Planificação Anual 3º ano

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Planificação Anual 3º ano"

Transcrição

1 ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DA GRACIOSA Planificação Anual 3º ano Expressões e Cidadania Página1

2 Desenho de expressão livre Desenhar no chão do recreio; Desenhar no quadro da sala; Planificação Anual de Expressão Plástica 3º Ano 1º Período 2º Período 3º Período Explorar as possibilidades técnicas de: dedos, paus, giz, lápis de cor, lápis de grafite, carvão, lápis de cera, feltros, tintas, pincéis, utilizando suportes de: - diferentes tamanhos; - diferentes espessuras; - diferentes texturas; -diferentes cores; Modelagem e escultura Explorar e tirar partido da resistência e plasticidade Desenho e Expressão Livre Desenhar no quadro da sala; Explorar as possibilidades técnicas de: dedos, paus, giz, lápis de cor, lápis de grafite, carvão, lápis de cera, feltros, tintas, pincéis, utilizando suportes de: - diferentes tamanhos; - diferentes espessuras; - diferentes texturas; -diferentes cores Modelagem e Escultura Explorar e tirar partido da resistência e plasticidade da terra, areia, barro, massa de cores, pasta de papel ; Desenho e Expressão Livre Desenhar na areia e em terra molhada; Explorar as possibilidades técnicas de: dedos, paus, giz, lápis de cor, lápis de grafite, carvão, lápis de cera, feltros, tintas, pincéis, ; Modelagem e Escultura Explorar e tirar partido da resistência e plasticidade da terra, areia, barro, massa de cores, pasta de papel ; Modelar usando apenas as mãos; Modelar usando utensílios; Fazer esculturas simples; Página2

3 da terra, areia, barro, massa de cores, pasta de papel ; Esculpir em barras de sabão, em cortiça, em cascas de árvores macias Construções Ligar/colar elementos para uma construção; Atar/agrafar/pregar elementos para uma construção; Desmontar e montar objetos; Construir: brinquedos, jogos, máscaras, adereços, fantoches e instrumentos musicais elementares; Atividades Gráficas Sugeridas Desenhar jogos no recreio; Pintura de expressão livre Explorar as possibilidades técnicas de: mão, esponjas, trinchas, pincéis, rolos, com pigmentos naturais, guache, aguarela, anilinas, tintas de água Atividades de Pintura sugerida Fazer experiências de mistura de cores; Pintar superfícies e, por descoloração, desenhar; Fazer jogos de simetria dobrando uma superfície pintada; Fazer pintura soprada; Modelar usando apenas as mãos; Construções Atividades Gráficas Sugeridas Ilustrar de forma pessoal; Inventar sequências de imagens com ou sem palavras; Criar frisos de cores preenchendo quadrículas ; Contornar objetos, formas, pessoas ; Utilizar livremente a régua, o esquadro e o compasso; Desenhar em superfícies não planas; Desenhar sobre um suporte previamente preparado (com anilinas, tinta de escrever, ); Pintura de expressão livre Explorar as possibilidades técnicas de: mão, esponjas, trinchas, pincéis, rolos, com pigmentos naturais, guache, aguarela, anilinas, tintas de água Pintar livremente em suportes neutros; Pintar livremente, em grupo, sobre papel de cenário de grandes dimensões; Construções Ligar/colar elementos para uma construção; Ligar/colar elementos para uma construção; Inventar novos objetos utilizando materiais Atar/agrafar/pregar elementos para uma construção; ou objetos recuperados; Inventar novos objetos utilizando materiais ou objetos Construir: brinquedos, jogos, máscaras, recuperados; adereços, fantoches e instrumentos Construir: brinquedos, jogos, máscaras, adereços, musicais elementares; fantoches e instrumentos musicais elementares; Fazer construções a partir de representação Fazer construções a partir de representação no plano no plano (aldeias, maquetas); (aldeias, maquetas); Adaptar e recriar espaços utilizando materiais ou objetos de grandes dimensões (cabanas, casas de bonecas, ) Atividades Gráficas Sugeridas Ilustrar de forma pessoal; Inventar sequências de imagens com ou sem palavras; Desenhar plantas e mapas; Contornar objetos, formas, pessoas ; Utilizar livremente a régua, o esquadro e o compasso; Desenhar em superfícies não planas; Desenhar sobre um suporte previamente preparado (com anilinas, tinta de escrever, ); Pintura de expressão livre Atividades de Pintura sugerida Fazer experiências de mistura de cores; Cartazes Pintar superfícies e, por descoloração, desenhar; Fazer composições com fins comunicativos, Fazer jogos de simetria dobrando uma superfície pintada; utilizando materiais diversos (usando a imagem, Fazer pintura soprada; Atividades de Pintura Sugerida a palavra, a imagem e a palavra): - recortando e colando elementos; Fazer pintura lavada; Pintar utilizando dois materiais diferentes (guache e cola, guache e tinta da china, ); Explorar as possibilidades técnicas de: mão, esponjas, trinchas, pincéis, rolos, com pigmentos naturais, guache, aguarela, anilinas, tintas de água Pintar livremente em suportes neutros; Pintar livremente, em grupo, sobre papel de cenário de grandes dimensões; Fazer experiências de mistura de cores; Pintar superfícies e, por descoloração, desenhar; Fazer pintura lavada; Página3

4 - desenhando e escrevendo; -imprimindo e estampando; Impressão Imprimir com carimbos (feitos em vegetais, cortiça, ); Cartazes Fazer composições com fins comunicativos, utilizando materiais diversos (usando a imagem, a palavra, a imagem e a palavra): - recortando e colando elementos; - desenhando e escrevendo; -imprimindo e estampando; Pintar utilizando dois materiais diferentes (guache e cola, guache e tinta da china, ); Pintar cenários, adereços, construções; Cartazes Fazer composições com fins comunicativos, utilizando materiais diversos (usando a imagem, a palavra, a imagem e a palavra): - recortando e colando elementos; - desenhando e escrevendo; Tecelagem e Costura Utilizar, em tapeçarias, diferentes materiais: tecidos, tiras de pano, lãs, botões, cordas, elementos naturais; Desfazer diferentes texturas: tecidos, malhas, cordas, elementos naturais, ; Entrançar; Tecer em teares de cartão ; Tecer em teares de madeira (simples); Impressão Estampar elementos naturais; Estampar utilizando moldes positivo e negativo feitos em cartão, plástico, ; Tecelagem e Costura Utilizar, em tapeçarias, diferentes materiais: tecidos, tiras de pano, lãs, botões, cordas, elementos naturais; Desfazer diferentes texturas: tecidos, malhas, cordas, elementos naturais, ; Colaborar em tapeçarias de elementos cosidos, elaborados a partir de desenhos imaginados pelas crianças; -imprimindo e estampando; Impressão Fazer monotipias; Estampar elementos naturais; Fazer estampagem de água e tinta oleosa; Imprimir utilizando o limógrafo; Tecelagem e Costura Entrançar; Recorte, Colagem e Dobragem Tecer em teares de cartão ; Recorte, Colagem e Dobragem Tecer em teares de madeira (simples); Explorar as possibilidades de diferentes Colaborar em tapeçarias de elementos cosidos, materiais: elementos naturais, lãs, cortiça, Explorar as possibilidades de diferentes materiais: elaborados a partir de desenhos imaginados pelas tecidos, objetos recuperados, jornal, papel colorido, ilustrações rasgando, desfiando, recortando, amassando, dobrando, procurando elementos naturais, lãs, cortiça, tecidos, objetos crianças; recuperados, jornal, papel colorido, ilustrações rasgando, desfiando, recortando, amassando, dobrando, Fotografia, Transparências e Meios Áudio formas, cores, texturas, espessuras; procurando formas, cores, texturas, espessuras; Visuais Fazer composições colando: diferentes Fazer composições colando: diferentes materiais cortados materiais cortados e diferentes materiais e diferentes materiais recortados; Utilizar a máquina fotográfica para a recolha recortados; Fotografia, Transparências e Meios Áudio Visuais Fazer dobragens; Fotografia, Transparências e Meios Áudio Visuais Utilizar a máquina fotográfica para a recolha de imagens; de imagens; Construir transparências e diapositivos; Construir sequências de imagens; Recorte, Colagem e Dobragem Página4

