Aplicação da NR-33 nos espaços confinados dos canteiros de obra e frentes de trabalho. Eng. Sérgio Augusto Garcia AFT SRTE/RS - MTE

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Aplicação da NR-33 nos espaços confinados dos canteiros de obra e frentes de trabalho. Eng. Sérgio Augusto Garcia AFT SRTE/RS - MTE"

Transcrição

1 Aplicação da NR-33 nos espaços obra e frentes de trabalho Eng. Sérgio Augusto Garcia AFT SRTE/RS - MTE Porto Alegre, 28 de Maio de 2010

2 TÓPICOS Definição de espaço confinado Espaços confinados na construção civil Reconhecimento dos riscos Controle dos riscos

3 Definição NR 33 Espaço confinado é qualquer área ou ambiente não projetado para ocupação humana contínua, possui meios limitados de entrada e saída, a ventilação existente é insuficiente para remover contaminantes ou onde possa existir a deficiência ou enriquecimento de oxigênio. Geometria Acesso Atmosfera

4 Para facilitar a caracterização de um espaço como confinado, considere as seguintes questões? O espaço não foi projetado ou construído para ocupação humana contínua? O espaço possui meios limitados de entrada e saída? Pode ocorrer uma atmosfera perigosa?

5 O espaço NÃO foi projetado ou construído para ocupação humana contínua? SIM - poços, valas, trincheiras, redes de esgotos, escavações, caixas d água, shafts (passa-dutos), forros, condutos e espaços reduzidos onde a movimentação é realizada por rastejamento. Fonte: REKUS, J. F. Complete Confined Spaces Handbook. Taylor & Francis, Inc.: 1994 NÃO O espaço NÃO é caracterizado como confinado

6 O espaço possui meios limitados de entrada e saída? SIM A entrada ocorre por escadas, rampas, buracos, acessos, orifícios, fendas, bocas de visita, escotilhas, acessos laterais e superiores, NÃO O espaço NÃO é caracterizado como confinado (A entrada e saída ocorre por porta ou abertura que o trabalhador consiga entrar caminhando sem dispender esforço excessivo)

7 Pode ocorrer uma atmosfera perigosa? SIM Existe ou pode se desenvolver contaminantes, deficiência ou enriquecimento de oxigênio e/ou atmosfera explosiva NÃO O espaço NÃO é caracterizado como confinado

8 CONTAMINANTES Gás Sulfídrico H 2 S Monóxido de Carbono CO Metano CH 4 esgoto, águas residuais, efluentes líquidos; escapamento de motor, processo de combustão; decomposição de matéria orgânica; Solventes orgânicos Soluções asfáticas para colagem de mantas; Outros contaminantes formados de acordo com a atividade realizada: soldagem, lavagem,..

9 DEFICIÊNCIA DE OXIGÊNIO < 19,5% Combustão ou aquecimento (ex: escapamento de motores, solda) Consumo de oxigênio pelos próprios trabalhadores; Oxidação normal das estruturas; Microorganismos que consomem O 2 e liberam gases tóxicos;

10 DEFICIÊNCIA DE OXIGÊNIO < 19,5%

11 ERIQUECIMENTO DE OXIGÊNIO > 23 % P atm é menor na altitude Enriquecimento de O 2 pode compensar a redução da Patm Atmosferas ricas em O 2 não são inflamáveis, mas alterarm a inflamabilidade de alguns materiais Entram em ignição mais facilmente Queimam mais rápido

12 ATMOSFERA INFLAMÁVEL Área Classificada: Área na qual uma atmosfera inflamável está presente ou na qual é provável sua ocorrência a ponto de exigir precauções especiais para construção, instalação e utilização de equipamento elétrico.

13 ATMOSFERA INFLAMÁVEL Surgimento depende do nível de O2 e do gás inflamável, vapor ou poeira da própria mistura MISTURA RICA LSE MISTURA EXPLOSIVA LSE % Vol 100 MISTURA POBRE 0 t

14 ATMOSFERA INFLAMÁVEL Área classificada - Equipamento Intrinsicamente Seguro Ex i Equipamento projetado para que a máxima energia interna do invólucro e cabeamento não seja suficiente,para em caso de curto ou falha produzir a ignição.

15 ATMOSFERA INFLAMÁVEL À Prova de Explosão Ex d Equipamento encerrado em um invólucro capaz de suportar a pressão de explosão interna e não permitir que esta explosão se propague ao meio ambiente.

16 Pode ocorrer uma atmosfera perigosa? Caso eu não tenha conhecimento da composição do solo OU a utilização anterior OU dos riscos gerados pela atividade no espaço... SIM, pode ocorrer uma atmosfera perigosa!

17 Para caracterizar um espaço como espaço confinado deve-se fazer a seguinte avaliação: Fonte: Ministry of Labour Ontario Occupational Health and Safety (adaptado) NÃO foi projetado e construído para ocupação humana contínua? Possui meios limitados de entrada e saída? Pode ocorrer uma atmosfera perigosa? É um espaço confinado? Não Sim Sim Não Não Não Não Não Sim Sim Sim Sim Sim Não Não Não

18

19

20

21

22

23

24

25 Definição NBR (2001) Espaço confinado é qualquer área não projetada para ocupação humana contínua, a qual tem meios limitados de entrada e saída e na qual a ventilação existente é insuficiente para remover contaminantes perigosos e/ou deficiência/enriquecimento de oxigênio que possam existir ou desenvolver. Geometria Acesso Atmosfera

26 Definição OSHA Estados Unidos Espaço confinado para o setor da CONSTRUÇÃO: Qualquer espaço que possui meios limitados de saída e que está sujeito a acumulação de contaminantes tóxicos ou inflamáveis ou a uma atmosfera deficiente de oxigênio. Geometria Acesso Atmosfera

27 Trabalhos realizados em Espaços Confinados? Obras de Construção Civil Manutenção de Equipamentos Reparo de Equipamentos Limpeza de Reservatórios Operações de salvamento e resgate Fonte: Petit & Linn, 1987

28 NR 33 Segurança e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados Portaria Nº 202, de 22/12/2006, publicada no DOU de 27/12/2006 Entrada em vigência 27/03/2007 (90 dias após a publicação)

29 Responsabilidades do empregador (item ) Indicar formalmente o RESPONSÁVEL TÉCNICO pelo cumprimento da Norma Designação formal por escrito Fonte: Livreto do Trabalhador / Fundacentro NR não define profissional que pode ser designado como RESPONSÁVEL TÉCNICO

30 Responsabilidades do empregador (item ) RESPONSÁVEL TÉCNICO deve ser expert no tema Proficiência = Conhecimento + Experiência

31 O Que Realmente Significa Qualificado? " QUALIFICAÇÃO é um estado de atendimento tal que ninguém sofrerá acidente, ferimento ou morte como um resultado de inadequado julgamento levado pela deficiência de conhecimento". (Prof. Neil MacManus)

32 Atribuições do RESPONSÁVEL TÉCNICO Procedimentos De Trabalho Sistema de Ventilação Equipamento de içamento Isolamento e Sinalização EPI s e demais equipamentos Proteção Respiratória Capacitação de Vigias Supervisores de Entrada Trabalhadores Autorizados Avaliação de riscos atmosféricos

