Produção: Fundação Republicana Brasileira Diagramação: Joshua Fillip

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Produção: Fundação Republicana Brasileira Diagramação: Joshua Fillip"

Transcrição

1

2 Produção: Fundação Republicana Brasileira Diagramação: Joshua Fillip

3 Uma produção da Fundação Republicana Brasileira 2013

4 O Congresso Nacional promulgou, no dia 2 de abril, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) n 66/2012, que dá novos direitos aos trabalhadores domésticos. O texto foi publicado no Diário Oficial da União do dia 3 de abril. Com a publicação, parte do novo texto legal entrou em vigor automaticamentet e parte terá de passar por regulamentação. Entre os pontos aprovados automaticamente estão a jornada de 44 horas semanais, o pagamento de horas extras com adicional de no mínimo 50% e o respeito a acordos e convenções coletivas.

5 A nova lei estabelece 17 novas regras e se somarão a outros direitos já existentes, como 13º salário, descanso semanal, férias anuais, aviso prévio e licençagestante. Ainda existem sete itens que, para entrar em vigor, dependem de mais regulamentação. São eles: Proteção contra demissão arbitrária ou sem justa causa Seguro-desemprego FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) Adicional por trabalho noturno Assistência gratuita a dependentes de até cinco anos em creches e pré-escolas Salário-família Seguro contra acidentes de trabalho

6 Perguntas e respostas Quem é considerado trabalhador doméstico? Por lei, são trabalhadores domésticos todos aqueles que prestam serviços de natureza contínua e de finalidade não lucrativa a pessoa ou a família no âmbito residencial. Podem ser empregadas domésticas, jardineiros, motoristas, cozinheiras ou babás, acompanhantes de idosos ou doentes, caseiro, vigia, por exemplo, desde que atuem nas condições acima e tenham frequência de trabalho maior que duas vezes por semana. Ou quando fica configurado o vínculo empregatício, mesmo com frequência menor. Qual a jornada de trabalho? Como era: Os horários são acordados entre empregado e empregador. Como é agora: A jornada dos trabalhadores domésticos passa a ser de no máximo 8 horas diárias.

7 E a hora extra? Como era: Atualmente não há regras para o pagamento de horas adicionais. Como é agora: As horas excedentes à jornada de oito horas devem ser remuneradas com adicional de no mínimo 50%. É permitido fazer banco de horas em vez de pagar hora extra? Em tese sim, mas é recomendável aguardar o acordo coletivo que será realizado entre os sindicatos de empregados e de empregadores da categoria.

8 Se o empregado trabalhar menos de 44 horas por semana, o patrão poderá aplicar um desconto no salário? Não. Contratar uma agência é garantia de não ter obrigações trabalhistas? Não. É raro acontecer, mas há decisões judiciais que fazem o tomador de serviço dividir as responsabilidades com a agência. Se a empresa não pagou o funcionário ou não recolheu todos os encargos devidos e, condenada na Justiça, não tiver como pagar a conta, ela será cobrada do contratante. Qual é o prazo para um empregado processar um patrão? Até dois anos depois da rescisão contratual, retroativos aos últimos cinco anos da data do início da ação. O patrão pode diminuir o salário do empregado para compensar o aumento dos encargos? Não.

9 Se o empregado não vai aos sábados, ela pode trabalhar nove horas durante quatro dias da semana para somar 44 horas no total? Em tese, sim, sem que isso conte como hora extra. É bom registrar essa informação no contrato de trabalho. E o trabalho noturno? Como era: Não é remunerado de forma especial. Como é agora: Falta regulamentar o adicional para os empregados que trabalham entre as 22h e as 5h. E se o trabalhador doméstico dorme no emprego? É uma das questões mais complexas quando se trata da efetividade do cumprimento da jornada de oito horas diárias nos casos em que o empregado dorme na casa do empregador. O raciocínio defendido pelos autores do então projeto, mas não fixado na lei, é de que o trabalhador deverá receber adicionais quando estiver à disposição do patrão, ainda que em seus aposentos. Quem trabalha 3 vezes por semana está incluído? A lei não valerá para as diaristas ou seja, os casos em que o trabalhador doméstico vai à casa do empregador até duas vezes por semana. A partir de três dias trabalhados, começa a se configurar o vínculo empregatício.

10 Auxílio-creche Como era: O empregador não paga os custos da creche dos filhos das domésticas. Como é agora: A assistência gratuita a filhos de até 5 anos e dependentes do empregado passa a ser obrigatória. Mas ainda não é certo que o patrão terá que desembolsar o benefício. É possível que o governo arque com essa despesa para não inviabilizar a contratação do trabalhador doméstico. Quando muda: Depende de regulamentação. Seguro-desemprego Como era: Trabalhadores domésticos não tinham direito ao seguro-desemprego. Como é agora: A emenda à Constituição estabelece o direito ao seguro-desemprego se o trabalhador for demitido. Não gera gasto para o patrão: o dinheiro sairá do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). Quando muda: Depende de regulamentação.

