A volta às aulas do Pequeno Nicolau

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A volta às aulas do Pequeno Nicolau"

Transcrição

1 HISTÓRIAS INÉDITAS DO PEQUENO NICOLAU René Goscinny Jean-Jacques Sempé A volta às aulas do Pequeno Nicolau Tradução Pedro Karp Vasquez

2 Volta às aulas MAMÃE DISSE QUE AMANHÃ iremos comprar coisas para a volta às aulas. Que coisas? perguntou papai. Muitas coisas respondeu mamãe. Entre as quais: uma nova mochila, um estojo e também sapatos. Sapatos de novo?! exclamou papai. Mas isso não é possível! Ele come sapatos! Não, mas ele toma sopa para crescer respondeu mamãe, e quando ele cresce os pés também crescem. No dia seguinte, fui fazer compras com mamãe e discutimos um pouco a respeito dos sapatos, porque eu queria comprar tênis e mamãe insistia em dizer que compraria um par de sapatos de couro bem resistente, e, se eu não estivesse satisfeito, iríamos voltar para casa e papai não ficaria nada contente com isso. O vendedor da sapataria era muito gentil: ele me fez experimentar um monte de sapatos, explicando a mamãe que todos eram bem maneiros, mas ela não conseguia se decidir. Até que gostou de um par de sapatos marrons e me perguntou se eu estava me sentindo bem dentro 7

3 deles e respondi que sim para não chatear o vendedor, mas a verdade é que estavam apertando um pouco os meus pés. Depois mamãe comprou uma mochila horrível, mas a gente se diverte à beça com as mochilas na saída da escola, nos divertimos jogando-as nas pernas dos colegas para derrubá-los, e estou doido para reencontrar meus amigos, e depois mamãe comprou um estojo que mais parece a cartucheira de um revólver, só que sem ele e no seu lugar um apontador que parece um avião, uma borracha que parece um rato, um lápis que parece uma flauta e um monte de coisas que parecem outras coisas e com isso a gente vai fazer a maior bagunça na sala de aula. De noite, quando papai viu tudo o que mamãe havia comprado para mim, ele disse que esperava que eu cuidasse bem das minhas coisas e respondi que sim. É verdade, sou muito cuidadoso com as minhas coisas, ainda que o apontador tenha quebrado antes do jantar quando eu brincava de bombardear o rato e papai tenha se irritado, dizendo que eu estava insuportável desde a volta das férias e que ele não via a hora de as aulas começarem. É preciso explicar que as aulas vão recomeçar logo, logo, mas que eu, papai e mamãe já voltamos de férias há muito tempo. As férias foram muito boas e nos divertimos bastante. Estávamos à beira-mar e fiz um monte de coisas geniais: nadei bem para o fundo e depois, na praia, venci um concurso e ganhei dois gibis e uma bandeirola. E, depois, eu estava bem bronzeado, bem maneiro.

4 É claro que quando cheguei em casa eu queria mostrar aos amigos como eu estava queimado de sol, mas o ruim é que antes da volta às aulas é difícil encontrar os amigos. Alceu o que mora mais perto da minha casa e é meu melhor amigo, um gordo que come o tempo todo não estava. Todos os anos Alceu vai com os pais para a casa do tio, que é açougueiro em Auvergne. O problema é que Alceu só sai de férias bem tarde, pois para poder ir para a casa do tio ele tem que espe rá-lo voltar das próprias férias na Côte d Azur. Quando me viu, o sr. Compani, o quitandeiro aqui

5 do bairro, disse que eu estava superbonito, que parecia um pedaço de pão de mel, e ele me deu passas e uma azeitona, mas não é a mesma coisa que ver os amigos. Afinal de contas, não é justo. De que serve você ficar bronzeado se ninguém vai te ver? Estava muito mal-humorado e papai me disse para não recomeçar com a mesma comédia de todos os anos, pois ele não queria que eu ficasse insuportável até a volta às aulas. Quando as aulas recomeçarem eu já estarei branquelo! respondi. Mas isso é uma mania! gritou papai. Desde que ele voltou da praia não faz outra coisa a não ser pensar no bronzeado!... Escute, Nicolau, você sabe o que deve fazer? Você tem que ir para o jardim e tomar banho de sol. Assim, você não vai ficar mais me enchendo os ouvidos e, quando você for para a escola, estará parecendo um verdadeiro Tarzan. 10

6 Volta às aulas Então, fui para o jardim, mas é claro que não era igual à praia, sobretudo porque havia muitas nuvens. E, depois, mamãe me chamou: Nicolau! O que você está fazendo aí deitado na grama? Você não está vendo que começou a chover? Mamãe disse que esse garoto a deixava louca e entrei em casa, papai, que lia o jornal, olhou para mim e disse que eu estava bem bronzeado e que agora era preciso secar a cabeça porque eu estava todo molhado. Não é verdade! gritei. Não estou nada bronzeado! Eu quero voltar para a praia! Nicolau! gritou papai. Você vai me fazer o favor de ser educado e parar de dizer asneiras? Caso contrário, você irá para seu quar to sem jantar! Entendido? Então, comecei a chorar e disse que não era justo e que sairia de casa e iria sozinho para a praia, e que eu preferia morrer a ser todo branco, mamãe veio correndo da cozinha, dizendo que estava cheia de me ouvir 11

7 reclamar o dia inteiro e que, se esse era o efeito que as férias tinham sobre mim, preferia ficar em casa no próximo ano e que papai e eu nos virássemos para curtir as férias, mesmo porque ela não se importava muito com isso. No entanto, foi você quem insistiu para que voltássemos a Bainsles-Mers este ano respondeu papai. Em todo caso, não é culpa minha se o seu filho é cheio de manias e se ele fica insuportável quando volta para casa. Papai disse que se eu fosse para o jardim eu ficaria como Tarzan expliquei. Mas não me queimei nada! Então mamãe riu e disse que eu ainda estava bastante queimado, que era o pequeno Tarzan dela e que tinha certeza de que eu seria o mais quei mado da escola. E depois ela me pediu para ir brincar no meu quarto, que me chamaria na hora do jantar. Na mesa, tentei não falar com papai, mas ele fez um monte de caretas e ri e foi bem legal. Mamãe havia feito torta de maçã. E depois, no dia seguinte, o sr. Compani nos disse que os Courteplaque deveriam voltar de férias hoje. O sr. e a sra. Courteplaque são nossos vizinhos, que moram na casa ao lado da nossa, e eles têm uma filha da minha idade chamada Maria Edwiges, com cabelos louros e olhos azuis bem maneiros. Então fiquei bem chateado, pois eu gostaria muito que Maria Edwiges me visse todo queimado, mas não disse nada a papai, pois ele me havia prevenido que se eu falasse mais uma vez de bronzeamento o bicho iria pegar. Como fazia sol, me instalei no jardim e de vez em quando corria até o banheiro para me olhar no espelho, mas eu não ficava queimado, e 12

