18/11/2010 CURSO BÁSICO DE GPS CURSO BÁSICO DE GPS CURSO BÁSICO DE GPS CURSO BÁSICO DE GPS CURSO BÁSICO DE GPS CURSO BÁSICO DE GPS. Objetivo.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "18/11/2010 CURSO BÁSICO DE GPS CURSO BÁSICO DE GPS CURSO BÁSICO DE GPS CURSO BÁSICO DE GPS CURSO BÁSICO DE GPS CURSO BÁSICO DE GPS. Objetivo."

Transcrição

1 Objetivo Autos de Infração SICAFI - Objetivo Objetivo Ponto coletado em WGS84 e reinserido em SAD69. Erro de metros O Sistema GPS O Sistema GPS O sistema GPS foi desenvolvido pelo Departamento de defesa dos Estados Unidos para fins militares, entretanto na década de 1980 foi disponibilizado para uso civil. Composto por uma constelação de 24 satélites que dão a volta na Terra duas vezes por dia, funciona 24 horas por dia em qualquer parte do globo e sob qualquer condição climática. A posição do usuário na Terra é obtida por meio da triangulação dos satélites e a posição do usuário em relação ao satélite é calculada pelo tempo que leva o sinal enviado pelo satélite e recebido pelo aparelho receptor. 1

2 O Sistema GPS Tipos de GPS Para definir uma posição 2D (Latitude e Longitude) o receptor necessita de capturar o sinal de três satélites. Com quatro ou mais já é possível obter uma posição 3D (Latitude, Longitude e Altitude). GPS Geodésico: mais preciso (L1 e L2) GPS de navegação: precisão razoável (L1) Admite pósprocessamento Alguns fatores atmosféricos e outras fontes de erro podem afetar a precisão do sinal. Os receptores atuais têm uma precisão média de 15 metros. O sinal não atravessa objetos sólidos, como paredes e rochas, mas atravessa vidro. Conceitos de Cartografia Aplicados ao GPS O Sistema GPS tem como função informar e ou gravar informações referentes ao posicionamento de algo/alguém na superfície terrestre, assim o conhecimento de alguns conceitos básicos de cartografia são fundamentais: O Datum Os Sistemas de Coordenadas O Datum O Datum é um modelo matemático que descreve uma parte da superfície terrestre. As coordenadas sempre estão amarradas a um datum O datum do receptor GPS deve ser exatamente o mesmo da fonte das coordenadas, ou seja, se as coordenadas forem coletadas de uma carta, mapa, SIG ou em campo (por meio de GPS), a entrada dos dados no GPS deve ser feita com o mesmo datum da fonte. A utilização de um datum diferente do original pode gerar erros de posicionamento, como no caso do SAD69 <=> WGS84. O Datum O Datum Hoje no Brasil existem três datuns oficiais: SAD 69 Córrego Alegre SIRGAS 2000 A partir de 2014 só existirá um, o SIRGAS 2000 (Resolução 01/2005 do IBGE). Os receptores de GPS que não possuem a opção de datum SIRGAS 2000 devem ser ajustados como WGS 84, conforme recomendações do IBGE. 2

3 Sistemas de Coordenadas Sistemas de Coordenadas Os sistemas de coordenadas são responsáveis por atribuir um endereço a um local. O princípio utilizado e do cruzamento de duas retas com valores distintos e permanentes. Os dois principais sistemas utilizados são: Sistema de Coordenadas Geográfica (angulares) Sistema de Coordenadas Plana (métricas) Sistema de Coordenadas Geográfica Sistema de Coordenadas Geográfica O sistema de coordenadas Geográfica apresenta coordenadas de latitude (Y) e longitude (X). As duas referencias são: O Equador (divide o globo em Norte e Sul com variação de: 0º à 90º N ou 0º à + 90º; 0º à 90º S ou 0º à - 90º) para a latitude; O Meridiano de Greenwich (Gr.) (divide o globo em leste e oeste com variação de 0º à 180º W ou 0º à - 180º; 0º à 180º E ou 0º à + 180º) para a longitude. Sistema de Coordenadas Geográfica Sistemas de Coordenadas Plana As coordenadas angulares podem ser em Grau, Minuto e Segundo (10º S); Grau e Minuto Decimal (10º S); e Grau Decimal ( S) A mais usual é a Grau, Minuto e Segundo (10º S) ATENÇÃO: Sempre quando informar as coordenadas explicitar se é N, S, E ou W. O Sistema de coordenadas plana é sempre vinculado a um sistema de projeção, pois como o próprio nome diz são coordenadas em um plano Neste momento será abordado apenas o Sistema UTM (Universal Transversa de Mercator), que na verdade é um sistema de projeção que utiliza o sistema de coordenadas plana. O Sistema UTM é composto por 60 fusos, cada um com 6º de longitude. Esses fusos são numerados de um a sessenta o início se dá no anti-meridiano (180º W Gr.) e segue para o leste. Cada um desses fusos é resultado da rotação do cilindro 3

4 Sistemas de Coordenadas Plana Sistemas de Coordenadas Plana A cada fuso é associado um sistema cartesiano métrico de referência O meridiano central sempre terá o valor de metros crescendo para o Leste e reduzindo para o Oeste esse valor é equivalente a Longitude e sempre será representado com a letra E, ex E. Os valores de Latitude são iniciados no Pólo Sul (0 N) crescendo para o Norte até o Equador ( N) e do Equador (0 N) até o pólo Norte ( N). Isto elimina a possibilidade de ocorrência de valores negativos de coordenadas. O sistema UTM é usado entre as latitudes 84º N e 80º S. ATENÇÃO: Quando o UTM for utilizado é fundamental informar o Fuso e a Zona, pois os valores se repetem em cada Fuso / Hemisfério. Sistemas de Coordenadas Plana Fatores que podem degradar o sinal GPS e também afetam sua precisão: Atrasos na Ionosfera e Troposfera Multicaminhamento* Erros no relógio do receptor Erros Orbitais (imprecisões nas informações da localização do satélite) Numero de satélites visíveis* Geometria dos satélites* Degradação intencional do sinal do satélite* * Erros que o usuário tem condições de minimizar ou aceitar sua ocorrência 4

5 Coleta de pontos com e sem o SA Funções Básicas Apresentando o aparelho Basicamente todos os receptores de GPS possuem as mesmas configurações básicas, nessa parte serão apresentadas as configurações básicas tendo como referencia o receptor Garmin etrex Vista HCx. É extremamente recomendável que sempre se faça uma verificação do aparelho antes de utilizar (configurações, dados armazenados, etc.), fazendo os ajustes necessários. Qualidade do Sinal Configurações das Unidades 2x MENU 5

6 Bússola Bússola A data e a hora são ajustadas automaticamente pelo sistema e para a hora é possível alterar o fuso horário e o horário de verão Data / Horário Outros ajustes Função Track Marcar Ponto 6