33 A segurança no trabalho é responsabilidade da CONTRATANTE. É ela quem cria o risco.

34 Medidas Técnicas (item ) Sinalização - Anexo I Sinalização obrigatória para espaços confinados

35 Medidas Técnicas (item ) Sinalização - Anexo I Outros modelos Dimensões

36 Medidas Técnicas (item ) Sinalização Espaços Confinados podem matar

37 Medidas Técnicas (item ) Antecipar os riscos nos espaços confinados Eliminar os espaços confinados - mudança no projeto, modificações nos equipamentos; Não entrar nos espaços confinados - robótica, inspeção por vídeo;

38 Medidas Técnicas (item ) Antecipar os riscos nos espaços confinados

39 Medidas Técnicas (item ) Abertura de Entrada 24 pol = 60 cm

40 Medidas Técnicas (item ) Reconhecer os riscos específicos de cada espaço confinado Fundamental para elaboração de procedimentos de trabalho e adoção das medidas técnicas, administrativas e pessoais

41 Medidas Técnicas (item ) Reconhecer os riscos do espaço confinado Gerenciamento da Entrada - Tipo de atividade, número de trabalhadores envolvidos, duração, geometria, acessos, medidas de controle, APR

42 Medidas Técnicas (item ) Reconhecer os riscos do espaço confinado Riscos Físicos - Ruído - Calor - Radiações não ionizantes - Frio e umidade (locais úmidos, alagados)

43 Medidas Técnicas (item ) Reconhecer os riscos do espaço confinado Riscos Biológicos - Trabalhos em galerias e redes subterrâneas Podem ser vetores destes agentes os insetos e roedores que circulam nas instalações subterrâneas

44 Medidas Técnicas (item ) Reconhecer os riscos do espaço confinado Riscos Ergonômicos - Design do posto de trabalho - Organização do trabalho - Iluminamento (NR 17 NBR 5413)

45 Medidas Técnicas (item ) Reconhecer os riscos do espaço confinado Riscos de Acidentes - Queda de altura - Atropelamento - Inundação

46 Medidas Técnicas (item ) Reconhecer os riscos do espaço confinado Riscos de Acidentes - SOTERRAMENTO Desmoronamento de placas verticais de material compactado

47 Medidas Técnicas (item ) Reconhecer os riscos do espaço confinado Ríscos Químicos (Atmosféricos) 1 - Contaminantes 2 - Deficiência de Oxigênio 3 - Enriquecimento de Oxigênio 4 - Atmosfera Inflamável Fonte: Livreto do Trabalhador / Fundacentro

48 Medidas Técnicas (item ) Proceder à avaliação e controle dos riscos físicos, químicos, biológicos, ergonômicos e mecânicos;

49 Medidas Técnicas (item ) O que avaliar? Como avaliar? Quando avaliar? Quem avalia?

50 O que avaliar? Avaliar o que seja esperado Gás Sulfídrico H 2 S Monóxido de Carbono Deficiência de Oxigênio Atmosfera inflamável esgoto, águas residuais, efluentes líquidos; escapamento de motor, processo de combustão; Inertização com gás carbônico ou outro gás interte Soluções asfáticas para colagem de mantas;

51 O que avaliar? Contaminantes - propriedades * Aerodispersóides (poeiras, fumos ou névoas) * Gases ou Vapores * Classificação Fisiológica * FISPQ * L.T. - T.L.V. - N.A. - IPVS - L. Odor * Proteção Respiratória

52 Medidas Técnicas (item ) O que avaliar? Como avaliar? calibração teste de resposta calibração Quando avaliar? Quem avalia?

53 Como avaliar? multi-gás explosímetro

54 Como avaliar? adequada estratégia de avaliação

55 Medidas Técnicas (item ) O que avaliar? Como avaliar? Quando avaliar? Quem avalia?

56 Quando avaliar? Avaliar a atmosfera nos espaços confinados, antes da entrada Monitorar continuamente a atmosfera nos espaços confinados

57 Medidas Técnicas (item ) O que avaliar? Como avaliar? Quando avaliar? Quem avalia? Supervisor de Entrada

58 Análise de Risco Gerenciamento de Risco equilíbrio desequilíbrio equilíbrio

59 Medidas Técnicas (item ) Manter condições atmosféricas aceitáveis na entrada e durante toda a realização dos trabalhos, monitorando, ventilando, purgando, lavando ou inertizando o espaço confinado Fonte: Livreto do Trabalhador / Fundacentro

60 Medidas Técnicas (item ) Dimensionar o sistema de ventilação em função do número de trocas de ar recomendadas Ventilador centrífugo

61 Medidas Técnicas (item ) Determinação do sistema de ventilação depende da forma como o risco atmosférico é criado no espaço confinado Ventilador axial

62 Medidas Técnicas (item ) Insuflamento 30 vezes mais alcance que a exaustão

63 Medidas Técnicas (item ) Gases e vapores mais pesados que o ar devem ser capturados no fundo Gás Sulfídrico O ar de reposição deve ser admitido por cima

64 Medidas Técnicas (item ) Ventilação Local Exaustora Controle dos fumos de solda Na fonte Ventilação Geral Ar de Reposição

65 Medidas Técnicas (item ) Prever a implantação de travas, bloqueios, alívio, lacre e etiquetagem Trava e e Etiquetagem (LOCK OUT / TAG OUT)

66 Medidas Técnicas (item ) Etiqueta Cadeado

67 Medidas Administrativas (item ) Adaptar o modelo de PET, previsto no Anexo II, às peculiaridades da empresa e dos seus espaços confinados Evitar o uso da legenda N/A Não se aplica

68 Medidas Administrativas (item ) A PET é valida somente para uma entrada Encerrar a PET quando as operações forem completadas, quando ocorrer uma condição não prevista ou quando houver PAUSA OU INTERRUPÇÃO dos trabalhos Fonte: Livreto do Trabalhador / Fundacentro

69 Medidas Administrativas (item ) Emitir a PET em 3 vias Entregar para um dos trabalhadores autorizados e ao Vigia cópia da PET

70 Medidas Administrativas (item ) Implementar um Programa de Proteção Respiratória de acordo com a análise do risco, considerando o local, a complexidade e o tipo de trabalho a ser desenvolvido

71 Medidas Administrativas (item ) Em caso de existência de atmosfera IPVS,o espaço confinado somente pode ser adentrado com a utilização de máscara autônoma com demanda de pressão positiva ou com respirador de linha de ar comprimido com cilindro auxiliar para escape

72 Medidas Pessoais (item ) O número de trabalhadores envolvidos na execução dos trabalhos em espaços confinados deve ser determinado conforme a análise de risco Responsável Supervisor Vigia Trabalhador Técnico de Entrada Autorizado

73 Medidas Pessoais (item ) Os trabalhadores autorizados devem cumprir os procedimentos e orientações recebidos com treinamentos com relação aos espaços confinados Não realizar serviços não programados Evitar entradas e saídas desnecessárias do espaço confinado

74 Medidas Pessoais (item ) É vedada a realização de qualquer trabalho em espaços confinados de forma individual ou isolada No mínimo um trabalhador no interior e outro no exterior do espaço confinado

75 Capacitação (item ) É vedada a designação para trabalhos em espaços confinados sem a prévia capacitação do trabalhador Fonte: Livreto do Trabalhador / Fundacentro Capacitação e PET - Risco Grave e Iminente