11 Salário-família Como era: Não existia salário-família para trabalhadores domésticos. Como é agora: O salário-família passa a ser obrigatório para trabalhadores domésticos com dependentes menores de 14 anos. A tendência é o governo arcar com o custo, para não onerar os empregadores. Quando muda: Depende de regulamentação. FGTS Como era: Opcional para o empregador. Como é agora: Passa a ser obrigatório o recolhimento pelo patrão de 8% do salário do empregado doméstico ao Fundo de Garantia por Tempo de Serviço. Fonte: Câmara dos Deputados

12 Ajudando a formar cidadãos Fundação Republicana Brasileira Facebook.com/fundacaorepublicanabrasileira Site: fundacaorepublicana.org.br Fone: (61)

Desde 2013, nove direitos já estavam valendo, como hora extra e jornada de trabalho de 8 horas diárias (veja mais detalhes abaixo).

Desde 2013, nove direitos já estavam valendo, como hora extra e jornada de trabalho de 8 horas diárias (veja mais detalhes abaixo). 02/06/2015 07h40 - Atualizado em 02/06/2015 13h01 Regulamentação dos direitos das domésticas é publicada Trabalhadoras terão adicional noturno, seguro-desemprego e mais 5 direitos. Emenda constitucional

Leia mais

Diário Oficial da União - Seção 1-3/4/2013, Página 6 (Publicação Original)

Diário Oficial da União - Seção 1-3/4/2013, Página 6 (Publicação Original) Diário Oficial da União - Seção 1-3/4/2013, Página 6 (Publicação Original) Proposição Originária: PEC 478/2010 PODER LEGISLATIVO Título EMC 72 de 02/04/2013 - EMENDA CONSTITUCIONAL Data 02/04/2013 Ementa

Leia mais

CARTILHA SOBRE A EMENDA CONSTITUCIONAL DOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS

CARTILHA SOBRE A EMENDA CONSTITUCIONAL DOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS 2 de abril de 2013 CARTILHA SOBRE A EMENDA CONSTITUCIONAL DOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS Hoje foi promulgada uma Emenda Constitucional que amplia os direitos trabalhistas dos empregados domésticos. Alguns direitos

Leia mais

CUSTO UNITÁRIO DE MÃO-DE-OBRA. Kelly Amichi

CUSTO UNITÁRIO DE MÃO-DE-OBRA. Kelly Amichi CUSTO UNITÁRIO DE MÃO-DE-OBRA Kelly Amichi O custo de mão-de-obra refere-se ao montante das despesas dos serviços prestados pelos funcionários à empresa. É o segundo maior custo no segmento de refeições

Leia mais

DIREITOS DOS TRABALHADORES DOMÉSTICOS

DIREITOS DOS TRABALHADORES DOMÉSTICOS DIREITOS DOS TRABALHADORES DOMÉSTICOS SAIBA QUEM SÃO OS TRABALHADORES BENEFICIADOS COM A APROVAÇÃO DA CHAMADA PEC DAS DOMÉSTICAS Todos os trabalhadores contratados para trabalhar para uma pessoa física

Leia mais

EMPREGADO DOMÉSTICO (Aspectos Legais)

EMPREGADO DOMÉSTICO (Aspectos Legais) Le f is c L e g i s l a c a o F i s c a l CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL MINÁRIO DE ASSUNTOS CONTÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁRIO ASSUNTOS CONTÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁRIO DE

Leia mais

Trabalho Doméstico: as mudanças e os impactos da nova lei. Zilma Aparecida da Silva Ribeiro Abril de 2013

Trabalho Doméstico: as mudanças e os impactos da nova lei. Zilma Aparecida da Silva Ribeiro Abril de 2013 Trabalho Doméstico: as mudanças e os impactos da nova lei Zilma Aparecida da Silva Ribeiro Abril de 2013 Legislação Aplicável * LEI Nº 5.859, DE 11 DE DEZEMBRO DE 1972 * CONSTITUIÇÃO FEDERAL ART. 7º, PARÁGRAFO

Leia mais

RELAÇÃO DE EMPREGO DOMÉSTICO

RELAÇÃO DE EMPREGO DOMÉSTICO RELAÇÃO DE EMPREGO DOMÉSTICO FELIPE VASCONCELLOS CAVALCANTE Universidade Federal de Goiás UFG Pró-Reitoria de Desenvolvimento Institucional e Recursos Humanos Departamento de Desenvolvimento de Recursos

Leia mais

Departamento pessoal do Empregador doméstico PEC 66/2012 EC 72 /2013

Departamento pessoal do Empregador doméstico PEC 66/2012 EC 72 /2013 Departamento pessoal do Empregador doméstico PEC 66/2012 EC 72 /2013 A PEC n 66 de 2012 Veio com O OBJETIVO de alterar a redação do parágrafo único do art. 7º da Constituição Federal para estabelecer a

Leia mais

GT Grupo de Estudos e Pesquisas em Espaço. Trabalho, Inovação e Sustentabilidade. Modalidade da apresentação: Comunicação oral

