ESCOLA ARQUIDIOCESANA BÍBLICO-CATEQUÉTICA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESCOLA ARQUIDIOCESANA BÍBLICO-CATEQUÉTICA"

Transcrição

1 ESCOLA ARQUIDIOCESANA BÍBLICO-CATEQUÉTICA

2 FORMAÇÃO DE CATEQUISTAS A Igreja se preocupa com a semente da Palavra de Deus (a mensagem) e com o terreno que recebe essa semente (o catequizando), o que a leva a preocuparse igualmente com o semeador da semente da Palavra, isto é, com a comunidade catequizadora e, dentro dela, com a pessoa e o grupo de catequistas. (CNBB. Estudo 59, n.4)

3 Como o semeador da parábola contada por Jesus, o catequista realiza sua missão no percurso da Catequese. Tudo deve levar à uma colheita farta... É missão do catequista ser um bom semeador!

4 FORMAÇÃO DE CATEQUISTAS QUE CATEQUESE QUEREMOS? Capaz de conduzir ao discipulado na escuta da Palavra, no discernimento de valores, na formação de convicções, no diálogo sobre temas diversos, na acolhida do mistério de Deus em nossa vida.

5 FORMAÇÃO DE CATEQUISTAS QUE CATEQUISTAS QUEREMOS? Capazes de dar respostas ao confronto entre fé e cultura e às questões e aos desafios de hoje, testemunhando a comunhão eclesial. Formação bíblica, litúrgica, teológica e metodológica (cf. DNC 261, 269)

6 FORMAÇÃO DE CATEQUISTAS - a formação dos catequistas contempla ações integradas harmonicamente: experiência de vida comunitária, reuniões, grupos de estudo, cursos temáticos no grupo de catequistas, celebrações da comunidade, oração com o grupo de catequistas, retiros e, também, escolas catequéticas.

7 -formação adequada ao estilo catecumenal (cf. CNBB Estudo 97, n. 143): do conhecimento (ensino) à mistagogia (contato vivo e pessoal com o mistério). - caráter experiencial e testemunhal da formação dos catequistas.

8

9 OUVIR FALAR CELEBRAR AGIR

10 FORMAÇÃO DE CATEQUISTA EIXOS METODOLÓGICO- CATEQUÉTICO; LITÚRGICO- CATEQUÉTICO; BÍBLICO- CATEQUÉTICO.

11 AGRUPAMENTO DE TEMAS QUE AUXILIAM NA ORIENTAÇÃO E NO PLANEJAMENTO DO TRABALHO, SUSCITANDO QUESTÕES RELACIONADAS À UM DETERMINADO ASSUNTO E O ARTICULANDO COM OUTROS ASSUNTOS. ESTES EIXOS TEMÁTICOS NÃO SÃO ESTANQUES, PELO CONTRÁRIO, SÃO ABERTOS E ESTÃO CONSTANTEMENTE EM CONSTRUÇÃO.

12

13 CUIDAR E ALIMENTAR O SER

14 FORMAR NO SABER

15 CAPACITAR PARA SABER FAZER

16 PROJETO DE FORMAÇÃO DE CATEQUISTAS REGIONAL SUL II acolhida e acompanhamento

17 PROJETO FORMAÇÃO DE CATEQUISTAS ARQUIDIOCESE DE LONDRINA PLANO DE AÇÃO Catequistas Iniciantes 1º tempo 2º tempo 3º tempo 4º tempo 5º tempo Experiência inicial Escola Catequética Paroquial Escola de Aprofundamento Escola para formadores Formação Permanente âmbito paroquial âmbito diocesano

18 PROJETO DA ANIMAÇÃO BÍBLICO-CATEQUÉTICA OBJETIVO GERAL: Ajudar o catequista a tornar-se verdadeiro discípulo de Jesus, para comunicar a mensagem dele aos catequizandos, ajudando-os no crescimento e amadurecimento da fé.

19 PROJETO DA ANIMAÇÃO BÍBLICO-CATEQUÉTICA Mestre, onde moras? Vinde e Vede! Foram, viram e permaneceram com Ele! (Jo 1, 38-41) A mística é o motor que impulsiona o ouvir, o falar, o caminhar e o agir; Orienta e estabelece todo o processo de concepção, de preparação e de caminhada da Escola Bíblico-Catequética.

20 ÂMBITO PAROQUIAL:1º TEMPO EXPERIÊNCIA INICIAL OBJETIVO ESPECÍFICO: Acolher e iniciar o catequista no Ministério da catequese, ajudando-o a aprofundar a sua experiência pessoal com Jesus Cristo; a fim de proporcionar o seu crescimento espiritual, a sua vivência litúrgica e o seu compromisso com a missão de Ser catequista inserido na comunidade eclesial.

21 ÂMBITO PAROQUIAL:1º TEMPO EXPERIÊNCIA INICIAL - MESTRE, ONDE MORAS? (Jo 1, 38) - O QUE: DIMENSÃO HUMANO- EXISTENCIAL -PARA QUEM: CANDIDATOS A CATEQUISTAS - COM QUEM: INTRODUTORES -ONDE: GRUPO DE CATEQUESE, COMUNIDADE - DURAÇÃO: MÍNIMO, 6 MESES - CELEBRAÇÃO: RITO DE ACOLHIDA

22 METODOLOGIA: VIDA, PALAVRA E ORAÇÃO Acolhida no grupo de catequistas e momentos formativos Leitura orante da Palavra e outros momentos orantes Celebração eucarística dominical e sacramento da reconciliação

23

24 a comunidade catequética paroquial deve cumprir sua função de apoio. CATEQUISTA INTRODUTOR nova figura na Catequese

25 CATEQUISTA INTRODUTOR: QUEM É? É UMA PESSOA... de fé, atenta à Palavra de Deus e fiel ao Magistério da Igreja; orante, assídua na vida litúrgica e na comunhão eucarística; participante da vida da comunidade; acolhedora e aberta ao diálogo, amiga e solidária; ter (especialmente) experiência como catequista; atenta para não perder oportunidade que possibilitem desenvolver habilidades, senso crítico, criatividade; interessada em conhecer a realidade do candidato.

26 Catequista introdutor o que faz? O Introdutor não irá dar formação ao candidato a catequista, mas ajudá-lo a perceber O MINISTÉRIO DO CATEQUISTA como serviço pelo Reino! O importante é tornar visível a dinâmica da catequese colocando o candidato diante... do desafio fundamental da Catequese que é comunicar o dom do encontro com Jesus da prioridade da Catequese, que é fazer com que Jesus Cristo seja seguido, amado e anunciado...

