Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Acesso ao Sistema - Pessoa Física

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Acesso ao Sistema - Pessoa Física"

Transcrição

1 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Acesso ao Sistema - Pessoa Física Versão 2.6

2 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág. 2 Manual do Sistema da Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Acesso ao Sistema para Pessoa Física ÍNDICE 1. CONSIDERAÇÕES GERAIS DEFINIÇÃO OBRIGATORIEDADE DE EMISSÃO DA NF-E CONTRIBUINTES IMPEDIDOS DA EMISSÃO DE NF-E CONTRIBUINTES QUE EMBORA DESOBRIGADOS À EMISSÃO DA NF-E, OPTEM POR EMITIR NF-E BENEFÍCIOS PARA A PESSOA FÍSICA QUEM NÃO FAZ JUS AO CRÉDITO TOTALIZAÇÃO DOS CRÉDITOS RECEBIDOS ACESSO AO SISTEMA DA NF-E SENHA SIMPLIFICADA SENHA WEB CERTIFICADO DIGITAL CONFIGURAÇÕES DO PERFIL ACESSANDO O SISTEMA DA NF-E PELA PRIMEIRA VEZ ATUALIZAÇÃO DE ALTERAÇÃO DE SENHA DESBLOQUEIO DA SENHA NFE SOLICITANDO UMA NF-E AO PRESTADOR DE SERVIÇOS PRESTADORES DE SERVIÇO AUTORIZADOS A EMITIR NF-E RECEBENDO UMA NF-E INFORMANDO SEUS DADOS PARA PREENCHIMENTO DA NF-E CONHEÇA O MODELO DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS (NF-E) VISUALIZAÇÃO DA NF-E PELO TOMADOR QUE RECEBER A NF-E POR VISUALIZAÇÃO E CONFIRMAÇÃO DE AUTENTICIDADE PELO TOMADOR QUE RECEBER A NF-E IMPRESSA CONSULTA DAS NF-E RECEBIDAS CONSULTANDO OS CRÉDITOS RECEBIDOS INDICAÇÃO DE IMÓVEIS INDICANDO OS IMÓVEIS QUE RECEBERÃO OS CRÉDITOS PARA ABATIMENTO DO IPTU CONSULTA DE RPS RECLAMAÇÕES PELA NÃO CONVERSÃO DE RPS EM NF-E SISTEMA DE MENSAGENS EXEMPLOS DE MENSAGENS... 42

3 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág Considerações Gerais 1.1. Definição Considera-se Nota Fiscal Eletrônica de Serviços - NF-e o documento emitido e armazenado eletronicamente em sistema próprio da Prefeitura do Município de São Paulo, com o objetivo de registrar as operações relativas à prestação de serviços. Este documento vem a substituir as Notas Fiscais Convencionais (impressas em papel), autorizadas pelo Município e impressas em gráfica. Observação: Considera-se Nota Fiscal Convencional qualquer uma das notas fiscais de serviços emitidas na conformidade do que dispõem os artigos 96 a 125 do Decreto nº /2004. Os documentos fiscais convencionais são os documentos tradicionais, autorizados pelo Município por meio de Autorização para Impressão de Documentos Fiscais do Imposto Sobre Serviços AIDF e posteriormente impressos nas gráficas. A Nota Fiscal Convencional somente poderá ser emitida por prestadores de serviços desobrigados da emissão de NF-e Obrigatoriedade de emissão da NF-e Estão obrigados à emissão da NF-e: Todos os prestadores dos serviços constantes da tabela anexa à Portaria SF nº 72/2006 que auferirem, no exercício, receita bruta de serviços igual ou superior a R$ ,00, considerando-se todos os estabelecimentos da pessoa jurídica situados no Município de São Paulo. Note-se que a legislação fala em receita bruta de serviço e não em base de cálculo do ISS; Os delegatários de serviços públicos que prestam serviços de registros públicos, cartorários e notariais, independente da receita bruta auferida. Nesse haverá uma NF-e emitida englobando os serviços prestados por dia, e não haverá geração de crédito ao tomador de serviços; As entidades imunes a que se refere o inciso VI do Art. 150 da Constituição Federal. A emissão de NF-e será obrigatória a partir de 01/07/2009, e não eximirá as entidades da apresentação do pedido de reconhecimento de imunidade tributária na forma do Decreto nº de 25/10/2007 e da Instrução Normativa SF nº 3 de 01/02/2008. Os contribuintes que estiverem obrigados à entrega da Declaração de Instituições Financeiras - DIF ou à apresentação da Declaração Mensal de Serviços - DMS, não estão obrigados à emissão de NF-e Contribuintes impedidos da emissão de NF-e Estão impedidos da emissão de NF-e: Os profissionais autônomos e as sociedades de profissionais constituídas na forma do 1º do artigo 15 da Lei nº , de 24 de dezembro de 2003; Aqueles que exercem atividades não previstas na lista de serviços do Art 1º da Lei nº , de 24 de dezembro de 2003.

4 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág Contribuintes que embora desobrigados à emissão da NF-e, optem por emitir NF-e Com exceção dos contribuintes impedidos da emissão da NF-e, todos os prestadores de serviços inscritos no Cadastro de Contribuintes Mobiliários CCM, desobrigados da emissão de NF-e, poderão optar por sua emissão. Mesmo estando desobrigado, a opção pela emissão de NF-e, uma vez solicitada e deferida, passa a ser irretratável, obrigando o prestador de serviço a continuar a emissão da NF-e Benefícios para a Pessoa Física Atenção: 1. A partir de 30/12/2008, as Pessoas Físicas domiciliadas no Estado de São Paulo passam a fazer jus ao crédito de IPTU, desde que tomem uma NF-e conforme definida no item 1.1.; 2. A partir de 26/08/2009, os serviços tomados de Pessoas Jurídicas inscritas no regime de tributação Simples Nacional farão jus a crédito de IPTU, obtido sobre base de cálculo específica. Crédito de 30% sobre o ISS ou Base de Cálculo Específica, e que poderá ser utilizado para abatimento do IPTU do exercício seguinte, limitado a 50% do valor do IPTU do exercício corrente; Não será exigido nenhum vínculo legal do tomador do serviço com os imóveis por ele indicados. Cálculo da distribuição de créditos Prestador de Serviços Tomador Pessoa Física - Domiciliada no Estado de São Paulo Válido para NF-e emitidas a partir de Pessoa Jurídica com regime de tributação Normal 30% do ISS recolhido 01/06/2006 ** Pessoa Jurídica com regime de tributação Simples Nacional 30% sobre base de cálculo específica * 26/08/2009 O limite para abatimento do IPTU é sempre de até 50% do valor do IPTU; (*) Base de Cálculo Específica: Quando o Prestador de Serviços for Micro Empresa ME ou Empresa de Pequeno Porte EPP optante pelo Simples Nacional, será considerada, para cálculo do crédito a que se refere o caput deste artigo, a alíquota de 3% (três por cento) incidente sobre a base de cálculo do ISS, vedada a geração do crédito quando a ME ou EPP utilizar a receita bruta total recebida no mês - regime de caixa - para a determinação da base de cálculo ou quando tratar-se de Microempreendedor Individual - MEI optante pelo Sistema de Recolhimento em Valores Fixos Mensais dos Tributos abrangidos pelo Simples Nacional - SIMEI. (**) Consulte a Portaria SF nº 72/2006 para verificar a validade para cada código de serviço.

5 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág Quem não faz jus ao crédito Atenção: NF-e emitidas em códigos de serviço que estão fora da Portaria SF nº 72/2006 não gerarão crédito de IPTU. As Pessoas Físicas que tomarem uma NF-e nas condições abaixo não farão jus ao crédito de IPTU: a) Até o dia 29/12/06 As pessoas físicas e jurídicas domiciliadas ou estabelecidas fora do território do Município de São Paulo; b) A partir do dia 01/07/07 As pessoas físicas e jurídicas domiciliadas ou estabelecidas fora do território do Município de São Paulo; Os tomadores de serviços prestados pelas microempresas e empresas de pequeno porte optantes pelo tratamento diferenciado e favorecido instituído pela Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006 Simples Nacional. c) A partir do dia 28/07/08 As pessoas físicas e jurídicas domiciliadas ou estabelecidas fora do território do Município de São Paulo; Os tomadores de serviços prestados pelas microempresas e empresas de pequeno porte optantes pelo tratamento diferenciado e favorecido instituído pela Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006 Simples Nacional; Os tomadores de serviços prestados pelas instituições financeiras e demais entidades obrigadas à entrega da Declaração de Instituições Financeiras DIF, conforme Decreto Nº de 28/07/2008. d) A partir do dia 30/12/08 As pessoas físicas domiciliadas fora do território do Estado de São Paulo; Os tomadores de serviços prestados pelas instituições financeiras e demais entidades obrigadas à entrega da Declaração de Instituições Financeiras DIF, conforme Decreto Nº de 28/07/2008. e) A partir do dia 03/04/09 As pessoas físicas domiciliadas fora do território do Estado de São Paulo; Os tomadores de serviços prestados pelas instituições financeiras e demais entidades obrigadas à entrega da Declaração de Instituições Financeiras DIF, conforme Decreto Nº de 28/07/2008; Os tomadores de serviços de registros públicos, cartorários e notariais, prestados por delegatário de serviço público.

6 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág Totalização dos créditos recebidos O crédito somente será gerado, tornando-se efetivo, após o recolhimento do ISS. Os créditos gerados serão totalizados em 31 de outubro de cada exercício para abatimento no IPTU do exercício seguinte, relativo aos imóveis indicados. No período de 1 a 30 de novembro de cada exercício, o tomador de serviços deverá indicar, no sistema, os imóveis que aproveitarão os créditos gerados. Não será exigido nenhum vínculo legal do tomador do serviço com os imóveis por ele indicados Limites O abatimento do IPTU será limitado a 50% (cinqüenta por cento) do valor do IPTU do exercício corrente, referente a cada imóvel indicado pelo tomador de serviços. O valor do crédito indicado pelo tomador de serviços será utilizado para abatimento do valor do IPTU lançado para o exercício seguinte, devendo o valor restante ser recolhido na forma da legislação vigente. Observação: A não-quitação integral do Imposto, dentro do respectivo exercício de cobrança, implicará a inscrição do débito na dívida ativa, desconsiderando-se qualquer abatimento obtido com o crédito indicado pelo tomador Impedimentos para utilização dos créditos Detentor do crédito e o imóvel indicado não podem constar do Cadastro Informativo Municipal - CADIN, na data da indicação. Aprovado pela Lei nº de 06 de dezembro de 2005, e regulamentado pelo Decreto nº de 21 de março de 2006, o Cadastro Informativo Municipal - CADIN registrará o nome das pessoas físicas e jurídicas que possuem pendências com os órgãos e entidades da Administração Pública Municipal, direta e indireta. Mais informações sobre o CADIN podem ser obtidas no endereço Validade dos créditos Caso a Administração Tributária venha a constatar a impossibilidade de utilização parcial ou total de créditos já indicados, tais créditos retornarão ao tomador de serviços para utilização posterior. A validade dos créditos será de 5 (cinco) anos contados do 1º (primeiro) dia do exercício seguinte ao da emissão das respectivas NF-e.

