Carta da Indústria 2014 (PDF 389) (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/cartadaindstria_2.pdf)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Carta da Indústria 2014 (PDF 389) (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/cartadaindstria_2.pdf)"

Transcrição

1 Memória Enai O Encontro Nacional da Indústria ENAI é realizado anualmente pela CNI desde Confira as edições anteriores do mais representativo evento empresarial da indústria brasileira Durante o 9º ENAI, os empresários debateram questões como produtividade, reforma tributária, educação, infraestrutura, relações do trabalho, segurança jurídica e integração do Brasil à economia internacional. Sob o tema A indústria brasileira e os próximos 4 anos, foram discutidas propostas para a reforma tributária e o ajuste fiscal. Durante o evento, que reuniu 1,8 mil empresários em Brasília, foi defendida a importância de uma correção de rota para elevar a competitividade do país. O posicionamento da Confederação, apresentado na Carta da Indústria, propunha ainda que o governo apresentasse uma agenda de competitividade com metas claras definidas por uma estrutura de governança criada especialmente para gerir e coordenar as ações. Para ver as fotos do evento, acesse a galeria de imagens (http://www.portaldaindustria.com.br/cni/iniciativas/eventos/enai/2012/08/1,51006/enai-2014.html? parent=fotos). Carta da Indústria 2014 (PDF 389) (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/cartadaindstria_2.pdf) Programação (PDF 239) (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/enai-programao-comparticipantesfinalv2.pdf) 2013 Realizado em 11 e 12 de dezembro, o 8º Encontro Nacional da Indústria reuniu mais de 2,3 mil participantes, entre eles empresários e líderes da indústria de diversos setores. Sob o tema O Brasil e os desafios da economia mundial, o evento foi composto por sete sessões temáticas, que abordaram assuntos como acordos internacionais, competitividade, educação, inovação, relações de trabalho, infraestrutura e tributação. A partir dessas discussões, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) preparou um conjunto de 42 propostas entregues em 2014 aos candidatos à Presidência da República. O evento contou com a presença da presidente Dilma Rousseff e de diversos ministros de Estado, entre eles Guido Mantega, da Fazenda, Fernando Pimentel, do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, e Aloizio Mercadante, da Educação. Para ver as fotos do evento, acesse a galeria de imagens (http://www.portaldaindustria.com.br/cni/iniciativas/eventos/enai/2012/08/1,30171/enai-2013.html? parent=fotos). Confira a programação completa: Programação ENAI O 7º Encontro Nacional da Indústria, realizado nos dias 5 e 6 de dezembro em Brasília, reuniu mais de 1,5 mil líderes sindicais de todo o Brasil. Eles defenderam, na Carta da Indústria, uma agenda com sete pontos principais para aumentar a competitividade do país. O encontro, o maior evento da indústria brasileira, teve a presença da presidente Dilma Rousseff e de diversos ministros de Estado, entre eles Fernando Pimentel, do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Aloizio Mercadante, da Educação, e Marco Antonio Raupp, da Ciência e Tecnologia. A agenda prioritária do setor discutida pelos empresários durante o 7º ENAI começa com a reforma do ICMS e do PIS- Cofins, avança para a melhoria das concessões e dos marcos regulatórios, pela redução da insegurança jurídica e encargos nas relações do trabalho e passa pelo fortalecimento da produtividade e da inovação. Ainda entre os itens da agenda prioritária foram escolhidos o aperfeiçoamento do marco regulatório do meio ambiente, a redução da burocracia e a priorização da qualidade do ensino público. Veja as fotos do evento (http://www.portaldaindustria.com.br/cni/iniciativas/eventos/enai/2012/12/1,8791/enai-2012.html?parent=fotos)

2 Carta da Indústria 2012 (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/ o.pdf) 2011 A 6ª edição do Encontro Nacional da Indústria foi realizada nos dias 26 e 27 de outubro de 2011, no Hotel Transamérica, em São Paulo. Contou com a participação de empresários e líderes de entidades de representação da indústria, dos seus diversos setores e de todos os estados do Brasil. O tema central do Encontro foi o fortalecimento da competitividade da indústria brasileira. Por meio de palestras, debates e sessões plenárias foram abordadas as grandes questões nacionais no contexto econômico, social e político, que influenciam a competitividade da indústria e a inserção do Brasil no mercado globalizado. Prioridades da indústria Documento com os temas mais relevantes para a indústria crescer e ganhar competitividade, segundo os participantes do evento. Veja as fotos do evento (http://homologacao.portaldaindustria.com.br/cni/iniciativas/eventos/enai/2012/08/1,5113/fotos.html) Veja os vídeos do evento (http://homologacao.portaldaindustria.com.br/cni/iniciativas/eventos/enai/2012/08/1,5205/enai-2011-videos-evento.html) Prioridades da indústria (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/ o.pdf) 2010 A Confederação Nacional da Indústria (CNI) promoveu em 2010, nos dias 1 e 2 de dezembro, o 5º Encontro Nacional da Indústria (ENAI), no Hotel Transamérica em São Paulo. Com o tema A Indústria pela Competitividade na Economia Brasileira, o evento reuniu 2 mil líderes empresariais e lideranças de entidades de representação da Indústria, em diversos setores. No evento, líderes empresariais de todo o país consolidaram propostas da indústria para a agenda nacional nos próximos quatro anos. Realizado anualmente desde 2006, o ENAI consolidou-se como a convenção anual do setor industrial. Veja as fotos do evento (http://homologacao.portaldaindustria.com.br/cni/iniciativas/eventos/enai/2012/08/1,5285/enai-2010.html) CNI Comparação Brasil com Países Selecionados (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/ i.pdf) Desafios da Empresa Brasileira na Competição Global (2010) (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/ i.ppt) Educação Profissional y competitividade industrial (2010) (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/ i.pdf) Documento Presidenciáveis (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/ o.pdf) 2009

