REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DAS FINANÇAS. SQC Serviço de Qualidade e Certificação

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DAS FINANÇAS. SQC Serviço de Qualidade e Certificação"

Transcrição

1 REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DAS FINANÇAS CEDSIF - Centro de Desenvolvimento de Sistema de Informação de Finanças SQC Serviço de Qualidade e Certificação Maputo, Junho de

2 1 Âmbito do Serviço O presente documento, enquadra-se no Programa de Formação do Serviço de Qualidade e Certificação (SQC) traçado com o intuito de garantir a eficaz elevação da Qualidade dos serviços prestados pela CEDSIF, conforme mencionado na Política da Qualidade da instituição. O Programa de Formação para o ano 2013 contempla um leque de cursos de formação focado na área da qualidade e engenharia de aplicações informáticas, conforme previsto no PAO do SQC. Com estes cursos, pretende-se abranger as áreas que lidam com processos de engenharia de aplicações informáticas, gestão da qualidade, com o objectivo de atingir, controlar e melhorar a qualidade dos serviços da instituição. O Programa de Formação inclui os cursos abaixo: 1. Gestão de Requisitos de Aplicações Informáticas; 2. Gestão de Qualidade de Aplicações Informáticas; 3. Gestão de Testes de Aplicações Informáticas; e 4. CMMI - DEV. 2 Objectivos Contratar serviços especializados para o desenvolvimento e realização de cursos de formação nas áreas da qualidade e engenharia de aplicações informáticas, alinhando os processos de aplicações informáticas e os objectivos de negócio do CEDSIF de forma eficiente e eficaz, permitindo aos técnicos uma adaptação focada para a actuação da instituição. 3 Cursos a serem ministrados O plano contempla formação nos seguintes cursos: 3.1. Gestão de Requisitos de Aplicações Informáticas I. Objectivos do Curso: Dotar os participantes de capacidades para gerir requisitos de forma eficiente em todo o ciclo de vida, com base nas melhores práticas internacionais. O curso deve abordar as principais técnicas de descoberta, negociação, análise, modelação, documentação, validação e controlo de alterações de requisitos e deve apresentar também metodologias de construção de casos de uso. II. Número de formandos: Qualificações específicas do consultor (pessoa, dos formadores (agentes da pessoa a) Qualificações específicas do consultor (pessoa TSP/PSP, ITMARK, RUP, Scrum e XP); 2

3 V. O curso estão sujeito à atribuição de certificado de participação passado pela entidade que VI. Toda logística (incluindo a sala de formação e material didáctico) é da responsabilidade da VII. Parceria com a Software Engeneering Institute (SEI), constitue vantagem. b) Qualificações específicas dos formadores (agentes da pessoa O formador deve ter uma boa capacidade de transmissão de conhecimentos; Experiência de trabalho como formador (mínimo 3 anos); Domínio nas matérias a leccionar Responsabilidade da empresa contratada Conteúdo programático do Curso de Gestão de Requisitos Conceitos gerais de requisitos de aplicações informáticas Levantamento e negociação de requisitos Modelação e documentação de requisitos com casos de uso Elaboração e análise de requisitos Estruturação em iterações Especificação e documentação de requisitos Validação e verificação de requisitos Gestão de alterações de requisitos Requisitos no ciclo de vida 3.2. Gestão de Qualidade de Aplicações Informáticas I. Objectivos do Curso: Com este curso, pretende-se que os profissionais da área da qualidade tenham uma visão geral sobre o conceito de gestão da qualidade de aplicações informáticas dentro de uma instituição, dotando-os de capacidades para identificar os factores que influenciam na qualidade dentro do CEDSIF bem como serem capazes de demonstrar e aplicar 3

4 as principais técnicas e estratégias para garantir a qualidade num contexto de melhoria contínua dos processos. II. Número de formandos: Qualificações específicas do consultor (pessoa, dos formadores (agentes da pessoa c) Qualificações específicas do consultor (pessoa TSP/PSP, ITMARK, PMBOK, RUP, ISTQB, Scrum, XP e ITIL); V. O curso estão sujeito à atribuição de certificado de participação passado pela entidade que VI. Toda logística (incluindo a sala de formação e material didáctico) é da responsabilidade da VII. Parceria com a Software Engeneering Institute (SEI), constitue vantagem. d) Qualificações específicas dos formadores (agentes da pessoa O formador deve ter uma boa capacidade de transmissão de conhecimentos; Experiência de trabalho como formador (mínimo 3 anos); Domínio nas matérias a leccionar Responsabilidade da empresa contratada Conteúdo programático do Curso de Gestão de Qualidade de Aplicações Informáticas 4

5 Conceitos gerais de qualidade de aplicações informáticas Construir um processo de qualidade Controlar um processo de qualidade Monitorizar um processo de qualidade Criar um grupo de qualidade de aplicações informáticas Revisões e Inspecções Gestão de testes Planeamento da qualidade Modelos de referência 3.3. Gestão de Testes de Aplicações Informáticas I. Objectivos do Curso: Tem por objectivo apresentar metodologias, técnicas e ferramentas necessárias para criar/manter um processo de teste sistemático e integrado no CEDSIF. II. Número de formandos: Qualificações específicas do consultor (pessoa, dos formadores (agentes da pessoa e) Qualificações específicas do consultor (pessoa TSP/PSP, ITMARK, PMBOK, RUP, ISTQB, Scrum, XP e ITIL); V. O curso estão sujeito à atribuição de certificado de participação passado pela entidade que VI. Toda logística (incluindo a sala de formação e material didáctico) é da responsabilidade da VII. Parceria com a Software Engeneering Institute (SEI), constitue vantagem. f) Qualificações específicas dos formadores (agentes da pessoa O formador deve ter uma boa capacidade de transmissão de conhecimentos; Experiência de trabalho como formador (mínimo 3 anos); Domínio nas matérias a leccionar. 5

