Sessão 2: Gestão da Asma Sintomática. Melhorar o controlo da asma na comunidade.]

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sessão 2: Gestão da Asma Sintomática. Melhorar o controlo da asma na comunidade.]"

Transcrição

1 Sessão 2: Gestão da Asma Sintomática Melhorar o controlo da asma na comunidade.] PROFESSOR VAN DER MOLEN: Que importância tem para os seus doentes que a sua asma esteja controlada? DR RUSSELL: É muito importante. Penso que, para eles, a nível individual, é muito importante no quotidiano. Eles querem evitar os sintomas, não querem que eles tenham impacto na sua vida, não querem crises, não querem exacerbações. Da nossa perspetiva, nos cuidados secundários, também tenho uma visão a longo prazo. Preocupa- me a sua saúde futura - a saúde dos seus pulmões. Os doentes apercebem- se do seu controlo diariamente, mas a mim preocupa- me o seu estado daqui a 10, 20, 30 anos. E nós sabemos que a asma deixa marcas ao longo do tempo, com a perda da função pulmonar, e novamente o risco de crises e exacerbações, com a idade. Por isso, estou perfeitamente ciente de que temos de controlar as coisas diariamente, não só por isso, mas também para bem da saúde pulmonar a longo prazo. PROFESSOR VAN DER MOLEN: Qual seria a sua sugestão a um médico de cuidados primários para que melhore o controlo dos doentes asmáticos? DR RUSSELL: Bem, não há dúvida de que quando os doentes tomam regularmente a medicação correta, e nos momentos certos, sentem- se bem e essa é uma mensagem muito importante, a necessidade de tomar a medicação preventiva, que será um esteroide inalatório, regularmente, e, fazendo isso, a pessoa sente- se em geral bem. Para além disso, temos de considerar o doente individual, o nosso foco deve ser o doente e os seus problemas concretos, de modo a acrescentarmos outras terapias para lidar com os seus problemas. Sejam terapias antialérgicas, seja broncodilatação, ou um imunomodulador específico. PROFESSOR VAN DER MOLEN: Isso dá ideia de serem cuidados muito secundários, sabe? Que podemos realmente fazer como médicos de cuidados primários? Porque me parece que o mais importante que podemos fazer nos cuidados primários é organizar estas coisas de forma adequada. Porque se olharmos para os doentes não controlados ou para os doentes menos controlados, eles podem ser... No início falámos sobre os doentes com asma ligeira a moderada, e queremos que eles estejam totalmente controlados. O que se passa normalmente na vida real com os doentes é que vão ao médico se tiverem sintomas. DR RUSSELL: Sim

2 PROFESSOR VAN DER MOLEN: Falam com o médico sobre os sintomas, e o médico prescreve outro medicamento ou aconselha- os e eles usam- no durante 14 dias e depois esquecem- no. Qual seria então a sua sugestão para que exista uma melhor compreensão do doente? DR RUSSELL: Acho que há vários aspetos e várias ferramentas que temos e são absolutamente essenciais. Os doentes têm de compreender a sua doença. A meu ver, a educação dos doentes é crucial para que percebam o que é a asma e para que serve a medicação e como deve ser tomada. Se começarmos por aí e conseguirmos a adesão do doente, ele assume o controlo da sua asma. A outra ferramenta que usamos e é suportada por uma base de evidências poderosa é um plano de autogestão. Assim, todos os doentes devem ter um plano de ação para a asma ou um plano de autogestão para responderem à doença, mudarem o tratamento, adaptarem o tratamento às características da doença, para assumirem o controlo e controlarem os seus problemas. DR RUSSELL: E para nós, como profissionais de saúde, é importante proceder a análises regulares com os nossos doentes. Não imagina o número de doentes que atendemos nos cuidados secundários que já passaram por várias fases de cuidados primários e continuam a fazer o tratamento errado, não sabem usar os inaladores corretamente, não lavam a boca depois de inalarem esteroides, e assim sofrem efeitos secundários por causa disso, acabam por suspender o tratamento, e torna- se necessário fazer verificações básicas regularmente, e reforçar os procedimentos. Sabemos que a aprendizagem é um processo contínuo, e passa por ensiná- los, tanto do ponto de vista da doença, como da sua gestão, de modo que reforcemos junto dos doentes como devem atuar sempre de maneira consistente. É muito importante fazermos as coisas bem feitas - enfermeiros e médicos em conjunto. PROFESSOR VAN DER MOLEN: Quando um doente entra numa clínica, os enfermeiros e os médicos de cuidados primários, talvez os médicos de cuidados secundários, reconhecem a falta de controlo nestes doentes? DR RUSSELL: Essa pergunta é muito pertinente, e há provas de que na realidade não reconhecemos. Sabemos o que é um ataque de asma, quando alguém fica com falta de ar aguda, aperto no peito, pieira, tosse, sabemos isso... PROFESSOR VAN DER MOLEN: Não passa despercebido a ninguém. DR RUSSELL: Mas tivemos oportunidade de detetar o problema a avolumar- se antes de resultar num ataque? Ou reconhecemos um controlo deficiente? A resposta é muitas vezes não. Fazemos as perguntas certas ao doente? Já referimos que temos de desafiar as perceções dos doentes sobre esta doença, mas também temos de desafiar as nossas próprias perceções enquanto médicos profissionais porque aceitamos um controlo menos que ideal e na minha opinião não devíamos. Sabemos quantas vezes o doente usa a sua terapia de resgate? Sabemos quantas vezes acorda numa