3 A Confederação Nacional da Indústria - CNI realizou nos dias 17 e 18 de Novembro de 2009 o 4º Encontro Nacional da Indústria. Mais de 1,5 mil líderes industriais se reuniram no evento para discutir as perspectivas econômicas e as prioridades de uma agenda para o próximo governo. O encontro teve como pano de fundo a recuperação da economia brasileira, a valorização do real, os problemas de competitividade e as perspectivas de crescimento associadas a projetos de infraestrutura e de energia.foi introduzido no evento uma agenda de cunho empresarial, através do qual o setor industrial explicitou a sua contribuição ao desenvolvimento do país e os desafios a serem superados O resultado do evento foi consolidado no documento Carta da Indústria do 4º Encontro Nacional (http://publica.portaldaindustria.com.br/app/conteudo/imgs/enai_09_carta.pdf) enfatizando a importância da indústria e contendo as primeiras idéias sobre o que deverá ser a agenda do próximo governo, bem como a ação política para alavancar essa agenda. O Caderno de Conclusões (http://publica.portaldaindustria.com.br/app/conteudo/imgs/enai_09_caderno-concluses_web.pdf) é um documento mais detalhado com as recomendações da indústria para o período de 2011 a Veja as fotos do evento (http://homologacao.portaldaindustria.com.br/cni/iniciativas/eventos/enai/2012/08/1,5286/enai-2009.html) 18/11 Programa de Desenvolvimento Associativo (PDA) - Rafael Lucchesi Diretor de Operações da CNI (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/ i.pdf) 18/11 Sustentabilidade - Jorge Cajazeira - Gerente corporativo de Competitividade da Suzano Papel e Celulose (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/ u.pdf) 18/11 Sustentabilidade - Bruno Quick - Gerente da Unidade de Políticas Públicas do Sebrae Nacional (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/ a.pdf) 17/11 Abertura - José Augusto Coelho Fernandes - Diretor-executivo da CNI (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/ e.pdf) 17/11 Competitividade e Inovação - Carlos Pacheco - Professor do Instituto de Economia da UNICAMP (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/ u.pdf) 17/11 Competitividade e Inovação - Clayton Campanhola - Diretor da Associação Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/ e.pdf) 17/11 Competitividade e Inovação - Helena Tenorio Veiga de Almeida - Chefe do Departamento de Políticas e Programas do BNDES (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/ e.pdf) 17/11 Economia Internacional - José Augusto Coelho Fernandes - Diretor-executivo da CNI (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/ a.pdf) 17/11 Infraestrutura - Luiz Fernando Santos Reis - Presidente do Sindicato Nacional da Indústria da Construção Pesada (Sinicon) (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/ u.pdf) 17/11Infraestrutura - José de Freitas Mascarenhas - Presidente do Conselho Temático de Infraestrutura da CNI (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/ o.pdf) 17/11 Política Econômica - Luiz Aubert - Presidente da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq) (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/ u.pdf) 17/11 Política Econômica - Lincoln Gonçalves Fernandes - Membro do Conselho Temático de Política Econômica da CNI (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/ a.pdf) 17/11 Relações de Trabalho - Francisco Gadelha - Presidente do Conselho de Relações do Trabalho da CNI (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/ o.pdf)

4 2008 Pelo terceiro ano consecutivo, a Confederação Nacional da Indústria - CNI realizou nos dias 28 e 29 de outubro de 2008 o Encontro Nacional da Indústria - ENAI. O evento vem se consolidando como a convenção anual do setor industrial, e reuniu mais de mil empresários e lideranças de entidades de representação da Indústria, abrangendo seus diversos setores e todos os estados brasileiros. Participaram também do 3º ENAI especialistas, jornalistas e personalidades públicas convidadas. Contribuição para a competitividade da Indústria nacional No ENAI 2008, foram discutidas e apresentadas alternativas para contribuir com a efetiva conquista da competitividade da indústria nacional, promovendo uma maior integração da Indústria. As atividades desenvolvidas favoreceram a troca de experiências, discussões, reflexões e proposição de alternativas para a superação de obstáculos ao desenvolvimento do setor industrial e ao crescimento do país. Veja as fotos do evento (http://homologacao.portaldaindustria.com.br/cni/iniciativas/eventos/enai/2012/08/1,5287/enai-2008.html) Carta da Indústria Como resultado do evento, foi elaborada a Carta da Indústria, documento que propõe agenda emergencial para o Brasil superar a crise. Durante o Encontro, foram divulgados ainda os vencedores do Prêmio CNI A iniciativa destaca as melhores práticas empresariais para viabilizar e reconhecer a competitividade na indústria. Contribuição para a competitividade da Indústria nacional (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/ u.pdf) Carta da Indústria (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/ u.pdf) 2007 O futuro dos sindicatos empresariais esteve em debate no 2º Encontro Nacional da Indústria (ENAI), que ocorreu nos dias 22 e 23 de outubro, em Brasília. Durante os dois dias de encontro, 1,2 mil líderes sindicais, representantes de federações e de associações industriais discutiram em sessões temáticas paralelas, as relações de trabalho, infra-estrutura, incentivos para micros e pequenas empresas e as reforma tributária e previdenciária. Carta da Indústria O resultado das discussões foi consolidado no documento Carta da Indústria, que traz uma análise sobre os 10 principais pontos da agenda econômica brasileira. O documento lembra que o Brasil precisa criar condições para manter o atual ciclo de crescimento econômico. Segundo o presidente da CNI, Armando Monteiro Neto, dois pontos são muito importantes para a conquista desse objetivo: redução dos gastos públicos e da carga tributária e aceleração dos investimentos em infra-estrutura. Programa de Desenvolvimento Associativo Durante o encontro, o diretor de Operações da CNI, Rafael Lucchesi, apresentou o Programa de Desenvolvimento Associativo (PDA). Desenvolvido pela CNI, o programa visa o fortalecimento dos sindicatos empresariais. O PDA tem três objetivos principais: integrar a atuação das entidades do Sistema Indústria, ampliar a representatividade e a sustentabilidade dos sindicatos, e estimular a prestação de serviços. Veja as fotos do evento (http://homologacao.portaldaindustria.com.br/cni/iniciativas/eventos/enai/2012/08/1,5288/enai-2007.html) 2006

5 No 1º Encontro Nacional da Indústria, que a CNI realizou nos dias 28 e 29 de junho de 2006, 1,2 mil empresários, representantes de sindicatos, federações e associações industriais reafirmaram que o principal desafio do país é o crescimento sustentado. Depois de dois dias de debates, eles aprovaram o documento Crescimento. A Visão da Indústria. O estudo aponta medidas em dez áreas prioritárias para o Brasil superar os obstáculos ao desenvolvimento. Prioridades As prioridades, selecionadas com base no acompanhamento dos indicadores do Mapa Estratégico da Indústria , são: redução do gasto público, tributação, infra-estrutura, financiamento, relações de trabalho, desburocratização, inovação, educação, política comercial de acesso a mercados e meio ambiente. Recomendações e Propostas ENAI 2006 Apresentado aos candidatos à Presidência da República antes das eleições de outubro de 2006 e entregue aos parlamentares, o documento Crescimento. A Visão da Indústria reafirma a disposição dos industriais de contribuir para a construção de uma agenda que promova o desenvolvimento sustentado do país e é o principal instrumento de diálogo do setor produtivo com o governo. Veja as fotos do evento (http://homologacao.portaldaindustria.com.br/cni/iniciativas/eventos/enai/2012/08/1,5289/enai-2006.html) Workshop - Redução do Gasto Público (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/ u.pdf) Workshop - Tributação (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/ e.pdf) Workshop - Desburocratização (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/ e.pdf) Workshop - Financiamento (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/ u.pdf) Workshop - Infra-Estrutura (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/ a.pdf) Workshop - Meio Ambiente (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/ e.pdf) Workshop - Inovação (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/ u.pdf) Workshop - Inserção internacional (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/ u.pdf) Workshop - Educação (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/ o.pdf) Workshop - Relações do Trabalho (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/ e.pdf)

