CeC. Cadastro eletrônico de Contribuintes. Usuário Anônimo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CeC. Cadastro eletrônico de Contribuintes. Usuário Anônimo"

Transcrição

1 CeC Cadastro eletrônico de Contribuintes Usuário Anônimo Versão /10/2010

2 Sumário Apresentação... 3 Objetivo Solicitação de CeC Cadastro de Pessoas Físicas Cadastro de usuários Cadastro de Autônomo, Profissional Liberal ou Contador Cadastro de Pessoas Jurídicas... 17

3 Apresentação Este manual apresenta a estrutura e a forma de utilização do módulo Cadastro eletrônico de Usuários e Contribuintes CeC. Esta funcionalidade será utilizada pelos Contribuintes e Pessoas Físicas (usuários e autônomos), de dentro ou de fora do Município para efetuar o respectivo cadastro Sendo assim, as informações sobre os usuários e Contribuintes são de responsabilidade da pessoa que realizar o cadastro, assim como dos Contribuintes que autorizarem os usuários a representá-los no Município. A partir da sua implantação a Administração Tributária Municipal atuará de forma integrada com o compartilhamento de informações que viabilizarão controle fiscal do ISSQN. Isto contribuirá para as empresas se adequarem à nova realidade tributária e tecnológica tais como o enquadramento no Cadastro Sincronizado e o SPED Fiscal e Contábil que proporcionarão um alto grau de integração de dados entre os entes das esferas Federal, Estadual e Municipal. Todas essas funcionalidades oferecerão uma condição de maior agilidade, controle e redução de custos ao Contribuinte. Objetivo O CeC tem como objetivo ser o único acesso a ser utilizado pelos Contribuintes (Pessoas Físicas e Pessoas Jurídicas) para se cadastrarem no Sistema WebISS unificando todas as atividades relativas ao cadastramento de usuários em um mesmo portal. Página 3 de 25

4 1.Solicitação de CeC Para efetuar o preenchimento do formulário do CeC, acessar o portal do Sistema WebISS, no endereço eletrônico preencher o código de verificação e clicar em Acesso anônimo, conforme indicado pela flecha na Figura 1. Figura 1: Tela de acesso ao Sistema WebISS No Menu de opções, selecionar CeC - Cadastramento, e clicar no sub Menu Solicitar CeC, o sistema apresentará a tela conforme a Figura 2, para que o usuário execute o 1º passo, que consiste em informar o para receber as informações do código de validação, para isto clicar em Enviar código para meu Página 4 de 25

5 Figura 2: 1º passo para acesso ao CeC Após realizar o cadastro do 1º Passo o Sistema WebISS enviará automaticamente mensagem de que o processo foi realizado com sucesso.o usuário deverá acessar sua conta de , copiar o código de validação e digitar as informações no 2º passo conforme Figura 3, ou então clicar no link recebido via que abrirá automaticamente a tela de cadastro, com os dados já preenchidos, depois basta clicar em Iniciar Solicitação de CeC. Figura 3: 2º passo para aceso ao CeC Verificar se será cadastrada uma Pessoa Física ou Pessoa Jurídica. Ao escolher o tipo de pessoa, clicar no botão Próximo, conforme Figura 4. Página 5 de 25

6 Figura 4: Tela de abertura do CeC opção Pessoa Física 1.1. Cadastro de Pessoas Físicas O cadastramento das Pessoas Físicas é dividido em duas categorias: usuários do sistema e autônomos, profissionais liberais ou contadores autônomos. Os usuários do sistema são as Pessoas Físicas que utilizarão o sistema em nome das empresas do Município (ou mesmo de fora do Município) nas tarefas de emitir notas fiscais, efetuar declarações, fazer consultas, imprimir documentos entre outras. É um cadastro muito simples em que o usuário registrará algumas informações pessoais, além do seu usuário e senha. No caso dos autônomos, profissionais liberais ou contadores, além das informações pessoais, o CeC registrará dados relativos às atividades desempenhadas por tais profissionais. A opção entre cadastro de usuário simples ou de autônomos, profissionais liberais ou contadores autônomos pode ser visualizada na Figura 5, abaixo. Figura 5: Opção cadastrar usuário Página 6 de 25

7 1.1.1 Cadastro de usuários Ao escolher a opção de cadastro de usuário, o sistema apresentará a ficha de cadastro dos dados pessoais do usuário, conforme a Figura 6. Figura 6: Ficha de cadastro de usuário O cadastro de usuários possui informações obrigatórias e opcionais. Os campos marcados com um asterisco (*) são obrigatórios. Para preencher o endereço de correspondência, o usuário deverá clicar no texto pesquisa de CEP e procurar pelo respectivo endereço em sua cidade, conforme demonstrado na Figura 7. Página 7 de 25

8 Figura 7: Pesquisa de endereço Ao selecionar o endereço desejado, o sistema retornará os dados automaticamente para a tela de cadastro. Bastará apenas indicar o número, o complemento e o bairro. O usuário de acesso ao sistema será o próprio número de CPF do usuário. Escolha um conjunto de caracteres para sua senha de acesso e a repita para garantir que não houve erro na digitação, lembramos que a senha é de uso pessoal e intransferível. A tela seguinte solicita que seja informado quem é o responsável pelo cadastro. Essa informação é importante, pois, muitas vezes, não é o próprio usuário quem está preenchendo o cadastro. Caso o responsável seja o próprio usuário que está registrando o cadastramento, clicar no botão O Mesmo, conforme a Figura 8. Figura 8: Tela de cadastro do responsável pelo cadastro. Página 8 de 25

9 Para finalizar o Cadastro eletrônico de Contribuinte (CeC ), clicar no botão Salvar, conforme a Figura 9. Siga as instruções da tela. Figura 9: Tela de confirmação de solicitação de CeC Após salvar os dados do usuário, o sistema substituirá o botão Salvar pelo botão Imprimir Ficha de Cadastramento conforme indicado na Figura 10. Utilizar esse recurso para imprimir a ficha de cadastro e seguir as instruções sobre envio de documentos comprobatórios. Atenção o cadastro não será analisado caso a documentação não seja enviada. Figura 10: Botão de impressão da ficha de cadastramento Após a conclusão do cadastro, o sistema enviará um confirmando o recebimento dos dados cadastrais e quando o cadastro for aprovado pelo corpo de fiscalização do Município, o usuário receberá um com a confirmação de seu usuário e senha do Sistema WebISS. Página 9 de 25

10 1.1.2 Cadastro de Autônomo, Profissional Liberal ou Contador Ao escolher a opção de cadastro de autônomo, profissional liberal ou contador, o sistema apresentará primeiro, a ficha de cadastro dos dados pessoais, de acordo com a Figura 11. Figura 11: Ficha de cadastro de autônomo, profissional liberal ou contador Assim como no cadastro de usuário, há informações obrigatórias e opcionais. Os campos marcados com um asterisco (*) são obrigatórios. Para preencher o endereço de correspondência, o profissional deverá clicar no texto pesquisa de CEP e procurar pelo respectivo endereço em sua cidade, conforme demonstrado na Figura 12. Página 10 de 25

11 Figura 12: Pesquisa de endereço Ao selecionar o endereço desejado, o sistema retornará os dados automaticamente para a tela de cadastro. Bastará apenas indicar o número, o complemento e o bairro. O usuário de acesso ao sistema será o próprio número de CPF do profissional. Escolha um conjunto de caracteres para sua senha de acesso e a repita para garantir que não houve erro na digitação. Ao seguir para a próxima tela do cadastro, preencher os dados relativos à sua inscrição municipal, tipo de profissional, tipos de atividades de prestação de serviços por ele desempenhadas e endereço de localização, conforme a Figura 13. Página 11 de 25