7 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág Acesso ao sistema da NF-e Para utilizar o sistema da NF-e e usufruir de seus benefícios, a Pessoa Física poderá optar por 3 maneiras diferentes de acesso: Senha Simplificada; Senha Web; Certificado Digital Senha Simplificada Para as pessoas físicas que desejam acessar o sistema da NF-e, será necessário inicialmente cadastrar a sua senha de acesso. O sistema da NF-e poderá ser acessado pelo endereço eletrônico Clique em Acesso ao Sistema para iniciar o cadastramento. Clique aqui para acessar a Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e. Digite seu CPF no local indicado. Digite o código da Imagem. Clique no local indicado para iniciar o cadastro.

8 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág. 8 Clique no local indicado para continuar o cadastramento da senha. Para criar sua senha de acesso ao sistema NF-e, é necessário preencher o seu CPF, Nome, Data de Nascimento e CEP, exatamente como informado na sua Declaração de Imposto de Renda da Pessoa Física 2007, desde que o CEP seja do estado de São Paulo. Caso contrário, deverá ser providenciada a senha Web. Digite os dados exatamente como foram informados em sua Declaração de Imposto de Renda Digite aqui seu para contato. Para retornar à página anterior clique aqui. Para gravar seus dados clique aqui. Após preencher seus dados, clique em Gravar. Se os dados informados estiverem corretos, o sistema enviará um contendo um link para o cadastramento de sua senha. Dados divergentes da Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física 2007 Se os dados informados forem diferentes da Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física 2007, o sistema apresentará a seguinte mensagem: Lembramos que a simples digitação de uma letra incorreta, ou mesmo a digitação de um espaço em branco fará com que o sistema apresente a mensagem acima. Certifique-se de digitar as informações rigorosamente iguais às presentes Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física 2007.

9 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág. 9 As pessoas físicas que não consigam cadastrar a senha dessa maneira serão obrigadas a cadastrar a Senha Web. de resposta com link para o cadastramento da senha simplificada Se o seu pessoal possuir algum tipo de proteção contra s indesejados (Anti-spam), você não conseguirá receber o para cadastramento de sua senha. Neste caso, antes de iniciar o cadastramento, sugerimos que desabilite essa proteção, ou escolha outro sem Anti-Spam. Acesse a caixa postal do informado anteriormente e clique aqui para prosseguir o cadastramento Ao clicar neste link, você será direcionado para a tela de senha de acesso ao sistema NF-e. Digite os dados solicitados e clique em Gravar. Digite a senha Digite a mesma senha Escolha uma frase para lembrar-se da senha Clique aqui para gravar a sua senha

10 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág Senha Web Caso o procedimento de obtenção da Senha Simplificada não seja possível, sugerimos a obtenção da Senha Web no link abaixo: Clique aqui para solicitar a senha Após efetuar o cadastramento da Senha Web, ela deverá ser desbloqueada pela Prefeitura do Município de São Paulo. Para tanto, deverá ser emitido o formulário "SOLICITAÇÃO DE DESBLOQUEIO DA SENHA WEB", com validade de 60 (sessenta) dias contados da data da transmissão do requerimento. Este formulário deverá ser impresso, assinado e entregue no local nele indicado (apresentar documento original do outorgante com fotografia para possibilitar a conferência da assinatura pelo servidor responsável). O formulário deverá obrigatoriamente ser entregue nas Praças de Atendimento das Subprefeituras. Observações: Para os casos em que o signatário do formulário Solicitação de Desbloqueio da Senha WEB for procurador da pessoa física, é obrigatório anexar a procuração do interessado, autorizando o procurador a representá-lo neste ato, e documento original do outorgante com fotografia para possibilitar a conferência da assinatura pelo servidor responsável. Para a entrega do formulário Solicitação de Desbloqueio da Senha WEB e da documentação, não será necessário o comparecimento do próprio interessado, assim como não é necessário estabelecer um procurador para ser mero portador dos papéis.

11 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág. 11 Para os casos em que o signatário do formulário Solicitação de Desbloqueio da Senha WEB for inventariante da pessoa física falecida, é obrigatório anexar a cópia simples da Certidão de Óbito, e cópia simples de Certidão de Inventariante ou documento equivalente Certificado Digital A Pessoa Física que possuir certificado digital (e-cpf) poderá acessar o sistema da NF-e sem a necessidade de utilização da senha web ou simplificada. Para tanto, clique em Acesso ao Sistema. Neste caso não será necessário digitar o CPF. Acesse o sistema da NF-e clicando no link correspondente. Caso possua e-cpf, clique aqui para acessar o sistema da NF-e Selecione o Certificado Digital e clique em OK.

12 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág. 12 O seu certificado digital será então identificado. Clique em Acessar o Sistema. Clique aqui para acessar o sistema

13 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág. 13 Observações importantes: Informações sobre como obter, renovar e revogar seu Certificado Digital Para obter mais informações sobre os certificados digitais e-cpf ou e-cnpj, acesse o site da Receita Federal: Requisitos técnicos A versão do navegador Internet para o correto funcionamento dos certificados e serviços é o Microsoft Internet Explorer, versão 5.50 ou posterior. Para que os serviços utilizando certificados digitais funcionem adequadamente, é necessário que o seu navegador esteja habilitado para gravação de cookies. Configurando o Perfil do Contribuinte: Opção Desejo acessar o sistema utilizando sempre meu CERTIFICADO DIGITAL (opção recomendada) Ao optar por marcar a opção acima, na configuração de perfil, informamos que o usuário poderá acessar o sistema NF-e somente via Certificado Digital. Atenção: Em caso de perda ou falta de renovação do Certificado Digital, não haverá como acessar o sistema de outra maneira, nem mesmo com a Senha Web. Nestes casos, será necessário comparecer à Praça de Atendimento da Secretaria Municipal de Finanças - Vale do Anhangabaú, 206, Centro (ao lado da Galeria Prestes Maia), de segunda-feira a sexta-feira das 8 horas às 18 horas, trazendo a documentação necessária à comprovação do ocorrido e solicitando a liberação do acesso ao sistema via Senha Web Configurações do Perfil Ao acessar o sistema pela primeira vez, o usuário deverá atualizar as Configurações de Perfil. Por meio das Configurações do Perfil, você poderá informar seus dados para contato, autorizar a utilização automática dos seus dados quando receber uma NF-e, além de receber automaticamente as NF-e por e- mail Campo DADOS GERAIS No campo Dados Gerais, informe seu endereço e de contato. ATENÇÃO: o de contato não poderá conter os caracteres traço - ou underline _.

14 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág. 14 Observação importante: A partir de 30/12/2008, as Pessoas Físicas domiciliadas no Estado de São Paulo passam a fazer jus ao crédito de 30% do ISS, desde que tomem uma NF-e conforme definida no item Campo FRASE DE SEGURANÇA Frase de segurança (preenchimento opcional): Sugerimos ainda que seja informado um texto de sua escolha (frase de segurança). Esta frase aparecerá em todas as mensagens enviadas pelo Sistema da NF-e para o seu , de forma que você tenha segurança da autenticidade do remetente. Sempre que receber um do sistema da NF-e, confira a frase de segurança informada na mensagem. Caso ela não exista ou esteja incorreta, não abra a mensagem e proceda à sua exclusão. Trecho de mensagem de encaminhado pelo sistema da NF-e com a frase de segurança

15 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág Campo OPÇÕES 1. Desejo que todas as NF-e emitidas para mim utilizem os dados informados acima Selecione esta opção caso deseje que todas as NF-e recebidas utilizem os dados informados no campo Dados Gerais. Se esta opção estiver selecionada, ao receber a NF-e, basta informar seu CPF, não sendo necessário informar seus dados de endereço e . Caso não selecione esta opção, será necessário informar seus dados ao prestador de serviços em cada emissão de NF-e. 2. Desejo receber por informação de cada NF-e emitida para mim Se esta opção for selecionada, você passará a receber automaticamente as NF-e recebidas no informado no campo Dados Gerais. Além disso, o prestador de serviços não conseguirá enviar uma NF-e para um diverso do declarado neste campo. ATENÇÃO: o de contato não poderá conter os caracteres traço - ou underline _. 3. Desejo acessar o sistema utilizando sempre meu CERTIFICADO DIGITAL (opção recomendada) Selecione esta opção caso deseje sempre acessar o sistema da NF-e apenas por meio do certificado digital e-cpf. Se esta opção estiver selecionada, não será possível acessar o sistema da NF-e por meio de Senha Web ou Simplificada. ATENÇÃO: Ao marcar a opção acima, informamos que o usuário poderá acessar o sistema NF-e somente via Certificado Digital. Em caso de perda ou falta de renovação do Certificado Digital, não haverá como acessar o sistema de outra maneira, nem mesmo com a Senha Web. Nestes casos, será necessário comparecer à Praça de Atendimento da Secretaria Municipal de Finanças - Vale do Anhangabaú, 206, Centro (ao lado da Galeria Prestes Maia), de segunda-feira a sexta-feira das 8 horas às 18 horas, trazendo a documentação necessária à comprovação do ocorrido e solicitando a liberação do acesso ao sistema via Senha Web ou Simplificada. Após finalizar o preenchimento de todos os campos da tela de Configuração do Perfil, clique em Gravar. Os dados informados nas Configurações do Perfil poderão ser alterados a qualquer tempo.

