2011 relatório anual. Annual report

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "2011 relatório anual. Annual report"

Transcrição

1 2011 relatório anual Annual report

2 2011 relatório anual Annual report

3 2 Banco Modal Relatório Anual Com as mudanças implementadas em 2011, a instituição reafirmou seu Compromisso com o Crescimento e desenvolvimento. With the changes implemented in 2011, the i nstitution reaffirmed its commitment to growth and development.

4 Banco Modal Annual Report SUMÁRIO SUMMARY 04 Carta da Diretoria Letter from the Board of Directors 06 Highlights Highlights 10 Carta Econômica Economic Letter 14 linha do Tempo Time Line 16 estrutura Societária Ownership structure 17 governança Corporativa Corporate Governance 18 Áreas de Negócio Business Areas 26 gestão Da QUALIDADE E TI Quality Management and IT 30 Iniciativas Sócio-Culturais Sociocultural Initiatives

5 4 Banco Modal Relatório Anual CARTA DA DIRETORIA Letter from the Board of Directors Renovação será um ano de renovação na história dos 16 anos do grupo Modal. Com as mudanças implementadas em 2011, a instituição reafirmou seu compromisso com o crescimento e desenvolvimento, além de reforçar o seu DNA, que é a capacidade de inovar com responsabilidade e foco no cliente. Outra marca do Modal, realçada nesse processo, é o investimento em pessoas e a meritocracia. Somos um banco obstinado por ter os profissionais mais bem preparados para analisar e decidir com competência e agilidade, buscando sempre os melhores resultados. A essência da instituição sempre foi a preocupação com a qualificação de suas equipes para que elas possam pensar em soluções criativas que atendam às necessidades dos clientes. No ano passado, a Diretoria Executiva do banco também se renovou e passou a ser formada pelo CEO, além de quatro diretores que fizeram suas carreiras no Modal e têm a nossa cultura no sangue. Esses cinco diretores têm nas mãos um sistema de tomada de decisões que se tornou ainda mais ágil, seguro e transparente, mantendo os melhores padrões de governança corporativa. Em um ano difícil para os mercados financeiros de todo o mundo, sobretudo com a volta da instabilidade na economia europeia, o Modal conseguiu superar os desafios do ambiente macroeconômico e obter resultados positivos em todas as suas áreas de atuação, iniciando 2012 com uma situação espetacular de liquidez. Para nos prepararmos melhor para os apertos de alavancagem que o Banco Central brasileiro já anunciou para 2012, alongamos a dívida subordinada existente de 2014 para 2019, que vale como capital para efeito de Basiléia. Assim, teremos uma estrutura de capital adequada para os planos de expansão traçados vis-à-vis as crescentes exigências das autoridades monetárias. Apesar da situação delicada da economia global, a Moody s reafirmou o rating do Modal em 2011, o que é uma indicação de que o Grupo se encontra bem posicionado no mercado interno e externo. Foram mantidas as notas A2.br para Nacional Scale e Ba3 para Global Scale. Renovation will be a year of renovation in the 16- year history of the Modal Group. With the changes implemented in 2011, the institution reaffirmed its commitment to growth and development, in addition to strengthening its DNA, which is its ability to innovate responsibly and align client interest. Another Modal attribute, which stood out in this process, is its investment in people and meritocracy. We are dedicated to having the best-trained professionals capable of analyzing and making split second decisions in their continuous search for attaining the best results. The cornerstone of the institution has always been its commitment with the ability of its teams to come up with creative solutions that meet clients needs. Last year, the Executive Management of the bank was also restructured, and is now comprised of the CEO and four executive officers who have built their career at Modal and who embody our culture, values and philosophy. These five executives hold in their hands a decision-making system that has become even more agile, secure and transparent, while maintaining the highest standards of corporate governance. In a very difficult year for the global financial markets, especially with the resurgence of instability in the European economy, Modal was able to overcome the challenges of the macroeconomic environment and attain positive results in all of its areas of operation, entering 2012 awith a spectacular position of liquidity. Extremely liquid In order to better prepare for the new leverage requirements announced by the Brazilian Central Bank for 2012, we extended the existing subordinated debt, which counts as capital for Basel purposes, from 2014 to Thus we will have a more adequate capital structure for the expansion plans, in response to the increasing demands of the monetary authorities. Notwithstanding the delicate situation of the global economy, in 2011, Moody s reaffirmed Banco Modal s national and global scale ratings of A2.br and Ba3, respectively. This is an indication that the bank is wellpositioned in the domestic and overseas markets.

6 Banco Modal Annual Report O maior destaque do ano de 2011 foi a nossa área Comercial, que contempla o atendimento às pessoas físicas por meio de uma estrutura sofisticada de Wealth Management e pessoas jurídicas de médio e grande porte, além de Clientes Institucionais e outras instituições financeiras. Com dinamismo e criatividade, obtivemos uma das melhores performances dos 16 anos de existência do Modal. Prospectamos mandatos importantes para a nossa área de Investment Banking, mantivemos uma carteira de crédito com alta qualidade e baixa inadimplência e, acima de tudo, conseguimos atender nossos clientes mais exigentes com estruturas e produtos personalizados sem perder a agilidade. Estamos abrindo 2012 com aproximadamente R$ 5 bilhões de ativos sob gestão em fundos de diversas naturezas, demonstrando nossa predisposição à inovação e atenção às necessidades dos clientes. No início de 2012, a gestão dos recursos da Tesouraria Proprietária passou a ser feita pela equipe do Modal Asset Management. Os recursos do banco constituirão um fundo gerido pela Modal Asset Management em uma estrutura comumente conhecida como master, que permitirá a qualquer cliente ter acesso ao mesmo produto final, através de diferentes fundos feeders, gerando alinhamento de interesse máximo entre todas as partes. Assim, haverá uma única equipe de gestão e pesquisa concentrada exclusivamente na obtenção de resultados para todos os clientes do grupo, inclusive o próprio Modal, extraindo o máximo de sinergia e eficiência possíveis. A área de Trading remanescente no Modal passará a focar basicamente produtos, atuando na precificação de produtos financeiros para clientes, em especial hedges de commodities e moedas, derivativos complexos e notas estruturadas com payoffs pré-determinados para perfis mais sofisticados. Outro destaque de 2011, e que tem grandes perspectivas para 2012, foi a área de Real Estate. A área criada no início de 2011 já apresenta um volume significativo de produtos em desenvolvimento para atender nossos clientes. A expectativa é de que o mercado de capitais ligados ao setor imobiliário no Brasil cresça aceleradamente nos próximos anos, com negócios envolvendo prédios comerciais e residenciais, além de galpões industriais. Para 2012, devemos lançar dois fundos na área e captar cerca de R$ 600 milhões. A área de Private Equity, criada há pouco mais de dois anos, também despontou em Os dois fundos constituídos, o Óleo e Gás FIP e o FIP Coliseu, que investem respectivamente nas áreas de óleo e gás e linhas de transmissão de energia, iniciaram 2012 com um capital comprometido de mais de R$ 1,8 bilhão. Em dezembro de 2011, o Fundo de Óleo e Gás fez o seu segundo investimento, chegando a quase 40% do capital comprometido em pouco mais de um ano de vida. Por tudo isso, o Modal terminou 2011 com grande entusiasmo, para que 2012 seja um ano ainda melhor. Nesses 16 anos desde sua fundação, o Grupo continua se aprimorando e expandindo de forma sustentada. A Diretoria The major highlight for 2011 was our Commercial Area, which provides services to high-net-worth individuals through a sophisticated wealth management structure, in addition to medium and large-sized companies, institutional clients and other financial institutions. As a result of our dynamism and creativity, we were able to attain one of the best results in the 16-year history of Modal. We prospected important mandates for our Investment Banking department, while maintaining a high-quality, low-default credit portfolio and, more than anything else, successfully providing our most demanding clients with tailor-made structures and products, without sacrificing our agility. We are entering 2012 with approximately R$ 5 billion in assets under management across a wide range of funds, demonstrating our willingness to innovate and focus on client needs. In early 2012, Modal s Asset Management team assumed the management of the bank s proprietary trading desk and all of the proprietary positions will be allocated into a fund under a master structure enabling clients, through different feeder funds, access to the same end product, fully aligning the interests of all parties. In order to maximize synergies and efficiencies, a single management and research team will focus exclusively on obtaining results for all clients of the group, including Modal itself. The remaining trading desks at Modal will concentrate essentially on clients, and the pricing of financial products, especially commodity and currency hedges, complex derivatives and structured notes, with predetermined payoffs for more sophisticated profiles. Another area that performed extremely well in 2011, with excellent prospects for 2012, was the Real Estate department. This area, created in early 2011 is already showing a significant volume of products in the pipeline, so as to meet our clients needs. The expectation is for accelerated growth of the real estate capital market in Brazil over the coming years, with deals involving commercial and residential buildings, as well as industrial warehouses. In 2012, we expect to launch two new funds and raise roughly R$ 600 million. The Private Equity area, created just over two years ago, is also worthy of mention for its performance in The two funds created, the Oil and Gas FIP and the Coliseu FIP, which invest, respectively, in oil and gas sector and energy transmission, have begun 2012 with capital commitments in excess of R$ 1,8 billion. In december 2011, the Oil and Gas Fund undertook its second investment, rising to almost 40% of the committed capital in just over one year of existence. Taking all this into account, Modal ended 2011 looking forward with enthusiasm to an even better year in In these 16 years since it was founded, the Group has continued its sustained improvement and expansion. The Board of Directors

