A quem nós atendemos? 3

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A quem nós atendemos? 3"

Transcrição

1 Fórum Alô, Brasil! Estimular e fortalecer a participação social nas telecomunicações Belo Horizonte, 24 de maio de 2011 Tony Hornes

2 Quem somos? 2 Sindicato que representa todas empresas que operam no país, nas seguintes atividades de interesse coletivo: Serviços de telefonia fixa Serviços de telefonia móvel São 83 empresas representadas e 17 empresas associadas

3 A quem nós atendemos? milhões de clientes Telefonia fixa Telefonia móvel Internet TVpor assinatura 27novas ativações de banda larga por minuto em 2010

4 4 Como evoluíram os serviços? Milhões Em 2010, o número de celulares ultrapassou o número de habitantes Os serviços de telecomunicações cresceram 797% pós-privatização Quantidade de Assinantes 13, ,9 Banda Larga TVA Celulares 50 7,4 Fixos 0

5 5 Benefício ao usuário: competição na Telefonia Móvel O Brasil é um dos países com maior competição na telefonia móvel A participação de mercado entre os competidores é a mais equilibrada 80% 70% 60% 50% 40% 30% 20% 10% 0% 30% 26% 25% 19% Market Share dos Principais Prestadoras de Telefonia Celular no Mundo Brasil Índia Alemanha Austrália EUA França Japão China A B C D Fonte: Teleco e Sites das operadoras internacionais

6 Dimensão do setor 6 Investimosmais de R$ 220 bilhões desde a privatização Geramos mais de 430 mil empregos diretos Recolhemos cerca de R$ 40 bilhões por ano em impostos Arrecadamos mais de R$ 42 bilhõespara os fundos setoriais

7 Empregos gerados: foco no atendimento 7 Em 10 anos, os empregos diretos gerados pelo setor mais que dobrou O maior crescimento ocorreu nas empresas de call center Milhares Empregados no Setor de Telecomunicações Fonte: Teleco Call Center de prestadoras Serviços Implantação Indústria

8 8 Carga Tributária, quanto custa para o cidadão? Onera o cidadão em mais de 40% É a segunda maior carga tributária do mundo % de Tributos na Telefonia 39,7% 41,5% 39,9% 41,4% 40,6% 41,8% Exemplo*: Valor da conta = R$ 144,19 Valor do imposto = R$ 44,19 31,8% 32,7% 32,2% 34,6% 36,0% As empresas não pagam esses impostos Incidem diretamente sobre o cidadão Fonte: Teleco e Telebrasil. *Considerando ICMS de 30%, PIS e Cofins de 3,85%

9 9 Investimentos: tecnologia a disposição do País O Setor de Telecomunicações investiu mais de R$ 220 bilhões desde ,3 Investimentos 4,3 24,2 R$ Bilhões 18,9 Total de 15,9 16,8 17,4 14,5 15,2 investimentos 12,3 12,2 13,1 13,8 Equivalente a 10,3 10,1 10 vezes o que 7,4 7,6 será investido em Belo Monte Fonte: Teleco

10 Infraestrutura a serviço do cidadão mil localidades atendidas com telefonia fixa municípios com cobertura de banda larga móvel(3g) mais de 200 mil km de fibras ópticas que suportam serviços essenciais para o País

11 11 Os avanços do país no mundo digital foram significativos 5º país do mundo em usuários de internet 57 mil escolas públicas conectadas à internetde alta velocidade 100% da população votando em urnas eletrônicas e resultado depois de 1 hora 220 mil computadores de mão utilizados no Censo 2010

12 12 Muito já foi feito, mas ainda há muito o que fazer Reclamações na Anatel por 1000 Acessos em Serviço 1,08 1,04 Telefonia Fixa - Local 1,07 Índice de reclamações na Anatel foi reduzido em 8,4%. 1 0,96 0,98 Enquanto a quantidade de acessos cresceu 1,10% no mesmo período. 0,92 Fonte: Anatel Ano

13 13 Muito já foi feito, mas ainda há muito o que fazer Reclamações na Anatel por 1000 Acessos em Serviço 0,36 0,35 0,35 Telefonia Móvel Índice de reclamações na Anatel foi reduzido em 6%. 0,34 0,33 0,32 0,33 Enquanto a quantidade de acessos cresceu 16,6% no mesmo período. 0,31 Fonte: Anatel Ano

14 14 Muito já foi feito, mas ainda há muito o que fazer Aprimorar continuamente a qualidade dos serviços Melhoriaconstante nos processos das empresas Atuação articulada com os organismos de defesa do consumidor e com a Agência

15 15 Muito já foi feito, mas ainda há muito o que fazer Construção de ambiente legal e regulatório aderente às necessidades do consumidor e atento ao desenvolvimento econômico-social Reduçãoda carga tributária

16 16 Pontos para a reflexão Complexidadee variedade Base

17 Fórum Alô, Brasil! Estimular e fortalecer a participação social nas telecomunicações Belo Horizonte, 24 de maio de 2011 Tony Hornes

BANDA LARGA FIXA NO BRASIL CARLOS DUPRAT BRASÍLIA, 8 DE JUNHO DE 2016 AUDIÊNCIA PÚBLICA NA CÂMARA DOS DEPUTADOS

BANDA LARGA FIXA NO BRASIL CARLOS DUPRAT BRASÍLIA, 8 DE JUNHO DE 2016 AUDIÊNCIA PÚBLICA NA CÂMARA DOS DEPUTADOS BANDA LARGA FIXA NO BRASIL AUDIÊNCIA PÚBLICA NA CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE FISCALIZAÇÃO FINANCEIRA E CONTROLE COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA CARLOS DUPRAT BRASÍLIA, 8

Leia mais

BANDA LARGA FIXA NO BRASIL CARLOS DUPRAT BRASÍLIA, 03 DE MAIO DE 2016 SENADO FEDERAL

BANDA LARGA FIXA NO BRASIL CARLOS DUPRAT BRASÍLIA, 03 DE MAIO DE 2016 SENADO FEDERAL BANDA LARGA FIXA NO BRASIL COMISSÃO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE, DEFESA DO CONSUMIDOR E FISCALIZAÇÃO E CONTROLE SENADO FEDERAL CARLOS DUPRAT BRASÍLIA,

