HiPath 1100 HiPath 1120 HiPath 1130 HiPath 1150 HiPath 1190 Manual de programação

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "HiPath 1100 HiPath 1120 HiPath 1130 HiPath 1150 HiPath 1190 Manual de programação"

Transcrição

1 HiPath 1100 HiPath 1120 HiPath 1130 HiPath 1150 HiPath 1190 Manual de programação

2 Introdução Introdução Os sistemas da familia HiPath 1100 possuem facilidades, códigos de programação e operação semelhantes, com algumas diferenças inerentes às capacidades e aos módulos opcionais. Assim, foi criado um pacote de documentação comum a todos os sistemas:hipath 1120, HiPath 1130, HiPath 1150, HiPath 1190, divididos da seguinte forma: Manual do usuário: Este manual descreve a operação e a utilização das facilidades oferecidas pelos sistemas, agrupadas em capítulos de forma seqüencial e lógica para uma chamada telefônica; Manual de programação: Este manual descreve brevemente a instalação dos sistemas HiPath 1120, HiPath 1130, HiPath 1150 e os códigos de programação de toda a familia, destacando particularidades de cada sistema; Manual de instruções dos telefones de sistema: Este manual é fornecido dentro da caixa dos telefones e descreve a utilização e configuração dos aparelhos; Guia rápido para telefones de sistema e telefones comuns: Este guia apresenta de maneira resumida a utilização dos códigos de facilidades disponíveis nos sistemas; Guia rápido para terminal de operadora: Este guia apresenta de maneira resumida a utilização do telefone de sistema como posto de atendimento para operadora; Guia de serviços: Este guia apresenta as informações referentes aos distribuidores Siemens onde se pode solicitar serviços de manutenção e programação ou adquirir produtos e opcionais para o seu sistema de comunicação; Certificado de garantia: Este certificado apresenta os termos de garantia Siemens. 2

3 Sobre este manual de Programação Sobre este manual de Programação Este manual descreve a programação dos sistemas HiPath 1100, são descritos todos os códigos de programação e as respectivas funções que podem ser executadas no seu sistema. Caso as funções não estejam disponíveis, as possíveis causas são: Esta função não está configurada para sua linha e/ou para seu sistema consultar o administrador do sistema. Sua plataforma de comunicações não dispõe desta função consultar a possibilidade de ampliação do seu sistema. Notas importantes O sistema e os aparelhos telefônicos não devem funcionar em locais com perigo de explosão! Nunca abrir o sistema ou um telefone! Em caso de problemas, consultar o administrador do sistema. Cuidados com o conjunto. Evitar o contato do sistema e telefones com líquidos corantes ou agressivos, como por exemplo, chá, café, sumos ou refrigerantes. Marca CE A conformidade do equipamento com as diretivas da UE 1999/5/CEM é confirmada pela marca CE. Símbolo de proteção do ambiente Este equipamento foi fabricado segundo as diretrizes do nosso sistema de gestão ambiental (ISO 14001). Este processo assegura a redução ao mínimo do consumo de matéria-prima primária e de energia, assim como da produção de resíduos industriais. 3

4 Notas importantes Passo a Passo * 8 8 d ( d) Instruções para leitura do manual As etapas de programação do sistema são sempre apresentadas sequencialmente em gráficos na coluna "", do lado esquerdo de cada página. Significado dos gráficos: Tecla FLASH - telefone comum tipo MF ou Tecla FIL - telefone de sistema Pressione a tecla flash caso esteja utilizando um telefone comum do tipo MF Tecla programável. Retirar o monofone do gancho. Colocar o monofone no gancho. Iniciar a conversação.,... Digitar os números, teclas, senha, número interno ou externo, etc. << D >> Tecla para avançar, retornar e confirmar. Pressionar a tecla apagada. Pressionar a tecla acesa. Pressionar a tecla intermitente. Aguardar sinal acústico através do monofone/alto-falante. Ramal chamando. Todas as etapas de operação apresentadas valem tanto para os telefones de sistema como para os telefones comuns. Sistemas HiPath

5 Capacidades e opcionais Capacidades e opcionais O HiPath 1100 possui uma configuração básica e permite a composição de sistemas maiores e com mais funções através de placas de expansão e opcionais, tornando o sistema adequado ao seu negócio. A seguir, são apresentados os tipos de acesso e as placas opcionais que podem ser utilizadas. Linhas externas: Acesso básico S 0 (ISDN ou RDSI); Acesso primário E1 CAS; Acesso ADSL; Linha analógica; Ramais internos: Telefones de sistema; Modelos E 821 ST e E 822 ST. Telefones analógicos (decádico ou multifrequencial); Secretária eletrônica; Fax; Porteiro eletrônico/abertura de porta; Sensor e relé; Adaptador V.24 para integração do sistema a aplicativos CTI, HiPath 1100 System Manager, tarifadores, etc. Placas de expansão EB202: 2 linhas externas analógicas e 2 ramais analógicos. EB204: 2 linhas externas analógicas e 4 ramais analógicos. EB206: 2 linhas externas analógicas e 6 ramais analógicos. EB210: 2 linhas externas analógicas e 10 ramais analógicos. EB 200: 2 linhas externas analógicas. EB 400: 4 linhas externas analógicas. EB 800: 8 linhas externas analógicas. EB 010: 10 ramais analógicos. EB 012: 12 ramais analógicos. 5

6 Capacidades e opcionais Opcionais Módulo S 0 : Permite o acesso à rede RDSI/ISDN através de um acesso básico S0 digital, permitindo a utilização dos recursos desta rede página 77. Módulo TME1: Permite a conexão de tronco digital com sinalização E1 CAS página 77. Módulo Atendedor/FAX: Realiza atendimento automático e detecta sinal de fax, transferindo a ligação ao ramal adequado página 71. Módulo ADSL: Permite a conexão de um acesso ADSL (Asymetric Digital Subscriber Line) e a instalação de uma rede LAN em que os micros compartilham o acesso a Internet página 84. Módulo Música (HiPath 1120) : Possibilita inserir uma melodia para chamadas externas em espera através de uma fonte de música externa por exemplo, rádio, conectada ao sistema página 53. Também possui um relé e um sensor, para integração com outros aparelhos, como um porteiro eletrônico, dispositivo de abertura de porta, alarmes, etc página 85. Módulo CD 16 (1190): Possibilita a conexão de até 16 telefones de sistema. Interaction Center Smart Possibilita o gerenciamento do seu Call Center com informações em tempo real e relatórios pré-configurados. 6

7 Capacidades e opcionais Módulos e Capacidades: Configuração básica: Linhas externas analógicas 2 0 Ramais analógicos 8 10 Interface para telefones de sistema 4 8 Módulos de ampliação: EB EB EB EB EB EB EB EB EB Módulos opcionais1: Módulo S Módulo TME Módulo ADSL 1 Módulo Atendedor/FAX 1 Módulo Música 1 0 Módulo CD Capacidade final dos sistemas: Linha externa/ramal/telefones de 6/16/4 12/20/8 10/50/8 ou 32/140/24 ou sistema 16/40/8 ou 45/140/24 17/46/8 Total de linhas externas analógicas sem os módulos TME1 ou S Os módulos S 0 ou TME1 não podem ser utilizados simultaneamente. 2.Quando forem utilizados troncos digitais S0 ou E1, o número máximo de linhas analógicas é obtido subtraindo-se o número de linhas configuradas em cada módulo, da capacidade final de linhas. Programações 7

8 Índice Introdução Sobre este manual de Programação Notas importantes Símbolo de proteção do ambiente Instruções para leitura do manual Sistemas HiPath 1100 Capacidades e opcionais Programações Modo de programação Iniciar o modo de programação Terminar o modo de programação Programações importantes Linhas externas Atribuir grupos de linhas externas aos ramais Atendedores de linha Agenda Classes de serviço (COS) Atribuição de classes de serviço Transferência da classe de serviço Idioma País/grupo de países Terminal de operadora Programação de linha externa Grupos de linhas externas Seleção do tipo de linha externa Bloqueio de chamadas a cobrar Captura/atendimento de linha externa Identificação em linha analógica Sentido de ligação na linha externa Duração de flash Tempo de carência para reocupação da linha externa Tempo de pausa de chamada