7 6 Banco Modal Relatório Anual highlights highlights Balanços Patrimoniais / Balance Sheets Em milhares de reais / In Thousands of Reais Ativo / Assets Ativo circulante / Current Assets Disponibilidades / Cash and cash equivalents Caixa / Cash reservas livres / Free reserves disponibilidades em moeda estrangeira / Cash and cash equivalents in foreign currency Aplicações interfinanceiras de liquidez / Interbank investments aplicações no mercado aberto / Open market investments Títulos e valores mobiliários e instrumentos financeiros derivativos / Marketable securities and derivative financial instruments Carteira própria / Own portfolio vinculados a compromissos de recompra / Subject to repurchase agreements vinculados à prestação de garantia / Subject to guarantees instrumentos financeiros derivativos / Derivative financial instruments Relações interfinanceiras / Interbank transactions pagamentos e recebimentos a liquidar / Receivables and payables pending settlement 1 Créditos vinculados - depósitos no Banco Central / Restricted receivables deposits with Central Bank of Brazil Correspondentes no País / Correspondents Operações de crédito / Credit operations Setor privado / Private sector empréstimos e títulos descontados / Loans and discounted securities Financiamento / Financing Financiamento de títulos e valores mobiliários / Marketable Securities Financing 432 (-) Provisão para créditos de liquidação duvidosa / (-) Allowances for losses on other receivables (2.240) (2.330) Outros créditos / Other credits Crédito por avais e fianças honrados / Receivables from honored guarantees 90 Carteira de câmbio / Foreign Exchange portfolio rendas a receber / Income receivables negociação e intermediação de valores / Securities trading and brokerage diversos / Sundry (-) Provisão para créditos de liquidação duvidosa / (-)Allowances for losses on other receivables (230) (448) Outros valores e bens / Other assets despesas antecipadas / Prepaid expenses Realizável a longo prazo / Long term assets Títulos e valores mobiliários e instrumentos financeiros derivativos / Marketable securities and derivative financial instruments Carteira própria / Own portfolio instrumentos financeiros derivativos / Derivative financial instruments Operações de crédito - setor privado / Credit operations - private sector empréstimos e títulos descontados / Loans and discounted securities Outros créditos - diversos / Sundry Permanente / Permanent Assets Investimentos / Investments em controladas / Subsidiary companies demais investimentos / Other investments 2 2 Imobilizado de uso / Property and equipment in use Diferido / Deferred Intangível / Intangible assets Total do ativo / Total assets

8 Banco Modal Annual Report Em milhares de reais / In Thousands of Reais Passivo e patrimônio líquido / Liabilities and Shareholders Equity Passivo circulante / Current Liabilities Depósitos / Deposits depósitos à vista / Demand Deposits depósitos interfinanceiros / Interbank Deposits depósitos a prazo / Time Deposits outros depósitos / Other Deposits Captações no mercado aberto / Open market funding Carteira própria / Own portfolio Carteira de terceiros / Third-party portfolio Carteira de livre movimentação / Freely-traded portfolio Recurso de Aceite e Emissão de Títulos / Funds from securities issued and accepted letras de Crédito Imobiliário - LCI / Real Estate Letters of Credit - LCI letras de Crédito Agronegócio - LCA / Agribusiness Letters of Credit - LCA Relações interfinanceiras / Interbank Transactions serviços de compensação de cheques e outros papéis / Agribusiness Letters of Credit - LCA Relações de interdependência / Interdepartmental accounts recursos em trânsito de terceiros / Third-party funds in transit Obrigações por empréstimos / Borrowings empréstimos no exterior / Foreign borrowings Instrumentos financeiros derivativos / Derivative financial instruments Outras obrigações / Other liabilities Cobrança e arrecadação de tributos / Collection of taxes and mandatory contributions sociais e estatutárias / Social and statutory Fiscais e previdenciárias / Tax and social security negociação e intermediação de valores / Security trading and brokerage dívidas subordinadas / Subordinated debts diversas / Others Exigível a longo prazo / Long-term liabilities Depósitos a prazo / Time deposits Instrumentos financeiros derivativos / Derivative financial instruments Outras obrigações / Other liabilities Fiscais e previdenciárias / Tax and social security dívidas subordinadas (Nota 10) / Subordinated debts (Note 10) Participação dos não controladores / Non-controlling interests Patrimônio liquido / Shareholders equity Capital / Capital de domiciliados no País / Local residents Aumento de capital / Capital increase Reservas de lucros / Revenue reserves Ajuste ao valor de mercado - TVM e derivativos / Adjustment to market value securities and derivatives Total do passivo e patrimônio líquido / Total liability and shareholders equity 1.449,

9 8 Banco Modal Relatório Anual Em milhares de reais, exceto o lucro líquido por ação / In thousands of reais, except per share information EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO Years ended December 31 Demonstração do Resultado / Income Statements Receitas da intermediação financeira / Financial income Operações de crédito / Loans Resultado de operações com títulos e valores mobiliários / Marketable securities Resultado com instrumentos financeiros derivativos / Derivative financial instruments Rendas de operações de câmbio / Foreign exchange Despesas da intermediação financeira / Financial expenses Captação no mercado / Funding operations ( ) (76.158) Operações de empréstimos e repasses / Borrowings and onlendings (14.129) (5.176) Reversão de provisão para créditos de liquidação duvidosa / Allowance for losses on loans and other receivables ( ) (79.122) Resultado bruto da intermediação financeira / Gross financial income Outras receitas (despesas) operacionais / Other operating income (expenses) Receitas de prestação de serviços / Income from services rendered Despesas de pessoal / Personnel expenses (23.173) (20.982) Outras despesas administrativas / Other administrative expenses (27.514) (24.862) Despesas tributárias / Tax expenses (2.451) (5.080) Resultado de participações em controladas / Equity pickup from subsidiaries Outras receitas operacionais / Other operating income Outras despesas operacionais / Other operating expenses (841) (6.458) (31.715) Resultado operacional / Operating income Resultado não-operacional / Non-operating income (136) (947) Resultado antes da tributação sobre o lucro e participações / Income before taxes and profit sharing Imposto de renda e contribuição social / Income and social contribution taxes Provisão para imposto de renda / Provision for income tax (3.796) (796) Provisão para contribuição social / Provision for social contribution tax (2.319) (511) Ativo fiscal diferido / Deferred tax assets (13.822) (1.779) (19.937) (3.086) Participação nos lucros / Profit sharing (4.214) (5.743) Lucro líquido do semestre/exercício / Net income for the semester/year Juros sobre o capital próprio / Interest on equity (12.600) (9.000) LUCRO LÍQUIDO POR AÇÃO - R$ / Earnings per share - R$ 1.143,33 473,36

10 Banco Modal Annual Report Carteira de Crédito em R$ milhões Loan Portfolio in millions of reais Dez / Dec Dez / Dec 10 Dez / Dec Patrimônio Líquido dos Fundos Geridos e Administrados em R$ milhões Net Asset Value of Funds Managed and Administered in millions of reais Dez / Dec 09 Dez / Dec 10 Dez / Dec Qualidade da Carteira de Crédito % - Dez 2011 Credit Portfolio Ratings in millions % - Dec 11 AA A 37,5% 45,9% B C D - H 0,2% 8,9% 8,3% Índice de Basiléia % Basel Index % Dez / Dec 09 Dez / Dec 10 Dez / Dec 11 18% 18% 20%

11 10 Banco Modal Relatório Anual Carta Econômica Economic Letter O mundo desenvolvido continua a lidar com os efeitos da crise de 2008/2009. Num primeiro momento, essa crise parecia circunscrita ao setor financeiro americano, mas logo ficou claro que o mundo financeiro (e real) está completamente interconectado. Assim, em 2009/2010, a crise financeira americana se traduziu numa crise de proporções globais, que foi enfrentada via programas de injeção de liquidez. Essa liquidez abundante foi importante para ajudar a salvar os sistemas financeiros nacionais e para desobstruir minimamente os canais de crédito, suavizando, deste modo, os efeitos recessivos sobre a atividade econômica. Entretanto, não foi possível evitar o custo fiscal da crise. Por um lado, os governos tiveram que intervir em companhias e bancos, injetando capital. Por outro, a queda da atividade diminuiu as arrecadações dos governos, ao mesmo tempo em que aumentou seus gastos sociais. Adicionando-se, ainda, a queda da perspectiva de crescimento (afinal o crescimento potencial das principais economias desenvolvidas diminuiu desde a erupção da crise), criou-se uma dinâmica ruim para a relação Dívida/PIB. A crise europeia de 2010/2011 foi uma consequência disso: a dissociação entre as autoridades monetária (Banco Central Europeu) e fiscal (governos nacionais) restringiu a margem de manobra dos países europeus mais diretamente impactados pela crise. Um a um, os países da periferia do euro foram capitulando. O ano de 2011 foi um ano de ajustes. Os problemas fiscais da zona do euro ficaram cada vez mais evidentes e foram atacados com programas de austeridade fiscal que, por sua vez, aumentaram a probabilidade de recessão (e pioraram as perspectivas de arrecadação fiscal). Dessa maneira, num primeiro momento, os ajustes fiscais caíram em descrédito, mas a recapitalização do FMI, a criação do Fundo de Estabilização (ESM, na sigla em inglês) e programas de injeção de liquidez nos bancos, tranquilizaram o mercado de que, pelo menos, o risco de uma quebra bancária não seria iminente. Da mesma maneira, como o risco fiscal de um salvamento do sistema financeiro diminuiu, reduziu-se a percepção de risco contida nos títulos soberanos europeus. Nos EUA, o primeiro trimestre de 2011 foi de extremo otimismo com relação ao crescimento. Entretanto, dados piores de atividade atestaram os limites do impacto real do segundo programa de relaxamento The developed world is still dealing with the effects of the 2008/2009 crisis. Initially, this crisis appeared to be limited to the US financial industry, but it soon became clear that the financial and real worlds are fully interconnected. Thus in 2009/2010, the US financial crisis reached global proportions, engendering a series of liquidity injection programs. This abundant liquidity played an important role in saving national financial systems and in freeing up credit channels, thereby mitigating the recessionary effects on the economic activity. However, the financial crisis had a fiscal dimension. On the one hand, governments had to intervene in companies and banks via capital injections. On the other hand, the decline in activity reduced government tax revenues, while social expenditures increased. In addition, lower growth prospects (after all, the potential growth of the main developed economies had diminished following the outbreak of the crisis), helped to set the stage for a deterioration in Debt/GDP ratios. The European crisis of 2010/2011 can thus be seen from this angle: the dissociation between the monetary authority (the European Central Bank) and the fiscal authorities (national governments) reduced the room for maneuver of those European economies most directly affected by the crisis. One by one, countries on the periphery of the Euro capitulated. Thus the year 2011 was marked by adjustments. The fiscal problems in the Euro Zone became increasingly more evident, and were dealt with through fiscal austerity programs which, in turn, increased the probability of recession (while reducing prospects for tax revenues). Thus fiscal adjustments lacked credibility, but the recapitalization of the IMF, the creation of the European Stabilization Mechanism (ESM) and the adoption of programs for injecting liquidity into banks assured the market that, for the time being, there is no imminent risk of bank failures. As a result, the likelihood of a financial bailout receded, meaning a less perceived burden over national treasuries. In the USA, the first quarter of 2011 was extremely optimistic in terms of growth. However, worsening data

