POSACONASOL AGENTE ANTIFUNGICO SUPERIOR E ÚNICO EM SAÚDE ANIMAL ORBIFLOXACINO AGENTE ANTIBIÓTICO DE AMPLO ESPECTRO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "POSACONASOL AGENTE ANTIFUNGICO SUPERIOR E ÚNICO EM SAÚDE ANIMAL ORBIFLOXACINO AGENTE ANTIBIÓTICO DE AMPLO ESPECTRO"

Transcrição

1 AGENTES DE ÚLTIMA GERAÇÃO NO COMBATE A OTITE EXTERNA POSACONASOL AGENTE ANTIFUNGICO SUPERIOR E ÚNICO EM SAÚDE ANIMAL ORBIFLOXACINO AGENTE ANTIBIÓTICO DE AMPLO ESPECTRO MOMETASONA AGENTE ANTI-INFLAMATÓRIO POTENTE

2 OTITE EXTERNA UM VELHO PROBLEMA COM DIVERSAS CAUSAS FATORES PREDISPONENTES Anatomia da orelha e do canal auditivo (orelhas pêndulas, canal estreito, presença de pelos, etc.). Comportamento do paciente ou cuidados do proprietário (nadar, banhos frequentes, limpeza incorreta do ouvido, etc.). Condições ambientais (temperatura e umidade). Obstruções (tumores). Imunodepressão. CAUSAS PRIMÁRIAS DERMATITE ATÓPICA ECTOPARASITAS CORPOS ESTRANHOS DOENÇAS AUTOIMUNES CORTICOSTEROIDES Bactérias cocóides e Malassezia spp. ANTIBIÓTICO ANTIFÚNGICO Pseudomonas aeruginosa

3 SINAIS CLÁSSICOS DA OTITE EXTERNA: EXSUDATO INFLAMAÇÃO INFECÇÃO BACTERIANA CERÚMEN EXCESSIVO PROLIFERAÇÃO DE LEVEDURAS Os agentes de última geração presentes em POSATEX, tratam de forma eficaz e conveniente a otite externa

4 FORMULAÇÃO DE ÚLTIMA GERAÇÃO PARA COMBATER A OTITE EXTERNA POSACONAZOL AGENTE ANTIFÚNGICO SUPERIOR E ÚNICO EM SAÚDE ANIMAL Resultados efetivos e duradouros em 7 dias. Muito mais potente do que os outros antifúngicos disponíveis. 1 ORBIFLOXACINO AGENTE ANTIBIÓTICO DE AMPLO ESPECTRO Efetivo contra as bactérias Gram+ e Gram- frequentemente associadas às otites em cães. Efeito bactericida concentração-dependente garantindo uma rápida resolução da infecção. MOMETASONA AGENTE ANTI-INFLAMATÓRIO POTENTE Corticoide de alta potência tópica para controlar de forma efetiva a inflamação. Efeito anti-inflamatório prolongado permitindo a aplicação única diária. ASSOCIAÇÃO ÚNICA de agentes que combatem de forma eficaz a otite externa. MAIS EFICAZ que outros produtos otológicos. 2,3 VEÍCULO OLEOSO que prolonga o contato dos agentes no canal auditivo. ADMINISTRAÇÃO ÚNICA DIÁRIA para garantir um tratamento muito mais conveniente. POSATEX é compatível com uma grande variedade de produtos destinados a limpeza otológica. 4

5 MOMETASONA ANTI-INFLAMATÓRIO POTENTE Mometasona, novo corticosteroide de elevada potência anti-inflamatória. Reduz rapidamente a dor e a inflamação. Previne a automutilação causada pelo excessivo ato de coçar. Sem supressão adrenocortical com 3 vezes a dose terapêutica durante 21 dias. Comparação do desconforto após tratamento em um estudo de campo 3 Nenhum Leve Moderado Marcado Posatex cães (estudo multicêntrico comparativo) - Estudo clínico de campo em clínicas generalistas Outro tratamento otológico* *Miconasol, acetato de prednisolona e polimixina B A Mometasona oferece uma potência anti-inflamatória elevada reduzindo rapidamente os sintomas sem efeitos adversos a nível sistêmico.

6 ORBIFLOXACINO ANTIBIÓTICO DE AMPLO ESPECTRO, de uso exclusivo veterinário Eficácia comprovada contra as bactérias Gram+ e Gram- associadas à otite externa canina, incluindo Staphilococcus spp. (as mais frequentes) e Pseudomonas aeruginosa associada à inflamação e ulceração severa e crônica. CIM (μg/ml) de Orbifloxacino contra as bactérias mais frequentemente associadas à otite externa canina Bactérias CIM Orbifloxacino 50 CIM Orbifloxacino Staphylococcus pseudintermedius 0, Streptococcus ß-haemolyticus G Enterococcus sp Pseudomonas aeruginosa Escherichia coli 0,125 0,5 6. Proteus mirabilis 1 8 A aplicação tópica do Orbifloxacino presente no Posatex alcança uma concentração aproximadamente 1000 vezes superior à CIM da maioria dos patógenos frequentemente associados à otite externa canina. A aplicação do Orbifloxacino no local da infecção permite reduzir o uso de antibióticos por via sistêmica assegurando um efeito bactericida eficaz minimizando o risco de desenvolvimento de resistência. POSACONAZOL ANTIFÚNGICO SUPERIOR O Posaconazol é especialmente eficaz contra a Malassezia pachydermatis, característica importante uma vez que frequentemente tratamos animais com infecções agudas, recorrentes e com hipersensibilidade à Malassezia. O Posaconazol demonstrou ser muito mais potente que outros antifúngicos de uso veterinário. 1 CIM 90 para diferentes antifúngicos contra a Malassezia pachydermatis 1 Técnica agar μg/ml 32 >32 >32 Técnica de micro-diluição Posaconazol Miconazol Nistatina

7 POSATEX SUPERA OUTROS TRATAMENTOS OTOLÓGICOS Comparação da resposta final em um estudo clínico multicêntrico de campo 2 Excelente Bom Falho Pobre Posatex Outro tratamento otológico* *Miconasol, acetato de prednisolona e polimixina B Tratamento uma vez ao dia durante 7 dias. Classificação baseada nos resultados citológicos e clínicos (incômodo, eritema e inflamação do canal auditivo) no dia 8. POSATEX superou outros tratamentos otológicos da otite externa canina associada às bactérias e leveduras. 1,2,3