GT Grupo de Estudos e Pesquisas em Espaço. Trabalho, Inovação e Sustentabilidade. Modalidade da apresentação: Comunicação oral GT Grupo de Estudos e Pesquisas em Espaço. Trabalho, Inovação e Sustentabilidade. Modalidade da apresentação: Comunicação oral Emprego Doméstico: Evolução ou Precarização? (2004-2014) Resumo: O presente

Leia mais

CARTILHA PARA EMPREGADORES E TRABALHADORES DIREITOS E DEVERES COM A PEC DAS DOMÉSTICAS

CARTILHA PARA EMPREGADORES E TRABALHADORES DIREITOS E DEVERES COM A PEC DAS DOMÉSTICAS DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO DO EMPREGADOR DOMÉSTICO = MENOS DEMISSÕES E MAIS FORMALIDADE Dê seu voto em www.domesticalegal.org.br CARTILHA PARA EMPREGADORES E TRABALHADORES DIREITOS E DEVERES COM

Leia mais

NOVA LEI DAS DOMESTICAS

NOVA LEI DAS DOMESTICAS NOVA LEI DAS DOMESTICAS DEVERES DAS DOMÉSTICAS Se a doméstica trabalhar menos que o contrato, posso descontar do salário? O desconto é linear? Independentemente de trabalhar menos, ela recebe o mesmo valor

Leia mais

Folha responde a 70 dúvidas de leitores sobre a PEC das domésticas

Folha responde a 70 dúvidas de leitores sobre a PEC das domésticas Folha responde a 70 dúvidas de leitores sobre a PEC das domésticas Os trabalhadores domésticos vão ganhar mais direitos com a promulgação da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que garante a eles o

Leia mais

Empregados Domésticos

Empregados Domésticos Empregados Domésticos O que está valendo hoje? Dos direitos em vigor, destacamos: Salário mínimo: O salário mínimo nacional atual é de R$ 678,00. Há Estados em que existem leis estaduais garantindo um

Leia mais

DOS DIREITOS DOS TRABALHADORES URBANOS E RURAIS. art. 7º da Constituição Federal

DOS DIREITOS DOS TRABALHADORES URBANOS E RURAIS. art. 7º da Constituição Federal DOS DIREITOS DOS TRABALHADORES URBANOS E RURAIS art. 7º da Constituição Federal ASPECTOS GERAIS 1) Os direitos trabalhistas previstos no art. 7º da CF, abrangem os trabalhadores urbanos e rurais; 2) A

Leia mais

CARTILHA DIREITOS E DEVERES DO EMPREGADOR DOMÉSTICO E DA EMPREGADA DOMÉSTICA NO ESTADO DE PERNAMBUCO

CARTILHA DIREITOS E DEVERES DO EMPREGADOR DOMÉSTICO E DA EMPREGADA DOMÉSTICA NO ESTADO DE PERNAMBUCO Projeto Legalize sua doméstica e pague menos INSS = Informalidade ZERO CARTILHA DIREITOS E DEVERES DO EMPREGADOR DOMÉSTICO E DA EMPREGADA DOMÉSTICA NO ESTADO DE PERNAMBUCO Realização Jornal Diario de Pernambuco

Leia mais

TRABALHADOR DOMÉSTICO

TRABALHADOR DOMÉSTICO TRABALHADOR DOMÉSTICO Guia SESI-FIEMG dos Direitos e Deveres do Trabalhador Doméstico Edição 1.0 Outubro de 2015 1 SUMÁRIO O EMPREGADO DOMÉSTICO... 3 DIREITOS DO EMPREGADO DOMÉSTICO... 3 PRINCIPAIS PONTOS

Leia mais

PONTO CERTO OAB por ISADORA ATHAYDE E THIAGO ATHAYDE

PONTO CERTO OAB por ISADORA ATHAYDE E THIAGO ATHAYDE PONTO CERTO OAB por ISADORA ATHAYDE E THIAGO ATHAYDE O nosso item do edital de hoje será: EMPREGADO DOMÉSTICO Algo que devemos atentar de início é ao fato de não aplicarmos a CLT ao empregado doméstico,

Leia mais

Unidade II CONTABILIDADE FINANCEIRA. Prof. Carlos Barretto

Unidade II CONTABILIDADE FINANCEIRA. Prof. Carlos Barretto Unidade II CONTABILIDADE FINANCEIRA Prof. Carlos Barretto Contabilidade financeira Na Unidade II veremos as peculiaridades da folha de pagamento de uma empresa com funcionários mensalistas No Modulo I

Leia mais

EMPREGADO E EMPREGADOR

EMPREGADO E EMPREGADOR EMPREGADO E EMPREGADOR Empregado É toda pessoa física que presta serviços de natureza não eventual, a um empregador, sob sua dependência e mediante salário. São necessários cinco requisitos para se verificar

