» O jogo: - é dividido em 3 semanas, cada uma com 7 dias/turnos. Cada turno divide-se em 2 fases:

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "» O jogo: - é dividido em 3 semanas, cada uma com 7 dias/turnos. Cada turno divide-se em 2 fases:"

Transcrição

1 » Preparação do jogo: - coloca-se o Supervisor (peão branco) na casa central da estrada no tabuleiro. - coloca-se um cubo branco na casa I do contador de semanas (I a III) e um cubo branco na casa 1 do contador de dias (1 a 7). - baralham-se as cartas e colocam-se numa pilha de face para baixo. - cada jogador recebe 2 moedas de ouro, um tabuleiro e cubos correspondentes a uma côr e coloca um cubo dessa côr na casa 0 do marcador de pontuação. - o jogador mais velho recebe o peão preto de 1º jogador.» O jogo: - é dividido em 3 semanas, cada uma com 7 dias/turnos. Cada turno divide-se em 2 fases:» Fase 1 Colocação de dados nas casas da Torre - o 1º jogador apanha os 9 dados brancos e adiciona quantos dados amarelos desejar (0,1,2,3) pagando 1 moeda de ouro por dado amarelo adicionado. - o 1º jogador joga esses dados, divide-os por números (não interessa a côr do dado) e coloca os grupos de dados no tabuleiro da Torre, começando por colocar o grupo de menor valor na casa do Camelo e assim por diante, excepto para o grupo de maior valor que é sempre colocado na casa do Ouro (algumas casas do meio poderão não ficar preenchidas).» Fase 2 Acções dos jogadores - começando pelo 1º jogador e no sentido do relógio, cada jogador pode realizar 2 acções: A) escolher um grupo de dados (acção obrigatória) B) construir um edifício (acção opcional depois de realizada a acção A) - depois do 1º jogador realizar o seu turno, os dados amarelos são retirados da Torre. A) escolher um grupo de dados - o jogador remove um dos grupos de dados da torre e realiza 1 das 3 acções possíveis para a casa onde estava esse grupo de dados (indicadas pelos símbolos à direita ver descrição abaixo). - caso já não existam mais grupos de dados para serem removidos, o jogador realiza automaticamente a acção Receber 1 carta. Acções possíveis nas casas da Torre: Fornecer cubos às lojas do Bairro - o jogador tira tantos cubos do seu stock pessoal como o nº de dados presentes na casa escolhida e coloca-os em lojas do Bairro correspondente à casa escolhida. - em cada Bairro, as lojas são agrupadas em Souks (lojas da mesma côr). - apenas 1 cubo por loja e nunca em Souks onde outro jogador já tenha ocupado pelo menos 1 loja. - um jogador não pode colocar cubos num Souk se tiver outro Souk incompleto nesse Bairro. - não é obrigatório completar um Souk num turno e é possível completar um Souk e começar um novo no mesmo turno. - se o grupo de dados permitir colocar mais cubos do que o nº de lojas disponíveis no Bairro, os cubos em excesso são devolvidos ao stock pessoal do jogador. Receber 1 carta - o jogador recebe 1 carta do topo da pilha (independentemente do nº de dados).

2 Receber Camelos - o jogador recebe tantos camelos quantos os dados presentes na casa de camelo. Receber Ouro - o jogador recebe tantas moedas de ouro quantos os dados presentes na casa de ouro. Mover o Supervisor - o jogador move o Supervisor ao longo da estrada num nº de casas igual ao valor dos dados na casa da torre escolhida. - é possível aumentar ou diminuir esse nº de casas pagando 1 moeda de ouro por casa. - o Supervisor só pode andar num mesmo sentido (não pode passar pela mesma casa 2 vezes no mesmo turno) e têm de gastar todos os pontos de movimento. - se o Supervisor terminar o seu movimento ao lado de lojas contendo cubos de qualquer jogador, esses cubos são automaticamente enviados para a Caravana, pela ordem a definir pelo jogador que moveu o Supervisor. Contudo, um jogador pode descartar um dos seus Camelos para que um dos seus cubos a ser enviado para a Caravana provenha do seu stock pessoal e não da loja (1 Camelo por cubo). - cubos colocados posteriormente em lojas ao lado do Supervisor não são enviados para a Caravana. Caravana - os cubos enviados para a Caravana têm de ser colocados segundo a ordem dos Camelos ao longo da estrada, começando pelo canto inferior esquerdo. - cada Camelo pode apenas carregar 1 cubo. - quando um cubo é colocado num Camelo, o dono do cubo pontua imediatamente os pontos para esse Camelo (2 pontos para a linha inferior, 1 ponto para a linha do meio, 0 para a superior). - assim que a Caravana estiver preenchida contabilizam-se os pontos para todos os jogadores (ver Final da semana) e todos os cubos são devolvidos aos jogadores, recomeçando assim o preenchimento da Caravana. B) construir um edifício - os edifícios garantem poderes especiais até ao final do jogo aos jogadores que os construírem. - o jogador paga o preço do edifício em Ouro e Camelos do seu stock pessoal, coloca 1 cubo no edifício construído do seu tabuleiro e pontua imediatamente os possíveis pontos de vitória: o 1º e 2º edifícios construídos por um jogador não dão qualquer ponto de vitória. o 3º, 4º e 5º edifícios de cada jogador dão 5 pontos de vitória. o 6º edifício de cada jogador dá 10 pontos de vitória.» As cartas: - podem ser usadas de 2 formas durante um turno desse mesmo jogador: durante a escolha do grupo de dados o jogador pode descartar 1 carta (não usando assim o seu poder) para adicionar virtualmente um dado ao nº de dados presente na casa escolhida (permitindo assim obter mais um Camelo, moeda de Ouro ou colocar mais um cubo). Este poder pode ser acumulado com os efeitos dos edifícios, contudo não pode ser usado em casas vazias da Torre. durante todas as outras alturas do turno um jogador pode jogar cartas para realizar os efeitos nela descritos, não havendo limite de cartas a serem utilizados num mesmo turno. - podem ser usadas antes de lançar os dados ou escolher uma acção, mas só durante o turno desse jogador. - pode ser usado qualquer nº de cartas no mesmo turno, excepto para a escolha de dados onde é limitada a 1. - quando a pilha de cartas chegar ao fim, as cartas descartadas são baralhadas e forma-se uma nova pilha.» Final do dia/turno: - 1º ao 6º dia: o tabuleiro da torre é esvaziado, o marcador de dia é movido 1 casa e o jogador à esquerda do 1º jogador recebe o peão preto passando a ser o novo 1º jogador. - 7º dia: o tabuleiro da torre é esvaziado e a semana termina (ver Final da semana).

