Módulo I O que é a Catequese?

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Módulo I O que é a Catequese?"

Transcrição

1 Módulo I O que é a Catequese? Diocese de Aveiro

2 Objectivos Tomar consciência da nossa prática concreta de catequese. Confrontar essa experiência com a forma de agir de Jesus Cristo. Situar a catequese dentro da missão geral da Igreja e perspectivar, a partir dos documentos da Igreja, os principais elementos que a identificam.

3 A realidade da nossa Catequese Diocese de Aveiro

4 A realidade da nossa Catequese O que é que as pessoas pensam da catequese?n Quem vai à catequese? Quem se sente responsável pela catequese na paróquia a que pertence? Que é para nós a catequese? Momento de partilha Diocese de Aveiro

5 A realidade da nossa Catequese O que pensam as pessoas da catequese? - ocupação dos tempos livres; - um bom grupo de amigos; - preparação para os sacramentos; - crescer na fé. Quem vai à catequese? - crianças, adolescentes, adultos, todos? Quem se sente responsável pela catequese? - pároco, catequistas, pais, outras pessoas?

6 A realidade da nossa Catequese Que é para nós a catequese? - aderir cada vez mais a Jesus Cristo; - inserir-se na comunidade cristã; - aprender a viver em Igreja. Diocese de Aveiro

7 Como catequiza Jesus Diocese de Aveiro

8 Como catequiza Jesus Textos Bíblicos - Jo 4, 4-30 (Samaritana) - Jo 9, 1-40 (Cego de nascença) - Lc 24, (Discípulos de Emaús) Questões - Neste texto, como é que Jesus faz catequese? - O que pretende Jesus com o diálogo estabelecido?

9 Como catequiza Jesus Jesus encontra-se com pessoas em situações de desânimo, vidas sem sentido, limitadas, desilusões. Sabe que essas pessoas precisam de Si, acolhe-as e entra nas suas vidas. Toma a iniciativa! Aproveita a sua experiência de vida: a sede, a cegueira, a desilusão... Cria condições para que os outros falem da sua vida, do seu passado, mas também das suas esperanças e dos seus anseios mais profundos. Fá-los descobrir, já na sua própria vida, uma presença discreta mas viva a de Deus.

10 Como catequiza Jesus Gera nas pessoas várias interrogações, levando-as à pergunta essencial sobre o sentido da vida e a própria salvação que vem de Deus. Jesus, a partir das necessidades e motivações daqueles que encontra, faz uma proposta nova, dá mais do que o que lhe pedem: - Não dá apenas água para a sede, mas água viva; - Não cura apenas a cegueira física, mas atinge a cegueira espiritual; - Não é apenas companhia para um desabafo numa situação difícil, mas dá de novo o sentido pleno que orienta toda a vida.

11 Como catequiza Jesus O Encontro com Cristo, que se revela, muda radicalmente a vida das pessoas. Estas: - Reencontram-se; - Encontram a solução que esperavam mas pensavam não existir; - Reorientam a sua vida, mudam de caminho; - Regressam à comunidade, pois estavam marginalizadas ou a marginalizar-se. Cada um se alegra, festeja, celebra, partilha e anuncia aos outros a sua grande descoberta.

12 Como catequiza Jesus Em suma, Jesus: - Respeita a experiência de cada pessoa; - Não se revela imediatamente; - Segue um itinerário; - Tem um objectivo concreto para cada um dos seus actos; - Catequiza com toda a Sua vida (gestos, palavras, silêncios, oração, etc.).

13 O que diz a Igreja acerca da Catequese Diocese de Aveiro

14 O que diz a Igreja acerca da Catequese Evangelii Nuntiandi (EN) Chatechesi Tradendae (CT) Directório Geral da Catequese (DGC) Catecismo da Igreja Católica (CIC)

15 O que diz a Igreja acerca da Catequese A exortação Evangelii Nuntiandi (EN): - É uma exortação de Paulo VI, publicada em 1975; - É dedicada à Evangelização do mundo moderno ; - Resume a temática do Sínodo dos bispos de 1974 e entrega-a à Igreja inteira; - É conhecida na Igreja, como todos os documentos, pelas primeira palavras do texto original Evangelii Nuntiandi, cuja abreviatura é EN (em português, Evangelho para os Homens de Hoje ).

16 O que diz a Igreja acerca da Catequese A exortação Chatechesi Tradendae (CT): - É uma exortação de João Paulo II, publicada em 1979; - Também é conhecida pelas primeiras palavras do original Catechesi Tradendae, que se abrevia CT (em português, Catequese para os Homens de Hoje ); - Engloba a visão de João Paulo II sobre a exortação EN, actualizada com as conclusões da IV Assembleia Geral do Sínodo dos Bispos de 1977.

17 O que diz a Igreja acerca da Catequese O Directório Geral da Catequese (DGC): - Trata da Catequese na Missão Evangelizadora da Igreja; - Apresenta o Catecismo da Igreja Católica como texto de referência; - Apresenta a Catequese como exercício de uma Pedagogia Original da Fé e destaca alguns elementos de Metodologia; - Especifica quem são os destinatários da Catequese nas diferentes idades, nas diversas situações e contextos;

18 O que diz a Igreja acerca da Catequese O Directório Geral da Catequese (DGC): - Encara o problema da catequese na Igreja particular; - Insiste na formação dos catequistas; - Determina: Os lugares onde se realiza a catequese; Os organismos responsáveis; A coordenação da catequese; Tarefas próprias do serviço catequético.

19 Síntese Final Diocese de Aveiro

20 Síntese Final A nossa realidade concreta, a nossa maneira de fazer catequese, nem sempre corresponde à catequese de Jesus Cristo, referência última da catequese da Igreja de hoje. Jesus catequiza com toda a sua vida: palavras e gestos. Ele acolhe a pessoa e parte da sua experiência de vida concreta, iluminando essa mesma experiência. A catequese é cristocêntrica, pois leva ao encontro pessoal com Cristo e promove a comunhão íntima com Ele. A Catequese insere-se dentro da missão pastoral e evangelizadora da Igreja.