Leia mais

Senado Federal Comissão de Ciência e Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática. Audiência Pública Plano Nacional de Banda Larga

Senado Federal Comissão de Ciência e Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática. Audiência Pública Plano Nacional de Banda Larga Senado Federal Comissão de Ciência e Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática Audiência Pública Plano Nacional de Banda Larga Eduardo Levy Diretor Executivo do SindiTELEBRASIL Brasília, 26 de maio

Leia mais

TELECOMUNICAÇÕES DO BRASIL EDUARDO LEVY BRASÍLIA, 15 DE JULHO DE 2015

TELECOMUNICAÇÕES DO BRASIL EDUARDO LEVY BRASÍLIA, 15 DE JULHO DE 2015 TELECOMUNICAÇÕES DO BRASIL AUDIÊNCIA PÚBLICA NA COMISSÃO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA DO SENADO FEDERAL EDUARDO LEVY BRASÍLIA, 15 DE JULHO DE 2015 R$ 31 bilhões de investimentos

Leia mais

BANDA LARGA FIXA NO BRASIL

BANDA LARGA FIXA NO BRASIL BANDA LARGA FIXA NO BRASIL AUDIÊNCIA PÚBLICA NA CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA CARLOS DUPRAT BRASÍLIA, 14 DE JUNHO DE 2016 1. Mercado 2. Mundo 3. Infraestrutura

Leia mais

Ministério das Comunicações 2015

Ministério das Comunicações 2015 Ministério das Comunicações 2015 _dados setoriais TELEFONIA Mais de 320 milhões de acessos! Número de acessos (em milhões) 350 300 250 200 150 100 50 0 261,8 271,1 280,7 282,4 242,2 202,9 174 150,6 121

Leia mais

Ministério das Comunicações

Ministério das Comunicações Ministério das Comunicações Acessos dez/2010 a abr/2014 Internet móvel (3G+4G) 474% Cidades com cobertura 3G de 824 para 3.395 312% 2 Crescimento da banda larga móvel por região Período: dez/2010 a abr/2014

Leia mais

Fórum Alô, Brasil! Estimular e fortalecer a participação social nas telecomunicações. Brasília, 26 de abril de 2011 Ana Beatriz Souza

Fórum Alô, Brasil! Estimular e fortalecer a participação social nas telecomunicações. Brasília, 26 de abril de 2011 Ana Beatriz Souza Fórum Alô, Brasil! Estimular e fortalecer a participação social nas telecomunicações Brasília, 26 de abril de 2011 Ana Beatriz Souza Quem somos? 2 Sindicato que representa todas empresas que operam no

Leia mais

PARECER Nº, DE 2014. RELATOR: Senador LINDBERGH FARIAS

PARECER Nº, DE 2014. RELATOR: Senador LINDBERGH FARIAS PARECER Nº, DE 2014 Da COMISSÃO DE ASSUNTOS ECONÔMICOS, sobre o Projeto de Resolução do Senado nº 15, de 2014, da Senadora Gleisi Hoffmann, que estabelece alíquotas máximas do Imposto sobre Operações Relativas

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA CFFC / CINDRA 29/05/2013. Rio de Janeiro Maio 2013

AUDIÊNCIA PÚBLICA CFFC / CINDRA 29/05/2013. Rio de Janeiro Maio 2013 AUDIÊNCIA PÚBLICA CFFC / CINDRA 29/05/2013 Rio de Janeiro Maio 2013 A Oi TEM PAPEL FUNDAMENTAL PARA O DESENVOLVIMENTO DO PAÍS, INVESTINDO, GERANDO IMPOSTOS E EMPREGOS E DISTRIBUINDO SEUS RESULTADOS R$

Leia mais

REDES E SERVIÇOS CONVERGENTES PARA O BRASIL DIGITAL

REDES E SERVIÇOS CONVERGENTES PARA O BRASIL DIGITAL REDES E SERVIÇOS CONVERGENTES PARA O BRASIL DIGITAL 51º. Painel Telebrasil Ricardo Knoepfelmacher Brasil Telecom Junho /2007 0 REDES E SERVIÇOS CONVERGENTES Os limites e diferenças atualmente existentes

Leia mais

Telefonia Móvel. Audiência Pública da Comissão de Defesa do Consumidor Requerimentos 03/2011 e 05/2011 24 de março de 2011

Telefonia Móvel. Audiência Pública da Comissão de Defesa do Consumidor Requerimentos 03/2011 e 05/2011 24 de março de 2011 Telefonia Móvel Audiência Pública da Comissão de Defesa do Consumidor Requerimentos 03/2011 e 05/2011 24 de março de 2011 Sumário Base de clientes Investimentos Empregos gerados Competição Preço dos serviços

Leia mais

Mapa de Conectividade

Mapa de Conectividade Mapa de Conectividade BRASSCOM Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação 1 Cenário Brasil Banda Larga Móvel e Fixa Em julho de 2013, o número de acessos em banda larga

Leia mais

SETOR DE TELECOMUNICAÇÕES

SETOR DE TELECOMUNICAÇÕES SETOR DE TELECOMUNICAÇÕES NO BRASIL COMISSÃO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA SENADO FEDERAL EDUARDO LEVY BRASÍLIA, 04 DE NOVEMBRO DE 2014 crescimento do setor de telecomunicações

Leia mais

BRASIL PAÍS DE GRANDES OPORTUNIDADES

BRASIL PAÍS DE GRANDES OPORTUNIDADES A Federação Brasileira de Telecomunicações, constituída em 2005, é uma entidade sindical patronal de segundo grau, que tem objetivo de defender os interesses das categorias econômicas das empresas prestadoras

Leia mais

TELECOMUNICAÇÕES DO BRASIL

TELECOMUNICAÇÕES DO BRASIL TELECOMUNICAÇÕES DO BRASIL EVENTO MOBILIZAÇÃO EMPRESARIAL: PIS COFINS SIMPLIFICAÇÃO OU AUMENTO? EDUARDO LEVY CURITIBA, 23 DE NOVEMBRO DE 2015 Números do Setor de Telecomunicações 275 milhões de celulares

Leia mais

Algar Telecom. Abril de 2013

Algar Telecom. Abril de 2013 Algar Telecom Abril de 2013 Algar Telecom Portfólio diversificado e complementar. Soluções em Telecom e Tecnologia de Processos de negócios Foco na qualidade de atendimento e relacionamento com seus clientes.

