Você vai aprender como atualmente, no Brasil, é fácil e rápido resolver essa situação.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Você vai aprender como atualmente, no Brasil, é fácil e rápido resolver essa situação."

Transcrição

1

2 APRESENTAÇÃO O objetivo do e-book COMO REGULARIZAR SEU NEGÓCIO DE DOCES é ajudar você que está começando ou que já tem o seu pequeno negócio de doces, mas ainda trabalha na informalidade. Você vai aprender como atualmente, no Brasil, é fácil e rápido resolver essa situação. Vai ver também os benefícios que isso pode trazer. SOBRE A AUTORA Sarah Carolina Siqueira de Oliveira É bacharel em Ciências Contábeis e Pós Graduada em Gestão Financeira e Contábil pela UNESPAR - Universidade Estadual do Paraná. Atuou por 5 anos em escritório contábeis abrindo e fechando empresas, cuidando da rotina burocrática em geral. Atualmente estuda Física na Universidade Estadual e Londrina e é sócia da Lis Cacau Chocolates. 2

3 Vamos começar com a definição de empresa: Empresa pode ser definida como uma organização econômica, civil ou comercial, constituída para explorar um ramo de negócio e oferecer ao mercado bens e/ou serviços. Isso que dizer que você que da sua cozinha fabricando e cozinhando bombons, cupcakes, bolos de potinho, bolos de aniversário, brigadeiros, docinhos gourmet, salgadinhos e outras delícias se encaixa na definição. Você exerce uma atividade oferendo ao mercado bem de consumo, alimentos em troca de dinheiro. Logo você é um empresário(a) no sentido mais geral da palavra. Falta apenar reconhecer isso legalmente e você vai ver mais adiante como fazer isso. TIPOS DE EMPRESA Existem hoje no Brasil diversos tipos jurídicos e regimes de tributação para empresas. O mais indicado para quem trabalha como autônomo com doces é o MEI - Micro Empreendedor Individual. Porém, antes de entrar em detalhes sobre esse tipo de empresa, vou listar os principais tipos de empresa a titulo de conhecimento. Um empreendedor não tem que saber tudo sobre todas as áreas de sua empresa, ele tem que saber um pouco sobre tudo e contratar pessoas que saibam mais do que ele para ajudá-lo nas tomadas de decisões. Ricardo Semler Quem sabe quando seus negócios crescerem você precise mudar para algum desses tipos de empresa não é? Pode ser útil saber um pouco mais sobre o assunto. Empresa Individual A empresa individual é um dos tipo de empresa dos mais simples que temos. Possui praticamente todas as características de uma empresa padrão, com a única de diferença que o seu quadro societário (grupos de sócios) é composto por apenas um sócio. A maior diferença com relação ao MEI - Micro Empreendedor Individual é o limite de faturamento anual. 3

4 Sociedade de Responsabilidade Limitada Uma empresa em sociedade por responsabilidade limitada é formada por dois ou mais sócios, com suas responsabilidades financeiras limitadas à quantidade de cotas do capital que cada um tem. A grosso modo, se a empresa tem um empréstimo e por algum motivo não conseguir pagar, os sócios serão responsáveis pela sua parte. Se a divisão da empresa for, digamos de 60% para um sócio e 40% para o outro, o primeiro sócio é responsável por 60% da divida, enquanto o outro é responsável por 40%. Para dividir lucros, o raciocínio é o mesmo. Esse é o formato de empresa mais comum que temos no Brasil. Sociedade Anônima Sociedades Anônimas são empresas mais complexas e com regras mais rígidas. São geralmente grandes corporações que tem ações na bolsa de valores. Organização Sem Fins Lucrativos ONGS Uma ONG é uma empresa com tem basicamente as mesmas características de uma empresa padrão, com a única diferença de que sua finalidade não é prover lucro para seus donos/sócios. Todo lucro obtido deve ser reinvestido na própria organização. Existem outros diversos tipos, mas o assunto é por demais complexo e acabaríamos saindo do foco que é o tópico a seguir. MEI Micro Empreendedor Individual Deixei por último o foco do nosso curso de hoje: MEI - Micro Empreendedor Individual. Instituído pela Lei Complementar nº 128, de 19/12/2008, o MEI é o tipo mais indicado para quem está começando por ser a empresa mais simples que temos nos dias de hoje. Foi criado especialmente para você que trabalha por conta própria (autônomo) e quer se legalizar. Ideal para quem faz doces por conta própria! Qualquer pessoa pode se tornar um micro empreendedor individual desde atenda aos seguintes requisitos: 4

5 O faturamento da empresa tem que ser de no máximo R$60.000,00 por ano (aproximadamente R$5.000,00 por mês). Isso significa que o valor bruto que a empresa irá receber tem que ser O titular do MEI não poder participação em outra empresa como sócio ou titular; Pode ter no máximo um empregado contratado e que receba no máximo um salário mínimo ou o piso de sua categoria; Nem todas as atividades são permitidas, há algumas restrições. A lista com todas as atividades permitidas está disponível no Portal Oficial do Empreendedor Individual. Custo mensal do MEI Após se registrar no MEI, você deverá recolher todo dia 20 de cada mês a contribuição. Há uma orientação de como imprimir o Carnê e/ou Guias mais a frente. O MEI está enquadrado no Simples Nacional e portanto fica isento dos tributos federais tais como Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI CSLL). O valor a recolher mensalmente será de: R$ 40,40 para comércio ou indústria; R$ 44,40 para prestação de serviços; R$ 45,40 para comércio ou indústria e serviços. Esses valores serão destinados à Previdência Social e ao ICMS ou ao ISS. Dessa forma você já está contribuindo para o INSS normalmente com direito a todos os benefícios que isso dá direito como: Aposentadoria; Auxilio doença; Salário maternidade; Entre outros. O valor é atualizado anualmente, de acordo com o salário mínimo. 5

6 Como se regularizar? Formalizar sua empresa através do MEI- Micro Empreendedor Individual é muito fácil. Elaboramos um passo-a-passo para você fazer isso. Acompanhe: Abra o seu navegador e digite no Google > MEI O primeiro site a aparecer será o Clique nele Na tela a seguir, você deve clicar no botão FORMALIZAÇÃO INSCRIÇÃO. 6

7 Na tela NOVA INSCRIÇÃO ACESSO será solicitado o seu número de CPF de data de nascimento. Preencha Após preencher esses dados, clique em prosseguir; Será solicitado o seu numero de titulo de eleitor ou do ultimo recibo de imposto de renda, caso você tenha declarado; Preencha e clique em prosseguir. 7

8 Na tela seguinte, preencha os dados de identificação conforme solicitado. São dados pessoais e de endereço; Preencha e clique em prosseguir. Você deve preencher também a atividade desejada. No nosso caso escolhemos a opção chocolateiro(a); Você pode colocar uma ocupação principal e até 15 ocupações secundárias. 8