27 Pároco Candidato a catequista Coordenador paroquial Grupo de catequistas Catequista introdutor Comunidade eclesial

28 ÂMBITO PAROQUIAL: 2º TEMPO ESCOLA CATEQUÉTICA PAROQUIAL OBJETIVO ESPECÍFICO: Capacitar o catequista para o exercício do ministério da Catequese no encontro pessoal com Cristo e no aprofundamento constante deste compromisso de fé para formar novos discípulos missionários, favorecendo sempre a catequese sóciotransformadora.

29 ÂMBITO PAROQUIAL:2º TEMPO ESCOLA CATEQUÉTICA PAROQUIAL Vinde e Vede! (Jo 1, 39) -O QUE: conteúdos básicos e metodologia dos eixos:metodológico-bíblico-litúrgico-catequético -PARA QUEM: catequistas iniciantes -COM QUEM: Formadores paroquiais -ONDE: Escola Catequética Paroquial -DURAÇÃO: 68H -Nº DE PARTICIPANTES: 50 catequistas(máximo) -AVALIAÇÃO: Empenho dos catequistas nos trabalhos catequéticos -CELEBRAÇÃO: Rito de Acolhida

30 METODOLOGIA: Eixos Metodológico- Catequético-Bíblico-Litúrgico SER VIVER JUNTOS FAZER SABER

31 Pároco Comunidade eclesial Coordenador paroquial Catequistas participantes Catequistas formadores Grupo de catequistas

32 PROGRAMA DE APOIO A FORMAÇÃO INICIAL NOS DECANATOS O QUE: Catequistas formadores para atuar na formação básica de catequistas. QUEM: Grupo de apoio. PARA QUEM: Catequistas das Escolas Paroquiais. ONDE: Nos decanatos que necessitarem de ajuda na formação básica de catequistas.

33 PROGRAMA DE APOIO A FORMAÇÃO INICIAL NOS DECANATOS - RECURSOS: Cada decanato providencia os recursos necessários. - RECURSOS HUMANOS: Grupo de apoio. -RECURSOS MATERIAIS: A cargo da coordenação decanal de catequese.

34 ÂMBITO ARQUIDIOCESANO: 3º TEMPO ESCOLA CATEQUÉTICA DE APROFUNDAMENTO OBJETIVO ESPECÍFICO: Proporcionar uma formação de caráter catecumenal que favoreça uma experiência mistagógica e pedagógica do discipulado missionário de Jesus Cristo, a fim de que os catequistas sejam capazes de assumir o itinerário global, integral, dinâmico, processual e orgânico da iniciação à vida cristã.

35 ÂMBITO ARQUIDIOCESANO: 3º TEMPO ESCOLA CATEQUÉTICA DE APROFUNDAMENTO Eles foram e viram onde Jesus morava, permaneceram com ele, naquele dia. Era a hora décima, aproximadamente (Jo 1, 39). -O QUE: conteúdos básicos de aprofundamento (nível médio) -PARA QUEM: catequistas que concluíram a Escola Catequética Paroquial -COM QUEM: Assessores convidados e catequistas formadores

36 ÂMBITO ARQUIDIOCESANO: 3º TEMPO ESCOLA CATEQUÉTICA DE APROFUNDAMENTO -ONDE: Casa de Retiros Emaús e decanatos mais distantes que viabilizarem o funcionamento da Escola -DURAÇÃO: 120H -Nº DE PARTICIPANTES: 50 catequistas(máximo) -AVALIAÇÃO: Catequista-aluno: registro escrito; equipe formativa: após cada módulo -CELEBRAÇÃO: Ação de Graças e Compromisso

37 METODOLOGIA: interação das dimensões do ser, saber e saber-fazer leitura orante da Palavra de Deus; vivência litúrgica; interação teórico-prática; aprendizado laborioso; autoformação; solidariedade.

38 Arcebispo Comunidade eclesial Assessor Referencial da Catequese Catequistas que concluíram o 2º tempo Pároco Catequistas formadores Coordenação Arquidiocesana da Animação Bíblico- Catequética Assessores convidados

Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética

Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética 2 0 1 2-2 0 1 5 DIOCESE DE FREDERICO WESTPHALEN - RS Queridos irmãos e irmãs, Com imensa alegria, apresento-lhes o PLANO DIOCESANO DE ANIMAÇÃO BÍBLICO -

Leia mais

Catecumenato Uma Experiência de Fé

Catecumenato Uma Experiência de Fé Catecumenato Uma Experiência de Fé APRESENTAÇÃO PARA A 45ª ASSEMBLÉIA DA CNBB (Regional Nordeste 2) www.catecumenato.com O que é Catecumenato? Catecumenato foi um método catequético da igreja dos primeiros

Leia mais

Elementos da Vida da Pequena Comunidade

Elementos da Vida da Pequena Comunidade Raquel Oliveira Matos - Brasil A Igreja, em sua natureza mais profunda, é comunhão. Nosso Deus, que é Comunidade de amor, nos pede entrarmos nessa sintonia com Ele e com os irmãos. É essa a identidade

Leia mais

1. O 11º PPC terá a validade de cinco anos, iniciando-se em 2012 e terminando em 2016.

1. O 11º PPC terá a validade de cinco anos, iniciando-se em 2012 e terminando em 2016. 11º PPC ASSEMBLEIA ARQUIDIOCESANA Estas são as questões que serão votadas na Assembléia Arquidiocesana, sem as emendas que poderão surgir durante a mesma. Cada uma das propostas poderá, deste modo, receber

Leia mais

Encontro de Revitalização da Pastoral Juvenil LUZES DOS DOCUMENTOS

Encontro de Revitalização da Pastoral Juvenil LUZES DOS DOCUMENTOS Encontro de Revitalização da Pastoral Juvenil LUZES DOS DOCUMENTOS Ficha 1 1 Formação Integral (I) A com juventude para todo trabalho de evangelização A, como fundante (falando- se em, com atenção também

Leia mais

Objetivo e proposta evangelizadora

Objetivo e proposta evangelizadora A CAMPANHA DA FRATERNIDADE NA IGREJA DO BRASIL Objetivo e proposta evangelizadora BerçonoConcílioVaticanoII: Começou no Rio Grande do Norte, em 1962, por iniciativa de Dom Eugênio Sales. Era uma ação concreta

Leia mais

Módulo II Quem é o Catequista?

Módulo II Quem é o Catequista? Módulo II Quem é o Catequista? Diocese de Aveiro Objectivos Descobrir a imagem de catequista que existe na nossa comunidade. Aprofundar a vocação e o ministério do catequista a partir da Bíblia. Com base

Leia mais

Utilizar na comunicação 4 ouvidos

Utilizar na comunicação 4 ouvidos Utilizar na comunicação 4 ouvidos Desafio para a relação catequética Estimado catequista, imagine que se encontra com o Luís sorriso no pátio do centro paroquial. O Luís Sorriso vai cumprimentá-lo de forma

Leia mais

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando.