8 POR QUE OPTAR PELO POSATEX? A administração única diária é mais conveniente e permite maior adesão ao tratamento. Anti-inflamatório potente e com bom perfil de segurança adrenal garantindo o controle efetivo da inflamação. Antibiótico de amplo espectro e comprovada eficácia para uma rápida resolução da infecção. Antifúngico de última geração, proporcionando resultados rápidos e duradouros. Tratamento efetivo em apenas 7 dias. Referências 1. Bordeau P, Marchand AM, Etoré F. In vitro activity of posaconazole and other antifungicals against Malassezia pachydermatis isolated from dogs. Poster presented at 5th World Congress of Veterinary Dermatology, August 25-28, Viena, Austria. Poster P-17 and in Edition 2004 ESVD and ACVD, VetDermatol, 15 (Suppl.): De Haas V, Horspool LJI, Weingarten A. Blinded, randomized, comparative study of two ototopical formulations in the treatment of canine otitis externa. Poster presented at 35th Annual World Small Animal Veterinary Association Congress, June 2-5, 2010 : Geneva, Switzerland. 3. L.J.I. Horspool, J. Hunte and K.Hellmann. Comparative study of two products for tehe treatment of otitis externa in dogs. Presented at the 13th International Congress of the European Association for Veterinary Pharmacology and Toxicology, 2015, Nantes, France. 4. Hayes J, Zhang J, Brumfield J, Linda J.I. Horspool and Weingarten A. In vitro compatibility of Mometasone Furoate, Orbifloxacin and Posaconazole with several ear washes. SEVC, 2011, Barcelona, Spain.

AVALIAÇÃO CLÍNICA DOS CASOS DE OTITE EXTERNA EM CÃES ATENDIDOS NO HOSPITAL VETERINÁRIO DA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO

AVALIAÇÃO CLÍNICA DOS CASOS DE OTITE EXTERNA EM CÃES ATENDIDOS NO HOSPITAL VETERINÁRIO DA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO 1 AVALIAÇÃO CLÍNICA DOS CASOS DE OTITE EXTERNA EM CÃES ATENDIDOS NO HOSPITAL VETERINÁRIO DA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO AVALIAÇÃO CLÍNICA DOS CASOS DE OTITE EXTERNA EM CÃES ATENDIDOS NO HOSPITAL

Leia mais

CURSO DE OTOLOGIA DE CARNÍVOROS DOMÉSTICOS

CURSO DE OTOLOGIA DE CARNÍVOROS DOMÉSTICOS CURSO DE OTOLOGIA DE CARNÍVOROS DOMÉSTICOS CITOLOGIA, CULTURA E ANTIBIOGRAMA Marcio A. B. Moreira SANIMVET COLETA DE MATERIAL Material Otite externa grandesamigospetshopsalvador.wordpress.com/.../ Ronaldo

Leia mais

AGENTES MICROBIANOS ISOLADOS DE OTITE EXTERNA EM CÃES 1

AGENTES MICROBIANOS ISOLADOS DE OTITE EXTERNA EM CÃES 1 AGENTES MICROBIANOS ISOLADOS DE OTITE EXTERNA EM CÃES 1 Karine Fernandes Possebon 2, Tassiéli Senger Kaiser 3, Luciane Ribeiro Viana Martins 4. 1 Trabalho realizado no Laboratório de Microbiologia Veterinária

Leia mais

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO 1 1. NOME DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO Posatex, gotas auriculares, suspensão, para cães 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA Substâncias ativas: Orbifloxacina

Leia mais

AVALIAÇÃO DA OTITE EXTERNA CERUMINOSA E EVOLUÇÃO CLÍNICA FRENTE A DUAS FORMAS DE TRATAMENTO

AVALIAÇÃO DA OTITE EXTERNA CERUMINOSA E EVOLUÇÃO CLÍNICA FRENTE A DUAS FORMAS DE TRATAMENTO AVALIAÇÃO DA OTITE EXTERNA CERUMINOSA E EVOLUÇÃO CLÍNICA FRENTE A DUAS FORMAS DE TRATAMENTO GUIOT, Êmille Gedoz 1 ; MUELLER, Eduardo Negri 2 ; BERGMANN, Lucimara Konflanz 3 ; SILVA, Patrícia Lisiane Santos

Leia mais

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO 1. NOME DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO CONOFITE suspensão tópica para cães e gatos 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA Substância(s) activa(s): Miconazol

Leia mais

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO Página 1 de 16 1. NOME DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO SUROLAN, suspensão oleosa para caninos e felinos 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA EQUANTITATIVA Substância(s)

Leia mais

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO Página 1 de 14 1. NOME DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO Canaural suspensão cutânea para cães e gatos 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA 1g de suspensão

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CARLOS RENATO PFAU EFICÁCIA DO SULFETO DE SELÊNIO EM DIFERENTES CONCENTRAÇÕES SOBRE Malassezia pachydermatis EM CÃES: ESTUDO IN VITRO E IN VIVO. Dissertação apresentada ao

Leia mais

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO Página 1 de 15 1. NOME DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO OTOMAX gotas auriculares, suspensão 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA Cada ml do medicamento veterinário

Leia mais

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO Página 1 de 17 1. NOME DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO Marbodex gotas auriculares, Suspensão para cães 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA 1 ml contém:

Leia mais

RESUMO DAS CARATERÍSTICAS DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO

RESUMO DAS CARATERÍSTICAS DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO RESUMO DAS CARATERÍSTICAS DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO Página 1 de 11 1. DENOMINAÇÃO DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO COMPLEXO MARBOGEN - Suspensão de gotas auriculares para cães 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA

Leia mais

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO Página 1 de 16 1. NOME DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO Mitex gotas auriculares e suspensão cutânea para cães e gatos 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA

Leia mais

Aluno do Curso de Medicina Veterinária da UNIJUÍ, bolsista de inciação científica PIBIC - UNIJUÍ, 3