3 » Final da semana: - ao final de cada semana, os jogadores contam os seus pontos nos Bairros e na Caravana (ver abaixo) e movem os seus marcadores de pontuação nessas mesmas quantidades. - o marcador de semana é movido 1 casa e o marcador de dia regressa à casa 1. - o Supervisor regressa à casa central da estrada no tabuleiro. - o jogador à esquerda do 1º jogador recebe o peão preto passando a ser o novo 1º jogador.» Pontuação nos Bairros - em cada bairro, cada jogador recebe por cada Souk completo os pontos correspondentes desse Souk (indicados no tabuleiro). - os jogadores que possuírem o Bazar pontuam mais 2 pontos por cada um dos seus Souks completos. - depois de contados os pontos, os Bairros são esvaziados (os cubos voltam para o stock dos jogadores).» Pontuação na Caravana - cada jogador pontua tantos pontos quantos os cubos que têm na Caravana multiplicados pela linha superior ocupada por pelo menos um dos seus cubos. A Caravana não é esvaziada depois de contados os pontos.» Final do jogo: - o jogo termina ao final da 3ª semana. O jogador com maior pontuação vence, sendo a vitória partilhada em caso de empate.» Regras para 4 jogadores: - a única alteração afecta o 7º dia da 3ª semana: neste dia os jogadores não seguem a normal ordem de turnos mas jogam pela ordem inversa à das pontuações no início do turno (o jogador com menor pontuação é o 1º jogador). Em caso de empate, joga primeiro o jogador que estava mais longe do 1º jogador no sentido do relógio durante o 6º dia (dia anterior).» Regras para 3 jogadores: - a única alteração afecta a Caravana: o primeiro Camelo em cada linha (de côr mais clara) não é usado. Como consequência considere que existem apenas 3 Camelos por linha para efeitos de pontuação.» Regras para 2 jogadores: - os jogadores jogam com 8 dados brancos em vez de 9. - o 1º jogador muda em cada turno. Quanto ao último dia da 3ª semana, o 1º jogador será o que tiver menor pontuação. Em caso de empate, a vez de 1º jogador é passada normalmente. - o 1º jogador lança os dados e realiza uma acção das possíveis. O outro jogador realiza outra acção e o 1º jogador volta a jogar novamente e realiza uma 2ª acção, terminando assim o turno. - os dados amarelos que tiverem sido comprados pelo 1º jogador permanecem na Torre durante todo o turno, sendo apenas passíveis de serem utilizados pelo 1º jogador. Se o outro jogador escolher um grupo de dados que contenha dados amarelos, estes são removidos do tabuleiro (não é possível a esse outro jogador escolher um grupo só de dados amarelos). - a construção de um edifício não é uma acção opcional. Para construir um edifício, um jogador tem de retirar um grupo de dados da Torre e pagar os Camelos e Ouro requeridos. O 1º jogador pode assim construir 2 edifícios num mesmo turno (1 por cada acção). - na Caravana apenas se usam os 2 últimos camelos por linha. Sugestões ou correcções? Hélio Andrade

4 AS CARTAS Durante a escolha de grupo de dados descarte uma (e apenas uma) carta qualquer para obter mais um dado do que aqueles contido na casa da Torre escolhida, permitindo assim obter um Camelo ou Ouro adicional ou colocar mais um cubo nas lojas. Este poder não pode ser usado em casas da Torre sem dados. Troque Camelos ou moedas de Ouro com o stock geral. Por cada moeda de Ouro entregue, receba um Camelo. Por cada Camelo entregue, receba uma moeda de Ouro. Receba 3 Camelos do stock geral. Receba 3 moedas de Ouro do stock geral. Coloque um cubo do seu stock pessoal em qualquer loja da cidade. Contudo não pode ser colocado em lojas pertencentes a um souk que já tenha lojas preenchidas por um adversário ou em souks de um Bairro onde tenha souks incompletos. Coloque um cubo do seu stock pessoal no 1º Camelo livre da Caravana e pontue por esse cubo. Mesmo que possua a Caravanserai, esta acção não permite que tire uma nova carta. Descarte Camelos e receba 2 pontos de vitória por cada Camelo descartado, até um máximo de 8 pontos. Descarte moedas de Ouro e receba 1 ponto de vitória por cada moeda descartada, até um máximo de 10 pontos. Construa um (e apenas um) edifício sem pagar o seu custo em Camelos, pagando apenas a parte correspondente em Ouro. Pontue de acordo com esta acção. Exemplo: pode construir a Hoist pagando apenas 4 moedas de Ouro. Construa um (e apenas um) edifício sem pagar o seu custo em Ouro, pagando apenas a parte correspondente em Camelos. Pontue de acordo com esta acção. Exemplo: pode construir a Hoist pagando apenas 4 Camelos.

5 OS EDIFÍCIOS Paddock (custo: 2 Camelos) Um jogador que possua o Paddock é beneficiado sempre que receba Camelos através da Torre, recebendo assim um Camelo extra. Este poder não pode ser usado se a casa do Camelo estiver vazia (sem dados). Shop (custo: 2 Camelos e 2 Ouros) Um jogador que possua a Shop beneficia sempre que receba Ouro através da Torre, recebendo assim 2 moedas extra. Este poder não pode ser usado se a casa do Ouro estiver vazia (sem dados). Hammam (custo: 2 Camelos e 2 Ouros) Um jogador que possua a Hammam pode ajustar o movimento do Supervisor até 3 casas sem pagar, quando escolher a acção Mover o Supervisor. É possível ao jogador pagar moedas de Ouro para ajustar o movimento do Supervisor em mais de 3 casas. Caravanserai (custo: 3 Camelos e 3 Ouros) Um jogador que possua a Caravanserai recebe 1 carta por cada cubo que seja enviado para a Caravana. Este poder não pode ser usado em conjunto com a carta que permite colocar 1 cubo na Caravana. Bazaar (custo: 4 Camelos e 4 Ouros) Um jogador que possua o Bazaar beneficia sempre que pontuar os Souks completos no final de cada semana, recebendo assim 2 pontos extra por cada Souk completo. Hoist (custo: 4 Camelos e 4 Ouros) Um jogador que possua o Hoist beneficia sempre que coloque cubos nas lojas, podendo assim colocar um cubo extra. Este poder não pode ser usado em casas vazias da Torre nem em conjunto com a carta que permite colocar 1 cubo em qualquer loja da cidade.