7 Calcular Área 1x (MENU) Exercícios de GPS Tempo total para os exercícios: 2h 1) Configurar o datum para WGS84, o sistema de coordenadas para geográfica, no formato hddd mm ss.s OBJETIVO: Simular situações do cotidiano apresentando o GPS e capacitar o pessoal de campo para utilizar-lo em suas funções básicas. 2) Inserir as seguintes coordenadas e navegar até elas (anotar uma breve descrição do observado). IDENT X (WGS 84) Y (WGS 84) P ' 40.62" W 23 26' 00.34" S P ' 52.91" W 23 25' 59.40" S P ' 44.19" W 23 25' 59.95" S P ' 59.37" W 23 26' 11.11" S 3) Calcular a área do entorno do prédio da ACADEBio para ser embargada. Área: 4) Ir até o mastro da Bandeira. Redefinir o datum do receptor GPS para SAD69 e coletar um ponto e chamar de band1, anotar em um papel as coordenadas, voltar o datum do receptor GPS para WGS84. Inserir um ponto (band2) com as coordenadas anotadas. E caminhar até o ponto (anotar a distancia e o azimute do deslocamento) ÁREA 2 ÁREA 1 7

8 Consolidação Territorial Memorial Descritivo Propriedade: Faz. Boa Esperança Matrícula Incra: Proprietário: José da Silva Município: Iperó/SP N = 0 Inicia-se o perímetro num marco de concreto denominado M1, de coordenadas planas aproximadas (E= e N= ), localizado na divisa com a fazenda Santa Inês - do Sr. Joaquim dos Santos - na base da rampa da entrada principal da antiga casa sede do imóvel. Deste, segue em linha reta no azimute 82, por aproximadamente 37 metros, até encontrar o marco M2, localizado na base de um antigo poste de luz da Light. Deste segue em linha reta por aproximadamente 57 metros na direção 86, até o marco M3, localizado no limite do campo de futebol, próximo à mata ciliar. Deste, segue em linha reta por aproximadamente 40 metros no azimute 34, até encontrar o marco M4, na margem de uma estrada que dá acesso à propriedade. Deste, segue em linha reta por aproximadamente 36 metros no azimute 354, até encontrar o marco M5, no limite do terreno, identificado por uma mureta de alvenaria, de um posto de combustível abandonado. Deste, segue pela mureta, por aproximadamente, 12m pelo azimute 295 e 46m pelo azimute 354 até encontrar o marco M6 localizado em uma estrada de terra. Deste, segue em linha reta por aproximadamente 59 metros, azimute 262 até encontrar o marco M7 localizado no limite da construção de um antigo prédio da propriedade vizinha. Daí, segue em linha reta no azimute 253 por aproximadamente 130 metros até encontrar o marco M8, localizado no entroncamento da estrada SP Estrada de Ipanema - com um ramal que dá acesso à propriedade. Deste, segue acompanhando a estrada de Ipanema no azimute 172 por aproximadamente 186 metros até encontrar o marco M9, localizado na margem desta SP-020. Deste, segue em linha reta por aproximadamente 89 metros, no azimute 75, até encontrar o marco M10, localizado na divisa da propriedade do Sr. Joaquim dos Santos. Deste, segue em linha reta, azimute 337, por aproximadamente 93 metros até encontrar o marco M1, ponto inicial dessa descrição. S = 270 S = 180 L = 90 Enviar / Capturar dados (TrackMaker) Para inserir ou capturar os dados do GPS para o computador pode-se utilizar o software TrackMacker Free Enviar / Capturar dados (TrackMaker) Com o GPS conectado pressionar a tecla F8 do computador. A janela GPS TrackMaker Interface Garmin se abrirá. Clicar no botão Enviar ou Capturar e em seguida no botão Trilhas, Wayoints, etc. Na janela preta com letras em azul claro é mostrado o status da operação. Enviar / Capturar dados (TrackMaker) Enviar o limite da UC e o Buffer (TrackMaker) 2) Salvar o track 1) O limite inserido aparecerá neste campo, escolha a opção de salvar e depois apague-o desta área. 3) O limite salvo aparece neste campo 4) Limpar o track 8

9 Enviar o limite da UC e o Buffer (TrackMaker) 1) Coloque o nome da UC e se for buffer inicie com BF 3) Marque esta opção, pois se não estiver marcada o limite não aparecerá no mapa 2) Mude a cor da linha. Se estiver usando o buffer é recomendado diferenciar a cor do limite da do buffer. 9

Universidade do Estado de Santa Catarina Departamento de Engenharia Civil. Cartografia. Profa. Adriana Goulart dos Santos

Universidade do Estado de Santa Catarina Departamento de Engenharia Civil. Cartografia. Profa. Adriana Goulart dos Santos Universidade do Estado de Santa Catarina Departamento de Engenharia Civil Cartografia Profa. Adriana Goulart dos Santos Geoprocessamento e Mapa Cartografia para Geoprocessamento Cartografia preocupa-se

Leia mais

I Seminário SIGCidades: Cadastro Territorial Multifinalitário. Fundamentos de Cartografia aplicados aos SIGs

I Seminário SIGCidades: Cadastro Territorial Multifinalitário. Fundamentos de Cartografia aplicados aos SIGs I Seminário SIGCidades: Cadastro Territorial Multifinalitário Fundamentos de Cartografia aplicados aos SIGs 1. FORMA DA TERRA Geóide Elipsóide Esfera Modelos de representação da Terra O modelo que mais

Leia mais

GEODÉSIA BÁSICA. Noções de Coordenadas Geodésicas e UTM. Prof.Diogo Maia Prof.Fernando Botelho

GEODÉSIA BÁSICA. Noções de Coordenadas Geodésicas e UTM. Prof.Diogo Maia Prof.Fernando Botelho GEODÉSIA BÁSICA Noções de Coordenadas Geodésicas e UTM Prof.Diogo Maia Prof.Fernando Botelho GEODÉSIA BÁSICA??? Um mapa e especificamente uma planta topográfica é uma representação plana da superfície

Leia mais

Os mapas são a tradução da realidade numa superfície plana.

Os mapas são a tradução da realidade numa superfície plana. Cartografia Desde os primórdios o homem tentou compreender a forma e as características do nosso planeta, bem como representar os seus diferentes aspectos através de croquis, plantas e mapas. Desenhar

Leia mais

SISTEMAS DE COORDENADAS E PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS. Prof. M.Sc. César Vinícius Mendes Nery Email: vinicius.nery@ifnmg.edu.br Skipe: vinicius_nery

SISTEMAS DE COORDENADAS E PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS. Prof. M.Sc. César Vinícius Mendes Nery Email: vinicius.nery@ifnmg.edu.br Skipe: vinicius_nery SISTEMAS DE COORDENADAS E PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Prof. M.Sc. César Vinícius Mendes Nery Email: vinicius.nery@ifnmg.edu.br Skipe: vinicius_nery Objetivos Ao final da aula o aluno deve: Comparar os modelos

Leia mais

Breve Introdução à Informação Geográfica. João Carreiras Geo-DES jmbcarreiras@iict.pt

Breve Introdução à Informação Geográfica. João Carreiras Geo-DES jmbcarreiras@iict.pt Breve Introdução à Informação Geográfica João Carreiras Geo-DES jmbcarreiras@iict.pt Resumo 1 Informação Geográfica 2 Características da Informação Geográfica 3 Conceito de Escala 4 Coordenadas, Projecções