12 Banco Modal Annual Report monetário (QE2), demandando, assim, uma nova atuação por parte do Federal Reserve. Instituiu-se um novo programa de impulso monetário, chamado Operação Twist, que consistiu em um aumento do prazo médio do estoque de títulos em poder do banco central americano. Essa medida visava a dar mais liquidez ao mercado, quebrando a tendência negativa da atividade que se verificava em meados de É difícil isolar o impacto da Operação Twist sobre a atividade, mas o fato é que a economia americana melhorou no último trimestre de 2011, propiciando um otimismo cauteloso para 2012 também. Para as principais economias emergentes (Brasil, China e Índia), o aumento de liquidez nos mercados desenvolvidos se traduziu em fluxos financeiros que geraram pressão por valorização de suas moedas. entretanto, no caso dos países emergentes, os estímulos monetário e fiscal pós-crise resultaram numa aceleração do crescimento e, consequentemente, em taxas de crescimento acima do potencial. As pressões inflacionárias se exacerbaram, levando a políticas restritivas nas principais economias emergentes. No entanto, como aumentos agressivos de juros resultariam em mais pressão baixista sobre suas moedas, algo que todos procuravam exatamente evitar, efetuou-se o desaquecimento econômico (parcialmente), via medidas macroprudenciais. Contudo, mesmo antes que as inflações nos países emergentes pudessem recuar para níveis mais confortáveis, as principais economias emergentes começaram a relaxar suas políticas monetárias, em vista de um cenário externo em deterioração (principalmente por conta dos problemas na Europa). No Brasil, não foi diferente: o país passou a primeira metade do ano de 2011 lutando contra uma inflação também via controles macroprudenciais e monetários, mas viu tal política restritiva ser revertida rapidamente face ao cenário externo. Com as principais economias emergentes e desenvolvidas empreendendo políticas monetárias mais relaxadas e, consequentemente, injetando liquidez, temos um cenário para 2012 que é, ao menos, construtivo. O maior risco continua sendo mesmo a Europa. Na Europa, as perspectivas para 2012 não são nada boas. É possível que a região entre em recessão já no primeiro trimestre desse ano. Essa dinâmica ruim da atividade na Europa seria resultado da desalavancagem de consumidores e do sistema financeiro que geraria um cenário de baixo consumo, alimentado por retração do crédito. Além disso, ajustes fiscais em diversos países aprofundariam a recessão, sobretudo numa conjuntura de baixa confiança de empresários e consumidores. A morosidade política adiciona mais um viés de piora da atividade econômica da região. on economic activity highlighted the limits of the real impact of the second quantitative easing program (QE2), and required the Federal Reserve to step in once again. A new stimulus program called Operation Twist was launched, thereby extending the maturity of bonds held by the Federal Reserve. The aim of this program was to inject further liquidity, breaking the negative trend in activity verified by mid It is difficult to isolate the impact of Operation Twist on economic activity, but the US economy recovered in the last quarter of 2011, bringing cautious optimism for In the case of the main emerging economies (Brazil, China and India), the increased liquidity in the developed markets resulted in financial inflows that forced their currencies to appreciate. The post-crisis monetary and fiscal stimuli led to accelerated growth, above potential. Inflationary pressures mounted, leading to restrictive policies in these emerging economies. However, as aggressive hikes in interest rates would have resulted in even more downward pressure on their currencies, exactly what these countries were trying to avoid, macroprudential measures were implemented, partly cooling these economies down. Nevertheless, even before inflation in emerging countries had receded to more comfortable levels, the leading emerging economies began to relax their monetary policies in the light of a deteriorating external scenario (primarily on account of the problems in Europe). In Brazil it was no different: the country spent the first half of 2011 battling inflation through macroprudential and monetary controls, but was forced to reverse these restrictive policies as result of the external scenario. The outlook for 2012 is more constructive though, as emerging and developed economies engaged in virtually synchronized countercyclical policies that increased liquidity worldwide. The greatest risk remained in Europe. It is not possible to be optimistic about Europe s prospects in It is likely that the region will be in recession already in the first quarter of that year. This turn for the worse in activity in Europe would be a result of deleveraging by the consumers and the financial system, which would create a scenario of low consumption fuelled by a contraction in credit. In addition, fiscal adjustments in several countries will only make this recession deeper, especially in a scenario where confidence is low among companies and consumers. Sluggish political response is putting additional downward pressure on economic activity in the region. The only solution for Europe would be an external boost, but for this to happen the Euro would have to depreciate against major hard currencies, something difficult to envisage.

13 12 Banco Modal Relatório Anual No Brasil, o governo tem apresentado um medo excessivo do cenário externo, o que tem levado a uma reação de pânico. In Brazil, the government s excessive concern about the external scenario has led to overreaction. A única saída para a Europa seria um impulso externo, mas, para tanto, seria necessária uma desvalorização do euro em face de seus principais parceiros comerciais, algo difícil, já que o mundo desenvolvido parece rumar para um período de desvalorizações competitivas. A notícia positiva, entretanto, ficaria por conta das condições financeiras que devem melhorar um pouco. Tal como enfatizado anteriormente, quedas adicionais de juros, recapitalização do FMI (que terá mais potência para possivelmente fazer empréstimos à região), compras de títulos soberanos no mercado secundário pelo Banco Central Europeu e liquidez abundante para o sistema financeiro diminuíram, conjuntamente, o risco sistêmico e, por conseguinte, o estresse dos mercados. Nos EUA, os bons números da atividade no final de 2011 devem ser atribuídos, sobretudo, ao ciclo de estoques. Não se deve esperar que este perdure neste início de 2012, mas a continuação da Operação Twist deve manter a atividade em níveis relativamente bons, seja via impulso monetário, seja via efeito sobre a confiança de empresários e consumidores. Espera-se, ainda, que o Federal Reserve empreenda novos estímulos, provavelmente na forma de compras de hipotecas. Essa política seria importante para acelerar um movimento de melhora do setor imobiliário, possibilitando, assim, um nível maior de consumo (já que os consumidores gozariam de um menor custo da sua dívida). O grande risco para o cenário dos EUA está, sem dúvida, no plano político. Em 2011, diversas decisões importantes geraram impasses políticos que devem ser aprofundados no contexto da eleição presidencial, que ocorre no final de After all, the developed world appears to be on course for competitive devaluations. The good news, however, lies in the financial conditions which are expected to improve somewhat. As emphasized above, a continuation of the interest rate cutting cycle, the recapitalization of the IMF (providing greater conditions for loans to the region), European Central Bank purchases of sovereign bonds on the secondary market and abundant liquidity for the financial system combined to reduce systemic risk and, consequently, market stress. In the US, positive surprises in the main economic indicators at the end of 2011 can be attributed primarily to an inventory cycle. Operation Twist should keep activity at relatively sound levels, via monetary stimulus and/or via indirect effect on business and consumer confidence. The Federal Reserve is also expected to implement additional measures, probably through the purchase of mortgages. This would be an important policy for accelerating a recovery in the real estate sector, which would spur consumption (consumers would benefit from lower borrowing costs). The major risk for the USA lies undoubtedly in politics. In 2011, several important decisions led to political stand-offs, and these are likely to become more entrenched within the context of the presidential election at the end of In China, we expect monetary policy to loosen further through reductions in reserve requirement ratios. This policy would add liquidity to the financial system, providing support for economic growth. However, we