6 Responsabilidade da empresa contratada Conteúdo programático do Curso de Gestão de Testes Conceitos gerais de testes de aplicações informáticas Concepção de casos de teste: caixa branca e caixa negra Automação de testes unitários com o framework xunit Automação de testes de aceitação (testes do cliente) com o framework FIT Planeamento e gestão de testes Documentação de testes Automação de testes funcionais com ferramentas capture & replay Inspecções e revisões Exame de avaliação 3.4. CMMI - DEV I. Objectivos do Curso: Com este curso pretende-se que o participante seja capaz de descrever os componentes do modelo CMMI-DEV e suas relações, assim como descrever as áreas de processo e o conteúdo do modelo. II. Número de formandos: Qualificações específicas do consultor (pessoa, dos formadores (agentes da pessoa a) Qualificações específicas do consultor (pessoa TSP/PSP, ITMARK, PMBOK, RUP, ISTQB, Scrum, XP e ITIL); V. O curso estão sujeito à atribuição de certificado de participação passado pela entidade que 6

7 VI. VII. Toda logística (incluindo a sala de formação e material didáctico) é da responsabilidade da Parceria com a Software Engeneering Institute (SEI), constitue vantagem. b) Qualificações específicas dos formadores (agentes da pessoa O formador deve ter uma boa capacidade de transmissão de conhecimentos; Experiência de trabalho como formador (mínimo 3 anos); Domínio nas matérias a leccionar Responsabilidade da empresa contratada Conteúdo programático do Curso de Gestão de Projecto de Aplicações Informáticas Melhoria de processos com base em modelo; Visão geral dos componentes do CMMI; Institucionalização; Áreas de processo do CMMI-DEV; Estrutura para as representações contínuas e faseadas. N.B. As propostas Técnica e Financeira não devem ser apresentadas na fase da Manifestação de Interesse. Maputo, Junho de 2013 Director dos Serviços Jorge Chicamba 7

(FINANCIADO PELA UNIÃO EUROPEIA) LOTE 1: ITEM 2. CMMI for DEV Intermediate V. 1.3 TERMOS DE REFERÊNCIA PARA A COMPONENTE DE FORMAÇÃO

(FINANCIADO PELA UNIÃO EUROPEIA) LOTE 1: ITEM 2. CMMI for DEV Intermediate V. 1.3 TERMOS DE REFERÊNCIA PARA A COMPONENTE DE FORMAÇÃO República de Moçambique Ministério das Finanças CEDSIF - Centro de Desenvolvimento de Sistemas de Informação de Finanças UGEA-Unidade Gestora Executora das Aquisições UNIÃO EUROPEIA (FINANCIADO PELA UNIÃO

Leia mais

Serviço de Qualidade e Certificação

Serviço de Qualidade e Certificação REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DAS FINANÇAS CEDSIF - Centro de Desenvolvimento de Sistema de Informação de Finanças (FINANCIADO PELA UNIÃO EUROPEIA) LOTE 1: ITEM 7 Termos de Referência para a componente

Leia mais

Serviço de Qualidade e Certificação

Serviço de Qualidade e Certificação República de Moçambique Ministério das Finanças CEDSIF - Centro de Desenvolvimento de Sistemas de Informação de Finanças UGEA-Unidade Gestora Executora das Aquisições UNIÃO EUROPEIA (FINANCIADO PELA UNIÃO

Leia mais

Serviço de Qualidade e Certificação

Serviço de Qualidade e Certificação República de Moçambique Ministério das Finanças CEDSIF - Centro de Desenvolvimento de Sistemas de Informação de Finanças UGEA-Unidade Gestora Executora das Aquisições UNIÃO EUROPEIA (FINANCIADO PELA UNIÃO

Leia mais

SERVIÇO DE OPERAÇÕES

SERVIÇO DE OPERAÇÕES República de Moçambique Ministério das Finanças CEDSIF - Centro de Desenvolvimento de Sistemas de Informação de Finanças UGEA-Unidade Gestora Executora das Aquisições UNIÃO EUROPEIA (FINANCIADO PELA UNIÃO

Leia mais

Curso Aplicação das OHSAS 18001 ao sector da Construção Civil

Curso Aplicação das OHSAS 18001 ao sector da Construção Civil Curso Aplicação das OHSAS 18001 ao sector da Construção Civil Referencial do Curso Objectivos Objectivos Gerais Dar a conhecer os requisitos das OHSAS 18001:2007. Abordar as particularidades de aplicação

Leia mais

Características do texto Académico-Científico

Características do texto Académico-Científico Características do texto Académico-Científico Algumas noções breves Ana Leitão Mestre em Língua e Cultura Portuguesa Essencial para uma adequada indexação posterior em bases de dados; Nem muito abrangentes

Leia mais

(FINANCIADO PELA UNIÃO EUROPEIA) LOTE 8: ITEM 3 Termos de Referência para a componente de Formação SSSI

(FINANCIADO PELA UNIÃO EUROPEIA) LOTE 8: ITEM 3 Termos de Referência para a componente de Formação SSSI República de Moçambique Ministério das Finanças CEDSIF - Centro de Desenvolvimento de Sistemas de Informação de Finanças UGEA-Unidade Gestora Executora das Aquisições UNIÃO EUROPEIA (FINANCIADO PELA UNIÃO

Leia mais

Termos de Referência para a componente de Formação

Termos de Referência para a componente de Formação República de Moçambique Ministério das Finanças CEDSIF - Centro de Desenvolvimento de Sistemas de Informação de Finanças UGEA-Unidade Gestora Executora das Aquisições UNIÃO EUROPEIA (FINANCIADO PELA UNIÃO

Leia mais

Programa Avançado 2010 LISBOA Inicio a 26 Março 2010 PORTO Inicio a 26 Março 2010 LEIRIA Inicio a 26 Março 2010 A formação em Gestão de Projectos tem vindo a assumir uma importância cada vez maior em todo

Leia mais

Referencial do Curso Segurança na Operação de Empilhadores

Referencial do Curso Segurança na Operação de Empilhadores Referencial do Curso Segurança na Operação de Empilhadores [2010] 1. DATA DE INICIO: De acordo com o Plano de Formação. 2. DATA DE FIM: De acordo com o Plano de Formação. 3. MÓDULOS: Módulo 1 - Introdução

Leia mais

DRH- Departamento de Recursos Humanos

DRH- Departamento de Recursos Humanos República de Moçambique Ministério das Finanças CEDSIF - Centro de Desenvolvimento de Sistemas de Informação de Finanças UGEA-Unidade Gestora Executora das Aquisições UNIÃO EUROPEIA (FINANCIADO PELA UNIÃO

