Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015"

Transcrição

1 Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015 Apresentação da Teleconferência 06 de agosto de 2015 Para informações adicionais, favor ler cuidadosamente o aviso ao final desta apresentação.

2 Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015 Teleconferência em português 06 de agosto de 2015 (quinta-feira) 11h00 (Brasília) / 10h00 (Nova York) Tel.: +55 (11) Código: BTG Pactual Replay: +55 (11) Código: BTG Pactual Teleconferência em inglês 06 de agosto de 2015 (quinta-feira) 13h00 (Brasília) / 12h00 (Nova York) Tel.: +1 (412) Código: BTG Pactual Replay: +1 (412) Código: Webcast: O áudio das teleconferências será transmitido ao vivo, por meio de um sistema de webcast disponível em nosso website Solicitamos que os participantes se conectem 15 minutos antes do horário marcado para início das teleconferências. Relações com Investidores Telefone: +55 (11) Fax: +55 (11)

3 Resumo do Desempenho 2T 2015 Forte performance operacional - 2T 2015 com receitas recorde (4% maior em relação ao 1T 2015, 17% acima do 2T ) No 2T 2015, as receitas totais e o lucro líquido alcançaram R$2,0 bilhões e R$1,0 bilhão, respectivamente ROAE de 21,0% Lucro Líquido de R$1,13 por unit Custos continuaram sob controle, aumento concentrado em despesas com provisão de bônus Índice de eficiência de 50% no trimestre Índice de remuneração de 30% no trimestre Ativo total em R$209,0 bilhões, 7% menor que o 1T 2015, e nosso índice de Basiléia atingiu 16,9% O VaR no trimestre permaneceu estável em R$116,7 milhões ou 0,60% do patrimônio líquido médio Receitas (R$ milhões) Lucro Líquido (R$ milhões) Patrimônio Líquido (R$ bilhões) ,4 18,2 18,7 19,2 19,8 22,4 17,3 18,4 18,0 21,0 55,2 45,2 53,5 43,5 50,0 0,66 0,48 0,47 0,59 0,60 2T 3T 4T 1T T T 3T 4T 1T T T 3T 4T 1T T 2015 Receitas ROAE (%) Lucro Líquido Margem líquida (%) Patrimônio Líquido VaR médio diario / PL médio (%) Notas: (1) Itens de balanço representam números do final do período 3

4 Resumo do Desempenho 1º Semestre 2015 Nosso modelo de negócios diversificado contribui para a contínua habilidade de entregar resultados superiores de maneira recorrente. 1 Forte desempenho durante o ano Receitas totais recorde e lucro líquido atingiram R$4,0 bilhões e R$1,9 bilhão, respectivamente ROAE anualizado de 19,5% 2 Principais KPIs em linha com os últimos períodos Índice de eficiência de 45% Índice de remuneração de 25% Margem líquida de 47% 3 Dividendos e JCP de R$469,3 milhões 4 Crescimento de 13,4% no patrimônio líquido ano contra ano Receitas (R$ milhões) Lucro Líquido (R$ milhões) Patrimônio Líquido (R$ billhões) , , ,4 19,8 52,0 46,8 0,60 0,59 6M 6M 2015 Receitas ROAE (%) 6M 6M 2015 Lucro Líquido Margem líquida (%) 6M 6M 2015 Patrimônio Líquido VaR médio diario / PL médio (%) Notas: (1) Itens de balanço representam números do final do período 4

5 Resumo dos Nossos Primeiros 3 Anos Após a Abertura de Capital Patrimônio Liquido (R$ bi) Ativos sob Gestão e Administração (R$ bi) 19,8 60,2% 62,2% 214,8 12,3 132,5 R$9,7 bilhões de lucro acumulado implícito TIR de 23,3% (2),(3),(4) Dividendos (R$ bi) (1) 0,40 2T ,41 4T T T ,32 2T ,38 4T ,45 2T 0,40 4T 0,47 2T ,83 Total 2T T 2015 Wealth Under Management (R$ bi) 125,1% 91,9 40,8 2T T 2015 Fonte: Demonstrações financeiras e estimativas do BTG Pactual Notas: (1) Inclui dividendos e JCP (2) TIR calculada com base em (i) patrimônio inicial, (ii) fluxo de dividendos e JCP (iii) patrimônio final, (iv) incluindo diluições implícitas (3) Premissa: dividendos distribuídos ao final de cada semestre, respectivamente (4) Inclui diluições de novas emissões de ações 5

6 Receitas Totais Composição por Área de Negócio Receitas recorde no trimestre. 2º trimestre de º semestre de 2015 Receitas totais = R$2,0 bilhões (R$mm) Receitas totais = R$4,0 bilhões (R$mm) (% do total) (% do total) 8% 15% 15% 13% 5% 25% 0% 18% 5% 15% 37% 13% 6% 2% 22% -1% Investment Banking Corporate Lending Sales & Trading Asset Mgmt Wealth Mgmt Principal Investments Pan Interest & Others Investment Banking Corporate Lending Sales & Trading Asset Mgmt Wealth Mgmt Principal Investments Pan Interest & Others 6

7 Seção 1 Áreas de Negócios

8 Investment Banking A performance no 2T 2015 reflete a força do nosso business de Financial Advisory. ECM e DCM continuaram a navegar pela fraca atividade do mercado de capitais. Receitas (R$ milhões) Visão geral do mercado no 2T 2015 Fortes receitas de Financial Advisory, devido ao fechamento de operações significantes no período. A atividade do mercado de M&A permanece em níveis moderados. As receitas de ECM e DCM permaneceram estáveis em patamares baixos, impactadas pela atividade no mercado de capitais, que seguiu fraca na América Latina, principalmente no Brasil. Destaques de Posicionamento de Mercado (2T 2015) M&A: #1 em transações anunciadas e volume de transações no Brasil e na América Latina e #2 em volume de transações no Brasil ECM: #2 em volume de transações no Brasil e na América Latina 2T 3T 4T 1T T 2015 DCM: #2 em volume de transações no Brasil 8

9 Corporate Lending Sólidas receitas em Corporate Lending com expansão adicional dos spreads brutos médios. Receitas (R$ milhões) Portfólio de Crédito Expandido (R$ bilhões) ,9 44,9 5,1 52,1 6,2 49,1 48,9 5,6 7, , ,5 39,7 45,9 43,5 41,7 2T 3T 4T 1T T T 3T 4T 1T T 2015 Corporate Lending Wealth Management e Outros 9

