APOSTILAS DO TERCEIRO BIMESTRE 7 ANO.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "APOSTILAS DO TERCEIRO BIMESTRE 7 ANO."

Transcrição

1 APOSTILAS DO TERCEIRO BIMESTRE 7 ANO. TURMA 701 3º Bimestre Aula 13 Frottage ou Frottagem. A palavra Frottage vem do francês frotter, que significa esfregar. A técnica é bem simples, consiste em colocar uma folha de papel sobre uma superfície áspera, que contém alguma textura e esfregá-la, pressionando-a com um bastão de giz de cera, carvão, ou mesmo lápis, para que a textura apareça na folha. NA HISTÓRIA DA ARTE: Embora seja uma técnica muito antiga ela só foi usada pela primeira vez pelo pintor, desenhista, escultor e escritor alemão Max Ernest ( ), um dos fundadores do movimento artístico Dada e posteriormente um dos grandes nomes do Surrealismo. Foi em uma tarde chuvosa de 10 de agosto de 1925, quando ele observou um piso de madeira desbotada em um hotel em Pornic. A estrutura do piso o inspirou a colocar um pedaço de papel sobre o assoalho e depois transferir suas texturas para a folha com o grafite. Além de placas de madeira, ele também utilizou folhas, cascas, linhas, palha, tecidos, malhas e tinta seca como ponto de partida para suas Frottagens. Mudando a posição do papel enquanto esfregava, o desenho ganhou manchas escuras e claras, criando uma delicada semiescuridão, e criando paisagens e obras surreais.

2 Obra: Den Imaginära Sommaren (1927) Max Ernest Outras Frottagens

3

4 VAMOS PRATICAR: Trabalho feito em aula testando diversos tipos de textura para construção de uma composição. TURMA 701 3º Bimestre Aula 14 A gravura. Todo mundo já viu uma gravura, seja como imagem de um livrinho de cordel, seja em livros de história ou em museus, o fato é que as gravuras já são velhas conhecidas, tanto os egípcios já se utilizavam de pedras e madeiras como matrizes de impressão para papiro ou tecidos, essas técnicas também já eram conhecidas dos chineses desde o século II! Mas afinal o que é gravura?

5 De modo geral podemos dizer que Gravura é toda uma imagem obtida através da impressão de uma matriz artesanal. O material desta matriz pode variar muito, sendo os mais comuns, a madeira, o metal e a pedra. É através do material da matriz que se classifica o tipo da gravura. As gravuras podem ser: Xilogravura gravura que usa a madeira como matriz, onde a imagem é feita em relevo, algo muito parecido com um carimbo Ex. A vida no sertão de J. Borges Litografia ou Litogravura gravura que usa a pedra, em geral pedra calcária como matriz. Nesta técnica não se escava ou esculpe na pedra, para tal gravura usa-se um lápis oleoso. Além do lápis oleoso, também é necessário outros produtos químicos para a execução da Litogravura, tais como: goma arábica, breu, acido tânico, nítrico e fosfórico. O que torna esta técnica complexa e lenta. Gravura em Metal ou encavo gravura que usa o metal, em geral o cobre, como martiz, mas pode também ser feita em alumínio, aço, ferro ou latão amarelo. A técnica para se gravar no cobre é muito variada, entretanto, a mais comum é o uso de um instrumento chamado Ponta Seca. Semelhante a uma grande agulha, este instrumento funciona como uma caneta, riscando a chapa e formando sulcos que vão reter a tinta, que será transferida para o papel através da pressão provocada por uma prensa de cilindros. Ex. Mãos desenhando-se de M. C. Escher

6 Serigrafia é a gravura também conhecida como silk-screen, este método de gravura usa uma tela de poliéster ou nylon, preparada com uma emulsão especial sensível a luz,, para criar as imagens que serão gravadas. Ex. Cristo Redentor de Glauco Rodrigues

7 Petróglifo gravura feita em pedra ou rocha, são imagens geometrizadas e representações simbólicas que registravam fatos e mitos e eram gravadas em rochas e paredes de cavernas. Os petróglifos assim como os pictogramas Forman um conjunto conhecido como arte rupestre. NA HISTÓRIA DA ARTE... Na Europa durante os séculos XV a XVIII (até 1830) muitos artistas se dedicaram a técnica de gravura, se tornando grandes mestres nesta técnica. Em sua grande maioria eles se utilizaram da xilogravura e a gravura em metal, e raramente as gravuras eram feitas em papel. Entre os grandes mestres dessas épocas podemos citar artistas como Albrecht Dürer, Ex. Obra Os Quatro Cavaleiros do Apocalipse

8 Rembrandt Ex. Obra: As Três Cruzes

9 e Francisco Goya. Ex. Obra: O Sono da Razão Produz Monstros A fama internacional destes artistas como mestres em gravura era tamanha, que suas gravuras eram mais populares que seus quadros. E NO BRASIL... Muitos artista se dedicaram a gravura no Brasil, principalmente na década de 1920, quando artistas expressionistas como Lasar Segall e Oswaldo Goeldi, comprometidos com o drama da existência humana realizaram obras contundentes e de grande força trágica. Também no Brasil as técnicas mais utilizadas são a xilogravura e a gravura em metal. A gravura faz parte da cultura popular brasileira, pois, que a técnica da xilogravura é altamente usada na confecção das imagens ricas em detalhes e beleza que estampam os cordéis nordestinos. Exemplos: Xilogravura de Lasar Segall Mulheres Errantes

10 Xilogravura de Goeldi A Tarde Gravura em Metal de Goeldi Pierrot

11 Ilustrações em Xilogravura de livros de Cordel.

12 VAMOS PRATICAR: Vamos praticar a gravura com baixo relevo (negativo) e alto relevo (positivo). Para tanto vamos realizar o exercício em duas etapas. 1ª Etapa a preparação do suporte. Precisaremos dos seguintes materiais. Bandeja de isopor (aquela para frios) Papelão cortado em um quadrado (papelão de caixa) Barbante, cola e lápis 2ª Etapa, após a preparação da base vamos imprimir a gravura. Precisaremos dos seguintes materiais: Folha de papel ofício, Tinta a base de água Rolinho de Pintura, Após as impressões estarem concluídas o aluno poderá modificar pintando ou criando em cima da impressão. TURMA 601 3º Bimestre Aula 14 História da Escultura. O homem produz esculturas desde a pré-história, um dos melhores exemplos de escultura pré-históricas encontrada pelos cientistas é a Venus de Wilendorf, que nada mais é do que a estátua de uma mulher, com fartos seios e quadris avantajados.