14 Banco Modal Annual Report Na China, esperamos que o governo relaxe a política monetária a partir de quedas sucessivas do compulsório bancário. Essa política adicionaria liquidez ao sistema financeiro, dando sustentação ao crescimento econômico. O ponto negativo estaria concentrado no setor imobiliário, o qual responde por uma parte significativa do investimento. A nossa expectativa é de que o governo mantenha as restrições sobre o setor, o que poderia pesar em demasiado sobre o crescimento e gerar surpresas negativas em No Brasil, o governo tem apresentado um medo excessivo do cenário externo, o que tem levado a uma reação de pânico. Com isso, já há medidas de estímulo em excesso, o que gerará um crescimento acima do potencial a partir de meados de Com isso, a inflação seguirá pressionada, mesmo que abaixo do teto da meta, graças a efeitos temporários: inflação de preços administrados mais baixa (por conta das eleições municipais) e inflação de commodities mais contida (devido à atividade mundial relativamente fraca). O resultado dessa política será um crescimento de 3,2% e uma inflação de 5,5%, com juros caindo até 9%. Nosso cenário para 2012 não é exatamente otimista, mas, sim, construtivo. A Europa entra em recessão, mas os estresses de mercado serão menos agudos. Os EUA crescem a taxas saudáveis, mas ainda sustentados por uma política monetária excessivamente frouxa. Já o crescimento chinês desacelerar-se-á, mas seu crescimento será inflado por políticas expansionistas. No Brasil, uma política monetária frouxa também será responsável pela retomada da atividade e pela manutenção da inflação em patamares relativamente elevados. Em suma, estamos entrando num ano de políticas monetárias frouxas em praticamente todas as principais regiões do mundo. Com isso, o crescimento e a inflação registrarão taxas mais elevadas do que os fundamentos hoje sugeririam. Entretanto, não será um mundo particularmente inflacionário, já que a crise de confiança, ajustes fiscais e o processo de desalavancagem mundial (sobretudo no mundo desenvolvido) limitarão os repasses de preços. expect the government will maintain the restrictions on the real estate sector in place, which might weigh heavily on growth and provide negative surprises in In Brazil, the government s excessive concern about the external scenario has led to overreaction. There is an excess of stimulus measures, which will generate growth above potential, beginning in mid This will result in inflationary pressures, although we believe inflation will stay below its upper limit target, thanks to temporary effects: lower inflationary pressure from government managed-prices (due to forthcoming local elections) and more subdued commodity inflation (given the relatively weak global activity). This policy will result in GDP growing at 3.2% and inflation running at 5.5% in We expect interest rates will fall back to 9% and remain at this level thereafter. Our outlook for 2012 is not exactly optimistic, but it is quite constructive. Europe is leaning towards recession, even though market stresses are less acute. The USA is growing at healthy rates, although still bolstered by an excessively loose monetary policy. Growth in China will decelerate, but will be inflated by expansionist policies. In Brazil, loose monetary policy will also lead to a pickup in activity, with inflation remaining at relatively high levels. In sum, we are entering a year when virtually all regions of the world are implementing loose monetary policies. Therefore growth and inflation will reach higher levels than the fundamentals today shall suggest. However, it will not be a particularly inflationary world, as the confidence crisis, fiscal adjustments and the global deleveraging process (especially in the developed world) will limit the pass-through to prices. Felipe Tâmega Fernandes Economista-Chefe Modal Modal Chief Economist

15 14 Banco Modal Relatório Anual Linha do Tempo Time Line Incorporação da Modal S.A.DTVM; Transformação em banco comercial. Incorporation of Modal S.A. DTVM; Status changes to commercial bank Transformação em banco múltiplo com carteira comercial e de investimentos. Status changes to multiple bank with commercial and investment portfolios Expansão geográfica: abertura do escritório em São Paulo. Geographical expansion: São Paulo office opens. Constituição da Modal Asset Management; Nova sede no Centro empresarial Mourisco, no Rio de Janeiro. Modal Asset Management constituted; New headquarters at the Mourisco Business Center in Rio de Janeiro; 1996 Início das atividades do Banco Modal S.A. Banco Modal S.A. commences its activities Reestruturação societária e diversificação das atividades. Corporate restructuring and diversification of activities Primeira emissão nos mercados de capitais internacionais; Primeira captação no mercado externo por meio de emissão de Euro Medium Term Note Program; Indicação pela Revista Conjuntura econômica da FGV (Fundação Getulio Vargas) como Banco de Investimentos que mais cresceu. First issue on the international capital markets; First funds raised abroad through the issue of a Euro Medium Term Note Program; Indicated as the fastest-growing investment bank by FGV s (Fundação Getulio Vargas) Conjuntura Econômica magazine.

16 Banco Modal Annual Report Emissão de dívida subordinada de US$ 30 milhões, com prazo de seis anos; Criação das áreas internacional e de Câmbio; Credenciamento como agente custodiante e banco liquidante na CBLC (Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia). Issue of subordinated debt of USD 30 million with a maturity of six years; International and Foreign Exchange Department created; Accreditation as custodian and settlement bank with the CBLC (the Brazilian Settlement and Custody Company) Autorização de credenciamento pela CVM para prestação de serviços de escrituração de cotas de Fundos de Investimentos. Authorization for accreditation by the CVM to provide bookkeeping services for investment fund shares Autorização para abertura de Agência no exterior; Moody s eleva para A2.br o rating de depósito na Escala Nacional Brasileira de longo prazo do Banco Modal; Selo ANBIMA por Serviços Qualificados e Private Banking. Approval received to open an overseas branch; Moody s raises Banco Modal s rating for deposits on the Brazilian long-term domestic scale to A2.br. ANBIMA Stamp for Qualified Services and Private Banking Criação da MDL Realty; 2011 Criação da área de Real Estate; 2005 Participação em IPO como Coordenador Contratado; Autorização do Banco Central para operar no mercado de câmbio; Autorização da CVM para serviços de Custódia. Authorization from the Central Bank to operate in the foreign exchange market; Authorization from the Brazilian Securities Commission (CVM) to provide custody services. Expansão: novos escritórios para Modal Asset Management. MDL Realty created; Participation in IPO as Co-Manager; Expansion: new offices for Modal Asset Management Início das atividades de Private Equity; Início das atividades da área de Produtos Financeiros intermediação de ativos no mercado local e internacional; Modal Banking disponibilização online de posição consolidada aos clientes. Private Equity activities begin; Activities of the Financial Products department begin intermediation of assets on the Brazilian and international markets; Modal Banking consolidated position made available to clients on-line. Início de operações da agência no exterior (Ilhas Cayman); Alongamento da dívida subordinada para 2019, para adequação da estrutura de capital às novas exigências de alavancagem. Real Estate area created; Overseas branch in Cayman Island commences operations; Subordinated debt extended to 2019, so as to adapt the capital structure to the new leverage requirements.

17 16 Banco Modal Relatório Anual Estrutura societária Ownership structure pessoas físicas individuals banco modal modal participações MDL participações modal asset management modal assessoria financeira MODAL FINANCIAL ADVISORY modal administração de patrimônio MODAL WEALTH management MDL realty

18 Banco Modal Annual Report Governança Corporativa Corporate Governance Em 2011, o Modal deu importantes passos para continuar seguindo os mais altos padrões de transparência e governança corporativa. Foi criado o Comitê de Auditoria, que tem o objetivo de revisar as demonstrações financeiras, recomendar e avaliar os trabalhos das auditorias interna e independente, avaliar a efetividade do sistema de controles internos, entre outras funções. Investimos tempo e recursos na melhoria dos nossos controles, com destaque especial aos sistemas de compliance, sempre em linha com as definições deste Comitê. Em aderência à política de transparência, o Modal voluntariamente publicou suas demonstrações financeiras dos anos de 2009 e 2010 no novo padrão internacional de contabilidade IFRS. Reforçando sua constante preocupação com qualidade e transparência nos serviços prestados a seus clientes, em 2011, aderimos ao Código de Melhores Práticas de Fundos de Investimentos em Participação e FIEEs, obtendo autorização para uso de mais esse selo. Além disso, os selos já obtidos em 2010 de Serviços Qualificados de Custódia e Controladoria e de Private Banking foram reforçados no ano passado. Dessa forma, o Modal ratifica seu constante zelo, cuidado e interesse em prover a seus clientes elevados padrões de qualidade em seus serviços, adicionando esses novos selos aos já obtidos em anos anteriores de Melhores Práticas em Fundos de Investimentos, de Serviços Qualificados de Custódia e Controladoria e de Private Banking. In 2011, Modal took important steps on the path to the highest standards of transparency and corporate governance. The Audit Committee was created for the purpose of reviewing the financial statements, recommending and evaluating the work of the internal and independent auditors and evaluating the effectiveness of the internal control systems, among other functions. We have invested time and resources in improving our controls, especially the compliance systems, as defined by this committee. Embracing the policy of transparency, Modal voluntarily published its financial statements for 2009 and 2010 under the new international accounting standards IFRS. Further bolstering our concern with quality and transparency in the services provided to our clients, in 2011 we adopted the Code of Best Practices for Equity Funds and FIEEs, receiving yet another seal of approval. In addition, the seals of approval it had already obtained in 2010 for Qualified Custody Services, Controllership and Private Banking were reinforced last year. This is the manner in which Modal reiterates its constant attention, care and concern with providing its clients with the highest standards of quality in its services, adding these new seals of approval to those already obtained in previous years for best Practices in Investment Funds, Qualified Custody Services, Controllership and Private Banking.

19 18 Banco Modal Relatório Anual Áreas de Negócio Business Areas Corporate Banking Investment Banking Produtos Financeiros Financial Products Private Equity Middle Market Distribuição Distribution Produtos ProduCts Modal Asset Management Trading Modal Administração de Patrimônio Modal Wealth Management Real Estate Research

20 Banco Modal Annual Report CONSEGUIMOS ATENDER nossos clientes mais exigentes com estruturas e produtos personalizados sem perder a agilidade. successfully provided our most demanding clients with personalized structures and products, without sacrificing our speed of response. Corporate Banking A principal característica da área, que já tem mais de 10 anos de atuação na instituição, é conhecer profundamente o negócio de seus clientes, buscando oferecer produtos e soluções financeiras customizadas para atendê-los em todas as suas demandas corporativas. O ano de 2011 na área de Corporate Banking foi marcado pelo forte crescimento na carteira de crédito, que ultrapassou os R$ 700 milhões. Para 2012, continuaremos focados na assessoria e estruturação de dívida via mercado de capitais, além da estruturação de equity, atuando em todos os setores da economia com empresas que faturam mais de R$ 500 milhões por ano. O investimento na qualificação dos profissionais dessa área tem o objetivo principal de ampliar a oferta de produtos estruturados e fundos de investimento personalizados, conforme as necessidades identificadas. Corporate Banking The principal attribute of this area, which already has a proven 10-year track record, is the in-depth knowledge and understanding of its clients business, as it seeks to offer products and customized financial solutions to meet all their corporate needs. For the Corporate Banking area, 2011 was a year of strong growth in the credit portfolio, which exceeded R$ 700 million. This year, we will continue to focus on advisory services and debt and equity structuring via the capital markets, by operating in all economic sectors with companies whose revenues exceed R$ 500 million a year. The primary objective of investment in personnel training in this area is to offer a wider range of structured products and tailormade investment funds.