10 Sales & Trading Receitas mais baixas de Sales & Trading no trimestre, principalmente em equities e commodities. Receitas (R$ milhões) As receitas de Sales & Trading refletem: Nossas mesas de FX e Rates, que continuaram apresentando bons fluxos de clientes, entregando resultados sólidos. Contribuição mais fraca das nossas mesas de soft commodities. 2T 3T 4T 1T T Desempenho abaixo do esperado das nossas mesas de equities, com fluxo de clientes impactados pela alta volatilidade e nas condições de trading desafiadoras em LatAm, especialmente no Brasil. 10

11 Asset Management As receitas de Asset Management permaneceram estáveis, refletindo basicamente o reconhecimento de taxas de administração. Receitas (R$ milhões) AuM e AuA (R$ bilhões) (1,5) (1,8) 4,4 (0,9) (1,1) ,7 194,6 21,7 23,5 37,2 38,4 201,4 22,9 40,0 215,4 214,8 27,1 22,9 43,8 45,1 46,3 48,4 51,9 55,3 56,0 6,7 8,4 8,7 10,1 10,1 78,8 75,9 77,9 79,1 80,7 2T 3T 4T 1T T T 3T 4T 1T T 2015 Renda Fixa e Ações - Brasil Administração Fiduciária Hedge Funds Globais Renda Fixa e Ações - LatAm Alternative Investments Net New Money 11

12 Wealth Management Wealth Management seguiu performando muito bem, com receitas sólidas e crescimento de WuM. Receitas (R$ milhões) WuM (R$ bilhões) ,5 3,2 3,7 0,3 3,2 91,9 87,2 1,4 76,5 81,0 1,4 1,0 11,7 11,7 70,5 0,7 11,5 0,5 11,3 17,7 10,2 17,8 16,8 17,5 16,8 42,8 46,9 51,7 56,2 61,0 2T 3T 4T 1T T T 3T 4T 1T T 2015 Fundos Ações Renda Fixa Money Market Derivativos Net New Money 12

13 Principal Investments A performance no 2T 2015 reflete a contribuição positiva de Merchant Banking, que mais do que compensou os resultados negativos de Real Estate e Global Markets Receitas (R$ milhões) (132) 508 Em Global Markets mantivemos o VaR em níveis baixos e apesar dos resultados fracos, a performance reflete uma disciplina efetiva de gerenciamento de risco adotada. (74) (164) (347) (361) 485 (597) (444) 128 (35) (537) 872 (111) (253) A contribuição positiva de Merchant Banking reflete a transação de Rede D Or. No trimestre decidimos constituir provisões em outros investimentos, concentrados no setor de Óleo e Gás. (20) 2T 3T 4T 1T T 2015 Global Markets Merchant Banking Real Estate Total Contribuição negativa de Real Estate, relacionada à depreciação do preço das ações da BR Properties no trimestre. 13

14 Seção 2 Despesas

15 Despesas e Principais Índices Trimestre Variação % para 2T 2015 Acumulado no ano Variação % para 6M 2015 (em R$ milhões, a menos que indicado) 2T 1T T T 1T M 6M M Bônus (233) (172) (394) 69% 130% (458) (566) 24% Salários e benefícios (163) (215) (228) 39% 6% (323) (443) 37% Administrativas e outras (216) (239) (227) 5% -5% (394) (466) 18% Amortização de ágio (40) (46) (50) 26% 8% (86) (97) 12% Despesas tributárias, exceto imposto de renda (85) (119) (116) 37% n.a. (124) (235) 90% Despesas operacionais totais (737) (791) (1.016) 38% 28% (1.384) (1.806) 31% Índice de eficiência 42% 40% 50% 40% 45% Índice de remuneração 23% 20% 30% 23% 25% Imposto de renda e contribuição social (43) (317) (8) -83% -98% (271) (324) 20% Alíquota de imposto de renda efetiva (%) 4,3% 27,0% 0,7% 13,1% 14,7% 15

16 Seção 3 Balanço Patrimonial

17 Análise do Balanço Patrimonial (Em R$ bilhões) Ativos Passivos Caixa e equivalentes Liquidação pendente Ativos vinculados a compromissos de recompra (REPO) 224,1 10,8 14,8 53,4 209,0 10,3 10,9 52,4 209,0 2,6 50,5 224,1 7,1 51,7 Liquidação pendente Obrigações por operações compromissadas (REPO) 55,5 64,9 Financiamento através de títulos e valores mobiliários Ativos financeiros 80,0 68,9 Depósitos à vista Carteira de crédito 34,2 34,3 Cobertura 189% 65,1 66,9 Financiamento por depósito, títulos emitidos, empréstimos e repasses Outros ativos 9,9 13,1 11,9 10,1 Outras obrigações Ativos ilíquidos 21,0 19,2 23,6 23,4 PL & Perpétuo 1T T T T

18 Evolução do Unsecured Funding No 2T 2015 nossa base de unsecured funding reduziu 3%, principalmente por conta da redução em títulos privados emitidos e empréstimos e repasses, e variação cambial no período. (Em R$ bilhões) 56,0 7,1 7,0 64,8 8,6 3,2 7,1 68,1 71,0 68,9 9,7 12,3 11,1 3,5 4,1 3,9 7,4 8,1 8,2 Empréstimos e repasses Perpétuo Dívidas subordinadas 21,1 22,6 24,4 26,2 25,4 Títulos emitidos 20,3 22,3 22,2 19,0 19,2 0,4 0,7 0,8 1,0 0,9 0,2 0,2 0,2 0,3 0,3 Depósitos à prazo (1) Depósitos interfinanceiros Depósitos à vista 2T 3T 4T 1T T 2015 Notas: (1) A partir do 1T 2013, inclui secured funding que utiliza credito ou ativos ilíquidos como colateral 18

