PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHAIS. NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHAIS. NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA"

Transcrição

1 PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHAIS NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA PINHAIS

2 SUMÁRIO 2 1. Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e) Considerações Iniciais Legislação Definição de Nota Fiscal de Serviços Eletrônica Quem está obrigado a emitir NFS-e? Blocos impressos Integração com outros softwares Como aderir à NFS-e Acesso à Ferramenta NFS-e Uso da Ferramenta - NFS-e Configurando o Cabeçalho da NFS-e Emissão da NFS-e Preenchimento e Emissão da NFS-e Cadastro de Tomadores Informar Irregularidade Cadastral Envio da NFS-e por Gerenciamento das NFS-e emitidas (cancelamento, reimpressão, reenvio por ) Emissão de Formulário em Branco de NFS-e Consulta de NFS-e emitidas pelo prestador (NFS-e Prestadas) Consulta de NFS-e emitidas para o prestador (NFS-e Tomadas) Exportação de Informações das NFS-e Local da Prestação do Serviço X Tributa no Município do Prestador X Situação Tributária Legendas das Situações Tributárias... 27

3 1. Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e) Considerações Iniciais Este tutorial tem como objetivo demonstrar a ferramenta de emissão e gerenciamento de Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e). Assim como a Nota Fiscal de Serviços convencional (impressa), a NFS-e também é uma obrigação tributária e tem previsão legal no município de Pinhais. 1.2 Legislação A Nota Fiscal de Serviços Eletrônica foi instituída no município de Pinhais pela Lei 1192/2011. A regulamentação da NFS-e ocorreu inicialmente pelo Decreto 1933/2011. Posteriormente houveram alterações pelos Decretos 2363/2011 e 2683/ Definição de Nota Fiscal de Serviços Eletrônica A Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e) é um documento de existência exclusivamente digital, gerado e armazenado eletronicamente pela Administração Tributária Municipal ou por outra entidade conveniada, para documentar as operações de prestação de serviços. 1.4 Quem está obrigado a emitir a NFS-e? Em Pinhais, a obrigatoriedade está regulamentada pelo Decreto 1933/2011 e suas alterações. Nesse Decreto, estão determinadas as regras, definindo o processo de migração e qualificando os contribuintes que estão obrigados a iniciarem as emissões da NFS-e. O sistema de emissão da NFS-e é disponibilizado a todas as empresas que prestam serviços, domiciliadas em Pinhais, devidamente cadastradas no Cadastro Econômico Municipal. Portanto todas as empresas nesta situação podem usá-la, mesmo que ainda não estejam enquadradas na obrigatoriedade. 1.5 Blocos impressos As Notas Fiscais de Serviços em bloco ou em formulário contínuo podem ser usados até o último dia do mês em que o prestador de serviço for autorizado a emitir NFS-e. A partir do primeiro dia do mês subsequente ao que foi autorizada a emitir NFS-e, a empresa deverá emitir somente NFS-e. Hipoteticamente, se o prestador de serviço for autorizado a emitir NFS-e no dia 15 de junho de 2014, ele poderá utilizar as notas impressas até 30 de junho de A partir de 01 de julho de 2014 ele só poderá utilizar a NFS-e.

4 4 Decorrido o prazo limite para uso de notas impressas, mas o prestador ainda possuir blocos/formulários não utilizados, estes deverão se declarados pela contabilidade responsável como não utilizados, e posteriormente devem ser apresentados ao fisco municipal para procedimento de inutilização das mesmas. Os prazos descritos acima estão fixados na regulamentação da NFS-e, já citada anteriormente no item Integração com outros softwares O contribuinte pode usar a sua solução de informática para gerar as NFS-e no sistema da Prefeitura. Todas as regras de integração, bem como o manual com todas as especificações técnicas, podem ser obtidas pelas empresas desenvolvedoras de software e pelo próprio contribuinte através do Portal Fiscal Web ( 1.7 Como aderir à NFS-e Para liberação da emissão de Nota Fiscal de Serviços Eletrônica, é necessário cadastrar a solicitação de acesso no Portal do Cidadão ( clicando em "cadastrar-se", e entregar a documentação abaixo: Formulário "Solicitação de uso da NFS-e", assinada por sócio(s) administrador(es), com firma(s) reconhecida(s) (o formulário está disponível para download no site da Prefeitura: Cópia do contrato social, ou última alteração (consolidada); Cópia de RG/CPF do sócio (signatário da solicitação de AIDF-e). No caso da solicitação por procuração, além dos documentos acima citados, mais: Procuração, com firma reconhecida; Cópia simples do RG e CPF do procurador. Os documentos devem ser entregues no Departamento de Rendas Mobiliárias - DEMOB, Av. Camilo di Lellis, Centro. A liberação do acesso à emissão de NFS-e é informada por , no endereço informado na solicitação de acesso.

5 2. Acesso à Ferramenta NFS-e 5 A partir do site do município de Pinhais, deve-se acessar o Portal do Cidadão, clicando na opção Serviços Online ou acessar: No Portal de Cidadão, informe o número de login ou CNPJ da empresa, a senha e clique em Acessar. Posteriormente, deve ser acionado o serviço Nota Fiscal de Serviço Eletrônica, em destaque na cor verde, para entrar: Alternativamente, o acesso à ferramenta pode ser feito acessando o Fiscal Web, no endereço: Informe o CNPJ e a senha e clique em Acessar:

6 3. Uso da Ferramenta NFS-e Configurando o Cabeçalho da NFS-e A qualquer momento após a liberação para emissão da NFS-e, o prestador do serviço poderá fazer algumas configurações específicas, como a configuração de tributos federais, a inclusão de sua logomarca na NFS-e, entre outras. Para tanto, deve-se acessar Configurações >> Cabeçalho da NFS-e Clique em Consultar, e em seguida deve-se acionar a ação Alterar: Nas configurações de cabeçalho existem duas configurações relacionadas ao Envio de das NFS-e emitidas: 1) Caso o tomador do serviço possua cadastrado, receberá automaticamente

7 7 a NFS-e emitida em seu . Se o emissor de NFS-e não deseja enviar essa nota automaticamente ao tomador do serviço, deverá marcar a opção Não enviar ao tomador do serviço: 2) Caso o tomador deseje enviar todas as NFS-e emitidas para determinado(s) endereço(s) de (nesse caso, deve-se informar esse(s) endereço(s) de ). Na Configuração de Tributos Federais, informe a alíquota e o valor mínimo correspondente à retenção na fonte de cada tributo federal (quando aplicável). No momento da emissão da NFS-e os campos serão preenchidos automaticamente no formulário, mas poderão ser alterados. O M.E.I. Microempreendedor Individual não deve preencher estes campos. No campo Observações, podem ser cadastradas informações que serão sugeridas na emissão de todas as NFS-e. Elas serão mostradas na tela de preenchimento da NFS-e como sugestão, mas poderão ser alteradas. No campo Texto do da NFS-e (Envio) pode ser configurada uma mensagem padrão a ser enviada juntamente com a NFS-e quando forem enviadas por .

8 8 No campo Texto do da NFS-e (Cancelamento) pode ser configurada uma mensagem padrão a ser enviada juntamente com o de cancelamento da NFS-e. No campo Logo é possível inserir uma imagem que caracterize o Prestador do Serviço (Logomarca). Para fazer a inclusão de uma imagem, deve-se Buscar a imagem e posteriormente Confirmar Nova Imagem. Deve-se ficar atento ao tamanho e às extensões de arquivo permitidas. Uma vez cadastrada uma imagem, ela pode ser visualizada ou excluída. Existe ainda a configuração de Informações Complementares. As Informações Complementares devem ser cadastradas com um Título e com as Informações Relacionadas e são de utilização/configuração opcional de cada emissor de NFS-e. É possível editar os textos cadastrados, com as funções semelhantes de um documento de texto do Office Word.

9 3.2 Emissão da NFS-e Preenchimento e Emissão da NFS-e Para entrar na tela de preenchimento/emissão da NFS-e, deve-se acessar o link Emitir NFS-e na tela inicial do sistema: Também é possível acessar através do menu Nota Fiscal >> Emissão Na coluna de Ações é possível acessar, entre outras, a opção Emitir NFSe 1. Detalhes das Emissões: gerenciamento das NFS-e já emitidas; 2. Emitir NFS-e: emissão de novas NFS-e; 3. Formulário em Branco: emissão de formulários em branco; 4. Gráficos de NFS-e: gera gráficos sobre a utilização das notas; 5. Detalhamento Econômico: informações do cadastro econômico.