21 Síntese Final Como catequese de iniciação, apresenta algumas características essenciais que a definem e identificam: - É uma formação orgânica, sistemática, completa e centrada no essencial; - É uma iniciação cristã integral, aprendizagem de toda a vida cristã, que propicia um autêntico seguimento de Jesus Cristo e integração na comunidade cristã; - É uma educação nos valores evangélicos.

22 Módulo I O que é a Catequese Diocese de Aveiro

Retiro de Revisão de Metas do Querigma

Retiro de Revisão de Metas do Querigma Pe. Marco Antonio Guerrero Guapacho - Colômbia 1. Evangelização Evangelizar é um verbo, derivado de evangelho, que faz referência à proclamação, ao anúncio de Jesus Cristo e da sua mensagem. No propósito

Leia mais

Plano Pedagógico do Catecismo 6

Plano Pedagógico do Catecismo 6 Plano Pedagógico do Catecismo 6 Cat Objetivos Experiência Humana Palavra Expressão de Fé Compromisso PLANIFICAÇÃO de ATIVIDADES BLOCO I JESUS, O FILHO DE DEUS QUE VEIO AO NOSSO ENCONTRO 1 Ligar a temática

Leia mais

Elementos da Vida da Pequena Comunidade

Elementos da Vida da Pequena Comunidade Raquel Oliveira Matos - Brasil A Igreja, em sua natureza mais profunda, é comunhão. Nosso Deus, que é Comunidade de amor, nos pede entrarmos nessa sintonia com Ele e com os irmãos. É essa a identidade

Leia mais

Módulo II Quem é o Catequista?

Módulo II Quem é o Catequista? Módulo II Quem é o Catequista? Diocese de Aveiro Objectivos Descobrir a imagem de catequista que existe na nossa comunidade. Aprofundar a vocação e o ministério do catequista a partir da Bíblia. Com base

Leia mais

Utilizar na comunicação 4 ouvidos

Utilizar na comunicação 4 ouvidos Utilizar na comunicação 4 ouvidos Desafio para a relação catequética Estimado catequista, imagine que se encontra com o Luís sorriso no pátio do centro paroquial. O Luís Sorriso vai cumprimentá-lo de forma

Leia mais

Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética

Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética 2 0 1 2-2 0 1 5 DIOCESE DE FREDERICO WESTPHALEN - RS Queridos irmãos e irmãs, Com imensa alegria, apresento-lhes o PLANO DIOCESANO DE ANIMAÇÃO BÍBLICO -

Leia mais

Prof. José Joaquim Fundador da Sociedade das Comunidades Catequéticas. Aprendendo com Jesus

Prof. José Joaquim Fundador da Sociedade das Comunidades Catequéticas. Aprendendo com Jesus Prof. José Joaquim Fundador da Sociedade das Comunidades Catequéticas Aprendendo com Jesus Apresentação É com a maior confiança na compreensão e aceitação dos nossos queridos catequistas que levo a público

Leia mais

COMUNIDADE QUE VIVE A FÉ EM DEUS MENINO

COMUNIDADE QUE VIVE A FÉ EM DEUS MENINO Secretariado Diocesano de Evangelização e Catequese de Coimbra VIVÊNCIA DO ADVENTO DE 2014 baseada na proposta da lectio divina COMUNIDADE QUE VIVE A FÉ EM DEUS MENINO PEQUENO GUIÃO PARA OS CATEQUISTAS

Leia mais

A MENSAGEM. «educar no conhecimento e na vida de fé. para uma catequese renovada

A MENSAGEM. «educar no conhecimento e na vida de fé. para uma catequese renovada ANO LVIII SET. OUT. NOV. DEZ. 2014 REVISTA QUADRIMESTRAL 4,00 421 A MENSAGEM para uma catequese renovada «educar no conhecimento e na vida de fé de tal maneira que a pessoa, na totalidade do seu ser, nas

Leia mais

Encontro de Revitalização da Pastoral Juvenil LUZES DOS DOCUMENTOS

Encontro de Revitalização da Pastoral Juvenil LUZES DOS DOCUMENTOS Encontro de Revitalização da Pastoral Juvenil LUZES DOS DOCUMENTOS Ficha 1 1 Formação Integral (I) A com juventude para todo trabalho de evangelização A, como fundante (falando- se em, com atenção também

Leia mais

ESCOLA ARQUIDIOCESANA BÍBLICO-CATEQUÉTICA

ESCOLA ARQUIDIOCESANA BÍBLICO-CATEQUÉTICA ESCOLA ARQUIDIOCESANA BÍBLICO-CATEQUÉTICA FORMAÇÃO DE CATEQUISTAS A Igreja se preocupa com a semente da Palavra de Deus (a mensagem) e com o terreno que recebe essa semente (o catequizando), o que a leva

Leia mais

SDCIA - ISCRA Secretariado Diocesano da Catequese de Infância e Adolescência Instituto Superior de Ciências Religiosas de Aveiro

SDCIA - ISCRA Secretariado Diocesano da Catequese de Infância e Adolescência Instituto Superior de Ciências Religiosas de Aveiro SDCIA - ISCRA Secretariado Diocesano da Catequese de Infância e Adolescência Instituto Superior de Ciências Religiosas de Aveiro Formação para Catequistas Directório Geral da Catequese Janeiro - Março

Leia mais

ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO

ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO PROFISSÃO DE FÉ AMBIENTAÇÃO Irmãos, celebramos hoje o Domingo de Pentecostes, dia por excelência da manifestação do Espírito Santo a toda a Igreja. O Espírito manifesta-se onde quer, como quer e a quem

Leia mais

XIIIº PLANO DIOCESANO DE PASTORAL Diocese de Inhambane 2012 2015 TEMA: JUNTOS CRESCENDO FIRMES NA FÉ

XIIIº PLANO DIOCESANO DE PASTORAL Diocese de Inhambane 2012 2015 TEMA: JUNTOS CRESCENDO FIRMES NA FÉ XIIIº PLANO DIOCESANO DE PASTORAL Diocese de Inhambane 2012 2015 TEMA: JUNTOS CRESCENDO FIRMES NA FÉ INTRODUÇÃO GERAL A Assembleia Diocesana de Pastoral, realizada no Centro do Guiúa de 6 a 8 de Dezembro