12 Figura 13: Dados de autônomos, profissionais liberais ou contadores Os tipos de profissionais disponíveis são, conforme a Figura 14: Autônomo: Qualquer indivíduo, com ou sem qualificação profissional, trabalhando por conta própria; Profissional Liberal: Profissional com nível técnico ou universitário registrado em uma ordem ou conselho profissional; Contador: Profissional autônomo responsável pelas rotinas contábil, tributária, trabalhista (entre outras) de uma empresa. Figura 14: Perfil de profissional autônomo, liberal ou contador Página 12 de 25

13 Caso o profissional seja filiado a alguma entidade de classe (CRM, OAB, CRC, CREA, outros) deverá indicar qual é a entidade e o seu número de registro. Para determinar o tipo de serviço padronizado pela LC116, o profissional deverá escolher o grupo de serviço que agrupa os vários tipos de serviços classificando-os pela sua natureza. Escolha o grupo de serviço que melhor representa a atividade desempenhada e o sistema carregará, automaticamente, todos os tipos de serviços do respectivo agrupamento. Em seguida, escolher o tipo de serviço adequado e clicar no botão Adicionar, conforme indicado pela seta na Figura 15. Figura 15: Escolha dos tipos de serviços desempenhados pelo profissional O tipo de serviço será inserido no quadro de tipos de serviço. Caso o seja inserido algum tipo de serviço por engano, basta selecionar o tipo de serviço no quadro de serviços e clicar no botão Remover. Página 13 de 25

14 A seguir, indique sobre qual valor de taxa anual está enquadrado, conforme indicado na Figura 16. Figura 16: Tipos de Taxa Anual No caso excepcional do Contribuinte ser um profissional liberal pertencente a uma Sociedade Uniprofissional, indicar o respectivo número da inscrição municipal, como indicado na Figura 17. Figura 17: Indicação da inscrição da Sociedade Uniprofissional A última informação a ser preenchida é o endereço de localização. Este é o endereço onde fica localizado o estabelecimento usado pelo profissional para executar suas atividades ou mesmo uma base, escritório, consultório, oficina, entre outros. Caso o endereço de localização seja o mesmo endereço de correspondência, utilizar o botão Mesmo de correspondência conforme a Figura 18. Caso o endereço de localização seja diferente, execute os mesmos passos utilizados para informar o endereço de correspondência. Página 14 de 25

15 Figura 18: Determinação do endereço de localização A tela seguinte solicita que o profissional informe quem é o responsável pelo cadastro. Caso o responsável seja o próprio profissional que está fazendo o cadastramento, clicar no botão O Mesmo, conforme a Figura 19. Figura 19: Tela de cadastro do responsável pelo cadastro. Para finalizar o Cadastro eletrônico de Contribuinte (CeC ), clicar no botão Salvar, conforme indicado na Figura 20. Siga as instruções da tela. Página 15 de 25

16 Figura 20: Tela de confirmação de solicitação de CeC Após o salvar os dados do profissional, o sistema substituirá o botão Salvar pelo botão Imprimir Ficha de Cadastramento conforme indicado na Figura 21. Utilize esse recurso para imprimir a ficha de cadastro e siga as instruções sobre envio de documentos comprobatórios caso o Município assim o determine. Atenção o cadastro não será analisado caso a documentação não seja enviada. Figura 21: Botão de impressão da ficha de cadastramento Após a conclusão do cadastro, o sistema enviará um confirmando o recebimento dos dados cadastrais e quando o cadastro for aprovado pelo corpo de fiscalização do Município, o usuário receberá um com a confirmação de seu usuário e senha do Sistema WebISS. Página 16 de 25

17 1.2. Cadastro de Pessoas Jurídicas O cadastramento das pessoas jurídicas, Contribuintes ou entidades do Município ou mesmo os de fora, serão efetuados a partir da escolha conforme indicada na Figura 22. Figura 22: Cadastro de Pessoa Jurídica Ao escolher o cadastro de Pessoa Jurídica, preencher os dados cadastrais da empresa ou entidade a qual representa. No caso, são informações fiscais constantes no contrato social e cartão do CNPJ, tais como razão social, nome de fantasia, inscrição estadual, data de abertura, e telefones de contato, conforme a Figura 23. Será por este que o Contribuinte receberá a aprovação ou rejeição de seu cadastro, assim como as instruções e a senha Master para acessar o sistema. Figura 23: Informações da Empresa ou Entidade Página 17 de 25

18 A seguir preencher as informações relativas aos códigos CNAE (Classificação Nacional de Atividades Econômicas), assim como listar os tipos de serviços prestados pela empresa, conforme a Figura 24. Figura 24: Códigos de CNAE 2.0 e tipos de serviços prestados Para preencher o CNAE Principal clicar no botão Selecionar como indicado pela seta amarela da Figura 24. O sistema apresentará uma janela de pesquisa, conforme a Figura 25. Para facilitar a busca, seu cartão do CNPJ possui o código da atividade principal. As informações sobre o CNAE referente à atividade Principal e as atividades acessórias deverão estar idênticas as descrições do objeto contratual da empresa, caso contrário a fiscalização não irá aprovar o seu cadastramento. Clicar em Selecionar para retornar à tela principal do cadastro. Figura 25: Tela de pesquisa de CNAE Página 18 de 25

19 Caso a empresa desempenhe outros tipos de atividades é possível cadastrar os CNAE Acessórios. O processo é similar ao usado para indicar o CNAE Principal bastando clicar no botão Adicionar, conforme apontado pela seta vermelha na Figura 24. Repita o processo tantas vezes quantos CNAE acessórios a empresa possuir. Caso tenha adicionado algum código por engano, basta selecionar a atividade na caixa de texto e clicar botão Remover. O campo Complemento é livre e serve para registrar alguma informação adicional a respeito das atividades desempenhadas pela empresa, caso considere necessário. Para determinar o tipo de serviço padronizado pela LC116, deverá escolher o grupo de serviço que agrupa os vários tipos de serviços. Escolher o grupo de serviço que melhor representa a atividade desempenhada pela empresa e o sistema carregará, automaticamente, todos os tipos de serviços do respectivo agrupamento. Em seguida, escolher o tipo de serviço adequado e clicar no botão Adicionar, conforme indicado pela seta verde da Figura 24. O tipo de serviço será inserido no quadro de tipos de serviço. Repita esta operação tantas vezes quantas forem necessárias até que fiquem registrados todos os tipos de serviço para os quais a empresa possui autorização para desempenhar. Caso insira algum tipo de serviço por engano, basta selecionar o tipo de serviço no quadro de serviços e clicar no botão Remover Para preencher o endereço de correspondência, clicar no texto selecionar CEP, como indicado na Figura 26. A seguir, procure pelo respectivo endereço em sua cidade, conforme demonstrado na Figura 27. Ao selecionar o endereço, como indicado pela seta, o sistema retornará os dados automaticamente para a tela de cadastro. Bastará apenas indicar o número, o complemento, caso exista, e o bairro. Página 19 de 25

20 Figura 26: Cadastro do endereço de correspondência O endereço de localização é o endereço onde fica localizado o estabelecimento físico da Pessoa Jurídica. Caso o endereço de localização seja o mesmo endereço de correspondência, utilize o botão Mesmo de correspondência conforme a seta vermelha da Figura 26. Caso o endereço de localização seja diferente, execute os mesmos passos utilizados para informar o endereço de correspondência. Figura 27: Tela de pesquisa de endereço Página 20 de 25