16 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág Acessando o sistema da NF-e pela primeira vez De posse da sua senha, será possível acessar o sistema da NF-e pela primeira vez. Para tanto, clique em Acesso ao Sistema. Digite o CPF, o código da imagem e a senha web nos campos indicados. Digite seu CPF no local indicado Digite o código da Imagem Digite a sua senha Clique em Entrar. Você estará então tendo acesso ao sistema da NF-e.

17 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág Atualização de Através desta página, você poderá alterar seu . Informe seu novo e clique em Gravar. Para concluir a alteração, utilize o link de acesso contido no enviado para seu novo endereço eletrônico. ATENÇÃO: o de contato não poderá conter os caracteres traço - ou underline _.

18 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág Alteração de senha Para aqueles que cadastraram sua senha de acesso conforme procedimento anteriormente descrito, informando os dados da Declaração de Imposto de Renda da Pessoa Física 2007, a senha poderá ser alterada clicando em Alteração de Senha. Digite aqui sua nova senha. Confirme a nova senha aqui. Digite aqui um lembrete para sua senha (opcional). Informe a nova senha e clique em Gravar. Observação Importante: Senha Web Para as pessoas físicas que estão acessando o sistema da NF-e por meio da Senha Web, a mesma poderá ser alterada por meio do endereço:

19 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág. 19 Clique aqui para alterar a senha Clique em Alterar Senha, informando o CPF ou CNPJ utilizado no cadastramento da Senha Web e a senha atual. Em seguida informe a Nova Senha. Informe a nova senha e clique em Gravar.

20 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág Desbloqueio da senha NFe Para aqueles que cadastraram sua senha de acesso informando os dados da Declaração de Imposto de Renda da Pessoa Física 2007, a senha poderá ser desbloqueada clicando em esqueceu sua senha? após ter digitado o seu CPF na tela a seguir. Clique aqui para recuperar a senha O link da rotina de alteração da senha será enviado para o informado no perfil do usuário Link para acesso à rotina de alteração da senha NFe Consulte seu acima e abra o link informado, a tela abaixo ficará disponível para a alteração da senha.

21 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág. 21 Informe a nova senha e clique em Gravar.

22 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág Solicitando uma NF-e ao prestador de serviços Estão obrigados à emissão da NF-e todos os prestadores dos serviços constantes da tabela anexa à Portaria SF nº 72/2006 que auferirem, no exercício, receita bruta de serviços igual ou superior a R$ ,00, considerando-se todos os estabelecimentos da pessoa jurídica situados no Município de São Paulo Prestadores de serviço autorizados a emitir NF-e Nesta Lista de Prestadores, você poderá encontrar todos os prestadores de serviços que emitem NF-e. Esta página possibilita pesquisar a lista de prestadores de serviços que emitem NF-e passível de geração de crédito para abatimento do IPTU, na conformidade do que dispõe a legislação. A busca pode ser feita por razão social, atividade, bairro ou CEP. Os filtros podem ser utilizados separadamente ou em conjunto. O prestador de serviços poderá estar cadastrado em mais de uma atividade. Pesquise um prestador de serviço autorizado, por CNPJ, Nome ou razão Social, Bairro e CEP Arquivo com a relação completa de prestadores de serviço autorizados a emitir NF-e, em ordem de CNPJ Clique nos ícones para pesquisar os prestadores autorizados por categoria. O contribuinte poderá efetuar o download de um arquivo contendo a relação de todos os prestadores de serviços, ordenados por CNPJ, que possuem autorização para emitir NF-e.

23 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág Recebendo uma NF-e O prestador de serviços obrigado à emissão da NF-e poderá emitir a NF-e no momento da prestação do serviço (on-line) ou emitir um Recibo Provisório de Serviços RPS. O Recibo Provisório de Serviços RPS é o documento que deverá ser usado por emitentes da NF-e no eventual impedimento da emissão on-line da NF-e (Ex: falhas de conexão com internet). Também poderá ser utilizado pelos prestadores sujeitos à emissão de grande quantidade de NF-e (Ex: estacionamentos). Neste caso o prestador emitirá o RPS para cada transação e providenciará sua conversão em NF-e mediante o envio de arquivos (processamento em lote). O prestador de serviços deverá converter o RPS em NF-e até o décimo dia subseqüente ao de sua emissão, não podendo ultrapassar o dia 5 (cinco) do mês subseqüente ao da prestação de serviços. As conversões após este prazo sujeitam o prestador de serviços às penalidades previstas na Legislação Municipal. Para verificar se o RPS recebido foi convertido em NF-e, consulte as instruções descritas nos itens 8 e 10 deste manual Informando seus dados para preenchimento da NF-e Para preenchimento da NF-e, o tomador de serviços pessoa física deverá informar seus dados ao prestador de serviços. Informação do CPF Ao informar seus dados ao prestador de serviços durante o preenchimento da NF-e, sempre informe o seu CPF. Atenção: Embora o preenchimento do CPF seja opcional, se o tomador de serviços não informar o seu CPF, não terá direito ao crédito. Informação dos dados de endereço e Nas Configurações de Perfil, caso tenha selecionado a opção Desejo que todas as NF-e emitidas para mim utilizem os dados informados acima, durante o preenchimento da NF-e bastará informar seu CPF, não havendo necessidade de informar seus dados de endereço e . O preenchimento destes dados será automático.

24 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág Conheça o modelo da Nota Fiscal Eletrônica de Serviços (NF-e) O modelo completo de uma NF-e pode ser visualizado na figura abaixo. Os dados constantes do modelo são meramente exemplificativos.

25 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág. 25 Cabeçalho da Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Número da Nota: é seqüencial para cada estabelecimento do prestador de serviços; Data e Hora de Emissão: O sistema registra a Data e Hora em que a NF-e foi emitida; Código de Verificação: Permite confirmar a autenticidade da NF-e. Dados do prestador de Serviços O sistema permite que o prestador insira sua Logomarca na NF-e; Somente Prestadores de Serviços regularmente cadastrados na PMSP podem emitir a NF-e. Dados do tomador de serviços

26 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág. 26 Discriminação dos Serviços A Discriminação dos Serviços é um campo livre em que o prestador detalha os serviços prestados. O contribuinte deverá preencher o campo Discriminação dos Serviços com a descrição clara e detalhada dos serviços prestados, além de outras informações que julgar conveniente. Informações sobre retenções de tributos federais, data de vencimento, canhoto ou qualquer outra informação relevante podem ser discriminadas neste campo. Valor da Nota O valor do ISS incidente sobre esta NF-e está indicado aqui O valor do crédito ao Cliente - neste caso uma Pessoa Física (30%) - está indicado aqui Outras Informações

27 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág. 27 O recolhimento do ISS pelo prestador deve ser efetuado na data indicada na NF-e. Até lá o crédito ficará na situação Pendente. Se a NF-e foi convertida a partir de um RPS, o número, série e data de emissão do RPS serão informados neste campo. Se, por motivos previstos em legislação, não houver geração de crédito, esta informação aparecerá neste campo. O campo Outras Informações é de uso exclusivo da Administração Visualização da NF-e pelo tomador que receber a NF-e por O tomador de serviços, ao receber a NF-e por , poderá visualizar e imprimir a NF-e recebida. O conteúdo de um enviado ao tomador de serviços pode ser exemplificado a seguir: Identificação do prestador de serviços Endereço (link) para visualizar e imprimir a NF-e CNPJ do prestador, Número da NF-e e Código de Verificação Comentário enviado pelo prestador de serviços

28 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág Visualização e confirmação de autenticidade pelo tomador que receber a NF-e impressa O tomador de serviços (independente de onde estiver estabelecido) poderá, a qualquer momento, acessar o site da prefeitura para verificar a autenticidade de NF-e. Na opção Verifique Autenticidade basta digitar o número da NF-e, o número da inscrição no CNPJ do emitente da NF-e e o número do código de verificação existente na NF-e. Se a NF-e for autêntica, sua imagem será visualizada na tela do computador, podendo, inclusive, ser impressa. Para o tomador de serviços que já tiver acesso ao sistema da NF-e por meio de senha, sugerimos que utilize a opção Consulta de NF-e, conforme descrito no item 8 deste manual.

29 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág Consulta das NF-e Recebidas Para consultar as NF-e recebidas, clique no menu Consulta de NF-e. ATENÇÃO: as NF-e emitidas ou recebidas que sofrerem correção retroativa de regime de tributação serão identificadas com dois asteriscos (**) na tela dos resultados da consulta, junto ao CNPJ do prestador de serviços. Esta página permite que o tomador de serviços consulte: Situação das NF-e recebidas Com ISS Recolhido; Com ISS Pendente; Canceladas. Situação dos créditos recebidos Com ISS Recolhido; Com ISS Pendente. Consultar por período. É possível efetuar a consulta selecionando o período desejado, desde que não superior ao prazo decadencial (5 anos a partir da prestação do serviço, como regra geral), na forma da lei.

30 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág. 30 Após clicar em Consultar é exibida a tela abaixo, que informa as NF-e emitidas, o valor dos serviços, os créditos disponíveis e os créditos pendentes. Créditos Disponíveis Créditos Pendentes Para enviar um ao Prestador de Serviços clique aqui. Para visualizar a NF-e clique aqui. Verifique aqui o status de seus créditos. ATENÇÃO: quando houver NF-e tomadas que sofreram correção de regime de tributação (solicitada pelo prestador de serviços), além da indicação de ** ao lado do CNPJ do prestador de serviços, haverá também um link para a consulta das mesmas NF-e com a situação anterior à correção, para consulta conforme tela abaixo Consultando os créditos recebidos Os créditos recebidos podem ser consultados por meio do menu Consulta de NF-e. O sistema da NF-e apresentará a relação dos créditos recebidos para o período selecionado: Créditos Recebidos com ISS Recolhido Os créditos recebidos, já disponíveis para utilização (referentes à NF-e cujo ISS já foi recolhido pelo prestador de serviços), aparecerão na coluna Status com a situação Disponível. Créditos Recebidos com ISS Pendente Os créditos recebidos, mas ainda indisponíveis para utilização (referentes à NF-e cujo ISS não foi recolhido pelo prestador de serviços), aparecerão na coluna Status com a situação Pendente.

31 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág. 31 Créditos Cancelados (por cancelamento da NF-e) Os créditos cancelados (referentes à NF-e canceladas) aparecerão na coluna Status com a situação CANCELADO. Observações Importantes O crédito somente será gerado, tornando-se efetivo para utilização, após o recolhimento do ISS pelo prestador de serviços. Os créditos serão acumulados e totalizados em 31/10 de cada ano. Entre os dias 1º e 30/11 os tomadores de serviços indicarão no sistema os imóveis que receberão os créditos.

