João Cosme José Wilson Rafael Neves

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "João Cosme José Wilson Rafael Neves"

Transcrição

1 Sarbanes-Oxley Impactos para a Segurança da Informação João Cosme José Wilson Rafael Neves

2 AGENDA Histórico A lei Sarbanes-Oxley Análise inicial do SOX PCABO e COSO Processo de adequação ao SOX Conclusão Bibliografia

3 Histórico No final da década de 90, o mercado norteamericano enfrenta uma forte crise. - Empresas como Enron, Tyco, HealthSouth e WorldCom entraram em processo de falência em decorrência dos graves escândos contábeis, gerando uma forte crise no mercado de capitais norte-americano. - Eron Corporation: Acusa de fraudar os balanços contábeis em conjunto com empresas de Auditoria. As perdas para os acionistas foram estimadas em 62,8 bilhões. - HealthSouth: Acusada de falsificação de informações financeiras e corrupção ativa por parte do CEO. - Tyco: CEO e CFO acusados de favorecimento irregular, corrupção ativa, falsificação contábil e furto de mais de 600 milhões

4 Histórico Mercado de capitais perde a credibilidade. Todas as autoridades são unânimes na criação de uma nova legislação. A lei Sarbanes-Oxley. Principal objetivo da lei Sarbanes-Oxley: - Recuperar a credibilidade do mercado de capitais e evitar a incidência de novos erros como os que contribuiram para a quebra de grandes empresas.

5 Sarbanes-Oxley Transformada em lei em 30 de julho de Estabelece que os CEO's e CFO's devem certificar a apresentação trimestral e anual de relatórios financeiros para a Securities and Exchange Commission (SEC). Indícios de falsificação ou irregularidades podem resultar em penas legais, chegando até a prisão dos executivos responsáveis.

6 Análise inicial do SOX A questão do controles internos - O SOX define o estabelecimento de vários pontos de controle nas operações das organizações. - Não existe uma precisão estabelecida de como esses controles internos devem ser implementados e que pontos críticos devem ser protegidos - Por outro lado, é exigido que uma empresa independente faça auditoria periódica dos controles internos estabelecidos

7 PCABO e COSO A seção 404 do SOX: PCABO (PUBLIC COMPANY ACCOUNTING OVERSIGHT BOARD) - Órgão não governamental e independente sem finalidade de lucros. Constituído por membros de diversas atividades profissionais. Tem como principais funções interferir diretamente em práticas adotadas por auditores independentes. COSO (COMMITTEE OF SPONSORING ORGANIZATIONS OF THE TRADEWAY COMMISSION) - Trata-se de uma iniciativa privada de 5 grupos com o objetivo de auxiliar a alta direção da empresa para melhoria de controle internos. Criou-se o COSO Report.

8 PCABO e COSO COSO Report - Define controles para as operações de negócio e processos relacionados aos relatórios financeiros. - Não faz nenhuma referência específica a controles em TI. Aplicação do COSO Report em TI - O Controls Objectives for Information and Related Technologies (COBIT) possui desde o final de 2003 um apêndice relacionado ao seus controles como COSO Report. - Boas práticas também podem ser encontradas em: ISO17799, ITIL

9 Processo de adequação ao SOX Componentes de controle específico do COSO Report : - Controle do ambiente - Análise de risco - Atividades de controle - Informação e comunicação - Monitoramento Dentro de TI, esses componentes podem ser consolidadas em três aspectos: - Segurança de Infra-Estrutura - Controle de acesso - Plano de contingência

10 Processo de adequação ao SOX Segurança de Infra-Estrutura - Devem ser implementados controles destinados a proteger a rede corporativa e todos seus componentes. - Esses controles devem ser extensivos aos parceiros de negócio da organização. - Deve ser dada atenção especial a relatórios de atividades e logs de equipamentos. - A política de segurança deve definir de forma clara as funções, responsabilidades e processos. - Exceções devem ser evitadas ao máximo, e caso ocorram devem ser devidamente documentadas.

11 Processo de adequação ao SOX Controle de acesso - Deve ser aplicado de forma extensiva usando o princípio de menos privilégio, especialmente quando envolver dados financeiros. Quatro tópicos devem ser especialmente analisados e trabalhados: - Concessão de acesso - Manutenção de contas - Término de acesso - Gerenciamento de senhas

12 Processo de adequação ao SOX Plano de contingência - O objetivo é garantir a continuidade das informações financeiras e dos processos que as suportam evitando qualquer impacto na disponibilidade e integridade das mesmas. - Teoricamente basta garantir a continuidade da infraestrutura de TI para os processos de negócio. - Na prática, o envolvimento de todas as áreas funcionais no escopo é fundamental.

13 Conclusão O SOX é mais um padrão de controles para a Segurança da informação, que é perfeitamente permeável por padrões consagrados no mercado há décadas. Se a organização tiver um processo de gerenciamento da segurança da informação, o impacto é mínimo. O SOX tornar os princípios de uma boa governança corporativa em leis evitando assim o surgimento de novas fraudes na empresa.

14 Bibliografia ary_derivatives_usage.htm A Lei Sarbanes-Oxley. Disponível em ticia=0014

15 OBRIGADO!

Governança. Sistemas de Informação 8º Período Prof: Mafran Oliveira

Governança. Sistemas de Informação 8º Período Prof: Mafran Oliveira Governança Sistemas de Informação 8º Período Prof: Mafran Oliveira 1 Definição de Governança Governança Corporativa: É a Estrutura que identifica os objetivos de uma organização e de que forma pode-se

Leia mais

18/08/2015. Governança Corporativa e Regulamentações de Compliance. Gestão e Governança de TI. Governança Corporativa. Governança Corporativa

18/08/2015. Governança Corporativa e Regulamentações de Compliance. Gestão e Governança de TI. Governança Corporativa. Governança Corporativa Gestão e Governança de TI e Regulamentações de Compliance Prof. Marcel Santos Silva A consiste: No sistema pelo qual as sociedades são dirigidas, monitoradas e incentivadas, envolvendo o relacionamento