9 Você deve selecionar uma forma de atuação para o seu negócio; Escolha uma das opções e clique em prosseguir. 9

10 Ao finalizar o preenchimento, aparecerá uma tela para conferência dos dados; Confira e se estiver tudo ok, confirme. Quase lá. Este é o momento da confirmação da inscrição; Clique em enviar. Na próxima tela aparecerá o seu Certificado da Condição de MEI, com o seu CNPJ e número de inscrição na Junta Comercial do seu estado; 10

11 Imprima e guarde em local seguro; Com esse documento você já pode entre outras coisas, abrir sua conta no banco. Pronto, agora você já está formalizada (o) É fácil, rápido e prático! Como emitir a guia para pagamento? No Portal do Empreendedor MEI que você já conhece, logo abaixo da opção Formalização inscrição, existe a opção> Carnê MEI DAS Na tela que se abrirá clique em EMITIR GUIA DE PAGAMENTO. Você será redirecionado para a seguinte tela: Preencha seu CNPJ e os caracteres solicitados. Pronto, você está no sistema onde você pode mensalmente emitir as suas guias para pagamento. SUGESTÃO: Salve esta tela nos seus favoritos. Viu como é tudo muito simples de fazer? E os benefícios são muitos. 11

12 Se você ainda não se convenceu, aqui tem 7 motivos que vão te convencer a regularizar seu negócio. 12 Segundo o Portal do Empreendedor, são 5 milhões de brasileiros que trabalham por conta própria formalizados como Microempreendedores Individuais (MEIs). Essa formalização traz inúmeros benefícios para o pequeno negócio. Como já dissemos acima, o MEI é um programa de formalização e inclusão produtiva e previdenciária que atende a pequenos empreendedores de forma simplificada, descomplicada e com redução de carga tributária e se consolidou como ponto de partida e alternativa para todo brasileiro que tem o sonho de trabalhar por conta própria. Segunda dados do portal oficial do Micro Empreendedor, em julho de 2009, procuraram a formalização pessoas. Em 2011, o MEI rompeu a marca de um milhão de pessoas foram 1,6 milhão de formalizações alcançadas. Em 2012, houve um aumento do limite de faturamento, passando R$ 36 mil para os atuais R$ 60 mil anuais. Transformar o seu negócio informal numa empresa formal possibilita oportunidades e ganhos fundamentais o crescimento da empresa. Veja agora

13 7 das muitas vantagens oferecidas pela Lei Complementar nº 128, de 19/12/ Cadastro no CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas) - Credibilidade e facilidade na hora de comprar ou vender para outras empresas. Além disso, com inscrição no CNPJ, o MEI tem mais condições de obter crédito junto aos bancos, principalmente os públicos como Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, que dispõem de linhas de crédito com redução de tarifas e taxas de juros adequadas. 2. Baixo custo e carga tributária - Com o MEI você paga apenas um valor fixo mensal, destinado à Previdência Social e ao ICMS ou ao ISS. 3. Cobertura previdenciária Como o MEI recolhe uma valor destinado à Previdência, o empreendedor estará protegido em casos de doença e acidentes. Direito a licença remunerada para as que desejam ser mamãe e após 15 anos a aposentadoria por idade. A família do empreendedor terá direito à pensão por morte e auxílio-reclusão. 4. Contratação com menor custo O MEI pode admitir até um empregado a baixo custo. Este funcionário conta também com todos os benefícios listados acima de cobertura previdenciária. 5. Isenção de taxas para o registro da empresa Todo o processo de formalização é gratuito. O único custo é o pagamento mensal de R$ 59,95 (INSS), R$ 5,00 (Prestadores de Serviço) e R$ 1,00 (Comércio e Indústria). 6. Redução da burocracia As empresas brasileiras normais estão obrigadas a entregar diversas obrigações mensais ao fisco, as empresas enquadradas no MEI tem apenas uma única obrigação anual onde é necessário declarar o faturamento da empresa no ano. Para o empreendedor individual a licença ou alvará municipal, que geralmente tem custo, é concedida de graça, sem o pagamento de qualquer taxa. O mesmo acontece para o registro na Junta Comercial. 7. Apoio técnico na organização do negócio o Sebrae orienta e assessora empreendedores por meio de cursos para torná-los mais aptos. Maiores informações, você pode encontrar PORTAL DO EMPREENDEDOR. Espero que este guia seja útil. Com carinho Sarah C. Siqueira Lis Cacau Chocolates 13

Orientações sobre Micro Empreendedor Individual

Orientações sobre Micro Empreendedor Individual Orientações sobre Micro Empreendedor Individual Micro Empreendedor individual Definição Microempreendedor Individual (MEI) é a pessoa que trabalha por conta própria e que se legaliza como pequeno empresário.

Leia mais

Ficha Técnica Copyright 2010 by Sebrae - Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas

Ficha Técnica Copyright 2010 by Sebrae - Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas A I U G OLE R T N TO O N C E DE AM R R O U D T DE FA N O E D RE E P L M A E L U A D I U DO V N I IND ÇÃO A A RA D A A L IC DEC MPLIF SI BRASÍLIA 2010 Ficha Técnica Copyright 2010 by Sebrae - Serviço Brasileiro

Leia mais

Nota Fiscal de Serviço eletrônica NFSe. Manual de acesso e utilização do sistema

Nota Fiscal de Serviço eletrônica NFSe. Manual de acesso e utilização do sistema PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO LEOPOLDO Nota Fiscal de Serviço eletrônica NFSe Manual de acesso e utilização do sistema Versão: 1.0.30 Maio/2011 SUMÁRIO 1. TELA INICIAL... 3 2. CADASTRO DO PRESTADOR... 4

Leia mais

Como abrir. uma Empresa? Passo-a-passo para tirar as ideias do papel

Como abrir. uma Empresa? Passo-a-passo para tirar as ideias do papel Como abrir uma Empresa? Passo-a-passo para tirar as ideias do papel índice 03 Introdução 05 07 Capítulo 1 Características do empreendedor de sucesso Capítulo 2 Planejamento eficiente 10 Capítulo 3 Como

Leia mais

TÍTULO: MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL - A IMPORTÂNCIA DA FORMALIZAÇÃO

TÍTULO: MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL - A IMPORTÂNCIA DA FORMALIZAÇÃO TÍTULO: MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL - A IMPORTÂNCIA DA FORMALIZAÇÃO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: CIÊNCIAS CONTÁBEIS INSTITUIÇÃO: FACULDADE ANHANGUERA DE RIO CLARO AUTOR(ES):

Leia mais

o GUIA definitivo do Microempreendedor Individual

o GUIA definitivo do Microempreendedor Individual o GUIA definitivo do Microempreendedor Individual sumário >> Introdução... 3 >> Você sabe o que é MEI?... 5 >> Quais as vantagens em ser um MEI?... 11 >> Quais as responsabilidades do MEI?... 14 >> Como

Leia mais

Prefeitura Municipal de Conceição das Alagoas Secretaria de Administração, Fazenda e Gestão de Pessoal Setor de Tributação.