32 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág Indicação de Imóveis O tomador de serviços que receber uma NF-e terá direito a um crédito ser utilizado para abatimento do valor do IPTU lançado para o exercício seguinte, devendo o valor restante ser recolhido na forma da legislação vigente. O crédito somente será gerado, tornando-se efetivo, após o recolhimento do ISS. Os créditos gerados serão totalizados em 31 de outubro de cada exercício para abatimento no IPTU do exercício seguinte, relativo aos imóveis indicados. No período de 1 a 30 de novembro de cada exercício, o tomador de serviços deverá indicar, no sistema, os imóveis que aproveitarão os créditos gerados. Para iniciar a indicação dos imóveis que receberão os créditos, selecione o tomador de serviços e clique em Indicação de Imóveis. Saldo total disponível (com ISS recolhido pelo prestador) Clique aqui para detalhar os créditos recebidos Clique aqui para iniciar a indicação dos imóveis que receberão os créditos Caso não existam créditos disponíveis em seu CPF, aparecerá apenas a opção Consultar Imóveis.

33 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág. 33 Detalhamento de créditos: Para detalhar todos os créditos, disponíveis e pendentes, clique em Detalhar Créditos. Saldo Anterior: será sempre zero para quem nunca utilizou os créditos para abatimento de IPTU, e será o saldo remanescente em caso de utilização parcial dos créditos. Créditos Disponibilizados: são os créditos prontos para serem utilizados para abatimento de IPTU, sempre dos dias 1 a 30 de Novembro de cada ano. A disponibilização dos créditos ocorre no dia 10 de cada mês subseqüente ao pagamento, quando o crédito modifica seu status de recebido para disponibilizado. Créditos Recebidos: após o recolhimento do ISS pelo prestador do serviço ou responsável, o crédito ficará com o status de recebido, mas ainda não poderá ser utilizado para abatimento de IPTU. Saldo Disponível: é a soma dos créditos recebidos com os disponibilizados. Créditos Pendentes: são os créditos referentes às NF-e recebidas, com o ISS ainda não recolhido pelo prestador ou responsável. Não poderá ser utilizado para abatimento de IPTU. Créditos Estornados: os créditos poderão ser estornados nas seguintes situações: - Caso o prestador de serviços esteja enquadrado no regime de tributação Simples Nacional e tiver emitido NF-e erroneamente com tributação normal. O estorno ocorrerá quando o prestador de serviços efetuar a correção retroativa dessas NF-e emitidas incorretamente; - Nos casos de retificação do lançamento efetuado pela Prefeitura de São Paulo em que fique constatada a geração de créditos indevidos. Saldo Total: saldo total de créditos recebidos pelo tomador de serviços, é a soma dos créditos pendentes, recebidos e disponibilizados, menos os estornados.

34 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág. 34 Para acessar as NF-e, clique nos links à direita dos períodos Observações Importantes: Atenção: se houver desmembramento do Imóvel (SQL) após a indicação do mesmo, não haverá a utilização dos créditos indicados remanescentes para abatimento de IPTU. Os créditos remanescentes voltarão ao status de disponíveis para utilização no SQL do imóvel original no mês de Outubro do ano seguinte ao da indicação. As NF-e com ISS parcelado pelo Prestador de Serviços terão seus créditos de IPTU disponibilizados para utilização apenas após a quitação integral de todo o parcelamento o qual poderá envolver outras notas, impostos e taxas. Não será possível indicar imóveis para abatimento de IPTU fora do prazo especificado de 1 a 30 de Novembro. Será SEMPRE necessária a indicação do imóvel ATENÇÃO: o imóvel que aparece na tela inicial de indicação não será indicado automaticamente, ele apenas informa qual é o imóvel de residência do tomador informado nas Configurações de Perfil. O abatimento do IPTU será limitado a 50% (cinqüenta por cento) do valor do IPTU do exercício corrente, referente a cada imóvel indicado pelo tomador de serviços. Tanto o detentor do crédito quanto o imóvel indicado não podem constar do Cadastro Informativo Municipal - CADIN, na data da indicação. A validade dos créditos será de 5 (cinco) anos contados do 1º (primeiro) dia do exercício seguinte ao da emissão das respectivas NF-e. Não será exigido nenhum vínculo legal do tomador do serviço com os imóveis por ele indicados. O tomador de serviços poderá inclusive indicar mais de um imóvel para recebimentos dos créditos do IPTU.

35 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág Indicando os imóveis que receberão os créditos para abatimento do IPTU Para indicar o imóvel que receberá o abatimento, informe seu Número de Cadastro no IPTU (SQL) e clique no botão SELECIONAR. Será possível consultar os dados do imóvel, sua situação e o valor máximo de abatimento permitido. O número do SQL poderá ser encontrado na guia de recolhimento do IPTU do exercício. Número de Cadastro no IPTU (SQL). Quadro Resumo do Crédito para Abatimento do IPTU Saldo Total: saldo total disponibilizado para abatimento do IPTU. Valor já utilizado: saldo total do crédito já distribuído entre os imóveis. Saldo Disponível: saldo ainda disponível para ser distribuído entre os imóveis.

36 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág. 36 Digite o Número de Cadastro no IPTU (SQL) e clique em Selecionar Na próxima tela serão apresentados os dados do imóvel, com as seguintes informações:

37 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág. 37 Valor do IPTU: valor do IPTU do exercício corrente. Limite para abatimento do IPTU: valor máximo para abatimento do IPTU, limitado a 50% (cinqüenta por cento) do valor do IPTU do exercício corrente. Valor do abatimento indicado por terceiros: Não será exigido nenhum vínculo legal do tomador do serviço com os imóveis por ele indicados. O modelo da NF-e permite que vários tomadores de serviços indiquem um mesmo imóvel para recebimento dos créditos para abatimento do IPTU. Como exemplo, podemos citar a possibilidade de vários membros de uma mesma família indicarem individualmente um mesmo imóvel para recebimento dos créditos. Na hipótese de outro tomador indicar o imóvel, este valor será demonstrado no campo Valor do abatimento indicado por terceiros. Valor do abatimento indicado por você: este valor é limitado à quantidade atual de créditos disponíveis do tomador. Digite o valor do crédito que deseja transferir a este imóvel, para abatimento do IPTU, e clique em Indicar. Os valores indicados para abatimento do IPTU serão apresentados no campo Relação de Imóveis Indicados. Caso deseje indicar outro imóvel, clique em Voltar. O tomador de serviços poderá indicar quantos imóveis desejar, limitando-se ao valor total dos créditos disponíveis em 31 de Outubro. A partir desta etapa, a indicação é finalizada automaticamente. Receberão os créditos os imóveis que estiverem relacionados na tela abaixo em 30 de novembro de cada exercício.

38 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág Consulta de RPS O sistema da NF-e permite que o tomador de serviços que recebeu um Recibo Provisório de Serviços RPS consulte a sua conversão em NF-e. Esta página somente poderá ser utilizada pelos tomadores de serviço que não tenham senha de acesso ao sistema da NF-e. Para os que já possuem senha, a consulta deve ser efetuada pela opção Consulte seus Créditos. Para a consulta deverão ser informados os seguintes dados: CNPJ do Prestador de Serviços: (quem emitiu o RPS). Número do RPS. CPF/CNPJ do Tomador de Serviços: (quem recebeu o RPS).

39 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág Reclamações pela não conversão de RPS em NF-e Clique aqui para comunicar a Prefeitura do Município de São Paulo da não conversão de um RPS em NF-e. O Recibo Provisório de Serviços RPS é o documento que deverá ser usado por emitentes da NF-e no eventual impedimento da emissão on-line da NF-e. Também poderá ser utilizado pelos prestadores sujeitos à emissão de grande quantidade de NF-e (Ex: estacionamentos). Neste caso o prestador emitirá o RPS para cada transação e providenciará sua conversão em NF-e mediante o envio de arquivos (processamento em lote). O prestador de serviços deverá converter o RPS em NF-e até o décimo dia subseqüente ao de sua emissão, não podendo ultrapassar o dia 5 (cinco) do mês subseqüente ao da prestação de serviços. As conversões após este prazo sujeitam o prestador de serviços às penalidades previstas na Legislação Municipal. Se o prestador não efetuou a conversão de RPS em NF-e, o tomador do serviço poderá comunicar a Prefeitura do Município de São Paulo da não conversão de um RPS.

40 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág. 40 Para comunicar a Prefeitura do Município de São Paulo da não conversão de um RPS, clique em Cadastro de reclamações. Será obrigatório o preenchimento das informações do CPF ou CNPJ do tomador de serviço, o número do RPS, a data de emissão do RPS, o valor do RPS e o CNPJ do prestador de serviço. Sua comunicação será encaminhada ao setor competente da Secretaria Municipal de Finanças.