13 Segundos os estudiosos, a Venus de Wilendorf representava com suas formas avantajadas a capacidade da mulher de gerar filhos. No Egito antigo as estátuas representavam Deuses, faraós, pessoas importantes e até pessoas comuns. Elas variavam e muito de tamanho, desde alguns centímetros como os shibts até esculturas monumentais como as dos templos de Abu Simbel que tinha cerca de 6 metros!

14 As características das escultura egípcia são os normalmente juntos, postura ereta, sem representação de movimento e detalhes nas roupas. Esse tipo de escultura se manteve praticamente a mesma por aproximadamente 3000 anos! Na Grécia antiga, por volta de 650 a 600 anos antes de Cristo, a arte começou a ganhar um estilo próprio e original. A escultura representava em geral Deuses e o próprio ser humano, tinha como grande característica a busca da beleza e da perfeição, além do estudo e representação detalhada da musculatura humana. O estilo grego ficou tão conhecido que influenciou a arte Romana, Etrusca e séculos mais tarde o Renascimento.

15 Em Roma, a escultura foi fortemente influenciada pelo gregos e também pelos etruscos, mas mesmo assim os romanos souberam não só copiar como acrescentar um estilo próprio a essas técnicas. Os romanos se tornaram mestres na escultura retratistas

16 (como retratos, as esculturas representavam a perfeição à pessoa retratada), podemos ver como os romanos ficaram mestres em fazer detalhes das roupas e dobras dos tecidos. VAMOS EXERCITAR Trazer um pedaço ou mais de sabão de coco para praticar a escultura.

Xilogravura. Gravura em Metal

Xilogravura. Gravura em Metal As Artes Gráficas http://commons.wikimedia.org/wiki/file:formschneider.jpg Xilogravura de Jost Amman mostrando um gravador do século 16 em sua mesa de trabalho, 1568. Arte Gráfica é o processo de reprodução

Leia mais

Introdução à Produção Gráfica

Introdução à Produção Gráfica Introdução à Produção Gráfica Flávio Gomes 1 - Sistemas de Cores Atualmente boa parte dos layouts desenvolvidos para impressão são elaborados em softwares gráficos, esses softwares utilizam um processo

Leia mais

DATA: 18/12/2015 VALOR: 20,0 Pontos NOTA: RELAÇÃO DOCONTEÚDO PARA A RECUPERAÇÃO FINAL

DATA: 18/12/2015 VALOR: 20,0 Pontos NOTA: RELAÇÃO DOCONTEÚDO PARA A RECUPERAÇÃO FINAL DISCIPLINA: ARTE PROFESSORA: Cristiana de Souza DATA: 18/12/2015 VALOR: 20,0 Pontos NOTA: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL SÉRIE: 6º ANO TURMA: ALUNO (A): RELAÇÃO DOCONTEÚDO PARA A RECUPERAÇÃO FINAL Nº: 01.

Leia mais

TURMA 601. Aula 07. Formas Geométricas

TURMA 601. Aula 07. Formas Geométricas TURMA 601 Aula 07 Formas Geométricas As figuras geométricas sempre chamaram a atenção dos artistas plásticos. As composições com figuras geométricas é um trabalho de buscar o equilíbrio entre as formas.

Leia mais

GRAVURA. www.galeriadegravura.com.br. Compartilhe:

GRAVURA. www.galeriadegravura.com.br. Compartilhe: GRAVURA ÍNDICE 1 - Sobre Gravura 2 Xilogravura 3 Gravura em metal 4 Litogravura 5 Serigrafia 6 Fine Art / Giclée 7-8 Tiragem da gravura 9 História do Papel 10 Papéis de Gravura 11 Estúdio de Gravura GRAVURA

Leia mais

O mais importante é tentar criar algo novo, sem negar a fonte que serviu de inspiração.

O mais importante é tentar criar algo novo, sem negar a fonte que serviu de inspiração. O que é releitura? A proposta dessa mostra é fazer um convite para se conhecer obras de arte em profundidade e, ao mesmo tempo, usar ao máximo a criatividade individual ao tentar recriá-las. Um exemplo

Leia mais

IDEIAS FABRIQUETA DE. Copyright do texto 2013 by Katia Canton Copyright das ilustrações 2013 by Katia Canton

IDEIAS FABRIQUETA DE. Copyright do texto 2013 by Katia Canton Copyright das ilustrações 2013 by Katia Canton Copyright do texto 2013 by Katia Canton Copyright das ilustrações 2013 by Katia Canton Grafia atualizada segundo o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa de 1990, que entrou em vigor no Brasil em 2009.

Leia mais

NEJAD EXAME SUPLETIVO 2016 ENSINO FUNDAMENTAL DISCIPLINA DE ARTE

NEJAD EXAME SUPLETIVO 2016 ENSINO FUNDAMENTAL DISCIPLINA DE ARTE NEJAD EXAME SUPLETIVO 2016 ENSINO FUNDAMENTAL DISCIPLINA DE ARTE ARTE RUPESTRE Arte rupestre é o nome da mais antiga representação artística da história do homem. Os mais antigos indícios dessa arte são

Leia mais

Capa e contracapa: detalhe de xilogravura de Maria Bonomi GRAVADO

Capa e contracapa: detalhe de xilogravura de Maria Bonomi GRAVADO GRAVADO Capa e contracapa: detalhe de xilogravura de Maria Bonomi GRAVADO Sumário Apresentação: visitas mediadas no Sesc e a preparação de estudantes para imersões em processos culturais p.5 O dia da visita:

Leia mais

Professora Orientadora: Patricia Fernades de Paiva Marcotti Turma: 7ª série A Disciplina: Artes

Professora Orientadora: Patricia Fernades de Paiva Marcotti Turma: 7ª série A Disciplina: Artes ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR LÉO KOHLER ENSINO FUNDAMENTAL II MOSTRA CULTURAL E CIENTÍFICA: LÉO KOHLER 50 ANOS CONSTRUINDO HISTÓRIA PROJETO: A Arte da Decoupage Professora Orientadora: Patricia Fernades de

Leia mais

Arte Romana. 1º Ano Artes. Professor Juventino 2015

Arte Romana. 1º Ano Artes. Professor Juventino 2015 Arte Romana 1º Ano Artes Professor Juventino 2015 Arte Romana A soberania do Império Romano, sem paralelos na história, estendia-se da Espanha ao sul da Rússia, da Inglaterra ao Egito e em seu apogeu absorveu

Leia mais

ARTES PLÁSTICAS (BACHARELADO)

ARTES PLÁSTICAS (BACHARELADO) assinatura do(a) candidato(a) Admissão por Transferência Facultativa 2. a Transferência Facultativa/2010 ARTES PLÁSTICAS (BACHARELADO) Segunda Etapa Prova Dissertativa LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO.

