As nove diferentes opções de licenciamento de software

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "As nove diferentes opções de licenciamento de software"

Transcrição

1 As nove diferentes opções de licenciamento de software A variedade de modelos para licenciamento de software oferecida hoje no mercado deixa muitos gestores de tecnologia da informação em dúvida na hora de escolher qual - ou quais - a forma mais indicada para as necessidades da sua empresa. Confira, a seguir, informações sobre a proposta de cada uma das nove alternativas de licenciamento de software oferecidas por fornecedores. 1. Licença perpétua de aquisição: modelo que existe há quase 40 anos e utilizado pelos grandes fornecedores, que financiam o desenvolvimento de seus sistemas e os vendem para os clientes como um ativo (as empresas têm o direito ao produto para o resto da vida, excluindo serviços de manutenção e de atualizações). 2. Licença de uso: as empresas têm direito apenas de uso da licença por máquina instalada, incluindo atualizações. Mas não podem solicitar serviço de manutenção. 3. Licença de manutenção: neste caso, a empresa paga pelas taxas de correções e de manutenção do software adquirido. 4. Conjunto de licenças (aquisição, uso e manutenção): é o formato mais usado hoje no mercado. O cliente tem direito ao pacote completo da licença, uso e serviços de manutenção. 5. Aluguel (da sigla em inglês, ASP - Application Service Provider): o software fica hospedado fora da empresa, que paga em forma de mensalidade fixa. Pode ser mensal ou anual. 6. Software como serviço (da sigla em inglês, SaaS): aqui, o usuário não tem nada instalado internamente e não se preocupa onde fica o banco de dados, o sistema, os aplicativos. Tudo fica fora da empresa. O modelo é considerado uma ruptura de conceito, uma vez que não se paga nem pela aquisição de software (a empresa não compra o sistema) e nem aluguel. O valor é cobrado pelo número de usuários que acessam o serviço. 7. Open source: o usuário não paga pela licença inicial, já que é software livre. Embora não exista o mesmo custo de desenvolvimento de um software licenciado, há cobrança pela manutenção. 8. Autofinanciamento: quem paga pelo desenvolvimento é o cliente e não o desenvolvedor, já que neste modelo a solução é customizada para atender o interesse do usuário. O cliente é dono do software e, no futuro, pode vendê-lo para outras empresas, transformando-se em "fornecedor". 9. Co-source: quando duas empresas se unem e dividem o custo do desenvolvimento. É uma terceirização colaborativa entre cliente e fornecedor. A receita vem a partir da remuneração por resultado. Acontece muito entre portais B2B e B2C. Outros conceitos em relação a Licença de Uso Software Livre: qualquer programa que tem a liberdade de ser usado, copiado, modificado e redistribuído. Opõe-se ao conceito de software proprietário. Pode ser vendido ou disponibilizado gratuitamente. Um caso é o da Red Hat que comercializa o Red Hat Enterprise Linux. A possibilidade de modificações implica na abertura de seu código fonte. A maioria dos softwares livres é licenciada como GNU GPL ou BSD.

2 GPL: a Licença Pública Geral GNU acompanha os pacotes distribuídos pelo Projeto GNU (General Public License). É a mais utilizada, sendo adotada pelo Linux. Ela impede que o software seja integrado em um software proprietário e garante os direitos autorais. Não permite que as liberdades originais sejam limitadas, nem que sejam impostas restrições que impeçam a distribuição da mesma forma que foram adquiridos. BSD: a licença BSD foi inicialmente utilizada nos softwares da Berkeley Software Distribution. Ela impõe poucas restrições sobre as formas de uso, alterações e redistribuição do software e, por isso, é chamada de copycenter. O programa pode ser vendido e não precisa incluir o código fonte. Software em Domínio Público: o autor do software relega a propriedade do programa e este se torna bem comum, ou seja, não possui copyright. Entretanto, o autor pode restringir que modificações sejam feitas. Copyleft: retira barreiras à utilização, difusão e modificação do software, mas impedem a utilização não-autorizada. Ele requer que as alterações sejam livres, passando adiante a liberdade de copiá-lo e modificá-lo novamente. Software proprietário: é aquele cuja cópia, redistribuição ou modificação são proibidos pelo autor em determinado grau. É necessário solicitar permissão ou pagar para utilizar. Pode ser freeware, shareware, trial ou demo. Freeware: software proprietário que é disponibilizado gratuitamente, mas não pode ser modificado. Shareware: é o software disponibilizado gratuitamente por um período de tempo ou com algumas funções abertas, mas que implica no posterior pagamento pela sua licença. Trial: versão de teste de vários softwares. É disponibilizada algumas funções, geralmente por 30 dias, para que o usuário experimente o programa para saber se ele atende às suas necessidades. Demo: versão de demonstração, semelhante ao Trial. É possível usar o programa por um

3 tempo ou com apenas algumas funções disponíveis. Software Comercial: é o software desenvolvido com o objetivo de lucrar. Open Source: o software de código aberto é aquele que disponibiliza seu código fonte e restringe-se aos termos técnicos da questão. Pode ser livre, ou proprietário. Algumas empresas como IBM, HP, Intel e Nokia investem em software de código aberto. Adware é qualquer programa que automaticamente executa, mostra ou baixa publicidade para o computador depois de instalado ou enquanto a aplicação é executada. Alguns programas shareware são também adware, e neles os usuários têm a opção de pagar por uma versão registrada, que normalmente elimina os anúncios. Alguns programas adware têm sido criticados porque ocasionalmente possuem instruções para captar informações pessoais e as passar para terceiros, sem a autorização ou o conhecimento do usuário. Esta prática é conhecida como spyware, e tem provocado críticas dos experts de segurança e os defensores de privacidade, incluindo o Electronic Privacy Information Center. Porém existem outros programas adware que não instalam spyware. Existem programas destinados a ajudar o usuário na busca e modificação de programas adware, para bloquear a apresentação dos anuncios ou eliminar as partes de spyware. Para evitar uma reação negativa, com toda a indústria publicitária em geral, os criadores de adware devem equilibrar suas tentativas de gerar ingressos com o desejo do usuário de não ser molestado. Licença de Software Uma Licença de Software é uma definição de ações autorizadas (ou proibidas) no âmbito do direito de autor de um programador de software de computador concedidas (ou impostas) ao usuário deste software. Entende-se por usuário qualquer entidade legal, empresas ou um "usuário final (doméstico)", origem da expressão End User License Agreement (EULA).

