícios custam 300 florins 2º Construtor: - Edifícios custam 300 florins - Os edifícios passam a poder ser construídos encostados uns aos outros - 3 PP adicionais 3º Construtor: - Edifícios custam 0 florins

3 - Os edifícios passam a poder ser construídos encostados uns aos outros - 3 PP adicionais Cartas de Prestígio (CP): O dono de uma carta de prestígio pode ganhar PP no fim do jogo caso preencha os requisitos da carta. fundo do baralho das cartas de prestígio. Nota: Quando um jogador empata com outro nos requisitos de uma CP só o dono da CP é que recebe os PP. Cartas de Recrutamento (CR): Permite a um jogador recrutar uma Carta de Profissão de outro jogador. Um jogador não pode recrutar uma carta de profissão que lhe pertence. Nota: - Só podem ser recrutadas cartas de profissão que estejam na mesa viradas para cima. Não podem ser recrutadas cartas de profissão que estejam na mão dos jogadores - O uso de uma CR não conta para as 2 acções permitidas na fase de acção. Um jogador pode utilizar várias CR na fase de acção, caso as tenha. Fase 2 Acção: No sentido do ponteiro dos relógios, começando pelo jogador inicial, os jogadores podem executar até 2 das seguintes acções, pela ordem que pretenderem. - Completar um trabalho (1 ou 2 vezes) - Construir um edifício (1 ou 2 vezes) - Retirar uma Carta de Profissão (1 vez apenas) - Introduzir uma liberdade (1 vez apenas) - Retirar uma Carta de Bónus (1 ou 2 vezes) Completar um trabalho Um número mínimo de VT é necessário para o trabalho ter sucesso. A figura representa as rondas e o respectivo VT necessário para o trabalho ter sucesso. (Ronda 1 7VT; Ronda 2 10VT; ;Ronda 6 16VT; Ronda 7 17VT) Passos necessários para completar um trabalho 1 Jogar uma carta de profissão 2 Calcular o VT: - Existe um edifício -> +4 - Existe uma paisagem -> +3 - Existe uma liberdade -> +3 - Por bobo -> +2 - Por Carta Profissão e recrutamento -> +1 - Por Carta Bónus -> +X A soma de todos os valores dá o VT total. Exemplo: Esta carta de profissão é o médico. O cálculo seria tendo como exemplo se o jogador possuir os seguintes objectos: - Edifício: 1 Hospital (4) - Paisagem: 2 Florestas (3+3=6) - Liberdade: Viajar (3) - 2 Bobos: (2+2=4) - 2 Cartas de profissão e 1 de recrutamento (1+1+1=3) - Não jogou cartas de bónus feito do seguinte modo e VT = = 20 (Não é necessário que o jogador possua todos os objectos referidos na carta, pode por exemplo não ter um hospital, mas caso os possua o VT do seu trabalho será necessariamente superior. Um trabalho pode ser conseguido só com bobos, cartas de bónus e cartas de profissão.)

4 cima. Após um trabalho ser concluído a carta de profissão fica ao lado do tabuleiro individual virada para O jogador coloca então o seu marcador no passeio da fama. (Não é a figura do jogador, mas sim o marcador. Os VT não são convertidos em PP. No exemplo anterior o jogador colocaria o seu marcador na casa 20 do passeio da fama) Após isto o banco paga ao jogador em florins o VT * 100. (No exemplo anterior: VT = 20*100= O jogador receberia 2000 florins) Neste momento, e neste momento apenas, o jogador pode decidir trocar os florins que receberia por este trabalho em PP. O valor a pagar por cada PP é de 200 florins. (No exemplo anterior: 2000 florins podem equivaler a 10 PP. O jogador pode também optar por receber uma parte em dinheiro e outra em PP. Assim, o jogador pode receber, por exemplo, 600 florins e 7 PP. O jogador desloca a sua figura 7 casas no passeio da fama.) Construir um edifício Um jogador constrói edifícios no seu principado para ganhar PP e aumentar o VT dos seus trabalhos finalizados. - Edifícios - Grandes (7 espaços) Universidade; Laboratório; Oficina - Médios (5 espaços) Teatro; Biblioteca; Hospital; Opera; Estúdio - Pequenos (3 espaços) Torre; Capela (O palácio não conta como nenhum dos tamanhos dos edifícios) - Um edifício dá imediatamente 3 PP ao jogador. - Custa 700 florins independentemente do tamanho do edifício. com 1 ou 2 construtores - Custa 0 florins com 3 construtores (Após comprar um edifício tem que o pagar imediatamente ao banco e posicioná-lo no seu tabuleiro.) - Pode ser colocado no principado em qualquer posição Restrições: - Tem que estar totalmente dentro da grelha - Não se pode sobrepor a outros edifícios ou paisagens - Não pode ser construído ao lado de outro edifício (a não ser que tenha 2 ou 3 construtores, isto inclui também o palácio) - Só pode ter 1 edifício de cada no seu principado - Não pode mover ou destruir edifícios Retirar uma carta de profissão - A carta pode ser usada no mesmo turno - Esta acção só pode ser executada 1 vez por turno. fundo do baralho das cartas de profissão. Introduzir uma liberdade - Cada jogador só pode introduzir a mesma liberdade 1 vez por jogo. - Esta acção só pode ser executada 1 vez por turno. - Cada liberdade aumenta o VT dos trabalhos finalizados em 3 pontos em 7 de 21 profissões. - O número de diferentes liberdades é igual ao número de jogadores menos 1. Retirar uma carta de bónus - A carta pode ser usada no mesmo turno - Uma carta de bónus aumenta em X pontos o VT. - A utilização de uma carta de bónus não conta para o número de acções num turno. Não é um acto isolado, mas sim parte da acção de Completar um trabalho. fundo do baralho das cartas de bónus.

