Rede Brasileira de Alimentação e Nutrição do Escolar

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Rede Brasileira de Alimentação e Nutrição do Escolar"

Transcrição

1 PAG. 01 * Conferência Magistral Agricultura Familiar e Desenvolvimento Rural Objetivo: Debater as relações entre agricultura familiar e desenvolvimento rural sob a perspectiva das políticas públicas. Data: 03/12/2008 Local: Auditório do Bloco A da Esplanada dos Ministérios (Brasília-DF) Informações: (61) / * 34º Encontro de Capacitação para Conselheiros de Alimentação Escolar em Vitória (ES). Data: 04/12/2008 Local: Superintendência de Varejo e Governo do Espírito Santo (Auditório) Praça Pio XII, 30 - Vitória -ES. Informações: (11) Balanço do IV Encontro Nacional de Alimentação Escolar Uma Homenagem aos participantes do encontro. Pag:02 * XXIX CIBRAN Produção Agrícola, Alimentação, Nutrição e Biotecnologia, problemas e desafios Objetivo: Informar, promover intercambio e integração de pesquisadores da área de alimentação, nutrição, envolvida com diferentes aspectos nutricionais, desde a produção de alimentos ao consumo alimentar, incluindo aspectos sociais, culturais e biológicos. Data: 04 a 06/12/2008 Local: Vila Galé Resort, Praia do Futuro/ Fortaleza CE Informações: (85) / Lei da Alimentação Escolar está no Senado Federal Depois de ter sido aprovado na Câmara, o PL recebe apoio de Senadores. Pag:04 * Reunião - Alimentação Escolar e Agricultura Familiar Data: 09/12/2008 Local: Auditório Pro Rural Pernambuco/PE Informações: (81) * Prêmio Gestor Eficiente da Merenda Escolar 2008 Data: 10/12/2008 Local: Brasília/ DF Informações: E n c o n t r o e m N a t a l u n i u conhecimento em Alimentação Escolar de países da América Latina, Caribe e da CPLP. Trocar experiências em Alimentação Escolar para garantir a saúde das próximas gerações. Pag:05 Ação Fome Zero premia prefeituras que se destacaram em oferecer merenda de qualidade 24 prefeituras serão premiadas por boa gestão na Alimentação Escolar. Pag:06

2 PAG. 02 Balanço do IV Encontro Nacional de Alimentação Escolar A realização do encontro que teve como proposta avaliar a ações do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) no período 2003/ 2008 e a traçar seus rumos para 2009 e 2010 pode sem dúvida, ser considerada como tendo sido um sucesso. Na opinião dos participantes questionados pela REBRAE, o evento foi considerado muito bom ou tendo superado as expectativas de quem viveu quatro dias imersos na realidade da AE tão diversa e tão fundamental em cada região do país. E não foi pouca gente reunida no hotel Praia Mar, em Natal. Os setecentos participantes previstos, incluindo convidados nacionais e internacionais, palestrantes, secretários de educação, prefeitos, coordenadores pedagógicos, professores, conselheiros do CAE e merendeiros, participaram intensamente das mesas redondas e colóquios programados pela organização do evento teve um saldo positivo palavra de quem perguntou e ouviu os relatos dos participantes. Apesar da praia a poucos metros do local do evento e das demais atrações da capital do Rio Grande do Norte, pouca gente arredou pé do local, seja ouvindo ou discutindo as mais variadas questões suscitadas pelo encontro, como a crise mundial de alimentos e o cumprimento dos objetivos para o desenvolvimento do milênio e o PNAE, mesa redonda que abriu o encontro na quarta-feira (26), a importância do controle social, reforçada em palestras e experiências de estados e municípios, contribuiu até para um movimento liderado por conselheiros de estados do Sul e Sudeste e que culminou em uma moção de repúdio à terceirização da Alimentação Escolar e assinada por quase 300 pessoas. A presença de mulheres fortes e batalhadoras mostrou que além de sonhar, é preciso acreditar e ir atrás do sonho de uma sociedade melhor e mais justa. A mesa redonda, coordenada pela pernambucana Sônia Lucena, com as falas da paulista Cristina Gaglianone, emocionaram o público que viu que a alimentação saudável nas escolas é possível, que aliar a parte técnica com o envolvimento humano é fundamental para que não apenas o público alvo, os alunos, sejam beneficiados, mas toda uma comunidade. Uma outra baiana encerrou a mesa redonda, Albaneide Peixinho, primeira nutricionista a dirigir o PNAE em seus 54 anos de existência, falou da história do Programa, o que ele foi e poderá ser. Ela listou uma série de desafios, o maior deles para ela garantir o PNAE como um programa de Direitos Humanos e não como um programa assistencialista de merenda escolar, para isso, Albaneide aposta na aprovação do PL da Alimentação Escolar, que já está no Senado e conta com apoio de seu presidente, Senador Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN), Cícero Lucena (PSDB-PB) e Cristovam Buarque (PDT-DF). A articulação que se planeja na casa é a mesma da Câmara, ser aprovado integralmente, garantindo alimentação escolar saudável para todo o ensino básico e ensino médio, criando um ambiente sustentável por meio da produção e compra direta da agricultura familiar. Encontro encerrado, ao som da Aquarela do Brasil, com a participação de quem muito se sacrificou para chegar a Natal. Barco, ônibus ou avião, alguns utilizaram os três meios de transportes e gastaram mais de dois dias para chegar ao Encontro do PNAE. O exemplo de uma mãe do Acre, que levou seu bebê para todas as plenárias e colóquios que foram possíveis assistir, eram seis por dia 18 no total, ficou na memória daqueles que viram que tudo é possível quando se quer. Grupos de pessoas de municípios e estados que se dividiam para não perder nenhuma discussão, exemplos de compromisso com o que fazem e com o dinheiro público. O espaço não cabe o tanto que se viu, mas ficam na memória intelectual e afetiva de quem foi e vivenciou um encontro que serviu para fortalecer a convicção de que depende de nós a garantia da alimentação dos cidadãos mais jovens deste país.