DESAFIOS PARA O CRESCIMENTO

DESAFIOS PARA O CRESCIMENTO educação para o trabalho Equipe Linha Direta DESAFIOS PARA O CRESCIMENTO Evento realizado na CNI apresentou as demandas da indústria brasileira aos principais candidatos à Presidência da República Historicamente

Leia mais

A função da associação de classe na construção e defesa de suas agendas. 15 ago 13

A função da associação de classe na construção e defesa de suas agendas. 15 ago 13 A função da associação de classe na construção e defesa de suas agendas 15 ago 13 Associação Iniciativa formal ou informal que reúne pessoas físicas ou jurídicas com objetivos comuns, visando superar

Leia mais

Visão estratégica e projetos futuros

Visão estratégica e projetos futuros Visão estratégica e projetos futuros 4 Encontro de Secretários Executivos de Sindicatos - FIESC 15 de setembro de 2010 PDA Visão Estratégica Panorama SC Projetos 2011 Objetivos Visão Estratégica 1/9 Mapa

Leia mais

Núcleo de Inovação e Empreendedorismo. CRI Nacional. Relatório de Evento 11 de Dezembro de 2013

Núcleo de Inovação e Empreendedorismo. CRI Nacional. Relatório de Evento 11 de Dezembro de 2013 Data Núcleo de Inovação e Empreendedorismo CRI Nacional Relatório de Evento 11 de Dezembro de 2013 Encontro do CRI Nacional 11 de Dezembro de 2013 Cenários Econômicos e Impactos para a Inovação em 2014

Leia mais

Associativismo a modernização do sindicalismo nacional

Associativismo a modernização do sindicalismo nacional A união faz a força O dito popular encaixa-se como uma luva quando o assunto é associativismo o assunto em pauta no meio sindical. As principais confederações patronais do País estão investindo nessa bandeira

Leia mais

IV. Visão Geral do Mapa Estratégico da Indústria Capixaba 2008/2015

IV. Visão Geral do Mapa Estratégico da Indústria Capixaba 2008/2015 IV. Visão Geral do Mapa Estratégico da Indústria Capixaba 2008/2015 Quem disse que nada é impossível? Tem gente que faz isso todos os dias!. Alfred E. Newman O Mapa Estratégico da Indústria Capixaba 2008/2015

Leia mais

Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria São Paulo, 13 e 14 de maio de 2015

Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria São Paulo, 13 e 14 de maio de 2015 Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria São Paulo, 13 e 14 de maio de 2015 INOVAR É FAZER Manifesto da MEI ao Fortalecimento da Inovação no Brasil Para nós empresários Inovar é Fazer diferente, Inovar

Leia mais

CONSELHO TEMÁTICO DA MICRO, PEQUENA E MÉDIA INDÚSTRIA

CONSELHO TEMÁTICO DA MICRO, PEQUENA E MÉDIA INDÚSTRIA ASSUNTOS TRATADOS Cartilha sobre produtos e serviços bancários para Micro e Pequenos Empresários Apresentação dos cases de sucesso e fracasso no setor da Construção Civil Notícias sobre o Fórum Permanente

Leia mais

PROPOSTAS DA INDÚSTRIA PARA AS ELEIÇÕES 2014

PROPOSTAS DA INDÚSTRIA PARA AS ELEIÇÕES 2014 PROPOSTAS DA INDÚSTRIA PARA AS ELEIÇÕES 2014 Propostas para os candidatos Desde as eleições de 1994, a CNI apresenta à sociedade e aos candidatos sugestões para melhorar o desempenho da economia. Propostas

Leia mais

A Mobilização Empresarial pela Inovação: síntese dos trabalhos e principais resultados

A Mobilização Empresarial pela Inovação: síntese dos trabalhos e principais resultados A Mobilização Empresarial pela Inovação: síntese dos trabalhos e principais resultados Pedro Wongtschowski São Paulo - 4/2/2011 CNI e vários líderes empresariais fizeram um balanço crítico da agenda empresarial

Leia mais

Programa de Desenvolvimento Associativo AÇÃO ASSOCIATIVA

Programa de Desenvolvimento Associativo AÇÃO ASSOCIATIVA Programa de Desenvolvimento Associativo AÇÃO ASSOCIATIVA Objetivos 1 2 Atuação Integrada das Entidades Ampliar a Representatividade dos Sindicatos 3 Aumentar a Sustentabilidade do Sindicato 4 Estimular

Leia mais

Grupo da Qualidade. Grupos de Trabalho

Grupo da Qualidade. Grupos de Trabalho Grupos de Trabalho Grupo da Qualidade A finalidade do Grupo da Qualidade é promover ações para discussão e melhoria do sistema de gestão da qualidade das empresas associadas ao Sindipeças. Coordenador:

Leia mais

Desenvolvimento de Mercado

Desenvolvimento de Mercado Desenvolvimento de Mercado DESENVOLVIMENTO DE MERCADO Frente aos importantes temas abordados pelo Fórum Temático de Desenvolvimento de Mercado, da Agenda 2020, destaca-se o seu objetivo principal de fomentar

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA. MEMÓRIA: Reunião Preparatória do Comitê Temático de Inovação e Crédito GT Rede de Disseminação, Informação e Capacitação

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA. MEMÓRIA: Reunião Preparatória do Comitê Temático de Inovação e Crédito GT Rede de Disseminação, Informação e Capacitação PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Secretaria da Micro e Pequena Empresa Fórum Permanente de Microempresas e Empresas de Pequeno Porte MEMÓRIA: Reunião Preparatória do Comitê Temático de Inovação e Crédito GT Rede

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E

POLÍTICAS PÚBLICAS DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E POLÍTICAS PÚBLICAS DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO CARTA SÃO PAULO 2006 1 CARTA SÃO PAULO 2006 Visão para inovação, competitividade e renda. Reunidos na cidade de São Paulo-SP, no dia 25 de agosto de

Leia mais

CIAB FEBRABAN 2009. Elcio Anibal de Lucca Presidente do Conselho Superior do MBC Presidente da LUCCRA Autor do Livro Gestão Para Um Mundo Melhor

CIAB FEBRABAN 2009. Elcio Anibal de Lucca Presidente do Conselho Superior do MBC Presidente da LUCCRA Autor do Livro Gestão Para Um Mundo Melhor CIAB FEBRABAN 2009 Elcio Anibal de Lucca Presidente do Conselho Superior do MBC Presidente da LUCCRA Autor do Livro Gestão Para Um Mundo Melhor 1 Lições da crise Certamente, todos nós seremos outras pessoas

Leia mais

Prioridades e Recomendações (2011-2014) INOVAÇÃO E PRODUTIVIDADE NA INDÚSTRIA

Prioridades e Recomendações (2011-2014) INOVAÇÃO E PRODUTIVIDADE NA INDÚSTRIA Prioridades e Recomendações (2011-2014) INOVAÇÃO E PRODUTIVIDADE NA INDÚSTRIA Documento de Trabalho SESSÃO TEMÁTICA INOVAÇÃO E PRODUTIVIDADE NA INDÚSTRIA Indicador de importância das prioridades (Resultado