5 Fim de Turno No final do turno, após todos os jogadores terem terminado a fase de acções, os jogadores verificam qual, ou quais, tem o seu marcador mais à frente no passeio da fama. O jogador que tiver o marcador na maior casa - indicando que o seu foi o melhor trabalho deste turno - recebe 3 PP. Em caso de empate, todos os jogadores nesta situação recebem o bónus de 3 PP. Os jogadores recuperam o seu marcador. Novo Turno Depois de contabilizado o melhor trabalho, o jogador que tem a figura preta figura de jogador inicial passa-o ao jogador à sua esquerda. Este avança o marcador que indica a ronda no tabuleiro central, e inicia-se uma nova ronda. Como ganhar dinheiro Existem 2 formas de ganhar dinheiro: - Completar um trabalho - Em qualquer altura do jogo, recuando a sua figura no passeio da fama. - Por cada PP perdido desta maneira recebe do banco 100 florins. Final do Jogo No fim da sétima ronda, os jogadores jogam as suas cartas de prestígio. Se os objectivos das cartas de prestígio forem cumpridos o jogador ganha os PP indicados na carta. Depois de marcados os PP das cartas de prestígio, o jogador que tiver mais pontos ganha. Em caso de empate, ganha o jogador que tiver mais florins.

Polos Olímpicos de Treinamento. Aula 6. Curso de Combinatória - Nível 2. Jogos. 1. Simetria. Prof. Bruno Holanda

Polos Olímpicos de Treinamento. Aula 6. Curso de Combinatória - Nível 2. Jogos. 1. Simetria. Prof. Bruno Holanda Polos Olímpicos de Treinamento Curso de Combinatória - Nível 2 Prof. Bruno Holanda Aula 6 Jogos Quando falamos em jogos, pensamos em vários conhecidos como: xadrez, as damas e os jogos com baralho. Porém,

Leia mais

Neste jogo, cada jogador assume o papel de um turista que visita Portugal, procurando sempre as melhores fotos de cada região.

Neste jogo, cada jogador assume o papel de um turista que visita Portugal, procurando sempre as melhores fotos de cada região. Livro de regras Introdução PORTUGAL está na moda. Repleto de monumentos únicos e paisagens deslumbrantes, o país merece a tua visita. Viaja de Norte a Sul pelas diferentes regiões e guarda as recordações

Leia mais

Objetivo do jogo 40 pontos todos os quadrados de um templo todos os quadrados amarelos todos os quadrados verdes Material do jogo 72 cartas

Objetivo do jogo 40 pontos todos os quadrados de um templo todos os quadrados amarelos todos os quadrados verdes Material do jogo 72 cartas Objetivo do jogo Cada jogador representa o papel de um sumo sacerdote na luta pelo poder em Tebas no antigo Egito. Ganha o jogador que primeiro: Conseguir 40 pontos, ou Ocupar todos os quadrados de um

Leia mais

Objectivo do jogo. 1 carta "gato no saco" 4 cartas de moedas (2, 3, 4, 6 "ratos")

Objectivo do jogo. 1 carta gato no saco 4 cartas de moedas (2, 3, 4, 6 ratos) Objectivo do jogo Com os seus ratos, os jogadores tentarão apanhar vários gatos no saco. No saco, existem tanto gatos bons como maus. Cada jogador também poderá pôr um cão ou um coelho no saco em vez de

Leia mais

ÍNDICE GIRA VOLEI REGRAS DE JOGO CAPÍTULO I FUNDAMENTOS E REGRAS DO JOGO. REGRA 1 Terreno de jogo (figs. 1 e 2) 1.1 Superfície de jogo. 1.

ÍNDICE GIRA VOLEI REGRAS DE JOGO CAPÍTULO I FUNDAMENTOS E REGRAS DO JOGO. REGRA 1 Terreno de jogo (figs. 1 e 2) 1.1 Superfície de jogo. 1. ÍNDICE CAPÍTULO I FUNDAMENTOS E REGRAS DO JOGO REGRA 1 Terreno de jogo (figs. 1 e 2) 1.1 Superfície de jogo 1.2 Linhas 1.3 Zona de serviço REGRA 2 Rede e postes 2.1 Altura da rede 2.2 Postes REGRA 3 Equipas

Leia mais

Objetivo do jogo. Material do jogo. Spielablauf

Objetivo do jogo. Material do jogo. Spielablauf Objetivo do jogo O objetivo do jogo é conseguir a maior quantidade de pepitas ouro possível enquanto se constrói o reino, para isso, há que decidir de forma estratégica onde colocar as aldeias. As condições

Leia mais

RESUMO DAS REGRAS DO BASQUETE. Regulamento (FIBA)

RESUMO DAS REGRAS DO BASQUETE. Regulamento (FIBA) RESUMO DAS REGRAS DO BASQUETE Regulamento (FIBA) Equipe Ter no mínimo 8 jogadores aptos a jogar (5 em quadra e 3 no banco.) e no máximo 12 jogadores aptos a jogar. Deve ter um técnico, e se o time preferir

Leia mais

Objetivo. Componentes. Ficha Técnica

Objetivo. Componentes. Ficha Técnica Manual de Regras 1 O sol a pino, como o sacerdote, o juiz e o carrasco Lá embaixo, dois homens, forjados no calor da batalha, em busca de sobrevivência e liberdade... ovacionados e maltratados por uma

Leia mais

XADREZ: REGRAS BÁSICAS DO JOGO. Prof. Dr. Wilson da Silva

XADREZ: REGRAS BÁSICAS DO JOGO. Prof. Dr. Wilson da Silva XADREZ: REGRAS BÁSICAS DO JOGO Prof. Dr. Wilson da Silva 1 O TABULEIRO O tabuleiro de xadrez é formado por um quadrado de 8x8 com 64 casas iguais alternadamente claras (as casas brancas ) e escuras (as

Leia mais

Solução da prova da 2a fase OBMEP 2014 Nível 2. Questão 1. item a)

Solução da prova da 2a fase OBMEP 2014 Nível 2. Questão 1. item a) Questão 1 Cada nova pilha tem dois cubinhos a mais em sua base. Assim, como a terceira pilha tem 5 cubinhos em sua base, a quarta pilha tem 5 + 2 = 7 cubinhos e a quinta pilha tem 7 + 2 = 9 cubinhos em

Leia mais

REGRAS - versão simples - 2 a 4 pessoas

REGRAS - versão simples - 2 a 4 pessoas 1 REGRAS - versão simples - 2 a 4 pessoas Este jogo tem uma versão simples e outra normal. Esta regras que está a ler são da versão simples. Esta versão destina-se a jogadores que não estejam muito familiarizados

Leia mais

Oficina de Jogos. Jorge Sabatucci. Universidade Federal de Minas Gerais

Oficina de Jogos. Jorge Sabatucci. Universidade Federal de Minas Gerais Oficina de Jogos Jorge Sabatucci Universidade Federal de Minas Gerais 1 o Colóquio da Região Sudeste Abril de 2011 Prefácio Neste encontro trabalharemos com algumas atividades utilizadas no projeto VISITAS

Leia mais

III OLIMPÍADA DE JOGOS RECREATIVOS DA AABB-SP

III OLIMPÍADA DE JOGOS RECREATIVOS DA AABB-SP III OLIMPÍADA DE JOGOS RECREATIVOS DA AABB-SP Regulamento Específico Truco Data: 03 de Setembro de 2016 (Sábado) Início: 14h Local: Bar Classe A Art.1 : O Truco será realizado em 1 categoria mista: a partir

Leia mais

QUESTÃO 3 ALTERNATIVA E 24 é o maior número que aparece na figura. Indicamos abaixo a sequência de operações e seu resultado. 24 2 12 6 144.