Leia mais

A iniciação à fé cristã das crianças de hoje - da teologia à pedagogia

A iniciação à fé cristã das crianças de hoje - da teologia à pedagogia ONDE MORAS? Ilustração de Capa, Madalena Matoso, 2009 ONDE MORAS? UMA PROPOSTA Tópicos para a intervenção inicial Maria da Conceição Moita A iniciação à fé cristã das crianças de hoje - da teologia à pedagogia

Leia mais

CELEBRAÇÃO DA FESTA DA PALAVRA

CELEBRAÇÃO DA FESTA DA PALAVRA PARÓQUIA DE SANTA MARIA DE BORBA CELEBRAÇÃO DA FESTA DA PALAVRA Feliz o homem que ama a Palavra do Senhor e Nela medita dia e noite (Sl 1, 1-2) 4º ANO da CATEQUESE 17 de Janeiro de 09 ENTRADA PROCESSIONAL

Leia mais

Sal da TERRA e luz do MUNDO

Sal da TERRA e luz do MUNDO Sal da TERRA e luz do MUNDO Sal da terra e luz do mundo - jovens - 1 Apresentação pessoal e CMV Centro Missionário Providência Canto: vós sois o sal da terra e luz do mundo... MOTIVAÇÃO: Há pouco tempo

Leia mais

A iniciação cristã como pedagogia de vida comunitária

A iniciação cristã como pedagogia de vida comunitária A iniciação cristã como pedagogia de vida comunitária A evangelização nos dá a alegria do encontro com a Boa Nova da Ressurreição de Cristo. A maioria das pessoas procura angustiada a razão de sua vida

Leia mais

Tema 4: Metodologia na Catequese

Tema 4: Metodologia na Catequese Tema 4: Metodologia na Catequese Nenhuma metodologia dispensa a pessoa do catequista no processo da catequese. A alma de todo método está no carisma do catequista, na sua sólida espiritualidade, em seu

Leia mais

Lição 07 A COMUNIDADE DO REI

Lição 07 A COMUNIDADE DO REI Lição 07 A COMUNIDADE DO REI OBJETIVO: Apresentar ao estudante, o ensino bíblico sobre a relação entre a Igreja e o Reino de Deus, para que, como súdito desse reino testemunhe com ousadia e sirva em amor.

Leia mais

Documento do MEJ Internacional. O coração do Movimento Eucarístico Juvenil

Documento do MEJ Internacional. O coração do Movimento Eucarístico Juvenil Documento do MEJ Internacional Para que a minha alegria esteja em vós Por ocasião dos 100 anos do MEJ O coração do Movimento Eucarístico Juvenil A O coração do MEJ é a amizade com Jesus (Evangelho) B O

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Ser Igreja de Comunhão e Participação!

APRESENTAÇÃO. Ser Igreja de Comunhão e Participação! APRESENTAÇÃO Os Bispos aprovaram, recentemente, as Diretrizes da Ação Evangelizadoras da Igreja do Brasil 2011 2015 e a Arquidiocese de Florianópolis em comunhão com estas quer impulsionar todas as paróquias

Leia mais

INSTITUTO SECULAR PEQUENAS APOSTOLAS DA CARIDADE

INSTITUTO SECULAR PEQUENAS APOSTOLAS DA CARIDADE INSTITUTO SECULAR INSTITUTO SECULAR a quem se dirigir para saber mais Responsável geral: Giuseppina Pignatelli Via don Luigi Monza, 1 22037 PONTE LAMBRO (Co) ITALY tel. 031.625264 INSTITUTO SECULAR Os

Leia mais

Objetivo e proposta evangelizadora

Objetivo e proposta evangelizadora A CAMPANHA DA FRATERNIDADE NA IGREJA DO BRASIL Objetivo e proposta evangelizadora BerçonoConcílioVaticanoII: Começou no Rio Grande do Norte, em 1962, por iniciativa de Dom Eugênio Sales. Era uma ação concreta

Leia mais

A CATEQUESE AO SERVIÇO DA INICIAÇÃO CRISTÃ

A CATEQUESE AO SERVIÇO DA INICIAÇÃO CRISTÃ A CATEQUESE AO SERVIÇO DA INICIAÇÃO CRISTÃ 1. O primeiro elemento a destacar é o facto de a catequese de iniciação, como toda a catequese, ser um acto de tradição viva, iniciação ordenada à revelação que

Leia mais

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas (Lc 9, 10-17)

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas (Lc 9, 10-17) SANTÍSSIMO CORPO E SANGUE DE CRISTO (ANO C) 2 de Junho de 2013 Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas (Lc 9, 10-17) 10 Ao regressarem, os Apóstolos contaram-lhe tudo o que tinham feito.

Leia mais

O ENCONTRO DE CATEQUESE E SUA DINÂMICA

O ENCONTRO DE CATEQUESE E SUA DINÂMICA O ENCONTRO DE CATEQUESE E SUA DINÂMICA Nestes últimos anos tem-se falado em Catequese Renovada e muitos pontos positivos contribuíram para que ela assim fosse chamada. Percebemos que algumas propostas

Leia mais

(DO LIVRO AS FESTAS DA CATEQUESE PEDROSA FERREIRA) Material a preparar: -Um grande coração de cartolina. -Marcadores de várias cores

(DO LIVRO AS FESTAS DA CATEQUESE PEDROSA FERREIRA) Material a preparar: -Um grande coração de cartolina. -Marcadores de várias cores (DO LIVRO AS FESTAS DA CATEQUESE PEDROSA FERREIRA) Material a preparar: -Um grande coração de cartolina -Marcadores de várias cores -Folhas cada qual com a sua letra ocantinhodasao.com.pt/public_html Página

Leia mais

VAMOS OUSAR A ALEGRIA DO DEUS CONNOSCO JESUS CRISTO

VAMOS OUSAR A ALEGRIA DO DEUS CONNOSCO JESUS CRISTO VAMOS OUSAR A ALEGRIA DO DEUS CONNOSCO JESUS CRISTO DIOCESE DE AVEIRO - CAMINHADA DE ADVENTO 2014 - ANO B semana 1 semana 2 semana 3 semana 4 Natal O Tempo do Advento tem dupla característica: é tempo

Leia mais

Metodologia da Catequese com Crianças. Ligia Aparecida de Oliveira

Metodologia da Catequese com Crianças. Ligia Aparecida de Oliveira Metodologia da Catequese com Crianças Ligia Aparecida de Oliveira O que é ser Criança? Watson, Piaget ou Freud? Eis a Questão. John B. Watson, psicólogo americano, é o principal responsável pela teoria

Leia mais

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando.