3 PAG. 03 Não à toa, tivemos a presença de representantes de doze países no encontro, da FAO e outros organismos e entidades internacionais, como a FIAN, LA RAE e do embaixador do Brasil em Roma, José Antônio Marcondes, brasileiros que defendem o direito humano à alimentação. Nós da REBRAE homenageamos em nome do presidente do FNDE, Daniel Balaban, e da coordenadora geral do PNAE, Albaneide Peixinho, a todos os que possibilitaram a realização deste encontro em Natal. A coordenadora dos eventos, Alaíde Nascimento e equipe, palestrantes convidados, representantes dos 12 países, Madrigal da Universidade do Rio Grande do Norte, Sílvia, intérprete do Hino Nacional e demais participantes. Fonte: Rebrae

4 Lei da Alimentação Escolar está no Senado Federal Depois de ter sido aprovado no dia 5 de novembro, na Câmara dos Deputados, o Projeto de Lei da Alimentação Escolar foi encaminhado ao Senado Federal onde poderá ser apreciado com pedido de urgência feito pelo Presidente do Senado Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN). A estratégia é que a votação do Projeto de Lei da Câmara, agora no Senado como PLC 178/2008, passe pelas Comissões do Senado simultaneamente, processo chamado de tramitação conjunta. Com isso, o PL não precisaria ser votado em uma comissão por vez, assim, acelerando a aprovação para que a lei entre em vigor no início de A principal meta da coordenação do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e dos movimentos sociais envolvidos com Segurança Alimentar e Nutricional é garantir o direito humano à alimentação saudável a todo o ensino básico e garantir sustentabilidade ao programa por meio do fortalecimento da agricultura familiar, já que o Projeto de Lei estabelece o mínimo 30% dos recursos do PNAE para a compra direta deste setor da economia rural. Para isso, conta com o apoio da sociedade civil, nutricionistas e toda a comunidade escolar. O Projeto de Lei tem como relator na Comissão de Constituição e Justiça do Senado (CCJ) o senador Francisco Dornelles (PP-RJ), que já conta com o apoio do Senador Cícero Lucena (PSDB-PB) e Cristovam Buarque (PDT-DF). Depois de aprovado no Senado Federal, o Projeto deve seguir para ser sancionado pelo Presidente da República. Fonte: REBRAE PAG. 04

5 PAG. 05 Encontro em Natal uniu conhecimento em Alimentação Escolar de países da América Latina, Caribe e da CPLP Trocar experiências em Alimentação Escolar para garantir a saúde das próximas gerações. Este foi um dos objetivos do workshop e do seminário internacional promovidos pelo Trust Fund, Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) e Rede de Alimentação Escolar para a América Latina (LA-RAE), antes do IV Encontro Nacional de Alimentação Escolar, realizado de 25 a 28 de novembro em Natal, Rio Grande do Norte. As reuniões serviram para que representantes dos países avaliassem os programas de alimentação escolar local e, assim, possam absorver mais conhecimento do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). O diretor-executivo da LA-RAE no Chile, Manuel Espinoza, enfatizou que foi importante conhecer os fenômenos que caracterizam a Alimentação Escolar nos países que participaram do evento e que estas referências poderão ser adaptadas às suas políticas de Alimentação Escolar. Sabemos que a América Latina tem grande deficiência na cultura nutricional das crianças e principalmente escolares, nós estamos preocupados em acabar com esse problema na região. Presente no encontro, o Embaixador do Brasil em Roma e representante brasileiro em Fóruns Multilaterais, José Marcondes de Carvalho afirmou que o Brasil tem conhecimento acumulado em Alimentação e Nutrição do Escolar e quer compartilhar com estes países a sua experiência. De acordo com o embaixador, não existe projetos fechados que não precise de melhorias e o Brasil quer fazer uma audição das políticas de Alimentação Escolar nestes países para que se possa abrir outras janelas de informação. De acordo com o Presidente do FNDE, Daniel Balaban, o Brasil está colocando à disposição destes países toda sua experiência, para que eles possam desenvolver seus próprios programas de Alimentação Escolar de acordo com as necessidades de cada país. Os países participantes do evento foram: Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Guiné Bissau, Haiti, Bolívia, Chile, Nicarágua, Guatemala, Colômbia, Timor Leste e Itália. Fonte: REBRAE

6 PAG. 06 Ação Fome Zero premia prefeituras que se destacaram em oferecer merenda de qualidade Pensando na importância da merenda escolar, a ONG Ação Fome Zero realiza a 5ª edição Prêmio Gestor Eficiente da Merenda Escolar. Este ano chegou-se ao número recorde de municípios inscritos e 24 premiados. A cerimônia de premiação das prefeituras que se destacaram por desempenhar uma boa gestão do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) em 2007 ocorrerá no dia 10 de dezembro de 2008, ao meio dia no Hotel Brasília Alvorada, em Brasília (DF). A cerimônia acontecerá com a presença do senhor Luiz Inácio Lula da Silva, presidente da República, da senhora Marisa Letícia Lula da Silva, presidente de honra da Ação Fome Zero, de ministros de Estado e outras autoridades, além de empresários associados à Ação Fome Zero. As prefeituras premiadas e suas categorias serão conhecidas durante a cerimônia. Para milhões de crianças no Brasil a merenda escolar é a principal refeição do dia. A alimentação escolar de qualidade contribui para a promoção da segurança alimentar das crianças e jovens do Brasil, além de ser um instrumento fundamental para a recuperação de hábitos alimentares saudáveis. Os recursos públicos direcionados à merenda escolar, quando adequadamente aplicados, podem gerar riqueza e desenvolvimento para a região. Uma merenda saudável e nutritiva é a base para o crescimento das gerações que construirão o futuro deste país. Mais informações: Fonte: Ação Fome Zero

PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR

PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR FNDE MEC PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR Atendimento universal Território de 8,5 milhões de km2 27 estados 5.569 municípios 170.000 escolas 47 milhões de alunos 130 milhões de refeições servidas

Leia mais

Programa Nacional de Alimentação Escolar/PNAE

Programa Nacional de Alimentação Escolar/PNAE Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Programa Nacional de Alimentação Escolar/PNAE Atualizações com base na Lei 11.947/2009 Alaíde Oliveira do Nascimento Coordenadora de fomento ao Controle Social

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO. Rede Brasileira de Alimentação e Nutrição do Escolar. Participação da sociedade garante a boa execução do PNAE.

BOLETIM INFORMATIVO. Rede Brasileira de Alimentação e Nutrição do Escolar. Participação da sociedade garante a boa execução do PNAE. PAG. 01 O Boletim Eletrônico da Rebrae é uma publicação informativa da Rede Brasileira de Alimentação e Nutrição do Escolar, que tem entre seus objetivos disseminar as ações relativas à segurança alimentar

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR - PNAE. Eduardo Manyari Coordenação Geral do PNAE

PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR - PNAE. Eduardo Manyari Coordenação Geral do PNAE PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR - PNAE Eduardo Manyari Coordenação Geral do PNAE Definição da Alimentação Escolar Entende-se por alimentação escolar todo alimento oferecido no ambiente escolar,

Leia mais

SEMINÁRIO BRASIL-ARGENTINA RUMO À RIO+20: UM DIÁLOGO SOBRE O FUTURO DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Buenos Aires, 9 a 11 de novembro de 2011

SEMINÁRIO BRASIL-ARGENTINA RUMO À RIO+20: UM DIÁLOGO SOBRE O FUTURO DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Buenos Aires, 9 a 11 de novembro de 2011 SEMINÁRIO BRASIL-ARGENTINA RUMO À RIO+20: UM DIÁLOGO SOBRE O FUTURO DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Buenos Aires, 9 a 11 de novembro de 2011 PROGRAMA PRELIMINAR DIA 1 (09/11) 09h30-09h50 ABERTURA. Reitor

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA PARA AVALIAÇÃO EXTERNA DO PROJETO EDUCANDO COM A HORTA ESCOLAR 1. Breve Histórico do Projeto de Cooperação Técnica

Leia mais

3º Congresso Internacional de Alimentação Escolar para a América Latina e Caribe.