QUESTÃO 3 ALTERNATIVA E 24 é o maior número que aparece na figura. Indicamos abaixo a sequência de operações e seu resultado. 24 2 12 6 144. OBMEP 009 Nível 1 1 QUESTÃO 1 Na imagem que aparece no espelho do Benjamim, o ponteiro dos minutos aponta para o algarismo, enquanto que o ponteiro das horas está entre o algarismo 6 e o traço correspondente

Leia mais

Componentes. Objetivo do Jogo x 3-9 7x x x x x. Um jogo de Dirk Henn para 2 a 6 jogadores

Componentes. Objetivo do Jogo x 3-9 7x x x x x. Um jogo de Dirk Henn para 2 a 6 jogadores Português Os melhores empreiteiros da Europa e das Arábias querem provar sua competência. Contrate as melhores equipes de construtores e garanta que terá sempre as moedas certas em quantidade suficiente.

Leia mais

3x3 Regras do Jogo Olivais Street Basket

3x3 Regras do Jogo Olivais Street Basket 3x3 Regras do Jogo Olivais Street Basket As Regras Oficiais de Basquetebol da FIBA do jogo são válidas para todas as situações de jogo não especificamente mencionadas nas Regras do Jogo 3x3 aqui contidas.

Leia mais

REGULAMENTO DO I TORNEIO DE SUECA TERRAFLOR

REGULAMENTO DO I TORNEIO DE SUECA TERRAFLOR REGULAMENTO DO I TORNEIO DE SUECA TERRAFLOR 1º Estrutura 1. O presente Regulamento estrutura o I Torneio de Sueca TERRAFLOR, organizado pelo grupo de técnicos de Educação Física do Município de Vila. 2.

Leia mais

Regras do jogo equipe de evolução de software /6/2006 versão 2.1

Regras do jogo equipe de evolução de software /6/2006 versão 2.1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 Regras do Jogo Objetivo do jogo: Os jogadores competem para terminar um projeto

Leia mais

Opções e/ou Alterações ao Documento REGRAS DE TÉNIS 2006 da Federação Portuguesa de Ténis.

Opções e/ou Alterações ao Documento REGRAS DE TÉNIS 2006 da Federação Portuguesa de Ténis. Regulamento Opções e/ou Alterações ao Documento REGRAS DE TÉNIS 2006 da Federação Portuguesa de Ténis. Ponto 1 As regras para o torneio I Arada Open são as mesmas que são utilizadas pela Federação Portuguesa

Leia mais

Introdução: Objectivos do jogo: Componentes do jogo: Explicação das cartas Reis de Portugal

Introdução: Objectivos do jogo: Componentes do jogo: Explicação das cartas Reis de Portugal Introdução: Portugal, país com séculos de história. Um dos reinos mais influentes do Mundo, Dinastias que reinaram o país, dirigindo os destinos de um nobre povo. Terás o que é preciso para ser coroado

Leia mais

OBI2013 Caderno de Tarefas

OBI2013 Caderno de Tarefas OBI2013 Caderno de Tarefas Modalidade Iniciação Nível 1, Fase 2 31 de agosto de 2013 A PROVA TEM DURAÇÃO DE 2 HORAS Promoção: Patrocínio: Olimpíada Brasileira de Informática OBI2013 1 Instruções LEIA ATENTAMENTE

Leia mais

Em Família Com... Fernando Mendes é considerado um dos game shows mais bem

Em Família Com... Fernando Mendes é considerado um dos game shows mais bem Em Família Com... Fernando Mendes é considerado um dos game shows mais bem conseguidos do mundo, uma vez que reúne todos os ingrediente que um game show deve ter para ser um sucesso: uma grande mobilização

Leia mais

Pagamento de complemento de salário-maternidade, considerando que este valor deve ser deduzido da guia de INSS, pois é pago pelo INSS.

Pagamento de complemento de salário-maternidade, considerando que este valor deve ser deduzido da guia de INSS, pois é pago pelo INSS. Complemento Salarial Licença Maternidade Abaixo estão descritas as regras do sistema para cálculo do complemento de salário-maternidade, no complemento salarial e na rescisão complementar por Acordo/Convenção/Dissídio:

Leia mais

- Se tornar o jogador mais rico através da compra, aluguel e venda de propriedades.

- Se tornar o jogador mais rico através da compra, aluguel e venda de propriedades. Objetivo - Se tornar o jogador mais rico através da compra, aluguel e venda de propriedades. Dinheiro - Cada jogador recebe $1500 e distribuído da seguinte forma: Duas notas de $500; Duas notas de $100;

Leia mais

7 a Série (8 o Ano) Avaliação Diagnóstica Matemática (Entrada) Ensino Fundamental. Gestão da Aprendizagem Escolar. Nome da Escola.