Leia mais

V - promover a cooperação internacional na área de ciência, tecnologia e inovação;

V - promover a cooperação internacional na área de ciência, tecnologia e inovação; DECRETO Nº 7.642, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2011 * Programa Ciência sem Fronteiras. * Institui o Programa Ciência sem Fronteiras. A Presidenta da República, no uso das atribuições que lhe confere o art. 84,

Leia mais

63 ESPECIAL SONDAGEM

63 ESPECIAL SONDAGEM Indicadores CNI SONDAGEM 63 ESPECIAL Tributação Indústria reprova sistema tributário brasileiro Número elevado de tributos, complexidade e instabilidade de regras lideram as avaliações negativas A tributação

Leia mais

Prefeito Empreendedor. Guia de Recomendações Preliminares para o Fomento do Empreendedorismo nos Municípios

Prefeito Empreendedor. Guia de Recomendações Preliminares para o Fomento do Empreendedorismo nos Municípios Prefeito Empreendedor Guia de Recomendações Preliminares para o Fomento do Empreendedorismo nos Municípios Março/2012 Expediente Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior MDIC Fernando

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DO EVENTO

PROGRAMAÇÃO DO EVENTO PROGRAMAÇÃO DO EVENTO Dia 08/08 // 09h00 12h00 PLENÁRIA Nova economia: includente, verde e responsável Nesta plenária faremos uma ampla abordagem dos temas que serão discutidos ao longo de toda a conferência.

Leia mais

FORUM NACIONAL DE EDUCAÇÃO

FORUM NACIONAL DE EDUCAÇÃO FORUM NACIONAL DE EDUCAÇÃO Educação Profissional e Tecnológica Sergio Moreira BRASIL ÍNDICE GLOBAL DE COMPETITIVIDADE 2013/2014 Ranking Global de Competitividade BRICS: 2006 a 2013 Brasil ficou em 56º

Leia mais

FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SÃO PAULO FIESP

FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SÃO PAULO FIESP FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SÃO PAULO FIESP Departamento de Meio Ambiente - DMA - Divisão de Mudanças Climáticas - Seminário Gestão de Gases de Efeito Estufa Parceria ABNT - BID FIESP, São Paulo,

Leia mais

MARCO REGULATÓRIO DA ENGENHARIA AMBIENTAL E ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA NO BRASIL

MARCO REGULATÓRIO DA ENGENHARIA AMBIENTAL E ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA NO BRASIL MARCO REGULATÓRIO DA ENGENHARIA AMBIENTAL E ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA NO BRASIL 2015 ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS ENGENHEIROS AMBIENTAIS - ANEAM Marco Regulatório da Engenharia Ambiental e Engenharia

Leia mais

Ciência, Tecnologia e Indústria para um novo Brasil

Ciência, Tecnologia e Indústria para um novo Brasil ANAIS DA 65ª REUNIÃO ANUAL DA SBPC RECIFE, PE JULHO/2013 Ciência, Tecnologia e Indústria para um novo Brasil Glauco Arbix Somente a inovação será capaz de reverter o quadro de estagnação da economia brasileira,

Leia mais

PRIORIDADES E DESAFIOS PARA POLÍTICAS EM NÍVEL SUB-NACIONAL

PRIORIDADES E DESAFIOS PARA POLÍTICAS EM NÍVEL SUB-NACIONAL Políticas de Inovação para o Crescimento Inclusivo: Tendências, Políticas e Avaliação PRIORIDADES E DESAFIOS PARA POLÍTICAS EM NÍVEL SUB-NACIONAL Rafael Lucchesi Confederação Nacional da Indústria Rio

Leia mais

Seminário A economia argentina e as perspectivas das relações com o Brasil e o Mercosul Rio de Janeiro, 22 de agosto de 2008

Seminário A economia argentina e as perspectivas das relações com o Brasil e o Mercosul Rio de Janeiro, 22 de agosto de 2008 Seminário A economia argentina e as perspectivas das relações com o Brasil e o Mercosul Rio de Janeiro, 22 de agosto de 2008 Os interesses empresariais brasileiros na América do Sul Os interesses empresariais

Leia mais

Entrevista Como é o trabalho desenvolvido pelo Departamento? Quantos Fóruns Permanentes de Micro e Pequenas empresas existem hoje?

Entrevista Como é o trabalho desenvolvido pelo Departamento? Quantos Fóruns Permanentes de Micro e Pequenas empresas existem hoje? Entrevista A diretora do Departamento de Micro, Pequenas e Médias Empresas do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Cândida Cervieri, foi entrevistada pelo Informativo RENAPI.

Leia mais

A POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO PRODUTIVO DO GOVERNO FEDERAL E A MACROMETA DE

A POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO PRODUTIVO DO GOVERNO FEDERAL E A MACROMETA DE A POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO PRODUTIVO DO GOVERNO FEDERAL E A MACROMETA DE AUMENTAR O INVESTIMENTO PRIVADO EM P&D ------------------------------------------------------- 3 1. O QUE É A PDP? ----------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

QUALIDADE DO SISTEMA TRIBUTÁRIO BRASILEIRO. Empresários reprovam o sistema tributário brasileiro

QUALIDADE DO SISTEMA TRIBUTÁRIO BRASILEIRO. Empresários reprovam o sistema tributário brasileiro SONDAGEM ESPECIAL Ano 9 Número 4 setembro de 2011 www.cni.org.br QUALIDADE DO SISTEMA TRIBUTÁRIO BRASILEIRO Empresários reprovam o sistema tributário brasileiro 96% dos empresários criticam o elevado número

Leia mais

Ana Lúcia Vitale Torkomian. Secretária Adjunta de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ministério da Ciência e Tecnologia

Ana Lúcia Vitale Torkomian. Secretária Adjunta de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ministério da Ciência e Tecnologia Sessão Plenária 5: Programas Nacionais de Estímulo e Apoio às Incubadoras de Empresas e Parques Tecnológicos Ana Lúcia Vitale Torkomian Secretária Adjunta de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ministério

Leia mais

Apresentação Institucional IEL/SC

Apresentação Institucional IEL/SC Apresentação Institucional IEL/SC Natalino Uggioni Joaçaba, 12 de Maio de 2014 IEL NO BRASIL O Sistema Indústria Presente nos 26 estados brasileiros e no Distrito Federal, o Sistema Indústria é composto

Leia mais

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE Palestra para o Conselho Regional de Administração 1 O QUE É O SEBRAE? 2 O Sebrae O Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas da Bahia

Leia mais

Qualidade do Sistema Tributário é considerada muito ruim

Qualidade do Sistema Tributário é considerada muito ruim Qualidade do Sistema Tributário é considerada muito ruim O empresário industrial paraibano avalia como muito ruim quatro das sete variáveis investigadas quanto à qualidade do sistema tributário brasileiro.