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando. Celebração de Encerramento PREPARAR 1. Bíblia e velas para a Procissão de Entrada da Palavra 2. Sementes de girassóis para cada catequista depositar num prato com terra diante do altar durante a homilia

Leia mais

DIRECTÓRIO GERAL DA CATEQUESE - SDCIA/ISCRA -2 Oração inicial Cântico - O Espírito do Senhor está sobre mim; Ele me enviou para anunciar aos pobres o Evangelho do Reino! Textos - Mc.16,15; Mt.28,19-20;

Leia mais

Terceira Semana Latino-americana de Catequese Secção de Catequese do CELAM Bogotá 01 a 06 de Maio de 2006

Terceira Semana Latino-americana de Catequese Secção de Catequese do CELAM Bogotá 01 a 06 de Maio de 2006 Terceira Semana Latino-americana de Catequese Secção de Catequese do CELAM Bogotá 01 a 06 de Maio de 2006 Aporte del Pe. Luiz Alves de Lima São Paulo, Brasil I. Antecedentes Na recente história do movimento

Leia mais

Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015

Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015 Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015 Introdução: Educar na fé, para a paz, a justiça e a caridade Este ano a Igreja no Brasil está envolvida em dois projetos interligados: a lembrança

Leia mais

Apresentação. 8-11 de Abril 2015: Seminário para Formadores/ as. 23-26 de Setembro 2015: Congresso para jovens consagrados/as

Apresentação. 8-11 de Abril 2015: Seminário para Formadores/ as. 23-26 de Setembro 2015: Congresso para jovens consagrados/as Nota pastoral da Conferência Episcopal sobre o Ano da Vida Consagrada Chamados a levar a todos o abraço de Deus ) Para além da abertura (30 de Novembro de 2014 e do encerramento (2 de Fevereiro de 2016,

Leia mais

CARTA INTERNACIONAL. Indice:

CARTA INTERNACIONAL. Indice: CARTA INTERNACIONAL Indice: Introdução. I. Equipas de Jovens de Nossa Senhora II. A equipa III. As funções na equipa IV. A vida em equipa V. Abertura ao mundo, compromisso VI. O Movimento das E.J.N.S.

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÁTÃO CURRÍCULO DISCIPLINAR 4º ANO EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA (EMRC) (SNEC) 2015-16

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÁTÃO CURRÍCULO DISCIPLINAR 4º ANO EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA (EMRC) (SNEC) 2015-16 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÁTÃO CURRÍCULO DISCIPLINAR 4º ANO EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA (EMRC) (SNEC) 2015-16 4 º ANO Unidade Letiva 1 Ser Verdadeiro 1. Aprender a ser verdadeiro. M. Reconhecer

Leia mais

RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA DO BRASIL MINISTÉRIO JOVEM NÚCLEO PREGADORES COMO PREGAR PARA JOVENS

RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA DO BRASIL MINISTÉRIO JOVEM NÚCLEO PREGADORES COMO PREGAR PARA JOVENS RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA DO BRASIL MINISTÉRIO JOVEM NÚCLEO PREGADORES COMO PREGAR PARA JOVENS - Esta formação não substitui em hipótese nenhuma a formação de pregadores do ministério de pregação,

Leia mais

A CENTRALIDADE DE CRISTO NA EXORTAÇÃO APOSTÓLICA CATECHESI TRADENDAE (1979) DE SÃO JOÃO PAULO II

A CENTRALIDADE DE CRISTO NA EXORTAÇÃO APOSTÓLICA CATECHESI TRADENDAE (1979) DE SÃO JOÃO PAULO II A CENTRALIDADE DE CRISTO NA EXORTAÇÃO APOSTÓLICA CATECHESI TRADENDAE (1979) DE SÃO JOÃO PAULO II Pe. Dr. Fidelis Stöckl, ORC 1. São João Paulo II: um grande catequista São João Paulo II sempre deu uma

Leia mais

ENCONTRO COM O SENHOR BISPO, SUA EXCELÊNCIA REVERENDÍSSIMA D. JOÃO LAVRADOR

ENCONTRO COM O SENHOR BISPO, SUA EXCELÊNCIA REVERENDÍSSIMA D. JOÃO LAVRADOR ENCONTRO COM O SENHOR BISPO, SUA EXCELÊNCIA REVERENDÍSSIMA D. JOÃO LAVRADOR Da visita de cortesia que o Senhor D. João Lavrador efectuou à nossa Paróquia, teve lugar um encontro com os vários Grupos Paroquiais,

Leia mais

AIC, em El Escorial, 30 de março de 2011 www.aicinternacional.org

AIC, em El Escorial, 30 de março de 2011 www.aicinternacional.org EDUCAÇÃO VICENTINA: EDUCAR EM COLABORAÇÃO COM OS POBRES E NO MOVIMENTO DA MISERICÓRDIA 1º. Encontro: EDUCAÇÃO VICENTINA: SÃO VICENTE E SANTA LUÍSA Abertura: Oração de São Vicente Senhor, mandai bons operários

Leia mais

Felizes os puros de coração porque verão a Deus (Mt 5, 8)

Felizes os puros de coração porque verão a Deus (Mt 5, 8) Janeiro e Fevereiro 2015 Editorial Esta é a Síntese dos meses de Janeiro e Fevereiro, assim como a Palavra de Vida, em que o nosso diretor espiritual, Pe. Pedro, fala sobre Felizes os puros de coração

Leia mais

O mais importante na prática da devolução do dízimo não é com o quanto se participa. Mas como se participa.