Leia mais

Introdução à lei Sarbanes- Oxley

Introdução à lei Sarbanes- Oxley Introdução à lei Sarbanes- Oxley A Lei Sarbanes-Oxley (Sarbanes-Oxley Act, normalmente abreviada em SOx ou Sarbox) é uma lei dos Estados Unidos criada em 30 de julho de 2002 por iniciativa do senador Paul

Leia mais

A LEI SARBANES-OXLEY E AS INOVAÇÕES PARA A PROTEÇÃO DO MERCADO DE CAPITAIS

A LEI SARBANES-OXLEY E AS INOVAÇÕES PARA A PROTEÇÃO DO MERCADO DE CAPITAIS A LEI SARBANES-OXLEY E AS INOVAÇÕES PARA A PROTEÇÃO DO MERCADO DE CAPITAIS Carlos Eduardo Vergueiro Graduando pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo Resumo: O autor analisa a Lei Sarbanes-Oxley,

Leia mais

Aula 02 ISO 27K Normas para Gestão da Segurança da Informação. Prof. Leonardo Lemes Fagundes

Aula 02 ISO 27K Normas para Gestão da Segurança da Informação. Prof. Leonardo Lemes Fagundes Aula 02 ISO 27K Normas para Gestão da Segurança da Informação Prof. Leonardo Lemes Fagundes A invencibilidade está na defesa; a possibilidade de vitória no ataque.quem se defende mostra que sua força é

Leia mais

O PROCESSO DE ADERÊNCIA À LEI SARBANES-OXLEY DE UMA EMPRESA ESTATAL BRASILEIRA: O CASO PETROBRAS.

O PROCESSO DE ADERÊNCIA À LEI SARBANES-OXLEY DE UMA EMPRESA ESTATAL BRASILEIRA: O CASO PETROBRAS. O PROCESSO DE ADERÊNCIA À LEI SARBANES-OXLEY DE UMA EMPRESA ESTATAL BRASILEIRA: O CASO PETROBRAS. Luana Paula DE SOUZA BARROS Mestrado em Ciências Contábeis Universidade do Estado do RJ - UERJ (Brasil)

Leia mais

1. APRESENTAÇÃO. Em atendimento à U.S. Securities and Exchange Commission SEC, o Comitê. na Sarbanes-Oxley Act.

1. APRESENTAÇÃO. Em atendimento à U.S. Securities and Exchange Commission SEC, o Comitê. na Sarbanes-Oxley Act. Aos Conselheiros de Administração Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo 1. APRESENTAÇÃO O Comitê de Auditoria (Comitê) da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo Sabesp é

Leia mais

Código Revisão Data Emissão Aprovação PPG 1.0 18/02/2016 HS - RC RCA SUMÁRIO

Código Revisão Data Emissão Aprovação PPG 1.0 18/02/2016 HS - RC RCA SUMÁRIO Código Revisão Data Emissão Aprovação PPG 1.0 18/02/2016 HS - RC RCA Título: Política de Controles Internos Riscos Corporativos SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 2 2. PRINCÍPIOS... 2 3. ABRANGÊNCIA... 2 4. DEFINIÇÕES...

Leia mais

GERENCIAMENTO E PROCESSO Porque adotá-los? Onivaldo Roncatti e Leonardo Noshi

GERENCIAMENTO E PROCESSO Porque adotá-los? Onivaldo Roncatti e Leonardo Noshi GERENCIAMENTO E PROCESSO Porque adotá-los? Onivaldo Roncatti e Leonardo Noshi 1 Sobre a empresa A Business Station é uma provedora de soluções de tecnologia. Possui 5 filiais: São Paulo (matriz), Campinas,

Leia mais

Congratulações, estimado leitor! É muito bom poder estar aqui novamente. Este tópico tem como objetivo abordar, de forma clara e objetiva, o

Congratulações, estimado leitor! É muito bom poder estar aqui novamente. Este tópico tem como objetivo abordar, de forma clara e objetiva, o Congratulações, estimado leitor! É muito bom poder estar aqui novamente. Este tópico tem como objetivo abordar, de forma clara e objetiva, o gerenciamento de riscos corporativos e controles internos Modelo

Leia mais

GOVERNANÇA CORPORATIVA E A AUDITORIA DE CONTROLES INTERNOS DE ACORDO COM A LEI SARBANES-OXLEY.

GOVERNANÇA CORPORATIVA E A AUDITORIA DE CONTROLES INTERNOS DE ACORDO COM A LEI SARBANES-OXLEY. UNVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE UNESC CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS RAFAEL SOARES RAMOS GOVERNANÇA CORPORATIVA E A AUDITORIA DE CONTROLES INTERNOS DE ACORDO COM A LEI SARBANES-OXLEY.

Leia mais

COBIT. Governança de TI. Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br

COBIT. Governança de TI. Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br COBIT Governança de TI Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br Sobre mim Juvenal Santana Gerente de Projetos PMP; Cobit Certified; ITIL Certified; OOAD Certified; 9+ anos de experiência em TI; Especialista

Leia mais

POLÍTICA DE CONTROLES INTERNOS

POLÍTICA DE CONTROLES INTERNOS POLÍTICA DE CONTROLES INTERNOS Classificação das Informações 5/5/2015 Confidencial [ ] Uso Interno [ X ] Uso Público ÍNDICE 1 OBJETIVO... 3 2 ABRANGÊNCIA... 3 3 PRINCÍPIOS... 3 4 REFERÊNCIAS... 4 5 CONCEITOS...