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando. Celebração de Encerramento PREPARAR 1. Bíblia e velas para a Procissão de Entrada da Palavra 2. Sementes de girassóis para cada catequista depositar num prato com terra diante do altar durante a homilia

Leia mais

SDCIA - ISCRA Secretariado Diocesano da Catequese de Infância e Adolescência Instituto Superior de Ciências Religiosas de Aveiro

SDCIA - ISCRA Secretariado Diocesano da Catequese de Infância e Adolescência Instituto Superior de Ciências Religiosas de Aveiro SDCIA - ISCRA Secretariado Diocesano da Catequese de Infância e Adolescência Instituto Superior de Ciências Religiosas de Aveiro Formação para Catequistas Directório Geral da Catequese Janeiro - Março

Leia mais

A iniciação cristã como pedagogia de vida comunitária

A iniciação cristã como pedagogia de vida comunitária A iniciação cristã como pedagogia de vida comunitária A evangelização nos dá a alegria do encontro com a Boa Nova da Ressurreição de Cristo. A maioria das pessoas procura angustiada a razão de sua vida

Leia mais

FORMAÇÃO NAS ESCOLAS DIOCESANAS E MINISTÉRIO DA CATEQUESE

FORMAÇÃO NAS ESCOLAS DIOCESANAS E MINISTÉRIO DA CATEQUESE FORMAÇÃO NAS ESCOLAS DIOCESANAS E MINISTÉRIO DA CATEQUESE Diante de um mundo digital, com os compromissos do dia-a-dia, muitas vezes nossos catequistas acabam sendo engolidos pelos afazeres e tarefas.

Leia mais

Texto da Palestra dada pelo Pe. Luiz Alves de Lima SOBRE Iniciação à Vida Cristã, no I Nordestão de Catequese, em novembro de 2013

Texto da Palestra dada pelo Pe. Luiz Alves de Lima SOBRE Iniciação à Vida Cristã, no I Nordestão de Catequese, em novembro de 2013 Texto da Palestra dada pelo Pe. Luiz Alves de Lima SOBRE Iniciação à Vida Cristã, no I Nordestão de Catequese, em novembro de 2013 I Iniciação à Vida Cristã A expressão procura traduzir a comunicação de

Leia mais

Apresentamos as partilhas que enriqueceram o nosso Seminário Nacional de Iniciação Cristã.

Apresentamos as partilhas que enriqueceram o nosso Seminário Nacional de Iniciação Cristã. Apresentamos as partilhas que enriqueceram o nosso Seminário Nacional de Iniciação Cristã. Na sexta-feira, pela manhã, foi a vez do Nordeste 3 - Aracaju - com sua experiência de iniciação à vida cristã

Leia mais

Módulo I O que é a Catequese?

Módulo I O que é a Catequese? Módulo I O que é a Catequese? Diocese de Aveiro Objectivos Tomar consciência da nossa prática concreta de catequese. Confrontar essa experiência com a forma de agir de Jesus Cristo. Situar a catequese

Leia mais

O ENCONTRO DE CATEQUESE E SUA DINÂMICA

O ENCONTRO DE CATEQUESE E SUA DINÂMICA O ENCONTRO DE CATEQUESE E SUA DINÂMICA Nestes últimos anos tem-se falado em Catequese Renovada e muitos pontos positivos contribuíram para que ela assim fosse chamada. Percebemos que algumas propostas

Leia mais

A MENSAGEM. «educar no conhecimento e na vida de fé. para uma catequese renovada

A MENSAGEM. «educar no conhecimento e na vida de fé. para uma catequese renovada ANO LVIII SET. OUT. NOV. DEZ. 2014 REVISTA QUADRIMESTRAL 4,00 421 A MENSAGEM para uma catequese renovada «educar no conhecimento e na vida de fé de tal maneira que a pessoa, na totalidade do seu ser, nas

Leia mais

ESCOLA DE COMUNICAÇÃO DA ARQUIDIOCESE DE NATAL ECAN

ESCOLA DE COMUNICAÇÃO DA ARQUIDIOCESE DE NATAL ECAN ESCOLA DE COMUNICAÇÃO DA ARQUIDIOCESE DE NATAL ECAN 1 - APRESENTAÇÃO As paróquias, debruçando-se sobre as necessidades impostas pelas mudanças dos tempos e do mundo, nas culturas, nos valores e princípios,

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Ser Igreja de Comunhão e Participação!

APRESENTAÇÃO. Ser Igreja de Comunhão e Participação! APRESENTAÇÃO Os Bispos aprovaram, recentemente, as Diretrizes da Ação Evangelizadoras da Igreja do Brasil 2011 2015 e a Arquidiocese de Florianópolis em comunhão com estas quer impulsionar todas as paróquias

Leia mais

A iniciação à fé cristã das crianças de hoje - da teologia à pedagogia

A iniciação à fé cristã das crianças de hoje - da teologia à pedagogia ONDE MORAS? Ilustração de Capa, Madalena Matoso, 2009 ONDE MORAS? UMA PROPOSTA Tópicos para a intervenção inicial Maria da Conceição Moita A iniciação à fé cristã das crianças de hoje - da teologia à pedagogia

Leia mais

Retiro de Revisão de Metas do Querigma

Retiro de Revisão de Metas do Querigma Pe. Marco Antonio Guerrero Guapacho - Colômbia 1. Evangelização Evangelizar é um verbo, derivado de evangelho, que faz referência à proclamação, ao anúncio de Jesus Cristo e da sua mensagem. No propósito

Leia mais

Misericordiosos como o Pai, e prontos para a Missão! Organização Diocesana da Pastoral. Secretariado Diocesano de Pastoral

Misericordiosos como o Pai, e prontos para a Missão! Organização Diocesana da Pastoral. Secretariado Diocesano de Pastoral 1. APRESENTAÇÃO DO BISPO 2. ORGANOGRAMA DA COORDENAÇÃO PASTORAL Misericordiosos como o Pai, e prontos para a Missão! É significativo que este 8º Plano de Ação Evangelizadora, da nossa querida diocese de

Leia mais

Sugestões Pastorais para a implementação da Iniciação à Vida Cristã

Sugestões Pastorais para a implementação da Iniciação à Vida Cristã Apresentação Ide, pois, fazer discípulos entre todas as nações, e batizai-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Ensinai-lhes a observar tudo o que vos tenho ordenado (Mt 28,19-20) Jesus enviou

Leia mais

Diretrizes e Orientações Diocesana da. Pastoral Bíblico Catequético. Diocese de Miracema do Tocantins