5 Utilizar a máquina fotográfica para a recolha de imagens; Explorar as possibilidades de diferentes materiais: elementos naturais, lãs, cortiça, tecidos, objetos recuperados, jornal, papel colorido, ilustrações rasgando, desfiando, recortando, amassando, dobrando, procurando formas, cores, texturas, espessuras; Fazer dobragens; Explorar a terceira dimensão, a partir da superfície (destacando figuras e pondo-as de pé, abrindo portas ); Planificação Anual de Cidadania 3º ano 1º Período 2º Período 3º Período A Pessoa como Agente Ético-Moral Identidade Pessoal As minhas emoções O que é uma emoção e como a experimentamos? As expressões das emoções (as funções da expressão das diferentes emoções; como exprimir o que sinto; como perceber e respeitar o que o outro sente); Como é que as emoções nos podem prejudicar (aspetos físicos, psicológicos e relacionais)? A importância de viver emoções positivas (aspetos físicos, psicológicos e relacionais); Educação para a Saúde Sexualidade e Afetos O corpo em crescimento Noção de Corpo; Proteção do corpo e noção dos limites; Relações Interpessoais Prevenção dos maus tratos e das aproximações Consumo responsável e sustentável abusivas; O consumo esclarecido Educação Ambiental O consumo por prioridades; Publicidade enganosa; Consumir respeitando o Ambiente; Resíduos Gestão de resíduos Educação para o Consumo Saúde e Segurança do consumidor A poupança Noção de poupança e tipos de poupança; Interpretação do que é caro/barato e do que é essencial/supérfluo; Página5

6 Abordagem de algumas emoções, Os 5 R s e as consequentes práticas amigas do Educação para a Sociedade da Informação relacionando-as com as experiências vivenciais Ambiente; dos O uso das TIC alunos e com os seus efeitos Espaços Verdes Uso responsável das TIC (positivas: alegria, contentamento, perseverança, interesse negativas: cólera, desprezo, vergonha, culpa, tristeza); O controlo das emoçõe negativas (autocontrolo tolerância à frustração disciplina) e a promoção d emoções positivas; medo, Parques Naturais de Ilha Localização; Caracterização; s, Pedestrianismo Identificação de percursos na Ilha; e Importância das atividades de ar livre; e Geosítios Identidade Social Património geológico dos Açores Os conflitos interpessoais Fonte de sustentabilidade; Património geológico específico da Ilha; O que são conflitos interpessoais Economia Doméstica Possíveis causas dos conflitos A gestão do orçamento pessoal e familiar interpessoais; Noção de Orçamento: rendimentos e despesas; Possíveis consequências dos conflitos Construção do Orçamento e do Plano de Gastos; interpessoais em termos pessoais, relacionais e Manter o orçamento equilibrado; organizacionais; O endividamento; Como resolver divergências de forma assertiva-negocial (do autocontrolo aos aspetos comunicacionais e comportamentais) Procedimentos e riscos (com destaque para o uso da Internet ); Cyberdependência e suas consequências; A Violência na Escola As diferentes formas de violência na Escola e as suas consequências em termos pessoais, relacionais e organizacionais; O que é o Bullying? Como lidar com os agressores, enquanto vítimas; Como lidar com situações de Página6

7 violência, enquanto espectadores; Substâncias Psico-Ativas Consumos Tipos de consumo (baixo risco, abuso e dependência); O consumo de álcool e as suas consequências; Para além dos conteúdos a abordar em cada área serão desenvolvidas as seguintes competências do Currículo Regional, transversais a todas as áreas. Utilizar as tecnologias e sistemas de informação (TSI) nas aprendizagens; Rentabilizar as TIC nas tarefas de construção de conhecimento; Mobilizar conhecimentos, processos e ferramentas de âmbito científico e tecnológico com vista à explicação de fenómenos físicos, químicos, biológicos e geológicos; Compreender a importância do conhecimento científico e tecnológico na compreensão de situações que contribuem para a sustentabilidade da vida na Terra; Valorizar a realização de atividades intelectuais que envolvam esforço, persistência, iniciativa e criatividade; Conceber projetos que mobilizem a capacidade de observar, de recolher dados, de formular hipóteses e tirar conclusões; Avaliar os projetos realizados de forma a tomar consciência das suas dificuldades e capacidades, com vista a melhorar a autorregulação das aprendizagens; Cumprir normas democraticamente estabelecidas para o trabalho de grupo, gerir materiais e equipamentos coletivos, partilhar espaços de trabalho e ser capaz de avaliar esses procedimentos; Procurar soluções originais, diversificadas e alternativas para os problemas; Reconhecer as diferentes ferramentas digitais e acesso à informação (busca de imagens); Reconhecer diferentes ferramentas digitais de acesso à informação (dicionários digitais, enciclopédias digitais, motores de busca on-line, etc.) e identificar, com o apoio do professor, as características de cada uma delas; Preparar e realizar pesquisas digitais em endereços de Internet fornecidos, motores de busca on-line e fontes off-line, definindo previamente com o professor as ferramentas e as palavras-chave a utilizar; Selecionar, com o apoio do professor, a informação resultante de pesquisas digitais, identificando as ideias centrais do conteúdo e verificando a sua pertinência face aos objetivos da pesquisa; Classificar e organizar, em conjunto com o professor, a informação selecionada, recorrendo a ferramentas digitais adequadas (programas de gráficos e/ou de Página7

8 desenho, ferramentas para criação de mapas conceptuais, etc.); Reconhecer diferentes ferramentas de comunicação síncrona e assíncrona (programas de mensagens instantâneas, correio eletrónico) e identifica, com o apoio do professor, as características de cada uma delas; Comunicar, sob orientação do professor, com outras pessoas, utilizando as funcionalidades elementares das ferramentas de comunicação escolhidas e com respeito pelas regras de conduta subjacentes; Interagir e colaborar com outras pessoas, partilhando, sob orientação do professor, ideias e trabalhos em espaços on-line previamente concebidos para o efeito (páginas, projetos escolares, newsletter, jornal escolar, etc.); Reconhecer, com o apoio do professor, as características de diferentes ferramentas digitais (processador de texto, programas de apresentações eletrónicas, programas de desenho, etc.); Criar, sob orientação do professor, documentos digitais simples (mapas de ideias, frase/textos, relatos, apresentações eletrónicas, desenhos, etc.), como resultado de tarefas de aprendizagem; Criar documentos digitais originais para exprimir ideias, emoções e sentimentos, utilizando as diferentes funcionalidades das ferramentas de desenho livre e produção de texto; Valorizar as TIC como meios de comunicação e de construção e divulgação de conhecimento; Reconhecer, com a ajuda do professor, a existência de perigos na utilização de ferramentas digitais (para o utilizador e para os equipamentos) e adotar comportamentos de segurança; Respeitar as normas de conduta acordadas socialmente para a utilização das TIC; Identificar, com o apoio do professor, a autoria da informação disponibilizada nas fontes eletrónicas consultadas; Assumir comportamentos que respeitam as regras de conduta on-line ( Netiqueta ) e as normas de utilização subjacentes a cada ferramenta digital. Página8