7 a Série (8 o Ano) Avaliação Diagnóstica Matemática (Entrada) Ensino Fundamental. Gestão da Aprendizagem Escolar. Nome da Escola. Gestão da Aprendizagem Escolar Avaliação Diagnóstica Matemática (Entrada) 7 a Série (8 o Ano) Ensino Fundamental Nome da Escola Cidade Estado Nome do Aluno Idade Sexo feminino masculino Classe Nº 1. Para

Leia mais

Catálogo com truques e jogos de cartas

Catálogo com truques e jogos de cartas Catálogo com truques e jogos de cartas Toque Rápido1 São colocadas cinco cartas sobre a mesa pelo Ajudante do Mágico. Um Voluntário escolhe uma, e comunica a sua escolha ao Ajudante. O Mágico entra em

Leia mais

INTRODUÇÃO PROTOCOLO DE JOGO

INTRODUÇÃO PROTOCOLO DE JOGO INTRODUÇÃO De modo a que sejam uniformizados os procedimentos, os árbitros devem aplicar este modelo de protocolo de antes, durante e no fim de todos os s a realizar em Portugal, tendo em atenção que os

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE FUTEBOL DE 7

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE FUTEBOL DE 7 REGULAMENTO ESPECÍFICO DE FUTEBOL DE 7 Índice 1. Introdução 3 2. Escalões Etários/Bola de Jogo/Duração de Jogo 3 3. Constituição da Equipa 4 4. Classificação/Pontuação 4 5. Arbitragem 6 6. Mesa de Secretariado

Leia mais

GABINETE COORDENADOR DO DESPORTO ESCOLAR REGULAMENTO ESPECÍFICO DE BASQUETEBOL

GABINETE COORDENADOR DO DESPORTO ESCOLAR REGULAMENTO ESPECÍFICO DE BASQUETEBOL GABINETE COORDENADOR DO DESPORTO ESCOLAR REGULAMENTO ESPECÍFICO DE BASQUETEBOL 2001-2002 ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 1. ESCALÕES ETÁRIOS/BOLA DE JOGO... 4 2. CONSTITUIÇÃO DA EQUIPA... 4 3. DURAÇÃO DO JOGO...

Leia mais

números decimais Inicialmente, as frações são apresentadas como partes de um todo. Por exemplo, teremos 2 de um bolo se dividirmos esse bolo

números decimais Inicialmente, as frações são apresentadas como partes de um todo. Por exemplo, teremos 2 de um bolo se dividirmos esse bolo A UA UL LA Frações e números decimais Introdução Inicialmente, as frações são apresentadas como partes de um todo. Por exemplo, teremos de um bolo se dividirmos esse bolo em cinco partes iguais e tomarmos

Leia mais

FOLHA DE CÁLCULO ELABORAÇÃO DE GRÁFICOS

FOLHA DE CÁLCULO ELABORAÇÃO DE GRÁFICOS ELABORAÇÃO DE GRÁFICOS Elaboração de gráficos Os gráficos são visualmente atraentes e constituem uma fantástica ajuda para a apresentação e interpretação de dados armazenados numa folha de cálculo. Numa

Leia mais

O posicionamento inicial das peças assim como o formato do tabuleiro é como o que se mostra na figura seguinte:

O posicionamento inicial das peças assim como o formato do tabuleiro é como o que se mostra na figura seguinte: Regras do Xadrez Introdução O jogo de Xadrez é jogado por dois jogadores. Um jogador joga com as peças brancas o outro com as pretas. Cada um inicialmente tem dezasseis peças: Um Rei, uma Dama, duas Torres,

Leia mais

2. MÉTRICA DE QUANTIFICAÇÃO DE UNIDADES DE SERVIÇO TÉCNICO UST

2. MÉTRICA DE QUANTIFICAÇÃO DE UNIDADES DE SERVIÇO TÉCNICO UST PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO COORDENADORIA DE LOGÍSTICA Folha nº 1. INTRODUÇÃO Este anexo descreve a forma de mensuração dos serviços solicitados

Leia mais

Introdução: Objectivos do jogo: Componentes do jogo: Explicação das cartas Reis de Portugal

Introdução: Objectivos do jogo: Componentes do jogo: Explicação das cartas Reis de Portugal Introdução: Portugal, país com séculos de história. Um dos reinos mais influentes do Mundo, Dinastias que reinaram o país, dirigindo os destinos de um nobre povo. Terás o que é preciso para ser coroado

Leia mais

números decimais Inicialmente, as frações são apresentadas como partes de um todo. Por exemplo, teremos 2 de um bolo se dividirmos esse bolo

números decimais Inicialmente, as frações são apresentadas como partes de um todo. Por exemplo, teremos 2 de um bolo se dividirmos esse bolo A UA UL LA Frações e números decimais Introdução Inicialmente, as frações são apresentadas como partes de um todo. Por exemplo, teremos de um bolo se dividirmos esse bolo em cinco partes iguais e tomarmos

Leia mais

MATEMÁTICA PROVA 3º BIMESTRE

MATEMÁTICA PROVA 3º BIMESTRE PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA PROVA 3º BIMESTRE 9º ANO 2010 QUESTÃO 1 Na reta numérica abaixo, há

Leia mais

Regulamento DA 1º COPA SINDGEL 2015 FUTEBOL DE 7

Regulamento DA 1º COPA SINDGEL 2015 FUTEBOL DE 7 Regulamento DA 1º COPA SINDGEL 2015 FUTEBOL DE 7.P - 1 01 - local da competição: Parque Esportivo Toque de Bola: Avenida Recreio, 1078 Lagoa Redonda. 02 - atletas: Funcionários nas Empresas da Categoria

Leia mais

RESOLUÇÃO. O número inteiro mais próximo é 8.

RESOLUÇÃO. O número inteiro mais próximo é 8. 1 Marta quer comprar um tecido para forrar uma superfície de 10m. Quantos metros, aproximadamente, ela deve comprar de uma peça que tem 1,5m de largura e que, ao lavar, encolhe cerca de 4% na largura e

Leia mais

MUNICÍPIOS DA REGIÃO DE SETÚBAL, ASSOCIAÇÕES e ESCOLAS JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016 REGULAMENTO

MUNICÍPIOS DA REGIÃO DE SETÚBAL, ASSOCIAÇÕES e ESCOLAS JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016 REGULAMENTO JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016 FUTEBOL DE 11 E DE 7 REGULAMENTO 1. Organização A organização das competições de Futebol de 11 e de 7 nos Jogos do Futuro da Região de Setúbal 2016 são da responsabilidade

Leia mais

SOLUÇÕES N2 2015. item a) O maior dos quatro retângulos tem lados de medida 30 4 = 26 cm e 20 7 = 13 cm. Logo, sua área é 26 x 13= 338 cm 2.