21 Na área reservada às informações fiscais, conforme a Figura 28 preencher os campos relativos à inscrição municipal. Esta informação deverá ser preenchida apenas pelas empresas que possuem seu domicílio fiscal no Município. Empresas de fora não devem preencher esse campo. Figura 28: Informações Fiscais A seguir, escolher que tipo de Contribuinte é a empresa, conforme as opções listadas na Figura 29 e o regime de recolhimento do ISSQN ao qual a empresa é submetida, de acordo com a Figura 30. Figura 29: Lista de tipos de Contribuinte Figura 30: Lista de tipos de regime de ISSQN Os regimes de recolhimento de ISSQN podem ser: Estimado: Valor fixo estimado a partir do movimento mensal histórico; Fixo M.E.I.: Microempresa individual. Recolhimento fixo mensal; Fixo Anual: Pagamento de taxa anual pré-fixada; Página 21 de 25

22 Fixo Anual Sociedades: o mesmo que o fixo anual, multiplicado pela quantidade de participantes da sociedade; Sobre Movimento Econômico: ISSQN calculado a partir de um percentual sobre o valor faturado mensalmente; Não Contribuinte ISSQN: não recolhe ISSQN por não ser prestador de serviços, ser isento ou imune ou, ainda, possuir alguma decisão administrativa ou jurídica que o libera do pagamento do imposto. Na seqüência, o preencher as informações relativas ao seu contador. Esclarecemos que, mesmo sendo o contador de fora do Município, o mesmo deverá se cadastrar no Sistema WebISS. Assim o contador poderá receber informações que o manterão atualizado sobre as práticas utilizadas pelo Município quando houver alterações nos procedimentos para o cumprimento de obrigações principais ou acessórias definidas pelo CTM. Somente com o cadastro atualizado é possível garantir que a informação chegará ao destino de maneira confiável. Portanto, o usuário deverá instruir o contador da empresa para que se cadastre no Município, mesmo que esteja localizado em outra cidade. As informações sobre o contador são o nome ou razão social do escritório de contabilidade, o CPF ou CNPJ e um telefone para contato, conforme demonstrado na Figura 31. Figura 31: Informações do contador Caso o cadastro seja de empresas de fora do Município o sistema retornará a mensagem apenas para informação. O usuário deverá clicar em OK para dar continuidade ao cadastro vide Figura 32. Página 22 de 25

23 Figura 32: Mensagem de aviso no cadastro de Pessoa Jurídica Para cadastrar os sócios digitar o Nome ou Razão Social, o CPF ou CNPJ dos sócios e clicar no botão Adicionar como demonstrado na Figura 33. Para remover alguma informação incorreta selecionar na caixa de texto e clicar no botão Remover. Figura 33: Cadastro dos sócios Ao finalizar ao registro das informações de Contribuinte, clicar em Próximo. O sistema fará a verificação dos campos e, caso não encontre nenhuma informação obrigatória em branco, avançará para a próxima tela. Preencha com seus próprios dados de contato, como demonstrado na Figura 34. Figura 34: Informações para contato com o responsável pelo cadastro Finalmente, ao avançar, será apresentada a tela com a instrução sobre a documentação comprobatória necessária e o endereço para onde deverá ser Página 23 de 25

24 encaminhada a fim de se efetuar a conferência das informações prestadas. Neste ponto clicar no botão Salvar para gravar no servidor as informações do cadastro como demonstrado na Figura 35. Figura 35: Salvar solicitação de CEC A seguir será apresentado o botão Imprimir Ficha de Cadastramento conforme a Figura 36. Atenção o cadastro não será analisado caso a documentação não seja enviada. Figura 36: Impressão da solicitação de CEC Página 24 de 25

25 IMPORTANTE Após aprovação do CeC de Pessoa Jurídica pela fiscalização do Município, a empresa receberá, via cadastrado, os códigos de usuário e senha Master para autorizar os usuários a terem acesso e executarem as tarefas do Sistema WebISS. Para realizar esta ação deverá ser acessado o Sistema WebISS com os códigos de usuário e senha Master recebidos onde estará disponível as informações para o cadastro de pessoas autorizadas OBS: Os usuários do sistema são as pessoas físicas que utilizarão o sistema em nome das empresas, para isso é necessário realizar o CeC como usuário dentro da opção Pessoa Física, caso contrário, mesmo com a senha Master NÃO será possível realizar o cadastro de pessoas autorizadas. Página 25 de 25

CeC. Cadastro Eletrônico de Contribuintes

CeC. Cadastro Eletrônico de Contribuintes CeC Cadastro Eletrônico de Contribuintes Versão 1.0 Usuário Externo Março/2010 Índice 1. Apresentação... 3 2. Objetivos... 3 3. Solicitação de CeC... 4 3.1. Cadastro de pessoas físicas... 5 3.1.1. Cadastro

Leia mais

CeC. Cadastro eletrônico de Contribuintes. Usuário Anônimo

CeC. Cadastro eletrônico de Contribuintes. Usuário Anônimo CeC Cadastro eletrônico de Contribuintes Usuário Anônimo Versão 1.3 11/02/2011 SUMÁRIO Apresentação... 3 Objetivos... 3 1. Solicitação de CeC... 4 1.1. Cadastro de Pessoas Físicas... 6 1.1.1 Cadastro de

Leia mais

CeC. Cadastro eletrônico de Contribuintes. Manual CeC

CeC. Cadastro eletrônico de Contribuintes. Manual CeC CeC Cadastro eletrônico de Contribuintes Manual CeC Atualizado em 21/02/2013 APRESENTAÇÃO Este manual apresenta a estrutura e a forma de utilização do módulo Cadastro eletrônico de Contribuintes CeC, o

Leia mais

As pessoas jurídicas deverão promover a solicitação de mais de um cadastramento. O qual deverá ser realizado em duas etapas:

As pessoas jurídicas deverão promover a solicitação de mais de um cadastramento. O qual deverá ser realizado em duas etapas: CeC Cadastro eletrônico de Contribuintes Versão 1.0 Atualizado em 16/01/2012 APRESENTAÇÃO Este manual apresenta a estrutura e a forma de utilização do módulo Cadastro eletrônico de Contribuintes CeC, o

Leia mais

M a n u a l U t i l i z a ç ã o d o R A N F S. Registro Auxiliar da Nota Fiscal de Serviços. Sistema. Versão 4.0 26/04/2010.

M a n u a l U t i l i z a ç ã o d o R A N F S. Registro Auxiliar da Nota Fiscal de Serviços. Sistema. Versão 4.0 26/04/2010. M a n u a l U t i l i z a ç ã o d o R A N F S Registro Auxiliar da Nota Fiscal de Serviços Sistema Versão 4.0 26/04/2010. Indíce Apresentação... 3 Objetivo... 3 PARTE I - PRESTADOR 1- Cadastro do Contribuinte

Leia mais

Sumário PANORAMA... 6 APRESENTAÇÃO... 6 PORTAL GISSONLINE... 7 ACESSO PARA CONTRIBUINTES COM IDENTIFICAÇÃO E SENHA... 8

Sumário PANORAMA... 6 APRESENTAÇÃO... 6 PORTAL GISSONLINE... 7 ACESSO PARA CONTRIBUINTES COM IDENTIFICAÇÃO E SENHA... 8 Sumário PANORAMA... 6 APRESENTAÇÃO... 6 O QUE É GISSONLINE?... 6 FILOSOFIA DA GISSONLINE... 6 BENEFÍCIOS QUE A GISSONLINE OFERECE... 6 PORTAL GISSONLINE... 7 ACESSO PARA CONTRIBUINTES COM IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11

ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11 MANUAL DE USO DO SISTEMA GOVERNO DIGITAL ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11 2.0. SOLICITAÇÕES DE AIDF E AUTORIZAÇÃO DE EMISSÃO DE NOTA

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Manual do Sistema

Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Manual do Sistema 1 Índice Apresentação... 3 Entrada no sistema... 4 Manual da NFe de Serviços Módulo Tomador... 5 Consultar RPS Recibo Provisório de Serviços... 6 Verificar a Autenticidade de Nota Fiscal... 7 Geração de

Leia mais

MANUAL DO CONTADOR 1ª

MANUAL DO CONTADOR 1ª ISSQN Escrituração e Nota Fiscal Eletrônica MANUAL DO CONTADOR 1ª edição 2011 Conteúdo Introdução...3 1. Enquadramento das empresas no item da lista de serviços municipal...4 1.1 Lista de serviços municipal...4

Leia mais

Acesso ao Credenciamento

Acesso ao Credenciamento 2 1 Credenciamento Para todas as pessoas jurídicas que acessarem o sistema da NFS-e, será necessário inicialmente efetuar o credenciamento. O credenciamento é obrigatório para todas as empresas estabelecidas

Leia mais

ORIENTAÇÃO AO TOMADOR DE SERVIÇO, QUANTO A RETENÇÃO DO ISS

ORIENTAÇÃO AO TOMADOR DE SERVIÇO, QUANTO A RETENÇÃO DO ISS 1 PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCISCO BELTRÃO SECRETARIA DE FINANÇAS / DEPARTAMENTO DE FISCALIZAÇÃO ORIENTAÇÃO AO TOMADOR DE SERVIÇO, QUANTO A RETENÇÃO DO ISS Olá Tomadores de Serviço, a Prefeitura Municipal

Leia mais

- Nota Fiscal Eletrônica -

- Nota Fiscal Eletrônica - Manual Portal de Clientes e Transportadores - Nota Fiscal Eletrônica - ÍNDICE. INTRODUÇÃO 3. OBJETIVO 3.2 ABRANGÊNCIA 3 2. FUNCIONALIDADES 3 2. CADASTRO DE CLIENTES NO PORTAL 3 2.2 CONSULTA NOTAS FISCAIS

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Acesso ao Sistema - Pessoa Física

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Acesso ao Sistema - Pessoa Física Acesso ao Sistema - Pessoa Física Página 2 de 37 Índice ÍNDICE... 2 1. CONSIDERAÇÕES GERAIS... 4 1.1. DEFINIÇÃO... 4 1.2. OBRIGATORIEDADE DE EMISSÃO DA NFS-E... 4 1.3. CONTRIBUINTES IMPEDIDOS DA EMISSÃO

Leia mais

MANUAL DE PREENCHIMENTO DO PORTAL DE ATENDIMENTO AO PRESTADOR

MANUAL DE PREENCHIMENTO DO PORTAL DE ATENDIMENTO AO PRESTADOR MANUAL DE PREENCHIMENTO DO PORTAL DE ATENDIMENTO AO PRESTADOR Este Manual tem por finalidade orientar o preenchimento do Novo Portal de Serviços de Atendimento ao Prestador no atendimento aos beneficiários

Leia mais

MANUAL DO ISS ONLINE

MANUAL DO ISS ONLINE MANUAL DO ISS ONLINE Exploradores de Rodovias Índice 1 - Regularização Cadastral... 3 2 - Login... 5 3 - Acessos ao Sistema... 7 6 - Escriturações Eletrônica... 10 7 - Emissões de Guia de ISS... 11 Manual

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Sumário: Tópico: Página: 2 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento

Leia mais

RANFS - Registro Auxiliar de Nota Fiscal de Serviço. Perguntas e Respostas. Sistema. Versão 2.0 26/04/2010.

RANFS - Registro Auxiliar de Nota Fiscal de Serviço. Perguntas e Respostas. Sistema. Versão 2.0 26/04/2010. RANFS - Registro Auxiliar de Nota Fiscal de Serviço Perguntas e Respostas Sistema Versão 2.0 26/04/2010. 1- O que é RANFS? O RANFS é o Registro Auxiliar de Nota Fiscal de Serviço, um espelho das informações

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Geral. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Geral. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Geral Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema de Almoxarifado

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO AMBIENTAL SIGAM

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO AMBIENTAL SIGAM SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO AMBIENTAL SIGAM MANUAL REQUERIMENTO ON LINE 2009 Fundação Instituto de Administração FIA Página Inicial Ao acessar a tela inicial, clique sobre a frase: Inicie o Requerimento

Leia mais

MANUAL SISTEMA NFS-e

MANUAL SISTEMA NFS-e MANUAL SISTEMA NFS-e SUMARIO Tela Inicial NFe 03 Efetuar Login 1º Acesso Caso não possua Usuário e/ou Senha 03 Efetuar Login 1º Acesso Possuindo o Usuário e Senha 04 Primeira Tela 05 Menu de Opções 05

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA 07/2015

INSTRUÇÃO NORMATIVA 07/2015 INSTRUÇÃO NORMATIVA 07/2015 Orientações Gerais Sobre o Recadastramento Manual Prático de Acesso Versão 05/2016 1 1 ORIENTAÇÕES GERAIS SOBRE RECADASTRAMENTO SIGA as determinações dispostas na Instrução

Leia mais

Versão para atualização do Gerpos Retaguarda

Versão para atualização do Gerpos Retaguarda Versão para atualização do Gerpos Retaguarda A Gerpos comunica a seus clientes que nova versão do aplicativo Gerpos Retaguarda, contendo as rotinas para emissão da Nota Fiscal Eletrônica, já está disponível.

Leia mais

1. Conhecendo a GissOnline

1. Conhecendo a GissOnline 1. Conhecendo a GissOnline 1.01 Quem deve utilizar a ferramenta Gissonline? Todos os prestadores e tomadores de serviço sejam eles pessoas jurídicas (empresas) ou equiparadas, estabelecidas ou sediadas

Leia mais

Manual do FACGTO - Autorizador Online Odontologia

Manual do FACGTO - Autorizador Online Odontologia Manual do FACGTO - Autorizador Online Odontologia 1 Acessar o endereço: http://facgtounafisco.facilinformatica.com.br 1.2 - Será exibida a página abaixo, selecionar o Tipo de acesso (Clínica (CNPJ) e/ou

Leia mais

SRP Sistema de Controle de Ata de Registro de Preço. Passo a Passo Gestor de Compras

SRP Sistema de Controle de Ata de Registro de Preço. Passo a Passo Gestor de Compras SRP Sistema de Controle de Ata de Registro de Preço Passo a Passo Gestor de Compras Como acessar Como Acessar O acesso ao Sistema se faz através da página da SEPLAG Clicando no Link destacado Como Acessar

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL Manual do ITIV PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE TRIBUTAÇÃO M A N U A L D O ITIV PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL Manual do ITIV ÍNDICE INFORMAÇÕES GERAIS...3

Leia mais

MANUAL ARRECADANET PAINEL DE CONTROLE

MANUAL ARRECADANET PAINEL DE CONTROLE MANUAL ARRECADANET PAINEL DE CONTROLE 1 Introdução O Sistema ArrecadaNet, desenvolvido pela empresa Megasoft Informática, tem como objetivo otimizar a declaração dos serviços prestados e / ou contratados,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHAIS. NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA

PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHAIS. NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHAIS NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA PINHAIS - 2014 SUMÁRIO 2 1. Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e)... 3 1.1 Considerações Iniciais...