8 Volta às aulas pensei em tentar mais um pouco no jardim, mas, se continuasse todo branco, iria reclamar com papai. E, bem na hora em que saí para o jardim, o carro do sr. Courteplaque parou diante da casa dele, com um montão de bagagens na capota. E então Maria Edwiges desceu do carro e, quando ela me viu, acenou me dando bom-dia. E fiquei todo vermelho.

A minha vida sempre foi imaginar. Queria ter um irmãozinho para brincar...

A minha vida sempre foi imaginar. Queria ter um irmãozinho para brincar... O pequeno Will A minha vida sempre foi imaginar. Queria ter um irmãozinho para brincar... Então um dia tomei coragem e corri até mamãe e falei: - Mãeee queria tanto um irmãozinho, para brincar comigo!

Leia mais

Juro lealdade à bandeira dos Estados Unidos da... autch! No terceiro ano, as pessoas adoram dar beliscões. Era o Zezinho-Nelinho-Betinho.

Juro lealdade à bandeira dos Estados Unidos da... autch! No terceiro ano, as pessoas adoram dar beliscões. Era o Zezinho-Nelinho-Betinho. ÍTULO 1 Juro lealdade à bandeira dos Estados Unidos da... autch! No terceiro ano, as pessoas adoram dar beliscões. Era o Zezinho-Nelinho-Betinho. Julinho sussurrou. Vou pensar no teu caso respondi -lhe,

Leia mais

Meu nome é César e hoje começam minhas aulas numa nova escola. Por causa disso, estou de péssimo

Meu nome é César e hoje começam minhas aulas numa nova escola. Por causa disso, estou de péssimo 1. Meu nome é César e hoje começam minhas aulas numa nova escola. Por causa disso, estou de péssimo humor. Todo ano é a mesma coisa: tenho que trocar de escola, de colegas, de professores, de bairro e,

Leia mais

1.começo Eu Isabel franca moro com minha mãe chamada Helen,moramos numa cidade chamada nova lux gosto muito de morar com minha mãe mas o marido dela

1.começo Eu Isabel franca moro com minha mãe chamada Helen,moramos numa cidade chamada nova lux gosto muito de morar com minha mãe mas o marido dela anoitecer 1.começo Eu Isabel franca moro com minha mãe chamada Helen,moramos numa cidade chamada nova lux gosto muito de morar com minha mãe mas o marido dela chamado pio,bom o cara e legal mas tem um

Leia mais

MÃE, QUANDO EU CRESCER...

MÃE, QUANDO EU CRESCER... MÃE, QUANDO EU CRESCER... Dedico este livro a todas as pessoas que admiram e valorizam a delicadeza das crianças! Me chamo Carol, mas prefiro que me chamem de Cacau, além de ser um apelido que acho carinhoso,

Leia mais

As Melhores 313 PIADAS. para rir sem parar

As Melhores 313 PIADAS. para rir sem parar As Melhores 313 PIADAS para rir sem parar Excesso de velocidade Depois de mandar parar uma condutora, o polícia de trânsito diz-lhe: Minha senhora, vou multá-la. Vinha a 200 quilómetros à hora! O quê???

Leia mais

A Rata Era uma vez uma rata que estava sozinha na toquinha. Ela morava com sua mãe e seu padrasto no castelo do rei, ela não tinha medo de nada.

A Rata Era uma vez uma rata que estava sozinha na toquinha. Ela morava com sua mãe e seu padrasto no castelo do rei, ela não tinha medo de nada. Era Uma Vez A Rata Era uma vez uma rata que estava sozinha na toquinha. Ela morava com sua mãe e seu padrasto no castelo do rei, ela não tinha medo de nada. A ratinha tinha uma felpa de ferro e pensava

Leia mais

para todos! feliz ano-novo não... sopa pura?! então eu tenho que tomar sopa pura! pãozinho aqui em casa... porque não sabe ligar a tv...

para todos! feliz ano-novo não... sopa pura?! então eu tenho que tomar sopa pura! pãozinho aqui em casa... porque não sabe ligar a tv... feliz ano-novo para todos! *soluço* por que o seu irmãozinho está chorando? ele está vendo alguma coisa triste? não... é que ele fica deprimido porque não sabe ligar a tv... *suspiro* se existe uma coisa

Leia mais

A Formiga. Gustavo Rela

A Formiga. Gustavo Rela A Formiga e a Baleia Gustavo Rela Enia Mara de Carvalho São Paulo 2014 Copyright 2014 by Editora Baraúna SE Ltda Capa e ilustrações Gustavo Rela Projeto Gráfico Jacilene Moraes Produção Textual Gustavo

Leia mais

Produção de texto. Observe a imagem e produza um texto narrativo, com no mínimo 10 linhas, a partir do título proposto

Produção de texto. Observe a imagem e produza um texto narrativo, com no mínimo 10 linhas, a partir do título proposto E. E. Ernesto Solon Borges Disciplina: Língua Portuguesa Profª. Regente: Vania Progetec: Cristina Ano: 8º Ano A Alunos: Dayane Sales e Emily Cristina Data: 12/11/2014 Produção de texto Se eu tivesse um

Leia mais

Capítulo Especial 2 O Livro da Vida

Capítulo Especial 2 O Livro da Vida Capítulo Especial 2 O Livro da Vida Der Gevatter Tod Havia dois visitantes sentados no balcão do bar. Um deles era um velho com uma cara ossuda e pele seca. A barba longa e maltratada dele era como as

Leia mais

Emagrecer com saude. Quando eu estava gorda, veja pelas fotos estas são as melhores, as piores deletei.