3º Congresso Internacional de Alimentação Escolar para a América Latina e Caribe. 3º Congresso Internacional de Alimentação Escolar para a América Latina e Caribe. Local: Recife Palace Lucsim Hotel - Recife PE Data: 28, 29, 30 e 31 de outubro de 2007 Dia 28/10 Pré-encontros científicos

Leia mais

Iniciativas Futuro Verde" do Japão

Iniciativas Futuro Verde do Japão 1. Compreensão Básica Iniciativas Futuro Verde" do Japão 1. Nas condições atuais, em que o mundo está enfrentando diversos problemas, como o crescimento populacional, a urbanização desordenadas, a perda

Leia mais

CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINALIDADES

CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINALIDADES REGIMENTO INTERNO 1 Define as regras de funcionamento da 3ª Conferência Nacional de Economia solidária, convocada pela Resolução n 5, do Conselho Nacional de Economia Solidária, de 19 de junho de 2013.

Leia mais

IX Colóquio Os Direitos Humanos na Ordem do Dia: Jovens e Desenvolvimento - Desafio Global. Grupo Parlamentar Português sobre População e

IX Colóquio Os Direitos Humanos na Ordem do Dia: Jovens e Desenvolvimento - Desafio Global. Grupo Parlamentar Português sobre População e IX Colóquio Os Direitos Humanos na Ordem do Dia: Jovens e Desenvolvimento - Desafio Global Grupo Parlamentar Português sobre População e Cumprimentos: Desenvolvimento Assembleia da República 18 de Novembro

Leia mais

Com-Vida. Comissão de Meio Ambiente e Qualidade de Vida

Com-Vida. Comissão de Meio Ambiente e Qualidade de Vida Com-Vida Comissão de Meio Ambiente e Qualidade de Vida Com-Vida Comissao de Meio Ambiente e Qualidade de Vida Depois de realizar a Conferência... Realizada a Conferência em sua Escola ou Comunidade, é

Leia mais

TEMÁRIO PROVISÓRIO ANOTADO

TEMÁRIO PROVISÓRIO ANOTADO Distr. LIMITADA LC/L.3659(CRM.12/2) 2 de agosto de 2013 PORTUGUÊS ORIGINAL: ESPANHOL Décima Segunda Conferência Regional sobre a Mulher da América Latina e do Caribe Santo Domingo, 15 a 18 de outubro de

Leia mais

CME BOA VISTA ESTADO DE RORAIMA PREFEITURA MUNIPAL DE BOA VISTA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

CME BOA VISTA ESTADO DE RORAIMA PREFEITURA MUNIPAL DE BOA VISTA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CME BOA VISTA ESTADO DE RORAIMA PREFEITURA MUNIPAL DE BOA VISTA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO RELATO DE EXPERIÊNCIAS ENCONTRO DE CAPACITAÇÃO DE CONSELHEIROS

Leia mais

QUEM SOMOS VISÃO MISSÃO HISTÓRICO BRIEF INSTITUCIONAL 2013

QUEM SOMOS VISÃO MISSÃO HISTÓRICO BRIEF INSTITUCIONAL 2013 BRIEF INSTITUCIONAL 2013 QUEM SOMOS TETO é uma organização presente na América Latina e no Caribe, que busca superar a situação de pobreza em que vivem milhões de pessoas nos assentamentos precários, através

Leia mais

Programa de Parceira Brasil-OIT para a Promoção da Cooperação Sul-Sul VI Reunião Anual Programa de Cooperação Sul-Sul Brasil-OIT

Programa de Parceira Brasil-OIT para a Promoção da Cooperação Sul-Sul VI Reunião Anual Programa de Cooperação Sul-Sul Brasil-OIT VI Reunião Anual Programa de Cooperação Sul-Sul Brasil-OIT Brasília, 16 de maio de 2012 Março/2009: definição do marco jurídico e institucional do Programa de Parceria: Ajuste Complementar assinado pelo

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA REUNIÃO DOS MINISTROS DA SAÚDE DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA - CPLP

REGIMENTO INTERNO DA REUNIÃO DOS MINISTROS DA SAÚDE DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA - CPLP REGIMENTO INTERNO DA REUNIÃO DOS MINISTROS DA SAÚDE DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA - CPLP A Reunião dos Ministros da Saúde da CPLP tendo em consideração: A sua qualidade de órgão da CPLP,

Leia mais

Mobilização e Participação Social no

Mobilização e Participação Social no SECRETARIA-GERAL DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Mobilização e Participação Social no Plano Brasil Sem Miséria 2012 SUMÁRIO Introdução... 3 Participação

Leia mais

Solidariedade - É uma empatia fundamental com as causas das famílias mais excluídas, que nos move a # querer estar e trabalhar junto com elas.

Solidariedade - É uma empatia fundamental com as causas das famílias mais excluídas, que nos move a # querer estar e trabalhar junto com elas. BRIEF INSTITUCIONAL 2015 QUEM SOMOS TETO é uma organização presente na América Latina e no Caribe, que busca superar a situação de pobreza em que vivem milhões de pessoas nos assentamentos precários, através

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 1. Palestras informativas O que é ser voluntário Objetivo: O voluntariado hoje, mais do que nunca, pressupõe responsabilidade e comprometimento e para que se alcancem os resultados

Leia mais

Solidariedade - É uma empatia fundamental com as causas das famílias mais excluídas, que nos move a # querer estar e trabalhar junto com elas.

