Senhores Acionistas: FATURAMENTO CRESCE 47% E SUPERA A MARCA DOS R$ 4 BILHÕES

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Senhores Acionistas: FATURAMENTO CRESCE 47% E SUPERA A MARCA DOS R$ 4 BILHÕES"

Transcrição

1 Senhores Acionistas: Após sofrer o impacto causado pela desvalorização da moeda brasileira no início de 1999, a economia do País, de um modo geral, mostrou resultados bastante positivos no encerramento do ano: a inflação parece estar sob controle, o PIB apresentou um pequeno crescimento e o setor público atingiu superávit primário. As taxas de juros, que no início daquele período estavam bem acima dos níveis normais, retornaram a patamares anteriores à crise, e o câmbio, após superar os R$ 2,00 em fevereiro, recuou, fechando o ano em R$ 1,789. Para a Gerdau, o ano de 1999 foi marcado por grandes mudanças e realizações. Mesmo diante de todas as dificuldades e incertezas, o Grupo apresentou um crescimento significativo em relação ao ano anterior e realizou importantes investimentos e aquisições. Exemplo disto são a compra da siderúrgica norte-americana AmeriSteel, que reforçou a presença internacional da Gerdau, e a injeção de capital na Açominas, que possibilitou a presença mais direta na administração dessa empresa. Em função de tais investimentos, as demonstrações financeiras do exercício passado consolidam as participações na Açominas (36,6%) e na Sipar (33%), empresa da Gerdau na Argentina, além dos resultados da AmeriSteel (100% referentes apenas ao último trimestre de 1999). Os índices de crescimento e as grandes variações encontradas na análise comparativa dos exercícios de 1999 com 1998 apresentadas a seguir, devem-se, em grande parte, à consolidação proporcional dessas empresas nas contas da Gerdau. FATURAMENTO CRESCE 47% E SUPERA A MARCA DOS R$ 4 BILHÕES O maior volume de vendas, combinado com o câmbio favorável nas receitas do exterior, o melhor mix de produtos e a consolidação de novas empresas resultaram em um crescimento de 47,2% no faturamento deste ano, que atingiu R$ 4 bilhões. Deste montante, R$ 3 bilhões são provenientes dos negócios da Gerdau no Brasil e R$ 1 bilhão das operações no exterior. O lucro líquido consolidado de R$ 360,1 milhões alcançado em 1999 foi 75% superior ao de 1998, estabelecendo um novo recorde anual. Esse resultado deve-se, principalmente, ao crescimento da receita de vendas e à melhoria das margens de comercialização. A margem bruta passou de 29,73%, em 1998, para 32,64%, em O lucro antes das despesas financeiras, impostos, equivalência patrimonial, depreciação e amortizações (EBITDA) alcançou R$ 835,4 milhões em 1999, um aumento de 85,8%. A margem EBITDA atingiu 25,24%, contra 20,65% no ano anterior. A geração líquida de caixa da atividade operacional em 1999, em termos consolidados, foi de R$ 523,1 milhões, superando em 17,7% a do ano de 1998, e representou 15,80% da receita líquida de vendas.

2 PRODUÇÃO DE AÇO BRUTO ATINGE 5,1 MILHÕES DE TONELADAS Os volumes produzidos pelas empresas Gerdau no ano que se encerrou atingiram novos patamares, superando a marca dos 5 milhões de toneladas, um acréscimo de 38,4% sobre Nas unidades brasileiras foram produzidas 3,9 milhões de toneladas de aço bruto, 76,5% do total e 30,3% mais que no ano anterior. Nas empresas Gerdau no exterior, os volumes alcançaram 1,2 milhão de toneladas em 1999, contra 687 mil em Na linha de laminados, a produção superou em 25,7% a de 1998, totalizando 4,3 milhões de toneladas. Nas usinas do exterior foram produzidas 1,2 milhão de toneladas, um crescimento de 79,9%. No Brasil, a produção de 3,1 milhões de toneladas foi 13% maior que a de 1998 e representou 72,8% do total produzido no período. As vendas das empresas Gerdau no Brasil, em 1999, foram de 3,9 milhões de toneladas, 38,9% a mais que em 1998, o que se deve, em parte, aos maiores investimentos realizados em obras de infra-estrutura (energia elétrica, telefonia, estradas, etc.) e na instalação de novas fábricas no País. Desse volume, 744 mil toneladas foram exportadas (+202%), gerando uma receita de US$ 164 milhões. Nas operações da Gerdau no exterior, a comercialização de produtos siderúrgicos atingiu 1,2 milhão de toneladas, superando em 58,4% a do ano anterior. Em termos consolidados, as vendas alcançaram 5,1 milhões de toneladas, ou seja, 33,7% superiores às de GERDAU INVESTE US$ 703 MILHÕES NO BRASIL E NO EXTERIOR No exercício de 1999, os investimentos para aumento de capacidade de produção, em melhorias e em atualizações tecnológicas, bem como para o desenvolvimento de novos produtos, totalizaram US$ 314,1 milhões, dos quais US$ 250,5 milhões nas unidades no Brasil e US$ 63,6 milhões nas empresas no exterior. Dentre os investimentos realizados, alguns dos quais iniciados ainda em 1998, podem ser destacados a construção do laminador de perfis médios na Gerdau Cosigua, no Rio de Janeiro, a fábrica de telas, em Pernambuco, a nova unidade da Armafer, também em Pernambuco, e a construção da nova usina siderúrgica da Gerdau Aza, no Chile. Além dos investimentos acima citados, cabe mencionar, ainda, a participação da Gerdau no processo de capitalização da Açominas, ocorrido em setembro/outubro de Com isso, a participação da Gerdau no capital social dessa empresa passou de 21,83% para 36,63%, o que também possibilitou uma presença mais ativa na sua administração. Outro investimento importante no período foi a aquisição da siderúrgica norte-americana AmeriSteel por US$ 262 milhões, que marca, assim, a presença da Gerdau com unidades industriais nos Estados Unidos. Em conseqüência dos investimentos realizados em 1999, a dívida líquida (endividamento financeiro menos aplicações) passou de US$ 590,9 milhões, em 1998, para US$ 1,3 bilhão, no final de Apesar disso, a relação dessa dívida com a capitalização total (patrimônio líquido mais dívida líquida), situada em 50,9%, representa um índice compatível para os padrões internacionais.