4 Quando uma licença acrescenta restrições para além das existentes no direito de autor, o usuário tem normalmente de aceitar que lhe sejam impostas estas restrições para poder sequer utilizar o software. Aqui reside a principal diferença entre uma Licença de software livre e uma Licença de software não-livre: As licenças de Software Livre acrescentam direitos face aos já concedidos pelo direito de autor, deixando apenas para o ato de redistribuição as únicas regras que impõem. Comparação de licenças EULA e GPL O Vista aproxima-se da fase final, deixando de ser um vaporware e além de mais caro (falo da licença de utilização porque o produto propriamente dito continua a ser da Microsoft), será ainda mais restritivo no seu uso, e ainda carregará com (mais) milhares de linhas de código de DRM. O que a Microsoft não faz pelos seus queridos clientes... Mas, o que é Vaporware? É um software ou hardware que é anunciado por um desenvolvedor muito antes do seu lançamento, mas que nunca chega a entrar em produção, tenha ou não seu ciclo de desenvolvimento sido postergado. O termo implica fraude, ou, no mínimo, um otimismo sem garantias; isto é, implica que o anunciante sabe que o desenvolvimento do produto está ainda numa fase muito preliminar para respaldar declarações responsáveis sobre sua data de conclusão, características ou mesmo praticabilidade. DRM: vigilância e intrusão. Professor o que é DRM? A tecnologia utilizada para proteger a chamada propriedade intelectual e coibir a pirataria também pode permitir a violação da privacidade dos cidadãos e impedir o uso de software de código aberto. 1. Você gostaria que pessoas desconhecidas pudessem vasculhar e investigar o seu computador? 2. Você acha correto as pessoas terem suas ligações telefônicas ouvidas por uma empresa sem autorização da Justiça? Se você considera que, do ponto de vista da privacidade, invadir seu computador ou bisbilhotar conversas telefônicas não têm muita diferença, prepare-se para a realidade do DRM.

5 Digital Rights Management Pode ser traduzido como "gerenciador de direitos digitais". Ficou conhecido também como gerenciador de restrições digitais. Trata-se de uma tecnologia que pemite aos proprietários de conteúdos digitais, principalmente empresas de software, entretenimento, músicas, filmes, e-books e games, determinar e controlar quem pode e como pode utilizar ou ver o conteúdo de seus produtos. A tecnologia do DRM está sendo muito utilizada para que o dono do copyright, por exemplo, uma gravadora, ofereça downloads de músicas pela internet. O DRM impediria que a pessoa que pagou pelo download de uma canção possa redistribuí-la para pessoas que não pagaram. O DRM é, basicamente, um conjunto de técnicas que utilizam criptossistemas (codificadores e decodificadores sofisticados) para assegurar a chamada propriedade intelectual. É uma tecnologia que permite controlar acessos (número de acessos e até o tempo de acesso), alterações, compartilhamento, cópia, impressão e arquivamento. Pode estar embutida no sistema operacional, em um programa ou em um hardware. O DRM utiliza dois procedimentos para dar segurança aos conteúdos. 1. A criptografia, para dar acesso somente aos usuários autorizados e portadores de chaves de decifragem. 2. Através de uma marca ou um sinal inserido no conteúdo, informando ao device que a cópia está protegida. Obviamente, ambos os procedimentos são vulneráveis e podem ser quebrados. Professor isto não seria uma afronta ao direito individual?

6 O problema é que a tecnologia e a legislação DRM colocam em risco a privacidade, o desenvolvimento de código aberto e o uso justo dos conteúdos de copyright. Vamos por partes. 1. Privacidade. A tecnologia DRM dá pouca importância para a defesa e a proteção dos direitos individuais dos cidadãos. Ela exige a identificação do usuário para acessar um conteúdo protegido, eliminando a possibilidade de você, anonimamente, acessar um conteúdo. Ao mesmo tempo, o DRM possibilita que as empresas detentoras de copyright acumulem informações sobre as práticas de uso e o comportamento de cada usuário. 2. As empresas dizem que esses dados são protegidos por políticas de privacidade. Afirmam que não individualizam os dados e que não negociarão as informações sobre cada cidadão (venda de informações para mailing). Mas quem poderá garantir que isso não venha a ser feito? 3. O interessante é que a tecnologia DRM trata cada usuário como um suspeito potencial de violação do copyright, embora não admita que os cidadãos possam suspeitar e também se prevenir contra as possibilidades concretas de terem suas vidas rastreadas pelas empresas que a utilizam. A Eletronic Privacy Information Center-EPIC alerta que a tecnologia DRM pode resultar na discriminação de preços baseada na identidade dos consumidores. Isso já ocorre no mercado corporativo de software. Alguns softwares são vendidos a um preço muito mais alto para determinadas empresas do que para outras. Essa possibilidade, agora, pode ser aplicada na discriminação de consumidores, de acordo com os critérios e interesses das empresas vendedoras de conteúdos digitais. Ainda segundo a EPIC, muitas empresas de conteúdos não permitem que sejam transferidos seus arquivos para devices portáveis e fazem isso utilizando as linhas de código do sistema DRM embarcadas no Windows. Assim, acabam excluindo do seu uso todas as pessoas que utilizam outros sistemas operacionais, uma vez que não funcionam fora da plataforma Microsoft. Aviso aos alunos e comunidade acadêmica Uma cláusula da licença Windows alerta-nos para os riscos da tecnologia DRM, não somente para a privacidade, mas também para o futuro de aplicativos em código aberto. A licença diz: ATUALIZAÇÕES DE SEGURANÇA". Provedores de conteúdo utilizam a tecnologia de gerenciamento de direitos digitais (Microsoft DRM) contida neste produto para proteger a integridade de seus respectivos conteúdos, a fim de que não haja apropriação indevida de sua propriedade intelectual incluindo os direitos autorais nesses conteúdos. Os proprietários desse Conteúdo protegido poderão, ocasionalmente, solicitar à Microsoft que forneça atualizações relacionadas à segurança para os componentes de Microsoft DRM do produto que possam afetar sua capacidade de copiar, exibir e/ou executar um conteúdo protegido utilizando software Microsoft ou aplicativos de terceiros que empreguem Microsoft DRM. Portanto, você concorda que, se você optar por fazer o download da internet de uma licença que permita o uso de um conteúdo protegido, a Microsoft poderá, em conjunto com essa licença, fazer também, em seu computador, o download dessas Atualizações de segurança cuja distribuição tenha sido solicitada à Microsoft por um Proprietário de conteúdo protegido.

7 A Microsoft não irá recuperar nenhuma informação de identificação pessoal, nem nenhuma outra informação, do seu computador através do download dessas Atualizações de segurança?!? As instruções de DRM embutidas no sistema operacional de um computador ou device podem gerar penalidades aos usuários que rodem programas ou conteúdos que não sejam identificados como legais ou autorizados. Ao tentar executar um programa, o DRM poderá forçar um reboot ou destruirá parte dos arquivos considerados ilegais. Isso poderá, também, impedir que as pessoas rodem ou instalem aplicativos livres ou de código aberto que não estejam autorizados pela empresa desenvolvedora de seu sistema operacional. Para defender a expansão da propriedade sobre os conteúdos digitais, a indústria de entretenimento e de software proprietário está tentando ampliar o controle sobre o uso de seus produtos com o objetivo de evitar a pirataria. Mas, ao fazer isso com tecnologias do tipo DRM, estão destruindo um conjunto de outras exigências de quaquer país democrático: a liberdade de escolher o que ouvir e o que ver, a privacidade e o direito de ter uma cópia de qualquer livro, desde que seja para uso pessoal. A tecnologia DRM precisa ser questionada. E olhando para a licença EULA da Microsoft onde o Vista vem embrulhado, e depois para a licença GPL que a generalidade das distros de Linux carrega, encontro tanta diferença que não posso deixar de enumerar algumas, mais que não seja para alertar os mais incautos. EULA A cópia é proibida Apenas pode ser usada num PC com até 2 processadores Tem de ser registada até 30 dias Pode deixar de trabalhar se houver mudanças de hardware Os updates podem alterar a licença EULA caso a companhia assim o deseje A licença pode ser mudada para outro utilizador apenas uma vez E o novo utilizador terá de concordar tambem com a licença Impõe limitações na engenharia reversa Dá à Microsoft o direito de recolher informação acerca do sistema e do seu uso (UAU) Dá à Microsoft o direito de fornecer essas informações a terceiros (outras organizações)(novo UAU) Dá à Microsoft o direito de fazer alterações NO SEU PC sem te dar satisfações (ESPECTÁCULO) Garantia apenas por 90 dias Fixs, updates e patchs vem sem garantia alguma GPL Liberdade para copiar, modificar e/ou redistribuir o software Impossibilita uma das partes de impedir a outra parte de ter as mesmas liberdades Dá proteção de direitos aos utilizadores para copiar, modificar e/ou redistribuir o software