EXPRESSÃO E EDUCAÇÃO PLÁSTICA

EXPRESSÃO E EDUCAÇÃO PLÁSTICA EXPRESSÃO E EDUCAÇÃO PLÁSTICA PRINCÍPIOS ORIENTADORES A manipulação e experiência com os materiais, com as formas e com as cores permite que, a partir de descobertas sensoriais, as crianças desenvolvam

Leia mais

Competências Gerais a Desenvolver no Pré-Escolar

Competências Gerais a Desenvolver no Pré-Escolar Competências Gerais a Desenvolver no Pré-Escolar ÁREA DA FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL SOCIALIZAÇÃO Desenvolver atitudes procedimentos e conceitos Interiorizar valores espirituais morais e críticos Desenvolver

Leia mais

AEC ALE EXPRESSÃO PLÁSTICA. Planificação. 1.º Ciclo do Ensino Básico

AEC ALE EXPRESSÃO PLÁSTICA. Planificação. 1.º Ciclo do Ensino Básico ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR ANO LETIVO AEC ALE EXPRESSÃO PLÁSTICA Planificação 1.º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução A atividade de enriquecimento curricular, ALE (atividades lúdico-expressivas)

Leia mais

BLOCOS CONTEÚDOS OBJETIVOS ATIVIDADES

BLOCOS CONTEÚDOS OBJETIVOS ATIVIDADES 1.º PERÍODO PLANIFICAÇÃO DA ATIVIDADE DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR BLOCOS CONTEÚDOS OBJETIVOS ATIVIDADES. Reconhecimento da importância das artes plásticas;. Desenvolvimento progressivo das possibilidades

Leia mais

Agrupamento de Escolas António Rodrigues Sampaio Planificação Anual das Atividades Letivas

Agrupamento de Escolas António Rodrigues Sampaio Planificação Anual das Atividades Letivas Departamento Curricular/Ciclo: 1º Ciclo Disciplina: Expressões Artísticas e Físico-Motora Ano de escolaridade: 4º ano Ano letivo: 2015/2016 Perfil do aluno à saída do 1º ciclo: Participar na vida sala

Leia mais

Domínios Descritores de Desempenho Meses

Domínios Descritores de Desempenho Meses AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MARTIM DE FREITAS 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO PLANO DE TRABALHO ANUAL PORTUGUÊS 1º Ano de escolaridade Domínios Descritores de Desempenho Meses S O N D J F M A M J Compreensão do Oral

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ ESTÊVÃO. DEPARTAMENTO DE 1.º CICLO Planificação Anual da Disciplina de Português 3.º ano Ano Letivo de 2015/2016

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ ESTÊVÃO. DEPARTAMENTO DE 1.º CICLO Planificação Anual da Disciplina de Português 3.º ano Ano Letivo de 2015/2016 1º PERÍODO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ ESTÊVÃO DEPARTAMENTO DE 1.º CICLO Planificação Anual da Disciplina de Português 3.º ano Ano Letivo de 2015/2016 Unidades/Conteúdos Tempos Oralidade -Escutar para

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO PRÉ-ESCOLAR 2015/2016

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO PRÉ-ESCOLAR 2015/2016 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO PRÉ-ESCOLAR 2015/2016 Critérios de Avaliação da Educação Pré-Escolar Página 1 Introdução O princípio consensualmente partilhado de que a avaliação é um elemento integrante e regulador

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA EDUCAÇÃO VISUAL (14) Abril de 2015

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA EDUCAÇÃO VISUAL (14) Abril de 2015 Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares Direção de Serviços Região Algarve Agrupamento de Escolas Manuel Teixeira Gomes - Cód.145464 ESCOLA EB 2.3 PROFESSOR JOSÉ BUÍSEL INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA

Leia mais

"Metas de Aprendizagem

Metas de Aprendizagem "Metas de Aprendizagem TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Esmeralda Oliveira Contexto Contexto Perspectiva As TIC acrescentam valor Saberes duradouros enfoque transversal Assume-se que a integração

Leia mais

A História do. Luca Rischbieter. Discussão 4. No Capítulo 4 da História do Pequeno Reino. Ideias e Sugestões

A História do. Luca Rischbieter. Discussão 4. No Capítulo 4 da História do Pequeno Reino. Ideias e Sugestões Desenhar, modelar, pintar: brincadeiras especiais No Capítulo 4 da História do Pequeno Reino Aparecem no castelo materiais para desenhar, pintar e modelar que, juntamente com os brinquedos, passam a fazer

Leia mais

Tabela de articulação das diferentes literacias. 3º Ciclo

Tabela de articulação das diferentes literacias. 3º Ciclo AGRUPAMENTO DE ESCOLAS RAINHA SANTA ISABEL BIBLIOTECA ESCOLAR Projeto Desenvolver a autonomia dos alunos para gerar conhecimento Tabela de articulação das diferentes literacias 3º Ciclo PLANO I - Competências

Leia mais

ROTAS DE APRENDIZAGEM 2015-2016 ED. VISUAL 9.º Ano

ROTAS DE APRENDIZAGEM 2015-2016 ED. VISUAL 9.º Ano Professora: Elisabete Mesquita_mesquita.beta@gmail.com Projeto 1: IDENTIFICAÇÂO DA CAPA INDIVIDUAL Objetivo Geral: Com o recurso de uma foto do aprendente e uma imagem de gosto pessoal através da técnica

Leia mais

LISTA DE MATERIAL PARA 2016 EDUCAÇÃO INFANTIL 3

LISTA DE MATERIAL PARA 2016 EDUCAÇÃO INFANTIL 3 LISTA DE MATERIAL PARA 2016 EDUCAÇÃO INFANTIL 3 O Colégio Objetivo fornece aos seus alunos todos os Cadernos de Atividades necessários ao trabalho desenvolvido nas diversas áreas. Esses cadernos são elaborados

Leia mais

Critérios de Avaliação

Critérios de Avaliação AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PEDRO EANES LOBATO Critérios de Avaliação Educação Pré Escolar Departamento Educação Pré Escolar Ano letivo 2013/2014 A avaliação do processo permite reconhecer a pertinência e sentido

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL IV ARTE

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL IV ARTE CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL 2015 DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL IV ARTE OBJETIVOS GERAIS Desenvolver o pensamento artístico, estético e crítico; Estimular a percepção visual e

Leia mais

Escola Básica e Secundária de Velas LINHAS DE EXPLORAÇÃO DO QUADRO DE COMPETÊNCIAS. Educação Visual