76 Capacitação (item ) e Salvamento (item 33.4) Inicial Periódica Carga Horária Vias Certif Realização Certificado Supervisor de Entrada Sim Prevista item horas 2 Trabalhador Autor./ Vigia Sim 12 meses 16 horas 2 Horário de trabalho Horário de trabalho 1)Especificação do tipo de trabalho e espaço confinado 2) Assinatura dos Instrutores e do Resp.Técnico Equipe de Salvamento Sim Simulado anual de salvamento Não Define Não Define Horário de trabalho Não Define

77 Salvamento (item 33.4) O empregador deve elaborar e implementar procedimentos de emergência e resgate adequados aos espaços confinados e constituir equipe responsável pelas medidas de resgate e primeiros socorros

78 Disposições Gerais (item 33.5) O empregador deve garantir que trabalhadores possam interromper suas atividades e abandonar o local de trabalho sempre que suspeitarem da existência de RISCO GRAVE E IMINENTE para a sua segurança e saúde ou a de terceiros Direito de Recusa

79 Disposições Gerais (item 33.5) São solidariamente responsáveis pelo cumprimento desta NR os contratantes e contratados É VEDADA a entrada e a realização de trabalho em espaços confinados sem a emissão da PET Fonte: Livreto do Trabalhador / Fundacentro

80

81 Muito Obrigado Sérgio Augusto Garcia

A importância do Responsável Técnico para a NR-33, com abrangência em identificação e controle de riscos e capacitação da equipe de trabalhos

A importância do Responsável Técnico para a NR-33, com abrangência em identificação e controle de riscos e capacitação da equipe de trabalhos , com abrangência em identificação e controle de riscos e capacitação da equipe de trabalhos Sérgio Augusto Garcia Auditor Fiscal do Trabalho São Paulo, 07 de Outubro de 2010 NORMA REGULAMENTADORA 33 Segurança

Leia mais

NR.33 Segurança e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados

NR.33 Segurança e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados NR.33 Segurança e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados O objetivo desta NR é estabelecer os requisitos mínimos para identificação de espaços confinados e o reconhecimento, avaliação, monitoramento

Leia mais

E NOS TRAB E NOS TR ALHOS EM

E NOS TRAB E NOS TR ALHOS EM SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS DEZ/2014 1 ÍNDICE Objetivo Definição... 04 Oque É Espaço Confinado... 05 Onde É Encontrado O Espaço Confinado... 06 Quais São Os Tipos De Trabalhos

Leia mais

NR 33 - SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS

NR 33 - SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS NR 33 - SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS INTRODUÇÃO A trigésima terceira Norma Regulamentadora do Ministério do Trabalho e Emprego denominada Segurança e Saúde nos Trabalhos em Espaços

Leia mais

ALTO POTENCIAL DE RISCOS DE ACIDENTES

ALTO POTENCIAL DE RISCOS DE ACIDENTES 1 O QUE É ESPAÇO CONFINADO? CARACTERÍSTICAS VOLUME CAPAZ DE PERMITIR A ENTRADA DE EMPREGADOS LIMITAÇÕES E RESTRIÇÕES PARA ENTRADA E SAIDA DE PESSOAL NÃO E PROJETADO PARA OCUPAÇÃO CONTÍNUA POSSUI, EM GERAL,

Leia mais

Inclui no "Ementário - Elementos para Lavratura de Autos de Infração" as ementas referentes à Norma Regulamentadora nº 33

Inclui no Ementário - Elementos para Lavratura de Autos de Infração as ementas referentes à Norma Regulamentadora nº 33 SIT - Portaria nº 39/2008 25/2/2008 PORTARIA SIT Nº 39, DE 21 DE FEVEREIRO DE 2008 DOU 25.02.2008 Inclui no "Ementário - Elementos para Lavratura de Autos de Infração" as ementas referentes à Norma Regulamentadora

Leia mais

ESPAÇOS CONFINADOS LIVRETO DO TRABALHADOR O QUE É ESPAÇO CONFINADO? ONDE É ENCONTRADO O ESPAÇO CONFINADO? ONDE É ENCONTRADO O ESPAÇO CONFINADO?

ESPAÇOS CONFINADOS LIVRETO DO TRABALHADOR O QUE É ESPAÇO CONFINADO? ONDE É ENCONTRADO O ESPAÇO CONFINADO? ONDE É ENCONTRADO O ESPAÇO CONFINADO? ESPAÇOS CONFINADOS LIVRETO DO TRABALHADOR NR 33 Segurança e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva Ministro de Trabalho e Emprego Carlos Lupi FUNDACENTRO

Leia mais

ESPAÇOS CONFINADOS LIVRETO DO TRABALHADOR. NR 33 Segurança e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados

ESPAÇOS CONFINADOS LIVRETO DO TRABALHADOR. NR 33 Segurança e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados ESPAÇOS CONFINADOS LIVRETO DO TRABALHADOR NR 33 Segurança e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva Ministro de Trabalho e Emprego Carlos Lupi FUNDACENTRO

Leia mais

SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS.

SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS. NR-33 SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS. 33.1 - Objetivo e Definição 33.1.1 - Esta Norma tem como objetivo estabelecer os requisitos mínimos para identificação de espaços confinados

Leia mais

Espaço Confinado o que você precisa saber para se proteger de acidentes?

Espaço Confinado o que você precisa saber para se proteger de acidentes? Espaço Confinado o que você precisa saber para se proteger de acidentes? Publicado em 13 de outubro de 2011 Por: Tônia Amanda Paz dos Santos (a autora permite cópia, desde que citada a fonte e/ou indicado

Leia mais

TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS NA COMGAS AGOSTO/02

TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS NA COMGAS AGOSTO/02 TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS NA COMGAS AGOSTO/02 Sistema de Gerenciamento de SSM na Comgás Liderança e Comprometimento Política e Objetivos Estratégicos Organização, Responsabilidades, Recursos, Padrões

Leia mais

NR 33 - Espaços Confinados. Norma Regulamentadora de Segurança e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados

NR 33 - Espaços Confinados. Norma Regulamentadora de Segurança e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados Norma Regulamentadora de Segurança e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados NR 33 - Processo de Elaboração G T Grupo Técnico Constituído pelo DSST / SIT /MTE em Fevereiro de 2002 Formado por 5 componentes

Leia mais

NR 31 - NORMA REGULAMENTADORA DE SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS

NR 31 - NORMA REGULAMENTADORA DE SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS PORTARIA N.º 30, DE 22 DE OUTUBRO DE 2002 Divulgar para consulta pública a proposta de texto de criação da Norma Regulamentadora N. º 31 Segurança e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados. A SECRETÁRIA

Leia mais

GASES PERIGOSOS NOS ESPAÇOS CONFINADOS

GASES PERIGOSOS NOS ESPAÇOS CONFINADOS GASES PERIGOSOS NOS ESPAÇOS CONFINADOS Nos diversos ambientes, muitos deles existentes no subsolo, como galerias, esgotos, os porões nas edificações, tanques etc., pela natureza de seus projetos e finalidades,

Leia mais

Higiene e segurança no trabalho

Higiene e segurança no trabalho Higiene e segurança no trabalho Mourão Saldanha E-mail: veniciopaulo@gmail.com / Site: www.veniciopaulo.com ESPAÇOS CONFINADOS LIVRETO DO TRABALHADOR NR 33 Segurança e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados

Leia mais

- NORMA REGULAMENTADORA Nº 33 SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS

- NORMA REGULAMENTADORA Nº 33 SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS - ORMA REGULAMETADORA º 33 EGURAÇA E AÚDE O TRABALHO EM EPAÇO COFIADO Aprovada pela Portaria MTE/GM nº 202 - DOU 27/12/2006. 33.1 - Objetivo e Definição 33.1.1 - Esta orma tem como objetivo estabelecer

Leia mais

Procedimento Operacional N do procedimento: PO 037

Procedimento Operacional N do procedimento: PO 037 1/ 11 Nº revisão Descrição da Revisão 00 Elaboração inicial do documento 01 Revisão anual conforme Norma Regulamentadora 33 Alteração nos envolvidos para análise e aprovação. Demais envolvidos na análise

Leia mais

RESPIRAÇÃO NOS ESPAÇOS CONFINADOS OS PROBLEMAS DA. Como trabalhar com segurança nos espaços confinados e evitar acidentes de consequências graves.