Diretrizes e Orientações Diocesana da. Pastoral Bíblico Catequético. Diocese de Miracema do Tocantins Diretrizes e Orientações Diocesana da Pastoral Bíblico Catequético Diocese de Miracema do Tocantins 1 Apresentação Caro irmão, cara irmã, Apresento o segundo diretório da catequese. Ele também foi uma

Leia mais

JPEG JOVENS EM PEQUENO GRUPO

JPEG JOVENS EM PEQUENO GRUPO ORIENTAÇÕES BÁSICAS JPEG JOVENS EM PEQUENO GRUPO JPEG é Jovens em Pequenos Grupos. A nova identidade dos pequenos grupos para jovens. NECESSIDADE DE ORGANIZAÇÃO DA IGREJA PEQUENOS GRUPOS Pequenos grupos

Leia mais

JPIC Jovem SCM Projeto de Inclusão Documento Oficial 2011 Justiça, Paz e Integridade da Criação Celebrando o Centenário das RSCM no Brasil

JPIC Jovem SCM Projeto de Inclusão Documento Oficial 2011 Justiça, Paz e Integridade da Criação Celebrando o Centenário das RSCM no Brasil JPIC Jovem SCM Projeto de Inclusão Documento Oficial 2011 Justiça, Paz e Integridade da Criação Celebrando o Centenário das RSCM no Brasil Religiosas do Sagrado Coração de Maria Província Brasileira 3

Leia mais

3.1.1. Primeira Proposta: Fortalecimento da Pastoral Familiar (cf. CNBB - Doc. 79/2004 capo 8)

3.1.1. Primeira Proposta: Fortalecimento da Pastoral Familiar (cf. CNBB - Doc. 79/2004 capo 8) 3.1.1. Primeira Proposta: Fortalecimento da Pastoral Familiar (cf. CNBB - Doc. 79/2004 capo 8) 44. Neste sentido, a nossa 3 a Assembleia Diocesana, realizada no dia 28 de outubro de 2012 na Paróquia de

Leia mais

CURSO PARA CAPACITAÇÃO DE LIDERANÇA E COORDENADORES DE GRUPOS JOVENS

CURSO PARA CAPACITAÇÃO DE LIDERANÇA E COORDENADORES DE GRUPOS JOVENS CURSO PARA CAPACITAÇÃO DE LIDERANÇA E COORDENADORES DE GRUPOS JOVENS Apresentação A JUVENTUDE MERECE ATENÇÃO ESPECIAL A Igreja Católica no Brasil diz que é preciso: Evangelizar, a partir de Jesus Cristo,

Leia mais

Os fundamentos da nossa missão 2013-10 1/16

Os fundamentos da nossa missão 2013-10 1/16 Os fundamentos da nossa missão 2013-10 1/16 Índice Introdução. 3 1. Apresentação geral.... 4 2. Os CPM no seio da Igreja......5 3. Os animadores.....7 4. O papel do Assistente Espiritual... 8 5. A equipa

Leia mais

ESCOLA DE PASTORAL CATEQUÉTICA ESPAC

ESCOLA DE PASTORAL CATEQUÉTICA ESPAC ESCOLA DE PASTORAL CATEQUÉTICA ESPAC 1. ESPAC O QUE É? A ESPAC é uma Instituição da Arquidiocese de Fortaleza, criada em 1970, que oferece uma formação sistemática aos Agentes de Pastoral Catequética e

Leia mais

Plano Pedagógico do Catecismo 6

Plano Pedagógico do Catecismo 6 Plano Pedagógico do Catecismo 6 Cat Objetivos Experiência Humana Palavra Expressão de Fé Compromisso PLANIFICAÇÃO de ATIVIDADES BLOCO I JESUS, O FILHO DE DEUS QUE VEIO AO NOSSO ENCONTRO 1 Ligar a temática

Leia mais

Plano Diocesano da Ação Evangelizadora. Igreja: Casa da Iniciação à Vida Cristã

Plano Diocesano da Ação Evangelizadora. Igreja: Casa da Iniciação à Vida Cristã Plano Diocesano da Ação Evangelizadora 2014 Igreja: Casa da Iniciação à Vida Cristã Diocese de Jundiaí ÍNDICE Igreja: Casa da Iniciação à Vida Cristã Apresentação... 05 Siglas e Abreviaturas... 08 Objetivo

Leia mais

PROJETO AQUI TEM JOVEM

PROJETO AQUI TEM JOVEM Material de Apoio e Formação PROJETO AQUI TEM JOVEM Lista de Abreviaturas e Siglas G.O Grupo de Oração MJ Ministério Jovem PEF Pastoreio Evangelização Formação RCC Renovação Carismática Católica CONHEÇA

Leia mais

Igreja em estado permanente de missão

Igreja em estado permanente de missão Igreja em estado permanente de missão Igreja : lugar da animação bílblica da vida e da pastoral A conversão pastoral da paróquia Urgência da conversão Pastoral Toda conversão supõe um processo de transformação

Leia mais

MISSÕES - A ESTRATÉGIA DE CRISTO PARA A SUA IGREJA

MISSÕES - A ESTRATÉGIA DE CRISTO PARA A SUA IGREJA MISSÕES - A ESTRATÉGIA DE CRISTO PARA A SUA IGREJA 1 40 dias vivendo para Jesus 12/05/2013 At 1 4 Um dia, quando estava com os apóstolos, Jesus deu esta ordem: Fiquem em Jerusalém e esperem até que o Pai

Leia mais

COMUNIDADE QUE VIVE A FÉ EM DEUS MENINO

COMUNIDADE QUE VIVE A FÉ EM DEUS MENINO Secretariado Diocesano de Evangelização e Catequese de Coimbra VIVÊNCIA DO ADVENTO DE 2014 baseada na proposta da lectio divina COMUNIDADE QUE VIVE A FÉ EM DEUS MENINO PEQUENO GUIÃO PARA OS CATEQUISTAS

Leia mais

Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação. Projeto Paroquial da Pastoral da Comunicação

Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação. Projeto Paroquial da Pastoral da Comunicação Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação Projeto Paroquial da Pastoral da Comunicação 2 Barra do Choça, 11 de abril de 2015. 1. Contextualização O Projeto Nacional da Pastoral da Comunicação Pascom,

Leia mais

DILMA MARIA DE ANDRADE. Título: A Família, seus valores e Counseling

DILMA MARIA DE ANDRADE. Título: A Família, seus valores e Counseling DILMA MARIA DE ANDRADE Título: A Família, seus valores e Counseling Projeto de pesquisa apresentado como Requisito Para obtenção de nota parcial no módulo de Metodologia científica do Curso Cousenling.