3 semana? Sabemos quantas vezes falta ao trabalho ou às aulas nessa semana? Não, muitas vezes não fazemos essas perguntas. É uma área que temos realmente de investigar. PROFESSOR VAN DER MOLEN: Exato. Portanto, a pergunta óbvia "Como se sente hoje?" não é a pergunta certa? DR RUSSELL: Não estou muito certo disso. Pergunto sempre ao doente: "Como está a sua asma?" E que responde o doente? Diz que está bem. PROFESSOR VAN DER MOLEN: Sim DR RUSSELL: Mas não está necessariamente bem. Em seguida, faço um exame, usando as três perguntas do RCP, por exemplo, para dizer: "Pois bem, vamos questionar isso." As ferramentas que podemos usar na avaliação da asma são práticas nos cuidados primários? PROFESSOR VAN DER MOLEN: Bem, depende de como as organizamos. A questão é que, se a nossa clínica de cuidados primários for muito procurada e alguém aparecer com um problema cardíaco, se alguém aparecer com diabetes, ou com um problema de pele, se alguém aparecer com asma, não é de todo prático. Não se podem usar estes questionários porque, na minha clínica pelo menos, e sei que na Europa e em muitas outras clínicas, atendo doentes durante sete minutos e nestes sete minutos, o número médio de perguntas do doente ao médico é de duas. 1,88 aliás. Por isso, temos de lidar com a asma e com o problema de pele ou com outro problema qualquer. Se dermos então um questionário ao doente para ele preencher, que demora um, dois ou três minutos a preencher, os três minutos passam e nunca se faz isso. Portanto, é preciso organizar a consulta. Assim que começamos a organizá- la e dizemos, pois bem, se um doente com asma vem aqui por causa da asma e eu sei que vem aqui por causa da asma, e também temos de organizar isso, e o doente já tiver preenchido o questionário, há cinco perguntas que já não temos de fazer, e num relance vemos que este doente, por exemplo, acorda três vezes por semana à noite com um ataque de asma, ficamos a saber que este doente não está controlado. PROFESSOR VAN DER MOLEN: Elaborámos na nossa área um questionário próprio. Além do ACQ, fazemos algumas perguntas sobre alergia, sobre efeitos secundários, fazemos perguntas sobre hiper- reatividade e algumas perguntas sobre a ingestão real de corticosteroides inalatórios. Sobre o que fazem na realidade. E depois num relance vejo uma série de coisas que devia ter perguntado ao doente, mas não tenho tempo para perguntar. DR RUSSELL: E isso dá- nos a oportunidade de discutir com o doente um problema em particular.

4 PROFESSOR VAN DER MOLEN: Sim, e por exemplo, a questão mais importante é muitas vezes a adesão. Podemos discutir com o doente por que razão não usa o inalador castanho e por que razão usa o inalador azul tantas vezes. Os questionários têm algumas vantagens, mas é de facto impossível usar um questionário durante a consulta, porque interrompe a consulta e abala a confiança do doente em nós. DR RUSSELL: O que está no fundo a dizer é que, nos cuidados primários, e certamente nos cuidados secundários, precisamos de efetuar uma análise estruturada para cada doente, para sabermos o que estamos a fazer, os doentes compreendem o que estamos a fazer, e os profissionais de saúde fazem- no consistentemente. PROFESSOR VAN DER MOLEN: Sim. Usamos portanto o questionário ACQ. Que tipo de questionário usa? DR RUSSELL: Neste país, usamos muitas vezes as 3 perguntas do Royal College of Physicians, porque são as perguntas fundamentais. PROFESSOR VAN DER MOLEN: Quis são então as 3 perguntas do Royal College of Physicians? DR RUSSELL: As 3 perguntas são simples e básicas, e consistem no seguinte: acorda durante a noite por causa da asma? Tem sofrido de falta de ar por causa da asma? E que uso tem feito da sua medicação de resgate? PROFESSOR VAN DER MOLEN: Pois bem, são estas as perguntas fundamentais. DR RUSSELL: E são muito semelhantes às do ACT e do ACQ mas obviamente um pouco mais elaboradas. PROFESSOR VAN DER MOLEN: Sim. Basicamente fazemos as mesmas perguntas que devíamos fazer durante a consulta. DR RUSSELL: E para os doentes são aspetos da vida real. PROFESSOR VAN DER MOLEN: Sim, aspetos da vida real.

5 PROFESSOR VAN DER MOLEN: Aparece um doente que não está controlado. Que procedimento recomendaria ao médico de cuidados primários? DR RUSSELL: Como já dissemos, acho que temos de considerar o diagnóstico, temos de facto de o verificar. Precisamos de traçar um pouco da história. Significa alguma coisa e faz sentido? É também o que fazemos nos cuidados secundários. E se fizer sentido e nada mais tiver mudado, começamos com o doente e com a compreensão do doente sobre a sua doença, começamos com o modo como o doente usa a sua medicação. Podemos querer examinar as causas. Podemos alterar alguma coisa que faça realmente diferença? E depois temos de analisar a sua necessidade de medicação, se é uma questão de mudar de dispositivo, ou de alterar a medicação completamente e acrescentar uma medicação para lidar especificamente com um problema, como alergia, ou para passar o doente de esteroides em baixa dose para esteroides em alta dose, ou acrescentar um broncodilatador. PROFESSOR VAN DER MOLEN: E o doente, o que é que ele pensa? DR RUSSELL: Nós sabemos o que os doentes querem. Também sabemos o que não querem. PROFESSOR VAN DER MOLEN: É verdade? Sabemos o que eles querem? DR RUSSELL: Sim. PROFESSOR VAN DER MOLEN: Sim? DR RUSSELL: Realizaram- se estudos que mostram claramente que os doentes querem ter um bom controlo da sua asma. Não querem ter dias maus. Já referiu a ideia do dia mau e parece- me absolutamente correto que não queiram faltar ao trabalho, que não queiram que a asma estorve as suas vidas. Mas, talvez mais importante ainda, ou pelo menos tão importante, é que os doentes não querem ter ataques de asma e exacerbações e nós temos de ser muito claros sobre isso e tentar evitá- los porque resultam diretamente em morbilidade, em hospitalização e em mortalidade. PROFESSOR VAN DER MOLEN: Pergunta a cada doente individual o que ele quer? DR RUSSELL: Acho que, quando questionamos alguém sobre a sua asma, e quando questionamos sobre o seu nível de controlo e o seu entendimento do controlo, temos a oportunidade de perguntar que resultados gostariam de obter, e como já referi no caso dos doentes mais ligeiros, o nosso objetivo é eliminar os sintomas, ou seja, alcançar o controlo perfeito definido nas orientações. Sabemos que quando os doentes são questionados sobre "o que é o controlo definido nas