O mais importante na prática da devolução do dízimo não é com o quanto se participa. Mas como se participa. Dízimo e a catequese Abril 2011 Silma Pontes silmapontes8@hotmail.com Paróquia da Glória - Acolhida O contingente de catequistas voluntários de nossa paróquia é expressivo. Vinte e quatro (24) fieis formadores,

Leia mais

FORMAÇÃO NAS ESCOLAS DIOCESANAS E MINISTÉRIO DA CATEQUESE

FORMAÇÃO NAS ESCOLAS DIOCESANAS E MINISTÉRIO DA CATEQUESE FORMAÇÃO NAS ESCOLAS DIOCESANAS E MINISTÉRIO DA CATEQUESE Diante de um mundo digital, com os compromissos do dia-a-dia, muitas vezes nossos catequistas acabam sendo engolidos pelos afazeres e tarefas.

Leia mais

Documento 62 - CNBB. Missão e Ministérios dos Cristãos Leigos e Leigas APRESENTAÇÃO

Documento 62 - CNBB. Missão e Ministérios dos Cristãos Leigos e Leigas APRESENTAÇÃO Documento 62 - CNBB Missão e Ministérios dos Cristãos Leigos e Leigas APRESENTAÇÃO O Documento 62 Missão e Ministérios dos Cristãos Leigos e Leigas é um marco na reflexão do Magistério da Igreja no Brasil.

Leia mais

Pastoral Vocacional/ Serviço de Animação Vocacional

Pastoral Vocacional/ Serviço de Animação Vocacional CONFERÊNCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada Pastoral Vocacional (PV) / Serviço de Animação Vocacional (SAV) CMOVC/ SAV (02) Pastoral

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração Terça-feira da 1ª Semana da Quaresma Ó Deus, força

Leia mais

www.entrenacoes.com.br UMA IGREJA FORTE, SE FAZ COM MINISTÉRIOS FORTES

www.entrenacoes.com.br UMA IGREJA FORTE, SE FAZ COM MINISTÉRIOS FORTES www.entrenacoes.com.br UMA IGREJA FORTE, SE FAZ COM MINISTÉRIOS FORTES A RESPONSABILIDADE É PESSOAL A CEEN é uma igreja que tem a responsabilidade de informar e ensinar os valores e princípios de Deus,

Leia mais

Apresentamos as partilhas que enriqueceram o nosso Seminário Nacional de Iniciação Cristã.

Apresentamos as partilhas que enriqueceram o nosso Seminário Nacional de Iniciação Cristã. Apresentamos as partilhas que enriqueceram o nosso Seminário Nacional de Iniciação Cristã. Na sexta-feira, pela manhã, foi a vez do Nordeste 3 - Aracaju - com sua experiência de iniciação à vida cristã

Leia mais

Diretrizes e Orientações Diocesana da. Pastoral Bíblico Catequético. Diocese de Miracema do Tocantins

Diretrizes e Orientações Diocesana da. Pastoral Bíblico Catequético. Diocese de Miracema do Tocantins Diretrizes e Orientações Diocesana da Pastoral Bíblico Catequético Diocese de Miracema do Tocantins 1 Apresentação Caro irmão, cara irmã, Apresento o segundo diretório da catequese. Ele também foi uma

Leia mais

A Santa Sé VISITA PASTORAL À PARÓQUIA ROMANA DE SÃO BARNABÉ HOMILIA DO PAPA JOÃO PAULO II. Domingo, 30 de Janeiro de 1983

A Santa Sé VISITA PASTORAL À PARÓQUIA ROMANA DE SÃO BARNABÉ HOMILIA DO PAPA JOÃO PAULO II. Domingo, 30 de Janeiro de 1983 A Santa Sé VISITA PASTORAL À PARÓQUIA ROMANA DE SÃO BARNABÉ HOMILIA DO PAPA JOÃO PAULO II Domingo, 30 de Janeiro de 1983 1. Caros Irmãos e Irmãs! Acabámos de ouvir a Palavra de Deus da Liturgia de hoje.

Leia mais

Atibaia, outubro de 2014. Pe. Leomar A. Brustolin

Atibaia, outubro de 2014. Pe. Leomar A. Brustolin Atibaia, outubro de 2014. Pe. Leomar A. Brustolin Personalização e centramento no indivíduo (rejeita-se a uniformidade e padronização) Afirmação das diferenças: mulheres, negros, indígenas, homossexuais,

Leia mais

Igreja em estado permanente de missão

Igreja em estado permanente de missão Igreja em estado permanente de missão Igreja : lugar da animação bílblica da vida e da pastoral A conversão pastoral da paróquia Urgência da conversão Pastoral Toda conversão supõe um processo de transformação

Leia mais

Tema 6: Vocação - nova relação Deus nos brindou com um coração marista

Tema 6: Vocação - nova relação Deus nos brindou com um coração marista Tema 6: Vocação - nova relação Deus nos brindou com um coração marista DEUS NOS BRINDOU COM UM CORAÇÃO MARISTA Herdeiros do carisma marista A vocação como memória do carisma. Dom para acolher e fazer crescer.

Leia mais

18.02 e 05.10 (Fechamento da Agenda 2011)

18.02 e 05.10 (Fechamento da Agenda 2011) 28.10 147 18.02 e 05.10 (Fechamento da Agenda 2011) 148 17.04, 19.06 149 150 151 152 153 e 11.12 (F). 29.05 (A), 06.11 (B), 13.11 (C), 14.11 (D), 21.11 (E) 17.04 (A), 19.09 (B), 23.10 (C) e 20.11 (D).

Leia mais

QUEM É PIERRE VIGNE? PIERRE VIGNE, MESTRE ESPIRITUAL

QUEM É PIERRE VIGNE? PIERRE VIGNE, MESTRE ESPIRITUAL QUEM É PIERRE VIGNE? Pierre Vigne nasceu em Privas, na França, no dia 20 de agosto de 1670. Com a idade de 11 anos, ele é observado pelo seu pároco que já lhe pode confiar responsabilidades em sua paróquia,

Leia mais

Campanha para o Advento e Natal de 2015. Maria, Mãe de Jesus e nossa Mãe. Serviço Diocesano de Catequese Diocese de Leiria-Fátima

Campanha para o Advento e Natal de 2015. Maria, Mãe de Jesus e nossa Mãe. Serviço Diocesano de Catequese Diocese de Leiria-Fátima Campanha para o Advento e Natal de 2015 Maria, Mãe de Jesus e nossa Mãe Serviço Diocesano de Catequese Diocese de Leiria-Fátima Desenhos da autoria de Fano in: http://www.diocesismalaga.es/dibujos-de-fano-en-color/