SOLUÇÕES N2 2015. item a) O maior dos quatro retângulos tem lados de medida 30 4 = 26 cm e 20 7 = 13 cm. Logo, sua área é 26 x 13= 338 cm 2. Solução da prova da 1 a fase OBMEP 2015 Nível 1 1 SOLUÇÕES N2 2015 N2Q1 Solução O maior dos quatro retângulos tem lados de medida 30 4 = 26 cm e 20 7 = 13 cm. Logo, sua área é 26 x 13= 338 cm 2. Com um

Leia mais

Prova de Aferição de Matemática

Prova de Aferição de Matemática PROVA DE AFERIÇÃO DO ENSINO BÁSICO A PREENCHER PELO ALUNO Rubrica do Professor Aplicador Nome A PREENCHER PELO AGRUPAMENTO Número convencional do Aluno Número convencional do Aluno A PREENCHER PELA U.A.

Leia mais

TOM, SEMITOM, SUSTENIDO, BEMOL.

TOM, SEMITOM, SUSTENIDO, BEMOL. TOM, SEMITOM, SUSTENIDO, BEMOL. Tom e semitom (ou tono e semitono): são diferenças específicas de altura, existentes entre as notas musicais, isto é, são medidas mínimas de diferença entre grave e agudo.

Leia mais

Liga CDLPC- Basquetebol - 5.º /6.º Anos

Liga CDLPC- Basquetebol - 5.º /6.º Anos Informações Gerais Os torneios disputar-se-ão em sistema de campeonato, ao longo do ano letivo. De acordo com o número de equipas participantes, poderá haver uma fase final em sistema de playoffs. A data

Leia mais

Manual de Utilizador Portal de Formação RE/MAX v4.0

Manual de Utilizador Portal de Formação RE/MAX v4.0 Manual de Utilizador Portal de Formação RE/MAX v4.0 Índice ACESSO...3 ÁREA CONTA...4 ÁREA DOCUMENTAÇÃO...6 ÁREA DESTAQUE...6 ÁREA VIDEOS...7 ÁREA NOTICIAS...7 ÁREA PERCURSO...8 MENU TOPO...8 HOME...8 CALENDÁRIO

Leia mais

Problemas de Fluxos em Redes

Problemas de Fluxos em Redes Problemas de Fluxos em Redes O problema da distribuição de frigoríficos Um fabricante de frigoríficos tem fábricas, de onde abastece clientes (distribuidores). No início de cada mês recebe de cada cliente

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE BASQUETEBOL

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE BASQUETEBOL REGULAMENTO ESPECÍFICO DE BASQUETEBOL 2009-2013 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. ESCALÕES ETÁRIOS/ BOLA DE JOGO/DURAÇÃO DE JOGO...4 3. CONSTITUIÇÃO DA EQUIPA...5 4. ARBITRAGEM...6 5. CLASSIFICAÇÃO/ PONTUAÇÃO/DESEMPATE...7

Leia mais

ALLISON CAMILA GILSON Bolsistas PIBID/UFPR/CAPES Educação Física 2014

ALLISON CAMILA GILSON Bolsistas PIBID/UFPR/CAPES Educação Física 2014 ALLISON CAMILA GILSON Bolsistas PIBID/UFPR/CAPES Educação Física 2014 Em Dezembro de 1891, o professor de educação física canadense James Naismith, do Springfield College (então denominada Associação

Leia mais

Certificação Energética em Edifícios Existentes

Certificação Energética em Edifícios Existentes Certificação Energética em Edifícios Existentes DATAS A definir (assim que seja atingido o número mínimo de inscrições) HORÁRIO Sábado, das 9h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00 (inclui visita a um imóvel

Leia mais

JOGOS E RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS TORRE DE HANÓI

JOGOS E RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS TORRE DE HANÓI UNIVERDIDADE SÃO PAULO INSTITUTO DE MATEMÁTICA E ESTATÍSTICA JOGOS E RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS TORRE DE HANÓI Kássio Luiz Lilian Renata dos Santos Marcelo Salete Rodrigues TORRE DE HANÓI Foi inventado pelo

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA CAMPUS ALEGRETE PIBID

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA CAMPUS ALEGRETE PIBID PROPOSTA DIDÁTICA 1. Dados de Identificação 1.1 Nome do bolsista: Bianca Bitencourt da Silva 1.2 Público alvo: 8º e 9º anos 1.3 Duração: 2,5 horas 1.4 Conteúdo desenvolvido: Operações com números inteiros

Leia mais

INFANTIS M/F ANOS NASCIMENTO: 98 (12

INFANTIS M/F ANOS NASCIMENTO: 98 (12 SECRETARIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA ÍNDICE DIRECÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO 2º e 3º Ciclo (Infantis) 1 Capítulo I O Jogo.. 2 GABINETE COORDENADOR DO DESPORTO ESCOLAR 2 Capítulo II Instalações e Material.

Leia mais

Introdução à Inteligência Artificial 2007/08

Introdução à Inteligência Artificial 2007/08 Introdução à Inteligência rtificial 2007/08 Procura em contextos competitivos jogos Contexto Um agente vs multiagente mbiente cooperativo vs competitivo Teoria dos jogos (ramo da Economia) Sistema multiagente

Leia mais

Medidas de Tendência Central. Introdução Média Aritmética Moda Mediana

Medidas de Tendência Central. Introdução Média Aritmética Moda Mediana Medidas de Tendência Central Introdução Média Aritmética Moda Mediana Introdução A maioria dos dados apresenta uma tendência de se concentrar em torno de um ponto central Portanto, é possível selecionar

Leia mais

Nº de jogadores 2 Tempo de jogo 15 minutos Idade a partir dos 10 anos

Nº de jogadores 2 Tempo de jogo 15 minutos Idade a partir dos 10 anos Nº de jogadores 2 Tempo de jogo 15 minutos Idade a partir dos 10 anos 1 Introdução: Neste jogo, cada jogador tem uma família de 3 elementos (Pai,Mãe e filho). Cada membro da família tem uma Escala de Poupança

Leia mais

OBI2016 Caderno de Tarefas

OBI2016 Caderno de Tarefas SOCIEDADE BRASILEIRA DE COMPUTAÇÃO OLIMPÍADA BRASILEIRA DE INFORMÁTICA OBI201 Caderno de Tarefas Modalidade Iniciação Nível 1, Fase 1 1 de maio de 201 A PROVA TEM DURAÇÃO DE 2 HORAS Promoção: Apoio: v1.0

Leia mais

Regras V1.0. Counter Strike:GO (5vs5)

Regras V1.0. Counter Strike:GO (5vs5) Regras V1.0 Counter Strike:GO (5vs5) -- Quem pode participar? --. Jogadores com idade igual ou superior a 16 anos.. Jogadores com menos de 16 anos necessitam de uma autorização dos Encarregados de Educação..