Leia mais

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DAS FINANÇAS. CEDSIF - Centro de Desenvolvimento de Sistema de Informação de Finanças

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DAS FINANÇAS. CEDSIF - Centro de Desenvolvimento de Sistema de Informação de Finanças REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DAS FINANÇAS CEDSIF - Centro de Desenvolvimento de Sistema de Informação de Finanças NOVA DATA DE ENTREGA DAS PROPOSTA (21/10/2013) vide o anuncio publicado jornal do

Leia mais

FORMAÇÃO PROJECT MANAGEMENT CERTIFICATION

FORMAÇÃO PROJECT MANAGEMENT CERTIFICATION FORMAÇÃO PROJECT MANAGEMENT CERTIFICATION Formação Project Management Certification: Esta formação tem como objectivo a preparação para a certificação. A certificação é crucial, uma vez que reconhece os

Leia mais

PROVA DISCURSIVA (P )

PROVA DISCURSIVA (P ) PROVA DISCURSIVA (P ) 2 Nesta prova que vale dez pontos, faça o que se pede, usando os espaços indicados no presente caderno para rascunho. Em seguida, transcreva os textos para as folhas de TEXTOS DEFINITIVOS

Leia mais

Termos de Referência para a componente de Formação Gestão de Projectos de TI

Termos de Referência para a componente de Formação Gestão de Projectos de TI República de Moçambique Ministério das Finanças CEDSIF - Centro de Desenvolvimento de Sistemas de Informação de Finanças UGEA-Unidade Gestora Executora das Aquisições UNIÃO EUROPEIA (FINANCIADO PELA UNIÃO

Leia mais

(FINANCIADO PELA UNIÃO EUROPEIA) LOTE 2: ITEM 4. Formação em PMI Risk Management Professional (PMI RMP) SSSI

(FINANCIADO PELA UNIÃO EUROPEIA) LOTE 2: ITEM 4. Formação em PMI Risk Management Professional (PMI RMP) SSSI República de Moçambique Ministério das Finanças CEDSIF - Centro de Desenvolvimento de Sistemas de Informação de Finanças UGEA-Unidade Gestora Executora das Aquisições UNIÃO EUROPEIA (FINANCIADO PELA UNIÃO

Leia mais

Melhoria de Processos e Medição em Fábricas de Software

Melhoria de Processos e Medição em Fábricas de Software Foto: Gleison Santos Melhoria de Processos e Medição em Fábricas de Software UNIRIO Engenharia de Software e Qualidade de Software Software faz parte do nosso dia a dia. Há uma relação entre a qualidade

Leia mais

FICHA TÉCNICA DO CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE PROJECTOS NÍVEL 1 EDIÇÃO Nº 01/2013

FICHA TÉCNICA DO CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE PROJECTOS NÍVEL 1 EDIÇÃO Nº 01/2013 FICHA TÉCNICA DO CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE PROJECTOS NÍVEL 1 EDIÇÃO Nº 01/2013 1. DESIGNAÇÃO DO CURSO Especialização em Gestão de Projectos Nível 1 2. COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER Este curso constitui

Leia mais

Serviço de Qualidade e Certificação

Serviço de Qualidade e Certificação República de Moçambique Ministério das Finanças CEDSIF - Centro de Desenvolvimento de Sistemas de Informação de Finanças UGEA-Unidade Gestora Executora das Aquisições UNIÃO EUROPEIA (FINANCIADO PELA UNIÃO

Leia mais

www.highskills.pt geral@highskills.pt PT: 00351 217 931 365 AO: 00244 94 112 60 90 MZ: 00258 821 099 522

www.highskills.pt geral@highskills.pt PT: 00351 217 931 365 AO: 00244 94 112 60 90 MZ: 00258 821 099 522 Apresentação... 3 Como Empresa... 3 A nossa Visão... 3 A nossa Missão - A SUA VALORIZAÇÃO, A NOSSA MISSÃO!... 3 Os nossos Valores... 3 Porquê fazer um MINI-MBA de Especialização?... 4 Formação Certificada...

Leia mais

Ouvir o cliente e reconhecer o problema: ingredientes essenciais à gestão de projetos

Ouvir o cliente e reconhecer o problema: ingredientes essenciais à gestão de projetos Ouvir o cliente e reconhecer o problema: ingredientes essenciais à gestão de projetos Antonio Mendes da Silva Filho * The most important thing in communication is to hear what isn't being said. Peter Drucker

Leia mais

Sinopse Índice SECÇÃO I

Sinopse Índice SECÇÃO I Sinopse Livro especialmente dirigido aos profissionais e universitários da área da produção e operações que fornece um conjunto de técnicas para a melhoria das organizações. A primeira secção do livro

Leia mais

Project Management Body of Knowledge

Project Management Body of Knowledge PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS PUCMINAS (UNIDADE BARREIRO) CURSOS: ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS / LOGÍSTICA Project Management Body of Knowledge Definição Também conhecido como PMBOK é um

Leia mais

Curso de e-learning Outubro de 2014

Curso de e-learning Outubro de 2014 Associação Portuguesa dos Técnicos de Natação Complexo de Piscinas Municipais de Rio Maior Estradas das Marinhas 2040 Rio Maior Curso de e-learning Outubro de 2014 Conservação, qualidade da água e contributos

Leia mais

NCE/12/00971 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/12/00971 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/12/00971 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de Ensino Superior / Entidade Instituidora: Universidade Do Minho A.1.a. Outra(s)

Leia mais

A MISSÃO. Satisfazer as necessidades dos nossos clientes, garantindo excelência no serviço prestado. Construímos Soluções

A MISSÃO. Satisfazer as necessidades dos nossos clientes, garantindo excelência no serviço prestado. Construímos Soluções A MISSÃO Satisfazer as necessidades dos nossos clientes, garantindo excelência no serviço prestado. Construímos Soluções PRINCÍPIOS DA EMPRESA Experiência Profissionalismo Qualidade Confidencialidade Ética

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA PÓS-GRADUAÇÃO EM FINANÇAS EMPRESARIAIS. 1.ª Edição 2011-2012

INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA PÓS-GRADUAÇÃO EM FINANÇAS EMPRESARIAIS. 1.ª Edição 2011-2012 INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA PÓS-GRADUAÇÃO EM FINANÇAS EMPRESARIAIS 1.ª Edição 2011-2012 Nos termos do disposto no artigo 8.º, n.º 1, a), do Regime Jurídico das Instituições do Ensino Superior, aprovado

Leia mais

GESTÃO DA QUALIDADE DE SOFTWARE

GESTÃO DA QUALIDADE DE SOFTWARE GESTÃO DA QUALIDADE DE SOFTWARE Fernando L. F. Almeida falmeida@ispgaya.pt Principais Modelos Capability Maturity Model Integration (CMMI) Team Software Process and Personal Software Process (TSP/PSP)

Leia mais

Termos de Referência para a componente de Formação

Termos de Referência para a componente de Formação República de Moçambique Ministério das Finanças CEDSIF - Centro de Desenvolvimento de Sistemas de Informação de Finanças UGEA-Unidade Gestora Executora das Aquisições UNIÃO EUROPEIA (FINANCIADO PELA UNIÃO

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM INTEGRAÇÃO DE SISTEMAS E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

PÓS-GRADUAÇÃO EM INTEGRAÇÃO DE SISTEMAS E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL PÓS-GRADUAÇÃO EM INTEGRAÇÃO DE SISTEMAS E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL ENQUADRAMENTO E OBJECTIVOS: Num mundo em constante aceleração económica, tecnológica e de produção de grandes quantidades de conhecimento,

Leia mais

Gerenciamento da Qualidade

Gerenciamento da Qualidade Gerenciamento da Qualidade Técnicas e Ferramentas de Mercado Objetivo Este curso tem como objetivo consolidar conhecimentos sobre as principais técnicas e ferramentas de Gerenciamento da Qualidade utilizadas

Leia mais

Desenvolvimento de Macros em VBA - Microsoft Excel

Desenvolvimento de Macros em VBA - Microsoft Excel República de Moçambique Ministério das Finanças CEDSIF - Centro de Desenvolvimento de Sistemas de Informação de Finanças UGEA-Unidade Gestora Executora das Aquisições UNIÃO EUROPEIA (FINANCIADO PELA UNIÃO

Leia mais

Projetos Ágeis aplicados a TI. Júlio Cesar da Silva Msc.

Projetos Ágeis aplicados a TI. Júlio Cesar da Silva Msc. Projetos Ágeis aplicados a TI Júlio Cesar da Silva Msc. Apresentação Graduação em Matemática e TI MBA em Gestão em TI Mestre em Administração Certificado ITIL, Cobit e ScrumMaster Professor Graduação Professor

Leia mais

Unified Process e MSF

Unified Process e MSF Unified Process e MSF Engenharia de Software 2005/06 EST, Setúbal Metodologias de Desenvolvimento de Software Agenda Metodologia PREDITIVAS (tradicionais) UP MSF Metodologias Adaptativas(Ageis) XP Scrum

Leia mais

Com a publicação dos novos Estatutos da Escola -Diário da República, 2ª série, nº 164, 25 de Agosto de 2009, por iniciativa do Conselho de Direcção,

Com a publicação dos novos Estatutos da Escola -Diário da República, 2ª série, nº 164, 25 de Agosto de 2009, por iniciativa do Conselho de Direcção, Com a publicação dos novos Estatutos da Escola -Diário da República, 2ª série, nº 164, 25 de Agosto de 2009, por iniciativa do Conselho de Direcção, iniciou-se um trabalho de reflexão e discussão, tendo

Leia mais

PRESSCLIPPING FORMAÇÃO ANJE FEVEREIRO

PRESSCLIPPING FORMAÇÃO ANJE FEVEREIRO PRESSCLIPPING FORMAÇÃO ANJE FEVEREIRO Associação Nacional de Jovens Empresários Revista de Imprensa 1. ANJE com curso sobre gestão de base de dados, Diário As Beiras, 10-02-2016 1 2. Agenda, Expresso -

Leia mais

OBJETIVO PÚBLICO ALVO

OBJETIVO PÚBLICO ALVO PMO Implantação e Operação do Escritório de Projetos. n Instrutor Luis Claudio, M.Sc. PMP, ITIL, COBIT DIFERENCIAIS Avaliação prévia das necessidades de cada participante para customização do conteúdo;

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ESTRATÉGIA EMPRESARIAL Ano Lectivo 2015/2016

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ESTRATÉGIA EMPRESARIAL Ano Lectivo 2015/2016 Programa da Unidade Curricular ESTRATÉGIA EMPRESARIAL Ano Lectivo 2015/2016 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso MARKETING 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular

Leia mais

PLANO DE CURSO. Formação para Profissionais. www.vantagem.com PORTUGAL ANGOLA MOÇAMBIQUE CABO VERDE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE BRASIL

PLANO DE CURSO. Formação para Profissionais. www.vantagem.com PORTUGAL ANGOLA MOÇAMBIQUE CABO VERDE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE BRASIL PLANO DE CURSO PORTUGAL ANGOLA MOÇAMBIQUE CABO VERDE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE BRASIL Formação para Profissionais + 2.000 Cursos Disponíveis A Melhor e Maior Oferta de Formação em Portugal + 1.300 Cursos na

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA SECRETARIA DE ASSUNTOS LEGISLATIVOS - EDITAL PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 11/2014

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA SECRETARIA DE ASSUNTOS LEGISLATIVOS - EDITAL PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 11/2014 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA SECRETARIA DE ASSUNTOS LEGISLATIVOS - EDITAL PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO /04 Projeto BRA/07/004 seleciona: Consultor para identificação das melhores práticas e produção de subsídios

Leia mais

GOVERNANÇA DE TIC. IST Instituto Senai de Tecnologia Londrina. Ademir Morgenstern Padilha

GOVERNANÇA DE TIC. IST Instituto Senai de Tecnologia Londrina. Ademir Morgenstern Padilha GOVERNANÇA DE TIC IST Instituto Senai de Tecnologia Londrina Ademir Morgenstern Padilha IST Instituto Senai de Tecnologia O IST Instituto Senai de Tecnologia, é uma plataforma de Tecnologia da Informação