Escola Básica e Secundária de Velas LINHAS DE EXPLORAÇÃO DO QUADRO DE COMPETÊNCIAS. Educação Visual Escola Básica e Secundária de Velas LINHAS DE EXPLORAÇÃO DO QUADRO DE COMPETÊNCIAS Educação Visual Escola Básica e Secundária de Velas DISCIPLINA: EDUCAÇÃO VISUAL COMPETÊNCIAS ESSENCIAIS REGIONAIS COMPETÊNCIAS

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL. PRÉ I Professoras Caroline e Ana Lucia Habilidades vivenciadas no 2º bimestre 2011

EDUCAÇÃO INFANTIL. PRÉ I Professoras Caroline e Ana Lucia Habilidades vivenciadas no 2º bimestre 2011 EDUCAÇÃO INFANTIL Prezados Pais e/ou Responsáveis, Estamos vivenciando o segundo bimestre letivo e o processo de aprendizagem representa pra nós, motivo de alegria e conquistas diárias. Confiram as habilidades

Leia mais

Departamento da Educação Pré-Escolar/1.º Ciclo. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Pré-Escolar

Departamento da Educação Pré-Escolar/1.º Ciclo. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Pré-Escolar MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SANTA BÁRBARA Departamento Pré-Escolar/1º Ciclo 151 956 Departamento da Educação Pré-Escolar/1.º Ciclo CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Pré-Escolar Área

Leia mais

LISTA DE MATERIAL PARA 2016 EDUCAÇÃO INFANTIL 1 FASE 1

LISTA DE MATERIAL PARA 2016 EDUCAÇÃO INFANTIL 1 FASE 1 LISTA DE MATERIAL PARA 2016 EDUCAÇÃO INFANTIL 1 FASE 1 O Colégio Objetivo fornece aos seus alunos todos os Cadernos de Atividades necessários ao trabalho desenvolvido nas diversas áreas. Esses cadernos

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Eugénio de Castro Ano letivo 2014/2015

Agrupamento de Escolas de Eugénio de Castro Ano letivo 2014/2015 Português Agrupamento de Escolas de Eugénio de Castro Ano letivo 2014/2015 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 3º ANO DE ESCOLARIDADE 3º Período ÁREAS ELEMENTOS A AVALIAR Lê com Relata acontecimentos; Retém informações

Leia mais

22/01/2016 terça-feira MATERNAL I EDUCAÇÃO INFANTIL

22/01/2016 terça-feira MATERNAL I EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL I TARDE MATERNAL I MANHÃ 22/01/2016 terça-feira MATERNAL I EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL I MANHÃ - Antes de executar suas tarefas, revise a parte teórica COORDENAÇÃO MOTORA ATIVIDADES PRÁTICAS RELAXAMENTO

Leia mais

PROJETO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

PROJETO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL PROJETO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL 1. Tema: Boa alimentação Área de abrangência: (x) Movimento (x) Musicalização (x) Artes Visuais (x) Linguagem Oral e Escrita (x) Natureza e Sociedade (x) Matemática 2. Duração:

Leia mais

Justificativas para a Lista de Material Pedagógico Berçário 1

Justificativas para a Lista de Material Pedagógico Berçário 1 JUSTIFICATIVAS PARA O MATERIAL PEDAGÓGICO 2014 Justificativas para a Lista de Material Pedagógico Berçário 1 01-Tela de arte para pintura 30x40: usada no contexto do projeto de artes plásticas. O objetivo

Leia mais

DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110. Planificação Anual / Critérios de avaliação. Disciplina: Estudo do Meio 2.º ano 2015/2016

DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110. Planificação Anual / Critérios de avaliação. Disciplina: Estudo do Meio 2.º ano 2015/2016 DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110 Planificação Anual / Critérios de avaliação Disciplina: Estudo do Meio 2.º ano 2015/2016 Domínio (Unidade/ tema) Subdomínio/Conteúdos Metas de Aprendizagem Estratégias/

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIACÃO

CRITÉRIOS DE AVALIACÃO CRITÉRIOS DE AVALIACÃO Educação Visual 5º Ano Educação Visual 6º Ano Educação Tecnológica 5º Ano Educação Tecnológica 6º Ano ANO ESCOLAR 2015 / 2016 Ano letivo de 2015 / 2016 INTRODUÇÃO Sendo a avaliação

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL I 3 ANOS

EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL I 3 ANOS EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL I 3 ANOS LIVROS DIDÁTICOS Livro Interdisciplinar - Material Rede RCE educação e valores (Volumes 1 e 2) 2 Volumes por ano e Agenda personalizada. Livro: Playtime STARTER Autora:

Leia mais

Planificação Anual da Sala dos 5anos

Planificação Anual da Sala dos 5anos Nome do Aluno: Janine Colaço Reis Planificação Anual da Sala dos 5anos Calendarizaçã o (mês) Áreas de conteúdo/ Conteúdos Curriculares Competências Situações de aprendizagem/ Estratégias Recursos Humanos/

Leia mais

Critérios de Avaliação Educação Pré Escolar 2014/2015. Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro Departamento do Pré Escolar 1

Critérios de Avaliação Educação Pré Escolar 2014/2015. Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro Departamento do Pré Escolar 1 Critérios de Avaliação Educação Pré Escolar 2014/2015 Departamento do Pré Escolar 1 Introdução O princípio consensualmente partilhado de que a avaliação é um elemento integrante e regulador da prática

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL. DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III e IV ARTE

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL. DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III e IV ARTE CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL 2013 DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III e IV ARTE OBJETIVOS GERAIS Desenvolver o pensamento artístico, estético e crítico; Estimular a percepção visual

Leia mais

Critérios Gerais de Avaliação

Critérios Gerais de Avaliação Critérios Gerais de Avaliação Educação Pré-Escolar 2014/15 CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO DO PRÉ-ESCOLAR A avaliação é um elemento integrante e regulador da prática educativa em cada nível de educação e

Leia mais

ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DA GRACIOSA ANO LETIVO 2014-2015 PLANIFICAÇÃO DE CIDADANIA (7º)

ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DA GRACIOSA ANO LETIVO 2014-2015 PLANIFICAÇÃO DE CIDADANIA (7º) ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DA GRACIOSA ANO LETIVO 2014-2015 PLANIFICAÇÃO DE CIDADANIA (7º) 1º Período (26 Aulas) Identidade Pessoal As minhas principais qualidades e como se revelam importantes - Os meus

Leia mais

CONSELHO DE DOCENTES DO PRÉ-ESCOLAR CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CONSELHO DE DOCENTES DO PRÉ-ESCOLAR CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Agrupamento de Vale de Ovil Escola Básica e Secundária do Vale de Ovil Código 345702 CONSELHO DE DOCENTES DO PRÉ-ESCOLAR CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO A avaliação é qualitativa e contínua com o objectivo de reconhecer

Leia mais

Planificação Curricular Pré-escolar

Planificação Curricular Pré-escolar PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Ciclo/ Área/ Disciplina: Pré-escolar Ano Letivo 2012/2013 Área de Formação pessoal e Social Esboço Curricular para a Educação de Infância (segundo as Orientações Curriculares

Leia mais

18. (Ausência de resposta).