19 Índice de Basileia e VaR No final do trimestre, o Índice de Basileia do Banco BTG Pactual atingiu 16,9%, e o VaR médio diário ficou estável em 0,60% do patrimônio líquido médio. Índice de Basiléia (%) VaR Médio Diário (% do patrimônio líquido médio) 17,1% 4,6% 16,0% 16,0% 4,2% 4,2% 17,5% 3,7% 16,7% 16,9% 3,3% 3,2% 0,54% 0,66% 0,48% 0,47% 0,59% 0,60% 2,9% 3,2% 3,0% 12,5% 11,8% 11,8% 10,9% 10,2% 10,7% 1T 2T 3T 4T 1T T 2015 Nível II Adicional de Capital Principal Capital Principal 1T 2T 3T 4T 1T T

20 Aviso Esta apresentação foi preparada pelo Banco BTG Pactual S.A. ( Banco BTG Pactual ) e pelo BTG Pactual Participations Ltd. ( BTG Pactual, e, juntamente com Banco BTG Pactual suas respectivas controladas, BTG Pactual ) para uso exclusivo da teleconferência de resultados do primeiro trimestre de Esta apresentação não deve ser considerada um documento completo e deve ser analisada em conjunto com o relatório de resultados e as demonstrações financeiras do mesmo período. Esta apresentação foi preparada apenas para fins informativos e não deve ser entendida como uma solicitação ou uma oferta para comprar ou vender quaisquer títulos ou instrumentos financeiros relacionados. O conteúdo desta apresentação não deve ser considerado como sendo conselhos ou recomendações legais, fiscais, contábeis ou de investimento. Esta apresentação não tem a intenção de ser abrangente ou conter todas as informações que os acionistas da BTG Pactual possam exigir. Nenhuma decisão de investimento, alienação ou outras decisões ou ações financeiras devem ser tomadas exclusivamente com base nas informações contidas nesta apresentação. 20

Banco BTG Pactual Segundo Trimestre de 2017

Banco BTG Pactual Segundo Trimestre de 2017 Banco BTG Pactual Segundo Trimestre de 2017 Apresentação da Teleconferência 2 de agosto de 2017 Para informações adicionais, favor ler cuidadosamente o aviso ao final desta apresentação. Divulgação de

Leia mais

Divulgação de Resultados Quarto Trimestre de 2013

Divulgação de Resultados Quarto Trimestre de 2013 Divulgação de Resultados Quarto Trimestre de Apresentação da Teleconferência 19 de fevereiro de 2014 Favor ler cuidadosamente o aviso no início desta apresentação. Aviso Legal Esta apresentação foi preparada

Leia mais

Divulgação de Resultados Terceiro Trimestre de 2016

Divulgação de Resultados Terceiro Trimestre de 2016 Divulgação de Resultados Terceiro Trimestre de 2016 Apresentação da Teleconferência 09 de novembro de 2016 For additional information, please read carefully the notice at the end of this presentation.

Leia mais

Divulgação de Resultados Quarto Trimestre de 2016

Divulgação de Resultados Quarto Trimestre de 2016 Divulgação de Resultados Quarto Trimestre de 2016 Apresentação da Teleconferência 15 de fevereiro de 2017 For additional information, please read carefully the notice at the end of this presentation. Divulgação

Leia mais

Banco Santander (Brasil) S.A.

Banco Santander (Brasil) S.A. Banco Santander (Brasil) S.A. Resultados em BR GAAP 4T14 3 de Fevereiro de 2015 INFORMAÇÃO 2 Esta apresentação pode conter certas declarações prospectivas e informações relativas ao Banco Santander (Brasil)

Leia mais

Divulgação de Resultados 1T14

Divulgação de Resultados 1T14 Divulgação de Resultados 1T14 A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private-equity ( Fundos

Leia mais

Earnings Release 1s14

Earnings Release 1s14 Earnings Release 1s14 1 Belo Horizonte, 26 de agosto de 2014 O Banco Bonsucesso S.A. ( Banco Bonsucesso, Bonsucesso ou Banco ), Banco múltiplo, de capital privado, com atuação em todo o território brasileiro

Leia mais

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas CICLO APIMEC 2010 Índice RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas 3 RS no Brasil DADOS DEMOGRÁFICOS RS BRASIL População

Leia mais

Apresentação de Resultados da Lopes 2008. Apresentação Marcos Lopes CEO Francisco Lopes COO Marcello Leone CFO e DRI

Apresentação de Resultados da Lopes 2008. Apresentação Marcos Lopes CEO Francisco Lopes COO Marcello Leone CFO e DRI Apresentação de Resultados da Lopes 2008 Apresentação Marcos Lopes CEO Francisco Lopes COO Marcello Leone CFO e DRI Aviso importante Esta apresentação não constitui uma oferta, convite ou pedido de qualquer

Leia mais

Basiléia. Patrimônio Líquido 6.368 5.927 5.117. Jun/09 Jun/10 Jun/11 Jun/12 Jun/13. Captações (líquidas de compulsório) 58.406 52.950 42.

Basiléia. Patrimônio Líquido 6.368 5.927 5.117. Jun/09 Jun/10 Jun/11 Jun/12 Jun/13. Captações (líquidas de compulsório) 58.406 52.950 42. Avenida Paulista, 2.100 - São Paulo - SP CNPJ 58.160.7890001-28 Se escolher navegar os mares do sistema bancário, construa seu banco como construiria seu barco: sólido para enfrentar, com segurança, qualquer

Leia mais

Divulgação dos Resultados 1T15

Divulgação dos Resultados 1T15 Divulgação dos Resultados 1T15 Sumário Resultado Itens Patrimoniais Índices Financeiros e Estruturais Guidance 2 Resultado Margem Financeira (em e %) * 1T15 / 1T14 1T15 / 4T14 1T15 / 1T14 21,1% 5,4% 21,1%

Leia mais

Divulgação de Resultados 1T15

Divulgação de Resultados 1T15 São Paulo - SP, 06 de Maio de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private equity

Leia mais

2005 Corretora em Nova York. Diversificação do portfólio. 2007 Expansão em Investment Bank, Consignado e Cartões. Estrutura acionária 3

2005 Corretora em Nova York. Diversificação do portfólio. 2007 Expansão em Investment Bank, Consignado e Cartões. Estrutura acionária 3 VISÃO GERAL - 2T5 Histórico 99 Início das operações como banco múltiplo 2002 Agência em Nassau 2005 Corretora em Nova York 2009 Início da parceria estratégica com o Banco do Brasil 205 BV Promotora (Consignado

Leia mais

Divulgação de Resultados 2014

Divulgação de Resultados 2014 São Paulo - SP, 10 de Fevereiro de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private-equity