10 10 Acionando Emitir NFS-e, abre-se a tela de preenchimento da NFS-e. Os dados do contribuinte dizem respeito ao cadastro do prestador do serviço. Atualizar alguma dessas informações depende dos trâmites junto a Prefeitura. Os próximos campos apresentados são:

11 1. Série: Mantenha série única Tomador: Identificação se o tomador é Pessoa Física, Jurídica ou Estrangeira. 3. CPF/CNPJ Tomador: Identificação do tomador do serviço. Informa-se o CPF/CNPJ do tomador, quando é nacional; ou o Identificador, quando o tomador é estrangeiro; 4. Valor: Deve ser informado o valor total dos serviços prestados. 5. Valor Desconto: Caso houver, deve ser informado o valor do desconto incorporado na nota. 6. IR / INSS / Constribuição Social / PIS / Cofins: Caso houver, deve ser informado o valor (R$) das retenções de tributos federais. 7. Observações: Informações não relacionadas diretamente ao serviço prestado podem ser inseridas como Observações (serão impressas no rodapé da nota). Esse campo pode ser pré-configurado nas Configurações de Cabeçalho da NFS-e. 8. Local da Prestação do Serviço: Deve ser informado o código do município onde o serviço foi executado. Para pesquisar os municípios clique na lupa, ou digite o nome do município à direita da lupa. 9. Lista de Serviço: Selecione o item da Lista de Serviços, anexa à Lei Complementar 116/2003 que está relacionado o serviço prestado. * OBSERVAÇÃO (serviços disponíveis para emissão de NFS-e): São disponibilizados no formulário os itens da lista de serviço que possuírem relacionamento com as atividades desenvolvidas, que constem no Cadastro Econômico da empresa (Alvará de Localização e Funcionamento). Se o prestador de serviço que vai emitir NFS-e identificar que determinado item da lista de serviços não está disponível, mas ele desempenha atividade relacionada, ele deverá verificar os procedimentos necessários para regularização junto à prefeitura. 10. Trib. Mun. Prestador: Deve ser identificado se o serviço deverá ser tributado do município do prestador (opção SIM) ou se o serviço deverá ser tributado do município onde o serviço foi prestado (opção NÃO). 11. Alíquota: Deve ser identificada a alíquota correspondente ao serviço conforme regulamentação do município onde o serviço irá ser tributado. Nos casos em que o serviço for tributado no município de Pinhais, ou tributado em outros municípios que também fazem uso da ferramenta Fiscal Web, a alíquota será automaticamente identificada, baseada na regulamentação municipal, não sendo possível alterá-la. * OBSERVAÇÃO (alíquota para empresa optantes do Simples Nacional): Nos casos em que o Prestador do Serviço for optante do Simples Nacional, somente na primeira NFS-e emitida no mês, será necessário identificar a alíquota em que o prestador está enquadrado. Se na primeira NFS-e emitida no mês foi identificada a alíquota incorreta do Simples Nacional, o Prestador de serviço deverá efetuar o cancelamento daquela NFS-e e na emissão de nova NFS-e, acionar a Lupa de consulta de alíquota para visualizar novamente a tabela de alíquotas e selecionar a correta. A tabela de alíquotas apresentada é baseada nos Anexos III e IV da Lei Complementar 123/2006, e será conforme a imagem abaixo:

12 Descritivo: Deve ser feita a descrição, detalhamento dos serviços prestados. O preenchimento deste campo também é obrigatório 13. Sit. Trib.: Deve ser indicada a Situação Tributária pela qual o serviço deverá sofrer tributação, que devem atender a obrigação tributária principal. * OBSERVAÇÃO (principais situações tributárias utilizadas): Mais adiante este tutorial trará maiores esclarecimentos acerca de todas as Situações Tributárias possíveis de serem utilizadas (item 4). Entretanto, destacase que as principais Situações Tributárias utilizadas na emissão da NFS-e serão:» TI Tributada Integralmente, indica que o prestador do serviço recolherá o ISSQN;» TIRF Tributada Integralmente com Retenção na Fonte, indica que o tomador do serviço fará a retenção do ISSQN e posterior recolhimento ao município;» NTIFx - Não Tributada - ISS regime Fixo, deve ser usada por empresas do regime M.E.I. Microempreendedor Individual. 14. Vlr. Trib.: Deve ser informada a Base de Cálculo do ISSQN. No caso de ser destacado um único serviço na NFS-e, o Valor Tributável deverá ser igual ao Valor indicado no início do preenchimento da nota. Caso sejam destacados vários serviços na mesma NFS-e, a soma dos Valores Tributáveis de todos os serviços é que deve ser igual ao Valor indicado no início do preenchimento da nota. 15. Dedução: Valor da Dedução. (Esta modalidade não é utilizada para o município de Pinhais); 16. Vlr. ISSRF: Haverá o preenchimento automático do Valor do ISSRF nos casos em que seja destacada a Retenção na Fonte ou Substituição Tributária. 17. Novo Item de Serviço: Deve ser acionada essa opção nos casos em que se deseja preencher a NFS-e informando mais de um serviço. Quando acionado esse item, serão abertos na tela para preenchimento, novos campos de Serviços Prestados Relacionados ao Documento (citados anteriormente nos itens 8 a 16). 8

13 Mostrar Genéricos: Deve ser acionada essa opção nos casos em que se deseje adicionar Informações Complementares a NFS-e. Essas informações complementares exigem o preenchimento de um título e suas respectivas anotações. Esse campo é de uso opcional no preenchimento de cada NFS-e, ou pode ser pré-configurado nas Configurações de Cabeçalho da NFS-e, conforme especificado no item 3.2 deste tutorial. Após preencher os campos da NFS-e, basta clicar em CONFIRMAR. Será apresentado um aviso alertando o prestador do serviço sobre as informações utilizadas no preenchimento, e que se alguma delas estiver incorreta, devem-se fazer as correções, evitando a necessidade de cancelamento da NFS-e posteriormente. Confirmando o aviso apresentado, a NFS-e gerada constará em um quadro com as informações do Cadastro do Prestador, Número da NFS-e, Série da NFS-e, Valor da NFS-e e as ações para Imprimir a NFS-e, e enviar a NFS-e por . Na ação Imprimir, a NFS-e será exibida em versão HTML para impressão:

14 * OBSERVAÇÃO (Lei 12741/2012): Em cumprimento à determinação da lei federal nº /2012, é informado automaticamente no rodapé da NFS-e o Valor aproximado dos tributos. Este valor é calculado com base nas informações da NFS-e, de acordo com a tabela do IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação). 14

15 3.2.2 Cadastro de Tomadores 15 Para informar os dados do tomador dos serviços, basta digitar o CPF (pessoa física) ou o CNPJ (pessoa jurídica). Para localizar o tomador por Nome/Razão Social, basta digitar parte do nome no campo à direita, e selecionar entre as sugestões exibidas: Ao clicar na estrela, será exibida uma lista de tomadores mais utilizados nas emissões de NFS-e anteriores: Se o tomador não for cadastrado, clique na lupa para ativar a função Consultar Em seguida, clique em Inserir Se o tomador estiver cadastrado, mas com endereço incorreto, e não for empresa domiciliada em Pinhais, é possível cadastrar um endereço alternativo, clicando em Novos endereços para o tomador do serviço

16 Altere os campos necessários e clique em Confirmar 16 O novo endereço cadastrado passará a constar na aba Lista e poderá ser utilizado em futuras emissões de NFS-e. Este procedimento também irá gerar automaticamente uma informação de irregularidade cadastral, a ser analisada pela Prefeitura. (tópico a seguir) Informar Irregularidade Cadastral Para correção de cadastros, pode ser utilizada também a Informação de Irregularidade Cadastral. Esta ferramenta permite registrar no sistema inconsistências nas informações de qualquer cadastro (tomadores ou prestadores de serviços). É possível também informar a correção do endereço e/ou a razão social da empresa, se estes estiverem inconsistentes com o cadastro CNPJ da Receita Federal. Acesse no Menu: Globais >> Cadastros >> Pessoas/Endereços >> Pessoa Utilize os filtros para localizar o cadastro. Após localizar o cadastro a ser corrigido, clique na ação Informar Irregularidade Cadastral:

17 17 Serão listadas as informações do cadastro. Aquelas que estiverem incorretas devem ser alteradas. Ao Confirmar, as irregularidades relatadas serão remetidas ao setor de cadastro da Prefeitura que fará a verificação e tomará as providências necessárias para proceder à atualização. Ao confirmar, verifique o Município responsável pela liberação. * OBSERVAÇÃO (atualização de cadastros): Ao ser analisada a informação de irregularidade cadastral pela Prefeitura, serão considerados alguns fatores que permitirão ou não o deferimento da alteração solicitada: - Se os dados informados estão de acordo com o cadastro CNPJ; - Se a empresa possui cadastro econômico no município responsável pela liberação. Neste caso a alteração de endereço só será possível mediante procedimento específico na Prefeitura.