18. (Ausência de resposta). Na sua opinião, a sua formação inicial contemplou de forma adequada o desenvolvimento de competências profissionais na área das Expressões Artísticas? Respostas Categorias 1. (Ausência de resposta). 2.

Leia mais

PLANO DE ORGANIZAÇÃO DO ENSINO APRENDIZAGEM. EDUCAÇÃO VISUAL - 7º Ano

PLANO DE ORGANIZAÇÃO DO ENSINO APRENDIZAGEM. EDUCAÇÃO VISUAL - 7º Ano Ano Lectivo 2011/2012 Covilhã PLANO DE ORGANIZAÇÃO DO ENSINO APRENDIZAGEM - A definir em função das características das Turmas e dos interesses dos alunos. COMUNICAÇÃO TEMÁTICOS CONTEÚDOS COMPETÊNCIAS

Leia mais

Salas: 12 aos 24 Meses - Sala de 1 ano (1) Educador: Gilberto Carmo

Salas: 12 aos 24 Meses - Sala de 1 ano (1) Educador: Gilberto Carmo Salas: 12 aos 24 Meses - Sala de 1 ano (1) Educador: Gilberto Carmo SETEMBRO Adaptação A escola e o grupo Outono Observar o meio Explorar o meio envolvente Adaptar-se ao espaço e ao grupo Deslocar-se autonomamente

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Eugénio de Castro 1.º Ciclo PLANIFICAÇÃO ANUAL - EXPRESSÕES. Ano letivo 2015/2016

Agrupamento de Escolas de Eugénio de Castro 1.º Ciclo PLANIFICAÇÃO ANUAL - EXPRESSÕES. Ano letivo 2015/2016 EXPRESSÃO E EDUCAÇÃO PLÁSTICA Agrupamento de Escolas de Eugénio de Castro 1.º Ciclo PLANIFICAÇÃO ANUAL - EXPRESSÕES Ano letivo 2015/2016 3.º Ano Descoberta e organização progressiva de volumes Modelagem

Leia mais

Composição de pequenas músicas a partir de outras já existentes e de versos; a partir de objetos, da voz, do corpo, do silêncio.

Composição de pequenas músicas a partir de outras já existentes e de versos; a partir de objetos, da voz, do corpo, do silêncio. MÚSICA A música é uma linguagem expressiva importante a ser incentivada desde os primeiros anos de vida. O trabalho com música na escola de Educação Infantil deve respeitar as diferenças regionais e suas

Leia mais

INFORMATIVO 2015 GRUPO 3

INFORMATIVO 2015 GRUPO 3 INFORMATIVO 2015 GRUPO 3 3 Considerar a criança como sujeito é levar em conta, nas relações que com ela estabelecemos, que ela tem desejos, ideias, opiniões, capacidade de decidir, de criar, e de inventar,

Leia mais

Escola: AVALIAÇÃO DAS APRENDIZAGENS

Escola: AVALIAÇÃO DAS APRENDIZAGENS e Comunicação Formação Pessoal e Social Escola: AVALIAÇÃO DAS APRENDIZAGENS Nome: Idade: 3 anos Sala: Educação pré-escolar Ano letivo / 1º período Assiduidade Presenças: Faltas: Sabe o seu primeiro nome.

Leia mais

Educação Visual - Cód. 14

Educação Visual - Cód. 14 Agrupamento Vertical de Escolas de Abação Escola EB 2,3 Abação Informação n.º 1 ---------------------------------------------------- Data: 12 de maio de 2014 ----------------------------------------------------

Leia mais

Pré-Escola 4 e 5 anos

Pré-Escola 4 e 5 anos PREFEITURA MUNICIPAL DE SALVADOR Secretaria Municipal da Educação e Cultura SMEC DIÁRIO DE CLASSE Educação Infantil Pré-Escola 4 e 5 anos DIÁRIO DE CLASSE ESCOLA: CRE: ATO DE CRIAÇÃO DIÁRIO OFICIAL / /

Leia mais

PROJETO AMARELINHA PROFESSORA: MARILENE FERREIRA DE LIMA OLIVEIRA. E.E Dr. MORATO DE OLIVEIRA

PROJETO AMARELINHA PROFESSORA: MARILENE FERREIRA DE LIMA OLIVEIRA. E.E Dr. MORATO DE OLIVEIRA PROJETO AMARELINHA PROFESSORA: MARILENE FERREIRA DE LIMA OLIVEIRA E.E Dr. MORATO DE OLIVEIRA TÍTULO: PROJETO AMARELINHA TURMA: 1º ANO E TEMPO PREVISTO: 1 MÊS PROFESSOR ORIENTADOR: MARILENE FERREIRA DE

Leia mais

É possível conjugar uma sessão de cinema com uma oficina.

É possível conjugar uma sessão de cinema com uma oficina. 12 18 Anos ESTAS IMAGENS SÃO UM RODOPIO!/////////////////////////////////////// 3 CINEMA EM CASA!////////////////////////////////////////////////////////////////////// 4 BRINQUEDOS ÓPTICOS///////////////////////////////////////////////////////////////

Leia mais

ROTAS DE APRENDIZAGEM 2015-2016 ED. VISUAL 8.º Ano

ROTAS DE APRENDIZAGEM 2015-2016 ED. VISUAL 8.º Ano Projeto 1: ANIMAÇÂO GRÁFICA DA CAPA Professora: Elisabete Mesquita_mesquita.beta@gmail.com Objetivo Geral: Reinventar uma foto do aprendente através do desenho e colagem. Deste estudo resultará a ilustração

Leia mais

Presença das artes visuais na educação infantil: idéias e práticas correntes

Presença das artes visuais na educação infantil: idéias e práticas correntes Capítulo 15 - Artes Visuais Introdução As Artes Visuais expressam, comunicam e atribuem sentido a sensações, sentimentos, pensamentos e realidade por meio da organização de linhas, formas, pontos, tanto

Leia mais

Disciplina: Tecnologias de Informação e Comunicação Ano Letivo 2015/2016

Disciplina: Tecnologias de Informação e Comunicação Ano Letivo 2015/2016 Subdomínios de desenvolvimento Dados e estatísticas Sites na Internet 1. Utilizar, de forma simples, as funcionalidades de uma folha de cálculo: Introduzir e manipular dados numa folha de cálculo; Editar

Leia mais

PROGRAMAÇÃO ANUAL Ano Letivo 2011-2012

PROGRAMAÇÃO ANUAL Ano Letivo 2011-2012 PROGRAMAÇÃO ANUAL Ano Letivo 20-202 3ºCICLO OFICINA DE ARTES Agrupamento de Escolas de Aveiro Escola EB 2/3 João Afonso de Aveiro 2 A Disciplina de Oficina de Artes funcionando no 7º e no 8º ano em regime

Leia mais

Ateliers de Verão Câmara Municipal do Barreiro

Ateliers de Verão Câmara Municipal do Barreiro Programação de Actividades Julho 02 (4ª) 15h00 Edifício Américo Marinho Hum! Hum! Hum! Que delícia!, sessão I 04 (6ª) 15h00 Auditório Municipal Augusto Cabrita Atelier de Movimento, sessão I 07 (2ª) 15h00

Leia mais

3º ANO DE ESCOLARIDADE

3º ANO DE ESCOLARIDADE Agrupamento de Escolas General Humberto Delgado Sede na Escola Secundária/3 José Cardoso Pires Santo António dos Cavaleiros Escola Básica de Santo António dos Cavaleiros Escola Básica da Quinta do Conventinho

Leia mais

Escola Portuguesa de Luanda Lista de material básico para EV (5.º e 6.ºAnos) 2015/16

Escola Portuguesa de Luanda Lista de material básico para EV (5.º e 6.ºAnos) 2015/16 Lista de material básico para EV (5.º e 6.ºAnos) 2015/16 - Capa preta A3, com lombada de 3cm e com elásticos; - Régua de 30 cm transparente; - Esquadro de 45º de 30cm; - Transferidor semi-circular; - Lápis

Leia mais

Externato Paroquial de Colares

Externato Paroquial de Colares Fazer uma escultura é muito simples, é só arranjar um bloco de pedra e depois tirar o que estiver a mais. ( ) Educar uma criança é um processo muito simples, é só arranjar uma criança e depois deixa-la

Leia mais

É possível conjugar uma sessão de cinema com uma oficina.