41 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág Sistema de Mensagens O sistema de mensagens é uma caixa postal eletrônica para a divulgação de informações relevantes relativas à NF-e. Todo usuário do sistema da NF-e, seja prestador ou tomador de serviços, Pessoa Jurídica ou Pessoa Física, poderá receber mensagens. Caso receba mensagem, terá como tela inicial o Sistema de Mensagens. Ao acessar o sistema da NF-e, se houver novas mensagens, a seguinte tela será aberta: Clique para detalhar a mensagem Clique para consultar mensagens antigas Clique em Detalhe para exibir todo o conteúdo da mensagem. Após ler a mensagem, clique em Ciente para que fique registrada a leitura da mensagem. Ao clicar em Não exibir novamente, a mensagem não mais aparecerá na tela inicial de mensagens e será armazenado nas mensagens antigas. A Caixa de Mensagens também poderá ser acessada ao clicar na aba Mensagens Recebidas, no menu à esquerda após o login. O canal de comunicação do sistema de mensagens é de via única, ou seja, apenas para envio de informações ao usuário do sistema da NF-e. Para contatar a Secretaria das Finanças, relativamente à NF-e, o usuário poderá enviar para

42 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág Exemplos de Mensagens Mensagem de Alteração do crédito para abatimento do IPTU

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Acesso ao Sistema - Pessoa Física

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Acesso ao Sistema - Pessoa Física Acesso ao Sistema - Pessoa Física Página 2 de 37 Índice ÍNDICE... 2 1. CONSIDERAÇÕES GERAIS... 4 1.1. DEFINIÇÃO... 4 1.2. OBRIGATORIEDADE DE EMISSÃO DA NFS-E... 4 1.3. CONTRIBUINTES IMPEDIDOS DA EMISSÃO

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e NOTA CARIOCA. Acesso ao Sistema - Pessoa Física

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e NOTA CARIOCA. Acesso ao Sistema - Pessoa Física ELETRÔNICA - NFS-e NOTA CARIOCA Acesso ao Sistema - Pessoa Física Página 2 de 36 Índice ÍNDICE... 2 1. CONSIDERAÇÕES GERAIS... 4 1.1. DEFINIÇÃO... 4 2. REGRAS PARA CADASTRAMENTO... 5 3. SENHA WEB... 6

Leia mais

NFSE - Nota Fiscal de Serviços Eletrônica 1

NFSE - Nota Fiscal de Serviços Eletrônica 1 1 DSF - Desenvolvimento de Sistemas Fiscais Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução total ou parcial deste documento sem o pagamento de direitos autorais, contanto que as cópias sejam feitas

Leia mais

Indice. O que é NFSe?... 5

Indice. O que é NFSe?... 5 DSF - Desenvolvimento de Sistemas Fiscais Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução total ou parcial deste documento sem o pagamento de direitos autorais, contanto que as cópias sejam feitas

Leia mais

Nota Fiscal de Serviços Eletrônica - NFS-e

Nota Fiscal de Serviços Eletrônica - NFS-e Nota Fiscal de Serviços Eletrônica - NFS-e Acesso ao Sistema Pessoa Física Versão: 1.0 Para baixar a versão mais atualizada deste documento, acesse o link: http://nfse.manaus.am.gov.br 1/8/2007 Página

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e - NOTA CARIOCA

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e - NOTA CARIOCA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e - NOTA CARIOCA Acesso ao Sistema - Pessoa Jurídica Página 2 de 125 Índice ÍNDICE... 2 1. CONSIDERAÇÕES GERAIS... 6 1.1. DEFINIÇÃO... 6 2. REGRAS PARA CADASTRAMENTO...

Leia mais

Nota Salvador - NFS-e Acesso ao Sistema - Pessoa Física

Nota Salvador - NFS-e Acesso ao Sistema - Pessoa Física Nota Salvador - NFS-e Acesso ao Sistema - Pessoa Física Versão 1.0 Nota Salvador NFS-e Versão do Manual: 1.0 pág. 2 Manual do Sistema Nota Salvador NFS-e Acesso ao Sistema para Pessoa Física ÍNDICE 1.

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA GOVERNO DE BIGUAÇU SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA GUIA DE ORIENTAÇÕES. NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS (NFS-e)

ESTADO DE SANTA CATARINA GOVERNO DE BIGUAÇU SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA GUIA DE ORIENTAÇÕES. NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS (NFS-e) ESTADO DE SANTA CATARINA GOVERNO DE BIGUAÇU SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA GUIA DE ORIENTAÇÕES NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS (NFS-e) Diretoria Geral de Tributos Biguaçu, Janeiro de 2012 INTRODUÇÃO

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO PESSOA FÍSICA

MANUAL DO USUÁRIO PESSOA FÍSICA MANUAL DO USUÁRIO PESSOA FÍSICA 1 Índice DSF - Desenvolvimento de Sistemas Fiscais Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução total ou parcial deste documento sem o pagamento de direitos autorais,

Leia mais

DECRETO Nº 47.350, DE 6 DE JUNHO DE 2006

DECRETO Nº 47.350, DE 6 DE JUNHO DE 2006 DECRETO Nº 47.350, DE 6 DE JUNHO DE 2006 Regulamenta a Lei nº 14.097, de 8 de dezembro de 2005, que institui a Nota Fiscal Eletrônica de Serviços e dispõe sobre a geração e utilização de créditos tributários

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e NOTA CARIOCA. Acesso ao Sistema - Pessoa Física

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e NOTA CARIOCA. Acesso ao Sistema - Pessoa Física ELETRÔNICA - NFS-e NOTA CARIOCA Acesso ao Sistema - Pessoa Física Página 2 de 48 Índice ÍNDICE... 2 1. CONSIDERAÇÕES GERAIS... 4 1.1. DEFINIÇÃO... 4 2. REGRAS PARA CADASTRAMENTO... 5 3. SENHA WEB... 6

Leia mais

NFSE - Nota Fiscal de Serviços Eletrônica 1

NFSE - Nota Fiscal de Serviços Eletrônica 1 1 DSF - Desenvolvimento de Sistemas Fiscais Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução total ou parcial deste documento sem o pagamento de direitos autorais, contanto que as cópias sejam feitas

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PIRIPÁ ESTADO DA BAHIA C.N.P.J. 13.694.658/0001-92

PREFEITURA MUNICIPAL DE PIRIPÁ ESTADO DA BAHIA C.N.P.J. 13.694.658/0001-92 Decreto n 015/2015 Piripá, 19 de maio de 2015. Regulamenta o gerenciamento da Nota Fiscal Eletrônica de Serviços - NFS-e Sped, sua escrituração, a emissão de guia de recolhimento do Imposto sobre Serviços

Leia mais

NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS MUNICÍPIO DE SÃO PAULO

NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS MUNICÍPIO DE SÃO PAULO NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS MUNICÍPIO DE SÃO PAULO Cortesia: FARO CONTÁBIL (www.farocontabil.com.br) Matéria publicada originalmente no Diário do Comércio Data: 01/08/2006 01 - CONCEITOS? 1.01.

Leia mais

MUNICÍPIO DE ESTEIO SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-E MANUAL DE ACESSO E UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO ON-LINE

MUNICÍPIO DE ESTEIO SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-E MANUAL DE ACESSO E UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO ON-LINE MUNICÍPIO DE ESTEIO SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-E MANUAL DE ACESSO E UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO ON-LINE Versão 1.0.5 Março/2014 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO... 6 2.

Leia mais

NFA-e. Manual do usuário

NFA-e. Manual do usuário Manual do usuário 24 de setembro de 2015 2 ÍNDICE APRESENTAÇÃO 3 PARTE I INFORMAÇÕES ESSENCIAIS 4 1. O que é a 4 2. Legislação 4 3. Quem pode emitir e quando 4 4. Quais operações são possíveis com a 6

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHAIS. NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA

PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHAIS. NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHAIS NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA PINHAIS - 2014 SUMÁRIO 2 1. Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e)... 3 1.1 Considerações Iniciais...

Leia mais

Prefeitura Municipal de Barra Mansa

Prefeitura Municipal de Barra Mansa Prefeitura Municipal de Barra Mansa Sistema de Prefeitura Eletrônica (SPE) Manual de Declaração de Serviços Sistema desenvolvido por Tiplan Tecnologia em Sistema de Informação. Todos os direitos reservados.

Leia mais

ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11

ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11 MANUAL DE USO DO SISTEMA GOVERNO DIGITAL ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11 2.0. SOLICITAÇÕES DE AIDF E AUTORIZAÇÃO DE EMISSÃO DE NOTA

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Acesso ao Sistema - Pessoa Jurídica

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Acesso ao Sistema - Pessoa Jurídica Acesso ao Sistema - Pessoa Jurídica Página 2 de 135 Índice ÍNDICE... 2 1. CONSIDERAÇÕES GERAIS... 6 1.1. DEFINIÇÃO... 6 1.2. OBRIGATORIEDADE DE EMISSÃO DA NFS-E... 6 1.2.1. A partir de quando a emissão

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE OURO BRANCO ESTADO DE MINAS GERAIS Procuradoria Geral DECRETO Nº 6.487, DE 27 DE OUTUBRO DE 2011.

PREFEITURA MUNICIPAL DE OURO BRANCO ESTADO DE MINAS GERAIS Procuradoria Geral DECRETO Nº 6.487, DE 27 DE OUTUBRO DE 2011. DECRETO Nº 6.487, DE 27 DE OUTUBRO DE 2011. REGULAMENTA A UTILIZAÇÃO DA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NFSE E DECLARAÇÃO FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NO MUNICÍPIO DE OURO BRANCO, E DÁ OUTRAS PRIVIDÊNCIAS.

Leia mais

Acesso ao Credenciamento

Acesso ao Credenciamento 2 1 Credenciamento Para todas as pessoas jurídicas que acessarem o sistema da NFS-e, será necessário inicialmente efetuar o credenciamento. O credenciamento é obrigatório para todas as empresas estabelecidas

Leia mais

PUBLICADO NO ÓRGÃO OFICIAL DO MUNICÍPIO Nº 1750 DO DIA 06/08/2012.

PUBLICADO NO ÓRGÃO OFICIAL DO MUNICÍPIO Nº 1750 DO DIA 06/08/2012. PUBLICADO NO ÓRGÃO OFICIAL DO MUNICÍPIO Nº 1750 DO DIA 06/08/2012. DECRETO N 1427/2012 Regulamenta a Lei municipal nº 8748/2010, que institui a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e) e dá outras providências.