8 O software pode ser vendido caso o utilizador assim o queira e os serviços a esse software podem ser pagos Não há garantia visto que não é pago Qualquer patente terá de ser licenciada para uso de todos ou não será licenciada Alterações de software não tem garantia O código fonte terá de ser fornecido Se houver alterações na licença, os termos gerais dela terão de ser mantidos Dá para perceber que a EULA abusa na palavra proibição enquanto que a GPL dá prioridade à palavra liberdade. O software com a EULA ainda traz de bónus o DRM no caso do Vista enquanto que o software com o GPL vem limpo desses atentados à liberdade. O lado reverso esteganografia A maioria dos formatos de arquivos exige uma certa sintaxe, com marcas de início, final e uma formatação adequada. Isto evita que arquivos danificados causem problemas, fazendo com que um arquivo MP3 danificado produza um ruído estridente e ensurdecedor capaz de estourar seus tímpanos por exemplo :-) Porções inválidas dos arquivos são ignoradas pelos programas visualizadores. Se você abrir uma imagem.jpg ou um filme em mpg num editor de textos e colar um texto qualquer no final do arquivo, ele continuará sendo exibido da mesma forma, o texto fica oculto para quem tentar abrir o arquivo por vias normais. Se você quiser um pouco mais de sofisticação, pode cifrar o texto antes de cola-lo no outro arquivo, assim mesmo que alguém tente vê-lo num editor de textos ou num editor hexa, dificilmente vai conseguir descobrir a mensagem escondida. Em muitos casos é possível picotar o arquivo de texto e espalhá-lo em vários pontos do arquivo, não apenas no final. Não é preciso dizer que esta é uma forma muito usada para esconder informações. Você pode esconder aquele arquivo.doc comprometedor dentro de um inocente wallpaper. Artigo para discussão Para a RIAA a DRM é uma espécie em vias de extinção

9 by Miguel Caetano on Julho 21, 2009 mas ainda não desapareceu. A notícia surgiu no domingo passado pela mão do TorrentFreak: Jonathan Lamy, o principal porta-voz da Associação da Indústria Phonográfica Norte-americana (RIAA Record Industries American Associates Associação das industrias phonográficas americanas) teria afirmado à jornalista Deb Radcliffe da revista SC Magazine que a DRM estava morta e enterrada. Acontece que o que Lamy enviou no à repórter não foi exatamente isso mas sim que já não existe virtualmente qualquer forma de DRM na música hoje em dia, pelo menos nos serviços de downloads, incluindo o itunes, tendo ainda acrescentado que os temas em formato digital tendem a ser comercializados sem quaisquer tipos de restrições tecnológicas uma vez que os consumidores têm interesse em reproduzir os arquivos em qualquer dispositivo. Depois de ter deparado com esta citação descaradamente incorreta, Radcliffe decidiu enviar um de protesto ao Ernesto do TorrentFreak exigindo uma retração da parte do blogger. E este assim o fez: Acabamos de saber que a RIAA nunca empregou a palavra morta na resposta que enviou à repórter. De qualquer forma, assim que li este artigo desconfiei logo da sua veracidade. Pois se ainda em Maio do ano passado o lobby das grandes editoras phonográficas nos Estados Unidos previu que as medidas de proteção tecnológica ainda iriam durar muitos anos!

10 Nessa altura, o responsável pela unidade de tecnologia da RIAA David Hughes calculou que a imensa maioria dos métodos para a comercialização de música digital requeriam a instalação de DRMs: Fiz uma lista das 22 formas que existem de vender música e 20 delas ainda requerem DRM. Qualquer tipo de serviço de subscrição ou play-per-view limitado ou financiado por publicidade ainda exige DRM. Portanto, a DRM não está morta ( ) Penso que se irá registar um movimento rumo aos serviços de subscrição e que isso irá implicar em última instância o regresso da DRM. E a verdade é que apesar da Apple ter removido todas as restrições tecnológicas do conjunto do catálogo disponível no itunes e de tanto a Amazon como a RealNetworks terem já anteriormente começado a vender música em formato MP3 sem DRM, a verdade é que boa parte dos serviços de subscrição de música não passam de aluguéis. Veja-se o exemplo da oferta que a Vodafone acaba de lançar em Portugal. Mesmo assim, existem sinais de que os executivos das grandes editoras phonográficas começam a compreender que os fãs de música também não estão dispostos a pagar por serviços que impõem inúmeras restrições quando podem descarregar tudo e mais alguma coisa de graça com o mínimo de risco. É nesse sentido que a subscrição que a Virgin Media pretende lançar em parceria com a Universal mais para o final do ano no Reino Unido promete ser um divisor de águas antes e depois da DRM. Demorou anos mas parece que finalmente a indústria phonográfica está quase convencida de que a remoção das DRMs contribui para aumentar substancialmente as vendas de música digital. Agora só falta que as produtoras de cinema e os editores de livros se convençam do mesmo para não se repetirem episódios lamentáveis como o da semana passada em que a Amazon removeu centenas de cópias das obras de Geoge Orwell entre eles, e muito sintomaticamente, o famoso 1984 que estavam guardadas em ebooks Kindle. fonte:

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO RAFAEL D. RIBEIRO, M.SC,PMP. RAFAELDIASRIBEIRO@GMAIL.COM HTTP://WWW.RAFAELDIASRIBEIRO.COM.BR @ribeirord CRIMES DE PIRATARIA DE SOFTWARE Prática ilícita caracterizada

Leia mais

Introdução a Computação

Introdução a Computação Introdução a Computação 08 - Licenças, Tipos de Softwares, Tradutores. Linguagens de Máquina, de Baixo Nível e de Alto Nível Márcio Daniel Puntel marcio.puntel@ulbra.edu.br Software Livre GPL BSD Software

Leia mais

Universidade Tuiuti do Paraná Faculdade de Ciências Exatas Introdução a Computação - CSTA. Classificação / Licenciamento de Software

Universidade Tuiuti do Paraná Faculdade de Ciências Exatas Introdução a Computação - CSTA. Classificação / Licenciamento de Software Universidade Tuiuti do Paraná Faculdade de Ciências Exatas Introdução a Computação - CSTA Classificação / Licenciamento de Software MATERIAL PARA ESTUDO PRIMEIRO BIMESTRE Componentes de um Sistema Computacional

Leia mais

Licenças Livres. Terry Laundos Aguiar

Licenças Livres. Terry Laundos Aguiar Licenças Livres Terry Laundos Aguiar "Quando nos referimos a software livre, estamos nos referindo a liberdade e não a preço." Licença GPL Licenças de Softwares Comprar um software, geralmente, é como

