CONTROLE E GERENCIAMENTO DOS ESPAÇOS CONFINADOS NOS CANTEIROS DE OBRA ARMANDO CAMPOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONTROLE E GERENCIAMENTO DOS ESPAÇOS CONFINADOS NOS CANTEIROS DE OBRA ARMANDO CAMPOS"

Transcrição

1 CONTROLE E GERENCIAMENTO DOS ESPAÇOS CONFINADOS NOS CANTEIROS DE OBRA

2 EU TENHO UM PRIMO QUE TRABALHA NA CONSTRUÇÃO CIVIL. É TÃO SEGURO TRABALHAR NA CONSTRUÇÃO CIVIL, SENSO DE RESPONSABILIDADE NA CONSTRUÇÃO CIVIL PARE DE PENSAR NA VIDA E VÁ TRABALHAR, NA CONSTRUÇÃO CIVIL. RENATO RUSSO (CONSTRUÇÃO CIVIL)

3 EXEMPLOS DE ESPAÇOS CONFINADOS

4 NR 33 RESPONSÁVEL TÉCNICO DEIXAR DE INDICAR FORMALMENTE O RESPONSÁVEL TÉCNICO PELO CUMPRIMENTO DA NR 33. (ARTIGO 157, INCISO I, DA CLT, C/C ITEM "A" DA NR 33, COM REDAÇÃO DA PORTARIA 202/2006) - I2

5 33.3 GESTÃO DE SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS A GESTÃO DE SEGURANÇA E SAÚDE DEVE SER PLANEJADA, PROGRAMADA, IMPLEMENTADA E AVALIADA, DEVENDO INCLUIR MEDIDAS DE PREVENÇÃO, MEDIDAS ADMINISTRATIVAS E MEDIDAS PESSOAIS E CAPACITAÇÃO PARA TRABALHO EM ESPAÇOS CONFINADOS. DEIXAR DE PLANEJAR E/OU PROGRAMAR E/OU IMPLEMENTAR E/OU AVALIAR A GESTÃO DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO EM ESPAÇO CONFINADO. (ARTIGO 157, INCISO I, DA CLT, C/C ITEM DA NR 33, COM REDAÇÃO DA PORTARIA 202/2006) - I4

6 N IDENTIFICAÇÃO DE PERIGO ESTIMATIVA DO RISCO AVALIAR O RISCO RISCO TOLERÁVEL? CONTROLE DO RISCO S ANÁLISE DO RISCO RISCO CONTROLADO AVALIAÇÃO DO RISCO UNE 81900: GESTÃO RISCOS GESTÃO DE RISCO

7 NR 33 ANÁLISE DE RISCO DETERMINAR O NÚMERO DE TRABALHADORES ENVOLVIDOS NA EXECUÇÃO DOS TRABALHOS EM ESPAÇO CONFINADO EM DESACORDO COM A ANÁLISE DE RISCO. (ARTIGO 157, INCISO I, DA CLT, C/C ITEM DA NR 33, COM REDAÇÃO DA PORTARIA 202/2006) - I3 PERMITIR A REALIZAÇÃO DE TRABALHO EM ESPAÇO CONFINADO DE FORMA INDIVIDUAL OU ISOLADA. (ARTIGO 157, INCISO I, DA CLT, C/C ITEM DA NR 33, COM REDAÇÃO DA PORTARIA 202/2006) - I4

8 NR 33 REGRAS PARA PET E RISCO PERMITIR A ENTRADA OU A REALIZAÇÃO DE TRABALHO EM ESPAÇO CONFINADO SEM A EMISSÃO DA PERMISSÃO DE ENTRADA E TRABALHO. (ARTIGO 157, INCISO I, DA CLT, C/C ITEM DA NR 33, COM REDAÇÃO DA PORTARIA 202/2006) - I MEDIDAS TÉCNICAS DE PREVENÇÃO C) PROCEDER AVALIAÇÃO E CONTROLE DOS RISCOS FÍSICOS, QUÍMICOS, BIOLÓGICOS, ERGONÔMICOS E MECÂNICOS I 3 REALIZAR TRABALHOS EM ESPAÇO CONFINADO SEM A ADOÇÃO DE MEDIDAS PARA ELIMINAR OU CONTROLAR OS RISCOS QUE POSSAM AFETAR A SEGURANÇA E SAÚDE DOS TRABALHADORES. (ARTIGO 157, INCISO I, DA CLT, C/C ITEM DA NR 33, COM REDAÇÃO DA PORTARIA 202/2006) - I3 OBSERVAÇÃO: O ITEM DETERMINA A ADOÇÃO DE MEDIDAS PARA ELIMINAR OU CONTROLAR OS RISCOS DE INUNDAÇÃO, SOTERRAMENTO, ENGOLFAMENTO, INCÊNDIO, CHOQUE ELÉTRICO, ELETRICIDADE ESTÁTICA, QUEIMADURA, QUEDA, ESCORREGAMENTO, IMPACTO, ESMAGAMENTO E AMPUTAÇÃO E OUTROS.

9 ESPAÇO CONFINADO

10 ESPAÇO CONFINADO NA PRESENÇA DOS RISCOS ATMOSFÉRICOS DEVE SER REALIZADA MEDIÇÕES, ANTES E DURANTE (MONITORAMENTO CONTÍNUO) A REALIZAÇÃO DOS TRABALHOS: GÁS SULFÍDRICO METANO MONÓXIDO DE CARBONO OUTROS RISCOS: QUEDA EM NÍVEL DIFERENTE PRESENÇA DE ÁGUA

11 ESPAÇO CONFINADO DETECÇÃO DE GÁS MEDIÇÃO ALARMES: OXIGÊNIO: INF: 19,5% SUP: 23% EXPLOSIVIDADE: 10% GÁS SULFÍDRICO: 8 PPM (LT) MONÓXIDO DE CARBONO: 39 PPM (LT)

12 ESPAÇO CONFINADO

13 ESPAÇO CONFINADO

14 ESPAÇO CONFINADO

15 ESGOTO

16 GALERIAS

17 ESGOTO

18 ESPAÇO CONFINADO

19 RISCOS COMUNS NAS ESCAVAÇÕES RTP 03 - OPERAÇÃO DE MÁQUINAS; - SOBRECARGAS NAS BORDAS DOS TALUDES; - EXECUÇÃO DE TALUDE INADEQUADO; - AUMENTO DA UMIDADE DO SOLO; - FALTA DE ESTABELECIMENTO DE FLUXO; - VIBRAÇÕES NA OBRA E ADJACÊNCIAS; - REALIZAÇÃO DE ESCAVAÇÕES ABAIXO DO LENÇOL FREÁTICO; - REALIZAÇÃO DE TRABALHOS DE ESCAVAÇÕES SOB CONDIÇÕES METEOROLÓGICAS ADVERSAS; - INTERFERÊNCIA DE CABOS ELÉTRICOS, CABOS DE TELEFONE E DE REDES DE ÁGUA POTÁVEL E DE SISTEMA DE ESGOTO; - OBSTRUÇÃO DE VIAS PÚBLICAS; - RECALQUE E BOMBEAMENTO DE LENÇÓIS FREÁTICOS; - FALTA DE ESPAÇO SUFICIENTE PARA A OPERAÇÃO E MOVIMENTAÇÃO DE MÁQUINAS.