Leia mais

CAPÍTULO I - VIGÊNCIA E ABRANGÊNCIA CAPÍTULO II - REMUNERAÇÃO E PAGAMENTO

CAPÍTULO I - VIGÊNCIA E ABRANGÊNCIA CAPÍTULO II - REMUNERAÇÃO E PAGAMENTO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO, QUE ENTRE SI FAZEM, DE UM LADO O SINDICATO DOS CONDUTORES DE VEÍCULOS RODOVIÁRIOS E TRABALHADORES EM TRANSPORTES DE CARGAS EM GERAL E PASSAGEIROS NO MUNICÍPIO DO RIO DE

Leia mais

Direitos do Empregado Doméstico

Direitos do Empregado Doméstico Direitos do Empregado Doméstico Com a aprovação da Emenda Constitucional n 72, que ocorreu em 02/04/2013, o empregado doméstico passou a ter novos direitos. Alguns deles independem de regulamentação e,

Leia mais

ASPECTOS RELEVANTES DA LEGISLAÇÃO TRABALHISTA O que o executivo precisa saber Definição e cálculo de salários, encargos e benefícios

ASPECTOS RELEVANTES DA LEGISLAÇÃO TRABALHISTA O que o executivo precisa saber Definição e cálculo de salários, encargos e benefícios UP-TO-DATE. ANO I. NÚMERO 39 ASPECTOS RELEVANTES DA LEGISLAÇÃO TRABALHISTA O que o executivo precisa saber Definição e cálculo de salários, encargos e benefícios Dr. Oscar Azevedo (info@azevedoguedes.adv.br)

Leia mais

Empregados domésticos. Mudanças decorrentes da Emenda Constitucional nº 72.

Empregados domésticos. Mudanças decorrentes da Emenda Constitucional nº 72. Empregados domésticos. Mudanças decorrentes da Emenda Constitucional nº 72. Empregado doméstico, como bem conceitua Volia Bomfim Cassar, 1 é toda pessoa física que trabalha de forma pessoal, subordinada,

Leia mais

INFORMATIVO 14/2015 LEI COMPLEMENTAR REGULAMENTA DIREITO DOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS

INFORMATIVO 14/2015 LEI COMPLEMENTAR REGULAMENTA DIREITO DOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS Data do boletim informativo Volume 1, Edição 1 Digite o título aqui INFORMATIVO 14/2015 LEI COMPLEMENTAR REGULAMENTA DIREITO DOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS Lei Complementar nº 150, de 1º de junho de 2015 -

Leia mais

Empregado Doméstico Normatização da Profissão

Empregado Doméstico Normatização da Profissão Empregado Doméstico Normatização da Profissão 3 DE JUNHO DE 2015 CONTSUL A Lei complementar nº150, publicada no DOU de 02.06.2015, dispôs sobre o trabalho doméstico no que tange ao contrato de trabalho,

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 Termo de CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO que entre si fazem, o Sindicato dos Empregados em Edifícios e em Empresas de Compra, Venda Locação e Administração de Imóveis

Leia mais

A seguir apresentamos:

A seguir apresentamos: O Senado Federal aprovou em 26/03, em segundo turno, por unanimidade, a Proposta de Emenda à Constituição n 478/2010 (PEC das Domésticas). A promulgação ocorreu pelo Congresso Nacional nesta terça feira

Leia mais

Quadro comparativo sobre propostas de regulamentação da terceirização do trabalho

Quadro comparativo sobre propostas de regulamentação da terceirização do trabalho Quadro comparativo sobre propostas de regulamentação da terceirização do trabalho PL do deputado Sandro Mabel (PL 4.330/2004) Dispõe sobre o contrato de prestação de serviço a terceiros e as relações de

Leia mais

EMPREGADO DOMÉSTICO INOVAÇÕES LEGISLATIVAS DA LEI COMPLEMENTAR 150 CAPÍTULO I PRINCIPAIS EVOLUÇÕES LEGISLATIVAS A categoria dos empregados domésticos tem como principais regulamentações legislativas, por

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2016/2017. Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2016/2017. Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2016/2017 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP004119/2016 DATA DE REGISTRO NO MTE: 22/04/2016 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR016929/2016 NÚMERO DO PROCESSO: 46261.001272/2016-22 DATA DO

Leia mais

O MM. Juiz passou a decidir o litígio nos termos seguintes:

O MM. Juiz passou a decidir o litígio nos termos seguintes: ATA DE AUDIÊNCIA PROCESSO: 801-15.2014.5.10.0003 RECLAMANTE: MIRACI BARBOSA DOS SANTOS RECLAMADO: ELIAS HANNA MOKDISSI Aos 24 dias do mês de fevereiro do ano de 2015, às 17h10, a 3ª Vara do Trabalho de

Leia mais

Trabalhador Domestico

Trabalhador Domestico Trabalhador Domestico Trabalhador Domestico 3 Brasília/DF - 2013 Trabalhador Domestico Considera-se trabalhador doméstico aquele maior de 18 anos que presta serviços de natureza contínua (frequente,

Leia mais

Conceito: Jornada de trabalho é a quantidade de labor (trabalho) diário do empregado.