9 Índice Coeficiente para linha externa analógica Silent reversal Detector de tom Operação como SUB-PABX Conexão de linha externa Segundo código de acesso externo Programação de ramal Grupos de captura Grupo interno Grupo de chamada UCD Mensagem de espera para grupo UCD Associação da mensagem de espera ao grupo UCD Intercalação Identificação de chamadas para ramal analógico (CLIP) Cadeado Tempo de desvio em caso de não atendimento Modo de seleção Tempo de detecção de flash Ramal de fuga Serviço noturno Hotline Warmline Chefe-Secretária Nome de ramal Associação à interface CD Coeficiente para Ramal Programação geral Seleção alternativa de operadora ACS Música em espera Tempo para monitoração externa de ambiente Exclusão de dígitos da lista de chamadas Data/hora Cadastro de nome na agenda Pesquisa na agenda Ordem de busca nas lista de pesquisa Fator de tarifação Definir o nome da moeda Versão de software Senha do sistema Senha de serviço noturno Restaurar a configuração padrão Programação remota Habilitar a programação remota Programando remotamente

10 Índice Encerrar a programação remota Impressão dos dados de programação Temporizadores Alarme no HiPath Porteiro eletrônico Configuração de porteiro eletrônico Abertura de porta Atendimento da chamada Permissão para abertura da porta Bilhetagem dos dados de chamada Taxa de transmissão de dados Supressão de dígitos na bilhetagem de chamada Registro de chamadas recebidas Filtro de bilhetagem Módulo Atendedor/FAX Menu de atendimento Gravação de anúncios Configuração do modo de atendimento Ramal para recepção de Fax Programação para tronco digital Módulo S Módulo TME Modo de operação Prefixo DDR Cadastro de número externo Associação de número externo a ramal Sinalização de ocupado Exibição do número de telefone Envio do código de área local Envio do código de área do país Módulo ADSL Restaurar configuração padrão do módulo ADSL Relé e sensor no HiPath Sensor Programar a função do sensor Lógica de ativação do sensor Relé Tempo de fechamento do relé

11 Índice Interaction Center Smart HiPath 1100 System Manager Índice Remissivo Guia de instalação Hipath 1120/1130/1150 Instalação Recomendações de segurança Ferramentas necessárias Conteúdo da embalagem do HiPath HiPath Instalaçao HiPath 1120 Instalação dos módulos opcionais Conteúdo da embalagem do HiPath 1130 / HiPath 1130 / 1150 Instalação HiPath 1130 / 1150 Instalação dos Módulos S 0, TME1 e ADSL Porteiro eletrônico S30817-Q930-A HiPath 1120 Informações técnicas HiPath 1130 / 1150 Informações técnicas Resumo dos códigos de programação Resumo dos códigos de programação

12 Modo de programação Modo de programação Você pode alterar os parâmetros pré-programados no HiPath 1100 para adequá-lo da melhor forma às suas necessidades. Para isso, é necessário utilizar um ramal para entrar no modo de programação e em seguida selecionar com um código o parâmetro que você deseja alterar. O sistema também pode ser configurado com o software de administração HiPath 1100 System Manager, o micro é conectado ao sistema através da interface Serial e todos os dados podem ser armazenados no disco ( Página 88). O HiPath 1100 possui 2 planos de numeração, que podem ser programados através do HiPath 1100 System Manager, por exemplo, um número de ramal interno no plano de numeração 1 é 11, já se for selecionado o plano de numeração 2 este ramal será equivalente a 211, isto também vale para os códigos de ativação de facilidade. Plano de numeração 1: Descrição Linha externa analógica 851 a a a a 882 Linha externa digital 801 a a a a 845 Ramal 11 a a a a 140 Grupo de linhas externas 0 ou 86 0 ou 890 a 899 Grupo de chamada 780 a 789 Associação de número externo 01 a a a 160 Módulo S 0 e TME1 Plano de numeração 2: Descrição Linha externa analógica 4651 a a a a 4682 Linha externa digital 4601 a a a a 4645 Ramal 211 a a a a 2150 Grupo de linhas externas 0 ou 70 0 ou 70 a 79 Grupo de chamada 201 a a 2010 Associação de número externo 01 a a a 160 Módulo S 0 e TME1 As instruções a seguir utilizam como referência o plano de numeração 1 e os parâmetros padrões de fábrica. 12

13 Modo de programação Iniciar o modo de programação A programação do sistema só pode ser executada no ramal com o primeiro número interno: Plano de numeração HiPath 1120/1130/1150 HiPath Recomenda-se a utilização de um telefone de sistema com display, mas caso não possua um aparelho deste tipo pode ser utilizado um telefone comum tipo MF. A programação não pode ser efetuada com um telefone decádico. * * 9 5 Telefones Comuns X Telefones de Sistema: As explicações das seqüências de programação dos sistemas são feitas com base em um telefone comum.caso utilize um telefone de sistema considere: SPEAKER = GANCHO g j FEATURE = * (serviço) Retirar o monofone do gancho. Digitar o código de serviço. Digitar o código para início de programação. Digitar a senha do sistema (Padrão: Alterar a senha do sistema Página 58). Você ouve um breve tom (Bip) e passa para o modo de programação. Se você ouvir 3 tons (Bip), significa que digitou a senha errada. Coloque o monofone no gancho e repita as etapas de programação descritas acima. 13

14 Modo de programação Tons no modo de programação Em caso de entrada correta: 1 tom bip/sinal de confirmação. Em caso de entrada incorreta: 3 tons bip. Você volta ao estado inicial do modo de programação. Após a conclusão das etapas de programação, o sistema responde com um sinal de confirmação e termina a programação do parâmetro. Você volta ao estado inicial do modo de programação. Cancelar a programação de um parâmetro Com a tecla "", é possível cancelar a programação de um parâmetro em qualquer momento. Você volta ao estado inicial do modo de programação. Terminar a programação de um parâmetro Há três formas diferentes de terminar programação de um parâmetro. Depois, você volta ao estado inicial do modo de programação. Após a entrada dos parâmetros, a programação é concluída automaticamente. Após a entrada dos parâmetros, pressionar a tecla. Após a entrada dos parâmetros, aguardar cerca de 5 s. Se nenhum código ou parâmetro for digitado, o sistema ou continua a esperar por sua entrada, ou interpreta isto como "entrada nula" e passa para a próxima etapa de programação, dependendo do código selecionado. Terminar o modo de programação Após terminar a programação de um parâmetro, você volta ao estado inicial do modo de programação. Para sair do modo de programação, proceder da seguinte forma: Colocar o monofone no gancho. 14

15 Programações importantes Programações importantes Sugere-se que algumas facilidades sejam modificadas inicialmente e para outras programações, na maioria dos casos podem ser utilizados os valores pré-configurados. Se contudo for necessário alterar estes valores, consulte os capítulos seguintes. Linhas externas Se você não for usar todos os acessos externos do sistema, deverá programar os acessos livres (sem linha externa conectada) como "inexistente". As linhas externas conectadas podem ser analógicas (DEC ou MF) ou digitais (linha S 0 ou linha CAS, conectadas respectivamente com os Módulo S 0 e TME 1). 1 9 Digitar o número de linha externa: Linha analógica (por exemplo, 851) ou Linha digital (por exemplo, 801) Digitar o código desejado = Linha inexistente = Linha analógica: Impulsos (DEC) = Linha analógica: Multifreqüêncial (MF) (padrão para todas as linhas analógicas) = Linha digital: S 0 ou CAS (padrão para todas as linhas digitais) = Linha digital: Para FETEX, configurado em alguns países Digitar o próximo número de linha externa livre ou 15

16 Programações importantes ou Atribuir grupos de linhas externas aos ramais Configura a forma de acesso a um grupo de linhas externas para cada ramal. O acesso a linhas externas "0" é padrão. Digitar o número do ramal (por exemplo, 11/101). Digitar o número do grupo de linhas externas (por exemplo 0, 86, 890, etc). Digitar o próximo número de ramal Se o usuário digitar o código externo "0", será procurada uma linha livre do grupo atribuído. Se não houver linha livre, o sistema procura em outros grupos. 4 2 Atendedores de linha Na configuração padrão, estão programados como atendedor para todas as linhas externas o ramal 11 no HiPath 1120, HiPath 1130 e HiPath 1150 e o ramal 101 no HiPath Se você deseja que as chamadas de entrada também toquem em outros telefones além daqueles com a programação padrão, pode configurálos como atendedores para uma linha externa. Cada ramal pode também ser configurado como segundo atendedor de uma linha, neste caso só toca se o ramal atendedor não atender a chamada após um determinado tempo (veja no Manual do Usuário, Desvio - em caso de não atendimento). Digitar o número de linha externa (por exemplo, 851). 16

