CCDR-LVT. Perspectivas de Desenvolvimento

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CCDR-LVT. Perspectivas de Desenvolvimento"

Transcrição

1 CCDR-LVT Processo de Informatização Perspectivas de Desenvolvimento

2 Linhas Estratégicas A. Integração Lógica e Funcional do Sistema de Informação B. Normalização, Racionalização e Potenciação dos Circuitos de Tramitação de Informação e dos Procedimentos Associados C. Modernização das Plataformas Tecnológicas D. Qualificação e Credenciação dos Sistemas de Informação e das Plataformas Tecnológicas

3 A.1. Projecto de Gestão Documental Aplicação Transversal a todos os Serviços da CCDR-LVT, incluindo Delegações Sub-regionais Definição de Requisitos, Desenvolvimento, Implementação e Normalização de: Gestão Documental Gestão de Processos Workflows de Tramitação de Documentos Disponibilização de Webservices Integração com restantes aplicações das áreas do Ordenamento do Território, Ambiente e Jurídica Integração com Serviços Online

4 A.2. Projecto SIG Administração de Dados Georeferenciados Actualização/Disponibilização de Informação de Base Criação de Modelo de Metadados Funcionalidades para Pesquisa e Análise Espacial Integração com Google Earth, Virtual Earth PT e com outras Entidades(IGP, DGOT-DU, ICN-B, IGEOE) Integração com WebSIG Geoportal Funcionalidades de edição/adição para alguns tipos de Pretensões

5 A.3. SI do Ordenamento do Território Aplicação para Gestão de todos os processos técnicos da área do Ordenamento do Território, incluindo: Pretensões de Localização Planos Directores Municipais Planos de Pormenor Planos de Urbanização REN Integração com Gestão Documental Documentos e Processos Integração com SIG Consulta e Edição Integração com Serviços Online

6 A.4. SI de Avaliação de Impacto Ambiental Aplicação para Gestão dos Processos da área dos Estudos de Avaliação de Impacto Ambiental: Pareceres de Enquadramento do Projecto no Regime Jurídico de AIA Dispensa do Procedimento de AIA PropostadeDefiniçãodeÂmbitodoEIA Tramitação do Estudo de Impacte Ambiental Fase de Pós-Avaliação Avaliação Ambiental de Planos e Programas Integração com Gestão Documental Integração com SIG Integração com Serviços Online

7 A.5. SI do Licenciamento Ambiental Aplicação para Gestão dos Processos da área do Licenciamento Ambiental: Licenciamento Simplificado de Operações de Gestão de Resíduos Licenciamento Normal de Operações de Gestão de Resíduos Licenciamento de Exploração de Massas Minerais Licenciamento Industrial Integração com Gestão Documental Integração com SIG Integração com Serviços Online

8 A.6. SI dos Processos de Contra-Ordenação Aplicação para Gestão dos Processos de Contra-Ordenação, pelos Serviços Jurídicos da CCDR-LVT Integração com Gestão Documental Integração com Serviços Online

9 A.7. Serviços Online Submissão de Formulários Electrónicos via Web Consulta via Web de Documentação e Estado de Processos Consulta via Web de Informação Georeferenciada relativa aos Processos

10 Perspectiva de Integração Gestão Documental SiPCO SiOT SiAIA SiLIC SIG

11 A.8. WebSIG GeoPortal Disponibilização de Plataforma Web para Consulta de Informação Georeferenciada a todos os Serviços da CCDR- LVT Integração de funcionalidades de Consulta e Edição com as Aplicações de Gestão de Processos Técnicos das Áreas de: Ordenamento do Território Ambiente Integração com Serviços Online

12 A.9. SIG Wireless Disponibilização de Plataforma às Equipas de Fiscalização Acesso Remoto à Plataforma SIG Existente nos Serviços Centrais, para Consulta e Actualização Monitorização no BackOffice das Unidades de Fiscalização Monitorização no BackOffice das Unidades de Fiscalização no Terreno

13 A.10. Portal de Intranet Criação de Portal Web para Disponibilização Interna de: Informação Institucional Interna/Externa Legislação Manuais de Procedimentos Informação Técnica da Competência da CCDR-LVT Informação de Recursos Humanos Informação Cultura e Lazer Partilha de Ficheiros Outra Informação Interna

14 A.11. Qualidade do Ar Aplicação para Gestão Centralizada das Estações da Qualidade do Ar espalhadas por toda a Região de Lisboa e ValedoTejo Monitorização Contínua e em Tempo Real da Qualidade do Ar Emissão de Alertas Produção de Relatórios

15 A.12. Pagamento de Guias via MB Possibilidade dos Utentes CCDR-LVT efectuarem o pagamento de Guias de Depósito através de MB Integração com Aplicação de Gestão de Receita GESGUIAS Objectivo QUAR 2008: Superado

16 A.13. SI BSC Aplicação para suporte à Medição do Desempenho Organizacional Criação de Objectivos, Indicadores e Metas Report de Medições de cada Indicador Emissão de Alertas Produção de Mapas Aplicação Desenvolvida Internamente

17 B. Normalização e Potenciação dos Circuitos de Tramitação de Informação Normas de Procedimentos para: Gestão Documental Electrónica SIG Racionalização de Circuitos e de Procedimentos Associados ao Tratamento dos Processos e Documentos da Comissão Monitorização da Qualidade de Utilização das Aplicações Acções de Formação ao Nível dos Utilizadores e da Administração das Aplicações e Sistemas Instalados

18 C.1. Ligações entre Edifícios de Lisboa Passagem de cablagem de FO entre os Edifícios da CCDR- LVT em Lisboa, localizados na Rua Artilharia Um e Rua Braamcamp Largura de Banda Disponível: 2 Gbps CriaçãodeLinkdeBackupbaseadoemTecnologiaSemFios

19 C.2. Sala de Digitalização Aquisição de Hardware: Estações Gráficas Scanners de Grande Formato Aquisição de Software SIG Intergraph Digitalização de Novos Processos Recuperação de Histórico

20 C.3. Equipamento Multifunções Instalação por Piso de Equipamentos Multifunções para Centralização de: Cópia Impressão Digitalização Benefícios Obtidos: Maior Capacidade de Processamento Racionalização de Custos Gestão Centralizada

21 C.4. Rede Estruturada Santarém Substituição de Equipamento Passivo: Cablagem, Tomadas deacessoàrede,caminhosdecabosebastidor Substituição de Equipamentos de Rede: Switchs, Routers e Instalação de UPS Implementação de Central Telefónica VoIP com ligação aos Serviços Centrais em Lisboa Reforço da Capacidade de Processamento: Aquisição de Novo Servidor ActualizaçãodoParquedePC