Objetivo do jogo 40 pontos todos os quadrados de um templo todos os quadrados amarelos todos os quadrados verdes Material do jogo 72 cartas

Objetivo do jogo 40 pontos todos os quadrados de um templo todos os quadrados amarelos todos os quadrados verdes Material do jogo 72 cartas Objetivo do jogo Cada jogador representa o papel de um sumo sacerdote na luta pelo poder em Tebas no antigo Egito. Ganha o jogador que primeiro: Conseguir 40 pontos, ou Ocupar todos os quadrados de um

Leia mais

REGRAS - versão simples - 2 a 4 pessoas

REGRAS - versão simples - 2 a 4 pessoas 1 REGRAS - versão simples - 2 a 4 pessoas Este jogo tem uma versão simples e outra normal. Esta regras que está a ler são da versão simples. Esta versão destina-se a jogadores que não estejam muito familiarizados

Leia mais

The Princes of Florence

The Princes of Florence The Princes of Florence Regras Simplificadas Resumo Jogo para 3 a 5 jogadores. Jogo com 7 rondas No final do jogo quem tem mais PP (pontos de prestígio) ganha o Em caso de empate ganha o jogador que tiver

Leia mais

Polos Olímpicos de Treinamento. Aula 6. Curso de Combinatória - Nível 2. Jogos. 1. Simetria. Prof. Bruno Holanda

Polos Olímpicos de Treinamento. Aula 6. Curso de Combinatória - Nível 2. Jogos. 1. Simetria. Prof. Bruno Holanda Polos Olímpicos de Treinamento Curso de Combinatória - Nível 2 Prof. Bruno Holanda Aula 6 Jogos Quando falamos em jogos, pensamos em vários conhecidos como: xadrez, as damas e os jogos com baralho. Porém,

Leia mais

FastCube 2.0 Programmer Manual

FastCube 2.0 Programmer Manual FastCube 2.0 Programmer Manual I FastCube 2.0 Programmer Manual Table of contents Chapter I Arquitetura do FastCube 2 2 Chapter II Utilizaçã o dos componentes do FastCube 5 1 Salvar... e carregar um cubo

Leia mais

GTMMI, Lda. Condições Gerais de Venda

GTMMI, Lda. Condições Gerais de Venda GTMMI, Lda. Condições Gerais de Venda Estas Condições Gerais de Venda anulam automaticamente todas as anteriores. EXCEPTO QUANDO EXPRESSAMENTE ACORDADO EM CONTRÁRIO POR ESCRITO, TODAS AS VENDAS ESTÃO SUJEITAS

Leia mais

GUIA PARA O PREENCHIMENTO DOS FORMULÁRIOS ENTIDADE GESTORA SOCIEDADE PONTO VERDE

GUIA PARA O PREENCHIMENTO DOS FORMULÁRIOS ENTIDADE GESTORA SOCIEDADE PONTO VERDE GUIA PARA O PREENCHIMENTO DOS FORMULÁRIOS ENTIDADE GESTORA SOCIEDADE PONTO VERDE Versão: 1.0 Data: 05-06-2009 Índice Acesso e estados dos Formulários... 3 Escolha do Formulário e submissão... 4 Bases para

Leia mais

Manual de Utilização. Ao acessar o endereço www.fob.net.br chegaremos a seguinte página de entrada: Tela de Abertura do Sistema

Manual de Utilização. Ao acessar o endereço www.fob.net.br chegaremos a seguinte página de entrada: Tela de Abertura do Sistema Abaixo explicamos a utilização do sistema e qualquer dúvida ou sugestões relacionadas a operação do mesmo nos colocamos a disposição a qualquer horário através do email: informatica@fob.org.br, MSN: informatica@fob.org.br

Leia mais

INFORMAÇÕES IMPORTANTES PARA OS TIMES E TENISTAS!

INFORMAÇÕES IMPORTANTES PARA OS TIMES E TENISTAS! INFORMAÇÕES IMPORTANTES PARA OS TIMES E TENISTAS! Qualifying Dia 8 de Novembro ATENÇÃO! Os times inscritos no Futebol Masculino categoria livre e os tenistas inscritos no Tênis categoria A disputarão o

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO - Basquete Duplo Instruções de Montagem

MANUAL DO USUÁRIO - Basquete Duplo Instruções de Montagem MANUAL DO USUÁRIO - Basquete Duplo Instruções de Montagem Por favor, contate-nos antes de retornar o produto à loja: (19) 3573-8999. Garantia Limite de 90 dias Este produto tem garantia de até 90 dias

Leia mais

Objetivo. Componentes. Ficha Técnica

Objetivo. Componentes. Ficha Técnica Manual de Regras 1 O sol a pino, como o sacerdote, o juiz e o carrasco Lá embaixo, dois homens, forjados no calor da batalha, em busca de sobrevivência e liberdade... ovacionados e maltratados por uma

Leia mais

Módulo de Princípios Básicos de Contagem. Segundo ano

Módulo de Princípios Básicos de Contagem. Segundo ano Módulo de Princípios Básicos de Contagem Combinação Segundo ano Combinação 1 Exercícios Introdutórios Exercício 1. Numa sala há 6 pessoas e cada uma cumprimenta todas as outras pessoas com um único aperto

Leia mais

VORTALbonus PROGRAMA '16 REGULAMENTO

VORTALbonus PROGRAMA '16 REGULAMENTO VORTALbonus PROGRAMA '16 REGULAMENTO 01. QUEM PODE PARTICIPAR? 0. O QUE É NECESSÁRIO PARA PARTICIPAR? 03. QUE TRANSAÇÕES NA PLATAORMA DÃO DIREITO A VORTALbonus? 01.1. Todos os utilizadores registados na

Leia mais

A uma plataforma online de gestão de condomínios permite gerir de forma fácil e simples a atividade do seu condomínio.

A uma plataforma online de gestão de condomínios permite gerir de forma fácil e simples a atividade do seu condomínio. PLATAFORMA DE GESTÃO A uma plataforma online de gestão de condomínios permite gerir de forma fácil e simples a atividade do seu condomínio. Principais funcionalidades Possui uma série de funcionalidades

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO ORIENTAÇOES PARA PREENCHIMENTO DOS DOCUMENTOS Cursos: Administração / TADS ORIENTAÇÕES:

ESTÁGIO SUPERVISIONADO ORIENTAÇOES PARA PREENCHIMENTO DOS DOCUMENTOS Cursos: Administração / TADS ORIENTAÇÕES: ESTÁGIO SUPERVISIONADO ORIENTAÇOES PARA PREENCHIMENTO DOS DOCUMENTOS Cursos: Administração / TADS ORIENTAÇÕES: As matrizes destes documentos estão disponíveis no site FAINAM / Central do Aluno / Estágio

Leia mais

Instruções para o cadastramento da Operação de Transporte e geração do Código Identificador da Operação de Transporte CIOT.

Instruções para o cadastramento da Operação de Transporte e geração do Código Identificador da Operação de Transporte CIOT. Instruções para o cadastramento da Operação de Transporte e geração do Código Identificador da Operação de Transporte CIOT. Versão: 16/03/12 As instruções abaixo aplicam-se a todas as Operações de Transportes

Leia mais

Formas de Pagamento Resumida... 34 Vendas Vendedor... 34 Vendas Vendedor Resumido... 35 Vendas Vendedor Caixa... 35 Vendas por Artigos...

Formas de Pagamento Resumida... 34 Vendas Vendedor... 34 Vendas Vendedor Resumido... 35 Vendas Vendedor Caixa... 35 Vendas por Artigos... Manual POS Conteúdo Configuração no Servidor... 3 Gestão de Stocks... 3 Manutenção de Artigos... 3 Gestão de Clientes... 4 Gestão de Fornecedores... 5 Sistema POS... 6 Manutenção de Series de Armazéns...