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 14/2014

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 14/2014 TEXTO Brazil Leads Decline Among World's Biggest Companies THE losses OF São Paulo's stock market AND THE decline OF Brazil's real made Brazilian companies THE biggest losers among THE world's major companies,

Leia mais

GERDAU. 1 o Trim. 2001

GERDAU. 1 o Trim. 2001 GERDAU Informações Relevantes 2 o Trimestre de Senhores Acionistas: O ano de iniciou-se movido pelo bom desempenho econômico brasileiro do ano anterior: forte crescimento industrial, inflação sob controle,

Leia mais

106 BANCO DE PORTUGAL Boletim Estatístico

106 BANCO DE PORTUGAL Boletim Estatístico 106 BANCO DE PORTUGAL Boletim Estatístico B.7.1.1 Taxas de juro sobre novas operações de empréstimos (1) concedidos por instituições financeiras monetárias a residentes na área do euro (a) Interest rates

Leia mais

Senhores Acionistas: FATURAMENTO CRESCE 47% E SUPERA A MARCA DOS R$ 4 BILHÕES

Senhores Acionistas: FATURAMENTO CRESCE 47% E SUPERA A MARCA DOS R$ 4 BILHÕES Senhores Acionistas: Após sofrer o impacto causado pela desvalorização da moeda brasileira no início de 1999, a economia do País, de um modo geral, mostrou resultados bastante positivos no encerramento

Leia mais

COSEC. Valorização do Real e Mercado Futuro de Câmbio

COSEC. Valorização do Real e Mercado Futuro de Câmbio COSEC 8 de Agosto de 2011 Valorização do Real e Mercado Futuro de Câmbio Roberto Giannetti da Fonseca Diretor Titular Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior Mitos e Mistérios do Mercado

Leia mais

ADJUSTMENTS IN BRAZIL S ECONOMIC POLICY IN 2015 WILL LIKELY PRODUCE MORE SUSTAINABLE GDP GROWTH RATES GOING FORWARD

ADJUSTMENTS IN BRAZIL S ECONOMIC POLICY IN 2015 WILL LIKELY PRODUCE MORE SUSTAINABLE GDP GROWTH RATES GOING FORWARD PRESENTATION APIMEC BRASÍLIA ADJUSTMENTS IN BRAZIL S ECONOMIC POLICY IN 2015 WILL LIKELY PRODUCE MORE SUSTAINABLE GDP GROWTH RATES GOING FORWARD 1 1 Brasília, February, 5th 2015 Ellen Regina Steter WORLD

Leia mais

BUSINESS TO WORLD COMPANHIA GLOBAL DO VAREJO

BUSINESS TO WORLD COMPANHIA GLOBAL DO VAREJO BUSINESS TO WORLD COMPANHIA GLOBAL DO VAREJO 4Q08 Results Conference Call Friday: March 13, 2008 Time: 12:00 p.m (Brazil) 11:00 a.m (US EDT) Phone: +1 (888) 700.0802 (USA) +1 (786) 924.6977 (other countries)

Leia mais

05. Demonstrações Financeiras Financial Statements

05. Demonstrações Financeiras Financial Statements 05. Demonstrações Financeiras Financial Statements Demonstrações Financeiras Financial Statements 060 Balanços em 31 de Dezembro de 2007 e 2006 Balance at 31 December 2007 and 2006 Activo Assets 2007 2006

Leia mais

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 67/2013

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 67/2013 PASSO A PASSO DO DYNO Ao final desse passo a passo você terá o texto quase todo traduzido. Passo 1 Marque no texto as palavras abaixo. (decore essas palavras, pois elas aparecem com muita frequência nos

Leia mais

1. THE ANGOLAN ECONOMY

1. THE ANGOLAN ECONOMY BPC IN BRIEF ÍNDICE 1. THE ANGOLAN ECONOMY 2. EVOLUTION OF THE BANK SECTOR 3. SHAREHOLDERS 4. BPC MARKET RANKING 5. FINANCIAL INDICATORES 6. PROJECTS FINANCE 7. GERMAN CORRESPONDENTS 1. THE ANGOLAN ECONOMY

Leia mais

ANO I Abertura Opening Os primeiros movimentos do jogo Há um ano, três advogados vindos de renomados escritórios de advocacia, onde exerciam funções de destaque, se reuniram em torno de uma idéia:

Leia mais

05. Demonstrações Financeiras Financial Statements

05. Demonstrações Financeiras Financial Statements 05. Demonstrações Financeiras Financial Statements Demonstrações Financeiras Financial Statements 068 Balanços em 31 de Dezembro de 2008 e 2007 Balance at 31 December 2008 and 2007 Activo Assets 2008 2007

Leia mais

Parte 1 Part 1. Mercado das Comunicações. na Economia Nacional (2006-2010)

Parte 1 Part 1. Mercado das Comunicações. na Economia Nacional (2006-2010) Parte 1 Part 1 Mercado das Comunicações na Economia Nacional (2006-2010) Communications Market in National Economy (2006/2010) Parte 1 Mercado das Comunicações na Economia Nacional (2006-2010) / Part 1

Leia mais

Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015

Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015 Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015 Apresentação da Teleconferência 06 de agosto de 2015 Para informações adicionais, favor ler cuidadosamente o aviso ao final desta apresentação. Divulgação

Leia mais

Administração de Capital de Giro e Planejamento a Curto Prazo. Chapter Outline

Administração de Capital de Giro e Planejamento a Curto Prazo. Chapter Outline 26-0 Universidade Federal de Itajubá Instituto de Engenharia de Produção e Gestão Curso de Finanças Corporativas Prof. Edson Pamplona (www.iem.efei.br/edson) CAPÍTULO 27 Administração de Capital de Giro

Leia mais

Fonte / Source: Banco Central Europeu / European Central Bank. Depósitos com pré-aviso até 3 meses. equiparados até 2 anos (1)

Fonte / Source: Banco Central Europeu / European Central Bank. Depósitos com pré-aviso até 3 meses. equiparados até 2 anos (1) B.0.1 AGREGADOS MONETÁRIOS DA ÁREA DO EURO (a) EURO AREA MONETARY AGGREGATES (a) Saldos em fim de mês End-of-month figures Fonte / Source: Banco Central Europeu / European Central Bank M3 Circulação monetária

Leia mais

OFFICE. Office Background

OFFICE. Office Background OFFICE Office Background Since it was founded in 2001, steady growth has been registered by the office in the Brazilian market of corporate law, a field in which our services are exemplary. The consolidation

Leia mais

Earnings Release 1s14

Earnings Release 1s14 Earnings Release 1s14 1 Belo Horizonte, 26 de agosto de 2014 O Banco Bonsucesso S.A. ( Banco Bonsucesso, Bonsucesso ou Banco ), Banco múltiplo, de capital privado, com atuação em todo o território brasileiro

Leia mais

Banco Santander (Brasil) S.A.

Banco Santander (Brasil) S.A. Banco Santander (Brasil) S.A. Resultados em BR GAAP 4T14 3 de Fevereiro de 2015 INFORMAÇÃO 2 Esta apresentação pode conter certas declarações prospectivas e informações relativas ao Banco Santander (Brasil)

Leia mais

ATUADORES e TRAVAS TECNOLOGIA EUROPÉIA DRIFT BRASIL CATÁLOGO DE PEÇAS REPOSIÇÃO AUTOMOTIVA 2014 / 2015

ATUADORES e TRAVAS TECNOLOGIA EUROPÉIA DRIFT BRASIL CATÁLOGO DE PEÇAS REPOSIÇÃO AUTOMOTIVA 2014 / 2015 ATUADORES e TRAVAS 2015 TECNOLOGIA EUROPÉIA DRIFT BRASIL Atuante no setor de mobilidade, orientando-se pela tecnologia, inovação e sustentabilidade, a Drift Brasil desenvolve soluções para o segmento automotivo

Leia mais

Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta. Novembro de 2014

Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta. Novembro de 2014 Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta Novembro de 2014 OFERTA VOLUNTÁRIA DE PERMUTA DE AÇÕES No dia 30 de outubro realizamos o leilão da oferta voluntária. A adesão dos minoritários do Santander

Leia mais

2005 Corretora em Nova York. Diversificação do portfólio. 2007 Expansão em Investment Bank, Consignado e Cartões. Estrutura acionária 3

2005 Corretora em Nova York. Diversificação do portfólio. 2007 Expansão em Investment Bank, Consignado e Cartões. Estrutura acionária 3 VISÃO GERAL - 2T5 Histórico 99 Início das operações como banco múltiplo 2002 Agência em Nassau 2005 Corretora em Nova York 2009 Início da parceria estratégica com o Banco do Brasil 205 BV Promotora (Consignado

Leia mais

SAP anuncia resultados do Segundo Trimestre de 2009

SAP anuncia resultados do Segundo Trimestre de 2009 SAP anuncia resultados do Segundo Trimestre de 2009 A SAP continua a demonstrar um forte crescimento das suas margens, aumentando a previsão, para o ano de 2009, referente à sua margem operacional Non-GAAP

Leia mais

ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS

ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS THE CAPITAL STRUCTURE: AN ANALYSE ON INSURANCE COMPANIES FREDERIKE MONIKA BUDINER METTE MARCO ANTÔNIO DOS SANTOS MARTINS PAULA FERNANDA BUTZEN

Leia mais

As Novas Formas de Financiamento da Economia

As Novas Formas de Financiamento da Economia As Novas Formas de Financiamento da Economia Francisco Fonseca Vice-Presidente ANJE 2º CONGRESSO DAS EMPRESAS E DAS ACTIVIDADES ECONÓMICAS - LISBOA O que são? Formas alternativas de financiamento incluem

Leia mais

Brazil and Latin America Economic Outlook

Brazil and Latin America Economic Outlook Brazil and Latin America Economic Outlook Minister Paulo Bernardo Washington, 13 de maio de 2009 Apresentação Impactos da Crise Econômica Situação Econômica Brasileira Ações Contra-Cíclicas Previsões para