22 C.5. Rede Estruturada Torres Novas Substituição de Equipamento Passivo: Cablagem, Tomadas deacessoàrede,caminhosdecabosebastidor Substituição de Equipamentos de Rede: Switchs, Routers e Instalação de UPS Implementação de Central Telefónica VoIP com ligação aos Serviços Centrais em Lisboa Aquisição de Novo Servidor

23 C.6. Rede Estruturada Caldas da Rainha Criação de Sala Técnica Climatizada Substituição de Equipamento Passivo: Cablagem, Tomadas deacessoàrede,caminhosdecabosebastidor Substituição de Equipamentos de Rede: Switchs, Routers e Instalação de UPS Implementação de Central Telefónica VoIP com ligação aos Serviços Centrais em Lisboa Aquisição de Novo Servidor

24 C.7. Comunicações Lisboa Sub-regionais Criação de Rede de Comunicações para Voz e Dados entre Lisboa(Rua Braamcamp) e Delegações Sub-regionais: Lisboa: Circuito Dedicado VPN IP Ethernet10 Mbps Santarém: Circuito Dedicado VPN IP SHDSL 2 Mbps TorresNovas:CircuitoDedicadoVPNIPADSL24Mbps/2Mbps CaldasdaRainha:CircuitoDedicadoVPNIPSHDSL2Mbps Setúbal:CircuitoDedicadoVPNIPSHDSL2Mbps

25 D.1. Conformidade ISO/IEC 27001:2005 Elaboração de Estudos de Segurança para Conformidade com a Norma ISO/IEC 27001:2005: Levantamento do Cenário Actual AnáliseeGestãodoRisco PréPlanoFaseII

26 Perspectivas de Desenvolvimento

27 Rede Estruturada Setúbal Substituição de Equipamento Passivo: Cablagem, Tomadas deacessoàrede,caminhosdecabosebastidor Substituição de Equipamentos Activos de Rede: Switchs, Routers e Instalação de UPS Implementação de Central Telefónica VoIP com ligação aos Serviços Centrais em Lisboa Aquisição de Novo Servidor

28 Implementação e Certificação de SGSI Conformidade com a norma ISO/IEC Levantamento dos processos críticos ao negócio e actividade da CCDR-LVT Implementação de actividades de Análise do Risco Desenvolvimento de Sistema de Gestão de Políticas de Segurança Desenvolvimento de Plano de Sensibilização para Segurança

29 Desenvolvimentos Aplicacionais Desenvolvimento de Aplicações para Gestão de Processos nas Áreas de: Fiscalização Autarquias Locais

30 Balcão Único Aumentar a Capacidade de Resposta aos Utentes da CCDR- LVT mediante: Atendimento Multi-canal Modernização das Instalações Integração dos Vários Pontos de Atendimento Gestão Integrada da Relação com o Cliente: Conhecer o cliente Responder ao cliente Orientar os serviços técnicos para o cliente

31 Cartão do Cidadão Utilização do Cartão do Cidadão para Autenticação perante o Sistema de Informação da CCDR-LVT para: Utentes da CCDR-LVT: Site e Serviços Online Colaboradores Internos: Gestão Documental Integração da Assinatura Digital Qualificada com a Aplicação de Gestão Documental

Projectar o Algarve no Futuro

Projectar o Algarve no Futuro Projectar o Algarve no Futuro Os Novos Desafios do Algarve Região Digital paulo.bernardo@globalgarve.pt 25 Maio 2007 Auditório Portimão Arena Um mundo em profunda mudança O Mundo enfrenta hoje um processo

Leia mais

MARGov SIG de Participação Pública. Abril de 2011 www.isegi.unl.pt

MARGov SIG de Participação Pública. Abril de 2011 www.isegi.unl.pt MARGov SIG de Participação Pública Abril de 2011 www.isegi.unl.pt Resumo 1. Objectivos 2. Portal MARGov 3. Como Participar?... 4. Considerações Finais 1. Objectivos 1. Objectivos Governância Participação

Leia mais

Plataformas Online Os SIG enquanto sistemas de suporte e divulgação de informação nos domínios do Ambiente e do Mar

Plataformas Online Os SIG enquanto sistemas de suporte e divulgação de informação nos domínios do Ambiente e do Mar Plataformas Online Os SIG enquanto sistemas de suporte e divulgação de informação nos domínios do Ambiente e do Mar Ana Moreira Secretaria Regional do Ambiente e do Mar Ponta Delgada, 16 de Novembro de

Leia mais

Empresa de Projecto e Desenvolvimento de. Engenharia Civil - EPDEC

Empresa de Projecto e Desenvolvimento de. Engenharia Civil - EPDEC Empresa de Projecto e Desenvolvimento de Engenharia Civil - EPDEC Pedido de Proposta para Implementação da Rede Informática Projecto: Rede Informática da EPDEC Novembro de 2007 Índice 1 Introdução...1

Leia mais

Algarve Digital Sessão de trabalho. Janeiro de 2006. Algarve Digital

Algarve Digital Sessão de trabalho. Janeiro de 2006. Algarve Digital Algarve Digital Sessão de trabalho Janeiro de 2006 Agenda Sessão Informativa Ponto de Situação geral do Projecto Algarve Digital Lançamento do Projecto Redes Camarárias Lançamento dos Projectos Intranet

Leia mais

Case Study CHON. Centro Hospitalar do Oeste Norte

Case Study CHON. Centro Hospitalar do Oeste Norte Wavecom - Soluções Rádio, S.A. Cacia Park Rua do Progresso, Lote 15 3800-639 AVEIRO Portugal T. +351 234 919 196 F. +351 234 919 191 wavecom@wavecom.pt www.wavecom.pt CHON Interligamos, com a nossa solução,

Leia mais

Câmara Municipal de Cascais é uma boa prática no relacionamento com os cidadãos

Câmara Municipal de Cascais é uma boa prática no relacionamento com os cidadãos 27 LEADERSHIP AGENDA a inovação na gestão do relacionamento compensa Câmara Municipal de Cascais é uma boa prática no relacionamento com os cidadãos A participação activa dos cidadãos é vital para a promoção

Leia mais

Apresentação de REDES DE COMUNICAÇÃO

Apresentação de REDES DE COMUNICAÇÃO Apresentação de REDES DE COMUNICAÇÃO Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos MÓDULO VI Programação de Sistemas de Comunicação Duração: 30 tempos Conteúdos 2 Construção