Leia mais

Sumário PANORAMA... 6 APRESENTAÇÃO... 6 PORTAL GISSONLINE... 7 ACESSO PARA CONTRIBUINTES COM IDENTIFICAÇÃO E SENHA... 8

Sumário PANORAMA... 6 APRESENTAÇÃO... 6 PORTAL GISSONLINE... 7 ACESSO PARA CONTRIBUINTES COM IDENTIFICAÇÃO E SENHA... 8 Sumário PANORAMA... 6 APRESENTAÇÃO... 6 O QUE É GISSONLINE?... 6 FILOSOFIA DA GISSONLINE... 6 BENEFÍCIOS QUE A GISSONLINE OFERECE... 6 PORTAL GISSONLINE... 7 ACESSO PARA CONTRIBUINTES COM IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAPOÁ CHEFIA DE GABINETE DO PREFEITO

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAPOÁ CHEFIA DE GABINETE DO PREFEITO DECRETO MUNICIPAL Nº 1388/2011 Data: 27 de outubro de 2011 INSTITUI A NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS - NF-E NO MUNICÍPIO DE ITAPOÁ. ERVINO SPERANDIO, Prefeito Municipal de Itapoá (SC),

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Manual do Sistema

Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Manual do Sistema 1 Índice Apresentação... 3 Entrada no sistema... 4 Manual da NFe de Serviços Módulo Tomador... 5 Consultar RPS Recibo Provisório de Serviços... 6 Verificar a Autenticidade de Nota Fiscal... 7 Geração de

Leia mais

GUIA DE ORIENTAÇÃO. 1- Para acessar o sistema é necessário seguir os passos abaixo:

GUIA DE ORIENTAÇÃO. 1- Para acessar o sistema é necessário seguir os passos abaixo: GUIA DE ORIENTAÇÃO 1- Para acessar o sistema é necessário seguir os passos abaixo: 1.1 - ACESSAR O SITE DA PREFEITURA: 1.2 - CLICAR NA OPÇÃO: SERVIÇOS >> NOTA FISCAAL ELETRÔNICA 1.3 - Aguarde carregar

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e - NOTA CARIOCA

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e - NOTA CARIOCA ELETRÔNICA - NFS-e - NOTA CARIOCA Acesso ao Sistema - Pessoa Jurídica Página 2 de 121 Índice ÍNDICE...2 1. CONSIDERAÇÕES GERAIS...5 1.1. DEFINIÇÃO...5 2. CADASTRANDO A SENHA WEB PARA ACESSO AO SISTEMA

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE NITERÓI Atos do Prefeito DECRETO Nº 10767/2010. Disciplina a emissão de notas fiscais de serviços no Município, define forma

PREFEITURA MUNICIPAL DE NITERÓI Atos do Prefeito DECRETO Nº 10767/2010. Disciplina a emissão de notas fiscais de serviços no Município, define forma PREFEITURA MUNICIPAL DE NITERÓI Atos do Prefeito DECRETO Nº 10767/2010. Disciplina a emissão de notas fiscais de serviços no Município, define forma e prazo de recolhimento do Imposto sobre Serviços de

Leia mais

Nota Fiscal de Serviços Eletrônica - NFS-e

Nota Fiscal de Serviços Eletrônica - NFS-e Nota Fiscal de Serviços Eletrônica - NFS-e Acesso ao Sistema Pessoa Jurídica Versão: 1.0 Para baixar a versão mais atualizada deste documento, acesse o link: http://nfse.manaus.am.gov.br 2/8/2007 Página

Leia mais

ORIENTAÇÃO AO TOMADOR DE SERVIÇO, QUANTO A RETENÇÃO DO ISS

ORIENTAÇÃO AO TOMADOR DE SERVIÇO, QUANTO A RETENÇÃO DO ISS 1 PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCISCO BELTRÃO SECRETARIA DE FINANÇAS / DEPARTAMENTO DE FISCALIZAÇÃO ORIENTAÇÃO AO TOMADOR DE SERVIÇO, QUANTO A RETENÇÃO DO ISS Olá Tomadores de Serviço, a Prefeitura Municipal

Leia mais

Manual de Instruções ISS WEB SISTEMA ISS WEB. Sil Tecnologia LTDA

Manual de Instruções ISS WEB SISTEMA ISS WEB. Sil Tecnologia LTDA SISTEMA ISS WEB Sil Tecnologia LTDA Sumário INTRODUÇÃO 3 1. ACESSO AO SISTEMA 4 2. AUTORIZAR USUÁRIO 5 3. TELA PRINCIPAL 6 4. ALTERAR SENHA 7 5. TOMADORES DE SERVIÇO 7 5.1 Lista de Declarações de Serviços

Leia mais

Quarta-feira, 14 de Maio de 2014 N 628

Quarta-feira, 14 de Maio de 2014 N 628 LEI N 812 de 12 de maio de 2014. Institui a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica - NFS-e, a Ferramenta de Declaração Eletrônica de Serviços - DES, e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE GUAPIMIRIM,,

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO MANUAL PARA CONVERSÃO DE RECIBOS PROVISÓRIOS DE SERVIÇO EM NF-E

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO MANUAL PARA CONVERSÃO DE RECIBOS PROVISÓRIOS DE SERVIÇO EM NF-E PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO MANUAL PARA CONVERSÃO DE RECIBOS PROVISÓRIOS DE SERVIÇO EM NF-E (Modelo II) 1 Introdução Este manual apresenta e detalha os procedimentos para a realização do processo

Leia mais

MANUAL SISTEMA NFS-e

MANUAL SISTEMA NFS-e MANUAL SISTEMA NFS-e SUMARIO Tela Inicial NFe 03 Efetuar Login 1º Acesso Caso não possua Usuário e/ou Senha 03 Efetuar Login 1º Acesso Possuindo o Usuário e Senha 04 Primeira Tela 05 Menu de Opções 05

Leia mais

SLEA SISTEMA DE LICENCIAMENTO ELETRÔNICO DE ATIVIDADES DA PREFEITURA DE SÃO PAULO

SLEA SISTEMA DE LICENCIAMENTO ELETRÔNICO DE ATIVIDADES DA PREFEITURA DE SÃO PAULO SLEA SISTEMA DE LICENCIAMENTO ELETRÔNICO DE ATIVIDADES DA PREFEITURA DE SÃO PAULO Manual passo-a-passo para obtenção do Auto de Licença de Funcionamento/ Auto de Licença de Funcionamento Condicionado Eletrônico

Leia mais

Guia de Emissão de NF-e

Guia de Emissão de NF-e Guia de Emissão de NF-e Índice Nota Fiscal Eletrônica (NF-e)...3 Configuração de Perfil... 4 Configurando o Perfil no Sistema... 6 Configuração de Emissão de RPS... 6 Gerando os Arquivos para Emissão de

Leia mais

Passos básicos para utilização de Nota Fiscal Eletrônica (NF-E)

Passos básicos para utilização de Nota Fiscal Eletrônica (NF-E) Conteúdo Solicitação de Autorização...2 Numeração da NF-E...3 Emissão de NF-E...3 Pesquisa de NF-E emitida...5 Cancelamento de NF-E emitida...5 Carta de Correção...6 Envio de Arquivo de RPS...6 Número

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica do Tomador de Serviços NFTS

Nota Fiscal Eletrônica do Tomador de Serviços NFTS Nota Fiscal Eletrônica do Tomador de Serviços NFTS Versão 1.0 Nota Salvador NFS-e Versão do Manual: 1.0 pág. 2 Manual do Sistema da Nota Fiscal Eletrônica do Tomador de Serviços NFTS ÍNDICE 1. Acessando

Leia mais

ISS/SP: NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS ROTEIRO DE PROCEDIMENTOS FONTE: www.fiscosoft.com.br 13/07/2006. Líris Silvia Zoega Tognoli do Amaral

ISS/SP: NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS ROTEIRO DE PROCEDIMENTOS FONTE: www.fiscosoft.com.br 13/07/2006. Líris Silvia Zoega Tognoli do Amaral ISS/SP: NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS ROTEIRO DE PROCEDIMENTOS FONTE: www.fiscosoft.com.br 13/07/2006. Líris Silvia Zoega Tognoli do Amaral I - Introdução A Prefeitura Municipal de São Paulo instituiu

Leia mais

01 CONCEITOS 02 - RECIBO PROVISÓRIO DE SERVIÇOS - RPS. 1.01. O que é Nota Fiscal Eletrônica de Serviços - NF-e?

01 CONCEITOS 02 - RECIBO PROVISÓRIO DE SERVIÇOS - RPS. 1.01. O que é Nota Fiscal Eletrônica de Serviços - NF-e? 01 CONCEITOS 1.01. O que é Nota Fiscal Eletrônica de Serviços - NF-e? Considera-se Nota Fiscal Eletrônica de Serviços - NF-e documento emitido e armazenado eletronicamente em sistema próprio da Prefeitura

Leia mais

Manual de Acesso a NF-e

Manual de Acesso a NF-e Manual de Acesso a NF-e Acesso ao Sistema para Pessoa Jurídica. 1.0 Acesso ao Sistema....1 2.0 Cadastro...2 3.0 Configuração do Perfil...8 4.0 Solicitação de Emissão de NF-e....12 5.0 Emissão de NF-e...14

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE TIETÊ

PREFEITURA MUNICIPAL DE TIETÊ PREFEITURA MUNICIPAL DE TIETÊ Nota Fiscal Digital de Serviços A Nota Fiscal Digital é um documento cujo valor é de um arquivo eletrônico assinado digitalmente, que apresenta algumas características como

Leia mais

DECRETO Nº 5627, de 10 de janeiro de 2013. O PREFEITO MUNICIPAL DE NOVO HAMBURGO, no uso de suas atribuições legais,

DECRETO Nº 5627, de 10 de janeiro de 2013. O PREFEITO MUNICIPAL DE NOVO HAMBURGO, no uso de suas atribuições legais, DECRETO Nº 5627, de 10 de janeiro de 2013. Introduz as alterações que menciona no Decreto Municipal nº 1751/2004, de 29 de junho de 2004 e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE NOVO HAMBURGO,

Leia mais

Nota Fiscal de Serviços eletrônica NFS-e. Introdução. Apresentação

Nota Fiscal de Serviços eletrônica NFS-e. Introdução. Apresentação Nota Fiscal de Serviços eletrônica NFS-e Manual do Usuário Prestador Introdução Este manual tem como objetivo apresentar a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e) que será utilizado pelos contribuintes

Leia mais

- Nota Fiscal Eletrônica -

- Nota Fiscal Eletrônica - Manual Portal de Clientes e Transportadores - Nota Fiscal Eletrônica - ÍNDICE. INTRODUÇÃO 3. OBJETIVO 3.2 ABRANGÊNCIA 3 2. FUNCIONALIDADES 3 2. CADASTRO DE CLIENTES NO PORTAL 3 2.2 CONSULTA NOTAS FISCAIS

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISSQN

SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISSQN SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISSQN MIGRAÇÃO DAS INFORMACOES DO ATUAL SISTEMA PARA O SIGISSWEB 1ª FASE: Em 1º de Maio de 2015, o sistema SIGISSWEB deverá estar carregado com todos os cadastros

Leia mais

Sistema Serviço de Valet

Sistema Serviço de Valet Sistema Serviço de Valet Manual do Usuário Página 1 Sistema Serviço de Valet Manual do Usuário Versão 1.0.0 Sistema Serviço de Valet Manual do Usuário Página 2 Índice 1. Informações gerais... 3 2. Passo-a-passo...