Emagrecer com saude. Quando eu estava gorda, veja pelas fotos estas são as melhores, as piores deletei. Emagrecer com saude Quando eu estava gorda, veja pelas fotos estas são as melhores, as piores deletei. Bom parei de me pesar quando estava com 79.900 usava calças 48 já apertada demais que a maioria rasgou

Leia mais

Matthew Dicks. Memórias de Um Amigo Imaginário

Matthew Dicks. Memórias de Um Amigo Imaginário Matthew Dicks Memórias de Um Amigo Imaginário Tradução Victor Antunes Para a Clara Capítulo 1 Isto é o que eu sei: Chamo-me Budo. Existo há cinco anos. Cinco anos é muito tempo para alguém como eu. Foi

Leia mais

Após esse relato, como a equipe percebe Miguel?

Após esse relato, como a equipe percebe Miguel? 1 Relato da mãe de Miguel Miguel levantou- se correndo, não quis tomar café e nem ligou para o bolo que eu havia feito especialmente para ele. Só apanhou o maço de cigarros e a caixa de fósforos. Não quis

Leia mais

Presente de Aniversário Vanessa Sueroz

Presente de Aniversário Vanessa Sueroz 2 Autor: Vanessa Sueroz Publicação: Novembro/2013 Edição: 1 ISBN: 0 Categoria: Livro nacional Romance Juvenil Designer: Rodrigo Vilela Leitora Crítica: Ka Alencar Disponível para Prévia do livro Contato:

Leia mais

Melhor Natal de Todos!

Melhor Natal de Todos! O Melhor Natal de Todos! Tiago suspirou enquanto observava da janela os flocos de neve flutuarem suavemente até o chão. Ele havia esperado ansiosamente pela época de Natal, mas agora estava triste. Ouviu-se

Leia mais

Suelen e Sua História

Suelen e Sua História Suelen e Sua História Nasci em Mogi da Cruzes, no maternidade Santa Casa de Misericórdia no dia 23 de outubro de 1992 às 18 horas. Quando eu tinha 3 anos de idade fui adotada pela tia da minha irmã, foi

Leia mais

João Pedro Pinto Moreira 4º Ano EB1 Azenha Nova. A Pequena Diferença

João Pedro Pinto Moreira 4º Ano EB1 Azenha Nova. A Pequena Diferença João Pedro Pinto Moreira 4º Ano EB1 Azenha Nova A Pequena Diferença Era uma vez um menino chamado Afonso que nasceu no primeiro dia do ano de 2000. Era uma criança muito desejada por toda a família, era

Leia mais

A Professora de Horizontologia

A Professora de Horizontologia A Professora de Horizontologia Já tinha parado a chuva e Clara Luz estava louca que a Gota voltasse. Felizmente a Fada-Mãe veio com uma novidade: Minha filha, hoje vem uma professora nova. Você vai ter

Leia mais

Versão RECONTO. O Principezinho. PLIP003 De Antoine De Saint Exupéry

Versão RECONTO. O Principezinho. PLIP003  De Antoine De Saint Exupéry O Principezinho De Antoine De Saint Exupéry Versão RECONTO Adaptação e revisão de texto Judite Vieira e Maria da Luz Simão Escola Secundária Afonso Lopes Vieira Leiria PLIP003 www.plip.ipleiria.pt Este

Leia mais

Todos os domingos à tarde, depois do culto da manhã na igreja, o pastor e seu filho de 11 anos saíam pela cidade e entregavam folhetos evangelísticos.

Todos os domingos à tarde, depois do culto da manhã na igreja, o pastor e seu filho de 11 anos saíam pela cidade e entregavam folhetos evangelísticos. Todos os domingos à tarde, depois do culto da manhã na igreja, o pastor e seu filho de 11 anos saíam pela cidade e entregavam folhetos evangelísticos. Numa tarde de domingo, quando chegou à hora do pastor

Leia mais

HISTÓRIAS DA AJUDARIS 16. Agrupamento de Escolas de Sampaio

HISTÓRIAS DA AJUDARIS 16. Agrupamento de Escolas de Sampaio HISTÓRIAS DA AJUDARIS 16 Agrupamento de Escolas de Sampaio JOÃO FRAQUINHO Era uma vez um menino que estava muito fraquinho, não tinha força para nada nem para se pôr de pé. Estava deitado no chão da rua,

Leia mais

Questionário. Engenharia Eletrônica Primeiro período

Questionário. Engenharia Eletrônica Primeiro período Questionário Engenharia Eletrônica Primeiro período 1. Idade a) Menos de 18 b) 18 c) 19 d) 20 e) Mais de 20 2. Residência a) Campo Mourão. b) Cidade vizinha de Campo Mourão. c) Distante de Campo Mourão.

Leia mais

SER OU NÃO SER, EIS A QUESTÃO

SER OU NÃO SER, EIS A QUESTÃO SER OU NÃO SER, EIS A QUESTÃO Esse livro faz parte de uma história em animação que está lá no nananina.com.br Ele traz o ponto-de-vista de outro personagem. Afinal, existem muitas histórias dentro de cada

Leia mais

Uma Aflição Imperial.

Uma Aflição Imperial. Uma Aflição Imperial. Amanda Silva C. Prefácio Uma aflição Imperial conta a história de uma garota chamada Anna que é diagnosticada com tipo raro de câncer leucemia sua mãe é paisagista e tem apenas um

Leia mais

O melhor amigo Interpretação de Texto para 4º e 5º Ano

O melhor amigo Interpretação de Texto para 4º e 5º Ano O melhor amigo Interpretação de Texto para 4º e 5º Ano O melhor amigo Interpretação de Textos para 4º e 5º Ano O melhor amigo A mãe estava na sala, costurando. O menino abriu a porta da rua, meio ressabiado,

Leia mais

Uma vida que floresce

Uma vida que floresce Uma vida que floresce Um gato, um sapato e um susto Feito por : Haylin Certo dia, ao voltar da escola,(quando eu ainda morava com a minha avó), fui correndo para o banheiro e tomei um banho bem gostoso.