RESPIRAÇÃO NOS ESPAÇOS CONFINADOS OS PROBLEMAS DA. Como trabalhar com segurança nos espaços confinados e evitar acidentes de consequências graves. www.racconet.com.br n 32 seu informativo de segurança Infoseg n 32 OS PROBLEMAS DA RESPIRAÇÃO NOS ESPAÇOS CONFINADOS Como trabalhar com segurança nos espaços confinados e evitar acidentes de consequências

Leia mais

INSTRUÇÃO DE TRABALHO

INSTRUÇÃO DE TRABALHO PÁG. 1/11 1. OBJETIVO Identificar os riscos envolvidos em cada passo da tarefa, estabelecer salvaguardas que garantam a eliminação ou controle dos riscos identificados. Essa ferramenta deve ser utilizada

Leia mais

ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas NB ENTRADA EM ESPAÇO CONFINADO

ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas NB ENTRADA EM ESPAÇO CONFINADO ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas OBJETIVO E APLICAÇÃO: NB ENTRADA EM ESPAÇO CONFINADO Os requerimentos desta norma são destinados à proteção local e dos trabalhadores contra os riscos de entrada

Leia mais

ESPAÇO CONFINADO CONTROLE DE REVISÃO

ESPAÇO CONFINADO CONTROLE DE REVISÃO Elaborado por Ana Karolina Kalil Visto Aprovado por Márcio Flávio Ribeiro Pereira Visto CONTROLE DE REVISÃO Revisão Data Item Natureza das alterações 0 25/04/2014 - Emissão inicial 1. OBJETIVO Estabelecer

Leia mais

NR 33- NORMA REGULAMENTADORA DE SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS - IMPACTO INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO ARMANDO CAMPOS

NR 33- NORMA REGULAMENTADORA DE SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS - IMPACTO INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO ARMANDO CAMPOS NR 33- NORMA REGULAMENTADORA DE SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS - IMPACTO INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO 1 O MAIS ALTO VALOR DE QUALQUER SISTEMA PRODUTIVO É O HOMEM. É ELE QUE DETÉM EM SUA

Leia mais

Espaços Confinados. Livreto do Trabalhador MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO

Espaços Confinados. Livreto do Trabalhador MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO Espaços Confinados Livreto do Trabalhador MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO FUNDACENTRO FUNDAÇÃO JORGE DUPRAT FIGUEIREDO DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO Baseado na NR 33 - Segurança e Saúde nos Trabalhos

Leia mais

Programa de Gestão Econômica, Social e Ambiental da Soja Brasileira. Segurança e Saúde na Entrada em Espaços Confinados

Programa de Gestão Econômica, Social e Ambiental da Soja Brasileira. Segurança e Saúde na Entrada em Espaços Confinados Programa de Gestão Econômica, Social e Ambiental da Soja Brasileira Segurança e Saúde na Entrada em Espaços Confinados Qualquer área ou ambiente: - não projetado para ocupação humana contínua, - que possua

Leia mais

TÍTULO DA APRESENTAÇÃO 11 de fevereiro de 2013. Saúde e Segurança na agricultura

TÍTULO DA APRESENTAÇÃO 11 de fevereiro de 2013. Saúde e Segurança na agricultura TÍTULO DA APRESENTAÇÃO Saúde e Segurança na agricultura TÍTULO DA APRESENTAÇÃO TÍTULO DA APRESENTAÇÃO DEVERES GERAIS DO EMPREGADOR DEVERES GERAIS DO TÍTULO EMPREGADOR DA APRESENTAÇÃO Admissão de trabalhadores

Leia mais

Paula Scardino. Norma Regulamentadora de Segurança e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados

Paula Scardino. Norma Regulamentadora de Segurança e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados Norma Regulamentadora de Segurança e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados Paula Scardino Coordenação Nacional da Norma - ABNT NBR 14.787, publicada em Dezembro de 2001 Membro do GT Tripartite da NR-33,

Leia mais

Material do curso PPRA EXPERT Apostila do aluno

Material do curso PPRA EXPERT Apostila do aluno PPRA MANUAL PRÁTICO PARA ELABORAÇÃO FORMULÁRIO PARA RECONHECIMENTO DOS RISCOS AMBIENTAIS Material do curso PPRA EXPERT Apostila do aluno RECONHECIMENTO DOS RISCOS AMBIENTAIS Esse Formulário deve ser aplicado

Leia mais

PROTEÇÃO RESPIRATÓRIA EM ESPAÇOS CONFINADOS SITUAÇÕES IPVS MAURÍCIO TORLONI

PROTEÇÃO RESPIRATÓRIA EM ESPAÇOS CONFINADOS SITUAÇÕES IPVS MAURÍCIO TORLONI PROTEÇÃO RESPIRATÓRIA EM ESPAÇOS CONFINADOS SITUAÇÕES IPVS MAURÍCIO TORLONI 2010 Manual de Proteção Respiratória Uma publicação da ABHO Maurício Torloni e Antonio Vladimir Vieira PROTEÇÃO RESPIRATÓRIA

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUIÍMICO ( FISPQ )

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUIÍMICO ( FISPQ ) 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Anti Ruído Tradicional Aplicação: Reparação e emborrachamento de veículos. Fornecedor: Nome: Mastiflex Indústria e Comércio Ltda Endereço : Rua

Leia mais

Desafios da. Espaços Confinados. Ricardo Pereira de Mattos / Engenheiro de Segurança do Trabalho

Desafios da. Espaços Confinados. Ricardo Pereira de Mattos / Engenheiro de Segurança do Trabalho Desafios da NR-33 Segurança a e Saúde em Espaços Confinados Ricardo Pereira de Mattos / Engenheiro de Segurança do Trabalho Ricardo Pereira de Mattos Engenheiro Eletricista (UFRJ) Engenheiro de Segurança

Leia mais

International Paper do Brasil Ltda

International Paper do Brasil Ltda International Paper do Brasil Ltda Autor do Doc.: Editores: Título: Tipo do Documento: SubTipo: Marco Antonio Codo / Wanderley Casarim Marco Antonio Codo / Wanderley Casarim Trabalho em espaços confinados

Leia mais

O presente resumo não dispensa a leitura atenta do Parecer anexo.