Leia mais

RELEASE DE RESULTADOS 1 Semestre de 2013

RELEASE DE RESULTADOS 1 Semestre de 2013 RELEASE DE RESULTADOS 1 Semestre de 2013 1 RELEASE DE RESULTADOS 1 Semestre de 2013 MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO O BANCO PAULISTA anuncia seus resultados do 1S13. O BANCO PAULISTA é reconhecido pela sua prestação

Leia mais

A despeito dos diversos estímulos monetários e fiscais, economia chinesa segue desacelerando

A despeito dos diversos estímulos monetários e fiscais, economia chinesa segue desacelerando INFORMATIVO n.º 42 NOVEMBRO de 2015 A despeito dos diversos estímulos monetários e fiscais, economia chinesa segue desacelerando Fabiana D Atri - Economista Coordenadora do Departamento de Pesquisas e

Leia mais

SAP fecha 2008 com Crescimento de Dois Dígitos

SAP fecha 2008 com Crescimento de Dois Dígitos SAP fecha 2008 com Crescimento de Dois Dígitos A SAP aumenta a um ritmo de 14% as receitas de software e de serviços relacionados com software em 2008 e apresenta um crescimento nas receitas totais de

Leia mais

Pension Fund Investment Strategy in Brazil. Ms. Solange Vieira. (Room Document N 28, Session 5)

Pension Fund Investment Strategy in Brazil. Ms. Solange Vieira. (Room Document N 28, Session 5) Pension Fund Investment Strategy in Brazil Ms. Solange Vieira (Room Document N 28, Session 5) System Overview Public % Private % Total Assets ( R$ milhões) 116.895 63 68.182 37 185.077 Workers 601.514

Leia mais

O Brasil Plural é um Grupo Financeiro fundado em 2009 que possui escritórios no Rio de Janeiro, São Paulo e Nova York. Nossos sócios possuem um amplo

O Brasil Plural é um Grupo Financeiro fundado em 2009 que possui escritórios no Rio de Janeiro, São Paulo e Nova York. Nossos sócios possuem um amplo O Brasil Plural é um Grupo Financeiro fundado em 2009 que possui escritórios no Rio de Janeiro, São Paulo e Nova York. Nossos sócios possuem um amplo histórico de sucesso no mercado de capitais brasileiro

Leia mais

Tax. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. All rights reserved.

Tax. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. All rights reserved. Tax Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. All rights reserved. Our services The team is fully qualified to meet its clients demands in all areas of tax law. Mattos Filho Tax Practice

Leia mais

[POLÍTICA DE INVESTIMENTOS]

[POLÍTICA DE INVESTIMENTOS] [POLÍTICA DE INVESTIMENTOS] Este documento aborda o processo de seleção e alocação de valores mobiliários da Interinvest Data de Publicação: Abril de 2012 Política de Investimentos 1. Conteúdo do Documento

Leia mais

Release de Resultado 2T14

Release de Resultado 2T14 BANCO BMG ANUNCIA SEUS RESULTADOS CONSOLIDADOS DO 2T14 São Paulo, 07 de agosto de 2014 O Banco BMG S.A. e suas controladas ( BMG ou Banco ) divulgam seus resultados consolidados referentes ao período encerrado

Leia mais

Sistema Financeiro e os Fundamentos para o Crescimento

Sistema Financeiro e os Fundamentos para o Crescimento Sistema Financeiro e os Fundamentos para o Crescimento Henrique de Campos Meirelles Novembro de 20 1 Fundamentos macroeconômicos sólidos e medidas anti-crise 2 % a.a. Inflação na meta 8 6 metas cumpridas

Leia mais

Enhancing opportunities

Enhancing opportunities www.pwc.com/pt Enhancing opportunities Tourism, Hospitality and Leisure in Portugal and Cape Verde 2 PwC Qualquer que seja o seu posicionamento e objectivos no sector do Turismo e Lazer, estamos habilitados

Leia mais

Rating soberano do Brasil

Rating soberano do Brasil Rating soberano do Brasil Regina Nunes Presidente Standard & Poor s no Brasil Outubro 2014 Permission to reprint or distribute any content from this presentation requires the prior written approval of

Leia mais

RESERVATÓRIOS TECNOLOGIA EUROPÉIA DRIFT BRASIL CATÁLOGO DE PEÇAS REPOSIÇÃO AUTOMOTIVA 2014 / 2015

RESERVATÓRIOS TECNOLOGIA EUROPÉIA DRIFT BRASIL CATÁLOGO DE PEÇAS REPOSIÇÃO AUTOMOTIVA 2014 / 2015 2015 TECNOLOGIA EUROPÉIA DRIFT BRASIL Atuante no setor de mobilidade, orientando-se pela tecnologia, inovação e sustentabilidade, a Drift Brasil desenvolve soluções para o segmento automotivo brasileiro

Leia mais

CARLA ALEXANDRA SEVES DE ANDRADE CANOTILHO

CARLA ALEXANDRA SEVES DE ANDRADE CANOTILHO Escola Superior de Tecnologia e Gestão Instituto Politécnico da Guarda R E L AT Ó R I O D E AT I V I D A D E P R O F I S S I O N A L N A J. V A R G A S - G A B I N E T E T É C N I C O D E G E S T Ã O E

Leia mais

REAL ESTATE MARKET IN BRAZIL

REAL ESTATE MARKET IN BRAZIL REAL ESTATE MARKET IN BRAZIL JOÃO CRESTANA President of Secovi SP and CBIC National Commission of Construction Industry SIZE OF BRAZIL Population distribution by gender, according to age group BRAZIL 2010

Leia mais

Braskem Maxio. Resinas da linha Braskem Maxio Braskem Maxio Grades. Redução de Consumo Energético Lower Energy Consumption.

Braskem Maxio. Resinas da linha Braskem Maxio Braskem Maxio Grades. Redução de Consumo Energético Lower Energy Consumption. Maio / May 2015 Resinas da linha Grades Redução de Consumo Energético Lower Energy Consumption RP 141 RP 347 RP 340S RP 340R RP 149 H 105 Produtividade Higher Productivity H 202HC CP 191XP VA8010SUV Redução

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2013 - BANCO BRADESCO SA Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2013 - BANCO BRADESCO SA Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 5 Balanço Patrimonial Passivo 9 Demonstração do Resultado 12 Demonstração do Resultado

Leia mais

Basiléia. Patrimônio Líquido 6.368 5.927 5.117. Jun/09 Jun/10 Jun/11 Jun/12 Jun/13. Captações (líquidas de compulsório) 58.406 52.950 42.

Basiléia. Patrimônio Líquido 6.368 5.927 5.117. Jun/09 Jun/10 Jun/11 Jun/12 Jun/13. Captações (líquidas de compulsório) 58.406 52.950 42. Avenida Paulista, 2.100 - São Paulo - SP CNPJ 58.160.7890001-28 Se escolher navegar os mares do sistema bancário, construa seu banco como construiria seu barco: sólido para enfrentar, com segurança, qualquer

Leia mais

Banco Central e Sistema Financeiro: O Caso Brasileiro. Pós-Plano Real e Implicações sobre Fiscalização Bancária.

Banco Central e Sistema Financeiro: O Caso Brasileiro. Pós-Plano Real e Implicações sobre Fiscalização Bancária. Tiago Couto Berriel Banco Central e Sistema Financeiro: O Caso Brasileiro Pós-Plano Real e Implicações sobre Fiscalização Bancária. Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial

Leia mais

Fundos de Investimentos Multimercado

Fundos de Investimentos Multimercado Fundos de Investimentos Multimercado Fundos de Investimento Definição condomínio que reúne recursos de um conjunto de investidores destinado à aplicação em títulos e valores mobiliários, em como quaisquer

Leia mais

RELEASE DE RESULTADOS

RELEASE DE RESULTADOS RELEASE DE RESULTADOS BANCO PAULISTA SOCOPA Corretora Resultados 4 Trimestre de 2011 1 O BANCO PAULISTA e a SOCOPA - CORRETORA PAULISTA anunciam os resultados do quarto trimestre de 2011. O BANCO PAULISTA

Leia mais

Conference Call 2Q13 and 1H13 Results

Conference Call 2Q13 and 1H13 Results Conference Call 2Q13 and 1H13 Results 2 Performance in the Negócios Internacionais Negócios domestic Nacionais and USA,Europa e international markets Exportações Márcio Utsch Net Revenue 3 Net revenue

Leia mais

Banco Caterpillar S.A. Rua Alexandre Dumas, 1711 - Edifício Birmann 11-9º andar Setor 2 - São Paulo - SP CNPJ: 02.658.435/0001-53

Banco Caterpillar S.A. Rua Alexandre Dumas, 1711 - Edifício Birmann 11-9º andar Setor 2 - São Paulo - SP CNPJ: 02.658.435/0001-53 Rua Alexandre Dumas, 1711 - Edifício Birmann 11-9º andar Setor 2 - São Paulo - SP CNPJ: 02.658.435/0001-53 Balanço Patrimonial - Conglomerado Prudencial em 30 de Junho ATIVO 2014 CIRCULANTE 1.893.224 Disponibilidades

Leia mais

Cloud para o Brasil Cloud Services

Cloud para o Brasil Cloud Services Cloud para o Brasil Como as ofertas da Capgemini endereçam os principais pontos levantados pela pesquisa exclusiva We orchestrate your Cloud Services Current Market Situation with Cloud 2 Current Market

Leia mais

Capital Markets. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. All rights reserved.