6 orientações", sentem- se insatisfeitos com o seu nível de controlo atual, e sentem- se insatisfeitos com os seus tratamentos atuais. DR RUSSELL: Há, portanto, muito, muito mesmo, que ainda temos de fazer, tanto do ponto de vista da perceção do doente, fazer com que ele compreenda isto, como também do ponto de vista do profissional de saúde, para entender que existe uma lacuna entre perceção e realidade e tratamento. PROFESSOR VAN DER MOLEN: E os efeitos secundários? Discute os efeitos secundários com os doentes? DR RUSSELL: Os efeitos secundários PROFESSOR VAN DER MOLEN: Muitos doentes dão- se mal com os corticosteroides inalatórios. DR RUSSELL: Os efeitos secundários são cruciais. Os doentes sentem grande apreensão a respeito dos esteroides inalatórios. Se for uma mãe, preocupada com o uso de um esteroide inalatório pelo filho, ou se for o próprio a usá- lo, e os doentes compreendem alguns dos efeitos secundários, mas têm muito medo de engordar, de perder altura, massa óssea, que não acontecem com as terapêuticas normais e as doses normais de esteroides inalatórios. PROFESSOR VAN DER MOLEN: Atualmente recomendaria doses mais baixas? Tem- se discutido muito a questão de corticosteroides inalatórios em alta dose e em baixa dose. DR RUSSELL: Acho que é uma boa questão. Neste país, prevalece a opinião de que abusamos dos esteroides inalatórios, ou seja, abusamos das doses altas de esteroides inalatórios e não das doses baixas. Sabemos que a asma é, em termos gerais, bem controlada de um modo objetivo com doses baixas regulares de tratamento. Que significa "doses baixas"? DR RUSSELL: Algures entre 200 e 400 μg equivalente a beclometasona por dia, tomados regularmente - é absolutamente essencial que sejam tomados. Se assim for, o controlo é geralmente bom e podemos acrescentar outros tratamentos. Há doentes que requerem doses mais elevadas, mas muitas vezes é porque não estão a seguir corretamente o tratamento com os dispositivos corretos ou de forma regular.

Redação do Site Inovação Tecnológica - 28/08/2009. Humanos aprimorados versus humanos comuns

Redação do Site Inovação Tecnológica - 28/08/2009. Humanos aprimorados versus humanos comuns VOCÊ ESTÁ PREPARADO PARA CONVIVER COM OS HUMANOS APRIMORADOS? http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=voce-esta-preparado-conviver-humanosaprimorados&id=010850090828 Redação do

Leia mais

Capítulo II O QUE REALMENTE QUEREMOS

Capítulo II O QUE REALMENTE QUEREMOS Capítulo II O QUE REALMENTE QUEREMOS Neste inicio de curso de Formação em Coaching e Mentoring do Sistema ISOR, eu quero fazer a seguinte pergunta: o que vocês mais querem da vida hoje? Alguém pode começar?

Leia mais

Presidir à Sociedade Portuguesa de Hipertensão «é uma experiência muito interessante»

Presidir à Sociedade Portuguesa de Hipertensão «é uma experiência muito interessante» 2015-11-30 19:57:39 http://justnews.pt/noticias/presidir-a-sociedade-portuguesa-de-hipertensao-e-uma-experiencia-muito-interessante Presidir à Sociedade Portuguesa de Hipertensão «é uma experiência muito

Leia mais

1.000 Receitas e Dicas Para Facilitar a Sua Vida

1.000 Receitas e Dicas Para Facilitar a Sua Vida 1.000 Receitas e Dicas Para Facilitar a Sua Vida O Que Determina o Sucesso de Uma Dieta? Você vê o bolo acima e pensa: Nunca poderei comer um doce se estiver de dieta. Esse é o principal fator que levam

Leia mais

O sucesso de hoje não garante o sucesso de amanhã

O sucesso de hoje não garante o sucesso de amanhã Com certeza, esse final de século XX e começo de século XXI mudarão nossas vidas mais do que elas mudaram há 30-40 anos atrás. É muito difícil avaliar como será essa mudança, mas é certo que ela virá e

Leia mais

Entrevista A2. 2. Que idade tinhas quando começaste a pertencer a esta associação? R.: 13, 14 anos.

Entrevista A2. 2. Que idade tinhas quando começaste a pertencer a esta associação? R.: 13, 14 anos. Entrevista A2 1. Onde iniciaste o teu percurso na vida associativa? R.: Em Viana, convidaram-me para fazer parte do grupo de teatro, faltava uma pessoa para integrar o elenco. Mas em que associação? Na

Leia mais

Rubricas e guias de pontuação

Rubricas e guias de pontuação Avaliação de Projetos O ensino a partir de projetos exibe meios mais avançados de avaliação, nos quais os alunos podem ver a aprendizagem como um processo e usam estratégias de resolução de problemas para

Leia mais

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO APÊNDICES 182 APÊNDICE A UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS FACULDADE DE EDUCAÇÃO - FACED PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO PPGE MESTRADO EM EDUCAÇÃO TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO PESQUISA:

Leia mais

II Congresso Nacional de Formação de Professores XII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores

II Congresso Nacional de Formação de Professores XII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores II Congresso Nacional de Formação de Professores XII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores VIVENCIANDO A PRÁTICA ESCOLAR DE MATEMÁTICA NA EJA Larissa De Jesus Cabral, Ana Paula Perovano

Leia mais

5 Considerações finais

5 Considerações finais 5 Considerações finais 5.1. Conclusões A presente dissertação teve o objetivo principal de investigar a visão dos alunos que se formam em Administração sobre RSC e o seu ensino. Para alcançar esse objetivo,

Leia mais

Amy : Se crianças desescolarizadas não vão a escola, então, como elas aprendem?

Amy : Se crianças desescolarizadas não vão a escola, então, como elas aprendem? Unschooling Life Podcast #2 Por que desescolarizar? Amy : Se crianças desescolarizadas não vão a escola, então, como elas aprendem? Eu fui em busca de pais que desescolarizam seus filhos para fazer essa

Leia mais

05/12/2006. Discurso do Presidente da República

05/12/2006. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, no encerramento da 20ª Reunião Ordinária do Pleno Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social Palácio do Planalto, 05 de dezembro de 2006 Eu acho que não cabe discurso aqui,

Leia mais

EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL

EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL Entrevista com Eng.º Victor Sá Carneiro N uma época de grandes transformações na economia dos países, em que a temática do Empreendedorismo assume uma grande relevância

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

BROCHURA para o DOENTE com ARTRITE IDIOPÁTICA JUVENIL POLIARTICULAR (AIJp) em TRATAMENTO com RoACTEMRA

BROCHURA para o DOENTE com ARTRITE IDIOPÁTICA JUVENIL POLIARTICULAR (AIJp) em TRATAMENTO com RoACTEMRA BROCHURA para o DOENTE com ARTRITE IDIOPÁTICA JUVENIL POLIARTICULAR (AIJp) em TRATAMENTO com RoACTEMRA Esta brochura fornece informação de segurança importante para o doente com AIJp e para os seus pais/responsáveis

Leia mais

Sinopse I. Idosos Institucionalizados

Sinopse I. Idosos Institucionalizados II 1 Indicadores Entrevistados Sinopse I. Idosos Institucionalizados Privação Até agora temos vivido, a partir de agora não sei Inclui médico, enfermeiro, e tudo o que for preciso de higiene somos nós