17 Programações importantes... Digitar os números dos ramais (por exemplo, 11, 101) ou grupos de chamadas (por exemplo, ) que devem sinalizar o recebimento de chamadas pela linha externa indicada (até 8 ramais/grupos). Para definir um ramal como atendedor para outras linhas, repetir a programação. Se em um ramal estiver conectado um dispositivo de abertura de porta, este não pode se configurado como atendedor. 4 2 * 1 2 Apagar atendedores para uma linha externa Digitar o número de linha externa (por exemplo, 851). Os atendedores para a linha selecionada serão apagados. Agenda É possível amarzenar até 90 números na agenda do sistema, com no máximo 32 dígitos. Pode-se atribuir um nome a cada número com no máximo 16 caracteres, o que permite uma busca alfanumérica (veja no Manual do Usuário, Pesquisa na agenda). Estes números amarzenados podem ser chamados através de sua posição na agenda, isto é, um número abreviado pode ser utilizado por qualquer ramal do sistema. Na configuração padrão não há números abreviados programados. Digitar o número abreviado desejado (por exemplo, ). 17

18 Programações importantes Aguardar 5 s Digitar o número interno, o código externo "0" ou o número de linha externa (por exemplo, 851) e logo depois o número externo (no máximo 32 caracteres). Se o sistema estiver operando como SUB-PABX, selecionar primeiro o número da linha externa (por exemplo, 851) ou o grupo de linhas externas (por exemplo, 86, 890) interligada ao PABX desejado, depois o código do PABX para acesso interno ou a seqüência necessária do plano de numeração do PABX para poder realizar uma chamada externa e finalmente o número externo (no máximo 32 caracteres). Aguardar o sinal de confirmação. ( + ) Se desejar associar um nome ao respectivo número, digitar o nome conforme instruções para entrada de dados alfanuméricos ( Página 55) e depois confirmar. Para o HiPath 1120 A posição de agenda 089 está reservada para a função de relé e sensor. Para a seleção de um número externo é necessário digitar o número da linha externa no lugar do código externo "0". Classes de serviço (COS) Para cada telefone pode ser definida uma das 4 classes de serviço (COS = Class of Service) por linha externa (HiPath 1120) ou por grupo de linhas (HiPath 1130/1150/ 1190). Assim é possível bloquear o estabelecimento de chamadas para números externos selecionados ou permitir as chamadas somente para alguns números. Todas as classes de serviço habilitam o atendimento de chamadas externas e o estabelecimento de chamadas internas. Classes de serviço Restrito: Não podem ser estabelecidas chamadas externas, classe 0. 18

19 Programações importantes 2 3 Semi-privilegiado: As chamadas externas só podem ser estabelecidas através da Agenda Central e de uma das listas de permissão 1 ou 5 ou 7 ( Página 20). Privilegiado com proibição: Podem ser efetuadas chamadas externas, exceto para os números da lista de proibição 2 ou 4 ou 6 ( Página 19). Privilegiado (padrão para todas as linhas): Podem ser estabelecidas todas chamadas externas, classe 3. Lista de números proibidos Existem três diferentes listas de proibições que podem ser preenchidas por diversas combinações de números de telefone e prefixos para ramais individuais. Lista de proibições 1 (nº 2) com 35 posições Lista de proibições 2 (nº 4) com 10 posições Lista de proibições 3 (nº 6) com 4 posições Os telefones com a classe de serviço "privilegiado com listas de proibições" não poderão selecionar os números de telefone que começam com estas combinações. Caso tente selecionar algum destes números, o ramal irá receber o sinal de ocupado. Mesmo com as restrições impostas pelas listas, os números programados na agenda poderão ser acessados através da seleção abreviada. Já existem algumas combinações registradas na lista de proibições, que caso necessário podem ser apagadas. 2 ou 4 ou 6 Digitar o número da lista de proibições desejada Digitar a posição da lista para o número que deve ser bloqueado. Digitar o número que deve ser bloqueado (no máximo 10 dígitos) Atenção: entrada sem código de acesso externo. 19

20 Programações importantes Aguardar 5 s Aguardar o sinal de confirmação. Para alterar um número bloqueado, basta digitar a respectiva posição da lista e o novo número. 2 3 Apagar números da lista de proibições 2 ou 4 ou 6 Digitar o número da lista de proibições desejada Digitar a posição da lista para o número que deve ser apagado. aguardar 5 s 2 4 Caso não seja digitado um número novo, o conteúdo da posição da lista será apagado após 5 s Lista de números permitidos Existem três diferentes listas de permissões que podem ser preenchidas por diversas combinações de números de telefone e prefixos para ramais individuais (entrada sem código externo). Lista de permissões 1 (nº 1) com 25 posições Lista de permissões 2 (nº 5) com 10 posições Lista de permissões 3 (nº 7) com 4 posições Os telefones com a classe de serviço "Semi-privilegiado com lista de permissões" só poderão selecionar, além dos números abreviados, os números de telefone que começam com estas combinações. Ao selecionar qualquer outro número, ouve-se o sinal de ocupado. Já existem algumas combinações registradas na lista de permissões, que caso necessário podem ser apagadas. 1 ou 5 ou 7 Digitar o número da lista de permissões desejada Digitar a posição da lista para o número que deve ser bloqueado. 20

21 Programações importantes Aguardar 5 s Digitar o número que deve ser liberado (no máximo 16 dígitos) Atenção: entrada sem código de acesso externo. Aguardar o sinal de confirmação. Para alterar um número liberado, basta digitar a respectiva posição da lista e o novo número. 2 4 Apagar números da lista de permissões 1 ou 5 ou 7 Digitar o número da lista de permissões desejada Digitar a posição da lista para o número que deve ser apagado. Aguardar 5 s Caso não seja digitado um número novo, o conteúdo da posição da lista será apagado após 5 s Listas de permissões e proibições padrão Tanto para as listas de permissões como listas de proibições, existem alguns números pré-programados, que caso necessário podem ser modificados. País Lista de permissões Lista de proibições Brasil Argentina Portugal Chile 800 Venezuela México Vietnã IM Espanhol 190 IM Inglês IM Francês 21

22 Programações importantes País Lista de permissões China Malásia Cingapura Tailândia Grécia Índia Paquistão Espanha Rússia Bielorússia Ucrânia Perú Filipinas Lista de proibições Atribuição de classes de serviço

23 Programações importantes 1 1 D N Digitar o número de linha externa no HiPath 1120 (por exemplo: 851) ou o grupo de linhas externa no HiPath 1130/1150/1190 (por exemplo: 0, 86, ). Entrada da classe de serviço para diurno e noturno. D : Entrada da classe de serviço diurno N : Entrada da classe de serviço noturno No lugar de D e N digitar a seguinte classe de serviço: 0 = Restrito 1 = Semi-privilegiado com lista de permissões 1 (25 posições) 2 = Privilegiado com lista de proibições 1 (35 posições) 3 = Privilegiado (padrão para todas as linhas) 4 = Privilegiado com lista de proibições 2 (10 posições) 5 = Semi-privilegiado com lista de permissões 2 (10 posições) 6 = Privilegiado com lista de proibições 3 (4 posições) 7 = Semi-privilegiado com lista de permissões 3 (4 posições)... Digitar os ramais (por exemplo, 11, 101) aos quais deve ser atribuída a classe de serviço desejada. Para atribuir classes de serviço também a outras linhas, repetir a programação. 23

24 Programações importantes 7 8 * ou ou Transferência da classe de serviço Você pode autorizar ou impedir que um ramal transfira a sua classe de serviço temporariamente para outro telefone. Digitar o número de ramal (por exemplo, 11/101). Autoriza/Impede a transferência da classe de serviço. * = Autoriza a transferência da classe de serviço = Impede a transferência da classe de serviço (padrão). Digitar o próximo número de ramal 6 4 Idioma Define em qual idioma serão mostradas as mensagens no display do telefone de sistema. Este campo será atualizado automaticamente conforme a opção selecionada no campo país. Entretanto, ao alterar o idioma neste campo, o país não é alterado. Desta forma tornase possível definir um país com idioma diferente do padrão. Exemplo: País: Brasil, Idioma: Inglês Selecionar o idioma que deve ser utilizado para a exibição de mensagens. 1 = Português (padrão no HiPath 1190) 2 = Espanhol 3 = Inglês (padrão no HiPath 1120/1130/1150) 4 = Francês 5 = Russo (Cirílico) 24