Leia mais

Teleconferência de Resultados 4T09

Teleconferência de Resultados 4T09 Teleconferência de Resultados 4T09 Índice Comentários de Mercado Pág. 3 Qualidade da Carteira de Crédito Pág. 10 Liquidez Pág. 4 Índice de Eficiência Pág. 14 Funding e Carteira de Crédito Pág. 5 Rentabilidade

Leia mais

Divulgação de resultados 3T13

Divulgação de resultados 3T13 Brasil Brokers divulga seus resultados do 3º Trimestre do ano de 2013 Rio de Janeiro, 13 de novembro de 2013. A Brasil Brokers Participações S.A. (BM&FBovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2013 - BANCO BRADESCO SA Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2013 - BANCO BRADESCO SA Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 5 Balanço Patrimonial Passivo 9 Demonstração do Resultado 12 Demonstração do Resultado

Leia mais

Resultados 1T07 10 de maio de 2007

Resultados 1T07 10 de maio de 2007 PUBLICIDADE CAIXA CRESCEU 102% BASE DE ASSINANTES BANDA LARGA CRESCEU 32% São Paulo, O UOL (BOVESPA: UOLL4) anuncia hoje os resultados do 1T07. As demonstrações financeiras da Companhia são elaboradas

Leia mais

A Geradora Aluguel de Máquinas S.A.

A Geradora Aluguel de Máquinas S.A. Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo Passivo e patrimônio líquido Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 17.488 25.888 Fornecedores e outras obrigações 17.561 5.153 Contas a receber

Leia mais

Sumário do Resultado 2T09

Sumário do Resultado 2T09 Sumário do Resultado 1 BB lucra R$ 4,0 bilhões no 1º semestre de 2009 O Banco do Brasil registrou lucro líquido de R$ 4.014 milhões no 1S09, resultado que corresponde a retorno sobre Patrimônio Líquido

Leia mais

Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta. Novembro de 2014

Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta. Novembro de 2014 Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta Novembro de 2014 OFERTA VOLUNTÁRIA DE PERMUTA DE AÇÕES No dia 30 de outubro realizamos o leilão da oferta voluntária. A adesão dos minoritários do Santander

Leia mais

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO QUARTO TRIMESTRE DE 2013 (4T13 ) LOJAS RENNER S.A.

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO QUARTO TRIMESTRE DE 2013 (4T13 ) LOJAS RENNER S.A. LOJAS RENNER S.A. Companhia constituída em 1965 e de capital aberto desde 1967. Capital totalmente pulverizado desde 2005, com 100% de free float, sendo considerada a primeira corporação brasileira. Negociada

Leia mais

1T09 Divulgação de Resultados

1T09 Divulgação de Resultados Divulgação de Resultados Relações com Investidores: Frederico Dan Shigenawa Diretor de RI ir@tig.bm Sobre a TIG: A TIG Holding Ltd. (nova denominação da Tarpon Investment Group Ltd.) investe em companhias

Leia mais

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2015 (1T15 ) Resultados 1T15. www.lojasrenner.com.br/ri Página 0 de 9

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2015 (1T15 ) Resultados 1T15. www.lojasrenner.com.br/ri Página 0 de 9 Resultados 1T15 www.lojasrenner.com.br/ri Página 0 de 9 LOJAS RENNER S.A. Companhia constituída em 1965 e de capital aberto desde 1967. Capital totalmente pulverizado desde 2005, com 100% de free float,

Leia mais

4 trimestre de 2010. Sumário Executivo. Itaú Unibanco Holding S.A.

4 trimestre de 2010. Sumário Executivo. Itaú Unibanco Holding S.A. 4 trimestre de 2010 Sumário Executivo Apresentamos, abaixo, informações e indicadores financeiros do (Itaú Unibanco) do quarto trimestre de 2010 e do exercício findo em 31 de dezembro de 2010. (exceto

Leia mais

Banrisul Armazéns Gerais S.A.

Banrisul Armazéns Gerais S.A. Balanços patrimoniais 1 de dezembro de 2012 e 2011 Nota Nota explicativa 1/12/12 1/12/11 explicativa 1/12/12 1/12/11 Ativo Passivo Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 4 17.891 18.884 Contas

Leia mais

Apresentação Institucional do BTG Pactual. Atualizada Conforme o 2º Trimestre de 2012

Apresentação Institucional do BTG Pactual. Atualizada Conforme o 2º Trimestre de 2012 Apresentação Institucional do BTG Pactual Atualizada Conforme o 2º Trimestre de 2012 Disclaimer Esta apresentação foi elaborada pelo Banco BTG Pactual S.A. e pela BTG Pactual Participations Ltd. ( BTG

Leia mais

Especial Lucro dos Bancos

Especial Lucro dos Bancos Boletim Econômico Edição nº 90 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Especial Lucro dos Bancos 1 Tabela dos Lucros em 2014 Ano Banco Período Lucro 2 0 1 4 Itaú Unibanco

Leia mais

RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2013(1T13)

RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2013(1T13) LOJAS RENNER S.A. Companhia constituída em 1965 e de capital aberto desde 1967. Capital totalmente pulverizado desde 2005, com 100% de free float, sendo considerada a primeira corporação brasileira. Negociada

Leia mais

MBK Securitizadora S.A. Relatório sobre as demonstrações financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de constituição da Companhia) a 31 de

MBK Securitizadora S.A. Relatório sobre as demonstrações financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de constituição da Companhia) a 31 de MBK Securitizadora S.A. Relatório sobre as demonstrações financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de constituição da Companhia) a 31 de dezembro de 2012 MBK Securitizadora S.A. Demonstrações Financeiras

Leia mais

Teleconferência Resultados 3T10

Teleconferência Resultados 3T10 Teleconferência Resultados 3T10 Sexta-feira, 5 de Novembro de 2010 Horário: 14:00 (horário de Brasília) 12:00 (horário US EDT) Tel: + 55 (11) 4688-6361 Código: LASA Replay: + 55 (11) 4688-6312 Código:

Leia mais

Teleconferência de Resultados. Desempenho do 4T 2013 e de 2013. MAHLE Metal Leve S.A. 20 de março de 2014 12h00 (horário de Brasília) 1 MAHLE