Aluno do Curso de Medicina Veterinária da UNIJUÍ, bolsista de inciação científica PIBIC - UNIJUÍ, 3 PERFIL MICROBIOLÓGICO DE OTITE EM CÃES NA REGIÃO NOROESTE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL REFERENTE AO PERÍODO DE 2017 A 2018 1 MICROBIOLOGICAL PROFILE OF OTITIS IN DOGS IN THE NORTHWEST REGION OF THE STATE

Leia mais

RESUMO DAS CARATERÍSTICAS DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO

RESUMO DAS CARATERÍSTICAS DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO RESUMO DAS CARATERÍSTICAS DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO Página 1 de 15 1. DENOMINAÇÃO DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO COMPLEXO MARBOGEN - Suspensão de gotas auriculares para cães 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA

Leia mais

OCORRÊNCIA DE MALASSEZIA PACHYDERMATIS E CERÚMEN EM CONDUTO AUDITIVO DE CÃES HÍGIDOS E ACOMETIDOS POR OTOPATIAS

OCORRÊNCIA DE MALASSEZIA PACHYDERMATIS E CERÚMEN EM CONDUTO AUDITIVO DE CÃES HÍGIDOS E ACOMETIDOS POR OTOPATIAS OCORRÊNCIA DE MALASSEZIA PACHYDERMATIS E CERÚMEN EM CONDUTO AUDITIVO DE CÃES HÍGIDOS E ACOMETIDOS POR OTOPATIAS ANUÁRIO DA PRODUÇÃO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DISCENTE Vol. 3, N. 0, Ano 00 Gustavo Grisolia

Leia mais

Administração uma vez ao dia

Administração uma vez ao dia Apresentações: Cartucho de 400 mg: 1 blíster com 10 comprimidos Cartucho de 1600 mg: 2 blísters com 5 comprimidos Display 400 mg: 10 blísters com 10 comprimidos Display 1600 mg: 7 blísters com 5 comprimidos

Leia mais

Lidosporin sulfato de polimixina B + lidocaína

Lidosporin sulfato de polimixina B + lidocaína Lidosporin sulfato de polimixina B + lidocaína Forma farmacêutica e apresentação Solução otológica Embalagem contendo 10 ml.. USO ADULTO/ PEDIÁTRICO USO OTOLÓGICO Composição Cada ml da solução contém:

Leia mais

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO Página 1 de 15 1. NOME DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO OTOMAX gotas auriculares, suspensão 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA Cada ml do medicamento veterinário

Leia mais

RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO

RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO 1. NOME DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO ORIDERMYL pomada auricular para cães e gatos 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA Substância activa: Permetrina. Sulfato

Leia mais

CITOLOGIA AURICULAR E OTOCULTURA FERRAMENTAS NO DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DAS OTITES CRÔNICAS

CITOLOGIA AURICULAR E OTOCULTURA FERRAMENTAS NO DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DAS OTITES CRÔNICAS CITOLOGIA AURICULAR E OTOCULTURA FERRAMENTAS NO DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DAS OTITES CRÔNICAS IMPORTÂNCIA A otite crônica constitui-se basicamente da inflamação do conduto auditivo, seja ele interno, médio

Leia mais

1. NOME DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO. otoxolan gotas auriculares suspensão para cães Marbofloxacina/Clotrimazol/Acetato de dexametasona

1. NOME DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO. otoxolan gotas auriculares suspensão para cães Marbofloxacina/Clotrimazol/Acetato de dexametasona 1. NOME DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO otoxolan gotas auriculares suspensão para cães Marbofloxacina/Clotrimazol/Acetato de dexametasona 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA 1 ml de suspensão contém: Substâncias

Leia mais

Panotil sulfato de polimixina B - sulfato de neomicina acetato de fludrocortisona - cloridrato de lidocaína

Panotil sulfato de polimixina B - sulfato de neomicina acetato de fludrocortisona - cloridrato de lidocaína Panotil sulfato de polimixina B - sulfato de neomicina acetato de fludrocortisona - cloridrato de lidocaína SOLUÇÃO OTOLÓGICA Forma farmacêutica e apresentação Solução otológica: frasco contendo 8 ml com

Leia mais

A otite como doença multifatorial

A otite como doença multifatorial As consultas em Dermatologia são comuns no dia-a-dia da clínica veterinária. A VetNova vai iniciar uma série de boletins especializados em Dermatologia com o objetivo de oferecer as melhores ferramentas

Leia mais

Aziplus UM NOVO CONCEITO EM ANTIBIOTICOTERAPIA. 1 única administração diária. 3 dias de tratamento. 10 dias de proteção antibiótica

Aziplus UM NOVO CONCEITO EM ANTIBIOTICOTERAPIA. 1 única administração diária. 3 dias de tratamento. 10 dias de proteção antibiótica UM NOVO CONCEITO EM ANTIBIOTICOTERAPIA 1 única administração diária 3 dias de tratamento 10 dias de proteção antibiótica UM NOVO CONCEITO EM ANTIBIOTICOTERAPIA MECANISMO DE AÇÃO AZITROMICINA é um novo

Leia mais

12 PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS ALERGISTA. Com relação à corticoterapia sistêmica na dermatite atópica grave, assinale a resposta CORRETA:

12 PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS ALERGISTA. Com relação à corticoterapia sistêmica na dermatite atópica grave, assinale a resposta CORRETA: 12 PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS ALERGISTA QUESTÃO 21 Com relação à corticoterapia sistêmica na dermatite atópica grave, assinale a resposta CORRETA: a) não há estudos sistematizados que avaliem a

Leia mais

FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO Solução otológica - Frasco com 10 ml, provido de conta-gotas.

FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO Solução otológica - Frasco com 10 ml, provido de conta-gotas. Lidosporin lidocaína 43,4 mg/ml sulfato de polimixina B 10.000 UI/ml Solução otológica FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO Solução otológica - Frasco com 10 ml, provido de conta-gotas. USO ADULTO E PEDIÁTRICO

Leia mais

e afecções bucais em cães:

e afecções bucais em cães: Ano 3 Nº 3 - Uso do Marbopet comprimidos para tratamento de piodermite e afecções bucais em cães: Uso do Marbopet comprimidos para tratamento de piodermite e afecções bucais em cães: O desenvolvimento

Leia mais

furoato de mometasona

furoato de mometasona furoato de mometasona Biosintética Farmacêutica Ltda. Pomada dermatológica 1 mg/g furoato de mometasona pomada_bu_01_vp 1 BULA PARA PACIENTE Bula de acordo com a Resolução-RDC nº 47/2009 I- IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

Key words: otitis externa, otic gel, florfenicol, terbinafine, bethametasone, dog, acute.