Leia mais

EGEA ESAPL - IPVC. Resolução de Problemas de Programação Linear, com recurso ao Excel

EGEA ESAPL - IPVC. Resolução de Problemas de Programação Linear, com recurso ao Excel EGEA ESAPL - IPVC Resolução de Problemas de Programação Linear, com recurso ao Excel Os Suplementos do Excel Em primeiro lugar deverá certificar-se que tem o Excel preparado para resolver problemas de

Leia mais

http://www.blender.org/ Curso de extensão em Blender Prof. Luiz Gonzaga Damasceno

http://www.blender.org/ Curso de extensão em Blender Prof. Luiz Gonzaga Damasceno 4. Edição de objetos http://www.blender.org/ Curso de extensão em Blender Prof. Luiz Gonzaga Damasceno Damasceno Damasceno www.damasceno.info -- damasceno12@hotmail.com Google: Google: Blender Blender

Leia mais

REGRAS DAS PROVAS RELÂMPAGO

REGRAS DAS PROVAS RELÂMPAGO REGRAS DAS PROVAS RELÂMPAGO BALÃO Cada equipe apresentará um componente para esta prova. Os participantes deverão soprar o balão até estourar. Será estabelecida a ordem de classificação pelo tempo de estouro

Leia mais

Curso básico de Xadrez

Curso básico de Xadrez Projeto LIPRA Livro Interativo Potencializado com Realidade Aumentada Curso básico de Xadrez Autor: Raryel Costa Souza Orientação: Claudio Kirner Xadrez 1 Introdução O xadrez é um jogo de tabuleiro para

Leia mais

Treinamento de e-commerce

Treinamento de e-commerce Treinamento de e-commerce Bem vindo ao treinamento de e commerce mais rápido e direto de todos! Utilize este documento para se orientar sempre que necessário e não se preocupe, em caso de necessidade,

Leia mais

O Rei dos Bobos será o Bobo do Rei. Aquele deveria ser apenas mais um jantar festivo organizado pelo Rei,

O Rei dos Bobos será o Bobo do Rei. Aquele deveria ser apenas mais um jantar festivo organizado pelo Rei, O Rei dos Bobos será o Bobo do Rei. Aquele deveria ser apenas mais um jantar festivo organizado pelo Rei, com boa música e um rico banquete, quando de repente o arauto invadiu o salão trazendo uma triste

Leia mais

Os passos a seguir servirão de guia para utilização da funcionalidade Acordo Financeiro do TOTVS Gestão Financeira.

Os passos a seguir servirão de guia para utilização da funcionalidade Acordo Financeiro do TOTVS Gestão Financeira. Acordo Financeiro Produto : RM - Totvs Gestão Financeira 12.1.1 Processo : Acordo Financeiro Subprocesso : Template de Acordo Controle de Alçada Negociação Online Data da publicação : 29 / 10 / 2012 Os

Leia mais

epucc.com.br SAIBA COMO INCLUIR INFORMAÇÕES DE COLABORADORES, CENTROS DE CUSTO E RATEIO DE DESPESAS

epucc.com.br SAIBA COMO INCLUIR INFORMAÇÕES DE COLABORADORES, CENTROS DE CUSTO E RATEIO DE DESPESAS epucc.com.br SAIBA COMO INCLUIR INFORMAÇÕES DE COLABORADORES, CENTROS DE CUSTO E RATEIO DE DESPESAS O PUCC permite que uma tabela com o nome dos Colaboradores e seus respectivos Departamentos e/ou Centros

Leia mais

Problems and Programmers

Problems and Programmers DCC / ICEx / UFMG Problems and Programmers Eduardo Figueiredo http://www.dcc.ufmg.br/~figueiredo Visão Geral do PnP O jogo Problems and Programmers (PnP) simula um processo de software Fase de requisitos

Leia mais

Estágio/Especialização em Medicina Nuclear. Imagens Médicas de Brasília. Processo Seletivo 2012

Estágio/Especialização em Medicina Nuclear. Imagens Médicas de Brasília. Processo Seletivo 2012 Estágio/Especialização em Medicina Nuclear Processo Seletivo 2012 O IMEB torna público, para conhecimento dos interessados, que estão abertas as inscrições para o Processo Seletivo do Programa de Residência

Leia mais

REITORA Ulrika Arns. VICE-REITOR Almir Barros da Silva Santos Neto. DIRETOR DO NTIC Leonardo Bidese de Pinho

REITORA Ulrika Arns. VICE-REITOR Almir Barros da Silva Santos Neto. DIRETOR DO NTIC Leonardo Bidese de Pinho 2014 Núcleo de Tecnologia da Informação e Comunicação - NTIC 10/07/2014 REITORA Ulrika Arns VICE-REITOR Almir Barros da Silva Santos Neto DIRETOR DO NTIC Leonardo Bidese de Pinho COORDENADOR DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

ANEXO III. Roteiro para Apresentação de Projetos do Tipo C R$ 50.001,00 a R$ 100.000,00

ANEXO III. Roteiro para Apresentação de Projetos do Tipo C R$ 50.001,00 a R$ 100.000,00 ANEXO III Roteiro para Apresentação de Projetos do Tipo C R$ 50.001,00 a R$ 100.000,00 1. Apresentação Geral: 1. Nome do projeto 2. Linha(s) Temática(s) 2. Localidade e município 3. Instituição Proponente

Leia mais

Bem-vindo ao tópico sobre movimentos de mercadorias em estoque.

Bem-vindo ao tópico sobre movimentos de mercadorias em estoque. Bem-vindo ao tópico sobre movimentos de mercadorias em estoque. Neste tópico, veremos como realizar a entrada e a saída de mercadorias e como movimentá-las entre estoques. Você aprenderá a criar recebimentos

Leia mais

Manual do Usuário. VpetConverter Ferramenta para adequação de documentos para Petições Eletrônicas. http://www.voat.com.br/ contato@voat.com.

Manual do Usuário. VpetConverter Ferramenta para adequação de documentos para Petições Eletrônicas. http://www.voat.com.br/ contato@voat.com. Manual do Usuário VpetConverter Ferramenta para adequação de documentos para Petições Eletrônicas http://www.voat.com.br/ contato@voat.com.br Descrição Geral O VPetConverter é um programa que facilita

Leia mais

Prospecção Inteligente

Prospecção Inteligente CONSORCIO NACIONAL GAZIN Prospecção Inteligente Inicialmente parece simples: prospectar é pesquisar, localizar e avaliar clientes potenciais. Mas o que parece óbvio nem sempre é feito da maneira correta.

Leia mais

OBTENÇÃO DA DISPENSA DE LICENCIAMENTO NO SITE DO IEMA

OBTENÇÃO DA DISPENSA DE LICENCIAMENTO NO SITE DO IEMA GERÊNCIA DE ANÁLISE DE CRÉDITO URBANO E RURAL - GERUR OBTENÇÃO DA DISPENSA DE LICENCIAMENTO NO SITE DO IEMA PASSO A PASSO VITORIA ES 2015 1 OBTENÇÃO DA DISPENSA DE LICENCIAMENTO NO SITE DO IEMA 1) Acessar

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Comunicação em Grupo Referência Sistemas operacionais modernos Andrew S. TANENBAUM Prentice-Hall, 1995 Seção 10.4 pág. 304-311 2 Comunicação em Grupo Suponha que se deseja um serviço de arquivos único

Leia mais

Probabilidade. Evento (E) é o acontecimento que deve ser analisado.