Leia mais

ÍNDICE. www.leitejunior.com.br 06/10/2009 10:21 Leite Júnior

ÍNDICE. www.leitejunior.com.br 06/10/2009 10:21 Leite Júnior ÍNDICE SOFTWARE LIVRE / OPEN SOURCE...2 PROPRIEDADE INTELECTUAL...2 GRAUS DE RESTRIÇÃO EM LICENÇAS DE SOFTWARE...2 LICENÇAS DE SOFTWARE...2 OPEN SOURCE...2 SOFTWARE LIVRE...2 GNU GPL...4 GNU LGPL...4 SOFTWARE

Leia mais

PREPARATÓRIO RIO PARA CAIXA ECONÔMICA

PREPARATÓRIO RIO PARA CAIXA ECONÔMICA PREPARATÓRIO RIO PARA CAIXA ECONÔMICA O que é Software Livre? Software Livre (Free Software) é o software disponível com a permissão para qualquer um usá-lo, copiá-lo, e distribuí-lo, seja na sua forma

Leia mais

CONCEITOS DE SOFTWARE. Prof. Erion Monteiro

CONCEITOS DE SOFTWARE. Prof. Erion Monteiro CONCEITOS DE SOFTWARE Prof. Erion Monteiro PENSAMENTO DO DIA Imagine uma nova história para a sua vida e acredite nela! Paulo Coelho O QUE É SOFTWARE? É o produto que os engenheiros de software projetam

Leia mais

Informática I. Aula 26. http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Baseada no Capítulo 2 do Livro Introdução a Informática Capron e Johnson

Informática I. Aula 26. http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Baseada no Capítulo 2 do Livro Introdução a Informática Capron e Johnson Informática I Aula 26 Baseada no Capítulo 2 do Livro Introdução a Informática Capron e Johnson http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 26-17/07/06 1 Ementa Histórico dos Computadores Noções de

Leia mais

Introdução 12/06/2012. Software Livre

Introdução 12/06/2012. Software Livre Software Livre Introdução Software Livre, software de código aberto ou software aberto é qualquer programa de computador cujo código-fonte deve ser disponibilizado para permitir o uso, a cópia, o estudo

Leia mais

Como é o desenvolvimento de Software?

Como é o desenvolvimento de Software? Como é o desenvolvimento de Software? Fases do Desenvolvimento Modelo Cascata Define atividades seqüenciais Outras abordagens são baseadas nesta idéia Especificação de Requisitos Projeto Implementação

Leia mais

São programas de computador com a função de interagir a maquina com o usuário. Licenciados Livres - Gratuitos ou uso limitados 18/10/2010 1

São programas de computador com a função de interagir a maquina com o usuário. Licenciados Livres - Gratuitos ou uso limitados 18/10/2010 1 Softwares São programas de computador com a função de interagir a maquina com o usuário Tipos : Licenciados Livres - Gratuitos ou uso limitados 18/10/2010 1 Licenciados São software autorizados, cedidos

Leia mais

Introdução 13/06/2012. Software Livre

Introdução 13/06/2012. Software Livre Software Livre Introdução Software Livre, software de código aberto ou software aberto é qualquer programa de computador cujo código-fonte deve ser disponibilizado para permitir o uso, a cópia, o estudo

Leia mais

Comunicado Técnico 14

Comunicado Técnico 14 Comunicado Técnico 14 ISSN 2177-854X Agosto. 2011 Uberaba - MG SPYWARE Instruções Técnicas Responsáveis: Danilo Guardieiro Lima E-mail: daniloglima@terra.com.br Especialista em redes de computadores, Professor

Leia mais

ADOBE FLASH PLAYER 10.3 Gerenciador de configurações locais

ADOBE FLASH PLAYER 10.3 Gerenciador de configurações locais ADOBE FLASH PLAYER 10.3 Gerenciador de configurações locais PRERELEASE 03/07/2011 Avisos legais Avisos legais Para consultar avisos legais, acesse o site http://help.adobe.com/pt_br/legalnotices/index.html.

Leia mais

TERMOS DE LICENÇA PARA SOFTWARES HSC

TERMOS DE LICENÇA PARA SOFTWARES HSC TERMOS DE LICENÇA PARA SOFTWARES HSC LEIA COM ATENÇÃO ANTES DE USAR ESSE PRODUTO DE SOFTWARE: Este Termo de Aceite é um Contrato de Licença do Usuário Final ("EULA" - End-User License Agreement) é um contrato

Leia mais

Gestão em Sistemas de Informação. Profa.: Me. Christiane Zim Zapelini E-mail: christianezapelini@nwk.edu.br

Gestão em Sistemas de Informação. Profa.: Me. Christiane Zim Zapelini E-mail: christianezapelini@nwk.edu.br Gestão em Sistemas de Informação Profa.: Me. Christiane Zim Zapelini E-mail: christianezapelini@nwk.edu.br Gestão em Sistemas de Informação Aula 34 Software livre e código aberto Aula 34 2 Gestão em Sistemas

Leia mais

Designer 3.5 for Identity Manager Contrato de Licença de Software da Novell(r)

Designer 3.5 for Identity Manager Contrato de Licença de Software da Novell(r) Designer 3.5 for Identity Manager Contrato de Licença de Software da Novell(r) LEIA ESTE CONTRATO COM ATENÇÃO. AO INSTALAR, FAZER DOWNLOAD OU DE QUALQUER OUTRA FORMA UTILIZAR O SOFTWARE, VOCÊ ESTÁ CONCORDANDO

Leia mais

Software de sistema Software aplicativo

Software de sistema Software aplicativo SOFTWARE O que é Software? Software, logicial ou programa de computador é uma sequência de instruções a serem seguidas e/ou executadas, na manipulação, redireccionamento ou modificação de um dado/informação

Leia mais

Introdução à Informática

Introdução à Informática Introdução à Informática Aula 4 http://www.ic.uff.br/~bianca/introinfo/ Aula 4-14/09/2007 1 Ementa Conceitos Básicos de Computação (Hardware, Software e Internet) Softwares Aplicativos Tutorial: Word Tutorial:

Leia mais

Software Livre e Inovação Tecnológica

Software Livre e Inovação Tecnológica Software Livre e Inovação Tecnológica Fábio Olivé (fabio.olive@gmail.com) Tópicos O que significa Livre em Software Livre? De onde veio e quem usa Software Livre? A qualidade diferenciada do Software Livre

Leia mais

Conteúdo SOFTWARE LIVRE. Terminologia. Histórico de Software Livre. Terminologia: Software livre. Terminologia: Software livre

Conteúdo SOFTWARE LIVRE. Terminologia. Histórico de Software Livre. Terminologia: Software livre. Terminologia: Software livre Conteúdo SOFTWARE LIVRE SCE 186 - Engenharia de Software Profs. José Carlos Maldonado e Elisa Yumi Nakagawa 2 o semestre de 2002 Histórico de Software Livre Terminologia Fases do Licença de Software Livre

Leia mais

SUSE LINUX Enterprise Server (SLES) 10 Contrato de Licença de Software da Novell

SUSE LINUX Enterprise Server (SLES) 10 Contrato de Licença de Software da Novell SUSE LINUX Enterprise Server (SLES) 10 Contrato de Licença de Software da Novell LEIA ESTE CONTRATO COM ATENÇÃO. AO INSTALAR OU DE QUALQUER OUTRA FORMA UTILIZAR O SOFTWARE (INCLUINDO SEUS COMPONENTES),

Leia mais

Sistemas Operacionais: Aplicativos. Prof. Rafael J. Sandim

Sistemas Operacionais: Aplicativos. Prof. Rafael J. Sandim Sistemas Operacionais: Aplicativos Prof. Rafael J. Sandim Aplicativos Programa de computador que desempenha uma tarefa específica; Em geral ligada ao processamento de dados; Podem ser divididos em duas

Leia mais

São programas de computador utilizados para realizar diversas tarefas É a parte lógica do computador, o que faz o computador realmente funcionar.