Solidariedade - É uma empatia fundamental com as causas das famílias mais excluídas, que nos move a # querer estar e trabalhar junto com elas. BRIEF COMERCIAL 2015 QUEM SOMOS TETO é uma organização presente na América Latina e no Caribe, que busca superar a situação de pobreza em que vivem milhões de pessoas nos assentamentos precários, através

Leia mais

FOME ZERO. O papel do Brasil na luta global contra a fome e a pobreza

FOME ZERO. O papel do Brasil na luta global contra a fome e a pobreza FOME ZERO O papel do Brasil na luta global contra a fome e a pobreza Seminário Internacional sobre Seguro de Emergência e Seguro Agrícola Porto Alegre, RS -- Brasil 29 de junho a 2 de julho de 2005 Alguns

Leia mais

III PRÊMIO PARAÍBA ABRAÇA ODM

III PRÊMIO PARAÍBA ABRAÇA ODM III PRÊMIO PARAÍBA ABRAÇA ODM Faça parte desse abraço A Fundação Solidariedade ponto focal do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento,braço social do Sistema Correio de Comunicação, é uma Associação

Leia mais

REDE DE INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO EM SAÚDE DA COMUNIDADE DE PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA EM IST, VIH E SIDA (RIDES IST - SIDA CPLP)

REDE DE INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO EM SAÚDE DA COMUNIDADE DE PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA EM IST, VIH E SIDA (RIDES IST - SIDA CPLP) REDE DE INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO EM SAÚDE DA COMUNIDADE DE PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA EM IST, VIH E SIDA (RIDES IST - SIDA CPLP) 1 REDE DE INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO EM SAÚDE DA COMUNIDADE DE

Leia mais

Secretaria de Desenvolvimento Territorial - Notícias Territoriais Nº 35

Secretaria de Desenvolvimento Territorial - Notícias Territoriais Nº 35 Notícias em Destaque >> No domingo (13) teve início, no Rio de Janeiro (RJ), o seminário Construção do Sistema Nacional de Comércio Justo e Solidário. O evento foi promovido pela Articulação Nacional de

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE SÃO TIAGO-MG CADASTRO NACIONAL DE ESTABELECIMENTO DE SAÚDE: 6627803

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE SÃO TIAGO-MG CADASTRO NACIONAL DE ESTABELECIMENTO DE SAÚDE: 6627803 REGULAMENTO VI CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE SÃO TIAGO CAPITULO I DA REALIZAÇÃO Art. 1º A VI Conferência Municipal de Saúde de São Tiago é convocada e presidida pelo Prefeito Municipal e, na sua ausência

Leia mais

Direito Humano à Alimentação Adequada Papel da Sociedade Civil

Direito Humano à Alimentação Adequada Papel da Sociedade Civil Direito Humano à Alimentação Adequada Papel da Sociedade Civil Conferencia Interparlamentaria sobre Derecho a la Seguridad Alimentaria Ciudad de Panamá 3 y 4 de septiembre Direito Humano a Alimentação

Leia mais

Fórum de Diálogo IBAS

Fórum de Diálogo IBAS Fórum de Diálogo IBAS, e do Sul Integração SUL-SUL Fórum de Mulheres FÓRUM De DIÁLOGO IBAS, e do Sul O Fórum IBAS é uma iniciativa trilateral entre, e do Sul, desenvolvida para promover a cooperação Sul-

Leia mais

MENSAGEM Nº 110, DE 2007

MENSAGEM Nº 110, DE 2007 COMISSÃO DE RELAÇÕES EXTERIORES E DE DEFESA NACIONAL MENSAGEM Nº 110, DE 2007 Submete à consideração do Congresso Nacional, o texto do Memorando de Entendimento sobre Cooperação Trilateral em Agricultura

Leia mais

4. Trata-se de uma estratégia complementar à cooperação Norte-Sul e que não tem o objetivo de substituí-la.

4. Trata-se de uma estratégia complementar à cooperação Norte-Sul e que não tem o objetivo de substituí-la. VI REUNIÃO PARDEV 17/5/2012 Fala abertura Laís Abramo 1. A Cooperação Sul Sul é um importante e estratégico instrumento de parceria (partnership) para o desenvolvimento, capaz de contribuir para o crescimento

Leia mais

XV Marcha a Brasília em defesa dos municípios

XV Marcha a Brasília em defesa dos municípios XV Marcha a Brasília em defesa dos municípios XV Marcha a Brasília em defesa dos municípios 1.Programação 2.Problemas 3.Possíveis anúncios (retirado) 4.Produtos Programação Tema: O Poder local na construção

Leia mais

Regulamento para a participação do Seminário Nordestino de Educação Popular e Economia Solidária

Regulamento para a participação do Seminário Nordestino de Educação Popular e Economia Solidária Regulamento para a participação do Seminário Nordestino de Educação Popular e Economia Solidária 1. Evento 1.2. Temática, data e local 2. Programação 2.1. Programação artístico-cultural e de lazer à noite

Leia mais

Plataforma de Cooperação da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) na Área Ambiental

Plataforma de Cooperação da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) na Área Ambiental Plataforma de Cooperação da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) na Área Ambiental I. Contexto Criada em 1996, a reúne atualmente oito Estados Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique,

Leia mais

O Programa de Fortalecimento Institucional para a Igualdade de Gênero e Raça, Erradicação da Pobreza e Geração de Emprego - GRPE

O Programa de Fortalecimento Institucional para a Igualdade de Gênero e Raça, Erradicação da Pobreza e Geração de Emprego - GRPE O Programa de Fortalecimento Institucional para a Igualdade de Gênero e Raça, Erradicação da Pobreza e Geração de Emprego - GRPE Marcia Vasconcelos - OIT Reunión de Especialistas Género, Probreza, Raza,

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2003

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2003 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2003 1. Palestras informativas O que é ser voluntário Objetivo: O voluntariado hoje, mais do que nunca, pressupõe responsabilidade e comprometimento e para que se alcancem os resultados

Leia mais

Edital de Seleção. Edital de seleção PROGRAMA DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA E PROGRAMA JOVENS PESQUISADORES para organizações da sociedade civil

Edital de Seleção. Edital de seleção PROGRAMA DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA E PROGRAMA JOVENS PESQUISADORES para organizações da sociedade civil Edital de seleção PROGRAMA DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA E PROGRAMA JOVENS PESQUISADORES para organizações da sociedade civil Início das inscrições: 22 de fevereiro de 2013 Final das inscrições: 20 de março de

Leia mais

Programa Nacional de Alimentação Escolar. O papel da participação social para o sucesso do programa

Programa Nacional de Alimentação Escolar. O papel da participação social para o sucesso do programa Programa Nacional de Alimentação Escolar O papel da participação social para o sucesso do programa Referências do SISAN Princípios orientadores Direito humano à alimentação adequada Soberania alimentar

Leia mais

aprovado no Foro de Ministros de Meio Ambiente (2004-2006) para 2005-2007.

aprovado no Foro de Ministros de Meio Ambiente (2004-2006) para 2005-2007. PROGRAMA LATINO-AMERICANO E CARIBENHO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL ACORDOS PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA ESTRATÉGIA DO PLACEA: 2005-2007 1 (DOCUMENTO EM VERSÃO PRELIMINAR) Introdução: Os especialistas em Gestão Pública

Leia mais

Sucinta retrospectiva histórica do Comitê Estadual de Educação em Direitos Humanos de Goiás (CEEDH-GO)

Sucinta retrospectiva histórica do Comitê Estadual de Educação em Direitos Humanos de Goiás (CEEDH-GO) Goiânia, 23 de março de 2010. Sucinta retrospectiva histórica do Comitê Estadual de Educação em Direitos Humanos de Goiás (CEEDH-GO) Apesar da luta pela promoção e efetivação dos Direitos Humanos em nosso