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE ARACATI, no uso de suas atribuições legais, conforme lhe confere a Lei Orgânica Municipal,

O PREFEITO MUNICIPAL DE ARACATI, no uso de suas atribuições legais, conforme lhe confere a Lei Orgânica Municipal, DECRETO N.º 060 /2013. REGULAMENTA A NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NO MUNICÍPIO DE ARACATI E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO MUNICIPAL DE ARACATI, no uso de suas atribuições legais, conforme lhe

Leia mais

DECRETO Nº 072/2012. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE OLINDA, no uso de suas atribuições legais, DECRETA:

DECRETO Nº 072/2012. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE OLINDA, no uso de suas atribuições legais, DECRETA: DECRETO Nº 072/2012. EMENTA: REGULAMENTA a Lei Complementar nº 39, de 29 de dezembro de 2011, que institui o Sistema Eletrônico de Escrituração Fiscal SEEF, a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica NFS-e,

Leia mais

PASSO A PASSO PARA A EMISSÃO DA NOTA CARIOCA

PASSO A PASSO PARA A EMISSÃO DA NOTA CARIOCA PASSO A PASSO PARA A EMISSÃO DA NOTA CARIOCA 1º PASSO Certificado Digital ou Senha Web? Existem duas formas de acessar o sistema para a emissão da NFS-e, uma com o Certificado Digital e a outra pela Senha

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e)

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Acesso ao Sistema Pessoa Jurídica Todos os dados e valores apresentados neste manual são ficticios. Qualquer dúvida consulte a legislação vigente. Sistema desenvolvido por Tiplan Tecnologia em

Leia mais

MANUAL PARA EMPRESAS. EMISSÃO E ESCRITURAÇÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA NFS-e

MANUAL PARA EMPRESAS. EMISSÃO E ESCRITURAÇÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA NFS-e MANUAL PARA EMPRESAS EMISSÃO E ESCRITURAÇÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA NFS-e Este manual é um passo-a-passo para as empresas estabelecidas no município de Ilhabela e devidamente cadastradas no SEGISS Sistema

Leia mais

ISS DIGITAL MANUAL DO USUÁRIO INTERSOL SERVIÇOS DE INFORMÁTICA LTDA

ISS DIGITAL MANUAL DO USUÁRIO INTERSOL SERVIÇOS DE INFORMÁTICA LTDA ISS DIGITAL MANUAL DO USUÁRIO INTERSOL SERVIÇOS DE INFORMÁTICA LTDA Este Manual de Instruções destina-se aos usuários do Sistema de ISS Digital, desenvolvido e mantido por Intersol Serviços de Informática

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica de Serviços

Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Acesso ao Sistema - Pessoa Jurídica Versão 4.5 AUTENTICIDADE DA VERSÃO DE EDIÇÃO: HASH MD5 8964c1ef46651b2bd6efb7873eb5aeb2 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº672013 DATA: 31/07/2013

PROJETO DE LEI Nº672013 DATA: 31/07/2013 PROJETO DE LEI Nº672013 DATA: 31/07/2013 SÚMULA: INSTITUI A NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS E ESTABELECE OUTRAS PROVIDÊNCIAS. A CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES DO MUNICÍPIO DE SANTA IZABEL DO OESTE,

Leia mais

Secretaria Municipal de Finanças. NOTA FISCAL ELETRÔNICA (NF-e)

Secretaria Municipal de Finanças. NOTA FISCAL ELETRÔNICA (NF-e) Secretaria Municipal de Finanças NOTA FISCAL ELETRÔNICA (NF-e) OBJETIVO Reduzir a carga tributária individual e simplificar o cumprimento de obrigações acessórias pelas empresas CARACTERÍSTICAS Documento

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE TRIBUTAÇÃO M A N U A L D A NOTA FISCAL AVULSA ÍNDICE 1. Acesso ao Portal do Sistema...6 2. Requerimento de Acesso para os novos usuários...6 2.1 Tipo

Leia mais

- GUIA DO EMPRESÁRIO -

- GUIA DO EMPRESÁRIO - - GUIA DO EMPRESÁRIO - NF ELETRONICA SIMPLES NACIONAL MUNICIPIO DE SÃO PAULO Planeta Contábil 2008 Todos os Direitos Reservados (www.planetacontabil.com.br) 1/11 Este é um roteiro para emissão de NF-eletronica.

Leia mais

CeC. Cadastro eletrônico de Contribuintes. Manual CeC

CeC. Cadastro eletrônico de Contribuintes. Manual CeC CeC Cadastro eletrônico de Contribuintes Manual CeC Atualizado em 21/02/2013 APRESENTAÇÃO Este manual apresenta a estrutura e a forma de utilização do módulo Cadastro eletrônico de Contribuintes CeC, o

Leia mais

Pág. 5 - GERAÇÃO DE GUIAS PARA RECOLHIMENTO DO ISS

Pág. 5 - GERAÇÃO DE GUIAS PARA RECOLHIMENTO DO ISS Manual prático Pág. 2 - EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA Pág. 5 - GERAÇÃO DE GUIAS PARA RECOLHIMENTO DO ISS Pág. 8 - ATRIBUIR UM CONTADOR A UMA EMPRESA Pág. 9 - VERIFICAR REGISTRO DE RPS Pág. 11 - TRANSMISSÃO

Leia mais

- GUIA DO EMPRESÁRIO -

- GUIA DO EMPRESÁRIO - - GUIA DO EMPRESÁRIO - NF ELETRONICA LUCRO PRESUMIDO MUNICIPIO DE SÃO PAULO Planeta Contábil 2008 Todos os Direitos Reservados (www.planetacontabil.com.br) 1/14 Este é um roteiro para emissão de NF-eletronica.

Leia mais

Prefeitura Municipal de Conceição das Alagoas Secretaria de Administração, Fazenda e Gestão de Pessoal Setor de Tributação.

Prefeitura Municipal de Conceição das Alagoas Secretaria de Administração, Fazenda e Gestão de Pessoal Setor de Tributação. Prefeitura Municipal de Conceição das Alagoas Secretaria de Administração, Fazenda e Gestão de Pessoal Setor de Tributação Manual do Site CONCEIÇÃO DAS ALAGOAS MINAS GERAIS 2011 Manual do Sistema de Arrecadação

Leia mais

https://top.solucaopublica.com.br/mantena/

https://top.solucaopublica.com.br/mantena/ 1) Acesso ao sistema NFS-e na WEB A comunidade terá acesso ao NFS-e através do Site da Prefeitura Municipal de Mantena. Para acessar o sistema da NFS-e, o contribuinte deverá acessar o site: https://top.solucaopublica.com.br/mantena/

Leia mais

Instruções e Manual de Instalação Leitora + Cartão Inteligente. Certificado Digital Serasa

Instruções e Manual de Instalação Leitora + Cartão Inteligente. Certificado Digital Serasa Instruções e Manual de Instalação Leitora + Cartão Inteligente Certificado Digital Serasa O que é Certificado Digital? O Certificado Digital Serasa é um documento eletrônico que possibilita comprovar a

Leia mais

NFS-e. Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual Operacional do Prestador de Serviços

NFS-e. Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual Operacional do Prestador de Serviços te 2013 NFS-e Nota Fiscal de Serviços Eletrônica Manual Operacional do Prestador de Serviços Este manual tem como objetivo orientar os usuários, sobre os procedimentos relativos ao correto manuseio de

Leia mais

As pessoas jurídicas deverão promover a solicitação de mais de um cadastramento. O qual deverá ser realizado em duas etapas:

As pessoas jurídicas deverão promover a solicitação de mais de um cadastramento. O qual deverá ser realizado em duas etapas: CeC Cadastro eletrônico de Contribuintes Versão 1.0 Atualizado em 16/01/2012 APRESENTAÇÃO Este manual apresenta a estrutura e a forma de utilização do módulo Cadastro eletrônico de Contribuintes CeC, o

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA e-nota

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA e-nota EBM ASSESSORIA E CONSULTORIA EM INFORMÁTICA LTDA MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA e-nota PRESTADOR / CONTADOR Versão 2.0 Índice 1. Acessar o sistema 2. Notas Eletrônicas 2.1. Emitir

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e)

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e) Manual da Declaração Eletrônica de Serviços de Instituições Financeiras (DES-IF) Todos os dados e valores apresentados neste manual são ficticios. Qualquer dúvida consulte a legislação vigente. Página

Leia mais

MANUAL DO ISS ONLINE

MANUAL DO ISS ONLINE MANUAL DO ISS ONLINE Exploradores de Rodovias Índice 1 - Regularização Cadastral... 3 2 - Login... 5 3 - Acessos ao Sistema... 7 6 - Escriturações Eletrônica... 10 7 - Emissões de Guia de ISS... 11 Manual

Leia mais

MANUAL - UTILIZAÇÃO DE CRÉDITO PARA ABATIMENTO DE IPTU - INDICAÇÃO DE IMÓVEL

MANUAL - UTILIZAÇÃO DE CRÉDITO PARA ABATIMENTO DE IPTU - INDICAÇÃO DE IMÓVEL MANUAL - UTILIZAÇÃO DE CRÉDITO PARA ABATIMENTO DE IPTU - INDICAÇÃO DE IMÓVEL 1 Sumário 1. Introdução... 4 2. Créditos... 4 2.1. Geração de Crédito... 4 2.1.1. Exemplo do cálculo do crédito de uma NFS-e

Leia mais

Este documento tem por objetivo a definição das especificações necessárias para transmissão de Conhecimento de Transporte eletrônico - CT-e.