Leia mais

PROGRAMA DO INTERNATO MÉDICO DE SAÚDE PÚBLICA

PROGRAMA DO INTERNATO MÉDICO DE SAÚDE PÚBLICA Coordenação do Internato Médico de Saúde Pública PROGRAMA DO INTERNATO MÉDICO DE SAÚDE PÚBLICA (Aprovado pela Portaria 47/2011, de 26 de Janeiro) Internato 2012/2016 ÍNDICE GERAL INTRODUÇÃO 1 1. DURAÇÃO

Leia mais

FORMAÇÃO INICIAL PEDAGÓGICA DE FORMADORES (Parceria Secção Regional de Lisboa da OF CaF-Formação)

FORMAÇÃO INICIAL PEDAGÓGICA DE FORMADORES (Parceria Secção Regional de Lisboa da OF CaF-Formação) FORMAÇÃO INICIAL PEDAGÓGICA DE FORMADORES (Parceria Secção Regional de Lisboa da OF CaF-Formação) OBJECTIVOS: PRETENDE-SE COM ESTA FORMAÇÃO QUE O PARTICIPANTE ADQUIRA COMPETÊNCIAS DE FORMA A: - Facilitar,

Leia mais

TURISMO DE PORTUGAL DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS REGULAMENTO GERAL DA FORMAÇÃO

TURISMO DE PORTUGAL DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS REGULAMENTO GERAL DA FORMAÇÃO TURISMO DE PORTUGAL DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS REGULAMENTO GERAL DA FORMAÇÃO INDICE 1 NOTA PRÉVIA 3 2 LINHAS DE ORIENTAÇÃO ESTRATÉGICA 4 3 PLANO DE FORMAÇÃO 4 4 FREQUÊNCIA DE ACÇÕES DE FORMAÇÃO 6

Leia mais

Termos de Referência para a componente de Formação

Termos de Referência para a componente de Formação República de Moçambique Ministério das Finanças CEDSIF - Centro de Desenvolvimento de Sistemas de Informação de Finanças UGEA-Unidade Gestora Executora das Aquisições UNIÃO EUROPEIA (FINANCIADO PELA UNIÃO

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 1121 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 1121 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO Impresso por: RODRIGO DIAS Data da impressão: 02/02/2012-17:41:41 SIGOEI - Sistema de Informações Gerenciais da OEI TERMO DE REFERÊNCIA Nº 1121 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO 1.

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM ESCOLA SUPERIOR DE DESPORTO DE RIO MAIOR

INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM ESCOLA SUPERIOR DE DESPORTO DE RIO MAIOR INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM ESCOLA SUPERIOR DE DESPORTO DE RIO MAIOR Programa para Unidade Curricular de Introdução à Informática (Opção) Ano Lectivo 2009/2010 Docente: Pedro Sobreiro Índice 1 Introdução...

Leia mais

Alinhando Produção de Software e TI Copyright 2004 Jorge H C Fernandes. Todos os direitos Reservados

Alinhando Produção de Software e TI Copyright 2004 Jorge H C Fernandes. Todos os direitos Reservados Alinhando Produção de e TI White paper Prof. Dr. Jorge Henrique Cabral Fernandes jhcf@cic.unb.br Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília Junho de 2004 Conteúdo 1 - Organizações precisam

Leia mais

República da Guiné-Bissau TERMOS DE REFERÊNCIA. Implementação do Gabinete de Apoio à Pilotagem Económica (GAPE)

República da Guiné-Bissau TERMOS DE REFERÊNCIA. Implementação do Gabinete de Apoio à Pilotagem Económica (GAPE) República da Guiné-Bissau TERMOS DE REFERÊNCIA Implementação do Gabinete de Apoio à Pilotagem Económica (GAPE) República da Guiné-Bissau I. Contexto O balanço da pilotagem global da economia conduziu à

Leia mais

Programa para o Departamento de Engenharia Cerâmica e do Vidro Mário Guerreiro Silva Ferreira

Programa para o Departamento de Engenharia Cerâmica e do Vidro Mário Guerreiro Silva Ferreira Programa para o Departamento de Engenharia Cerâmica e do Vidro Mário Guerreiro Silva Ferreira. 2011-2014 1 Programa de acção Um programa de acção para qualquer unidade orgânica deve atender aos objectivos

Leia mais

Proposta de MM-FEUP. de Recursos Educativos. Multimédia. Arte e Comunicação Multimédia. Página 1

Proposta de MM-FEUP. de Recursos Educativos. Multimédia. Arte e Comunicação Multimédia. Página 1 Proposta de Projecto Integração de Recursos Educativos Multimédia Arte e Comunicação Multimédia.: Proposta de Projecto :. Integração de Conteúdos Educativos Multimédia Título Proposta de Projecto Integração

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Engenharia de Software Orientada a Serviços (SOA)

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Engenharia de Software Orientada a Serviços (SOA) Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Engenharia de Software Orientada a Serviços (SOA) Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Engenharia de Software Orientada a Serviços

Leia mais

o desenvolvimento, o crescimento e a disseminação moral, honestidade e cooperação real transparência, alta qualidade e preços justos

o desenvolvimento, o crescimento e a disseminação moral, honestidade e cooperação real transparência, alta qualidade e preços justos Desde Junho do ano 2000, trabalhamos muito e buscamos crescer, em nossa sede e em capital. Mas todo nosso crescimento só foi e é possível porque nunca deixamos de lado o desenvolvimento, o crescimento

Leia mais

COMO SE PREPARAR PARA A CERTIFICAÇÃO PMP

COMO SE PREPARAR PARA A CERTIFICAÇÃO PMP COMO SE PREPARAR PARA A CERTIFICAÇÃO PMP Programa 2013 OBJETIVOS: A atividade de gerenciamento de projetos tem assumido um papel de destaque cada vez maior dentro das organizações em decorrência do aumento

Leia mais

GUIA PARA A FORMAÇÃO DE ENTIDADES A CREDENCIAR NO ÂMBITO DA SCIE

GUIA PARA A FORMAÇÃO DE ENTIDADES A CREDENCIAR NO ÂMBITO DA SCIE GUIA PARA A FORMAÇÃO DE ENTIDADES A CREDENCIAR NO ÂMBITO DA SCIE 1/17 Índice 1. Introdução... 3 2. Formação... 4 2.1 Objectivos gerais do curso... 4 2.2. Conteúdos programáticos... 4 2.3. Equipa formativa...