Leia mais

História da Arte - Linha do Tempo

História da Arte - Linha do Tempo História da Arte - Linha do Tempo PRÉ- HISTÓRIA (1000000 A 3600 a.c.) Primeiras manifestações artísticas. Pinturas e gravuras encontradas nas paredes das cavernas. Sangue de animais, saliva, fragmentos

Leia mais

Planificação Anual 3º ano

Planificação Anual 3º ano ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DA GRACIOSA Planificação Anual 3º ano Expressões e Cidadania Página1 Desenho de expressão livre Desenhar no chão do recreio; Desenhar no quadro da sala; Planificação Anual de

Leia mais

TRABALHOS BIMESTRAIS Aluno: Ano: 6º ano. Bimestre Disciplina Tema Data de Entrega

TRABALHOS BIMESTRAIS Aluno: Ano: 6º ano. Bimestre Disciplina Tema Data de Entrega TRABALHOS BIMESTRAIS Aluno: Ano: 6º ano Bimestre Disciplina Tema Data de Entrega 1º Bim Inglês Dialogues(encenação de pequenos diálogos em inglês) Espanhol Países que hablan español 21 de março capitales

Leia mais

http://www.gravurarte.hpg.com.br/historico.htm

http://www.gravurarte.hpg.com.br/historico.htm Página 1 de 7 Faça sua busca Assine E-mail SAC Canais.:HOME / Menu:..:Autor do Projeto:..:Contato:..:Livro de Visitas:..:Glossário:..:Bibliografia:..:Links:. BREVE HISTÓRICO DA GRAVURA Organizado por Júlio

Leia mais

ARTES AVALIAÇÃO. Aula 3.2 - AVALIAÇÃO

ARTES AVALIAÇÃO. Aula 3.2 - AVALIAÇÃO Aula 3.2-2 1. A Anunciação é uma das obras mais conhecidas de Leonardo da Vinci. Feita por volta do ano de 1472, ela retrata uma das cenas bíblicas mais famosas de todos os tempos. Escreva nas linhas abaixo

Leia mais

A arte reflete a vida

A arte reflete a vida A arte reflete a vida A arte é uma constante na vida. Ela faz parte da história de todos nós. Aquele general autoritário, aquele padre severo, aquela mulher bondosa e aquela criança endiabrada são todos

Leia mais

PROVA MULTIDISCIPLINAR I

PROVA MULTIDISCIPLINAR I COLÉGIO MILITAR DOM PEDRO II SEÇÃO TÉCNICA DE ENSINO PROVA MULTIDISCIPLINAR I Matemática, CFB, Filosofia, Arte 1º bimestre de 2014 2ª Chamada 6º ano Ensino Fundamental Aluno: Série: 6º ANO Turma: Data:

Leia mais

APOSTILA PROVA FINAL 7º ANO. Aula 02

APOSTILA PROVA FINAL 7º ANO. Aula 02 APOSTILA PROVA FINAL 7º ANO. Aula 02 O Desenho da Observação à Abstração: Como já vimos existem muitos tipos, nesta aula vamos abordar algumas formas de desenho, já quer ficaria difícil ver todas as formas,

Leia mais

IDADE MÉDIA ARTE GÓTICA

IDADE MÉDIA ARTE GÓTICA IDADE MÉDIA ARTE GÓTICA A partir do século XII, após as cruzadas, tem início na Europa uma economia fundamentada no comércio. Isso faz com que o centro da vida social se desloque do campo para a cidade

Leia mais

DATA: 18/12/2015 VALOR: 20,0 Pontos NOTA: RELAÇÃO DOCONTEÚDO PARA A RECUPERAÇÃO FINAL

DATA: 18/12/2015 VALOR: 20,0 Pontos NOTA: RELAÇÃO DOCONTEÚDO PARA A RECUPERAÇÃO FINAL DISCIPLINA: ARTE PROFESSORA: Cristiana de Souza DATA: 18/12/2015 VALOR: 20,0 Pontos NOTA: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL SÉRIE: 8º ANO TURMA: A e B ALUNO (A): Nº: 01. RELAÇÃO DO CONTEÚDO RELAÇÃO DOCONTEÚDO

Leia mais

TIPO 1. IFC Concurso Público Edital 048/2015 Cargo: 1047 - Artes Visuais - 40h-DE

TIPO 1. IFC Concurso Público Edital 048/2015 Cargo: 1047 - Artes Visuais - 40h-DE Atenção: Nas próximas três questões, considera-se uso correto da Língua Portuguesa o que está de acordo com a norma padrão escrita. Texto I A arte pós-moderna vai se diferenciar dos movimentos do alto

Leia mais

PROVA MULTIDISCIPLINAR I

PROVA MULTIDISCIPLINAR I Página1 COLÉGIO MILITAR DOM PEDRO II SEÇÃO TÉCNICA DE ENSINO PROVA MULTIDISCIPLINAR I Matemática, CFB, Filosofia, Arte 3º bimestre de 2013 6º ano Ensino Fundamental Aluno: Série: 6º ANO Turma: Data: 21

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS. 1. Considerações gerais

NOTAS EXPLICATIVAS. 1. Considerações gerais 8.4.2004 L 104/59 Jornal Oficial da União Europeia PT NOTAS EXPLICATIVAS 1. Considerações gerais 1.1. Em conformidade com as disposições do Regulamento (CEE) n. o 3911/92 do Conselho, de 9 de Dezembro

Leia mais

22/04/2015. Publicidade Gráfica. Tipografia. Você sabe qual a importância da Tipografia no mundo em que vivemos?