Conceito: Jornada de trabalho é a quantidade de labor (trabalho) diário do empregado. 1 JORNADA DE TRABALHO Conceito: Jornada de trabalho é a quantidade de labor (trabalho) diário do empregado. Art. 58 - A duração normal do trabalho, para os empregados em qualquer atividade privada, não

Leia mais

O IMPACTO NA CONTABILIZAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO DOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS COM A ALTERAÇÃO DOS SEUS DIREITOS PELA PEC DAS DOMÉSTICAS

O IMPACTO NA CONTABILIZAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO DOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS COM A ALTERAÇÃO DOS SEUS DIREITOS PELA PEC DAS DOMÉSTICAS O IMPACTO NA CONTABILIZAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO DOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS COM A ALTERAÇÃO DOS SEUS DIREITOS PELA PEC DAS DOMÉSTICAS Linha de pesquisa: Gestão Empresarial João Paulo dos Santos Ribeiro

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS001991/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 10/09/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR031479/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.011147/2014-94 DATA

Leia mais

CARTILHA TRABALHADOR DOMÉSTICO. Perguntas e Respostas TRABALHADOR DOMÉSTICO. 1 - Quem pode ser considerado trabalhador doméstico?

CARTILHA TRABALHADOR DOMÉSTICO. Perguntas e Respostas TRABALHADOR DOMÉSTICO. 1 - Quem pode ser considerado trabalhador doméstico? FICHA CATALOGRÁFICA CARTILHA TRABALHADOR DOMÉSTICO - Considera-se trabalhador doméstico aquele maior de 18 anos que presta serviços de natureza contínua (frequente, constante) e de finalidade não-lucrativa

Leia mais

ATUALIZAÇÃ ÇÃO TRABALHISTA. Alexandre Corrêa

ATUALIZAÇÃ ÇÃO TRABALHISTA. Alexandre Corrêa ATUALIZAÇÃ ÇÃO TRABALHISTA Alexandre Corrêa ATUALIZAÇÃ ÇÃO O TRABALHISTA PROGRAMA EMPREGADO DOMÉSTICO (Aspectos Legais) EMPREGADO DOMÉSTICO A Lei 5859/72 regulamentada pelo Decreto 71885/73 tornou reconhecida

Leia mais

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Teresópolis, Guapimirim e Magé

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Teresópolis, Guapimirim e Magé Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Teresópolis, Guapimirim e Magé Fundado em 01 de março de 1996 Entidade reconhecida no Arquivo de Entidades Sindicais do MTE sob o nº 46000-006947/96

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2015

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2015 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MT000224/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 24/04/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR016542/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46210.000650/2013-11 DATA

Leia mais

2 - Quais são os direitos que entraram em vigor imediatamente após a publicação da Emenda Constitucional n.º 72, de 2013?

2 - Quais são os direitos que entraram em vigor imediatamente após a publicação da Emenda Constitucional n.º 72, de 2013? TRABALHADOR DOMÉSTICO 1 - Quem pode ser considerado trabalhador doméstico? Resposta: É considerado trabalhador doméstico aquele que presta serviços de natureza contínua e de finalidade não lucrativa à

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: BA000408/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 12/07/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR024953/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46204.006979/2011-03 DATA DO

Leia mais

GUIA INFORMATIVO PEC DAS DOMÉSTICAS. Emenda Constitucional nº 72, de 2 de abril de 2013.

GUIA INFORMATIVO PEC DAS DOMÉSTICAS. Emenda Constitucional nº 72, de 2 de abril de 2013. 1 GUIA INFORMATIVO PEC DAS DOMÉSTICAS Emenda Constitucional nº 72, de 2 de abril de 2013. Altera a redação do parágrafo único do art. 7º da Constituição Federal para estabelecer a igualdade de direitos

Leia mais

I CLÁUSULAS ECONÔMICAS

I CLÁUSULAS ECONÔMICAS PAUTA PARA RENOVAÇÃO DA CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CLÁUSULAS ECONÔMICAS - ENTRE O SINDICATO DOS AEROVIÁRIOS E O SINDICATO NACIONAL DA EMPRESAS AEROVIÁRIAS SNEA 2011-2012 01 ABRANGÊNCIA O SINDICATO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC002574/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 28/10/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR060689/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.006200/2015-77 DATA DO

Leia mais

Redução da jornada de trabalho para 40 horas já!

Redução da jornada de trabalho para 40 horas já! 1 Redução da jornada de trabalho para 40 horas já! O debate da redução da jornada de trabalho no Congresso Nacional Nesta semana, a campanha pela redução da jornada de trabalho sem redução de salários

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA 2009/2010

CONVENÇÃO COLETIVA 2009/2010 CONVENÇÃO COLETIVA 2009/2010 Convenção Coletiva de Trabalho que firmam entre si, de um lado, o SINDICATO DOS ESTABELECIMENTOS DE ENSINO DO ESTADO DA BAHIA - SINEPE-BA, com sede a Av. Antônio Carlos Magalhães,

Leia mais

(Concessionários e Distribuidores de Veículos de São José, Biguaçú, Palhoça e Santo Amaro da Imperatriz)