Leia mais

Governança de TI. Renato Jesus

Governança de TI. Renato Jesus TI Governança Governança de TI Informações sobre o instrutor Formado em Matemática pela FAHUPE Pós-Graduado em Análise de Sistemas pelo IBAM MBA Executivo em Finanças pelo IBMEC Pós-Graduado em Comércio

Leia mais

Política de Gestão de Riscos das Empresas Eletrobras

Política de Gestão de Riscos das Empresas Eletrobras Política de Gestão de Riscos das Empresas Eletrobras Versão 5.0 dezembro 2010 Política de Gestão de Riscos das Empresas Eletrobras Sumário 1. Objetivos 2. Conceitos 3. Referências 4. Princípios 5. Diretrizes

Leia mais

Governança de TIC. CobiT 4.1

Governança de TIC. CobiT 4.1 Governança de TIC CobiT 4.1 Conceitos Governança: A expressão governar tem origem na expressão navegar... E o que quem navega faz? Ele faz um mapa, dá a direção, faz as regras de convivência. Tomáz de

Leia mais

COSO - The Committee of Sponsoring Organizations of the Treadway Commission

COSO - The Committee of Sponsoring Organizations of the Treadway Commission COSO - The Committee of Sponsoring Organizations of the Treadway Commission Eduardo Martins Pereira Fernando Bracalente Marcelo Dinofre Mario Luiz Bernardinelli mariolb@gmail.com Abstract The purpose of

Leia mais

Gestão de Sistemas de Informação II Introdução ao COBIT

Gestão de Sistemas de Informação II Introdução ao COBIT Gestão de Sistemas de Informação II Introdução ao COBIT Professor Samuel Graeff prof.samuel@uniuv.edu.br COBIT O que e? COBIT significa Control Objectives for Information and related Technology - Objetivos

Leia mais

Governança Corporativa Gestão de Riscos

Governança Corporativa Gestão de Riscos Governança Corporativa Gestão de Riscos Introdução As constantes mudanças no âmbito global têm fomentado a necessidade do aprimoramento dos controles executados pelas organizações e do ambiente de riscos,

Leia mais

C O B I T Control Objectives for Information and related Technology

C O B I T Control Objectives for Information and related Technology C O B I T Control Objectives for Information and related Technology Goiânia, 05 de Janeiro de 2009. Agenda Evolução da TI Desafios da TI para o negócio O que é governança Escopo da governança Modelos de

Leia mais

Unidade IV GERENCIAMENTO DE. Prof. Victor Halla

Unidade IV GERENCIAMENTO DE. Prof. Victor Halla Unidade IV GERENCIAMENTO DE INFRAESTRUTURA Prof. Victor Halla O que é governança corporativa? É o sistema pelo qual as sociedades empresariais são dirigidas e monitoradas pelo mercado de capitais através

Leia mais

Gerenciamento de Crises e Continuidade de Negócios

Gerenciamento de Crises e Continuidade de Negócios Gerenciamento de Crises e Continuidade de Negócios Enterprise Risk Services - ERS Julio Laurino Certified Business Continuity Professional (CBCP) CobiT Certified jlaurino@deloitte.com Agenda Objetivo Conceitos

Leia mais

Professor: Conrado Frassini cfrassini@uol.com.br

Professor: Conrado Frassini cfrassini@uol.com.br Governança de TI e ISO20000 Quo Vadis TI? quinta-feira, 14 de agosto de 2008, 17h09 A área de Tecnologia da Informação vem sofrendo mudanças profundas e esse fenômeno aumentará nos próximos anos. Além

Leia mais

Gestão de Sistemas de Informação I Introdução ao conceito de Governança de TI

Gestão de Sistemas de Informação I Introdução ao conceito de Governança de TI Gestão de Sistemas de Informação I Introdução ao conceito de Governança de TI Professor Samuel Graeff prof.samuel@uniuv.edu.br Introdução A seguir, serão abordados alguns conceitos históricos da Gestão

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE PROCEDIMENTOS DE COMPLIANCE NAS EMPRESAS Por: Silvia Patricia Rodrigues Duro Orientador Prof. Luciano Gerard Niterói - RJ 2010

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU MBA EM GOVERNANÇA DE TI 11ª Turma A DISTÂNCIA

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU MBA EM GOVERNANÇA DE TI 11ª Turma A DISTÂNCIA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU MBA EM GOVERNANÇA DE TI 11ª Turma A DISTÂNCIA Promovido pelo CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIEURO BRASÍLIA, em parceria com o CENTRO UNIVERSITÁRIO DO MARANHÃO UNICEUMA PARCERIA

Leia mais

Gestão Estratégica da TI. Prof. Renato Lima, PMP, ITIL, CGEIT Assunto: Governança de TI

Gestão Estratégica da TI. Prof. Renato Lima, PMP, ITIL, CGEIT Assunto: Governança de TI Gestão Estratégica da TI Prof. Renato Lima, PMP, ITIL, CGEIT Assunto: Governança de TI Introdução Motivadores Popularização das redes de computadores Avanço tecnológico Internet como veículo de comunicação

Leia mais

BM&FBOVESPA. Política de Risco Operacional. Diretoria de Controles Internos, Compliance e Risco Corporativo. Última Revisão: março de 2013.

BM&FBOVESPA. Política de Risco Operacional. Diretoria de Controles Internos, Compliance e Risco Corporativo. Última Revisão: março de 2013. BM&FBOVESPA Diretoria de Controles Internos, Compliance e Risco Corporativo Página 1 Última Revisão: março de 2013 Uso interno Índice 1. OBJETIVO... 3 2. ABRANGÊNCIA... 3 3. REFERÊNCIA... 3 4. CONCEITOS...

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS DAS EMPRESAS ELETROBRAS Versão 5.0 06/12/2010 Sumário 1 Objetivos... 3 2 Conceitos... 3 3 Referências... 4 4 Princípios... 4 5 Diretrizes... 5 6 Responsabilidades... 6 7 Disposições

Leia mais

Implementação de Ferramentas de Gestão SOX ISO 20000 ISO 27001. Susana Carias Lisboa, 24 de Outubro de 2008

Implementação de Ferramentas de Gestão SOX ISO 20000 ISO 27001. Susana Carias Lisboa, 24 de Outubro de 2008 Implementação de Ferramentas de Gestão SOX ISO 20000 ISO 27001 Susana Carias Lisboa, 24 de Outubro de 2008 Agenda Introdução Desafio 1º passo Problemática ISO 27001 ISO 20000 Conclusões 2 Agenda Introdução

Leia mais

Governança de TI com COBIT, ITIL e BSC

Governança de TI com COBIT, ITIL e BSC {aula #2} Parte 1 Governança de TI com melhores práticas COBIT, ITIL e BSC www.etcnologia.com.br Rildo F Santos rildo.santos@etecnologia.com.br twitter: @rildosan (11) 9123-5358 skype: rildo.f.santos (11)