Leia mais

Prefeitura Municipal de Barra Mansa

Prefeitura Municipal de Barra Mansa Prefeitura Municipal de Barra Mansa Sistema de Prefeitura Eletrônica (SPE) Manual de Declaração de Serviços Sistema desenvolvido por Tiplan Tecnologia em Sistema de Informação. Todos os direitos reservados.

Leia mais

NFS-e. Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual Operacional do Prestador de Serviços

NFS-e. Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual Operacional do Prestador de Serviços te 2013 NFS-e Nota Fiscal de Serviços Eletrônica Manual Operacional do Prestador de Serviços Este manual tem como objetivo orientar os usuários, sobre os procedimentos relativos ao correto manuseio de

Leia mais

Realizar Matrícula. A cada período de matrícula o sistema solicita que o discente atualize seus dados, conforme ilustrado na tela a seguir:

Realizar Matrícula. A cada período de matrícula o sistema solicita que o discente atualize seus dados, conforme ilustrado na tela a seguir: Realizar Matrícula Sistema SIGAA Módulo Portal do Discente Usuários Discentes Esta funcionalidade permite ao usuário realizar sua matrícula on-line em turmas. Vale ressaltar que o ato de realizar a matrícula

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.07 Configurando o Módulo... 3 Contas... 3 Conta Caixa... 5 Aba Geral... 5 Aba Empresas... 8 Conta Banco... 9 Aba Geral... 9 Aba Conta Banco... 10 Aba Empresas... 12 Tipos de

Leia mais

Manual de Instruções ISS WEB SISTEMA ISS WEB. Sil Tecnologia LTDA

Manual de Instruções ISS WEB SISTEMA ISS WEB. Sil Tecnologia LTDA SISTEMA ISS WEB Sil Tecnologia LTDA Sumário INTRODUÇÃO 3 1. ACESSO AO SISTEMA 4 2. AUTORIZAR USUÁRIO 5 3. TELA PRINCIPAL 6 4. ALTERAR SENHA 7 5. TOMADORES DE SERVIÇO 7 5.1 Lista de Declarações de Serviços

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISSQN

SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISSQN SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISSQN MIGRAÇÃO DAS INFORMACOES DO ATUAL SISTEMA PARA O SIGISSWEB 1ª FASE: Em 1º de Maio de 2015, o sistema SIGISSWEB deverá estar carregado com todos os cadastros

Leia mais

Identificação da Empresa

Identificação da Empresa Identificação da Empresa MT-611-00001-13 Última Atualização 04/03/2015 I. Objetivos Após este módulo de capacitação você será capaz de: 1. Preencher em Identificação os dados básicos, itens e as localidades

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA GOVERNO DE BIGUAÇU SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA GUIA DE ORIENTAÇÕES. NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS (NFS-e)

ESTADO DE SANTA CATARINA GOVERNO DE BIGUAÇU SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA GUIA DE ORIENTAÇÕES. NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS (NFS-e) ESTADO DE SANTA CATARINA GOVERNO DE BIGUAÇU SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA GUIA DE ORIENTAÇÕES NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS (NFS-e) Diretoria Geral de Tributos Biguaçu, Janeiro de 2012 INTRODUÇÃO

Leia mais

Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso Supervisão de Informática Departamento de Desenvolvimento Sistema Declaração On Line. Declaração On Line

Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso Supervisão de Informática Departamento de Desenvolvimento Sistema Declaração On Line. Declaração On Line Declaração On Line Manual de Apoio à Utilização do Sistema Manual do Usuário Versão 1.0 INTRODUÇÃO... 4 AUTENTICANDO-SE NO SISTEMA... 4 EM CASO DE ESQUECIMENTO DA SENHA... 5 ALTERANDO A SENHA DE ACESSO

Leia mais

Manual Prático de Acesso Novo Hamburgo/RS. ISS.Net Emissor de Nota Fiscal Eletrônica

Manual Prático de Acesso Novo Hamburgo/RS. ISS.Net Emissor de Nota Fiscal Eletrônica Novo Hamburgo/RS ISS.Net Emissor de Nota Fiscal Eletrônica SUMÁRIO Página LOGIN AO SISTEMA...3 EMITIR NOTA FISCAL ELETRÔNICA...7 CONSULTAR NOTA FISCAL ELETRÔNICA...12 CONSULTAR SOLICITAÇÕES DE CANCELAMENTO

Leia mais

Manual de Utilização. Sistema. Recibo Provisório de Serviço

Manual de Utilização. Sistema. Recibo Provisório de Serviço Manual de Utilização Sistema Recibo Provisório de Serviço Versão 1.0 17/08/2011 Sumário Introdução... 5 1. Primeiro Acesso... 7 2. Funções do e-rps... 8 2.1 Menu Superior... 8 2.1.1 Arquivo......8 2.1.2

Leia mais

Copyright 2004/2014 - VLC

Copyright 2004/2014 - VLC Escrituração Fiscal Manual do Usuário Versão 7.2 Copyright 2004/2014 - VLC As informações contidas neste manual são de propriedade da VLC Soluções Empresariais Ltda., e não poderão ser usadas, reproduzidas

Leia mais

https://top.solucaopublica.com.br/mantena/

https://top.solucaopublica.com.br/mantena/ 1) Acesso ao sistema NFS-e na WEB A comunidade terá acesso ao NFS-e através do Site da Prefeitura Municipal de Mantena. Para acessar o sistema da NFS-e, o contribuinte deverá acessar o site: https://top.solucaopublica.com.br/mantena/

Leia mais

Instalação - Primeiros Passos

Instalação - Primeiros Passos Instalação - Primeiros Passos 1- O download da ultima versão do sistema é disponibilizado em nosso site do no link http://www.tvsistemas.com.br/downloads.html 2- Após realizar o download execute o instalador,

Leia mais

DECLARAÇÃO DE SERVIÇOS * Prestados e Tomados por contribuintes DOMICILIADOS em Pinhais (COM Cadastro Econômico) TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA

DECLARAÇÃO DE SERVIÇOS * Prestados e Tomados por contribuintes DOMICILIADOS em Pinhais (COM Cadastro Econômico) TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA DECLARAÇÃO DE SERVIÇOS * Prestados e Tomados por contribuintes DOMICILIADOS em Pinhais (COM Cadastro Econômico) TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA ANO 2012 2 SUMÁRIO 1. CONSIDERAÇÕES GERAIS... 4 2. DECLARAÇÃO

Leia mais

ÍNDICE. ISS Online. Guia do Usuário ÍNDICE

ÍNDICE. ISS Online. Guia do Usuário ÍNDICE Guia do Usuário ÍNDICE ÍNDICE Setembro /2009 www.4rsistemas.com.br 15 3262 8444 IDENTIFICAÇÃO E SENHA... 3 Sou localizado no município... 4 Não sou localizado no município... 4 ACESSO AO SISTEMA... 5 Tela

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA CARTILHA E TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA SUMÁRIO

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA CARTILHA E TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA SUMÁRIO NFS-e NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA CARTILHA E TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA SUMÁRIO 1. NFS-e 1.1 Considerações Iniciais 1.2 Definição 1.3 Regras de uso 1.3.1 Quem está obrigado a emitir a NFS-e?