3 ATUAÇÃO MARCANTE NO MERCADO DE CAPITAIS O ano de 1999 foi marcado por importantes eventos e conquistas das empresas Gerdau no mercado de capitais brasileiro e internacional: Dia 10 de março, a Gerdau S.A. obteve o registro para negociação de suas ações, por intermédio do instrumento denominado American Depositary Receipt ADR, nível II, na Bolsa de Nova Iorque (NYSE). Desde então as suas ações têm presença constante nos pregões dessa Bolsa. Até 31 de dezembro, sob o código GGB, haviam sido negociados ADRs. Em maio, foram realizadas seis reuniões ABAMECs nas regionais de Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte e Fortaleza. Também em maio, a Gerdau foi eleita, pelos associados das ABAMECs, para receber o Prêmio ABAMEC em cinco das seis regionais, além do Prêmio NACIONAL, na categoria de Melhor Companhia Aberta do ano de 1998, por sua transparência, qualidade das informações e freqüência de contatos com o mercado. Em agosto, foram pagos juros sobre o capital próprio, em substituição aos dividendos, relativos ao primeiro semestre. Dia 16 de novembro, a Gerdau realizou uma reunião ABAMEC NACIONAL em São Paulo. Também em novembro, a Gerdau foi escolhida, pela ABAMEC-SP, para receber o Prêmio Qualidade, por ter sido a empresa que fez a melhor apresentação aos seus associados no ano de Dia 27 de dezembro, foi aprovado o pagamento de juros sobre o capital próprio, em substituição aos dividendos, relativos ao segundo semestre de Estes juros serão pagos em 29 de fevereiro de Tal como no Brasil, foram realizadas diversas apresentações no exterior. A Gerdau fez-se presente em três ocasiões nos Estados Unidos e uma na Europa. Vale lembrar que a cada apresentação seguiram-se entrevistas individuais, o que demonstra o interesse que os investidores estrangeiros têm pela Empresa. As negociações com ações das empresas Gerdau nas principais bolsas de valores do País movimentaram recursos da ordem de R$ 679,4 milhões, uma elevação de 229,8% no volume. Na Gerdau S.A., foram negociados 17,8 bilhões de títulos em negócios, apresentando um crescimento de 148,2% e de 106,8%, respectivamente, em relação a Essas transações movimentaram recursos da ordem de R$ 515,9 milhões. Na Metalúrgica Gerdau S.A., a quantidade de ações negociadas cresceu 17,2%, atingindo 3,3 bilhões de títulos em Foram realizados negócios, que movimentaram R$ 163,6 milhões. A ADMINISTRAÇÃO

4 Fluxo de Caixa Consolidado Janeiro a dezembro Consolidated Cash Flow January to December Metalúrgica Gerdau S.A. Gerdau S.A Lucro líquido do período Net income Imposto de renda e contribuição social Income tax and social contribution Depreciações e amortizações Depreciation and amortization Juros e variações monetárias não-caixa Interest and non-cash monetary variations Variação do capital de giro Working capital variarion ( ) (32.293) ( ) (37.995) Geração líquida da atividade operacional Net operational cash generation Aquisição / alienação de imobilizado Permanent assets purchases / disposals ( ) ( ) ( ) ( ) Aquisição de diferido Deferred charges (1.889) (2.604) (1.889) (2.604) Aquisição / alienação de investimentos Investments purchases / disposals ( ) (52.512) ( ) (50.832) Aplicação de caixa em investimentos Funds used for investments ( ) ( ) ( ) ( ) Financiamento do capital de giro Working capital financing Aportes de recursos de longo prazo Long term debt increase Amortização de financiamentos de longo prazo Long term debt repayment ( ) ( ) ( ) ( ) Ações em tesouraria Shares withheld (892) (602) Pagamento de dividendos/juros e participações Dividend/Interest and statutory participation payment (75.663) (68.478) (69.440) (59.964) Caixa líquido da atividade financeira Net funds from financial activities Variação no saldo do caixa Cash balance variation Saldo de caixa / Cash balance No início do período / At the begining of the period No início do período de empresas consol. no período At the beginning of the period for companies being consolidated No final do período / At the end of the period

5 METALÚRGICA GERDAU S.A. Demonstrações contábeis resumidas Financial statements summary CONSOLIDADO EMPRESA CONSOLIDATED COMPANY BALANÇO PATRIMONIAL / BALANCE SHEET 31/12/99 31/12/98 31/12/99 31/12/98 ATIVO / ASSETS CIRCULANTE / CURRENT ASSETS REALIZÁVEL A LONGO PRAZO / LONG-TERM RECEIVABLES PERMANENTE / PERMANENT ASSETS INVESTIMENTOS / INVESTMENTS IMOBILIZADO / FIXED ASSETS TOTAL DO ATIVO PERMANENTE / TOTAL PERMANENT ASSETS TOTAL DO ATIVO / TOTAL ASSETS PASSIVO / LIABILITIES CIRCULANTE / CURRENT LIABILITIES EXIGÍVEL A LONGO PRAZO / LONG-TERM LIABILITIES PATRIMÔNIO LÍQUIDO / SHAREHOLDERS EQUITY CAPITAL SOCIAL / CAPITAL STOCK RESERVAS/LUCROS ACUMULADOS CAPITAL RESERVES/RETAINED EARNINGS TOTAL DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO TOTAL SHAREHOLDERS EQUITY TOTAL DO PASSIVO TOTAL LIABILITIES AND SHAREHOLDERS EQUITY DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO Janeiro a dezembro / January to December STATEMENT OF INCOME RECEITA BRUTA DE VENDAS / GROSS SALES REVENUE IMPOSTOS SOBRE VENDAS / TAXES ON SALES ( ) ( ) - - FRETES E DESCONTOS / FREIGHT AND DISCOUNT ( ) ( ) - - Receita líquida de vendas / Net sales revenue CUSTO DAS VENDAS / COST OF SALES ( ) ( ) - - Lucro bruto / Gross profit DESPESAS COM VENDAS / SELLING EXPENSES ( ) ( ) - - DESPESAS FINANCEIRAS / FINANCIAL EXPENSES ( ) ( ) (12.334) (57.734) RECEITAS FINANCEIRAS / FINANCIAL REVENUE DESPESAS GERAIS E ADMINISTRATIVAS GENERAL AND ADMINISTRATIVE EXPENSES ( ) ( ) (7.676) (3.769) RESULTADO DA EQUIV. PATRIMONIAL / EQUITY PICK-UP OUTRAS DESPESAS/RECEITAS OPERACIONAIS OTHER OPERATING EXPENSES/REVENUE Lucro operacional / Operating profit DESPESAS/RECEITAS NÃO -OPERACIONAIS NON -OPERATING EXPENSES/REVENUE (19.226) (6.957) PARTICIPAÇÕES ESTATUTÁRIAS / STATUTORY PARTICIPATION (6.847) (5.981) (1.981) (1.431) Lucro antes de impostos Profit before income tax and social contribution IMPOSTO DE RENDA E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL INCOME TAX AND SOCIAL CONTRIBUTION (29.288) (50.188) Lucro líquido do período / Net profit for the period Lucro por lote de mil ações / Earnings per lot of one thousand shares - R$ ,89 11,84 Valor patrimonial por lote de mil ações Equity value per lot of one thousand shares - R$ ,89 85,77 NÚMERO DE AÇÕES EMITIDAS (milhões) SHARES OUTSTANDING (million) Nas demonstrações consolidadas de 1999 passaram a ser incluídas as seguintes empresas: AmeriSteel (100% - último trimestre), Açominas (36,63%) e Sipar (33%).