Leia mais

Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática CCTCI Câmara dos Deputados. Plano Nacional de Banda Larga

Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática CCTCI Câmara dos Deputados. Plano Nacional de Banda Larga Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática CCTCI Câmara dos Deputados Plano Nacional de Banda Larga Brasília, 30 de março de 2010 ABRAFIX Associaçã ção o Brasileira de Concessionárias

Leia mais

Audiência Pública Câmara dos Deputados. Elisa Leonel Superintendente de Relações com Consumidores

Audiência Pública Câmara dos Deputados. Elisa Leonel Superintendente de Relações com Consumidores Audiência Pública Câmara dos Deputados Elisa Leonel Superintendente de Relações com Consumidores Mais celulares do que gente: 257 milhões de acessos em serviço 24% dos entrevistados já acordam com o celular

Leia mais

Ministério das Comunicações

Ministério das Comunicações Audiência Pública CCTCI/Câmara dos Deputados PROJETOS E AÇÕES DO MINISTÉRIO PARA O ANO DE 2013 Paulo Bernardo Silva Ministro de Estado das Comunicações Brasília, 24 de abril de 2013 Dados setoriais 2 O

Leia mais

Comissão Especial - LGT Gerson Sebastião de Souza Dir. de Relacionamento com o Mercado

Comissão Especial - LGT Gerson Sebastião de Souza Dir. de Relacionamento com o Mercado Comissão Especial - LGT Gerson Sebastião de Souza Dir. de Relacionamento com o Mercado Quem somos? Empresa de Telecomunicações com mais de 60 anos de existência com mais de 3,5 mil associados (colaboradores)

Leia mais

UM PLANO NACIONAL PARA BANDA LARGA. O BRASIL EM ALTA VELOCIDADE.

UM PLANO NACIONAL PARA BANDA LARGA. O BRASIL EM ALTA VELOCIDADE. UM PLANO NACIONAL PARA BANDA LARGA. O BRASIL EM ALTA VELOCIDADE. NOSSO DESAFIO EM NÚMEROS ACESSOS EM 2009 MILHÕES DE ACESSOS ACESSOS EM 2014 MILHÕES DE ACESSOS INVESTIMENTOS NO PNBL (2010 2014) APORTE

Leia mais

PORQUE A VOLTA DA TELEBRÁS É UMA BOA NOTÍCIA

PORQUE A VOLTA DA TELEBRÁS É UMA BOA NOTÍCIA ESTUDO PORQUE A VOLTA DA TELEBRÁS É UMA BOA NOTÍCIA Vilson Vedana Consultor Legislativo da Área XIV Comunicação Social, Informática, Telecomunicações, Sistema Postal, Ciência e Tecnologia ESTUDO DEZEMBRO/2007

Leia mais

Resultados 2T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Julho de 2014.

Resultados 2T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Julho de 2014. Resultados _ Julho de 2014. Destaques do DESTAQUES OPERACIONAL FINANCEIRO Crescente market share de pós-pago contribuindo para uma maior adoção de dados e crescimento do ARPU. Crescimento de Acessos Pós-Pagos

Leia mais

O Desempenho Comparado das Telecomunicações do Brasil Preços dos Serviços de Telecomunicações Utilização de Banda Larga Fixa

O Desempenho Comparado das Telecomunicações do Brasil Preços dos Serviços de Telecomunicações Utilização de Banda Larga Fixa O Desempenho Comparado das Telecomunicações do Brasil Preços dos Serviços de Telecomunicações Utilização de Banda Larga Fixa Documento preparado por solicitação da TELEBRASIL & FEBRATEL São Paulo, Outubro

Leia mais

Eduardo Levy. Entrevista com. SindiTelebrasil

Eduardo Levy. Entrevista com. SindiTelebrasil Entrevista com Eduardo Levy SindiTelebrasil por Olívia Bandeira 1 Eduardo Levy é diretor executivo do Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil),

Leia mais

OS NOVOS RUMOS DAS TELECOMUNICAÇÕES

OS NOVOS RUMOS DAS TELECOMUNICAÇÕES OS NOVOS RUMOS DAS TELECOMUNICAÇÕES Rosa Costa Jornada de Direito Empresarial, Silveira Clemente & Rojas Advogados Associados 05/10/2007 - FIRJAN MARCO REGULATÓRIO DE TELECOMUNICAÇÕES Após uma década do

Leia mais

JARBAS JOSÉ VALENTE. Conselheiro da Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

JARBAS JOSÉ VALENTE. Conselheiro da Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL JARBAS JOSÉ VALENTE Conselheiro da Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL Outubro/2013 Modelo Regulatório Princípios Legais QUANTO AO REGIME DA PRESTAÇÃO DO SERVIÇO: REGIME PÚBLICO: CONCESSÃO COM

Leia mais

Keynote speech by Senator Walter Pinheiro

Keynote speech by Senator Walter Pinheiro II LATIN AMERICAN PUBLIC POLICY FORUM ON INTERNET, E- COMMERCE AND MOBILE TECHNOLOGIES Economic, Social and Cultural Impact on Latin America's Development Keynote speech by Senator Walter Pinheiro Discussion

Leia mais

www.telemar.com.br/ri Maio - 2004

www.telemar.com.br/ri Maio - 2004 Apresentação Corporativa Maio - 2004 Apresentação Telemar - Agenda 1. Destaques 2003/2004 1 2. Estratégia de Crescimento 3 3. Revisão do Resultado Operacional 12 4. Resultados Financeiros 20 1 Destaques