Leia mais

PROJETO de Documento síntese

PROJETO de Documento síntese O Provedor de Justiça INSERIR LOGOS DE OUTRAS ORGANIZAÇÔES Alto Comissariado Direitos Humanos das Nações Unidas (ACNUDH) Provedor de Justiça de Portugal Ministério dos Negócios Estrangeiros de Portugal

Leia mais

O ensino e a cooperação na investigação para o turismo entre os países lusófonos: uma reflexão

O ensino e a cooperação na investigação para o turismo entre os países lusófonos: uma reflexão O ensino e a cooperação na investigação para o turismo entre os países lusófonos: uma reflexão Alexandre Panosso Netto Escola de Artes, Ciências e Humanidades Universidade de São Paulo Fábia Trentin Departamento

Leia mais

Curso de Economia Aplicada Para Profissionais de Comunicação

Curso de Economia Aplicada Para Profissionais de Comunicação Curso de Economia Aplicada Para Profissionais de Comunicação Tema: A Cooperação Brasileira para o Desenvolvimento Internacional (Cobradi) João Brígido Bezerra Lima Pesquisador do Ipea Coordenador do estudo

Leia mais

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org Este documento faz parte do Repositório Institucional do Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org Caras amigas e caros amigos Desde o início do ano, os movimentos e organizações sociais têm se manifestado

Leia mais

Carta da Indústria 2014 (PDF 389) (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/cartadaindstria_2.pdf)

Carta da Indústria 2014 (PDF 389) (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/cartadaindstria_2.pdf) www.cni.org.br http://www.portaldaindustria.com.br/cni/iniciativas/eventos/enai/2013/06/1,2374/memoria-enai.html Memória Enai O Encontro Nacional da Indústria ENAI é realizado anualmente pela CNI desde

Leia mais

GUIA DO PRÊMIO ODM BRASIL

GUIA DO PRÊMIO ODM BRASIL GUIA DO PRÊMIO ODM BRASIL 4ª Edição QUANDO O BRASIL SE JUNTA, TODO MUNDO GANHA. Secretaria-Geral da Presidência da República Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) Movimento Nacional

Leia mais

PROJETO interação FAMÍLIA x ESCOLA: UMA relação necessária

PROJETO interação FAMÍLIA x ESCOLA: UMA relação necessária PROJETO interação FAMÍLIA x ESCOLA: UMA relação necessária Apoio: Secretária municipal de educação de santo Afonso PROJETO INTERAÇÃO FAMÍLIA X ESCOLA: UMA RELAÇÃO NECESSÁRIA. É imperioso que dois dos principais

Leia mais

ACS Assessoria de Comunicação Social

ACS Assessoria de Comunicação Social DISCURSO DO MINISTRO DA EDUCAÇÃO, HENRIQUE PAIM Brasília, 3 de fevereiro de 2014 Hoje é um dia muito especial para mim. É um dia marcante em uma trajetória dedicada à gestão pública ao longo de vários

Leia mais

Documento referencial: uma contribuição para o debate

Documento referencial: uma contribuição para o debate Documento referencial: uma contribuição para o debate desenvolvimento integração sustentável participação fronteiriça cidadã 1. Propósito do documento O presente documento busca estabelecer as bases para

Leia mais

CONFERÊNCIAS NACIONAIS REALIZADAS (1941-2009)

CONFERÊNCIAS NACIONAIS REALIZADAS (1941-2009) Secretaria-Geral da Presidência da República Secretaria Nacional de Articulação Social 1 CONFERÊNCIA NACIONAL DE JUVENTUDE 1.1 1ª Conferência Nacional de Juventude 2 2.1 CONFERÊNCIA DE GAYS, LÉSBICAS,BISSEXUAIS,

Leia mais

DECRETO Nº 55.867, DE 23 DE JANEIRO DE 2015

DECRETO Nº 55.867, DE 23 DE JANEIRO DE 2015 Secretaria Geral Parlamentar Secretaria de Documentação Equipe de Documentação do Legislativo DECRETO Nº 55.867, DE 23 DE JANEIRO DE 2015 Confere nova regulamentação ao Conselho Municipal de Segurança

Leia mais

A Ministra do Meio Ambiente do Brasil, Senadora Marina Silva, apresentou a agenda para consideração dos participantes, tendo sido aprovada.

A Ministra do Meio Ambiente do Brasil, Senadora Marina Silva, apresentou a agenda para consideração dos participantes, tendo sido aprovada. II Reunião de Ministros de Meio Ambiente do MERCOSUL 8 de novembro de 2004, Brasília, Brasil Ata da Reunião nº 02/04 Realizou-se na cidade de Brasília, República Federativa do Brasil, no dia 8 de novembro

Leia mais

GRUPO DE TRABALHO CONTECC - CONGRESSO TÉCNICO-CIENTÍFICO DA ENGENHARIA E DA AGRONOMIA DO CONFEA

GRUPO DE TRABALHO CONTECC - CONGRESSO TÉCNICO-CIENTÍFICO DA ENGENHARIA E DA AGRONOMIA DO CONFEA ANEXO DE DECISÃO PL0261/ GRUPO DE TRABALHO CONTECC - CONGRESSO TÉCNICO-CIENTÍFICO DA ENGENHARIA E DA AGRONOMIA DO Inovação: Indispensável para a Geração de Riqueza e Desenvolvimento Nacional PLANO DE TRABALHO

Leia mais

ATUAÇÃO DA FAO NA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR

ATUAÇÃO DA FAO NA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR ATUAÇÃO DA FAO NA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR II Encontro Nacional de Experiências Inovadoras em Alimentação Escolar 50 ANOS Sr. José Tubino Representante da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação

Leia mais

PNAE: 50 ANOS DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR POLÍTICAS DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL

PNAE: 50 ANOS DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR POLÍTICAS DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL PNAE: 50 ANOS DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR POLÍTICAS DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL Francisco Menezes Pres. CONSEA LOSAN: Antecedentes Em 2004: 2a. Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional

Leia mais

COOPERAÇÃO SUL SUL INSPEÇÃO DO TRABALHO. Brasília, 7 de dezembro de 2010

COOPERAÇÃO SUL SUL INSPEÇÃO DO TRABALHO. Brasília, 7 de dezembro de 2010 COOPERAÇÃO SUL SUL SEMINARIO BOAS PRÁTICAS NA INSPEÇÃO DO TRABALHO Brasília, 7 de dezembro de 2010 ESQUEMA DA APRESENTAÇÃO 1. O que se entende por Cooperação Sul-Sul 2. Princípios da Cooperação Sul-Sul