Key words: otitis externa, otic gel, florfenicol, terbinafine, bethametasone, dog, acute. Eficácia do uso de um gel ótico contendo florfenicol, terbinafina e acetato de betametasona (Osurnia ) pela via tópica em cães com otite externa aguda ou exacerbação aguda da otite externa recorrente no

Leia mais

ANEXO I RESUMO DAS CARATERÍSTICAS DO MEDICAMENTO

ANEXO I RESUMO DAS CARATERÍSTICAS DO MEDICAMENTO ANEXO I RESUMO DAS CARATERÍSTICAS DO MEDICAMENTO Página 1 de 16 1. NOME DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO otoxolan gotas auriculares suspensão para cães 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA 1 ml de suspensão

Leia mais

INFECÇÃO DO TRATO URINÁRIO

INFECÇÃO DO TRATO URINÁRIO INFECÇÃO DO TRATO URINÁRIO Trato urinário superior Rins Ureteres Professora: Juliana Peloi Vides Trato urinário inferior Bexiga Uretra FREQUENTES!!! Parênquima renal Pelve renal Ureteres Bexiga Uretra

Leia mais

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO,

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO, ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO, Página 1 de 14 1. NOME DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO Synulox LC suspensão intramamária para bovinos em lactação. 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA

Leia mais

MARINE C THIOPEPTIDE. Teste de Eficácia:

MARINE C THIOPEPTIDE. Teste de Eficácia: MARINE C THIOPEPTIDE Ciclopeptídeo Antiacne Descrição MARINE C THIOPEPTIDE é um ciclopeptídeo de ação tópica para tratamento da acne. Composto quimicamente natural, produzido por um actinomiceto marinho

Leia mais

OTO-BETNOVATE. Farmoquímica S/A Solução otológica 1 mg/ml + 10 mg/ml + 5 mg/ml. Oto-Betnovate_AR050119_Bula Paciente

OTO-BETNOVATE. Farmoquímica S/A Solução otológica 1 mg/ml + 10 mg/ml + 5 mg/ml. Oto-Betnovate_AR050119_Bula Paciente OTO-BETNOVATE Farmoquímica S/A Solução otológica 1 mg/ml + 10 mg/ml + 5 mg/ml BULA PACIENTE OTO-BETNOVATE betametasona + clorfenesina + cloridrato de tetracaína APRESENTAÇÃO: Solução otológica betametasona

Leia mais

Abordagem às otites crónicas

Abordagem às otites crónicas Introdução A maior parte dos casos de otite externa aguda são resolvidos com sucesso utilizando productos polivalentes que incluem um glucocorticóide, uma antimicrobiano e um antifúngico (para Malassezia

Leia mais

OTOSPORIN. Farmoquímica S/A Suspensão Otológica 10 mg/ml + 5 mg/ml UI/mL. Otosporin_AR030714_Bula Profissional de Saúde

OTOSPORIN. Farmoquímica S/A Suspensão Otológica 10 mg/ml + 5 mg/ml UI/mL. Otosporin_AR030714_Bula Profissional de Saúde OTOSPORIN Farmoquímica S/A Suspensão Otológica 10 mg/ml + 5 mg/ml + 10.000 UI/mL BULA PROFISSIONAL DE SAÚDE OTOSPORIN hidrocortisona + sulfato de neomicina + sulfato de polimixina B APRESENTAÇÃO: Suspensão

Leia mais

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Isolamento e identificação de microrganismos causadores de otites em cães

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Isolamento e identificação de microrganismos causadores de otites em cães PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Isolamento e identificação de microrganismos causadores de otites em cães Edinaidy Suianny Rocha de Moura 1 ; Zuliete Aliona Araujo de Souza Fonseca

Leia mais

Diagnóstico bacteriológico de diversas patologias de cães e gatos e verificação da suscetibilidade a antimicrobianos

Diagnóstico bacteriológico de diversas patologias de cães e gatos e verificação da suscetibilidade a antimicrobianos Diagnóstico bacteriológico de diversas patologias de cães e gatos e verificação da suscetibilidade a antimicrobianos Marília Scartezzini Denise de Moura Cordova Diane Alves de Lima Jeniffer Carolina Jaques

Leia mais

Calmoderme (emulsão cutânea)

Calmoderme (emulsão cutânea) Resumo de caracteristicas do medicamento Só pode ser vendido mediante receita médico-veterinária. Calmoderme (emulsão cutânea) Princípio activo: kanamicina base (sulfato). 375.000 UI Acetato de dexametasona..

Leia mais

Suscetibilidade a antimicrobianos, de bactérias isoladas de diversas patologias em cães e gatos, nos anos de 2002 e 2003

Suscetibilidade a antimicrobianos, de bactérias isoladas de diversas patologias em cães e gatos, nos anos de 2002 e 2003 Suscetibilidade a antimicrobianos, de bactérias isoladas de diversas patologias em cães e gatos, nos anos de 2002 e 2003 Antimicrobial susceptibility of bacteria isolated from various disease conditions

Leia mais

BerbereX. Reduzir infecções pós-cirúrgicas

BerbereX. Reduzir infecções pós-cirúrgicas Reduzir infecções pós-cirúrgicas BerbereX BerbereX Wound Cleanser destina-se ao uso em ambientes clínicos e em cuidados domiciliares para facilitar a limpeza de detritos, exsudato, material orgânico, incluindo

Leia mais

TRATAMENTO FARMACOLÓGICO OTITE FELINA E CANINA: UMA REVISÃO. Palavras-chave: Otite canina. otite felina. tratamento farmacológico

TRATAMENTO FARMACOLÓGICO OTITE FELINA E CANINA: UMA REVISÃO. Palavras-chave: Otite canina. otite felina. tratamento farmacológico TRATAMENTO FARMACOLÓGICO OTITE FELINA E CANINA: UMA REVISÃO Flávia Costa Garcia 1 Flávia Garcia Dorigon 2 RESUMO: A otite externa é uma doença dermatológica de grande importância e frequente em clínica

Leia mais

Tralen 1% tioconazol. Tralen 1% pó dermatológico em embalagem contendo 1 frasco plástico com 30 gramas.