Leia mais

para GESTÃO DO PATRIMÓNIO:

para GESTÃO DO PATRIMÓNIO: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA para GESTÃO DO PATRIMÓNIO: CASO ESTUDO DO MÉDIO TEJO Rita Ferreira Anastácio (rfanastacio@ipt.pt) 1 Índice Sistemas de Informação Geográfica Gestão do Património: Enquadramento

Leia mais

MERC 2010/11 RCM/TRC/SIRS. Especificação do Projecto

MERC 2010/11 RCM/TRC/SIRS. Especificação do Projecto MERC 2010/11 RCM/TRC/SIRS Especificação do Projecto Grupo nº: 9 Turno (e campus): Taguspark Nome Número Luís Silva 68672 Ivo Marcelino 70684 José Lucas 70685 Nome do Projecto Enterprise Digital Content

Leia mais

Construção, Ampliação ou Remodelação de Cemitérios

Construção, Ampliação ou Remodelação de Cemitérios NORMA DE PROCEDIMENTOS Abril de 2008 12 / OT Tramitação da vistoria para a Construção, Ampliação ou Remodelação de Cemitérios 1. Apresentação 2. Legislação de enquadramento 3. Tramitação dos processos

Leia mais

Comunidade Intermunicipal do Vale do Minho. Comunidade escolar Escola Superior Gallaecia Ancorensis Escola Profissional do AltoMinho

Comunidade Intermunicipal do Vale do Minho. Comunidade escolar Escola Superior Gallaecia Ancorensis Escola Profissional do AltoMinho A implementação de um projecto de Cidades e Regiões Digitais Vale do Minho Digital Vale do Minho Digital A região 813 Km2 5 municípios 5 municípios 65 000 habitantes Periferia do país O projecto Projecto

Leia mais

a emergência das tecnologias open source no SIG municipal de guimarães

a emergência das tecnologias open source no SIG municipal de guimarães a emergência das tecnologias open source no SIG municipal de guimarães processo de modernização administrativa prestação de um melhor serviço aos cidadãos utilização mais eficiente dos seus recursos no

Leia mais

Sistema de Informação Geográfica

Sistema de Informação Geográfica Sistema de Informação Geográfica Conteúdo Apresentação da Empresa Implementação do SIG na Prestiteca, porquê? SIG na Prestiteca Constituição do SIG Vantagens na implementação do SIG Principais dificuldades

Leia mais

ONLINE. www.leiriareg iaodig ital.p t. Serviços on-line para cidadãos e empresas. Nerlei

ONLINE. www.leiriareg iaodig ital.p t. Serviços on-line para cidadãos e empresas. Nerlei www.leiriareg iaodig ital.p t U M ONLINE COM A R E G I Ã O A VIDA Leiria Região Digital Serviços on-line para cidadãos e empresas Nerlei Sumário Parceiros do Leiria Região Digital (LRD) Zona de abrangência

Leia mais

E-Gov Governo Electrónico Local. 22 Outubro 2009

E-Gov Governo Electrónico Local. 22 Outubro 2009 E-Gov Governo Electrónico Local 22 Outubro 2009 e-gov De modo geral, aceita-se a noção de governo electrónico como ligada à prestação de serviços públicos por meio electrónico, ou seja, utilizando-se recursos

Leia mais

Parcerias nos Domínios Técnico e Tecnológico Evolução e Resultados

Parcerias nos Domínios Técnico e Tecnológico Evolução e Resultados Evolução e Resultados Dr. Manuel Moreira Coordenador do PSGSS Workshop: Protecção Social Obrigatória: níveis de solidez e perspectivas de desenvolvimento Hotel Epic Sana, 31. Outubro.2014 Contexto A Segurança

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO 2006-2008

PLANO ESTRATÉGICO 2006-2008 PLANO ESTRATÉGICO 2006-2008 ÍNDICE 1. ÂMBITO 03 Pág.s 2. MISSÃO 03 3. AMBIENTE EXTERNO E INTERNO 04 3.1 Factores Externos 04 3.2 Factores Internos 05 4. ESTRATÉGIA 06 5. PROGRAMAS 10 Instituto do Desporto

Leia mais

Investir em Modernas Infraestruturas Associadas às TIC

Investir em Modernas Infraestruturas Associadas às TIC Investir em Modernas Infraestruturas Associadas às TIC Vale do Sousa Digital 18 de Abril de 2013 Vale do Sousa Digital Início 2005 Projeto Financiado pelo Programa Operacional da Sociedade do Conhecimento

Leia mais

SIG do Município de Oeiras: um instrumento para a gestão Municipal. ORADOR 1 Maria João Bessa (CM de Oeiras) ORADOR 2 João Melo (Municípia, S.A.

SIG do Município de Oeiras: um instrumento para a gestão Municipal. ORADOR 1 Maria João Bessa (CM de Oeiras) ORADOR 2 João Melo (Municípia, S.A. SIG do Município de Oeiras: um instrumento para a gestão Municipal ORADOR 1 Maria João Bessa (CM de Oeiras) ORADOR 2 João Melo (Municípia, S.A.) Maria João Bessa Câmara Municipal de Oeiras SIG do Município

Leia mais

GeoLoulé: Plataforma SIG da C. M. Loulé. Agenda. Objectivo. Enquadramento. Historial. Equipa. Arquitectura. MuniSIG Web. Casos Práticos.

GeoLoulé: Plataforma SIG da C. M. Loulé. Agenda. Objectivo. Enquadramento. Historial. Equipa. Arquitectura. MuniSIG Web. Casos Práticos. Agenda Objectivo Enquadramento Historial Equipa Arquitectura MuniSIG Web Casos Práticos ArcGIS Mobile Futuro Objectivo Criar uma infra-estrutura de suporte a todas as aplicações de informação geográfica

Leia mais

PONTDOC. Sistema de Gestão Documental. Dossier de Produto 02.01.2009 DP10.02. www.pontual.pt UGD 1 de 13

PONTDOC. Sistema de Gestão Documental. Dossier de Produto 02.01.2009 DP10.02. www.pontual.pt UGD 1 de 13 PONTDOC Sistema de Gestão Documental Dossier de Produto DP10.02 02.01.2009 www.pontual.pt UGD 1 de 13 PONTDoc Sistema de Gestão Documental A Pontual A Pontual é uma empresa de capitais 100% nacionais,

Leia mais

Seminário técnico Sistema Nacional de Informação ç Territorial: Presente e Futuro

Seminário técnico Sistema Nacional de Informação ç Territorial: Presente e Futuro Seminário técnico Sistema Nacional de Informação ç Territorial: Presente e Futuro Direção-Geral do Território, Lisboa, 29 de setembro de 2015 C l Si õ Carlos Simões, Divisão de Informação e Gestão Territorial