20 ESCAVAÇÕES

21 ESCAVAÇÕES

22 ESCAVAÇÕES

23 ESCAVAÇÕES - REGRAS FONTE: RTP 03 - MTE

24 ESCAVAÇÕES - REGRAS FONTE: RTP 03 - MTE

25 ESCAVAÇÕES OS TALUDES COM ALTURA SUPERIOR A 1,75M (UM METRO E SETENTA E CINCO CENTÍMETROS) DEVEM TER ESTABILIDADE GARANTIDA. (NR / I4)

26 ESCAVAÇÕES

27 ESCAVAÇÕES

28 DUTOS VALE DO PARAÍBA OPERAÇÃO PIG

29 RESGATE

30 EMERGÊNCIA E SALVAMENTO

31 CONTROLES CAPACITAÇÃO CAPACITAÇÃO OCUPACIONAL (EXAME MÉDICO) MEDIDAS DE PREVENÇÃO (DETECÇÃO DE GASES, VENTILAÇÃO, BARREIRAS, COMUNICAÇÃO, ÁREAS CLASSIFICADAS) MEDIDAS ADMINSITRATIVAS (PROCEDIMENTO, PET, PPR) MEDIDAS PESSOAIS (EXAMES MÉDICOS, RISCOS PSICOSSOCIAIS) EMERGÊNCIA E SALVAMENTO (CENÁRIOS, SIMULADOS,..)

32 ACIDENTES CONTINUAM ACONTECENDO NOS ESPAÇOS CONFINADOS FONTE:

33 O PEDREIRO JOSÉ FRANCISCO DA SILVA, DE 63 ANOS, QUE FICOU 33 HORAS PRESO EM UMA CISTERNA. O ACIDENTE ACONTECEU NA MANHÃ DE SEGUNDA-FEIRA, 27, QUANDO MANILHAS, FERRAGENS E PEDRAS CAÍRAM SOBRE SILVA. SEGUNDO OS BOMBEIROS, ELE TRABALHAVA NA CORREÇÃO DE UM POÇO QUE HAVIA SIDO PERFURADO POR OUTRA PESSOA EM UM SÍTIO DE IGARAPÉ/MG E NÃO USAVA EQUIPAMENTOS DE SEGURANÇA. PARTE DO CORPO DELE FICOU PRESA POR UMA PEDRA. O COMANDANTE DE OPERAÇÃO DO CORPO DE BOMBEIROS DE BELO HORIZONTE, CORONEL CLÁUDIO TEIXEIRA, DISSE QUE A MAIOR PREOCUPAÇÃO DA EQUIPE DE RESGATE ERA A POSSIBILIDADE DE DESMORONAMENTO DE MANILHAS QUE ESTAVAM RACHADAS E PODERIAM SOTERRAR O OPERÁRIO E OS BOMBEIROS QUE TRABALHAVAM NA REMOÇÃO DE SILVA. "A ACOMODAÇÃO DO SOLO E OUTROS FATORES COMPLICAVAM A OPERAÇÃO DE RETIRADA DA VÍTIMA." IGARAPÉ/MG 27/10/2008

34 RIO DE JANEIRO/RJ 30/10/2008 UM OPERÁRIO QUE TRABALHAVA NA REFORMA DE UM PRÉDIO NA AVENIDA ABELARDO BUENO, NA BARRA DA TIJUCA, ZONA OESTE, MORREU SOTERRADO NA MANHÃ DE QUINTA-FEIRA, 30. DE ACORDO COM INFORMAÇÕES INICIAIS DO CORPO DE BOMBEIROS, O HOMEM ESTAVA DENTRO DE UM BURACO QUE ESTAVA CAVANDO, QUANDO HOUVE O DESLIZAMENTO DE TERRA. OS BOMBEIROS AINDA ESTÃO NO LOCAL. AINDA NÃO SE SABE HÁ OUTROS FERIDOS.

35 BRASÍLIA/DF 04/11/2008 UM OPERÁRIO DE 34 ANOS MORREU SOTERRADO APÓS UM DESLIZAMENTO DE TERRA NA OBRA ONDE TRABALHAVA, EM BRASÍLIA. O SOTERRAMENTO ACONTECEU POR VOLTA DAS 16H30 DESTA TERÇA-FEIRA, 4, ENQUANTO OS OPERÁRIOS ESCAVAVAM O SOLO. O TERRENO ERA CERCADO POR UM PRÉDIO COMERCIAL, UM RESIDENCIAL E UMA CASA. SEGUNDO O CORPO DE BOMBEIROS, O OPERÁRIO FICOU 20 MINUTOS EMBAIXO DA TERRA. QUANDO FOI RESGATADO, JÁ ESTAVA COM PARADA CARDIORRESPIRATÓRIA. "QUANDO CHEGAMOS, ELE JÁ ESTAVA COM A PARADA. PROCURAMOS AGILIZAR A RETIRADA DELE E FIZEMOS TODA A REANIMAÇÃO DO OPERÁRIO", AFIRMA O TENENTE-CORONEL ISRAEL DOS SANTOS, DO CORPO DE BOMBEIROS. UM COLEGA DO OPERÁRIO, QUE TAMBÉM TRABALHAVA NA OBRA, CONTA QUE ELE E OS OUTROS TRABALHADORES ESTAVAM SEM PROTEÇÃO. "ESTÁVAMOS TRABALHANDO SEM EQUIPAMENTO DE SEGURANÇA, SEM ESCORAMENTO NA TERRA, SEM CAPACETE NEM NADA", DIZ.

36 BRASÍLIA/DF 04/11/2008 UMA HORA E MEIA DEPOIS DO DESLIZAMENTO DE TERRA QUE MATOU O OPERÁRIO, GENIVALDO REIS DE NOVAES, 34, A DEFESA CIVIL DECIDIU INTERDITAR O LOCAL E A CASA VIZINHA, EM FUNÇÃO DO SOLO DESCOBERTO E DA POSSIBILIDADE DA CHUVA CARREAR MASSAS DE TERRA E PROVOCAR O INÍCIO DE NOVO COLAPSO. POR SEGURANÇA, OS SEIS MORADORES TIVERAM QUE SAIR. ENTRE ELES, UMA SENHORA DE 93 ANOS. VOLTA E MEIA CAI OUTRA PANCADA DE TERRA. O QUE A GENTE ENTENDE? QUE HÁ RISCO. INCLUSIVE A DEFESA CIVIL AVISOU QUE NÓS ESTAMOS EM PERÍODO DE CHUVA, DIZ A APOSENTADA ELISA TEIXEIRA. GENIVALDO FICOU 20 MINUTOS SOTERRADO E FOI RESGATADO JÁ COM PARADA CARDIORRESPIRATÓRIA. A GENTE ESTAVA CAVANDO A TUBULAÇÃO, COM 3,20 METROS DE PROFUNDIDADE, PARA FAZER A VIGA DE CONCRETO. AÍ, NA HORA QUE ELE ESTAVA LIMPANDO POR BAIXO, O BARRANCO DE CIMA DESABOU. TODO MUNDO SE JUNTOU, CHAMOU OS BOMBEIROS, TODO MUNDO CAVANDO..., LEMBRA O OPERÁRIO ADILSON GOMES.