Leia mais

Noções de cartografia aplicada ao Google Earth

Noções de cartografia aplicada ao Google Earth Noções de cartografia aplicada ao Google Earth Sobre a Cartografia A cartografia está diretamente relacionada à nossa evolução, pois nos acompanha desde os primeiros deslocamentos da espécie humana sobre

Leia mais

Geomática. Cartografia para Engenharia Ambiental. Prof. Alex Mota dos Santos

Geomática. Cartografia para Engenharia Ambiental. Prof. Alex Mota dos Santos Geomática Cartografia para Engenharia Ambiental Prof. Alex Mota dos Santos Castro (2004) O problema da representação Em síntese, a Cartografia trata das normas para representação dos elementos da superfície

Leia mais

GPS TrackMaker. Principais Funções e aplicações. Departamento de Engenharia Florestal Universidade Estadual Centro-Oeste UNICENTRO - Campus de Irati

GPS TrackMaker. Principais Funções e aplicações. Departamento de Engenharia Florestal Universidade Estadual Centro-Oeste UNICENTRO - Campus de Irati GPS TrackMaker o Principais Funções e aplicações Departamento de Engenharia Florestal Universidade Estadual Centro-Oeste UNICENTRO - Campus de Irati GPS TrackMaker Software desenvolvido por Odilon Ferreira

Leia mais

O que é o Sistema Geodésico de Referência? Qual é o Sistema Geodésico adotado no Brasil? Qual a diferença entre o Sistema SAD69 e SIRGAS2000?

O que é o Sistema Geodésico de Referência? Qual é o Sistema Geodésico adotado no Brasil? Qual a diferença entre o Sistema SAD69 e SIRGAS2000? O que é o Sistema Geodésico de Referência? É um sistema coordenado que serve de referência ao posicionamento no globo terrestre ou em um território nacional ou continental, utilizado para representar características

Leia mais

AULA 4 SISTEMAS DE REFERÊNCIA

AULA 4 SISTEMAS DE REFERÊNCIA AULA 4 SISTEMAS DE REFERÊNCIA Objetivos TOPOGRAFIA Gerais Visão geral de Sistemas de Referência Específicos Sistemas de Coordenadas; Sistema de Referência; Datum Geodésico; Sistemas de Referência De acordo

Leia mais

Cartografia Ambiental Prof. MSc. Alexander Sergio Evaso

Cartografia Ambiental Prof. MSc. Alexander Sergio Evaso Cartografia Ambiental Prof. MSc. Alexander Sergio Evaso Aula 06 O Sistema UTM UTM = Universal Transversa de Mercator O Sistema UTM N (eixo "y") O sistema de coordenadas Universal Transversa de Mercator

Leia mais

Componente curricular: Topografia e Cartografia. Curso: Técnico em Agroecologia Professor: Janice Regina Gmach Bortoli

Componente curricular: Topografia e Cartografia. Curso: Técnico em Agroecologia Professor: Janice Regina Gmach Bortoli Componente curricular: Topografia e Cartografia Curso: Técnico em Agroecologia Professor: Janice Regina Gmach Bortoli 1. Introdução a Topografia. 1.1. Definição. Como seria uma cidade se os donos de propriedades

Leia mais

Projeções cartográficas

Projeções cartográficas Projeções cartográficas - Não há como transformar uma superfície esférica em um mapa plano sem que ocorram distorções. - Cada projeção é adequada a um tipo de aplicação -Na impossibilidade de se desenvolver

Leia mais

sistema de posicionamento global

sistema de posicionamento global SISTEMA GPS GPS Global Positioning System sistema de posicionamento global É um sistema de radionavegação baseado em satélites, desenvolvido e controlado pelo departamento de defesa dos Estados Unidos,

Leia mais

Aula 12 O SISTEMA UTM, A CARTA INTERNACIONAL AO MILIONÉSIMO E O DESDOBRAMENTO DAS FOLHAS TOPOGRÁFICAS

Aula 12 O SISTEMA UTM, A CARTA INTERNACIONAL AO MILIONÉSIMO E O DESDOBRAMENTO DAS FOLHAS TOPOGRÁFICAS Aula 12 O SISTEMA UTM, A CARTA INTERNACIONAL AO MILIONÉSIMO E O DESDOBRAMENTO DAS FOLHAS TOPOGRÁFICAS META Apresentar o sistema UTM como forma de localização dos elementos terrestres e a composição das

Leia mais

EAD Sistema CR Campeiro 7

EAD Sistema CR Campeiro 7 EAD Sistema CR Campeiro 7 Tópico 1 Interface com Sistema de Posicionamento Global 1.1 Introdução: O Sistema Campeiro, disponibiliza para emprego nas rotinas de topografia, Geoprocessamento e Agricultura

Leia mais

Engenharia Civil Topografia e Geodésia. Curso Técnico em Edificações Topografia GEODÉSIA

Engenharia Civil Topografia e Geodésia. Curso Técnico em Edificações Topografia GEODÉSIA e Geodésia GEODÉSIA e Geodésia GEODÉSIA O termo Geodésia, em grego Geo = terra, désia = 'divisões' ou 'eu divido', foi usado, pela primeira vez, por Aristóteles (384-322 a.c.), e pode significar tanto

Leia mais

FERRAMENTAS TECNOLÓGICAS AUXILIARES NO SEGURO RURAL

FERRAMENTAS TECNOLÓGICAS AUXILIARES NO SEGURO RURAL CURSO DE COMPROVAÇÃO DE PERDAS AGRÍCOLAS PARA O SEGURO RURAL, PROAGRO E PROAGROMAIS FERRAMENTAS TECNOLÓGICAS AUXILIARES NO SEGURO RURAL Prof. Francisco Edinaldo Pinto Mousinho TERESINA, NOVEMBRO DE 2012

Leia mais

Vitor Amadeu Souza vitor@cerne-tec.com.br www.cerne-tec.com.br. Tutorial Gps

Vitor Amadeu Souza vitor@cerne-tec.com.br www.cerne-tec.com.br. Tutorial Gps Vitor Amadeu Souza vitor@cerne-tec.com.br www.cerne-tec.com.br Tutorial Gps Tutorial de GPS Veremos hoje como funciona um receptor de GPS. No curso da Cerne Tecnologia (www.cerne-tec.com.br) Módulo Advanced

Leia mais

Movimentos da Terra -

Movimentos da Terra - Movimentos da Terra - Orientação e Coordenadas A Terra no Espaço Jonathan Kreutzfeld A Terra é levemente achatada nos pólos, por isso a chamamos de ELIPSÓIDE Diâmetro (km) Equatorial: 12.756 Polar: 12.713

Leia mais

PROVA COMENTADA GEOGRAFIA/ ÍRIS TIPO B

PROVA COMENTADA GEOGRAFIA/ ÍRIS TIPO B PROVA COMENTADA GEOGRAFIA/ ÍRIS TIPO B Questão 1 A partir de seus conhecimentos sobre projeções cartográficas e analisando a que foi utilizada no mapa a seguir, você pode inferir que se trata da projeção:

