MAPAS CONCEITUAIS E APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA. MOREIRA, Marco Antonio. Mapas Conceituais e Aprendizagem Significativa. São Paulo: Centauro, 2010.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MAPAS CONCEITUAIS E APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA. MOREIRA, Marco Antonio. Mapas Conceituais e Aprendizagem Significativa. São Paulo: Centauro, 2010."

Transcrição

1 MAPAS CONCEITUAIS E APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA MOREIRA, Marco Antonio. Mapas Conceituais e Aprendizagem Significativa. São Paulo: Centauro, 2010.

2 OBJETIVO Abordar mapas conceituais essencialmente como mapas de conceitos e propô-los como uma estratégia facilitadora de aprendizagem significativa em sala de aula. Conceitos estão na base do conhecimento humano, na essência da compreensão, por isso a relação com aprendizagem significativa.

3 A importância dos conceitos: Stephan Toulmin (1977) diz que os conceitos estão na base da compreensão humana, Jerry Fodor (1999) que considera os conceitos como átomos do nosso pensamento e Gerárd Vergnaud (1990) que coloca a conceitualização como o núcleo do desenvolvimento cognitivo. Um campo de conhecimentos não existe sem conceitos, tanto é que Vergnaud considera que o conhecimento humano está constituído em campos conceituais.

4 Por que conceitos? Porque sem eles não há compreensão, não há desenvolvimento cognitivo. O homem vive em um mundo de conceitos. Para Vergnaud (teoria dos campos conceituais) um conceito é definido por três conjuntos: 1- Um conjunto de situações que lhe dão sentido e que constituem o seu referente; 2- Um conjunto de invariantes (categorias de pensamento consideradas pertinentes; proposições consideradas verdadeiras sobre a realidade: relações)sobre os quais repousa a operacionalidade do conceito e que lhe dão seu significado; 3- E um conjunto de representações simbólicas, que formam o seu significante.

5 Para Ausubel (teoria da aprendizagem significativa) existem duas maneiras de aprender conceitos: 1. Formação de conceitos- Típica da criança pré escolar, é um processo espontâneo, indutivo, baseados nas experiências concretas. É um tipo de aprendizagem por descobrimento; 2. Assimilação de conceitos- Típica de crianças mais velhas, adolescentes e adultos, é aquela em que novos conhecimentos são adquiridos por interação e por ancoragem em conceitos já existentes na estrutura cognitiva do aprendiz.

6 Toulmim (filósofo da ciência) distingue três aspectos ou elementos, no uso de conceitos científicos: 1. A linguagem 2. As técnicas de representação Compreendem os espaços simbólicos da explicação científica, ou seja, compreende o explicar. 3. Os procedimentos de aplicação Compreende o reconhecimento de situações às quais são pertinentes essas atividades simbólicas Visto o papel central dos conceitos na construção do conhecimento humano na visão de alguns autores, conclui-se que conceitos deveriam estar no centro das atividades de ensino aprendizagem por que sem eles o homem não compreenderia, porque sem eles a cognição humana estaria prejudicada.

7 CAPÍTULO 1 Mapas Conceituais e Aprendizagem significativa

8 Mapas conceituais são diagramas indicando relações entre conceitos ou entre palavras que usamos para representar conceitos. Não podem ser confundidos com organogramas ou diagramas; não se ocupam de hierarquia da mesma forma. Figuras geométricas nada significam, mas as linhas indicam uma relação entre esses conceitos e, quem os faz, deve saber explicar essa relação.

9 Deve ficar claro no mapa quais os conceitos contextualmente mais importantes - conceitos mais inclusivos no topo, mas não é preciso seguir modelos. ( exemplos p. 13 e 14 ) O uso de palavras-chave sobre as linhas conectando conceitos é importante e deve ser incentivado na confecção dos mapas. Linhas indicam relações entre conceitos

10 Mapas conceituais devem ser explicados por quem os faz, pois assim o autor externaliza significados esse é o maior valor do mapa conceitual. O importante é que o mapa seja um instrumento capaz de evidenciar significados atribuídos a conceitos e, relações entre conceitos no contexto de um corpo de conhecimentos, de uma disciplina, de uma matéria de ensino.

11 Como podem ser usados: o mapeamento é uma técnica muito flexível, podendo ser usada em diversas situações e finalidades: análise de currículo, técnica didática, recurso de aprendizagem, meio de avaliação. ( Moreira e Bucheweitz, 1993 ) Pode ser usado para uma aula, para uma unidade de estudo, para um curso, um ano ou mesmo programa educacional completo.

12 Mapas conceituais podem ser importantes mecanismos para focalizar a atenção do planejador de currículo na distinção entre o conteúdo curricular e conteúdo instrumental, ou seja, entre o conteúdo que se espera que seja aprendido e aquele que serve de veículo para aprendizagem ( p. 16 ) É preferível usá-los quando os alunos já tem certa familiaridade com o assunto, de modo que sejam potencialmente significativos e permitam a integração, reconciliação e diferenciação de significados.

13 Na medida em que os alunos utilizarem mapas conceituais para integrar, reconciliar e diferenciar conceitos, usarem essa técnica para analisar artigos, textos, experimentos e outros materiais educativos eles estarão usando o mapeamento conceitual como um recurso de aprendizagem. Como instrumento de avaliação trata-se de uma técnica não tradicional que busca informações sobre significados e relações significativas entre conceitos-chave da matéria de ensino, segundo o ponto de vista do aluno.

14 Mapas conceituais e Aprendizagem significativa A análise do currículo e o ensino sob uma abordagem ausubeliana, em termos de significados, implicam: 1) Identificar a estrutura de significados aceita no contexto da matéria de ensino; 2) Identificar os subsunçores necessários para a aprendizagem significativa da matéria de ensino;

15 Na aprendizagem significativa a retenção do conhecimento é maior e a reaprendizagem é possível e relativamente fácil; Na aprendizagem mecânica há pouca retenção do conhecimento e o esquecimento é total.

16 3) Identificar os significados preexistentes na estrutura cognitiva do aprendiz; 4) Organizar sequencialmente o conteúdo e selecionar materiais curriculares, usando as ideias de diferenciação progressiva e reconciliação integrativa como princípios programáticos; Diferenciação progressiva - apresentar primeiro ideias inclusivas, depois detalhes e especificidades Reconciliação integrativa - delinear similaridades e diferenças entre ideias relacionadas

17 5)Ensinar usando organizadores prévios, para fazer pontes entre os significados que o aluno já tem e os que ele precisaria ter para aprender significativamente a matéria de ensino, bem como para o estabelecimento de relações explícitas entre o novo conhecimento e aquele já existente e adequado para dar significados aos novos materiais de aprendizagem.

18 Por que aprendizagem significativa? Porque é a aprendizagem com significado, compreensão, retenção, capacidade de transferência. Na prática predomina a aprendizagem mecânica: Novos conhecimentos são armazenados de maneira literal, sem interação; Os professores expõem a matéria; Os alunos memorizam, decoram; Gera uma aversão a certas matérias de ensino. Na idéia humanista de Novak (1981): Quando a aprendizagem é significativa, existe uma integração que é positiva e leva ao engrandecimento humano. O ser humano pensa atua, sente de maneira integrada.

19 Aprendizagem significativa implica atribuição de significados idiossincráticos ( próprios ); Não existe mapa conceitual correto. Um professor nunca deve apresentar aos alunos o mapa conceitual de um certo conteúdo e sim um mapa conceitual para esse conteúdo, segundo os significados que ele atribui aos conceitos e às relações significativas entre eles. O mapa como avaliação do aluno deve apresentar evidências de que o aluno está aprendendo significativamente. p. 24

20 Mapas traçados hoje, serão diferentes amanhã; O professor que apresenta um mapa conceitual como o certo, usa o mapa para aprendizagem mecânica, não muda o processo. Desconsidera a formação de conceitos do aluno. Do mesmo modo, se quiser que o aluno chegue ao seu modelo de mapa conceitual. Não é isso que é importante.