HiPath 1100 HiPath 1120 HiPath 1130 HiPath 1150 HiPath 1190 Manual de usuário

HiPath 1100 HiPath 1120 HiPath 1130 HiPath 1150 HiPath 1190 Manual de usuário HiPath 11 HiPath 112 HiPath 113 HiPath 115 HiPath 119 Manual de usuário Introdução Introdução Os sistemas da familia HiPath 11 possuem facilidades, códigos de programação e operação semelhantes, com algumas

Leia mais

euroset line family Instruções de administração para telefones de sistema euroset 82 2ST, euroset 82 1ST e telefone padrão

euroset line family Instruções de administração para telefones de sistema euroset 82 2ST, euroset 82 1ST e telefone padrão s euroset line family Instruções de administração para telefones de sistema euroset 82 2ST, euroset 82 1ST e telefone padrão Notas importantes Notas importantes 2VVLVWHPDVGDHXURVHWOLQHIDPLO\Q½RGHYHPIXQFLRQDUHPORFDLV

Leia mais

HiPath 1100. HiPath 1120 HiPath 1150 HiPath 1190. Telefone analógicos MF. Manual de programação

HiPath 1100. HiPath 1120 HiPath 1150 HiPath 1190. Telefone analógicos MF. Manual de programação HiPath 1100 HiPath 1120 HiPath 1150 HiPath 1190 Telefone analógicos MF Manual de programação Introdução Introdução A familia HiPath 1100 é composta pelos sistemas:hipath 1120, HiPath 1150 e HiPath 1190.

Leia mais

Sugestões para este manual

Sugestões para este manual CENTRAL CONECTA TABELA DE PROGRAMAÇÕES edição 01 para internet intelbras Indústria de Telecomunicação Eletrônica Brasileira BR 101, km 210 Área Industrial São José (SC) Brasil - CEP: 88104-800 Fone: 0

Leia mais

HiPath 1100 A melhor solução em comunicação para pequenas e médias empresas.

HiPath 1100 A melhor solução em comunicação para pequenas e médias empresas. HiPath 1100 A melhor solução em comunicação para pequenas e médias empresas. www.siemens.com.br A linha de equipamentos que proporciona à sua empresa uma solução em comunicação com qualidade e garantia

Leia mais

euroset line family Instruções de uso para telefones de sistema euroset 822 ST euroset 821 ST ou telefone padrão

euroset line family Instruções de uso para telefones de sistema euroset 822 ST euroset 821 ST ou telefone padrão s euroset line family Instruções de uso para telefones de sistema euroset 822 ST euroset 821 ST telefone padrão Notas importantes Notas importantes Os sistemas da euroset line family não devem funcionar

Leia mais

SIEMENS. euroset line 16. Manual de Instruções

SIEMENS. euroset line 16. Manual de Instruções SIEMENS euroset line 16 Manual de Instruções Apresentação: A partir de agora você tem a seu serviço o sistema "euroset line 16", que permitirá tornar ainda mais eficiente a sua comunicação telefônica.

Leia mais

Manual do Usuário de Telefone Analógico. Revisão 1.0 Julho 2010

Manual do Usuário de Telefone Analógico. Revisão 1.0 Julho 2010 Manual do Usuário de Telefone Analógico Revisão 1.0 Julho 2010 DECLARAÇÃO DE RESPONSABILIDADE A NEC reserva-se o direito de modificar as especificações, funções ou características a qualquer hora e sem

Leia mais

MANUAL PABX FLEX 4 BATIK PROGRAMAÇÃO E OPERAÇÃO

MANUAL PABX FLEX 4 BATIK PROGRAMAÇÃO E OPERAÇÃO MANUAL PABX FLEX 4 BATIK PROGRAMAÇÃO E OPERAÇÃO FACILIDADES E SERVIÇOS MODO PROGRAMAÇÃO O Modo Programação é o modo de funcionamento do PABX FLEX 4 Batik que permite a execução de comandos de programação

Leia mais

HiPath 1100. Siemens Enterprise Communications

HiPath 1100. Siemens Enterprise Communications HiPath 1100 A linha de equipamentos que proporciona à sua empresa uma solução em comunicação com qualidade e garantia de economia, eficiência e agilidade no atendimento. Siemens Enterprise Communications

Leia mais

MICRO PABX 4015/6020

MICRO PABX 4015/6020 MICRO PABX 4015/6020 MANUAL DE OPERAÇÃO edição 06 para internet intelbras Indústria de Telecomunicação Eletrônica Brasileira BR 101, km 210 Área Industrial São José (SC) Brasil - CEP: 88104-800 Fone: 0

Leia mais

Documentação. HiPath 1100 HiPath 1120, HiPath 1150, HiPath 1190 OpenStage 15 T Manual do usuário. Communication for the open minded

Documentação. HiPath 1100 HiPath 1120, HiPath 1150, HiPath 1190 OpenStage 15 T Manual do usuário. Communication for the open minded Documentação HiPath 1100 HiPath 1120, HiPath 1150, HiPath 1190 OpenStage 15 T Manual do usuário Communication for the open minded Siemens Enterprise Communications www.siemens.com/open Introdução Introdução

Leia mais

Micro PABX Intelbras 2010 4015 6020. Manual de Operação

Micro PABX Intelbras 2010 4015 6020. Manual de Operação Micro PABX Intelbras 2010 4015 6020 Manual de Operação Micro PABX Intelbras 2010 4015 6020 Manual de Operação Versão 1.0 Maio/1998 Linha Direta Com Você 0800482767 Endereço: BR 101 - Km 212 - Área Industrial

Leia mais

MICRO PABX 4015/6020

MICRO PABX 4015/6020 MICRO PABX 4015/6020 MANUAL DE PROGRAMAÇÃO edição 06 para internet intelbras Indústria de Telecomunicação Eletrônica Brasileira BR 101, km 210 Área Industrial São José (SC) Brasil - CEP: 88104-800 Fone:

Leia mais

CENTRAL PABX 141 Digital

CENTRAL PABX 141 Digital CENTRAL PABX 141 Digital Guia do Usuário Versão para internet 0.1/04 intelbras Indústria de Telecomunicação Eletrônica Brasileira BR 101, Km 210 - Área Industrial São José - Santa Catarina - Brasil - CEP:

Leia mais

Manual. Autonomus MANUAL DO INSTALADOR AUTONOMUS

Manual. Autonomus MANUAL DO INSTALADOR AUTONOMUS Manual Autonomus 1. Apresentação: A interface celular Pináculo AUTONOMUS dispõe de uma entrada para a conexão de linha telefônica convencional. Por utilizar um módulo celular GSM, ela dispensa o uso de

Leia mais

HiPath 1100. HiPath 1120 HiPath 1150 HiPath 1190. Telefones analógicos MF. Manual de programação

HiPath 1100. HiPath 1120 HiPath 1150 HiPath 1190. Telefones analógicos MF. Manual de programação HiPath 1100 HiPath 1120 HiPath 1150 HiPath 1190 Telefones analógicos MF Manual de programação Introdução Introdução A família HiPath 1100 é composta pelos sistemas: HiPath 1120, HiPath 1150 e HiPath 1190.

Leia mais

HiPath 1100. Communication for the open minded. Produto Beneficiado pela Legislação de Informática

HiPath 1100. Communication for the open minded. Produto Beneficiado pela Legislação de Informática HiPath 1100 A linha de equipamentos que proporciona à sua empresa uma solução em comunicação com qualidade e garantia de economia, eficiência e agilidade no atendimento. Produto Beneficiado pela Legislação

Leia mais

Documentation. HiPath 1100. Terminal de Operadora Telefone de sistema Profiset 3030. Guia rápido. Communication for the open minded

Documentation. HiPath 1100. Terminal de Operadora Telefone de sistema Profiset 3030. Guia rápido. Communication for the open minded Documentation HiPath 1100 Terminal de Operadora Telefone de sistema Profiset 3030 Guia rápido Communication for the open minded Siemens Enterprise Communications www.siemens.com/open Explicação dos símbolos

Leia mais

Seu manual do usuário MULTITOC PABX OFFICE 308 http://pt.yourpdfguides.com/dref/568699

Seu manual do usuário MULTITOC PABX OFFICE 308 http://pt.yourpdfguides.com/dref/568699 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para MULTITOC PABX OFFICE 308. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a no

Leia mais

Serviço Corporativo de Telefonia IP

Serviço Corporativo de Telefonia IP Universidade Federal de Santa Catarina Pró-Reitoria de Planejamento Superintendência de Governança Eletrônica e Tecnologia da Informação e Comunicação Departamento de Tecnologia da Informação e Redes Serviço

Leia mais

MICRO PABX 10040/16064

MICRO PABX 10040/16064 MICRO PABX 10040/16064 MANUAL DE PROGRAMAÇÃO edição 04 para internet intelbras Indústria de Telecomunicação Eletrônica Brasileira BR 101, km 210 Área Industrial São José (SC) Brasil - CEP: 88104-800 Fone:

Leia mais

Caro Cliente, IMPORTANTE. - Este PABX não poderá ser instalado como subsistema de outro PABX ou Centrex.