22/04/2015. Publicidade Gráfica. Tipografia. Você sabe qual a importância da Tipografia no mundo em que vivemos? Publicidade Gráfica Tipografia Você sabe qual a importância da Tipografia no mundo em que vivemos? 1 Capa de Livro Capa de Revista 2 Cartaz Pôster de Filme 3 Grafitte 4 A tipografia do grego typos = forma

Leia mais

O surgimento da escrita, a invenção e a evolução das artes gráficas

O surgimento da escrita, a invenção e a evolução das artes gráficas O surgimento da escrita, a invenção e a evolução das artes gráficas A humanidade sempre dependeu de se comunicar para poder sobreviver melhor, transmitir os conhecimentos acumulados sempre foi algo muito

Leia mais

APOSTILAS DO QUARTO BIMESTRE 8 ANO. TURMA 801 4º Bimestre. Aula 13

APOSTILAS DO QUARTO BIMESTRE 8 ANO. TURMA 801 4º Bimestre. Aula 13 APOSTILAS DO QUARTO BIMESTRE 8 ANO. TURMA 801 4º Bimestre Aula 13 Identidade Visual Embora você possa nunca ter ouvido falar em identidade visual, todos nós estamos sempre sendo bombardeados pelas identidades

Leia mais

Arte Pré Histórica Bisão da Gruta de Altamira Bisão da Gruta de Altamira Réplica Museu Arqueológico Nacional da Espanha Espanha

Arte Pré Histórica Bisão da Gruta de Altamira Bisão da Gruta de Altamira Réplica Museu Arqueológico Nacional da Espanha Espanha Estes textos são produzidos sob patrocínio do Departamento Cultural da Clínica Naturale.Direitos são reservados. A publicação e redistribuição de qualquer conteúdo é proibida sem prévio consentimento.

Leia mais

TRABALHOS BIMESTRAIS Aluno: Ano: 6º ano. Bimestre Disciplina Tema Data de Entrega

TRABALHOS BIMESTRAIS Aluno: Ano: 6º ano. Bimestre Disciplina Tema Data de Entrega TRABALHOS BIMESTRAIS Aluno: Ano: 6º ano Bimestre Disciplina Tema Data de Entrega 1º Bim Inglês Dialogues(encenação de pequenos diálogos em inglês) Espanhol Países que hablan español 21 de março capitales

Leia mais

ARTE NO EGITO ANTIGO

ARTE NO EGITO ANTIGO ARTE NO EGITO ANTIGO Ao longo do rio Nilo e principalmente na região norte - o Delta - ; e na região sul dos rios Eufrates e Tigre, desenvolveram-se as primeiras civilizações. No Egito desenvolveu-se um

Leia mais

Conteúdos Bimestrais Sugeridos para a Área Artes Visuais 6º Ano

Conteúdos Bimestrais Sugeridos para a Área Artes Visuais 6º Ano Bimestrais Sugeridos para a Área Artes Visuais 6º Ano Compreendendo as Artes Visuais como área de conhecimento, que busca a formação de um sujeito atuante nos diferentes contextos da sociedade, pretendemos

Leia mais

e-scrita ISSN 2177-6288

e-scrita ISSN 2177-6288 194 e-scrita ISSN 2177-6288 COMO LER IMAGENS? SANTAELLA, Lucia. Leitura de imagens. São Paulo. Melhoramentos. 2012. 184 p. (Coleção Como eu ensino). Rodrigo da Costa Araujo 1 Como ler imagens? Como elas

Leia mais

ARTES VISUAIS EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL II DATA: PERÍODO:

ARTES VISUAIS EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL II DATA: PERÍODO: ARTES VISUAIS EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL II DATA: PERÍODO: Prática Social: VIVÊNCIA do conteúdo: CONTEÚDO: Obra: Gustavo Rosa. Cooper em família. 2003. Óleo sobre tela, 160 x 250 cm. Coleção Particular

Leia mais

Computação. O que é ARTE? Linha do Tempo. ICEC Instituto Cuiabá de Ensino e Cultura Curso de Ciências da Computação 5º Semestre

Computação. O que é ARTE? Linha do Tempo. ICEC Instituto Cuiabá de Ensino e Cultura Curso de Ciências da Computação 5º Semestre ICEC Instituto Cuiabá de Ensino e Cultura Curso de Ciências da Computação 5º Semestre Computação Gráfica * geralmente é entendida como a atividade humana ligada a manifestações de ordem estética, tica,

Leia mais

FERNANDO AUGUSTO. Desenho, pintura, fotografia, livro de artista... Alguns projetos realizados. UMBIGO MUNDO 2002-20012

FERNANDO AUGUSTO. Desenho, pintura, fotografia, livro de artista... Alguns projetos realizados. UMBIGO MUNDO 2002-20012 FERNANDO AUGUSTO Desenho, pintura, fotografia, livro de artista... Alguns projetos realizados. UMBIGO MUNDO 2002-20012 Conjunto de 100 fotografias de umbigos feitos ao longo de 10 anos em várias partes

Leia mais

22/01/2016 terça-feira MATERNAL I EDUCAÇÃO INFANTIL

22/01/2016 terça-feira MATERNAL I EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL I TARDE MATERNAL I MANHÃ 22/01/2016 terça-feira MATERNAL I EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL I MANHÃ - Antes de executar suas tarefas, revise a parte teórica COORDENAÇÃO MOTORA ATIVIDADES PRÁTICAS RELAXAMENTO

Leia mais

EXPRESSIONISMO FAUVISMO CUBISMO SÉC. XX

EXPRESSIONISMO FAUVISMO CUBISMO SÉC. XX EXPRESSIONISMO FAUVISMO CUBISMO SÉC. XX História da Arte Profª Natalia Pieroni IDADE CONTEMPORÂNEA LINHA DO TEMPO - HISTORIOGRAFIA Período PRÉ-HISTÓRIA Origens do homem até 40000 a. C IDADE ANTIGA 40000

Leia mais

Colégio Pedro II Departamento de Desenho e Artes Visuais

Colégio Pedro II Departamento de Desenho e Artes Visuais Colégio Pedro II Departamento de Desenho e Campus São Cristóvão II Coordenador Pedagógico de disciplina: Shannon Botelho 6º ano. TURMA 603 NOME: nº ARTE DA PRÉ-HISTÓRIA As primeiras manifestações artísticas

Leia mais

História da arte. Um breve relato - vida e obra 10 artistas que mudaram o mundo

História da arte. Um breve relato - vida e obra 10 artistas que mudaram o mundo História da arte Um breve relato - vida e obra 10 artistas que mudaram o mundo 1.Praxíteles (390?-330 a.c) 2.Giotto (1266/677-1337) 3.Jan Eyck (1390?-1441) 4.Hugo Van Der Goes (1440?-1482) 5.Botticelli

Leia mais

A CRIAÇÃO DA IMAGEM TÊXTIL: PROCESSOS CONSTRUTIVOS EM DESIGN DE SUPERFÍCIE

A CRIAÇÃO DA IMAGEM TÊXTIL: PROCESSOS CONSTRUTIVOS EM DESIGN DE SUPERFÍCIE A CRIAÇÃO DA IMAGEM TÊXTIL: PROCESSOS CONSTRUTIVOS EM DESIGN DE SUPERFÍCIE Dailene Nogueira da Silva Universidade Estadual Paulista e-mail: dai_nogueira1@hotmail.com Marizilda dos Santos Menezes UNESP

Leia mais

Lista de Materiais 2016 Maternal I - Educação Infantil.