Este documento tem por objetivo a definição das especificações necessárias para transmissão de Conhecimento de Transporte eletrônico - CT-e. Conhecimento de Transporte Eletrônico OBJETIVO Este documento tem por objetivo a definição das especificações necessárias para transmissão de Conhecimento de Transporte eletrônico - CT-e. CONSIDERAÇÕES

Leia mais

SIGA Manual -1ª - Edição

SIGA Manual -1ª - Edição SIGA Manual -1ª - Edição ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 4 2. MÓDULO DE PROCESSOS 4 3. ACESSO AO SISTEMA 4 3.1 Acessando o Sistema 4 3.2 Primeiro Acesso 5 3.3 Login do Fornecedor 5 o Teclado Virtual 5 o Máquina Virtual

Leia mais

Nota Fiscal de Serviço eletrônica NFSe. Manual de acesso e utilização do sistema

Nota Fiscal de Serviço eletrônica NFSe. Manual de acesso e utilização do sistema PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO LEOPOLDO Nota Fiscal de Serviço eletrônica NFSe Manual de acesso e utilização do sistema Versão: 1.0.30 Maio/2011 SUMÁRIO 1. TELA INICIAL... 3 2. CADASTRO DO PRESTADOR... 4

Leia mais

Copyright 2004/2015 - VLC

Copyright 2004/2015 - VLC Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Perguntas Frequentes Versão 8.1 Atualizado em 26/08/2015 Copyright 2004/2015 - VLC As informações contidas neste caderno de Perguntas e Respostas são de propriedade da

Leia mais

MANUAL FUNCIONAL SOBRE NFS-e MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO/RS

MANUAL FUNCIONAL SOBRE NFS-e MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO/RS MANUAL FUNCIONAL SOBRE NFS-e MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO/RS SUMÁRIO SUMÁRIO...2 1. APRESENTAÇÃO...4 1 2. ACESSO AO APLICATIVO...5 3. GERAÇÃO DE NFS-e...6 3.1. Preenchimento dos dados para emissão da NFS-e...6

Leia mais

DECRETO Nº. 2187, DE 23 DE JULHO DE 2015. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE RESERVA, ESTADO DO PARANÁ, no uso de suas atribuições legais,

DECRETO Nº. 2187, DE 23 DE JULHO DE 2015. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE RESERVA, ESTADO DO PARANÁ, no uso de suas atribuições legais, DECRETO Nº. 2187, DE 23 DE JULHO DE 2015 SÚMULA: Institui o Gerenciamento Eletrônico do ISSQN, a Escrituração Econômico-Fiscal e a Emissão de GUIA de recolhimento por meios eletrônicos; estabelece obrigações

Leia mais

CeC. Cadastro Eletrônico de Contribuintes

CeC. Cadastro Eletrônico de Contribuintes CeC Cadastro Eletrônico de Contribuintes Versão 1.0 Usuário Externo Março/2010 Índice 1. Apresentação... 3 2. Objetivos... 3 3. Solicitação de CeC... 4 3.1. Cadastro de pessoas físicas... 5 3.1.1. Cadastro

Leia mais

E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município

E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município Após receber a confirmação de aceite do Credenciamento via e-mail já é possível efetuar o login no sistema

Leia mais

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Versão: 24/05/2010 Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como

Leia mais

Manual de Operacionalização do Módulo de Prestação de Contas PCS

Manual de Operacionalização do Módulo de Prestação de Contas PCS Manual de Operacionalização do Módulo de Prestação de Contas PCS Versão Fevereiro/2013 Índice PCS - Módulo de Prestação de Contas...3 Acesso ao Módulo PCS...3 1. Contas financeiras...5 1.1. Cadastro de

Leia mais

1. Conhecendo a GissOnline

1. Conhecendo a GissOnline 1. Conhecendo a GissOnline 1.01 Quem deve utilizar a ferramenta Gissonline? Todos os prestadores e tomadores de serviço sejam eles pessoas jurídicas (empresas) ou equiparadas, estabelecidas ou sediadas

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e - NOTA CARIOCA

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e - NOTA CARIOCA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e - NOTA CARIOCA Acesso ao Sistema - Pessoa Jurídica Página 2 de 113 Índice ÍNDICE... 2 1. CONSIDERAÇÕES GERAIS... 5 1.1. DEFINIÇÃO... 5 2. REGRAS PARA CADASTRAMENTO...

Leia mais

DECRETO Nº. 104 DE 06 DE OUTUBRO DE 2011

DECRETO Nº. 104 DE 06 DE OUTUBRO DE 2011 DECRETO Nº. 104 DE 06 DE OUTUBRO DE 2011 REGULAMENTA A NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NFS-e, SISTEMA DE GERENCIAMENTO DAS NOTAS FISCAIS E A SUA UTILIZAÇÃO, DISCIPLINA OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS PELA INTERNET

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Sistema Nota Fiscal Eletrônica. Sil Tecnologia LTDA

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Sistema Nota Fiscal Eletrônica. Sil Tecnologia LTDA Sistema Nota Fiscal Eletrônica Sil Tecnologia LTDA SUMÁRIO INTRODUÇÃO 4 1. CONHECENDO OS COMANDOS DO SISTEMA 5 1.1 Tela Inicial do Sistema 5 1.2 Navegador de registros 6 1.3 Filtro de Registros 6 2. TELA

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica do Tomador/Intermediário de Serviços - NFTS. Versão 1.3

Nota Fiscal Eletrônica do Tomador/Intermediário de Serviços - NFTS. Versão 1.3 Nota Fiscal Eletrônica do Tomador/Intermediário de Serviços - NFTS Versão 1.3 Nota Fiscal Eletrônica do Tomador/Intermediário de Serviços NFTS Versão do Manual: 1.3 pág. 2 Manual do Sistema da Nota Fiscal

Leia mais

Serviço de Informações Municipais Nota Fiscal de Serviços Eletrônica - NFS-e. Manual de Operação Versão 2.0

Serviço de Informações Municipais Nota Fiscal de Serviços Eletrônica - NFS-e. Manual de Operação Versão 2.0 Manual de Operação Versão 2.0 Índice de Operações 1. Apresentação...2 2. Solicitação de Uso da NFS-e...3 3. Consultar Andamento da Solicitação de Uso...5 4. Emitindo a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica...5

Leia mais

DECRETO Nº 32.250 DE 11 DE MAIO DE 2010. (Com as alterações introduzidas pelo Decreto nº 39.340 de 20/10/2014)

DECRETO Nº 32.250 DE 11 DE MAIO DE 2010. (Com as alterações introduzidas pelo Decreto nº 39.340 de 20/10/2014) DECRETO Nº 32.250 DE 11 DE MAIO DE 2010 (Com as alterações introduzidas pelo Decreto nº 39.340 de 20/10/2014) Dispõe sobre a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica-NFS-e NOTA CARIOCA e dá outras providências.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL Manual do ITIV PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE TRIBUTAÇÃO M A N U A L D O ITIV PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL Manual do ITIV ÍNDICE INFORMAÇÕES GERAIS...3

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Sumário: Tópico: Página: 2 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento

Leia mais

DECLARAÇÃO ELETRÔNICA DE SERVIÇOS

DECLARAÇÃO ELETRÔNICA DE SERVIÇOS DECLARAÇÃO ELETRÔNICA DE SERVIÇOS Versão 1.6 Manual do Sistema de Declaração Eletrônica de Serviços - DES Sumário 1. Informações Gerais... 3 1.1 Obrigatoriedade da entrega da DES... 3 1.2 Cadastrando um

Leia mais

Nota Fiscal Cidadã Manual do Registro de Reclamações

Nota Fiscal Cidadã Manual do Registro de Reclamações Nota Fiscal Cidadã Manual do Registro de Reclamações Versão 6 Objetivo do Manual Orientar sobre os procedimentos necessários para comunicação à SEFA da ocorrência de infrações à legislação do Programa

Leia mais

Copyright 2004/2014 - VLC

Copyright 2004/2014 - VLC Escrituração Fiscal Manual do Usuário Versão 7.2 Copyright 2004/2014 - VLC As informações contidas neste manual são de propriedade da VLC Soluções Empresariais Ltda., e não poderão ser usadas, reproduzidas

Leia mais

MANUAL PARA SOLICITAÇÃO DO CERTIFICADO DIGITAL

MANUAL PARA SOLICITAÇÃO DO CERTIFICADO DIGITAL MANUAL PARA SOLICITAÇÃO DO CERTIFICADO DIGITAL Agosto / 2015 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 IMPORTANTE ANTES DE SOLICITAR O CERTIFICADO DIGITAL... 3 SOLICITAÇÃO DO CERTIFICADO DIGITAL... 4 APRESENTAÇÃO DOS

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Utilização Envio de arquivos RPS. Versão 2.1

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Utilização Envio de arquivos RPS. Versão 2.1 NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Utilização Envio de arquivos RPS Versão 2.1 SUMÁRIO SUMÁRIO... 2 1. INTRODUÇÃO... 3 2. LAYOUT DO ARQUIVO... 4 3. TRANSMITINDO O ARQUIVO... 5 4. CONSULTANDO

Leia mais

Help de NFSe. 2011 E&L Produções de Software LTDA. Contador

Help de NFSe. 2011 E&L Produções de Software LTDA. Contador Contador 2 1 Credenciamento Se for prestador do município, substituto ou empresas de outros municípios clique na opção credenciar Para acessar a tela de credenciamento do contador, clique na opção Contador

Leia mais

Tutorial para emissão de NF-e

Tutorial para emissão de NF-e Tutorial para emissão de NF-e Conteúdo 1.Configuração do Módulo de NF-e... 2 1.1.Códigos Fiscais... 3 1.2.Contas Contábeis... 4 1.3.Conta corrente... 6 2.Emissão de NF-e... 8 2.1.Gerar NF-e... 9 2.2.NF-e

Leia mais

Nota Salvador NFS-e Versão do Manual: 1.0 pág. 1. Nota Salvador NFS-e. Acesso ao Sistema - Pessoa Jurídica. Versão 1.0

Nota Salvador NFS-e Versão do Manual: 1.0 pág. 1. Nota Salvador NFS-e. Acesso ao Sistema - Pessoa Jurídica. Versão 1.0 Nota Salvador NFS-e Versão do Manual: 1.0 pág. 1 Nota Salvador NFS-e Acesso ao Sistema - Pessoa Jurídica Versão 1.0 Nota Salvador NFS-e Versão do Manual: 1.0 pág. 2 Manual do Sistema Nota Salvador NFS-e

Leia mais

SOLICITAR USUÁRIO E SENHA DE ACESSO GERAÇÃO DE GUIAS PARA RECOLHIMENTO DO ISS ATRIBUIR UM CONTADOR A UMA EMPRESA

SOLICITAR USUÁRIO E SENHA DE ACESSO GERAÇÃO DE GUIAS PARA RECOLHIMENTO DO ISS ATRIBUIR UM CONTADOR A UMA EMPRESA 1 Manual prático Pág. 2 Pág. 4 Pág. 9 Pág. 11 SOLICITAR USUÁRIO E SENHA DE ACESSO EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA DECLARAÇÃO DE NOTA FISCAL RECEBIDA GERAÇÃO DE GUIAS PARA RECOLHIMENTO DO ISS IMPOSTO

Leia mais