Leia mais

Documento 62 - CNBB. Missão e Ministérios dos Cristãos Leigos e Leigas APRESENTAÇÃO

Documento 62 - CNBB. Missão e Ministérios dos Cristãos Leigos e Leigas APRESENTAÇÃO Documento 62 - CNBB Missão e Ministérios dos Cristãos Leigos e Leigas APRESENTAÇÃO O Documento 62 Missão e Ministérios dos Cristãos Leigos e Leigas é um marco na reflexão do Magistério da Igreja no Brasil.

Leia mais

Lição 07 A COMUNIDADE DO REI

Lição 07 A COMUNIDADE DO REI Lição 07 A COMUNIDADE DO REI OBJETIVO: Apresentar ao estudante, o ensino bíblico sobre a relação entre a Igreja e o Reino de Deus, para que, como súdito desse reino testemunhe com ousadia e sirva em amor.

Leia mais

LEITURA ORANTE DA PALAVRA DE DEUS NA CATEQUESE 1. O ENCONTRO DE CATEQUESE COM LEITURA ORANTE DA PALAVRA

LEITURA ORANTE DA PALAVRA DE DEUS NA CATEQUESE 1. O ENCONTRO DE CATEQUESE COM LEITURA ORANTE DA PALAVRA LEITURA ORANTE DA PALAVRA DE DEUS NA CATEQUESE 1. O ENCONTRO DE CATEQUESE COM LEITURA ORANTE DA PALAVRA A Bíblia é o livro da fé. Por isso, dever ser o texto principal da catequese (DNC 13e). Segundo o

Leia mais

CARTA INTERNACIONAL. Indice:

CARTA INTERNACIONAL. Indice: CARTA INTERNACIONAL Indice: Introdução. I. Equipas de Jovens de Nossa Senhora II. A equipa III. As funções na equipa IV. A vida em equipa V. Abertura ao mundo, compromisso VI. O Movimento das E.J.N.S.

Leia mais

Tema 6: Vocação - nova relação Deus nos brindou com um coração marista

Tema 6: Vocação - nova relação Deus nos brindou com um coração marista Tema 6: Vocação - nova relação Deus nos brindou com um coração marista DEUS NOS BRINDOU COM UM CORAÇÃO MARISTA Herdeiros do carisma marista A vocação como memória do carisma. Dom para acolher e fazer crescer.

Leia mais

A CATEQUESE AO SERVIÇO DA INICIAÇÃO CRISTÃ

A CATEQUESE AO SERVIÇO DA INICIAÇÃO CRISTÃ A CATEQUESE AO SERVIÇO DA INICIAÇÃO CRISTÃ 1. O primeiro elemento a destacar é o facto de a catequese de iniciação, como toda a catequese, ser um acto de tradição viva, iniciação ordenada à revelação que

Leia mais

Espiritualidade do catequista

Espiritualidade do catequista Espiritualidade do catequista Caminho Formação Vida na missão catequética Ir. Mary Donzellini, mjc Espiritualidade do catequista Caminho Formação Vida na missão catequética nº- 10 Cadernos Catequéticos

Leia mais

CELEBRAÇÃO DA FESTA DA PALAVRA

CELEBRAÇÃO DA FESTA DA PALAVRA PARÓQUIA DE SANTA MARIA DE BORBA CELEBRAÇÃO DA FESTA DA PALAVRA Feliz o homem que ama a Palavra do Senhor e Nela medita dia e noite (Sl 1, 1-2) 4º ANO da CATEQUESE 17 de Janeiro de 09 ENTRADA PROCESSIONAL

Leia mais

ESCOLA CATEQUÉTICA EIXOS TEMÁTICOS

ESCOLA CATEQUÉTICA EIXOS TEMÁTICOS ESCOLA CATEQUÉTICA EIXOS TEMÁTICOS Quando falamos de eixos temáticos temos que levar em consideração mais do que a divisão dos conteúdos teóricos a serem oferecidos aos catequistas, mas a vocação catequética

Leia mais

Por Rogério Soares Coordenador Estadual da RCC São Paulo Grupo de Oração Kénosis

Por Rogério Soares Coordenador Estadual da RCC São Paulo Grupo de Oração Kénosis Grupos de Oração sem a experiência do Batismo no Espírito Santo, exercício dos carismas e o cultivo da vivência fraterna, revelam uma face desfigurada da RCC. Reflitamos a esse respeito tendo por base

Leia mais

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014 CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014 NO CAMINHO DO DISCIPULADO MISSIONÁRIO, A EXPERIÊNCIA DO ENCONCONTRO: TU ÉS O MESSIAS, O FILHO DO DEUS VIVO INTRODUÇÃO Queridos/as Catequistas! Com nossos cumprimentos

Leia mais

ARQUIDIOCESE DE FORTALEZA

ARQUIDIOCESE DE FORTALEZA AVALIAÇÃO DA CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2011, NAS PARÓQUIAS E ÁREAS PASTORAIS 1. Identificação da paróquia, área pastoral Nome da paróquia, área pastoral:... Responsável pela CF 2011 na paróquia, área pastoral:...

Leia mais

Missa com Crianças. O directório para a missa com crianças. Sim ou não? De que modo?

Missa com Crianças. O directório para a missa com crianças. Sim ou não? De que modo? Missa com Crianças Sim ou não? De que modo? Muitas comunidades cristãs celebram Missa com crianças. Umas fazem-no no contexto da Missa Paroquial; outras fazem-no só e especificamente no âmbito da Catequese,

Leia mais

A Pastoral juvenil FMA: um modelo orgânico para uma Vida em abundância para todos segundo as Linhas orientadoras da missião educativa (LOME)

A Pastoral juvenil FMA: um modelo orgânico para uma Vida em abundância para todos segundo as Linhas orientadoras da missião educativa (LOME) ISTITUTO FIGLIE DI MARIA AUSILIATRICE Consigliera generale per la Pastorale giovanile Via dell Ateneo Salesiano, 81-00139 ROMA A Pastoral juvenil FMA: um modelo orgânico para uma Vida em abundância para

Leia mais

Documento do MEJ Internacional. O coração do Movimento Eucarístico Juvenil

Documento do MEJ Internacional. O coração do Movimento Eucarístico Juvenil Documento do MEJ Internacional Para que a minha alegria esteja em vós Por ocasião dos 100 anos do MEJ O coração do Movimento Eucarístico Juvenil A O coração do MEJ é a amizade com Jesus (Evangelho) B O

Leia mais

oportunidades, encontros, requalificação evangélica de nossa Vida Consagrada.

oportunidades, encontros, requalificação evangélica de nossa Vida Consagrada. CRB RS oportunidades, encontros, requalificação evangélica de nossa Vida Consagrada. Gestos de amor que se transformaram em ação diante da dor da humanidade. Num esforço conjunto, tentamos ser mulheres

Leia mais

COMO ORGANIZAR A PASTORAL DA SAÚDE NA PARÓQUIA?