Leia mais

O valor da natureza para o desenvolvimento local: uma oportunidade econômica real a ser aproveitada

O valor da natureza para o desenvolvimento local: uma oportunidade econômica real a ser aproveitada O valor da natureza para o desenvolvimento local: uma oportunidade econômica real a ser aproveitada Simpósio Internacional para Formuladores de Políticas Públicas Sediado pela Cidade de Curitiba Curitiba,

Leia mais

Visão de Futuro (2022), Competitividade & Inovação

Visão de Futuro (2022), Competitividade & Inovação Visão de Futuro (2022), Competitividade & Inovação Roberto A. Paranhos do Rio Branco Vice-Presidente do CONIC-FIESP São Paulo, 29 de Abril de 2014 CONIC Conselho Superior de Inovação e Competitividade

Leia mais

Claudio Cesar Chaiben Emanuela dos Reis Porto Patrícia Granemann

Claudio Cesar Chaiben Emanuela dos Reis Porto Patrícia Granemann Claudio Cesar Chaiben Emanuela dos Reis Porto Patrícia Granemann SEBRAE Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas; É uma entidade privada que promove a competitividade e o desenvolvimento

Leia mais

PROGRAMAS PARA FORTALECER A COMPETITIVIDADE SETOR DE BRINQUEDOS

PROGRAMAS PARA FORTALECER A COMPETITIVIDADE SETOR DE BRINQUEDOS PROGRAMAS PARA FORTALECER A COMPETITIVIDADE SETOR DE BRINQUEDOS 1 Setor de Brinquedos Estratégias: Ampliação de Acesso e Conquista de Mercado Objetivos: 1 - Aumentar a competitividade; 2 - consolidar o

Leia mais

Elas formam um dos polos mais dinâmicos da economia brasileira, e são o principal sustentáculo do emprego e da distribuição de renda no país.

Elas formam um dos polos mais dinâmicos da economia brasileira, e são o principal sustentáculo do emprego e da distribuição de renda no país. Fonte: http://www.portaldaindustria.org.br 25/02/2015 PRONUNCIAMENTO DO PRESIDENTE DO CONSELHO DELIBERATIVO NACIONAL (CDN) DO SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS (SEBRAE), NA SOLENIDADE

Leia mais

A Mobilização Empresarial pela Inovação: 25/05/2011

A Mobilização Empresarial pela Inovação: 25/05/2011 A Mobilização Empresarial pela Inovação: Desafios da Inovação no Brasil Rafael Lucchesi Rafael Lucchesi 25/05/2011 CNI e vários líderes empresariais fizeram um balanço crítico da agenda empresarial em

Leia mais

Fundação SEADE. www.seade.gov.br

Fundação SEADE. www.seade.gov.br Outubro de 0 N o Monitoramento das metas dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio ODMs Consulte A Fundação Seade disponibilizará, anualmente, as séries históricas do conjunto de indicadores dos ODMs

Leia mais

Os caminhos para o Brasil de 2022

Os caminhos para o Brasil de 2022 Os caminhos para o Brasil de 2022 GOVERNANÇA PARA A COMPETITIVIDADE Gustavo Morelli Sócio diretor da Macroplan Informação confidencial e proprietária da Macroplan Prospectiva Estratégia e Gestão. Não distribuir

Leia mais

Levantamento da Base. Industrial de Defesa. Levantamento da Base. Industrial de Defesa (BID) Reunião Plenária do COMDEFESA

Levantamento da Base. Industrial de Defesa. Levantamento da Base. Industrial de Defesa (BID) Reunião Plenária do COMDEFESA Levantamento da Base Industrial de Defesa (BID) Levantamento da Base Reunião Plenária do COMDEFESA Industrial de Defesa São Paulo, 05 de março de 2012 (BID) Reunião Ordinária ABIMDE São Bernardo do Campo,

Leia mais

CNI apresenta aos presidenciáveis propostas para promover o desenvolvimento

CNI apresenta aos presidenciáveis propostas para promover o desenvolvimento 28/07/2014 - ELEIÇÕES 2014 CNI apresenta aos presidenciáveis propostas para promover o desenvolvimento Os 42 estudos com sugestões em dez áreas decisivas para promover a competitividade pautarão o Diálogo

Leia mais

Rodrigo da Rocha Loures Presidente do CONIC-FIESP

Rodrigo da Rocha Loures Presidente do CONIC-FIESP Estratégias para a Inovação e Empreendedorismo Ecossistemas Regionais de Inovação, por meio do Empreendedorismo de Base Tecnológica e empresas Startups de Classe Mundial Visão de Futuro (2022), Competitividade

Leia mais

BRICS Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul

BRICS Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul MECANISMOS INTER-REGIONAIS BRICS Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul O que faz o BRICS? Desde a sua criação, o BRICS tem expandido suas atividades em duas principais vertentes: (i) a coordenação

Leia mais

Discurso do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, na cerimônia de transmissão de cargo

Discurso do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, na cerimônia de transmissão de cargo Discurso do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, na cerimônia de transmissão de cargo Brasília, 02 de janeiro de 2015. Ministra Miriam Belchior, demais autoridades, parentes e amigos aqui presentes.

Leia mais

PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA

PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA PROPOSTA DE AÇÃO Criar um fórum permanente onde representantes dos vários segmentos do poder público e da sociedade civil atuem juntos em busca de uma educação

Leia mais

GRUPO DE TRABALHO CONTECC - CONGRESSO TÉCNICO-CIENTÍFICO DA ENGENHARIA E DA AGRONOMIA DO CONFEA

GRUPO DE TRABALHO CONTECC - CONGRESSO TÉCNICO-CIENTÍFICO DA ENGENHARIA E DA AGRONOMIA DO CONFEA ANEXO DE DECISÃO PL0261/ GRUPO DE TRABALHO CONTECC - CONGRESSO TÉCNICO-CIENTÍFICO DA ENGENHARIA E DA AGRONOMIA DO Inovação: Indispensável para a Geração de Riqueza e Desenvolvimento Nacional PLANO DE TRABALHO

Leia mais

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com. AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.br COM O SEBRAE, O SEU NEGÓCIO VAI! O Sebrae Goiás preparou diversas

Leia mais

MOVIMENTO BRASIL EFICIENTE. RELATÓRIO DE ATIVIDADES janeiro maio/2014. 2091 brasileiros entrevistados em 120 municípios

MOVIMENTO BRASIL EFICIENTE. RELATÓRIO DE ATIVIDADES janeiro maio/2014. 2091 brasileiros entrevistados em 120 municípios MOVIMENTO BRASIL EFICIENTE RELATÓRIO DE ATIVIDADES janeiro maio/2014 1.0 PRINCIPAIS REALIZAÇÕES Pesquisa Nacional Datafolha realizada! Gestão Pública Demandada pelo Cidadão 2091 brasileiros entrevistados

Leia mais

Sindicatos fortes amplificam a voz da indústria, diz presidente da FIEP. Menu CASAS CONTEÚDO. Notícias. Vídeos. Publicações