Leia mais

Curso COBIT 4.1 Foundation

Curso COBIT 4.1 Foundation Curso COBIT 4.1 Foundation Dentro do enfoque geral em conhecer e discutir os fundamentos, conceitos e as definições de Governança de TI - tecnologia da informação, bem como das principais Frameworks, normas

Leia mais

Governança de TI utilizando o modelo do COBIT

Governança de TI utilizando o modelo do COBIT Curso e- Learning Governança de TI utilizando o modelo do COBIT O conteúdo deste curso contem marcas registradas de outras organizações nas quais as propriedades são citadas ao logo do curso sem infringir

Leia mais

POLÍTICA DE RISCO OPERACIONAL

POLÍTICA DE RISCO OPERACIONAL Classificação das Informações 5/5/2015 Confidencial [ ] Uso Interno [ X ] Uso Público ÍNDICE 1 OBJETIVO... 3 2 ABRANGÊNCIA... 3 3 REFERÊNCIA... 3 4 CONCEITOS... 3 5 DIRETRIZES... 4 6 RESPONSABILIDADES...

Leia mais

Governança Corporativa Profa. Patricia Maria Bortolon

Governança Corporativa Profa. Patricia Maria Bortolon Governança Corporativa Desenvolvimento dos Códigos de Boas Práticas no Mundo Aula 3 O crescimento dos Códigos de Governança Durante a última década, todo ano uma série de novos códigos e revisões são introduzidos

Leia mais

www.companyweb.com.br

www.companyweb.com.br www.companyweb.com.br Vídeo: http://bit.ly/rurdi0 www.companyweb.com.br 2 S&P 500 Expressiva valorização das ações na década de 90 Primeiros comentários sobre exuberância irracional do mercado 11 de setembro

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA ATUAÇÃO DOS COMITÊS DE AUDITORIA NOS TRABALHOS DOS AUDITORES INDEPENDENTES DE COMPANHIAS ABERTAS BRASILEIRAS

A IMPORTÂNCIA DA ATUAÇÃO DOS COMITÊS DE AUDITORIA NOS TRABALHOS DOS AUDITORES INDEPENDENTES DE COMPANHIAS ABERTAS BRASILEIRAS A IMPORTÂNCIA DA ATUAÇÃO DOS COMITÊS DE AUDITORIA NOS TRABALHOS DOS AUDITORES INDEPENDENTES DE COMPANHIAS ABERTAS BRASILEIRAS Jerônimo ANTUNES Universidade de São Paulo (Brasil) Wesley Ramos HONORATO Universidade

Leia mais

Gestão de Riscos Corporativos

Gestão de Riscos Corporativos Gestão de Riscos Corporativos Estudo de Caso Sabesp PAP - 001854 14/07/2010 Superintendência de Auditoria - PA 14:00 h. Gestão de Riscos Corporativos Pauta 1 Perfil de Companhia 2 Objetivos 3 Metodologia

Leia mais

Arquivo original em Inglês: http://www.isaca.org/knowledge-center/risk-it-it-risk- Management/Documents/Risk-IT-Brochure.pdf

Arquivo original em Inglês: http://www.isaca.org/knowledge-center/risk-it-it-risk- Management/Documents/Risk-IT-Brochure.pdf Arquivo original em Inglês: http://www.isaca.org/knowledge-center/risk-it-it-risk- Management/Documents/Risk-IT-Brochure.pdf Risk IT - Um conjunto de princípios orientadores e o primeiro framework que

Leia mais

Governança de TI. Governança da TI. Visão Geral. Autor: João Cardoso 1

Governança de TI. Governança da TI. Visão Geral. Autor: João Cardoso 1 Autor: João Cardoso 1 Governança de TI Visão Geral A Forrester Business Technographics 2 realizou uma pesquisa em Novembro de 2004 nos Estados Unidos nas pequenas e médias empresas e identificou que estas

Leia mais

COMPLIANCE FUNÇÃO, CONSOLIDAÇÃO E. Vanessa Alessi Manzi 19/09/08

COMPLIANCE FUNÇÃO, CONSOLIDAÇÃO E. Vanessa Alessi Manzi 19/09/08 COMPLIANCE FUNÇÃO, CONSOLIDAÇÃO E DESAFIOS Vanessa Alessi Manzi 19/09/08 Agenda 1. Compliance conceito e missão 2. Atuação de Compliance nas instituições 3. Ferramentas de Compliance 4. Auditoria e Compliance

Leia mais

Auditoria e Segurança de Sistemas. Prof.: Mauricio Pitangueira Instituto Federal da Bahia

Auditoria e Segurança de Sistemas. Prof.: Mauricio Pitangueira Instituto Federal da Bahia Auditoria e Segurança de Sistemas Prof.: Mauricio Pitangueira Instituto Federal da Bahia 1 A Organização da Segurança Modelo de Gestão Coporativa de Segurança o Para a criação de um modelo de segurança

Leia mais

CONTROLE INTERNO. Rossana Guerra, CIA, CRMA.

CONTROLE INTERNO. Rossana Guerra, CIA, CRMA. CONTROLE INTERNO Rossana Guerra, CIA, CRMA. Petrobras adota 66 medidas de controle interno após escândalo de corrupção. O Conselho de Administração da estatal aprovou a função de Diretor de Governança,

Leia mais

Perspectivas da Governança da Informação pela RSD:

Perspectivas da Governança da Informação pela RSD: Perspectivas da Governança da Informação pela RSD: O Imperativo da Governança da Informação Por que você precisa de uma estratégia de Governança da Informação Ao redor do globo, governos, hospitais e prestadores

Leia mais

MBA em Gestão de Tecnologia da Informação. Governança de TI. Lincoln Herbert Teixeira lincolnherbert@gmail.com

MBA em Gestão de Tecnologia da Informação. Governança de TI. Lincoln Herbert Teixeira lincolnherbert@gmail.com MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Governança de TI Lincoln Herbert Teixeira lincolnherbert@gmail.com Governança de TI Ementa: Relacionar a governança de TI com a governança corporativa. Boas práticas

Leia mais

CobIT. Eduardo Mayer Fagundes. Um framework para a eficiência das organizações de Tecnologia da Informação e Telecomunicações