É possível conjugar uma sessão de cinema com uma oficina. 7 12 Anos ESTAS IMAGENS SÃO UM RODOPIO!///////////////////// 3 CINEMA EM CASA!//////////////////////////////////////////////////// 4 QUE FEITIÇO É ESTE?/////////////////////////////////////////////////

Leia mais

Projecto Educativo. Onde nos leva uma Obra de Arte. Sala 2-3 Anos. Ano letivo 2015-2016. Educadora: Teresa Barata

Projecto Educativo. Onde nos leva uma Obra de Arte. Sala 2-3 Anos. Ano letivo 2015-2016. Educadora: Teresa Barata Projecto Educativo Onde nos leva uma Obra de Arte Ano letivo 2015-2016 Educadora: Teresa Barata Educação em Creche Introdução A Educação em Creche tem como finalidade principal satisfazer as necessidades

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA UNEB DEPARTAMENTO DE CIENCIAS HUMANAS E TECNOLOGIAS DCHT CAMPUS XVI IRECÊ BA PESQUISA DE ESTÁGIO II EDUCAÇÃO INFANTIL

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA UNEB DEPARTAMENTO DE CIENCIAS HUMANAS E TECNOLOGIAS DCHT CAMPUS XVI IRECÊ BA PESQUISA DE ESTÁGIO II EDUCAÇÃO INFANTIL UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA UNEB DEPARTAMENTO DE CIENCIAS HUMANAS E TECNOLOGIAS DCHT CAMPUS XVI IRECÊ BA PESQUISA DE ESTÁGIO II EDUCAÇÃO INFANTIL DOCENTES: FLÁVIA LORENA E JOELMA BISPO DISCENTES: ELANE

Leia mais

PROPOSTA PEDAGÓGICA PARA AS SÉRIES INICIAIS UTILIZANDO JOGO KTUBERLING

PROPOSTA PEDAGÓGICA PARA AS SÉRIES INICIAIS UTILIZANDO JOGO KTUBERLING PROPOSTA PEDAGÓGICA PARA AS SÉRIES INICIAIS UTILIZANDO JOGO KTUBERLING Marinez Siveris1 Elci dos Santos Tassi2 Carlos Renato Lima3 Nádia Bodignou4 1 2 3 4 Mestre em Educação. Graduada em Ciências, Hab.

Leia mais

Colégio Cor Jesu Brasília DF. Plano de Curso 2010. Infantil II Segmento I

Colégio Cor Jesu Brasília DF. Plano de Curso 2010. Infantil II Segmento I Colégio Cor Jesu Brasília DF Plano de Curso 2010 Infantil II Segmento I PLANO DE CURSO 2009 INFANTIL II Disciplina: ARTES Série: INFANTIL II Segmento: I COMPETÊNCIAS HABILIDADES A SEREM DESENVOLVIDAS -

Leia mais

Projeto de intervenção

Projeto de intervenção Projeto de intervenção Tema: trabalhando com artes na educação infantil. Por: Cristiane Salvador Batista¹ Vivalda de Jesus Souza² INTRODUÇÃO Pretende-se por meio deste projeto Trabalhando Com Artes Na

Leia mais

PROJETO CURRICULAR DE ESCOLA

PROJETO CURRICULAR DE ESCOLA PROJETO CURRICULAR DE ESCOLA ANO LETIVO 2015/ 2016 1 Índice Introdução... 3 Definindo Projeto Curricular de Jardim de Infância... 4 Projeto Curricular de Jardim de Infância MENINO DO MUNDO Intencionalidades...

Leia mais

RELATÓRIO. Oficina de Formação

RELATÓRIO. Oficina de Formação RELATÓRIO Oficina de Formação Exploração e construção de situações de aprendizagem da matemática com programação em Scratch no pré escolar e no 1º ciclo do ensino básico Formadores: Miguel Figueiredo e

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO CURSO VOCACIONAL 3º CICLO AMGE - Auxiliar de Manutenção e Gestão de Espaços CRITÉRIOS DE Ano Lectivo 2014/15 Coordenador do Curso: José Pedro Moutinho Critérios de Avaliação (14-15) VOCACIONAL C AMGE -

Leia mais

Todas as atividades que seu(sua) filho(a) realiza na escola, em todas as áreas de conhecimento, estão relacionadas aos objetivos de aprendizagem.

Todas as atividades que seu(sua) filho(a) realiza na escola, em todas as áreas de conhecimento, estão relacionadas aos objetivos de aprendizagem. Brasília, 24 de fevereiro de 2014. Senhores Pais e/ou Responsáveis, Neste documento, listamos os conteúdos e objetivos referentes às aprendizagens pretendidas para os alunos do Maternal II, durante o 1º

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AVEIRO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AVEIRO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AVEIRO Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares OFERTA COMPLEMENTAR 1º e 2º anos de escolaridade Ano letivo 2015/2016 l -Introdução No presente ano letivo a Oferta Complementar

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANUAL EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL III - 2012 OBJETIVOS - CRIANÇAS DE TRÊS ANOS

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANUAL EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL III - 2012 OBJETIVOS - CRIANÇAS DE TRÊS ANOS CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANUAL EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL III - 2012 OBJETIVOS - CRIANÇAS DE TRÊS ANOS De acordo com o PCN e o Referencial Curricular da Educação Infantil, a instituição deve criar um ambiente

Leia mais

TEXTURAS E SENSAÇÕES COM PINTURAS DE AMILCAR DE CASTRO: REFLEXÕES SOBRE A EXPERIÊNCIA DO PIBID DE PEDAGOGIA EDUCAÇÃO INFANTIL.