Leia mais

Leiria Região Digital

Leiria Região Digital U M A R E G I Ã O ONLINE COM A VIDA Leiria Região Digital Resultados 15 de Julho de 2008 Nerlei 1 Agenda Parceiros do Leiria Região Digital (LRD) Zona de abrangência Objectivos do LRD Resultados do projecto

Leia mais

Uma Autarquia Sem Papel

Uma Autarquia Sem Papel Uma Autarquia Sem Papel Simplificar a Vida às Pessoas as motivações Visibilidade Capacidade Autarca Quem são os munícipes? Que recursos existem? Que desempenho? Como melhorar? Quem são os munícipes? Como

Leia mais

Portátil de dimensões adequadas ao trabalho diário; Software de planeamento de serviços de transporte;

Portátil de dimensões adequadas ao trabalho diário; Software de planeamento de serviços de transporte; A Linha Starter foi especialmente concebida para ir ao encontro das necessidades básicas de informatização da micro-empresas de transporte rodoviário de mercadorias, capaz de fornecer ao empresário dos

Leia mais

Desenvolvimento regional e definição de um novo perfil regional/local. TIC no Alentejo Central

Desenvolvimento regional e definição de um novo perfil regional/local. TIC no Alentejo Central Desenvolvimento regional e definição de um novo perfil regional/local TIC no Alentejo Central Alentejo Central A Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central é composta pelos Municípios de Alandroal,

Leia mais

EXECUÇÃO DE TRABALHOS DE DEMOLIÇÃO, ESCAVAÇÃO E CONTENÇÃO PERIFÉRICA

EXECUÇÃO DE TRABALHOS DE DEMOLIÇÃO, ESCAVAÇÃO E CONTENÇÃO PERIFÉRICA Registo nº. Exmº. Sr. Presidente da Câmara Municipal de Cascais Data: / / O Funcionário EXECUÇÃO DE TRABALHOS DE DEMOLIÇÃO, ESCAVAÇÃO E CONTENÇÃO PERIFÉRICA IDENTIFICAÇÃO DO REQUERENTE (Preencher com letra

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO(A) DE INFORMÁTICA - INSTALAÇÃO E GESTÃO DE REDES

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO(A) DE INFORMÁTICA - INSTALAÇÃO E GESTÃO DE REDES PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO(A) DE INFORMÁTICA - INSTALAÇÃO E GESTÃO DE REDES PERFIL PROFISSIONAL Técnico de Informática Instalação e Gestão de Redes Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/5 ÁREA

Leia mais

O Arquivo Municipal de Lisboa: modelos em prática Inês Morais Viegas

O Arquivo Municipal de Lisboa: modelos em prática Inês Morais Viegas O Arquivo unicipal de Lisboa: modelos em prática Inês orais Viegas I ntrodução: Os Arquivos constituem a memória de uma organização, qualquer que seja a sociedade, empresa ou instituição, a fim de suportar

Leia mais

As infra-estruturas de informação geográfica na implementação e gestão das políticas do ambiente

As infra-estruturas de informação geográfica na implementação e gestão das políticas do ambiente As infra-estruturas de informação geográfica na implementação e gestão das políticas do ambiente Ana Moreira Secretaria Regional do Ambiente e do Mar MASSIFICAÇÃO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO ACESSO A

Leia mais

Biblioteca Virtual. BIBLIOTECA VIRTUAL DA UNIVERSIDADE DO PORTO (BVUP) Plano de Actividades 2007

Biblioteca Virtual. BIBLIOTECA VIRTUAL DA UNIVERSIDADE DO PORTO (BVUP) Plano de Actividades 2007 Biblioteca Virtual BIBLIOTECA VIRTUAL DA UNIVERSIDADE DO PORTO (BVUP) Plano de Actividades 2007 A. Introdução A Biblioteca Virtual da Universidade do Porto (BVUP) continuará no ano de 2007 com a sua missão

Leia mais

Plano de Sustentabilidade e Gestão da Segurança Social PSGSS

Plano de Sustentabilidade e Gestão da Segurança Social PSGSS Plano de Sustentabilidade e Gestão da Segurança Social PSGSS Manuel Moreira Coordenador do PSGSS Benguela, 22 e 23 de Maio Agenda Objetivos Gerais Objectivos Estratégicos Estrutura do Projecto Inciativas

Leia mais

A utilização do MapServer como ferramenta de aprendizagem de WebSIG. Nelson Mileu 1

A utilização do MapServer como ferramenta de aprendizagem de WebSIG. Nelson Mileu 1 A utilização do MapServer como ferramenta de aprendizagem de WebSIG Nelson Mileu 1 Resumo - Este trabalho descreve a utilização do software MapServer na disciplina de WebSIG, ministrada no segundo semestre

Leia mais

RESULTADOS DO CONCURSO NACIONAL DE BOAS PRÁTICAS NA ADMINISTRAÇÃO LOCAL 2007/2008 CATEGORIA A ADMINISTRAÇÃO AUTÁRQUICA E MODERNIZAÇÃO

RESULTADOS DO CONCURSO NACIONAL DE BOAS PRÁTICAS NA ADMINISTRAÇÃO LOCAL 2007/2008 CATEGORIA A ADMINISTRAÇÃO AUTÁRQUICA E MODERNIZAÇÃO RESULTADOS DO CONCURSO NACIONAL DE BOAS PRÁTICAS NA ADMINISTRAÇÃO LOCAL 2007/2008 CATEGORIA A ADMINISTRAÇÃO AUTÁRQUICA E MODERNIZAÇÃO Nota de Abertura Em 2007/2008 teve lugar a 2.ª edição do Concurso Nacional

Leia mais

Corporate TV Digital Signage

Corporate TV Digital Signage Corporate TV Digital Signage Corporate TV Digital Signage Conceito Os sistemas de Corporate TV ou Digital Signage permitem a criação e gestão de conteúdos multimédia (imagens, vídeos, notícias, conteúdos

Leia mais

A Visão do Município de Cascais

A Visão do Município de Cascais A Visão do Município de Cascais Presente e Futuro Do Ordenamento da Orla Costeira Sessão de Debate sobre os Planos da Orla Costeira ARH do Tejo I.P. Torres Vedras - 11 de Dezembro de 2009 CASCAIS Município