Leia mais

Conselho de Alimentação Escolar

Conselho de Alimentação Escolar Conselho de Alimentação Escolar Controle Social no Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) Ana Luiza Scarparo Nutricionista Agente do PNAE Porto Alegre, 30 de setembro de 2014 Centros Colaboradores

Leia mais

PLANEJAMENTO FINANCEIRO E OS DESAFIOS PARA A EDUCAÇÃO A ATUAÇÃO DO IBCPF NESSE CONTEXTO

PLANEJAMENTO FINANCEIRO E OS DESAFIOS PARA A EDUCAÇÃO A ATUAÇÃO DO IBCPF NESSE CONTEXTO PLANEJAMENTO FINANCEIRO E OS DESAFIOS PARA A EDUCAÇÃO A ATUAÇÃO DO IBCPF NESSE CONTEXTO Gisele C. Andrade, CFP Rio de Janeiro, Dezembro de 2014 Licença do FPSB para promover a certificação CFP no Brasil

Leia mais

COMISSÃO DE EDUCAÇÃO E CULTURA. PROJETO DE LEI N o 3.534, DE 2012. PARECER REFORMULADO I RELATÓRIO

COMISSÃO DE EDUCAÇÃO E CULTURA. PROJETO DE LEI N o 3.534, DE 2012. PARECER REFORMULADO I RELATÓRIO COMISSÃO DE EDUCAÇÃO E CULTURA PROJETO DE LEI N o 3.534, DE 2012. Altera a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para fazer constar a exigência

Leia mais

PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA

PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA PROPOSTA DE AÇÃO Criar um fórum permanente onde representantes dos vários segmentos do poder público e da sociedade civil atuem juntos em busca de uma educação

Leia mais

VII CONGRESSO LATINO AMERICANO DE DIREITO FLORESTAL AMBIENTAL 11-14 AGOSTO/2009 CURITIBA - PARANÁ - BRASIL [APRESENTAÇÃO]

VII CONGRESSO LATINO AMERICANO DE DIREITO FLORESTAL AMBIENTAL 11-14 AGOSTO/2009 CURITIBA - PARANÁ - BRASIL [APRESENTAÇÃO] VII CNGRESS LATIN AMERICAN DE DIREIT FLRESTAL AMBIENTAL 11-14 AGST/2009 CURITIBA - PARANÁ - BRASIL APRESENTAÇÃ CNGRESS LATIN AMERICAN DE DIREIT FLRESTAL AMBIENTAL, será realizado na cidade de Curitiba

Leia mais

(II Conferência Nacional de Segurança Alimentar Nutricional, 2004)

(II Conferência Nacional de Segurança Alimentar Nutricional, 2004) 1 Segurança Alimentar e Nutricional Segurança alimentar é a realização do direito de todos ao acesso regular e permanente a alimentos de qualidade, em quantidade suficiente, sem comprometer o acesso a

Leia mais

Projeto Alvorada: ação onde o Brasil é mais pobre

Projeto Alvorada: ação onde o Brasil é mais pobre Projeto Alvorada: ação onde o Brasil é mais pobre N o Brasil há 2.361 municípios, em 23 estados, onde vivem mais de 38,3 milhões de pessoas abaixo da linha de pobreza. Para eles, o Governo Federal criou

Leia mais

I REUNIÃO DE MINISTROS DA ENERGIA DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA. Cascais, 23 de junho de 2015. Declaração de Cascais

I REUNIÃO DE MINISTROS DA ENERGIA DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA. Cascais, 23 de junho de 2015. Declaração de Cascais I REUNIÃO DE MINISTROS DA ENERGIA DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA Cascais, 23 de junho de 2015 Declaração de Cascais Os Ministros responsáveis pela Energia da Comunidade dos Países de Língua

Leia mais

TRADUÇÃO NÃO OFICIAL

TRADUÇÃO NÃO OFICIAL UNASUL/CMRE/RESOLUÇÃO/Nº 28/2012 MEDIANTE A QUAL É RESOLVIDO APRESENTAR PARA A APROVAÇÃO DO CONSELHO DE CHEFAS E CHEFES DE ESTADO E DE GOVERNO DA UNIÃO DAS NAÇÕES SUL-AMERICANAS A AGENDA DE AÇÕES PRIORITÁRIAS

Leia mais

VAMOS CUIDAR DO BRASIL COM AS ESCOLAS FORMANDO COM-VIDA CONSTRUINDO AGENDA 21AMBIENTAL NA ESCOLA

VAMOS CUIDAR DO BRASIL COM AS ESCOLAS FORMANDO COM-VIDA CONSTRUINDO AGENDA 21AMBIENTAL NA ESCOLA VAMOS CUIDAR DO BRASIL COM AS ESCOLAS FORMANDO COM-VIDA CONSTRUINDO AGENDA 21AMBIENTAL NA ESCOLA COM-VIDA Comissão de Meio Ambiente e Qualidade de Vida na Escola Criado a partir das deliberações da I Conferência

Leia mais

Painel 1: Agricultura e Segurança Alimentar e Nutricional

Painel 1: Agricultura e Segurança Alimentar e Nutricional Painel 1: Agricultura e Segurança Alimentar e Nutricional Relatora Elíria Alves Teixeira Engenheira Agrônoma, M.Sc. Coordenadora da Câmara Especializada de Agronomia CREA/GO Presidente do Colegiado de

Leia mais

REF: As pautas das crianças e adolescentes nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

REF: As pautas das crianças e adolescentes nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Brasília, Dezembro de 2015 Exma. Sra. Dilma Rousseff Presidente da República Federativa do Brasil Palácio do Planalto Gabinete da Presidência Praça dos Três Poderes, Brasília - DF, 70150-900. REF: As pautas

Leia mais

PRÊMIO AMBIENTAL É INCENTIVO ÀS BOAS PRÁTICAS AMBIENTAIS E AO DESENVOLVIMENTO TÉCNICO-GERENCIAL

PRÊMIO AMBIENTAL É INCENTIVO ÀS BOAS PRÁTICAS AMBIENTAIS E AO DESENVOLVIMENTO TÉCNICO-GERENCIAL PRÊMIO AMBIENTAL É INCENTIVO ÀS BOAS PRÁTICAS AMBIENTAIS E AO DESENVOLVIMENTO TÉCNICO-GERENCIAL Já estão abertas as inscrições para o 2º Benchmarking Ambiental Brasileiro no site: www.maisprojetos.com.br/bench.