18 Envio da NFS-e por Ao acionar a ação para enviar a NFS-e por , poderá ser informado determinado endereço de para receber exclusivamente a NFS-e emitida, como também é possível criar uma lista de contatos para envio futuro de novas NFS-e. Acionando a opção Adicionar Contato, serão solicitados um Nome e para criar o contato. Ao gravar, o contato ficará salvo para utilização futura. Para envio da NFS-e para determinado , informa-se no campo específico e aciona-se a opção enviar. Para enviar a NFS-e para um cadastrado como contato, deve-se marcar o contato. Ele será carregado no campo . A NFS-e pode ser enviada para quantos s for necessário. Para alterar e/ou atualizar sua lista de contatos de para envio das NFS-e, acesse Globais >> Cadastros >> Diversos >> CPFCNPJ x

19 19 A mensagem enviada por terá a aparência mostrada abaixo, e conterá o texto cadastrado nas configurações de cabeçalho (item 3.1 deste tutorial), e as informações da NFS-e: Através dos links disponíveis na mensagem, é possível visualizar a NFS-e em versão HTML para impressão, fazer o download do arquivo XML, e também é possível obter o código de autenticidade para confirmação no site da Prefeitura.

20 3.2.5 Gerenciamento das NFS-e emitidas (cancelamento, reimpressão, reenvio por ). 20 Para fazer o gerenciamento de alguma NFS-e emitida, deve-se acessar através do menu Nota Fiscal >> Emissão Na sequencia, deve-se acionar a ação Detalhes das Emissões. Nos Detalhes das Emissões, são várias ações disponíveis. Na próxima tela, clique em Consultar para exibir as Notas Fiscais emitidas: Nos Detalhes das Emissões, são várias ações disponíveis. 1. Cancelar: Deve ser acionada para fazer o cancelamento de determinada NFS-e. Para efetivar o cancelamento, é necessário informar o motivo e confirmar. * OBSERVAÇÃO Prazo para cancelamento de NFS-e: O prazo para cancelamento está estabelecido no Decreto 1933/2011 SEÇÃO VII Art.33 (A NFS-e poderá ser cancelada pelo emitente, pela própria ferramenta, antes do pagamento do imposto e até 120 dias contados a partir do 1 dia do mês

21 21 subseqüente ao da sua emissão...), ou seja, o próprio emissor poderá efetuar o cancelamento/estorno via sistema até o dia 19 do mês seguinte ao mês da emissão da NFS-e (desde que não tenha sido realizado o protocolo da DIF), Cancelamentos/estornos posteriores ao dia 19 só poderão ser feitos através de solicitação por 2. Estornar Cancelamento: Deve ser acionada para fazer o estorno de alguma NFS-e cancelada indevidamente. 3. Visualizar: Apresentação em tela das informações contidas na NFS-e. 4. Imprimir: Apresentação da NFS-e em HTML para impressão. 5. Envia Permite que a NFS-e seja enviada por Download do arquivo XML de retorno: Permite que seja baixado o arquivo XML gerado no momento de emissão da NFS-e. 7. Download do arquivo XML enviado para geração de NFS-e: Para as notas emitidas através de integração com outros softwares, é possível fazer o download do arquivo XML enviado via integração e que originou a NFS-e Emissão de Formulário em Branco de NFS-e A prefeitura de Pinhais autoriza os prestadores de serviços emissores de NFS-e a utilizarem até 5 (cinco) formulários em branco de NFS-e. A função desses formulários em branco é o uso em situações em que não esteja disponível a ferramenta de emissão online de NFS-e. Devem ser emitidas no início do mês e impressas em três vias logo após sua geração. Devem ser armazenadas durante o mês para utilização em caso de necessidade. Caso não sejam utilizados no mês em que foram gerados, devem ser inutilizados e declarados na DIF como não utilizados. Caso sejam utilizados, devem ser lançados na DIF com as informações do preenchimento. Para fazer a emissão de Formulários em Branco, o prestador de serviço deverá acessar Nota Fiscal >> Emissão >> NFS-e em Branco. Serão apresentadas as informações da Autorização de Uso da NFS-e com a quantidade de formulários em branco autorizados e a quantidade de formulários em branco já emitido no mês. O número de formulários em branco é mensal e não acumulativo. Para emitir a NFS-e em branco deve-se acionar a ação disponível.

22 3.2.7 Consulta de NFS-e emitidas pelo prestador (NFS-e Prestadas) 22 É possível consultar e gerar um relatório das notas emitidas por ele (NFS-e Prestadas). Para tanto, deverá acessar em Consulta >> NFS-e Prestadas. O emissor de NFS-e poderá utilizar os vários filtros para consultar as NFS-e que desejar, dentre as emitidas por ele. Da consulta poderá ser gerado um relatório, acionando a opção Imprimir. As NFS-e Prestadas também podem ser impressas e visualizadas na Consulta Consulta de NFS-e emitidas para o prestador (NFS-e Tomadas) É possível consultar e gerar um relatório das notas emitidas para ele (NFS-e Tomadas). Para tanto, deverá acessar em Consulta >> NFS-e Tomadas. O emissor de NFS-e poderá utilizar os vários filtros para consultar as NFS-e que desejar, dentre as emitidas para ele na figura de Tomador do Serviço. Da consulta também poderá ser gerado um relatório, acionando a opção Imprimir. As NFS-e Tomadas também podem ser impressas e visualizadas na Consulta.

23 3.2.9 Exportação de Informações das NFS-e 23 É possível fazer a exportação das informações das NFS-e emitidas. A exportação gerará um arquivo no formato 'txt' com todas as informações das NFS-e emitidas. Esse arquivo pode ser importado para outros softwares (gerenciais e/ou contábeis), evitando a redigitação de informações. Para gerar o arquivo, deve-se acessar Nota Fiscal >> Exportação. Alguns filtros facilitam a seleção das NFS-e que se deseja exportar. Cadastro Econômico: Não é necessário informar o cadastro, uma vez que somente do próprio prestador serão geradas as informações. Série: Deve-se indicar a série da NFS-e que se deseja exportar as informações. Número de / até: Pode ser utilizado para indicar determinado intervalo de NFS-e emitidas que se deseja exportar as informações. Data de Emissão de / até: Pode ser utilizado para indicar um intervalo de datas que as NFS-e foram emitidas e que se deseja exportar as informações. Layout de Exportação: Acionando essa opção será apresentado o Layout com o qual será gerado o arquivo de exportação. Para gerar o arquivo de exportação, deve-se Confirmar.

24 24 4. Local da Prestação do Serviço X Tributa no Município do Prestador X Situação Tributária Através deste item, pretende-se esclarecer as principais dúvidas dos prestadores de serviços emissores de Nota Fiscal de Serviços Eletrônica com relação aos campos de preenchimento da NFS-e Local da Prestação do Serviço, Tributa no Município do Prestador e Situação Tributária. Na maioria das NFS-e emitidas, os prestadores de serviços deverão utilizar uma das sete combinações abaixo apontadas. Caberá aos prestadores de serviço identificar, amparados e baseados na Lei Complementar Federal 116/2003, na legislação tributária do município de Pinhais e na legislação tributária do município onde prestar os serviços, qual situação deverá ser utilizada em cada caso. Local da Prestação do Serviço Pinhais 1 Tributa no Município do Prestador Situação Tributária Quem paga o ISS SIM TI Prestador Indicação de que o serviço foi prestado em Pinhais, que o ISSQN é devido no município do prestador (Pinhais) e que deverá ser recolhido pelo prestador do serviço ao município de Pinhais. Onde paga o ISS Pinhais Local da Prestação do Serviço Pinhais 2 Tributa no Município do Prestador Situação Tributária Quem paga o ISS SIM TIRF Tomador Indicação de que o serviço foi prestado em Pinhais, que o ISSQN é devido no município do prestador (Pinhais) e que deverá ser retido/recolhido pelo tomador do serviço ao município de Pinhais. Onde paga o ISS Pinhais Local da Prestação do Serviço Pinhais 3 Tributa no Município do Prestador Situação Tributária Quem paga o ISS NÃO TIRF Tomador Indicação de que o serviço foi prestado em Pinhais, que o ISSQN é devido no município onde o serviço foi prestado (Pinhais) e que deverá ser retido/recolhido pelo tomador do serviço ao município de Pinhais. Onde paga o ISS Pinhais Local da Prestação do Serviço Fora de Pinhais 4 Tributa no Município do Prestador Situação Tributária Quem paga o ISS SIM TI Prestador Indicação de que o serviço não foi prestado em Pinhais, que o ISSQN é devido no município do prestador (Pinhais) e que deverá ser recolhido pelo prestador do serviço ao município de Pinhais. Onde paga o ISS Pinhais Local da Prestação do Serviço Fora de Pinhais 5 Tributa no Município do Prestador Situação Tributária Quem paga o ISS SIM TIRF/TIST Tomador Indicação de que o serviço não foi prestado em Pinhais, que o ISSQN é devido no município do prestador (Pinhais) e que deverá ser retido/recolhido pelo tomador do serviço ao município de Pinhais. Onde paga o ISS Pinhais