Capital Markets. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. All rights reserved. Capital Markets Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. All rights reserved. Our services Best Law Firm in Latin America by Chambers & Partners Awards 2015 Mattos Filho s Capital Market

Leia mais

The Brazil United States Consumer Product Safety Conference Brazil United States Joint Press Statement June 10, 2011 Rio de Janeiro, Brazil Common Interests Ensuring a high level of consumer product safety

Leia mais

RELEASE DE RESULTADOS

RELEASE DE RESULTADOS RELEASE DE RESULTADOS BANCO PAULISTA SOCOPA Corretora Resultados 1 Trimestre de 2011 1 O BANCO PAULISTA, reconhecido pela sua prestação de serviços de câmbio e de tesouraria, assim como pelo financiamento

Leia mais

RELEASE DE RESULTADOS. 3 Trimestre de 2012

RELEASE DE RESULTADOS. 3 Trimestre de 2012 RELEASE DE RESULTADOS 3 Trimestre de 2012 1 RELEASE DE RESULTADOS 3 Trimestre de 2012 MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO O BANCO PAULISTA anuncia seus resultados do 3T12. O BANCO PAULISTA é reconhecido pela sua

Leia mais

O Futuro da Gestão no Brasil e no Exterior

O Futuro da Gestão no Brasil e no Exterior O Futuro da Gestão no Brasil e no Exterior 7º Congresso ANBIMA de Fundos de Investimento São Paulo, 14 de maio 2013 Daniel Celeghin, Sócio Resumo 1. Quem somos 2. Perspectiva ex-brasil : cinco fatores

Leia mais

HOW DO YOU BECOME A LAWYER IN BRAZIL?

HOW DO YOU BECOME A LAWYER IN BRAZIL? HOW DO YOU BECOME A LAWYER IN BRAZIL? Doing Business in Brazil: Pathways to Success, Innovation and Access under the Legal Framework Keynote Speaker: Mr. José Ricardo de Bastos Martins Partner of Peixoto

Leia mais

Registration Form - 2013 - ALL - AMÉRICA LATINA LOGISTICA S.A. Version : 3

Registration Form - 2013 - ALL - AMÉRICA LATINA LOGISTICA S.A. Version : 3 Index: Company s Profile ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A. Corporate Taxpayers ID (CNPJ/MF) 02.387.241/0001-60 Companies Registry (NIRE) 413 00 019886 Publicly-held Company REGISTRATION FORM General Information

Leia mais

BTG Pactual. Administração de Fundos Agosto 2012. Para informações adicionais, favor observar a página ao final desta apresentação.

BTG Pactual. Administração de Fundos Agosto 2012. Para informações adicionais, favor observar a página ao final desta apresentação. BTG Pactual Administração de Fundos Agosto 2012 Para informações adicionais, favor observar a página ao final desta apresentação. Histórico do BTG Pactual 2012 Aquisição da Celfin Capital no Chile 1983-86

Leia mais

4 trimestre de 2010. Sumário Executivo. Itaú Unibanco Holding S.A.

4 trimestre de 2010. Sumário Executivo. Itaú Unibanco Holding S.A. 4 trimestre de 2010 Sumário Executivo Apresentamos, abaixo, informações e indicadores financeiros do (Itaú Unibanco) do quarto trimestre de 2010 e do exercício findo em 31 de dezembro de 2010. (exceto

Leia mais

VII Encontro Empresarial Ibero-Americano

VII Encontro Empresarial Ibero-Americano VII Encontro Empresarial Ibero-Americano A gestão dos riscos: Os preços das matérias primas, a inflação e os movimentos de capital FIT FOR A NEW ERA 27 de Outubro de 2011 Estrutura da apresentação 1 Uma

Leia mais

Multicriteria Impact Assessment of the certified reference material for ethanol in water

Multicriteria Impact Assessment of the certified reference material for ethanol in water Multicriteria Impact Assessment of the certified reference material for ethanol in water André Rauen Leonardo Ribeiro Rodnei Fagundes Dias Taiana Fortunato Araujo Taynah Lopes de Souza Inmetro / Brasil

Leia mais

POLÍTICA DE INVESTIMENTOS

POLÍTICA DE INVESTIMENTOS CAGEPREV - FUNDAÇÃO CAGECE DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR POLÍTICA DE INVESTIMENTOS PLANO DE BENEFÍCIO DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL Vigência: 01/01/2013 a 31/12/2017 1. OBJETIVOS A Política de Investimentos tem

Leia mais

Gerenciamento de projetos SMART GRID

Gerenciamento de projetos SMART GRID Gerenciamento de projetos SMART GRID OBJETIVO Em razão da (o): Grandiosidade e complexidade dos projetos SMART GRID Contexto econômico local e global vs. QUALIDADE dos serviços públicos. p Exigências de

Leia mais

Banco Modal S.A. e Banco Modal S.A. e empresas controladas (CONEF) Demonstrações financeiras em 30 de junho de 2010 e de 2009 e parecer dos auditores

Banco Modal S.A. e Banco Modal S.A. e empresas controladas (CONEF) Demonstrações financeiras em 30 de junho de 2010 e de 2009 e parecer dos auditores Banco Modal S.A. e Banco Modal S.A. e empresas controladas (CONEF) Demonstrações financeiras em 30 de junho de 2010 e de 2009 e parecer dos auditores independentes Parecer dos auditores independentes Aos

Leia mais

UBS Brasil: Controle de riscos e capital Categoria: Controles de Risco

UBS Brasil: Controle de riscos e capital Categoria: Controles de Risco UBS Brasil: Controle de riscos e capital Categoria: Controles de Risco Responsável: Controle de Riscos Aprovação: BRCC Propósito deste documento Promover transparência quanto à estrutura de gestão de riscos

Leia mais

Definição de competitividade

Definição de competitividade TRIBUTAÇÃO E COMPETITIVIDADE VII Jornadas do IPCA 25.11.2006 Claudia Dias Soares Universidade Católica Portuguesa Definição de competitividade EC 2004: a sustained rise in the standards of living of a

Leia mais

Comitê de Investimentos 07/12/2010. Robério Costa Roberta Costa Ana Luiza Furtado

Comitê de Investimentos 07/12/2010. Robério Costa Roberta Costa Ana Luiza Furtado Comitê de Investimentos 07/12/2010 Robério Costa Roberta Costa Ana Luiza Furtado Experiências Internacionais de Quantitative Easing Dados do Estudo: Doubling Your Monetary Base and Surviving: Some International

Leia mais

BUSINESS TO WORLD COMPANHIA GLOBAL DO VAREJO

BUSINESS TO WORLD COMPANHIA GLOBAL DO VAREJO BUSINESS TO WORLD COMPANHIA GLOBAL DO VAREJO Teleconferência de Resultados 4T08 Sexta-feira, 13 de Março de 2009 Horário: 12h00 (Brasil) 11h00 (US EDT) Telefone: +55 (11) 4688-6301 Código: B2W 1 Considerações

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO. Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO. Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática São Paulo 2010 JOÃO FÁBIO PORTO Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática

Leia mais

Types of Investments: Equity (9 companies) Convertible Notes (10 companies)

Types of Investments: Equity (9 companies) Convertible Notes (10 companies) IMPACT INVESTING WE STARTED... A Venture Capital Fund Focused on Impact Investing Suport: Financial TA Criterias to select a company: Social Impact Profitabilty Scalability Investment Thesis (Ed, HC,

Leia mais

QUALIDADE DOS ATIVOS 97,4% das operações de crédito cobertas por garantias Créditos de D a H : 1,9% da carteira Provisões totais: 1,8% da carteira

QUALIDADE DOS ATIVOS 97,4% das operações de crédito cobertas por garantias Créditos de D a H : 1,9% da carteira Provisões totais: 1,8% da carteira São Paulo, 30 de Outubro de 2008 O Banco Sofisa S.A. (Bovespa: SFSA4) anuncia hoje seu resultado do terceiro trimestre de 2008. Todas as informações operacionais e financeiras a seguir, exceto quando indicado

Leia mais

2. HUMAN RESOURCES 2. RECURSOS HUMANOS 1 RECRUTAMENTO E SELECÇÃO 1 RECRUITMENT AND SELECTION 2 QUALIFICAÇÃO DOS TRABALHADORES

2. HUMAN RESOURCES 2. RECURSOS HUMANOS 1 RECRUTAMENTO E SELECÇÃO 1 RECRUITMENT AND SELECTION 2 QUALIFICAÇÃO DOS TRABALHADORES RECURSOS HUMANOS HUMAN RESOURCES . RECURSOS HUMANOS RECRUTAMENTO E SELECÇÃO. HUMAN RESOURCES RECRUITMENT AND SELECTION O recrutamento e a situação contratual, no ano em análise, e face ao anterior, caracterizaram-se

Leia mais

DE LINGAS MATERIAIS E EQUIPAMENTOS PARA ELEVAÇÃO DE CARGA

DE LINGAS MATERIAIS E EQUIPAMENTOS PARA ELEVAÇÃO DE CARGA Inovando com qualidade e segurança FABRICAÇÃO E RECERTIFICAÇÃO DE LINGAS MATERIAIS E EQUIPAMENTOS PARA ELEVAÇÃO DE CARGA SLINGS MANUFACTURING AND RECERTIFICATION MATERIALS AND EQUIPMENT FOR LIFTING AND

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T11

Teleconferência de Resultados 1T11 Teleconferência de Resultados 1T11 29 de Outubro de 2010 CENÁRIO DO SETOR 2 Cenário PRÓXIMA SAFRA NÚMEROS DE SOJA Em R$ / ton¹ 218 346 305 367 297 254 285 300 183 67 99 45 108 144 110 100 408 393 403 394

Leia mais

and work, with work having a multiplication factor double). Relacionamento Comercial Internacional International Commercial Relationship

and work, with work having a multiplication factor double). Relacionamento Comercial Internacional International Commercial Relationship Sucesso é a união de três elementos: confiança, reciprocidade e trabalho, tendo o trabalho um fator duplo de multiplicação (success is basically the union of three elements: trust, reciprocity and work,

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS. 3T l 2015

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS. 3T l 2015 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3T l 2015 Disclaimer Esta apresentação pode conter referências e declarações que representem expectativas de resultados, planos de crescimento e estratégias futuras do BI&P. Essas

Leia mais

Caixa Capital FCR Caixa Empreender+ e os Business Angels

Caixa Capital FCR Caixa Empreender+ e os Business Angels Caixa Capital FCR Caixa Empreender+ e os Business Angels José Pedro Alenquer 18 Fevereiro 2014 0 Caixa Geral de Depósitos Benchmark Operator in the Portuguese Financial System PE & V C Investment Banking

Leia mais

News on Banks capital ratios. Instruction no. 28/2011, of the Bank of Portugal

News on Banks capital ratios. Instruction no. 28/2011, of the Bank of Portugal Novidades relativas rácios de capital de instituições de crédito Instrução n.º 28/2011 do Banco de Portugal Na sequência da recente subida das taxas de juros de depósitos oferecidas pelas instituições

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA. A Reputação e a Responsabilidade Social na BP Portugal: A importância da Comunicação. Por. Ana Margarida Nisa Vintém

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA. A Reputação e a Responsabilidade Social na BP Portugal: A importância da Comunicação. Por. Ana Margarida Nisa Vintém UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA A Reputação e a Responsabilidade Social na BP Portugal: A importância da Comunicação Relatório de estágio apresentado à Universidade Católica Portuguesa para obtenção do

Leia mais

Finanças Corporativas

Finanças Corporativas 1-1 Finanças Corporativas Prof. Edson de Oliveira Pamplona www.iepg.unifei.edu.br/edson 1 1-2 Finanças Corporativas Sumário 1. Conceitos e objetivos de Finanças Corporativas. Modalidades de organização.