Leia mais

PNAE Programa Nacional de Alimentação Escolar. Histórico e Perspectivas. - Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação

PNAE Programa Nacional de Alimentação Escolar. Histórico e Perspectivas. - Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação PNAE Programa Nacional de Alimentação Escolar Histórico e Perspectivas HISTÓRICO Década de 30 - surgiu as caixas escolaresiniciativa particular assistencialista Década de 40 Proposta do Instituto de Nutrição

Leia mais

Planos Municipais de Educação

Planos Municipais de Educação Planos Municipais de Educação Ciclo de Seminários da UNDIME Florianópolis, 10 de setembro de 2014 Oficina PME/UNDIME HISTÓRICO 1932 Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova, foi marco inaugural do projeto

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL HENRIQUE DINIZ, SISTEMA PIAGET DE ENSINO, COLÉGIO MAXIMUS - PALMARES

ESCOLA ESTADUAL HENRIQUE DINIZ, SISTEMA PIAGET DE ENSINO, COLÉGIO MAXIMUS - PALMARES Jovens protagonistas NA POLÍTICA fazem história Neste ano de 2013, o Projeto Parlamento Jovem de Belo Horizonte contou com a participação de quatro escolas: ESCOLA ESTADUAL HENRIQUE DINIZ, SISTEMA PIAGET

Leia mais

3º SENARC. Juliano Gruber Presidente do SIERC RS/SC. Seminário Nacional de Refeições para a Coletividade da Região Sul EDITORIAL

3º SENARC. Juliano Gruber Presidente do SIERC RS/SC. Seminário Nacional de Refeições para a Coletividade da Região Sul EDITORIAL Edição 11/2015 3º SENARC Seminário Nacional de Refeições para a Coletividade da Região Sul EDITORIAL CCaros associados do SIERC-RS/SC, parceiros e leitores, é com muita satisfação que neste mês transformamos

Leia mais

Rio de Janeiro, 5 de Dezembro de 2003

Rio de Janeiro, 5 de Dezembro de 2003 Intervenção de Sua Excelência a Ministra da Ciência e do Ensino Superior, na II Reunião Ministerial da Ciência e Tecnologia da CPLP Comunidade dos Países de Língua Portuguesa Rio de Janeiro, 5 de Dezembro

Leia mais

ERRATA: Na página 5, onde se lê relevar nenhuma das tentações, leiase reavivar nenhuma das tentações.

ERRATA: Na página 5, onde se lê relevar nenhuma das tentações, leiase reavivar nenhuma das tentações. ERRATA: Na página 5, onde se lê relevar nenhuma das tentações, leiase reavivar nenhuma das tentações. Declaração à imprensa da Presidenta da República, Dilma Rousseff, após a VI Reunião de Cúpula Brasil-União

Leia mais

SE-CAISAN Secretaria-Executiva da Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional

SE-CAISAN Secretaria-Executiva da Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional RELATO DA 9ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO COMITÊ TÉCNICO DA ESTRATÉGIA DA PREVENÇÃO E CONTROLE DA OBESIDADE DA CAISAN DATA: 16 de julho de 2015 HORÁRIO: 10h00 às 12h00 LOCAL: Ministério do Desenvolvimento Social

Leia mais

PROJETO IBERO-AMERICANO PARA A EDUCAÇÃO EM VALORES E CIDADANIA POR MEIO DO ESPORTE:

PROJETO IBERO-AMERICANO PARA A EDUCAÇÃO EM VALORES E CIDADANIA POR MEIO DO ESPORTE: PROJETO IBERO-AMERICANO PARA A EDUCAÇÃO EM VALORES E CIDADANIA POR MEIO DO ESPORTE: Copa do mundo, o mundo em sua escola BRASIL 1 TITULO DO PROJETO: Copa do mundo, o mundo em sua escola PAÍSES PARTICIPANTES:

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome MDS Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SESAN

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome MDS Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SESAN Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome MDS Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SESAN Fórum de debates sobre a pobreza e a segurança alimentar Campinas, 13 de outubro

Leia mais

Art. 1º Fica aprovado, na forma do Anexo, o Regimento Interno do Conselho Nacional de Arquivos - CONARQ. JOSÉ EDUARDO CARDOZO ANEXO

Art. 1º Fica aprovado, na forma do Anexo, o Regimento Interno do Conselho Nacional de Arquivos - CONARQ. JOSÉ EDUARDO CARDOZO ANEXO PORTARIA Nº 2.588, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2011 Aprova o Regimento Interno do Conselho Nacional de Arquivos O MINISTRO DE ESTADO DA JUSTIÇA, no uso de suas atribuições previstas nos incisos I e II do parágrafo

Leia mais

FÓRUM MUNDIAL DE DIREITOS HUMANOS. Data: 10 a 13 de Dezembro de 2013 Local: Brasília

FÓRUM MUNDIAL DE DIREITOS HUMANOS. Data: 10 a 13 de Dezembro de 2013 Local: Brasília FÓRUM MUNDIAL DE DIREITOS HUMANOS Data: 10 a 13 de Dezembro de 2013 Local: Brasília Nome do Evento: Fórum Mundial de Direitos Humanos Tema central: Diálogo e Respeito às Diferenças Objetivo: Promover um

Leia mais

Oficinas C Diálogo e atualização: metas do encontro de atualização apacitar, dialogar e atualizar. Essas foram as três metas principais do projeto Encontro de Atualização Administrativa, realizado pelo

Leia mais

MEDIDA PROVISÓRIA Nº 416, DE 2008

MEDIDA PROVISÓRIA Nº 416, DE 2008 MEDIDA PROVISÓRIA Nº 416, DE 2008 NOTA DESCRITIVA FEVEREIRO/2008 Nota Descritiva 2 2008 Câmara dos Deputados. Todos os direitos reservados. Este trabalho poderá ser reproduzido ou transmitido na íntegra,

Leia mais

PRESIDÊNCIA GRUPO DE MULHERES PARLAMENTARES DAS AMÉRICAS DO FIPA

PRESIDÊNCIA GRUPO DE MULHERES PARLAMENTARES DAS AMÉRICAS DO FIPA RELATÓRIO 2009-2011 PRESIDÊNCIA GRUPO DE MULHERES PARLAMENTARES DAS AMÉRICAS DO FIPA Linda Machuca Moscoso Membro da Assembléia Nacional do Equador RESUMO EXECUTIVO DO RELATÓRIO 2009-2011 Este resumo executivo

Leia mais

Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos EAEA/UFG nataliaagronegocio@gmail.com

Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos EAEA/UFG nataliaagronegocio@gmail.com Segurança Alimentar e Agricultura Familiar: Análise do Programa da Gestão Integrada da Alimentação Escolar no Município de Goiânia-Go a Partir da Lei 11947/2009 Natalia Ferreira BARBOSA 1 Prof.º Dr. Luiz

Leia mais

02/12/2004. Discurso do Presidente da República

02/12/2004. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de entrega do Prêmio Finep e sanção da Lei de Inovação de Incentivo à Pesquisa Tecnológica Palácio do Planalto, 02 de dezembro de 2004 Meus companheiros ministros,

Leia mais

Grupo Banco Mundial. Construindo um mundo sem pobreza

Grupo Banco Mundial. Construindo um mundo sem pobreza Grupo Banco Mundial Construindo um mundo sem pobreza Enfoque Regional! O Banco Mundial trabalha em seis grandes regiões do mundo: 2 Fatos Regionais: América Latina e Caribe (ALC)! População total: 500