21 Mapas conceituais podem levar a modificações na maneira de ensinar, de avaliar e de aprender. Promovem a aprendizagem significativa e entram em choque com a aprendizagem mecânica. É preciso usá-los sob a perspectiva construtivista-interacionista. p 26 O importante no processo é fazer o mapa conceitual, pois nesse momento se reflete sobre os processos cognitivos. Ao explicar o mapa o aluno explicita os significados que captou. exemplos de mapas - p. 27 a 30

22

23 CAPÍTULO 2 Exemplos de mapas conceituais e sua utilização em sala de aula

24 O capítulo traz exemplos de mapas conceituais em várias áreas de conhecimento e diferentes séries; também traz mapas de alunos de diferentes idades ( p. 34 a 53 ) Podem ser usados para destacar conceitos e suas inter-relações, como instrumento para análise do conteúdo curricular ou como recurso de avaliação, especialmente formativa. Os mapas devem ser explicados pelo autor que ao fazê-lo explicita seu entendimento sobre o assunto. Os mapas favorecem a aprendizagem de conceitos. ( ver p. 56 )

25 O mapa conceitual deve ser apresentado como algo em construção. Os mapas enquadram-se em uma perspectiva construtivista-interacionista social. É preciso que os alunos entendam o significado de mapa conceitual, para depois o professor fazer junto com eles, ou fazer em pequenos grupos, sempre com a intervenção do professor. ( p. 54 e 55 ) Postura construtivista e mediadora do professor na apresentação do aluno ou grupo de alunos. Não existe certo ou errado, a postura é complementação, questionamento de significados.

26

27 Revisando Mapas conceituais são instrumentos de aprendizagem de conceitos. O importante é o processo de construção. Ao utilizar em aula o professor deve prever tempo para os alunos ( formulação, apresentação, discussão ), mas para isso antes, o aluno precisa saber o que é um Mapa Conceitual e aprendizagem significativa Não é uma estratégia para todas as aulas. Para avaliação é preciso estabelecer critérios claros.

28 O mapa dá ao professor informações sobre como se está desenvolvendo a aprendizagem do aluno do ponto de vista conceitual. Mais importante do que nota e dar-lhe realimentação que o leve a refazer o seu mapa conceitual. Todo mapa conceitual é diagrama de conceitos, apresentando alguma forma de hierarquia, buscando mostrar, através de linhas e setas, as relações entre eles e, por meio de palavraschave, dar uma ideia de como são essas relações.

29

30 CAPÍTULO 3 Mapas conceituais e outros tipos de diagramas conceituais

31 Exemplo de Mapas conceituais tipo mapas de conceitos:

32 Exemplos de diagramas conceituais que costumam ser confundidos com mapas conceituais: Quadros sinóticos Diagramas de chaves

33 Diagrama de Árvore Organogramas

34 Fluxogramas Redes semânticas

35 Mapas mentais

36 CAPÍTULO 4 Por que conceitos, Por que aprendizagem significativa e por que mapas conceituais?

37 Por que mapas conceituais? Porque são facilitadores da aprendizagem significativa e da conceitualização. Pressupõe: Que sejam construídos colaborativamente pelos alunos; Que discutam quais os conceitos que serão incluídos no mapa e como devem ser posicionados; Que consigam negociar quais palavras de enlace serão escritas sobre as linhas para conectar os conceitos; Que haja interação pessoal, e principalmente, que o professor seja o mediador dessa interação.

38 Como construir um mapa conceitual ₁ 1 Identifique os conceitos-chave do conteúdo que vai mapear e ponha-os em uma lista. Limite entre 6 e 10 o número de conceitos. 2 - Ordene os conceitos, colocando o ( s ) mais geral, mais inclusivo, no topo do mapa e, gradualmente, vá agregando os demais até completar o diagrama de acordo com o princípio da diferenciação progressiva. Algumas vezes é difícil identificar os conceitos mais gerais, mais inclusivos; nesse caso é útil analisar o contexto no qual os conceitos estão sendo considera ou ter uma ideia da situação em que tais conceitos devem ser ordenados.

39 3 - Se o mapa se refere, por exemplo, a um parágrafo de um texto, o número de conceitos fica limitado pelo próprio parágrafo. Se o mapa incorpora também o seu conhecimento sobre o assunto, além do contido no texto, conceitos mais específicos podem ser incluídos no mapa. 4- Conecte os conceitos com linhas e rotule essas linhas com uma ou mais palavras-chave que explicitem a relação entre os conceitos. Os conceitos e as palavras-chave devem sugerir uma proposição que expresse o significado da relação.

40 5- Setas podem ser usadas quando se quer dar um sentido a uma relação. No entanto, o uso de muitas setas acaba por transformar o mapa conceitual em um diagrama de fluxo. 6 Evite palavras que apenas indiquem relações triviais entre os conceitos. Busque relações horizontais cruzadas. 7- Exemplos podem ser agregados ao mapa, embaixo dos conceitos correspondentes. Em geral, os exemplos ficam na parte inferior do mapa.

41 8- Geralmente, o primeiro intento de mapa tem simetria pobre e alguns conceitos ou grupos de conceitos acabam mal situados em relação a outros que estão mais relacionados. Nesse caso, é útil reconstruir o mapa. 9- Talvez nesse ponto você já comece a imaginar outras maneiras de fazer o mapa, outros modos de hierarquizar os conceitos. Lembre-se que não há um único modo de traçar um mapa conceitual. À medida que muda sua compreensão sobre as relações entre os conceitos, ou à medida que você aprende, seu mapa também muda. Um mapa conceitual é um instrumento dinâmico, refletindo a compreensão de quem o faz no momento em que o faz.

42 10- Compartilhe seu mapa com colegas e examine os mapas deles. Pergunte o que significam as relações, questione a localização de certos conceitos, a inclusão de alguns que não lhe parecem importantes, a omissão de outros que você julga fundamentais. O mapa conceitual é um bom instrumento para partilhar, trocar e negociar significados. ₁ Há vários aplicativos para a construção de mapas conceituais. O mais potente deles é o Cmap ( ). No entanto, é possível construí-los usando apenas papel e lápis e para isso o presente roteiro pode ser útil.

43 O QUE É CMAP TOOLS? Software Recurso da Tecnologia da Informação. Permite que novas dimensões sejam incluídas ( imagem, som e vídeo )

44 Para concluir: É claro que a aprendizagem significativa de conceitos não depende só de mapas conceituais. A questão é que a aprendizagem de conceitos é fundamental para o desenvolvimento cognitivo do aprendiz e que os mapas conceituais podem ajudar muito nesse processo. Paz e Bem! Slides construídos por Adriana Berwanger Makosky e Claudia Tecckio Pimentel

Mapas Conceituais. Da Teoria à Prática. Pedro Hiago de Melo Freitas

Mapas Conceituais. Da Teoria à Prática. Pedro Hiago de Melo Freitas Mapas Conceituais Da Teoria à Prática Pedro Hiago de Melo Freitas pedrohiago.freitas@gmail.com Novembro de 2012 D Texto produzido com referência as ideias e escritos de Marco Antônio Moreira. O que são

Leia mais

I SILE-Seminário Integrado de Letras Espanhol a Distância /UFSC

I SILE-Seminário Integrado de Letras Espanhol a Distância /UFSC A história da construção do conhecimento pessoal é a história da vida de cada um de nós, pois construímos esse conhecimento de uma maneira específica e individual. A teoria a respeito dos Mapas Conceituais