Leia mais

Qualidade e modernização Administrativa - Ensino Valor I Pessoas, Consultoria Empresarial, Lda. Rigor nos compromissos. Excelência nos processos.

Qualidade e modernização Administrativa - Ensino Valor I Pessoas, Consultoria Empresarial, Lda. Rigor nos compromissos. Excelência nos processos. Qualidade e modernização Administrativa - Ensino Valor I Pessoas, Consultoria Empresarial, Lda Rigor nos compromissos. Excelência nos processos. Qualidade e modernização Administrativa - Ensino Actualmente,

Leia mais

NCE/13/00276 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/13/00276 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/13/00276 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de Ensino Superior / Entidade Instituidora: Universidade Do Minho A.1.a.

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE AQUISIÇÕES

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE AQUISIÇÕES MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE AQUISIÇÕES BANCO INTERAMERICANO DE DESENVOLVIMENTO REPRESENTAÇÃO NO BRASIL SOLICITAÇÃO DE MANIFESTAÇÃO DE

Leia mais

PYLCROW CORPORATE AND TRAINING SERVICES INNOVATIVE LEARNING SOLUTIONS

PYLCROW CORPORATE AND TRAINING SERVICES INNOVATIVE LEARNING SOLUTIONS PYLCROW CORPORATE AND TRAINING SERVICES INNOVATIVE LEARNING SOLUTIONS A PYLCROW é um empresa portuguesa que actua a nível internacional nas áreas de Formação presencial intra e inter empresas, Formação

Leia mais

Formação Inicial em Programação. Sobre o curso. Destinatários. Programação e Bases de Dados. Nível: Iniciado Duração: 217h

Formação Inicial em Programação. Sobre o curso. Destinatários. Programação e Bases de Dados. Nível: Iniciado Duração: 217h Formação Inicial em Programação Programação e Bases de Dados Nível: Iniciado Duração: 217h Sobre o curso A GALILEU incluiu no seu portfólio o Percurso de Formação Inicial em Programação permitindo às empresas

Leia mais

Somos uma empresa de consultoria desde 2005 especializada em tecnologia e seus processos. Nosso objetivo é prover soluções envolvendo tecnologia,

Somos uma empresa de consultoria desde 2005 especializada em tecnologia e seus processos. Nosso objetivo é prover soluções envolvendo tecnologia, Somos uma empresa de consultoria desde 2005 especializada em tecnologia e seus processos. Nosso objetivo é prover soluções envolvendo tecnologia, metodologia, recursos humanos, conhecimento de processos

Leia mais

OGFI 2015 Group Project BAI07 Primeiro Relatório

OGFI 2015 Group Project BAI07 Primeiro Relatório Primeiro Relatório 62473 Pedro Vasconcelos 63563 Francisco Ferreira 73440 Filipe Correia 74211 Carolina Ferreirinha 82665 Nkusu Quivuna Sumário Este documento é o primeiro relatório de um projeto de análise

Leia mais

CURSO JARDINS DE COBERTURA E JARDINS VERTICAIS

CURSO JARDINS DE COBERTURA E JARDINS VERTICAIS CURSO JARDINS DE COBERTURA E JARDINS VERTICAIS 28 e 29 de Março de 2012 FARO Inscreva-se até ao dia 10 de Fevereiro e usufrua de 15% de desconto CONTACTOS PARA INSCRIÇÕES: 218 806 148 cursosjarquitecturas@about.pt

Leia mais

17,5 mil milhões de dólares são 17,5 mil milhões de oportunidades para a sua empresa. Bem-vindo, Dr. João Belo Director-Geral do Grupo About Media

17,5 mil milhões de dólares são 17,5 mil milhões de oportunidades para a sua empresa. Bem-vindo, Dr. João Belo Director-Geral do Grupo About Media APRESENTAÇÃO O Grupo About Media organiza pela primeira vez em Luanda o Programa Avançado para Decisores sobre Concursos Inseridos no Programa de Investimentos Públicos (PIP) de Angola, com o aval do Ministro

Leia mais

Engenharia de aplicações web

Engenharia de aplicações web Engenharia de aplicações web Departamento de Matemática Universidade dos Açores Hélia Guerra helia@uac.pt aplicações web As Aplicações Web (WebApp) cresceram em complexidade e importância, abrangendo as

Leia mais

24/05/2015. Índice. Portugal 2020 : Objectivos e Prioridades. Estrutura Operacional. ISQ e Portugal 2020. Oportunidades

24/05/2015. Índice. Portugal 2020 : Objectivos e Prioridades. Estrutura Operacional. ISQ e Portugal 2020. Oportunidades 24/05/2015 Índice Portugal 2020 : Objectivos e Prioridades Estrutura Operacional ISQ e Portugal 2020 Oportunidades 1 ( ) Portugal 2020 é o conjunto de políticas, estratégias de desenvolvimento, domínios

Leia mais

Basileia III e CRD IV - 2ª Edição

Basileia III e CRD IV - 2ª Edição www.pwc.pt/academy Basileia III e CRD IV - 2ª Edição Alterações e impactos para os Bancos e Sociedades Financeiras Lisboa, 26 de novembro Academia da PwC 2ª Edição Venha conhecer connosco as alterações

Leia mais

Gerenciamento de Projetos de TI

Gerenciamento de Projetos de TI Gerenciamento de Projetos de TI A Abordagem do PMI para a área de TI Objetivo Este curso tem como objetivo consolidar conhecimentos sobre as melhores práticas de Gerenciamento de Projetos de Tecnologia

Leia mais

EDITAL DE PROJETOS DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL CONEXÃO BRASIL-ÁFRICA

EDITAL DE PROJETOS DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL CONEXÃO BRASIL-ÁFRICA EDITAL DE PROJETOS DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL CONEXÃO BRASIL-ÁFRICA I. APRESENTAÇÃO É incalculável a contribuição do negro à formação da sociedade brasileira. Mais de meio milênio de influência

Leia mais

Training Course. DESTINATÁRIOS Este curso destina-se a todos os colaboradores Gestores e Profissionais de Recursos humanos.