Prefeitura Municipal de Conceição das Alagoas Secretaria de Administração, Fazenda e Gestão de Pessoal Setor de Tributação. Prefeitura Municipal de Conceição das Alagoas Secretaria de Administração, Fazenda e Gestão de Pessoal Setor de Tributação Manual do Site CONCEIÇÃO DAS ALAGOAS MINAS GERAIS 2011 Manual do Sistema de Arrecadação

Leia mais

DIRF 2011. Secretaria da Receita Federal do Brasil

DIRF 2011. Secretaria da Receita Federal do Brasil DIRF 2011 O que é a DIRF? É a Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte feita pela FONTE PAGADORA, destinada a informar à Secretaria da Receita Federal o valor do Imposto de Renda retido na fonte,

Leia mais

MEI 2015 DECLARAÇÃO DE RENDA 17 DICAS PARA VOCÊ NÃO TER DOR DE CABEÇA COM A SUA DECLARAÇÃO DE RENDA

MEI 2015 DECLARAÇÃO DE RENDA 17 DICAS PARA VOCÊ NÃO TER DOR DE CABEÇA COM A SUA DECLARAÇÃO DE RENDA DECLARAÇÃO DE RENDA MEI 2015 17 DICAS PARA VOCÊ NÃO TER DOR DE CABEÇA COM A SUA DECLARAÇÃO DE RENDA Por Alexandre João da Silveira Consultor Contador credenciado do SEBRAE-SC Fique atento no passo a passo

Leia mais

Como fazer seus pedidos online

Como fazer seus pedidos online Como fazer seus pedidos online Neste passo a passo iremos mostrar como é facil, simples e rápido o acesso ao site para consultas e pedidos online. Primeira etapa: Entrar no site www.thermofisher.com Nosso

Leia mais

www.icert.com.br / www.gestortotal.com.br

www.icert.com.br / www.gestortotal.com.br Empreendedorismo Pequeno empreendedor: Saiba como começar sua empresa 1. Como financiar um negócio 2. O MEI Microempreendedor Individual 3. Benefícios em formalizar sua empresa 4. Local para se formalizar

Leia mais

E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município

E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município Após receber a confirmação de aceite do Credenciamento via e-mail já é possível efetuar o login no sistema

Leia mais

Sumário PANORAMA... 6 APRESENTAÇÃO... 6 PORTAL GISSONLINE... 7 ACESSO PARA CONTRIBUINTES COM IDENTIFICAÇÃO E SENHA... 8

Sumário PANORAMA... 6 APRESENTAÇÃO... 6 PORTAL GISSONLINE... 7 ACESSO PARA CONTRIBUINTES COM IDENTIFICAÇÃO E SENHA... 8 Sumário PANORAMA... 6 APRESENTAÇÃO... 6 O QUE É GISSONLINE?... 6 FILOSOFIA DA GISSONLINE... 6 BENEFÍCIOS QUE A GISSONLINE OFERECE... 6 PORTAL GISSONLINE... 7 ACESSO PARA CONTRIBUINTES COM IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

MANUAL SPED(EFD) PIS-COFINS

MANUAL SPED(EFD) PIS-COFINS MANUAL SPED(EFD) PIS-COFINS O que é SPED? É um arquivo de texto que detalha todas as movimentações fiscais da empresa em um determinado período, listando todas as operações de compra (Notas de compra)

Leia mais

ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11

ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11 MANUAL DE USO DO SISTEMA GOVERNO DIGITAL ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11 2.0. SOLICITAÇÕES DE AIDF E AUTORIZAÇÃO DE EMISSÃO DE NOTA

Leia mais

- GUIA DO EMPRESÁRIO -

- GUIA DO EMPRESÁRIO - - GUIA DO EMPRESÁRIO - NF ELETRONICA LUCRO PRESUMIDO MUNICIPIO DE SÃO PAULO Planeta Contábil 2008 Todos os Direitos Reservados (www.planetacontabil.com.br) 1/14 Este é um roteiro para emissão de NF-eletronica.

Leia mais

MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL

MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL MANUAL DE CONSULTA DE SITUAÇÃO E REGULARIZAÇÃO Araçuaí-MG - Vale do Jequitinhonha 2015 CNPJ 10.643.596/0001-12 INSC. MUNICIPAL 1810-11 CRC-MG 9106/O R. Dr. Túlio Hostílio,

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Acesso ao Sistema - Pessoa Física

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Acesso ao Sistema - Pessoa Física Acesso ao Sistema - Pessoa Física Página 2 de 37 Índice ÍNDICE... 2 1. CONSIDERAÇÕES GERAIS... 4 1.1. DEFINIÇÃO... 4 1.2. OBRIGATORIEDADE DE EMISSÃO DA NFS-E... 4 1.3. CONTRIBUINTES IMPEDIDOS DA EMISSÃO

Leia mais

GUIA PARA NOVOS NO ELO7: MEIOS DE PAGAMENTO 1

GUIA PARA NOVOS NO ELO7: MEIOS DE PAGAMENTO 1 GUIA PARA NOVOS NO ELO7: MEIOS DE PAGAMENTO 1 ÍNDICE 1. Meios de Pagamento disponíveis 1.1 Notificação de Pagamento 03 03 2. Moip 2.1 Benefícios 2.2 Como criar uma conta no Moip 2.2.1. Verificação da conta

Leia mais

MATERIAL EXTRAIDO DA REVISTA SEMANA COAD Nº 19 PG. 285 / 2009

MATERIAL EXTRAIDO DA REVISTA SEMANA COAD Nº 19 PG. 285 / 2009 MATERIAL EXTRAIDO DA REVISTA SEMANA COAD Nº 19 PG. 285 / 2009 Informativo 19 - Página 285 - Ano 2009 ORIENTAÇÃO MEI MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL Opção pelo SIMEI Conheça as condições para recolhimento

Leia mais

em nome próprio, responde com a totalidade de seu patrimônio e é apenas equiparado a pessoa jurídica.

em nome próprio, responde com a totalidade de seu patrimônio e é apenas equiparado a pessoa jurídica. EIRELI A EIRELI é uma empresa individual de responsabilidade limitada. Com a publicação da Lei nº 12.441 de 11 de julho de 2011, foi alterado o Código Civil, com a finalidade de autorizar a criação das