Leia mais

muito como cartas náuticas faça para o watercraft, ou o a mapa rodoviário para excitadores. Usando estas cartas e outras ferramentas pilotos possa

muito como cartas náuticas faça para o watercraft, ou o a mapa rodoviário para excitadores. Usando estas cartas e outras ferramentas pilotos possa Carta Aeronáutica é a mapa projetou ajudar dentro navegação de avião, muito como cartas náuticas faça para o watercraft, ou o a mapa rodoviário para excitadores. Usando estas cartas e outras ferramentas

Leia mais

Sistemas de Coordenadas:

Sistemas de Coordenadas: Necessários para expressar a posição de pontos sobre a superfície (elipsóide, esfera, plano). Î Para o Elipsóide, empregamos o Sistema de Coordenadas Cartesiano e Curvilíneo: PARALELOS E MERIDIANOS. Î

Leia mais

Jornada Marajoara de Ciência e Tecnologia. Posicionamento pelo GNSS (GPS) by Eng. Tarcísio Lemos

Jornada Marajoara de Ciência e Tecnologia. Posicionamento pelo GNSS (GPS) by Eng. Tarcísio Lemos Jornada Marajoara de Ciência e Tecnologia Posicionamento pelo GNSS (GPS) by Eng. Tarcísio Lemos Biografia Engenheiro da Computação (IESAM, 2008) Especialista em Sistemas de Banco de Dados (UFPA, 2010)

Leia mais

2. (UFRN) Analise a figura abaixo e assinale a opção que corresponde, respectivamente, às coordenadas geográficas dos pontos X e Z.

2. (UFRN) Analise a figura abaixo e assinale a opção que corresponde, respectivamente, às coordenadas geográficas dos pontos X e Z. Lista de exercícios de Coordenadas Geográficas Professor: Jair Henrique 1.Examine atentamente as sentenças a seguir e assinale o grupo das que lhe parecerem corretas. 1 - Paralelamente ao Equador ficam

Leia mais

Assuntos abordados na oficina sábado - 22/09/2012

Assuntos abordados na oficina sábado - 22/09/2012 Assuntos abordados na oficina sábado - 22/09/2012 1. Bancos de dados (informatização) Sistemas, planilhas, formato dos campos 2. splinker Instalação, configuração, bkp arquivos config., acesso remoto,

Leia mais

Hoje adota novas tecnologias no posicionamento geodésico, como por exemplo o Sistema de Posicionamento Global (GPS)

Hoje adota novas tecnologias no posicionamento geodésico, como por exemplo o Sistema de Posicionamento Global (GPS) Geodésia A Geodésia é uma ciência que se ocupa do estudo da forma e tamanho da Terra no aspecto geométrico e com o estudo de certos fenômenos físicos relativos ao campo gravitacional terrestre, visando

Leia mais

RELAÇÃO DAS UNIDADES DE MANEJO FLORESTAL (UMFs)

RELAÇÃO DAS UNIDADES DE MANEJO FLORESTAL (UMFs) A licitação para concessão em floresta pública será realizada em um lote contendo três Unidades de Manejo Florestal (UMFs), todas localizadas no Lote-1 da Floresta Estadual do Amapá, no Amapá, devidamente

Leia mais

MANUAL BÁSICO PARA O USO DO TRACKMAKER. I Organizar os arquivos para uso, baixar e instalar o programa.

MANUAL BÁSICO PARA O USO DO TRACKMAKER. I Organizar os arquivos para uso, baixar e instalar o programa. MANUAL BÁSICO PARA O USO DO TRACKMAKER I Organizar os arquivos para uso, baixar e instalar o programa. 1. Entrar na site www.gpstm.com/downloads.php?lang=port, clique no Download da versão GPS TrackMaker

Leia mais

CARTOGRAFIA TEMÁTICA e GPS

CARTOGRAFIA TEMÁTICA e GPS CARTOGRAFIA TEMÁTICA e GPS Orientação e Forma Diversidade = A visibilidade é variável Ordem = As categorias se ordenam espontaneamente Proporcionalidade = relação de proporção visual Cores convencionais

Leia mais

GPS - GNSS. Posiconamento por satélites (GNSS / GPS) e suas aplicações. Escola Politécnica UFBA. Salvador-BA 2011

GPS - GNSS. Posiconamento por satélites (GNSS / GPS) e suas aplicações. Escola Politécnica UFBA. Salvador-BA 2011 Posiconamento por satélites (GNSS / GPS) e suas aplicações acaldas@ufba.br Escola Politécnica UFBA Salvador-BA 2011 GPS - GNSS Global Positioning System Global Navigation Satellite System (GPS + GLONASS

Leia mais

Topografia. Conceitos Básicos. Prof.: Alexandre Villaça Diniz - 2004-

Topografia. Conceitos Básicos. Prof.: Alexandre Villaça Diniz - 2004- Topografia Conceitos Básicos Prof.: Alexandre Villaça Diniz - 2004- 1 ÍNDICE ÍNDICE...1 CAPÍTULO 1 - Conceitos Básicos...2 1. Definição...2 1.1 - A Planta Topográfica...2 1.2 - A Locação da Obra...4 2.

Leia mais

O que é a Projeção UTM?

O que é a Projeção UTM? 1 1 O que é a Projeção UTM? É a projeção Universal Transversa de Mercator. Assim como a Projeção de Mercator, é uma projeção cilíndrica. Como foi visto na aula de projeções, uma projeção transversa é aquela

Leia mais

O software ILWIS Integrated Land and Water Information System)

O software ILWIS Integrated Land and Water Information System) O software ILWIS Integrated Land and Water Information System) A idéia deste pequeno tutorial é divulgar o uso do software livre ILWIS e suas aplicações em Sistema de Informação Geográfica e Geoprocessamento.

Leia mais

aula Localização: coordenadas planas UTM Leituras Cartográficas e Interpretações Estatísticas I Autores Edilson Alves de Carvalho

aula Localização: coordenadas planas UTM Leituras Cartográficas e Interpretações Estatísticas I Autores Edilson Alves de Carvalho D I S C I P L I N A Leituras Cartográficas e Interpretações Estatísticas I Localização: coordenadas planas UTM Autores Edilson Alves de Carvalho Paulo César de Araújo aula 09 Governo Federal Presidente

Leia mais

MANUAL DE ACESSO AO ATLAS DIGITAL GEOAMBIENTAL. Autores: Eric Pereira Iara Christina de Campos Luciana Hiromi Yoshino Kamino Flávio Fonseca do Carmo

MANUAL DE ACESSO AO ATLAS DIGITAL GEOAMBIENTAL. Autores: Eric Pereira Iara Christina de Campos Luciana Hiromi Yoshino Kamino Flávio Fonseca do Carmo MANUAL DE ACESSO AO ATLAS DIGITAL GEOAMBIENTAL Autores: Eric Pereira Iara Christina de Campos Luciana Hiromi Yoshino Kamino Flávio Fonseca do Carmo BELO HORIZONTE MG 2016 MANUAL DE ACESSO AO ATLAS DIGITAL

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA - UFBA

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA - UFBA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA - UFBA Instituto de Ciências Ambientais e Desenvolvimento Sustentável Cartografia Sistemática e Temática (IAD319) Prof. pablosantos@ufba.br 07 a Aula CARTA INTERNACIONAL DO

Leia mais

Prof º. Marco Antonio G. Pontes.