Probabilidade. Evento (E) é o acontecimento que deve ser analisado. Probabilidade Definição: Probabilidade é uma razão(divisão) entre a quantidade de eventos e a quantidade de amostras. Amostra ou espaço amostral é o conjunto formado por todos os elementos que estão incluídos

Leia mais

ROTEIRO PARA REGISTRO NO CONTAS ONLINE Programa Caminho da Escola Parte I Execução Financeira Data de atualização: 21/6/2012

ROTEIRO PARA REGISTRO NO CONTAS ONLINE Programa Caminho da Escola Parte I Execução Financeira Data de atualização: 21/6/2012 1 ROTEIRO PARA REGISTRO NO CONTAS ONLINE Programa Caminho da Escola Parte I Execução Financeira Data de atualização: 21/6/2012 Introdução O material abaixo foi elaborado para orientar de forma objetiva

Leia mais

MANUAL DO PROFESSOR. - Inscrições Colégios. Colégios Participantes de Temporadas anteriores:

MANUAL DO PROFESSOR. - Inscrições Colégios. Colégios Participantes de Temporadas anteriores: MANUAL DO PROFESSOR - Inscrições Colégios Colégios Participantes de Temporadas anteriores: O Professor deverá acessar o link Inscrições Colégios no menu esquerdo da página inicial do site da LE2 e com

Leia mais

MANUAL DO CLIENTE FINAL ALTERAÇÕES BÁSICAS NO PRODUTO SITE ACESSANDO O PAINEL _ 1 EDITANDO TEXTOS _ 2 TROCANDO IMAGENS 4 INSERINDO VIDEOS 7

MANUAL DO CLIENTE FINAL ALTERAÇÕES BÁSICAS NO PRODUTO SITE ACESSANDO O PAINEL _ 1 EDITANDO TEXTOS _ 2 TROCANDO IMAGENS 4 INSERINDO VIDEOS 7 MANUAL DO CLIENTE FINAL ALTERAÇÕES BÁSICAS NO PRODUTO SITE SUMÁRIO ACESSANDO O PAINEL _ 1 EDITANDO TEXTOS _ 2 TROCANDO IMAGENS 4 INSERINDO VIDEOS 7 EDITANDO O BANNER 9 ADICIONANDO UM MAPA DE LOCALIZAÇÃO

Leia mais

Especificar. Simplificando o extraordinário. Como jogar

Especificar. Simplificando o extraordinário. Como jogar PENSE ANTES DE IMPRIMIR Especificar Como jogar O jogo Especificar ajuda os alunos a formular e fazer perguntas sobre diversos assuntos. Também promove o pensamento analítico dos alunos da pré-escola. O

Leia mais

COBRANÇA BANCÁRIA CAIXA

COBRANÇA BANCÁRIA CAIXA COBRANÇA BANCÁRIA CAIXA ESPECIFICAÇÃO DE CÓDIGO DE BARRAS PARA BLOQUETOS DE COBRANÇA COBRANÇAS RÁPIDA E SEM REGISTRO GESER NOVEMBRO/2000 ÍNDICE PÁGINA 1 INTRODUÇÃO... 3 2 ESPECIFICAÇÕES...4 2.1 FORMATO......

Leia mais

REGULAMENTO DA COPA ZICO 2013

REGULAMENTO DA COPA ZICO 2013 REGULAMENTO DA COPA ZICO 2013 I - DAS FINALIDADES, ORGANIZAÇÃO E OUTROS. Art.1º - A COPA ZICO - 2013, competição de futebol de campo, de forma amadora, com regras aqui estabelecidas e, nos casos omissos,

Leia mais

Técnicas de Contagem I II III IV V VI

Técnicas de Contagem I II III IV V VI Técnicas de Contagem Exemplo Para a Copa do Mundo 24 países são divididos em seis grupos, com 4 países cada um. Supondo que a escolha do grupo de cada país é feita ao acaso, calcular a probabilidade de

Leia mais

Análise Qualitativa no Gerenciamento de Riscos de Projetos

Análise Qualitativa no Gerenciamento de Riscos de Projetos Análise Qualitativa no Gerenciamento de Riscos de Projetos Olá Gerente de Projeto. Nos artigos anteriores descrevemos um breve histórico sobre a história e contextualização dos riscos, tanto na vida real

Leia mais

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA FACULDADE DE CIÊNCIAS NATURAIS E MATEMÁTICA DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA Campus de Lhanguene, Av. de Moçambique, km 1, Tel: +258 21401078, Fax: +258 21401082, Maputo Cursos de Licenciatura em Ensino de Matemática

Leia mais

NOVA VERSÃO SAFE DOC MANUAL

NOVA VERSÃO SAFE DOC MANUAL NOVA VERSÃO SAFE DOC MANUAL COMO ACESSAR O APLICATIVO SAFE DOC CAPTURE Acesse o aplicativo SAFE-DOC CAPTURE clicando no ícone na sua área de trabalho: SAFE-DOC Capture Digite o endereço do portal que é

Leia mais

aplicação arquivo Condições Gerais de Utilização

aplicação arquivo Condições Gerais de Utilização aplicação arquivo Condições Gerais de Utilização Manual das condições gerais que regulam a utilização dos serviços disponibilizados pela aplicação Arquivo, plataforma de gestão de informação, do Municipio

Leia mais

8 Crie um pequeno sistema para controle automatizado de estoque, com os seguintes registros:

8 Crie um pequeno sistema para controle automatizado de estoque, com os seguintes registros: TRABALHO: REGISTROS 8 Crie um pequeno sistema para controle automatizado de estoque, com os seguintes registros: CLIENTES NOTAS ITENS_NOTAS PRODUTOS Cod_cliente Num_NF Num_NF Cod_produto Endereco Cod_cliente

Leia mais

OBI2013 Caderno de Tarefas

OBI2013 Caderno de Tarefas OBI2013 Caderno de Tarefas Modalidade Iniciação Nível 1, Fase 2 31 de agosto de 2013 A PROVA TEM DURAÇÃO DE 2 HORAS Promoção: Patrocínio: Olimpíada Brasileira de Informática OBI2013 1 Instruções LEIA ATENTAMENTE

Leia mais

1 Visão Geral. 2 Instalação e Primeira Utilização. Manual de Instalação do Gold Pedido

1 Visão Geral. 2 Instalação e Primeira Utilização. Manual de Instalação do Gold Pedido Manual de Instalação do Gold Pedido 1 Visão Geral Programa completo para enviar pedidos e ficha cadastral de clientes pela internet sem usar fax e interurbano. Reduz a conta telefônica e tempo. Importa

Leia mais

6º Ano do Ensino Fundamental

6º Ano do Ensino Fundamental MINISTÉRIO DA DEFESA Manaus AM 8 de outubro de 2009. EXÉRCITO BRASILEIRO CONCURSO DE ADMISSÃO 2009/200 DECEx - D E P A COLÉGIO MILITAR DE MANAUS MATEMÁTICA 6º Ano do Ensino Fundamental INSTRUÇÕES (CANDIDATO

Leia mais

Gestão Documental. Gestão Documental

Gestão Documental. Gestão Documental Alcides Marques, 2007 Actualizado por Ricardo Matos em Junho de 2009 Neste capítulo pretende-se analisar a temática da, começando por apresentar um breve resumo dos conceitos subjacentes e apresentando

Leia mais

O que é a Praça dos Heróis? Quem pode comprar as Pedras? Qual é a diferença entre comprar um Pack ou comprar apenas a Pedra?