CobIT. Eduardo Mayer Fagundes. Um framework para a eficiência das organizações de Tecnologia da Informação e Telecomunicações CobIT Um framework para a eficiência das organizações de Tecnologia da Informação e Telecomunicações Eduardo Mayer Fagundes Copyright(c)2008 por Eduardo Mayer Fagundes 1 Agenda 1. Princípio de Gestão Empresarial

Leia mais

Relato sobre a elaboração do PDTIC da UFMA

Relato sobre a elaboração do PDTIC da UFMA Relato sobre a elaboração do PDTIC da UFMA Nélio Alves Guilhon Tereza Cristina Brito Moreira Lima HISTÓRICO TI DA UFMA 1976: Resolução 423/76 ( 26/04/1976 ) Cria o Centro de Processamento de Dados (CPD)

Leia mais

AULA 6 MODELOS DE GESTÃO E ORGANIZAÇÃO

AULA 6 MODELOS DE GESTÃO E ORGANIZAÇÃO AULA 6 MODELOS DE GESTÃO E ORGANIZAÇÃO OBJETIVOS Definir Governança corporativa e governança em TI Especificar os modelos de gestão na área de tecnologia; Identificar as principais características do Modelo

Leia mais

Governança de TI. Governanca de TI. Objetivos. Governanca de TI - ESR - Confluence. 1 de 5 12/04/2010 11:15

Governança de TI. Governanca de TI. Objetivos. Governanca de TI - ESR - Confluence. 1 de 5 12/04/2010 11:15 1 de 5 12/04/2010 11:15 Dashboard > ESR >... > Elaboracao de cursos > Governanca de TI ESR Governanca de TI View Edit Attachments (4) Info Welcome Leandro N. Ciuffo History Preferences Log Out Browse Space

Leia mais

1- Objetivo: Avaliar os conhecimentos adquiridos durante o auto treinamento de Governança de TI com as práticas da ITIL e Cobit.

1- Objetivo: Avaliar os conhecimentos adquiridos durante o auto treinamento de Governança de TI com as práticas da ITIL e Cobit. 1- Objetivo: Avaliar os conhecimentos adquiridos durante o auto treinamento de Governança de TI com as práticas da ITIL e Cobit. 2 Regras e Instruções: Antes de começar a fazer a avaliação leia as instruções

Leia mais

Atividade: COBIT : Entendendo seus principais fundamentos

Atividade: COBIT : Entendendo seus principais fundamentos SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DO PIAUÍ CAMPUS FLORIANO EIXO TECNOLÓGICO: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO CURSO: TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PERÍODO

Leia mais

Princípios da Gestão Empresarial

Princípios da Gestão Empresarial Princípios da Gestão Empresarial ideias mercado cenário Processos bem definidos e entendidos por toda organização Plano de negócios precisa de uma estratégia Fluxo realimentado a cada nova estratégia ou

Leia mais

PERCEPÇÃO DOS AUDITORES INDEPENDENTES E INTERNOS SOBRE AS SEÇÕES 302 E 404 DA LEI SARBANES-OXLEY

PERCEPÇÃO DOS AUDITORES INDEPENDENTES E INTERNOS SOBRE AS SEÇÕES 302 E 404 DA LEI SARBANES-OXLEY PERCEPÇÃO DOS AUDITORES INDEPENDENTES E INTERNOS SOBRE AS SEÇÕES 302 E 404 DA LEI SARBANES-OXLEY Suzete Antonieta Lizote* Caroline Patricia Machado** Isadora Bepler Bittencourt** Rodrigo Bomvecchio **

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ÁLVARES PENTEADO - UNIFECAP

CENTRO UNIVERSITÁRIO ÁLVARES PENTEADO - UNIFECAP CENTRO UNIVERSITÁRIO ÁLVARES PENTEADO - UNIFECAP MESTRADO EM CONTABILIDADE CATARINA DE ARAÚJO COSTA COMITÊ DE AUDITORIA NO CONTEXTO DA LEI SARBANES- OXLEY: UM ESTUDO DA PERCEPÇÃO DOS GESTORES DE EMPRESAS

Leia mais

CONTROLE INTERNO E GOVERNANÇA CORPORATIVA

CONTROLE INTERNO E GOVERNANÇA CORPORATIVA CONTROLE INTERNO E GOVERNANÇA CORPORATIVA Cláudio Marcelo Rodrigues Cordeiro¹ RESUMO O presente artigo aborda (essencialmente) sobre os controles internos, trazendo a sua definição, natureza e classificação,

Leia mais

Implantação da Auditoria Baseada

Implantação da Auditoria Baseada 12/04/2013 Implantação da Auditoria Baseada em Riscos na CELESC Waldemar Bornhausen Neto Auditor Chefe da Auditoria Interna Centrais Elétricas de Santa Catarina S.A. RISCO A incerteza de um evento que

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DOS FRAMEWORKS DE CONTROLE DE PROCESSOS PARA A GESTAO EFETIVA DA TECNOLOGIA DA INFORMACAO

A IMPORTÂNCIA DOS FRAMEWORKS DE CONTROLE DE PROCESSOS PARA A GESTAO EFETIVA DA TECNOLOGIA DA INFORMACAO ! "#$ " %'&)(*&)+,.- /10.2*&4365879&4/1:.+58;.2*=?5.@A2*3B;.- C)D 5.,.5FE)5.G.+ &4- (IHJ&?,.+ /?=)5.KA:.+5MLN&OHJ5F&4E)2*EOHJ&)(IHJ/)G.- D - ;./);.& A IMPORTÂNCIA DOS FRAMEWORKS DE CONTROLE DE PROCESSOS

Leia mais

Curso preparatório para a certificação COBIT 4.1 Fundation

Curso preparatório para a certificação COBIT 4.1 Fundation Curso preparatório para a certificação COBIT 4.1 Fundation Dentro do enfoque geral em conhecer e discutir os fundamentos, conceitos e as definições de Governança de TI - tecnologia da informação, bem como