Lista de Materiais 2016 Maternal I - Educação Infantil. Maternal I - Educação Infantil. 5 Botões coloridos grandes 2 Caixas de giz de cera curton com 12 cores 1 Camiseta grande usada (para pintura) 2 Caixas de fósforo (cheia) 2 Caixas de pintura a dedo com

Leia mais

Objetivos da Disciplina Arte, Ciência e Tecnologia

Objetivos da Disciplina Arte, Ciência e Tecnologia Arte, Ciência e Tecnologia Objetivos da Disciplina Arte, Ciência e Tecnologia O curso visa oferecer ferramentas teóricas, conceituais e práticas para os alunos do curso de multimeios nas áreas de artes

Leia mais

RENASCIMENTO ITALIANO

RENASCIMENTO ITALIANO ARTES / 2º ANO PROF.MÍLTON COELHO RENASCIMENTO ITALIANO Contexto histórico O termo significa reviver os ideais greco-romanos; na verdade o Renascimento foi mais amplo, pois aumentou a herança recebida

Leia mais

Renascimento. Prof. Adriano Portela

Renascimento. Prof. Adriano Portela Renascimento Prof. Adriano Portela O que é o Renascimento? Dados Início: século 14 Local: Península Itálica Se estendeu até o século 17 por toda Europa. Artistas, escritores e pensadores exprimiam em suas

Leia mais

CARGO: PROFESSOR PEB II - ARTES

CARGO: PROFESSOR PEB II - ARTES CONCURSO PÚBLICO 01/2015 PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAPURA CARGO: PROFESSOR PEB II - ARTES Inscrição nº: Nome do Candidato: PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAPURA -SP Cargo: Professor PEB - II Artes Língua Portuguesa

Leia mais

5.1 MEIOS DE PRODUÇÃO E REPRODUÇÃO

5.1 MEIOS DE PRODUÇÃO E REPRODUÇÃO 5.1 MEIOS DE PRODUÇÃO E REPRODUÇÃO Gravura Gravura é a arte de transformar a superfície plana de um material resistente num condutor de imagem, isto é, na matriz de uma forma criada para ser reproduzida

Leia mais

MATEMÁTICA EM TODA PARTE II

MATEMÁTICA EM TODA PARTE II MATEMÁTICA EM TODA PARTE II Episódio: Matemática na Cidade Resumo O Episódio Matemática na Cidade, o segundo da série Matemática em Toda Parte II, vai abordar situações envolvendo fluxo e movimento nas

Leia mais

TURMA 801. Aula 07 PERSPECTIVA LINEAR

TURMA 801. Aula 07 PERSPECTIVA LINEAR TURMA 801 Aula 07 PERSPECTIVA LINEAR Nós habitamos um mundo tridimensional. Ou seja, vemos o mundo em três dimensões: a altura, a largura e a profundidade. É por conta da profundidade que dizemos a árvore

Leia mais

SIMULADO DE ARTES FUNDAMENTAL

SIMULADO DE ARTES FUNDAMENTAL NOME: DATA DE ENTREGA: / / SIMULADO DE ARTES FUNDAMENTAL 1) Há algum tempo atrás, os livros, as revistas, os jornais, as fotografias, o cinema e a televisão eram em preto e branco. Hoje as cores fazem

Leia mais

Concurso Arte na Capa 2011

Concurso Arte na Capa 2011 Concurso Arte na Capa 2011 Roteiro de participação O Concurso Arte na Capa 2011 terá como atividade principal o exercício de releitura dos grandes movimentos artísticos, tendo como tema paisagens naturais

Leia mais

A IMAGEM COMO TRANSMISSORA DE CONHECIMENTO. Korina Costa

A IMAGEM COMO TRANSMISSORA DE CONHECIMENTO. Korina Costa Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 155 A IMAGEM COMO TRANSMISSORA DE CONHECIMENTO Korina Costa Arquiteta e Urbanista, Especialista em Docência do Ensino

Leia mais

FOLHAS EM TONS 1 APRESENTAÇÃO

FOLHAS EM TONS 1 APRESENTAÇÃO FOLHAS EM TONS 1 Andrea CHAGAS Amanda LIMA² Enéas MAMEDE Gabriela MAIA Jaqueline ARAGÃO Sabine AQUINO Wilton MARTINS ³ Universidade de Fortaleza, Fortaleza, CE APRESENTAÇÃO Este trabalho apresenta o resultado

Leia mais

Oficina de fotografia e tratamento de imagem. Facilitadora: Camila Silva Aula: 01

Oficina de fotografia e tratamento de imagem. Facilitadora: Camila Silva Aula: 01 Oficina de fotografia e tratamento de imagem Facilitadora: Camila Silva Aula: 01 Histórico da Fotografia A fotografia surgiu do desejo do homem retratar o mundo a sua volta. Desde os primórdios, com a

Leia mais

Paletas. Autorretratos Rembrandt Van Rijn

Paletas. Autorretratos Rembrandt Van Rijn Paletas Autorretratos Rembrandt Van Rijn Resumo A série Paletas traz nesse episódio Autorretratos, do artista Rembrandt Van Rijn (1606-1669), pintor holandês, um dos maiores representantes do estilo barroco:

Leia mais

Prova Escrita de História da Cultura e das Artes

Prova Escrita de História da Cultura e das Artes EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Prova Escrita de História da Cultura e das Artes 11.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Prova 724/1.ª Fase 15 Páginas Duração da Prova:

Leia mais

Colégio Pedro II Departamento de Desenho e Artes Visuais

Colégio Pedro II Departamento de Desenho e Artes Visuais Colégio Pedro II Departamento de Desenho e Campus São Cristóvão II Coordenador pedagógico de Disciplina: Shannon Botelho 7º ano. TURMA: NOME: nº ARTE PÁLEO-CRISTÃ OU DAS CATACUMBAS Surgiu com os primeiros

Leia mais

Caracterização da Escola

Caracterização da Escola 28 O CORDEL DOS TIRADENTES Flávia Helena Pontes Carneiro* helena.flavia@gmail.com *Graduada em Pedagogia, Mestre em Educação pela Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, Professora

Leia mais

Revisão Arte 1 Ano Ensino Médio

Revisão Arte 1 Ano Ensino Médio Revisão Arte 1 Ano Ensino Médio Um olhar sobre a Arte/ Aprendendo a olhar as artes plásticas/ Arte pré-histórica: Paleolítico e Neolítico/ Arte no Brasil da pré-história Assim como o conceito de Arte,

Leia mais

Sumário A História da Arte... 2

Sumário A História da Arte... 2 Sumário A História da Arte... 2 Arte Pré-Histórica... 2 A Arte do Paleolítico Superior... 3 A Arte do Neolítico... 4 Arte no Egito... 7 A Arte na Grécia... 12 A Arte na Roma... 17 Referências Bibliográficas...