O que é a Praça dos Heróis? Quem pode comprar as Pedras? Qual é a diferença entre comprar um Pack ou comprar apenas a Pedra? PERGUNTAS MAIS FREQUENTES (FAQ) Bem-vindo à secção FAQ da Praça dos Heróis. Certamente estas páginas irão responder a quaisquer questões que possa ter relativamente à Praça ou à sua encomenda. O que é

Leia mais

O sistema gestor já contem uma estrutura completa de categorias que são transferidas automaticamente para cada empresa nova cadastrada.

O sistema gestor já contem uma estrutura completa de categorias que são transferidas automaticamente para cada empresa nova cadastrada. Página2 Cadastro de Categorias O cadastro de categoria é utilizado dentro do gestor para o controle financeiro da empresa, por ela é possível saber a origem e a aplicação dos recursos, como por exemplo,

Leia mais

Módulo Vendas Balcão. Roteiro passo a passo. Sistema Gestor New

Módulo Vendas Balcão. Roteiro passo a passo. Sistema Gestor New 1 Roteiro passo a passo Módulo Vendas Balcão Sistema Gestor New Instruções para configuração e utilização do módulo Vendas balcão com uso de Impressora fiscal (ECF) 2 ÍNDICE 1. Cadastro da empresa......3

Leia mais

Lista de Exercícios 1

Lista de Exercícios 1 Conceitos envolvidos: a) Memória de Dados (interna e externa) b) Memória de Programa (interna e externa) c) Operações aritméticas e lógicas d) Portas e) Endereçamento a Bit f) Contadores e Temporizadores

Leia mais

Troféu Guarulhos de Futsal Municipal 2016 Menores 1º Semestre.

Troféu Guarulhos de Futsal Municipal 2016 Menores 1º Semestre. Troféu Guarulhos de Futsal Municipal 2016 Menores 1º Semestre. Título I Das Disposições Gerais A) Será obrigatório, de acordo com as Regras do Futsal, o uso de caneleiras para todos os atletas. B) Não

Leia mais

4. No caso em que seja necessário apontar um vencedor e no tempo regulamentar o jogo terminar empatado será aplicado o seguinte:

4. No caso em que seja necessário apontar um vencedor e no tempo regulamentar o jogo terminar empatado será aplicado o seguinte: Regulamento Técnico de Futsal 1. A competição será disputada na categoria masculina acima de 16 anos e feminina acima de 14 anos. Será permitida a inscrição de 6 atletas no mínimo e no máximo 8. 2. A competição

Leia mais

DECOM Digital. Perguntas Frequentes

DECOM Digital. Perguntas Frequentes DECOM Digital Perguntas Frequentes O Sistema DECOM Digital SDD é um sistema de formação de autos digitais que permitirá o envio eletrônico de documentos no âmbito de petições e de processos de defesa comercial,

Leia mais

CATÁLOGO DE APLICAÇÕES Rateio CC Contas a Pagar

CATÁLOGO DE APLICAÇÕES Rateio CC Contas a Pagar CATÁLOGO DE APLICAÇÕES Rateio CC Contas a Pagar Objetivo do projeto Possibilitar fazer lançamentos no Contas a Pagar, rateando por várias contas e/ou vários centros de custos. Escopo Este projeto englobará

Leia mais

www.l2tnt.com.br Tutorial: Como Doar Para o L2TNT.

www.l2tnt.com.br Tutorial: Como Doar Para o L2TNT. www.l2tnt.com.br Tutorial: Como Doar Para o L2TNT. ÍNDICE Introdução...3 Como doar para o L2TNT...4 Como criar sua conta no PagSeguro...8 Como criar sua conta no PayPal...9 2 Moedas TNT são Moedas Virtuais

Leia mais

Manual Candidato Edital Público. Manual de Utilização de Inscrição On-Line em Edital Público

Manual Candidato Edital Público. Manual de Utilização de Inscrição On-Line em Edital Público Manual de Utilização de Inscrição On-Line em Edital Público Última Atualização: 22/10/2013 1 Índice 1. Visão Geral...4 2. Incrição On-line em Edital Público...4 2.1 Visualizar cursos de Lato Sensu ou Stricto

Leia mais

www.sysdevsolutions.com Driver Next Versão 1.0 de 07-03-2011 Português

www.sysdevsolutions.com Driver Next Versão 1.0 de 07-03-2011 Português Driver Next Versão 1.0 de 07-03-2011 Português Índice Configuração dos documentos no Backofficce... 3 O Driver ERP Next... 6 Configurações principais... 6 Configurações do vendedor... 7 Configurações do

Leia mais

ISS Eletrônico. Formato de Arquivos para Transmissão de Documentos Declarados através do aplicativo OFFLINE. Extensão do Arquivo JUNHO2006.

ISS Eletrônico. Formato de Arquivos para Transmissão de Documentos Declarados através do aplicativo OFFLINE. Extensão do Arquivo JUNHO2006. ISS Eletrônico Formato de Arquivos para Transmissão de Documentos Declarados através do aplicativo OFFLINE Caro contribuinte. A transmissão de arquivos é uma facilidade fornecida pelo sistema de ISS Eletrônico

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO JERNS JEES 2015

REGULAMENTO ESPECÍFICO JERNS JEES 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL JERNS JEES 2015 1 REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL JERNS JEES 2015 CATEGORIA MIRIM 1. A Competição de Basquetebol será realizada de acordo com as regras oficiais da

Leia mais

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO REGULAMENTO DA PROMOÇÃO Promoção Dia das Mães 2013 - Shopping Piedade ASSOCIAÇÃO DOS LOJISTAS DO SHOPPING CENTER PIEDADE (ALOSPI) - Rua Conselheiro Junqueira Ayres, 8 Barris - Salvador/BA - CNPJ/MF: 16.110.579/0001-85,

Leia mais

GUIA DO USUÁRIO AUTOR GECi Gerenciador de eventos científicos

GUIA DO USUÁRIO AUTOR GECi Gerenciador de eventos científicos Grupo de Banco de IBILCE UNESP GUIA DO USUÁRIO AUTOR GECi Gerenciador de eventos científicos Coordenação: Prof. Dr. Carlos Roberto Valêncio Controle do Documento Grupo de Banco de Título Nome do Arquivo