25 25 6 Local da Prestação do Serviço Tributa no Município do Prestador Situação Tributária Quem paga o ISS Onde paga o ISS Outro Município NÃO TI Prestador Município onde o serviço foi prestado Indicação de que o serviço não foi prestado em Pinhais, que o ISSQN é devido no município onde o serviço foi prestado e que deverá ser recolhido pelo prestador do serviço ao município onde o serviço foi prestado. 7 Local da Prestação do Serviço Tributa no Município do Prestador Situação Tributária Quem paga o ISS Onde paga o ISS Fora de Pinhais NÃO TIRF/TIST Tomador Município onde o serviço foi prestado Indicação de que o serviço não foi prestado em Pinhais, que o ISSQN é devido no município onde o serviço foi prestado e que deverá ser retido/recolhido pelo tomador do serviço ao município onde o serviço foi prestado. As situações descritas também devem ser obedecidas nos casos em que o prestador de serviço emissor de NFS-e é optante do Simples Nacional. A legislação do Simples Nacional estabelece alíquotas de ISS baseadas no faturamento da empresa, mas o regulamento que legisla sobre as operações de prestação de serviço continua sendo a LC 116/2003 e as legislações tributárias de cada município. Existem outras combinações possíveis de serem utilizadas em casos específicos. a) Prestadores de serviços enquadrados em regime de recolhimento de ISS de forma fixa. (Esta combinação deve ser utilizada por empresas do regime Microempreendedor Individual): a Local da Prestação do Serviço Tributa no Município do Prestador Situação Tributária Quem paga o ISS Pinhais ou Fora de Pinhais SIM / NÃO NTIFx Prestador (ISS Fixo) Independente de onde o serviço foi prestado e de onde o ISSQN é devido, não incidirá ISSQN sobre o serviço porque o prestador do serviço recolhe o tributo de forma fixa ao município de Pinhais. Onde paga o ISS Pinhais b) Prestadores de serviços enquadrados em regimes de recolhimento de ISS de forma Estimada: Local da Prestação do Serviço Fora de Pinhais b Tributa no Município do Prestador Situação Tributária Quem paga o ISS SIM / NÃO NTIEs Prestador Independente de onde o serviço foi prestado e de onde o ISSQN é devido, não incidirá ISSQN sobre o serviço porque o prestador do serviço recolhe o tributo de forma estimada ao município de Pinhais. Onde paga o ISS Pinhais

26 c) Prestadores de serviços imunes ou isentos do recolhimento de ISSQN: 26 Local da Prestação do Serviço Fora de Pinhais c Tributa no Município do Prestador Situação Tributária Quem paga o ISS SIM / NÃO ISE / IMU Ninguém Independente de onde o serviço foi prestado e de onde o ISSQN é devido, não incidirá ISSQN sobre o serviço porque o prestador do serviço tem isenção ou imunidade de recolher o tributo. Onde paga o ISS Não paga d) Serviços prestados no exterior: Local da Prestação do Serviço Fora do País (99999) d Tributa no Município do Prestador Situação Tributária Quem paga o ISS SIM / NÃO NTRIB Ninguém Independente do serviço que foi prestado, se sua execução ocorreu fora do Brasil, ele não será tributado. Onde paga o ISS Não paga e) Serviços prestados por cooperativas para seus cooperados: Local da Prestação do Serviço Qualquer e Tributa no Município do Prestador Situação Tributária Quem paga o ISS SIM / NÃO NTAC Ninguém Os serviços prestados por cooperativas para os seus cooperados, não haverá incidência de ISS por se tratar de Ato Cooperado. Onde paga o ISS Não paga

27 4.1 Legendas das Situações Tributárias: TI Tributada Integralmente TIRF Tributada Integralmente com ISSRF TIST Tributada Integralmente e sujeita à Substituição Tributária TRBC Tributada com redução da base de cálculo TRBCRF Tributada com redução da base de cálculo com ISSRF TRBCST Tributada com redução da base de cálculo e sujeita à Substituição Tributária ISE Isenta IMU Imune NTIFx Não Tributada ISS regime Fixo NTIEs Não Tributada ISS regime Estimativa NTICc Não Tributada ISS Construção Civil recolhido antecipadamente NTRIB Não Tributada NTAC Não Tributada Ato Cooperado 27 Em caso de qualquer dúvida ou dificuldade com relação a NFS-e, é possível buscar auxílio diretamente com a Prefeitura Municipal de Pinhais no Departamento de Rendas Mobiliárias, diretamente pelos telefones (41) / (41) O atendimento pode ser prestado também pela empresa IPM pelo telefone ou através do atendimento on-line pela própria ferramenta:

DECLARAÇÃO DE SERVIÇOS * Prestados e Tomados por contribuintes DOMICILIADOS em Pinhais (COM Cadastro Econômico) TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA

DECLARAÇÃO DE SERVIÇOS * Prestados e Tomados por contribuintes DOMICILIADOS em Pinhais (COM Cadastro Econômico) TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA DECLARAÇÃO DE SERVIÇOS * Prestados e Tomados por contribuintes DOMICILIADOS em Pinhais (COM Cadastro Econômico) TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA ANO 2012 2 SUMÁRIO 1. CONSIDERAÇÕES GERAIS... 4 2. DECLARAÇÃO

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NFS-e TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NFS-e TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NFS-e TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA ANO 2012 2 SUMÁRIO 1. NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-E)... 3 1.1 CONSIDERAÇÕES INICIAIS... 3 1.2 LEGISLAÇÃO (EM PINHAIS)...

Leia mais

ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11

ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11 MANUAL DE USO DO SISTEMA GOVERNO DIGITAL ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11 2.0. SOLICITAÇÕES DE AIDF E AUTORIZAÇÃO DE EMISSÃO DE NOTA

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA 1 NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA ANO 2012 2 Sumário 1 Nota Fiscal de Serviços eletrônica - NFS-e... 3 1.1 Considerações Iniciais... 3 1.2 Legislação... 3 1.3 Definição...

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Acesso ao Sistema - Pessoa Física

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Acesso ao Sistema - Pessoa Física Acesso ao Sistema - Pessoa Física Página 2 de 37 Índice ÍNDICE... 2 1. CONSIDERAÇÕES GERAIS... 4 1.1. DEFINIÇÃO... 4 1.2. OBRIGATORIEDADE DE EMISSÃO DA NFS-E... 4 1.3. CONTRIBUINTES IMPEDIDOS DA EMISSÃO

Leia mais

DECLARAÇÃO DE SERVIÇOS PRESTADOS

DECLARAÇÃO DE SERVIÇOS PRESTADOS DECLARAÇÃO DE SERVIÇOS PRESTADOS RESUMO DA DECLARAÇÃO NA ESCRITA FISCAL Menu: Declaração de Serviços/Prestados/Homologados Tela de Declaração de Serviços prestados no FISCAL WEB (ISSQN por homologação)

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA CARTILHA E TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA SUMÁRIO

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA CARTILHA E TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA SUMÁRIO NFS-e NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA CARTILHA E TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA SUMÁRIO 1. NFS-e 1.1 Considerações Iniciais 1.2 Definição 1.3 Regras de uso 1.3.1 Quem está obrigado a emitir a NFS-e?

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA GOVERNO DE BIGUAÇU SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA GUIA DE ORIENTAÇÕES. NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS (NFS-e)

ESTADO DE SANTA CATARINA GOVERNO DE BIGUAÇU SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA GUIA DE ORIENTAÇÕES. NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS (NFS-e) ESTADO DE SANTA CATARINA GOVERNO DE BIGUAÇU SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA GUIA DE ORIENTAÇÕES NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS (NFS-e) Diretoria Geral de Tributos Biguaçu, Janeiro de 2012 INTRODUÇÃO

Leia mais

GUIA DE ORIENTAÇÃO. 1- Para acessar o sistema é necessário seguir os passos abaixo:

GUIA DE ORIENTAÇÃO. 1- Para acessar o sistema é necessário seguir os passos abaixo: GUIA DE ORIENTAÇÃO 1- Para acessar o sistema é necessário seguir os passos abaixo: 1.1 - ACESSAR O SITE DA PREFEITURA: 1.2 - CLICAR NA OPÇÃO: SERVIÇOS >> NOTA FISCAAL ELETRÔNICA 1.3 - Aguarde carregar

Leia mais

MUNICÍPIO DE ESTEIO SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-E MANUAL DE ACESSO E UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO ON-LINE

MUNICÍPIO DE ESTEIO SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-E MANUAL DE ACESSO E UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO ON-LINE MUNICÍPIO DE ESTEIO SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-E MANUAL DE ACESSO E UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO ON-LINE Versão 1.0.5 Março/2014 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO... 6 2.