Leia mais

PROGAM Programa para a Governança Municipal Sistema Tributário on-line. Sistema Tributário On-line. Recadastramento

PROGAM Programa para a Governança Municipal Sistema Tributário on-line. Sistema Tributário On-line. Recadastramento Sistema Tributário On-line Recadastramento Introdução O PROGAM Programa de Governança Municipal desenvolveu o Sistema Tributário on-line com objetivo de aperfeiçoar a administração tributária no tocante

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA AQUISIÇÃO

PROCEDIMENTOS PARA AQUISIÇÃO PROCEDIMENTOS PARA AQUISIÇÃO Acesse o site www.teubilhete.com.br, selecione a opção Teu Online, e clique no botão, preencha o formulário com os dados de sua empresa. Reúna duas vias impressas do Contrato

Leia mais

Figura 1: tela inicial do BlueControl COMO COLOCAR A SALA DE INFORMÁTICA EM FUNCIONAMENTO?

Figura 1: tela inicial do BlueControl COMO COLOCAR A SALA DE INFORMÁTICA EM FUNCIONAMENTO? Índice BlueControl... 3 1 - Efetuando o logon no Windows... 4 2 - Efetuando o login no BlueControl... 5 3 - A grade de horários... 9 3.1 - Trabalhando com o calendário... 9 3.2 - Cancelando uma atividade

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA 1 NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA ANO 2012 2 Sumário 1 Nota Fiscal de Serviços eletrônica - NFS-e... 3 1.1 Considerações Iniciais... 3 1.2 Legislação... 3 1.3 Definição...

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA WEBDIÁRIO PERFIL PROFESSOR. Diário Eletrônico do Sistema Nambei

MANUAL DO SISTEMA WEBDIÁRIO PERFIL PROFESSOR. Diário Eletrônico do Sistema Nambei MANUAL DO SISTEMA WEBDIÁRIO PERFIL PROFESSOR Diário Eletrônico do Sistema Nambei ÍNDICE DE ILUSTRAÇÕES Figura 1 Tela de Acesso... 3 Figura 2 - Alteração de Senha... 3 Figura 3 - Página inicial - Perfil

Leia mais

MANUAL OFICINAS HDI - AUDATEX WEB

MANUAL OFICINAS HDI - AUDATEX WEB MANUAL OFICINAS HDI - AUDATEX WEB Audatex Web Oficinas HDI Nível Usuário (Versão 2.8) Gerência de Suporte Técnico Departamento de Treinamento Resp.: Equipe de Treinamento Versão 1.0 Revisão 1 Data 13/5/2008

Leia mais

1 PASSO Acesse o link: http://www.siapec.emdagro.se.gov.br/siapecest/. Abrirá a tela de login a seguir:

1 PASSO Acesse o link: http://www.siapec.emdagro.se.gov.br/siapecest/. Abrirá a tela de login a seguir: MANUAL DE EMISSÃO DE e-gta PELO PRODUTOR Caro Produtor, para acessar o SIAPEC primeiro é necessário que você tenha o Nº do seu CPF e uma senha cadastrada no sistema. O cadastro é feito pelo órgão de defesa.

Leia mais

ISS DIGITAL MANUAL DO USUÁRIO INTERSOL SERVIÇOS DE INFORMÁTICA LTDA

ISS DIGITAL MANUAL DO USUÁRIO INTERSOL SERVIÇOS DE INFORMÁTICA LTDA ISS DIGITAL MANUAL DO USUÁRIO INTERSOL SERVIÇOS DE INFORMÁTICA LTDA Este Manual de Instruções destina-se aos usuários do Sistema de ISS Digital, desenvolvido e mantido por Intersol Serviços de Informática

Leia mais

Juiz de Fora, Maio de 2015

Juiz de Fora, Maio de 2015 GUIA DE INSCRIÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA Juiz de Fora, Maio de 2015 Apoio: SHA ACN 00031/11 Para iniciar a inscrição do projeto, o usuário deverá acessar o link: inovare.ifsudestemg.edu.br e clicar em

Leia mais

CONTROLADORIA GERAL DO MUNICÍPIO CONTADORIA GERAL SUMÁRIO

CONTROLADORIA GERAL DO MUNICÍPIO CONTADORIA GERAL SUMÁRIO Pág: 1 SUMÁRIO... 2 Troca de Perfil... 5 Troca de Senha... 5 VIA CITRIX... 6 Troca de Perfil... 9 Troca de Senha do FINCON...10 BARRA DE FERRAMENTAS DO FINCON...11 LANÇAMENTOS CONTÁBEIS...12 Acesso ao

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO SISTEMA DE CADASTRO INTRANET

MANUAL DE UTILIZAÇÃO SISTEMA DE CADASTRO INTRANET MANUAL DE UTILIZAÇÃO SISTEMA DE CADASTRO INTRANET I Sumário 1. Objetivo do Documento... 1 2. Início... 1 3. Cadastro de Pessoa Física... 3 3.1. Preenchimentos Obrigatórios.... 4 3.2. Acesso aos Campos

Leia mais

ROTEIRO PARA RECADASTRAMENTO DE POSTOS DE COMBUSTÍVEIS

ROTEIRO PARA RECADASTRAMENTO DE POSTOS DE COMBUSTÍVEIS CONTATOS PARA ESCLARECIMENTO DE DÚVIDAS OU SOLUÇÃO DE DIFICULDADES COM O SISTEMA: IBAMA/Brasília: (61) 3316 1677 IBAMA/Vitória: (27) 3089 1190 / 1191 ROTEIRO PARA RECADASTRAMENTO DE POSTOS DE COMBUSTÍVEIS

Leia mais

Acompanhamento e Execução de Projetos

Acompanhamento e Execução de Projetos Acompanhamento e Execução de Projetos Manual do Usuário Atualizado em: 28/11/2013 Página 1/24 Sumário 1. INTRODUÇÃO... 3 2. ABRANGÊNCIA DO SISTEMA... 3 3. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 3 4. COMO ACESSAR O SISTEMA...

Leia mais

Olá! Sejam bem vindos ao curso Como preencher o FADA no Portal do Servidor

Olá! Sejam bem vindos ao curso Como preencher o FADA no Portal do Servidor DECRETO 3133-R DE 19 DE OUTUBRO DE 2012 Olá! Sejam bem vindos ao curso Como preencher o FADA no Portal do Servidor O preenchimento do FADA no Portal do Servidor está estruturado da seguinte forma: 1º Passo

Leia mais

MUNICÍPIO DE ESTEIO SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-E MANUAL DE ACESSO E UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO ON-LINE

MUNICÍPIO DE ESTEIO SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-E MANUAL DE ACESSO E UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO ON-LINE MUNICÍPIO DE ESTEIO SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-E MANUAL DE ACESSO E UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO ON-LINE Versão 1.0.5 Março/2014 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO... 6 2.