(Concessionários e Distribuidores de Veículos de São José, Biguaçú, Palhoça e Santo Amaro da Imperatriz) CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO - 2008/2009 (Concessionários e Distribuidores de Veículos de São José, Biguaçú, Palhoça e Santo Amaro da Imperatriz) Termo de Convenção Coletiva de Trabalho que entre si

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS001498/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 02/08/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR039452/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.012508/2013-39 DATA DO PROTOCOLO: 01/08/2013 ACORDO COLETIVO

Leia mais

Petições Trabalhistas 3.0

Petições Trabalhistas 3.0 Petições iniciais 1. Reclamação-trabalhista-relação-de-emprego-representação-comercialcomissão-pedido-pelo-espólio-inicial 2. Declaratória - incidental - data da admissão 3. Declaratória - incidental trabalhista

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS000748/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 22/05/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR023675/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.006375/2012-81 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC002447/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 01/11/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR061617/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.005367/2011-97 DATA DO

Leia mais

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Federação)

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Federação) PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Federação) CLÁUSULAS PARA DISCUSSÃO CLÁUSULA PRIMEIRA - VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho no período de 1º

Leia mais

Redução da jornada de trabalho para 40 horas já!

Redução da jornada de trabalho para 40 horas já! 1 São Paulo, 11 de fevereiro de 2010 NOTA À IMPRENSA Redução da jornada de trabalho para 40 horas já! O debate sobre a redução da jornada de trabalho no Congresso Nacional Nesta semana, a campanha pela

Leia mais

Acordo coletivo 2008/2009

Acordo coletivo 2008/2009 Acordo coletivo 2008/2009 ACORDO COLETIVO celebrado entre SINDICATO DOS ENFERMEIROS DO RIO DE JANEIRO, doravante denominado SINDENFRJ, inscrito no CNPJ sob o nº 42.183.624/0001-31, localizado a Rua Sete

Leia mais

INFORMATIVO AS ALTERAÇÕES NA LEGISLAÇÃO APLICÁVEL A EMPREGADOS DOMÉSTICOS. Flavio Aldred Ramacciotti W W W. M F R A. C O M. B R

INFORMATIVO AS ALTERAÇÕES NA LEGISLAÇÃO APLICÁVEL A EMPREGADOS DOMÉSTICOS. Flavio Aldred Ramacciotti W W W. M F R A. C O M. B R INFORMATIVO AS ALTERAÇÕES NA LEGISLAÇÃO APLICÁVEL A EMPREGADOS DOMÉSTICOS Flavio Aldred Ramacciotti W W W. M F R A. C O M. B R ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 OS NOVOS DIREITOS... 4 DIREITOS DE EFICÁCIA IMEDIATA...

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG001940/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 15/05/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR022033/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46238.000478/2015-41 DATA

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR003231/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 31/07/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR046809/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.009204/2014-25 DATA DO

Leia mais

SINDICATO DOS EMPREGADOS DE EMPRESAS DE PROCESSAMENTO DE DADOS DO ESTADO DO PARANÁ

SINDICATO DOS EMPREGADOS DE EMPRESAS DE PROCESSAMENTO DE DADOS DO ESTADO DO PARANÁ PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PARA CELEBRAÇÃO DA CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 DOS TRABALHADORES DAS EMPRESAS PARTICULARES QUE ATUAM NO ESTADO DO PARANÁ. Cláusula 1ª - DATA BASE Fica assegurada a

Leia mais

SENTENÇA 0000883-25.2012.5.04.0701 Ação Trabalhista - Rito Ordinário VISTOS, ETC.

SENTENÇA 0000883-25.2012.5.04.0701 Ação Trabalhista - Rito Ordinário VISTOS, ETC. Fl. 1 VISTOS, ETC. JUSSIANO LARA EVANGELISTA DE PAULO ajuíza ação trabalhista em face de WMS SUPERMERCADOS DO BRASIL LTDA., em 07.08.2012, consoante a petição inicial das fls. 02/6, alegando ter sido admitido

Leia mais

contratação ncia e limpeza Federal de 2014 Data de início Versão 1.0

contratação ncia e limpeza Federal de 2014 Data de início Versão 1.0 Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilân ncia e limpeza no âmbito da Administraçãoo Pública Federal Caderno Técnico 43/2014 Serviços de Limpez za da Federação: ES Data de

Leia mais

PAUTA DE REIVINDICAÇÃO DO SINDICATO DOS TRABALHADORES DOMÉSTICOS DE CAMPINAS, PAULÍNIA, VALINHOS, SUMARÉ e HORTOLÂNDIA

PAUTA DE REIVINDICAÇÃO DO SINDICATO DOS TRABALHADORES DOMÉSTICOS DE CAMPINAS, PAULÍNIA, VALINHOS, SUMARÉ e HORTOLÂNDIA PAUTA DE REIVINDICAÇÃO DO SINDICATO DOS TRABALHADORES DOMÉSTICOS DE CAMPINAS, PAULÍNIA, VALINHOS, SUMARÉ e HORTOLÂNDIA CAMPINAS JANEIRO/2014 1 PAUTA DE REIVINDICAÇÃO CLÁUSULA 1ª - PISO SALARIAL Fica estipulado

Leia mais

PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS E RESULTADOS (PLR) OU AUMENTO DA EXPLORAÇÃO DO TRABALHADOR?

PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS E RESULTADOS (PLR) OU AUMENTO DA EXPLORAÇÃO DO TRABALHADOR? PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS E RESULTADOS (PLR) OU AUMENTO DA EXPLORAÇÃO DO TRABALHADOR? A inserção da remuneração variável muda a cabeça do trabalhador. Eles passam a acompanhar os resultados da companhia

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000529/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 04/04/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR002949/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.003317/2014-97 DATA DO

Leia mais

Cartilha Mentorear. PEC Proposta de Emenda à Constituição

Cartilha Mentorear. PEC Proposta de Emenda à Constituição Cartilha Mentorear Empregada Doméstica e Categorias Associadas na Nova Lei conhecida como PEC das Domésticas PEC Proposta de Emenda à Constituição PEC 478/2010 na Câmara dos Deputados Federais PEC 66/2012

Leia mais

Convenção Coletiva de Trabalho 2016/2016

Convenção Coletiva de Trabalho 2016/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC000921/2016 DATA DE REGISTRO NO MTE: 30/05/2016 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR023133/2016 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.002652/2016-61 DATA DO PROTOCOLO: 24/05/2016 Convenção Coletiva

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP013466/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 29/10/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR065787/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46262.004239/2014-82 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2007 / 2008 2008 / 2009. Enfermeiros

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2007 / 2008 2008 / 2009. Enfermeiros CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2007 / 2008 2008 / 2009 Enfermeiros O SINDICATO DOS ENFERMEIROS DO ESTADO DE MINAS GERAIS, CNPJ nº 21.854.005/0001-51, portador de Carta Sindical expedida pelo MTb (cópia

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL ediador - Extrato Convenção Coletiva 1 de 7 27/10/2015 11:23 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ001167/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 08/07/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO:

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP004794/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 13/05/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR024392/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46262.001835/2014-19 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO - 2009/2011

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO - 2009/2011 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO - 2009/2011 Que entre si celebram, de um lado, E de outro lado, SINDICATO DOS AEROVIÁRIOS DE PORTO ALEGRE, com sede na Rua Augusto Severo, 82 - Porto Alegre RS, CEP 90.240-480,

Leia mais

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Fetquim)

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Fetquim) PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Fetquim) CLÁUSULAS PARA DISCUSSÃO CLÁUSULA PRIMEIRA - VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho no período de 1º

Leia mais

Está em vigor a Lei Complementar n. 150, de 1º de junho de 2015, que dispõe sobre o trabalho doméstico.

Está em vigor a Lei Complementar n. 150, de 1º de junho de 2015, que dispõe sobre o trabalho doméstico. RESUMO INFORMATIVO SOBRE TRABALHO DOMÉSTICO Está em vigor a Lei Complementar n. 150, de 1º de junho de 2015, que dispõe sobre o trabalho doméstico. Lei Complementar n. 150/2015 Jul 2015 Este resumo informativo

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP004375/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 04/05/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR019011/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46262.001421/2011-39 DATA DO

Leia mais

ACT-1997/1998. Cláusula Segunda - POLÍTICA DE CONCESSÃO DE ADICIONAIS, VANTAGENS E BENEFÍCIOS

ACT-1997/1998. Cláusula Segunda - POLÍTICA DE CONCESSÃO DE ADICIONAIS, VANTAGENS E BENEFÍCIOS ACT-1997/1998 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO COMPLEMENTAR que entre si estabelecem, de um lado Centrais Elétricas do Sul do Brasil S.A. - ELETROSUL, neste ato representada por seu Diretor Presidente e Diretor

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 1997 / 1998

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 1997 / 1998 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 1997 / 1998 A presente cópia foi registrada e arquivada na DRT/DF sob o n.º: 46206.006203/97-55 em 01/07/97 Sindicato Nacional dos Trabalhadores em Empresas Prestadoras de

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: GO000792/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 15/10/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR050907/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46208.011100/2015-21 DATA

Leia mais

EXEMPLOS DE SEPARAÇÃO ENTRE MÃO-DE-OBRA DIRETA E INDIRETA

EXEMPLOS DE SEPARAÇÃO ENTRE MÃO-DE-OBRA DIRETA E INDIRETA CEAP MÃO DE OBRA DIRETA Professor: Salomão Soares Turma: Apuração e Análises de Custos Aluno(a): Mão-de-obra direta Mão-de-obra Direta é aquela relativa ao pessoal que trabalha diretamente sobre o produto

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: CE000722/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 26/05/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR021628/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46205.007514/2015-85 DATA DO

Leia mais

CIRCULAR DA CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011-2012 CONCESSIONÁRIAS E DISTRIBUIDORAS DE VEÍCULOS

CIRCULAR DA CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011-2012 CONCESSIONÁRIAS E DISTRIBUIDORAS DE VEÍCULOS CIRCULAR DA CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011-2012 CONCESSIONÁRIAS E DISTRIBUIDORAS DE VEÍCULOS A Federação dos Empregados no Comércio do Estado de São Paulo (FECOMERCIÁRIOS-SP) e o SINDICATO DOS CONCESSIONÁRIOS