Leia mais

CURSO BÁSICO DE CRIAÇÃO DE SITES MÓDULO 2 AULA 6

CURSO BÁSICO DE CRIAÇÃO DE SITES MÓDULO 2 AULA 6 ORGANIZANDO SEU SITE Bom agora vamos ver como ficou seu site: Veja que todo visitante vai entrar na página do seu blog. No entanto você tem três sites bem diferentes no mesmo site: 1. Blog 2. Loja 3. Serviço

Leia mais

MUNICÍPIOS DA PENÍNSULA DE SETÚBAL ASSOCIAÇÕES ESCOLAS JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016 BASQUETEBOL REGULAMENTO

MUNICÍPIOS DA PENÍNSULA DE SETÚBAL ASSOCIAÇÕES ESCOLAS JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016 BASQUETEBOL REGULAMENTO JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016 BASQUETEBOL REGULAMENTO 1. Organização A organização da competição de Basquetebol dos Jogos do Futuro da Região de Setúbal 2016 é da responsabilidade da Câmara

Leia mais

Central de Serviços- HSF Versão Junho/2014

Central de Serviços- HSF Versão Junho/2014 Central de Serviços- HSF Versão Junho/2014 São Francisco Centro de Serviços Compartilhados 1 OBJETIVO: A Central de Serviços HSF tem por objetivo a coleta e entrega de correspondências entre os setores

Leia mais

INSTRUÇÃO PARA PREENCHIMENTO DOS FORMULÁRIOS

INSTRUÇÃO PARA PREENCHIMENTO DOS FORMULÁRIOS INSTRUÇÃO PARA PREENCHIMENTO DOS FORMULÁRIOS CADASTRO DA INSTITUIÇÃO Bloco 1 - Identificação da Instituição O Bloco 1 tem por objetivo cadastrar as instituições geradoras de informações INSTITUIÇÃO RESPONSÁVEL

Leia mais

GAM Gestão de Acessibilidade ao Medicamento. Manual de Utilizador Front-Office

GAM Gestão de Acessibilidade ao Medicamento. Manual de Utilizador Front-Office GAM Gestão de Acessibilidade ao Medicamento Manual de Utilizador Front-Office Aviso de Propriedade e Confidencialidade Este documento é propriedade do INFARMED, I.P., e toda a informação nele incluído

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA DE TRAMITAÇÃO DE DOCUMENTOS Versão 3.0

Leia mais

HEMOVIDA (CICLO DO SANGUE - Gerenciamento de estoque para grandes eventos)

HEMOVIDA (CICLO DO SANGUE - Gerenciamento de estoque para grandes eventos) Ministério da Saúde Secretaria Executiva Departamento de Informática do SUS HEMOVIDA (CICLO DO SANGUE - Gerenciamento de estoque para grandes eventos) Manual do Usuário Versão 1.0 Fevereiro, 2014 Índice

Leia mais

Plano de Compensação

Plano de Compensação INDICE Plano de Compensação 1FashionGlobal desenvolveu um plano de compensação totalmente sustentável e satisfatório. Você tem 8 formas de ganhar! 01 BÔNUS VENDA DIRETA 02 BÔNUS INÍCIO RÁPIDO 03 BÔNUS

Leia mais

1.1- Vamos começar com a planta baixa, na escala 1:20. Obs: passe a planta, com as medidas indicadas em uma folha separada, na escala 1:20.

1.1- Vamos começar com a planta baixa, na escala 1:20. Obs: passe a planta, com as medidas indicadas em uma folha separada, na escala 1:20. 1 PONTO DE FUGA 1.1- Vamos começar com a planta baixa, na escala 1:20. Obs: passe a planta, com as medidas indicadas em uma folha separada, na escala 1:20. 30 1.2- Coloque essa planta na parte de cima

Leia mais

Criar e formatar relatórios

Criar e formatar relatórios Treinamento Criar e formatar relatórios EXERCÍCIO 1: CRIAR UM RELATÓRIO COM A FERRAMENTA RELATÓRIO Ao ser executada, a ferramenta Relatório usa automaticamente todos os campos da fonte de dados. Além disso,

Leia mais

Programação Futsal Máster - JOGOS DO SESI 2016

Programação Futsal Máster - JOGOS DO SESI 2016 Programação Futsal Máster - JOGOS DO SESI 2016 - A identificação do atleta deverá ser apresentada antes do início de cada jogo: CTPS ou Carteira do SESI dentro da validade. - Cada equipe deve apresentar

Leia mais

Aula 03. Processadores. Prof. Ricardo Palma

Aula 03. Processadores. Prof. Ricardo Palma Aula 03 Processadores Prof. Ricardo Palma Definição O processador é a parte mais fundamental para o funcionamento de um computador. Processadores são circuitos digitais que realizam operações como: cópia

Leia mais

OBJETIVO REGULAMENTO. 1. Da Participação

OBJETIVO REGULAMENTO. 1. Da Participação OBJETIVO O Prêmio mantra Brasil Design de Interiores tem por objetivo oferecer aos participantes o reconhecimento aos seus trabalhos e destaque no mercado. Com esta iniciativa queremos divulgar a diversidade

Leia mais

PUC-Rio Desafio em Matemática 21 de outubro de 2012

PUC-Rio Desafio em Matemática 21 de outubro de 2012 PUC-Rio Desafio em Matemática 21 de outubro de 2012 Nome: GABARITO Assinatura: Inscrição: Identidade: Questão Valor Nota Revisão 1 1,0 2 1,0 3 1,5 4 1,5 5 1,5 6 1,5 7 2,0 Nota final 10,0 Instruções Mantenha

Leia mais

Colocar em prática. Colocar em prática. Tópicos para aprender

Colocar em prática. Colocar em prática. Tópicos para aprender Usar o Microsoft Power Point num quadro interactivo SMART Board TM Quando elabora uma apresentação em Power Point, fá-lo com um objectivo comunicar uma mensagem. Com o quadro interactivo SMART Board, poderá

Leia mais

Orientações para Inscrição do Grupo e Projeto de Pesquisa

Orientações para Inscrição do Grupo e Projeto de Pesquisa 1 Orientações para Inscrição do Grupo e Projeto de Pesquisa O primeiro passo é criar um login de acesso que será com um e-mail e uma senha única para o grupo. Ao entrar no ambiente de Inscrição e selecionar

Leia mais

Circulação. Automóveis ligeiros, motociclos. Contra-Ordenação. Até 20 km/h 60 a 300 euros Leve. 20 a 40 km/h 120 a 600 euros Grave

Circulação. Automóveis ligeiros, motociclos. Contra-Ordenação. Até 20 km/h 60 a 300 euros Leve. 20 a 40 km/h 120 a 600 euros Grave Circulação VELOCIDADE - A velocidade mínima nas auto-estradas passa de 40 para 50 km/h. - Sanções em caso de excesso de velocidade: (ver quadro) Automóveis ligeiros, motociclos Excesso de velocidade Coima