Tralen 1% tioconazol. Tralen 1% pó dermatológico em embalagem contendo 1 frasco plástico com 30 gramas. Tralen 1% tioconazol I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome comercial: Tralen Nome genérico: tioconazol APRESENTAÇÕES Tralen 1% pó dermatológico em embalagem contendo 1 frasco plástico com 30 gramas. VIA

Leia mais

Otopatias de Cães e Gatos

Otopatias de Cães e Gatos Otopatias de Cães e Gatos ORELHA EXTERNA Pavilhão à face externa da membrana timpânica Ramo Vertical e Ramo Horizontal: L Folículos pilosos; Gls. sebáceas e ceruminosas Profa. Dra. Juliana Peloi Vides

Leia mais

Palavras-chave: Dermatite atópica. Staphylococcus aureus. Hipoclorito de sódio.

Palavras-chave: Dermatite atópica. Staphylococcus aureus. Hipoclorito de sódio. USO DE BANHO COM HIPOCLORITO DE SÓDIO EM PACIENTE COM DERMATITE ATÓPICA GRAVE RELATO DE CASO Iramirton Figuerêdo Moreira 1 HUPAA/EBSERH/FAMED/UFAL iramirton@hotmail.com Mellina Gazzaneo Gomes Camelo Montenegro

Leia mais

sarna sarcóptica e otodécica

sarna sarcóptica e otodécica Ano2 Nº 3 - Mypet A linha Mypet no tratamento da sarna sarcóptica e otodécica As dermatopatias parasitárias são consideradas afecções muito frequentes na rotina clínica de pequenos animais no Brasil. A

Leia mais

APROVADO EM INFARMED

APROVADO EM INFARMED RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO 1. NOME DO MEDICAMENTO Fucidine H 20 mg/g + 10 mg/g Creme 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA Ácido fusídico 20 mg/g e Acetato de hidrocortisona 10 mg/g.

Leia mais

RESISTÊNCIA ANTIMICROBIANA DE BACTÉRIAS ISOLADAS DE AMOSTRAS DE CÃES E GATOS ATENDIDOS EM HOSPITAL VETERINÁRIO

RESISTÊNCIA ANTIMICROBIANA DE BACTÉRIAS ISOLADAS DE AMOSTRAS DE CÃES E GATOS ATENDIDOS EM HOSPITAL VETERINÁRIO 1 RESISTÊNCIA ANTIMICROBIANA DE BACTÉRIAS ISOLADAS DE AMOSTRAS DE CÃES E GATOS ATENDIDOS EM HOSPITAL VETERINÁRIO TATIANE KOHL 1, GIANE HELENITA PONTAROLO 2, DANIELA PEDRASSANI 2 1 Acadêmica do curso de

Leia mais

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO 1 1. NOME DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO Posatex, gotas auriculares, suspensão, para cães 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA Substâncias ativas: Orbifloxacina

Leia mais

OTITE CANINA UMA ANÁLISE BIBLIOMÉTRICA

OTITE CANINA UMA ANÁLISE BIBLIOMÉTRICA OTITE CANINA UMA ANÁLISE BIBLIOMÉTRICA Luana Brito de Oliveira luanab_oliveira@hotmail.com Programa de Pós-Graduação em Ciências da Propriedade Intelectual Universidade Federal de Sergipe Daiane Costa

Leia mais

ESTUDO RETROSPECTIVO DE 267 AFECÇÕES POR PROTEUS MIRABILIS E PROTEUS VULGARIS EM CÃES (2003 A 2013)

ESTUDO RETROSPECTIVO DE 267 AFECÇÕES POR PROTEUS MIRABILIS E PROTEUS VULGARIS EM CÃES (2003 A 2013) 1 ESTUDO RETROSPECTIVO DE 267 AFECÇÕES POR PROTEUS MIRABILIS E PROTEUS VULGARIS EM CÃES (2003 A 2013) RETROSPECTE STUDY OF PROTEUS MIRABILIS AND PROTEUS VULGARIS INFECTIONS IN DOGS (2003 TO 2013) MÁRCIO

Leia mais

sulfato de polimixina B - sulfato de neomicina acetato de fludrocortisona - cloridrato de lidocaína

sulfato de polimixina B - sulfato de neomicina acetato de fludrocortisona - cloridrato de lidocaína I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Panotil sulfato de polimixina B - sulfato de neomicina acetato de fludrocortisona - cloridrato de lidocaína APRESENTAÇÃO Solução otológica: frasco contendo 8 ml com conta-gotas.

Leia mais

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Otite externa canina em Campo Grande, Mato Grosso do Sul

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Otite externa canina em Campo Grande, Mato Grosso do Sul PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Otite externa canina em Campo Grande, Mato Grosso do Sul Débora Mieko Yamamoto 1, Valéria Couto Maior Colino 2, Cássia Rejane Brito Leal 3, Veronica

Leia mais

O PREDNIOCIL pomada oftálmica, possui na sua composição como única substância activa o Acetato de Prednisolona na concentração de 5 mg/g.

O PREDNIOCIL pomada oftálmica, possui na sua composição como única substância activa o Acetato de Prednisolona na concentração de 5 mg/g. PROJECTO DE FOLHETO INFORMATIVO PREDNIOCIL ACETATO DE PREDNISOLONA POMADA OFTÁLMICA Leia atentamente este folheto antes de utilizar o medicamento. - Conserve este folheto. Pode ter necessidade de o reler.