37 CURITIBA/PR 06/11/2008 NA MANHÃ DA QUINTA-FEIRA, 6, UM MURO DE APROXIMADAMENTE DOIS METROS CAIU SOBRE UM TRABALHADOR NO BAIRRO BIGORRILHO, EM CURITIBA/PR. A SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DO TRABALHO E EMPREGO NO PARANÁ (SRTE/PR) INTERDITOU PARTE DO CANTEIRO DE OBRAS QUE SERÁ LIBERADA APÓS A APRESENTAÇÃO DO PROJETO DE CONTENÇÃO DE TALUDES E PROTEÇÃO DE ESCAVAÇÕES. O TRABALHADOR FICOU COM AS PERNAS PRESAS EMBAIXO DOS ESCOMBROS DO MURO QUE CAIU E PASSA BEM. O CORPO DE BOMBEIROS FOI CHAMADO PARA RETIRAR A VÍTIMA, QUE FOI ENCAMINHADA AO HOSPITAL. A AUDITORA FISCAL DO TRABALHO LENITA STANKIEWICZ ESTEVE NO LOCAL. ELA DISSE ESTAR PREOCUPADA COM AS ESCAVAÇÕES DO CANTEIRO DE OBRAS. "ESTÃO MUITO PROFUNDAS, PODENDO OCASIONAR OUTRO ACIDENTE", PONDERA. SEGUNDO ELA, POR SORTE O TRABALHADOR NÃO MORREU E APARENTEMENTE PASSA BEM.

38 EU TENHO UM PRIMO QUE TRABALHA NA CONSTRUÇÃO CIVIL. ME CONTA COISAS, DIZ QUE EU TENHO QUE ESPERAR, ENTRE UMA CERVEJA E OUTRA SE LEMBRA DO ALUGUEL E ENTÃO ME EXPLICA COMO É FELIZ EU TENTO VER NOS OLHOS, SE ELE FALA A VERDADE, MAS ELE SE ESQUIVA, E DIZ QUE É SÓ CANSAÇO CÊ AINDA TEM MUITO QUE VIVER RENATO RUSSO (CONSTRUÇÃO CIVIL)

DEFESA CIVIL - ES. Recomendações Técnicas de Procedimentos Escavações. Facilitador: Roney Gomes Nascimento Eng.º Civil Subcoordenador de Operações

DEFESA CIVIL - ES. Recomendações Técnicas de Procedimentos Escavações. Facilitador: Roney Gomes Nascimento Eng.º Civil Subcoordenador de Operações DEFESA CIVIL - ES Recomendações Técnicas de Procedimentos Escavações Facilitador: Roney Gomes Nascimento Eng.º Civil Subcoordenador de Operações NR- 18 Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria

Leia mais

NR 33- NORMA REGULAMENTADORA DE SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS - IMPACTO INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO ARMANDO CAMPOS

NR 33- NORMA REGULAMENTADORA DE SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS - IMPACTO INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO ARMANDO CAMPOS NR 33- NORMA REGULAMENTADORA DE SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS - IMPACTO INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO 1 O MAIS ALTO VALOR DE QUALQUER SISTEMA PRODUTIVO É O HOMEM. É ELE QUE DETÉM EM SUA

Leia mais

NR 33 - SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS

NR 33 - SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS NR 33 - SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS INTRODUÇÃO A trigésima terceira Norma Regulamentadora do Ministério do Trabalho e Emprego denominada Segurança e Saúde nos Trabalhos em Espaços

Leia mais

SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS.

SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS. NR-33 SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS. 33.1 - Objetivo e Definição 33.1.1 - Esta Norma tem como objetivo estabelecer os requisitos mínimos para identificação de espaços confinados

Leia mais

MEDIDAS DE PROTEÇÃO COLETIVAS APLICÁVEIS NAS ESCAVAÇÕES E EM TUBULÕES A CÉU ABERTO E COM PRESSÃO HIPERBÁRICA. Antonio Pereira do Nascimento

MEDIDAS DE PROTEÇÃO COLETIVAS APLICÁVEIS NAS ESCAVAÇÕES E EM TUBULÕES A CÉU ABERTO E COM PRESSÃO HIPERBÁRICA. Antonio Pereira do Nascimento MEDIDAS DE PROTEÇÃO COLETIVAS APLICÁVEIS NAS ESCAVAÇÕES E EM TUBULÕES A CÉU ABERTO E COM PRESSÃO HIPERBÁRICA Antonio Pereira do Nascimento ACIDENTES DO TRABALHO Eventos: súbitos, indesejáveis, que ocorrem

Leia mais

Espaço Confinado o que você precisa saber para se proteger de acidentes?

Espaço Confinado o que você precisa saber para se proteger de acidentes? Espaço Confinado o que você precisa saber para se proteger de acidentes? Publicado em 13 de outubro de 2011 Por: Tônia Amanda Paz dos Santos (a autora permite cópia, desde que citada a fonte e/ou indicado

Leia mais

- NORMA REGULAMENTADORA Nº 33 SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS

- NORMA REGULAMENTADORA Nº 33 SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS - ORMA REGULAMETADORA º 33 EGURAÇA E AÚDE O TRABALHO EM EPAÇO COFIADO Aprovada pela Portaria MTE/GM nº 202 - DOU 27/12/2006. 33.1 - Objetivo e Definição 33.1.1 - Esta orma tem como objetivo estabelecer

Leia mais

Cópia Não-Controlada

Cópia Não-Controlada Página 1 de 6 Tipo de Documento Formulário Empresarial - Recursos Humanos Título do Documento Análise Preliminar de Riscos Número e Versão do Documento Fase Elaborado por FE-RH0001 - V.1 Vigente Walnei

Leia mais

Estatística de acidentes, BRASIL -2008

Estatística de acidentes, BRASIL -2008 Estatística de acidentes, BRASIL -2008 FONTE: PREVIDÊNCIA SOCIAL Total... 764.333 Óbitos... 2.757 Letalidade por 1.000 acidentes... 3,60 Indústria da Construção Total... 50.893 Óbitos... 356 Letalidade

Leia mais

GASES PERIGOSOS NOS ESPAÇOS CONFINADOS

GASES PERIGOSOS NOS ESPAÇOS CONFINADOS GASES PERIGOSOS NOS ESPAÇOS CONFINADOS Nos diversos ambientes, muitos deles existentes no subsolo, como galerias, esgotos, os porões nas edificações, tanques etc., pela natureza de seus projetos e finalidades,

Leia mais

Inclui no "Ementário - Elementos para Lavratura de Autos de Infração" as ementas referentes à Norma Regulamentadora nº 33

Inclui no Ementário - Elementos para Lavratura de Autos de Infração as ementas referentes à Norma Regulamentadora nº 33 SIT - Portaria nº 39/2008 25/2/2008 PORTARIA SIT Nº 39, DE 21 DE FEVEREIRO DE 2008 DOU 25.02.2008 Inclui no "Ementário - Elementos para Lavratura de Autos de Infração" as ementas referentes à Norma Regulamentadora

Leia mais

Acidentes : Conhecer para não repetir. Soterramento por Grãos

Acidentes : Conhecer para não repetir. Soterramento por Grãos Soterramento por Grãos 1 Ao tomar conhecimento da notícia sobre a morte do trabalhador que foi soterrado em silo de grãos no porto graneleiro da capital, Porto Velho, o Ministério Público do Trabalho (MPT),

Leia mais

PREPARANDO VOCÊ!!! PARA O MERCADO DE TRABALHO

PREPARANDO VOCÊ!!! PARA O MERCADO DE TRABALHO PREPARANDO VOCÊ!!! PARA O MERCADO DE TRABALHO Trabalho em Espaço Confinado EMENTA: Introdução a requisitos mínimos a norma em espaço confinado, identificação e reconhecimento, avaliação, monitoramento