Teleconferência de Resultados. Desempenho do 4T 2013 e de 2013. MAHLE Metal Leve S.A. 20 de março de 2014 12h00 (horário de Brasília) 1 MAHLE Teleconferência de Resultados Desempenho do 4T 2013 e de 2013 MAHLE Metal Leve S.A. 20 de março de 2014 12h00 (horário de Brasília) 1 Destaques 2013 Receita Líquida de Vendas de R$ 2.393,8 milhões em 2013,

Leia mais

Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre de 2009

Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre de 2009 Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre de 2009 Rio de Janeiro, 10 de março de 2010. A Brasil Brokers Participações S.A. (Bovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no mercado de intermediação

Leia mais

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS BÁSICAS

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS BÁSICAS 110 DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS BÁSICAS CAPITAL ORDINÁRIO BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO 2006 2005 Caixa e investimentos Caixa................................................. $ 276 $ 223 Investimentos Carteira

Leia mais

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 São Paulo, 25 de fevereiro de 2005 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia hoje seus

Leia mais

Release de Resultado 3T08

Release de Resultado 3T08 PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$75,0 MILHÕES OU R$0,33 POR AÇÃO NO E R$211,6 MILHÕES OU R$0,92 POR AÇÃO NO 9M08. São Paulo, 7 de Novembro de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os

Leia mais

Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006.

Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006. Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006. São Paulo, 28 de fevereiro de 2007 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia seu resultado

Leia mais

sumário executivo Itaú Unibanco Holding S.A. 3º trimestre de 2013 Análise Gerencial da Operação

sumário executivo Itaú Unibanco Holding S.A. 3º trimestre de 2013 Análise Gerencial da Operação sumário executivo 3º trimestre de 2013 (Esta página foi deixada em branco intencionalmente) 4 Apresentamos, abaixo, informações e indicadores financeiros do (Itaú Unibanco). Destaques (exceto onde indicado)

Leia mais

Gerdau S.A. e Metalúrgica Gerdau S.A. Em 31 de dezembro de 2011 e 2010

Gerdau S.A. e Metalúrgica Gerdau S.A. Em 31 de dezembro de 2011 e 2010 54 RELATÓRIO ANUAL GERDAU 2011 DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS RESUMIDAS Gerdau S.A. e Metalúrgica Gerdau S.A. Em 31 de dezembro de 2011 e 2010 GERDAU S.A. e empresas controladas BALANÇOS PATRIMONIAIS CONSOLIDADOS

Leia mais

Divulgação de Resultados do 4T10

Divulgação de Resultados do 4T10 Divulgação de Resultados do 4T10 23 de fevereiro de 2011 Aviso Importante Esse material pode conter previsões de eventos futuros.tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia,

Leia mais

Banco Caterpillar S.A. Rua Alexandre Dumas, 1711 - Edifício Birmann 11-9º andar Setor 2 - São Paulo - SP CNPJ: 02.658.435/0001-53

Banco Caterpillar S.A. Rua Alexandre Dumas, 1711 - Edifício Birmann 11-9º andar Setor 2 - São Paulo - SP CNPJ: 02.658.435/0001-53 Rua Alexandre Dumas, 1711 - Edifício Birmann 11-9º andar Setor 2 - São Paulo - SP CNPJ: 02.658.435/0001-53 Balanço Patrimonial - Conglomerado Prudencial em 30 de Junho ATIVO 2014 CIRCULANTE 1.893.224 Disponibilidades

Leia mais

Resumo da Demonstração de Resultados (em R$ milhões) Variação 3T15 3T14

Resumo da Demonstração de Resultados (em R$ milhões) Variação 3T15 3T14 BM&FBOVESPA ANUNCIA OS RESULTADOS DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2015 VALOR DE MERCADO R$20,1 bilhões (30/09/2015) AÇÕES EM CIRCULAÇÃO Média ponderada: 1.787.049.094 do período: 1.782.094.906 RATINGS Standard

Leia mais

Release de Resultado 2T14

Release de Resultado 2T14 BANCO BMG ANUNCIA SEUS RESULTADOS CONSOLIDADOS DO 2T14 São Paulo, 07 de agosto de 2014 O Banco BMG S.A. e suas controladas ( BMG ou Banco ) divulgam seus resultados consolidados referentes ao período encerrado

Leia mais

PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48

PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48 PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48 POR AÇÃO ATÉ MAIO DE 2008. São Paulo, 02 de julho de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os resultados dos 5M08. As informações

Leia mais

BTG Pactual. Administração de Fundos Junho 2012. Para informações adicionais, favor observar a página ao final desta apresentação.

BTG Pactual. Administração de Fundos Junho 2012. Para informações adicionais, favor observar a página ao final desta apresentação. BTG Pactual Administração de Fundos Junho 2012 Para informações adicionais, favor observar a página ao final desta apresentação. Visão Geral do BTG Pactual Investment Banking Corporate Lending Sales &

Leia mais

Divulgação de Resultados 2T08

Divulgação de Resultados 2T08 Divulgação de Resultados 2T08 Rio de Janeiro, 14 de agosto de 2008 A Sul América S.A. (Bovespa: SULA11) anuncia hoje os resultados do segundo trimestre de 2008 (2T08). As informações operacionais e financeiras

Leia mais

Abril Educação S.A. Informações Proforma em 30 de junho de 2011

Abril Educação S.A. Informações Proforma em 30 de junho de 2011 Abril Educação S.A. Informações Proforma em 30 de junho de 2011 RESULTADOS PRO FORMA NÃO AUDITADOS CONSOLIDADOS DA ABRIL EDUCAÇÃO As informações financeiras consolidadas pro forma não auditadas para 30

Leia mais

BUSINESS TO WORLD COMPANHIA GLOBAL DO VAREJO

BUSINESS TO WORLD COMPANHIA GLOBAL DO VAREJO BUSINESS TO WORLD COMPANHIA GLOBAL DO VAREJO Teleconferência e Webcast de Resultados Sexta-feira, 5 de novembro de 2010 Horário: 12:00 p.m. (Brasil) 10:00 a.m. (US EDT) Telefone: +55 (11) 4688.6361 Código:

Leia mais

BTG Pactual. Administração de Fundos Agosto 2012. Para informações adicionais, favor observar a página ao final desta apresentação.