Leia mais

O Rapaz e a Guitarra Mágica

O Rapaz e a Guitarra Mágica O Rapaz e a Guitarra Mágica Conto linha-a-linha Autoria: todas as turmas da Escola E.B. 2,3 de Palmeira Data: 21 a 25 de Março de 2011 Local de realização: Biblioteca Escolar Era uma vez um menino chamado

Leia mais

O menino Nicolau e os amigos

O menino Nicolau e os amigos Jean-Jacques Sempé René Goscinny O menino Nicolau e os amigos Índice O Clotário é caixa-de-óculos... A magnífica lufada de ar... Os lápis de cor... Os campistas... Falámos na rádio... Maria Edviges...

Leia mais

Em um dia ensolarado, a família do Carlinhos foi passear lá no Aterro do Flamengo. O que será que houve? Após terem comprado a água de coco...

Em um dia ensolarado, a família do Carlinhos foi passear lá no Aterro do Flamengo. O que será que houve? Após terem comprado a água de coco... Em um dia ensolarado, a família do Carlinhos foi passear lá no Aterro do Flamengo. O que será que houve? Joga a bola, papai! Joga a bola!! Está bem, Carlinhos! Pode deixar que eu jogo!! Um, dois, três

Leia mais

o casamento do fazendeiro

o casamento do fazendeiro o casamento do fazendeiro ERA uma fez um fazendeiro que ele sempre dia mania de ir na cidade compra coisas mais ele tinha mania de ir sempre de manha cedo um dia ele acordou se arrumou e foi pra cidade,

Leia mais

Martha Medeiros. Noite em claro. L&PM POCKET

Martha Medeiros. Noite em claro.  L&PM POCKET Martha Medeiros Noite em claro www.lpm.com.br L&PM POCKET 1 I Estava tudo silencioso e de repente o céu desabou. Na televisão disseram que esta chuva vai durar uma eternidade. Eu pensei em ler um livro,

Leia mais

Rafa olhou para a bola que tinha levado. Ele ainda tinha uma bola novinha em folha em casa. Se desse esta ao Dani e a seus amigos, ele os faria

Rafa olhou para a bola que tinha levado. Ele ainda tinha uma bola novinha em folha em casa. Se desse esta ao Dani e a seus amigos, ele os faria Ame o seu Próximo Parabéns Rafa. Muitas felicidades, muitos anos de vida! Era o aniversário do Rafa, ele estava fazendo seis anos. Há tempos esperava ansioso por esse dia. Dani, seu melhor amigo, tinha

Leia mais

É importante saber por que certas coisas são o que são. Quer dizer, saber por que acontecem de um jeito e não de outro. O arco-íris, por exemplo.

É importante saber por que certas coisas são o que são. Quer dizer, saber por que acontecem de um jeito e não de outro. O arco-íris, por exemplo. 1. É importante saber por que certas coisas são o que são. Quer dizer, saber por que acontecem de um jeito e não de outro. O arco-íris, por exemplo. O arco-íris pode parecer muito estranho se você não

Leia mais

UM DIA CHEIO. Língua Portuguesa. 6º Ano do Ensino Fundamental II. Nome: Maria Clara Gonçalves dos Santos. Professora: Maristela Mendes de Sousa Lara

UM DIA CHEIO. Língua Portuguesa. 6º Ano do Ensino Fundamental II. Nome: Maria Clara Gonçalves dos Santos. Professora: Maristela Mendes de Sousa Lara UM DIA CHEIO Língua Portuguesa 6º Ano do Ensino Fundamental II Nome: Maria Clara Gonçalves dos Santos Professora: Maristela Mendes de Sousa Lara Tudo começou quando eu queria pescar com meu avô. Ele tinha

Leia mais

Uma pequena mágica Não seria ótimo se você pudesse ir para a cama,

Uma pequena mágica Não seria ótimo se você pudesse ir para a cama, CAPÍTULO UM Uma pequena mágica Não seria ótimo se você pudesse ir para a cama, aconchegar-se debaixo das suas cobertas, fechar os olhos e adormecer sem nenhuma agitação ou medo? Sem ouvir barulhos ou pensar

Leia mais

Era mais uma das frases de Hannah. Quando perguntei pra ela o que fazer se alguém viesse comprar briga comigo, ela res pondeu: Ninguém vai matar

Era mais uma das frases de Hannah. Quando perguntei pra ela o que fazer se alguém viesse comprar briga comigo, ela res pondeu: Ninguém vai matar Billie EU ESTAVA ME COMPORTANDO bem fazia uma semana. Só tinha me metido em uma briga, o que devia ser um recorde pra mim. Estava na cara que aquilo não ia durar muito. Estava passando pelo estacionamento

Leia mais

Leitura e Mediação Pedagógica

Leitura e Mediação Pedagógica Protocolo Colaborador: 23 Leitura e Mediação Pedagógica S. Pesquisador: Helen Danyane Soares Caetano de Souza 04-set-10 Dentro de casa tem Transcrição (1) P: Bom dia S.? (2) C: Bom dia. (3) P: Tudo bem?

Leia mais

A sanita mutante! Coleção. Os Mutantes. Já publicados A sanita mutante. A publicar Os óculos mutantes A esferográfica mutante

A sanita mutante! Coleção. Os Mutantes. Já publicados A sanita mutante. A publicar Os óculos mutantes A esferográfica mutante Coleção A sanita mutante! Os Mutantes Já publicados A sanita mutante A publicar Os óculos mutantes A esferográfica mutante O prego mutante Frutas mutantes Estrela mutante A irmã mutante Maio de 2016 20

Leia mais

manhã a minha irmã Inês vai ter o seu primeiro dia de escola. Há mais de uma semana que anda muito irrequieta e não para de me fazer perguntas,

manhã a minha irmã Inês vai ter o seu primeiro dia de escola. Há mais de uma semana que anda muito irrequieta e não para de me fazer perguntas, 5 6 manhã a minha irmã Inês vai ter o seu primeiro dia de escola. Há mais de uma semana que anda muito irrequieta e não para de me fazer perguntas, sempre a incomodar-me. Por vezes, eu divirto-me a responder.