Leia mais

Universidade de Brasília

Universidade de Brasília Universidade de Brasília Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação Departamento de Ciência da Informação e Documentação Disciplina: Conservação e Restauração

Leia mais

GUIÃO DO PROFESSOR. Os três porquinhos. Exploração de conteúdos Preparação da visita Caderno do professor

GUIÃO DO PROFESSOR. Os três porquinhos. Exploração de conteúdos Preparação da visita Caderno do professor GUIÃO DO PROFESSOR Exploração de conteúdos Preparação da visita Caderno do professor Era uma vez Enquadramento Curricular 3ºCiclo Ciências Naturais 1. Dinâmica externa da Terra 2. Sustentabilidade dos

Leia mais

História da Arte. Exercícios de Sala de Aula

História da Arte. Exercícios de Sala de Aula História da Arte Exercícios de Sala de Aula A arte é um conjunto de procedimentos que são utilizados para realizar obras, e no qual aplicamos nossos conhecimentos. Apresenta-se sob variadas formas como:

Leia mais

Histórico O surrealismo surgiu na França na década de 1920. Este movimento foi significativamente influenciado pelas teses psicanalíticas de Sigmund

Histórico O surrealismo surgiu na França na década de 1920. Este movimento foi significativamente influenciado pelas teses psicanalíticas de Sigmund Histórico O surrealismo surgiu na França na década de 1920. Este movimento foi significativamente influenciado pelas teses psicanalíticas de Sigmund Freud, que mostram a importância do inconsciente na

Leia mais

A PRÉ-HISTÓRIA. Período que vai do aparecimento dos seres humanos à invenção da escrita.

A PRÉ-HISTÓRIA. Período que vai do aparecimento dos seres humanos à invenção da escrita. A PRÉ-HISTÓRIA Período que vai do aparecimento dos seres humanos à invenção da escrita. PERÍODO PALEOLÍTICO OU IDADE DA PEDRA LASCADA No começo de sua trajetória, o homem usou sobretudo a pedra (além do

Leia mais

ANEXO III NORMAS COMPLEMENTARES DA ESCOLA DE BELAS ARTES, ESCOLA DE MEDICINA VETERINÁRIA E ESCOLA DE MÚSICA ESCOLA DE BELAS ARTES

ANEXO III NORMAS COMPLEMENTARES DA ESCOLA DE BELAS ARTES, ESCOLA DE MEDICINA VETERINÁRIA E ESCOLA DE MÚSICA ESCOLA DE BELAS ARTES ANEXO III NORMAS COMPLEMENTARES DA ESCOLA DE BELAS ARTES, ESCOLA DE MEDICINA VETERINÁRIA E ESCOLA DE MÚSICA ESCOLA DE BELAS ARTES Normas Complementares, relativas aos temas e as especificações das Provas

Leia mais

"Todas as artes contribuem para a maior de todas as artes, a arte de viver." (Bertold Brecht)

Todas as artes contribuem para a maior de todas as artes, a arte de viver. (Bertold Brecht) Estagio Meu estagio também foi realizado nesta escola, acompanhei as aulas de arte ministrada pelo professor Jocymar na 8ºC vespertino. Ela cedeu duas aula para eu aplicar o meu projeto na mesmo turma.

Leia mais

8º Ano 2015 4º Bimestre Artes Prof. Juva

8º Ano 2015 4º Bimestre Artes Prof. Juva 8º Ano 2015 4º Bimestre Artes Prof. Juva Manifestações de Arte Popular No Brasil a arte popular é aquela produzida por alguém que não possui uma instrução acadêmica em arte, mas produz obras que contém

Leia mais

Animação. Animação História da Animação (Instrumentos óticos) Algumas técnicas Stop Motion

Animação. Animação História da Animação (Instrumentos óticos) Algumas técnicas Stop Motion Animação Animação História da Animação (Instrumentos óticos) Algumas técnicas Stop Motion O que é animar? Significa alma, sopro de vida Animar é : Dar vida Ação Movimento A história da animação vai desde

Leia mais

COTIDIANO, LAZER E TRABALHO: Brincadeiras infantis e ofícios tradicionais da Idade Média e do século XXI

COTIDIANO, LAZER E TRABALHO: Brincadeiras infantis e ofícios tradicionais da Idade Média e do século XXI COTIDIANO, LAZER E TRABALHO: Brincadeiras infantis e ofícios tradicionais da Idade Média e do século XXI ISAAC ANTUNES BRAGA DE CARVALHO KALINE LORENA SILVA DANTAS SÍNTIQUE RAMALHO SEABRA DE SOUZA RESUMO:

Leia mais

VERDADEIROS FALSOS CORRETA

VERDADEIROS FALSOS CORRETA Arte Pré-Histórica Questão 01 A religiosidade é um item de bastante relevância no estudo da arte na pré-história. Que alternativa abaixo marca CORRETAMENTE fatos que atestam esta realidade? a) ( ) As pinturas

Leia mais

Pré história. Criação: Ana Cláudia B.Sanches

Pré história. Criação: Ana Cláudia B.Sanches Pré história Pré-história Paleolítico inferior 500.000 a.c. Paleolítico superior 30.000 a.c. Idade da pedra lascada / cortante Primeiras manifestações artísticas Pedra lascada Paleolítico 30.000 a.c. Idade

Leia mais

Brincadeiras Para Pré-Primários

Brincadeiras Para Pré-Primários Brincadeiras Para Pré-Primários 1. Fazendo o Ninho Novelo grande de lã (de preferência marrom ou amarelo) Giz e quadro negro ou papel cartaz e canetinha Fita adesiva ou tachinhas Escreva o versículo no

Leia mais

ARTE NA PRÉ-HISTÓRIA HISTÓRIA DA ARTE. Colégio Einstein. A evolução do conhecimento. Aluno (a): 9º ano: A [ ] B [ ] Professor: Lucas Salomão