Caro Cliente, IMPORTANTE. - Este PABX não poderá ser instalado como subsistema de outro PABX ou Centrex. Caro Cliente, Algumas facilidades deste PABX não estarão disponíveis para alteração de sua programação, ou seja, devem ser utilizadas da forma que sai de fábrica. São elas: - Tabela de Prefixos - nesta

Leia mais

Corp 16000. Versão deste manual: 0.1/06

Corp 16000. Versão deste manual: 0.1/06 Corp 16000 Versão deste manual: 0.1/06 Caro Usuário A Central Corp 16000 foi desenvolvida, para atender a dezesseis linhas e sessenta e quatro ramais, configurando assim a sua capacidade máxima. Esta central

Leia mais

Manual do Usuário - Telefone e Facilidades. www.integrati.com.br

Manual do Usuário - Telefone e Facilidades. www.integrati.com.br Manual do Usuário - Telefone e Facilidades www.integrati.com.br Introdução Esta apresentação foi elaborada para auxiliá-lo na utilização do novo sistema de telefonia Alcatel-Lucent. A seguir apresentaremos

Leia mais

Capítulo 1 - Apresentação 1

Capítulo 1 - Apresentação 1 Índice Capítulo 1 - Apresentação 1 Capítulo 2 - Instalação 2.1 Cuidados na instalação 1 2.2 Procedimentos de segurança 1 2.3 Identificador de chamadas 1 2.4 Estrutura das conexões 1 2.5 Procedimentos de

Leia mais

------------------------------------------------------------------------- *** Recuperação de senha através do link:

------------------------------------------------------------------------- *** Recuperação de senha através do link: YEALINK SIP-T22P SÍNTESE DE FUNCIONALIDADES VOIP Função de Teclas Permitir aos usuários o acesso ao Voice Mail; Redirecionar ligações ao se ausentar; CUIDADO; (ativa o último nº registrado na memória)

Leia mais

YEALINK SIP-T22P. Função de Teclas SÍNTESE DE FUNCIONALIDADES VOIP. Permitir aos usuários o acesso ao Voice Mail;

YEALINK SIP-T22P. Função de Teclas SÍNTESE DE FUNCIONALIDADES VOIP. Permitir aos usuários o acesso ao Voice Mail; YEALINK SIP-T22P SÍNTESE DE FUNCIONALIDADES VOIP Função de Teclas Permitir aos usuários o acesso ao Voice Mail; Redirecionar ligações ao se ausentar; CUIDADO; (ativa o último nº registrado na memória)

Leia mais

Caro Cliente, IMPORTANTE. - Este PABX não poderá ser instalado como subsistema de outro PABX ou Centrex.

Caro Cliente, IMPORTANTE. - Este PABX não poderá ser instalado como subsistema de outro PABX ou Centrex. Caro Cliente, Algumas facilidades deste PABX não estarão disponíveis para alteração de sua programação, ou seja, devem ser utilizadas da forma que sai de fábrica. São elas: - Tabela de Prefixos - nesta

Leia mais

TABELA DE FACILIDADES EUROSET LINE 16 FACILIDADES EXECUSSÃO TELEFONE MF TELEFONE DECÁDICO

TABELA DE FACILIDADES EUROSET LINE 16 FACILIDADES EXECUSSÃO TELEFONE MF TELEFONE DECÁDICO CÓDIGOS DE PROGRAMAÇÃO DO EUROSET LINE 16 SENHA DE PROGRAMAÇÃO: *79 1207 (KS) OU 379 1207 (COMUM) FUNÇAO CÓDIGO POSIÇÃO OPÇÃO FINAL MF/DC MODO DE DISCAGEM NA LINHA 19 LINHAS: DE 71 A 74 0=INEXISTENTE,

Leia mais

Manual de operação do Siemens OpenStage 15. Seção de Configuração SCCONFIG Departamento de Tecnologia da Informação DTI USP Versão 0.

Manual de operação do Siemens OpenStage 15. Seção de Configuração SCCONFIG Departamento de Tecnologia da Informação DTI USP Versão 0. Manual de operação do Siemens OpenStage 15 Seção de Configuração SCCONFIG Departamento de Tecnologia da Informação DTI USP Versão 0.9 São Paulo 2014 Índice 1 Informações gerais... 2 1.1 Versionamento...

Leia mais

Centrais de Comunicação Flex 1. Manual do Usuário

Centrais de Comunicação Flex 1. Manual do Usuário Centrais de Comunicação Flex 1 Manual do Usuário Utilização deste Manual Configurações de Fábrica Instalação Roteiro das Funções Básicas Funções Programações Especiais 99 Programações Especiais 98 Dados

Leia mais

Versão deste manual: 0.2/04 Compatível com a versão 8.1 da Mesa Operadora (e/ou revisões superiores)

Versão deste manual: 0.2/04 Compatível com a versão 8.1 da Mesa Operadora (e/ou revisões superiores) Caro Usuário A Mesa OP 1610i é um acessório desenvolvido especificamente para os serviços da telefonista, podendo ser utilizado junto às Centrais 10040 e 16064. Estas Centrais possuem características diferenciadas,

Leia mais

Muito mais do que um simples PABX. Uma solução de economia para sua empresa.

Muito mais do que um simples PABX. Uma solução de economia para sua empresa. PABX Digital PABX Muito mais do que um simples PABX. Uma solução de economia para sua empresa. O ACTIVE IP é PABX inovador que possibilita a utilização da telefonia IP e convencional garantindo eficiência

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Central PABX 108. www.multitoc.com.br

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Central PABX 108. www.multitoc.com.br MANUAL DE INSTRUÇÕES Central PABX 108 www.multitoc.com.br Índice Capítulo 1 - Apresentação... 2 Capítulo 2 - Instalação... 3 2.1 Cuidados na Instalação... 3 2.2 Procedimentos de Segurança... 3 2.3 Identificador

Leia mais

Aplicativo para configuração da interface de celular ITC 4000

Aplicativo para configuração da interface de celular ITC 4000 MANUAL DO USUÁRIO Aplicativo para configuração da interface de celular ITC 4000 Este aplicativo roda em plataforma Windows e comunica-se com a ITC 4000 via conexão USB. Através do ITC 4000 Manager, o usuário

Leia mais

TI NKT2165. versão: 02/08

TI NKT2165. versão: 02/08 TI NKT2165 versão: 02/08 Caro usuário Os Terminais Inteligentes (TIs) Intelbras garantem agilidade, conforto e praticidade ao seu dia a dia. São compatíveis com toda a linha de Centrais Impacta (NKMc)

Leia mais

Aparelho Digital Meridian M3902. Guia de Operações Básicas

Aparelho Digital Meridian M3902. Guia de Operações Básicas Aparelho Digital Meridian M3902 Guia de Operações Básicas ÍNDICE: ANTES DE COMEÇAR Instruções gerais do aparelho: 2 Para fazer uma chamada: 4 Para receber uma chamada: 4 Transferência de ligações: 4 Procure

Leia mais

Manual da CENTRAL PABX OFFICE

Manual da CENTRAL PABX OFFICE Manual da CENTRAL PABX OFFICE Manual da CENTRAL PABX OFFICE Capítulo 1 - Apresentação... 4 Capítulo 2 - Instalação 2.1 Cuidados na instalação... 4 2.2 Procedimentos de segurança... 4 2.3 Identificador

Leia mais

MESA OP 1610 i MANUAL DO USUÁRIO. Versão deste manual: 01/12 Compatível com a versão 8.1 da Mesa Operadora (e/ou revisões superiores)

MESA OP 1610 i MANUAL DO USUÁRIO. Versão deste manual: 01/12 Compatível com a versão 8.1 da Mesa Operadora (e/ou revisões superiores) MESA OP 1610 i MANUAL DO USUÁRIO Versão deste manual: 01/12 Compatível com a versão 8.1 da Mesa Operadora (e/ou revisões superiores) Caro Usuário A Mesa OP 1610i é um acessório desenvolvido especificamente

Leia mais

Manual de Operação Digitalle SDS

Manual de Operação Digitalle SDS Manual de Operação Digitalle SDS Bem Vindo ao Manual de Operação On-Line do PABX DIGITALLE SDS. Este Manual tem como objetivo atender às suas necessidades para um amplo conhecimento do PABX Digitalle SDS.