Leia mais

A transmissão da fé na Família. Reunião de Pais. Família

A transmissão da fé na Família. Reunião de Pais. Família A transmissão da fé na Família Reunião de Pais Família Plano Pastoral Arquidiocesano Um triénio dedicado à Família Passar de uma pastoral sobre a Família para uma pastoral para a Família e com a Família

Leia mais

A Santa Sé DISCURSO DO PAPA JOÃO PAULO II AOS BISPOS FRANCESES DA REGIÃO APOSTÓLICA MIDI-PYRÉNÉES EM VISITA «AD LIMINA APOSTOLORUM»

A Santa Sé DISCURSO DO PAPA JOÃO PAULO II AOS BISPOS FRANCESES DA REGIÃO APOSTÓLICA MIDI-PYRÉNÉES EM VISITA «AD LIMINA APOSTOLORUM» A Santa Sé DISCURSO DO PAPA JOÃO PAULO II AOS BISPOS FRANCESES DA REGIÃO APOSTÓLICA MIDI-PYRÉNÉES EM VISITA «AD LIMINA APOSTOLORUM» 15 de Março de 1997 Caros Irmãos no Episcopado! 1. Por ocasião da vossa

Leia mais

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral Advento 2014 (Campanha de Preparação para o Natal) A ALEGRIA E A BELEZA DE VIVER EM FAMÍLIA. O tempo do Advento, que devido ao calendário escolar

Leia mais

PLANO DIOCESANO DE PASTORAL 2015 2018 IGREJA DE AVEIRO, VIVE A ALEGRIA DA MISERICÓRDIA

PLANO DIOCESANO DE PASTORAL 2015 2018 IGREJA DE AVEIRO, VIVE A ALEGRIA DA MISERICÓRDIA IGREJA DE AVEIRO, VIVE A ALEGRIA DA MISERICÓRDIA O nosso Plano alicerça-se no símbolo do lava-pés (Jo 13, 11-17) O LAVA-PÉS Nele se inspira a espiritualidade de serviço que dá sen do a toda a ação pastoral

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS 2º CEB. Introdução

PLANO DE ESTUDOS 2º CEB. Introdução Introdução Entre os 10 e 12 anos, as crianças necessitam que lhes seja despertado e estimulado o seu desejo de aprender. No Colégio Pedro Arrupe pretendemos estimular e promover esse desejo, desenvolvendo

Leia mais

Por que devo discipular?

Por que devo discipular? Por que devo discipular? Muito me alegrei (...) que falaram a respeito da sua fidelidade, de como você continua andando na verdade. Não tenho alegria maior do que ouvir que meus filhos estão andando na

Leia mais

MENSAGEM DO PAPA JOÃO PAULO II PARA A XXXI JORNADA MUNDIAL DE ORAÇÃO PELAS VOCAÇÕES

MENSAGEM DO PAPA JOÃO PAULO II PARA A XXXI JORNADA MUNDIAL DE ORAÇÃO PELAS VOCAÇÕES MENSAGEM DO PAPA JOÃO PAULO II PARA A XXXI JORNADA MUNDIAL DE ORAÇÃO PELAS VOCAÇÕES Aos venerados irmãos no episcopado e a todos os queridos fiéis do mundo inteiro A celebração da Jornada Mundial de Oração

Leia mais

Lição 9 Desafios de um ministério local Parte 1

Lição 9 Desafios de um ministério local Parte 1 Lição 9 Desafios de um ministério local Parte 1 Texto bíblico: 1Tessalonicenses 3.1-13 Todas as igrejas surgidas da missão apostólica de Paulo no mundo gentílico enfrentaram muitos desafios, por causa

Leia mais

São Paulo ganha dos companheiros. São atribuías a S.Paulo 14 cartas. Umas são dele mesmo: Romanos, 1 e 2 aos Corintios, a Filemom, aos Gálatas, aos

São Paulo ganha dos companheiros. São atribuías a S.Paulo 14 cartas. Umas são dele mesmo: Romanos, 1 e 2 aos Corintios, a Filemom, aos Gálatas, aos No Antigo Testamento são citadas algumas cartas, como no 2ºMacabeus, capi.1º. Mas é no Novo Testamento que muitas cartas foram conservadas como parte integrante da revelação de Deus. No Novo Testamento

Leia mais

Campanha de Advento Setor da Catequese do Patriarcado de Lisboa

Campanha de Advento Setor da Catequese do Patriarcado de Lisboa 12 Campanha de Advento Setor da Catequese do Patriarcado de Lisboa 2 Jogo da corrida das ovelhas 11 1. Monta-se o presépio (8 de dezembro). 2. Faz-se um caminho para a manjedoura. 3. Cada elemento da família

Leia mais

COMO ORGANIZAR A PASTORAL DA SAÚDE NA PARÓQUIA?

COMO ORGANIZAR A PASTORAL DA SAÚDE NA PARÓQUIA? COMO ORGANIZAR A PASTORAL DA SAÚDE NA PARÓQUIA? Paróquia - Missão da Igreja na vida das pessoas - Libertar a pessoa da enfermidade - Ser presença solidária e cristã junto aos doentes Papel PS contribuir

Leia mais

O ANÚNCIO DO EVANGELHO GUIÃO DE LEITURA #3 DO SÍNODO DIOCESANO 2016. Abril a Junho de 2015 - Síntese da reflexão efetuada

O ANÚNCIO DO EVANGELHO GUIÃO DE LEITURA #3 DO SÍNODO DIOCESANO 2016. Abril a Junho de 2015 - Síntese da reflexão efetuada O ANÚNCIO DO EVANGELHO GUIÃO DE LEITURA #3 DO SÍNODO DIOCESANO 2016 Abril a Junho de 2015 - Síntese da reflexão efetuada 1 INTRODUÇÃO Continuando a responder ao convite / desafio efetuado pelo Papa Francisco

Leia mais

Vogal de Caridade Cadernos de Serviços

Vogal de Caridade Cadernos de Serviços Vogal de Caridade Cadernos de Serviços Nome: Conselho Local / Regional / Nacional Centro Local: Vicente de Paulo foi um homem aberto a Deus e aos homens, daí ser chamado o santo da caridade. Homem humano,