6 GERDAU S.A. Demonstrações contábeis resumidas Financial statements summary CONSOLIDADO EMPRESA CONSOLIDATED COMPANY BALANÇO PATRIMONIAL / BALANCE SHEET 31/12/99 31/12/98 31/12/99 31/12/98 ATIVO / ASSETS CIRCULANTE / CURRENT ASSETS REALIZÁVEL A LONGO PRAZO / LONG-TERM RECEIVABLES PERMANENTE / PERMANENT ASSETS INVESTIMENTOS / INVESTMENTS IMOBILIZADO / FIXED ASSETS TOTAL DO ATIVO PERMANENTE / TOTAL PERMANENT ASSETS TOTAL DO ATIVO / TOTAL ASSETS PASSIVO / LIABILITIES CIRCULANTE / CURRENT LIABILITIES EXIGÍVEL A LONGO PRAZO / LONG-TERM LIABILITIES PATRIMÔNIO LÍQUIDO / SHAREHOLDERS EQUITY CAPITAL SOCIAL / CAPITAL S TOCK RESERVAS/LUCROS ACUMULADOS CAPITAL RESERVES/RETAINED EARNINGS TOTAL DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO TOTAL SHAREHOLDERS EQUITY TOTAL DO PASSIVO TOTAL LIABILITIES AND SHAREHOLDERS EQUITY DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO Janeiro a dezembro / January to December STATEMENT OF INCOME RECEITA BRUTA DE VENDAS / GROSS SALES REVENUE IMPOSTOS SOBRE VENDAS / TAXES ON SALES ( ) ( ) ( ) ( ) FRETES E DESCONTOS / FREIGHT AND DISCOUNT ( ) ( ) (89.069) (91.612) Receita líquida de vendas / Net sales revenue CUSTO DAS VENDAS / COST OF SALES ( ) ( ) ( ) ( ) Lucro bruto / Gross profit DESPESAS COM VENDAS / SELLING EXPENSES ( ) ( ) ( ) (99.941) DESPESAS FINANCEIRAS / FINANCIAL EXPENSES ( ) ( ) ( ) ( ) RECEITAS FINANCEIRAS / FINANCIAL REVENUE DESPESAS GERAIS E ADMINISTRATIVAS GENERAL AND ADMINISTRATIVE EXPENSES ( ) ( ) ( ) ( ) RESULTADO DA EQUIV. PATRIMONIAL / EQUITY PICK-UP OUTRAS DESPESAS/RECEITAS OPERACIONAIS OTHER OPERATING EXPENSES/REVENUE Lucro operacional / Operating profit DESPESAS/RECEITAS NÃO -OPERACIONAIS NON -OPERATING EXPENSES/REVENUE (11.669) (5.922) PARTICIPAÇÕES ESTATUTÁRIAS / STATUTORY PARTICIPATION (4.866) (4.549) (4.866) (4.549) Lucro antes de impostos Profit before income tax and social contribution IMPOSTO DE RENDA E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL INCOME TAX AND SOCIAL CONTRIBUTION (37.786) (48.990) (6.485) (29.673) Lucro líquido do período / Net profit for the period Lucro por lote de mil ações / Earnings per lot of one thousand shares - R$ - - 6,22 3,37 Valor patrimonial por lote de mil ações Equity value per lot of one thousand shares - R$ ,36 32,07 NÚMERO DE AÇÕES EMITIDAS (milhões) SHARES OUTSTANDING (million) Nas demonstrações consolidadas de 1999 passaram a ser incluídas as seguintes empresas: AmeriSteel (100% - último trimestre), Açominas (36,63%) e Sipar (33%).

7 Tendo em vista a consolidação, em 1999, das participações na Açominas (36,6%) e na Sipar (33%), além dos resultados da AmeriSteel (100% referentes apenas ao último trimestre), estamos apresentando, a seguir, a Demonstração de Resultados ajustada para cada trimestre deste ano. GERDAU S.A. Consolidado / Consolidated Demonstração de Resultados Pro Forma / Combined Income Statement DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO 1 º Trim.99 2 º Trim.99 3 º Trim.99 4 º Trim.99 Exerc. 99 INCOME STATEMENT 1Q99 2Q99 3Q99 4Q99 FY99 RECEITA BRUTA DE VENDAS GROSS SALES REVENUE IMPOSTOS SOBRE VENDAS TAXES ON SALES ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) FRETES E DESCONTOS FREIGHT AND DISCOUNT (35.980) (34.248) (38.608) (38.455) ( ) Receita líquida de vendas Net sales revenue CUSTO DAS VENDAS COST OF SALES ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) Lucro bruto Gross profit DESPESAS COM VENDAS SELLING EXPENSES (31.872) (32.592) (35.616) (52.581) ( ) DESPESAS FINANCEIRAS FINANCIAL EXPENSES ( ) (73.959) ( ) (35.491) ( ) RECEITAS FINANCEIRAS FINANCIAL REVENUE DESPESAS GERAIS E ADMINISTRATIVAS GENERAL AND ADMINISTRATIVE EXPENSES (62.726) (63.159) (77.021) (87.430) ( ) RESULTADO DA EQUIV. PATRIMONIAL EQUITY PICK-UP (50.738) OUTRAS DESPESAS/RECEITAS OPERACIONAIS OTHER OPERATING EXPENSES/REVENUE Lucro operacional Operating profit DESPESAS/RECEITAS NÃO -OPERACIONAIS NON -OPERATING EXPENSES/REVENUE (2.459) (1.195) (334) (7.681) (11.669) IMPOSTO DE RENDA E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL INCOME TAX AND SOCIAL CONTRIBUTION (36.293) (46.419) (37.786) PARTICIPAÇÕES ESTATUTÁRIAS STATUTORY PARTICIPATION 0 (2.231) (1.179) (1.456) (4.866) Lucro líquido do período Net profit for the period

GERDAU. 1 o Trim. 2001

GERDAU. 1 o Trim. 2001 GERDAU Informações Relevantes 2 o Trimestre de Senhores Acionistas: O ano de iniciou-se movido pelo bom desempenho econômico brasileiro do ano anterior: forte crescimento industrial, inflação sob controle,

Leia mais

GERDAU S.A. Informações consolidadas 1T09 07/05/09

GERDAU S.A. Informações consolidadas 1T09 07/05/09 Visão Ser uma empresa siderúrgica global, entre as mais rentáveis do setor. Missão A Gerdau é uma empresa com foco em siderurgia, que busca satisfazer as necessidades dos clientes e criar valor para os

Leia mais

Porto Alegre, 3 de agosto de 2005 GERDAU S.A. CONSOLIDADO Resultados do 1º Semestre de 2005 Legislação societária brasileira Teleconferências 3 de agosto de 2005 Português: 13h00 Inglês: 15h00 Para participar:

Leia mais

Evolução do lucro líquido (em milhões de reais) - jan fev mar abr mai jun jul ago set

Evolução do lucro líquido (em milhões de reais) - jan fev mar abr mai jun jul ago set DISCUSSÃO E ANÁLISE PELA ADMINISTRAÇÃO DO RESULTADO NÃO CONSOLIDADO DAS OPERACÕES: PERÍODO DE JANEIRO A SETEMBRO DE 2001 COMPARATIVO AO PERÍODO DE JANEIRO A SETEMBRO DE 2000 (em milhões de reais, exceto

Leia mais

CRITÉRIOS / Indicadores

CRITÉRIOS / Indicadores CRITÉRIOS / Indicadores A lista de conceitos desta MELHORES E MAIORES Os valores usados nesta edição são expressos em reais de dezembro de 2014. A conversão para dólares foi feita, excepcionalmente, com

Leia mais

1T09 Divulgação de Resultados

1T09 Divulgação de Resultados Divulgação de Resultados Relações com Investidores: Frederico Dan Shigenawa Diretor de RI ir@tig.bm Sobre a TIG: A TIG Holding Ltd. (nova denominação da Tarpon Investment Group Ltd.) investe em companhias

Leia mais

05. Demonstrações Financeiras Financial Statements

05. Demonstrações Financeiras Financial Statements 05. Demonstrações Financeiras Financial Statements Demonstrações Financeiras Financial Statements 060 Balanços em 31 de Dezembro de 2007 e 2006 Balance at 31 December 2007 and 2006 Activo Assets 2007 2006

Leia mais

Divulgação de Resultados 1T14

Divulgação de Resultados 1T14 Divulgação de Resultados 1T14 A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private-equity ( Fundos

Leia mais

05. Demonstrações Financeiras Financial Statements

05. Demonstrações Financeiras Financial Statements 05. Demonstrações Financeiras Financial Statements Demonstrações Financeiras Financial Statements 068 Balanços em 31 de Dezembro de 2008 e 2007 Balance at 31 December 2008 and 2007 Activo Assets 2008 2007

Leia mais

INFORMAÇÕES CONSOLIDADAS 1T14

INFORMAÇÕES CONSOLIDADAS 1T14 Caxias do Sul, 12 de maio de 2014 - A Marcopolo S.A. (BM&FBOVESPA: POMO3; POMO4), divulga os resultados do primeiro trimestre de 2014 (1T14). As demonstrações financeiras são apresentadas de acordo com

Leia mais

Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ).

Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ). Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 25 de Outubro de 2005. Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ). (Os

Leia mais

CONVERSAO DE DEMONSTRACOES CONTABEIS EM MOEDA. ESTRAGEIRA: FASB nº 8 e FASB nº 52

CONVERSAO DE DEMONSTRACOES CONTABEIS EM MOEDA. ESTRAGEIRA: FASB nº 8 e FASB nº 52 CONVERSAO DE DEMONSTRACOES CONTABEIS EM MOEDA Evolução das Normas de Contabilidade aplicadas no EUA Critérios Contábeis brasileiros e americanos (USGAAP) Objetivos da conversão de demonstrações contábeis

Leia mais

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas)

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas) TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas) Para maiores informações, contatar: Daniel de Andrade Gomes TELEFÔNICA

Leia mais

RELATÓRIO DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES RESULTADOS 1T10 156.512.000,00

RELATÓRIO DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES RESULTADOS 1T10 156.512.000,00 RELATÓRIO DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES RESULTADOS 156.512.000,00 Resultados do RESULTADOS São Paulo, 14 de maio de 2010 A BRADESPAR [BM&FBOVESPA: BRAP3 (ON), BRAP4 (PN); LATIBEX: XBRPO (ON), XBRPP (PN)]

Leia mais

Gerdau S.A. e Metalúrgica Gerdau S.A. Em 31 de dezembro de 2011 e 2010

Gerdau S.A. e Metalúrgica Gerdau S.A. Em 31 de dezembro de 2011 e 2010 54 RELATÓRIO ANUAL GERDAU 2011 DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS RESUMIDAS Gerdau S.A. e Metalúrgica Gerdau S.A. Em 31 de dezembro de 2011 e 2010 GERDAU S.A. e empresas controladas BALANÇOS PATRIMONIAIS CONSOLIDADOS

Leia mais

Reestruturação operacional reduz os custos e as despesas operacionais, proporcionando Ebitda de R$ 2,4 milhões.

Reestruturação operacional reduz os custos e as despesas operacionais, proporcionando Ebitda de R$ 2,4 milhões. Última Cotação em 30/09/2013 FBMC4 - R$ 43,90 por ação Total de Ações: 726.514 FBMC3: 265.160 FBMC4: 461.354 Valor de Mercado (30/09/2013): R$ 31.893,9 milhões US$ 14.431,7 milhões São Bernardo do Campo,

Leia mais

COMENTÁRIOS DO DESEMPENHO NO 3º TRIMESTRE E 9 MESES DE 2002

COMENTÁRIOS DO DESEMPENHO NO 3º TRIMESTRE E 9 MESES DE 2002 COMENTÁRIOS DO DESEMPENHO NO 3º TRIMESTRE E 9 MESES DE 2002 Desempenho Em ambiente de queda da atividade na indústria automobilística, a Iochpe-Maxion apresentou um crescimento de 8,4% nas vendas no terceiro

Leia mais

INDICADORES FINANCEIROS

INDICADORES FINANCEIROS Relatório 2014 Um Olhar para o Futuro DESEMPENHO ECONÔMICO ECONÔMICA www.fibria.com.br/r2014/desempenho-economico/ 126 INDICADORES FINANCEIROS A Fibria encerrou 2014 com lucro líquido de R$ 163 milhões,

Leia mais

EARNINGS RELEASE 2008 e 4T08 Cemig D

EARNINGS RELEASE 2008 e 4T08 Cemig D EARNINGS RELEASE 2008 e 4T08 Cemig D (Em milhões de reais, exceto se indicado de outra forma) --------- Lucro do Período A Cemig Distribuição apresentou, no exercício de 2008, um lucro líquido de R$709

Leia mais

Resultados 1T07 10 de maio de 2007

Resultados 1T07 10 de maio de 2007 PUBLICIDADE CAIXA CRESCEU 102% BASE DE ASSINANTES BANDA LARGA CRESCEU 32% São Paulo, O UOL (BOVESPA: UOLL4) anuncia hoje os resultados do 1T07. As demonstrações financeiras da Companhia são elaboradas

Leia mais

A Geradora Aluguel de Máquinas S.A.

A Geradora Aluguel de Máquinas S.A. Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo Passivo e patrimônio líquido Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 17.488 25.888 Fornecedores e outras obrigações 17.561 5.153 Contas a receber

Leia mais

Unidade IV. A necessidade de capital de giro é a chave para a administração financeira de uma empresa (Matarazzo, 2008).

Unidade IV. A necessidade de capital de giro é a chave para a administração financeira de uma empresa (Matarazzo, 2008). AVALIAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Unidade IV 7 ANÁLISE DO CAPITAL DE GIRO A necessidade de capital de giro é a chave para a administração financeira de uma empresa (Matarazzo, 2008). A administração

Leia mais

RESULTADOS 2T15 Teleconferência 10 de agosto de 2015

RESULTADOS 2T15 Teleconferência 10 de agosto de 2015 RESULTADOS 2T15 Teleconferência 10 de agosto de 2015 AVISO Nesta apresentação nós fazemos declarações prospectivas que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações têm como base crenças e suposições

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T15. 8 de maio de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 1T15. 8 de maio de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 8 de maio de 2015 Magazine Luiza Destaques do Vendas E-commerce Despesas Operacionais EBITDA Luizacred Lucro Líquido Ganhos de market share, principalmente em tecnologia Receita

Leia mais

Resultados 1º Trimestre 2015 13.05. Rio de Janeiro, 13 de maio de 2015

Resultados 1º Trimestre 2015 13.05. Rio de Janeiro, 13 de maio de 2015 Resultados 1º Trimestre 2015 13.05 Rio de Janeiro, 13 de maio de 2015 RECEITA LÍQUIDA ATINGE R$ 68,5 MILHÕES NO 1T15, CRESCIMENTO DE 7,1% EM RELAÇÃO AO 1T14. EBITDA CONSOLIDADO ATINGE R$ 7,8 MILHÕES, QUEDA

Leia mais

LIGHT ENERGIA S.A. 1º TRIMESTRE DE 2014

LIGHT ENERGIA S.A. 1º TRIMESTRE DE 2014 Rio de Janeiro, 15 de maio de 2014. LIGHT ENERGIA S.A. 1º TRIMESTRE DE 2014 Desempenho Operacional O total de venda, líquida da compra de energia, no primeiro trimestre de 2014 foi equivalente a 1.264,1