O presente resumo não dispensa a leitura atenta do Parecer anexo. Recomendações Jurídico-Trabalhistas Interessados: Federação das Associações de Arrozeiros do Estado Rio Grande do Sul Federarroz e Outros Assunto: Resumo Referente Às Obrigações Patronais Trabalhistas

Leia mais

Treinamento Multiplicadores NR 20 Segurança e saúde no trabalho com inflamáveis e combustíveis

Treinamento Multiplicadores NR 20 Segurança e saúde no trabalho com inflamáveis e combustíveis Treinamento Multiplicadores NR 20 Segurança e saúde no trabalho com inflamáveis e combustíveis Inflamáveis Características e propriedades Muitos acidentes são evitados ou atenuados quando as características

Leia mais

Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico - FISPQ

Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico - FISPQ Produto: Antiderrapante para Correias Página 1 de 5 1 Informação do Produto e da Empresa Nome do Produto: Antiderrapante para Correias Fornecedor Nome: Ultralub Química Ltda. Endereço: Estrada dos Crisântemos,

Leia mais

Riscos na Atividades dos Trabalhadores

Riscos na Atividades dos Trabalhadores AMBIENTES CONFINADOS FUNDACENTRO São Paulo 15/12/2010 Riscos na Atividades dos Trabalhadores João Batista Amancio Auditor Fiscal Médico do Trabalho MTE SRTE / SP GRTE em Campinas ESPAÇOS CONFINADOS LIVRETO

Leia mais

a) garantir a efetiva implementação das medidas de proteção estabelecidas nesta Norma;

a) garantir a efetiva implementação das medidas de proteção estabelecidas nesta Norma; TRABALHO EM ALTURA 36.1 Objetivo e Campo de Aplicação 36.1 Objetivo e Definição 36.1.1 Esta Norma tem como objetivo estabelecer os requisitos mínimos e as medidas de proteção para o trabalho em altura,

Leia mais

CÓPIA NÃO CONTROLADA

CÓPIA NÃO CONTROLADA Sistema de Gestão Ocupacional Florestal Autor do Doc.: Milton Favero Editores: Milton Favero Título: Espaço Confinado e limpeza em Caixa D 'água Tipo do Documento : PROCEDIMENTO DE SAÚDE E SEGURANÇA OCUPACIONAL

Leia mais

Aula 4. Noções de Prevenção de Trabalho em Altura, Eletricidade e Espaço Confinado. META DA AULA OBJETIVOS

Aula 4. Noções de Prevenção de Trabalho em Altura, Eletricidade e Espaço Confinado. META DA AULA OBJETIVOS Aula 4 Noções de Prevenção de Trabalho em Altura, Eletricidade e Espaço META DA AULA Adquirir noções básicas sobre Trabalho em Altura, Eletricidade e Espaço OBJETIVOS Ao final desta aula, você deverá ser

Leia mais

Núcleo de Pós-Graduação Pitágoras Escola Satélite. Curso de Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho

Núcleo de Pós-Graduação Pitágoras Escola Satélite. Curso de Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho Núcleo de Pós-Graduação Pitágoras Escola Satélite Curso de Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho DISCIPLINA: Prevenção e Controle de Riscos em Máquinas, Equipamentos e Instalações Aula

Leia mais

CÓPIA NÃO CONTROLADA

CÓPIA NÃO CONTROLADA International Paper do Brasil Ltd Sistema de Gestão Ocupacional Florestal Autor do Do: Editores: Tí tulo: Tipo do Documento: SubTipo: Nº: Áreas/ Setores de Aplicação Milton Favero Milton Favero Espaço

Leia mais

1 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA

1 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Produto: CURATON CQ FISPQ n 052 emissão 02/02/09 Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico 1 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Curaton CQ Código do produto: 11130 Nome

Leia mais

Incêndios e Explosões Baseado no original do Instituto Nacional de Seguridad e Higiene en el Trabajo - da Espanha) - www.mtas.

Incêndios e Explosões Baseado no original do Instituto Nacional de Seguridad e Higiene en el Trabajo - da Espanha) - www.mtas. Incêndios e Explosões Baseado no original do Instituto Nacional de Seguridad e Higiene en el Trabajo - da Espanha) - www.mtas.es/insht/ INTRODUÇÃO Os incêndios e explosões, ainda que representem uma porcentagem

Leia mais

ESPAÇOS CONFINADOS. Paula Scardino Coordenadora da Norma Brasileira NBR 14787 ZELL AMBIENTAL LTDA.

ESPAÇOS CONFINADOS. Paula Scardino Coordenadora da Norma Brasileira NBR 14787 ZELL AMBIENTAL LTDA. ESPAÇOS CONFINADOS Paula Scardino Coordenadora da Norma Brasileira NBR 14787 ZELL AMBIENTAL LTDA. Av. Senador Casemiro da Rocha, 609 - Cjtos. 54 e 55 04047-001 - São Paulo - SP Tel.: (11) 5078-9835 - Fax:

Leia mais

Segurança e Higiene no Trabalho. Volume XIII Trabalho em Espaços Confinados. Guia Técnico. um Guia Técnico de O Portal da Construção

Segurança e Higiene no Trabalho. Volume XIII Trabalho em Espaços Confinados. Guia Técnico. um Guia Técnico de O Portal da Construção Guia Técnico Segurança e Higiene no Trabalho Volume XIII Trabalho em Espaços Confinados um Guia Técnico de Copyright, todos os direitos reservados. Este Guia Técnico não pode ser reproduzido ou distribuído

Leia mais

Comércio de Produtos Químicos

Comércio de Produtos Químicos Ficha de Informação de Segurança de Produtos Químicos FISPQ 1.) Identificação do Produto Nome do Produto: Pombo Código do Produto: Pr 295307 2.) Composição e Informação sobre os Ingredientes Substância:

Leia mais

CALDEIRAS E VASOS DE PRESSÃO. Juarez Sabino da Silva Junior Técnico de Segurança do Trabalho

CALDEIRAS E VASOS DE PRESSÃO. Juarez Sabino da Silva Junior Técnico de Segurança do Trabalho CALDEIRAS E VASOS DE PRESSÃO Juarez Sabino da Silva Junior Técnico de Segurança do Trabalho Caldeiras a Vapor São equipamentos destinados a produzir e acumular vapor sob pressão superior á atmosférica,

Leia mais

[Digite texto] Segurança do trabalho em espaços confinados. Mônica Belo Nunes Rede de Tecnologia e Inovação do Rio de Janeiro - REDETEC

[Digite texto] Segurança do trabalho em espaços confinados. Mônica Belo Nunes Rede de Tecnologia e Inovação do Rio de Janeiro - REDETEC [Digite texto] Segurança do trabalho em espaços confinados Mônica Belo Nunes Rede de Tecnologia e Inovação do Rio de Janeiro - REDETEC Outubro/2011 Segurança do trabalho em espaços confinados O Serviço

Leia mais

NORMAS REGULAMENTADORAS

NORMAS REGULAMENTADORAS NORMAS REGULAMENTADORAS As Normas Regulamentadoras estabelecem critérios e procedimentos obrigatórios relacionados à segurança e medicina do trabalho, que devem ser seguidos por empresas de acordo com

Leia mais

INDUFIX FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ 014 REVISÃO: 30/03/2014 PÁGINA 1/6 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA

INDUFIX FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ 014 REVISÃO: 30/03/2014 PÁGINA 1/6 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA FISPQ 014 REVISÃO: 30/03/2014 PÁGINA 1/6 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Indufix Código interno: 2000 Empresa: Indutil Indústria de Tintas Ltda. e-mail: indutil@indutil.com.br