Leia mais

e construção do conhecimento em educação popular e o processo de participação em ações coletivas, tendo a cidadania como objetivo principal.

e construção do conhecimento em educação popular e o processo de participação em ações coletivas, tendo a cidadania como objetivo principal. Educação Não-Formal Todos os cidadãos estão em permanente processo de reflexão e aprendizado. Este ocorre durante toda a vida, pois a aquisição de conhecimento não acontece somente nas escolas e universidades,

Leia mais

A cooperação Canadá - Brasil: INTERNACIONALIZAÇÃO PARA A INOVAÇÃO

A cooperação Canadá - Brasil: INTERNACIONALIZAÇÃO PARA A INOVAÇÃO OUI- IOHE MISSÃO OUI DE UNIVERSIDADES CANADENSES NO BRASIL 28 de novembro a 2 de dezembro de 2011 Programa preliminar A cooperação Canadá - Brasil: INTERNACIONALIZAÇÃO PARA A INOVAÇÃO À luz dos excelentes

Leia mais

P.42 Programa de Educação Ambiental - PEA. Direitos e Deveres do Cidadão - 2013

P.42 Programa de Educação Ambiental - PEA. Direitos e Deveres do Cidadão - 2013 P.42 Programa de Educação Ambiental - PEA Direitos e Deveres do Cidadão - 2013 Todos os seres humanos nascem com direitos. MAS para terem validade, os direitos de uma pessoa têm de ser respeitados pelas

Leia mais

Como criar o Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional

Como criar o Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional Como criar o Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional Brasília - 2011 INDICE 3 Apresentação 04 Direito à Alimentação 06 Conselho Nacional

Leia mais

Prioridades estratégicas da AMNISTIA INTERNACIONAL PORTUGAL 2013 2015

Prioridades estratégicas da AMNISTIA INTERNACIONAL PORTUGAL 2013 2015 Prioridades estratégicas da AMNISTIA INTERNACIONAL PORTUGAL 2013 2015 VISÃO Prioridades estratégicas 2013-2015 Breve enquadramento e contextualização O mundo não muda sozinho - é um dos mais conhecidos

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO. Rede Brasileira de Alimentação e Nutrição do Escolar. O PNAE faz escola

BOLETIM INFORMATIVO. Rede Brasileira de Alimentação e Nutrição do Escolar. O PNAE faz escola Brasília, 26 de Março 2008 Edição 02 PAG. 01 O PNAE faz escola Delegação do Suriname acompanha o funcionamento do Programa Nacional de alimentação Escolar (Pnae) em municípios de Goiás e Espírito Santo.

Leia mais

"É possível levar energia renovável para todos"

É possível levar energia renovável para todos "É possível levar energia renovável para todos" Por Daniela Chiaretti De Nairóbi, Quênia Connie Hedegaard: "Acho que quando temos uma crise global como a que estamos vivendo, é uma oportunidade excelente

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR. Eliene Ferreira de Sousa PNAE/FNDE/MEC

PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR. Eliene Ferreira de Sousa PNAE/FNDE/MEC PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR Eliene Ferreira de Sousa PNAE/FNDE/MEC TRAJETÓRIA HISTÓRICA e FINANCEIRA Déc. de 40 Instituto de Nutrição já defendia proposta para oferecer alimentação ao escolar.

Leia mais

MINUTA DE REGIMENTO INTERNO DA V CONFERÊNCIA MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

MINUTA DE REGIMENTO INTERNO DA V CONFERÊNCIA MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE MINUTA DE REGIMENTO INTERNO DA V CONFERÊNCIA MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE CAPÍTULO I DO OBJETIVO, TEMÁRIO Art. 1º A V Conferência Regional dos Direitos da Criança e do Adolescente

Leia mais

*75F1D60601* COMISSÃO DE EDUCAÇÃO. PROJETO DE LEI N o 4.195, DE 2012

*75F1D60601* COMISSÃO DE EDUCAÇÃO. PROJETO DE LEI N o 4.195, DE 2012 ** 1 COMISSÃO DE EDUCAÇÃO PROJETO DE LEI N o 4.195, DE 2012 Acrescenta parágrafo ao art. 6º da Medida Provisória nº 2.178-36, de 24 de agosto de 2001, para tornar a carne suína obrigatória nos cardápios

Leia mais

Relatório da Plenária Estadual de Economia Solidária

Relatório da Plenária Estadual de Economia Solidária Relatório da Plenária Estadual de Economia Solidária Nome da Atividade V Plenária Estadual de Economia Solidária de Goiás Data 28 a 30 de agosto de 2012 Local Rua 70, 661- Setor Central -Sede da CUT Goiás

Leia mais

Documento base sobre Sistema Nacional de Comércio Justo e Solidário. O que é e para quem é o Comércio Justo e Solidário?

Documento base sobre Sistema Nacional de Comércio Justo e Solidário. O que é e para quem é o Comércio Justo e Solidário? Documento base sobre Sistema Nacional de Comércio Justo e Solidário Este é um documento que objetiva apresentar a proposta do Sistema Nacional de Comércio Justo e Solidário, sua importância, benefícios

Leia mais

Presidência da República Federativa do Brasil. Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial

Presidência da República Federativa do Brasil. Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial Presidência da República Federativa do Brasil Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial A SEPPIR CRIAÇÃO A Seppir (Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial)

Leia mais

Campanha dos16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra a Mulher. Vitória da Conquista - Bahia

Campanha dos16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra a Mulher. Vitória da Conquista - Bahia Campanha dos16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra a Mulher Vitória da Conquista - Bahia A Campanha dos16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra a Mulher, realizada pela Rede de Proteção

Leia mais

Coordenação: João Henrique Lara do Amaral Cynthya Almeida Coradi Relatoria: Stela Maris Aguiar Lemos

Coordenação: João Henrique Lara do Amaral Cynthya Almeida Coradi Relatoria: Stela Maris Aguiar Lemos RELATÓRIO OFICINA FNEPAS ESTADUAL MINAS GERAIS INTEGRALIDADE E QUALIDADE NA FORMAÇÃO E NAS PRÁTICAS EM SAÚDE: Integrando Formação, Serviços, Gestores e Usuários Local: COBEM Uberlândia Data: 22 de outubro

Leia mais

Gestão Financeira. Caixa e Fluxo de Caixa. Diálogo Empresarial. Manual do Participante

Gestão Financeira. Caixa e Fluxo de Caixa. Diálogo Empresarial. Manual do Participante Gestão Financeira Caixa e Fluxo de Caixa Diálogo Empresarial Manual do Participante Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae Unidade de Capacitação Empresarial MANUAL DO PARTICIPANTE

Leia mais