Leia mais

PEDIDO DE VIABILIDADE. Pedido de Viabilidade. Página 1 / 52

PEDIDO DE VIABILIDADE. Pedido de Viabilidade. Página 1 / 52 Pedido de Viabilidade Página 1 / 52 ÍNDICE APRESENTAÇÃO... 3 PEDIDO DE VIABILIDADE PARA INSCRIÇÃO DE PRIMEIRO ESTABELECIMENTO... 4 Dados do Solicitante e da Pessoa Jurídica... 5 Quadro Societário... 8

Leia mais

MÓDULO DE DECLARAÇÃO DE RENDIMENTOS DECORE MANUAL Versão 2.0

MÓDULO DE DECLARAÇÃO DE RENDIMENTOS DECORE MANUAL Versão 2.0 CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE MÓDULO DE DECLARAÇÃO DE RENDIMENTOS DECORE MANUAL Versão 2.0 Spiderware Consultoria em Informática Rua Mayrink Veiga, 11 / 804 Rio de Janeiro RJ CEP 20090-050 Tel. 0 (XX)

Leia mais

MANUAL ARRECADANET. Nota Fiscal Eletrônica

MANUAL ARRECADANET. Nota Fiscal Eletrônica MANUAL ARRECADANET Nota Fiscal Eletrônica 1 Introdução O Sistema ArrecadaNet, desenvolvido pela empresa Megasoft Informática, tem como objetivo otimizar a declaração dos serviços prestados e / ou contratados,

Leia mais

Manual de Utilização do Sistema

Manual de Utilização do Sistema Manual de Utilização do Sistema 2015 Nota Control Nota Premiada Índice Parte I Informações Iniciais 1 Sobre o documento Parte II Apresentação 1 Menu Home 2 Menu Cadastro 3 Menu Entrar 4 Menu Sorteio Realizados

Leia mais

Manual do Emissor RPS

Manual do Emissor RPS Manual do Emissor RPS Fly E-Nota 1/14 Índice 1.Instalação...3 1.1.Pré-requisitos da instalação...3 1.2.Baixar e instalar do Emissor RPS...3 1.3.Carregar as configurações do prestador...4 1.4.Instalação

Leia mais

Manual Espelho de NF para Materiais

Manual Espelho de NF para Materiais Manual Espelho de NF para Materiais Índice 1 Objetivo... 3 2 O Projeto e-suprir... 3 3 Introdução... 3 4 Informações Básicas... 4 4.1 Painel de Controle Vendas... 4 5 Acessando o Pedido... 5 5.1 Lista

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DO PROFESSOR

MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DO PROFESSOR MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DO PROFESSOR ACESSANDO O PORTAL DO PROFESSOR Para acessar o portal do professor, acesse o endereço que você recebeu através da instituição de ensino ou acesse diretamente o endereço:

Leia mais

Manual de orientação do Sistema de Requisição de Recibos Eleitorais SRE

Manual de orientação do Sistema de Requisição de Recibos Eleitorais SRE TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL - TSE Manual de orientação do Sistema de Requisição de Recibos Eleitorais SRE Julho/2014 Apresentação do sistema: Este manual tem o intuito de orientar os candidatos e partidos/comitês

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE RAPOSA, no uso de suas atribuições legais, de acordo com a Lei Orgânica do Município, e;

O PREFEITO MUNICIPAL DE RAPOSA, no uso de suas atribuições legais, de acordo com a Lei Orgânica do Município, e; DECRETO N.º 01/2015. Dispõe sobre o recadastramento de empresas e profissionais liberais, estabelecidos no município de Raposa - Maranhão. O PREFEITO MUNICIPAL DE RAPOSA, no uso de suas atribuições legais,

Leia mais

AIDF Autorização para impressão de documentos fiscais. Versão 1.1 (01/2013)

AIDF Autorização para impressão de documentos fiscais. Versão 1.1 (01/2013) AIDF Autorização para impressão de documentos fiscais Sumário COMO OBTER AUTORIZAÇÃO PARA IMPRESSÃO DE DOCUMENTOS FISCAIS.... 2 SOLICITAÇÃO DE AIDF... 4 ESCOLHA DE AIDF... 4 SELECIONANDO OS DADOS DA GRÁFICA...

Leia mais

Cadastro de Usuários e Agendamento de Consultas

Cadastro de Usuários e Agendamento de Consultas 2013 Cadastro de Usuários e Agendamento de Consultas Cris Podologia 1 Conteúdo 1) Cadastro... 3 2) Agendamento... 8 3) Atualização e Complemento do Cadastro... 13 a) Perfil... 15 b) Endereço... 15 4) Recuperação

Leia mais

Como oferto um lance. Clique nas opções abaixo para ser direcionado ao passo a passo: ATENDIMENTO. - Como oferto um lance?

Como oferto um lance. Clique nas opções abaixo para ser direcionado ao passo a passo: ATENDIMENTO. - Como oferto um lance? Clique nas opções abaixo para ser direcionado ao passo a passo: ATENDIMENTO - Como oferto um lance? - Como imprimo 2ª via de boleto ao cliente? - Como realizo uma transferência de cota? - Onde consulto

Leia mais

MANUAL PARA INSCRIÇÃO online. Versão Chamamento Público

MANUAL PARA INSCRIÇÃO online. Versão Chamamento Público MANUAL PARA INSCRIÇÃO online Versão Chamamento Público 1 Atenção Siga cuidadosamente todas as orientações deste Manual durante o processo de inscrição online >> 1º Passo: Acessar o SalicWeb Para inscrever-se

Leia mais

Atualizado em 15/02/2013. Material para uso exclusivo dos clientes TECNISA. 2013 Copyright - Todos os direitos reservados.

Atualizado em 15/02/2013. Material para uso exclusivo dos clientes TECNISA. 2013 Copyright - Todos os direitos reservados. Atualizado em 15/02/2013 1 SUMÁRIO LINK DE ACESSO AO PORTAL DO CLIENTE... 3 PREMISSA PARA ACESSAR O PORTAL DO CLIENTE... 3 LOGIN... 3 RECUPERAR SENHA... 5 PRIMEIRO ACESSO... 8 DÚVIDAS FREQUENTES (FAQ)...

Leia mais

1. INSTALAÇÃO DO SISTEMA. 3 2. PRIMEIRO LOGIN. 8 3. ATUALIZAÇÃO DO SISTEMA. 12 4. DESINSTALAÇÃO DO SISTEMA. 14 5. EXCLUIR DADOS. 15 6.

1. INSTALAÇÃO DO SISTEMA. 3 2. PRIMEIRO LOGIN. 8 3. ATUALIZAÇÃO DO SISTEMA. 12 4. DESINSTALAÇÃO DO SISTEMA. 14 5. EXCLUIR DADOS. 15 6. Índice 1. INSTALAÇÃO DO SISTEMA...3 2. PRIMEIRO LOGIN...8 3. ATUALIZAÇÃO DO SISTEMA...12 4. DESINSTALAÇÃO DO SISTEMA...14 5. EXCLUIR DADOS...15 6. APRESENTAÇÃO DO EXTRANET...17 6.1 Sistema DESCONECTADO...18

Leia mais

Prestação de Contas Eletrônica

Prestação de Contas Eletrônica TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO MANUAL DO USUÁRIO Prestação de Contas Eletrônica TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 2/17 Sumário 1- ACESSO... 3 2- TELA DE INÍCIO... 4 3- CADASTRAMENTO...

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO RECAM ONLINE

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO RECAM ONLINE MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO RECAM ONLINE Tefefone: (16)37119000 email: recam@franca.sp.gov. Sumário 1. Endereço para acessar o sistema... 3 2. Tipos de acesso ao sistema... 3 3. Termo de acesso cadastrado

Leia mais

Tutorial para agendar o exame COBIT 4.1 Foundation

Tutorial para agendar o exame COBIT 4.1 Foundation Cursos e-learning para gestão de TI & Negócio www.tiexames.com.br Tutorial para agendar o exame COBIT 4.1 Foundation Este tutorial instrui passo a passo como realizar a inscrição para o exame online COBIT

Leia mais

Manual de Operacionalização do Módulo de Prestação de Contas PCS

Manual de Operacionalização do Módulo de Prestação de Contas PCS Manual de Operacionalização do Módulo de Prestação de Contas PCS Versão Fevereiro/2013 Índice PCS - Módulo de Prestação de Contas...3 Acesso ao Módulo PCS...3 1. Contas financeiras...5 1.1. Cadastro de

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e - NOTA CARIOCA

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e - NOTA CARIOCA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e - NOTA CARIOCA Acesso ao Sistema - Pessoa Jurídica Página 2 de 125 Índice ÍNDICE... 2 1. CONSIDERAÇÕES GERAIS... 6 1.1. DEFINIÇÃO... 6 2. REGRAS PARA CADASTRAMENTO...