Leia mais

de Segurança de Produtos Químicos

de Segurança de Produtos Químicos 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA: Nome do Produto: Impermeabilizante acrílico a base d água. Fornecedor:. Av Eng Juarez de Siqueira Britto Wanderley, 380 Jd Vale do Sol CEP: 12.238-565 São José

Leia mais

CURSO MULTIPLICADORES NR-20

CURSO MULTIPLICADORES NR-20 CURSO MULTIPLICADORES NR-20 O CONTROLE DAS FONTES DE IGNIÇÃO Data: 28 de maio de 2014 Local: Uberlândia CREA-MG Realização: Prevenir/Fundacentro Apoio: Crea-MG/ Asseng José Possebon Em uma unidade de produção

Leia mais

Aplicar os princípios de ergonomia na realização do trabalho;

Aplicar os princípios de ergonomia na realização do trabalho; Curso: Técnico de Segurança do Trabalho Curso Reconhecido pelo MEC: PORTARIA N 959/2007 Apresentação: O curso de Técnico de Segurança do Trabalho da Conhecer Escola Técnica é reconhecido pela excelência

Leia mais

PREPARANDO VOCÊ!!! PARA O MERCADO DE TRABALHO

PREPARANDO VOCÊ!!! PARA O MERCADO DE TRABALHO PREPARANDO VOCÊ!!! PARA O MERCADO DE TRABALHO Trabalho em Espaço Confinado EMENTA: Introdução a requisitos mínimos a norma em espaço confinado, identificação e reconhecimento, avaliação, monitoramento

Leia mais

Suprimark Brasil Com de tintas e Papeis ltda

Suprimark Brasil Com de tintas e Papeis ltda Produto: Sistema Escrita Prima Amarelo FISPQ: 0005 1 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Sistema Escrita PDVmais Prima amarela Suprimark Brasil de Com. De tintas e Papeis Ltda Rua : Augusto Tolle,

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO - FISPQ

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO - FISPQ FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO - FISPQ PRODUTO: BATERIA MOURA 1 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Nome da Empresa: Endereço: Bateria Moura Acumuladores Moura

Leia mais

1 e 2... devem contemplar no Programa de Prevenção de Riscos Ambientais, além dos requisitos previstos na Norma Regulamentadora n.

1 e 2... devem contemplar no Programa de Prevenção de Riscos Ambientais, além dos requisitos previstos na Norma Regulamentadora n. ANEXO I da NR-20 1 e 2.... devem contemplar no Programa de Prevenção de Riscos Ambientais, além dos requisitos previstos na Norma Regulamentadora n.º 9: a) o inventário e características dos inflamáveis

Leia mais

FISPQ. Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico ACELERADOR DE VULCANIZAÇÃO MBTS-80 ACELERADOR DE VULCANIZAÇÃO MBTS-80

FISPQ. Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico ACELERADOR DE VULCANIZAÇÃO MBTS-80 ACELERADOR DE VULCANIZAÇÃO MBTS-80 Folha: 1 / 5 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto: Código Interno: Principais usos recomendados: Master de acelerador de vulcanização de borracha MBTS-80. Acelerador de vulcanização;

Leia mais

A SEGURANÇA EM TRABALHOS DE MANUTENÇÃO 1 1/35

A SEGURANÇA EM TRABALHOS DE MANUTENÇÃO 1 1/35 A SEGURANÇA EM TRABALHOS DE MANUTENÇÃO 1 1/35 1. Análise de riscos 2. Ferramentas de uso comum 3. Máquinas e ferramentas pneumáticas 4. Pedras de esmeril 5. Máquinas ferramenta 6. Escadas portáteis 7.

Leia mais

CURSO SUPERVISOR EM ESPAÇO CONFINADO

CURSO SUPERVISOR EM ESPAÇO CONFINADO FUNCIONAMENTO DO CURSO O curso terá duração de 40 horas/aula, composto pelos seguintes módulos: MÓDULO h/a Entendimento da NR-33 4 Análise de Riscos 4 Permissões de Trabalho e Bloqueio de Energias 4 Proteção

Leia mais

SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS

SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS 1 27/08/2007 SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS Instrutor: Engº André Vinícius Campos de Paula Cel.: (53) 91580487 / Comercial: (53) 21255879 E-mail.: andre.depaula@ecovix.com 2 3 27/08/2007

Leia mais

NORMAS TÉCNICAS APLICÁVEIS AOS EPI

NORMAS TÉCNICAS APLICÁVEIS AOS EPI ANEXO II NORMAS TÉCNICAS APLICÁVEIS AOS EPI Equipamento de Proteção Individual EPI Enquadramento NR 06 Anexo I A PROTEÇÃO DA CABEÇA Proteção da cabeça contra: A.1.1. Impactos de objetos sobre o crânio;

Leia mais

Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico

Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico Produto : NO-RUST D - Data da Atualização: 22/01/2014 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Empresa: R. Pref. Eurípedes de Siqueira, n.º 36 Distrito

Leia mais

Sistema de Gestão da Qualidade: NBR ISO 9001 Ficha de Segurança de Produto: LAB TIN 3104

Sistema de Gestão da Qualidade: NBR ISO 9001 Ficha de Segurança de Produto: LAB TIN 3104 Código: FSP-261 Revisão: 1 Página: 1/5 1 Informação do produto e da empresa Nome do produto: LAB TIN 3104 Nome da empresa: Lab Analítica e Ambiental Ltda. Endereço: Rodovia Geraldo Scavone, 2300 Condomínio

Leia mais

GERENCIAMENTO DE SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS: APLICAÇÃO DA NR-33 EM SILOS

GERENCIAMENTO DE SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS: APLICAÇÃO DA NR-33 EM SILOS ISSN 1984-9354 GERENCIAMENTO DE SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS: APLICAÇÃO DA NR-33 EM SILOS Marcelo Zago (UTFPR) Rodrigo Eduardo Catai (UTFPR) Rosemara Santos Deniz Amarilla (UTFPR)

Leia mais

INSPEÇÃO DE SEGURANÇA

INSPEÇÃO DE SEGURANÇA INSPEÇÃO DE SEGURANÇA Grupo 01 Riscos Físicos 01. Existe ruído constante no setor? 02. Existe ruído intermitente no setor? 03. Indique os equipamentos mais ruidosos: 04. Os funcionários utilizam Proteção

Leia mais

Mário Márcio dos Santos. Ex-Docente SENAC / Barretos-SP

Mário Márcio dos Santos. Ex-Docente SENAC / Barretos-SP Mário Márcio dos Santos Ex-Docente SENAC / Barretos-SP Sr. Mário M MárcioM Obrigado a todos que direta ou indiretamente contribuíram por estas conquistas. Ano de 2.006 Parceiras que vieram para fazer

Leia mais

EXTRUTOP FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ 017 REVISÃO: 30/03/2014 PÁGINA 1/6 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA

EXTRUTOP FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ 017 REVISÃO: 30/03/2014 PÁGINA 1/6 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA FISPQ 017 REVISÃO: 30/03/2014 PÁGINA 1/6 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Extrutop Código interno: AGM215 e AGM216 Empresa: Indutil Indústria de Tintas Ltda. e-mail: indutil@indutil.com.br

Leia mais

Relatório Trabalhista

Relatório Trabalhista www.sato.adm.br 1987-2002 Legislação Consultoria Assessoria Informativos Treinamento Auditoria Pesquisa Qualidade Relatório Trabalhista Nº 091 14/11/2002 CRÉDITOS OU CONTRIBUIÇÕES ARRECADADAS PELO INSS