Leia mais

https://top.solucaopublica.com.br/mantena/

https://top.solucaopublica.com.br/mantena/ 1) Acesso ao sistema NFS-e na WEB A comunidade terá acesso ao NFS-e através do Site da Prefeitura Municipal de Mantena. Para acessar o sistema da NFS-e, o contribuinte deverá acessar o site: https://top.solucaopublica.com.br/mantena/

Leia mais

Sumário PANORAMA... 6 APRESENTAÇÃO... 6 PORTAL GISSONLINE... 7 ACESSO PARA CONTRIBUINTES COM IDENTIFICAÇÃO E SENHA... 8

Sumário PANORAMA... 6 APRESENTAÇÃO... 6 PORTAL GISSONLINE... 7 ACESSO PARA CONTRIBUINTES COM IDENTIFICAÇÃO E SENHA... 8 Sumário PANORAMA... 6 APRESENTAÇÃO... 6 O QUE É GISSONLINE?... 6 FILOSOFIA DA GISSONLINE... 6 BENEFÍCIOS QUE A GISSONLINE OFERECE... 6 PORTAL GISSONLINE... 7 ACESSO PARA CONTRIBUINTES COM IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

Nota Fiscal de Serviço eletrônica NFSe. Manual de acesso e utilização do sistema

Nota Fiscal de Serviço eletrônica NFSe. Manual de acesso e utilização do sistema PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO LEOPOLDO Nota Fiscal de Serviço eletrônica NFSe Manual de acesso e utilização do sistema Versão: 1.0.30 Maio/2011 SUMÁRIO 1. TELA INICIAL... 3 2. CADASTRO DO PRESTADOR... 4

Leia mais

Copyright 2004/2015 - VLC

Copyright 2004/2015 - VLC Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Perguntas Frequentes Versão 8.1 Atualizado em 26/08/2015 Copyright 2004/2015 - VLC As informações contidas neste caderno de Perguntas e Respostas são de propriedade da

Leia mais

MANUAL SISTEMA NFS-e

MANUAL SISTEMA NFS-e MANUAL SISTEMA NFS-e SUMARIO Tela Inicial NFe 03 Efetuar Login 1º Acesso Caso não possua Usuário e/ou Senha 03 Efetuar Login 1º Acesso Possuindo o Usuário e Senha 04 Primeira Tela 05 Menu de Opções 05

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Sumário: Tópico: Página: 2 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE TIETÊ

PREFEITURA MUNICIPAL DE TIETÊ PREFEITURA MUNICIPAL DE TIETÊ Nota Fiscal Digital de Serviços A Nota Fiscal Digital é um documento cujo valor é de um arquivo eletrônico assinado digitalmente, que apresenta algumas características como

Leia mais

Manual de Instruções ISS WEB SISTEMA ISS WEB. Sil Tecnologia LTDA

Manual de Instruções ISS WEB SISTEMA ISS WEB. Sil Tecnologia LTDA SISTEMA ISS WEB Sil Tecnologia LTDA Sumário INTRODUÇÃO 3 1. ACESSO AO SISTEMA 4 2. AUTORIZAR USUÁRIO 5 3. TELA PRINCIPAL 6 4. ALTERAR SENHA 7 5. TOMADORES DE SERVIÇO 7 5.1 Lista de Declarações de Serviços

Leia mais

Prefeitura Municipal de Barra Mansa

Prefeitura Municipal de Barra Mansa Prefeitura Municipal de Barra Mansa Sistema de Prefeitura Eletrônica (SPE) Manual de Declaração de Serviços Sistema desenvolvido por Tiplan Tecnologia em Sistema de Informação. Todos os direitos reservados.

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Geral. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Geral. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Geral Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema de Almoxarifado

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISSQN

SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISSQN SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISSQN MIGRAÇÃO DAS INFORMACOES DO ATUAL SISTEMA PARA O SIGISSWEB 1ª FASE: Em 1º de Maio de 2015, o sistema SIGISSWEB deverá estar carregado com todos os cadastros

Leia mais

Copyright 2004/2014 - VLC

Copyright 2004/2014 - VLC Escrituração Fiscal Manual do Usuário Versão 7.2 Copyright 2004/2014 - VLC As informações contidas neste manual são de propriedade da VLC Soluções Empresariais Ltda., e não poderão ser usadas, reproduzidas

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e - NOTA CARIOCA

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e - NOTA CARIOCA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e - NOTA CARIOCA Acesso ao Sistema - Pessoa Jurídica Página 2 de 125 Índice ÍNDICE... 2 1. CONSIDERAÇÕES GERAIS... 6 1.1. DEFINIÇÃO... 6 2. REGRAS PARA CADASTRAMENTO...

Leia mais

Manual NFSe - Prestadores e Tomadores de Serviço

Manual NFSe - Prestadores e Tomadores de Serviço VALPARAÍSO DE GOIÁS quarta-feira, 28 de outubro de 2014 Manual NFSe - Prestadores e Tomadores de Serviço ÍNDICE Legislação Cadastrando A Senha Eletrônica Acessando O Sistema De Nfs- E Pela Primeira Vez

Leia mais

Nota Salvador - NFS-e Acesso ao Sistema - Pessoa Física

Nota Salvador - NFS-e Acesso ao Sistema - Pessoa Física Nota Salvador - NFS-e Acesso ao Sistema - Pessoa Física Versão 1.0 Nota Salvador NFS-e Versão do Manual: 1.0 pág. 2 Manual do Sistema Nota Salvador NFS-e Acesso ao Sistema para Pessoa Física ÍNDICE 1.

Leia mais

Acesso ao Credenciamento

Acesso ao Credenciamento 2 1 Credenciamento Para todas as pessoas jurídicas que acessarem o sistema da NFS-e, será necessário inicialmente efetuar o credenciamento. O credenciamento é obrigatório para todas as empresas estabelecidas

Leia mais

E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município

E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município Após receber a confirmação de aceite do Credenciamento via e-mail já é possível efetuar o login no sistema

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO PESSOA FÍSICA

MANUAL DO USUÁRIO PESSOA FÍSICA MANUAL DO USUÁRIO PESSOA FÍSICA 1 Índice DSF - Desenvolvimento de Sistemas Fiscais Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução total ou parcial deste documento sem o pagamento de direitos autorais,

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e NOTA CARIOCA. Acesso ao Sistema - Pessoa Física

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e NOTA CARIOCA. Acesso ao Sistema - Pessoa Física ELETRÔNICA - NFS-e NOTA CARIOCA Acesso ao Sistema - Pessoa Física Página 2 de 36 Índice ÍNDICE... 2 1. CONSIDERAÇÕES GERAIS... 4 1.1. DEFINIÇÃO... 4 2. REGRAS PARA CADASTRAMENTO... 5 3. SENHA WEB... 6

Leia mais

ORIENTAÇÃO AO TOMADOR DE SERVIÇO, QUANTO A RETENÇÃO DO ISS

ORIENTAÇÃO AO TOMADOR DE SERVIÇO, QUANTO A RETENÇÃO DO ISS 1 PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCISCO BELTRÃO SECRETARIA DE FINANÇAS / DEPARTAMENTO DE FISCALIZAÇÃO ORIENTAÇÃO AO TOMADOR DE SERVIÇO, QUANTO A RETENÇÃO DO ISS Olá Tomadores de Serviço, a Prefeitura Municipal

Leia mais

ÍNDICE. ISS Online. Guia do Usuário ÍNDICE

ÍNDICE. ISS Online. Guia do Usuário ÍNDICE Guia do Usuário ÍNDICE ÍNDICE Setembro /2009 www.4rsistemas.com.br 15 3262 8444 IDENTIFICAÇÃO E SENHA... 3 Sou localizado no município... 4 Não sou localizado no município... 4 ACESSO AO SISTEMA... 5 Tela

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PIRIPÁ ESTADO DA BAHIA C.N.P.J. 13.694.658/0001-92

PREFEITURA MUNICIPAL DE PIRIPÁ ESTADO DA BAHIA C.N.P.J. 13.694.658/0001-92 Decreto n 015/2015 Piripá, 19 de maio de 2015. Regulamenta o gerenciamento da Nota Fiscal Eletrônica de Serviços - NFS-e Sped, sua escrituração, a emissão de guia de recolhimento do Imposto sobre Serviços

Leia mais

Prefeitura Municipal De Campo Novo

Prefeitura Municipal De Campo Novo Prefeitura Municipal De Campo Novo Manual Contribuinte Nota Fiscal Eletrônica Fly-eNota 1 Fly-Enota Abaixo observamos a tela inicial ao Contribuinte/Contador da emissão de Nota Fiscal Eletrônica. Após

Leia mais

MANUAL DO ISS ONLINE

MANUAL DO ISS ONLINE MANUAL DO ISS ONLINE Exploradores de Rodovias Índice 1 - Regularização Cadastral... 3 2 - Login... 5 3 - Acessos ao Sistema... 7 6 - Escriturações Eletrônica... 10 7 - Emissões de Guia de ISS... 11 Manual

Leia mais

Prefeitura Municipal de Conceição das Alagoas Secretaria de Administração, Fazenda e Gestão de Pessoal Setor de Tributação.