Leia mais

Título do Slide Máximo de 2 linhas. Governança Corporativa e de TIC

Título do Slide Máximo de 2 linhas. Governança Corporativa e de TIC Governança Corporativa e de TIC Dr. Manoel Veras 29.05.2014 Título Agenda do Slide Governança da TI (TI=TIC) Governança da TI no Setor Público Tendências Informação é o ato ou efeito de informar; é o que

Leia mais

Auditando Segurança da Informação

Auditando Segurança da Informação Auditando Segurança da Informação Claudio Dodt, CISA, CRISC, CISSP, ITIL Expert Business Continuity & Security Senior Consultant claudio.dodt@daryus.com.br www.daryus.com.br claudiododt.com www.twitter.com/cdodt

Leia mais

www.projetode redes.co m.br www.redesde com p uta dores. com. br

www.projetode redes.co m.br www.redesde com p uta dores. com. br Outras Apostilas em: www.projetode redes.co m.br www.redesde com p uta dores. com. br Centro Universitário Geraldo di Biase 1. Governança Corporativa A Governança Corporativa tem sido objeto de vários

Leia mais

A experiência de quem trouxe a internet para o Brasil agora mais perto de você

A experiência de quem trouxe a internet para o Brasil agora mais perto de você A experiência de quem trouxe a internet para o Brasil agora mais perto de você A Escola A Escola Superior de Redes da RNP privilegia um ensino totalmente prático. Os laboratórios são montados de forma

Leia mais

Certificações Deloitte Programa de Inteligência em Riscos

Certificações Deloitte Programa de Inteligência em Riscos Certificações Deloitte Programa de Inteligência em Riscos Certificação Deloitte A Deloitte é referência mundial em soluções integradas em todas as indústrias e vem atendendo as demandas corporativas em

Leia mais

OS IMPACTOS DA LEI SARBANES-OXLEY ACT E A GOVERNANÇA CORPORATIVA NO NOVO MILÊNIO LILIANA HORÁCIO SILVA REZENDE

OS IMPACTOS DA LEI SARBANES-OXLEY ACT E A GOVERNANÇA CORPORATIVA NO NOVO MILÊNIO LILIANA HORÁCIO SILVA REZENDE OS IMPACTOS DA LEI SARBANES-OXLEY ACT E A GOVERNANÇA CORPORATIVA NO NOVO MILÊNIO LILIANA HORÁCIO SILVA REZENDE Resumo: o governo norte-americano criou a Sarbanes-Oxley Act, com abordagem jurídica internacional,

Leia mais

FACULDADE COMUNITÁRIA DE CAMPINAS UNIDADE 3 CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS. Arthur Silva Filho

FACULDADE COMUNITÁRIA DE CAMPINAS UNIDADE 3 CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS. Arthur Silva Filho FACULDADE COMUNITÁRIA DE CAMPINAS UNIDADE 3 CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS Arthur Silva Filho Governança Corporativa e os Impactos da Lei Sarbanes-Oxley nas Organizações de Capital Aberto Campinas

Leia mais

Governança de TI. Importância para as áreas de Auditoria e Compliance. Maio de 2011. IT Governance Discussion

Governança de TI. Importância para as áreas de Auditoria e Compliance. Maio de 2011. IT Governance Discussion Governança de TI Importância para as áreas de Auditoria e Compliance Maio de 2011 Page 1 É esperado de TI mais do que deixar o sistema no ar. Page 2 O que mudou o Papel de TI? Aumento de riscos e de expectativas

Leia mais

Política de Gerenciamento de Risco Operacional Outubro 2015

Política de Gerenciamento de Risco Operacional Outubro 2015 Política de Gerenciamento de Risco Operacional Outubro 2015 Elaboração: Risco Aprovação: Comex Classificação do Documento: Público ÍNDICE 1. OBJETIVO... 3 2. ABRANGÊNCIA... 3 3. DEFINIÇÕES... 3 4. RESPONSABILIDADES...

Leia mais

Software para Gestão Integrada de T.I. Armazenamento Infra-estrutura Segurança Serviços de T.I.

Software para Gestão Integrada de T.I. Armazenamento Infra-estrutura Segurança Serviços de T.I. Software para Gestão Integrada de T.I. Armazenamento Infra-estrutura Segurança Serviços de T.I. Para mais informações participe dos seminários online sobre compliance, acesse www.ca.com/br/compliance ou

Leia mais

Technology and Security Risk Services. Novembro, 2003

Technology and Security Risk Services. Novembro, 2003 Technology and Security Risk Services Novembro, 2003 1. Por que escrevemos o livro? 2. Objetivo do livro 3. Conteúdo do livro 4. Dúvidas Acesso aos sites financeiros cresceu 199% em dois anos; Os sites

Leia mais

A Implementação dos Controles Internos e do Comitê de Auditoria Segundo a Lei SOX: o Caso Petrobras

A Implementação dos Controles Internos e do Comitê de Auditoria Segundo a Lei SOX: o Caso Petrobras A Implementação dos Controles Internos e do Comitê de Auditoria Segundo a Lei SOX: Karina Lima da Silva 1 Marcelle Colares Oliveira 2 Marcia Martins Mendes De 3 Osório Cavalcante Araújo 4 Artigo recebido

Leia mais

Autoria: Douglas Araújo de Lima, Carolina Veloso Maciel, Jeronymo José Libonati RESUMO

Autoria: Douglas Araújo de Lima, Carolina Veloso Maciel, Jeronymo José Libonati RESUMO Os Impactos Gerados na Adequação da Estrutura de Controles Internos de uma Empresa Brasileira às Exigências da Seção 404 da Lei Sarbanes-Oxley: um Estudo de Caso. RESUMO Autoria: Douglas Araújo de Lima,

Leia mais

Fundamentos em Segurança de Redes de Computadores NBR ISO 27001

Fundamentos em Segurança de Redes de Computadores NBR ISO 27001 Fundamentos em Segurança de Redes de Computadores 1 É a norma de certificação para SGSI ( Sistemas de Gestão da Segurança da Informação), editada em português em abril de 2006 e que substituiu a BS 7799-2.