Leia mais

Comportamento do Shopper no Varejo

Comportamento do Shopper no Varejo Seminário GVcev Comportamento do Shopper no Varejo Case Dafiti Malte Huffmann A Dafiti traz alegria na hora de comprar We deliver fashion & lifestyle products conveniently and accessibly at one click This

Leia mais

BCS Expertise para preencher

BCS Expertise para preencher BCS Expertise para preencher papéis-chave do projeto Serviço Symantec que ajuda a Suportar seu Negócio Hugo Saadi Serviços de Informática Itaú BBA Agenda Overview Institucional Business Critical Services

Leia mais

Um Estudo de Caso da Abertura de Capital no Brasil: O IPO da América Latina Logística ALL

Um Estudo de Caso da Abertura de Capital no Brasil: O IPO da América Latina Logística ALL Carla Dodsworth Albano Um Estudo de Caso da Abertura de Capital no Brasil: O IPO da América Latina Logística ALL Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do

Leia mais

2009-2010 SALARY GUIDE. Brazil

2009-2010 SALARY GUIDE. Brazil 2009-2010 SALARY GUIDE Brazil Conteúdo Introdução...1 Finance and Accounting...2 Engineering...3 Sales & Marketing...4 Technology...5 Banking...6 Banking (Continued)...7 Insurance...8 About Robert Half...9

Leia mais

Implicações do uso do crédito pessoal para com gestão do orçamento familiar da população de baixa renda

Implicações do uso do crédito pessoal para com gestão do orçamento familiar da população de baixa renda Luiza Sicupira Malburg Implicações do uso do crédito pessoal para com gestão do orçamento familiar da população de baixa renda Dissertação apresentada ao Programa de Pósgraduação em Administração de Empresas

Leia mais

Inovação e Empreendedorismo

Inovação e Empreendedorismo Inovação e Empreendedorismo Kami Saidi Diretor de Operações & Sustentabilidade HP Brasil 09-maio-13 HP Commitment Many assume, wrongly, that a company exists simply to make money... the real reason HP

Leia mais

O novo papel de Recursos Humanos: o que é RH Estratégico e qual é a sua contribuição para os negócios

O novo papel de Recursos Humanos: o que é RH Estratégico e qual é a sua contribuição para os negócios Gustavo Leonette de Moura Estevão O novo papel de Recursos Humanos: o que é RH Estratégico e qual é a sua contribuição para os negócios Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pósgraduação

Leia mais

BR-EMS MORTALITY AND SUVIVORSHIP LIFE TABLES BRAZILIAN LIFE INSURANCE AND PENSIONS MARKET

BR-EMS MORTALITY AND SUVIVORSHIP LIFE TABLES BRAZILIAN LIFE INSURANCE AND PENSIONS MARKET BR-EMS MORTALITY AND SUVIVORSHIP LIFE TABLES BRAZILIAN LIFE INSURANCE AND PENSIONS MARKET 2015 1 e-mail:mario@labma.ufrj.br Tables BR-EMS, mortality experience of the Brazilian Insurance Market, were constructed,

Leia mais

BRIGHAM AND EHRHARDT PDF

BRIGHAM AND EHRHARDT PDF BRIGHAM AND EHRHARDT PDF ==> Download: BRIGHAM AND EHRHARDT PDF BRIGHAM AND EHRHARDT PDF - Are you searching for Brigham And Ehrhardt Books? Now, you will be happy that at this time Brigham And Ehrhardt

Leia mais

UBIQUITOUS COLLABORATION. http://www.trprocess.com

UBIQUITOUS COLLABORATION. http://www.trprocess.com UBIQUITOUS COLLABORATION http://www.trprocess.com Our Company TR PROCESS SMART PROCESS EXPERTS A expressão Smart Process Application, como utilizamos hoje, foi definida e utilizada em seus relatórios pelos

Leia mais

// gaiato private label

// gaiato private label // gaiato private label // a empresa // the company A Calçado Gaiato é uma empresa prestadora de serviços no setor de calçado, criada em 2000 por Luís Pinto Oliveira e Mário Pinto Oliveira, sócios-fundadores

Leia mais

SAP Multinacional alemã de tecnologia, líder global em software de gestão de processos, contrata:

SAP Multinacional alemã de tecnologia, líder global em software de gestão de processos, contrata: SAP Multinacional alemã de tecnologia, líder global em software de gestão de processos, contrata: Vaga: Estagiário Área Jurídica Área: Legal Department O Departamento Jurídico é uma área dinâmica que possui

Leia mais

BANCO DO BRASIL AMERICAS

BANCO DO BRASIL AMERICAS BANCO DO BRASIL AMERICAS Seminário BACCF Como Ingressar no Mercado Norte-Americano Agenda Processo de Internacionalização do BB Conectividade Brasil / Florida Apresentação Geral BB AMERICAS 2 Banco do

Leia mais

Banca examinadora: Professor Paulo N. Figueiredo, Professora Fátima Bayma de Oliveira e Professor Joaquim Rubens Fontes Filho

Banca examinadora: Professor Paulo N. Figueiredo, Professora Fátima Bayma de Oliveira e Professor Joaquim Rubens Fontes Filho Título: Direção e Taxa (Velocidade) de Acumulação de Capacidades Tecnológicas: Evidências de uma Pequena Amostra de Empresas de Software no Rio de Janeiro, 2004 Autor(a): Eduardo Coelho da Paz Miranda

Leia mais

Fórum Permanente de Micro e Pequenas Empresas. Comitê de Comércio Exterior. Brasília Julho de 2011

Fórum Permanente de Micro e Pequenas Empresas. Comitê de Comércio Exterior. Brasília Julho de 2011 Fórum Permanente de Micro e Pequenas Empresas Comitê de Comércio Exterior Brasília Julho de 2011 BALANÇA BRASILEIRA DE COMÉRCIO EXTERIOR DE BENS E SERVIÇOS* US$ Bilhões BRAZILIAN FOREIGN TRADE IN GOODS

Leia mais

Recapitalizar as Pequenas e Médias Empresas Portuguesas

Recapitalizar as Pequenas e Médias Empresas Portuguesas Recapitalizar as Pequenas e Médias Empresas Portuguesas Apresentação na 1ª Reunião do Fórum CMVM/PME para o Mercado de Capitais Carlos Tavares 27 Março 2012 1 Redução dos desequilíbrios externos da Economia

Leia mais

Governança em TI e os objetivos estratégicos da organização

Governança em TI e os objetivos estratégicos da organização Governança em TI e os objetivos estratégicos da organização A otimização dos investimentos em TI, a importância do uso do modelo CobiT, adotado mundialmente em IT Governance Um painel sobre as certificações

Leia mais

O MERCADO DE EUROBONDS E AS CAPTAÇÕES BRASILEIRAS: UMA ABORDAGEM EMPÍRICO-DESCRITIVA

O MERCADO DE EUROBONDS E AS CAPTAÇÕES BRASILEIRAS: UMA ABORDAGEM EMPÍRICO-DESCRITIVA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DEPARTAMENTO DE CONTABILIDADE E ATUÁRIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS O MERCADO DE EUROBONDS E AS CAPTAÇÕES

Leia mais

Visão. O papel anticíclico do BNDES e sua contribuição para conter a demanda agregada. do Desenvolvimento. nº 96 29 jul 2011

Visão. O papel anticíclico do BNDES e sua contribuição para conter a demanda agregada. do Desenvolvimento. nº 96 29 jul 2011 Visão do Desenvolvimento nº 96 29 jul 2011 O papel anticíclico do BNDES e sua contribuição para conter a demanda agregada Por Fernando Puga e Gilberto Borça Jr. Economistas da APE BNDES vem auxiliando

Leia mais

POLÍTICA DE INVESTIMENTOS

POLÍTICA DE INVESTIMENTOS CAGEPREV - FUNDAÇÃO CAGECE DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR POLÍTICA DE INVESTIMENTOS PLANO DE GESTÃO ADMINISTRATIVA Vigência: 01/01/2013 a 31/12/2017 1. OBJETIVOS A Politica de Investimentos tem como objetivo

Leia mais

GRADE DE DISCIPLINAS MBA em Gestão de Crédito

GRADE DE DISCIPLINAS MBA em Gestão de Crédito GRADE DE DISCIPLINAS MBA em Gestão de Crédito Disciplinas (*) Modalidade H/A (**) Núcleo Contabilidade Contabilidade Financeira Presencial 24 Contabilidade dos Investimentos em Participações Societárias

Leia mais