Leia mais

REALIZAÇÃO: PARCEIROS: APOIO:

REALIZAÇÃO: PARCEIROS: APOIO: REALIZAÇÃO: PARCEIROS: APOIO: PROJETO VIVA A SOLIDARIEDADE! 1. Dados de identificação do projeto 1.1 Título do projeto: Viva a Solidariedade! 1.2 Nome da entidade proponente: Conferência dos Religiosos

Leia mais

Os fundamentos da nossa missão 2013-10 1/16

Os fundamentos da nossa missão 2013-10 1/16 Os fundamentos da nossa missão 2013-10 1/16 Índice Introdução. 3 1. Apresentação geral.... 4 2. Os CPM no seio da Igreja......5 3. Os animadores.....7 4. O papel do Assistente Espiritual... 8 5. A equipa

Leia mais

ASSEMBLEIA DO RENOVAMENTO CARISMÁTICO DA DIOCESE DO PORTO 21 de Abril de 2012

ASSEMBLEIA DO RENOVAMENTO CARISMÁTICO DA DIOCESE DO PORTO 21 de Abril de 2012 ASSEMBLEIA DO RENOVAMENTO CARISMÁTICO DA DIOCESE DO PORTO 21 de Abril de 2012 Mantendo-vos, portanto, firmes, tendo cingido os vossos rins com a verdade, vestindo a couraça da justiça e calçando os pés

Leia mais

Catecumenato Uma Experiência de Fé

Catecumenato Uma Experiência de Fé Catecumenato Uma Experiência de Fé APRESENTAÇÃO PARA A 45ª ASSEMBLÉIA DA CNBB (Regional Nordeste 2) www.catecumenato.com O que é Catecumenato? Catecumenato foi um método catequético da igreja dos primeiros

Leia mais

DESAFIOS PASTORAIS DA FAMÍLIA NO CONTEXTO DA EVANGELIZAÇÃO

DESAFIOS PASTORAIS DA FAMÍLIA NO CONTEXTO DA EVANGELIZAÇÃO III Assembleia Geral Extraordinária do Sínodo dos Bispos DESAFIOS PASTORAIS DA FAMÍLIA NO CONTEXTO DA EVANGELIZAÇÃO DOCUMENTO PREPARATÓRIO Vaticano 2013 I O SÍNODO: FAMÍLIA E EVANGELIZAÇÃO A missão de

Leia mais

3.1.1. Primeira Proposta: Fortalecimento da Pastoral Familiar (cf. CNBB - Doc. 79/2004 capo 8)

3.1.1. Primeira Proposta: Fortalecimento da Pastoral Familiar (cf. CNBB - Doc. 79/2004 capo 8) 3.1.1. Primeira Proposta: Fortalecimento da Pastoral Familiar (cf. CNBB - Doc. 79/2004 capo 8) 44. Neste sentido, a nossa 3 a Assembleia Diocesana, realizada no dia 28 de outubro de 2012 na Paróquia de

Leia mais

Quem vem a mim não terá mais fome, e quem crê em mim nunca mais terá sede

Quem vem a mim não terá mais fome, e quem crê em mim nunca mais terá sede 18º DOMINGO DO TEMPO COMUM 02 de agosto de 2015 Quem vem a mim não terá mais fome, e quem crê em mim nunca mais terá sede Leituras: Êxodo 16, 2-4.12-15; Salmo 77 (78), 3.4bc.23-24.25.54; Carta de São Paulo

Leia mais

CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS

CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS Infância/Adolescencia MISSÃO MISSÃO. Palavra muito usada entre nós É encargo, incumbência Missão é todo apostolado da Igreja. Tudo o que a Igreja faz e qualquer campo.

Leia mais

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015]

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] 1 Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] Página 9 Na ilustração, Jesus está sob a árvore. Página 10 Rezar/orar. Página 11 Amizade, humildade, fé, solidariedade,

Leia mais

Misericordiosos como o Pai, e prontos para a Missão! Organização Diocesana da Pastoral. Secretariado Diocesano de Pastoral

Misericordiosos como o Pai, e prontos para a Missão! Organização Diocesana da Pastoral. Secretariado Diocesano de Pastoral 1. APRESENTAÇÃO DO BISPO 2. ORGANOGRAMA DA COORDENAÇÃO PASTORAL Misericordiosos como o Pai, e prontos para a Missão! É significativo que este 8º Plano de Ação Evangelizadora, da nossa querida diocese de

Leia mais

Começando pela realidade da assembléia, antes de mais nada é preciso perguntar-se: Qual a realidade desta comunidade reunida?

Começando pela realidade da assembléia, antes de mais nada é preciso perguntar-se: Qual a realidade desta comunidade reunida? Agora você vai conhecer dicas indispensáveis para o ministério de música no serviço à liturgia. Mas as orientações aqui apresentadas não dispensam as observações do celebrante. É ele quem preside e, por

Leia mais

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia.

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia. EUCARISTIA GESTO DO AMOR DE DEUS Fazer memória é recordar fatos passados que animam o tempo presente em rumo a um futuro melhor. O povo de Deus sempre procurou recordar os grandes fatos do passado para

Leia mais

A Pastoral juvenil FMA: um modelo orgânico para uma Vida em abundância para todos segundo as Linhas orientadoras da missião educativa (LOME)

A Pastoral juvenil FMA: um modelo orgânico para uma Vida em abundância para todos segundo as Linhas orientadoras da missião educativa (LOME) ISTITUTO FIGLIE DI MARIA AUSILIATRICE Consigliera generale per la Pastorale giovanile Via dell Ateneo Salesiano, 81-00139 ROMA A Pastoral juvenil FMA: um modelo orgânico para uma Vida em abundância para

Leia mais

CONFERÊNCIA INTERNACIONAL CONVENÇÃO SOBRE OS DIREITOS DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA: UM DESAFIO PARA A IGUALDADE E AUTONOMIA