Leia mais

IMPORTÂNCIA DO CONTROLE INTERNO PARA A GOVERNANÇA CORPORATIVA IMPORTANCE OF INTERNAL CONTROL OF CORPORATE GOVERNANCE

IMPORTÂNCIA DO CONTROLE INTERNO PARA A GOVERNANÇA CORPORATIVA IMPORTANCE OF INTERNAL CONTROL OF CORPORATE GOVERNANCE 51 IMPORTÂNCIA DO CONTROLE INTERNO PARA A GOVERNANÇA CORPORATIVA IMPORTANCE OF INTERNAL CONTROL OF CORPORATE GOVERNANCE Melissa Gomes Alves 1 Resumo Após o surgimento das Normas da governança corporativa,

Leia mais

O POSICIONAMENTO DA ARQUITETURA DA INFORMAÇÃO NA GOVERNANÇA DE TI

O POSICIONAMENTO DA ARQUITETURA DA INFORMAÇÃO NA GOVERNANÇA DE TI O POSICIONAMENTO DA ARQUITETURA DA INFORMAÇÃO NA GOVERNANÇA DE TI Claudio Gottschalg Duque Professor Departamento de Ciência da Informação Universidade de Brasília (UnB) Brasil Mauricio Rocha Lyra Aluno

Leia mais

???? OBJETIVOS GERAIS DA DISCIPLINA OBJETIVOS ESPECÍFICOS DA DISCIPLINA

???? OBJETIVOS GERAIS DA DISCIPLINA OBJETIVOS ESPECÍFICOS DA DISCIPLINA Aula 1- Auditoria Professor : Marco Fernandes Dalponte www.dalmaf.com.br Marco.fernandes@dalmaf.com.br OBJETIVOS DESTA AULA Apresentar o plano da disciplina Conhecer os principais conceitos relativos à

Leia mais

Certificações ITIL voltam a ganhar destaque

Certificações ITIL voltam a ganhar destaque Certificações ITIL voltam a ganhar destaque Certificações em Information Technology Infrastructure Library, ou ITIL, voltou ao topo de muitas listas de contratação de TI. Métodos ITIL são projetados para

Leia mais

Unidade I GOVERNANÇA CORPORATIVA. Profa. Ligia Vianna

Unidade I GOVERNANÇA CORPORATIVA. Profa. Ligia Vianna Unidade I GOVERNANÇA CORPORATIVA Profa. Ligia Vianna Conceito Termo governança corporativa: criado no início da década de 1990, nos Estados Unidos e na Grã-Bretanha. Objetiva definir as regras que regem

Leia mais

OUTRAS INFORMAÇÕES QUE A COMPANHIA ENTENDA RELEVANTES. (Informações não revisadas pelos Auditores Independentes)

OUTRAS INFORMAÇÕES QUE A COMPANHIA ENTENDA RELEVANTES. (Informações não revisadas pelos Auditores Independentes) OUTRAS INFORMAÇÕES QUE A COMPANHIA ENTENDA RELEVANTES (Informações não revisadas pelos Auditores Independentes) Ativos e Passivos Regulatórios Em função da harmonização das práticas contábeis brasileiras

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO VALTER DA SILVA

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO VALTER DA SILVA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO VALTER DA SILVA UM ESTUDO SOBRE A PERCEPÇÃO DOS PROFISSIONAIS DAS ÁREAS DE CONTABILIDADE E CONTROLADORIA SOBRE A LEI SARBANES-OXLEY COMPARADA COM A LEGISLAÇÃO

Leia mais

ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO Introdução Objetivos Fundamentação Teórica. Desenvolvimento do sistema Resultados e discussões Conclusões Extensões

ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO Introdução Objetivos Fundamentação Teórica. Desenvolvimento do sistema Resultados e discussões Conclusões Extensões SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE MUDANÇAS BASEADO NAS MELHORES PRÁTICAS DA ITIL Karin Schoenfelder Orientador: Wilson Pedro Carli ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO Introdução Objetivos Fundamentação Teórica Sistema Atual

Leia mais

Proposta. ISO 20.000 / 2011 Fundamentos. Apresentação Executiva. ISO 20.000 / 2011 - Fundamentos

Proposta. ISO 20.000 / 2011 Fundamentos. Apresentação Executiva. ISO 20.000 / 2011 - Fundamentos ISO 20.000 / 2011 Fundamentos Apresentação Executiva 1 O treinamento de ISO 20.000 Foundation tem como premissa fornecer uma visão geral da publicação da norma ISO/IEC 20000 capacitando o aluno a entender

Leia mais

SGSI um desafio. SGSI um desafio ARTIGO. Artigo Sistema de gestão, Segurança da informação, Slides, Desafios. Artigo 1

SGSI um desafio. SGSI um desafio ARTIGO. Artigo Sistema de gestão, Segurança da informação, Slides, Desafios. Artigo 1 ARTIGO SGSI um desafio Artigo Sistema de gestão, Segurança da informação, Slides, Desafios Artigo 1 SGSI UM DESAFIO Grandes mudanças e grandes atividades devem ser motivadas por alguns elementos que podem

Leia mais

CONTROLE INTERNO Parte I

CONTROLE INTERNO Parte I UnB Universidade de Brasília FACE Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação. CCA Departamento de Ciências Contábeis e Atuarias Auditoria 1 Prof.: Wolney

Leia mais

PrimeGlobal PGBR. Uma excelente alternativa em serviços de auditoria, consultoria e Impostos. Diferença PrimeGlobal

PrimeGlobal PGBR. Uma excelente alternativa em serviços de auditoria, consultoria e Impostos. Diferença PrimeGlobal PrimeGlobal PGBR Uma excelente alternativa em serviços de auditoria, consultoria e Impostos Somos uma empresa de auditoria, consultoria e impostos, criada á partir da junção de importantes empresas nacionais,

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS DAS EMPRESAS ELETROBRAS Versão 2.0 30/10/2014 Sumário 1 Objetivo... 3 2 Conceitos... 3 3 Referências... 4 4 Princípios... 4 5 Diretrizes... 5 5.1 Identificação dos riscos...

Leia mais

Código de Ética Fevereiro de 2015

Código de Ética Fevereiro de 2015 Código de Ética Fevereiro de 2015 Índice 1. Âmbito de aplicação... 3 2. Ética... 3 2.1. Princípios e valores fundamentais... 3 2.2. Proibição de decisão em situação de conflito de interesses... 4 2.3.