Leia mais

AJUDA NO CONTROLE DA EMPREGADA

AJUDA NO CONTROLE DA EMPREGADA Planilhas I Empregada doméstica AJUDA NO CONTROLE DA EMPREGADA CALCULE E EMITA RECIBOS E GUIAS DE PAGAMENTOS DE IMPOSTOS PARA EMPREGADOS DOMÉSTICOS Amelhor maneira de evitar dores de cabeça futuras em

Leia mais

- No primeiro campo informe o numero da empresa que serão copiadas as informações.(ex: 9999)

- No primeiro campo informe o numero da empresa que serão copiadas as informações.(ex: 9999) 1 2 1. Duplicação das informações de uma empresa para outra Juntamente com a instalação do sistema Office encaminhamos anexada a empresa modelo, que contem cadastros que podem ser utilizados nas empresas

Leia mais

Nota Legal Rondoniense

Nota Legal Rondoniense Nota Legal Rondoniense Manual do Consumidor Versão 1.0 01/12/2011 Nota Legal Rondoniense Manual do Consumidor Versão 1.0 1 Índice Analítico 1. Considerações Gerais... 3 1.1. Definição... 3 1.2. Documentos

Leia mais

CeC. Cadastro Eletrônico de Contribuintes

CeC. Cadastro Eletrônico de Contribuintes CeC Cadastro Eletrônico de Contribuintes Versão 1.0 Usuário Externo Março/2010 Índice 1. Apresentação... 3 2. Objetivos... 3 3. Solicitação de CeC... 4 3.1. Cadastro de pessoas físicas... 5 3.1.1. Cadastro

Leia mais

Apresentação. Torne-se um Empreendedor Individual e traga para o seu negócio todos os benefícios da formalização. Guia do Empreendedor Individual

Apresentação. Torne-se um Empreendedor Individual e traga para o seu negócio todos os benefícios da formalização. Guia do Empreendedor Individual Apresentação Muitos brasileiros trabalham informalmente por conta própria, ou seja, não têm nenhum tipo de registro. E por isso ficam sem acesso a diversos benefícios, como a Previdência Social, cursos

Leia mais

1. APRESENTAÇÃO. 2. ACESSANDO E UTILIZANDO O SISTEMA 2.1. Acessando. Sumário

1. APRESENTAÇÃO. 2. ACESSANDO E UTILIZANDO O SISTEMA 2.1. Acessando. Sumário 1 Sumário 1. APRESENTAÇÃO... 2 2. ACESSANDO E UTILIZANDO O SISTEMA... 2 2.1. ACESSANDO... 2 2.2. UTILIZANDO... 5 2.2.1 EMPRESA... 6 2.2.2 FINANCEIRO E CONTÁBIL... 7 2.2.3 AMBIENTAL... 8 2.2.4 SOCIAL...

Leia mais

Quais as condições necessárias para que eu me cadastre como empreendedor individual? Faturar até R$ 36 mil por ano;

Quais as condições necessárias para que eu me cadastre como empreendedor individual? Faturar até R$ 36 mil por ano; cultura 1. Quais as condições necessárias para que eu me cadastre como empreendedor individual? 2. Faturar até R$ 36 mil por ano; Não participar de outra empresa, como sócio ou titular; Trabalhar sozinho

Leia mais

Palestra Ana Afonso Formalização da atividade

Palestra Ana Afonso Formalização da atividade Bem-Vindos! APRESENTAÇÃO Ana Afonso organizadora profissional em São Paulo atua desde 2006 realizando serviços de organização de espaços, gestão de residências, treinamento de funcionários domésticos,

Leia mais

7 Mitos Sobre Legalização de Negócios Digitais Desvendados

7 Mitos Sobre Legalização de Negócios Digitais Desvendados v1.0 7 Mitos Sobre Legalização de Negócios Digitais Desvendados (O #4 é o mais controverso) enotas.com.br - seu negócio digital legalizado sem esforço Autores Christophe Trevisani Chavey christophe@enotas.com.br

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIAS

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIAS UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIAS EIRELI X MEI ALUNA: Karen Lorena Guzmán Rodriguez 3º ano de Ciências Contábeis 2012 EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LTDA DEFINIÇÃO A Definição do Empresário Individual

Leia mais

Portal dos Convênios SICONV

Portal dos Convênios SICONV MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios SICONV Execução Processo de Compra, Contrato,

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. SISTEMA CONTÁBIL WEB versão: GA2.0.5

MANUAL DO USUÁRIO. SISTEMA CONTÁBIL WEB versão: GA2.0.5 MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA CONTÁBIL WEB versão: GA2.0.5 Atualizado em: 30/01/2010 Planeta Contábil 2009 Todos os Direitos Reservados (www.planetacontabil.com.br) 1/25 CONSIDERAÇÕES: Este manual é destinado

Leia mais

AOS: INSPETORES SETORIAIS Manaus, 28 de janeiro de 2009. Solicito aos Inspetores Setoriais que orientem os Órgãos sob sua inspeção o seguinte:

AOS: INSPETORES SETORIAIS Manaus, 28 de janeiro de 2009. Solicito aos Inspetores Setoriais que orientem os Órgãos sob sua inspeção o seguinte: COMUNICAÇÃO INTERNA Nº 02 AOS: INSPETORES SETORIAIS Manaus, 28 de janeiro de 2009 Solicito aos Inspetores Setoriais que orientem os Órgãos sob sua inspeção o seguinte: 1 EMISSÃO DA GUIA DE RECOLHIMENTO

Leia mais

COMO ABRIR UMA EMPRESA!!!

COMO ABRIR UMA EMPRESA!!! COMO ABRIR UMA EMPRESA!!! P R O F M S K E I L L A L O P E S M E S T R E E M A D M I N I S T R A Ç Ã O P E L A U F B A E S P E C I A L I S T A E M G E S T Ã O E M P R E S A R I A L P E L A U E F S G R A

Leia mais

MUNICÍPIO DE ESTEIO SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-E MANUAL DE ACESSO E UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO ON-LINE

MUNICÍPIO DE ESTEIO SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-E MANUAL DE ACESSO E UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO ON-LINE MUNICÍPIO DE ESTEIO SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-E MANUAL DE ACESSO E UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO ON-LINE Versão 1.0.5 Março/2014 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO... 6 2.

Leia mais

Neo Solutions Manual do usuário Net Contábil. Índice

Neo Solutions Manual do usuário Net Contábil. Índice Manual Neo Fatura 2 Índice 1. Introdução... 3 2. Configurando o software para importar dados de clientes... 3 3. Importando o cadastro de clientes... 4 4. Cadastro de Bancos... 5 5. Cadastro de Conta Correntes...