Leia mais

MODELAGEM CONCEITUAL EM MATEMÁTICA. UMA EXPERIÊNCIA COM O USO DO SOFTWARE CMAPTOOLS

MODELAGEM CONCEITUAL EM MATEMÁTICA. UMA EXPERIÊNCIA COM O USO DO SOFTWARE CMAPTOOLS MODELAGEM CONCEITUAL EM MATEMÁTICA. UMA EXPERIÊNCIA COM O USO DO SOFTWARE CMAPTOOLS Dr. André Ricardo Magalhães andrerm@gmail.com Universidade do Estado da Bahia Brasil Modalidade: Comunicação Breve Nível

Leia mais

MAPAS CONCEITUAIS E APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA 1 (Concept maps and meaningful learning)

MAPAS CONCEITUAIS E APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA 1 (Concept maps and meaningful learning) MAPAS CONCEITUAIS E APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA 1 (Concept maps and meaningful learning) Marco Antonio Moreira Instituto de Física - UFRGS 90501-970 Porto Alegre - RS, Brasil http://moreira.if.ufrgs.br

Leia mais

MAPAS CONCEITUAIS E APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA 1 (Concept maps and meaningful learning)

MAPAS CONCEITUAIS E APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA 1 (Concept maps and meaningful learning) 1 MAPAS CONCEITUAIS E APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA 1 (Concept maps and meaningful learning) Marco Antonio Moreira Instituto de Física - UFRGS 90501-970 Porto Alegre - RS, Brasil www.if.ufrgs.br/~moreira

Leia mais

COMO CRIAR MAPAS CONCEITUAIS UTILIZANDO O CMAPTOOLS

COMO CRIAR MAPAS CONCEITUAIS UTILIZANDO O CMAPTOOLS COMO CRIAR MAPAS CONCEITUAIS UTILIZANDO O CMAPTOOLS Luiz Antonio Schalata Pacheco schalata@cefetsc.edu.br Sabrina Moro Villela Pacheco sabrinap@cefetsc.edu.br EDIÇÃO PRELIMINAR Sumário 1 INTRODUÇÃO...3

Leia mais

Universidade Federal de Roraima Departamento de Matemática

Universidade Federal de Roraima Departamento de Matemática Universidade Federal de Roraima Departamento de Matemática Cursos de Capacitação Elementos básicos da Teoria de Aprendizagem Significativa Héctor José García Mendoza w3.dmat.ufrr.br/~hector 1 Que é Aprendizagem?

Leia mais

Construindo disciplinas de Gestão de Pessoas com Mapas Conceituais

Construindo disciplinas de Gestão de Pessoas com Mapas Conceituais Construindo disciplinas de Gestão de Pessoas com Mapas Conceituais Dra. Sonia Mara Thater Romero 1 Ms. Sergio da Costa Nunes 2 1 soniaromero@pop.com.br 2 sergiocnunes@pop.com.br 1 Doutora em Psicologia,

Leia mais

Marco Antônio Moreira Instituto de Física UFRGS Porto Alegre RS Paulo Rosa Escola Estadual de Ensino Médio do Bairro Rio Branco Canoas RS

Marco Antônio Moreira Instituto de Física UFRGS Porto Alegre RS Paulo Rosa Escola Estadual de Ensino Médio do Bairro Rio Branco Canoas RS MAPAS CONCEITUAIS Marco Antônio Moreira Instituto de Física UFRGS Porto Alegre RS Paulo Rosa Escola Estadual de Ensino Médio do Bairro Rio Branco Canoas RS O que são? Em um sentido amplo, mapas conceituais

Leia mais

Elaboração de Projetos

Elaboração de Projetos Elaboração de Projetos 2 3. tecnologia Mapas Conceituais: uma breve revisão CAVELLUCCI, Lia Cristina Barata. Mapas conceituais: uma breve revisão. [S.l.: s.n.], [2009?]. O mapa conceitual foi criado na

Leia mais

FUNÇÕES BÁSICAS DA ECONOMIA: O USO DE MAPAS CONCEITUAIS NA MATEMÁTICA APLICADA A ADMINISTRAÇÃO

FUNÇÕES BÁSICAS DA ECONOMIA: O USO DE MAPAS CONCEITUAIS NA MATEMÁTICA APLICADA A ADMINISTRAÇÃO FUNÇÕES BÁSICAS DA ECONOMIA: O USO DE MAPAS CONCEITUAIS NA MATEMÁTICA APLICADA A ADMINISTRAÇÃO Ricardo Lisboa Martins Faculdade Integrada Tiradentes - FITS ricardolisboamartins@gmail.com Alex Melo da Silva

Leia mais

MAPAS CONCEITUAIS. Marivaldo Souza Marlene Banhos

MAPAS CONCEITUAIS. Marivaldo Souza Marlene Banhos MAPAS CONCEITUAIS Marivaldo Souza Marlene Banhos MAPAS CONCEITUAIS O que é um mapa conceitual? Mapas conceituais são ferramentas gráficas para organizar e representar o conhecimento. Incluem conceitos,

Leia mais

A APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA NA EDUCAÇÃO BIOLÓGICA: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

A APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA NA EDUCAÇÃO BIOLÓGICA: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA A APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA NA EDUCAÇÃO BIOLÓGICA: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA Maria José Rodrigues de Farias Universidade Estadual da Paraíba lyarodriguesbio@gmail.com Introdução Atualmente os modelos

Leia mais

George Kelly (1905-1967) 11 - Kelly. Ponto de Partida. Kelly. O Realismo de Kelly. Universo de Kelly. Estágio Curricular Supervisionado em Física I

George Kelly (1905-1967) 11 - Kelly. Ponto de Partida. Kelly. O Realismo de Kelly. Universo de Kelly. Estágio Curricular Supervisionado em Física I 11 - Kelly George Kelly (1905-1967) Estágio Curricular Supervisionado em Física I www.fisica-interessante.com 1/33 www.fisica-interessante.com 2/33 Kelly Ponto de Partida formou-se em Matemática e Física

Leia mais

CONTEÚDOS ATITUDINAIS E PROCEDIMENTAIS NO ENSINO DA METAMORFOSE DE BORBOLETAS

CONTEÚDOS ATITUDINAIS E PROCEDIMENTAIS NO ENSINO DA METAMORFOSE DE BORBOLETAS IX CONGRESO INTERNACIONAL SOBRE INVESTIGACIÓN EN DIDÁCTICA DE LAS CIENCIAS Girona, 9-12 de septiembre de 2013 COMUNICACIÓN CONTEÚDOS ATITUDINAIS E PROCEDIMENTAIS NO ENSINO DA METAMORFOSE DE BORBOLETAS

Leia mais

APRENDIZAGEM-SIGNIFICATIVA APLICADA A TOPOLOGIA DE REDES DE COMPUTADORES COM MAPAS CONCEITUAIS

APRENDIZAGEM-SIGNIFICATIVA APLICADA A TOPOLOGIA DE REDES DE COMPUTADORES COM MAPAS CONCEITUAIS APRENDIZAGEM-SIGNIFICATIVA APLICADA A TOPOLOGIA DE REDES DE COMPUTADORES COM MAPAS CONCEITUAIS Suzana da H. Macedo shmacedo@iff.edu.br Evanildo dos S. Leite eleite@iff.edu.br Marco Antonio G. T. da Silva

Leia mais

Utilização de Mapas Conceituais para apresentações. Profª. Ms. Daniela Maria Cartoni

Utilização de Mapas Conceituais para apresentações. Profª. Ms. Daniela Maria Cartoni Utilização de Mapas Conceituais para apresentações Profª. Ms. Daniela Maria Cartoni Mapas Conceituais É uma ferramenta para organizar e representar conhecimento. É uma representação gráfica dos conceitos,

Leia mais

A Utilização de Mapas Conceituais na Compreensão de Novas Tecnologias na Educação

A Utilização de Mapas Conceituais na Compreensão de Novas Tecnologias na Educação A Utilização de Mapas Conceituais na Compreensão de Novas Tecnologias na Educação Marcos A. Betemps 1, Vitor B. Manzke 1, Vera L. Bobrowski 1,2, Rogério A. Freitag 1,3, Cristiano da S. Buss 1 1 Núcleo

Leia mais

Doutorado em Educação em Ciências e Matemática Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática REAMEC.