TEXTURAS E SENSAÇÕES COM PINTURAS DE AMILCAR DE CASTRO: REFLEXÕES SOBRE A EXPERIÊNCIA DO PIBID DE PEDAGOGIA EDUCAÇÃO INFANTIL. TEXTURAS E SENSAÇÕES COM PINTURAS DE AMILCAR DE CASTRO: REFLEXÕES SOBRE A EXPERIÊNCIA DO PIBID DE PEDAGOGIA EDUCAÇÃO INFANTIL. Arachele Maria Santos 1 Maria Joseilda da Silva Oliveira 2 RESUMO Este projeto

Leia mais

SERVIÇO EDUCATIVO APRESENTAÇÃO

SERVIÇO EDUCATIVO APRESENTAÇÃO APRESENTAÇÃO O Serviço Educativo foi concebido com a missão de ressignificar o Museu da CARRIS como lugar de vivência coletiva, diálogo e partilha de múltiplas vozes, como território de reflexão e experimentação

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL (2 ANOS)

EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL (2 ANOS) EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL (2 ANOS) LIVROS DIDÁTICOS Livro Interdisciplinar Material Rede RCE educação e valores (Volumes 1 e 2) 2 Volumes por ano e Agenda personalizada. PROJETO CIRANDA LITERÁRIA O projeto

Leia mais

Festa de Aniversário Tabela de Serviços

Festa de Aniversário Tabela de Serviços Festa de Aniversário Tabela de Serviços Serviço Condições Preço FESTA DA IMAGEM - bolo de aniversário brinde da casa para o aniversariante Sábado e Domingo: 8* FESTA DA CASA - bolo de aniversário brinde

Leia mais

Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias

Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias Índice 1. Objetivos gerais:... 4 2. Objetivos específicos:... 5 3. Estratégias Educativas e Pedagógicas... 6 4. Atividades Sócio-Educativas... 7 5. Propostas

Leia mais

Projecto de Acompanhamento do Uso Educativo da Internet nas Escolas Públicas do 1.º ciclo no distrito de Bragança

Projecto de Acompanhamento do Uso Educativo da Internet nas Escolas Públicas do 1.º ciclo no distrito de Bragança Seminário Contextualização SOCIEDADE DE CONHECIMENTO E NOVAS TECNOLOGIAS NAS ZONAS RURAIS as novas acessibilidades na procura da qualidade de vida Projecto de Acompanhamento do Uso Educativo da Internet

Leia mais

LISTA DE MATERIAL PARA 2016 1º ANO ENSINO FUNDAMENTAL

LISTA DE MATERIAL PARA 2016 1º ANO ENSINO FUNDAMENTAL LISTA DE MATERIAL PARA 2016 1º ANO ENSINO FUNDAMENTAL O Colégio Objetivo fornece aos seus alunos todos os Cadernos de Atividades necessários ao trabalho desenvolvido nas diversas áreas. Esses cadernos

Leia mais

Escola Pequenópolis Av. Euclides da Cunha, 73 Graça

Escola Pequenópolis Av. Euclides da Cunha, 73 Graça LISTA DE MATERIAL DE ARTES EDUCAÇÃO INFANTIL GRUPOS 2 E 3 2016 JUSTIFICATIVA As Listas de Materiais de Arte se compõem dos materiais que serão utilizados pelos alunos no decorrer do ano letivo. Atividades

Leia mais

Condutas psicomotoras: brinquedos tradicionais e diversões de antigamente ainda encantam?

Condutas psicomotoras: brinquedos tradicionais e diversões de antigamente ainda encantam? Condutas psicomotoras: brinquedos tradicionais e diversões de antigamente ainda encantam? Profª. Ms. Cláudia Yazlle Profª. Ms. Gabriela Maffei 5 e 6 de junho Objetivos da aula de hoje As crianças de 4

Leia mais

Linhas Orientadoras de Cidadania do Agrupamento de Escolas Engenheiro Fernando Pinto de Oliveira 2014/15

Linhas Orientadoras de Cidadania do Agrupamento de Escolas Engenheiro Fernando Pinto de Oliveira 2014/15 Agrupamento de Escolas Eng. Fernando Pinto de Oliveira Linhas Orientadoras de Cidadania do Agrupamento de Escolas Engenheiro Fernando Pinto de Oliveira 2014/15 A prática da cidadania constitui um processo

Leia mais

OS JOGOS PEDAGÓGICOS COMO FERRAMENTAS DE ENSINO

OS JOGOS PEDAGÓGICOS COMO FERRAMENTAS DE ENSINO OS JOGOS PEDAGÓGICOS COMO FERRAMENTAS DE ENSINO Resumo FIALHO, Neusa Nogueira FACINTER neusa_nf@yahoo.com.br Área Temática: Educação: Teorias, Metodologias e Práticas. Não contou com financiamento A falta

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL II (4 ANOS)

EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL II (4 ANOS) EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL II (4 ANOS) LIVROS DIDÁTICOS Livro Interdisciplinar Material Rede RCE educação e valores (Volumes 1 e 2) 2 Volumes por ano e Agenda personalizada. Livro de Inglês Playtime A

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ABEL SALAZAR 2015-2016

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ABEL SALAZAR 2015-2016 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ABEL SALAZAR 2015-2016 1º CICLO - 1º ANO DE ESCOLARIDADE PORTUGUÊS PLANIFICAÇÃO MENSAL DE JANEIRO DOMÍNIOS METAS/OBJETIVOS OPERACIONALIZAÇÃO (DESCRITORES) MATERIAIS/RECURSOS MODALIDADES

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE EDUCAÇÃO VISUAL 8.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE EDUCAÇÃO VISUAL 8.º ANO DE EDUCAÇÃO VISUAL 8.º ANO Ano Letivo 2015 2016 PERFIL DO ALUNO O aluno é capaz de: analisar o fenómeno de decomposição da cor; interpretar e distinguir contributos de teóricos da luz-cor; identificar

Leia mais

MATEMÁTICA EM TODA PARTE II

MATEMÁTICA EM TODA PARTE II MATEMÁTICA EM TODA PARTE II Episódio: Matemática na Cidade Resumo O Episódio Matemática na Cidade, o segundo da série Matemática em Toda Parte II, vai abordar situações envolvendo fluxo e movimento nas

Leia mais

LISTA DE MATERIAL ESCOLAR 2016 EDUCAÇÃO INFANTIL

LISTA DE MATERIAL ESCOLAR 2016 EDUCAÇÃO INFANTIL OBSERVAÇÕES: 1. Todo o material deverá vir com nome, ano e professora; 2. Etiquetar cadernos, livros e pastas (do lado de fora) 3. O material de uso individual deverá ser reposto sempre que necessário;

Leia mais

o quantos queres da emoções

o quantos queres da emoções Brincadeiras de Brincar o quantos queres da emoções Recuperando um jogo tradicional da infância, o Quantos Queres das Emoções da Chão d andar, foi concebido como um jogo para os pais e os filhos atendendo

Leia mais

Tecnologias da Informação e Comunicação

Tecnologias da Informação e Comunicação SUBDOMÍNIO CC8.1. CONHECIMENTO E UTILIZAÇÃO ADEQU ADA E SEGURA DE DIFERENTES TIPOS DE FERRAMENTAS DE COMUNICAÇÃO, DE ACORDO COM AS SITUAÇÕES DE COMUNICAÇÃO E AS REGRAS DE CONDUTA E DE FUNCIONAMENTO DE

Leia mais

PRÉ-ESCOLAR. critérios de avaliação 2015/2016

PRÉ-ESCOLAR. critérios de avaliação 2015/2016 PRÉ-ESCOLAR critérios de avaliação 2015/2016 Aprovado em Conselho Pedagógico a 1 de Setembro de 2015 Índice I. Introdução / Enquadramento Normativo. 2 II. Finalidades.. 3 III. Princípios. 4 IV. Processo