Sindicatos fortes amplificam a voz da indústria, diz presidente da FIEP. Menu CASAS CONTEÚDO. Notícias. Vídeos. Publicações Menu CASAS CONTEÚDO Notícias Vídeos Publicações Estatísticas Eventos Sites Áreas de Atuação Conheça a CNI Busca Somar forças. Multiplicar resultados. Programa de Desenvolvimento Associativo Home Sobre

Leia mais

Política de Software e Serviços

Política de Software e Serviços Política de Software e Serviços Encontro de Qualidade e Produtividade em Software - Brasília Dezembro / 2003 Ministério da Ciência e Tecnologia Secretaria de Política de Informática e Tecnologia Antenor

Leia mais

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL. Presidente da República Dilma Vana Rousseff. Vice-Presidencia da República Michel Miguel Elias Temer Lulia

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL. Presidente da República Dilma Vana Rousseff. Vice-Presidencia da República Michel Miguel Elias Temer Lulia 1 3 4 REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL Presidente da República Dilma Vana Rousseff Vice-Presidencia da República Michel Miguel Elias Temer Lulia Ministra de Estado Chefe da Casa civil da Presidência da

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA. MEMÓRIA: Reunião Preparatória do Comitê Temático de Inovação e Crédito GT de Tecnologia e Inovação

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA. MEMÓRIA: Reunião Preparatória do Comitê Temático de Inovação e Crédito GT de Tecnologia e Inovação PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Secretaria da Micro e Pequena Empresa Fórum Permanente de Microempresas e Empresas de Pequeno Porte MEMÓRIA: Reunião Preparatória do Comitê Temático de Inovação e Crédito GT de

Leia mais

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey Executivos em todos os níveis consideram que a sustentabilidade tem um papel comercial importante. Porém, quando se trata

Leia mais

Planejamento Estratégico do Setor de Florestas Plantadas -2012

Planejamento Estratégico do Setor de Florestas Plantadas -2012 CONTEXTO O setor de florestas plantadas no Brasil éum dos mais competitivos a nível mundial e vem desempenhando um importante papel no cenário socioeconômico do País, contribuindo com a produção de bens

Leia mais

CONSOLIDAÇÃO DOS CENÁRIOS, TENDÊNCIAS E DESAFIOS DA GESTÃO FISCAL SUBNACIONAL BRASILEIRA. Ministério da Fazenda

CONSOLIDAÇÃO DOS CENÁRIOS, TENDÊNCIAS E DESAFIOS DA GESTÃO FISCAL SUBNACIONAL BRASILEIRA. Ministério da Fazenda CONSOLIDAÇÃO DOS CENÁRIOS, TENDÊNCIAS E DESAFIOS DA GESTÃO FISCAL SUBNACIONAL BRASILEIRA SEMINÁRIO DE CONSOLIDAÇÃO CENÁRIOS, TENDÊNCIAS E DESAFIOS DA GESTÃO FISCAL SUBNACIONAL BRASILEIRA 1. Abertura 2.

Leia mais

Audiência Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) Senado Federal

Audiência Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) Senado Federal Audiência Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) Senado Federal Brasília 22 de março o de 2009 Inovação Chave para a competitividade das empresas e o desenvolvimento do país Determinante para o aumento

Leia mais

Inovação, Regulação e Certificação. I CIMES 1º Congresso de Inovação em Materiais e Equipamentos para Saúde

Inovação, Regulação e Certificação. I CIMES 1º Congresso de Inovação em Materiais e Equipamentos para Saúde Inovação, Regulação e Certificação I CIMES 1º Congresso de Inovação em Materiais e Equipamentos para Saúde São Paulo 11/04/2012 ABDI Criada pelo Governo Federal em 2004 Objetivo Objetivos Desenvolver ações

Leia mais

INOVAR E INVESTIR PARA SUSTENTAR O CRESCIMENTO Fórum do Planalto 03/07/2008

INOVAR E INVESTIR PARA SUSTENTAR O CRESCIMENTO Fórum do Planalto 03/07/2008 INOVAR E INVESTIR PARA SUSTENTAR O CRESCIMENTO Fórum do Planalto 03/07/2008 O momento e as tendências Fundamentos macroeconômicos em ordem Mercados de crédito e de capitais em expansão Aumento do emprego

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA. MEMÓRIA: Reunião Preparatória do Comitê Temático de Inovação e Crédito GT de Investimento e Financiamento

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA. MEMÓRIA: Reunião Preparatória do Comitê Temático de Inovação e Crédito GT de Investimento e Financiamento PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Secretaria da Micro e Pequena Empresa Fórum Permanente de Microempresas e Empresas de Pequeno Porte MEMÓRIA: Reunião Preparatória do Comitê Temático de Inovação e Crédito GT de

Leia mais

FÓRUM DAS ESTATAIS PELA EDUCAÇÃO Diálogo para a Cidadania e Inclusão

FÓRUM DAS ESTATAIS PELA EDUCAÇÃO Diálogo para a Cidadania e Inclusão FÓRUM DAS ESTATAIS PELA EDUCAÇÃO Diálogo para a Cidadania e Inclusão 1. OBJETIVO DO FÓRUM O Fórum das Estatais pela Educação tem a coordenação geral do Ministro Chefe da Casa Civil, com a coordenação executiva

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional ROTEIRO PPT DICA: TREINE ANTES O DISCURSO E AS PASSAGENS PARA QUE A APRESENTAÇÃO FIQUE BEM FLUIDA E VOCÊ, SEGURO COM O TEMA E COM A FERRAMENTA. Para acessar cada uma das telas,

Leia mais

Informativo www.unicred.com.br

Informativo www.unicred.com.br Informativo www.unicred.com.br ano 5 nº 40 2011 Editorial Unicred do Brasil Definido o tema da IX Convenção Nacional Unicred A Comissão Organizadora da Convenção Nacional Unicred, que se realizará na cidade

Leia mais

Novas vantagens do Supersimples poderão ser aprovadas ainda este ano

Novas vantagens do Supersimples poderão ser aprovadas ainda este ano Novas vantagens do Supersimples poderão ser aprovadas ainda este ano Ainda durante este ano, o Congresso Nacional poderá aprovar novas vantagens para as micro e pequenas empresas optantes do Simples Nacional,

Leia mais

De 22 a 25 de março de 2010 Centro de Convenções Ulysses Guimarães Brasília DF

De 22 a 25 de março de 2010 Centro de Convenções Ulysses Guimarães Brasília DF De 22 a 25 de março de 2010 Centro de Convenções Ulysses Guimarães Brasília DF Foto: Leonardo Melgarejo/RS Produções e Comunicação Espaço de diversidade e de afirmação de identidade Em um ano cujas atenções

Leia mais

Programa de Desenvolvimento Associativo. Evolução dos projetos

Programa de Desenvolvimento Associativo. Evolução dos projetos Programa de Desenvolvimento Associativo Evolução dos projetos 1 BRASIL Ambiente favorável aos negócios SISTEMA INDÚSTRIA SINDICATOS Representatividade Sustentabilidade Mais força, coesão e poder de influência