Leia mais

HumPar: A Associação Portuguesa pela Humanização do Parto

HumPar: A Associação Portuguesa pela Humanização do Parto HumPar: A Associação Portuguesa pela Humanização do Parto RITA CORREIA HumPar Lamento que os outros oradores não tenham podido estar presentes, mas é muito gratificante verificar que com um tão curto pré-aviso,

Leia mais

ED WILSON ARAÚJO, THAÍSA BUENO, MARCO ANTÔNIO GEHLEN e LUCAS SANTIGO ARRAES REINO

ED WILSON ARAÚJO, THAÍSA BUENO, MARCO ANTÔNIO GEHLEN e LUCAS SANTIGO ARRAES REINO Entrevista Cláudia Peixoto de Moura Nós da Comunicação tendemos a trabalhar com métodos qualitativos, porque, acredito, muitos pesquisadores desconhecem os procedimentos metodológicos quantitativos ED

Leia mais

Transcrição de Entrevista n º 24

Transcrição de Entrevista n º 24 Transcrição de Entrevista n º 24 E Entrevistador E24 Entrevistado 24 Sexo Feminino Idade 47 anos Área de Formação Engenharia Sistemas Decisionais E - Acredita que a educação de uma criança é diferente

Leia mais

Como Montar um Plano de Estudos Eficiente Para Concurso Público E-book gratuito do site www.concursosemsegredos.com

Como Montar um Plano de Estudos Eficiente Para Concurso Público E-book gratuito do site www.concursosemsegredos.com 1 Distribuição Gratuita. Este e-book em hipótese alguma deve ser comercializado ou ter seu conteúdo modificado. Nenhuma parte deste e-book pode ser reproduzida ou transmitida sem o consentimento prévio

Leia mais

Manifeste Seus Sonhos

Manifeste Seus Sonhos Manifeste Seus Sonhos Índice Introdução... 2 Isso Funciona?... 3 A Força do Pensamento Positivo... 4 A Lei da Atração... 7 Elimine a Negatividade... 11 Afirmações... 13 Manifeste Seus Sonhos Pág. 1 Introdução

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR SINGULAIR 4 mg Granulado montelucaste Leia com atenção todo este folheto antes da sua criança tomar este medicamento. - Conserve este folheto. Pode ter

Leia mais

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ Entrevista com DJ Meu nome é Raul Aguilera, minha profissão é disc-jóquei, ou DJ, como é mais conhecida. Quando comecei a tocar, em festinhas da escola e em casa, essas festas eram chamadas de "brincadeiras

Leia mais

Indicamos inicialmente os números de cada item do questionário e, em seguida, apresentamos os dados com os comentários dos alunos.

Indicamos inicialmente os números de cada item do questionário e, em seguida, apresentamos os dados com os comentários dos alunos. Os dados e resultados abaixo se referem ao preenchimento do questionário Das Práticas de Ensino na percepção de estudantes de Licenciaturas da UFSJ por dez estudantes do curso de Licenciatura Plena em

Leia mais

COMO TER TEMPO PARA COMEÇAR MINHA TRANSIÇÃO DE CARREIRA?

COMO TER TEMPO PARA COMEÇAR MINHA TRANSIÇÃO DE CARREIRA? COMO TER TEMPO PARA COMEÇAR MINHA TRANSIÇÃO DE CARREIRA? Um guia de exercícios para você organizar sua vida atual e começar a construir sua vida dos sonhos Existem muitas pessoas que gostariam de fazer

Leia mais

Radioterapia no Cancro do Pulmão

Radioterapia no Cancro do Pulmão Editado em: Novembro de 2006 Apoio: Radioterapia no Cancro do Pulmão Comissão de Pneumologia Oncológica Sociedade Portuguesa de Pneumologia ÍNDICE A Comissão de Pneumologia Oncológica agradece ao autor

Leia mais

Programa de Português Nível A2 Ensino Português no Estrangeiro. Camões, Instituto da Cooperação e da Língua, IP

Programa de Português Nível A2 Ensino Português no Estrangeiro. Camões, Instituto da Cooperação e da Língua, IP Português A2 Programa de Português Nível A2 Ensino Português no Estrangeiro Camões, Instituto da Cooperação e da Língua, IP Direção de Serviços de Língua e Cultura Composição Gráfica: Centro Virtual Camões

Leia mais

Método de Amenorréia Lactacional

Método de Amenorréia Lactacional CAPÍTULO 19 Método de Amenorréia Lactacional Pontos Básicos para Profissionais/Serviços de Saúde e Clientes É um método de planejamento familiar baseado na amamentação. Proporciona contracepção para a

Leia mais

Palestra Virtual. Tema: Reuniões Mediúnicas. Palestrante: Carlos Feitosa. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.

Palestra Virtual. Tema: Reuniões Mediúnicas. Palestrante: Carlos Feitosa. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org. Palestra Virtual Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Reuniões Mediúnicas Palestrante: Carlos Feitosa Rio de Janeiro 04/10/2002 Organizadores da Palestra: Moderador: "_Alves_"

Leia mais

A medicina da família e a humanização do atendimento ao paciente

A medicina da família e a humanização do atendimento ao paciente A medicina da família e a humanização do atendimento ao paciente por Denise Marson Apesar da implantação do programa Saúde da família, a formação de profissionais especializados na área de medicina da

Leia mais

TESTE DE CONSCIÊNCIA EMOCIONAL. (Adaptado de Jonh Gottman e Joan DeClaire, em A Inteligência Emocional na Educação) IRA

TESTE DE CONSCIÊNCIA EMOCIONAL. (Adaptado de Jonh Gottman e Joan DeClaire, em A Inteligência Emocional na Educação) IRA TESTE DE CONSCIÊNCIA EMOCIONAL (Adaptado de Jonh Gottman e Joan DeClaire, em A Inteligência Emocional na Educação) O seguinte teste foi concebido para o ajudar a encarar a sua própria vida emocional, o

Leia mais

NEGOCIAÇÃO DE CONSULTORIA EM VENDAS ONLINE

NEGOCIAÇÃO DE CONSULTORIA EM VENDAS ONLINE 2 NEGOCIAÇÃO DE CONSULTORIA EM VENDAS ONLINE Quando uma empresa vai pra internet e investe em marketing digital, essas são as 3 coisas que precisam ser feitas: 1- GERAR LEADS 2- TRANSFORMAR LEADS EM CLIENTES

Leia mais

Afonso levantou-se de um salto, correu para a casa de banho, abriu a tampa da sanita e vomitou mais uma vez. Posso ajudar? perguntou a Maria,

Afonso levantou-se de um salto, correu para a casa de banho, abriu a tampa da sanita e vomitou mais uma vez. Posso ajudar? perguntou a Maria, O Afonso levantou-se de um salto, correu para a casa de banho, abriu a tampa da sanita e vomitou mais uma vez. Posso ajudar? perguntou a Maria, preocupada, pois nunca tinha visto o primo assim tão mal

Leia mais

Dormia e me remexia na cama, o coração apertado, a respiração ofegante. Pensava:

Dormia e me remexia na cama, o coração apertado, a respiração ofegante. Pensava: Não há como entender a ansiedade sem mostrar o que se passa na cabeça de uma pessoa ansiosa. Este texto será uma viagem dentro da cabeça de um ansioso. E só para constar: ansiedade não é esperar por um

Leia mais

30/09/2008. Entrevista do Presidente da República

30/09/2008. Entrevista do Presidente da República Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, em conjunto com o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, com perguntas respondidas pelo presidente Lula Manaus-AM,

Leia mais

Converter leitores em clientes com o seu blog corporativo Pagina 2. O que é o Blog Corporativo e por que você deve usá-lo?