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: DF000566/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 20/12/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR070788/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46206.014471/2010-70 DATA DO

Leia mais

MUDANÇAS NAS RETENÇÕES DE

MUDANÇAS NAS RETENÇÕES DE Fiscal..1 Pessoal. 2 Assuntos Diversos...3 Feriado e Agenda Obrigações...4 Mensagem...5 FISCAL MUDANÇAS NAS RETENÇÕES DE 4,65% Foi publicado em 22/06/2015 a Lei 13.137/2015 que alterou prazos e limites

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MS000222/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 05/06/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR028253/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46312.002753/2014-41 DATA

Leia mais

EMPREGADO DOMÉSTICO Taciana Gimenes NOGUEIRA 1 Fabiana Souza PINHEIRO 2

EMPREGADO DOMÉSTICO Taciana Gimenes NOGUEIRA 1 Fabiana Souza PINHEIRO 2 EMPREGADO DOMÉSTICO Taciana Gimenes NOGUEIRA 1 Fabiana Souza PINHEIRO 2 RESUMO: O presente estudo vem a demonstrar a evolução do trabalhador doméstico no tempo e espaço, desde o inicio de seu reconhecimento

Leia mais

AS MUDANÇAS NO ESTATUTO JURÍDICO DOS DOMÉSTICOS EC 72/13 Gáudio R. de Paula e José Gervásio Meireles

AS MUDANÇAS NO ESTATUTO JURÍDICO DOS DOMÉSTICOS EC 72/13 Gáudio R. de Paula e José Gervásio Meireles AS MUDANÇAS NO ESTATUTO JURÍDICO DOS DOMÉSTICOS EC 72/13 Gáudio R. de Paula e José Gervásio Meireles A aprovação do projeto de Emenda Constitucional 66/2012, e a subsequente edição da EC 72/13, relativo

Leia mais

CONTRATO DE TRABALHO TEMPORÁRIO

CONTRATO DE TRABALHO TEMPORÁRIO CONTRATO DE TRABALHO TEMPORÁRIO A contratação de empregados por prazo certo e determinado (temporário) é permitida excepcionalmente por meio de legislação específica para que as empresas possam atender

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC001249/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 17/06/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR030888/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46304.001732/2014-15 DATA DO

Leia mais

Auxiliar Jurídico. Módulo IV. Aula 01

Auxiliar Jurídico. Módulo IV. Aula 01 Auxiliar Jurídico Módulo IV Aula 01 1 CÁLCULOS TRABALHISTAS Neste módulo você irá aprender a realizar os cálculos de verbas rescisórias e Liquidação de Sentença. I. VERBAS RESCISÓRIAS Podemos entender

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR035902/2013 SINDICATO DOS TRABALHADORES EM TRANSP RODOV NO EST GO, CNPJ n. 01.089.689/0001-35, neste ato representado(a) por seu Presidente,

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Mediador - Extrato Instrumento Coletivo CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2008/2009 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: ES000053/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 05/02/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR001382/2009 NÚMERO

Leia mais

GUIA INFORMATIVO PEC DAS DOMÉSTICAS. Emenda Constitucional nº 72, de 2 de abril de 2013.

GUIA INFORMATIVO PEC DAS DOMÉSTICAS. Emenda Constitucional nº 72, de 2 de abril de 2013. 1 GUIA INFORMATIVO PEC DAS DOMÉSTICAS Emenda Constitucional nº 72, de 2 de abril de 2013. Altera a redação do parágrafo único do art. 7º da Constituição Federal para estabelecer a igualdade de direitos

Leia mais

Módulo de Rescisão. Passaremos a explicar abaixo os campos da tela do cálculo da rescisão:

Módulo de Rescisão. Passaremos a explicar abaixo os campos da tela do cálculo da rescisão: Módulo de Rescisão Para calcular a rescisão, é necessário informar para quem se deseja calcular (Código, Divisão, Tomador), depois informar tipo de dispensa, data de aviso prévio, data de pagamento, dias

Leia mais

Treinamento Sistema Folha Union Módulo I

Treinamento Sistema Folha Union Módulo I FOLHA DE PAGAMENTO MÓDULO I - TABELAS O sistema de folha foi desenvolvido especialmente para simplificar a rotina do departamento de pessoal, dinamizando informações e otimizando rotinas. Esta apostila

Leia mais

A NOVA LEI DOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS: Mudanças e Impactos na Sociedade brasileira

A NOVA LEI DOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS: Mudanças e Impactos na Sociedade brasileira 0 SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO CIÊNCIAS CONTÁBEIS RAFAEL SANTANA MIRANDA A NOVA LEI DOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS: Mudanças e Impactos na Sociedade brasileira Manhuaçu 2013 1 RAFAEL SANTANA MIRANDA

Leia mais