Leia mais

FICHA DE EMERGÊNCIA EM CASO DE ACIDENTES

FICHA DE EMERGÊNCIA EM CASO DE ACIDENTES Rua Soluções do Lar, 155 CEP. 06700-000 Cotia SP Tel./ Fax: (11) 4612-2014 Nome do Produto: PRIMER PRODUTO NÃO ENQUADRADO NA PORTARIA EM VIGOR SOBRE VIGOR SOBRE TRANSPORTE DE PRODUTOS PERIGOSOS Líquido

Leia mais

Segurança com Pr P odutos o Q u Q ími m cos

Segurança com Pr P odutos o Q u Q ími m cos Segurança com Produtos Químicos Assuntos a serem Abordados 1. Conceitos e Definições; 2. Pré Avaliação do Produto Químico (Compra); 3. Armazenamento de Produto Químico; 4. Resíduo / Licença Ambiental;

Leia mais

ENTRADA EM ESPAÇOS CONFINADOS

ENTRADA EM ESPAÇOS CONFINADOS ENTRADA EM ESPAÇOS CONFINADOS Uma vez concluída a avaliação de um trabalho em espaço confinado é necessário que se avalie também os perigos e se desenvolva um programa para que ele seja realizado com sucesso.

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA PARA PRODUTOS QUÍMICOS

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA PARA PRODUTOS QUÍMICOS FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA PARA PRODUTOS QUÍMICOS 1 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome Comercial do produto: CJI URETANO AR ENDURECEDOR Nome da empresa: Endereço: Rua Hermínio Poltroniere,

Leia mais

de Segurança de Produtos Químicos

de Segurança de Produtos Químicos 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA: Nome do Produto: CONCRECOR CIMENFLEX Fornecedor:. Av Eng Juarez de Siqueira Britto Wanderley, 380 Jd Vale do Sol CEP: 12.238-565 São José dos Campos - SP e-mail:

Leia mais

Coordenação Nacional da Norma - ABNT NBR 14.787, publicada em Dezembro de 2001; Membro do GT Tripartite da NR-33, publicada em 27/12/2006.

Coordenação Nacional da Norma - ABNT NBR 14.787, publicada em Dezembro de 2001; Membro do GT Tripartite da NR-33, publicada em 27/12/2006. Coordenação Nacional da Norma - ABNT NBR 14.787, publicada em Dezembro de 2001; Membro do GT Tripartite da NR-33, publicada em 27/12/2006. Al. Iraé, 620 conjunto 56 Indianópolis São Paulo SP Tel: (11)

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICOS FISPQ 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E EMPRESA

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICOS FISPQ 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E EMPRESA Pág. 1/8 FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICOS FISPQ 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E EMPRESA Nome do produto: CERA Cód. Interno de Identificação do Produto: Nome da Empresa: POLIDENTAL INDÚSTRIA

Leia mais

Nome do produto: BIOAGLOPAR PET

Nome do produto: BIOAGLOPAR PET Data da última revisão: 17/04/2014 Pagina 1/5 1. Identificação do produto e da empresa Nome do produto: Bioaglopar PET NCM: 3209.10.20 - Código interno de identificação do produto: 1.3.2.004 - Nome da

Leia mais

Produto: MAXPREN LAJE PRETO FISPQ n 040 emissão 02/02/09 Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico 1 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA

Produto: MAXPREN LAJE PRETO FISPQ n 040 emissão 02/02/09 Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico 1 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico 1 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: MAXPREN LAJE PRETO Código do produto: 16100 Nome da empresa: Maxton Brasil Endereço: Rua Ivo

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS - FISPQ. Produto: SERICRYL SUPER MACIO Código do produto: SM Data: 20/1/2011 Página: 1 de 5

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS - FISPQ. Produto: SERICRYL SUPER MACIO Código do produto: SM Data: 20/1/2011 Página: 1 de 5 Data: 20/1/2011 Página: 1 de 5 1. Identificação do produto e da empresa Nome do produto - Código interno: SERICRYL SUPER MACIO SM Código das Cores: 001, 002, 003, 010, 014, 015, 016, 017, 020, 025, 030,

Leia mais

QUIMICRYL S/A Ficha de Segurança de Produtos Químicos Página 1 de 8 BAUCRYL 5.000. Data da última revisão: 28/3/2013

QUIMICRYL S/A Ficha de Segurança de Produtos Químicos Página 1 de 8 BAUCRYL 5.000. Data da última revisão: 28/3/2013 Ficha de Segurança de Produtos Químicos Página 1 de 8 1. Identificação do Produto e da Empresa Produto: BAUCRYL 5.000. Usos Recomendados: SISTEMA MAI MEMBRANA DE POLÍMERO MODIFICADA COM CIMENTO Impermeabilizante

Leia mais

11/12/2011 MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO. 08/12/2011 São Paulo

11/12/2011 MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO. 08/12/2011 São Paulo MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO 08/12/2011 São Paulo 1 CAUSAS DE ACIDENTES GRAVES E FATAIS Queda é a uma das principais p causas acidentes fatais no Brasil eno mundo. de Início da queda Fases de uma queda

Leia mais

FISPQ - Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico

FISPQ - Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico FISPQ - Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Código interno: Empresa: FLEXOTOM INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE PRODUTOS QUÍMICOS PARA CONSTRUÇÃO

Leia mais

Produto: Denvercril RA701 Nº FISPQ: 079 Revisão: 00. Denver Indústria e Comércio Ltda. denver.resinas@denverresinas.com.br

Produto: Denvercril RA701 Nº FISPQ: 079 Revisão: 00. Denver Indústria e Comércio Ltda. denver.resinas@denverresinas.com.br 1. Identificação do Produto e da Empresa Nome do Produto: Nome da Empresa: Endereço: Denvercril RA701. Denver Indústria e Comércio Ltda. Rua Geny Gusmão dos Santos, 48 Rio Abaixo Suzano-SP. Telefone da

Leia mais

TIPOS DE RISCOS. Riscos Físicos Riscos Químicos Riscos Biológicos Riscos Ergonómicos Riscos de Acidentes

TIPOS DE RISCOS. Riscos Físicos Riscos Químicos Riscos Biológicos Riscos Ergonómicos Riscos de Acidentes RISCO Consideram-se Risco de Trabalho todas as situações, reais ou potenciais, suscetíveis de a curto, médio ou longo prazo, causarem lesões aos trabalhadores ou à comunidade, em resultado do trabalho.