São programas de computador utilizados para realizar diversas tarefas É a parte lógica do computador, o que faz o computador realmente funcionar. São programas de computador utilizados para realizar diversas tarefas É a parte lógica do computador, o que faz o computador realmente funcionar. Quais são eles? Vários outros programas 1 Sistema Básico

Leia mais

Proposta Técnica: As funcionalidades do Windows 10 e um comparativo com o Linux

Proposta Técnica: As funcionalidades do Windows 10 e um comparativo com o Linux FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS Gestão de Tecnologia da Informação Marcello Donizete Caetano da Silva Proposta Técnica: As funcionalidades do Windows 10 e um comparativo com o Linux Profª. Lucília

Leia mais

Norton Internet Security Guia do Usuário

Norton Internet Security Guia do Usuário Guia do Usuário Norton Internet Security Guia do Usuário O software descrito neste guia é fornecido sob um contrato de licença e pode ser usado somente conforme os termos do contrato. Documentação versão

Leia mais

O que é software livre

O que é software livre CAMPOS, Augusto. O que é software livre. BR-Linux. Florianópolis, março de 2006. Disponível em . Consultado em 16 de Dezembro de 2008. O que é software livre

Leia mais

FLEXPAG - Política de Privacidade

FLEXPAG - Política de Privacidade FLEXPAG - Política de Privacidade A infocusweb/flexpag tem um compromisso com o respeito à sua privacidade. Política de Privacidade Nós reconhecemos que ao optar por nos informar alguns de seus dados pessoais,

Leia mais

O modelo Bazar de Produção de Softwares. O caso das Comunidades Virtuais de Software livre.

O modelo Bazar de Produção de Softwares. O caso das Comunidades Virtuais de Software livre. O modelo Bazar de Produção de Softwares O caso das Comunidades Virtuais de Software livre. Por Vicente Aguiar Fonte: Lucas Rocha Feced/2005 Sobre esta apresentação 2008 Vicente Aguiar

Leia mais

Termos de Licença de Software da Microsoft para:

Termos de Licença de Software da Microsoft para: Termos de Licença de Software da Microsoft para: Windows Embedded For Point of Service 1.0 Estes termos de licença são um acordo entre você e a [OEM]. Por favor, leia-os. Eles aplicam-se ao software incluído

Leia mais

Consulte a parte de trás para obter informações sobre instalação rápida.

Consulte a parte de trás para obter informações sobre instalação rápida. Guia do Usuário Consulte a parte de trás para obter informações sobre instalação rápida. Protegemos mais usuários contra ameaças on-line do que qualquer outra empresa no mundo. Cuidar de nosso meio ambiente,

Leia mais

O que é software livre

O que é software livre O que é software livre Publicado por brain em Sáb, 2006-03-25 17:12. :: Documentação [http://brlinux.org/linux/taxonomy/term/13] por Augusto Campos Este artigo responde a diversas dúvidas comuns de novos

Leia mais

Softwares Aplicativos. (Capítulo 2)

Softwares Aplicativos. (Capítulo 2) Softwares Aplicativos (Capítulo 2) INTRODUÇÃO À ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO Professor: Rosalvo Ferreira de Oliveira Neto Estrutura 1. Definição 2. Aquisição 3. Classificações 4. Ética 5. Profissionais 03

Leia mais

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de resposta do ponto de extremidade do URL. url_response série 4.1

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de resposta do ponto de extremidade do URL. url_response série 4.1 CA Nimsoft Monitor Guia do Probe Monitoramento de resposta do ponto de extremidade do URL url_response série 4.1 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se

Leia mais

Curso Técnico de Nível Médio

Curso Técnico de Nível Médio Curso Técnico de Nível Médio Disciplina: Informática Básica 3. Software Prof. Ronaldo Software Formado por um conjunto de instruções (algoritmos) e suas representações para o

Leia mais

Revisão. Prof. Marciano dos Santos Dionizio

Revisão. Prof. Marciano dos Santos Dionizio Revisão Prof. Marciano dos Santos Dionizio SISTEMA DE ARQUIVOS No mundo Windows, temos apenas três sistemas de arquivos: FAT16, FAT32 e NTFS. O FAT16 é o mais antigo, usado desde os tempos do MS-DOS, enquanto

Leia mais

Aula 02 Software e Operações Básicas. Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br http://www.profbrunogomes.com.br/

Aula 02 Software e Operações Básicas. Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br http://www.profbrunogomes.com.br/ Aula 02 Software e Operações Básicas Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br http://www.profbrunogomes.com.br/ Revisando Como um computador funciona: Entrada (Dados) Processamento (Análise dos Dados)

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES DE USO

TERMOS E CONDIÇÕES DE USO TERMOS E CONDIÇÕES DE USO LEIA COM ATENÇÃO ESTES TERMOS DE USO ANTES DE FAZER USO DOS SERVIÇOS OFERECIDOS PELO BLAH. SE VOCÊ NÃO CONCORDAR COM QUALQUER CONDIÇÃO DESTES TERMOS DE USO, NÃO USE O BLAH OU

Leia mais

LAWRD Termos de Serviço

LAWRD Termos de Serviço LAWRD Termos de Serviço Data de Vigência: 15 de Outubro de 2008 Introdução Bem-vindo ao site da LAWRD ( Serviço ), um serviço de Internet da muchbeta, S.A. ( muchbeta, ou mb ). A muchbeta é a única detentora

Leia mais

Terceiro Resumo de Projeto de Engenharia de Software

Terceiro Resumo de Projeto de Engenharia de Software Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Terceiro Resumo de Projeto de Engenharia de Software Grupo Open Source: Eduardo Telles Giovani Tadei Marco Aurélio Renata Monique Primeira Aula O aspecto

Leia mais

ICE INSTITUTO CUIABADO DE EDUCAÇÃO CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 4º SEMESTRE RECURSOS HUMANOS CARLOS EDUARDO JULIANI

ICE INSTITUTO CUIABADO DE EDUCAÇÃO CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 4º SEMESTRE RECURSOS HUMANOS CARLOS EDUARDO JULIANI ICE INSTITUTO CUIABADO DE EDUCAÇÃO CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 4º SEMESTRE RECURSOS HUMANOS CARLOS EDUARDO JULIANI SOFTWARE LIVRE E SOFTWARE PROPRIETARIO Software Livre. O software livre foi desenvolvido,

Leia mais

Consulte a parte de trás para obter informações sobre instalação rápida.