Leia mais

Desafios e oportunidades do setor de telecomunicações no Brasil

Desafios e oportunidades do setor de telecomunicações no Brasil Desafios e oportunidades do setor de telecomunicações no Brasil Metodologia de pesquisa Diagnóstico Contexto histórico Transversalidade Panorama brasileiro Marcos legais e regulatórios Gargalos Interfaces

Leia mais

RESUMO EXECUTIVO DA MESA REDONDA DE TELECOMUNICAÇÕES DO I FÓRUM NACIONAL DE INFRAESTRUTURA DA COMISSÃO DE SERVIÇOS DE INFRAESTRUTURA DO SENADO FEDERAL

RESUMO EXECUTIVO DA MESA REDONDA DE TELECOMUNICAÇÕES DO I FÓRUM NACIONAL DE INFRAESTRUTURA DA COMISSÃO DE SERVIÇOS DE INFRAESTRUTURA DO SENADO FEDERAL RESUMO EXECUTIVO DA MESA REDONDA DE TELECOMUNICAÇÕES DO I FÓRUM NACIONAL DE INFRAESTRUTURA DA COMISSÃO DE SERVIÇOS DE INFRAESTRUTURA DO SENADO FEDERAL SUMÁRIO EXECUTIVO As soluções apontadas durante o

Leia mais

O Mercado de Telecomunicações no Brasil

O Mercado de Telecomunicações no Brasil O Mercado de Telecomunicações no Brasil Desafios para manter a trajetória virtuosa de investimentos 22 de maio de 2013 Contexto Macroeconômico O Setor de Telecomunicações Demanda Oferta Ambiente de Negócios

Leia mais

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. Resultados do 4T07

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. Resultados do 4T07 NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. Resultados do 4T07 Destaques 2 Lançamento do NET Digital HD, que combina as funções de gravador e conversor de alta definição; Aquisição da BIGTV traz 12 importantes cidades

Leia mais

Programa Nacional de Banda Larga 18 meses depois

Programa Nacional de Banda Larga 18 meses depois Programa Nacional de Banda Larga 18 meses depois Caio Bonilha Telebras 1 Câmara dos Deputados, 06/12/2011 Mercado de Banda Larga no Brasil Conexões Banda Larga por região 9% 2% 17% 63% 9% Norte Nordeste

Leia mais

36º Encontro Tele.Síntese

36º Encontro Tele.Síntese 36º Encontro Tele.Síntese Evolução tecnológica - terminais 1998 Em poucos anos a evolução dos terminais móveis é surpreendente 2013 2 Evolução tecnológica - uso FALAR CONECTAR COMPARTILHAR VIVER Tecnologia

Leia mais

Câmara dos Deputados Consultoria Legislativa Área XIV TELEBRASIL 2006. TeleComunicações para a Inclusão Social

Câmara dos Deputados Consultoria Legislativa Área XIV TELEBRASIL 2006. TeleComunicações para a Inclusão Social TELEBRASIL 2006 TeleComunicações para a Inclusão Social 1 A Universalização dos serviços de telecomunicações Vilson Vedana Consultor Legislativo da Câmara dos Deputados 2 Universalizar o quê? O telefone

Leia mais

Programa Nacional de Banda Larga

Programa Nacional de Banda Larga Programa Nacional de Banda Larga Metas e eixos de ação Comissão de Ciência e Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática Senado Federal Brasília, 31 de agosto de 2011 Dados de acesso à Internet em

Leia mais

SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES AUDIÊNCIA PÚBLICA SENADO FEDERAL EDUARDO LEVY BRASÍLIA, 24 DE SETEMBRO DE 2013

SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES AUDIÊNCIA PÚBLICA SENADO FEDERAL EDUARDO LEVY BRASÍLIA, 24 DE SETEMBRO DE 2013 SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES AUDIÊNCIA PÚBLICA SENADO FEDERAL EDUARDO LEVY BRASÍLIA, 24 DE SETEMBRO DE 2013 o Marco Civil da Internet deve preservar a privacidade do cidadão brasileiro hoje, os provedores

Leia mais

Destaques do trimestre

Destaques do trimestre Resultados 3T12 Destaques do trimestre 1 Empresa integrada é líder no índice de satisfação do cliente 2 Líder indiscutível nos segmentos de maior receita com foco na geração de valor 3 Melhora sequencial

Leia mais

I Fórum Lusófono de Comunicações. Abril. 2010

I Fórum Lusófono de Comunicações. Abril. 2010 I Fórum Lusófono de Comunicações Abril. 2010 Evolução do Setor de Telecomunicações no Brasil Pré-Privatização Monopólio estatal Poucos investimentos Baixa qualidade dos serviços 98 Grande demanda reprimida

Leia mais

Audiência Pública Câmara dos Deputados Comissão de Educação. Novembro de 2015

Audiência Pública Câmara dos Deputados Comissão de Educação. Novembro de 2015 Audiência Pública Câmara dos Deputados Comissão de Educação Novembro de 2015 acesso móvel TV por assinatura telefone fixo banda larga fixa Panorama Setorial - Tradicional 44,1 milhões de assinantes 25,2

Leia mais

Questões Estruturantes para as Telecomunicações

Questões Estruturantes para as Telecomunicações ABDI Questões Estruturantes para as Telecomunicações Camilla Tápias Diretora de Assuntos Jurídico-Regulatórios Agenda 01 02 Cenário atual das telecomunicações Questões estruturantes 03 Conclusão 2 01 Cenário

Leia mais

As Tendências e os Desafios dos Negócios no Mundo Conectado

As Tendências e os Desafios dos Negócios no Mundo Conectado As Tendências e os Desafios dos Negócios no Mundo Conectado Por que devemos PIB de mais de U$2tri acreditar no Brasil? População de mais de 200 mi habitantes 8,5mi de Km 2 área A área do país é equivalente

Leia mais

Folha de S. Paulo. O Estado de S. Paulo. Teles ampliam em 16% base de clientes em 2011. Banda larga popular não sai do papel

Folha de S. Paulo. O Estado de S. Paulo. Teles ampliam em 16% base de clientes em 2011. Banda larga popular não sai do papel Folha de S. Paulo Teles ampliam em 16% base de clientes em 2011 As empresas de telecomunicações no Brasil deverão fechar 2011 com sua base de clientes ampliada em 16% em relação a 2010, segundo a SindiTelebrasil