COMO ORGANIZAR A PASTORAL DA SAÚDE NA PARÓQUIA? COMO ORGANIZAR A PASTORAL DA SAÚDE NA PARÓQUIA? Paróquia - Missão da Igreja na vida das pessoas - Libertar a pessoa da enfermidade - Ser presença solidária e cristã junto aos doentes Papel PS contribuir

Leia mais

ASSEMBLEIA DO RENOVAMENTO CARISMÁTICO DA DIOCESE DO PORTO 21 de Abril de 2012

ASSEMBLEIA DO RENOVAMENTO CARISMÁTICO DA DIOCESE DO PORTO 21 de Abril de 2012 ASSEMBLEIA DO RENOVAMENTO CARISMÁTICO DA DIOCESE DO PORTO 21 de Abril de 2012 Mantendo-vos, portanto, firmes, tendo cingido os vossos rins com a verdade, vestindo a couraça da justiça e calçando os pés

Leia mais

HOMILIA: A CARIDADE PASTORAL A SERVIÇO DO POVO DE DEUS (1 Pd 5,1-4; Sl 22; Mc 10, 41-45) Amados irmãos e irmãs na graça do Batismo!

HOMILIA: A CARIDADE PASTORAL A SERVIÇO DO POVO DE DEUS (1 Pd 5,1-4; Sl 22; Mc 10, 41-45) Amados irmãos e irmãs na graça do Batismo! HOMILIA: A CARIDADE PASTORAL A SERVIÇO DO POVO DE DEUS (1 Pd 5,1-4; Sl 22; Mc 10, 41-45) Amados irmãos e irmãs na graça do Batismo! A vida e o ministério do padre é um serviço. Configurado a Jesus, que

Leia mais

Carta Pastoral 2013-2014

Carta Pastoral 2013-2014 Carta Pastoral 2013-2014 O Sínodo Diocesano. Em Comunhão para a Missão: participar e testemunhar Estamos no momento decisivo do Sínodo da nossa diocese de Viseu. Pela sua importância, para o presente e

Leia mais

Documento da CNBB - 92

Documento da CNBB - 92 Documento da CNBB - 92 Coleção Documentos da CNBB 2 - Sou Católico: Vivo a minha Fé 3 - Evangelização da Juventude 84 - Diretório Nacional de Catequese 87 - Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da

Leia mais

Terceira Semana Latino-americana de Catequese Secção de Catequese do CELAM Bogotá 01 a 06 de Maio de 2006

Terceira Semana Latino-americana de Catequese Secção de Catequese do CELAM Bogotá 01 a 06 de Maio de 2006 Terceira Semana Latino-americana de Catequese Secção de Catequese do CELAM Bogotá 01 a 06 de Maio de 2006 Aporte del Pe. Luiz Alves de Lima São Paulo, Brasil I. Antecedentes Na recente história do movimento

Leia mais

José Eduardo Borges de Pinho. Ecumenismo: Situação e perspectivas

José Eduardo Borges de Pinho. Ecumenismo: Situação e perspectivas José Eduardo Borges de Pinho Ecumenismo: Situação e perspectivas U n i v e r s i d a d e C a t ó l i c a E d i t o r a L I S B O A 2 0 1 1 Índice Introdução 11 Capítulo Um O que é o ecumenismo? 15 Sentido

Leia mais

O papel e a importância do Coordenador Pedagógico no espaço escolar

O papel e a importância do Coordenador Pedagógico no espaço escolar O papel e a importância do Coordenador Pedagógico no espaço escolar Na classe, o trabalho dos pequenos, Jean Geoffroy, 1881. Fonte: http://www.wikigallery.org/ Coordenador ontem Até 1961 não existe a figura

Leia mais

(DO LIVRO AS FESTAS DA CATEQUESE PEDROSA FERREIRA) Material a preparar: -Um grande coração de cartolina. -Marcadores de várias cores

(DO LIVRO AS FESTAS DA CATEQUESE PEDROSA FERREIRA) Material a preparar: -Um grande coração de cartolina. -Marcadores de várias cores (DO LIVRO AS FESTAS DA CATEQUESE PEDROSA FERREIRA) Material a preparar: -Um grande coração de cartolina -Marcadores de várias cores -Folhas cada qual com a sua letra ocantinhodasao.com.pt/public_html Página

Leia mais

Caderno de Estudo: Avaliação 2013) Equipe Dinamizadora do 7º PPO Arquidiocese de Campinas - SP

Caderno de Estudo: Avaliação 2013) Equipe Dinamizadora do 7º PPO Arquidiocese de Campinas - SP Caderno de Estudo: Avaliação 7º Plano de Pastoral Orgânica (20102010-2013) 2013) Equipe Dinamizadora do 7º PPO Arquidiocese de Campinas - SP A p r e s e n t a ç ã o Eu vim, ó Deus, para fazer a Vossa

Leia mais

Pastoral Vocacional/ Serviço de Animação Vocacional

Pastoral Vocacional/ Serviço de Animação Vocacional CONFERÊNCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada Pastoral Vocacional (PV) / Serviço de Animação Vocacional (SAV) CMOVC/ SAV (02) Pastoral

Leia mais

OBLATOS ORIONITAS. linhas de vida espiritual e apostólica

OBLATOS ORIONITAS. linhas de vida espiritual e apostólica OBLATOS ORIONITAS linhas de vida espiritual e apostólica Motivos inspiradores da oblação orionita laical O "carisma" que o Senhor concede a um fundador, é um dom para o bem de toda a Igreja. O carisma

Leia mais

Paróquia, torna-te o que tu és!

Paróquia, torna-te o que tu és! Paróquia, torna-te o que tu és! Dom Milton Kenan Júnior Bispo Aux. de S. Paulo. Vigário Episcopal para Reg. Brasilândia Numa leitura rápida da Carta Pastoral de Dom Odilo, nosso Cardeal Arcebispo, à Arquidiocese

Leia mais

Vicentinos e convidados CNB Aparecida - SP Horário Reservado para 17H30 Eventos(Casamentos,Formaturas )

Vicentinos e convidados CNB Aparecida - SP Horário Reservado para 17H30 Eventos(Casamentos,Formaturas ) Maio DATA HORA ATIVIDADE PARTICIPANTES RESPONSÁVEL LOCAL 30 a 03 Acampamento de Casais Casais com mais de 3 anos de casados Coord.Geral/Pe Marcos Recanto São José 09h00 Missa: PR 323 - Pastoral da Comunicação

Leia mais

XIIIº PLANO DIOCESANO DE PASTORAL Diocese de Inhambane 2012 2015 TEMA: JUNTOS CRESCENDO FIRMES NA FÉ