Leia mais

Manual de uso Serasa Judicial Março/2014 Controle de revisão Data da Revisão Versão Documento Versão Manager DF-e Executor Assunto Revisado 08/10/2013 1.0 Rodrigo Vieira Ambar/Gigiane Martins Criação 18/03/2104

Leia mais

Portal de Sistemas Integrados. Manual do Usuário. Versão: 1.0

Portal de Sistemas Integrados. Manual do Usuário. Versão: 1.0 Portal de Sistemas Integrados Manual do Usuário Versão: 1.0 Página: 1/33 Índice 1. Apresentação... 3 2. Descrição do Sistema... 3 3. Orientações Gerais ao Usuário...4 3.1. Senhas de Acesso... 4 4. Funcionalidades

Leia mais

Agendando um Horário

Agendando um Horário Agendando um Horário Ao acessar a Agenda, escolha primeiramente o médico. Por padrão abrirá a agenda do Médico vinculado ao cadastro do usuário com os horários do dia. Para agendar um horário clique duas

Leia mais

Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva

Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva Orientação para pacientes com Cálculo (pedra) da vesícula. Quem pode ter pedra (cálculo) na vesícula? Pedra ou calculo da vesícula e uma doença bastante comum.

Leia mais

CADASTRO ELETRÔNICO DE PESSOAS QUE DESEMPENHAM ATIVIDADES FLORESTAIS Manual do Usuário

CADASTRO ELETRÔNICO DE PESSOAS QUE DESEMPENHAM ATIVIDADES FLORESTAIS Manual do Usuário CADASTRO ELETRÔNICO DE PESSOAS QUE DESEMPENHAM ATIVIDADES FLORESTAIS Manual do Usuário Índice 1. Cadastro eletrônico de pessoas que desempenham Atividades Florestais... 3 2. Cadastrando uma nova pessoa

Leia mais

Prova da segunda fase: Ensino Fundamental 16 de outubro de 2010

Prova da segunda fase: Ensino Fundamental 16 de outubro de 2010 Primeira Olimpíada Sul Fluminense de Ciências Prova da segunda fase: Ensino Fundamental 16 de outubro de 2010 Apoio: INSTRUÇÕES AO CANDIDATO Prezado candidato, esta prova contém 18 (dezoito) questões,

Leia mais

Regulamento Erasmus. Cap. I Disposição geral. Artigo 1º (Objecto)

Regulamento Erasmus. Cap. I Disposição geral. Artigo 1º (Objecto) Regulamento Erasmus Cap. I Disposição geral Artigo 1º (Objecto) O presente Regulamento rege a mobilidade de estudantes ao abrigo do Programa Erasmus/Socrates, no curso de licenciatura da Escola de Direito

Leia mais

Cap. II EVENTOS MUTUAMENTE EXCLUSIVOS E EVENTOS NÃO- EXCLUSIVOS

Cap. II EVENTOS MUTUAMENTE EXCLUSIVOS E EVENTOS NÃO- EXCLUSIVOS Cap. II EVENTOS MUTUAMENTE EXCLUSIVOS E EVENTOS NÃO- EXCLUSIVOS Dois ou mais eventos são mutuamente exclusivos, ou disjuntos, se os mesmos não podem ocorrer simultaneamente. Isto é, a ocorrência de um

Leia mais

ASSOCIAÇÃO CAATINGA PROJETO NO CLIMA DA CAATINGA ELABORAÇÃO: INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E ENERGIAS RENOVÁVEIS

ASSOCIAÇÃO CAATINGA PROJETO NO CLIMA DA CAATINGA ELABORAÇÃO: INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E ENERGIAS RENOVÁVEIS ASSOCIAÇÃO CAATINGA PROJETO NO CLIMA DA CAATINGA ELABORAÇÃO: INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E ENERGIAS RENOVÁVEIS Índice Apresentação Introdução Eficiência na cozinha Material de Construção A

Leia mais

CRIAÇÃO DE TABELAS NO ACCESS. Criação de Tabelas no Access

CRIAÇÃO DE TABELAS NO ACCESS. Criação de Tabelas no Access CRIAÇÃO DE TABELAS NO ACCESS Criação de Tabelas no Access Sumário Conceitos / Autores chave... 3 1. Introdução... 4 2. Criação de um Banco de Dados... 4 3. Criação de Tabelas... 6 4. Vinculação de tabelas...

Leia mais

Capítulo 1. Importação de Dados de Instituições Financeiras - Arquivo TXT 3

Capítulo 1. Importação de Dados de Instituições Financeiras - Arquivo TXT 3 Sumário Capítulo 1. Importação de Dados de Instituições Financeiras - Arquivo TXT 3 Capítulo 2. Importação de Dados de Instituições Financeiras - Arquivo XML 12 Capítulo 1. Importação de Dados de Instituições

Leia mais

ORGANIZAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO DA EDUCAÇÃO FÍSICA Aula 25/08

ORGANIZAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO DA EDUCAÇÃO FÍSICA Aula 25/08 FUNDAÇÃO PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS - FUPAC FACULDADE UNIPAC DE CIÊNCIAS JURÍDICAS, CIÊNCIAS SOCIAIS, LETRAS E SAÚDE DE UBERLÂNDIA. Rua Tiradentes, nº. 66 Centro Uberlândia/MG - Telefax: (34) 3291-2100

Leia mais

MOVIMENTAÇÃO DIÁRIA DE COMBUSTÍVEIS

MOVIMENTAÇÃO DIÁRIA DE COMBUSTÍVEIS MOVIMENTAÇÃO DIÁRIA DE COMBUSTÍVEIS INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO NO RECEITA/PR O preenchimento do formulário online disponível no Receita/PR é uma das opções para transmissão das informações

Leia mais

Manual do Usuário Sistema de Acuidade Visual Digital

Manual do Usuário Sistema de Acuidade Visual Digital Manual do Usuário Sistema de Acuidade Visual Digital Página 1 de 16 Índice DonD - Sistema para Teste de Acuidade Visual...3 Componentes do Produto...4 Instalação...5 Abrindo o sistema do DonD...5 Configuração...6

Leia mais

I MOSTRA ARTE E SUSTENTABILIDADE

I MOSTRA ARTE E SUSTENTABILIDADE EDITAL nº 01/2015 1. ORGANIZAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO I MOSTRA ARTE E SUSTENTABILIDADE A I Mostra Arte e Sustentabilidade é uma exposição de trabalhos artísticos, sem fins lucrativos, produzida e dirigida

Leia mais

J.I.T. - Just In Time

J.I.T. - Just In Time Publicação Nº 1-2 Dezembro 2009 J.I.T. - Just In Time PONTOS DE INTERESSE: Vantagens e desvantagens 5 S SMED Kanban Just In Time (JIT) é uma filosofia Global de produção, com origem oriental, que consiste

Leia mais

Software PHC com MapPoint 2007

Software PHC com MapPoint 2007 Software PHC com MapPoint 2007 Descritivo completo A integração entre o Software PHC e o Microsoft MapPoint permite a análise de informação geográfica (mapas, rotas e análise de dispersão), baseada em

Leia mais