Leia mais

Infra-estrutura para inovação e desenvolvimento

Infra-estrutura para inovação e desenvolvimento Infra-estrutura para inovação e desenvolvimento Painel: Telecomunicações, acessibilidade, TICs e inovação As telecomunicações constituem um setor de infra-estrutura de importante impacto no crescimento

Leia mais

Subcomissão Temporária da Regulamentação dos Marcos Regulatórios

Subcomissão Temporária da Regulamentação dos Marcos Regulatórios Subcomissão Temporária da Regulamentação dos Marcos Regulatórios Audiência Pública Alexandre Annenberg 21/maio/2007 Os marcos regulatórios vigentes para a oferta de serviços de TV por Assinatura são baseados

Leia mais

Promovendo o Futuro do Brasil Conectado

Promovendo o Futuro do Brasil Conectado Promovendo o Futuro do Brasil Conectado Tá na Mesa - Federasul Porto Alegre, 26 de maio de 2010 SUMÁRIO 1 -Telecomunicações e o desenvolvimento 2 - Expansão dos serviços 3 - Parcerias em política pública

Leia mais

Empresa de Distribuição de Energia Vale Paranapanema S/A Resultados do 3º trimestre de 2015

Empresa de Distribuição de Energia Vale Paranapanema S/A Resultados do 3º trimestre de 2015 Resultados do 3º trimestre de 2015 São Paulo, 13 de novembro de 2015 A Administração da Empresa de Distribuição de Energia do Vale Paranapanema ( EDEVP ou Companhia ) apresenta os resultados do terceiro

Leia mais

Telefonia Móvel. Audiência Pública da Comissão de Defesa do Consumidor Requerimentos 03/2011 e 05/ de março de 2011

Telefonia Móvel. Audiência Pública da Comissão de Defesa do Consumidor Requerimentos 03/2011 e 05/ de março de 2011 Telefonia Móvel Audiência Pública da Comissão de Defesa do Consumidor Requerimentos 03/2011 e 05/2011 24 de março de 2011 Sumário Base de clientes Investimentos Empregos gerados Competição Preço dos serviços

Leia mais

PESQUISA: QUALIDADE DA REDE TELEFÔNICA E COBERTURA 3G. Polyanna Carlos da Silva

PESQUISA: QUALIDADE DA REDE TELEFÔNICA E COBERTURA 3G. Polyanna Carlos da Silva PESQUISA: QUALIDADE DA REDE TELEFÔNICA E COBERTURA 3G Polyanna Carlos da Silva PESQUISA - METODOLOGIA Período: 04 de março e 25 de abril de 2013 Trajeto: 5 mil quilômetros de vias urbanas e estradas, passando

Leia mais

5. Empresa em Estudo Oi

5. Empresa em Estudo Oi 80 5. Empresa em Estudo Oi Este capítulo retrata a Oi, primeira empresa a oferecer a tecnologia GSM no Brasil, a sua origem, os serviços oferecidos, o lançamento e a escolha da marca. 5.1. A Empresa Holding

Leia mais

Avaliação do Marco Regulatório da TV por Assinatura: A Lei nº 12.485/2011 na ANCINE. Rosana dos Santos Alcântara Diretora

Avaliação do Marco Regulatório da TV por Assinatura: A Lei nº 12.485/2011 na ANCINE. Rosana dos Santos Alcântara Diretora Avaliação do Marco Regulatório da TV por Assinatura: A Lei nº 12.485/2011 na ANCINE. Rosana dos Santos Alcântara Diretora ABAR, Agosto de 2013 Agenda Contexto do mercado de TV por Assinatura Panorama econômico

Leia mais

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA COMISSÃO DE ASSUNTOS EUROPEUS. Parecer

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA COMISSÃO DE ASSUNTOS EUROPEUS. Parecer Parecer COM(2013)627 Proposta de REGULAMENTO DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO que estabelece medidas respeitantes ao mercado único europeu das comunicações eletrónicas e destinadas a criar um continente

Leia mais

Folha de S. Paulo Anatel terá de dar aval à importação de telefone celular

Folha de S. Paulo Anatel terá de dar aval à importação de telefone celular Folha de S. Paulo Anatel terá de dar aval à importação de telefone celular Toda importação de celulares terá de passar pelo crivo da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) antes de o produto ser

Leia mais

3 CONTEXTO DO ESTUDO DE CASO

3 CONTEXTO DO ESTUDO DE CASO 27 3 CONTEXTO DO ESTUDO DE CASO Este capítulo apresenta o setor de telecomunicações no Brasil e o mercado de banda larga residencial. 3.1 O setor de telecomunicações no Brasil O setor de telecomunicações

Leia mais

Anatel. Regulamentação e Licenciamento para Cidades Digitais. Porto Alegre Wireless 3º Encontro Nacional de Banda Larga para Municípios

Anatel. Regulamentação e Licenciamento para Cidades Digitais. Porto Alegre Wireless 3º Encontro Nacional de Banda Larga para Municípios Anatel Regulamentação e Licenciamento para Cidades Digitais Porto Alegre Wireless 3º Encontro Nacional de Banda Larga para Municípios Porto Alegre, 4 de junho de 2009. Eng. Mauricio Peroni Especialista

Leia mais

O papel das Concessionárias do. Sistema de Telefonia Fixa Comutada

O papel das Concessionárias do. Sistema de Telefonia Fixa Comutada O papel das Concessionárias do Sistema de Telefonia Fixa Comutada Ciclo de reuniões para a primeira revisão dos Contratos de Concessão assinados em 22.12.2005 ANATEL 13 de nov. 2007 Flávia Lefèvre Guimarães

Leia mais

Telebras Institucional

Telebras Institucional Telebras Institucional Ibirubá-RS, Setembro 2011 A Telebrás Quem somos A TELEBRAS é uma S/A de economia mista, vinculada ao Ministério das Comunicações, autorizada a usar e manter a infraestrutura e as