Leia mais

Seminário CBCS Inauguração do Comitê Temático Gerenciamento de Riscos Ambientais Riscos no Ambiente de Trabalho no Setor de Construção Civil Elisabete Poiani Delboni HISTÓRICO DA CONSTRUÇÃO Construção

Leia mais

TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS NA COMGAS AGOSTO/02

TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS NA COMGAS AGOSTO/02 TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS NA COMGAS AGOSTO/02 Sistema de Gerenciamento de SSM na Comgás Liderança e Comprometimento Política e Objetivos Estratégicos Organização, Responsabilidades, Recursos, Padrões

Leia mais

CONTEÚDO DO TRABALHO. Introdução e visão geral; NR-18 : PCMAT e PPRA;

CONTEÚDO DO TRABALHO. Introdução e visão geral; NR-18 : PCMAT e PPRA; Introdução e visão geral; NR-18 : PCMAT e PPRA; CONTEÚDO DO TRABALHO Doenças ocupacionais e riscos da construção civil; Quedas; Choque elétrico; Soterramento. A construção é um dos ramos mais antigos do

Leia mais

Mãos e dedos. atenção. Risco de: Esmagamentos Escoriações Cortes Amputações Fraturas

Mãos e dedos. atenção. Risco de: Esmagamentos Escoriações Cortes Amputações Fraturas Mãos e dedos Risco de: Esmagamentos Escoriações Cortes Amputações Fraturas Nenhum empregado foi exposto ao perigo para produzir esse material. As fotos simulam possíveis situações de risco no seu dia de

Leia mais

INSTRUÇÃO DE TRABALHO

INSTRUÇÃO DE TRABALHO PÁG. 1/11 1. OBJETIVO Identificar os riscos envolvidos em cada passo da tarefa, estabelecer salvaguardas que garantam a eliminação ou controle dos riscos identificados. Essa ferramenta deve ser utilizada

Leia mais

FICHAS DE PROCEDIMENTO PREVENÇÃO DE RISCOS

FICHAS DE PROCEDIMENTO PREVENÇÃO DE RISCOS PP. 1/6 FICHAS DE PROCEDIMENTO PREVENÇÃO DE RISCOS 1 TAREFA ABERTURA DE CABOUCOS PARA MACIÇOS DE FUNDAÇÃO 2 DESCRIÇÃO A construção dos maciços de fundação para os pórticos e torres metálicas das linhas

Leia mais

6.1 Conceitos Gerais de Trabalho em Altura Carga Horária: 4 horas

6.1 Conceitos Gerais de Trabalho em Altura Carga Horária: 4 horas 6.1 Conceitos Gerais de Trabalho em Altura Carga Horária: 4 horas 1. Conceitos e práticas gerais de trabalho em altura a. O conceito de altura b. O trabalho em altura 2. Tipos de recursos utilizados 3.

Leia mais

Aula 4. Noções de Prevenção de Trabalho em Altura, Eletricidade e Espaço Confinado. META DA AULA OBJETIVOS

Aula 4. Noções de Prevenção de Trabalho em Altura, Eletricidade e Espaço Confinado. META DA AULA OBJETIVOS Aula 4 Noções de Prevenção de Trabalho em Altura, Eletricidade e Espaço META DA AULA Adquirir noções básicas sobre Trabalho em Altura, Eletricidade e Espaço OBJETIVOS Ao final desta aula, você deverá ser

Leia mais

NR.33 Segurança e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados

NR.33 Segurança e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados NR.33 Segurança e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados O objetivo desta NR é estabelecer os requisitos mínimos para identificação de espaços confinados e o reconhecimento, avaliação, monitoramento

Leia mais

Aplicação da NR-33 nos espaços confinados dos canteiros de obra e frentes de trabalho. Eng. Sérgio Augusto Garcia AFT SRTE/RS - MTE

Aplicação da NR-33 nos espaços confinados dos canteiros de obra e frentes de trabalho. Eng. Sérgio Augusto Garcia AFT SRTE/RS - MTE Aplicação da NR-33 nos espaços obra e frentes de trabalho Eng. Sérgio Augusto Garcia AFT SRTE/RS - MTE Porto Alegre, 28 de Maio de 2010 TÓPICOS Definição de espaço confinado Espaços confinados na construção

Leia mais

Desafios da. Espaços Confinados. Ricardo Pereira de Mattos / Engenheiro de Segurança do Trabalho

Desafios da. Espaços Confinados. Ricardo Pereira de Mattos / Engenheiro de Segurança do Trabalho Desafios da NR-33 Segurança a e Saúde em Espaços Confinados Ricardo Pereira de Mattos / Engenheiro de Segurança do Trabalho Ricardo Pereira de Mattos Engenheiro Eletricista (UFRJ) Engenheiro de Segurança

Leia mais

engº Gianfranco Pampalon Auditor fiscal do trabalho

engº Gianfranco Pampalon Auditor fiscal do trabalho engº Gianfranco Pampalon Auditor fiscal do trabalho OIT - 2003 Anualmente ocorrem 270 milhões de acidentes de trabalho 2.000.000 são fatais. 740.000 a.t. /dia - 9 /segundo 5.500 a.t. fatais/dia - 4/minuto

Leia mais

TOMO II SUMÁRIO DO ESTUDO DE IMPACTO AMBIENTAL EIA

TOMO II SUMÁRIO DO ESTUDO DE IMPACTO AMBIENTAL EIA TOMO II SUMÁRIO DO ESTUDO DE IMPACTO AMBIENTAL EIA 5. IDENTIFICAÇÃO E AVALIAÇÃO DOS IMPACTOS AMBIENTAIS 5.1 5.1. METODOLOGIA 5.1 5.2. IDENTIFICAÇÃO DOS IMPACTOS AMBIENTAIS 5.3 5.3. DESCRIÇÃO DOS IMPACTOS

Leia mais

GERENCIAMENTO DE SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS: APLICAÇÃO DA NR-33 EM SILOS

GERENCIAMENTO DE SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS: APLICAÇÃO DA NR-33 EM SILOS ISSN 1984-9354 GERENCIAMENTO DE SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS: APLICAÇÃO DA NR-33 EM SILOS Marcelo Zago (UTFPR) Rodrigo Eduardo Catai (UTFPR) Rosemara Santos Deniz Amarilla (UTFPR)

Leia mais

Núcleo de Pós-Graduação Pitágoras Escola Satélite. Curso de Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho

Núcleo de Pós-Graduação Pitágoras Escola Satélite. Curso de Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho Núcleo de Pós-Graduação Pitágoras Escola Satélite Curso de Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho DISCIPLINA: Prevenção e Controle de Riscos em Máquinas, Equipamentos e Instalações Aula

Leia mais

GESMS. Gerência de Engenharia, Saúde, Meio Ambiente e Segurança. Prevencionista da SMS EM OBRAS

GESMS. Gerência de Engenharia, Saúde, Meio Ambiente e Segurança. Prevencionista da SMS EM OBRAS Análise Prevencionista da Tarefa - APT SMS EM OBRAS INTRODUÇÃO Nos slides a seguir, estamos divulgando a APT que é uma ferramenta que complementa a AST, analisando o passo a passo e pontos de atenção das

Leia mais

ESPAÇOS CONFINADOS LIVRETO DO TRABALHADOR O QUE É ESPAÇO CONFINADO? ONDE É ENCONTRADO O ESPAÇO CONFINADO? ONDE É ENCONTRADO O ESPAÇO CONFINADO?