Doutorado em Educação em Ciências e Matemática Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática REAMEC. Doutorado em Educação em Ciências e Matemática Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática REAMEC. Formação inicial de Professores de Ciências e Matemática Que é Aprendizagem Significativa. Elementos

Leia mais

Mapas Conceituais: representação do Conhecimento

Mapas Conceituais: representação do Conhecimento Universidade Federal de Alagoas Campus Arapiraca/Pólo Penedo Curso de Engenharia de Pesca Disciplina: Física Geral e Experimental II (ENGP011) Turma: C Semestre: 2009.2 Professor: Adeildo Amorim TRABALHO

Leia mais

Teoria de aprendizagem de David Ausubel, Mapa Conceitual e Diagrama V

Teoria de aprendizagem de David Ausubel, Mapa Conceitual e Diagrama V ESPECIALIZAÇAO EM CIÊNCIAS E TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO Teoria de aprendizagem de David Ausubel, Mapa Conceitual e Diagrama V Prof. Nelson Luiz Reyes Marques ESPECIALIZAÇAO EM CIÊNCIAS E TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO

Leia mais

Fundamentação Teórica

Fundamentação Teórica Atividades Estruturadas 1 Fundamentação Teórica Atividades Estruturadas, embasadas no Art. 2º, item II da Resolução CNE/CES nº 3, de 2 de julho de 2007, implicam a construção de conhecimento, com autonomia,

Leia mais

Texto base para discussão na Jornada Pedagógica julho/2009 O PLANO DE ENSINO: PONTE ENTRE O IDEAL E O REAL 1

Texto base para discussão na Jornada Pedagógica julho/2009 O PLANO DE ENSINO: PONTE ENTRE O IDEAL E O REAL 1 Texto base para discussão na Jornada Pedagógica julho/2009 O PLANO DE ENSINO: PONTE ENTRE O IDEAL E O REAL 1 É comum hoje entre os educadores o desejo de, através da ação docente, contribuir para a construção

Leia mais

Colégio Dante Alighieri Depto. de Tecnologia Educacional

Colégio Dante Alighieri Depto. de Tecnologia Educacional Colégio Dante Alighieri Depto. de Tecnologia Educacional ANO 8º PROJETO SOFTWARE SITUAÇÃO-PROBLEMA Mapas: Mental, Conceitual e Web PowerPoint Montar um mapa conceitual usando como tema Seu Perfil OBJETIVO(S)

Leia mais

Elaboração de Projetos

Elaboração de Projetos Elaboração de Projetos 2 3. tecnologia Mapas Conceituais colaboram para a construção do conhecimento CAMPOS, Gilda Helena. Mapas conceituais colaboram para a construção do conhecimento. Entrevista concedida

Leia mais

8. O OBJETO DE ESTUDO DA DIDÁTICA: O PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM

8. O OBJETO DE ESTUDO DA DIDÁTICA: O PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM CORRENTES DO PENSAMENTO DIDÁTICO 8. O OBJETO DE ESTUDO DA DIDÁTICA: O PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM Se você procurar no dicionário Aurélio, didática, encontrará o termo como feminino substantivado de didático.

Leia mais

ENSINAR E APRENDER GEOMETRIA PLANA COM E A PARTIR DO USO DO SOFTWARE GEOGEBRA UMA VIVÊNCIA NO CONTEXTO ESCOLAR

ENSINAR E APRENDER GEOMETRIA PLANA COM E A PARTIR DO USO DO SOFTWARE GEOGEBRA UMA VIVÊNCIA NO CONTEXTO ESCOLAR ENSINAR E APRENDER GEOMETRIA PLANA COM E A PARTIR DO USO DO SOFTWARE GEOGEBRA UMA VIVÊNCIA NO CONTEXTO ESCOLAR Por: André Forlin Dosciati - UNIJUÍ Vanessa Faoro - UNIJUÍ Isabel Koltermann Battisti UNIJUÍ

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS Administração 5ª Série Administração de Recursos Humanos I A atividade prática supervisionada (ATPS) é um método de ensinoaprendizagem desenvolvido por meio de um conjunto

Leia mais

CONSELHO DE CLASSE DICIONÁRIO

CONSELHO DE CLASSE DICIONÁRIO CONSELHO DE CLASSE O Conselho de Classe é um órgão colegiado, de cunho decisório, presente no interior da organização escolar, responsável pelo processo de avaliação do desempenho pedagógico do aluno.

Leia mais

Biblioteca Virtual do NEAD/UFJF MAPAS CONCEITUAIS: INSTRUMENTOS PARA A COMPREENSÃO DE TEXTOS

Biblioteca Virtual do NEAD/UFJF MAPAS CONCEITUAIS: INSTRUMENTOS PARA A COMPREENSÃO DE TEXTOS Biblioteca Virtual do NEAD/UFJF MAPAS CONCEITUAIS: INSTRUMENTOS PARA A COMPREENSÃO DE TEXTOS Prezado Cursista, Neste texto, você aprenderá o que são mapas conceituais, para que servem, como fazê los e

Leia mais

RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS NO CAMPO CONCEITUAL MULTIPLICATIVO. Palavras-chave: Campo conceitual, Resolução de Problemas, Campo Multiplicativo (divisão).

RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS NO CAMPO CONCEITUAL MULTIPLICATIVO. Palavras-chave: Campo conceitual, Resolução de Problemas, Campo Multiplicativo (divisão). RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS NO CAMPO CONCEITUAL MULTIPLICATIVO Rosemeire Roberta de Lima (UFAL) rose.ufal@yahoo.com.br RESUMO Trata-se de estudo bibliográfico para discutir a Teoria dos Campos Conceituais de

Leia mais

OS MAPAS CONCEITUAIS COMO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO FORMATIVA. Evelyse Lemos Borges * Resumo

OS MAPAS CONCEITUAIS COMO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO FORMATIVA. Evelyse Lemos Borges * Resumo OS MAPAS CONCEITUAIS COMO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO FORMATIVA Evelyse Lemos Borges * Resumo Percebendo que a avaliação tem sido efetivada de forma equivocada, devido a falta de clareza sobre o seu real

Leia mais

Prefeitura Municipal de Arroio Grande Secretaria Municipal da Educação 3º Simpósio Municipal de Educação

Prefeitura Municipal de Arroio Grande Secretaria Municipal da Educação 3º Simpósio Municipal de Educação Prefeitura Municipal de Arroio Grande Secretaria Municipal da Educação 3º Simpósio Municipal de Educação Aprendizagem Significativa no Contexto Escolar Prof. Nelson Luiz Reyes Marques David Paul Ausubel

Leia mais

SOFTWARES LIVRES: UMA REDE PARA O ENSINO E APRENDIZAGEM DE MATEMÁTICA NA REGIÃO CARBONÍFERA

SOFTWARES LIVRES: UMA REDE PARA O ENSINO E APRENDIZAGEM DE MATEMÁTICA NA REGIÃO CARBONÍFERA SOFTWARES LIVRES: UMA REDE PARA O ENSINO E APRENDIZAGEM DE MATEMÁTICA NA REGIÃO CARBONÍFERA Ms. Jeferson Fernando de Souza Wolff RESUMO O computador, como ferramenta pedagógica para ensino e aprendizagem

Leia mais

Fonte: www.cantocidadao.org.br/.../blog/criancas.jpg

Fonte: www.cantocidadao.org.br/.../blog/criancas.jpg 5. Estágio pré-operatório (2 a 6 anos) Fonte: www.cantocidadao.org.br/.../blog/criancas.jpg Esse período é marcado pela passagem da inteligência sensório-motora para a inteligência representativa. A criança

Leia mais

APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA: UM CONCEITO SUBJACENTE 1

APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA: UM CONCEITO SUBJACENTE 1 APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA: UM CONCEITO SUBJACENTE 1 A aprendizagem significativa como um conceito subjacente a subsunçores, esquemas de assimilação, internalização de instrumentos e signos, construtos

Leia mais

Mapas conceituais como ferramenta para negociação de significados no desenvolvimento de cursos EAD

Mapas conceituais como ferramenta para negociação de significados no desenvolvimento de cursos EAD 1 Mapas conceituais como ferramenta para negociação de significados no desenvolvimento de cursos EAD Campinas, 28 de abril de 2011 Ronaldo Barbosa Anhanguera Educacional Ltda ronaldo.barbosa@aesapar.com

Leia mais

48 Os professores optaram por estudar a urbanização, partindo dos espaços conhecidos pelos alunos no entorno da escola. Buscavam, nesse projeto, refletir sobre as características das moradias existentes,

Leia mais

Utilizando a ferramenta de criação de aulas

Utilizando a ferramenta de criação de aulas http://portaldoprofessor.mec.gov.br/ 04 Roteiro Utilizando a ferramenta de criação de aulas Ministério da Educação Utilizando a ferramenta de criação de aulas Para criar uma sugestão de aula é necessário

Leia mais

TRANSPOSIÇÃO DIDÁTICA, INTERDISCIPLINARIDADE E CONTEXTUALIZAÇÃO Guiomar Namo de Mello

TRANSPOSIÇÃO DIDÁTICA, INTERDISCIPLINARIDADE E CONTEXTUALIZAÇÃO Guiomar Namo de Mello TRANSPOSIÇÃO DIDÁTICA, INTERDISCIPLINARIDADE E CONTEXTUALIZAÇÃO Como já vimos, a proposta pedagógica é uma articuladora de intenções educativas onde se definem as competências, os conteúdos, os recursos

Leia mais

12 Teoria de Vigotsky - Conteúdo

12 Teoria de Vigotsky - Conteúdo Introdução Funções psicológicas superiores Pilares da teoria de Vigotsky Mediação Desenvolvimento e aprendizagem Processo de internalização Níveis de desenvolvimento Esquema da aprendizagem na teoria de

Leia mais

Sugestões de como trabalhar (ensinar) a turma toda Cinara Rizzi Cecchin Uma das primeiras certezas que o professor deve ter é que as crianças sempre

Sugestões de como trabalhar (ensinar) a turma toda Cinara Rizzi Cecchin Uma das primeiras certezas que o professor deve ter é que as crianças sempre Sugestões de como trabalhar (ensinar) a turma toda Cinara Rizzi Cecchin Uma das primeiras certezas que o professor deve ter é que as crianças sempre sabem alguma coisa, todo educando pode aprender, mas

Leia mais

Resenha de livro. Por Camila Munerato 1 Camila Rodrigues dos Santos 2 Eunice Pereira Cardoso 3

Resenha de livro. Por Camila Munerato 1 Camila Rodrigues dos Santos 2 Eunice Pereira Cardoso 3 Resenha de livro Por Camila Munerato 1 Camila Rodrigues dos Santos 2 Eunice Pereira Cardoso 3 A presente resenha do livro de Moretto, (2007) em sua 2 edição tem o intuito de mostrar que a avaliação é um

Leia mais

GEOPLANO CIRCULAR: PROPICIANDO A CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO

GEOPLANO CIRCULAR: PROPICIANDO A CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO GEOPLANO CIRCULAR: PROPICIANDO A CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO Maria da Gloria Vasconcellos Cid Faculdades Integradas Geraldo Di Biase Volta Redonda RJ glorinhacid@hotmail.com INTRODUÇÃO A Matemática tem

Leia mais

Pesquisa com Professores de Escolas e com Alunos da Graduação em Matemática

Pesquisa com Professores de Escolas e com Alunos da Graduação em Matemática Pesquisa com Professores de Escolas e com Alunos da Graduação em Matemática Rene Baltazar Introdução Serão abordados, neste trabalho, significados e características de Professor Pesquisador e as conseqüências,

Leia mais

Aprendizagem Significativa e a teoria da Assimilação

Aprendizagem Significativa e a teoria da Assimilação Aprendizagem Significativa e a teoria da Assimilação Objetivos Definição da Teoria Cognitiva Colaboradores e Defensor da Teoria Cognitiva Piaget - Equilibração Progressiva Ausubel Teoria da Assimilação

Leia mais

ELABORAÇÃO DE MAPAS CONCEITUAIS PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS NO 8 ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

ELABORAÇÃO DE MAPAS CONCEITUAIS PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS NO 8 ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL ELABORAÇÃO DE MAPAS CONCEITUAIS PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS NO 8 ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Resumo Mário Luiz Farias Cavalcanti 1 - UFPB Nayze de Almeida Marreiros 2 - UFPB Ana Cláudia de Melo Gonçalves 3

Leia mais

Resumo Aula-tema 01: A literatura infantil: abertura para a formação de uma nova mentalidade

Resumo Aula-tema 01: A literatura infantil: abertura para a formação de uma nova mentalidade Resumo Aula-tema 01: A literatura infantil: abertura para a formação de uma nova mentalidade Pensar na realidade é pensar em transformações sociais. Atualmente, temos observado os avanços com relação à

Leia mais

MATEMATICANDO, BRINCANDO, APRENDENDO E PRODUZINDO ANA PAULA TOMAZ (Finan - G) DIVA TOGNON (Finan - G)

MATEMATICANDO, BRINCANDO, APRENDENDO E PRODUZINDO ANA PAULA TOMAZ (Finan - G) DIVA TOGNON (Finan - G) MATEMATICANDO, BRINCANDO, APRENDENDO E PRODUZINDO ANA PAULA TOMAZ (Finan - G) DIVA TOGNON (Finan - G) Resumo: Este artigo procurou abordar o ensino da matemática na Educação Infantil através de brincadeiras,

Leia mais

PROPOSTA DE UMA METODOLOGIA PARA ELABORAR PROJETO DE ENSINO INTEGRANDO RECURSOS TECNOLÓGICOS

PROPOSTA DE UMA METODOLOGIA PARA ELABORAR PROJETO DE ENSINO INTEGRANDO RECURSOS TECNOLÓGICOS PROPOSTA DE UMA METODOLOGIA PARA ELABORAR PROJETO DE ENSINO INTEGRANDO RECURSOS TECNOLÓGICOS Fortaleza Ce Agosto 2009 Liádina Camargo Lima Universidade de Fortaleza liadina@unifor.br Categoria C Métodos

Leia mais

Airton José Vinholi Júnior e Guilherme Cunha Princival IFMS vinholi22@yahoo.com.br - guilherme.princival@ifms.edu.br

Airton José Vinholi Júnior e Guilherme Cunha Princival IFMS vinholi22@yahoo.com.br - guilherme.princival@ifms.edu.br Anais do II Colóquio Nacional - A Produção do Conhecimento em Educação Profissional. Natal: IFRN, 2013. MODELOS DIDÁTICOS E MAPAS CONCEITUAIS: BIOLOGIA CELULAR E AS INTERFACES COM A INFORMÁTICA EM CURSOS

Leia mais

Projeto Pedagógico Institucional PPI FESPSP FUNDAÇÃO ESCOLA DE SOCIOLOGIA E POLÍTICA DE SÃO PAULO PROJETO PEDAGÓGICO INSTITUCIONAL PPI

Projeto Pedagógico Institucional PPI FESPSP FUNDAÇÃO ESCOLA DE SOCIOLOGIA E POLÍTICA DE SÃO PAULO PROJETO PEDAGÓGICO INSTITUCIONAL PPI FUNDAÇÃO ESCOLA DE SOCIOLOGIA E POLÍTICA DE SÃO PAULO PROJETO PEDAGÓGICO INSTITUCIONAL PPI Grupo Acadêmico Pedagógico - Agosto 2010 O Projeto Pedagógico Institucional (PPI) expressa os fundamentos filosóficos,