Prefeitura Municipal de Conceição das Alagoas Secretaria de Administração, Fazenda e Gestão de Pessoal Setor de Tributação. Prefeitura Municipal de Conceição das Alagoas Secretaria de Administração, Fazenda e Gestão de Pessoal Setor de Tributação Manual do Site CONCEIÇÃO DAS ALAGOAS MINAS GERAIS 2011 Manual do Sistema de Arrecadação

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Utilização Envio de arquivos RPS. Versão 2.1

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Utilização Envio de arquivos RPS. Versão 2.1 NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Utilização Envio de arquivos RPS Versão 2.1 SUMÁRIO SUMÁRIO... 2 1. INTRODUÇÃO... 3 2. LAYOUT DO ARQUIVO... 4 3. TRANSMITINDO O ARQUIVO... 5 4. CONSULTANDO

Leia mais

1. Conhecendo a GissOnline

1. Conhecendo a GissOnline 1. Conhecendo a GissOnline 1.01 Quem deve utilizar a ferramenta Gissonline? Todos os prestadores e tomadores de serviço sejam eles pessoas jurídicas (empresas) ou equiparadas, estabelecidas ou sediadas

Leia mais

Pág. 5 - GERAÇÃO DE GUIAS PARA RECOLHIMENTO DO ISS

Pág. 5 - GERAÇÃO DE GUIAS PARA RECOLHIMENTO DO ISS Manual prático Pág. 2 - EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA Pág. 5 - GERAÇÃO DE GUIAS PARA RECOLHIMENTO DO ISS Pág. 8 - ATRIBUIR UM CONTADOR A UMA EMPRESA Pág. 9 - VERIFICAR REGISTRO DE RPS Pág. 11 - TRANSMISSÃO

Leia mais

Manual Integrador Nota Fiscal de Serviços Eletrônica

Manual Integrador Nota Fiscal de Serviços Eletrônica Manual Integrador Nota Fiscal de Serviços Eletrônica ÍNDICE Índice 2 Objetivo 3 Formas de Funcionamento 3 Integrador desktop com NFS-e on-line 3 Web Service puro com NFS-e on-line 4 Arquivo de Retorno

Leia mais

MANUAL PARA EMPRESAS. EMISSÃO E ESCRITURAÇÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA NFS-e

MANUAL PARA EMPRESAS. EMISSÃO E ESCRITURAÇÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA NFS-e MANUAL PARA EMPRESAS EMISSÃO E ESCRITURAÇÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA NFS-e Este manual é um passo-a-passo para as empresas estabelecidas no município de Ilhabela e devidamente cadastradas no SEGISS Sistema

Leia mais

MANUAL DO ISS ONLINE

MANUAL DO ISS ONLINE MANUAL DO ISS ONLINE Bancos / Instituições Financeiras Índice 1 - Regularização Cadastral... 3 2 - Login... 5 3 - Acessos ao Sistema... 7 4 - Solicitações de AIDF e AIDF-e... 10 5 - Emissão de Notas Fiscais

Leia mais

Guia do Sistema de ISS - Contribuintes Nota Avulsa

Guia do Sistema de ISS - Contribuintes Nota Avulsa Manual do Sistema de ISS 1 Guia do Sistema de ISS - Contribuintes Nota Avulsa Na página inicial do sistema de ISSWEB são apresentados quatro menus: Início, Acesso ao Sistema, Credenciamento e Consultas.

Leia mais

MONTE CARMELO MINAS GERAIS

MONTE CARMELO MINAS GERAIS MONTE CARMELO MINAS GERAIS Manual NFSe - Prestadores e Tomadores de Serviço ÍNDICE Legislação Cadastrando A Senha Eletrônica Acessando O Sistema De Nfs- E Pela Primeira Vez Alterando a senha eletrônica

Leia mais

PUBLICADO NO ÓRGÃO OFICIAL DO MUNICÍPIO Nº 1750 DO DIA 06/08/2012.

PUBLICADO NO ÓRGÃO OFICIAL DO MUNICÍPIO Nº 1750 DO DIA 06/08/2012. PUBLICADO NO ÓRGÃO OFICIAL DO MUNICÍPIO Nº 1750 DO DIA 06/08/2012. DECRETO N 1427/2012 Regulamenta a Lei municipal nº 8748/2010, que institui a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e) e dá outras providências.

Leia mais

CeC. Cadastro Eletrônico de Contribuintes

CeC. Cadastro Eletrônico de Contribuintes CeC Cadastro Eletrônico de Contribuintes Versão 1.0 Usuário Externo Março/2010 Índice 1. Apresentação... 3 2. Objetivos... 3 3. Solicitação de CeC... 4 3.1. Cadastro de pessoas físicas... 5 3.1.1. Cadastro

Leia mais

Manual de Operacionalização do Módulo de Prestação de Contas PCS

Manual de Operacionalização do Módulo de Prestação de Contas PCS Manual de Operacionalização do Módulo de Prestação de Contas PCS Versão Fevereiro/2013 Índice PCS - Módulo de Prestação de Contas...3 Acesso ao Módulo PCS...3 1. Contas financeiras...5 1.1. Cadastro de

Leia mais

ISSWEB Contribuintes de Outro Município FIORILLI SOFTWARE

ISSWEB Contribuintes de Outro Município FIORILLI SOFTWARE Manual do Sistema de ISS ISSWEB Contribuintes de Outro Município FIORILLI SOFTWARE Manual do Sistema de ISS 1 CONTEÚDO 1. Menu Contribuintes 1.1 Página Inicial... 2 1.2 Dados Gerais... 2 1.3 Trocar Contribuinte...

Leia mais

Quarta-feira, 14 de Maio de 2014 N 628

Quarta-feira, 14 de Maio de 2014 N 628 LEI N 812 de 12 de maio de 2014. Institui a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica - NFS-e, a Ferramenta de Declaração Eletrônica de Serviços - DES, e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE GUAPIMIRIM,,

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NFS-e. Prefeitura Municipal de Tupãssi

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NFS-e. Prefeitura Municipal de Tupãssi NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NFS-e Prefeitura Municipal de Tupãssi PERGUNTAS E RESPOSTAS O QUE É A NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NFS-e? R NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e) é um documento

Leia mais

MANUAL DO CONTADOR 1ª

MANUAL DO CONTADOR 1ª ISSQN Escrituração e Nota Fiscal Eletrônica MANUAL DO CONTADOR 1ª edição 2011 Conteúdo Introdução...3 1. Enquadramento das empresas no item da lista de serviços municipal...4 1.1 Lista de serviços municipal...4

Leia mais

- No primeiro campo informe o numero da empresa que serão copiadas as informações.(ex: 9999)

- No primeiro campo informe o numero da empresa que serão copiadas as informações.(ex: 9999) 1 2 1. Duplicação das informações de uma empresa para outra Juntamente com a instalação do sistema Office encaminhamos anexada a empresa modelo, que contem cadastros que podem ser utilizados nas empresas

Leia mais

VERSÃO 1.0.1 (09/2010)

VERSÃO 1.0.1 (09/2010) VERSÃO 1.0.1 (09/2010) 1. APRESENTAÇÃO... 4 2. CONCEITO... 4 3. BENEFÍCIOS... 4 4. ACESSO AO SISTEMA... 5 4.1 ACESSANDO O SISTEMA DA NFS-E PELA PRIMEIRA VEZ... 5 4.2 ACESSANDO A ÁREA EXCLUSIVA DE PRESTADOR...

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Acesso ao Sistema - Pessoa Física

Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Acesso ao Sistema - Pessoa Física Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Acesso ao Sistema - Pessoa Física Versão 2.6 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág. 2 Manual do Sistema da Nota Fiscal Eletrônica de Serviços

Leia mais

Manual Integrador Nota Fiscal de Serviços Eletrônica

Manual Integrador Nota Fiscal de Serviços Eletrônica Manual Integrador Nota Fiscal de Serviços Eletrônica ÍNDICE Índice 2 Objetivo 3 Formas de Funcionamento 3 Integrador desktop com NFS-e on-line 3 Web Service puro com NFS-e on-line 4 Arquivo de Retorno

Leia mais

CeC. Cadastro eletrônico de Contribuintes. Usuário Anônimo

CeC. Cadastro eletrônico de Contribuintes. Usuário Anônimo CeC Cadastro eletrônico de Contribuintes Usuário Anônimo Versão 1.2 13/10/2010 Sumário Apresentação... 3 Objetivo... 3 1. Solicitação de CeC... 4 1.1. Cadastro de Pessoas Físicas... 6 1.1.1 Cadastro de

Leia mais

MANUAL DO ISS ONLINE

MANUAL DO ISS ONLINE MANUAL DO ISS ONLINE Empresas Internas / Externas Índice 1 - Regularização Cadastral... 3 2 - Login... 5 3 - Acessos ao Sistema... 7 4 - Solicitações de AIDF e AIDF-e... 10 5 - Emissão de Notas Fiscais

Leia mais

GUIA RÁPIDO DO USUÁRIO (Sistema NFSE) Acesse nossos manuais em: ead.sempretecnologia.com.br

GUIA RÁPIDO DO USUÁRIO (Sistema NFSE) Acesse nossos manuais em: ead.sempretecnologia.com.br GUIA RÁPIDO DO USUÁRIO () Acesse nossos manuais em: ead.sempretecnologia.com.br Sumário Configurações iniciais... 3 Acessando o sistema... 3 Alterando a senha de acesso... 3 Cadastrando clientes... 4 Cadastrando

Leia mais

Passos básicos para utilização de Nota Fiscal Eletrônica (NF-E)