XIIIº PLANO DIOCESANO DE PASTORAL Diocese de Inhambane 2012 2015 TEMA: JUNTOS CRESCENDO FIRMES NA FÉ XIIIº PLANO DIOCESANO DE PASTORAL Diocese de Inhambane 2012 2015 TEMA: JUNTOS CRESCENDO FIRMES NA FÉ INTRODUÇÃO GERAL A Assembleia Diocesana de Pastoral, realizada no Centro do Guiúa de 6 a 8 de Dezembro

Leia mais

CALENDÁRIO PAROQUIAL DAS ATIVIDADES 2015. Aviso nas celebrações do Início das Inscrições da Catequese de Primeira Eucaristia

CALENDÁRIO PAROQUIAL DAS ATIVIDADES 2015. Aviso nas celebrações do Início das Inscrições da Catequese de Primeira Eucaristia CALENDÁRIO PAROQUIAL DAS ATIVIDADES 2015 JANEIRO/ 2015 Aviso nas celebrações do Início das Inscrições da Catequese de Primeira Eucaristia Dia 01 quinta-feira Solenidade de Maria, Santa Mãe de Deus Dia

Leia mais

Urgência: Igreja comunidade de comunidades. Projeto: Estruturas e organização pastoral.

Urgência: Igreja comunidade de comunidades. Projeto: Estruturas e organização pastoral. Projeto Pastoral SARP Urgência: Igreja comunidade de comunidades. Múnus: Caridade. Pista de Ação: Repensar as estruturas e a organização pastoral para priorizar a evangelização. Projeto: Estruturas e organização

Leia mais

Por : Lourdinha Salles e Passos. Apresentação. Sendo assim, aprovo este Diretório para o Sacramento do Batismo, e o torno obrig

Por : Lourdinha Salles e Passos. Apresentação. Sendo assim, aprovo este Diretório para o Sacramento do Batismo, e o torno obrig Diretório do Sacramento do Batismo Por : Lourdinha Salles e Passos Apresentação Era meu desejo, de longa, que nossa Arquidiocese tivesse um Diretório do Sacram O Batismo, entre outros efeitos, incorporando-nos

Leia mais

INSTITUTO SECULAR PEQUENAS APOSTOLAS DA CARIDADE

INSTITUTO SECULAR PEQUENAS APOSTOLAS DA CARIDADE INSTITUTO SECULAR INSTITUTO SECULAR a quem se dirigir para saber mais Responsável geral: Giuseppina Pignatelli Via don Luigi Monza, 1 22037 PONTE LAMBRO (Co) ITALY tel. 031.625264 INSTITUTO SECULAR Os

Leia mais

MENSAGEM DO PAPA JOÃO PAULO II PARA A XXXI JORNADA MUNDIAL DE ORAÇÃO PELAS VOCAÇÕES

MENSAGEM DO PAPA JOÃO PAULO II PARA A XXXI JORNADA MUNDIAL DE ORAÇÃO PELAS VOCAÇÕES MENSAGEM DO PAPA JOÃO PAULO II PARA A XXXI JORNADA MUNDIAL DE ORAÇÃO PELAS VOCAÇÕES Aos venerados irmãos no episcopado e a todos os queridos fiéis do mundo inteiro A celebração da Jornada Mundial de Oração

Leia mais

PASTORAL É O HOJE DA IGREJA

PASTORAL É O HOJE DA IGREJA PASTORAL É O HOJE DA IGREJA As mudanças sociais são desafios à Evangelização. A atualização da mensagem cristã nas diversas realidades e em diferentes tempos fez surgir a Pastoral. Hoje em nossas paróquias

Leia mais

TAREFAS DO II RETIRO DIOCESANO DAS SMP

TAREFAS DO II RETIRO DIOCESANO DAS SMP SECRETARIADO DE PASTORAL TAREFAS DO II RETIRO DIOCESANO DAS SMP 1.COORDENAÇÃO GERAL DO RETIRO 2. Faixa grande SMP 3. Banner com os Objetivos e outro com a oração 4. Ver como fazer a escolha definitiva

Leia mais

MARIA, ESTRELA E MÃE DA NOVA EVANGELIZAÇÃO

MARIA, ESTRELA E MÃE DA NOVA EVANGELIZAÇÃO MARIA, ESTRELA E MÃE DA NOVA EVANGELIZAÇÃO anuncie a Boa Nova não só com palavras, mas, sobretudo, com uma vida transfigurada pela presença de Deus (EG 259). O tema da nova evangelização aparece com freqüência

Leia mais

Conclusões do Encontro do Laicato Dominicano

Conclusões do Encontro do Laicato Dominicano Conclusões do Encontro do Laicato Dominicano História OP Quatro elementos foram tomados como pontos de reflexão e ação para os dois primeiros anos. Um dos pontos ou aspetos sobre o qual trabalhar é a compaixão.

Leia mais

Centro de Animação Bíblico-Catequética Diocese de Ponta Grossa

Centro de Animação Bíblico-Catequética Diocese de Ponta Grossa Centro de Animação Bíblico-Catequética Diocese de Ponta Grossa Ide anunciai a Boa-Nova. (Mateus 28,19) Prefácio Após mais de quinze anos de utilização da Coleção Sementes manual de catequese elaborado

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO PLANO PASTORAL DIOCESANO- COMUNIDADESde julho a outubro de 2014

APRESENTAÇÃO DO PLANO PASTORAL DIOCESANO- COMUNIDADESde julho a outubro de 2014 APRESENTAÇÃO DO PLANO PASTORAL DIOCESANO- COMUNIDADESde julho a outubro de 2014 APRESENTAÇÃO DO PLANO PASTORAL DIOCESANO- COMUNIDADES 1-Oração inicial PAUTA 2-Apresentação do Plano Pastoral ( slides) 3-Apresentação

Leia mais

Tema 4: Metodologia na Catequese

Tema 4: Metodologia na Catequese Tema 4: Metodologia na Catequese Nenhuma metodologia dispensa a pessoa do catequista no processo da catequese. A alma de todo método está no carisma do catequista, na sua sólida espiritualidade, em seu

Leia mais

Plano de Ação da Orientação Educacional. 01- Introdução

Plano de Ação da Orientação Educacional. 01- Introdução Plano de Ação da Orientação Educacional 01- Introdução O contexto desafiante da atual sociedade brasileira, demanda progressivamente uma educação de qualidade. Tarefa de tal magnitude, exige uma concentrada

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE EMRC - 5.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE EMRC - 5.º ANO DE EMRC - 5.º ANO Ano Letivo 2014 2015 PERFIL DO ALUNO O aluno, no final do 5.º ano, deve atingir as metas abaixo indicadas, nos seguintes domínios: Compreender o que são o fenómeno religioso e a experiência