Leia mais

A CONSTRUÇÃO DE ESPAÇOS E MATERIAIS DIGITAIS PARA A EDUCAÇÃO MATEMÁTICA: O USO DO SMARTPHONE NO ENSINO DA GEOMETRIA

A CONSTRUÇÃO DE ESPAÇOS E MATERIAIS DIGITAIS PARA A EDUCAÇÃO MATEMÁTICA: O USO DO SMARTPHONE NO ENSINO DA GEOMETRIA A CONSTRUÇÃO DE ESPAÇOS E MATERIAIS DIGITAIS PARA A EDUCAÇÃO MATEMÁTICA: O USO DO SMARTPHONE NO ENSINO DA GEOMETRIA Autores : Agata RHENIUS, Melissa MEIER. Identificação autores: Bolsista IFC-Campus Camboriú;

Leia mais

COMO AS CRIANÇAS APRENDEM O QUE OS TEÓRICOS DIZEM ESTILOS DE APRENDIZAGEM

COMO AS CRIANÇAS APRENDEM O QUE OS TEÓRICOS DIZEM ESTILOS DE APRENDIZAGEM COMO AS CRIANÇAS APRENDEM O QUE OS TEÓRICOS DIZEM ESTILOS DE APRENDIZAGEM CONCRETO DISPERSO SEQUENCIAL ABSTRATO 1 CONCRETO SEQÜENCIAL Habilidades naturais do Concreto Seqüencial Passo a Passo Planeja Segue

Leia mais

TEORIA DA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA SEGUNDO AUSUBEL

TEORIA DA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA SEGUNDO AUSUBEL Educação TEORIA DA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA SEGUNDO AUSUBEL Adriana Pelizzari 1 Maria de Lurdes Kriegl 2 Márcia Pirih Baron 3 Nelcy Teresinha Lubi Finck 4 Solange Inês Dorocinski 5 RESUMO A teoria da

Leia mais

CONSTRUINDO TRIÂNGULOS: UMA ABORDAGEM ENFATIZANDO A CONDIÇÃO DE EXISTÊNCIA E CLASSIFICAÇÕES

CONSTRUINDO TRIÂNGULOS: UMA ABORDAGEM ENFATIZANDO A CONDIÇÃO DE EXISTÊNCIA E CLASSIFICAÇÕES CONSTRUINDO TRIÂNGULOS: UMA ABORDAGEM ENFATIZANDO A CONDIÇÃO DE EXISTÊNCIA E CLASSIFICAÇÕES Poliana de Brito Morais ¹ Francisco de Assis Lucena² Resumo: O presente trabalho visa relatar as experiências

Leia mais

ANAIS DA VII JORNADA CIENTÍFICA DA FAZU 20 a 24 de outubro de 2008 ARTIGOS CIENTÍFICOS COMPUTAÇÃO SUMÁRIO

ANAIS DA VII JORNADA CIENTÍFICA DA FAZU 20 a 24 de outubro de 2008 ARTIGOS CIENTÍFICOS COMPUTAÇÃO SUMÁRIO ARTIGOS CIENTÍFICOS COMPUTAÇÃO SUMÁRIO AS NOVAS TECNOLOGIAS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES PESQUISADORES... 2 AS NOVAS TECNOLOGIAS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES PESQUISADORES SILVA, M.M Margareth Maciel Silva

Leia mais

REALIZAÇÃO DE TRABALHOS INTERDISCIPLINARES GRUPOS DE LEITURA SUPERVISIONADA (GRULES)

REALIZAÇÃO DE TRABALHOS INTERDISCIPLINARES GRUPOS DE LEITURA SUPERVISIONADA (GRULES) REALIZAÇÃO DE TRABALHOS INTERDISCIPLINARES GRUPOS DE LEITURA SUPERVISIONADA (GRULES) 1 APRESENTAÇÃO Este manual é um documento informativo visando orientar a comunidade acadêmica quanto ao processo de

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO MATRIZ CURRICULAR Curso: Graduação: Habilitação: Regime: Duração: PEDAGOGIA LICENCIATURA FORMAÇÃO PARA O MAGISTÉRIO EM EDUCAÇÃO INFANTIL SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização:

Leia mais

Currículo do Curso de Licenciatura em Filosofia

Currículo do Curso de Licenciatura em Filosofia Currículo do Curso de Licenciatura em Filosofia 1. Componentes curriculares O currículo do Curso de Licenciatura em Filosofia engloba as seguintes dimensões. 1.1. Conteúdos de natureza teórica Estes conteúdos

Leia mais

DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO E DESENVOLVIMENTO MENTAL DO INDIVIDUO

DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO E DESENVOLVIMENTO MENTAL DO INDIVIDUO DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO E DESENVOLVIMENTO MENTAL DO INDIVIDUO Maria Sebastiana Gomes Mota¹ Francisca Elisa de Lima Pereira² Resumo: Este artigo tem como objetivo

Leia mais

ABORDAGEM DE ANALOGIAS EM AMBIENTES INTERACIONISTAS NA EDUCAÇÃO. Ronaldo Luiz Nagem * Dulcinéia de Oliveira Carvalhaes **

ABORDAGEM DE ANALOGIAS EM AMBIENTES INTERACIONISTAS NA EDUCAÇÃO. Ronaldo Luiz Nagem * Dulcinéia de Oliveira Carvalhaes ** ABORDAGEM DE ANALOGIAS EM AMBIENTES INTERACIONISTAS NA EDUCAÇÃO Ronaldo Luiz Nagem * Dulcinéia de Oliveira Carvalhaes ** Resumo O presente trabalho discute os estudos realizados para utilização de analogias

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica Diretoria de Apoio a Gestão Educacional

Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica Diretoria de Apoio a Gestão Educacional Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica Diretoria de Apoio a Gestão Educacional Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa Slides produzidos a partir do caderno: Currículo no ciclo de

Leia mais

CLIMA E CULTURA ORGANIZACIONAL NO AMBIENTE EMPRESARIAL. LIMA, Sílvia Aparecida Pereira 1 RESUMO

CLIMA E CULTURA ORGANIZACIONAL NO AMBIENTE EMPRESARIAL. LIMA, Sílvia Aparecida Pereira 1 RESUMO CLIMA E CULTURA ORGANIZACIONAL NO AMBIENTE EMPRESARIAL LIMA, Sílvia Aparecida Pereira 1 RESUMO A presente pesquisa aborda os conceitos de cultura e clima organizacional com o objetivo de destacar a relevância

Leia mais

CINEMA PEDAGÓGICO COMO INTERVENÇÃO PARA PRÁTICA DOCENTE. Elaine Fernanda Dornelas de Souza

CINEMA PEDAGÓGICO COMO INTERVENÇÃO PARA PRÁTICA DOCENTE. Elaine Fernanda Dornelas de Souza Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 721 CINEMA PEDAGÓGICO COMO INTERVENÇÃO PARA PRÁTICA DOCENTE Elaine Fernanda Dornelas de Souza Serviço Nacional de

Leia mais

Grupo de Estudos sobre Organização e Representação do Conhecimento. UNESP de Marília.

Grupo de Estudos sobre Organização e Representação do Conhecimento. UNESP de Marília. 1 Grupo de Estudos sobre Organização e Representação do Conhecimento UNESP de Marília. Pontos principais do texto: HJØRLAND, B. Towards a Theory of Aboutness, Subject, Topicality, Theme, Domain, Field,

Leia mais

Palavras-chaves: Jogos matemáticos; Ensino e aprendizagem.