Consulte a parte de trás para obter informações sobre instalação rápida. Guia do Usuário Consulte a parte de trás para obter informações sobre instalação rápida. Protegemos mais usuários contra ameaças on-line do que qualquer outra empresa no mundo. Cuidar de nosso meio ambiente,

Leia mais

Serviço HP Foundation Care Exchange

Serviço HP Foundation Care Exchange Informações técnicas Serviço HP Foundation Care Exchange HP Services Visão geral do serviço O serviço HP Foundation Care Exchange é composto de serviços remotos de hardware e software que lhe permitem

Leia mais

Informática Instrumental

Informática Instrumental 1º PERÍODO.: GRADUAÇÃO EM REDES DE COMPUTADORES :. Madson Santos madsonsantos@gmail.com 2 Unidade I Unidade I Software 3 Software o é uma sentença escrita em uma linguagem de computador, para a qual existe

Leia mais

Software Livre. para concursos. Questões comentadas

Software Livre. para concursos. Questões comentadas Software Livre para concursos Questões comentadas Prefácio Hoje, qualquer instituição, seja ela pública ou privada, necessita utilizar programas de computadores para auxiliar os seus processos, gerando

Leia mais

Confrontada com o gabarito oficial e comentada. 75. A denominada licença GPL (já traduzida pra o português: Licença Pública Geral)

Confrontada com o gabarito oficial e comentada. 75. A denominada licença GPL (já traduzida pra o português: Licença Pública Geral) Prova Preambular Delegado São Paulo 2011 Módulo VI - Informática Confrontada com o gabarito oficial e comentada 75. A denominada licença GPL (já traduzida pra o português: Licença Pública Geral) a) Garante

Leia mais

FAVOR LER. SEU USO DESTE WEBSITE ESTÁ SUJEITO À SEGUINTE DECLARAÇÃO DE POLÍTICA DE PRIVACIDADE E AOS TERMOS DE SERVIÇO DO WEBSITE.

FAVOR LER. SEU USO DESTE WEBSITE ESTÁ SUJEITO À SEGUINTE DECLARAÇÃO DE POLÍTICA DE PRIVACIDADE E AOS TERMOS DE SERVIÇO DO WEBSITE. FAVOR LER. SEU USO DESTE WEBSITE ESTÁ SUJEITO À SEGUINTE DECLARAÇÃO DE POLÍTICA DE PRIVACIDADE E AOS TERMOS DE SERVIÇO DO WEBSITE. Notificação Esse website é operado pela/para Sony Pictures Entertainment

Leia mais

CONHECENDO O SOFTWARE LIVRE

CONHECENDO O SOFTWARE LIVRE CONHECENDO O SOFTWARE LIVRE Reinaldo Candido da Costa 1 * Rosaria Ferreira Otoni dos Santos* Resumo O presente artigo busca instigar a reflexão dos usuários dos meios de comunicação e disseminação da informação

Leia mais

Produção de textos online. O modelo de consumo de uma nova era

Produção de textos online. O modelo de consumo de uma nova era Produção de textos online O modelo de consumo de uma nova era Introdução Novas tecnologias, ou mesmo o aprimoramento daquelas já existentes, tem transformado o modo como são consumidos os conteúdos disponibilizados

Leia mais

Software livre em ambiente corporativo

Software livre em ambiente corporativo Software livre em ambiente corporativo Cleuton Sampaio Cleuton Sampaio Número: 1/45 $ whoami Cleuton Sampaio, M.Sc., PMP, SCEA Cleuton.sampaio@gmail.com Número: 2/45 $ whoami Participante e desenvolvedor

Leia mais

Infraestrutura com Linux

Infraestrutura com Linux Infraestrutura com Linux Infraestrutura com Linux A aula de hoje no Tecnojovem (10 min) O que é o Linux? (45min, com dinâmica) Bons motivos pra escolher o Linux (20 min) Posso ganhar dinheiro com o Linux?

Leia mais

SISTEMA OPERACIONAL INFORMÁTICA PRF. Prof.: MARCIO HOLLWEG mhollweg@terra.com.br SISTEMA OPERACIONAL SISTEMA OPERACIONAL SISTEMA OPERACIONAL FUNÇÃO:

SISTEMA OPERACIONAL INFORMÁTICA PRF. Prof.: MARCIO HOLLWEG mhollweg@terra.com.br SISTEMA OPERACIONAL SISTEMA OPERACIONAL SISTEMA OPERACIONAL FUNÇÃO: SISTEMA OPERACIONAL INFORMÁTICA PRF Prof.: MARCIO HOLLWEG mhollweg@terra.com.br FUNÇÃO: GERENCIAR, ADMINISTRAR OS RECURSOS DA MÁQUINA. SISTEMA OPERACIONAL EXEMPLOS MS-DOS WINDOWS 3.1 WINDOWS 95 WINDOWS

Leia mais

Software Aplicativo. Introdução a Computação. Software Customizado. Software Amigável (User-Friendly) Software Empacotado

Software Aplicativo. Introdução a Computação. Software Customizado. Software Amigável (User-Friendly) Software Empacotado Software Aplicativo Introdução a Computação Software Aplicativos Software usado para solucionar um problema em particular ou realizar uma tarefa específica. Imposto de Renda Impressão MSN Adquirindo Software:

Leia mais

IMPORTANTE - LEIA COM ATENÇÃO:

IMPORTANTE - LEIA COM ATENÇÃO: IMPORTANTE - LEIA COM ATENÇÃO: Este contrato de licença do utilizador final (EULA) é um contrato entre o Adquirente (pessoa singular ou coletiva) e o GRUPOPIE ( GRUPOPIE ) de software GRUPOPIE identificado(s)

Leia mais

EMULADOR 3270 VIA WEB BROWSER

EMULADOR 3270 VIA WEB BROWSER EMULADOR 3270 VIA WEB BROWSER Host On-Demand - HOD Versão 6.0 Fev/2002 Suporte Técnico: Central de Atendimento SERPRO CAS 0800-782323 Gilson.Pereira@serpro.gov.br Marcio.Nunes@serpro.gov.br O que é o serviço

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA AULA 03 CONCEITOS DE SOFTWARE

INFORMÁTICA APLICADA AULA 03 CONCEITOS DE SOFTWARE UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: Bacharelado em Ciências e Tecnologia INFORMÁTICA APLICADA AULA 03 CONCEITOS DE SOFTWARE Profª Danielle Casillo SUMÁRIO O que é software? Software x Hardware

Leia mais

Introdução à Ciência da Computação

Introdução à Ciência da Computação 1 Universidade Federal Fluminense Campus de Rio das Ostras Curso de Ciência da Computação Introdução à Ciência da Computação Professor: Leandro Soares de Sousa e-mail: leandro.uff.puro@gmail.com site:

Leia mais

Política de uso de dados

Política de uso de dados Política de uso de dados A política de dados ajudará você a entender como funciona as informações completadas na sua área Minhas Festas. I. Informações que recebemos e como são usadas Suas informações

Leia mais

FICHA DE CADASTRO DE USUÁRIO:

FICHA DE CADASTRO DE USUÁRIO: FICHA DE CADASTRO DE USUÁRIO: www.condominio-on-line.com Email: * CPF / CNPJ: * Nome: * Apelido: Morador: Proprietário [ ] Inquilino [ ] * Complemento: * Tel. Celular: (Visão - Síndico) Tel. Residencial:

Leia mais

Norton 360 Online Guia do Usuário

Norton 360 Online Guia do Usuário Guia do Usuário Norton 360 Online Guia do Usuário Documentação versão 1.0 Copyright 2007 Symantec Corporation. Todos os direitos reservados. O software licenciado e a documentação são considerados software

Leia mais

TLS: Libre Software. Soluções em Software

TLS: Libre Software. Soluções em Software TLS: Libre Software Soluções Soluções em Software Software Livre Livre Ubiquidade da computação Em mais de meio século de evolução a computação digital aprimorou-se exponencialmente e encontrou uso em

Leia mais

Consulte a parte de trás para obter informações sobre instalação rápida.