Leia mais

Caso de Estudo. Kero - Links Wireless e Redes Wi-Fi

Caso de Estudo. Kero - Links Wireless e Redes Wi-Fi Kero - Links Wireless e Redes Wi-Fi ...sendo fundamental para permitir o funcionamento de todos os equipamentos de mobilidade, usados nos vários processos da operação do armazém. Kero O Kero é uma empresa

Leia mais

A digitalização dos processos de obra particulares no Arquivo Municipal de Lisboa 2007-2014

A digitalização dos processos de obra particulares no Arquivo Municipal de Lisboa 2007-2014 A digitalização dos processos de obra particulares no Arquivo Municipal de Lisboa 2007-2014 3 de outubro 2014 Paulo Batista e Inês Viegas Série de processos de obra de edifícios particulares de Lisboa

Leia mais

Racionalização de infraestruturas e plataformas no âmbito dos Sistemas de Informação do MJ

Racionalização de infraestruturas e plataformas no âmbito dos Sistemas de Informação do MJ itsmf Conferência Anual 2012 22 de Maio de 2012 Estratégias de racionalização e sustentabilidade das TIC (setores público e privado) Racionalização de infraestruturas e plataformas no âmbito dos Sistemas

Leia mais

NOTA DE IMPRENSA. Dispensa de medicamentos pela internet e livro de reclamações on-line

NOTA DE IMPRENSA. Dispensa de medicamentos pela internet e livro de reclamações on-line NOTA DE IMPRENSA Dispensa de medicamentos pela internet e livro de reclamações on-line O Infarmed apresenta hoje o portal que permitirá o registo das farmácias e dos locais de venda de medicamentos não

Leia mais

Paulo Alves / CEO. paulo.alves@proside.pt

Paulo Alves / CEO. paulo.alves@proside.pt Paulo Alves / CEO paulo.alves@proside.pt Sistemas Integrados de Atendimento O que fazemos A Empresa Concepção, Arquitectura e Implementação de Sistemas de Informação; Consultoria Tecnológica de Sistemas

Leia mais

Serviço de instalação e arranque da solução de armazenamento de rede HP StoreEasy 1000/3000

Serviço de instalação e arranque da solução de armazenamento de rede HP StoreEasy 1000/3000 Serviço de instalação e arranque da solução de armazenamento de rede HP StoreEasy 1000/3000 Serviços HP Dados técnicos O Serviço de instalação e arranque da solução de armazenamento de rede HP StoreEasy

Leia mais

Paulo Alves / CEO. paulo.alves@proside.pt

Paulo Alves / CEO. paulo.alves@proside.pt Paulo Alves / CEO paulo.alves@proside.pt Sistemas Integrados de Atendimento O que fazemos A Empresa Concepção, Arquitectura e Implementação de Sistemas de Informação; Consultoria Tecnológica de Sistemas

Leia mais

Certificados. Domain SSL. Certificado de elevada segurança. 150.0 ano. Rápida Ativação Rápida Ativação Rápida Ativação Rápida Ativação Rápida Ativação

Certificados. Domain SSL. Certificado de elevada segurança. 150.0 ano. Rápida Ativação Rápida Ativação Rápida Ativação Rápida Ativação Rápida Ativação CERTIFICADOS SSL & Aumente a segurança, privacidade e ranking do seu site ou loja online. 2015 PTisp - Planos SSL v2.6-10.2015 01 05 Alpha SSL Alpha SSL Wildcard Domain SSL Organization SSL Extended SLL

Leia mais

AGIR SOFTWARE DE GESTÃO DA QUALIDADE. helping business

AGIR SOFTWARE DE GESTÃO DA QUALIDADE. helping business AGIR SOFTWARE DE GESTÃO DA QUALIDADE helping business IQA SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE, LDA ABRIL de 2013 AGIR QUALITY 2 Flexibilidade DESENHE OS SEUS WORKFLOWS, FORMULÁRIOS, GRÁFICOS, FILTROS, CORES

Leia mais

Simplificar a Vida às Pessoas as motivações

Simplificar a Vida às Pessoas as motivações Simplificar a Vida às Pessoas as motivações Visibilidade Capacidade Autarca Quem são os munícipes? Que recursos existem? Que desempenho? Como melhorar? Quem são os munícipes? Como prestar o serviço? Que

Leia mais

Orientações para a descrição arquivística (ODA):

Orientações para a descrição arquivística (ODA): Orientações para a descrição arquivística (ODA): uma aposta da DGARQ na normalização Lucília Runa Normas e partilha de informação (DGARQ DSAAT) Lisboa, BNP, 14 de Outubro de 2010 Sumário: A DGARQ: enquadramento

Leia mais

Direcção de Assistência Empresarial

Direcção de Assistência Empresarial Direcção de Assistência Empresarial Lisboa, 11 de Agosto de 2011 Missão das lojas da exportação Prestar apoio às empresas nas suas estratégias de exportação, facilitando e simplificando o acesso informação,

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Redes de Computadores 3º Ano / 1º Semestre Eng. Electrotécnica Ano lectivo 2005/2006 Sumário Sumário Perspectiva evolutiva das redes telemáticas Tipos de redes Internet, Intranet

Leia mais

2010 Unidade: % Total 98,7 94,9 88,1

2010 Unidade: % Total 98,7 94,9 88,1 03 de Novembro 2010 Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação nos Hospitais 2010 96% dos Hospitais que utilizam a Internet dispõem de

Leia mais

Solução Base. Descrição do Serviço. A melhor solução de Internet e Voz para Profissionais e Empresas.

Solução Base. Descrição do Serviço. A melhor solução de Internet e Voz para Profissionais e Empresas. Solução Base Descrição do Serviço A melhor solução de Internet e Voz para Profissionais e Empresas. O acesso Internet Banda Larga que evolui com as suas necessidades. Características Solução adequada para:

Leia mais

Autarquia 3.0 - Desmaterialização dos processos Urbanísticos

Autarquia 3.0 - Desmaterialização dos processos Urbanísticos Autarquia 3.0 - Desmaterialização dos processos Urbanísticos Nuno Salvador Município de Pombal Chefe Divisão de Informática nuno.salvador@cm-pombal.pt Agenda Enquadramento e Objetivos O que é o WebSIGU?