Converter leitores em clientes com o seu blog corporativo Pagina 2. O que é o Blog Corporativo e por que você deve usá-lo? Converter leitores em clientes com o seu blog corporativo Pagina 2 INTRODUÇÃO O que é o Blog Corporativo e por que você deve usá-lo? * Talvez este e-book não pode ajudá-lo, mas eu fiz isso para que você

Leia mais

Como Fotografar as Estrelas

Como Fotografar as Estrelas Como Fotografar as Estrelas Texto: John Davenport Fotografia em geral é fácil certo? Você pega a sua câmera, a aponta na direção do que o interessa e aperta o botão. Porém, há muitos níveis de fotografia,

Leia mais

Governo das Sociedades E RESPONSABILIDADE SOCIAL

Governo das Sociedades E RESPONSABILIDADE SOCIAL Governo das Sociedades E RESPONSABILIDADE SOCIAL DAS EMPRESAS 23-2-2015 Carlos Tavares 1. Quando falamos em governo das sociedades e no papel da respectiva regulação, a primeira questão que se nos depara

Leia mais

Um jogo de preencher casas

Um jogo de preencher casas Um jogo de preencher casas 12 de Janeiro de 2015 Resumo Objetivos principais da aula de hoje: resolver um jogo com a ajuda de problemas de divisibilidade. Descrevemos nestas notas um jogo que estudamos

Leia mais

Exemplos de como praticá-los no Aconselhamento sobre o Tratamento Antiretroviral - TARV

Exemplos de como praticá-los no Aconselhamento sobre o Tratamento Antiretroviral - TARV 6 SABERES BÁSICOS DA COMUNICAÇÃO INTERPESSOAL Exemplos de como praticá-los no Aconselhamento sobre o Tratamento Antiretroviral - TARV Algumas habilidades de comunicação interpessoal foram identificadas

Leia mais

A inclusão das Línguas Estrangeiras Modernas no Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) Por Ana Paula Seixas Vial e Jonathan Zotti da Silva

A inclusão das Línguas Estrangeiras Modernas no Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) Por Ana Paula Seixas Vial e Jonathan Zotti da Silva A inclusão das Línguas Estrangeiras Modernas no Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) Por Ana Paula Seixas Vial e Jonathan Zotti da Silva Pela primeira vez, o Programa Nacional do Livro Didático (PNLD)

Leia mais

Conhece os teus Direitos. A caminho da tua Casa de Acolhimento. Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos

Conhece os teus Direitos. A caminho da tua Casa de Acolhimento. Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos Conhece os teus Direitos A caminho da tua Casa de Acolhimento Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos Dados Pessoais Nome: Apelido: Morada: Localidade: Código Postal - Telefone: Telemóvel: E

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração do Centro de Especialidades Odontológicas de Campo Limpo

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração do Centro de Especialidades Odontológicas de Campo Limpo , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração do Centro de Especialidades Odontológicas de Campo Limpo São Paulo-SP, 20 de outubro de 2004 Meus queridos companheiros e minhas queridas companheiras

Leia mais

Introdução. Módulo 1: Necessidade de Informação, introdução

Introdução. Módulo 1: Necessidade de Informação, introdução 1 Introdução Objetivo Este módulo ajudará os gerentes a identificarem as necessidades de informação, a definirem prioridades, e a determinarem que módulos do PAG APS serão mais úteis para eles. A planilha

Leia mais

personal cool brand anouk pappers & maarten schäfer

personal cool brand anouk pappers & maarten schäfer personal cool brand Os holandeses Anouk Pappers e Maarten Schäfer, da CoolBrands, trabalham há 12 anos fazendo storytelling para marcas, que se trata de extrair histórias sobre elas por meio de conversas

Leia mais

OS MITOS À VOLTA DA HIPERTROFIA

OS MITOS À VOLTA DA HIPERTROFIA OS MITOS À VOLTA DA HIPERTROFIA A razão para publicar este artigo começou por ser a necessidade de desmitificar alguns dos receios manifestados principalmente pelas jogadoras em ficarem grandes quando

Leia mais

Aula 1 Uma visão geral das comorbidades e a necessidade da equipe multidisciplinar

Aula 1 Uma visão geral das comorbidades e a necessidade da equipe multidisciplinar Aula 1 Uma visão geral das comorbidades e a necessidade da equipe multidisciplinar Nesta aula, apresentaremos o panorama geral das comorbidades envolvidas na dependência química que serão estudadas ao

Leia mais

R E L A T Ó R I O D E E N G E N H A R I A D E S O F T W A R E ( 2 0 0 5 / 2 0 0 6 )

R E L A T Ó R I O D E E N G E N H A R I A D E S O F T W A R E ( 2 0 0 5 / 2 0 0 6 ) R E L A T Ó R I O D E E N G E N H A R I A D E S O F T W A R E ( 2 0 0 5 / 2 0 0 6 ) Tendo iniciado no presente ano lectivo 2005/2006 o funcionamento da plataforma Moodle na Universidade Aberta, considerou-se

Leia mais

XI Encontro de Iniciação à Docência

XI Encontro de Iniciação à Docência 4CCHLADLEMPLIC04 OBSERVAÇÃO EM SALA DE AULA E/LE Bruna Mikaele Siquiera (1) María del Pilar Roca (3) Centro de Ciências Humanas, Artes e Letras/ Departamento de Letras Estrangeiras Modernas RESUMO Esse

Leia mais

1ª PERGUNTA: Na sua opinião, como deve ser a formação do trabalhador para o atual mercado de trabalho?