Leia mais

IMPORTÂNCIA DA CITOLOGIA DIRETA ASSOCIADA À CULTURA MICROBIOLÓGICA EM CASOS DE OTITE EXTERNA CANINA

IMPORTÂNCIA DA CITOLOGIA DIRETA ASSOCIADA À CULTURA MICROBIOLÓGICA EM CASOS DE OTITE EXTERNA CANINA Autor(es): Apresentador: Orientador: Revisor 1: Revisor 2: Instituição: IMPORTÂNCIA DA CITOLOGIA DIRETA ASSOCIADA À CULTURA MICROBIOLÓGICA EM CASOS DE OTITE EXTERNA CANINA MUELLER, Eduardo Negri; GUIOT,

Leia mais

COMPOSIÇÃO Cada grama de THERASONA Creme contém: Acetato de hidrocortisona...11,2mg

COMPOSIÇÃO Cada grama de THERASONA Creme contém: Acetato de hidrocortisona...11,2mg Therasona hidrocortisona 10mg/g Uso adulto e pediátrico Uso externo APRESENTAÇÃO Creme - Embalagem contendo bisnaga com 25 g. COMPOSIÇÃO Cada grama de THERASONA Creme contém: Acetato de hidrocortisona......11,2mg

Leia mais

Otopatias de Cães e Gatos

Otopatias de Cães e Gatos ORELHA EXTERNA Otopatias de Cães e Gatos Pavilhão à face externa da membrana timpânica RamoVertical e Ramo Horizontal: L Folículos pilosos; Gls. sebáceas e ceruminosas Profa. Dra. Juliana Peloi Vides Estruturas

Leia mais

Otológicos. Estratégias de combate e prevenção.

Otológicos. Estratégias de combate e prevenção. Otológicos Estratégias de combate e prevenção Índice 1. Prevalência 2. Fatores de risco 3. Agentes 4. Tratamento 4.1 Algodão parafinado 5. Sugestão de fórmula 5.1 Sugestão de fórmula para tímpano intacto

Leia mais

Etiology, antimicrobial susceptibility profile and epidemiological aspects in canine otitis: a retrospective study of 616 cases

Etiology, antimicrobial susceptibility profile and epidemiological aspects in canine otitis: a retrospective study of 616 cases DOI: 10.5433/1679-0359.2012v33n6p2367 Etiologia, perfil de sensibilidade aos antimicrobianos e aspectos epidemiológicos na otite canina: estudo retrospectivo de 616 casos Etiology, antimicrobial susceptibility

Leia mais

Desvendando as otites de cães e gatos.

Desvendando as otites de cães e gatos. 2018 Desvendando as otites de cães e gatos Desvendando as otites de cães e gatos. Msc., Dr. Claudio Nazaretian Rossi - Gerente Técnico da BU Pet da Ceva Saúde Animal Introdução As otites são referidas

Leia mais

CURSO DE OTOLOGIA DE CARNÍVOROS DOMÉSTICOS

CURSO DE OTOLOGIA DE CARNÍVOROS DOMÉSTICOS CURSO DE OTOLOGIA DE CARNÍVOROS DOMÉSTICOS CITOLOGIA, CULTURA E ANTIBIOGRAMA Marcio A. B. Moreira SANIMVET Na medicina veterinária, o laboratório de microbiologia é percebido como umprestadorde serviços,

Leia mais

ITL ITL. Itraconazol. Uso Veterinário. Antifúngico de largo espectro FÓRMULA:

ITL ITL. Itraconazol. Uso Veterinário. Antifúngico de largo espectro FÓRMULA: Itraconazol Uso Veterinário Antifúngico de largo espectro FÓRMULA: Cada cápsula de 100 contém: Itraconazol...100,0 mg Cada cápsula de 50 contém: Itraconazol...50,0 mg Cada cápsula de 25 contém: Itraconazol...25,0

Leia mais

PRESENÇA DE Malassezia sp. EM COELHOS DOMÉSTICOS (Oryctolagus cuniculus) PRESENCE OF Malassezia sp. IN DOMESTIC RABBITS (Oryctolagus cuniculus)

PRESENÇA DE Malassezia sp. EM COELHOS DOMÉSTICOS (Oryctolagus cuniculus) PRESENCE OF Malassezia sp. IN DOMESTIC RABBITS (Oryctolagus cuniculus) 1 PRESENÇA DE Malassezia sp. EM COELHOS DOMÉSTICOS (Oryctolagus cuniculus) PRESENCE OF Malassezia sp. IN DOMESTIC RABBITS (Oryctolagus cuniculus) Hérika Regina Vieira SANTIAGO 1 ; Claudio Douglas de Oliveira

Leia mais

Não necessariamente um diagnóstico de um único problema distinto, mas geralmente uma apresentação de sinais clínicos com causas multifatoriais

Não necessariamente um diagnóstico de um único problema distinto, mas geralmente uma apresentação de sinais clínicos com causas multifatoriais INSIGHTS DE CONHECIMENTO CLÍNICO OTITE EXTERNA Insight de Conhecimento Clínico criado por Christina Restrepo, DVM, DACVD CONTEÚDO INTRODUÇÃO: : 19.1 COMO SE APRESENTA? : 19.2 O QUE MAIS SE APRESENTA DESTA

Leia mais

EXAME DE MEDICINA E CIRURGIA DE ANIMAIS DE COMPANHIA. (Junho do 2017) DERMATOLOGIA (Docente responsável: Dr. Pablo Payo)

EXAME DE MEDICINA E CIRURGIA DE ANIMAIS DE COMPANHIA. (Junho do 2017) DERMATOLOGIA (Docente responsável: Dr. Pablo Payo) EXAME DE MEDICINA E CIRURGIA DE ANIMAIS DE COMPANHIA (Junho do 2017) DERMATOLOGIA (Docente responsável: Dr. Pablo Payo) CÓDIGO (a sua escolha) para poder consultar as notas on-line 1.- Um animal aparece

Leia mais

Introdução. Corticoide inalado é suficiente para a maioria das crianças com asma.

Introdução. Corticoide inalado é suficiente para a maioria das crianças com asma. Introdução Corticoide inalado é suficiente para a maioria das crianças com asma. Alguns pacientes (poucos) podem se beneficiar do antileucotrieno como único tratamento. Se BD de longa ação: acima de 4

Leia mais

Tralen 28% tioconazol. Tralen 28% solução para unhas em embalagem contendo 1 frasco com 12 ml.