Leia mais

LELO AMARELO BELO. (Filosofia para crianças) ROSÂNGELA TRAJANO. Volume III 05 anos de idade

LELO AMARELO BELO. (Filosofia para crianças) ROSÂNGELA TRAJANO. Volume III 05 anos de idade LELO AMARELO BELO (Filosofia para crianças) Volume III 05 anos de idade ROSÂNGELA TRAJANO LELO AMARELO BELO Rosângela Trajano LELO AMARELO BELO VOLUME III (05 ANOS) DE IDADE 1ª EDIÇÃO LUCGRAF NATAL 2012

Leia mais

Midnight Memories. L Chagas

Midnight Memories. L Chagas Midnight Memories L Chagas Aos meus leitores, com gratidão. [...] Você, eu e todos os nossos amigos Não me importo quanto gastamos Querida, isso é do que se trata a noite Eu sei que nada faz sentido

Leia mais

Maria Luiza Braga (UFRJ)

Maria Luiza Braga (UFRJ) Entrevista Maria Luiza Braga (UFRJ) André Felipe Cunha Vieira Gostaria( de( começar( esta( entrevista( agradecendo( por( você( aceitar( nosso( convite(e(nos(receber(em(sua(casa.(ler(seu(currículo(lattes(é(um(exercício(de(

Leia mais

A conta-gotas. Ana Carolina Carvalho

A conta-gotas. Ana Carolina Carvalho A conta-gotas Ana Carolina Carvalho Agradeço a Regina Gulla pela leitura atenta e pelas sugestões. Para minha mãe, pela presença. Para Marina, minha afilhada, que quis ler o livro desde o começo. 1 A

Leia mais

Era uma vez uma princesa. Ela era a mais bela

Era uma vez uma princesa. Ela era a mais bela Era uma vez uma princesa. Ela era a mais bela do reino. Era também meiga, inteligente e talentosa. Todos a admiravam. Todos queriam estar perto dela. Todos queriam fazê-la feliz, pois o seu sorriso iluminava

Leia mais

Exercícios de gramática do uso da língua portuguesa do Brasil

Exercícios de gramática do uso da língua portuguesa do Brasil Sugestão: estes exercícios devem ser feitos depois de estudar a Unidade 4 por completo do livrotexto Muito Prazer Unidade 4 I Verbos regulares no futuro do presente simples indicativo Estar Ser Ir Eu estarei

Leia mais

O Tigre à Beira do Rio

O Tigre à Beira do Rio O Tigre à Beira do Rio --Baixe-se Moba! Muito bem Didi, o menino birmanês subiu no elefante e fez carinho em sua cabeça. Didi treinara Moba desde bebê. Como era um elefante asiático, Moba não era tão grande

Leia mais

Um belo dia de sol, Jessi caminhava feliz para sua escola.

Um belo dia de sol, Jessi caminhava feliz para sua escola. Jessy Um belo dia de sol, Jessi caminhava feliz para sua escola. Jessi era uma garota linda, tinha a pele escura como o chocolate, seus olhos eram pretos e brilhantes que pareciam duas lindas amoras, seu

Leia mais

BANCO DE ATIVIDADES Presente Geografia 2 ano - 1 bimestre Avaliação

BANCO DE ATIVIDADES Presente Geografia 2 ano - 1 bimestre Avaliação Geografia 2 ano - 1 bimestre Unidade 1 1. Você conheceu algumas crianças como Maíra e Mayumi. Observe novamente a paisagem do lugar onde elas vivem. Geografia 2 ano - 1 bimestre a) Na paisagem do lugar

Leia mais

AS AVENTURAS DE MIGUEL - Bernardo S. Schmitt-

AS AVENTURAS DE MIGUEL - Bernardo S. Schmitt- AS AVENTURAS DE MIGUEL - Bernardo S. Schmitt- Era uma vez um menino chamado Miguel. Num dia sua mãe falou: - Olha, filho, hoje você vai para escola de ônibus. E o Miguel falou: - Mas eu não sou pequeno?

Leia mais

LAURA CORRE. Que direção tomar? Que local é esse?

LAURA CORRE. Que direção tomar? Que local é esse? LAURA CORRE Eu estava ofegante. Não dava para ver muito além de mim mesma. Era noite, estava escuro e havia bastante neblina ao redor. Cada árvore que eu passava, sentia mais medo. O vento era gelado e

Leia mais

Parte Um Minha_Vida_Agora.indd 7 Minha_Vida_Agora.indd 7 11/06/ :19:05 11/06/ :19:05

Parte Um Minha_Vida_Agora.indd 7 Minha_Vida_Agora.indd 7 11/06/ :19:05 11/06/ :19:05 Parte Um Minha_Vida_Agora.indd 7 11/06/2012 16:19:05 Minha_Vida_Agora.indd 8 11/06/2012 16:19:06 1 Meu nome é Elizabeth, mas ninguém nunca me chamou assim. Meu pai deu uma olhada em mim quando nasci e

Leia mais

Os Principais Tipos de Objeções

Os Principais Tipos de Objeções Os Principais Tipos de Objeções Eu não sou como você" Você tem razão, eu não estou procurando por pessoas que sejam como eu. Sou boa no que faço porque gosto de mim como eu sou. Você vai ser boa no que

Leia mais

Samuel jogou suas coisas em seu quarto e saiu correndo em direção. eram noticias ruins em relação a Sara, a voz da doutora dizia isso.

Samuel jogou suas coisas em seu quarto e saiu correndo em direção. eram noticias ruins em relação a Sara, a voz da doutora dizia isso. Bruno D. Vieira 8 Samuel jogou suas coisas em seu quarto e saiu correndo em direção ao consultório da psicóloga, a única coisa que passava em sua mente eram noticias ruins em relação a Sara, a voz da doutora

Leia mais

Quando o Sol se apaixonou pela Lua. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Curso Superior de Tecnologia em Jogos Digitais 2016

Quando o Sol se apaixonou pela Lua. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Curso Superior de Tecnologia em Jogos Digitais 2016 Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Curso Superior de Tecnologia em Jogos Digitais 2016 Quando o Sol se apaixonou pela Lua Letícia Cruz RA00178896 Linguagem Audiovisual e Games Eliseu Lopes Desenho

Leia mais

Olhares. Rosângela Trajano. 2 - Por que não permitimos que os outros se aproximem de nós? 4 O que são as coisas mais simples do mundo para você?

Olhares. Rosângela Trajano. 2 - Por que não permitimos que os outros se aproximem de nós? 4 O que são as coisas mais simples do mundo para você? Olhares Ando pelas ruas e a multidão quase esbarra em mim. Tenho certeza que se me deitasse no chão seria pisoteada. As pessoas não olham mais para o chão, aliás as pessoas não olham mais nem para si mesmas.