Leia mais

REGULAMENTO DO TORNEIO DE TRUCO - ASUFEPAR 2015

REGULAMENTO DO TORNEIO DE TRUCO - ASUFEPAR 2015 REGULAMENTO DO TORNEIO DE TRUCO - ASUFEPAR 2015 A Diretoria de Esportes torna públicas as seguintes informações sobre o Torneio de Truco da ASUFEPAR 2015 1. DO PERÍODO DE REALIZAÇÃO E DAS INSCRIÇÕES 1.1.

Leia mais

6 - PROVAS CESGRANRIO(CONCURSOS BANCO CENTRAL E OUROS)

6 - PROVAS CESGRANRIO(CONCURSOS BANCO CENTRAL E OUROS) 1 6 - PROVAS CESGRANRIO(CONCURSOS BANCO CENTRAL E OUROS) 01 - Em uma rua há 10 casas do lado direito e outras 10 do lado esquerdo. Todas as casas são numeradas de tal forma que, de um lado da rua, ficam

Leia mais

Algoritmo da raiz quadrada

Algoritmo da raiz quadrada Algoritmo da raiz quadrada Existem várias formas de nos aproximarmos do valor da raiz quadrada de um número. Uma delas, a equação de Pell, permite encontrar a parte inteira para de uma raiz quadrada de

Leia mais

EXAME DE MACS 2º FASE 2014/2015 = 193

EXAME DE MACS 2º FASE 2014/2015 = 193 EXAME DE MACS 2º FASE 2014/2015 1. Divisor Padrão: 00+560+80+240 200 = 190 = 19 200 20 Filiais A B C D Quota Padrão 1,088 58,01 86,010 24,870 L 1 58 86 24 L(L + 1) 1,496 58,498 86,499 24,495 Quota Padrão

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA UMA LESÃO QUE REQUER ASSISTÊNCIA MÉDICA

PROCEDIMENTOS PARA UMA LESÃO QUE REQUER ASSISTÊNCIA MÉDICA PROCEDIMENTOS PARA UMA LESÃO QUE REQUER ASSISTÊNCIA MÉDICA A ser utilizado sob a regra 21.1 1. INTRODUÇÃO O protocolo médico de Lesão é uma série de passos estruturados para permitir a resolução bem sucedida

Leia mais

a) 2 b) 3 c) 4 d) 5 e) 6

a) 2 b) 3 c) 4 d) 5 e) 6 Recordando operações básicas 01. Calcule as expressões abaixo: a) 2254 + 1258 = b) 300+590 = c) 210+460= d) 104+23 = e) 239 54 = f) 655-340 = g) 216-56= h) 35 x 15 = i) 50 x 210 = j) 366 x 23 = k) 355

Leia mais

CADERNO DE EXERCÍCIOS 1A

CADERNO DE EXERCÍCIOS 1A CADERNO DE EXERCÍCIOS 1A Ensino Fundamental Matemática Conteúdo Habilidade da Questão Matriz da EJA/FB 1 Área de figuras planas H21 2 Multiplicação Divisão Unidades de medida H6 H35 3 Frações H13 4 Frações

Leia mais

Equivalente de produção. Equivalente de produção. Equivalente de produção. Para se fazer o cálculo, é necessário o seguinte raciocínio:

Equivalente de produção. Equivalente de produção. Equivalente de produção. Para se fazer o cálculo, é necessário o seguinte raciocínio: Custos Industriais Custeio por processo Prof. M.Sc. Gustavo Meireles 1 Na apuração de Custos por Processo, os gastos da produção são acumulados por período para apropriação às unidades feitas. Exemplo:

Leia mais

Como calcular uma rescisão trabalhista

Como calcular uma rescisão trabalhista Como calcular uma rescisão trabalhista Hoje iremos aprender como elaborar e calcular uma rescisão do contrato de trabalho. O primeiro passo a ser dado será descobrir qual o motivo da rescisão do funcionário,

Leia mais

Projetos CUSTOS. Prof. Anderson Valadares

Projetos CUSTOS. Prof. Anderson Valadares Projetos CUSTOS Prof. Anderson Valadares Gerenciamento de custo O gerenciamento de custos visa essencialmente assegurar aos patrocinadores que o projeto será concluído dentro do orçamento aprovado. Gerenciamento

Leia mais

Prova Escrita de Matemática

Prova Escrita de Matemática ESCOLA SECUNDÁRIA C/3º CICLO DO ENSINO BÁSICO DE LOUSADA Prova Escrita de Matemática 3.º Ciclo do ensino Básico ; 9ºAno de escolaridade A PREENCHER PELO ALUNO Nome completo do aluno Duração da Prova: 90

Leia mais

Atividades realizadas entre a 7ª e 8ª séries, visando a compreensão com operações entre números inteiros.

Atividades realizadas entre a 7ª e 8ª séries, visando a compreensão com operações entre números inteiros. Atividades realizadas entre a 7ª e 8ª séries, visando a compreensão com operações entre números inteiros. ATIVIDADE 1: 1. Um navio perdeu um container na costa brasileira, com a carga avaliada em R$5.000.000,00,.000,00,

Leia mais

MaTICpólio Breve descrição do jogo

MaTICpólio Breve descrição do jogo MaTICpólio Breve descrição do jogo O MaTICpólio é um jogo onde se compram, trespassam ou alugam propriedades, bens ou serviços de uma maneira vantajosa, para que os jogadores aumentem o seu capital sendo

Leia mais

PUC-Rio Desafio em Matemática 15 de novembro de 2008

PUC-Rio Desafio em Matemática 15 de novembro de 2008 PUC-Rio Desafio em Matemática 5 de novembro de 2008 Nome: Assinatura: Inscrição: Identidade: Questão Valor Nota Revisão.0 2.0 3.0 4.0 5a.0 5b.0 6a.0 6b.0 7 2.0 Nota final 0.0 Instruções Mantenha seu celular

Leia mais

2 - DIAGRAMA CIRCULAR

2 - DIAGRAMA CIRCULAR ActivALEA active e actualize a sua literacia UM GRÁFIICO VALE MAIIS DO QUE MIIL PALAVRAS? É costume dizer-se que um gráfico vale mais do que mil palavras. De facto para que isso aconteça, é necessário