ARTE NA PRÉ-HISTÓRIA HISTÓRIA DA ARTE. Colégio Einstein. A evolução do conhecimento. Aluno (a): 9º ano: A [ ] B [ ] Professor: Lucas Salomão HISTÓRIA DA ARTE Aluno (a): Professor: Lucas Salomão Data: / /2015 9º ano: A [ ] B [ ] ARTE NA PRÉ-HISTÓRIA Há milhares de anos os povos antigos já se manifestavam artisticamente. Embora ainda não conhecessem

Leia mais

Perguntas Freqüentes sobre a Gráfica Abril

Perguntas Freqüentes sobre a Gráfica Abril Perguntas Freqüentes sobre a Gráfica Abril Qual é o papel usado na impressão de revistas? Cada revista utiliza um tipo de papel diferente. Na gráfica são utilizados papéis do tipo LWC, SC, Couchê, Jornal

Leia mais

Plano de aula para três encontros de 50 minutos cada. Tema: Vida e obra de Vincent Van Gogh. Público alvo: 4º série do Ensino fundamental

Plano de aula para três encontros de 50 minutos cada. Tema: Vida e obra de Vincent Van Gogh. Público alvo: 4º série do Ensino fundamental UDESC UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA DAV- DEPARTAMENTO DE ARTES VISUAIS Curso: Licenciatura em Artes Visuais Disciplina: Cultura Visual Professora: Jociele Lampert Acadêmica: Cristine Silva Santos

Leia mais

Semana de Arte Moderna

Semana de Arte Moderna Semana de Arte Moderna 8º Ano 4º Bimestre 2015 Professor Juventino Introdução Ano foi marcado de 1922 por grandes mudanças na política e na cultura. Transformações no mundo. 1º centenário da independência.

Leia mais

A MATEMÁTICA DA ARTE

A MATEMÁTICA DA ARTE A MATEMÁTICA DA ARTE Adriana Luche Athaide da Silva Universidade Federal de Pelotas adrianaluche@hotmail.com Resumo A oficina A Matemática da Arte foi um projeto do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação

Leia mais

PARTE II. Genealogia, Experimentos e Resultados.

PARTE II. Genealogia, Experimentos e Resultados. 137 PARTE II Genealogia, Experimentos e Resultados. 138 6. Genealogia das informações disponibilizadas - no campo e no LILD 6.1 Referências técnicas do campo refletidas no trabalho 6.1.1 Obra Paiol de

Leia mais

série Maya, 2011, pintura - técnica mista sobre tela

série Maya, 2011, pintura - técnica mista sobre tela série Maya, 2011, pintura - técnica mista sobre tela série Maya, 2011, pintura - técnica mista sobre tela série Maya, 2011, pintura - técnica mista sobre tela série Maya, 2011, pintura - técnica mista

Leia mais

Expressionismo. Surgiu na Alemanha entre 1.905 e 1.914.

Expressionismo. Surgiu na Alemanha entre 1.905 e 1.914. Expressionismo Expressionismo Surgiu na Alemanha entre 1.905 e 1.914. A expressão, empregada pela primeira vez em 1.911 na revista Der Sturm [A Tempestade], marca oposição ao Impressionismo francês. Para

Leia mais

COLÉGIO CEC CENTRO EDUCACIONAL CIANORTE ED. INFANTIL, ENS. FUNDAMENTAL E MÉDIO - SISTEMA ANGLO DE ENSINO. Aluno (a): Série:

COLÉGIO CEC CENTRO EDUCACIONAL CIANORTE ED. INFANTIL, ENS. FUNDAMENTAL E MÉDIO - SISTEMA ANGLO DE ENSINO. Aluno (a): Série: COLÉGIO CEC CENTRO EDUCACIONAL CIANORTE ED. INFANTIL, ENS. FUNDAMENTAL E MÉDIO - SISTEMA ANGLO DE ENSINO Aluno (a): Série: Nº. Data: / /2012 Professor(a): Rosilene Ardengui 7º Ano CALIGRAFIA TÉCNICA OU

Leia mais

LISTA DE MATERIAL 2016 ENSINO FUNDAMENTAL. Uso Coletivo - 1º Ano

LISTA DE MATERIAL 2016 ENSINO FUNDAMENTAL. Uso Coletivo - 1º Ano LISTA DE MATERIAL 2016 ENSINO FUNDAMENTAL Uso Coletivo - 1º Ano IMPORTANTE: O material de uso coletivo podera ser adquirido pelo Colégio mediante o pagamento de uma taxa de R$ 300,00 a ser paga na secretaria.

Leia mais

DESIGN DE MOEDAS ENTREVISTA COM JOÃO DE SOUZA LEITE

DESIGN DE MOEDAS ENTREVISTA COM JOÃO DE SOUZA LEITE DESIGN DE MOEDAS ENTREVISTA COM JOÃO DE SOUZA LEITE Por Sérgio Cohn Sergio Cohn: Como foram as suas experiências na criação de cédulas ao lado do Aloísio Magalhães? João de Souza Leite: Eu tive duas experiências

Leia mais

HISTÓRIA DA ARTE Da Pré-história ao Barroco. Professora: Vanessa Oliveira Arte 1ª série Ensino Médio

HISTÓRIA DA ARTE Da Pré-história ao Barroco. Professora: Vanessa Oliveira Arte 1ª série Ensino Médio HISTÓRIA DA ARTE Da Pré-história ao Barroco Professora: Vanessa Oliveira Arte 1ª série Ensino Médio O contexto de uma imagem nos apresenta o cenário geral em que ela foi produzida, sua função e o impacto

Leia mais

Maria Berbara (org.) Renascimento italiano. Ensaios e traduções Rio de Janeiro: Nau Editora, 2010, 494 p. ISBN 978-85-85936-86-0

Maria Berbara (org.) Renascimento italiano. Ensaios e traduções Rio de Janeiro: Nau Editora, 2010, 494 p. ISBN 978-85-85936-86-0 Maria Berbara (org.) Renascimento italiano. Ensaios e traduções Rio de Janeiro: Nau Editora, 2010, 494 p. ISBN 978-85-85936-86-0 Em história, na experiência humana constituída pela dimensão afetiva da

Leia mais

Fábricas de aço / alumínio; Tratamento de superfícies metálicas; Polimento de pedras; Peças aeronáuticas / automotivas; Acabamento em Madeira.