CONFERÊNCIA INTERNACIONAL CONVENÇÃO SOBRE OS DIREITOS DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA: UM DESAFIO PARA A IGUALDADE E AUTONOMIA CONFERÊNCIA INTERNACIONAL CONVENÇÃO SOBRE OS DIREITOS DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA UM DESAFIO PARA A IGUALDADE E AUTONOMIA CENTRO CULTURAL DE BELÉM 3 DE DEZEMBRO DE 2009 MARIA GUIDA DE FREITAS FARIA 1 AGRADEÇO

Leia mais

A Compaixão de Jesus*

A Compaixão de Jesus* A Compaixão de Jesus* Estudos bíblicos sobre a prática da compaixão no ministério de Jesus. Autor: Lissânder Dias Revista Mãos Dadas Caixa Postal 88 36.570-000 Viçosa MG cartas@maosdadas.net *Baseado no

Leia mais

Uma Procissão em Comunhão a Nossa Senhora

Uma Procissão em Comunhão a Nossa Senhora Uma Procissão em Comunhão a Nossa Senhora Os Paroquianos de Canidelo, na noite de 29.05.2015 presentearam Nossa Senhora e Nossa Mãe Maria Santíssima, com uma bela e sublime procissão. Foram quatro procissões

Leia mais

MARIA, ESTRELA E MÃE DA NOVA EVANGELIZAÇÃO

MARIA, ESTRELA E MÃE DA NOVA EVANGELIZAÇÃO MARIA, ESTRELA E MÃE DA NOVA EVANGELIZAÇÃO anuncie a Boa Nova não só com palavras, mas, sobretudo, com uma vida transfigurada pela presença de Deus (EG 259). O tema da nova evangelização aparece com freqüência

Leia mais

Missa com Crianças. O directório para a missa com crianças. Sim ou não? De que modo?

Missa com Crianças. O directório para a missa com crianças. Sim ou não? De que modo? Missa com Crianças Sim ou não? De que modo? Muitas comunidades cristãs celebram Missa com crianças. Umas fazem-no no contexto da Missa Paroquial; outras fazem-no só e especificamente no âmbito da Catequese,

Leia mais

NORMATIVAS PASTORAIS PARA A CELEBRAÇÃO DO BATISMO

NORMATIVAS PASTORAIS PARA A CELEBRAÇÃO DO BATISMO DIOCESE DE BRAGANÇA MIRANDA NORMATIVAS PASTORAIS PARA A CELEBRAÇÃO DO BATISMO Para os Párocos e respetivas comunidades Cristãs, especialmente para os Pais e para os Padrinhos 2012 1 A ESCLARECIMENTO PRÉVIO

Leia mais

SOLENIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS PADROEIRO DA DIOCESE DE UNIÃO DA VITÓRIA (01/07/11)

SOLENIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS PADROEIRO DA DIOCESE DE UNIÃO DA VITÓRIA (01/07/11) Vivendo a Liturgia Julho/2011 SOLENIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS PADROEIRO DA DIOCESE DE UNIÃO DA VITÓRIA (01/07/11) É Importante lembrar que o Sagrado Coração de Jesus é o Padroeiro de nossa Diocese,

Leia mais

Entre 18 e 20 de fevereiro será celebrado em Sassone (Itália) a XXIV Assembleia Nacional da Federação Italiana de Exercícios Espirituais (FIES).

Entre 18 e 20 de fevereiro será celebrado em Sassone (Itália) a XXIV Assembleia Nacional da Federação Italiana de Exercícios Espirituais (FIES). Entre 18 e 20 de fevereiro será celebrado em Sassone (Itália) a XXIV Assembleia Nacional da Federação Italiana de Exercícios Espirituais (FIES). O objetivo é a relação entre os Exercícios Espirituais e

Leia mais

CAMINHAR PARA O SACRAMENTO DO BATISMO

CAMINHAR PARA O SACRAMENTO DO BATISMO DIOCESE DE JOINVILLE-SC CAMINHAR PARA O SACRAMENTO DO BATISMO Conteúdos formativos e celebrativos para pais e padrinhos CATEQUISTA Diocese de Joinville Bispo diocesano: Dom Irineu Roque Scherer Texto:

Leia mais

SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL

SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL 1 Ivocação ao Espirito Santo (oração ou canto) 2- Súplica inicial. (Em 2 coros: H- homens; M- mulheres) H - Procuramos para a Igreja/ cristãos

Leia mais

Relação entre as organizações cristãs e as igrejas locais

Relação entre as organizações cristãs e as igrejas locais Seção Relação entre as organizações cristãs e as Conforme discutido na Seção 1, as desempenham um papel na proclamação e na demonstração do evangelho. Entretanto, com muita freqüência, o papel da igreja

Leia mais

Celebração para o Dia do(a) Catequista

Celebração para o Dia do(a) Catequista Celebração para o Dia do(a) Catequista CNBB - Conferência Nacional dos Bispos do Brasil Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética SE/Sul Quadra 801 Conjunto B 70200-014 Brasília -

Leia mais

Sínodo dos Bispos. Questionário sobre a Família

Sínodo dos Bispos. Questionário sobre a Família Sínodo dos Bispos Questionário sobre a Família 1. Sobre a difusão da Sagrada Escritura e do Magistério da Igreja a propósito da família a) Qual é o conhecimento real dos ensinamentos da Bíblia, da Gaudium

Leia mais

Catecismo da Doutrina Cristã

Catecismo da Doutrina Cristã Catecismo da Doutrina Cristã (Edição revista e atualizada) EDITORA AVE-MARIA Apresentação à nova edição Estamos apresentando aos fiéis cristãos o Catecismo da doutrina cristã, revisto e atualizado. Conservamos

Leia mais

Comunidade D Descobrir (Discípulos) (Novembro/Dezembro) I Integrar (Comunidade) (Janeiro/Fevereiro/Março) P Proclamar (Evangelho) (Abril/Maio/Junho)

Comunidade D Descobrir (Discípulos) (Novembro/Dezembro) I Integrar (Comunidade) (Janeiro/Fevereiro/Março) P Proclamar (Evangelho) (Abril/Maio/Junho) Secretariado Diocesano da Pastoral Juvenil Diocese de Coimbra Ano Pastoral 2013-2014 Vós sois o corpo de Cristo e cada um, pela sua parte, é um membro (1 Cor 12,27) Enquadramento - Comunidade DIP É chegado

Leia mais