Leia mais

O Rei dos Bobos será o Bobo do Rei. Aquele deveria ser apenas mais um jantar festivo organizado pelo Rei,

O Rei dos Bobos será o Bobo do Rei. Aquele deveria ser apenas mais um jantar festivo organizado pelo Rei, O Rei dos Bobos será o Bobo do Rei. Aquele deveria ser apenas mais um jantar festivo organizado pelo Rei, com boa música e um rico banquete, quando de repente o arauto invadiu o salão trazendo uma triste

Leia mais

Alguns Apontamentos Sobre Cálculo Combinatório

Alguns Apontamentos Sobre Cálculo Combinatório Alguns Apontamentos Sobre Cálculo Combinatório 1 O objectivo do Cálculo Combinatório é resolver problemas do tipo: quantas matriculas de carro é possível fazer em Portugal ; quantos números de telefone

Leia mais

Escalas ESCALAS COTAGEM

Escalas ESCALAS COTAGEM Escalas Antes de representar objectos, modelos, peças, etc. Deve-se estudar o seu tamanho real. Tamanho real é a grandeza que as coisas têm na realidade. Existem coisas que podem ser representadas no papel

Leia mais

NDMAT Núcleo de Desenvolvimentos Matemáticos

NDMAT Núcleo de Desenvolvimentos Matemáticos 01) Em um edifício residencial com 54 apartamentos, 36 condôminos pagam taxa de condomínio de R$ 180,00; para os demais, essa taxa é de R$ 240,00. Qual é o valor da taxa média de condomínio nesse edifício?

Leia mais

Trabalho Prático II - Resta 1 Data de Entrega: Conferir no calendário!

Trabalho Prático II - Resta 1 Data de Entrega: Conferir no calendário! ALGORITMOS E ESTRUTURAS DE DADOS I DCC/UFMG Trabalho Prático II - Resta 1 Data de Entrega: Conferir no calendário! Pedro O.S. Vaz de Melo May 29, 2013 1 DESCRIÇÃO DO PROBLEMA O objetivo deste trabalho

Leia mais

PROVA DE MATEMÁTICA _ VESTIBULAR DA FUVEST- 2005 _ FASE 1. a) 37 b) 36 c) 35 d) 34 e) 33

PROVA DE MATEMÁTICA _ VESTIBULAR DA FUVEST- 2005 _ FASE 1. a) 37 b) 36 c) 35 d) 34 e) 33 PROV MTMÁTI _ VSTIBULR FUVST- 005 _ FS Professora MRI NTONI ONIÇÃO GOUVI 0) Um supermercado adquiriu detergentes nos aromas limão e coco. compra foi entregue, embalada em 0 caias, com frascos em cada caia.

Leia mais

Funções. Análise de Gráficos

Funções. Análise de Gráficos Funções. Análise de Gráficos Ficha de trabalho de Matemática- 9º ano- 2013/14 Unidade: Funções 1. Na figura está representada uma circunferência de centro O que contém os pontos T, R e S. Um ponto P desloca-se

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.05

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.05 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.05 Considerações Gerais...1 Configurações...2 Configurando Tipo de Ordem de Serviço...3 Inserindo um Controle de Recall / Campanha...4 Chassis em Recall / Campanha...6 Aviso

Leia mais

A primeira coisa ao ensinar o teorema de Pitágoras é estudar o triângulo retângulo e suas partes. Desta forma:

A primeira coisa ao ensinar o teorema de Pitágoras é estudar o triângulo retângulo e suas partes. Desta forma: As atividades propostas nas aulas a seguir visam proporcionar ao aluno condições de compreender de forma prática o teorema de Pitágoras em sua estrutura geométrica, através do uso de quadrados proporcionais

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA: IMPLANTAÇÃO DE TRILHAS RETAS E PARCELAS EM CURVA DE NÍVEL EM FLORESTAS NA REGIÃO DE SÃO GABRIEL DA CACHOEIRA.

TERMO DE REFERÊNCIA: IMPLANTAÇÃO DE TRILHAS RETAS E PARCELAS EM CURVA DE NÍVEL EM FLORESTAS NA REGIÃO DE SÃO GABRIEL DA CACHOEIRA. TERMO DE REFERÊNCIA: IMPLANTAÇÃO DE TRILHAS RETAS E PARCELAS EM CURVA DE NÍVEL EM FLORESTAS NA REGIÃO DE SÃO GABRIEL DA CACHOEIRA. 1. Objeto Contratação de serviço especializado de topografia plani-altimétrica

Leia mais

GUIA DE ACESSO À APLICAÇÃO DO PROGRAMA SUDOE PREENCHIMENTO DO PLANO FINANCEIRO DO PROJECTO

GUIA DE ACESSO À APLICAÇÃO DO PROGRAMA SUDOE PREENCHIMENTO DO PLANO FINANCEIRO DO PROJECTO GUIA DE ACESSO À APLICAÇÃO DO PROGRAMA SUDOE PREENCHIMENTO DO PLANO FINANCEIRO DO PROJECTO Esta apresentação PowerPoint explica o método a seguir para o preenchimento do plano financeiro do V. projecto.

Leia mais

Canguru Matemático sem Fronteiras 2014

Canguru Matemático sem Fronteiras 2014 http://www.mat.uc.pt/canguru/ Destinatários: alunos do 12. ano de escolaridade Nome: Turma: Duração: 1h 30min Não podes usar calculadora. Em cada questão deves assinalar a resposta correta. As questões

Leia mais

38 a OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁ TICA

38 a OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁ TICA 38 a OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁ TICA Primeira Fase Nível 2 (8 o ou 9 o ano) Sexta-feira, 17 de junho de 2016. Caro(a) aluno(a): A duração da prova é de 3 horas. Você poderá, se necessário, solicitar

Leia mais

7ª série / 8º ano do Ensino Fundamental

7ª série / 8º ano do Ensino Fundamental 7ª série / 8º ano do Ensino Fundamental Instruções: 1. Você deve estar recebendo um caderno com dez questões na 1ª parte da prova, duas questões na 2ª parte e duas questões na 3ª parte. Verifique, portanto,

Leia mais

Regulamento Específico. Handebol

Regulamento Específico. Handebol Regulamento Específico Handebol 2015 Art. 1º - A competição de handebol dos Jogos Escolares de Minas Gerais JEMG/2015 obedecerá às Regras Oficiais da Federação Internacional de Handebol - IHF adotadas

Leia mais

XXXII Olimpíada Brasileira de Matemática. GABARITO Segunda Fase

XXXII Olimpíada Brasileira de Matemática. GABARITO Segunda Fase XXXII Olimpíada Brasileira de Matemática GABARITO Segunda Fase Soluções Nível 1 Segunda Fase Parte A CRITÉRIO DE CORREÇÃO: PARTE A Na parte A serão atribuídos 5 pontos para cada resposta correta e a pontuação

Leia mais

Lista de exercício nº 1 Juros simples e compostos*

Lista de exercício nº 1 Juros simples e compostos* Lista de exercício nº 1 Juros simples e compostos* 1. Um investidor aplicou $1.000,00 numa instituição financeira que remunera seus depósitos a uma taxa de 5 % ao trimestre, no regime de juros simples.