Prof º. Marco Antonio G. Pontes. T O P O G R A F I A CARTOGRAFIA Prof º. Marco Antonio G. Pontes. Sorocaba / SP 2002 2 SUMÁRIO Página Resumo 4 1 CARTOGRAFIA 5 1.1 Objetivo 5 1.2 Definição 5 1.3 Histórico 5 1.4 Escala 6 1.5 Projeções 7

Leia mais

Universidade do Vale do Rio dos Sinos Programa de Pós-Graduação em Geologia Laboratório de Sensoriamento Remoto e Cartografia Digital

Universidade do Vale do Rio dos Sinos Programa de Pós-Graduação em Geologia Laboratório de Sensoriamento Remoto e Cartografia Digital Universidade do Vale do Rio dos Sinos Programa de Pós-Graduação em Geologia Laboratório de Sensoriamento Remoto e Cartografia Digital Diagnóstico Ambiental do Município de São Leopoldo (Relatório da Implantação

Leia mais

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 10 PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS QUESTÃO 31 As projeções do lado do polígono, com rumo no 4 o quadrante, sobre os eixos x e y são, respectivamente: a) positiva e positiva b) positiva e negativa c)

Leia mais

O QUE É GPS? do GPS. 3 Classificação. dos receptores. 4 Divisão do sistema GPS. de funcionamento. 6 Tipos de posicionamento. 8 Prática/Conhecendo

O QUE É GPS? do GPS. 3 Classificação. dos receptores. 4 Divisão do sistema GPS. de funcionamento. 6 Tipos de posicionamento. 8 Prática/Conhecendo Metodologia de Pesquisa Cientí Científica CONCEITOS BÁSICOS SOBRE POSICIONAMENTO POR SATÉLITES ARTIFICIAIS XIV CURSO DE USO ESCOLAR DE SENSORIAMENTO REMOTO NO ESTUDO DO MEIO AMBIENTE Julio Cesar de Oliveira

Leia mais

APOSTILA Curso de GPS de Navegação: Aplicações Práticas

APOSTILA Curso de GPS de Navegação: Aplicações Práticas APOSTILA Curso de GPS de Navegação: Aplicações Práticas ÍNDICE PÁGINA Características gerais 3 A idéia básica raio de ação de satélites 3 Obtendo a hora precisa 4 Trigonometria para nos salvar 4 Porque

Leia mais

Av. Paulo VI, 1952- Sumaré. 01262-010 São Paulo S.P.- Brasil Fone: (11) 3868-0822 Fax: (11)3673-0702 http://www.hezolinem.

Av. Paulo VI, 1952- Sumaré. 01262-010 São Paulo S.P.- Brasil Fone: (11) 3868-0822 Fax: (11)3673-0702 http://www.hezolinem. ÍNDICE 1 - INTERFACE/TECLAS... 3 2 - LIGANDO O EQUIPAMENTO... 4 3 - CRIANDO UM WAYPOINT... 4 4 - CRIANDO UMA TRILHA... 7 4.1 Apagando traçados... 7 4.2 Criando Trilhas... 8 - Posicione-se no ponto de partida

Leia mais

MEMOCAD GEORREFERENCIAMENTO DE IMÓVEIS RURAIS

MEMOCAD GEORREFERENCIAMENTO DE IMÓVEIS RURAIS MEMOCAD GEORREFERENCIAMENTO DE IMÓVEIS RURAIS Desenvolvimento: MARIA NELY ALVARENGA LIMA http://www.memocad.com.br www.nelyalv@memocad.com.br www.nelyalv@gmail.com ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 3 2. MONTAGEM SIGEF

Leia mais

1.1. Viagens com GPS. Princípios básicos de funcionamento de um GPS de modo a obter a posição de um ponto na Terra.

1.1. Viagens com GPS. Princípios básicos de funcionamento de um GPS de modo a obter a posição de um ponto na Terra. 1.1. Viagens com GPS Princípios básicos de funcionamento de um GPS de modo a obter a posição de um ponto na Terra. O que é o GPS? Como funciona o GPS? Qual é a precisão do GPS? O sistema de satélites do

Leia mais

QGIS 2.2 Modo de Edição: Edição de Feições de Polígono

QGIS 2.2 Modo de Edição: Edição de Feições de Polígono QGIS 2.2 Modo de Edição: Edição de Feições de Polígono Jorge Santos 2014 Conteúdo Sumário Capítulo 1... 3 Material de Apoio... 3 1.1 Cartografia de Referência... 3 1.2 Base Cartográfica Vetorial de Referência...

Leia mais

Convênio - MAPA - PANAFTOSA OPS/OMS

Convênio - MAPA - PANAFTOSA OPS/OMS MANUAL PRÁTICO DO USO DO GPS (etrex) NO CONTROLE DA RAIVA DOS HERBÍVOROS Elaboração: Vladimir Nogueira de Souza Filho, José Irineu da Silva, Gilberto Micheloto Martins Curso sobre controle da raiva silvestre

Leia mais

Reunião de Seção GEOCACHING ESCOTEIRO

Reunião de Seção GEOCACHING ESCOTEIRO Reunião 15 Reunião de Seção GEOCACHING ESCOTEIRO Área de Desenvolvimento enfatizada: INTELECTUAL Ramo: Sênior Mês recomendado para desenvolver esta reunião: Qualquer mês. Explicação sobre o tema: O sistema

Leia mais

Aula 2 LOCALIZAÇÃO, ORIENTAÇÃO E REPRESENTAÇÃO CARTOGRÁFICA

Aula 2 LOCALIZAÇÃO, ORIENTAÇÃO E REPRESENTAÇÃO CARTOGRÁFICA Aula 2 LOCALIZAÇÃO, ORIENTAÇÃO E REPRESENTAÇÃO CARTOGRÁFICA Orientação pelo Sol Leste = Nascente / Oeste = Poente Orientação por instrumentos (bússola) Consiste em uma agulha imantada que gira sobre um

Leia mais

Palavras-Chave: Sistema de Posicionamento Global. Sistemas de Localização Espacial. Equação de Superfícies Esféricas.