Consulte a parte de trás para obter informações sobre instalação rápida. Guia do Usuário Consulte a parte de trás para obter informações sobre instalação rápida. Protegemos mais usuários contra ameaças on-line do que qualquer outra empresa no mundo. Cuidar de nosso meio ambiente,

Leia mais

Software Livre e proprietário: Coexistência de diferentes formas de Licenciamento, interoperabilidade e eficiência na inclusão digital e social.

Software Livre e proprietário: Coexistência de diferentes formas de Licenciamento, interoperabilidade e eficiência na inclusão digital e social. Software Livre e proprietário: Coexistência de diferentes formas de Licenciamento, interoperabilidade e eficiência na inclusão digital e social. Palestrante: Paulo Cesar Alves 19/09/2005 Agenda Formulação

Leia mais

Manual do Usuário Microsoft Apps for Symbian

Manual do Usuário Microsoft Apps for Symbian Manual do Usuário Microsoft Apps for Symbian Edição 1.0 2 Sobre os aplicativos da Microsoft Sobre os aplicativos da Microsoft Os aplicativos Microsoft oferecem aplicativos corporativos Microsoft para o

Leia mais

Contrato de Licença de Software da Novell para o Software Development Kit ("SDK") do SUSE Linux Enterprise 11 SP2

Contrato de Licença de Software da Novell para o Software Development Kit (SDK) do SUSE Linux Enterprise 11 SP2 Contrato de Licença de Software da Novell para o Software Development Kit ("SDK") do SUSE Linux Enterprise 11 SP2 LEIA ESTE CONTRATO COM ATENÇÃO. AO INSTALAR OU DE QUALQUER OUTRA FORMA UTILIZAR O SOFTWARE

Leia mais

Licenciamento de estações de trabalho Windows para Ambientes VDI

Licenciamento de estações de trabalho Windows para Ambientes VDI Microsoft VDI e Windows VDA Perguntas Frequentes Licenciamento de estações de trabalho Windows para Ambientes VDI Como a Microsoft licencia o Windows das estações de trabalho em ambientes virtuais? A Microsoft

Leia mais

Programação para Dispositivos Móveis

Programação para Dispositivos Móveis Programação para Dispositivos Móveis Fatec Ipiranga Análise e Desenvolvimento de Sistemas Aula 02 História do desenvolvimento de software para dispositivos móveis Dalton Martins dmartins@gmail.com São

Leia mais

REGULAMENTO PARA USO DA REDE CORPORATIVA DE COMPUTADORES DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS (UFPelNet)

REGULAMENTO PARA USO DA REDE CORPORATIVA DE COMPUTADORES DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS (UFPelNet) REGULAMENTO PARA USO DA REDE CORPORATIVA DE COMPUTADORES DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS (UFPelNet) A Universidade Federal de Pelotas (UFPel), através de seu Comitê de Tecnologia da Informação (PORTARIA

Leia mais

Manifesto Software Livre

Manifesto Software Livre Manifesto Software Livre Histórico iniciou com a elaboração de um documento denominado: " Manifesto GNU " por Richard Stallman 1.984; marco histórico do surgimento de uma nova forma de criação de Software;

Leia mais

WatchKey. WatchKey USB PKI Token. Versão Windows. Manual de Instalação e Operação

WatchKey. WatchKey USB PKI Token. Versão Windows. Manual de Instalação e Operação WatchKey WatchKey USB PKI Token Manual de Instalação e Operação Versão Windows Copyright 2011 Watchdata Technologies. Todos os direitos reservados. É expressamente proibido copiar e distribuir o conteúdo

Leia mais

BlackBerry Client para Microsoft SharePoint Guia do usuário

BlackBerry Client para Microsoft SharePoint Guia do usuário BlackBerry Client para Microsoft SharePoint Guia do usuário Versão: 2.1 SWD-1970911-0305101153-012 Conteúdo Primeiros passos... 2 Sobre o BlackBerry Client para Microsoft SharePoint... 2 Novos recursos

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO 3.0

MANUAL DO USUÁRIO 3.0 MANUAL DO USUÁRIO 3.0 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 04 1.1 Sobre o SIScont 04 1.2 Licença de uso 05 1.3 Pré-requisitos 07 2. INSTALAÇÃO 08 2.1 Instalar o SIScont 08 3. CADASTROS 09 3.1 Empresas 09 3.2 Usuários

Leia mais

Introdução. Hardware X Software. Corpo Humano Parte Física. Capacidade de utilizar o corpo em atividades especificas explorando seus componentes

Introdução. Hardware X Software. Corpo Humano Parte Física. Capacidade de utilizar o corpo em atividades especificas explorando seus componentes Introdução Hardware X Software Corpo Humano Parte Física Componentes 18 Capacidade de utilizar o corpo em atividades especificas explorando seus componentes Hardware Introdução Parte física: placas, periféricos,

Leia mais

REGULAMENTO PARA USO DA REDE CORPORATIVA DE COMPUTADORES DA EMPRESA XX. Empresa XX LTDA

REGULAMENTO PARA USO DA REDE CORPORATIVA DE COMPUTADORES DA EMPRESA XX. Empresa XX LTDA 1 REGULAMENTO PARA USO DA REDE CORPORATIVA DE COMPUTADORES DA EMPRESA XX Empresa XX LTDA A EMPRESA XX LTDA, através de seu Comitê de Tecnologia da Informação, órgão responsável pela normatização e padronização

Leia mais

Informações de licenciamento para clientes da Microsoft

Informações de licenciamento para clientes da Microsoft Informações de licenciamento para clientes da Microsoft Introdução Por que a Microsoft está fazendo este lançamento? Benefícios para a sua empresa Como adquirir licenças com direitos de aluguel Software

Leia mais

Termos de Uso Sistema Diário de Obras Online

Termos de Uso Sistema Diário de Obras Online Termos de Uso Sistema Diário de Obras Online Estes são os termos que determinarão o nosso relacionamento Este contrato refere-se ao sistema Diário de Obras Online, abrangendo qualquer uma de suas versões

Leia mais

HP Mobile Printing para Pocket PC

HP Mobile Printing para Pocket PC HP Mobile Printing para Pocket PC Guia de Iniciação Rápida O HP Mobile Printing para Pocket PC permite imprimir mensagens de e-mail, anexos e arquivos em uma impressora Bluetooth, de infravermelho ou de

Leia mais

Termos de Serviço do Porto Vias

Termos de Serviço do Porto Vias Termos de Serviço do Porto Vias Bem-vindo ao Porto Vias! O Porto Vias O Porto Vias é um serviço desenvolvido pela Porto Seguro para ajudar os usuários a escolherem o melhor trajeto entre os caminhos previamente