Leia mais

Apoio: Patrocínio: Realização:

Apoio: Patrocínio: Realização: 1 Apoio: Patrocínio: Realização: 2 O PATINHO FEIO 3 O PATINHO FEIO Lá embaixo, na campina, escondido pela grama alta, havia um ninho cheio de ovos. Mamãe Pata deitava-se nele, toda feliz, aquecendo os

Leia mais

PSY: Você também tratou muito dela quando viviam as duas. A: Depois não percebe que tem de ir apresentável! Só faz o que lhe apetece!

PSY: Você também tratou muito dela quando viviam as duas. A: Depois não percebe que tem de ir apresentável! Só faz o que lhe apetece! Anexo 3 SESSÃO CLÍNICA - A PSY: Então como tem andado? A:Bem. Fomos as três a Fátima, foi giro. Correu bem, gosto de ir lá. Tirando a parte de me chatear com a minha irmã, mas isso já é normal. Anda sempre

Leia mais

Escrito por Sáb, 18 de Julho de :00 - Última atualização Qui, 13 de Dezembro de :18

Escrito por Sáb, 18 de Julho de :00 - Última atualização Qui, 13 de Dezembro de :18 TRIBUNAL ECLESIÁSTICO Dte // Dda Libelo da Autora (Parte Demandante) Meu nome é XXX XXXX Dte, nasci em JesuCity no dia 00 de mês de Ano, e resido na RUA N, CEP. No dia de 27 de Mês de 1983 na Igreja Nossa

Leia mais

Prefácio Corra, Corra para salvar sua vida. Pensou a garota enquanto corria desesperadamente por um corredor escuro. Uma adaga foi arremessada e por

Prefácio Corra, Corra para salvar sua vida. Pensou a garota enquanto corria desesperadamente por um corredor escuro. Uma adaga foi arremessada e por Prefácio Corra, Corra para salvar sua vida. Pensou a garota enquanto corria desesperadamente por um corredor escuro. Uma adaga foi arremessada e por alguns centímetros não atingiu o pé da garota que estava

Leia mais

Porém este respondeu: Não quero; mais tarde, tocado de arrependimento, foi e fez o que o pai pediu pra ele. BOCA DE FORNO. Regras:

Porém este respondeu: Não quero; mais tarde, tocado de arrependimento, foi e fez o que o pai pediu pra ele. BOCA DE FORNO. Regras: BOCA DE FORNO A1 Regras: O professor comanda a brincadeira, e antes de cada tarefa o refrão: Professor: Boca de forno. Todos: Forno Professor : Tudo que eu pedir para fazer, faz? 2 Sugestões de tarefas

Leia mais

"agora boa historia" assinado:maria Clara

agora boa historia assinado:maria Clara Fadas e magia Quiz fazer esse livro em homenagem de um desenho que adoro assistir e nesse desenho tem varias fadas não se esqueçam não fiz a historia do filme só fiz uma homenagem "agora boa historia"

Leia mais

Era dia 28 de Março de 2017, ainda uma noite fria surpreendentemente e havia um rapaz mais ou menos alto cabelo quase careca, olhos verdes azulados e

Era dia 28 de Março de 2017, ainda uma noite fria surpreendentemente e havia um rapaz mais ou menos alto cabelo quase careca, olhos verdes azulados e Era dia 28 de Março de 2017, ainda uma noite fria surpreendentemente e havia um rapaz mais ou menos alto cabelo quase careca, olhos verdes azulados e lábios um bocado grossos. No dia seguinte era o seu

Leia mais

PETRA NASCEU COMO TODAS AS CRIANÇAS. ERA UMA

PETRA NASCEU COMO TODAS AS CRIANÇAS. ERA UMA A menina PETRA NASCEU COMO TODAS AS CRIANÇAS. ERA UMA menina alegre e muito curiosa. O que a diferenciava das outras crianças é que desde muito pequenina ela passava horas na Floresta do Sol conversando

Leia mais

2. Perguntar se alguém já perdeu uma pessoa querida ou um animal de estimação, como se sentiu e como reagiu. Ouvir e comentar respostas.

2. Perguntar se alguém já perdeu uma pessoa querida ou um animal de estimação, como se sentiu e como reagiu. Ouvir e comentar respostas. AULA DESENCARNAÇÃO by Juliane Objetivos: ajudá-los a perceber que a morte é um fenômeno natural e lhes dar subsídios para conviver com a perda. Contribuir para que tenham posturas equilibradas diante da

Leia mais

AVALIAÇÃO 2º ANO LEIA A POESIA COM ATENÇÃO:

AVALIAÇÃO 2º ANO LEIA A POESIA COM ATENÇÃO: ESCOLA: NOME: DATA: / / 2º ANO: AVALIAÇÃO 2º ANO O SAPO SALTADOR LÁ NO CANTO DO JARDIM MORA UM SAPO SALTADOR QUE SE REFRESCA NA ÁGUA PARA ESPANTAR O CALOR LEIA A POESIA COM ATENÇÃO: ESPERA CONTENTE E FACEIRO

Leia mais

Teatro A História da Carochinha

Teatro A História da Carochinha Teatro A História da - O meu nome é, gosto muito de limpar. Arrumo a casa toda, sempre a cantar. Tenho uma vida pacata mas gostava de casar. Vestir um vestido branco e um marido arranjar. Mas preciso de

Leia mais

Cristóbal nasceu num aquário. O mundo dele resumia-se a um pouco de água entre as quatro paredes de vidro. Isso, alguma areia, algas, pedras de divers

Cristóbal nasceu num aquário. O mundo dele resumia-se a um pouco de água entre as quatro paredes de vidro. Isso, alguma areia, algas, pedras de divers Cristóbal nasceu num aquário. O mundo dele resumia-se a um pouco de água entre as quatro paredes de vidro. Isso, alguma areia, algas, pedras de diversos tamanhos e a miniatura em madeira de uma caravela

Leia mais

DATA: 02 / 05 / 2016 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 3.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA:

DATA: 02 / 05 / 2016 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 3.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA UNIDADE: DATA: 02 / 05 / 206 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 3.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A):