Leia mais

O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

Manual dos procedimentos para Emissão de NFE.

Manual dos procedimentos para Emissão de NFE. Manual dos procedimentos para Emissão de NFE. CADASTRO DE CLIENTES - deve-se utilizar o programa 203. Os campos em VERMELHO são os campos de preenchimento obrigatório. Os campos em PRETO não são obrigatórios,

Leia mais

1- Acessando o sistema

1- Acessando o sistema 1- Acessando o sistema Na barra de endereços de páginas da Internet escrever o seguinte endereço: webnet.sec.ba.gov.br Na tela inicial do sistema você deve informar os dados para a verificação de acesso.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CARIACICA Secretaria Municipal de Finanças MANUAL DE UTILIZAÇÃO. Sistema de Nota Fiscal Eletrônica - NFe

PREFEITURA MUNICIPAL DE CARIACICA Secretaria Municipal de Finanças MANUAL DE UTILIZAÇÃO. Sistema de Nota Fiscal Eletrônica - NFe MANUAL DE UTILIZAÇÃO Sistema de Nota Fiscal Eletrônica - NFe MARÇO DE 2014 TÍTULO CÓDIGO DATA MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE NFe RGD-CDS-003 20/03/2014 DOC. RELACIONADOS --- VERSÃO 1.1 ELABORAÇÃO RENAN

Leia mais

2 PASSO: Depois de acessado um dos endereços acima, clicar em Serviços Eletrônicos.

2 PASSO: Depois de acessado um dos endereços acima, clicar em Serviços Eletrônicos. GUIA PARA PREENCHIMENTO DA DECLARAÇÃO TRANSMISSÃO POR DOAÇÃO 1 PASSO: Acesse o sistema ITCMD: 1) Clique no link ITCMD existente no Posto Fiscal Eletrônico, cujo endereço eletrônico é http://pfe.fazenda.sp.gov.br/

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento do Imposto sobre

Leia mais

Manual do usuário Sistema de Ordem de Serviço HMV/OS 5.0

Manual do usuário Sistema de Ordem de Serviço HMV/OS 5.0 Manual do usuário Sistema de Ordem de Serviço HMV/OS 5.0 DESENVOLVEDOR JORGE ALDRUEI FUNARI ALVES 1 Sistema de ordem de serviço HMV Apresentação HMV/OS 4.0 O sistema HMV/OS foi desenvolvido por Comtrate

Leia mais

Manual de Orientação GCT Gestão de Contratação. Secretaria de Estado da Fazenda Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão Versão 0.

Manual de Orientação GCT Gestão de Contratação. Secretaria de Estado da Fazenda Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão Versão 0. Manual de Orientação GCT Gestão de Contratação Versão 0.1 SUMÁRIO 1. CATÁLOGO DE MATERIAIS E SERVIÇOS...3 1.1. CONSULTA AO CATÁLOGO POR DIGITAÇÃO...5 1.2. CONSULTA AO CATÁLOGO POR LISTAGEM...8 2. CATÁLOGO

Leia mais

Medical Office 2015 Instruções de Instalação e Configuração

Medical Office 2015 Instruções de Instalação e Configuração Medical Office 2015 Instruções de Instalação e Configuração 1) Faça o download do Medica Office através do nosso site www.medicaloffice.com.br opção do Download; 2) Após realizado o download do arquivo

Leia mais

SERVIÇOS REQUERIMENTO

SERVIÇOS REQUERIMENTO Certidão e Reimpressão de Documentos 1 / 17 todos os direitos reservados. ÍNDICE Introdução... 3 Acesso Restrito... 4 Cadastro... 4 Serviços Requerimento... 6 Certidão Web... 7 Certidão Simplificada...

Leia mais

MANUAL DE ACESSO AO MYSUITE

MANUAL DE ACESSO AO MYSUITE MANUAL DE ACESSO AO MYSUITE A Ferramenta de Atendimento Online MySuite é a nova forma de atendimento utilizada pela Gerpos. Por meio dela, é possível solicitar atendimentos do Suporte Técnico e de outros

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DA FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA DE ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA GERÊNCIA DE INFORMAÇÕES ECONÔMICO-FISCAIS CORDENAÇÃO DO CADASTRO

ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DA FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA DE ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA GERÊNCIA DE INFORMAÇÕES ECONÔMICO-FISCAIS CORDENAÇÃO DO CADASTRO ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DA FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA DE ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA GERÊNCIA DE INFORMAÇÕES ECONÔMICO-FISCAIS CORDENAÇÃO DO CADASTRO ÍNDICE SISTEMÁTICO DO MANUAL DO CADASTRO LISTA DE TELAS...

Leia mais

Sistema de ISSQN Digital Declaração Municipal On-line

Sistema de ISSQN Digital Declaração Municipal On-line Sistema de ISSQN Digital Declaração Municipal On-line ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 FUNCIONALIDADES... 3 1. INÍCIO DA DECLARAÇÃO... 3 2. DADOS DO CONTRIBUINTE... 4 3. ENDEREÇO FISCAL... 5 4. TELEFONE PARA CONTATO...

Leia mais

ROTEIRO NOTA FISCAL ELETRONICA A partir de Agosto/2012

ROTEIRO NOTA FISCAL ELETRONICA A partir de Agosto/2012 ROTEIRO NOTA FISCAL ELETRONICA A partir de Agosto/2012 1. INSTALAÇÃO DO GESTOR Confira abaixo as instruções de como instalar o sistema Gestor. Caso já tenha realizado esta instalação avance ao passo seguinte:

Leia mais

Abaixo será listado passo a passo o processo de cadastro, login e compra de produtos anunciados em nosso portal.

Abaixo será listado passo a passo o processo de cadastro, login e compra de produtos anunciados em nosso portal. Manual do Comprador 1 Comprar Anúncios Abaixo será listado passo a passo o processo de cadastro, login e compra de produtos anunciados em nosso portal. 1.1 CRIAR CONTA TURISMO AGORA Para comprar produtos

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO. Alma Web MANUAL DO USUÁRIO CONTRIBUINTE

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO. Alma Web MANUAL DO USUÁRIO CONTRIBUINTE SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO Alma Web MANUAL DO USUÁRIO CONTRIBUINTE Versão 1.0 Belém PA Dezembro de 2012 1 SUMÁRIO 1. Introdução... 3 2. Autenticação... 3 3. Painel

Leia mais

1º Passo. Página para acessar o FacWeb

1º Passo. Página para acessar o FacWeb Página para acessar o FacWeb 1º Passo O usuário deverá digitar no campo usuário/senha - o CPF e/ou CNPJ / no campo Acesso deve ser preenchido conforme tipo da Clínica, Laboratório e ou médico/ Logo em

Leia mais

Escritório Virtual - Apresentação. Acesso ao Portal do Escritório Virtual

Escritório Virtual - Apresentação. Acesso ao Portal do Escritório Virtual Página2 Escritório Virtual - Apresentação O escritório Virtual visa uma aproximação entre o escritório e seus clientes, possibilitando encurtar caminhos para envio e recebimento de arquivos e informações

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE TIETÊ

PREFEITURA MUNICIPAL DE TIETÊ PREFEITURA MUNICIPAL DE TIETÊ Nota Fiscal Digital de Serviços A Nota Fiscal Digital é um documento cujo valor é de um arquivo eletrônico assinado digitalmente, que apresenta algumas características como

Leia mais