Leia mais

Ano letivo 2014/2015. Planificação da disciplina: Tecnologias de Informação e Comunicação 8º ano. Domínio: Comunicação e Colaboração CC8

Ano letivo 2014/2015. Planificação da disciplina: Tecnologias de Informação e Comunicação 8º ano. Domínio: Comunicação e Colaboração CC8 Ano letivo 2014/2015 Planificação da disciplina: Tecnologias de Informação e Comunicação 8º ano Domínio: Comunicação e Colaboração CC8 Aulas Previstas Semestre 32 Subdomínio: Conhecimento e utilização

Leia mais

ANEXO III NORMAS COMPLEMENTARES DA ESCOLA DE BELAS ARTES, ESCOLA DE MEDICINA VETERINÁRIA E ESCOLA DE MÚSICA ESCOLA DE BELAS ARTES

ANEXO III NORMAS COMPLEMENTARES DA ESCOLA DE BELAS ARTES, ESCOLA DE MEDICINA VETERINÁRIA E ESCOLA DE MÚSICA ESCOLA DE BELAS ARTES ANEXO III NORMAS COMPLEMENTARES DA ESCOLA DE BELAS ARTES, ESCOLA DE MEDICINA VETERINÁRIA E ESCOLA DE MÚSICA ESCOLA DE BELAS ARTES Normas Complementares, relativas aos temas e as especificações das Provas

Leia mais

Área de Formação Pessoal e Social

Área de Formação Pessoal e Social Área de Formação Pessoal e Social Identidade/ Auto-estima Independência/ Autonomia Convivência democrática/ Cidadania Brincar com o outro (s); Ouvir os outros; Saber identificar-se a si e o outro; Esperar

Leia mais

Conteúdos Bimestrais Sugeridos para a Área Artes Visuais 6º Ano

Conteúdos Bimestrais Sugeridos para a Área Artes Visuais 6º Ano Bimestrais Sugeridos para a Área Artes Visuais 6º Ano Compreendendo as Artes Visuais como área de conhecimento, que busca a formação de um sujeito atuante nos diferentes contextos da sociedade, pretendemos

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Santiago do Cacém Plano Anual de Atividades de Animação 2015/2016

Agrupamento de Escolas de Santiago do Cacém Plano Anual de Atividades de Animação 2015/2016 Calendarização / Mês Tema Objetivos Responsáveis pela Atividade Outubro Outono - Desenvolver o gosto pelo saber; Halloween - Valorizar diferentes formas de conhecimento, Dia Mundial da Alimentação comunicação

Leia mais

Escola Pequenópolis Av. Euclides da Cunha, 73 Graça

Escola Pequenópolis Av. Euclides da Cunha, 73 Graça LISTA DE MATERIAL DE ARTES EDUCAÇÃO INFANTIL GRUPOS 2 E 3 2015 JUSTIFICATIVA As Listas de Materiais de Arte se compõem dos materiais que serão utilizados pelos alunos no decorrer do ano letivo. Atividades

Leia mais

Governo dos Açores Escola Básica e Secundária de Velas PLANIFICAÇÃO DA ÁREA CURRICULAR DE: EDUCAÇÃO VISUAL E TECNOLÓGICA

Governo dos Açores Escola Básica e Secundária de Velas PLANIFICAÇÃO DA ÁREA CURRICULAR DE: EDUCAÇÃO VISUAL E TECNOLÓGICA PLANIFICAÇÃO DA ÁREA CURRICULAR DE: EDUCAÇÃO VISUAL E TECNOLÓGICA 2º ciclo Ano letivo: 2015/2016 COMPETÊNCIAS - CHAVE Competência em Línguas Competência Matemática Competência Científica e Tecnológica

Leia mais

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 PROJETO PSICOMOTRICIDADE Educar é Brincar SÉRIE: Contraturno

Leia mais

ESCOLA BÁSICA 2 / 3 DE MARTIM DE FREITAS TIC Tecnologias de informação e comunicação - Ano lectivo de 2014 / 2015

ESCOLA BÁSICA 2 / 3 DE MARTIM DE FREITAS TIC Tecnologias de informação e comunicação - Ano lectivo de 2014 / 2015 TIC Tecnologias de informação e comunicação - Ano lectivo de 204 / 205 SUBDOMÍNIO CC8.. CONHECIMENTO E UTILIZAÇÃO ADEQU ADA E SEGURA DE DIFERENTES TIPOS DE FERRAMENTAS DE COMUNICAÇÃO, DE ACORDO COM AS

Leia mais

Plano Anual. Interação e socialização da criança no meio social familiar e escolar. Ampliação progressiva do conhecimento do mundo.

Plano Anual. Interação e socialização da criança no meio social familiar e escolar. Ampliação progressiva do conhecimento do mundo. Centro Educacional Mundo do Saber Maternal II Ano Letivo: 2013 Tema: A fazenda do tio Chico Professora: Heloiza Regina Gervin Plano Anual Eu sou tio Chico, um menino muito esperto e que adora brincar e

Leia mais

PROGRAMA DE CONTEÚDOS 2014

PROGRAMA DE CONTEÚDOS 2014 C O L É G I O L A S A L L E Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Guarani, 2000 - Fone (045) 3252-1336 - Fax (045) 3379-5822 http://www.lasalle.edu.br/toledo/ PROGRAMA DE 2014 ARTES DISCIPLINA:

Leia mais

5. Ler cuidadosamente as mensagens de correio electrónico;

5. Ler cuidadosamente as mensagens de correio electrónico; Segundo o Guia para ambientes de aprendizagem digitais quer alunos, quer professores, precisam de novas competências ao nível da literacia digital à medida que cada vez mais recursos estão presentes na

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL GRUPO 4

EDUCAÇÃO INFANTIL GRUPO 4 EDUCAÇÃO INFANTIL GRUPO 4 1º VOLUME ARTES VISUAIS O FAZER ARTÍSTICO Criação de desenhos, pinturas e colagens, com base em seu próprio repertório. Exploração das possibilidades oferecidas por diferentes

Leia mais

Plano de Trabalho com Projetos

Plano de Trabalho com Projetos PREFEITURA DE JARAGUÁ DO SUL SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO FUNDAMENTAL Plano de Trabalho com Projetos 1. Identificação: Escola Municipal de Ensino Fundamental Renato Pradi Professora:

Leia mais

Aprender com o scratch. E.B. 2,3 José Afonso, Alhos Vedros Filomena Benavente e Ricardo Costa 5.º ano matemática

Aprender com o scratch. E.B. 2,3 José Afonso, Alhos Vedros Filomena Benavente e Ricardo Costa 5.º ano matemática Aprender com o scratch Filomena Benavente e Ricardo Costa 5.º ano matemática 2012 Aprender com o scratch Filomena Benavente e Ricardo Costa 2012 Designação: Aprender com o scratch Enquadramento curricular

Leia mais

Grupo 5 Volume 3 Unidade 5: Um pouco daqui, um pouco dali, um pouco de lá.

Grupo 5 Volume 3 Unidade 5: Um pouco daqui, um pouco dali, um pouco de lá. Grupo 5 Volume 3 Unidade 5: Um pouco daqui, um pouco dali, um pouco de lá. A Unidade é muito rica em informações sobre os três países explorados e possibilita o desenvolvimento de pesquisas e ampliação

Leia mais