Tralen 28% tioconazol. Tralen 28% solução para unhas em embalagem contendo 1 frasco com 12 ml. Tralen 28% tioconazol I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome comercial: Tralen Nome genérico: tioconazol APRESENTAÇÕES Tralen 28% solução para unhas em embalagem contendo 1 frasco com 12 ml. VIA DE ADMINISTRAÇÃO:

Leia mais

Panotil Zambon Laboratórios Farmacêuticos Ltda Solução Otológica

Panotil Zambon Laboratórios Farmacêuticos Ltda Solução Otológica Panotil Zambon Laboratórios Farmacêuticos Ltda Otológica 10,0 mg - sulfato de neomicina 1,0 mg - acetato de fludrocortisona 10.000 UI - sulfato de polimixina B 40,0 mg - cloridrato de lidocaína I - IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

OTOTOXICIDADE DO AMINOGLICOSÍDEO

OTOTOXICIDADE DO AMINOGLICOSÍDEO OTOTOXICIDADE DO AMINOGLICOSÍDEO ALMENARA, Fabrício S. RIBEIRO, Letícia MATSUNO, Roldy M.S. LOPES, Romulo M.Gomes OLIVEIRA, Tatiane Santos PEREIRA, Daniela mello Docente Veterinária FAMED Garça RESUMO

Leia mais

RELATÓRIO S0BRE A PESQUISA DAS ACTIVIDADES ANTI-BACTERIAIS E ANTI- FÚNGICAS DA PREPARAÇÃO "Herba Sept Strong"

RELATÓRIO S0BRE A PESQUISA DAS ACTIVIDADES ANTI-BACTERIAIS E ANTI- FÚNGICAS DA PREPARAÇÃO Herba Sept Strong Instituto de Pesquisas Biológica "Sinisa Stankovic" Universidade em Belgrado Bul. despota Stefana 142 Diretor; 011-2078-399 Tel: 011-2078-300 Fax: 011-2078-433 www.ibiss.bg.ac.rs No. 01-318_ INSTITUTE

Leia mais

POLIPRED ALLERGAN PRODUTOS FARMACÊUTICOS LTDA. Suspensão Oftálmica Estéril

POLIPRED ALLERGAN PRODUTOS FARMACÊUTICOS LTDA. Suspensão Oftálmica Estéril POLIPRED ALLERGAN PRODUTOS FARMACÊUTICOS LTDA Suspensão Oftálmica Estéril acetato de prednisolona 0,5% sulfato de neomicina 0,5% sulfato de polimixina B 10.000 U BULA PARA O PROFISSIONAL DE SAÚDE APRESENTAÇÃO

Leia mais

O que não está lá é o que mais importa

O que não está lá é o que mais importa O que não está lá é o que mais importa As doenças da pele são dos problemas de saúde mais comuns em cães 40 Até % das suas consultas podem envolver animais com problemas de pele ALERGIAS E CUIDADOS COM

Leia mais

tioconazol Medley Indústria Farmacêutica Ltda. Creme dermatológico 10 mg/g

tioconazol Medley Indústria Farmacêutica Ltda. Creme dermatológico 10 mg/g tioconazol Medley Indústria Farmacêutica Ltda. Creme dermatológico 10 mg/g tioconazol Medicamento Genérico, Lei nº 9.787, de 1999 APRESENTAÇÃO Creme dermatológico de 10 mg/g: embalagem com 1 bisnaga com

Leia mais

Infecções por Gram Positivos multirresistentes em Pediatria

Infecções por Gram Positivos multirresistentes em Pediatria Infecções por Gram Positivos multirresistentes em Pediatria FABIANE SCALABRINI PINTO JUNHO DE 2017 Principais tópicos Importância dos Gram positivos nas infecções pediátricas Fatores relacionados à resistência

Leia mais

Anais do 38º CBA, p.2163

Anais do 38º CBA, p.2163 1 ISOLAMENTO E PERFIL DE SUSCETIBILIDADE DE BACTÉRIAS EM AMOSTRAS BIOLÓGICAS DE CÃES ISOLATION AND PROFILE OF BACTERIAL SUSCEPTIBILITY IN BIOLOGICAL SAMPLES OF DOGS Claudio Douglas GUIMARÃES 1 ; Hérika

Leia mais

06/10/2017. Microbiologia da água

06/10/2017. Microbiologia da água 06/10/2017 Microbiologia da água Água Água potável 2,5 bilhões de pessoas não têm acesso ao saneamento básico países em desenvolvimento. 1,5 milhões de crianças morrem por ano, tendo como causa as diarréias.

Leia mais

INFECÇÕES DO TRATO URINÁRIO

INFECÇÕES DO TRATO URINÁRIO INFECÇÕES DO TRATO URINÁRIO Arlindo Schiesari Júnior Médico infectologista Curso de Medicina Faculdades Integradas Padre Albino Catanduva-SP arlindo107@terra.com.br Potenciais Conflitos de Interesses MSD,

Leia mais

Terramicina com sulfato de polimixina B. cloridrato de oxitetraciclina, sulfato de polimixina B. Pomada Tópica

Terramicina com sulfato de polimixina B. cloridrato de oxitetraciclina, sulfato de polimixina B. Pomada Tópica Terramicina com sulfato de polimixina B cloridrato de oxitetraciclina, sulfato de polimixina B Pomada Tópica PARTE I IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO Nome: Terramicina com sulfato de polimixina B - pomada tópica.

Leia mais

SUSCEPTIBILIDADE DOS AGENTES DE INFECÇÃO URINÁRIA AOS ANTIMICROBIANOS

SUSCEPTIBILIDADE DOS AGENTES DE INFECÇÃO URINÁRIA AOS ANTIMICROBIANOS SUSCEPTIBILIDADE DOS AGENTES DE INFECÇÃO URINÁRIA AOS ANTIMICROBIANOS ALGARVE RELATÓRIO CUMULATIVO DE SUSCEPTIBILIDADE AOS ANTIMICROBIANOS DOS AGENTES DE INFECÇÃO URINÁRIA NO ALGARVE Objectivo Fornecer

Leia mais

Otofoxin. Zambon Laboratórios Farmacêuticos Ltda Solução Otológica 5,8mg cloridrato de ciprofloxacino

Otofoxin. Zambon Laboratórios Farmacêuticos Ltda Solução Otológica 5,8mg cloridrato de ciprofloxacino Otofoxin Zambon Laboratórios Farmacêuticos Ltda Solução Otológica 5,8mg cloridrato de ciprofloxacino I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO OTOFOXIN cloridrato de ciprofloxacino APRESENTAÇÃO Solução otológica:

Leia mais

ENFERMAGEM BIOSSEGURANÇA. Parte 4. Profª. Tatiane da Silva Campos

ENFERMAGEM BIOSSEGURANÇA. Parte 4. Profª. Tatiane da Silva Campos ENFERMAGEM BIOSSEGURANÇA Parte 4 Profª. Tatiane da Silva Campos Higiêne das mãos A lavagem das mãos com técnica adequada, objetiva remover mecanicamente a sujidade e a maioria da flora transitória da pele.