Leia mais

Desvendando o licenciamento

Desvendando o licenciamento Desvendando o licenciamento 1 Licenças de legalização Para empresas de todos os portes, que estejam enfrentando problemas devido à utilização de softwares falsificados ou não originais, existem licenças

Leia mais

Trabalho de TI. Elaborado por: Francisco Gonçalves João Pias

Trabalho de TI. Elaborado por: Francisco Gonçalves João Pias Trabalho de TI Elaborado por: Francisco Gonçalves João Pias índice Introdução Freeware o que é? Shareware o que é? Open source Download o que é? Upload o que é? Peer to peer Programas de download Emule

Leia mais

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Índice Como acessar o Moodle Editando seu PERFIL Editando o curso / disciplina no Moodle Incluindo Recursos

Leia mais

Aula 12 Lista de verificação de segurança para o Windows 7

Aula 12 Lista de verificação de segurança para o Windows 7 Aula 12 Lista de verificação de segurança para o Windows 7 Use esta lista de verificação para ter certeza de que você está aproveitando todas as formas oferecidas pelo Windows para ajudar a manter o seu

Leia mais

Novas opções de Gerenciamento de Dispositivos do Windows *

Novas opções de Gerenciamento de Dispositivos do Windows * Informe Processadores Intel Core de 4ª geração e processadores Intel Atom Mobilidade com a Intel e o Windows 8.1* Novas opções de Gerenciamento de Dispositivos do Windows * O que levar em conta ao decidir

Leia mais

CREATIVE COMMONS O QUE É?*

CREATIVE COMMONS O QUE É?* CREATIVE COMMONS O QUE É?* Érica Daiane da Costa Silva** Se você está ouvindo falar em Creative Commons já deve ter ouvido falar também em Software Livre. Sem pretensão de apresentar uma explicação aprofundada,

Leia mais

3. ( ) Para evitar a contaminação de um arquivo por vírus, é suficiente salvá-lo com a opção de compactação.

3. ( ) Para evitar a contaminação de um arquivo por vírus, é suficiente salvá-lo com a opção de compactação. 1. Com relação a segurança da informação, assinale a opção correta. a) O princípio da privacidade diz respeito à garantia de que um agente não consiga negar falsamente um ato ou documento de sua autoria.

Leia mais

CONTRATO DE LICENÇA DO USUÁRIO FINAL

CONTRATO DE LICENÇA DO USUÁRIO FINAL CONTRATO DE LICENÇA DO USUÁRIO FINAL Leia o Contrato de Licença antes de utilizar este programa. Ao aceitar o Contrato, você concorda em tornar-se o usuário ou licenciado e expressa sua total aceitação

Leia mais

Contrato de Licença de Software de Aplicativos Fon

Contrato de Licença de Software de Aplicativos Fon Contrato de Licença de Software de Aplicativos Fon Sua utilização do Aplicativo Móvel Bem-vindo ao Contrato de Licença ( o Contrato ) de Software de Aplicativos Fon ( o Software ) Este Contrato é entre

Leia mais

Guia de Inicialização para o Windows

Guia de Inicialização para o Windows Intralinks VIA Versão 2.0 Guia de Inicialização para o Windows Suporte 24/7/365 da Intralinks EUA: +1 212 543 7800 Reino Unido: +44 (0) 20 7623 8500 Consulte a página de logon da Intralinks para obter

Leia mais

LANDesk Security Suite

LANDesk Security Suite LANDesk Security Suite Proporcione aos seus ativos proteção integrada a partir de uma console única e intuitiva que integra múltiplas camadas de segurança. Aplique políticas de segurança à usuários e dispositivos

Leia mais

Licença Standard. 3. Utilizar as imagens para todas as formas de sinalização e embelezamento de veículos.

Licença Standard. 3. Utilizar as imagens para todas as formas de sinalização e embelezamento de veículos. Acordo de licenciamento de utilizador final EULA = End User License Agreement Licença Standard Este Acordo é realizado entre a Ingram Image Limited, proprietário e operador da ingimage.com, isignstock.com,

Leia mais

Com Software Livre você pode! Agradeço a oportunidade!

Com Software Livre você pode! Agradeço a oportunidade! Com Software Livre você pode! Agradeço a oportunidade! Agradeço a presença Fátima Conti ( Fa ) - fconti@gmail.com @faconti ( identi.ca, twitter ), Fa Conti ( diaspora, facebook ) Site: http://www.ufpa.br/dicas

Leia mais

Informática. Prof. Macêdo Firmino. O Mundo dos Softwares e Introdução aos Sistemas Operacionais

Informática. Prof. Macêdo Firmino. O Mundo dos Softwares e Introdução aos Sistemas Operacionais Informática Prof. Macêdo Firmino O Mundo dos Softwares e Introdução aos Sistemas Operacionais Macêdo Firmino (IFRN) Informática Março de 2012 1 / 26 Software O Hardware não consegue executar qualquer ação

Leia mais

Modelos de Negócio com Software Livre

Modelos de Negócio com Software Livre Modelos de Negócio com Software Livre Marcelo Souza (marcelo@cebacad.net) Tech Jr. Empresa Júnior de Informática UCSal CEBACAD Centro Baiano de Computação de alto Desempenho PSL-BA Projeto Software Livre

Leia mais

Contratos de licença do usuário final

Contratos de licença do usuário final Contrato de Licença de Usuário Final do KODAK Adaptive Picture Exchange e do KODAK Picture Kiosk Software Kodak Alaris Inc. "Licenciante" IMPORTANTE LEIA ATENTAMENTE: ESTE CONTRATO DE LICENÇA DE USUÁRIO

Leia mais

Guia de administração. BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange. Versão: 4.1 Service pack: 4B

Guia de administração. BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange. Versão: 4.1 Service pack: 4B BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange Versão: 4.1 Service pack: 4B SWD-313211-0911044452-012 Conteúdo 1 Gerenciando contas de usuários... 7 Adicionar uma conta de usuário... 7 Adicionar

Leia mais

Política de Privacidade

Política de Privacidade Política de Privacidade Este documento tem por objetivo definir a Política de Privacidade da Bricon Security & IT Solutions, para regular a obtenção, o uso e a revelação das informações pessoais dos usuários

Leia mais

Cultura Livre, Uso Justo e o Direito Autoral

Cultura Livre, Uso Justo e o Direito Autoral Cultura Livre, Uso Justo e o Direito Autoral RESUMO A cultura livre é um movimento que propõe o livre acesso e uso de obras intelectuais e culturais. É um conceito mais genérico que o software livre, pois

Leia mais

Manual de Regularização de Software. O que toda empresa precisa saber sobre licenciamento e regularização de programas de computador.

Manual de Regularização de Software. O que toda empresa precisa saber sobre licenciamento e regularização de programas de computador. m Manual de Regularização de Software O que toda empresa precisa saber sobre licenciamento e regularização de programas de computador. Bem-vindo! Este manual foi elaborado pela Microsoft para ajudar empresas

Leia mais

para o leitor de livros digitais

para o leitor de livros digitais Do Situação: Janeiro de 2013 para o leitor de livros digitais Empréstimo e reprodução de livros digitais em um leitor de livros digitais Isso é possível graças ao formato EPUB de fácil leitura. Esse formato

Leia mais