BTG Pactual. Administração de Fundos Agosto 2012. Para informações adicionais, favor observar a página ao final desta apresentação. BTG Pactual Administração de Fundos Agosto 2012 Para informações adicionais, favor observar a página ao final desta apresentação. Histórico do BTG Pactual 2012 Aquisição da Celfin Capital no Chile 1983-86

Leia mais

www.panamericano.com.br

www.panamericano.com.br www.panamericano.com.br Agenda Principais dados do Banco Histórico Divulgação das Demonstrações Financeiras Resultado e Balanço Providências e Perspectivas 2 Agenda Principais dados do Banco 3 Composição

Leia mais

Destaques do Período. Crescimento de dois dígitos em Reservas Confirmadas e Embarcadas, EBITDA e Lucro Líquido Ajustado no 2T15

Destaques do Período. Crescimento de dois dígitos em Reservas Confirmadas e Embarcadas, EBITDA e Lucro Líquido Ajustado no 2T15 Santo André, 05 de Agosto de 2015: CVC Brasil Operadora e Agência de Viagens S.A. (BM&FBOVESPA: CVCB3), maior operadora de turismo das Américas, informa aos seus acionistas e demais participantes do mercado

Leia mais

Divulgação de Resultados 3T15

Divulgação de Resultados 3T15 São Paulo - SP, 4 de Novembro de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private equity

Leia mais

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2013 e 2012

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2013 e 2012 Ourinvest Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2013 e 2012 KPDS 82388 Ourinvest Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A. Demonstrações

Leia mais

Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010

Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010 Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010 Rio de Janeiro, 16 de agosto de 2010. A Brasil Brokers Participações S.A. (BM&FBovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no mercado de

Leia mais

Release de Resultados do 1T10

Release de Resultados do 1T10 Release de Resultados do 1T10 Fale com R.I Relações com Investidores Tel: (11) 3366-5323 / 3366-5378 www.portoseguro.com.br, gri@portoseguro.com.br Porto Seguro S.A. Alameda Ribeiro da Silva, 275 1º andar

Leia mais

Teleconferência Resultados 1T10

Teleconferência Resultados 1T10 Teleconferência Resultados 1T10 18 de maio de 2010 Visão Geral da Administração Venda da estrutura de Varejo + Foco no segmento de crédito a Empresas Transferência das atividades de originação e crédito

Leia mais

ABCD. Banco Nossa Caixa S.A. Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil

ABCD. Banco Nossa Caixa S.A. Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil ABCD Banco Nossa Caixa S.A. Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil ABCD KPMG Auditores Independentes R. Dr. Renato Paes de Barros, 33 04530-904 - São Paulo, SP - Brasil Caixa Postal 2467 01060-970

Leia mais

DFC Demonstração dos Fluxos de Caixa. Professor: Eduardo José Zanoteli, M.Sc.

DFC Demonstração dos Fluxos de Caixa. Professor: Eduardo José Zanoteli, M.Sc. DFC Demonstração dos Fluxos de Caixa Demonstração dos Fluxos de Caixa - DFC Regime de Caixa Regime de Competência X DFC: Objetivo/finalidade Permitir que investidores, credores e outros usuários avaliem:

Leia mais

Relatório Analítico 27 de março de 2012

Relatório Analítico 27 de março de 2012 VENDA Código de Negociação Bovespa TGM A3 Segmento de Atuação Principal Logística Categoria segundo a Liquidez 2 Linha Valor de M ercado por Ação (R$) 29,51 Valor Econômico por Ação (R$) 32,85 Potencial

Leia mais

ANEND AUDITORES INDEPENDENTES S/C

ANEND AUDITORES INDEPENDENTES S/C A DD. DIRETORIA DO SOLIDÁRIA - CRESOL BASER Rua Nossa Senhora da Glória, 52ª - Cango Francisco Beltão - PR CNPJ: 01.401.771/0001-53 Balanço Patrimonial e Demonstração de Sobras ou Perdas consolidadas do

Leia mais

RESULTADOS BRASIL BROKERS

RESULTADOS BRASIL BROKERS RESULTADOS BRASIL BROKERS 3º Trimestre 2010 Esta apresentação não constitui uma oferta, convite ou pedido de qualquer forma, para a subscrição ou compra de ações ou qualquer outro instrumento financeiro,

Leia mais

Raízen Combustíveis S.A.

Raízen Combustíveis S.A. Balanço patrimonial consolidado e condensado (Em milhares de reais, exceto quando indicado de outra forma) Ativo 30.06.2014 31.03.2014 Passivo 30.06.2014 31.03.2014 Circulante Circulante Caixa e equivalentes

Leia mais

Relatório sobre as demonstrações financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de constituição da Companhia) a 31 de dezembro de 2012

Relatório sobre as demonstrações financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de constituição da Companhia) a 31 de dezembro de 2012 Relatório sobre as demonstrações financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de constituição da Companhia) a 31 de dezembro de 2012 Demonstrações Financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de

Leia mais

4T07 Divulgação de Resultados

4T07 Divulgação de Resultados Divulgação de Resultados Teleconferência em inglês 04 de Março de 2008 11:00 (BRT) 13:00 (USA EST) Tel: +1 (973) 935 8893 Código: 35688265 Replay: +1 (706) 645 9291 Código: 35688265 Webcast ao vivo pela

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T14 8 de maio de 2014

Teleconferência de Resultados 1T14 8 de maio de 2014 Teleconferência de Resultados 8 de maio de 2014 Destaques do Expressivo crescimento em vendas mesmas lojas (25,4%) com rentabilidade Crescimento da receita líquida total: 28,5% versus 1T13 R$2,3 bilhões

Leia mais

Apresentação 4T11 & 2011. Abril, 2012

Apresentação 4T11 & 2011. Abril, 2012 Apresentação Resultados 4T11 & 2011 Abril, 2012 Destaques & Eventos Recentes Balanço do ano de 2011 Processo de integração da Agre: SAP; Revisão orçamentária; Processo contábil de combinação de negócios

Leia mais

CONTABILIDADE SOCIETÁRIA AVANÇADA Revisão Geral BR-GAAP. PROF. Ms. EDUARDO RAMOS. Mestre em Ciências Contábeis FAF/UERJ SUMÁRIO

CONTABILIDADE SOCIETÁRIA AVANÇADA Revisão Geral BR-GAAP. PROF. Ms. EDUARDO RAMOS. Mestre em Ciências Contábeis FAF/UERJ SUMÁRIO CONTABILIDADE SOCIETÁRIA AVANÇADA Revisão Geral BR-GAAP PROF. Ms. EDUARDO RAMOS Mestre em Ciências Contábeis FAF/UERJ SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 2. PRINCÍPIOS CONTÁBEIS E ESTRUTURA CONCEITUAL 3. O CICLO CONTÁBIL

Leia mais

A companhia permanece com o objetivo de investir seus recursos na participação do capital de outras sociedades.