Leia mais

EARNINGS RELEASE 1º SEMESTRE 2007

EARNINGS RELEASE 1º SEMESTRE 2007 Geração e Transmissão S.A. Cemig Geração e Transmissão S.A CNPJ 06.981.176/0001-58 EARNINGS RELEASE 1º SEMESTRE 2007 1 ---------- Lucro Líquido A Cemig Geração e Transmissão apresentou, no primeiro semestre

Leia mais

Apresentação de Resultados 1T15

Apresentação de Resultados 1T15 Apresentação de Resultados 1T15 1 Destaques do Período Início da operação comercial de quatro parques do LEN A-3 2011 Início da operação comercial: 04 de março de 2015 Os outros 5 parques serão conectados

Leia mais

Destaques do 3º trimestre de 2015

Destaques do 3º trimestre de 2015 Destaques do 3º trimestre Principais Destaques Manutenção dos níveis de EBITDA consolidado e de margem EBITDA, apesar da sobreoferta de aço mundial e das adversidades econômicas no Brasil. Redução de 5,9%

Leia mais

COMO CALCULAR UM FLUXO DE CAIXA COM BASE EM DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS ENCERRADAS. Autor: Francisco Cavalcante UP-TO-DATE. ANO I.

COMO CALCULAR UM FLUXO DE CAIXA COM BASE EM DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS ENCERRADAS. Autor: Francisco Cavalcante UP-TO-DATE. ANO I. UP-TO-DATE. ANO I. NÚMERO 3 COMO CALCULAR UM FLUXO DE CAIXA COM BASE EM DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS ENCERRADAS Autor: Francisco Cavalcante Circular para: CAVALCANTE& ASSOCIADOS AOS NOSSOS LEITORES Up-To-Date

Leia mais

DESTAQUES NO PERÍODO. Dados Financeiros (R$ x 1.000)

DESTAQUES NO PERÍODO. Dados Financeiros (R$ x 1.000) Blumenau SC, 27 de julho de 2007 A Cremer S.A. (Bovespa: CREM3), distribuidora de produtos para a saúde e também líder na fabricação de produtos têxteis e adesivos cirúrgicos, anuncia hoje seus resultados

Leia mais

2. O que representa e como é calculado o valor de uma empresa na Teoria Financeira? Exemplifique.

2. O que representa e como é calculado o valor de uma empresa na Teoria Financeira? Exemplifique. Prova Parcial Malvessi Questão 1 (15%) 1. A teoria moderna de administração financeira consagra 3 decisões estratégicas básicas para a tomada de decisão do administrador financeiro. Conceitue-as claramente.

Leia mais

GERDAU S.A. e empresas controladas

GERDAU S.A. e empresas controladas GERDAU S.A. e empresas controladas Desempenho no 2 o trimestre de 2010 As Demonstrações Financeiras Consolidadas da Gerdau S.A. são apresentadas em conformidade com o padrão contábil internacional estabelecido

Leia mais

INFORMAÇÕES CONSOLIDADAS 1T15

INFORMAÇÕES CONSOLIDADAS 1T15 Caxias do Sul, 04 de maio de 2015 - A Marcopolo S.A. (BM&FBOVESPA: POMO3; POMO4), divulga os resultados do primeiro trimestre de 2015 (1T15). As demonstrações financeiras são apresentadas de acordo com

Leia mais

RESULTADO OPERACIONAL RECORDE EM 2002

RESULTADO OPERACIONAL RECORDE EM 2002 Para mais informações, contatar: Luciana Paulo Ferreira CSN - Relações com Investidores 1 2586 1442 luferreira@csn.com.br www.csn.com.br RESULTADO OPERACIONAL RECORDE EM 20 (Rio de Janeiro, Brasil, 26

Leia mais

Teleconferência de Resultados. 4T12 e 2012

Teleconferência de Resultados. 4T12 e 2012 Teleconferência de Resultados e 2012 28 de fevereiro de 2013 Aviso Legal Algumas das informações aqui contidas se baseiam nas hipóteses e perspectivas atuais da administração da Companhia que poderiam

Leia mais

6 Balanço Patrimonial - Passivo - Classificações das Contas, 25 Exercícios, 26

6 Balanço Patrimonial - Passivo - Classificações das Contas, 25 Exercícios, 26 Prefácio 1 Exercício Social, 1 Exercícios, 2 2 Disposições Gerais, 3 2.1 Demonstrações financeiras exigidas, 3 2.2 Demonstrações financeiras comparativas, 4 2.3 Contas semelhantes e contas de pequenos,

Leia mais

Lucro Líquido de R$ 239 milhões no 1T15, crescimento de 34%; Margem EBITDA de 9,6%, com aumento de 0,7 p.p.

Lucro Líquido de R$ 239 milhões no 1T15, crescimento de 34%; Margem EBITDA de 9,6%, com aumento de 0,7 p.p. Lucro Líquido de R$ 239 milhões no 1T15, crescimento de 34%; Margem EBITDA de 9,6%, com aumento de 0,7 p.p. No 1T15, a receita líquida totalizou R$ 5,388 bilhões, estável em relação ao 1T14 excluindo-se

Leia mais

ANÁLISE FUNDAMENTALISTA COM FOCO PARA A RECOMENDAÇÃO DE COMPRA / VENDA DE AÇÕES

ANÁLISE FUNDAMENTALISTA COM FOCO PARA A RECOMENDAÇÃO DE COMPRA / VENDA DE AÇÕES ANÁLISE FUNDAMENTALISTA COM FOCO PARA A RECOMENDAÇÃO DE COMPRA / VENDA DE AÇÕES! A análise do desempenho histórico! Análise setorial! Análise de múltiplos! Elaboração de projeções de resultados! Determinação

Leia mais

BUSINESS TO WORLD COMPANHIA GLOBAL DO VAREJO

BUSINESS TO WORLD COMPANHIA GLOBAL DO VAREJO BUSINESS TO WORLD COMPANHIA GLOBAL DO VAREJO Teleconferência de Resultados 4T08 Sexta-feira, 13 de Março de 2009 Horário: 12h00 (Brasil) 11h00 (US EDT) Telefone: +55 (11) 4688-6301 Código: B2W 1 Considerações

Leia mais

Demonstrações Financeiras. Financial Statements

Demonstrações Financeiras. Financial Statements Demonstrações Financeiras Financial Statements Demonstrações Financeiras em 31 de dezembro de 2015 Financial Statements as of december 31st, 2015 2. Balanço Balance Sheet CODIPOR ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA

Leia mais

DESTAQUES DO PERÍODO (2T11)

DESTAQUES DO PERÍODO (2T11) QUALICORP REGISTRA CRESCIMENTO DO TRIMESTRE NO NÚMERO DE BENEFICIÁRIOS DE 18,5%, RECEITA LÍQUIDA DE 43,9%, EBITDA AJUSTADO DE 36,6% EM RELAÇÃO AO 2T10 1 São Paulo, 12 de agosto de 2011. A QUALICORP S.A.