Leia mais

PROCEDIMENTO DO CLIENTE

PROCEDIMENTO DO CLIENTE PROCEDIMENTO DO CLIENTE Título: Plug-in Guia de Empresas Objetivo: Aprender a utilizar a ferramenta. Onde: Empresa Quem: Cliente Quando: Início A ferramenta de Guia de Empresas é uma ferramenta desenvolvida

Leia mais

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO MATÉRIAS TRABALHO

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO MATÉRIAS TRABALHO TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO MATÉRIAS TRABALHO Orientador Empresarial Microempreendedor Individual-Formalização-Setor de Serviços-Crescimento SETOR DE SERVIÇOS É CAMPEÃO EM

Leia mais

O que muda com a Lei Geral (para maiores informações acessar WWW.LEIGERAL.COM.BR)

O que muda com a Lei Geral (para maiores informações acessar WWW.LEIGERAL.COM.BR) O que muda com a Lei Geral (para maiores informações acessar WWW.LEIGERAL.COM.BR) Pontos Lei Geral Como é hoje 1 Alcance da Lei A lei do Simples está voltada para os tributos federais. Os sistemas de tributação

Leia mais

COMO ABRIR UMA EMPRESA!!!

COMO ABRIR UMA EMPRESA!!! COMO ABRIR UMA EMPRESA!!! P R O F M S K E I L L A L O P E S M E S T R E E M A D M I N I S T R A Ç Ã O P E L A U F B A E S P E C I A L I S T A E M G E S T Ã O E M P R E S A R I A L P E L A U E F S G R A

Leia mais

COMO CRIAR UM SITE DE NEGÓCIOS

COMO CRIAR UM SITE DE NEGÓCIOS 0 COMO CRIAR UM SITE DE NEGÓCIOS Em 5 Passos Simples Aprenda aqui a criar um site de negócios de maneira simples, com algumas dicas fundamentais para o começo do seu projeto no Mercado Digital COMO CRIAR

Leia mais

Sistema Serviço de Valet

Sistema Serviço de Valet Sistema Serviço de Valet Manual do Usuário Página 1 Sistema Serviço de Valet Manual do Usuário Versão 1.0.0 Sistema Serviço de Valet Manual do Usuário Página 2 Índice 1. Informações gerais... 3 2. Passo-a-passo...

Leia mais

MICRO EMPREENDEDOR INDIVIDUAL M E I

MICRO EMPREENDEDOR INDIVIDUAL M E I COORDENADORIA de PLANEJAMENTO e DESENVOLVIMENTO URBANO SUPERVISÃO TÉCNICA de LICENCIAMENTO - SUSL MICRO EMPREENDEDOR INDIVIDUAL M E I Esta palestra é baseada nos sites: PMSP/SEMEI e no PORTAL do EMPREENDEDOR

Leia mais

GUIA DE ORIENTAÇÃO. 1- Para acessar o sistema é necessário seguir os passos abaixo:

GUIA DE ORIENTAÇÃO. 1- Para acessar o sistema é necessário seguir os passos abaixo: GUIA DE ORIENTAÇÃO 1- Para acessar o sistema é necessário seguir os passos abaixo: 1.1 - ACESSAR O SITE DA PREFEITURA: 1.2 - CLICAR NA OPÇÃO: SERVIÇOS >> NOTA FISCAAL ELETRÔNICA 1.3 - Aguarde carregar

Leia mais

GERANDO RECIBOS ELEITORAIS

GERANDO RECIBOS ELEITORAIS GERANDO RECIBOS ELEITORAIS O prestador de contas deve acessar o Sistema de Requisição de Recibos Eleitorais (SRE), disponível na página de internet deste Tribunal (http://www.trerj.gov.br/site/eleicoes/2014/,

Leia mais

TRABALHANDO COM O ORÇAMENTO NO GERENCIAL

TRABALHANDO COM O ORÇAMENTO NO GERENCIAL Execute o ícone na área de trabalho: TRABALHANDO COM O ORÇAMENTO NO GERENCIAL Aguarde um instante, irá aparecer à seguinte tela: Clique no botão EXECUTAR e aguarde um momento. Após ter clicado em EXECUTAR

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHAIS. NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA

PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHAIS. NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHAIS NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA PINHAIS - 2014 SUMÁRIO 2 1. Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e)... 3 1.1 Considerações Iniciais...

Leia mais

EI, você aí! Passo a passo para as declarações de renda do Empreendedor Individual

EI, você aí! Passo a passo para as declarações de renda do Empreendedor Individual EI, você aí! Passo a passo para as declarações de renda do Empreendedor Individual SEBRAE-SP Conselho Deliberativo Presidente: Alencar Burti (ACSP) ACSP Associação Comercial de São Paulo ANPEI Associação

Leia mais

COMO FAZER ENTRADA DE MATERIAL POR XML. Após abrir o sistema, localize o menu no canto superior esquerdo e clique em Movimentação > Entrada Material

COMO FAZER ENTRADA DE MATERIAL POR XML. Após abrir o sistema, localize o menu no canto superior esquerdo e clique em Movimentação > Entrada Material COMO FAZER ENTRADA DE MATERIAL POR XML Observação: O arquivo XML da nota fiscal deve estar salvo em seu computador. Se o seu fornecedor não enviou o arquivo por e-mail, você pode obter o arquivo pela internet,

Leia mais

MODIFICAÇÕES DO NACIONAL

MODIFICAÇÕES DO NACIONAL Fecomércio MG Jurídico MODIFICAÇÕES DO NACIONAL Outubro de 2014 www.fecomerciomg.org.br S umário O que é o Simples Nacional... 3 Quem pode optar pelo Simples Nacional... 4 Modificações...5 Principais modificações

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE TIETÊ

PREFEITURA MUNICIPAL DE TIETÊ PREFEITURA MUNICIPAL DE TIETÊ Nota Fiscal Digital de Serviços A Nota Fiscal Digital é um documento cujo valor é de um arquivo eletrônico assinado digitalmente, que apresenta algumas características como

Leia mais

EI, você aí! Conheça os tributos, taxas e contribuições de responsabilidade do Empreendedor Individual

EI, você aí! Conheça os tributos, taxas e contribuições de responsabilidade do Empreendedor Individual EI, você aí! Conheça os tributos, taxas e contribuições de responsabilidade do Empreendedor Individual SEBRAE-SP Conselho Deliberativo Presidente: Alencar Burti (ACSP) ACSP Associação Comercial de São

Leia mais

ACESSO ALUNO (exclusivo para o Passe Escolar Gratuito)

ACESSO ALUNO (exclusivo para o Passe Escolar Gratuito) ACESSO ALUNO (exclusivo para o Passe Escolar Gratuito) Primeiro Acesso O aluno deve acessar o endereço http://s2.aesanet.net/cades e clicar no botão Cadastre-se como mostra a figura abaixo; Em seguida