A companhia permanece com o objetivo de investir seus recursos na participação do capital de outras sociedades. RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Senhores Acionistas, Apresentamos as Demonstrações Financeiras da Mehir Holdings S.A. referente ao exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2004 e as respectivas Notas

Leia mais

Lucro Líquido Ajustado do BB atinge R$ 2,7 bilhões no 1T13

Lucro Líquido Ajustado do BB atinge R$ 2,7 bilhões no 1T13 Sumário do Resultado Resultado Lucro Líquido Ajustado do BB atinge R$ 2,7 bilhões no O Banco do Brasil apresentou lucro líquido ajustado, sem itens extraordinários, de R$ 2,7 bilhões no trimestre, desempenho

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2012 - COMPANHIA DE BEBIDAS DAS AMÉRICAS-AMBEV Versão : 1. Composição do Capital 1

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2012 - COMPANHIA DE BEBIDAS DAS AMÉRICAS-AMBEV Versão : 1. Composição do Capital 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 4 Balanço Patrimonial Passivo 6 Demonstração do Resultado 9 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Apresentação de Resultados 2T11

Apresentação de Resultados 2T11 Apresentação de Resultados 2T11 Aviso Legal Aviso Legal Encontra-se em curso a distribuição pública inicial primária e secundária de certificados de depósitos de ações ( Units ) de emissão da Abril Educação

Leia mais

Ilmos. Senhores - Diretores e Acionistas da LINK S/A CORRETORA DE CÂMBIO, TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS

Ilmos. Senhores - Diretores e Acionistas da LINK S/A CORRETORA DE CÂMBIO, TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS A-PDF MERGER DEMO PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES São Paulo,04 de agosto de 2006. Ilmos. Senhores - es e Acionistas da LINK S/A CORRETORA DE CÂMBIO, TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS 1. Examinamos os balanços

Leia mais

Earnings Release 1T15

Earnings Release 1T15 Santo André, 05 de maio de 2015: A CVC Brasil Operadora e Agência de Viagens S.A. (BM&FBOVESPA: CVCB3), maior operadora de turismo das Américas, informa aos seus acionistas e demais participantes do mercado

Leia mais

Brito Amoedo Imobiliária S/A. Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes

Brito Amoedo Imobiliária S/A. Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes Brito Amoedo Imobiliária S/A Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes Em 30 de Junho de 2007 e em 31 de Dezembro de 2006, 2005 e 2004 Parecer dos auditores independentes

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2012 - BPMB I Participações S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2012 - BPMB I Participações S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

F.Q.S. DI - Fundo de Aplicação em Quotas de Fundos de Investimento Financeiro (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Demonstrações financeiras em 31 de

F.Q.S. DI - Fundo de Aplicação em Quotas de Fundos de Investimento Financeiro (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Demonstrações financeiras em 31 de F.Q.S. DI - Fundo de Aplicação em Quotas de Fundos de Investimento Financeiro Demonstrações financeiras em 31 de março de 2004 e de 2003 e parecer dos auditores independentes Parecer dos auditores independentes

Leia mais

Earnings Release 4T14

Earnings Release 4T14 Santo André, 05 de fevereiro de 2015: A CVC Brasil Operadora e Agência de Viagens S.A. (BM&FBOVESPA: CVCB3), maior operadora de turismo da América Latina, informa aos seus acionistas e demais participantes

Leia mais

Apresentação de Resultados

Apresentação de Resultados Apresentação 3T08 Apresentação de Resultados José Carlos Aguilera (Diretor Presidente e de RI) Eduardo de Come (Diretor Financeiro) Marcos Leite (Gerente de RI) Destaques do Período Contexto de crise no

Leia mais

BICBANCO STOCK INDEX AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO EM TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS

BICBANCO STOCK INDEX AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO EM TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS BICBANCO STOCK INDEX AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO EM TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS (Administrado pelo Banco Industrial e Comercial S.A.) DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS REFERENTES AO EXERCÍCIO FINDO EM 30 DE SETEMBRO

Leia mais

Safra Fundo Mútuo de Privatização FGTS Vale do Rio Doce (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Demonstrações Financeiras em 31 de março de 2004 e em 30

Safra Fundo Mútuo de Privatização FGTS Vale do Rio Doce (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Demonstrações Financeiras em 31 de março de 2004 e em 30 Safra Fundo Mútuo de Privatização FGTS Vale do Rio Doce Demonstrações Financeiras em 31 de março de 2004 e em 30 de setembro de 2003 e parecer dos auditores independentes Parecer dos auditores independentes

Leia mais

DILLON S.A. DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS. CNPJ -33.851.064/0001-55

DILLON S.A. DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS. CNPJ -33.851.064/0001-55 DILLON S.A. DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS. BALANÇO PATRIMONIAL FINDO EM 31/12/2011 E 2010 EM R$ Mil A T I V O 31/12/2011 31/12/2010 ATIVO CIRCULANTE 2.888 3.606 DISPONIBILIDADE 1.105 1.213

Leia mais

BANCO INDUSTRIAL DO BRASIL S.A.