Leia mais

Divulgação de resultados 3T13

Divulgação de resultados 3T13 Brasil Brokers divulga seus resultados do 3º Trimestre do ano de 2013 Rio de Janeiro, 13 de novembro de 2013. A Brasil Brokers Participações S.A. (BM&FBovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2014 - GERDAU SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2014 - GERDAU SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 1T15

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 1T15 TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 1T15 RESULTADOS FINANCEIROS CONSOLIDADOS RECEITA LÍQUIDA 300,1 361,1 20,3% EBITDA AJUSTADO 56,5 68,7 21,6% MARGEM EBITDA AJUSTADO 1 17,9% 18,4% 0,5 p.p. LUCRO LÍQUIDO AJUSTADO

Leia mais

1T05. Celesc apresenta lucro líquido de R$ 23 milhões no 1 o trimestre de 2005. Resultado do 1 o trimestre de 2005. Principais Destaques

1T05. Celesc apresenta lucro líquido de R$ 23 milhões no 1 o trimestre de 2005. Resultado do 1 o trimestre de 2005. Principais Destaques Celesc apresenta lucro líquido de R$ 23 milhões no 1 o trimestre de 2005 Divulgação Imediata Cot. da Ação PNB CLSC6) em 31/03/05: R$ 0,90/ação Valoriz. No 1T05: -16% Valor de Mercado R$ : 694 milhões US$

Leia mais

Divulgação de Resultados 2014

Divulgação de Resultados 2014 São Paulo - SP, 10 de Fevereiro de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private-equity

Leia mais

MAHLE REPORTA EBITDA DE R$ 104,6 MILHÕES NO 2T14; MARGEM DE 17,7%

MAHLE REPORTA EBITDA DE R$ 104,6 MILHÕES NO 2T14; MARGEM DE 17,7% MAHLE REPORTA EBITDA DE R$ 104,6 MILHÕES NO 2T14; MARGEM DE 17,7% Mogi Guaçu (SP), 11 de agosto de 2014 - A MAHLE Metal Leve S.A. (BM&FBOVESPA: LEVE3), Companhia líder na fabricação e comercialização de

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2013 - BANCO BRADESCO SA Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2013 - BANCO BRADESCO SA Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 5 Balanço Patrimonial Passivo 9 Demonstração do Resultado 12 Demonstração do Resultado

Leia mais

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 3T14

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 3T14 TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 3T14 RESULTADOS FINANCEIROS CONSOLIDADOS (R$ MILHÕES) 3T13 3T14 Var.% 9M13 9M14 Var.% RECEITA LÍQUIDA 315,8 342,8 8,5% 858,4 937,5 9,2% EBITDA AJUSTADO¹ 67,1 78,3 16,7% 157,5

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2T15. 31 de julho de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 2T15. 31 de julho de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 2T15 31 de julho de 2015 Magazine Luiza Destaques do 2T15 Vendas E-commerce Ganho consistente de participação de mercado Redução na receita líquida de 10,1% para R$2,1 bilhões

Leia mais

Le Lis Blanc inicia o ano com crescimento de 32% nas receitas brutas, 18,5% nas vendas de lojas comparáveis e 26% em EBITDA ajustado 1

Le Lis Blanc inicia o ano com crescimento de 32% nas receitas brutas, 18,5% nas vendas de lojas comparáveis e 26% em EBITDA ajustado 1 Le Lis Blanc inicia o ano com crescimento de 32% nas receitas brutas, 18,5% nas vendas de lojas comparáveis e 26% em EBITDA ajustado 1 São Paulo, Brasil, 15 de maio de 2008 - A Le Lis Blanc Deux Comércio

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2011 - CIA CAT. DE ÁGUAS E SANEAMENTO - CASAN Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2011 - CIA CAT. DE ÁGUAS E SANEAMENTO - CASAN Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Fluxo de Caixa 6 Demonstração das Mutações

Leia mais

Teleconferência de Resultados. Desempenho do 4T 2013 e de 2013. MAHLE Metal Leve S.A. 20 de março de 2014 12h00 (horário de Brasília) 1 MAHLE

Teleconferência de Resultados. Desempenho do 4T 2013 e de 2013. MAHLE Metal Leve S.A. 20 de março de 2014 12h00 (horário de Brasília) 1 MAHLE Teleconferência de Resultados Desempenho do 4T 2013 e de 2013 MAHLE Metal Leve S.A. 20 de março de 2014 12h00 (horário de Brasília) 1 Destaques 2013 Receita Líquida de Vendas de R$ 2.393,8 milhões em 2013,

Leia mais

Desempenho Econômico- Financeiro 1T15

Desempenho Econômico- Financeiro 1T15 Desempenho Econômico- Financeiro 1T15 Mensagem da Administração Senhores (as) Acionistas: Conforme mencionado no final do exercício de 2014, concluímos com pleno sucesso o processo que converteu em capital

Leia mais

Resultados 2005 Resultados 2005

Resultados 2005 Resultados 2005 Resultados 2005 Resultados 2005 Resultados 1T06 Bovespa: RSID3 NYSE (ADR): RSR2Y Receita Líquida alcança R$ 85,2 milhões VGV totaliza R$ 94,3 milhões Vendas contratadas crescem 63% São Paulo, 11 de maio

Leia mais

METANOR S.A. Metanol do Nordeste Camaçari - Bahia - Brasil Relatório da Administração de 2011

METANOR S.A. Metanol do Nordeste Camaçari - Bahia - Brasil Relatório da Administração de 2011 METANOR S.A. Camaçari - Bahia - Brasil Relatório da Administração de 2011 Senhores Acionistas, Em conformidade com as disposições legais e estatutárias, a administração da METANOR S.A. submete à apreciação

Leia mais

Relatório Analítico 27 de março de 2012

Relatório Analítico 27 de março de 2012 VENDA Código de Negociação Bovespa TGM A3 Segmento de Atuação Principal Logística Categoria segundo a Liquidez 2 Linha Valor de M ercado por Ação (R$) 29,51 Valor Econômico por Ação (R$) 32,85 Potencial

Leia mais

A TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA O RESULTADO DO QUARTO TRIMESTRE DE 2000 E DO ANO DE 2000

A TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA O RESULTADO DO QUARTO TRIMESTRE DE 2000 E DO ANO DE 2000 TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. João Cox Vice Presidente de Finanças e Diretor de Relações com Investidores jcox@telepart.com.br 0XX61-429-5600 Leonardo Dias Gerente de Relações com Investidores

Leia mais

Suzano Papel e Celulose anuncia os resultados consolidados do 2º trimestre de 2006

Suzano Papel e Celulose anuncia os resultados consolidados do 2º trimestre de 2006 Suzano Papel e Celulose anuncia os resultados consolidados do 2º trimestre de 2006 Ebitda consolidado pro-forma com Ripasa atinge US$125 milhões São Paulo, 19 de julho de 2006. Suzano Papel e Celulose

Leia mais

ENTENDENDO OS DIVERSOS CONCEITOS DE LUCRO

ENTENDENDO OS DIVERSOS CONCEITOS DE LUCRO ENTENDENDO OS DIVERSOS CONCEITOS DE LUCRO LAJIDA OU EBITDA LAJIR OU EBIT SEPARAÇÃO DO RESULTADO OPERACIONAL DO FINANCEIRO Francisco Cavalcante (francisco@fcavalcante.com.br) Sócio-Diretor da Cavalcante

Leia mais

metanor s.a. METANOR S.A. Metanol do Nordeste Camaçari - Bahia - Brasil Relatório da Administração de 2010 Metanol do Nordeste

metanor s.a. METANOR S.A. Metanol do Nordeste Camaçari - Bahia - Brasil Relatório da Administração de 2010 Metanol do Nordeste METANOR S.A. Camaçari - Bahia - Brasil Relatório da Administração de 2010 Senhores Acionistas, Em conformidade com as disposições legais e estatutárias, a administração da METANOR S.A. submete à apreciação

Leia mais

Romi registra lucro líquido de R$ 83 milhões em 2006, o maior resultado de sua história

Romi registra lucro líquido de R$ 83 milhões em 2006, o maior resultado de sua história Resultados do 4 o Trimestre de 2006 Cotações (28/12/06) ROMI3 - R$ 158,00 ROMI4 - R$ 146,50 Valor de Mercado R$ 999,0 milhões Quantidade de Ações Ordinárias: 3.452.589 Preferenciais.: 3.092.882 Total:

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01176-2 VULCABRAS SA 50.926.955/0001-42 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01176-2 VULCABRAS SA 50.926.955/0001-42 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/9/1999 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.