Leia mais

Em Círculos. Mateus Milani

Em Círculos. Mateus Milani Em Círculos Mateus Milani Que eu não perca a vontade de ter grandes amigos, mesmo sabendo que, com as voltas do mundo, eles acabam indo embora de nossas vidas Ariano Suassuna. Sinopse Círculos. A vida

Leia mais

Língua Portuguesa A GRANDE AVENTURA DE JOÃO PEDRO. 6º Ano do Ensino Fundamental II. Nome: Gustavo Venâncio Sales de Souza

Língua Portuguesa A GRANDE AVENTURA DE JOÃO PEDRO. 6º Ano do Ensino Fundamental II. Nome: Gustavo Venâncio Sales de Souza A GRANDE AVENTURA DE JOÃO PEDRO Língua Portuguesa 6º Ano do Ensino Fundamental II Nome: Gustavo Venâncio Sales de Souza Professora: Maristela Mendes de Sousa Lara 2015 Olá, meu nome é João Pedro, eu moro

Leia mais

TESTE DIAGNÓSTICO DE PORTUGUÊS 4.º ano

TESTE DIAGNÓSTICO DE PORTUGUÊS 4.º ano Nome: Turma: Nº Data: / / Apreciação Professor CED TESTE DIAGNÓSTICO DE PORTUGUÊS 4.º ano Lê silenciosamente o texto a seguir. O CAVALO DE ALEXANDRE Passou-se esta história há muitos anos, muitos, numa

Leia mais

PRÓLOGO. Dezembro de 1993

PRÓLOGO. Dezembro de 1993 PRÓLOGO Dezembro de 1993 Krickitt dirigiu-se-lhe o terapeuta em voz calma, sabe onde está? Krickitt pensou por um instante antes de responder. Phoenix. Muito bem, Krickitt. Sabe em que ano está? 1965.

Leia mais

O Estranho Homem. S. Esteves

O Estranho Homem. S. Esteves O Estranho Homem S. Esteves [ 2 ] O conteúdo desta obra literária inclusive as imagens, está protegido pela legislação autoral vigente no Brasil, e pelas regras internacionais estabelecidas na Convenção

Leia mais

Como Ajudar o Mundo?

Como Ajudar o Mundo? Como Ajudar o Mundo? Todos dizem como salvar o mundo, mas será mesmo que fazem o que falam? André tem 8 anos. Certo dia estava em uma aula de ciências e sua professora disse que o mundo está sofrendo com

Leia mais

A mulher que matou os peixes 14/11/12 14:49 Página 9

A mulher que matou os peixes 14/11/12 14:49 Página 9 14/11/12 14:48 Página 8 14/11/12 14:49 Página 9 Essa mulher que matou os peixes infelizmente sou eu. Mas juro a vocês que foi sem querer. Logo eu! que não tenho coragem de matar uma coisa viva! Até deixo

Leia mais

Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula Jardim (3 a 5 anos) Título: Sentimento de Fraternidade

Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula Jardim (3 a 5 anos) Título: Sentimento de Fraternidade Plano de Aula 17 Centro Espírita Ismênia de Jesus Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula Jardim (3 a 5 anos) Educadoras: Edma e Priscila Dia: 13/06/2016 Título: Sentimento de Fraternidade

Leia mais

A NOIVA. André Calazans

A NOIVA. André Calazans A NOIVA André Calazans - É, meu filho, sua velha mãe não tem como evitar. Você, meu único filho que me ficou, vai casar. Logo você, meu caçula, com aquela jararaca... - Mãe, por favor... - Deixa disso,

Leia mais

UMA HISTÓRIA DE AMOR

UMA HISTÓRIA DE AMOR UMA HISTÓRIA DE AMOR Nunca fui de acreditar nessa história de amor "á primeira vista", até conhecer Antonio. Eu era apenas uma menina, que vivia um dia de cada vez sem pretensões de me entregar novamente,

Leia mais

Que Nevão! Teresa Dangerfield

Que Nevão! Teresa Dangerfield Que Nevão! Teresa Dangerfield Que Nevão! Teresa Dangerfield Mamã, Mamã, está tudo branquinho lá fora! gritou o Tomás muito contente assim que se levantou e espreitou pela janela. Mariana, vem ver depressa!

Leia mais

Transcrição da Entrevista

Transcrição da Entrevista Transcrição da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Praticante Sonia Local: Núcleo de Arte Nise da Silveira Data: 5 de dezembro de 2013 Horário: 15:05 Duração da entrevista:

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA 6 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª DINANCI SILVA PROF. MARIO PAIXÃO

LÍNGUA PORTUGUESA 6 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª DINANCI SILVA PROF. MARIO PAIXÃO LÍNGUA PORTUGUESA 6 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª DINANCI SILVA PROF. MARIO PAIXÃO CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade II Cultura: a pluralidade na expressão humana. 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 11.1 Conteúdos

Leia mais

DEUS PROVA ABRAÃO Lição Objetivos: Ensinar que os filhos de Deus tornam-se mais fiéis através de provas de dificuldade.

DEUS PROVA ABRAÃO Lição Objetivos: Ensinar que os filhos de Deus tornam-se mais fiéis através de provas de dificuldade. DEUS PROVA ABRAÃO Lição 11 1 1. Objetivos: Ensinar que os filhos de Deus tornam-se mais fiéis através de provas de dificuldade. 2. Lição Bíblica: Gênesis 21.1-8; 1-19 (Base bíblica para a história e o

Leia mais

Helena Vellinho Corso¹, Tania Mara Sperb¹, & Jerusa Fumagalli de Salles¹

Helena Vellinho Corso¹, Tania Mara Sperb¹, & Jerusa Fumagalli de Salles¹ Revista Neuropsicología Latinoamericana ISSN 2075-9479 Vol. 4 No. 2. 2012. Apêndices Desenvolvimento de instrumento de compreensão leitora a partir de reconto e questionário Desarrollo de un instrumento

Leia mais

c- Muitas vezes nos deparamos com situações em que nos sentimos tão pequenos e às vezes pensamos que não vamos dar conta de solucioná-las.