Leia mais

Guia Prático da Escrituração Fiscal DIgital - EFD Infrmações Gerais sobre a EFD

Guia Prático da Escrituração Fiscal DIgital - EFD Infrmações Gerais sobre a EFD Guia Prático da Escrituração Fiscal DIgital - EFD Infrmações Gerais sobre a EFD Sumário: 1. INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE A EFD 1. 1 APRESENTAÇÃO 1. 2 LEGISLAÇÃO 1. 3 DA APRESENTAÇÃO DO ARQUIVO DA EFD 1. 4

Leia mais

EMPREENDEDOR INDIVIDUAL

EMPREENDEDOR INDIVIDUAL EMPREENDEDOR INDIVIDUAL Oportunidade de regularização para os empreendedores individuais, desde a vendedora de cosméticos, da carrocinha de cachorro-quente ao pipoqueiro. 2 Empresas em geral Microempresas

Leia mais

ORIENTAÇÃO AO TOMADOR DE SERVIÇO, QUANTO A RETENÇÃO DO ISS

ORIENTAÇÃO AO TOMADOR DE SERVIÇO, QUANTO A RETENÇÃO DO ISS 1 PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCISCO BELTRÃO SECRETARIA DE FINANÇAS / DEPARTAMENTO DE FISCALIZAÇÃO ORIENTAÇÃO AO TOMADOR DE SERVIÇO, QUANTO A RETENÇÃO DO ISS Olá Tomadores de Serviço, a Prefeitura Municipal

Leia mais

APURAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO NO COMÉRCIO

APURAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO NO COMÉRCIO APURAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO NO COMÉRCIO O Sr. Fúlvio Oliveira, empresário de uma loja de confecções, está seriamente preocupado com seu negócio. As dívidas não param de crescer. Vamos entender sua situação.

Leia mais

ORIENTAÇÕES PASSO A PASSO BDCS Banco de Dados de Cargos e Salários

ORIENTAÇÕES PASSO A PASSO BDCS Banco de Dados de Cargos e Salários ORIENTAÇÕES PASSO A PASSO BDCS Banco de Dados de Cargos e Salários PASSO 1 ACESSO PASSO 2 CADASTROS PASSO 3 DEVOLUTIVA DOS RESULTADOS 1 PASSO 1 - ACESSO Se porventura você clicar sobre ACESSE - Salários

Leia mais

Dicas de importação na RAIS. Neste bip. Você Sabia? edição 30 Fevereiro de 2013

Dicas de importação na RAIS. Neste bip. Você Sabia? edição 30 Fevereiro de 2013 Neste bip Dicas sobre RAIS... 1 Contribuição Patronal para RAIS... 2 Rumodoc - Ajuda no sistema Rumo... 2 Fechamento contábil... 2 Dispensa da entrega da DACON... 3 Dicas de importação na RAIS Já era um

Leia mais

Guia AutoAtendimento. Para mais informações:

Guia AutoAtendimento. Para mais informações: Guia AutoAtendimento Está aberto o período de Renovação Anual de Contribuições e Perfil de Investimentos de 2016. A campanha terá início em 10 de dezembro de 2015 e encerramento no dia 31 de janeiro de

Leia mais

Renovação do certificado A1

Renovação do certificado A1 Renovação do certificado A1 Requisitos: Os passos descritos neste procedimento foram testados no Windows 7 sem apresentar erros. Atente que algumas divergências poderão ser observadas caso a versão do

Leia mais

MANUAL PARA EMPRESAS. EMISSÃO E ESCRITURAÇÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA NFS-e

MANUAL PARA EMPRESAS. EMISSÃO E ESCRITURAÇÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA NFS-e MANUAL PARA EMPRESAS EMISSÃO E ESCRITURAÇÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA NFS-e Este manual é um passo-a-passo para as empresas estabelecidas no município de Ilhabela e devidamente cadastradas no SEGISS Sistema

Leia mais

Max Fatura Sistema de Gestão

Max Fatura Sistema de Gestão Sumário 1 Tela Inicial... 2 2 Tela de Pesquisa... 3 3 Tela de Vendas... 4 5 Aproveitamento de Icms... 5 6 Salvar... 5 9 Para emissão da nota fiscal... 7 10 Impressão de relatórios... 10 11 Contas a Pagar

Leia mais

CeC. Cadastro eletrônico de Contribuintes. Usuário Anônimo

CeC. Cadastro eletrônico de Contribuintes. Usuário Anônimo CeC Cadastro eletrônico de Contribuintes Usuário Anônimo Versão 1.2 13/10/2010 Sumário Apresentação... 3 Objetivo... 3 1. Solicitação de CeC... 4 1.1. Cadastro de Pessoas Físicas... 6 1.1.1 Cadastro de

Leia mais

MANUAL DO PGMEI. 1 Introdução. 1.1 Apresentação do Programa

MANUAL DO PGMEI. 1 Introdução. 1.1 Apresentação do Programa PGMEI PGMEI Pág. 1 MANUAL DO PGMEI 1 Introdução 1.1 Apresentação do Programa O Programa Gerador do Documento de Arrecadação do Simples Nacional para o Microempreendedor Individual (PGMEI) é um sistema

Leia mais

Prof Ms Keilla Lopes Mestre em Administração pela UFBA Especialista em Gestão Empresarial pela UEFS Graduada em Administração pela UEFS

Prof Ms Keilla Lopes Mestre em Administração pela UFBA Especialista em Gestão Empresarial pela UEFS Graduada em Administração pela UEFS DISCIPLINA: Constituição de novos empreendimentos Aula 5 Assunto: Continuando O Plano de Negócios ( segundo o modelo do SEBRAE) Prof Ms Keilla Lopes Mestre em Administração pela UFBA Especialista em Gestão

Leia mais

Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso Supervisão de Informática Departamento de Desenvolvimento Sistema Declaração On Line. Declaração On Line

Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso Supervisão de Informática Departamento de Desenvolvimento Sistema Declaração On Line. Declaração On Line Declaração On Line Manual de Apoio à Utilização do Sistema Manual do Usuário Versão 1.0 INTRODUÇÃO... 4 AUTENTICANDO-SE NO SISTEMA... 4 EM CASO DE ESQUECIMENTO DA SENHA... 5 ALTERANDO A SENHA DE ACESSO

Leia mais

Taller sobre remesas, educación financiera y microemprendimiento en Goíanía, Brasil, 26 y 27 de Noviembre 2014.

Taller sobre remesas, educación financiera y microemprendimiento en Goíanía, Brasil, 26 y 27 de Noviembre 2014. Fortalecimiento del diálogo y de la cooperación entre la Unión Europea (UE) y América Latina y el Caribe (ALC) para el establecimiento de modelos de gestión sobre migración y políticas de desarrollo www.migracion-ue-alc.eu

Leia mais

FORMALIZAÇÃO formalização será feita pela internet no endereço no endereço www.portaldoempreendedor.gov.br, a partir de 01/07/2009.