1ª PERGUNTA: Na sua opinião, como deve ser a formação do trabalhador para o atual mercado de trabalho? ANÁLISE DE CONTEÚDO ALUNOS 681 1ª PERGUNTA: Na sua opinião, como deve ser a formação do trabalhador para o atual mercado de trabalho? ANEXO 4 - ANÁLISE DE CONTEÚDO ALUNOS SUJEITO UNIDADE DE CONTEXTO UNIDADE

Leia mais

Anexo F Grelha de Categorização da Entrevista à Educadora Cooperante

Anexo F Grelha de Categorização da Entrevista à Educadora Cooperante Anexo F Grelha de Categorização da Entrevista à Educadora Cooperante CATEGORIAS SUBCATEGORIAS INDICADORES 1.1. Tempo de serviço docente ( ) 29 anos (1) 1.2. Motivações pela vertente artística ( ) porque

Leia mais

De Janeiro. a Janeiro. eles enchem o mealheiro

De Janeiro. a Janeiro. eles enchem o mealheiro De Janeiro a Janeiro eles enchem o mealheiro Sabem o que é a crise. E o valor do dinheiro. Ainda são crianças, mas já pensam no futuro na hora de poupar. RITA FARIA afariagnegocios.pt João Fernandes tem

Leia mais

EDUCAÇÃO INCLUSIVA DE ALUNOS COM DEFICIÊNCIA: DIREITO À DIVERSIDADE

EDUCAÇÃO INCLUSIVA DE ALUNOS COM DEFICIÊNCIA: DIREITO À DIVERSIDADE EDUCAÇÃO INCLUSIVA DE ALUNOS COM DEFICIÊNCIA: DIREITO À DIVERSIDADE Ana Carolina Marques de GOES 1 RESUMO: A educação inclusiva, especificamente relativa às pessoas com deficiência, é um assunto muito

Leia mais

PANDEMIA DE GRIPE. Informação importante para si e para a sua família

PANDEMIA DE GRIPE. Informação importante para si e para a sua família PANDEMIA DE GRIPE Informação importante para si e para a sua família Os peritos da Organização Mundial de Saúde estão actualmente a prever uma pandemia de gripe. O presente folheto descreve uma pandemia

Leia mais

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão.

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO Código Entrevista: 2 Data: 18/10/2010 Hora: 16h00 Duração: 23:43 Local: Casa de Santa Isabel DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS Idade

Leia mais

Sondagem à Experiência dos Pacientes em Cuidados Primários [NAME OF OFFICE/CLINIC] SONDAGEM À EXPERIÊNCIA DOS PACIENTES

Sondagem à Experiência dos Pacientes em Cuidados Primários [NAME OF OFFICE/CLINIC] SONDAGEM À EXPERIÊNCIA DOS PACIENTES Sondagem à Experiência dos Pacientes em Cuidados Primários [NAME OF OFFICE/CLINIC] SONDAGEM À EXPERIÊNCIA DOS PACIENTES Está a ser convidado/a para participar nesta sondagem porque recentemente teve uma

Leia mais

Prevenção ao uso de drogas na escola: o que você pode fazer?

Prevenção ao uso de drogas na escola: o que você pode fazer? Prevenção ao uso de drogas na escola: o que você pode fazer? O educador pode contribuir para prevenir o abuso de drogas entre adolescentes de duas formas básicas: incentivando a reflexão e a adoção de

Leia mais

Escola Básica e Secundária Pedro Ferreiro, Ferreira do Zêzere. Que mais-valias pode trazer um projeto desta natureza à escola?

Escola Básica e Secundária Pedro Ferreiro, Ferreira do Zêzere. Que mais-valias pode trazer um projeto desta natureza à escola? Escola Básica e Secundária Pedro Ferreiro, Ferreira do Zêzere Maria Isabel Saúde Ferreira da Silva, Diretora Que mais-valias pode trazer um projeto desta natureza à escola? Um projeto desta natureza, ou

Leia mais

Lógicas de Supervisão Pedagógica em Contexto de Avaliação de Desempenho Docente. ENTREVISTA - Professor Avaliado - E 5

Lógicas de Supervisão Pedagógica em Contexto de Avaliação de Desempenho Docente. ENTREVISTA - Professor Avaliado - E 5 Sexo Idade Grupo de Anos de Escola docência serviço Feminino 46 Filosofia 22 Distrito do Porto A professora, da disciplina de Filosofia, disponibilizou-se para conversar comigo sobre o processo de avaliação

Leia mais

Aula 4 Estatística Conceitos básicos

Aula 4 Estatística Conceitos básicos Aula 4 Estatística Conceitos básicos Plano de Aula Amostra e universo Média Variância / desvio-padrão / erro-padrão Intervalo de confiança Teste de hipótese Amostra e Universo A estatística nos ajuda a

Leia mais

8 Erros Que Podem Acabar Com Seu Negócio de Marketing Digital

8 Erros Que Podem Acabar Com Seu Negócio de Marketing Digital 8 Erros Que Podem Acabar Com Seu Negócio de Marketing Digital Empreender em negócios de marketing digital seguramente foi uma das melhores decisões que tomei em minha vida. Além de eu hoje poder ter minha

Leia mais

Palestra Virtual. Tema: Fascinação e Subjugação. Palestrante: Mauro Operti. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.

Palestra Virtual. Tema: Fascinação e Subjugação. Palestrante: Mauro Operti. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org. Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Fascinação e Subjugação Palestrante: Mauro Operti Rio de Janeiro 03/09/1999 Organizadores da palestra: Moderador: jaja (nick: Moderador

Leia mais

Todos os dias Leitura: atividades

Todos os dias Leitura: atividades Todos os dias Leitura: atividades 1. Escreva Certo (C) ou Errado (E) para as afirmações a seguir. A) O marido acorda a esposa todos os dias de manhã. ( ) B) Às seis da tarde ele volta para casa depois

Leia mais

Entenda a tributação dos fundos de previdência privada O Pequeno Investidor 04/11/2013

Entenda a tributação dos fundos de previdência privada O Pequeno Investidor 04/11/2013 Entenda a tributação dos fundos de previdência privada O Pequeno Investidor 04/11/2013 Antes de decidir aplicar seu dinheiro em fundos de previdência privada, é preciso entender que é uma aplicação que

Leia mais

Capítulo 15: TÉCNICAS PARA UMA ENTREVISTA DE TRABALHO

Capítulo 15: TÉCNICAS PARA UMA ENTREVISTA DE TRABALHO Capítulo 15: TÉCNICAS PARA UMA ENTREVISTA DE TRABALHO 15.1 Como se Preparar para as Entrevistas É absolutamente essencial treinar-se para as entrevistas. Se você não praticar, poderá cometer todos os tipos

Leia mais

Mensagem de Prem Rawat

Mensagem de Prem Rawat Mensagem de Prem Rawat na Conferência de Paz Nórdica 2012 Conf. Nórdica, Página 1 Gostaria de falar-vos sobre paz. Eu sei que quase toda a gente tem a sua interpretação do que é a paz. Para mim, a paz

Leia mais

Uma análise da Odontologia brasileira atual e o papel dos meios de divulgação 1

Uma análise da Odontologia brasileira atual e o papel dos meios de divulgação 1 43 Entrevista Uma análise da Odontologia brasileira atual e o papel dos meios de divulgação 1 Por Fernando Luiz Brunetti Montenegro Lilian Castilho Lilian Castilho - Como o senhor enxerga o momento atual

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Montelucaste Generis 10 mg Comprimidos Montelucaste de sódio Leia atentamente este folheto antes de tomar este medicamento -Conserve este folheto. Pode

Leia mais

Encontros de vida que se faz vivendo.