Palavras-Chave: Sistema de Posicionamento Global. Sistemas de Localização Espacial. Equação de Superfícies Esféricas. METODOS MATEMÁTICOS PARA DEFINIÇÃO DE POSICIONAMENTO Alberto Moi 1 Rodrigo Couto Moreira¹ Resumo Marina Geremia¹ O GPS é uma tecnologia cada vez mais presente em nossas vidas, sendo que são inúmeras as

Leia mais

TOPOGRAFIA INTRODUÇÃO

TOPOGRAFIA INTRODUÇÃO TOPOGRAFIA INTRODUÇÃO Prof. Dr. Daniel Caetano 2013-1 Objetivos Conhecer o professor e o curso Importância do ENADE Iniciação Científica Importância da Topografia Conhecer mais sobre a Terra O que é topografia

Leia mais

Estudos Ambientais. Aula 4 - Cartografia

Estudos Ambientais. Aula 4 - Cartografia Estudos Ambientais Aula 4 - Cartografia Objetivos da aula Importância da cartografia; Conceitos cartográficos. O que é cartografia Organização, apresentação, comunicação e utilização da geoinformação nas

Leia mais

APOSTILA TOPOGRAFIA PRÁTICA

APOSTILA TOPOGRAFIA PRÁTICA APOSTILA TOPOGRAFIA PRÁTICA 1. INTRODUÇÃO A TOPOGRAFIA O verdadeiro nascimento da topografia veio da necessidade de o homem ter conhecimento do meio em que vive. Este desenvolvimento ocorreu desde os primeiros

Leia mais

Apontamentos de aula: Tópicos Básicos de Cartografia e Sistema Universal Transversal Mercator (UTM)

Apontamentos de aula: Tópicos Básicos de Cartografia e Sistema Universal Transversal Mercator (UTM) Apontamentos de aula: Tópicos Básicos de Cartografia e Sistema Universal Transversal Mercator (UTM) Colaboradores: Emanoel Jr da S. Nunes Érica S. Nakai Pedro Paulo da S. Barros Coordenador: Prof. Peterson

Leia mais

Sistema TrackMaker de Rastreamento e Logística de Transportes. Website PRO. Manual do Usuário

Sistema TrackMaker de Rastreamento e Logística de Transportes. Website PRO. Manual do Usuário Sistema TrackMaker de Rastreamento e Logística de Transportes Website PRO Manual do Usuário ÍNDICE Login Página Inicial Rastreamento em Tempo Real Configurações Janela Adicionar Veículo Editar Veículo

Leia mais

Aula 2 Sistemas de Coordenadas & Projeções Cartográficas. Flávia F. Feitosa

Aula 2 Sistemas de Coordenadas & Projeções Cartográficas. Flávia F. Feitosa Aula 2 Sistemas de Coordenadas & Projeções Cartográficas Flávia F. Feitosa Disciplina PGT 035 Geoprocessamento Aplicado ao Planejamento e Gestão do Território Junho de 2015 Dados Espaciais são Especiais!

Leia mais

EXERCÍCIOS DE APOIO ÀS AULAS PRÁTICAS DE TOPOGRAFIA ENGENHARIA CIVIL

EXERCÍCIOS DE APOIO ÀS AULAS PRÁTICAS DE TOPOGRAFIA ENGENHARIA CIVIL EXERCÍCIOS DE APOIO ÀS AULAS PRÁTICAS DE TOPOGRAFIA ENGENHARIA CIVIL INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL E ARQUITECTURA DOCENTES (2009/2010) 2009/2010 Ana Paula Falcão Flôr Ricardo

Leia mais

Introdução ao Sistema de Posicionamento Global (GPS)

Introdução ao Sistema de Posicionamento Global (GPS) Prof. Dr. Gilberto Pessanha Ribeiro Universidade Federal Fluminense Instituto de Geociências gilberto@vm.uff.br gilbertopessanha@yahoo.com www.geomatica.eng.uerj.br/gilberto Introdução O Sistema de foi

Leia mais

NOÇÕES BÁSICAS SOBRE GPS DE NAVEGAÇÃO

NOÇÕES BÁSICAS SOBRE GPS DE NAVEGAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL SETOR DE ENGENHARIA DE AGRIMENSURA NOÇÕES BÁSICAS SOBRE GPS DE NAVEGAÇÃO Rômulo Parma Gonçalves

Leia mais

Sistema de Posicionamento por Satélite

Sistema de Posicionamento por Satélite Implantação de Faixa de Dutos Sistema de Posicionamento por Satélite Resumo dos conhecimentos necessários para o entendimento e uso dos Sistemas de s e seus equipamentos. 1 Introdução Os sistemas de posicionamento

Leia mais

ANEXO 1 Relação e orientação de Demarcação das Unidades de Manejo Florestal UMF

ANEXO 1 Relação e orientação de Demarcação das Unidades de Manejo Florestal UMF ANEXO 1 Relação e orientação de Demarcação das Unidades de Manejo Florestal UMF A 3 licitação para concessão em floresta pública no Estado do Pará será realizada na Floresta Estadual (FLOTA) do Paru, localizada

Leia mais

Esta ferramenta permite gerar automaticamente um memorial descritivo de uma determinada área. Para isso, siga os seguintes passos:

Esta ferramenta permite gerar automaticamente um memorial descritivo de uma determinada área. Para isso, siga os seguintes passos: 2.5 Memorial Esta ferramenta permite gerar automaticamente um memorial descritivo de uma determinada área. Para isso, siga os seguintes passos: Definição de divisas confrontantes Permite identificar os

Leia mais

A Cartografia na formação de professores de Geografia: relato de atividades práticas na Universidade Estadual de Londrina/PR

A Cartografia na formação de professores de Geografia: relato de atividades práticas na Universidade Estadual de Londrina/PR A Cartografia na formação de professores de Geografia: relato de atividades práticas na Universidade Estadual de Londrina/PR Adriana Castreghini de Freitas Pereira adrianacfp@uel.br; adrifp@gmail.com RESUMO

Leia mais

GUIA PRÁTICO GEORREFERENCIAMENTO

GUIA PRÁTICO GEORREFERENCIAMENTO GUIA PRÁTICO DataGeosis Versão 2.3 GEORREFERENCIAMENTO Paulo Augusto Ferreira Borges Engenheiro Agrimensor Treinamento e Suporte Técnico 1. Introdução Neste guia apresentam-se os passos necessários para

Leia mais

ZONEAMENTO AMBIENTAL NA FAZENDA DA BANDEIRA MUNICÍPIO DE CAMPO BELO/MG COM USO DE FERRAMENTAS DE SIG E SENSORIAMENTO REMOTO

ZONEAMENTO AMBIENTAL NA FAZENDA DA BANDEIRA MUNICÍPIO DE CAMPO BELO/MG COM USO DE FERRAMENTAS DE SIG E SENSORIAMENTO REMOTO 46 ZONEAMENTO AMBIENTAL NA FAZENDA DA BANDEIRA MUNICÍPIO DE CAMPO BELO/MG COM USO DE FERRAMENTAS DE SIG E SENSORIAMENTO REMOTO Elisângela Assis Resende (elisangela.resende@sga.pucminas.br)¹ Mariana Gontijo

Leia mais

CADIEF. Software para georreferenciamento de propriedades, padrão IEF. 1- Desenvolvimento... 2. 2- Linguagem... 2 3- CADIEF... 2

CADIEF. Software para georreferenciamento de propriedades, padrão IEF. 1- Desenvolvimento... 2. 2- Linguagem... 2 3- CADIEF... 2 CADIEF Software para georreferenciamento de propriedades, padrão IEF. ÍNDICE 1- Desenvolvimento..................................... 2 2- Linguagem....................................... 2 3- CADIEF.........................................