Leia mais

Manual de Operações DIGISTAR XE - 10 DIGISTAR XE - 16 DIGISTAR XE - 16 A

Manual de Operações DIGISTAR XE - 10 DIGISTAR XE - 16 DIGISTAR XE - 16 A Manual de Operações DIGISTAR XE - 10 DIGISTAR XE - 16 DIGISTAR XE - 16 A Sumário 1 - Conhecendo a sua Central Telefônica 1.1 - Equipamento - Características Técnicas DIGISTAR XE - 10... 4 DIGISTAR XE -

Leia mais

141 DIGITAL. Versão deste manual: 0.1/05 Compatível com a versão 3.0 da central (e possíveis revisões superiores)

141 DIGITAL. Versão deste manual: 0.1/05 Compatível com a versão 3.0 da central (e possíveis revisões superiores) 141 DIGITAL Versão deste manual: 0.1/05 Compatível com a versão 3.0 da central (e possíveis revisões superiores) Caro Usuário Você acaba de adquirir uma Central Intelbras 141 Digital, este produto foi

Leia mais

Software de comunicação MC-SOFT V 2.0

Software de comunicação MC-SOFT V 2.0 Software de comunicação MC-SOFT V 2.0 GUIA DO USUÁRIO 1. Apresentação O Pináculo MC-Soft é um software para configuração da MC-1T e MC1R. Esse software roda em plataforma Windows e comunica-se com o equipamento

Leia mais

Guia do usuário ITC MANAGER

Guia do usuário ITC MANAGER Guia do usuário ITC MANAGER ITC MANAGER Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. Este aplicativo roda em plataforma Windows e comunica-se com a ITC 4000i/ ITC

Leia mais

Documentação. HiPath 1100 HiPath 1120, HiPath 1150, HiPath 1190 Telefones analógicos Manual de usuário. Communication for the open minded

Documentação. HiPath 1100 HiPath 1120, HiPath 1150, HiPath 1190 Telefones analógicos Manual de usuário. Communication for the open minded Documentação HiPath 1100 HiPath 1120, HiPath 1150, HiPath 1190 Telefones analógicos Manual de usuário Communication for the open minded Siemens Enterprise Communications www.siemens.com/open Introdução

Leia mais

XT 42 XT - 72. Manual de Operações

XT 42 XT - 72. Manual de Operações Manual de Operações XT 42 A Digistar produz equipamentos com tecnologia digital de ponta e de acordo com as especificações técnicas determinadas pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). Através

Leia mais

Manual de usuário MaxDialer Versão 1.0.2

Manual de usuário MaxDialer Versão 1.0.2 Manual de usuário MaxDialer Versão 1.0.2 1 Sumário 1. Introdução... 3 2. LOGIN... 3 3. Cadastro... 3 3.1. Máquinas... 4 3.2. Tipo Telefone... 5 3.3. Feriados... 6 3.4. Campanhas... 7 3.5. Usuários... 16

Leia mais

Instalação. Conhecendo o seu aparelho

Instalação. Conhecendo o seu aparelho s euroset 3010 Manual de Instruções Conhecendo o seu aparelho Instalação 1 22 15 3 2 5 7 4 6 19 17 20 8 8 16 9 13 10 12 21 18 11 14 1) Etiqueta Agenda 2) Tecla de Conferência e de memória de dois toques

Leia mais

PAINEL DE ALARME VERSÃO 01

PAINEL DE ALARME VERSÃO 01 PAINEL DE ALARME VERSÃO 01 1. CARACTERÍSTICAS GERAIS 8 Zonas duplas programáveis, mais 1 zona por teclado; 4 Teclados endereçáveis com programações independentes; 95 usuários, 3 usuários temporários, além

Leia mais

3UHFLVDPRVGDVXDRSLQLmRQRQRVVRFRQVWDQWHWUDEDOKRGHDGDSWDomRGHVWHPDQXDO. RPDQXDOGRXVXiULR$ILQDOFRQTXLVWDUDVXDVDWLVIDomRpRQRVVRREMHWLYR

3UHFLVDPRVGDVXDRSLQLmRQRQRVVRFRQVWDQWHWUDEDOKRGHDGDSWDomRGHVWHPDQXDO. RPDQXDOGRXVXiULR$ILQDOFRQTXLVWDUDVXDVDWLVIDomRpRQRVVRREMHWLYR &DUR8VXiULR $&HQWUDO IRL GHVHQYROYLGD SDUD DWHQGHU D VHLV OLQKDV H YLQWH UDPDLV FRQILJXUDQGR DVVLP D VXD FDSDFLGDGH Pi[LPD (VWD FHQWUDO WrP XP JUDQGH Q~PHUR GH IDFLOLGDGHV GHVWLQDGDV D YiULRV DSOLFDWLYRV

Leia mais

Gravador Digital SUPER MONITOR Descrição Geral

Gravador Digital SUPER MONITOR Descrição Geral Gravador Digital SUPER MONITOR Descrição Geral Documento confidencial Reprodução proibida 1 Introdução Em um mundo onde as informações fluem cada vez mais rápido e a comunicação se torna cada vez mais

Leia mais

Documentação. HiPath 1100. HiPath 1120 HiPath 1150 HiPath 1190 Telefones analógicos Guia rápido. Communication for the open minded

Documentação. HiPath 1100. HiPath 1120 HiPath 1150 HiPath 1190 Telefones analógicos Guia rápido. Communication for the open minded Documentação HiPath 1100 HiPath 1120 HiPath 1150 HiPath 1190 Telefones analógicos Guia rápido Communication for the open minded Siemens Enterprise Communications www.siemens./open Explicação dos símbolos

Leia mais

Manual de Operação FLAG/WAVE e SoHo SXS

Manual de Operação FLAG/WAVE e SoHo SXS Manual de Operação FLAG/WAVE e SoHo SXS Bem Vindo ao Manual de Operação On-Line dos PABX's FLAG/WAVE e SoHo SXS. Este Manual tem como objetivo atender às suas necessidades para um amplo conhecimento do

Leia mais

Estado de Santa Catarina Prefeitura de São Cristóvão do Sul

Estado de Santa Catarina Prefeitura de São Cristóvão do Sul 1 ANEXO VII QUADRO DE QUANTITATIVOS E ESPECIFICAÇÕES DOS ITENS Item Produto Quantidade 1 Aparelhos IP, com 2 canais Sip, visor e teclas avançadas, 2 70 portas LAN 10/100 2 Servidor com HD 500G 4 GB memória

Leia mais

Micro PABX Intelbras 2010 4015 6020. Manual de Programação

Micro PABX Intelbras 2010 4015 6020. Manual de Programação Micro PABX Intelbras 2010 4015 6020 Manual de Programação Micro PABX Intelbras 2010 4015 6020 Manual de Programação Versão 1.0 Maio/1998 Linha D ireta Com Você 0800 48 27 67 Endereço: BR 101 - Km 212 -

Leia mais

Manual de Operação CPC Híbrido Série LEAD

Manual de Operação CPC Híbrido Série LEAD Manual de Operação CPC Híbrido Série LEAD Bem Vindo ao Manual de Operação On-Line dos PABX CPC Híbrido Série LEAD Este Manual tem como objetivo atender às suas necessidades para um amplo conhecimento do

Leia mais

CARTA CONVITE 010/2014 ANEXO II - TERMO DE REFERÊNCIA

CARTA CONVITE 010/2014 ANEXO II - TERMO DE REFERÊNCIA CARTA CONVITE 010/2014 ANEXO II - TERMO DE REFERÊNCIA 1. Implantação de Sistema de Call Center 1.1. O software para o Call Center deverá ser instalado em servidor com sistema operacional Windows (preferencialmente

Leia mais

MESA OPERADORA. 4114 Digital. Manual do Usuário. Versão para internet 0.1/04. intelbras

MESA OPERADORA. 4114 Digital. Manual do Usuário. Versão para internet 0.1/04. intelbras MESA OPERADORA 4114 Digital Manual do Usuário Versão para internet 0.1/04 intelbras Indústria de Telecomunicação Eletrônica Brasileira BR 101, Km 210 - Área Industrial São José - Santa Catarina - Brasil

Leia mais

TI NKT 4245 i MANUAL DO USUÁRIO

TI NKT 4245 i MANUAL DO USUÁRIO TI NKT 4245 i MANUAL DO USUÁRIO TI NKT 4245 i Terminal Inteligente Modelo TI NKT 4245 i Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e a segurança Intelbras. Este guia contém informações

Leia mais

Este documento consiste em 25 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Março de 2010.