Leia mais

DERMATITE ALÉRGICA A PICADA DE PULGA RELATO DE CASO

DERMATITE ALÉRGICA A PICADA DE PULGA RELATO DE CASO DERMATITE ALÉRGICA A PICADA DE PULGA RELATO DE CASO NASCIMENTO, Viviane 1 ; MARTINS, Danieli² Palavras-Chave: Dermatite; Pulga; Caninos. Introdução A Dermatite Alérgica a Picada de Pulga (DAPP) é considerada

Leia mais

acetato de hidrocortisona Creme Dermatológico 10mg/g

acetato de hidrocortisona Creme Dermatológico 10mg/g acetato de hidrocortisona Creme Dermatológico 10mg/g MODELO DE BULA COM INFORMAÇÕES AO PACIENTE acetato de hidrocortisona Medicamento genérico Lei nº 9.787, de 1999. APRESENTAÇÕES Creme Dermatológico 10mg/g

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE VETERINÁRIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE VETERINÁRIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE VETERINÁRIA ESTUDO COMPARATIVO ENTRE DOIS MÉTODOS DE DESINFECÇÃO DE CONES DE OTOSCÓPIO VETERINÁRIO Rosane da Costa Duarte Acadêmica de Medicina veterinária

Leia mais

Asma: Manejo do Período Intercrise. Pérsio Roxo Júnior Divisão de Imunologia e Alergia Departamento de Puericultura e Pediatria

Asma: Manejo do Período Intercrise. Pérsio Roxo Júnior Divisão de Imunologia e Alergia Departamento de Puericultura e Pediatria Asma: Manejo do Período Intercrise Pérsio Roxo Júnior Divisão de Imunologia e Alergia Departamento de Puericultura e Pediatria ASMA Doença Inflamatória Crônica Hiper-responsividade das vias aéreas inferiores

Leia mais

Mastite Bovina. Luciano Bastos Lopes Doutor em Ciência Animal

Mastite Bovina. Luciano Bastos Lopes Doutor em Ciência Animal Mastite Bovina Luciano Bastos Lopes Doutor em Ciência Animal Protocolo sanitário produtivo 2 O que buscamos quanto à qualidade do leite produzido no Brasil? Ausência de resíduos Antibióticos e pesticidas

Leia mais

PROTOCOLO MÉDICO OTITE MÉDIA AGUDA EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES

PROTOCOLO MÉDICO OTITE MÉDIA AGUDA EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES Página: 1 de 15 1. INTRODUÇÃO: A otite média aguda (OMA) é um processo inflamatório da orelha média que ocorre principalmente em lactentes dos 6 aos 18 meses de vida, com um novo pico de incidência em

Leia mais

AVALIAÇÃO CLÍNICO-AMBULATORIAL DE PEQUENOS ANIMAIS EM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO: OTITE CANINA

AVALIAÇÃO CLÍNICO-AMBULATORIAL DE PEQUENOS ANIMAIS EM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO: OTITE CANINA AVALIAÇÃO CLÍNICO-AMBULATORIAL DE PEQUENOS ANIMAIS EM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO: OTITE CANINA CRUZ 1, José Acácio Chavier; LEHNEN 1, Paula Letícia; FIGUEIREDO 1, Karolyna Brito; SILVA 1, Nara Cristina; COSTA

Leia mais

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO Página 1 de 13 1. NOME DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO Isathal 10 mg/g colírio, suspensão para cães 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA 1 g suspensão contém:

Leia mais

Tralen 28% tioconazol

Tralen 28% tioconazol Tralen 28% tioconazol PARTE I IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome comercial: Tralen Nome genérico: tioconazol Forma farmacêutica: solução para unhas Via de administração: TÓPICA Apresentação comercializada:

Leia mais

Trok-G. (dipropionato de betametasona + sulfato de gentamicina)

Trok-G. (dipropionato de betametasona + sulfato de gentamicina) Trok-G (dipropionato de betametasona + sulfato de gentamicina) Bula para profissional da saúde Creme e pomada 0,5 mg/g + 1 mg/g Trok-G (dipropionato de betametasona + sulfato de gentamicina) MEDICAMENTO

Leia mais

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO 1 1. NOME DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO OSURNIA gel auricular para cães 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA Substâncias ativas: 1 dose (1,2 g) contém:

Leia mais

Ciprofloxacino serve para garganta. Ciprofloxacino serve para garganta

Ciprofloxacino serve para garganta. Ciprofloxacino serve para garganta Paieška Paieška Paieška Ciprofloxacino serve para garganta Ciprofloxacino serve para garganta > > 12 abr. 2016. Quem nunca sentiu aquela incômoda dor de garganta que persiste por dias, não é mesmo? Geralmente

Leia mais

RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO

RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO Página 1 de 19 1. NOME DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO AMOXYCOL suspensão injectável para bovinos, suínos e cães. 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA Cada ml contém:

Leia mais

Seminários 2013 Resíduos Hospitalares. ActivapTM e Polygiene Tecnologias Inovadoras na prevenção de infeções António Santos

Seminários 2013 Resíduos Hospitalares. ActivapTM e Polygiene Tecnologias Inovadoras na prevenção de infeções António Santos Seminários 2013 Resíduos Hospitalares ActivapTM e Polygiene Tecnologias Inovadoras na prevenção de infeções António Santos 1 1 CANNON HYGIENE DESINFEÇÃO DE RESÍDUOS RISCO DE INFEÇÃO 1 Os resíduos sanitários

Leia mais

TACROLIMO MONOHIDRATADO

TACROLIMO MONOHIDRATADO TACROLIMO MONOHIDRATADO Imunossupressor contra o vitiligo Descrição tsukubaensis. Tacrolimus é uma lactona macrolídea isolada de culturas da bactéria Streptomyces Propriedades Tacrolimus pertence a um

Leia mais