Leia mais

Entrevista a Diogo Carvalho

Entrevista a Diogo Carvalho Entrevista a Diogo Carvalho Campeão Nacional de Ténis de Mesa de Juniores: Individual, pares simples e mistos 2009/2010 1. Com que idade começaste a treinar ténis de mesa? R: Comecei a treinar ténis de

Leia mais

2) Escreva um algoritmo que leia um conjunto de 10 notas, armazene-as em uma variável composta chamada NOTA e calcule e imprima a sua média.

2) Escreva um algoritmo que leia um conjunto de 10 notas, armazene-as em uma variável composta chamada NOTA e calcule e imprima a sua média. 1) Inicializar um vetor de inteiros com números de 0 a 99 2) Escreva um algoritmo que leia um conjunto de 10 notas, armazene-as em uma variável composta chamada NOTA e calcule e imprima a sua média 3)

Leia mais

Aula Extra. Depurador Code::Blocks. Monitoria de Introdução à Programação

Aula Extra. Depurador Code::Blocks. Monitoria de Introdução à Programação Aula Extra Depurador Code::Blocks Monitoria de Introdução à Programação Depurador - Definição Um depurador (em inglês: debugger) é um programa de computador usado para testar outros programas e fazer sua

Leia mais

Versão 1. Identifica, claramente, na folha de respostas, a versão do teste (1 ou 2) a que respondes.

Versão 1. Identifica, claramente, na folha de respostas, a versão do teste (1 ou 2) a que respondes. Teste Intermédio de Matemática Versão 1 Teste Intermédio Matemática Versão 1 Duração do Teste: 90 minutos 27.04.2010 3.º Ciclo do Ensino Básico 8.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de

Leia mais

Divulgação de conteúdos para quem quiser APRENDER A JOGAR XADREZ

Divulgação de conteúdos para quem quiser APRENDER A JOGAR XADREZ Divulgação de conteúdos para quem quiser APRENDER A JOGAR XADREZ Este trabalho resulta de uma parceria entre a FPX e a FCCN, com o apoio do IDP. Vídeos de divulgação: Fase 1 Iniciação: Regras básicas e

Leia mais

Coringa= 500 (quinhentos) pontos 2 - Valor de cada carta= 10 (dez) pontos 3 - Batida= 100 (cem) pontos 4 - Morto perdido= 100 (cem) pontos.

Coringa= 500 (quinhentos) pontos 2 - Valor de cada carta= 10 (dez) pontos 3 - Batida= 100 (cem) pontos 4 - Morto perdido= 100 (cem) pontos. CANASTRA A modalidade de CANASTRA será disputada de forma MISTA, sendo permitida a inscrição de até 2 (duas) duplas mistas: a) Cada curso poderá inscrever até 4 (quatro) atletas, os quais deverão ser identificados

Leia mais

Gatos & Cães Simon Norton, 1970s

Gatos & Cães Simon Norton, 1970s Gatos & Cães Simon Norton, 970s Um tabuleiro quadrado 8 por 8. 8 peças gato e 8 peças cão (representadas respectivamente por peças negras e brancas). Ganha o jogador que realizar a última jogada. zona

Leia mais

Leis do Jogo do IRB (Lei 3) Número de jogadores de uma equipa e as substituições permitidas

Leis do Jogo do IRB (Lei 3) Número de jogadores de uma equipa e as substituições permitidas Leis do Jogo do IRB (Lei 3) Número de jogadores de uma equipa e as substituições permitidas 3.3. Equipa com Menos de Quinze Jogadores Uma Federação pode autorizar a realização de jogos com menos de quinze

Leia mais

Como jogar Buraco Aberto no Jogatina

Como jogar Buraco Aberto no Jogatina Como jogar Buraco Aberto no Jogatina Link: http://www.jogatina.com/como-jogar-buraco-aberto.html O que faço para começar a jogar? Para começar o jogo online de Buraco Aberto, clique em "JOGAR AGORA!",

Leia mais

IIº CAMPEONATO CLUBE ESPANHOL DE FUTEBOL DE 6

IIº CAMPEONATO CLUBE ESPANHOL DE FUTEBOL DE 6 IIº CAMPEONATO CLUBE ESPANHOL DE FUTEBOL DE 6 REGULAMENTO CAPÍTULO I Disposições Preliminares Art. 1º - O 2º Campeonato Clube Espanhol de Futebol de 6 será promovido pela superintendência de esporte do

Leia mais

Anterior Sumário Próximo MATRIZES, DETERMINANTES E SISTEMAS

Anterior Sumário Próximo MATRIZES, DETERMINANTES E SISTEMAS Anterior Sumário Próximo MATRIZES, DETERMINANTES E SISTEMAS Clicando em, o usuário é conduzido para uma tela onde os conteúdos estão separados por blocos, que são acessados a medida que clicamos em cada

Leia mais

Matemática/15 6ºmat301r 6º ano Turma: 1º trimestre Nome: Data: / / Roteiro de Estudos para Recuperação Final de Matemática - 6 ano 1 Trimestre

Matemática/15 6ºmat301r 6º ano Turma: 1º trimestre Nome: Data: / / Roteiro de Estudos para Recuperação Final de Matemática - 6 ano 1 Trimestre Matemática/15 6ºmat301r 6º ano Turma: 1º trimestre Nome: Data: / / Roteiro de Estudos para Recuperação Final de Matemática - 6 ano 1 Trimestre Os conteúdos estão abaixo selecionados e deverão ser estudados

Leia mais