Encontros de vida que se faz vivendo. Encontros de vida que se faz vivendo. Thatiane Veiga Siqueira 1 A menina do coração de chocolate. Juliana tem nove anos, é uma menina de olhos esbugalhados, com sorriso fácil, ao primeiro olhar já se vê

Leia mais

www.poderdocoachingemgrupos.com.br

www.poderdocoachingemgrupos.com.br Pesquisa de Mercado A condução de pesquisas de mercado é uma das atividades mais eficazes e importantes que você pode fazer quando você estiver projetando seu coaching em grupo. Você vai se surpreender

Leia mais

COMO FUNCIONA NOSSA CONSULTORIA DE MARKETING DIGITAL ESPECIALIZADA EM VENDAS ONLINE

COMO FUNCIONA NOSSA CONSULTORIA DE MARKETING DIGITAL ESPECIALIZADA EM VENDAS ONLINE www.agenciaatos.com.br COMO FUNCIONA NOSSA CONSULTORIA DE MARKETING DIGITAL ESPECIALIZADA EM VENDAS ONLINE APLICAÇÃO DA CONSULTORIA EM VENDAS ONLINE É assim que os resultados são gerados. No entanto, é

Leia mais

10 segredos para falar inglês

10 segredos para falar inglês 10 segredos para falar inglês ÍNDICE PREFÁCIO 1. APENAS COMECE 2. ESQUEÇA O TEMPO 3. UM POUCO TODO DIA 4. NÃO PRECISA AMAR 5. NÃO EXISTE MÁGICA 6. TODO MUNDO COMEÇA DO ZERO 7. VIVA A LÍNGUA 8. NÃO TRADUZA

Leia mais

EDUCAÇÃO ALGÉBRICA, DIÁLOGOS E APRENDIZAGEM: UM RELATO DO TRABALHO COM UMA PROPOSTA DIDÁTICA 1

EDUCAÇÃO ALGÉBRICA, DIÁLOGOS E APRENDIZAGEM: UM RELATO DO TRABALHO COM UMA PROPOSTA DIDÁTICA 1 EDUCAÇÃO ALGÉBRICA, DIÁLOGOS E APRENDIZAGEM: UM RELATO DO TRABALHO COM UMA PROPOSTA DIDÁTICA 1 Claudemir Monteiro Lima Secretária de Educação do Estado de São Paulo claudemirmonteiro@terra.com.br João

Leia mais

Objectivos PLANEAR 2/90. O que se pretende comunicar ou expor. Queremos:

Objectivos PLANEAR 2/90. O que se pretende comunicar ou expor. Queremos: Objectivos O que se pretende comunicar ou expor Queremos: De todos os passos deste e-book, começamos pelo maior desafio: ter boas ideias. Estas estão só à espera que alguém as tenha, e até há técnicas

Leia mais

DIREITOS AUTORAIS E ACESSO À CULTURA São Paulo, agosto de 2008 MESA 2 LIMITAÇÕES E EXCEÇÕES DA LEI

DIREITOS AUTORAIS E ACESSO À CULTURA São Paulo, agosto de 2008 MESA 2 LIMITAÇÕES E EXCEÇÕES DA LEI DIREITOS AUTORAIS E ACESSO À CULTURA São Paulo, agosto de 2008 MESA 2 LIMITAÇÕES E EXCEÇÕES DA LEI O SR. GUILHERME CARBONI (Instituto de Direito do Comércio Internacional e Desenvolvimento): Gostaria de

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Mediunidade (Consciência, Desenvolvimento e Educação) Palestrante: Vania de Sá Earp Rio de Janeiro 16/06/2000 Organizadores da palestra:

Leia mais

Imagens Mentais Por Alexandre Afonso

Imagens Mentais Por Alexandre Afonso 2 Imagens Mentais Por Alexandre Afonso 1ª Edição, 08/04/2016 As novas edições serão sempre disponibilizadas no link: http://alexandreafonso.com.br/e book imagens mentais 2016 alexandreafonso.com.br. Todos

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 67 Discurso na cerimónia de outorga

Leia mais

ENTREVISTA "Não se ganha com. a caça ao dividendo"

ENTREVISTA Não se ganha com. a caça ao dividendo ENTREVISTA "Não se ganha com a caça ao dividendo" JORGE BENTO FARINHA, VICE-PRESIDENTE DA PORTO BUSINESS SCHOOL Em Portugal não se ganha dinheiro com a caça ao dividendo Co-autor do livro "Dividendos e

Leia mais

André Sanchez Blog Esboçando Ideias E-BOOK GRÁTIS. Uma realização: André Sanchez. www.esbocandoideias.com

André Sanchez Blog Esboçando Ideias E-BOOK GRÁTIS. Uma realização: André Sanchez. www.esbocandoideias.com E-BOOK GRÁTIS 8 razões para confiar que Deus te socorrerá Uma realização: André Sanchez www.esbocandoideias.com Se quiser falar com o autor, entre em contato pelo e-mail: andre@esbocandoideias.com A distribuição

Leia mais

Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT

Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT Brasília-DF, 30 de outubro de 2006 Jornalista Ana Paula Padrão: Então vamos às perguntas, agora ao vivo, com

Leia mais

SOBRE A AUTORA. Alcançou sua independência financeira através da Internet, conseguindo já no primeiro mês de blog R$ 1.215,67.