Leia mais

COMO SE ASSOCIAR 2014

COMO SE ASSOCIAR 2014 2014 QUEM SOMOS FUNDADO EM 2004, O CONSELHO EMPRESARIAL BRASIL CHINA CEBC É UMA INSTITUIÇÃO BILATERAL SEM FINS LUCRATIVOS FORMADA POR DUAS SEÇÕES INDEPENDENTES, NO BRASIL E NA CHINA, QUE SE DEDICA À PROMOÇÃO

Leia mais

A CARTA DE BANGKOK PARA A PROMOÇÃO DA SAÚDE EM UM MUNDO GLOBALIZADO

A CARTA DE BANGKOK PARA A PROMOÇÃO DA SAÚDE EM UM MUNDO GLOBALIZADO A CARTA DE BANGKOK PARA A PROMOÇÃO DA SAÚDE EM UM MUNDO GLOBALIZADO Introdução Escopo A Carta de Bangkok identifica ações, compromissos e promessas necessários para abordar os determinantes da saúde em

Leia mais

Perfil dos Participantes Compilação das Respostas dos Questionários

Perfil dos Participantes Compilação das Respostas dos Questionários Perfil dos Participantes Compilação das Respostas dos Questionários Dezembro/2011 Instrumentos da Política SocioAmbiental Linhas de Instituições Financiamento participantes da pesquisa Participação de

Leia mais

Inovação e Competitividade nas MPEs Brasileiras. Setembro de 2009

Inovação e Competitividade nas MPEs Brasileiras. Setembro de 2009 Inovação e Competitividade nas MPEs Brasileiras Setembro de 2009 Introdução Objetivos: - Avaliar a questão da inovação e da competitividade no universo das micro e pequenas empresas (MPEs) brasileiras.

Leia mais

Plano Brasil Maior e as Micro e Pequenas Empresas Agenda de Ações para Competitividade dos Pequenos Negócios. Curitiba, 20 de novembro de 2012

Plano Brasil Maior e as Micro e Pequenas Empresas Agenda de Ações para Competitividade dos Pequenos Negócios. Curitiba, 20 de novembro de 2012 Plano Brasil Maior e as Micro e Pequenas Empresas Agenda de Ações para Competitividade dos Pequenos Negócios Curitiba, 20 de novembro de 2012 PBM: Dimensões Dimensão Estruturante: diretrizes setoriais

Leia mais

DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO

DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO A CUT e as centrais sindicais negociaram com o governo

Leia mais

Estrutura de Governança Corporativa

Estrutura de Governança Corporativa Estrutura de Governança Corporativa Conselho de Administração Composto de nove membros, sendo dois independentes (sem vínculos com os acionistas signatários do acordo de acionistas, na forma da regulamentação

Leia mais

DECLARAÇÃO DE BRASÍLIA

DECLARAÇÃO DE BRASÍLIA DECLARAÇÃO DE BRASÍLIA Os Governadores e Governadoras, Intendentas e Intendentes, Prefeitas e Prefeitos do MERCOSUL reunidos no dia 16 de julho de 2015, na cidade de Brasília DF, por meio do Foro Consultivo

Leia mais

Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores. Foz do Iguaçu, Junho/2012

Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores. Foz do Iguaçu, Junho/2012 Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores Foz do Iguaçu, Junho/2012 Trajetória 1984 Iniciativa CNPq 1987 Criação da ANPROTEC 1994 Plano Real 2001 II Conferência CTI 2007

Leia mais

Novos Prefeitos e Prefeitas 2013

Novos Prefeitos e Prefeitas 2013 Novos Prefeitos e Prefeitas 2013 Curso de Prefeitos Eleitos 2013 a 2016 ARDOCE Missão Ser um banco competitivo e rentável, promover o desenvolvimento sustentável do Brasil e cumprir sua função pública

Leia mais

Termo de Referência nº 2014.0918.00040-2. 1. Antecedentes

Termo de Referência nº 2014.0918.00040-2. 1. Antecedentes Termo de Referência nº 2014.0918.00040-2 Ref: Contratação de consultoria pessoa física para realização de um plano de sustentabilidade financeira para o Jardim Botânico do Rio de Janeiro, no âmbito da

Leia mais

98,3% 90,3% 64,2% 38% 63,3% 3º trimestre/2014. das empresas avaliaram o sistema 80,7% tributário brasileiro qualitativamente como ruim ou muito ruim.

98,3% 90,3% 64,2% 38% 63,3% 3º trimestre/2014. das empresas avaliaram o sistema 80,7% tributário brasileiro qualitativamente como ruim ou muito ruim. 3º trimestre/2014 das empresas avaliaram o sistema 80,7% tributário brasileiro qualitativamente como ruim ou muito ruim. 98,3% 90,3% 64,2% 38% 63,3% das indústrias gaúchas avaliam que o número de tributos

Leia mais

Judiciário e Políticas Públicas ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 2º SEMESTRE DE 2013

Judiciário e Políticas Públicas ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 2º SEMESTRE DE 2013 Judiciário e Políticas Públicas ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 2º SEMESTRE DE 2013 FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS A Fundação Getulio Vargas (FGV) deu início a suas atividades em 1944

Leia mais

Lançamento do relatório - Mercados Inclusivos no Brasil: Desafios e Oportunidades do Ecossistema de Negócios

Lançamento do relatório - Mercados Inclusivos no Brasil: Desafios e Oportunidades do Ecossistema de Negócios Lançamento do relatório - Mercados Inclusivos no Brasil: Desafios e Oportunidades do Ecossistema de Negócios Ana Cecília de Almeida e Nathália Pereira A Iniciativa Incluir, promovida pelo PNUD Programa

Leia mais

Planejamento Estratégico para Escritórios de Advocacia ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 1º SEMESTRE DE 2012

Planejamento Estratégico para Escritórios de Advocacia ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 1º SEMESTRE DE 2012 Planejamento Estratégico para Escritórios de Advocacia ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 1º SEMESTRE DE 2012 FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS A Fundação Getulio Vargas (FGV) deu início a

Leia mais

Carteira de projetos prioritários para 2014. Propostas a serem entregues aos presidenciáveis. Mapa Estratégico DA INDÚSTRIA 2013-2022

Carteira de projetos prioritários para 2014. Propostas a serem entregues aos presidenciáveis. Mapa Estratégico DA INDÚSTRIA 2013-2022 Carteira de projetos prioritários para 2014 Propostas a serem entregues aos presidenciáveis Mapa Estratégico da Indústria 2013-2022 OBS: AJUSTAR TAMANHO DA LOMBADA COM O CÁLCULO FINAL DO MIOLO. Mapa Estratégico

Leia mais

Anexo V - A. Proposta de um Novo Programa de Trabalho e Funcionamento da RECYT

Anexo V - A. Proposta de um Novo Programa de Trabalho e Funcionamento da RECYT Anexo V - A Proposta de um Novo Programa de Trabalho e Funcionamento da RECYT Breve Histórico A Reunião Especializada em Ciência e Tecnologia do MERCOSUL RECYT, criada em 1992, realizou a sua primeira