Leia mais

Case Study CHON. Centro Hospitalar do Oeste Norte

Case Study CHON. Centro Hospitalar do Oeste Norte GoTelecom, Lda 4400-408 Vila Nova de Gaia geral@gotelecom.pt www.gotelecom.pt Lisboa Aveiro Porto CHON Interligamos, com a nossa solução, os 3 hospitais a 180Mbps, com redundância rádio incluída a 90Mbps,

Leia mais

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE GESTÃO E PROGRAMAÇÃO DE SISTEMAS INFORMÁTICOS

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE GESTÃO E PROGRAMAÇÃO DE SISTEMAS INFORMÁTICOS CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE GESTÃO E PROGRAMAÇÃO DE SISTEMAS INFORMÁTICOS PLANO DE ESTUDOS Componentes de Formação Total de Horas (a) (Ciclo de Formação) Componente de Formação Sociocultural Português

Leia mais

Agrupamento de escolas de Coruche. CURSO PROFISSIONAL Ano lectivo 2013/2014

Agrupamento de escolas de Coruche. CURSO PROFISSIONAL Ano lectivo 2013/2014 Agrupamento de escolas de Coruche CURSO PROFISSIONAL Ano lectivo 2013/2014 Técnico de Apoio à Gestão Desportiva Componente de formação: Sócio-cultural: Português Língua estrangeira I, II ou III (b) Área

Leia mais

Relatório de Progresso

Relatório de Progresso Luís Filipe Félix Martins Relatório de Progresso Mestrado Integrado em Engenharia Electrotécnica e de Computadores Preparação para a Dissertação Índice Introdução... 2 Motivação... 2 Cloud Computing (Computação

Leia mais

Seminário técnico Sistema Nacional de Informação ç Territorial: Presente e Futuro

Seminário técnico Sistema Nacional de Informação ç Territorial: Presente e Futuro Seminário técnico Sistema Nacional de Informação ç Territorial: Presente e Futuro Direção-Geral do Território, Lisboa, 29 de setembro de 2015 Seminário técnico Sistema Nacional de Informação Territorial:

Leia mais

MEDIATECA PLANO DE ACTIVIDADES 2009/2010

MEDIATECA PLANO DE ACTIVIDADES 2009/2010 Mediateca Plano de Actividades 2009/2010 pág. 1/6 Introdução MEDIATECA PLANO DE ACTIVIDADES 2009/2010 A Mediateca estrutura-se como um sector essencial do desenvolvimento do currículo escolar e as suas

Leia mais

Anexo A Requisitos técnicos e funcionais, de integração e de nível de serviço para plataforma base

Anexo A Requisitos técnicos e funcionais, de integração e de nível de serviço para plataforma base Anexo A Requisitos técnicos e funcionais, de integração e de nível de serviço para plataforma base Requisitos técnicos e funcionais: 1. Estar estruturada de acordo com os diversos tipos de procedimentos

Leia mais

Sistema de Informação Geográfica da Ascendi

Sistema de Informação Geográfica da Ascendi Sistema de Informação Geográfica da Ascendi Eliana Carreira Eliana Carreira Direcção de Engenharia Agenda Ascendi Problemas e Metas Evolução do SIG Ascendi Arquitectura Software SIG Ascendi Principais

Leia mais

Adaptação da apresentação de apoio à formação BE (RBE/PTE) Junho 2010 http://www.slideboom.com/presentations/181624/fformbe_literacia_curriculo

Adaptação da apresentação de apoio à formação BE (RBE/PTE) Junho 2010 http://www.slideboom.com/presentations/181624/fformbe_literacia_curriculo Adaptação da apresentação de apoio à formação BE (RBE/PTE) Junho 2010 http://www.slideboom.com/presentations/181624/fformbe_literacia_curriculo À medida que cada vez mais recursos estão presentes na web,

Leia mais

Big enough to do the job small enough to do it better!

Big enough to do the job small enough to do it better! Big enough to do the job small enough to do it better! Conteúdos 1 Competências 2 Case studies 3 Quero mais Competências > Assistência Informática > Outsourcing > Web ' ' Webdesign Hosting Email ' Webmarketing

Leia mais

operação + MARia 2007-2009

operação + MARia 2007-2009 operação + MARia 2007-2009 Modernização Administrativa dos Municípios da Ria Programa Operacional do Centro Mais Centro Eixo 5 Governação e Capacitação Institucional SAMA Sistema de Apoios à Modernização

Leia mais

MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA Da AP Central à AP Local

MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA Da AP Central à AP Local Da AP Central à AP Local PAULO NEVES PRESIDENTE DO CONSELHO DIRETIVO 01 JULHO 2014 COMO OS CIDADÃOS VÊEM O SETOR PÚBLICO? 2 3 MAS SERÁ QUE PODEMOS FALAR NUMA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA? 4 DIVERSIDADE DA ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

eurban SOLUÇÃO PARA DESMATERIALIZAÇÃO E OPTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS DE URBANISMO

eurban SOLUÇÃO PARA DESMATERIALIZAÇÃO E OPTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS DE URBANISMO eurban SOLUÇÃO PARA DESMATERIALIZAÇÃO E OPTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS DE URBANISMO 29 Outubro Oeiras Desmaterialização de Processos 1 Visão da Link para o Urbanismo A Oferta da Link para a Administração Pública

Leia mais

Solução Integrada de Segurança Serviços IGIF

Solução Integrada de Segurança Serviços IGIF Contrato de suporte a 3 anos Solução Integrada de Segurança Serviços IGIF CONTROLO DO DOCUMENTO Ref: 668/2007 Data: 23.05.2007 Autor: Nuno Pinto Âmbito dos serviços 1. Workshops Passagem do conhecimento

Leia mais

O ESTADO PORTUGUÊS EM CONJUNTO COM:

O ESTADO PORTUGUÊS EM CONJUNTO COM: O ESTADO PORTUGUÊS EM CONJUNTO COM: Decidiu apoiar as PME através deste programa, que permite: Modernizar a sua infraestrutura de comunicações Fazer crescer o seu negócio Incorporar competências essenciais

Leia mais

Implementação do Balanced Scorecard

Implementação do Balanced Scorecard Implementação do Balanced Scorecard Lisboa 18.setembro.2014 Rui Mendes (Vice-Presidente da CCDR Alentejo) Razões prévias da implementação BSC Hoje a administração pública p tem uma gestão orientada por

Leia mais

O QUE É COMPROMISSO IMPACTO

O QUE É COMPROMISSO IMPACTO 1 AGENDA DIGITAL 2015 O QUE É A Agenda Digital 2015 é um programa de acção inserido no âmbito do Plano Tecnológico que traduz uma aposta determinada na melhoria dos serviços prestados às pessoas e aos

Leia mais

Europass-Curriculum Vitae

Europass-Curriculum Vitae Europass-Curriculum Vitae Informação pessoal Apelido(s) / Nome(s) próprio(s) Morada(s) Rua da Treija, nº 118, Sequeira 6300-805 Guarda Telemóvel 962986403 Fax(es) Correio(s) electrónico(s) bidarrex@gmail.com