Palavras-chaves: Jogos matemáticos; Ensino e aprendizagem. Emanuella Filgueira Pereira Universidade Federal do Recôncavo da Bahia O JOGO NO ENSINO E APRENDIZAGEM DE MATEMÁTICA Resumo O presente artigo apresenta resultados parciais de uma pesquisa mais ampla que

Leia mais

Aspectos da engenharia de software que influenciam em uma estratégia de GC

Aspectos da engenharia de software que influenciam em uma estratégia de GC Anderson Yanzer Aspectos da engenharia de software que influenciam em uma estratégia de GC Dimensões da GC Como pensar GC no processo de desenvolvimento de SW Conhecimento Tácito x Explícito Ágil x Tradicional

Leia mais

CONCEITOS IMPORTANTES -1

CONCEITOS IMPORTANTES -1 CONCEITOS IMPORTANTES -1 CIÊNCIA CORPO DE CONHECIMENTOS(PROCEDIMENTOS) ACEITO UNIVERSALMENTE TECNICA CIÊNCIA APLICADA A UM DETERMINADO PROBLEMA TECNOLOGIA PROCEDIMENTOS TECNICOS( MÉTODOS) CONCEITOS IMPORTANTES

Leia mais

A UTILIZAÇÃO DE MATERIAIS ALTERNATIVOS EM EXPERIMENTOS PRÁTICOS DE QUÍMICA E SUA RELAÇÃO COM O COTIDIANO.

A UTILIZAÇÃO DE MATERIAIS ALTERNATIVOS EM EXPERIMENTOS PRÁTICOS DE QUÍMICA E SUA RELAÇÃO COM O COTIDIANO. A UTILIZAÇÃO DE MATERIAIS ALTERNATIVOS EM EXPERIMENTOS PRÁTICOS DE QUÍMICA E SUA RELAÇÃO COM O COTIDIANO. Alessandra Ramos Barbosa Joseane Ataíde de Jesus RESUMO Reconstruir o aprender requer mudanças

Leia mais

Aula 00 Curso básico de conceitos de Direito Administrativo. MAPAS MENTAIS, DESENHOS E FLUXOGRAMAS. Professora: Lorenna Morais.

Aula 00 Curso básico de conceitos de Direito Administrativo. MAPAS MENTAIS, DESENHOS E FLUXOGRAMAS. Professora: Lorenna Morais. Aula 00 Curso básico de conceitos de Direito Administrativo. MAPAS MENTAIS, DESENHOS E FLUXOGRAMAS. Professora: Lorenna Morais. MAPAS MENTAIS, DESENHOS E FLUXOGRAMAS. AULA: 00 Direito Administrativo Sumário

Leia mais

TEATRO DE FANTOCHES UMA ABORDAGEM LÚDICA NO ENSINO SOBRE SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL

TEATRO DE FANTOCHES UMA ABORDAGEM LÚDICA NO ENSINO SOBRE SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL TEATRO DE FANTOCHES UMA ABORDAGEM LÚDICA NO ENSINO SOBRE SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL Welledes Moreno Aguiar Bolsista do PIBID Biologia, UFT - Araguaína. E-mail: wmaguiar_18@hotmail.com Geane Brizzola dos

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Médio Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Médio Etec Etec: PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: SÃO CARLOS Área de conhecimento: CIENCIAS DA NATUREZA, MATEMATICA E SUAS TECNOLOGIAS Componente Curricular:

Leia mais

Unidade 4: Contextualização de Objetos de Aprendizagem

Unidade 4: Contextualização de Objetos de Aprendizagem Coordenação: Juliana Cristina Braga Autoria: Rita Ponchio Você aprendeu na unidade anterior a importância da adoção de uma metodologia para a construção de OA., e também uma descrição geral da metodologia

Leia mais

POR UMA ESCOLA INCLUSIVA

POR UMA ESCOLA INCLUSIVA POR UMA ESCOLA INCLUSIVA Sílvia Ferreira * Resumo: A promoção de uma escola democrática, onde incluir se torne um sinónimo real de envolver, é um desafio com o qual os profissionais de Educação se deparam

Leia mais

INTEGRAÇÃO DE MÍDIAS E A RECONSTRUÇÃO DA PRÁTICA PEDAGÓGICA

INTEGRAÇÃO DE MÍDIAS E A RECONSTRUÇÃO DA PRÁTICA PEDAGÓGICA Tema debatido na série Integração de tecnologias, linguagens e representações, apresentado no programa Salto para o Futuro/TV Escola, de 2 a 6 de maio de 2005 (Programa 1) INTEGRAÇÃO DE MÍDIAS E A RECONSTRUÇÃO

Leia mais

MAPA CONCEITUAL: UMA PROPOSTA PARA A INTEGRAÇÃO DAS DISCIPLINAS E DO CONHECIMENTO

MAPA CONCEITUAL: UMA PROPOSTA PARA A INTEGRAÇÃO DAS DISCIPLINAS E DO CONHECIMENTO MAPA CONCEITUAL: UMA PROPOSTA PARA A INTEGRAÇÃO DAS DISCIPLINAS E DO CONHECIMENTO FORTE, Luiza Tatiana FPP tatianaforte@fpp.edu.br RAULI, Patricia Maria Forte - FPP/PUCPR patriciarauli@fpp.edu.br Área

Leia mais

TRANSPOSIÇÃO DIDÁTICA, INTERDISCIPLINARIDADE E CONTEXTUALIZAÇÃO

TRANSPOSIÇÃO DIDÁTICA, INTERDISCIPLINARIDADE E CONTEXTUALIZAÇÃO TRANSPOSIÇÃO DIDÁTICA, INTERDISCIPLINARIDADE E CONTEXTUALIZAÇÃO Como já vimos, a proposta pedagógica é uma articuladora de intenções educativas onde se definem as competências, os conteúdos, os recursos

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS DAS FASES DA LUA: Uma forma significativa no Ensino Fundamental

ATIVIDADES PRÁTICAS DAS FASES DA LUA: Uma forma significativa no Ensino Fundamental ATIVIDADES PRÁTICAS DAS FASES DA LUA: Uma forma significativa no Ensino Fundamental Denise Amaral 1 Everton Lüdke 2 Resumo: Este trabalho descreve atividade que aborda a ocorrência das fases da Lua. A

Leia mais

PRÁTICAS PEDAGÓGICAS E O USO INTEGRADO DE TECNOLOGIAS DIGITAIS Sérgio Abranches

PRÁTICAS PEDAGÓGICAS E O USO INTEGRADO DE TECNOLOGIAS DIGITAIS Sérgio Abranches PRÁTICAS PEDAGÓGICAS E O USO INTEGRADO DE TECNOLOGIAS DIGITAIS Sérgio Abranches A presença de tecnologias digitais no campo educacional já é facilmente percebida, seja pela introdução de equipamentos diversos,

Leia mais

Desenvolvimento de Ambiente Virtual e Recursos Interativos para o Ensino de Ciências (Parte I)

Desenvolvimento de Ambiente Virtual e Recursos Interativos para o Ensino de Ciências (Parte I) Desenvolvimento de Ambiente Virtual e Recursos Interativos para o Ensino de Ciências (Parte I) Prof. Júlio Wilson Ribeiro, Dr. (DC/UFC) Prof. Gilson Pereira do Carmo Filho, MSc. (DC/UFC) Prof. Hermínio

Leia mais

A PRÁTICA DE FORMAÇÃO DE DOCENTES: DIFERENTE DE ESTÁGIO Maria de Fátima Targino Cruz Pedagoga e professora da Rede Estadual do Paraná.

A PRÁTICA DE FORMAÇÃO DE DOCENTES: DIFERENTE DE ESTÁGIO Maria de Fátima Targino Cruz Pedagoga e professora da Rede Estadual do Paraná. A PRÁTICA DE FORMAÇÃO DE DOCENTES: DIFERENTE DE ESTÁGIO Maria de Fátima Targino Cruz Pedagoga e professora da Rede Estadual do Paraná. O Curso de Formação de Docentes Normal, em nível médio, está amparado

Leia mais

O CONCEITO DE TEMPO: DA ABORDAGEM COGNITIVA À PERSPECTIVA SÓCIO-INTERACIONISTA

O CONCEITO DE TEMPO: DA ABORDAGEM COGNITIVA À PERSPECTIVA SÓCIO-INTERACIONISTA Nome: Dilma Célia Mallard Scaldaferri GT do Ensino de História e Educação Área temática: Teoria, historiografia e metodologia - Simpósio 37 O CONCEITO DE TEMPO: DA ABORDAGEM COGNITIVA À PERSPECTIVA SÓCIO-INTERACIONISTA...