Leia mais

Comissão de Defesa do Consumidor Audiência Pública Brasília, 13 de novembro de 2013

Comissão de Defesa do Consumidor Audiência Pública Brasília, 13 de novembro de 2013 Comissão de Defesa do Consumidor Audiência Pública Brasília, 13 de novembro de 2013 Os Regimes de Prestação dos Serviços de Telecomunicações A Lei Geral de Telecomunicações (Lei nº 9.472/1996) estabelece

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2014

PROJETO DE LEI Nº, DE 2014 PROJETO DE LEI Nº, DE 2014 (Do Sr. Paulo Abi-Ackel e outros) Altera as Leis nº 9.472, de 16 de julho de 1997; nº 5.070, de 7 de julho de 1966; nº 11.652, de 7 de abril de 2008; e a Medida Provisória nº

Leia mais

1. O Contexto do SBTVD

1. O Contexto do SBTVD CT 020/06 Rio de Janeiro, 27 de janeiro de 2006 Excelentíssimo Senhor Ministro Hélio Costa MD Ministro de Estado das Comunicações Referência: Considerações sobre o Sistema Brasileiro de Televisão Digital

Leia mais

TELEFONIA MÓVEL AUDIÊNCIA PÚBLICA CCT E CMA SENADO FEDERAL EDUARDO LEVY BRASÍLIA, 8 DE AGOSTO DE 2012

TELEFONIA MÓVEL AUDIÊNCIA PÚBLICA CCT E CMA SENADO FEDERAL EDUARDO LEVY BRASÍLIA, 8 DE AGOSTO DE 2012 TELEFONIA MÓVEL AUDIÊNCIA PÚBLICA CCT E CMA SENADO FEDERAL EDUARDO LEVY BRASÍLIA, 8 DE AGOSTO DE 2012 Telefonia móvel jun/2012 256 milhões 1998 7,4 milhões 1 ativação por segundo em 2012 Fonte: Telebrasil

Leia mais

Robson Maia Lins Doutor e professor PUC/SP e IBET

Robson Maia Lins Doutor e professor PUC/SP e IBET O critério espacial e a sujeição ativa do ICMS nos serviços de telecomunicação Robson Maia Lins Doutor e professor PUC/SP e IBET A controvérsia O ICMS incidente sobre o serviço de telecomunicação de TV

Leia mais

ABINEE TEC 2007. Igor Vilas Boas de Freitas Diretor do Departamento de Indústria, Ciência e Tecnologia Ministério das Comunicações

ABINEE TEC 2007. Igor Vilas Boas de Freitas Diretor do Departamento de Indústria, Ciência e Tecnologia Ministério das Comunicações ABINEE TEC 2007 Perpsectivas para a Indústria de Equipamentos e Componentes Convergências: Comunicação Imagem Informática, TV e Rádio Digitais: nicho de mercado Igor Vilas Boas de Freitas Diretor do Departamento

Leia mais

Telefonia e Acesso à Infraestrutura de Telecomunicações

Telefonia e Acesso à Infraestrutura de Telecomunicações Telefonia e Acesso à Infraestrutura de Telecomunicações Audiência Pública da Comissão Especial da LGT Câmara dos Deputados Marcio Patusco Clube de Engenharia Novembro de 2015 1 Termos de referência Convergência

Leia mais

Revisão dos Contratos de Concessão. O PGMU. Desafio do Backhaul 390 Encontro Tele.Síntese

Revisão dos Contratos de Concessão. O PGMU. Desafio do Backhaul 390 Encontro Tele.Síntese Revisão dos Contratos de Concessão. O PGMU. Desafio do Backhaul 390 Encontro Tele.Síntese Mario Dias Ripper F&R Consultores Brasília, 02 de setembro de 2014. PGMU III Geografia Características do Brasil

Leia mais

Entraves existentes ao desenvolvimento regional no Brasil: como vetor de desenvolvimento. Brasília, junho 2011

Entraves existentes ao desenvolvimento regional no Brasil: como vetor de desenvolvimento. Brasília, junho 2011 Entraves existentes ao desenvolvimento regional no Brasil: Inclusão digital i A Telebrás Tlbá como vetor de desenvolvimento. Brasília, junho 2011 O Desenvolvimento Desenvolvimento, em termos conceituais,

Leia mais

Desafios no acesso à internet móvel: penetração, qualidade e gestão do espectro

Desafios no acesso à internet móvel: penetração, qualidade e gestão do espectro Desafios no acesso à internet móvel: penetração, qualidade e gestão do espectro Miriam Wimmer Diretora do Departamento de Serviços e de Universalização de Telecomunicações Secretaria de Telecomunicações

Leia mais

PLANO ALTERNATIVO PA nº. 107 - Pacote de Minutos Locais Mensais V

PLANO ALTERNATIVO PA nº. 107 - Pacote de Minutos Locais Mensais V PLANO ALTERNATIVO PA nº. 107 - Pacote de Minutos Locais Mensais V A. Empresa Telecomunicações de São Paulo S.A. TELESP B. Nome do Plano Técnico: Planos de Minutos Locais Mensais V Comercial: em definição

Leia mais

Política Industrial em Telecomunicações

Política Industrial em Telecomunicações Ministério das Comunicações Política Industrial em Telecomunicações Maximiliano Martinhão Secretário de Telecomunicações Ministério das Comunicações Brasília Maio/2013 Antecedentes Históricos 1997: Abertura

Leia mais

Programa Nacional de Banda Larga: desenvolvimento e próximos passos

Programa Nacional de Banda Larga: desenvolvimento e próximos passos Seminário Banda Larga no Brasil e os direitos dos consumidores Programa Nacional de Banda Larga: desenvolvimento e próximos passos Maximiliano Martinhão Secretário de Telecomunicações Brasília, maio de

Leia mais

Programa Nacional de Banda Larga: principais ações e resultados Brasília, novembro de 2014

Programa Nacional de Banda Larga: principais ações e resultados Brasília, novembro de 2014 Programa Nacional de Banda Larga: principais ações e resultados Brasília, novembro de 2014 Meta do PNBL Se pacote PNBL de 1 Mbps for ofertado por R$ 15 em todos os municípios Se pacote PNBL de 1 Mbps for