Leia mais

CENTRO DE INFORMATICA CCNA. Cisco Certified Network Associate

CENTRO DE INFORMATICA CCNA. Cisco Certified Network Associate CENTRO DE INFORMATICA CCNA Cisco Certified Network Associate E ste currículo ensina sobre redes abrange conceitos baseados em tipos de redes práticas que os alunos podem encontrar, em redes para residências

Leia mais

product catalog 2013 Software Exportech made in

product catalog 2013 Software Exportech made in product catalog 2013 Software made in Exportech product catalog 2013 Conteúdo itime Software de Gestão de Assiduidades 07 itime Web Plataforma Web interactiva para Gestão de Assiduidades 15 iaccess Software

Leia mais

Escolha o tipo de entidade: Clínicas Consultórios Hospitais Privados Ordens e Misericórdias

Escolha o tipo de entidade: Clínicas Consultórios Hospitais Privados Ordens e Misericórdias Escolha o tipo de entidade: Clínicas Consultórios Hospitais Privados Ordens e Misericórdias ICare-EHR (ASP) ou Application Service Provider, é uma subscrição de Serviço online não necess ICare-EHR (Clássico)

Leia mais

SEMINÁRIO DIPLOMÁTICO 5-6.01.2016

SEMINÁRIO DIPLOMÁTICO 5-6.01.2016 SEMINÁRIO DIPLOMÁTICO 5-6.01.2016 1.Estrutura Orgânica Face às necessidades atuais existentes no MNE, a DSCI levou a cabo uma restruturação interna, em 2015, resultando na nova estrutura orgânica da DSCI

Leia mais

ANEXO XII INFRAESTRUTURA E SEGURANÇA. A finalidade desse Anexo é apresentar a infraestrutura e a segurança requeridas para a execução do Contrato.

ANEXO XII INFRAESTRUTURA E SEGURANÇA. A finalidade desse Anexo é apresentar a infraestrutura e a segurança requeridas para a execução do Contrato. 1 ANEXO XII INFRAESTRUTURA E SEGURANÇA 1. FINALIDADE A finalidade desse Anexo é apresentar a infraestrutura e a segurança requeridas para a execução do Contrato. 2. INFRAESTRUTURA PARA REALIZAÇÃO DOS SERVIÇOS

Leia mais

MRS. Monitoramento de Redes e Sistemas

MRS. Monitoramento de Redes e Sistemas MRS Monitoramento de Redes e Sistemas Origem Crescimento rede REGIN de 16 para 293 municípios. Diversidade de tipos de erros. Minimizar esforço e tempo humano gastos na detecção e eliminação de problemas.

Leia mais

PHC Pocket Suporte. ππ Aumento de produtividade. ππ Assistência técnica. optimizada e em tempo real. ππ Diminuição dos custos com deslocações

PHC Pocket Suporte. ππ Aumento de produtividade. ππ Assistência técnica. optimizada e em tempo real. ππ Diminuição dos custos com deslocações PHCPocket Suporte DESCRITIVO O módulo PHC Pocket Suporte permite o acesso a PAT s em aberto e intervenções agendadas, o preenchimento de relatórios de intervenções e a sincronização imediata com a sede.

Leia mais

Estrutura do Plano de Acção de Energia e Sustentabilidade - Pacto dos Autarcas

Estrutura do Plano de Acção de Energia e Sustentabilidade - Pacto dos Autarcas Estrutura do Plano de Acção de Energia e Sustentabilidade - Pacto dos Autarcas Cascais, 26 de Agosto de 2010 1 P á g i n a ÍNDICE 1.ENQUADRAMENTO... 1 2.METAS E OBJECTIVOS... 2 3.MEDIDAS A IMPLEMENTAR...

Leia mais

1992-2013. Duas décadas de experiência em Informática de Gestão

1992-2013. Duas décadas de experiência em Informática de Gestão 1992-2013 Duas décadas de experiência em Informática de Gestão A NOSSA MISSÃO: Superar as necessidades dos nossos Clientes, diferenciando-nos pela excelente qualidade e consistência dos nossos serviços.

Leia mais

Normas Orientadoras. Centros de Recursos TIC para a Educação Especial

Normas Orientadoras. Centros de Recursos TIC para a Educação Especial Normas Orientadoras Centros de Recursos TIC para a Educação Especial Julho 2007 1 Contexto Plano de Acção para a Integração das Pessoas com Deficiência ou Incapacidade A criação de uma rede nacional de

Leia mais

Uma visão geral. Francisco M. Sequeira. Direção Geral do Território

Uma visão geral. Francisco M. Sequeira. Direção Geral do Território Sistema Nacional de Informação Territorial Uma visão geral Francisco M. Sequeira Direção Geral do Território fsequeira@dgterritorio.pt 1 ENQUADRAMENTO EOBJETIVOS 2 ÁREAS /PROJETOS 3 EVOLUÇÃO 4 INFRAESTRUTURA

Leia mais

Agenda Digital Local Sessão IV Aspectos técnicos

Agenda Digital Local Sessão IV Aspectos técnicos Agenda Digital Local Sessão IV Aspectos técnicos Segurança de dados Penafiel Ricardo Oliveira, rmo@eurotux.com AGENDA - FORMAÇÃO Apresentação ADL Barcelos: Múltiplas plataformas Questões-Chave para a Segurança

Leia mais

O contributo do Sistema Nacional de Informação Territorial (SNIT) para o Ordenamento do Território

O contributo do Sistema Nacional de Informação Territorial (SNIT) para o Ordenamento do Território Geospatial 2013 World Tour - Lisboa O contributo do Sistema Nacional de Informação Territorial (SNIT) para o Ordenamento do Território Direção Geral do Território Divisão de Ordenamento e Planeamento do

Leia mais

MINISTÉRIO DA REFORMA DO ESTADO E DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. N. o 78 3 de Abril de 2002 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-B 3015

MINISTÉRIO DA REFORMA DO ESTADO E DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. N. o 78 3 de Abril de 2002 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-B 3015 N. o 78 3 de Abril de 2002 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-B 3015 Figura 41 Vulnerabilidade dos aquíferos. Figura 42 Infra-estruturas de transporte existentes e previstas. Figura 43 Evolução da população residente

Leia mais

Desenvolvimento e implementação de Solução de e-commerce para a

Desenvolvimento e implementação de Solução de e-commerce para a Desenvolvimento e implementação de Solução de e-commerce para a GROUPFREITAS A/A Exmo. Sr. Jérémy Freitas e-store B2C FIS 1.2 Business to Consumer Full Integrated Solution 1.2 Proposta de licenciamento

Leia mais

Política de uso: serviço fone@rnp. DAGSer Diretoria Adjunta de Gestão de Serviços

Política de uso: serviço fone@rnp. DAGSer Diretoria Adjunta de Gestão de Serviços Política de uso: serviço fone@rnp DAGSer Diretoria Adjunta de Gestão de Serviços Sumário 1. Apresentação... 3 2. Glossário... 3 3. Público alvo... 3 4. Agendamento... 4 5. Requisitos... 4 6. Termo de uso...