Leia mais

Marta Kohl de Oliveira Algumas Contribuições da Psicologia Cognitiva

Marta Kohl de Oliveira Algumas Contribuições da Psicologia Cognitiva Marta Kohl de Oliveira Algumas Contribuições da Psicologia Cognitiva A criança que chega à escola é um indivíduo que sabe coisas e que opera intelectualmente de acordo com os mecanismos de funcionamento

Leia mais

PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE

PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE Sérgio Dal-Ri Moreira Pontifícia Universidade Católica do Paraná Palavras-chave: Educação Física, Educação, Escola,

Leia mais

PLANO DE ENSINO E ESTRATÉGIAS

PLANO DE ENSINO E ESTRATÉGIAS PLANO DE ENSINO E ESTRATÉGIAS Profª. Msc. Clara Maria Furtado claramaria@terra.com.br clara@unifebe.edu.br PLANEJAMENTO Representa uma organização de ações em direção a objetivos bem definidos, dos recursos

Leia mais

Articulando saberes e transformando a prática

Articulando saberes e transformando a prática Articulando saberes e transformando a prática Maria Elisabette Brisola Brito Prado Na sociedade do conhecimento e da tecnologia torna-se necessário repensar o papel da escola, mais especificamente as questões

Leia mais

Ensino de conteúdos de Genética no ensino médio e as contribuições dos objetos de aprendizagem

Ensino de conteúdos de Genética no ensino médio e as contribuições dos objetos de aprendizagem Ensino de conteúdos de Genética no ensino médio e as contribuições dos objetos de aprendizagem GOULART, N.M.; FARIA, R.C.B. 1 Ensino de conteúdos de Genética no ensino médio e as contribuições dos objetos

Leia mais

Campanha Nacional de Escolas da Comunidade CNEC

Campanha Nacional de Escolas da Comunidade CNEC Campanha Nacional de Escolas da Comunidade CNEC Regulamento de Projeto Integrador dos Cursos Superiores de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Segurança da Informação e Sistemas para Internet

Leia mais

Trabalhando Matemática: percepções contemporâneas

Trabalhando Matemática: percepções contemporâneas CONSTRUINDO CONCEITOS SOBRE FAMÍLIA DE FUNÇÕES POLINOMIAL DO 1º GRAU COM USO DO WINPLOT Tecnologias da Informação e Comunicação e Educação Matemática (TICEM) GT 06 MARCOS ANTONIO HELENO DUARTE Secretaria

Leia mais

Índice. 1. Tipos de Atividades...3 2. O Trabalho com Leitura...4. 2.1. Estratégias de Leitura... 4. Grupo 5.4 - Módulo 7

Índice. 1. Tipos de Atividades...3 2. O Trabalho com Leitura...4. 2.1. Estratégias de Leitura... 4. Grupo 5.4 - Módulo 7 GRUPO 5.4 MÓDULO 7 Índice 1. Tipos de Atividades...3 2. O Trabalho com Leitura...4 2.1. Estratégias de Leitura... 4 2 1. TIPOS DE ATIVIDADES Atividades de sondagem: estão relacionadas às atividades de

Leia mais

A CONSTRUÇÃO DE CONHECIMENTO EPISTÊMICO EM BIOLOGIA

A CONSTRUÇÃO DE CONHECIMENTO EPISTÊMICO EM BIOLOGIA A CONSTRUÇÃO DE CONHECIMENTO EPISTÊMICO EM BIOLOGIA Janice Silvana Novakowski Kierepka - janicekierepka@bol.com.br Tamini Wyzykowski - tamini.wyzykowski@gmail.com Tatiane Cristina Possel Greter tati.cris2010@gmail.com

Leia mais

CONTRIBUIÇÕES TEÓRICAS DE LEV VYGOTSKY (1896-1934) 1

CONTRIBUIÇÕES TEÓRICAS DE LEV VYGOTSKY (1896-1934) 1 . PREFEITURA MUNICIPAL DO SALVADOR Secretaria Municipal de Educação e Cultura SMEC Coordenadoria de Ensino e Apoio Pedagógico CENAP CONTRIBUIÇÕES TEÓRICAS DE LEV VYGOTSKY (1896-1934) 1 Angela Freire 2

Leia mais

PROFESSOR DE MATEMÁTICA E EDUCADOR ESPECIAL: UM PASSO PARA INCLUSÃO

PROFESSOR DE MATEMÁTICA E EDUCADOR ESPECIAL: UM PASSO PARA INCLUSÃO ISSN 2316-7785 PROFESSOR DE MATEMÁTICA E EDUCADOR ESPECIAL: UM PASSO PARA INCLUSÃO RESUMO Karen Rodrigues Copello Universidade Federal de Santa Maria karen_keruso@hotmail.com Debora Silvana Soares Universidade

Leia mais

Como encontrar maneiras de associar um importante conteúdo didático a um software que ensine e divirta ao mesmo tempo? Estão os professores

Como encontrar maneiras de associar um importante conteúdo didático a um software que ensine e divirta ao mesmo tempo? Estão os professores Profª Levany Rogge Os softwares são considerados programas educacionais a partir do momento em que são projetados através de uma metodologia que os contextualizem no processo ensino-aprendizagem; Tajra

Leia mais

Adaptação e pesquisa: Flora Lucirley Gomes de Oliveira

Adaptação e pesquisa: Flora Lucirley Gomes de Oliveira Adaptação e pesquisa: Flora Lucirley Gomes de Oliveira 2 Definição do software O software CMaps Tools permite a criação, edição e formatação de mapas conceituais. Através do CMaps é possível organizar

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DO ENSINO DE DISCIPLINA / CRÉDITO RESUMO INTRODUTÓRIO

ORGANIZAÇÃO DO ENSINO DE DISCIPLINA / CRÉDITO RESUMO INTRODUTÓRIO ORGANIZAÇÃO DO ENSINO DE DISCIPLINA / CRÉDITO RESUMO INTRODUTÓRIO Roberto Leal Lobo e Silva Filho A organização do ensino de uma disciplina específica dentro de um currículo de graduação vai depender,

Leia mais

Dicas para EaD. Mapa do Tutorial. Ambientação em Educação a Distância. Educação a Distância. Aluno na Modalidade EaD.

Dicas para EaD. Mapa do Tutorial. Ambientação em Educação a Distância. Educação a Distância. Aluno na Modalidade EaD. Dicas para EaD Mapa do Tutorial Ambientação em Educação a Distância Você está aqui! Aula 1 Aula 2 Aula 3 Aula 4 Aula 5 Introdução Educação a Distância Aluno na Modalidade EaD Dicas para EaD Orientações

Leia mais

Modelos didáticos de ciências: construção de um laboratório móvel

Modelos didáticos de ciências: construção de um laboratório móvel Modelos didáticos de ciências: construção de um laboratório móvel Introdução A ideia de estudar ciências nos dias atuais está longe do que realmente é ciências. A imagem criada pelos alunos que um cientista

Leia mais

A modelagem e a simulação computacional, como recurso didático na disciplina de Física em cursos técnicos integrados ao ensino médio

A modelagem e a simulação computacional, como recurso didático na disciplina de Física em cursos técnicos integrados ao ensino médio A modelagem e a simulação computacional, como recurso didático na disciplina de Física em cursos técnicos integrados ao ensino médio Cibeli Marzari Bertagnolli (1), Orildo Luis Battistel (2), Sheila Magali

Leia mais