Leia mais

ENCONTRO COM O SENHOR BISPO, SUA EXCELÊNCIA REVERENDÍSSIMA D. JOÃO LAVRADOR

ENCONTRO COM O SENHOR BISPO, SUA EXCELÊNCIA REVERENDÍSSIMA D. JOÃO LAVRADOR ENCONTRO COM O SENHOR BISPO, SUA EXCELÊNCIA REVERENDÍSSIMA D. JOÃO LAVRADOR Da visita de cortesia que o Senhor D. João Lavrador efectuou à nossa Paróquia, teve lugar um encontro com os vários Grupos Paroquiais,

Leia mais

CATEQUESE COMO INICIAÇÃO À EUCARISTIA

CATEQUESE COMO INICIAÇÃO À EUCARISTIA CATEQUESE COMO INICIAÇÃO À EUCARISTIA PE. GREGÓRIO LUTZ Certamente o título deste artigo não causa estranheza à grande maioria dos leitores da Revista de Liturgia. Mas mesmo assim me parece conveniente

Leia mais

A CELEBRAÇÃO DOS SACRAMENTOS E SACRAMENTAIS

A CELEBRAÇÃO DOS SACRAMENTOS E SACRAMENTAIS A CELEBRAÇÃO DOS SACRAMENTOS E SACRAMENTAIS NORMAS PASTORAIS PARA O PATRIARCADO DE LISBOA INTRODUÇÃO 1. Os sacramentos são os principais meios de graça, pelos quais a Igreja se consolida como Povo do Senhor

Leia mais

ARQUIDIOCESE DE MANAUS PROJETO DE INICIAÇÃO À VIDA CRISTÃ

ARQUIDIOCESE DE MANAUS PROJETO DE INICIAÇÃO À VIDA CRISTÃ 1 ARQUIDIOCESE DE MANAUS PROJETO DE INICIAÇÃO À VIDA CRISTÃ 1.TITULO : Um Caminho para à Iniciação à Vida Cristã 2. FUNDAMENTAÇÃO ( Vat. II, DA, DNC, 97, DGAE, Ano da Fé, DV, CABP, SÍNODOS, PEAM) Este

Leia mais

JANEIRO AVISOS. Evento: Recadastramento dos enfermos e agentes janeiro - (Pastoral Saúde)

JANEIRO AVISOS. Evento: Recadastramento dos enfermos e agentes janeiro - (Pastoral Saúde) JANEIRO Evento: Recadastramento dos enfermos e agentes janeiro - (Pastoral Saúde) todas as paróquias - (Pastoral Saúde) 14 Q 15h - Missa de São Camilo (Pastoral Saúde) - Hospital Geral de Carapicuíba 17

Leia mais

Objetivos da aula. Treinamento. Curso: Teologia. Treinamento, Liderança, autoridade e responsabilidade na administração eclesiástica

Objetivos da aula. Treinamento. Curso: Teologia. Treinamento, Liderança, autoridade e responsabilidade na administração eclesiástica Curso: Teologia Prof: Nicanor Lopes Treinamento, Liderança, autoridade e responsabilidade na administração eclesiástica Objetivos da aula Analisar métodos e técnicas de treinamento na administração eclesiástica;

Leia mais

Lição 9 Desafios de um ministério local Parte 1

Lição 9 Desafios de um ministério local Parte 1 Lição 9 Desafios de um ministério local Parte 1 Texto bíblico: 1Tessalonicenses 3.1-13 Todas as igrejas surgidas da missão apostólica de Paulo no mundo gentílico enfrentaram muitos desafios, por causa

Leia mais

Formação Cristã na Arquidiocese

Formação Cristã na Arquidiocese Formação Cristã na Arquidiocese No quarto aniversário da minha tomada de posse, 18 de Julho, sinto de regressar à Formação como prioridade assumida. Neste pequeno texto estão elaborados alguns princípios

Leia mais

DISCIPULADO. Um estilo de vida

DISCIPULADO. Um estilo de vida DISCIPULADO Um estilo de vida TRANSIÇÃO O QUE VOCÊ DESEJA? Uma grande Igreja? Uma Igreja saudável? O QUE UMA TRANSIÇÃO SAUDÁVEL EXIGE? I. COMPROMETIMENTO O Pastor/a é a chave. Só vale a pena mudar quando

Leia mais

Congregação dos Sagrados Estigmas de Nosso Senhor Jesus Cristo A INTEGRAÇÃO DA PASTORAL VOCACIONAL COM A CATEQUESE

Congregação dos Sagrados Estigmas de Nosso Senhor Jesus Cristo A INTEGRAÇÃO DA PASTORAL VOCACIONAL COM A CATEQUESE Congregação dos Sagrados Estigmas de Nosso Senhor Jesus Cristo 1 o Curso por Correspondência às Equipes Vocacionais Paroquiais SEXTO TEMA: A INTEGRAÇÃO DA PASTORAL VOCACIONAL COM A CATEQUESE E A PASTORAL

Leia mais

RITUAL DO BATISMO DE CRIANÇAS

RITUAL DO BATISMO DE CRIANÇAS RITUAL DO BATISMO DE CRIANÇAS A elaboração de um Ritual de Batismo de Crianças, adaptado para o Brasil, baseia-se, primeiramente em que os Bispos no Concílio Vaticano II reconheceram a utilidade e mesmo

Leia mais

F A M Í L I A / C A T E Q U E S E U M P R O J E T O E D U C A T I V O I N T E R G E R A C I O N A L

F A M Í L I A / C A T E Q U E S E U M P R O J E T O E D U C A T I V O I N T E R G E R A C I O N A L F A M Í L I A / C A T E Q U E S E U M P R O J E T O E D U C A T I V O I N T E R G E R A C I O N A L Na revista A MENSAGEM nº 410, de julho/agosto 2011, editada pelo Secretariado Diocesano da Educação Cristã

Leia mais

Plano de Formação da CVX-P

Plano de Formação da CVX-P da CVX-P Apresentado à VIII Assembleia Nacional CVX-P Fátima, Outubro 2004 Introdução... 2 Etapa 0: Acolhimento... 3 Etapa 1: Iniciação... 5 Etapa 2: Identificação... 6 Etapa 3: Missão... 7 1 Introdução

Leia mais

CONCURSO PARA LETRA DO HINO DA CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2012

CONCURSO PARA LETRA DO HINO DA CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2012 1 CONCURSO PARA LETRA DO HINO DA CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2012 Prezado(a) compositor(a) letrista, A paz de Cristo! Brasília-DF, 19 de novembro de 2010 ML 0952 Com alegria e expectativa, estamos lançando

Leia mais