Leia mais

4º PAINEL: INVESTIMENTO PRIVADO, INVESTIMENTO PÚBLICO E MERCADO DE CAPITAIS NO BRASIL

4º PAINEL: INVESTIMENTO PRIVADO, INVESTIMENTO PÚBLICO E MERCADO DE CAPITAIS NO BRASIL SEMINARIO FIESP REINDUSTRIALIZAÇÃO DO BRASIL: CHAVE PARA UM PROJETO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO 4º PAINEL: INVESTIMENTO PRIVADO, INVESTIMENTO PÚBLICO E MERCADO DE CAPITAIS NO BRASIL 26 agosto 2013 Carlos

Leia mais

DO DESENVOLVIMENTO. Brasília março 2011

DO DESENVOLVIMENTO. Brasília março 2011 OS PEQUENOS NEGÓCIOS NANA LIDERANÇA OS PEQUENOS NEGÓCIOS LIDERANÇA DO DESENVOLVIMENTO DO DESENVOLVIMENTO Brasília março 2011 Servi«o Brasileiro de Apoio s Micro e Pequenas Empresas Miss o Institucional

Leia mais

SECRETARIA DE INOVAÇÃO

SECRETARIA DE INOVAÇÃO SECRETARIA DE INOVAÇÃO EDITAL Nº 01, DE 30 DE JANEIRO DE 2013 SEGUNDA CHAMADA PARA A APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS DE COOPERAÇÃO TECNOLÓGICA ENTRE BRASIL E ISRAEL O SECRETÁRIO DE INOVAÇÃO DO MINISTÉRIO DO

Leia mais

RESGATE DOS ENCONTROS ANTERIORES

RESGATE DOS ENCONTROS ANTERIORES RESGATE DOS ENCONTROS ANTERIORES I ENCONTRO NACIONAL DE FORMAÇÃO ENAFOR, 24 a 28 de outubro de 2005 160 participantes da CONTAG e de 26 Federações (incluindo FETADFE) Mote: Construindo uma Política Nacional

Leia mais

FATORES PARA A INCLUSÃO NO MERCADO DE TRABALHO: EDUCAÇÃO, CIDADANIA E DESENVOLVIMENTO DAS QUALIDADES PESSOAIS

FATORES PARA A INCLUSÃO NO MERCADO DE TRABALHO: EDUCAÇÃO, CIDADANIA E DESENVOLVIMENTO DAS QUALIDADES PESSOAIS 1 FATORES PARA A INCLUSÃO NO MERCADO DE TRABALHO: EDUCAÇÃO, CIDADANIA E DESENVOLVIMENTO DAS QUALIDADES PESSOAIS MAURICIO SEBASTIÃO DE BARROS 1 RESUMO Este artigo tem como objetivo apresentar as atuais

Leia mais

Communication On Progress (COP) 2012/2013 da Via Gutenberg

Communication On Progress (COP) 2012/2013 da Via Gutenberg Communication On Progress (COP) 2012/2013 da Via Gutenberg Introdução Este documento registra ações realizadas no período de setembro de 2012 a setembro de 2013 pela Via Gutenberg Consultoria em Entretenimento

Leia mais

ANEC PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO UMA ABORDAGEM. Reflexões voltadas para a Gestão

ANEC PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO UMA ABORDAGEM. Reflexões voltadas para a Gestão ANEC PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO UMA ABORDAGEM Reflexões voltadas para a Gestão MUDANÇAS EDUCAÇÃO NO BRASIL 1996 Lei 9.934 LDB 1772 Reforma Pombalina 1549 Ensino Educação público no dos Brasil Jesuítas Lei

Leia mais

NOVA POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO PRODUTIVO

NOVA POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO PRODUTIVO NOVA POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO PRODUTIVO Política de Desenvolvimento Produtivo Elevar dispêndio em P&D Meta: 0,65% PIB Ampliar Investimento Fixo Meta: 21% PIB Posição 2007: 17,6% Macrometas 2010 Dinamização

Leia mais

CFO Program Para uma carreira em constante transformação

CFO Program Para uma carreira em constante transformação CFO Program Para uma carreira em constante transformação A Deloitte refere-se a uma ou mais entidades da Deloitte Touche Tohmatsu Limited, uma sociedade privada, de responsabilidade limitada, estabelecida

Leia mais

As MPE s como eixo central de cadeias produtivas

As MPE s como eixo central de cadeias produtivas As MPE s como eixo central de cadeias produtivas Guilherme Lacerda Diretor de Infraestrutura Social, Meio Ambiente, Agropecuária e Inclusão Social Madrid Outubro 2012 MPEs Importância, Desafios e Contribuições

Leia mais

154 a SESSÃO DO COMITÊ EXECUTIVO

154 a SESSÃO DO COMITÊ EXECUTIVO 154 a SESSÃO DO COMITÊ EXECUTIVO Washington, D.C., EUA 16 a 20 de junho de 2014 CE154.R17 Original: inglês RESOLUÇÃO CE154.R17 ESTRATÉGIA PARA COBERTURA UNIVERSAL DE SAÚDE A 154 a SESSÃO DO COMITÊ EXECUTIVO,

Leia mais

Projeto Empreendedores Cívicos

Projeto Empreendedores Cívicos Projeto Empreendedores Cívicos I. Conceito Empreendedores Cívicos são agentes de inovação social que fomentam e promovem transformações positivas em benefício da coletividade rumo a um Brasil Sustentável.

Leia mais

O desenvolvimento da indústria fornecedora de bens e serviços para petróleo e gás no Brasil e o BNDES

O desenvolvimento da indústria fornecedora de bens e serviços para petróleo e gás no Brasil e o BNDES Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social O desenvolvimento da indústria fornecedora de bens e serviços para petróleo e gás no Brasil e o BNDES 20.10.2009 Luciano Coutinho Mensagem Inicial Pré-sal:

Leia mais

5º WCTI Workshop de Ciência, Tecnologia e Inovação na UERJ

5º WCTI Workshop de Ciência, Tecnologia e Inovação na UERJ 5º WCTI Workshop de Ciência, Tecnologia e Inovação na UERJ O papel do Sistema FIRJAN/IEL no desenvolvimento da cultura empreendedora nas universidades e empresas 29 de outubro de 2013 Daniela Balog - Empreendedorismo

Leia mais

Comunidade de Prática Internacional para apoiar o fortalecimento e liderança da BIREME OPAS/OMS Fortalecimento institucional da BIREME OPAS/OMS

Comunidade de Prática Internacional para apoiar o fortalecimento e liderança da BIREME OPAS/OMS Fortalecimento institucional da BIREME OPAS/OMS Comunidade de Prática Internacional para apoiar o fortalecimento e liderança da BIREME OPAS/OMS Fortalecimento institucional da BIREME OPAS/OMS TERMOS DE REFERÊNCIA Versão 17/07/2012 No âmbito de um processo

Leia mais