Leia mais

Sistemas de Informação Geográfica Aula 3

Sistemas de Informação Geográfica Aula 3 Sistemas de Informação Geográfica Aula 3 Introdução Equipamentos de entrada de dados são dispositivos que convertem dados analógicos e mapas impressos no papel em mídia m eletrônica ou digital para serem

Leia mais

Municípios Costeiros

Municípios Costeiros Municípios Costeiros Representação vetorial das linhas definidoras das divisas dos municípios localizados à margem do oceano Atlântico. Arquivo extraído, por meio de consulta espacial no ArcView, do produto

Leia mais

Aula 3 - Registro de Imagem

Aula 3 - Registro de Imagem 1. Registro de Imagens Aula 3 - Registro de Imagem Registro é uma transformação geométrica que relaciona as coordenadas da imagem (linha e coluna) com as coordenadas geográficas (latitude e longitude)

Leia mais

ANEXO L RESUMO ESPECIFICAÇÕES INCRA

ANEXO L RESUMO ESPECIFICAÇÕES INCRA ANEXO L RESUMO ESPECIFICAÇÕES INCRA 1 Metodologia A metodologia utilizada para a determinação dos pontos de divisa, seguiu a metodologia para georreferenciamento de imóveis rurais do emitido pelo INCRA

Leia mais

QGIS 2.4 Sistemas de Referência de Coordenadas (SRC)

QGIS 2.4 Sistemas de Referência de Coordenadas (SRC) QGIS 2.4 Sistemas de Referência de Coordenadas (SRC) Jorge Santos 2014 Conteúdo Sumário Capítulo 1... 3 Introdução... 3 1.1 Referência Espacial... 3 1.2 Sistema de Referência de Coordenadas (SRC)...3 1.3

Leia mais

Sistema TrackMaker de Rastreamento e Logística de Transportes. Website PRO #3.6. Manual do Usuário

Sistema TrackMaker de Rastreamento e Logística de Transportes. Website PRO #3.6. Manual do Usuário Sistema TrackMaker de Rastreamento e Logística de Transportes Website PRO #. Manual do Usuário ÍNDICE Login Página Inicial Rastreamento em Tempo Real Configurações Janela Adicionar Veículo Editar Veículo

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DE GOIÁS

MINISTÉRIO PÚBLICO DE GOIÁS MINISTÉRIO PÚBLICO DE GOIÁS SUPERINTENDÊNCIA DE INFORMÁTICA DEPARTAMENTO DE SEGURANÇA E ADMINISTRAÇÃO DE DADOS GEOPROCESSAMENTO PERGUNTAS E RESPOSTAS AGOSTO 2009 1. O QUE É GEOPROCESSAMENTO? Geoprocessamento

Leia mais

Coordenadas Geográficas e Projeções Cartográficas. Prof. Bruno

Coordenadas Geográficas e Projeções Cartográficas. Prof. Bruno Coordenadas Geográficas e Projeções Cartográficas Prof. Bruno Paralelos Linhas Imaginárias que cortam o mundo no sentido horizontal Latitude É a medida do ângulo dos Paralelos. Varia de 0 a 90 graus, de

Leia mais

NOVA HIERARQUIA DA REDE PLANIMÉTRICA DO SISTEMA GEODÉSICO BRASILEIRO

NOVA HIERARQUIA DA REDE PLANIMÉTRICA DO SISTEMA GEODÉSICO BRASILEIRO NOVA HIERARQUIA DA REDE PLANIMÉTRICA DO SISTEMA GEODÉSICO BRASILEIRO INTRODUÇÃO Sonia Maria Alves Costa Luiz Paulo Souto Fortes Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística Av. Brasil 15671, Parada

Leia mais

GPS. Sistema de Posicionamento por Satélites Artificiais. Sumário. O que é o GPS? Sumário

GPS. Sistema de Posicionamento por Satélites Artificiais. Sumário. O que é o GPS? Sumário Sumário GPS Sistema de Posicionamento por Satélites Artificiais P r o f. Ti a g o B a d r e M a r i n o G e o p r o c e s s a m e n t o D e p a r t a m e n t o d e G e o c i ê n c i a s I n s t i t u t

Leia mais

GPS Magellan explorist 310 & Programa GPSTrackMaker

GPS Magellan explorist 310 & Programa GPSTrackMaker GPS Magellan explorist 310 & Programa GPSTrackMaker Primeiros Passos Gilberto Malafaia de Oliveira Coordenador Técnico Regional Uregi Juiz de Fora Tarcísio Raimundo Coimbra DETEC - Uregi Sete Lagoas GPS

Leia mais

I) O que é o Ato Declaratório 3. II) Dúvidas Comuns sobre o Ato Declaratório 4. III) Portaria Portaria DAEE 1800, de 27 de junho de 2013 (DOE) 7

I) O que é o Ato Declaratório 3. II) Dúvidas Comuns sobre o Ato Declaratório 4. III) Portaria Portaria DAEE 1800, de 27 de junho de 2013 (DOE) 7 I N D I C E Tópicos Pagina I) O que é o Ato Declaratório 3 II) Dúvidas Comuns sobre o Ato Declaratório 4 III) Portaria Portaria DAEE 1800, de 27 de junho de 2013 (DOE) 7 IV) Sistema do Ato Declaratório

Leia mais

Instruções resumidas para acesso às parcelas do Módulo ComCerrado no Parque Estadual do Rio Preto

Instruções resumidas para acesso às parcelas do Módulo ComCerrado no Parque Estadual do Rio Preto Instruções resumidas para acesso às parcelas do Módulo ComCerrado no Parque Estadual do Rio Preto Elaborado por Fernando Pinho, Guilherme Ferreira, Izabela Barata e Lívia Dias Núcleo Biotrópicos/UFVJM

Leia mais

No caso de existência no BDG, surgirá a seguinte mensagem: Visualize o resultado da pesquisa no final da página. Clicar sobre o botão OK.

No caso de existência no BDG, surgirá a seguinte mensagem: Visualize o resultado da pesquisa no final da página. Clicar sobre o botão OK. Sistema Geodésico Brasileiro Banco de Dados Geodésicos Opções de consulta: Para realizar este tipo de consulta, deve-se digitar o(s) código(s) da(s) estação(ões) a serem pesquisadas e clicar sobre o botão

Leia mais

Gerenciamento de Traçado de Rede Rural Utilizando o Software Google Earth. Wagner Antônio Araújo Veloso CEMIG Distribuição S.A.