Training Course. DESTINATÁRIOS Este curso destina-se a todos os colaboradores Gestores e Profissionais de Recursos humanos. MBA GESTÃO POR COMPETÊNCIAS DESCRIÇÃO O desafio maior do gestor de recursos humanos numa economia de grande competitividade é atrair, reter ou capacitar os seus recursos humanos para um desempenho de alto

Leia mais

Id: 40818 (50 years)

Id: 40818 (50 years) Ver foto Id: 40818 (50 years) DADOS PESSOAIS: Gênero: Masculino País: Other Country, Região:, Cidade: Tavira Ver CV completo Grave o CV TRABALHO DESEJADO: Objectivo: Valorização profissional na area da

Leia mais

Mestrado em Conservação e Reabilitação do Edificado uma resposta à crise vivida no sector da Construção em Portugal

Mestrado em Conservação e Reabilitação do Edificado uma resposta à crise vivida no sector da Construção em Portugal INSCRIÇÕES ABERTAS NOS SERVIÇOS ACADÉMICOS!!! Mestrado em Conservação e Reabilitação do Edificado uma resposta à crise vivida no sector da Construção em Portugal Reabilitação Urbana e do Património Edificado

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO CONSULTORIA E AUDITORIA ALIMENTAR AUDITOR LÍDER ISO

PÓS-GRADUAÇÃO CONSULTORIA E AUDITORIA ALIMENTAR AUDITOR LÍDER ISO PÓS-GRADUAÇÃO CONSULTORIA E AUDITORIA ALIMENTAR AUDITOR LÍDER ISO 22000:2005 Lead Auditor Training course ENTIDADES PARCEIRAS SGS PORTUGAL SOCIEDADE GERAL DE SUPERINTENDÊNCIA, S.A. O Grupo SGS Société

Leia mais

in ter curso COMPRAS INTERNACIONAIS NEEDLES NEEDLES NEEDLES NEEDLES WWW.INTERNACIONAL.COMPANHIAPROPRIA.PT fast delivery good price 001718 342 65 94

in ter curso COMPRAS INTERNACIONAIS NEEDLES NEEDLES NEEDLES NEEDLES WWW.INTERNACIONAL.COMPANHIAPROPRIA.PT fast delivery good price 001718 342 65 94 in ter good price 001718 342 65 94 fast delivery cheap price 005521 176 55 32 good quality inter Introdução / Apresentação do Curso: O essencial para comprar bem no estrangeiro A globalização, as instituições

Leia mais

Engenharia da Computação. Tópicos Avançados em Engenharia de Software. Aula 1

Engenharia da Computação. Tópicos Avançados em Engenharia de Software. Aula 1 Engenharia da Computação Tópicos Avançados em Engenharia de Software Aula 1 (22/02) mario.godoy@univasf.edu.br http://www.univasf.edu.br/~mario.godoy/ Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF

Leia mais

Inovação na utilização de Método Ágil aderente ao CMMI. Palestrante: Anderson Donas, PMP, CFPS Consultor Sênior - DISYS

Inovação na utilização de Método Ágil aderente ao CMMI. Palestrante: Anderson Donas, PMP, CFPS Consultor Sênior - DISYS Inovação na utilização de Método Ágil aderente ao CMMI Palestrante: Anderson Donas, PMP, CFPS Consultor Sênior - DISYS AGENDA A DISYS DISYS e a Inovação Inovação, Implementação do CMMI com SCRUM Case de

Leia mais

Ciclo de Seminários de Especialização. Avaliação do risco no projecto

Ciclo de Seminários de Especialização. Avaliação do risco no projecto Ciclo de Seminários de Especialização Avaliação do risco no projecto Enquadramento O Ciclo de Seminários de especialização Avaliação do risco no projecto resulta de uma parceria entre a H.MENEZES Risk

Leia mais

Balanço da Implementação do Plano de Qualificação dos Recursos Humanos para Reforma do Estado e da Administração Pública. Março de 2011 14-06-2012 1

Balanço da Implementação do Plano de Qualificação dos Recursos Humanos para Reforma do Estado e da Administração Pública. Março de 2011 14-06-2012 1 Balanço da Implementação do Plano de Qualificação dos Recursos Humanos para Reforma do Estado e da Administração Pública Março de 2011 14-06-2012 1 Modelo de Gestão em Rede. A Acção Pública deve combinar

Leia mais

Educação Formação Avançada

Educação Formação Avançada ISEC Instituto Superior de Educação e Ciências Educação Formação Avançada ISEC Instituto Superior de Educação e Ciências Educação Formação Avançada Unidade Científico- Pedagógica de Ciências da Educação

Leia mais

Gestão de Projectos Lisboa 18, 19 e 20 de outubro de 2016

Gestão de Projectos Lisboa 18, 19 e 20 de outubro de 2016 Curso Especializado Competências e habilidades para controlar e dominar todas as etapas de planificação, desenvolvimento e monitorização Conceitos, Processos e Técnicas fundamentais da Gestão de Projectos

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Web. Professor: Guilherme Luiz Frufrek Email: frufrek@utfpr.edu.br http://paginapessoal.utfpr.edu.

Gerenciamento de Projetos Web. Professor: Guilherme Luiz Frufrek Email: frufrek@utfpr.edu.br http://paginapessoal.utfpr.edu. Gerenciamento de Projetos Web Professor: Guilherme Luiz Frufrek Email: frufrek@utfpr.edu.br http://paginapessoal.utfpr.edu.br/frufrek Possui Especialização em Engenharia de Software e Banco de Dados pela

Leia mais

Curso preparatório para a certificação COBIT 4.1 Fundation

Curso preparatório para a certificação COBIT 4.1 Fundation Curso preparatório para a certificação COBIT 4.1 Fundation Dentro do enfoque geral em conhecer e discutir os fundamentos, conceitos e as definições de Governança de TI - tecnologia da informação, bem como

Leia mais

Addis Ababa, ETHIOPIA P. O. Box 3243 Telephone : 5517 700 Fax : 517844 website : www. au.int

Addis Ababa, ETHIOPIA P. O. Box 3243 Telephone : 5517 700 Fax : 517844 website : www. au.int AFRICAN UNION UNION AFRICAINE UNIÃO AFRICANA Addis Ababa, ETHIOPIA P. O. Box 3243 Telephone : 5517 700 Fax : 517844 website : www. au.int A União Africana, estabelecida como um único órgão continental

Leia mais

ACEF/1112/20967 Relatório final da CAE

ACEF/1112/20967 Relatório final da CAE ACEF/1112/20967 Relatório final da CAE Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Fundação Minerva - Cultura - Ensino E Investigação

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ORGANIZAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR Ano Lectivo 2011/2012

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ORGANIZAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR Ano Lectivo 2011/2012 Programa da Unidade Curricular ORGANIZAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR Ano Lectivo 2011/2012 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (2º Ciclo) 2. Curso MESTRADO EM ENSINO DE ARTES VISUAIS NO 3.º CICLO

Leia mais

Qual é o seu desafio?