Fábricas de aço / alumínio; Tratamento de superfícies metálicas; Polimento de pedras; Peças aeronáuticas / automotivas; Acabamento em Madeira. ESCOVAS COM FILAMENTOS ABRASIVOS Principais Aplicações Fábricas de aço / alumínio; Tratamento de superfícies metálicas; Polimento de pedras; Peças aeronáuticas / automotivas; Acabamento em Madeira. Razões

Leia mais

Escola Básica e Secundária de Velas LINHAS DE EXPLORAÇÃO DO QUADRO DE COMPETÊNCIAS. Educação Visual

Escola Básica e Secundária de Velas LINHAS DE EXPLORAÇÃO DO QUADRO DE COMPETÊNCIAS. Educação Visual Escola Básica e Secundária de Velas LINHAS DE EXPLORAÇÃO DO QUADRO DE COMPETÊNCIAS Educação Visual Escola Básica e Secundária de Velas DISCIPLINA: EDUCAÇÃO VISUAL COMPETÊNCIAS ESSENCIAIS REGIONAIS COMPETÊNCIAS

Leia mais

Programação em papel quadriculado

Programação em papel quadriculado 4 NOME DA AULA: Programação em papel quadriculado Tempo de aula: 45 60 minutos Tempo de preparação: 10 minutos Objetivo principal: ajudar os alunos a entender como a codificação funciona. RESUMO Ao "programar"

Leia mais

II MOSTRA CULTURAL E CIENTÍFICA: LÉO KOHLER 50 ANOS CONSTRUINDO HISTÓRIA

II MOSTRA CULTURAL E CIENTÍFICA: LÉO KOHLER 50 ANOS CONSTRUINDO HISTÓRIA ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR LÉO KOHLER ENSINO FUNDAMENTAL II MOSTRA CULTURAL E CIENTÍFICA: LÉO KOHLER 50 ANOS CONSTRUINDO HISTÓRIA PROJETO: Arte Popular Professora Orientadora: Graciele Moreira Turma: 7ª

Leia mais

CONTEÚDO DAS PROVAS/ MENSAIS E BIMESTRAIS

CONTEÚDO DAS PROVAS/ MENSAIS E BIMESTRAIS CALENDÁRIO DAS PROVAS DO 6º ANO ENSINO FUNDAMENTAL - 1º BIMESTRE 22/02 3ªF HISTÓRIA 22/03 3ªF HISTÓRIA 23/02 4ªF PORTUGUÊS 23/03 4ªF PORTUGUÊS 28/02 2ªF INGLÊS 01/03 3ªF FILOSOFIA 28/03 2ªF INGLÊS 29/03

Leia mais

MATEMÁTICA PARA VENCER. Apostilas complementares APOSTILA 08: PROVA CMSM SIMULADA. Pré-Curso. www.laercio.com.br

MATEMÁTICA PARA VENCER. Apostilas complementares APOSTILA 08: PROVA CMSM SIMULADA. Pré-Curso. www.laercio.com.br MATEMÁTICA PARA VENCER Apostilas complementares APOSTILA 08: PROVA CMSM SIMULADA Pré-Curso www.laercio.com.br APOSTILA 08 Colégio Militar 6º ano PROVA CMSM SIMULADA PRÉ-CURSO COLÉGIO MILITAR DE SANTA MARIA,

Leia mais

VANGUARDA DISCIPLINA: ARTES PROFESSORA: ANA PRISCILA

VANGUARDA DISCIPLINA: ARTES PROFESSORA: ANA PRISCILA VANGUARDA DISCIPLINA: ARTES PROFESSORA: ANA PRISCILA Em seu sentido literal, vanguarda (vem do francês Avant Garde, guarda avante ) faz referência ao batalhão militar que precede as tropas em ataque durante

Leia mais

Arte 1º. Ano do Ensino Médio. Linha do Tempo da História da Arte (Períodos/ Movimentos Artísticos/ Contexto Histórico).

Arte 1º. Ano do Ensino Médio. Linha do Tempo da História da Arte (Períodos/ Movimentos Artísticos/ Contexto Histórico). Arte 1º. Ano do Ensino Médio 1º. Trimestre - Conteúdo Avaliativo: Linha do Tempo da História da Arte (Períodos/ Movimentos Artísticos/ Contexto Histórico). Períodos Artísticos: Pré-História/Idade Antiga

Leia mais

A arte na Grécia. Capítulo 3

A arte na Grécia. Capítulo 3 A arte na Grécia Capítulo 3 Por volta do século X a. C, os habitantes da Grécia continental e das ilhas do mar Egeu formavam pequenas comunidades, distantes umas das outras, e falavam diversos dialetos.

Leia mais

I CFD. Área: ARTE Série: 6º ANO 1º TRIMESTRE ARTE VISUAL

I CFD. Área: ARTE Série: 6º ANO 1º TRIMESTRE ARTE VISUAL Série: 6º ANO 1º TRIMESTRE ARTE VISUAL. Arte Rupestre. Arte Africana. Arte Indígena Brasileira Valorizar o(s) autor (es) dos objetos culturais apreciados, conhecendo aspectos de suas principais obras;

Leia mais

DISCIPLINA DE ARTE CONTEÚDOS:

DISCIPLINA DE ARTE CONTEÚDOS: DISCIPLINA DE ARTE OBJETIVOS: 6 ano Construir, expressar-se e comunicar-se em artes plásticas e visuais, articulando percepção, memória, imaginação, sensibilidade e reflexão. Desenvolver relação de autoconfiança

Leia mais

LISTA DE MATERIAL PARA 2016 EDUCAÇÃO INFANTIL 1 FASE 1

LISTA DE MATERIAL PARA 2016 EDUCAÇÃO INFANTIL 1 FASE 1 LISTA DE MATERIAL PARA 2016 EDUCAÇÃO INFANTIL 1 FASE 1 O Colégio Objetivo fornece aos seus alunos todos os Cadernos de Atividades necessários ao trabalho desenvolvido nas diversas áreas. Esses cadernos

Leia mais

HUMANIDADES. nos trópicos. Estudo pioneiro no Brasil analisa a obra do xilografista alemão Dürer que está guardada no Rio de Janeiro

HUMANIDADES. nos trópicos. Estudo pioneiro no Brasil analisa a obra do xilografista alemão Dürer que está guardada no Rio de Janeiro HUMANIDADES HISTÓRIA DA ARTE Ó {to nos trópicos Estudo pioneiro no Brasil analisa a obra do xilografista alemão Dürer que está guardada no Rio de Janeiro DÉBORA CRIVELLARO uem disse que as revistas adormecidas

Leia mais