Leia mais

OI S.A. (Atual denominação de Brasil Telecom S.A.) 8ª Emissão Pública de Debêntures

OI S.A. (Atual denominação de Brasil Telecom S.A.) 8ª Emissão Pública de Debêntures OI S.A. (Atual denominação de Brasil Telecom S.A.) 8ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2013 Oi S.A. (atual denominação de BRASIL TELECOM S.A.) 8ª Emissão

Leia mais

Divulgação de Resultados 3T15

Divulgação de Resultados 3T15 São Paulo - SP, 4 de Novembro de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private equity

Leia mais

ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS. Aula 12- Unidade III. Análise avançada das demonstrações contábeis. Prof.: Marcelo Valverde

ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS. Aula 12- Unidade III. Análise avançada das demonstrações contábeis. Prof.: Marcelo Valverde ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS Aula 12- Unidade III. Análise avançada das demonstrações contábeis Prof.: Marcelo Valverde Unidade III. Análise avançada das demonstrações contábeis 3.1 Análise do

Leia mais

Divulgação de Resultados 1T15

Divulgação de Resultados 1T15 São Paulo - SP, 06 de Maio de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private equity

Leia mais

Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre de 2009

Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre de 2009 Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre de 2009 Rio de Janeiro, 10 de março de 2010. A Brasil Brokers Participações S.A. (Bovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no mercado de intermediação

Leia mais

Earnings Release. Relação com Investidores. Destaques do 2T11. Brasil Insurance Anuncia Resultados do 2T11

Earnings Release. Relação com Investidores. Destaques do 2T11. Brasil Insurance Anuncia Resultados do 2T11 Relação com Investidores Luis Eduardo Fischman Diretor de Relações com Investidores (55 21) 3433-5060 ri@brinsurance.com.br Teleconferência de Resultados 2T11 Terça-Feira, 16 de agosto de 2011 Português

Leia mais

2ª edição Ampliada e Revisada. Capítulo 10 Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos

2ª edição Ampliada e Revisada. Capítulo 10 Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos 2ª edição Ampliada e Revisada Capítulo Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos Tópicos do Estudo Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos (Doar). Uma primeira tentativa de estruturar

Leia mais

A BM&FBOVESPA S.A. anuncia os resultados do primeiro trimestre de 2009. O lucro líquido atingiu R$ 227 milhões com lucro por ação de R$ 0,11.

A BM&FBOVESPA S.A. anuncia os resultados do primeiro trimestre de 2009. O lucro líquido atingiu R$ 227 milhões com lucro por ação de R$ 0,11. A BM&FBOVESPA S.A. anuncia os resultados do primeiro trimestre de 2009. O lucro líquido atingiu R$ 227 milhões com lucro por ação de R$ 0,11. O Lucro Líquido do 1T09 (sem ajustes) apresentou queda de 1,4%

Leia mais

Contexto Operacional. Operação. Receita Líquida. 12,9 bilhões. Composição da Receita Consolidada (%)

Contexto Operacional. Operação. Receita Líquida. 12,9 bilhões. Composição da Receita Consolidada (%) 103 Contexto Operacional A seguir seguem os comentários sobre o desempenho da S.A. referentes ao exercício de 2014. Com intuito de proporcionar a visibilidade anual dos resultados, tais comentários são

Leia mais

Crescimento de 11,2% na. Receita Líquida. Controladora R$ 2,2 bi. +11,2% Consolidado R$ 4,0 bi. +10,5% Crescimento de 18,5% no EBITDA

Crescimento de 11,2% na. Receita Líquida. Controladora R$ 2,2 bi. +11,2% Consolidado R$ 4,0 bi. +10,5% Crescimento de 18,5% no EBITDA Resultados 3T15 GMV Receita Líquida Crescimento SSS GMV alcançou R$ 4,9 bilhões Crescimento de 11,2% na Receita Líquida Receita Líquida mesmas lojas de 9% no Trimestre Controladora R$ 2,2 bi. +11,2% Consolidado

Leia mais

FAPAN Faculdade de Agronegócio de Paraíso do Norte

FAPAN Faculdade de Agronegócio de Paraíso do Norte DLPA DEMONSTRAÇÃO DE LUCROS OU PREJUÍZOS ACUMULADOS A DLPA expõe as variações ocorridas, durante o exercício, na conta Lucros ou Prejuízos Acumulados. Ela pode ser incluída na DMPL Demonstração das Mutações

Leia mais

Poder de voto de residentes: informar o poder de voto na empresa declarante detido por residentes.

Poder de voto de residentes: informar o poder de voto na empresa declarante detido por residentes. Data Base 31.12.2010 Dados do declarante Participação no capital social do declarante Poder de voto de residentes: informar o poder de voto na empresa declarante detido por residentes. Poder de voto de

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 Americana SP, 23 de março de 2005 A VIVAX S.A. (Bovespa: VVAX11), ou Companhia, segunda maior operadora de TV a Cabo do Brasil, em número de assinantes, e uma das principais

Leia mais

Teleconferência Resultados 3T10

Teleconferência Resultados 3T10 Teleconferência Resultados 3T10 Sexta-feira, 5 de Novembro de 2010 Horário: 14:00 (horário de Brasília) 12:00 (horário US EDT) Tel: + 55 (11) 4688-6361 Código: LASA Replay: + 55 (11) 4688-6312 Código:

Leia mais

EMPRESAS PERDIGÃO RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO- 3º trimestre de 2002

EMPRESAS PERDIGÃO RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO- 3º trimestre de 2002 EMPRESAS PERDIGÃO RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO- 3º trimestre de 2002 Senhores Acionistas, A conjuntura política nacional continuou gerando turbulências no mercado, aumentando significativamente o risco do

Leia mais

Correção da Prova. Questões: 7, 8, 12, 20, 21, 22, 24, 34, 45 e 46

Correção da Prova. Questões: 7, 8, 12, 20, 21, 22, 24, 34, 45 e 46 Correção da Prova Questões: 7, 8, 12, 20, 21, 22, 24, 34, 45 e 46 Questão 7 Uma sociedade empresária mantém no seu estoque de mercadorias para revenda três tipos de mercadorias: I, II e III. O valor total

Leia mais

Demonstrações Contábeis

Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis 12.1. Introdução O artigo 176 da Lei nº 6.404/1976 estabelece que, ao fim de cada exercício social, a diretoria da empresa deve elaborar, com base na escrituração mercantil, as

Leia mais

Informações Trimestrais 4º trimestre e exercício de 2015 (4T15 e 2015) Relatório da Administração