Leia mais

Atmosferas Explosivas. Segurança e confiabilidade

Atmosferas Explosivas. Segurança e confiabilidade Atmosferas Explosivas Segurança e confiabilidade Atmosferas Explosivas Quando o assunto é área de risco o uso de produtos apropriados e a manutenção adequada são exigências obrigatórias para atender normas

Leia mais

CURSO BÁSICO DE SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES E SERVIÇOS EM ELETRICIDADE

CURSO BÁSICO DE SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES E SERVIÇOS EM ELETRICIDADE FUNCIONAMENTO DO CURSO O curso terá duração de 40 horas/aula, composto pelos seguintes módulos: MÓDULO h/a Entendimento da NR-10 4 Análise de Riscos 4 Prevenção Combate a Incêndio e Atmosfera Explosiva

Leia mais

NR-13 - CALDEIRAS E VASOS DE PRESSÃO

NR-13 - CALDEIRAS E VASOS DE PRESSÃO NR-13 - CALDEIRAS E VASOS DE PRESSÃO DADOS DA INSPEÇÃO Órgão Responsável pelo Estabelecimento Endereço CNAE Inspetor (es) Estabelecimento Contato Numero de Servidores Referências técnicas (Além desta NR)

Leia mais

APR - ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCOS Revisão: 00 29/08/2014 Atividade Perigo Causas Consequências Medida de Controle OBSERVAÇÃO / RECOMENDAÇÃO

APR - ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCOS Revisão: 00 29/08/2014 Atividade Perigo Causas Consequências Medida de Controle OBSERVAÇÃO / RECOMENDAÇÃO em carga em geral (equipamentos diversos) Queda de mesmo nível ou diferente nível (acesso a vala). Piso irregular; Obstrução de acesso a vala (ferramentas/entulho), Escada em más condições ou irregular;

Leia mais

Gestão de Segurança em Espaços Confinados. Conceitos 20/02/2010. Espaço Confinado. Espaços Confinados Típicos

Gestão de Segurança em Espaços Confinados. Conceitos 20/02/2010. Espaço Confinado. Espaços Confinados Típicos Gestão de Segurança em Espaços Confinados Espaço Confinado...qualquer área não projetada para ocupação contínua; Conceitos... a qual tem meios limitados de entrada e saída;...na qual a ventilação existente

Leia mais

Pode causar irritação na mucosa e dores abdominais. Não são conhecidos casos de irritação nas vias respiratórias.

Pode causar irritação na mucosa e dores abdominais. Não são conhecidos casos de irritação nas vias respiratórias. Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos - FISPQ FISPQ nº 032 Página 1 / 5 Data da última revisão 08/05/2008 1 Identificação do produto e da empresa Nome do produto: Tinta P.V.A.para Artesanato

Leia mais

Sumário. Informativo Semanal nº 52 Ano XL 2006 FECHAMENTO: 27/12/2006 EXPEDIÇÃO: 29/12/2006 PÁGINAS: 654/641

Sumário. Informativo Semanal nº 52 Ano XL 2006 FECHAMENTO: 27/12/2006 EXPEDIÇÃO: 29/12/2006 PÁGINAS: 654/641 ÚLTIMO DIÁRIO PESQUISADO 27/12/2006 Informativo Semanal nº 52 Ano XL 2006 FECHAMENTO: 27/12/2006 EXPEDIÇÃO: 29/12/2006 PÁGINAS: 654/641 ESTA PÁGINA ENCERRA A MATÉRIA DESTE COLECIONADOR Mas atenção!!! Ao

Leia mais

1. CARACTERIZAÇÃO DO OBJETO... 2 2. JUSTIFICATIVA... 2 3. QUALIFICAÇÃO DA EMPRESA... 2 4. QUALIFICAÇÃO DOS INSTRUTORES... 2 5. RESPONSABILIDADE DA

1. CARACTERIZAÇÃO DO OBJETO... 2 2. JUSTIFICATIVA... 2 3. QUALIFICAÇÃO DA EMPRESA... 2 4. QUALIFICAÇÃO DOS INSTRUTORES... 2 5. RESPONSABILIDADE DA TERMO DE REFERÊNCIA SSST 004//2013 CONTRATAÇÃO DE SERVIÇO ESPECIALIZADO EM TREINAMENTO DE TÉCNICAS DE SEGURANÇA PARA TRABALHO EM ESPAÇOS CONFINADOS 1. CARACTERIZAÇÃO DO OBJETO... 2 2. JUSTIFICATIVA...

Leia mais

TELEFONE PARA EMERGÊNCIAS: 0800-7077022 (SUATRANS)

TELEFONE PARA EMERGÊNCIAS: 0800-7077022 (SUATRANS) 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Código do Produto: 3076 Data da FISPQ: 01/11/2005 Comercializado por: BRENNTAG QUÍMICA BRASIL LTDA Guarulhos - SP Rua Hum, 1.333 Bonsucesso Guarulhos CEP

Leia mais

2. COMPOSIÇÃO E INFORMAÇÕES SOBRE OS IGREDIENTES: CONCENTRAÇÃO %

2. COMPOSIÇÃO E INFORMAÇÕES SOBRE OS IGREDIENTES: CONCENTRAÇÃO % 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA: Nome do Produto: CONCRELATÉX Tinta acrílica base d agua. Fornecedor:. Av Eng Juarez de Siqueira Britto Wanderley, 380 Jd Vale do Sol CEP: 12.238-565 São José dos

Leia mais

01 Identificação do produto e da Empresa. 02 Composição e informações sobre os ingredientes. 03 Identificação de perigos

01 Identificação do produto e da Empresa. 02 Composição e informações sobre os ingredientes. 03 Identificação de perigos Página: 01/05 01 Identificação do produto e da Empresa Natureza Química : Limpador de Uso Geral Autorização de Funcionamento / MS : nº 3.02.599-9 Registro no Ministério da Saúde : 3.2599.0103.001-4 Aceita

Leia mais

MEDIDAS DE CONTROLE COM NORMAS DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHO PARA CONTRATADAS QUE PRESTAM SERVIÇOS NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA.

MEDIDAS DE CONTROLE COM NORMAS DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHO PARA CONTRATADAS QUE PRESTAM SERVIÇOS NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA. MEDIDAS DE CONTROLE COM NORMAS DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHO PARA CONTRATADAS QUE PRESTAM SERVIÇOS NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA. CLAUSULA PRIMEIRA: OBJETIVO. 1.1. Estabelecer diretrizes de

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ FISQP n o 24 15/11/10 Página 1 de 5 FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ Contato/emergência: Centro de Atendimento Toxicológico do Espírito Santo (Toxcen-ES) Telefone: 0800-283-9904

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA

1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto Limpa ar condicionado Código interno de identificação 00.00.000.000 Nome da empresa Endereço Aeroflex Indústria de Aerosol Ltda. Rod. BR 116 km

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUIMICOS

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUIMICOS FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUIMICOS Pagina 1de 5 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA NOME DO COMERCIAL Adesivo Poliéster Mega Light NOME DO FABRICANTE Automotivos 2001 LTDA Rua Avenida

Leia mais

CONTROLE E GERENCIAMENTO DOS ESPAÇOS CONFINADOS NOS CANTEIROS DE OBRA ARMANDO CAMPOS

CONTROLE E GERENCIAMENTO DOS ESPAÇOS CONFINADOS NOS CANTEIROS DE OBRA ARMANDO CAMPOS CONTROLE E GERENCIAMENTO DOS ESPAÇOS CONFINADOS NOS CANTEIROS DE OBRA EU TENHO UM PRIMO QUE TRABALHA NA CONSTRUÇÃO CIVIL. É TÃO SEGURO TRABALHAR NA CONSTRUÇÃO CIVIL, SENSO DE RESPONSABILIDADE NA CONSTRUÇÃO

Leia mais

1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA 2 COMPOSIÇÃO E INFORMAÇÕES SOBRE OS INGREDIENTES

1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA 2 COMPOSIÇÃO E INFORMAÇÕES SOBRE OS INGREDIENTES NOME DO PRODUTO: BRANCOL 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome da Empresa: Petra Química Matriz: Estrada do Barreiro, 136 Gleba Nova Ukrânia - CEP: 86.800-970 - Apucarana/PR Fone: (43) 4104-0224

Leia mais