Passos básicos para utilização de Nota Fiscal Eletrônica (NF-E) Conteúdo Solicitação de Autorização...2 Numeração da NF-E...3 Emissão de NF-E...3 Pesquisa de NF-E emitida...5 Cancelamento de NF-E emitida...5 Carta de Correção...6 Envio de Arquivo de RPS...6 Número

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE TRIBUTAÇÃO M A N U A L D A NOTA FISCAL AVULSA ÍNDICE 1. Acesso ao Portal do Sistema...6 2. Requerimento de Acesso para os novos usuários...6 2.1 Tipo

Leia mais

Manual do Emissor RPS

Manual do Emissor RPS Manual do Emissor RPS Fly E-Nota 1/14 Índice 1.Instalação...3 1.1.Pré-requisitos da instalação...3 1.2.Baixar e instalar do Emissor RPS...3 1.3.Carregar as configurações do prestador...4 1.4.Instalação

Leia mais

NFSE - Nota Fiscal de Serviços Eletrônica 1

NFSE - Nota Fiscal de Serviços Eletrônica 1 1 DSF - Desenvolvimento de Sistemas Fiscais Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução total ou parcial deste documento sem o pagamento de direitos autorais, contanto que as cópias sejam feitas

Leia mais

- Nota Fiscal Eletrônica -

- Nota Fiscal Eletrônica - Manual Portal de Clientes e Transportadores - Nota Fiscal Eletrônica - ÍNDICE. INTRODUÇÃO 3. OBJETIVO 3.2 ABRANGÊNCIA 3 2. FUNCIONALIDADES 3 2. CADASTRO DE CLIENTES NO PORTAL 3 2.2 CONSULTA NOTAS FISCAIS

Leia mais

NFE Nota Fiscal eletrônica. Versão 2.0 (07/2012)

NFE Nota Fiscal eletrônica. Versão 2.0 (07/2012) NFE Nota Fiscal eletrônica Versão 2.0 (07/2012) Sumário INTRODUÇÃO... 2 COMO OBTER AUTORIZAÇÃO PARA EMISSÃO DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA... 3 2º VIA DE SOLICITAÇÃO/AUTORIZAÇÃO DE IMPRESSÃO DE DOCUMENTOS FISCAIS...

Leia mais

Tutorial para emissão de NF-e

Tutorial para emissão de NF-e Tutorial para emissão de NF-e Conteúdo 1.Configuração do Módulo de NF-e... 2 1.1.Códigos Fiscais... 3 1.2.Contas Contábeis... 4 1.3.Conta corrente... 6 2.Emissão de NF-e... 8 2.1.Gerar NF-e... 9 2.2.NF-e

Leia mais

MANUAL FUNCIONAL SOBRE NFS-e MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO/RS

MANUAL FUNCIONAL SOBRE NFS-e MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO/RS MANUAL FUNCIONAL SOBRE NFS-e MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO/RS SUMÁRIO SUMÁRIO...2 1. APRESENTAÇÃO...4 1 2. ACESSO AO APLICATIVO...5 3. GERAÇÃO DE NFS-e...6 3.1. Preenchimento dos dados para emissão da NFS-e...6

Leia mais

Indice. O que é NFSe?... 5

Indice. O que é NFSe?... 5 DSF - Desenvolvimento de Sistemas Fiscais Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução total ou parcial deste documento sem o pagamento de direitos autorais, contanto que as cópias sejam feitas

Leia mais

Emissão de Nota Fiscal de Serviço Eletrônica

Emissão de Nota Fiscal de Serviço Eletrônica Emissão de Nota Fiscal de Serviço Eletrônica Introdução A emissão de Nota Fiscal de Serviço Eletrônica traz ao cliente TTransp a possibilidade de documentar eletronicamente as operações de serviço prestadas

Leia mais

Manual do Usuário do Produto EmiteNF-e. Manual do Usuário

Manual do Usuário do Produto EmiteNF-e. Manual do Usuário Manual do Usuário Produto: EmiteNF-e Versão: 1.2 Índice 1. Introdução... 2 2. Acesso ao EmiteNF-e... 2 3. Configurações Gerais... 4 3.1 Gerenciamento de Usuários... 4 3.2 Verificação de Disponibilidade

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE OURO BRANCO ESTADO DE MINAS GERAIS Procuradoria Geral DECRETO Nº 6.487, DE 27 DE OUTUBRO DE 2011.

PREFEITURA MUNICIPAL DE OURO BRANCO ESTADO DE MINAS GERAIS Procuradoria Geral DECRETO Nº 6.487, DE 27 DE OUTUBRO DE 2011. DECRETO Nº 6.487, DE 27 DE OUTUBRO DE 2011. REGULAMENTA A UTILIZAÇÃO DA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NFSE E DECLARAÇÃO FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NO MUNICÍPIO DE OURO BRANCO, E DÁ OUTRAS PRIVIDÊNCIAS.

Leia mais

Versão 8.3A-04. Versão da Apostila de Novidades: 2

Versão 8.3A-04. Versão da Apostila de Novidades: 2 Versão 8.3A-04 Versão da Apostila de Novidades: 2 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda.

Leia mais

1. APRESENTAÇÃO... 3 2. CONCEITO... 3 3. BENEFÍCIOS... 3 4. ACESSO AO SISTEMA... 4 5. MANUTENÇÃO... 6

1. APRESENTAÇÃO... 3 2. CONCEITO... 3 3. BENEFÍCIOS... 3 4. ACESSO AO SISTEMA... 4 5. MANUTENÇÃO... 6 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. CONCEITO... 3 3. BENEFÍCIOS... 3 4. ACESSO AO SISTEMA... 4 4.1 ACESSANDO O SISTEMA DA NFS-E PELA PRIMEIRA VEZ... 4 4.2 ACESSANDO A ÁREA EXCLUSIVA DE PRESTADOR... 5 5. MANUTENÇÃO...

Leia mais

INCLUSÃO DO PROCESSO IMPORTAR TABELA IBPT :

INCLUSÃO DO PROCESSO IMPORTAR TABELA IBPT : INCLUSÃO DO PROCESSO IMPORTAR TABELA IBPT : Importar tabela IBPT Através desta tela você pode importar a tabela Ibptax, fornecida pelo instituto brasileiro de planejamento tributário (IBPT). Esta tabela

Leia mais

SOLICITAR USUÁRIO E SENHA DE ACESSO GERAÇÃO DE GUIAS PARA RECOLHIMENTO DO ISS ATRIBUIR UM CONTADOR A UMA EMPRESA

SOLICITAR USUÁRIO E SENHA DE ACESSO GERAÇÃO DE GUIAS PARA RECOLHIMENTO DO ISS ATRIBUIR UM CONTADOR A UMA EMPRESA 1 Manual prático Pág. 2 Pág. 4 Pág. 9 Pág. 11 SOLICITAR USUÁRIO E SENHA DE ACESSO EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA DECLARAÇÃO DE NOTA FISCAL RECEBIDA GERAÇÃO DE GUIAS PARA RECOLHIMENTO DO ISS IMPOSTO

Leia mais

EMISSAO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA MUNICÍPIO DE CAMPINAS

EMISSAO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA MUNICÍPIO DE CAMPINAS EMISSAO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA MUNICÍPIO DE CAMPINAS Para emissão de nota fiscal de serviço eletrônica (NFSE), a empresa deverá utilizar o internet explorer versão 6.0 ou superior. Deverá também desabilitar

Leia mais

CeC. Cadastro eletrônico de Contribuintes. Manual CeC

CeC. Cadastro eletrônico de Contribuintes. Manual CeC CeC Cadastro eletrônico de Contribuintes Manual CeC Atualizado em 21/02/2013 APRESENTAÇÃO Este manual apresenta a estrutura e a forma de utilização do módulo Cadastro eletrônico de Contribuintes CeC, o

Leia mais

Manual de Utilização. Sistema. Recibo Provisório de Serviço

Manual de Utilização. Sistema. Recibo Provisório de Serviço Manual de Utilização Sistema Recibo Provisório de Serviço Versão 1.0 17/08/2011 Sumário Introdução... 5 1. Primeiro Acesso... 7 2. Funções do e-rps... 8 2.1 Menu Superior... 8 2.1.1 Arquivo......8 2.1.2

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica do Tomador/Intermediário de Serviços - NFTS

Nota Fiscal Eletrônica do Tomador/Intermediário de Serviços - NFTS Nota Fiscal Eletrônica do Tomador/Intermediário de Serviços - NFTS Instituída pela Lei nº 15.406, de 08 de julho de 2011, que altera a Lei nº 13.476/2002. Set/2011 OBJETIVO É declarar os serviços tomados

Leia mais

Manual de Acesso e Utilização ao Safeweb enota NFSe

Manual de Acesso e Utilização ao Safeweb enota NFSe Manual de Acesso e Utilização ao Safeweb enota NFSe Safeweb enota NFSe Sistema de Nota Fiscal de Serviço eletrônica Manual do Usuário - Versão 1.0.0 1. Sobre O enota NFSe é um sistema de emissão de Nota

Leia mais

Versão para atualização do Gerpos Retaguarda

Versão para atualização do Gerpos Retaguarda Versão para atualização do Gerpos Retaguarda A Gerpos comunica a seus clientes que nova versão do aplicativo Gerpos Retaguarda, contendo as rotinas para emissão da Nota Fiscal Eletrônica, já está disponível.