Este documento consiste em 25 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Março de 2010. Manual do Usuário Este documento consiste em 25 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Março de 2010. Impresso no Brasil. Sujeito a alterações técnicas. A reprodução deste documento,

Leia mais

ÍNDICE CAPÍTULO I - UTILIZAÇÃO DESTE MANUAL...17

ÍNDICE CAPÍTULO I - UTILIZAÇÃO DESTE MANUAL...17 2-08 1 2-08 Manual do Usuário Utilização deste Manual Configurações de Fábrica Instalação Funções Básicas Funções Programações Especiais 99 Programações Especiais 98 Dados Técnicos 2-08 3 ÍNDICE CAPÍTULO

Leia mais

MODERNIDADE E TECNOLOGIA DE PONTA PARA A REALIDADE BRASILEIRA

MODERNIDADE E TECNOLOGIA DE PONTA PARA A REALIDADE BRASILEIRA MODERNIDADE E TECNOLOGIA DE PONTA PARA A REALIDADE BRASILEIRA Flexibilidade e ECONOMIA A configuração da plataforma Active IP é bastante versátil. Por ser modular, o Active IP permite o uso de diferentes

Leia mais

Alterando a forma de apresentação dos registros do LIGOU... 26 Ligações externas não atendidas que serão registradas no "LIGOU"...

Alterando a forma de apresentação dos registros do LIGOU... 26 Ligações externas não atendidas que serão registradas no LIGOU... ÍNDICE INSTALANDO O TERMINAL... 4 Orientação para instalação... 4 Inicialização do Terminal... 4 Mensagens de falha que poderão ocorrer durante a inicialização do Terminal... 5 Especificação Técnica...

Leia mais

TI NKT4245. versão: 02/06

TI NKT4245. versão: 02/06 TI NKT4245 versão: 02/06 Caro usuário Os Terminais Inteligentes (TI s) Intelbras garantem agilidade, conforto e praticidade ao seu dia a dia. São compatíveis com toda a linha de Centrais Impacta (NKMc)

Leia mais

PRÁTICOS E EFICIENTES, OS MICRO PABX GERAM ECONOMIA, FAZENDO SEU NEGÓCIO EVOLUIR.

PRÁTICOS E EFICIENTES, OS MICRO PABX GERAM ECONOMIA, FAZENDO SEU NEGÓCIO EVOLUIR. PRÁTICOS E EFICIENTES, OS MICRO PABX GERAM ECONOMIA, FAZENDO SEU NEGÓCIO EVOLUIR. Telefonia com qualidade, economia,baixa manutenção e simplicidade de que você precisa. Nunca foi tão SIMPLES aliar economia,

Leia mais

Central PABX. Manual do Usuário

Central PABX. Manual do Usuário Manual do Usuário 1 SUMÁRIO 1 SUMÁRIO... 2 2 CARO USÚARIO... 5 3 ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA... 5 4 PRODUTO... 6 5 INSTALAÇÃO... 6 5.1 CUIDADOS E SEGURANÇA... 6 5.2 FIXAÇÃO DA CENTRAL... 7 5.3 INSTALAÇÃO AC...

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO MICRO PABX RIVIERA

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO MICRO PABX RIVIERA MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO MICRO PABX RIVIERA CENTRAL DE PABX RIVIERA Parabéns, você acaba de adquirir um produto THEVEAR de altíssima qualidade e tecnologia avançada. Este equipamento tem um ano

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO. CONTROL MIDI Controlador de Acesso Biométrico

MANUAL DE OPERAÇÃO. CONTROL MIDI Controlador de Acesso Biométrico MANUAL DE OPERAÇÃO CONTROL MIDI Controlador de Acesso Biométrico Sumário 1. Operação... 4 1.1. Inicialização do Equipamento... 4 1.2. Utilização... 4 1.3. Cadastro... 6 1.3.1. Cadastro de Biometria...

Leia mais

Manual do Radioserver

Manual do Radioserver Manual do Radioserver Versão 1.0.0 Alex Farias (Supervisão) Luiz Galano (Comercial) Vinícius Cosomano (Suporte) Tel: (011) 9393-4536 (011) 2729-0120 (011) 2729-0120 Email: alex@smartptt.com.br suporte@smartptt.com.br

Leia mais

Manual do Assinante KX-TVM50/KX-TVM200. Sistema de Processamento de Voz. Servidor ACD KX-NCV200. Modelo. Modelo

Manual do Assinante KX-TVM50/KX-TVM200. Sistema de Processamento de Voz. Servidor ACD KX-NCV200. Modelo. Modelo Sistema de Processamento de Voz Modelo KX-TVM50/KX-TVM200 Modelo Servidor ACD KX-NCV200 Manual do Assinante Obrigado por ter adquirido um produto da Panasonic. Leia este manual cuidadosamente antes de

Leia mais

TI 730i. Versão deste manual 0.1/07

TI 730i. Versão deste manual 0.1/07 TI 730i Versão deste manual 01/07 CARO USUÁRIO, Parabéns, você acaba de adquirir um produto desenvolvido pela Intelbras, empresa líder na fabricação de terminais e centrais telefônicas O Terminal Inteligente

Leia mais

Aprenda a Trabalhar com Telemensagens

Aprenda a Trabalhar com Telemensagens Aprenda a Trabalhar com Telemensagens 5 Incluindo dicas de Cestas, Flores, Presentes e Internet Do Iniciante ao Profissional www.as2.com.br 1 Aprenda a Trabalhar com Telemensagens FASCÍCULO 5 Adquira o

Leia mais

1 200.0512.00-8 REV 061

1 200.0512.00-8 REV 061 Manual de Operações PABX XT-100 PABX XT- 160 1 200.0512.00-8 REV 061 Sumário 1. Conhecendo o seu PABX... 4 1.1. Conteúdo da embalagem... 4 1.2. Características Técnicas XT-100 / XT-160... 5 2. Entendendo

Leia mais

Favor ler este manual antes de utilizar seu telefone e guardá-lo para referência futura.

Favor ler este manual antes de utilizar seu telefone e guardá-lo para referência futura. Telefone Sem Fio ATEL AWP-L300 Manual do Usuário Favor ler este manual antes de utilizar seu telefone e guardá-lo para referência futura. Para obter as versões mais atuais da documentação, visite o site

Leia mais

Manual do usuário TC 8312

Manual do usuário TC 8312 Manual do usuário TC 8312 TC 8312 Telefone com fio com identificação de chamadas Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. O TC 8312 é ideal para quem precisa de

Leia mais

CENTRAL CONDOMÍNIO MASTER 48-96 - 160

CENTRAL CONDOMÍNIO MASTER 48-96 - 160 CENTRAL CONDOMÍNIO MASTER 48-96 - 160 Dicas para uma boa instalação : Para uma boa instalação é necessário usar aterramento inferior a 10 ohms, um filtro de linha ou um NO BREAK para garantir que nenhum

Leia mais

Manual do usuário TC 8312

Manual do usuário TC 8312 Manual do usuário TC 8312 TC 8312 Telefone com fio com identificação de chamadas Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. O TC 8312 é ideal para quem precisa

Leia mais

HiPath 1100. HiPath 1120 HiPath 1130 HiPath 1150 HiPath 1190. Manual de utilização para o telefone do sistema Profiset 3030

HiPath 1100. HiPath 1120 HiPath 1130 HiPath 1150 HiPath 1190. Manual de utilização para o telefone do sistema Profiset 3030 8xx.bk Seite 1 Donnerstag, 16. September 2004 1:55 13 HiPath 1100 HiPath 1120 HiPath 1130 HiPath 1150 HiPath 1190 Manual de utilização para o telefone do sistema Profiset 3030 Índice Recomendações para

Leia mais

Guia do Usuário. Embratel IP VPBX

Guia do Usuário. Embratel IP VPBX Índice Guia do Usuário EMBRATEL IP VPBX 3 Tipos de Ramais 4 Analógicos 4 IP 4 FACILIDADES DO SERVIÇO 5 Chamadas 5 Mensagens 5 Bloqueio de chamadas 5 Correio de Voz 5 Transferência 6 Consulta e Pêndulo

Leia mais

Manual de Operações PABX XT-100 PABX XT-160 PABX XT- 320

Manual de Operações PABX XT-100 PABX XT-160 PABX XT- 320 Manual de Operações PABX XT-100 PABX XT-160 PABX XT- 320 Fevereiro 2013, 200.0516.00-3 Rev. 022 Copyright Digistar, São Leopoldo - RS, Brasil. Todos os direitos reservados. A Digistar se reserva o direito

Leia mais

PABX 2X8-3X8. Contra transientes nas entradas de linhas (Tronco) e alimentação (AC).