Leia mais

Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado Federal. JOÃO REZENDE Presidente da Anatel Anatel

Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado Federal. JOÃO REZENDE Presidente da Anatel Anatel Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado Federal JOÃO REZENDE Presidente da Anatel Anatel Brasília/DF Maio/2013 15 anos de LGT Em 1997, na corrida pelo usuário, a

Leia mais

Regime Legal de Prestação de Serviços de Telecomunicações: Concessões x Autorizações

Regime Legal de Prestação de Serviços de Telecomunicações: Concessões x Autorizações Regime Legal de Prestação de Serviços de Telecomunicações: Concessões x Autorizações Reunião da Comissão Especial do PL nº 6.789, de 2013 e apensados Igor Vilas Boas de Freitas Conselheiro da ANATEL 1º

Leia mais

A Convergência do Ponto de Vista Regulatório

A Convergência do Ponto de Vista Regulatório A Convergência do Ponto de Vista Regulatório 48 0 Painel da Telebrasil Ilha de Comandatuba, 1 a 4 de julho de 2004 José Leite Pereira Filho Conselheiro 1 Conteúdo Conceituação da Convergência Questões

Leia mais

Painel III - Alternativas para Universalização da Banda Larga

Painel III - Alternativas para Universalização da Banda Larga Painel III - Alternativas para Universalização da Banda Larga Secretaria de Telecomunicações Roberto Pinto Martins 29-09-2009 i Banda Larga no Cenário Internacional Contexto da Banda Larga Banda Larga

Leia mais

Excelentíssimo Senhor Presidente da Câmara dos Deputados Federais Marco Maia

Excelentíssimo Senhor Presidente da Câmara dos Deputados Federais Marco Maia Excelentíssimo Senhor Presidente da Câmara dos Deputados Federais Marco Maia Proposição n RCP 0013/12 As entidades signatárias, reunidas na Campanha Banda Larga é um direito seu!, instituída desde fevereiro

Leia mais

FATO RELEVANTE. Fernando Nobert. ON: 51,6% PN: 0,0% Total: 17,2% ON: 52,6% PN: 0,0% Total: 26,7% VIVAX S.A.

FATO RELEVANTE. Fernando Nobert. ON: 51,6% PN: 0,0% Total: 17,2% ON: 52,6% PN: 0,0% Total: 26,7% VIVAX S.A. Net Serviços de Comunicação S.A. CNPJ/MF nº 00.108.786/0001-65 NIRE nº 35.300.177.240 Companhia Aberta Rua Verbo Divino nº 1.356-1º andar, São Paulo-SP FATO RELEVANTE A Net Serviços de Comunicação S.A.

Leia mais

REVISÃO DO MODELO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES. Grupo de Trabalho criado pela Portaria nº 4.420, de 22 de setembro de 2015

REVISÃO DO MODELO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES. Grupo de Trabalho criado pela Portaria nº 4.420, de 22 de setembro de 2015 REVISÃO DO MODELO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES Grupo de Trabalho criado pela Portaria nº 4.420, de 22 de setembro de 2015 Contexto atual Redução da relevância da telefonia fixa Queda no

Leia mais

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO Oferta de Vivo Internet Fixa"

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO Oferta de Vivo Internet Fixa REGULAMENTO DA PROMOÇÃO Oferta de Vivo Internet Fixa" Esta Promoção é realizada pela Telefônica Brasil S.A, doravante denominada Vivo, nas seguintes condições: A promoção decorre de oferta conjunta de

Leia mais

FESTIVAL DE CENAS CURTAS DO GALPÃO CINE HORTO

FESTIVAL DE CENAS CURTAS DO GALPÃO CINE HORTO FESTIVAL DE CENAS CURTAS DO GALPÃO CINE HORTO :: MEUS 15 ANOS :: Ao longo dessas catorze edições, o Festival de Cenas Curtas permitiu-se renovar muitas vezes, estando sempre disposto a encarar mudanças

Leia mais

Conteúdo Audiovisual em tempos de Convergência Tecnológica

Conteúdo Audiovisual em tempos de Convergência Tecnológica Conteúdo Audiovisual em tempos de Convergência Tecnológica Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado Federal ABTA Alexandre Annenberg 23/08/2007 Os marcos regulatórios

Leia mais

O Mapa Estratégico da Indústria 2013-2022 I Seminário O Comércio Exterior e a Indústria Centro Internacional de Negócios (CIN) - PR 24 de outubro de

O Mapa Estratégico da Indústria 2013-2022 I Seminário O Comércio Exterior e a Indústria Centro Internacional de Negócios (CIN) - PR 24 de outubro de O Mapa Estratégico da Indústria 2013-2022 I Seminário O Comércio Exterior e a Indústria Centro Internacional de Negócios (CIN) - PR 24 de outubro de 2013 FIEP Curitiba, SP Roteiro 1 2 3 4 A CONSTRUÇÃO

Leia mais

Sessão de 16 de dezembro de 2015 RECURSO Nº - 61.641 ACÓRDÃO Nº 14.396 RECORRENTE CENTRO EDUCACIONAL NOSSA SENHORA AUXILIADORA

Sessão de 16 de dezembro de 2015 RECURSO Nº - 61.641 ACÓRDÃO Nº 14.396 RECORRENTE CENTRO EDUCACIONAL NOSSA SENHORA AUXILIADORA PUBLICAÇÃO DA DECISÃO DO ACÓRDÃO No D.O. 14 / 03 / 2016 Fls.: 08 SERVIÇO PÚBLICO ESTADUAL Rubrica: ID 42833175 Sessão de 16 de dezembro de 2015 SEGUNDA CÂMARA RECURSO Nº - 61.641 ACÓRDÃO Nº 14.396 INSCRIÇÃO

Leia mais

MARCELO BECHARA Maio de 2013

MARCELO BECHARA Maio de 2013 MARCELO BECHARA Maio de 2013 Contextualização HISTÓRICO DA INTERNET ORIGEM: Década de 60 Guerra Fria (EUA) conexão entre computadores de forma descentralizada. Após dois anos, expansão da rede com crescimento