BANCO INDUSTRIAL DO BRASIL S.A. BI Monitoramento de Rating A LFRating comunica ao Banco Industrial S.A. e ao mercado que, em reunião de Comitê realizada no dia 6 de agosto de 2008, foi confirmada a nota A+ atribuída ao referido banco

Leia mais

2ª edição Ampliada e Revisada. Capítulo 10 Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos

2ª edição Ampliada e Revisada. Capítulo 10 Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos 2ª edição Ampliada e Revisada Capítulo Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos Tópicos do Estudo Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos (Doar). Uma primeira tentativa de estruturar

Leia mais

AGENTE E ESCRIVÃO DA POLÍCIA FEDERAL Disciplina: Contabilidade Prof.: Adelino Data: 07/12/2008

AGENTE E ESCRIVÃO DA POLÍCIA FEDERAL Disciplina: Contabilidade Prof.: Adelino Data: 07/12/2008 Alterações da Lei 6404/76 Lei 11638 de 28 de dezembro de 2007 Lei 11638/07 que altera a Lei 6404/76 Art. 1o Os arts. 176 a 179, 181 a 184, 187, 188, 197, 199, 226 e 248 da Lei no 6.404, de 15 de dezembro

Leia mais

3T14 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas

3T14 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas resultados 3T14 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas Índice Análise Gerencial da Operação 3 Sumário Executivo 5 Análise do Resultado 15 Margem Financeira Gerencial 16 Receitas

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 998, DE 21 DE MAIO DE 2004

RESOLUÇÃO Nº 998, DE 21 DE MAIO DE 2004 CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE RESOLUÇÃO Nº 998, DE 21 DE MAIO DE 2004 Aprova a NBC T 19.2 - Tributos sobre Lucros. O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais,

Leia mais

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas)

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas) TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas) Para maiores informações, contatar: Daniel de Andrade Gomes TELEFÔNICA

Leia mais

Apresentação de Resultados 1T14

Apresentação de Resultados 1T14 Apresentação de Resultados 1T14 15 de Maio de 2014 Destaques do 1T14 O aluguel nas mesmas lojas (SSR) continuou a reportar crescimento de dois dígitos no 1T14, aumento de 10,1% comparado ao 1T13 As vendas

Leia mais

RESUMO DO RELATÓRIO DO COMITÊ DE AUDITORIA

RESUMO DO RELATÓRIO DO COMITÊ DE AUDITORIA RESUMO DO RELATÓRIO DO COMITÊ DE AUDITORIA 1- INTRODUÇÃO O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social, por meio do Decreto nº 5.212, de 22 de setembro de 2004, teve o seu Estatuto Social alterado

Leia mais

Resultados 2005 Resultados 2005

Resultados 2005 Resultados 2005 Resultados 2005 Resultados 2005 Resultados 1T06 Bovespa: RSID3 NYSE (ADR): RSR2Y Receita Líquida alcança R$ 85,2 milhões VGV totaliza R$ 94,3 milhões Vendas contratadas crescem 63% São Paulo, 11 de maio

Leia mais

Resultados do 1T08. 14 de maio de 2008

Resultados do 1T08. 14 de maio de 2008 Resultados do 1T08 14 de maio de 2008 Destaques do Trimestre Desenvolvimento dos Negócios Início dos desembolsos das operações de FINAME e BNDES Automático Bim Promotora de Vendas fase piloto das operações

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 Americana SP, 23 de março de 2005 A VIVAX S.A. (Bovespa: VVAX11), ou Companhia, segunda maior operadora de TV a Cabo do Brasil, em número de assinantes, e uma das principais

Leia mais

BRASIL BROKERS. Reunião Anual com Investidores APIMEC-Rio 2009

BRASIL BROKERS. Reunião Anual com Investidores APIMEC-Rio 2009 BRASIL BROKERS Reunião Anual com Investidores APIMEC-Rio 2009 2009 Brasil 2009 Brokers Brasil Todos Brokers os Direitos Todos os Reservados Direitos Reservados Esta apresentação não constitui uma oferta,

Leia mais

Discussão dos Resultados 1T10. 07 de Maio de 2010

Discussão dos Resultados 1T10. 07 de Maio de 2010 Discussão dos Resultados 1T10 07 de Maio de 2010 0 Aviso Esta apresentação poderá conter certas projeções e tendências que não são resultados financeiros realizados, nem informação histórica. Estas projeções

Leia mais

RESULTADOS DO 1T11. Destaques do Resultado

RESULTADOS DO 1T11. Destaques do Resultado RESULTADOS DO 1T11 CAPTAÇÃO RECORDE com mais de 73 mil novos alunos (24% acima do 1T10) Aumento de 21% no EBITDA, que totalizou R$48 milhões, e ganho de 1,9 p.p. na Margem, que atingiu 17,4% no 1T11 Rio

Leia mais

Apresentação de Resultados 4T13

Apresentação de Resultados 4T13 Apresentação de Resultados 4T13 27 de Fevereiro de 2014 Destaques de 2013 O lucro líquido foi de R$ 74,6 milhões no 4T13, aumento de 165% sobre 4T12. Em 2013, o lucro líquido totalizou R$ 226,0 milhões,

Leia mais

DOAR DEMONSTRAÇÃO DAS ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS UMA REVISÃO DOS CONCEITOS MAIO / 2007. Autor - Manoel Moraes Jr

DOAR DEMONSTRAÇÃO DAS ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS UMA REVISÃO DOS CONCEITOS MAIO / 2007. Autor - Manoel Moraes Jr DOAR DEMONSTRAÇÃO DAS ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS UMA REVISÃO DOS CONCEITOS MAIO / 2007 Autor - Manoel Moraes Jr OBJETIVOS DA DOAR Apresentar de forma ordenada e sumariada as informações relativas

Leia mais

RELATÓRIO DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES RESULTADOS 1T10 156.512.000,00

RELATÓRIO DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES RESULTADOS 1T10 156.512.000,00 RELATÓRIO DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES RESULTADOS 156.512.000,00 Resultados do RESULTADOS São Paulo, 14 de maio de 2010 A BRADESPAR [BM&FBOVESPA: BRAP3 (ON), BRAP4 (PN); LATIBEX: XBRPO (ON), XBRPP (PN)]

Leia mais

Destaques Operacionais. Desempenho Financeiro

Destaques Operacionais. Desempenho Financeiro Press Release Destaques Operacionais O Banrisul apresentou, nos nove meses de 2011, trajetória ascendente de crescimento no crédito. Os indicadores de inadimplência e de qualidade da carteira mantiveram-se

Leia mais

CONVERSAO DE DEMONSTRACOES CONTABEIS EM MOEDA. ESTRAGEIRA: FASB nº 8 e FASB nº 52

CONVERSAO DE DEMONSTRACOES CONTABEIS EM MOEDA. ESTRAGEIRA: FASB nº 8 e FASB nº 52 CONVERSAO DE DEMONSTRACOES CONTABEIS EM MOEDA Evolução das Normas de Contabilidade aplicadas no EUA Critérios Contábeis brasileiros e americanos (USGAAP) Objetivos da conversão de demonstrações contábeis

Leia mais