ESPAÇOS CONFINADOS LIVRETO DO TRABALHADOR O QUE É ESPAÇO CONFINADO? ONDE É ENCONTRADO O ESPAÇO CONFINADO? ONDE É ENCONTRADO O ESPAÇO CONFINADO? ESPAÇOS CONFINADOS LIVRETO DO TRABALHADOR NR 33 Segurança e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva Ministro de Trabalho e Emprego Carlos Lupi FUNDACENTRO

Leia mais

ESPAÇOS CONFINADOS LIVRETO DO TRABALHADOR. NR 33 Segurança e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados

ESPAÇOS CONFINADOS LIVRETO DO TRABALHADOR. NR 33 Segurança e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados ESPAÇOS CONFINADOS LIVRETO DO TRABALHADOR NR 33 Segurança e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva Ministro de Trabalho e Emprego Carlos Lupi FUNDACENTRO

Leia mais

Planejamento de canteiros, gerenciamento de obras, lista de verificação

Planejamento de canteiros, gerenciamento de obras, lista de verificação Registro fotográfico fico Planejamento de canteiros, gerenciamento de obras, lista de verificação Armazenamento de materiais (areia) Contenção lateral Cobertura com lona plástica Profa. Geilma L. Vieira

Leia mais

CURSO BÁSICO DE SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES E SERVIÇOS EM ELETRICIDADE

CURSO BÁSICO DE SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES E SERVIÇOS EM ELETRICIDADE FUNCIONAMENTO DO CURSO O curso terá duração de 40 horas/aula, composto pelos seguintes módulos: MÓDULO h/a Entendimento da NR-10 4 Análise de Riscos 4 Prevenção Combate a Incêndio e Atmosfera Explosiva

Leia mais

FUNDAÇÕES PROFUNDAS TUBULÕES A CÉU ABERTO E A AR COMPRIMIDO

FUNDAÇÕES PROFUNDAS TUBULÕES A CÉU ABERTO E A AR COMPRIMIDO FUNDAÇÕES PROFUNDAS TUBULÕES A CÉU ABERTO E A AR COMPRIMIDO Introdução TUBULÕES Tubulão é um tipo de fundação profunda, caracterizado por transmitir a carga da estrutura ao solo resistente, por compressão

Leia mais

www.colabortreinamentos.com.br (31) 3059-5141 (341

www.colabortreinamentos.com.br (31) 3059-5141 (341 www.colabortreinamentos.com.br (31) 3059-5141 (341 APRESENTAÇÃO COLABOR A COLABOR Consultoria e Treinamentos é uma empresa de soluções para aumento de performance para PROFISSIONAIS E EMPRESAS. Nossas

Leia mais

Resgate em Espaços Confinados

Resgate em Espaços Confinados 1/13 1. FINALIDADE 1.1. Estabelecer os requisitos mínimos para identificação de espaços confinados e o reconhecimento, avaliação, monitoramento e controle dos riscos existentes; 1.2. Garantir permanentemente

Leia mais

A GESTÃO DA SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO UMA NOVA ABORDAGEM DE GESTÃO

A GESTÃO DA SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO UMA NOVA ABORDAGEM DE GESTÃO por A GESTÃO DA SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO UMA NOVA ABORDAGEM DE GESTÃO por Resolução do Conselho 2002/C161/01 Nova Estratégia Comunitária de Saúde e Segurança (2002 2006) Redução dos Acidentes de Trabalho

Leia mais

FICHAS DE PROCEDIMENTO PREVENÇÃO DE RISCOS

FICHAS DE PROCEDIMENTO PREVENÇÃO DE RISCOS PP. 1/9 FICHAS DE PROCEDIMENTO PREVENÇÃO DE RISCOS 1 TAREFA ABERTURA DE VALAS OU TRINCHEIRAS 2 DESCRIÇÃO Nos trabalhos realizados em valas ocorrem com frequência acidentes graves e fatais devido principalmente

Leia mais

DIRETRIZES GERAIS REFERENTE À SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHO PARA EMPRESAS CONTRATADAS

DIRETRIZES GERAIS REFERENTE À SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHO PARA EMPRESAS CONTRATADAS DIRETRIZES GERAIS REFERENTE À SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHO PARA EMPRESAS CONTRATADAS 1) OBJETO 1.1) As diretrizes aqui apresentadas tem o objetivo de instruir as empresas contratadas pela, UNILA, quanto

Leia mais

a) garantir a efetiva implementação das medidas de proteção estabelecidas nesta Norma;

a) garantir a efetiva implementação das medidas de proteção estabelecidas nesta Norma; TRABALHO EM ALTURA 36.1 Objetivo e Campo de Aplicação 36.1 Objetivo e Definição 36.1.1 Esta Norma tem como objetivo estabelecer os requisitos mínimos e as medidas de proteção para o trabalho em altura,

Leia mais

DEFESA DEFESA CIVIL CIVIL

DEFESA DEFESA CIVIL CIVIL DEFESA CIVIL Dicas de Segurança Governo do Estado do Rio Grande do Sul Gabinete de Governo - Casa Militar Prefeitura Municipal de Balneário Pinhal Coordenadoria Estadual de Defesa Civil Coordenadoria Municipal

Leia mais

E NOS TRAB E NOS TR ALHOS EM

E NOS TRAB E NOS TR ALHOS EM SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS DEZ/2014 1 ÍNDICE Objetivo Definição... 04 Oque É Espaço Confinado... 05 Onde É Encontrado O Espaço Confinado... 06 Quais São Os Tipos De Trabalhos

Leia mais

JL PLASMA DO BRASIL LTDA

JL PLASMA DO BRASIL LTDA 2011 JL PLASMA DO BRASIL LTDA [PROCEDIMENTOS TÉCNICOS DE SEGURANÇA EM ESCAVAÇÕES A CÉU ABERTO UTILIZANDO A CÁPSULA EXPANSIVA CS PLASMA] Esta relação de procedimentos técnicos dispõe sobre as medidas de

Leia mais

RESPIRAÇÃO NOS ESPAÇOS CONFINADOS OS PROBLEMAS DA. Como trabalhar com segurança nos espaços confinados e evitar acidentes de consequências graves.

RESPIRAÇÃO NOS ESPAÇOS CONFINADOS OS PROBLEMAS DA. Como trabalhar com segurança nos espaços confinados e evitar acidentes de consequências graves. www.racconet.com.br n 32 seu informativo de segurança Infoseg n 32 OS PROBLEMAS DA RESPIRAÇÃO NOS ESPAÇOS CONFINADOS Como trabalhar com segurança nos espaços confinados e evitar acidentes de consequências

Leia mais

CURSOS MINISTRADOS PELA TREINAMENTOS & BRIGADA CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CURSOS MINISTRADOS PELA TREINAMENTOS & BRIGADA CONTEÚDO PROGRAMÁTICO CURSOS MINISTRADOS PELA TREINAMENTOS & BRIGADA Item Treinamentos C/H 01 Brigada de Incêndio 12 h/a 02 Brigada de Incêndio 16 h/a 03 Primeiros Socorros 08 h/a 04 Trabalho em Altura 08 h/a 05 CIPA 20 h/a

Leia mais

ACIDENTES E RISCOS QUÍMICOS EM ESPAÇOS CONFINADOS

ACIDENTES E RISCOS QUÍMICOS EM ESPAÇOS CONFINADOS IX SINESC - Seminário Nacional de Segurança e Higiene do Trabalho em Espaços Confinados ACIDENTES E RISCOS QUÍMICOS EM ESPAÇOS CONFINADOS José Possebon FUNDACENTRO - CTN 08/10/2010 ESPAÇOS CONFINADOS Essa