Informações Trimestrais 4º trimestre e exercício de 2015 (4T15 e 2015) Relatório da Administração Informações Trimestrais 4º trimestre e exercício de 2015 (4T15 e 2015) Relatório da Administração Prezados acionistas A administração da WLM Indústria e Comércio S.A. (WLM), em conformidade com as disposições

Leia mais

LUCRO DO SUBMARINO SOBE 316% NO TERCEIRO TRIMESTRE 2005

LUCRO DO SUBMARINO SOBE 316% NO TERCEIRO TRIMESTRE 2005 LUCRO DO SUBMARINO SOBE 316% NO TERCEIRO TRIMESTRE 2005 São Paulo, 07 de Novembro de 2005 - O Submarino S.A. (Bovespa: SUBA3), empresa líder dentre aquelas que operam exclusivamente no varejo eletrônico

Leia mais

CONTABILIDADE SOCIETÁRIA AVANÇADA Revisão Geral BR-GAAP. PROF. Ms. EDUARDO RAMOS. Mestre em Ciências Contábeis FAF/UERJ SUMÁRIO

CONTABILIDADE SOCIETÁRIA AVANÇADA Revisão Geral BR-GAAP. PROF. Ms. EDUARDO RAMOS. Mestre em Ciências Contábeis FAF/UERJ SUMÁRIO CONTABILIDADE SOCIETÁRIA AVANÇADA Revisão Geral BR-GAAP PROF. Ms. EDUARDO RAMOS Mestre em Ciências Contábeis FAF/UERJ SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 2. PRINCÍPIOS CONTÁBEIS E ESTRUTURA CONCEITUAL 3. O CICLO CONTÁBIL

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2011 - BRADESPAR S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2011 - BRADESPAR S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

RESULTADOS 3T11. Grupo Pão de Açúcar e Globex Utilidades. 4 de novembro de 2011

RESULTADOS 3T11. Grupo Pão de Açúcar e Globex Utilidades. 4 de novembro de 2011 RESULTADOS 3T11 Grupo Pão de Açúcar e Globex Utilidades 4 de novembro de 2011 ELETRO GPA ALIMENTAR AGENDA RESULTADOS Supermercados Proximidade Atacarejo Postos e Drogarias Hipermercado Lojas Especializadas

Leia mais

Auditor Federal de Controle Externo/TCU - 2015

Auditor Federal de Controle Externo/TCU - 2015 - 2015 Prova de Análise das Demonstrações Comentada Pessoal, a seguir comentamos as questões de Análise das Demonstrações Contábeis aplicada na prova do TCU para Auditor de Controle Externo (2015). Foi

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14. 27 de fevereiro de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14. 27 de fevereiro de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14 27 de fevereiro de 2015 Magazine Luiza Destaques 2014 Vendas E-commerce Despesas Operacionais EBITDA Ajustado Luizacred Lucro Líquido Ajustado Crescimento da receita

Leia mais

Cimento. Concessões de Energia. Concessões de Transportes. Engenharia e Construção. Vestuário e Calçados. Cimento

Cimento. Concessões de Energia. Concessões de Transportes. Engenharia e Construção. Vestuário e Calçados. Cimento 37 Relatório Anual 2011 - Camargo Corrêa S.A. Áreas de Negócios Alisson Silva, Fábrica da InterCement em Ijaci (MG) 38 Relatório Anual 2011 - Camargo Corrêa S.A. Áreas de Negócios Os negócios de cimento

Leia mais

AULA 04 EXERCÍCIO 06 - ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS (FINANCEIRAS ):

AULA 04 EXERCÍCIO 06 - ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS (FINANCEIRAS ): Contabilidade Gerencial e Controladoria Prof. Oscar Scherer Dia 23/03/2012. AULA 04 EXERCÍCIO 06 - ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS (FINANCEIRAS ): Parte importante da administração financeira, devendo

Leia mais

RESULTADOS 1T15 Teleconferência 8 de maio de 2015

RESULTADOS 1T15 Teleconferência 8 de maio de 2015 RESULTADOS 1T15 Teleconferência 8 de maio de 2015 Aviso Nesta apresentação nós fazemos declarações prospectivas que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações têm como base crenças e suposições

Leia mais

Itautec S.A. Grupo Itautec. Guilherme Pereira Diretor Administrativo e Financeiro CFO 07.03.2013

Itautec S.A. Grupo Itautec. Guilherme Pereira Diretor Administrativo e Financeiro CFO 07.03.2013 Itautec S.A. Grupo Itautec Guilherme Pereira Diretor Administrativo e Financeiro CFO 07.03.2013 Sumário Executivo a mudança no cenário macroeconômico do Brasil (desvalorização cambial, redução das taxas

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADO DO EXERCÍCIO

DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADO DO EXERCÍCIO DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADO DO EXERCÍCIO DEMONSTRATIVO DE RESULTADOS Mostra o fluxo de eventos ocorridos em um determinado período de tempo. Quanto a empresa lucrou no ano passado? BALANÇO PATRIMONIAL Fotografia

Leia mais

MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO A QGEP Participações iniciou o ano de 2011 com uma sólida posição financeira. Concluímos com sucesso a nossa oferta pública inicial de ações em fevereiro, com uma captação líquida

Leia mais

(Os números financeiros estão em Reais e baseados nas demonstrações financeiras consolidadas da Embrapar) EBITDA 464,6 354,2 527,7 13,6% 49,0%

(Os números financeiros estão em Reais e baseados nas demonstrações financeiras consolidadas da Embrapar) EBITDA 464,6 354,2 527,7 13,6% 49,0% Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 26 de abril de 2006 Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) (NYSE:EMT;BOVESPA:EBTP4, EBTP3) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações

Leia mais

AGÊNCIA ESPECIAL DE FINANCIAMENTO INDUSTRIAL FINAME RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE DEZEMBRO DE 2008

AGÊNCIA ESPECIAL DE FINANCIAMENTO INDUSTRIAL FINAME RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE DEZEMBRO DE 2008 AGÊNCIA ESPECIAL DE FINANCIAMENTO INDUSTRIAL FINAME RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE DEZEMBRO DE 2008 Senhor acionista e demais interessados: Apresentamos o Relatório da Administração e as informações

Leia mais

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2015 (2T15 ) LOJAS RENNER S.A.

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2015 (2T15 ) LOJAS RENNER S.A. Resultados 2T15 LOJAS RENNER S.A. Companhia constituída em 1965 e de capital aberto desde 1967. Capital totalmente pulverizado desde 2005, com 100% de free float, sendo considerada a primeira corporação

Leia mais

Abril Educação S.A. Informações Pro Forma em 31 de dezembro de 2011

Abril Educação S.A. Informações Pro Forma em 31 de dezembro de 2011 Informações Pro Forma em 31 de dezembro de 2011 RESULTADOS PRO FORMA NÃO AUDITADOS CONSOLIDADOS DA ABRIL EDUCAÇÃO As informações financeiras consolidadas pro forma não auditadas para 31 de dezembro de

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2014 - USINAS SIDERURGICAS DE MINAS GERAIS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2014 - USINAS SIDERURGICAS DE MINAS GERAIS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

Análise Financeira de Balanço

Análise Financeira de Balanço UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ Instituto de Engenharia de Produção e Gestão Contabilidade Gerencial EPR 30 Análise Financeira de Balanço Juliano Jun Tatsumi nº11462 Marina Carvalho Brandão nº11466 Itajubá,

Leia mais