Qual é o seu desafio? APRESENTAÇÃO Qual é o seu desafio? Quer concretizar uma grande mudança que lhe trará mais sucesso pessoal, profissional ou no seu negócio? Está a lutar com o stress, com a gestão de tempo, quer um maior

Leia mais

REGULAMENTO DO PERFIL DE COMPETÊNCIAS DO ENFERMEIRO GESTOR

REGULAMENTO DO PERFIL DE COMPETÊNCIAS DO ENFERMEIRO GESTOR REGULAMENTO DO PERFIL DE COMPETÊNCIAS DO ENFERMEIRO GESTOR Aprovado, por maioria com alterações, na Assembleia Geral Extraordinária de 12 de dezembro de 2014, após aprovação pelo Conselho Diretivo a 1

Leia mais

CONSELHO CIENTÍFICO-PEDAGÓGICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA

CONSELHO CIENTÍFICO-PEDAGÓGICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA CONSELHO CIENTÍFICO-PEDAGÓGICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA APRESENTAÇÃO DE ACÇÃO DE FORMAÇÃO NAS MODALIDADES DE ESTÁGIO, PROJECTO, OFICINA DE FORMAÇÃO E CÍRCULO DE ESTUDOS Formulário de preenchimento obrigatório,

Leia mais

Observações. Referência Título / Campo de Aplicação Emissor Data de adoção

Observações. Referência Título / Campo de Aplicação Emissor Data de adoção NP 4239:1994 Bases para a quantificação dos custos da qualidade CT 80 1995-01-01 NP 4397:2008 Sistemas de gestão da segurança e saúde do trabalho. Requisitos CT 42 2008-12-31 NP 4410:2004 Sistemas de gestão

Leia mais

O Percurso de Formação e Certificação Especialista em Redes Windows tem como principais objetivos:

O Percurso de Formação e Certificação Especialista em Redes Windows tem como principais objetivos: Especialista em Redes Windows Redes e Sistemas - Sistemas Operativos Com certificação Nível: Avançado Duração: 98h Sobre o curso O Percurso de Formação e Certificação Especialista em Redes Windows tem

Leia mais

Programa de Parceria. Programa de Capacitação Orientada ao Mercado de Trabalho

Programa de Parceria. Programa de Capacitação Orientada ao Mercado de Trabalho Programa de Parceria Programa de Capacitação Orientada ao Mercado de Trabalho Agenda 1 Apresentação Toplearn 2 Parceria - Introdução 3 Parceria - Detalhes Agenda 1 2 Apresentação Toplearn Parceria - Introdução

Leia mais

Optimização das organizações através da inovação das Tecnologias

Optimização das organizações através da inovação das Tecnologias Optimização das organizações através da inovação das Tecnologias Índice Quem Somos O SGI da AMBISIG; A implementação do SGIDI na AMBISIG; Caso de Sucesso. Quem somos? Somos uma empresa com 16 anos de experiência

Leia mais

Acção de Formação Contabilidade de Gestão - Primavera v8

Acção de Formação Contabilidade de Gestão - Primavera v8 Acção de Formação Contabilidade de Gestão - Primavera v8 MoreData, Sistemas de Informação Campo Grande 28, 10º E 1700-093 Lisboa 213520171 info@moredata.pt Índice de Conteúdos Introdução...3 Sobre o Curso...4

Leia mais

Utilizar a Estatística com recurso ao Excel. 3.1.2 Escola(s) a que pertence(m): 3.1.3 Ciclos/Grupos de docência a que pertencem os proponentes:

Utilizar a Estatística com recurso ao Excel. 3.1.2 Escola(s) a que pertence(m): 3.1.3 Ciclos/Grupos de docência a que pertencem os proponentes: CONSELHO CIENTÍFICO-PEDAGÓGICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA b APRESENTAÇÃO DE ACÇÃO DE FORMAÇÃO NAS MODALIDADES DE ESTÁGIO, PROJECTO, OFICINA DE FORMAÇÃO E CÍRCULO DE ESTUDOS Formulário de preenchimento obrigatório,

Leia mais

NCE/14/01786 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/14/01786 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/14/01786 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de Ensino Superior / Entidade Instituidora: Universidade De Évora A.1.a. Outra(s)

Leia mais

NCE/15/00099 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/15/00099 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/15/00099 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de Ensino Superior / Entidade Instituidora: Instituto Politécnico De Setúbal

Leia mais

Regulamento de Formação AIP

Regulamento de Formação AIP Regulamento de Formação AIP Introdução Considerando que: Primeiro: A AIP Associação Industrial Portuguesa - Câmara de Comércio e Indústria é uma organização de utilidade pública sem fins lucrativos que

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2367 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA PROCESSO DE SELEÇÃO - EDITAL Nº 143/2013 CONSULTOR POR PRODUTO

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2367 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA PROCESSO DE SELEÇÃO - EDITAL Nº 143/2013 CONSULTOR POR PRODUTO Impresso por: RODRIGO DIAS Data da impressão: 24/05/2013-17:42:04 SIGOEI - Sistema de Informações Gerenciais da OEI TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2367 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA PROCESSO DE SELEÇÃO - EDITAL

Leia mais

SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE SEGUNDO OS REQUISITOS DA NORMA ISO 9001:2008

SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE SEGUNDO OS REQUISITOS DA NORMA ISO 9001:2008 SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE SEGUNDO OS REQUISITOS DA NORMA ISO 9001:2008 Fernando Teixeira de Abreu, engº Consultor Sénior Iberogestão Jornada da Qualidade para a Administração Pública - UCRE Cabo

Leia mais