Gerenciamento de Traçado de Rede Rural Utilizando o Software Google Earth. Wagner Antônio Araújo Veloso CEMIG Distribuição S.A. 21 a 25 de Agosto de 2006 Belo Horizonte - MG Gerenciamento de Traçado de Rede Rural Utilizando o Software Google Earth Wagner Antônio Araújo Veloso CEMIG Distribuição S.A. wveloso@cemig.com.br RESUMO

Leia mais

Conceitos de Geodésia

Conceitos de Geodésia Sumário P r o f. Ti a g o B a d r e M a r i n o G e o p r o c e s s a m e n t o D e p a r t a m e n t o d e G e o c i ê n c i a s I n s t i t u t o d e A g r o n o m i a U F R R J SISTEMAS DE COORDENADAS

Leia mais

TRANSFORMAÇÃO ENTRE SISTEMAS (ROTAÇÃO E TRANSLAÇÃO)

TRANSFORMAÇÃO ENTRE SISTEMAS (ROTAÇÃO E TRANSLAÇÃO) GUIA PRÁTICO DataGeosis Versão 2.3 TRANSFORMAÇÃO ENTRE SISTEMAS (ROTAÇÃO E TRANSLAÇÃO) Paulo Augusto Ferreira Borges Engenheiro Agrimensor Treinamento e Suporte Técnico 1. INTRODUÇÃO Transformação entre

Leia mais

AULA 2 Planos, Vistas e Temas

AULA 2 Planos, Vistas e Temas 2.1 AULA 2 Planos, Vistas e Temas Essa aula apresenta os conceitos de Plano de Informação, Vista e Tema e suas manipulações no TerraView. Para isso será usado o banco de dados criado na AULA 1. Abra o

Leia mais

- Global Positioning System - - Sistema de Posicionamento Global -

- Global Positioning System - - Sistema de Posicionamento Global - - Global Positioning System - - Sistema de Posicionamento Global - É um sistema de navegação com base em satélites artificiais que emitem, em intervalos de 1 ms, sinais rádio, diferente de satélite para

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO PLANIALTIMÉTRICO CADASTRAL

RELATÓRIO TÉCNICO LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO PLANIALTIMÉTRICO CADASTRAL RELATÓRIO TÉCNICO LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO PLANIALTIMÉTRICO CADASTRAL São João del Rei MG Setembro de 2014 1 INFORMAÇÕES GERAIS 1.1 DOS REQUERENTES Nome: Universidade Federal de São João del rei CNPJ:

Leia mais

O SECRETÁRIO DE ESTADO DE MEIO AMBIENTE, DO PLANEJAMENTO, DA CIÊNCIA E DA TECNOLOGIA SEMAC, no uso de suas atribuições legais e

O SECRETÁRIO DE ESTADO DE MEIO AMBIENTE, DO PLANEJAMENTO, DA CIÊNCIA E DA TECNOLOGIA SEMAC, no uso de suas atribuições legais e RESOLUÇÃO SEMAC N 12 DE 17 DE JULHO DE 2014. Aprova a Norma Técnica para Georreferenciamento de Áreas de Interesse Ambiental e de atividades sujeitas ao Licenciamento e Regularização Ambiental no IMASUL,

Leia mais

Configurando o estilo de Camada (Layer) no AutoCAD 2007

Configurando o estilo de Camada (Layer) no AutoCAD 2007 Configurando o estilo de Camada (Layer) no AutoCAD 2007 1 - Inicialmente, na Barra de Camadas clique no ícone (Gerenciador de Propriedades da Camada), para configurar o estilo de camada: 2 - Na caixa de

Leia mais

Aula 3 - Registro de Imagem

Aula 3 - Registro de Imagem Aula 3 - Registro de Imagem 1. Registro de Imagens Registro é uma transformação geométrica que relaciona coordenadas da imagem (linha e coluna) com coordenadas geográficas (latitude e longitude) de um

Leia mais

TOPOGRAFIA MEDIDAS E REFERÊNCIAS: FORMA DA TERRA

TOPOGRAFIA MEDIDAS E REFERÊNCIAS: FORMA DA TERRA TOPOGRAFIA MEDIDAS E REFERÊNCIAS: FORMA DA TERRA Prof. Dr. Daniel Caetano 2013-2 Objetivos Conhecer as formas de representar a Terra Conhecer os erros envolvidos Conhecer algumas das referências usadas

Leia mais

Módulo de Georreferenciamento. Sistema. Página 1/75

Módulo de Georreferenciamento. Sistema. Página 1/75 Módulo de Georreferenciamento Sistema Página 1/75 Para iniciar o Módulo de Georreferenciamento acesse, no AutoCAD a partir do Menu flutuante >Posição >Georreferenciamento >Módulo de Georreferenciamento.

Leia mais

CARTOGRAFIA. Sistemas de Coordenadas. Prof. Luiz Rotta

CARTOGRAFIA. Sistemas de Coordenadas. Prof. Luiz Rotta CARTOGRAFIA Sistemas de Coordenadas Prof. Luiz Rotta SISTEMA DE COORDENADAS Por que os sistemas de coordenadas são necessários? Para expressar a posição de pontos sobre uma superfície É com base em sistemas

Leia mais

NOTA TÉCNICA. Sistema Geodésico de Referência: Figura geométrica da superfície terrestre: Época de referência das coordenadas:

NOTA TÉCNICA. Sistema Geodésico de Referência: Figura geométrica da superfície terrestre: Época de referência das coordenadas: NOTA TÉCNICA TÉRMINO DO PERÍODO DE TRANSIÇÃO PARA ADOÇÃO NO BRASIL DO SISTEMA DE REFERÊNCIA GEOCÊNTRICO PARA AS AMÉRICAS (SIRGAS), EM SUA REALIZAÇÃO DE 2,4 (SIRGAS2) A definição, implantação e manutenção

Leia mais

Atenção ainda não conecte a interface em seu computador, o software megadmx deve ser instalado antes, leia o capítulo 2.

Atenção ainda não conecte a interface em seu computador, o software megadmx deve ser instalado antes, leia o capítulo 2. Atenção ainda não conecte a interface em seu computador, o software megadmx deve ser instalado antes, leia o capítulo 2. Interface megadmx SA Firmware versão 1, 2 e 3 / software megadmx 2.000 (Windows/MAC

Leia mais

TOPOGRAFIA MEDIDAS E REFERÊNCIAS: FORMA DA TERRA

TOPOGRAFIA MEDIDAS E REFERÊNCIAS: FORMA DA TERRA TOPOGRAFIA MEDIDAS E REFERÊNCIAS: FORMA DA TERRA Prof. Dr. Daniel Caetano 2014-1 Objetivos Conhecer as formas de representar a Terra Conhecer os erros envolvidos Conhecer algumas das referências usadas

Leia mais

Sistema GNSS. (Global Navigation Satellite System)

Sistema GNSS. (Global Navigation Satellite System) Sistema GNSS (Global Navigation Satellite System) POSICIONAR UM OBJETO NADA MAIS É DO QUE LHE ATRIBUIR COORDENADAS O Sol, os planetas e as estrelas foram excelentes fontes de orientação, por muito tempo.

Leia mais

Georreferenciamento de arquivos Raster em ArcGIS

Georreferenciamento de arquivos Raster em ArcGIS UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE CARTOGRAFIA Laboratório de Geoprocessamento Georreferenciamento de arquivos Raster em ArcGIS Grazielle Anjos Carvalho Paulo

Leia mais

Configurando as opções de gravação de seu GPS

Configurando as opções de gravação de seu GPS Registrando e Baixando seu voo do GPS Existem diversas maneiras de registrar e baixar seu vôo do GPS. Como exemplo, abordaremos configuração mais usual, mas que serve de exemplo para as demais configurações:

Leia mais

O que são satélites? Existem 2 tipos de satélite, são os satélites naturais e satélites artificiais.

O que são satélites? Existem 2 tipos de satélite, são os satélites naturais e satélites artificiais. O que são satélites? Existem 2 tipos de satélite, são os satélites naturais e satélites artificiais. Satélites naturais são: a Lua que gravita em torno da Terra. Satélites artificiais são: dispositivos,

Leia mais