Leia mais

CURSO FORMAÇÃO DE BOMBEIRO PROFISSIONAL CIVIL

CURSO FORMAÇÃO DE BOMBEIRO PROFISSIONAL CIVIL 410h/a MÓDULO I - INTRODUÇÃO Aula Inaugural Materiais e Equipamentos Introdução ao Gerenciamento de Emergências/Acidentes Históricos Segurança no Trabalho Saúde Ocupacional O profissional BPC EPI e EPR

Leia mais

Governador do Estado do Rio de Janeiro. Secretário de Estado de Trabalho e Renda

Governador do Estado do Rio de Janeiro. Secretário de Estado de Trabalho e Renda Governador do Estado do Rio de Janeiro Sérgio Cabral Secretário de Estado de Trabalho e Renda Sergio Zveiter Superintendência de Saúde, Segurança e Ambiente do Trabalho Engenheiro de Segurança do Trabalho

Leia mais

Implantação da NR 35 nos canteiros de obras

Implantação da NR 35 nos canteiros de obras SEMINÁRIO GESTÃO DE SEGURANÇA E SAÚDE NOS CANTEIROS DE OBRA Implantação da NR 35 nos canteiros de obras BH 17/08/2012 Atividades dos Trabalhos em Altura Construção civil Taludes e Telhados Telecomunicações

Leia mais

Segurança Brigada de incêndio. Brigada de incêndio florestal. CIPA. Combate a incêndios Noções básicas. Consignação de equipamentos. Direção defensiva. Metodologia de análise de risco. Metodologia de investigação

Leia mais

ALTO POTENCIAL DE RISCOS DE ACIDENTES

ALTO POTENCIAL DE RISCOS DE ACIDENTES 1 O QUE É ESPAÇO CONFINADO? CARACTERÍSTICAS VOLUME CAPAZ DE PERMITIR A ENTRADA DE EMPREGADOS LIMITAÇÕES E RESTRIÇÕES PARA ENTRADA E SAIDA DE PESSOAL NÃO E PROJETADO PARA OCUPAÇÃO CONTÍNUA POSSUI, EM GERAL,

Leia mais

NR 31 - NORMA REGULAMENTADORA DE SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS

NR 31 - NORMA REGULAMENTADORA DE SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS PORTARIA N.º 30, DE 22 DE OUTUBRO DE 2002 Divulgar para consulta pública a proposta de texto de criação da Norma Regulamentadora N. º 31 Segurança e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados. A SECRETÁRIA

Leia mais

Blog Segurança do Trabalho WWW.BLOGSEGURANCADOTRABALHO.COM.BR

Blog Segurança do Trabalho WWW.BLOGSEGURANCADOTRABALHO.COM.BR NOME DA EMPRESA CHECK LIST - NORMA REGULAMENTADORA Nº 10 Empresa: Inspetor (es): Data da Inspeção: / / Responsável pelo Local de Trabalho / Setor: Local de Trabalho / Setor: ITENS DESCRIÇÃO SIM DA INSPEÇÃO

Leia mais

NR35. Todo trabalho em altura começa no solo. Portaria SIT nº313/12 TRABALHO EM ALTURA

NR35. Todo trabalho em altura começa no solo. Portaria SIT nº313/12 TRABALHO EM ALTURA Portaria SIT nº313/12 Todo trabalho em altura começa no solo OBJETIVO DO CURSO Promover a capacitação dos trabalhadores que realizam trabalhos em altura, no que diz respeito a prevenção de acidentes no

Leia mais

TRABALHOS EM ALTURA. Nicolau Bello / Jorge C. Martos. Setor Prevenção de Riscos Laborais email:- nicobelo@hotmail.com. Autor: Nicolau Bello

TRABALHOS EM ALTURA. Nicolau Bello / Jorge C. Martos. Setor Prevenção de Riscos Laborais email:- nicobelo@hotmail.com. Autor: Nicolau Bello TRABALHOS EM ALTURA Nicolau Bello / Jorge C. Martos Setor Prevenção de Riscos Laborais email:- nicobelo@hotmail.com 1 nicobelo@hotmail.com Introdução Define-se trabalho em altura aqueles que são executados

Leia mais

Higiene e segurança no trabalho

Higiene e segurança no trabalho Higiene e segurança no trabalho Mourão Saldanha E-mail: veniciopaulo@gmail.com / Site: www.veniciopaulo.com ESPAÇOS CONFINADOS LIVRETO DO TRABALHADOR NR 33 Segurança e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados

Leia mais

São Paulo, 29/03/2014 - Um operário caiu de uma altura de oito metros e foi encaminhado a um hospital na manhã deste sábado nas obras do Itaquerão,

São Paulo, 29/03/2014 - Um operário caiu de uma altura de oito metros e foi encaminhado a um hospital na manhã deste sábado nas obras do Itaquerão, São Paulo, 29/03/2014 - Um operário caiu de uma altura de oito metros e foi encaminhado a um hospital na manhã deste sábado nas obras do Itaquerão, estádio do Corinthians que vai receber a partida de abertura

Leia mais

08/08/2013 MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO. Deuteronômios 22.8

08/08/2013 MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO. Deuteronômios 22.8 MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO Deuteronômios 22.8 09/08/2013 Quando edificares uma casa nova, farás um parapeito, no eirado (terraço), para que não ponhas culpa de sangue na tua casa, se alguém de algum

Leia mais

SESMT SERVIÇOS ESPECIALIZADOS EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E EM MEDICINA DO TRABALHO.

SESMT SERVIÇOS ESPECIALIZADOS EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E EM MEDICINA DO TRABALHO. EMPRESA Conforme o Art. 157 da CLT - Consolidação das Leis Trabalhistas Cabe às empresas: Cumprir e fazer cumprir as normas de segurança e medicina do trabalho; Instruir os empregados, através de ordens

Leia mais

Riscos na Atividades dos Trabalhadores

Riscos na Atividades dos Trabalhadores AMBIENTES CONFINADOS FUNDACENTRO São Paulo 15/12/2010 Riscos na Atividades dos Trabalhadores João Batista Amancio Auditor Fiscal Médico do Trabalho MTE SRTE / SP GRTE em Campinas ESPAÇOS CONFINADOS LIVRETO

Leia mais

PREV FIRE TREINAMENTOS TV. AGRIPINA DE MATOS, 2090, SANTARÉM - PA SITE:

PREV FIRE TREINAMENTOS TV. AGRIPINA DE MATOS, 2090, SANTARÉM - PA SITE: PREV FIRE TREIMENTOS TV. AGRIPI DE MATOS, 2090, SANTARÉM - PA OBJETIVO DO CURSO Promover a formação da brigada de incêndio, com técnicas, competências, habilidades e valores visando oferecer capacitação

Leia mais

Relatório de Inspeção

Relatório de Inspeção Relatório de Inspeção Obra: Recuperação do sistema de bondes de Santa Teresa Local: Rua Joaquim Murtinho, Santa Teresa, Rio de Janeiro-RJ Executante: Consórcio Elmo-Azvi Gerente da Obra: Sr. Angel Técnico