Leia mais

TelComp. A Líder no Incentivo à Competição. Abertura

TelComp. A Líder no Incentivo à Competição. Abertura AGENDA Abertura Painel: Frederico Turolla, Professor de Economia da FGV e Diretor Pezco Microsoft Foad Shaikzadeh, Diretor Presidente da Furukawa Debate Diretrizes Debate Almoço TIC 2020 Plano Nacional

Leia mais

Universidade do Estado do Rio de Janeiro Centro de Ciências Sociais Faculdade de Administração e Finanças. Soraya Soares Guimarães

Universidade do Estado do Rio de Janeiro Centro de Ciências Sociais Faculdade de Administração e Finanças. Soraya Soares Guimarães Universidade do Estado do Rio de Janeiro Centro de Ciências Sociais Faculdade de Administração e Finanças Soraya Soares Guimarães Procedimentos utilizados pela Auditoria Interna para detecção de fraudes:

Leia mais

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS METODOLOGIA DE AUDITORIA PARA AVALIAÇÃO DE CONTROLES E CUMPRIMENTO DE PROCESSOS DE TI NARDON, NASI AUDITORES E CONSULTORES CobiT

Leia mais

ASSAF NETO, Alexandre. MERCADO FINANCEIRO. 7ª ed. São Paulo: Atlas, 2006.

ASSAF NETO, Alexandre. MERCADO FINANCEIRO. 7ª ed. São Paulo: Atlas, 2006. ASSAF NETO, Alexandre. MERCADO FINANCEIRO. 7ª ed. São Paulo: Atlas, 2006. Riscos De maneira mais ampla, o risco no mercado financeiro pode ser entendido como a probabilidade de perda em razão de uma exposição

Leia mais

SENAC GO. Gestão da Tecnologia da Informação. Tópicos especiais em administração. Professor Itair Pereira da Silva. Alunos: Eduardo Vaz

SENAC GO. Gestão da Tecnologia da Informação. Tópicos especiais em administração. Professor Itair Pereira da Silva. Alunos: Eduardo Vaz SENAC GO Gestão da Tecnologia da Informação Tópicos especiais em administração Professor Itair Pereira da Silva Alunos: Eduardo Vaz Jalles Gonçalves COBIT COBIT (CONTROL OBJETIVES FOR INFORMATION AND RELATED

Leia mais

A Função de Controles Internos em Instituições Financeiras

A Função de Controles Internos em Instituições Financeiras Seminário IIA Brasil - Os Desafios da Auditoria Interna frente aos processos de Gestão de Riscos, Controles e Governança Corporativa Belém, 21 de junho de 2013 A Função de Controles Internos em Instituições

Leia mais

GERIC GERENCIAMENTO DO I.T.I.L E DO COBIT

GERIC GERENCIAMENTO DO I.T.I.L E DO COBIT GERIC GERENCIAMENTO DO I.T.I.L E DO COBIT Angélica A. da Silva, Regiani R.Nunes e Sabrina R. de Carvalho 1 Tathiana Barrére Sistemas de Informação AEDB - Associação Educacional Dom Bosco RESUMO Esta sendo

Leia mais

Governança Corporativa Por que as operadoras de saúde devem investir em Controles Internos?

Governança Corporativa Por que as operadoras de saúde devem investir em Controles Internos? Governança Corporativa Por que as operadoras de saúde devem investir em Controles Internos? Prof. Fábio Coimbra fabio.coimbra@trevisan.edu.br 15 de abril de 2013 Apresentação do Palestrante Experiência

Leia mais

Gestão de Riscos. Risco

Gestão de Riscos. Risco Gestão de Riscos A crescente importância da TI para os processos de negócio de uma empresa trouxe em paralelo, também, um aumento de problemas de segurança em relação à informação. Assim, a necessidade

Leia mais

Módulo 4. Visão geral dos controles do COBIT aplicáveis para implantação da Sarbanes, o papel de TI, a importância dos softwares e exercícios

Módulo 4. Visão geral dos controles do COBIT aplicáveis para implantação da Sarbanes, o papel de TI, a importância dos softwares e exercícios Módulo 4 Visão geral dos controles do COBIT aplicáveis para implantação da Sarbanes, o papel de TI, a importância dos softwares e exercícios Estruturas e Metodologias de controle adotadas na Sarbanes COBIT

Leia mais

13/14 14/15 15/16. A Pesquisa Global de Segurança da Informação da PwC. O que revelou essa Pesquisa nos últimos anos:

13/14 14/15 15/16. A Pesquisa Global de Segurança da Informação da PwC. O que revelou essa Pesquisa nos últimos anos: A Pesquisa Global de Segurança da Informação da Em 2015, lançamos a 18ª. Edição anual da Pesquisa Global de Segurança da Informação O propósito da Pesquisa é identificar o estado da Segurança Cibernética

Leia mais

A Governança de TI Gestão de TI através de Portfólios

A Governança de TI Gestão de TI através de Portfólios A Governança de TI Gestão de TI através de Portfólios Sandra Sergi Santos, PMP Governança de TI Vamos começar este artigo analisando Governança de TI. A Governança de TI é a área mais crítica de uma governança

Leia mais

CONGRESSO ABRARES 2010. A responsabilidade social do Contador e da sua entidade de classe

CONGRESSO ABRARES 2010. A responsabilidade social do Contador e da sua entidade de classe CONGRESSO ABRARES 2010 A responsabilidade social do Contador e da sua entidade de classe O SITE BUKISA Há uma percepção comum de que a contabilidade é um assunto difícil. Os alunos muitas vezes evitam

Leia mais

Governança de TI com melhores práticas COBIT, ITIL e BSC

Governança de TI com melhores práticas COBIT, ITIL e BSC {aula #1} com melhores práticas COBIT, ITIL e BSC www.etcnologia.com.br Rildo F Santos rildo.santos@etecnologia.com.br twitter: @rildosan (11) 9123-5358 skype: rildo.f.santos (11) 9962-4260 http://rildosan.blogspot.com/

Leia mais