Leia mais

e-nota NFS-e Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Serviço eletrônica

e-nota NFS-e Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Serviço eletrônica Página1 e-nota NFS-e Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Serviço eletrônica Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. O que é Nota Fiscal de Serviço eletrônica

Leia mais

Sistema Serviço de Valet

Sistema Serviço de Valet Sistema Serviço de Valet Manual do Usuário Página 1 Sistema Serviço de Valet Manual do Usuário Versão 1.0.0 Sistema Serviço de Valet Manual do Usuário Página 2 Índice 1. Informações gerais... 3 2. Passo-a-passo...

Leia mais

NFSE - Nota Fiscal de Serviços Eletrônica 1

NFSE - Nota Fiscal de Serviços Eletrônica 1 1 DSF - Desenvolvimento de Sistemas Fiscais Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução total ou parcial deste documento sem o pagamento de direitos autorais, contanto que as cópias sejam feitas

Leia mais

Manual do Usuário - Cliente Externo

Manual do Usuário - Cliente Externo Versão 3.0 SGCL - Sistema de Gestão de Conteúdo Local SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 4 1.1. Referências... 4 2. COMO ESTÁ ORGANIZADO O MANUAL... 4 3. FUNCIONALIDADES GERAIS DO SISTEMA... 5 3.1. Acessar a Central

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE ALAGOAS CSGII - COORDENADORIA SETORIAL DE GESTÃO DA INFORMÁTICA E INFORMAÇÃO. Nota Fiscal Alagoana Manual do Contribuinte

GOVERNO DO ESTADO DE ALAGOAS CSGII - COORDENADORIA SETORIAL DE GESTÃO DA INFORMÁTICA E INFORMAÇÃO. Nota Fiscal Alagoana Manual do Contribuinte GOVERNO DO ESTADO DE ALAGOAS CSGII - COORDENADORIA SETORIAL DE GESTÃO DA INFORMÁTICA E INFORMAÇÃO Nota Fiscal Alagoana Manual do Contribuinte Versão 1.0 28/11/2008 Índice Analítico 1. Considerações Gerais...

Leia mais

Informativo de Versão 18.12

Informativo de Versão 18.12 Informativo de Versão 18.12 Índice ERP Posto... 2 Cadastro Contrato de Abastecimento (Chamado 21982)... 2 Resulth Business... 3 Entrada de Produtos (Chamado 24400)... 3 ERP Faturamento... 4 Consulta Preço

Leia mais

ÍNDICE. 1.1 Em Login do Administrador o usuário do sistema vai digitar seu Nome de Usuário e a senha, que foi criado anteriormente.

ÍNDICE. 1.1 Em Login do Administrador o usuário do sistema vai digitar seu Nome de Usuário e a senha, que foi criado anteriormente. ÍNDICE Descrição 1.0 Acessos ao Sistema 1.1 Login do Administrador 1.2 Login do Fiscal 1.3 Login do Contribuinte 2.0 Menu Principal 2.1 Gerar NFS-e 2.1.1 Gerar NFS-e 2.2 Cadastros 2.2.1 Cadastro de Atividades

Leia mais

Manual SERVIRTUAL (Usuário externo)

Manual SERVIRTUAL (Usuário externo) Manual SERVIRTUAL (Usuário externo) SER - SECRETARIA DE ESTADO DA RECEITA - PARAIBA GOIEF Gerencia Operacional de Informações Econômico Fiscais NAPDF Núcleo de Análise e Planejamento de Documentos Fiscais

Leia mais

Manual Regime Especial 1

Manual Regime Especial 1 DSF - Desenvolvimento de Sistemas Fiscais Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução total ou parcial deste documento sem o pagamento de direitos autorais, contanto que as cópias sejam feitas

Leia mais

As pessoas jurídicas deverão promover a solicitação de mais de um cadastramento. O qual deverá ser realizado em duas etapas:

As pessoas jurídicas deverão promover a solicitação de mais de um cadastramento. O qual deverá ser realizado em duas etapas: CeC Cadastro eletrônico de Contribuintes Versão 1.0 Atualizado em 16/01/2012 APRESENTAÇÃO Este manual apresenta a estrutura e a forma de utilização do módulo Cadastro eletrônico de Contribuintes CeC, o

Leia mais

Acompanhamento e Execução de Projetos

Acompanhamento e Execução de Projetos Acompanhamento e Execução de Projetos Manual do Usuário Atualizado em: 28/11/2013 Página 1/24 Sumário 1. INTRODUÇÃO... 3 2. ABRANGÊNCIA DO SISTEMA... 3 3. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 3 4. COMO ACESSAR O SISTEMA...

Leia mais

Help de NFSe. 2011 E&L Produções de Software LTDA. Contador

Help de NFSe. 2011 E&L Produções de Software LTDA. Contador Contador 2 1 Credenciamento Se for prestador do município, substituto ou empresas de outros municípios clique na opção credenciar Para acessar a tela de credenciamento do contador, clique na opção Contador

Leia mais

Manual do Fornecedor/cedente (MPE) Balcão Financeiro

Manual do Fornecedor/cedente (MPE) Balcão Financeiro Manual do Fornecedor/cedente (MPE) Balcão Financeiro Painel de recebíveis e Painel de linhas de crédito Versão 1.0 1 As informações contidas neste documento, incluindo quaisquer URLs e outras possíveis

Leia mais

Manual de Acesso a NF-e

Manual de Acesso a NF-e Manual de Acesso a NF-e Acesso ao Sistema para Pessoa Jurídica. 1.0 Acesso ao Sistema....1 2.0 Cadastro...2 3.0 Configuração do Perfil...8 4.0 Solicitação de Emissão de NF-e....12 5.0 Emissão de NF-e...14

Leia mais

RANFS - Registro Auxiliar de Nota Fiscal de Serviço. Perguntas e Respostas. Sistema. Versão 2.0 26/04/2010.

RANFS - Registro Auxiliar de Nota Fiscal de Serviço. Perguntas e Respostas. Sistema. Versão 2.0 26/04/2010. RANFS - Registro Auxiliar de Nota Fiscal de Serviço Perguntas e Respostas Sistema Versão 2.0 26/04/2010. 1- O que é RANFS? O RANFS é o Registro Auxiliar de Nota Fiscal de Serviço, um espelho das informações

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA 07/2015

INSTRUÇÃO NORMATIVA 07/2015 INSTRUÇÃO NORMATIVA 07/2015 Orientações Gerais Sobre o Recadastramento Manual Prático de Acesso Versão 05/2016 1 1 ORIENTAÇÕES GERAIS SOBRE RECADASTRAMENTO SIGA as determinações dispostas na Instrução

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Sistema Nota Fiscal Eletrônica. Sil Tecnologia LTDA

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Sistema Nota Fiscal Eletrônica. Sil Tecnologia LTDA Sistema Nota Fiscal Eletrônica Sil Tecnologia LTDA SUMÁRIO INTRODUÇÃO 4 1. CONHECENDO OS COMANDOS DO SISTEMA 5 1.1 Tela Inicial do Sistema 5 1.2 Navegador de registros 6 1.3 Filtro de Registros 6 2. TELA

Leia mais

Manual de Utilização. On-Line

Manual de Utilização. On-Line Manual de Utilização On-Line Nota Control Tecnologia www.issnetonline.com.br www.notacontrol.com.br Download da Ajuda em PDF Sumário Login Página Inicial Declaração de Serviços Prestados Incluir Consultar

Leia mais

MANUAL ARRECADANET. Nota Fiscal Eletrônica

MANUAL ARRECADANET. Nota Fiscal Eletrônica MANUAL ARRECADANET Nota Fiscal Eletrônica 1 Introdução O Sistema ArrecadaNet, desenvolvido pela empresa Megasoft Informática, tem como objetivo otimizar a declaração dos serviços prestados e / ou contratados,

Leia mais

CONVÊNIO TJ-SC 10/2014

CONVÊNIO TJ-SC 10/2014 1 CONVÊNIO TJ-SC 10/2014 Sumário Acesso à aplicação... 3 Termo de Uso do Sistema... 3 Alteração de Senha... 3 Consultas Cadastrais e de crédito... 4 Histórico de Alterações Cadastrais... 4 Declarações/Jurídico...

Leia mais

GUIA DO COORDENADOR DE PROJETOS

GUIA DO COORDENADOR DE PROJETOS GUIA DO COORDENADOR DE PROJETOS Sumário 1. Introdução... 2 2. Início Portal Coordenador... 2 2.1. Novos Pedidos... 2 2.2. Pendências... 3 2.3. Menu... 4 2.4. Sair... 4 3. Saldo de Projetos... 5 4. Extrato

Leia mais