c- Muitas vezes nos deparamos com situações em que nos sentimos tão pequenos e às vezes pensamos que não vamos dar conta de solucioná-las. FICHA DA SEMANA 5º ANO A e B Instruções: 1- Cada atividade terá uma data de realização e deverá ser entregue a professora no dia seguinte; 2- As atividades deverão ser copiadas e respondidas no caderno,

Leia mais

Escrito & ilustrado por MEG CABOT. Tradução de MARIA P. DE LIMA. 1 a edição

Escrito & ilustrado por MEG CABOT. Tradução de MARIA P. DE LIMA. 1 a edição Diário de uma princesa improvável Diário de uma princesa improvável Escrito & ilustrado por MEG CABOT Tradução de MARIA P. DE LIMA 1 a edição 2016 Seria fácil ser princesa se eu estivesse vestida com tecido

Leia mais

da quando me chama de palito de fósforo e ri de um jeito tão irritante que me deixa louco da vida, com vontade de inventar apelidos horripilantes

da quando me chama de palito de fósforo e ri de um jeito tão irritante que me deixa louco da vida, com vontade de inventar apelidos horripilantes Chiquinho MIOLO 3/8/07 9:34 AM Page 14 Meu nome é Chiquinho Meu pai é alto e magro e se chama Chico. Meu avô é baixo e gordo e se chama Francisco. Eu me chamo Chiquinho e ainda não sei como sou. Já andei

Leia mais

O que mais me lembro da minha infância era o grande espelho que havia na sala da casa da minha avó paterna. Estava sempre coberto por um grande

O que mais me lembro da minha infância era o grande espelho que havia na sala da casa da minha avó paterna. Estava sempre coberto por um grande historia de terror O que mais me lembro da minha infância era o grande espelho que havia na sala da casa da minha avó paterna. Estava sempre coberto por um grande lençol negro, o que despertava a minha

Leia mais

ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO - 4º ano -

ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO - 4º ano - COLÉGIO ARNALDO 2014 ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO - 4º ano - PORTUGUÊS Aluno(a): Ano: Professora: Valor: 20 pontos Obteve: Conteúdo de Recuperação Identificar o sentido ou expressão em um texto. Localizar

Leia mais

O Principezinho. Antoine de Saint-Exupéry. com aguarelas do autor

O Principezinho. Antoine de Saint-Exupéry. com aguarelas do autor Antoine de Saint-Exupéry com aguarelas do autor ANTOINE DE SAINT-EXUPÉRY 10 Então, pensei muito nas aventuras da selva e, com um lápis de cor, consegui fazer o meu primeiro desenho. O meu desenho número

Leia mais

Não Fale com Estranhos

Não Fale com Estranhos Não Fale com Estranhos Texto por: Aline Santos Sanches PERSONAGENS Cachorro, Gato, Lobo, Professora, Coelho SINOPSE Cachorro e Gato são colegas de classe, mas Gato é arisco e resolve falar com um estranho.

Leia mais

Gosto muito do pequeno-almoço!

Gosto muito do pequeno-almoço! Gosto muito do pequeno-almoço! Débora Cláudio, Nuno Pereira de Sousa, Rui Tinoco, Ângela Menezes Gosto muito do pequeno-almoço! Débora Cláudio, Nuno Pereira de Sousa, Rui Tinoco, Ângela Menezes Hoje, o

Leia mais

Festa da música º ano CDEF

Festa da música º ano CDEF Festa da música 05 5º ano CEF Menina estás à janela 5C G Menina estás à janela A com o teu cabelo à lua G não me vou daqui embora A sem levar uma prenda tua 3 3 3 sem levar uma prenda tua sem levar uma

Leia mais

1. OUÇAM A PRIMAVERA!

1. OUÇAM A PRIMAVERA! 1. OUÇAM A PRIMAVERA! Na Mata dos Medos há uma pequena clareira dominada por um pinheiro-manso 1 muito alto. É o largo do Pinheiro Grande. Um pássaro que por lá passarou pôs-se a cantar e acordou o Ouriço,

Leia mais

Hoje, às 10h, o H, nosso herói, habitante do abecedário, humilde, honrado e honesto, perdeu uma perna enquanto praticava natação. A perna desapareceu

Hoje, às 10h, o H, nosso herói, habitante do abecedário, humilde, honrado e honesto, perdeu uma perna enquanto praticava natação. A perna desapareceu Hoje, às 10h, o H, nosso herói, habitante do abecedário, humilde, honrado e honesto, perdeu uma perna enquanto praticava natação. A perna desapareceu no horizonte. O que há-de fazer o h? Um dia a letra

Leia mais

Anjo da Guarda e a Luz Noturna

Anjo da Guarda e a Luz Noturna O Anjo da Guarda e a Luz Noturna Papai, tenho mesmo que ir dormir agora? perguntou Telmo. Acho que já teve histórias suficientes por uma noite disse o pai. Por favor, papai. Só mais uma história suplicou

Leia mais

alias vou começar desde o dia que conheci a Bianca bom já devem ter percebido que é a Luana que esta escrevendo né.foi no 1 ano eu e Bianca estávamos

alias vou começar desde o dia que conheci a Bianca bom já devem ter percebido que é a Luana que esta escrevendo né.foi no 1 ano eu e Bianca estávamos a vida na escola alias vou começar desde o dia que conheci a Bianca bom já devem ter percebido que é a Luana que esta escrevendo né.foi no 1 ano eu e Bianca estávamos brincando de boneca com as meninas

Leia mais

P/1 E qual a data do seu nascimento? Eu te ajudo. Já te ajudo. Dia 30 de março de 1984.

P/1 E qual a data do seu nascimento? Eu te ajudo. Já te ajudo. Dia 30 de março de 1984. museudapessoa.net P/1 Então, vamos lá. Eu queria que você me falasse seu nome completo. R Meu nome é Karen Fisher. P/1 E onde você nasceu, Karen? R Eu nasci aqui no Rio, Rio de Janeiro. P/1 Na cidade mesmo?

Leia mais

ALUNO(A): DATA: BRUMADO,

ALUNO(A): DATA: BRUMADO, ALUNO(A): A2 ATIVIDADES ALUNO(A): A4 PINTE: ATIVIDADE: ALUNO(A): A5 ATIVIDADES O bicho preguiça A8 A preocupação da mãe de Caio era conseguir educar seu filho, tornando-o alguém de bons sentimentos, que

Leia mais