FORMALIZAÇÃO formalização será feita pela internet no endereço no endereço www.portaldoempreendedor.gov.br, a partir de 01/07/2009. M.E.I. (Micro empreendedor Individual) Lei Complementar numero 128 de 19 de dezembro de 2008. Considera-se MEI o empresário individual a que se refere o art. 966 da Lei nº 10.406, de 10 de janeiro de 2002

Leia mais

Roteiro elaborado com o objetivo de auxiliar os convenentes no registro das prestações de contas no SIGPC Contas Online.

Roteiro elaborado com o objetivo de auxiliar os convenentes no registro das prestações de contas no SIGPC Contas Online. FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO FNDE Roteiro de orientações ao convenente para prestação de contas do Programa Caminho da Escola no SiGPC Contas Online Roteiro elaborado com o objetivo de

Leia mais

Tutorial para inscrição on-line

Tutorial para inscrição on-line Tutorial para inscrição on-line Programa de Pós-Graduação em Educação Processo de Seleção Mestrado e Doutorado Rio de Janeiro 1 Prezados Candidatos, Tentamos descrever aqui os passos necessários para se

Leia mais

C o t a ç ã o E l e t r ô n i c a V i l l a r e s M e t a l s

C o t a ç ã o E l e t r ô n i c a V i l l a r e s M e t a l s C o t a ç ã o E l e t r ô n i c a V i l l a r e s M e t a l s M a n u a l d o F o r n e c e d o r Portal de Compras Página 1 Conteúdo 1. Introdução... 3 2. Informações importantes... 3 3. Acessando o portal...

Leia mais

PRODUTO E OPERAÇÃO VANTAGENS FLUXO BMG CARD FLUXO SAQUE COMPLEMENTAR ACOMPANHAMENTO

PRODUTO E OPERAÇÃO VANTAGENS FLUXO BMG CARD FLUXO SAQUE COMPLEMENTAR ACOMPANHAMENTO PRODUTO E OPERAÇÃO VANTAGENS FLUXO BMG CARD FLUXO SAQUE COMPLEMENTAR ACOMPANHAMENTO Gratuito. Sem anuidade ou taxa de adesão para o titular Sem consulta ao SPC / Serasa Menores taxas de juros do mercado

Leia mais

GUIA DO COORDENADOR DE PROJETOS

GUIA DO COORDENADOR DE PROJETOS GUIA DO COORDENADOR DE PROJETOS Sumário 1. Introdução... 2 2. Início Portal Coordenador... 2 2.1. Novos Pedidos... 2 2.2. Pendências... 3 2.3. Menu... 4 2.4. Sair... 4 3. Saldo de Projetos... 5 4. Extrato

Leia mais

As pessoas jurídicas deverão promover a solicitação de mais de um cadastramento. O qual deverá ser realizado em duas etapas:

As pessoas jurídicas deverão promover a solicitação de mais de um cadastramento. O qual deverá ser realizado em duas etapas: CeC Cadastro eletrônico de Contribuintes Versão 1.0 Atualizado em 16/01/2012 APRESENTAÇÃO Este manual apresenta a estrutura e a forma de utilização do módulo Cadastro eletrônico de Contribuintes CeC, o

Leia mais

Manual de Processos ISS Online. Novo Cadastro e Associar Contador a Empresa

Manual de Processos ISS Online. Novo Cadastro e Associar Contador a Empresa Manual de Processos ISS Online Novo Cadastro e Associar Contador a Empresa Versão 3.0 10/07/2012 Como acessar o formulário Cadastro de Contadores 1. http://www.novohamburgo.rs.gov.br 2. Empresa > Guias

Leia mais

SERVIÇOS REQUERIMENTO

SERVIÇOS REQUERIMENTO Certidão e Reimpressão de Documentos 1 / 17 todos os direitos reservados. ÍNDICE Introdução... 3 Acesso Restrito... 4 Cadastro... 4 Serviços Requerimento... 6 Certidão Web... 7 Certidão Simplificada...

Leia mais

Fiscal Configurar Impostos Fiscais

Fiscal Configurar Impostos Fiscais Fiscal Configurar Impostos Fiscais Objetivo Configurar todos os impostos que refletirão na Nota Fiscal de Saída. Pré- Requisitos As Taxas Tributárias dos Produtos devem ser devidamente cadastradas ( Fiscal

Leia mais

https://top.solucaopublica.com.br/mantena/

https://top.solucaopublica.com.br/mantena/ 1) Acesso ao sistema NFS-e na WEB A comunidade terá acesso ao NFS-e através do Site da Prefeitura Municipal de Mantena. Para acessar o sistema da NFS-e, o contribuinte deverá acessar o site: https://top.solucaopublica.com.br/mantena/

Leia mais

Nota Fiscal Cidadã Manual do Registro de Reclamações

Nota Fiscal Cidadã Manual do Registro de Reclamações Nota Fiscal Cidadã Manual do Registro de Reclamações Versão 6 Objetivo do Manual Orientar sobre os procedimentos necessários para comunicação à SEFA da ocorrência de infrações à legislação do Programa

Leia mais

MANUAL DO PGMEI. 1 Introdução. 1.1 Apresentação do Programa

MANUAL DO PGMEI. 1 Introdução. 1.1 Apresentação do Programa PGMEI PGMEI Pág. 1 MANUAL DO PGMEI 1 Introdução 1.1 Apresentação do Programa O Programa Gerador do Documento de Arrecadação do Simples Nacional para o Microempreendedor Individual (PGMEI) é um sistema

Leia mais

TRABALHOS TÉCNICOS Divisão Jurídica

TRABALHOS TÉCNICOS Divisão Jurídica TRABALHOS TÉCNICOS Divisão Jurídica A REFORMULAÇÃO DO FÓRUM PERMANENTE DAS MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELA CONFEDERAÇÃO NACIONAL DO COMÉRCIO DE BENS, SERVIÇOS E

Leia mais

Prefeitura Municipal de Barra Mansa

Prefeitura Municipal de Barra Mansa Prefeitura Municipal de Barra Mansa Sistema de Prefeitura Eletrônica (SPE) Manual de Declaração de Serviços Sistema desenvolvido por Tiplan Tecnologia em Sistema de Informação. Todos os direitos reservados.