Leia mais

Pesquisa sobre Provedores de Serviços Internet no Brasil. São Paulo, 30 de novembro de 2011

Pesquisa sobre Provedores de Serviços Internet no Brasil. São Paulo, 30 de novembro de 2011 Pesquisa TIC Provedores 2011 Coletiva de Imprensa Pesquisa sobre Provedores de Serviços Internet no Brasil São Paulo, 30 de novembro de 2011 CGI.br Comitê Gestor da Internet no Brasil NIC.br Núcleo de

Leia mais

O CGI.br tem entre suas atribuições coletar e disseminar informações sobre os serviços Internet. Esses dados e indicadores são fundamentais para:

O CGI.br tem entre suas atribuições coletar e disseminar informações sobre os serviços Internet. Esses dados e indicadores são fundamentais para: TIC DOMICÍLIOS 2008 Pesquisa sobre o Uso das Tecnologias da Informação e da Comunicação no Brasil A EVOLUÇÃO DA INTERNET NO BRASIL Março / 2009 NIC.BR Comitê Gestor da Internet no Brasil INTRODUÇÃO 1 Ministério

Leia mais

Argumentos de Vendas. Versão Maio/2016. Nossa melhor ligação é com você

Argumentos de Vendas. Versão Maio/2016. Nossa melhor ligação é com você Argumentos de Vendas Versão Maio/2016 Nossa melhor ligação é com você Algumas perguntas que podem ser feitas Você está satisfeito com sua operadora atual? Você é bem atendido quando liga na central de

Leia mais

PLC 116/10. Eduardo Levy

PLC 116/10. Eduardo Levy PLC 116/10 Senado Federal Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania Comissão de Assuntos Econômicos Comissão de Educação, Cultura

Leia mais

5 Plano Financeiro. Investimento total. investimentos fixos; capital de giro; investimentos pré-operacionais. 5.1 Estimativa dos investimentos fixos

5 Plano Financeiro. Investimento total. investimentos fixos; capital de giro; investimentos pré-operacionais. 5.1 Estimativa dos investimentos fixos 5 Plano Financeiro Investimento total Nessa etapa, você irá determinar o total de recursos a ser investido para que a empresa comece a funcionar. O investimento total é formado pelos: investimentos fixos;

Leia mais

INCLUSÃO DIGITAL: O PERFIL DOS PARTICIPANTES NOS CURSOS DE INFORMÁTICA NA ULBRA GUAÍBA

INCLUSÃO DIGITAL: O PERFIL DOS PARTICIPANTES NOS CURSOS DE INFORMÁTICA NA ULBRA GUAÍBA INCLUSÃO DIGITAL: O PERFIL DOS PARTICIPANTES NOS CURSOS DE INFORMÁTICA NA ULBRA GUAÍBA Daniele Pinto Andrés 1 RESUMO A realidade do mercado de trabalho e a necessidade da democratização das informações

Leia mais

Resultados 3T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro de 2014.

Resultados 3T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro de 2014. Resultados 3T14_ Novembro de 2014. Disclaimer Esta apresentação pode conter declarações baseadas em estimativas a respeito dos prospectos e objetivos futuros de crescimento da base de assinantes, um detalhamento

Leia mais

Ministério das Comunicações

Ministério das Comunicações IV Seminário Telcomp 2011 Competição e Inovação A Perspectiva de Governo e Políticas Públicas: Políticas Públicas para incentivo à expansão de redes e serviços de telecomunicações Maximiliano S. Martinhão

Leia mais

COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO

COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO Uberlândia MG, Maio de 2013 A Algar Telecom, Companhia completa e integrada de telecomunicações e TI, detentora da marca CTBC, divulga seus resultados do 1º Trimestre

Leia mais

renda fixa? seu dinheiro É hora de apostar na #92 Tudo indica que os juros deverão voltar a subir para controlar a inflação

renda fixa? seu dinheiro É hora de apostar na #92 Tudo indica que os juros deverão voltar a subir para controlar a inflação #92 É hora de apostar na renda fixa? Tudo indica que os juros deverão voltar a subir para controlar a inflação seu dinheiro a sua revista de finanças pessoais Para quê moeda? Brasileiros utilizam cada

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA CADEIA DE SERVIÇOS DO FUNDAP NA ECONOMIA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO: SÍNTESE

A IMPORTÂNCIA DA CADEIA DE SERVIÇOS DO FUNDAP NA ECONOMIA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO: SÍNTESE A IMPORTÂNCIA DA CADEIA DE SERVIÇOS DO FUNDAP NA ECONOMIA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO: SÍNTESE Julho 2008 AGRADECIMENTOS: Alfândega de Vitória Associação dos Permissionários (APRA) Bandes S.A. Empresas

Leia mais

O Desempenho Comparado das Telecomunicações do Brasil Preços dos Serviços de Telecomunicações Utilização de Banda Larga Fixa

O Desempenho Comparado das Telecomunicações do Brasil Preços dos Serviços de Telecomunicações Utilização de Banda Larga Fixa O Desempenho Comparado das Telecomunicações do Brasil Preços dos Serviços de Telecomunicações Utilização de Banda Larga Fixa São Paulo, Agosto de 2014 2014 Teleco. Todos os direitos reservados. ÍNDICE

Leia mais

Um balanço sobre a competição no mercado brasileiro de telecom

Um balanço sobre a competição no mercado brasileiro de telecom Um balanço sobre a competição no mercado brasileiro de telecom 40º Encontro TELE.SÍNTESE Março de 2015 Panorama Telefonia Móvel 281,7 milhões de acessos ~155 milhões de acessos de banda larga móvel (54%)

Leia mais

7 a Conferência Brasil Anual Santander Banespa. 21 e 22 de agosto de 2006

7 a Conferência Brasil Anual Santander Banespa. 21 e 22 de agosto de 2006 7 a Conferência Brasil Anual Santander Banespa 21 e 22 de agosto de 2006 1 Considerações Futuras Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados

Leia mais