Leia mais

Id: 39063 (34 years)

Id: 39063 (34 years) Ver foto Id: 39063 (34 years) DADOS PESSOAIS: Gênero: Masculino Data de nascimento: 12/12/1980 País: Other Country, Região:, Cidade: Portugal Ver CV completo Grave o CV TRABALHO DESEJADO: Objectivo: Conseguir

Leia mais

Livro de Ponto Automático e Controlo de Assiduidade

Livro de Ponto Automático e Controlo de Assiduidade Instituto Superior Politécnico Gaya Disciplina de Seminário Engenharia Informática 2006/2007 cms@ispgaya.pt spss@ispgaya.pt Manual de administração e Controlo de Assiduidade Outubro de 2007 Índice Introdução...

Leia mais

Benchmarking Europeu sobre a

Benchmarking Europeu sobre a Benchmarking Europeu sobre a Qualidade de Serviço Qualidade de Serviço Comercial, Investimentos e Incentivos à Melhoria do Desempenho na Madeira Lisboa, 23 de Junho de 2009 2 3 4 5 Enquadramento da EEM

Leia mais

Valor Comercial das Telecomunicações

Valor Comercial das Telecomunicações Valor Comercial das Telecomunicações Superar barreiras geográficas Atendimento ao cliente/preenchimento de pedidos Superar barreiras do tempo Consultas de crédito (POS) Superar barreiras de custo Videoconferência

Leia mais

Francisco Pires de Morais, arquiteto DSOT/DPGU

Francisco Pires de Morais, arquiteto DSOT/DPGU Francisco Pires de Morais, arquiteto DSOT/DPGU Consultas a Entidades da Administração Central no âmbito do RJUE Portal do SIRJUE Maior Eficácia e maior rapidez Correta análise e submissão do processo Procedimentos:

Leia mais

Medidas intersectoriais 2010/11

Medidas intersectoriais 2010/11 Medidas intersectoriais 2010/11 IS01 BALCÃO DO EMPREENDEDOR DISPONIBILIZAÇÃO DE SERVIÇOS Objectivos: Inventariar, introduzir e manter permanentemente actualizados no Balcão do Empreendedor vários serviços,

Leia mais

WORKSHOP 6. Geoportal SDI/SNIT. Uma referência na área do Ordenamento do Território e Urbanismo. Francisco M. Sequeira. Direção Geral do Território

WORKSHOP 6. Geoportal SDI/SNIT. Uma referência na área do Ordenamento do Território e Urbanismo. Francisco M. Sequeira. Direção Geral do Território WORKSHOP 6 Geoportal SDI/SNIT Uma referência na área do Ordenamento do Território e Urbanismo Francisco M. Sequeira Direção Geral do Território fsequeira@dgterritorio.pt Etapas Decisão da elaboração; revisão;

Leia mais

Case Study. EDP Renováveis - Roménia

Case Study. EDP Renováveis - Roménia EDP Renováveis - Roménia A solução implementada pela Wavecom tem como objectivo a interligação de dois parques eólicos da EDPR, localizados na Roménia, com os seus centros de despacho. Wavecom - Soluções

Leia mais

ANEXO V Edital nº 03508/2008

ANEXO V Edital nº 03508/2008 ANEXO V Edital nº 03508/2008 Projeto de integração das informações de mandado de prisão e processos dos Tribunais Regionais Federais e do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios O objetivo

Leia mais

MEMORANDO FASES DE ELABORAÇÃO DO INVENTÁRIO E ELEMENTOS QUE DEVEM CONSTAR DO MESMO AUTARQUIAS LOCAIS DO REGIME SIMPLIFICADO SÍNTESE

MEMORANDO FASES DE ELABORAÇÃO DO INVENTÁRIO E ELEMENTOS QUE DEVEM CONSTAR DO MESMO AUTARQUIAS LOCAIS DO REGIME SIMPLIFICADO SÍNTESE MEMORANDO FASES DE ELABORAÇÃO DO INVENTÁRIO E ELEMENTOS QUE DEVEM CONSTAR DO MESMO AUTARQUIAS LOCAIS DO REGIME SIMPLIFICADO SÍNTESE I - ELEMENTOS QUE DEVEM CONSTAR DO INVENTÁRIO II - FASES E CARACTERIZAÇÃO

Leia mais

MONITORIZAR O PLANO DE GESTÃO DO CENTRO HISTÓRICO: O CASO DO PORTO PATRIMÓNIO MUNDIAL

MONITORIZAR O PLANO DE GESTÃO DO CENTRO HISTÓRICO: O CASO DO PORTO PATRIMÓNIO MUNDIAL MONITORIZAR O PLANO DE GESTÃO DO CENTRO HISTÓRICO: O CASO DO PORTO PATRIMÓNIO MUNDIAL Giulia La Face Gabinete de Monitorização do Plano de Gestão - Porto Gabinete de Monitorização do Plano de Gestão -

Leia mais

TURISMO DE PORTUGAL DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS REGULAMENTO GERAL DA FORMAÇÃO

TURISMO DE PORTUGAL DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS REGULAMENTO GERAL DA FORMAÇÃO TURISMO DE PORTUGAL DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS REGULAMENTO GERAL DA FORMAÇÃO INDICE 1 NOTA PRÉVIA 3 2 LINHAS DE ORIENTAÇÃO ESTRATÉGICA 4 3 PLANO DE FORMAÇÃO 4 4 FREQUÊNCIA DE ACÇÕES DE FORMAÇÃO 6

Leia mais

ENQUADRAMENTO DO IGFIJ NA JUSTIÇA PORTUGUESA

ENQUADRAMENTO DO IGFIJ NA JUSTIÇA PORTUGUESA 1 Boas Práticas DESMATERIALIZAÇÃO PROCESSOS NA JUSTIÇA Instituto de Gestão Financeira e Infra-Estruturas da Justiça, I.P. 2 Boas Práticas GRAÇA NAMORA Coordenadora Gabinete Sistemas de Informação 29.10.2010

Leia mais