Leia mais

Segurança do Trabalho no Canteiro de Obras PARTE 2

Segurança do Trabalho no Canteiro de Obras PARTE 2 Segurança do Trabalho no Canteiro de Obras PARTE 2 Equipamento de Proteção Coletiva (EPC): 2 Áreas vazadas: Equipamento de Proteção Coletiva (EPC) 18.13.1. É obrigatória a instalação de proteção coletiva

Leia mais

TÍTULO DA APRESENTAÇÃO 11 de fevereiro de 2013. Saúde e Segurança na agricultura

TÍTULO DA APRESENTAÇÃO 11 de fevereiro de 2013. Saúde e Segurança na agricultura TÍTULO DA APRESENTAÇÃO Saúde e Segurança na agricultura TÍTULO DA APRESENTAÇÃO TÍTULO DA APRESENTAÇÃO DEVERES GERAIS DO EMPREGADOR DEVERES GERAIS DO TÍTULO EMPREGADOR DA APRESENTAÇÃO Admissão de trabalhadores

Leia mais

NOVA NORMA REGULAMETADORA NR10 SEGURANÇA EM SERVIÇOS E INSTALAÇÕES ELÉTRICAS NOVA NR-10 SEGURANÇA EM SERVIÇOS E INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

NOVA NORMA REGULAMETADORA NR10 SEGURANÇA EM SERVIÇOS E INSTALAÇÕES ELÉTRICAS NOVA NR-10 SEGURANÇA EM SERVIÇOS E INSTALAÇÕES ELÉTRICAS NOVA NR-10 SEGURANÇA EM SERVIÇOS E INSTALAÇÕES ELÉTRICAS NOVA NORMA REGULAMETADORA NR10 Dispõe sobre as diretrizes básicas para a implementação de medidas de controle e sistemas preventivos, destinados

Leia mais

O leque de nossas possibilidades profissionais

O leque de nossas possibilidades profissionais O perfil da empresa O leque de nossas possibilidades profissionais Perfuração & Explosão Jens Weiss Ltda É uma empresa especializada em serviços de preparação e execução de explosão de todos os tipos.

Leia mais

IBP475_03 SEGURANÇA EM ESCAVAÇÕES Walter Manoel Ribeiro 1. Abstract

IBP475_03 SEGURANÇA EM ESCAVAÇÕES Walter Manoel Ribeiro 1. Abstract SEGURANÇA EM ESCAVAÇÕES Walter Manoel Ribeiro 1 Copyright 003, Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás - IBP Este Trabalho Técnico foi preparado para apresentação na Rio Pipeline Conference & Exposition

Leia mais

Material do curso PPRA EXPERT Apostila do aluno

Material do curso PPRA EXPERT Apostila do aluno PPRA MANUAL PRÁTICO PARA ELABORAÇÃO FORMULÁRIO PARA RECONHECIMENTO DOS RISCOS AMBIENTAIS Material do curso PPRA EXPERT Apostila do aluno RECONHECIMENTO DOS RISCOS AMBIENTAIS Esse Formulário deve ser aplicado

Leia mais

Procedimento Operacional N do procedimento: PO 037

Procedimento Operacional N do procedimento: PO 037 1/ 11 Nº revisão Descrição da Revisão 00 Elaboração inicial do documento 01 Revisão anual conforme Norma Regulamentadora 33 Alteração nos envolvidos para análise e aprovação. Demais envolvidos na análise

Leia mais

Conheça nossos Serviços

Conheça nossos Serviços BEM VINDO! Oferecemos completa Assessoria e Consultoria nos aspectos legais, técnicos e normativos relacionados à quaisquer serviços de SEGURANÇA, SAÚDE E MEDICINA DO TRABALHO. Conheça nossos Serviços

Leia mais

Avaliação Serviço em Eletricidade Básica- NR10

Avaliação Serviço em Eletricidade Básica- NR10 Empresa: Instrutor: Nome: DATA: Questões: 01- A NR10 Instalação e Serviços de eletricidade fixam as condições mínimas exigíveis para garantir a segurança dos empregados que trabalha em instalações elétricas,

Leia mais

Anexo 3 - Questionário específico - construção

Anexo 3 - Questionário específico - construção Anexo 3 - Questionário específico - construção 85 Empresa: Morada: Localidade: Cód. Postal: Distrito: Telefone: NIF: Código de CAE-Rev. 2/92: Actividade principal da empresa: Categoria da Actividade: Número

Leia mais

REGISTRO DE ATIVIDADES DO PROCESSO - RAP

REGISTRO DE ATIVIDADES DO PROCESSO - RAP .1.1.30 NOME: TRABALHOS COM ESCAVAÇÃO (ABERTURA E FECHAMENTO DE VALA) E ESCORAMENTO Como desenvolve a atividade Cargo Periodicidade ST/GEAP 6.1.30.1 Acatar as Considerações Gerais e Aspectos Legas (NR

Leia mais

ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas NB ENTRADA EM ESPAÇO CONFINADO

ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas NB ENTRADA EM ESPAÇO CONFINADO ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas OBJETIVO E APLICAÇÃO: NB ENTRADA EM ESPAÇO CONFINADO Os requerimentos desta norma são destinados à proteção local e dos trabalhadores contra os riscos de entrada

Leia mais

Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção

Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção Por que eu devo utilizar equipamentos de segurança e onde encontrá-los? Os Equipamentos de Proteção Individual (EPI) foram feitos para evitar

Leia mais

Sistema de Gestão da Qualidade: NBR ISO 9001 Ficha de Segurança de Produto: LAB TIN 3104

Sistema de Gestão da Qualidade: NBR ISO 9001 Ficha de Segurança de Produto: LAB TIN 3104 Código: FSP-261 Revisão: 1 Página: 1/5 1 Informação do produto e da empresa Nome do produto: LAB TIN 3104 Nome da empresa: Lab Analítica e Ambiental Ltda. Endereço: Rodovia Geraldo Scavone, 2300 Condomínio

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. Curso NR-10 Atualização do básico em segurança, instalações e serviços com eletricidade CONTROLE DE REVISÕES

TERMO DE REFERÊNCIA. Curso NR-10 Atualização do básico em segurança, instalações e serviços com eletricidade CONTROLE DE REVISÕES TERMO DE REFERÊNCIA CONTROLE DE REVISÕES Curso NR-10 Atualização do básico em segurança, instalações e serviços com eletricidade ELABORADO: Lilian Cristina B. Ribeiro MATRÍCULA: 11861-36 RUBRICA: VALIDADO:

Leia mais

O maior e mais bem equipado centro de treinamentos para Brigadistas, Socorristas e Segurança do Trabalho.

O maior e mais bem equipado centro de treinamentos para Brigadistas, Socorristas e Segurança do Trabalho. O maior e mais bem equipado centro de treinamentos para Brigadistas, Socorristas e Segurança do Trabalho. BRIGADA DE INCÊNDIO - NR 23 Lei federal nº 6514/77, da Portaria nº 3214/78 através da NR 23; NBR

Leia mais

Trabalhos em Altura com a Utilização de Cadeira Suspensa (Balancim)

Trabalhos em Altura com a Utilização de Cadeira Suspensa (Balancim) PROCEDIMENTO DE SMS Trabalhos em Altura com a Utilização de Cadeira Suspensa (Balancim) PR-99-993-CPG-009 Revisão: 00 Aprovação: 30/05/2014 Página: 1/7 1. OBJETIVO Estabelecer requisitos de segurança para

Leia mais

SGA. Introdução. Qualidade SGA ISO 14001. SGA por Níveis. Sistemas. Integrados. Sistemas. Sustentáveis. Casos. Prática SGA. Introdução.