SOBRE A AUTORA. Alcançou sua independência financeira através da Internet, conseguindo já no primeiro mês de blog R$ 1.215,67. SOBRE A AUTORA Leticia Pietras tem 17 anos, é Empreendedora digital, fundadora do blog www.empreendedora-digital.com. Alcançou sua independência financeira através da Internet, conseguindo já no primeiro

Leia mais

PDF created with pdffactory Pro trial version www.pdffactory.com

PDF created with pdffactory Pro trial version www.pdffactory.com Tema:Humor Você vai ler a seguir um fragmento da peça teatral Lua nua, de Leilah Assunção, que foi encenada em várias cidades do país entre 1986 e 1989, sempre com grande sucesso de público e de crítica.

Leia mais

1. Eu tenho problema em ter minhas necessidades satisfeitas. 1 2 3 4 5 6

1. Eu tenho problema em ter minhas necessidades satisfeitas. 1 2 3 4 5 6 FIAT Q Questionário de Relacionamento Interpessoal Glenn M. Callaghan Department of Psychology; One Washington Square, San Jose University, San Jose CA 95192-0120 Phone 08) 924-5610 e fax (408) 924 5605.

Leia mais

Os segredos da motivação

Os segredos da motivação Os segredos da motivação Prezado(a) cursista, Seja bem-vindo ao curso Motivação e Liderança. Dentro deste material, contemplamos alguns tópicos sobre os segredos da motivação. Estes conceitos estão melhor

Leia mais

CONHECENDO-SE MELHOR DESCOBRINDO-SE QUEM VOCÊ É? 13 PASSOS QUE VÃO AJUDÁ-LO PARA SE CONHECER MELHOR E DESCOBRIR QUE VOCÊ REALMENTE É

CONHECENDO-SE MELHOR DESCOBRINDO-SE QUEM VOCÊ É? 13 PASSOS QUE VÃO AJUDÁ-LO PARA SE CONHECER MELHOR E DESCOBRIR QUE VOCÊ REALMENTE É CONHECENDO-SE MELHOR DESCOBRINDO-SE QUEM VOCÊ É? 13 PASSOS QUE VÃO AJUDÁ-LO PARA SE CONHECER MELHOR E DESCOBRIR QUE VOCÊ REALMENTE É Descobrindo-se... Fácil é olhar à sua volta e descobrir o que há de

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 24 Discurso na solenidade de entrega

Leia mais

18/11/2005. Discurso do Presidente da República

18/11/2005. Discurso do Presidente da República Discurso do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de entrega de certificado para os primeiros participantes do programa Escolas-Irmãs Palácio do Planalto, 18 de novembro de 2005

Leia mais

Modos de agir na interacção Conteúdos. Aprendizagem dos alunos

Modos de agir na interacção Conteúdos. Aprendizagem dos alunos Modos de agir na interacção Conteúdos Aprendizagem dos alunos Conteúdos a trabalhar 1. [Nas reuniões mensais] Aproveito para fazer uma análise dos conhecimentos que estamos a fazer, dos conteúdos que estão

Leia mais

Meu nome é José Guilherme Monteiro Paixão. Nasci em Campos dos Goytacazes, Norte Fluminense, Estado do Rio de Janeiro, em 24 de agosto de 1957.

Meu nome é José Guilherme Monteiro Paixão. Nasci em Campos dos Goytacazes, Norte Fluminense, Estado do Rio de Janeiro, em 24 de agosto de 1957. Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Meu nome é José Guilherme Monteiro Paixão. Nasci em Campos dos Goytacazes, Norte Fluminense, Estado do Rio de Janeiro, em 24 de agosto de 1957. FORMAÇÃO

Leia mais

Gripe H1N1 ou Influenza A

Gripe H1N1 ou Influenza A Gripe H1N1 ou Influenza A A gripe H1N1 é uma doença causada por vírus, que é uma combinação dos vírus da gripe normal, da aviária e da suína. Essa gripe é diferente da gripe normal por ser altamente contagiosa

Leia mais

Como criar um perfil de destaque no LinkedIn

Como criar um perfil de destaque no LinkedIn Como criar um perfil de destaque no LinkedIn O que é o LinkedIn e como ele pode me ajudar? O LinkedIn é uma rede social on-line para profissionais. Muitas pessoas dizem que é o Facebook dos negócios. Os

Leia mais

LONDRES Sessão de planejamento do GAC para a reunião em Los Angeles

LONDRES Sessão de planejamento do GAC para a reunião em Los Angeles LONDRES Sessão de planejamento do GAC para a reunião em Los Angeles Quinta feira, 26 de junho, 2014 08:00 a 08:30 ICANN Londres, Inglaterra CHAIR DRYDEN: Bom dia a todos. Vamos começar com a nossa agenda.

Leia mais

COMO ENSINEI MATEMÁTICA

COMO ENSINEI MATEMÁTICA COMO ENSINEI MATEMÁTICA Mário Maturo Coutinho COMO ENSINEI MATEMÁTICA.ª edição 511 9 AGRADECIMENTOS À Deus À minha família Aos mestres da matemática do C.E.Visconde de Cairu APRESENTAÇÃO O objetivo deste

Leia mais

QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS!

QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS! QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS! 4 Introdução 5 Conheça seu público 5 Crie uma identidade para sua empresa 6 Construa um site responsivo 6 Seja direto, mas personalize o máximo possível

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 61 Discurso na cerimónia de criação

Leia mais

Chantilly, 17 de outubro de 2020.

Chantilly, 17 de outubro de 2020. Chantilly, 17 de outubro de 2020. Capítulo 1. Há algo de errado acontecendo nos arredores dessa pequena cidade francesa. Avilly foi completamente afetada. É estranho descrever a situação, pois não encontro

Leia mais

ASMA ASMA ASMA SINTOMAS. Page 1

ASMA ASMA ASMA SINTOMAS. Page 1 ASMA SUBSTÂNCIAS IRRITANTES: produtos de limpeza, sprays, tintas, inseticida, perfumes, poluição atmosférica REMÉDIOS:aspirina, certos anti-inflamatórios bloqueadores beta adrenérgicos Asma é uma inflamação

Leia mais

Legionella alguém me explica?

Legionella alguém me explica? Ciências da Comunicação Comunicação, Ciência e Ambiente Professora Orientadora: Anabela Carvalho Legionella alguém me explica? (Produto Comunicativo) Trabalho de: Ana Catarina Silva A67404 Luís Fernandes

Leia mais

Estudo x trabalho: aprenda a vencer a rotina de atividades rumo ao sucesso

Estudo x trabalho: aprenda a vencer a rotina de atividades rumo ao sucesso Estudo x trabalho: aprenda a vencer a rotina de atividades rumo ao sucesso Sumário introdução 03 Capítulo 5 16 Capítulo 1 Pense no futuro! 04 Aproveite os fins de semana Capítulo 6 18 Capítulo 2 07 É preciso

Leia mais