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA GOVERNO DE BIGUAÇU SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA GUIA DE ORIENTAÇÕES. NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS (NFS-e)

ESTADO DE SANTA CATARINA GOVERNO DE BIGUAÇU SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA GUIA DE ORIENTAÇÕES. NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS (NFS-e) ESTADO DE SANTA CATARINA GOVERNO DE BIGUAÇU SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA GUIA DE ORIENTAÇÕES NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS (NFS-e) Diretoria Geral de Tributos Biguaçu, Janeiro de 2012 INTRODUÇÃO

Leia mais

Tutorial Cursos on-line pagos. Inscrição Acesso Certificado

Tutorial Cursos on-line pagos. Inscrição Acesso Certificado Tutorial Cursos on-line pagos Inscrição Acesso Certificado Inscrição Em primeiro lugar, para inscrever-se no curso, é necessário possuir um cadastro no portal da FNQ. Se você já possui, ao entrar no portal

Leia mais

DECLARAÇÕES Lucro Presumido, Isentas e Simples

DECLARAÇÕES Lucro Presumido, Isentas e Simples DECLARAÇÕES Lucro Presumido, Isentas e Simples Wagner Mendes Contador, Pós-Graduado em Controladoria, Auditoria e Tributos, Consultor Tributário, Especialista em Tributos Federais, Contabilidade e Legislação

Leia mais

Jd Soft Informática Ltda F o n e : ( 0 4 8 ) 3 2 4 7-0 0 0 1

Jd Soft Informática Ltda F o n e : ( 0 4 8 ) 3 2 4 7-0 0 0 1 DPPH VERSÃO 9.231 RAIS DIRF e SIMPLES NACIONAL LC 128/2008. AJUSTES GERAIS INFORMATIVO DPPH [FOLHA] - N. º 001 16/01/2009 a)- EMPRESAS - Manutenção: Natureza do Estabelecimento: Incluído códigos '322-0

Leia mais

MANUAL DE EMISSÃO DE NFS-e

MANUAL DE EMISSÃO DE NFS-e MANUAL DE EMISSÃO DE NFS-e 130729 SUMÁRIO EMISSÃO DE NFS-E... 2 NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA... 2 ACESSANDO O SISTEMA... 2 ACESSO AO SISTEMA... 3 SELEÇÃO DA EMPRESA... 4 CONFERÊNCIA DOS DADOS E EMISSÃO

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE MARINGÁ MANUAL DO USUÁRIO ACESSO AO SISTEMA

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE MARINGÁ MANUAL DO USUÁRIO ACESSO AO SISTEMA O ISS-e é um sistema completo de gestão do ISS do Município de Maringá, composto pelos módulos de: - NFS-e (Nota Fiscal de Serviços Eletrônica) - DMS-e (Declaração Mensal de Serviços Eletrônica) - AIDF-e

Leia mais

- GUIA DO EMPRESÁRIO -

- GUIA DO EMPRESÁRIO - - GUIA DO EMPRESÁRIO - NF ELETRONICA SIMPLES NACIONAL MUNICIPIO DE SÃO PAULO Planeta Contábil 2008 Todos os Direitos Reservados (www.planetacontabil.com.br) 1/11 Este é um roteiro para emissão de NF-eletronica.

Leia mais

Espaço do Coordenador

Espaço do Coordenador Espaço do Coordenador Guia de utilização Versão 2.5 PARTE 6: Pedidos de pessoal 2 SUMÁRIO 8.4 PEDIDOS DE PESSOAL... 6 8.4.1 CLT... 7 8.4.2 ESTAGIÁRIO... 17 8.4.3 AUTÔNOMO... 26 8.4.4 VALE ALIMENTAÇÃO/REFEIÇÃO...

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Sumário: Tópico: Página: 2 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CARIACICA Secretaria Municipal de Finanças MANUAL DE UTILIZAÇÃO. Sistema de Nota Fiscal Eletrônica - NFe

PREFEITURA MUNICIPAL DE CARIACICA Secretaria Municipal de Finanças MANUAL DE UTILIZAÇÃO. Sistema de Nota Fiscal Eletrônica - NFe MANUAL DE UTILIZAÇÃO Sistema de Nota Fiscal Eletrônica - NFe MARÇO DE 2014 TÍTULO CÓDIGO DATA MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE NFe RGD-CDS-003 20/03/2014 DOC. RELACIONADOS --- VERSÃO 1.1 ELABORAÇÃO RENAN

Leia mais

Quem tem conhecimento vai pra frente

Quem tem conhecimento vai pra frente blogdosempreendedores.com.br facadiferente.sebrae.com.br contabilidadeschmitt.com.br Fotos: Produtos do Projeto Gemas e Joias do Sebrae-PA Livro Artesanato- Um negócio genuinamente brasileiro (Sebrae,

Leia mais

Manual do Usuário ipedidos MILI S.A. - D.T.I.

Manual do Usuário ipedidos MILI S.A. - D.T.I. Manual do Usuário ipedidos MILI S.A. - D.T.I. MILI S.A. - D.T.I. Índice 1 ACESSANDO O PORTAL IPEDIDOS... 3 1.1 Login...5 1.2 Tela Principal, Mensagens e Atendimento On-line...6 2 CADASTRAR... 10 2.1 Pedido...10

Leia mais

Índice Declarações Online. 1.0 Instituições Financeiras 1.1 Acessar Sistema 1.2 Cadastro de Instituições Financeiras (CIF) 1.

Índice Declarações Online. 1.0 Instituições Financeiras 1.1 Acessar Sistema 1.2 Cadastro de Instituições Financeiras (CIF) 1. Índice Declarações Online 1.0 Instituições Financeiras 1.1 Acessar Sistema 1.2 Cadastro de Instituições Financeiras (CIF) 1.3 Consulta do CIF 2.0 Operadoras de Crédito 2.1 Acessar Sistema 2.2 Cadastro

Leia mais

..:Sgi-Plus:.. Manual completo do sistema de vendas Sgi-plus. Site..: http:// www.giovaneinformatica.com.br

..:Sgi-Plus:.. Manual completo do sistema de vendas Sgi-plus. Site..: http:// www.giovaneinformatica.com.br ..:Sgi-Plus:.. Manual completo do sistema de vendas Sgi-plus Site..: http:// www.giovaneinformatica.com.br E-mail..: suporte@giovaneinformatica.com.br 1-) CADASTRANDO DE PRODUTOS -Detalhes da tela -Salvando

Leia mais

Questões legais da constituição da Empresa

Questões legais da constituição da Empresa Questões legais da constituição da Empresa 1 Escolha do tipo societário O novo Código Civil (2002), alterou os tipos societários anteriormente existentes Agora há três grupos distintos de tipo societário:

Leia mais

EMISSAO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA MUNICÍPIO DE CAMPINAS

EMISSAO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA MUNICÍPIO DE CAMPINAS EMISSAO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA MUNICÍPIO DE CAMPINAS Para emissão de nota fiscal de serviço eletrônica (NFSE), a empresa deverá utilizar o internet explorer versão 6.0 ou superior. Deverá também desabilitar

Leia mais