SGA. Introdução. Qualidade SGA ISO 14001. SGA por Níveis. Sistemas. Integrados. Sistemas. Sustentáveis. Casos. Prática SGA. Introdução. por A GESTÃO DA SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO UMA NOVA ABORDAGEM DE GESTÃO por Legislação aplicada no âmbito de S.H.S.T. Prescrições mínimas de segurança e saúde sobre os componentes materiais do Trabalho

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O Nº 02/2012

R E S O L U Ç Ã O Nº 02/2012 ÍNDICE DE REVISÕES Rev. 0 EMISSÃO INICIAL DESCRIÇÃO E/OU FOLHAS ATINGIDAS Rev. 0 Rev. 1 Rev. 2 Rev. 3 DATA: 13 dez 2011 ELABORAÇÃO: Vancler Pinto Marcos Santos VERIFICAÇÃO: Élbio APROVAÇÃO: Márcia Rosa

Leia mais

1. As Actividades do Técnico de Higiene e Segurança

1. As Actividades do Técnico de Higiene e Segurança BOAS PRÁTICAS PREVENTIVAS PORTUCEL - Fábrica de Cacia Paula Lima (Técnico Sup. HST) 100505PL1P 1. As Actividades do Técnico de Higiene e Segurança ENQUADRAMENTO LEGAL Ver em pormenor no Artº 98º da DL

Leia mais

Acidentes de Trabalho Mortais

Acidentes de Trabalho Mortais 2012 Acidentes de Trabalho Mortais Lista de Acidentes de Trabalho Mortais janeiro a abril de 2012 Nota Pretende-se com este suporte informativo registar as ocorrências de acidentes de trabalho mortais

Leia mais

Segurança e Saúde no Trabalho Professor Flávio Nunes

Segurança e Saúde no Trabalho Professor Flávio Nunes O Ministério do Trabalho e Emprego publicou, em 09/05/2013, a Portaria 644, que alterou os itens 18.6, 18.14 e 18.17 da Norma Regulamentadora nº 18. O item 18.6 trata de Escavação, Fundações e Desmontes

Leia mais

Riscos adicionais. Riscos adicionais. Altura COMISSÃO TRIPARTITE PERMANENTE DE NEGOCIAÇÃO DO SETOR ELETRICO NO ESTADO DE SP - 1

Riscos adicionais. Riscos adicionais. Altura COMISSÃO TRIPARTITE PERMANENTE DE NEGOCIAÇÃO DO SETOR ELETRICO NO ESTADO DE SP - 1 Riscos adicionais Riscos adicionais De altura; De ambientes confinados; De áreas classificadas; De umidade; Condições atmosféricas; Ataque de animais peçonhentos/domésticos. Altura Trabalho em altura é

Leia mais

Diretrizes para as Ações de Capacitação Definidas pela Instrução de RAC

Diretrizes para as Ações de Capacitação Definidas pela Instrução de RAC VALER - EDUCAÇÃO VALE Diretrizes para as Ações de Capacitação Definidas pela Instrução de RAC REQUISITOS DE ATIVIDADES CRÍTICAS Caros empregados e terceirizados, A Vale tem o Respeito à vida como um de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas DECIV Patologia das Construções. Patologia das Fundações

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas DECIV Patologia das Construções. Patologia das Fundações UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas DECIV Patologia das Construções Patologia das Fundações ETAPAS IMPORTANTES: Determinar o número de furos de sondagem, bem como a sua localização; Analisar

Leia mais

Curso Técnico Segurança do Trabalho. Introdução a Segurança do Trabalho Módulo Único

Curso Técnico Segurança do Trabalho. Introdução a Segurança do Trabalho Módulo Único Curso Técnico Segurança do Trabalho Introdução a Segurança do Trabalho Módulo Único SeÄÅo IX Das InstalaÄÉes ElÑtricas Art. 179 - O Ministério do Trabalho disporá sobre as condições de segurança e as medidas

Leia mais

O que é APR (Análise Preliminar de Risco)? Objetivos da APR Entre os principais objetivos da análise preliminar de risco, podemos destacar:

O que é APR (Análise Preliminar de Risco)? Objetivos da APR Entre os principais objetivos da análise preliminar de risco, podemos destacar: O que é APR (Análise Preliminar de Risco)? A expressão APR significa Análise Preliminar de Risco é muito utilizada no dia-a-dia dos profissionais da área de segurança e saúde do trabalho. APR é uma técnica

Leia mais

HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO Segundo a OMS, a verificação de condições de Higiene e Segurança consiste num estado de bem-estar estar físico, mental e social e não somente a ausência de doença e enfermidades.

Leia mais

Antes de abrir uma vala, consulte a Comgás

Antes de abrir uma vala, consulte a Comgás cartilha ppd final imagem 2/24/06 6:12 PM Page 1 Antes de abrir uma vala, consulte a Comgás 08000 110 197 cadastroderede@comgas.com.br Companhia de Gás de São Paulo Rua das Olimpíadas, 205-10º andar (recepção)

Leia mais

NORMA TÉCNICA N o 25 MEDIDAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO EM SUBESTAÇÕES ELÉTRICAS

NORMA TÉCNICA N o 25 MEDIDAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO EM SUBESTAÇÕES ELÉTRICAS ANEXO XXV AO DECRETO N o 3.950, de 25 de janeiro de 2010. NORMA TÉCNICA N o 25 MEDIDAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO EM SUBESTAÇÕES ELÉTRICAS 1. OBJETIVO Esta Norma Técnica estabelece as medidas de segurança

Leia mais

FICHAS DE PROCEDIMENTO PREVENÇÃO DE RISCOS

FICHAS DE PROCEDIMENTO PREVENÇÃO DE RISCOS PP. 1/5 FICHAS DE PROCEDIMENTO PREVENÇÃO DE RISCOS 1 TAREFA ORGANIZAÇÃO DO ESTALEIRO 2 DESCRIÇÃO Face à legislação em vigor, estaleiros temporários ou móveis são os locais onde se efectuam trabalhos de

Leia mais

SISTEMA BACIA DE CONTENÇÃO (BACON) RHODIA POLIAMIDA E ESPECIALIDADES USINA QUÍMICA DE PAULÍNIA - NOV/07

SISTEMA BACIA DE CONTENÇÃO (BACON) RHODIA POLIAMIDA E ESPECIALIDADES USINA QUÍMICA DE PAULÍNIA - NOV/07 SISTEMA BACIA DE CONTENÇÃO (BACON) RHODIA POLIAMIDA E ESPECIALIDADES USINA QUÍMICA DE PAULÍNIA - NOV/07 1 SISTEMA BACON: OBJETIVO O BACON (BAcia de CONtenção) é um Sistema de Proteção para o Rio Atibaia

Leia mais

Alagamentos e inundações

Alagamentos e inundações Alagamentos e inundações Alagamentos e inundações No Brasil, alagamentos e inundações são eventos esperados, principalmente durante o verão, quando tipicamente há ocorrência de chuvas intensas. No verão,

Leia mais

RESGATE EM ESPAÇOS CONFINADOS

RESGATE EM ESPAÇOS CONFINADOS 2012 RESGATE EM ESPAÇOS José Carlos Pinto João Martins RECICLE TREINAMENTO E ASSESSORIA LTDA QUEM SOMOS! Empresa especializada em Cursos e Treinamentos de socorro, resgate e capacitação de trabalho onde

Leia mais