PABX 2X8-3X8. Contra transientes nas entradas de linhas (Tronco) e alimentação (AC). PABX 2X8-3X8 CONHEÇA SUA CENTRAL PABX INNOVARE As Centrais PABX INNOVARE são Centrais Privadas de Comutação Telefônica, que usam tecnologia CPA-E (Controle por Programa Armazenado - Comutação Espacial).

Leia mais

Manual de Operação Slim 26 MF e Slim 211 STD

Manual de Operação Slim 26 MF e Slim 211 STD Manual de Operação Slim 26 MF e Slim 211 STD Bem Vindo ao Manual de Operação On-Line do PABX Modelos Slim 26 MF e Slim 211 STD Este Manual tem como objetivo atender às suas necessidades para um amplo conhecimento

Leia mais

PAINEL DE ALARME GUIA DE INSTALAÇÃO

PAINEL DE ALARME GUIA DE INSTALAÇÃO PAINEL DE ALARME GUIA DE INSTALAÇÃO Active 20 GPRS Rev00 23/04/2009 1- CARACTERÍSTICAS GERAIS 8 Zonas duplas programáveis, mais 1 zona por teclado; 4 Teclados endereçáveis com programações independentes;

Leia mais

Call Center Manual do agente. Nº do componente P1007893 01 11 de fevereiro de 2004

Call Center Manual do agente. Nº do componente P1007893 01 11 de fevereiro de 2004 Call Center Manual do agente Nº do componente P1007893 01 11 de fevereiro de 2004 2 Manual do agente do Call Center Copyright 2004 Nortel Networks Todos os direitos reservados. 2004. As informações contidas

Leia mais

Módulo de Acesso com Teclado 1. Manual do Usuário. Apresentação Instalação Codificação dos Receptores Programações Operações

Módulo de Acesso com Teclado 1. Manual do Usuário. Apresentação Instalação Codificação dos Receptores Programações Operações Módulo de Acesso com Teclado 1 Manual do Usuário Apresentação Instalação Codificação dos Receptores Programações Operações 2 Manual do Usuário Módulo de Acesso com Teclado 3 ÍNDICE CAPÍTULO I - APRESENTAÇÃO...07

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Leucotron Telecom 060M01R2 09/01/2008

APRESENTAÇÃO. Leucotron Telecom 060M01R2 09/01/2008 2000 APRESENTAÇÃO Parabéns! Você acaba de adquirir um produto Leucotron, construído sob as normas ISO 9001 com tecnologia de ponta, aprovado segundo as normas de telecomunicações vigentes, que oferece

Leia mais

MESA OP 4114. Versão deste manual: 0.1/05 Compatível com a versão 1.4 da Mesa Operadora (e suas possíveis revisões)

MESA OP 4114. Versão deste manual: 0.1/05 Compatível com a versão 1.4 da Mesa Operadora (e suas possíveis revisões) MESA OP 4114 Versão deste manual: 0.1/05 Compatível com a versão 1.4 da Mesa Operadora (e suas possíveis revisões) Caro Usuário! Obrigado por ter adquirido a Mesa Operadora 4114 Digital. Este produto foi

Leia mais

www.leucotron.com.br Assistência Técnica em todo o Brasil.

www.leucotron.com.br Assistência Técnica em todo o Brasil. Assistência Técnica em todo o Brasil. Rua Jorge Dionísio Barbosa, 312 - CEP 37540.000 Santa Rita do Sapucaí-MG FONE: (35) 3471.9500 - FAX: (35) 3471.9550 08000 35 8000 sac@leucotron.com.br www.leucotron.com.br

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. edição 02 para internet. intelbras

MANUAL DO USUÁRIO. edição 02 para internet. intelbras MICRO PABX MODULARE MANUAL DO USUÁRIO edição 02 para internet intelbras Indústria de Telecomunicação Eletrônica Brasileira BR 101, km 210 Área Industrial São José (SC) Brasil - CEP: 88104-800 Fone: 0 XX

Leia mais

ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO

ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO ÍNDICE ASSUNTO PÁG. 1. APRESENTAÇÃO 2 2. INSTALAÇÃO DA CENTRAL PABX 2008 2 2.1 - Escolha do lugar ideal para instalação e fixação 2 2.2 Como ligar os fios de cada ramal até a central 2 2.3 - Como ligar

Leia mais

Guia de Usuário Telefone Analógico

Guia de Usuário Telefone Analógico Guia de Usuário Telefone Analógico Revisão 1.0 Julho 2010 DECLARAÇÃO DE RESPONSABILIDADE A NEC reserva-se o direito de modificar as especificações, funções ou características a qualquer hora e sem comunicação

Leia mais

SMART Sync 2010 Guia prático

SMART Sync 2010 Guia prático SMART Sync 2010 Guia prático Simplificando o extraordinário Registro do produto Se você registrar o seu produto SMART, receberá notificações sobre novos recursos e atualizações de software. Registre-se

Leia mais

DISCADORA PHONE CELL

DISCADORA PHONE CELL DISCADORA PHONE CELL - Caro Usuário A interface celular Phone Cell foi desenvolvida com o objetivo de unir segurança e conectividade em um só aparelho. O produto realiza e recebe ligações telefônicas através

Leia mais

Manual do Usuário do Cell Bridge GSM Tronco

Manual do Usuário do Cell Bridge GSM Tronco INTRODUÇÃO Parabéns! Você acaba de adquirir mais um produto com a qualidade e a tecnologia IDENTECH. O Cell Bridge é uma interface celular diferenciada. O Cell Bridge funciona como uma interface celular

Leia mais

MANUAL ALARME DIGITAL INTELBRAS AMT-2010/AMT-2018

MANUAL ALARME DIGITAL INTELBRAS AMT-2010/AMT-2018 MANUAL ALARME DIGITAL INTELBRAS AMT-2010/AMT-2018 PARABÉNS! Você acaba de adquirir um equipamento ímpar em qualidade, tecnologia, precisão e segurança! Mas para que você tenha o máximo aproveitamento de

Leia mais

Contact@Net 300. Contact@Net 300 é uma poderosa Solução para Centrais de Atendimento (Call Center) totalmente integrada ao SOPHO is3000.

Contact@Net 300. Contact@Net 300 é uma poderosa Solução para Centrais de Atendimento (Call Center) totalmente integrada ao SOPHO is3000. Contact@Net 300 Com o objetivo de maximizar a interação com o cliente, otimizar o serviço prestado e gerar novas receitas, várias empresas estão investindo cada vez mais em centrais de atendimento, dedicando

Leia mais

Compacta e de fácil programação possuindo:

Compacta e de fácil programação possuindo: '(6&5,d (6*(5$,66/$; Sua central de alarme 6/ ± $;, é microcontrolada, com quatro setores independentes, com fios ou sem fios (dependendo dos opcionais instalados), controle remoto e discador telefônico,

Leia mais

Página 03 - Operações Básicas Para Usuários de Aparelhos Tipo KS. Página 07 - Operações Básicas Para Usuários de Aparelhos Tipo Standard

Página 03 - Operações Básicas Para Usuários de Aparelhos Tipo KS. Página 07 - Operações Básicas Para Usuários de Aparelhos Tipo Standard MANUAL OPERAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CENTRAL TELEFÔNICA PANASONIC KX-T1232 Índice Página 03 - Operações Básicas Para Usuários de Aparelhos Tipo KS Página 07 - Operações Básicas Para Usuários de Aparelhos Tipo

Leia mais