# $! "% & ' & )! * " # + ' ) " # %, - ( '. '! &!. /!. # ' '. # +., ' )!.,

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "# $! "% & ' & )! * " # + ' ) " # %, - ( '. '! &!. /!. # ' '. # +., ' )!.,"

Transcrição

1 !! # $! % & ' ( & )! * # + ' ) # %, - ( '. %$ '! &!. /!. # ' '. # +., ' )!.,!

2 1-!# + 2 ()& ' ( 3 2 #$% %! 4! 2! + 22 &'( %) *+! 4 $ 2, -. /0 1%!4! + 5 6! 7 8 2! -#$%345!# + '9+ 6! %! 4 + 7!!% $+ 8#9 # ) 6$ $9 + 9 :#!! 2;. 9 & <=/ 3 # + + : < 9 ' &*!! :< 4 *!, 0

3 * # $ $ +: <=%# $! + $ -. $. ' $ + * G 2 2! (+!$2 ( :4 $2 7 (& +$2 <=%# & '! ( $ & 3 + '! $ 2! $ # + D

4 # 2 & + : < 4$ *!, 8# # & $ 4 * 2 * & $ $ 9 $ 7 ( ' :4 ) &! <=? 3 ; C # * I * + 9 $! +!# = C :< $ =+ C '& & $! H

5 # & ' # & :<, $ $ *! + ( + $! 9 '! &! # ) - $. 6. 6$ =J JC. 6!. 6. $!. K 9 *. K 9. K 9 = C. 6 '! 2. 6 $ B

6 7 ) (7 3 :! =(7 3 C + + 3!<=%# ' L K (! ' 3! $!9 M! > -: + L =N C< =E%;#C 2 3! 2 +! + = C! * ) 8&+ 0*+! 9 3 # 4 + ( O =C$ M G &! # $ & 1

7 9 + ( 7 % &# $ M G& 3! 2 $?+ # + QQB %)3 ( 3 2! 2 =DDRC + = BRC, 3! ( 3 2! 6,1 10,9 1,1 2,7 8,2 6,1 1,3 4,4 10,8 5,1 1,3 6,8 45! 24,4 %)3 ( % % 3(3 11,0 Administração Geral Protecção Civil e Luta Contra Incêndios Educação Acção Social Ordenamento do Território Saneamento Abastecimento de Água Resíduos Sólidos Cultura Desporto, Recreio e Lazer Jardins e Arborizações Indústria e Energia Transportes e Comunicações Outros P

8 8#$%% 8 6!?(( 32 (+ + ' ' =?C% 6+' 4 + S4 ') $ ( 32E%?( + ( 3 2? + $-# # # >$>% E$% $ (&G2 F$3 $ T ( 2 ($( ( 32$?>$ $ 6+E3 4,$ >$# $ # A

9 45O, # 3?,

10 $ ( 32 # 3! #, $ # # >$?3 $ +( 45&O, $( ,(2 (! 4,!$ ( 3 2 ' ($? 9 $ >$? 3 $ (

11 # $ ( 3 2!!+ ( $+ + = ( 3 2C $ 7,4 0B ( 3 2' 6+ 3,4D0( 32 S4 ## 3 # $ ( 3 2E9#,4 P++ ) $ 6M# 4 4U $+ %?(# =?(C+ $ 2 % E+' '# P=#, C $ ( E - # # 6 # # % % M 3 3 # ( 6>6M>6( 6F :!W $ ( ( 45 ;<= > # # Q % M BB 3 Q 3 6> 6F %

12 8!?'(40 %) 7!! $ ( 3 2! # $ !# ) + # & )+ F 2 & 6' K; -=;1DPHC =; HBPHC $+ 0D $ 1HPQRK $ DQQHQQ$'4 $ HQQBQQ$ 4'2 $ + ($ >, & + ) $ $ + -E?.E% 2.# E % %! $ ( 32+! $ 6 # % 3

13 @D 45,OE $ 2 $ ( ,(2

14 @H 452O3 ; + $( ,(2

15 %) 8&8!#$% # 2 $ ) ) $ # & (!+$ $ G 9 $ ( 3 2=HBRC * ' 3 $ $ 9 =HR $!! ) F9 # # 6 > $'+ ' ( 3 2 # & ( M

16 Freguesia ,9 56,5 32,6 Ano ,2 52,6 42,1 0% 20% 40% 60% 80% 100% 456!7 $ Sector ( Primário 3 Sector Secundário Sector Terciário 4-E Serro Ventoso 7,3 49,4 43,4 Porto de Mós 4,5 39,4 56,1 S. Bento 30,4 52,8 16,8 Pedreiras 2,3 62,2 35,5 Mira de Aire 0,6 56,5 42,8 Mendiga 3,7 56,4 40 Juncal 6 60,3 33,8 Calv aria de Cima 6,4 54,8 38,8 Arrimal 13 55,8 31,2 Alv ados 4,4 56,6 39 Alqueidão da Serra 3,4 54,1 42,4 Alcaria 12,2 41,1 46,7 0% 20% 40% 60% 80% 100% 457!7 Sector Primário Sector Secundário Sector Terciário

17 :O, $ %#,EQQ 4-( 4 ' ) $ X =DA0C % + +$X / $ ( 3 2 X * 97 ( 32 M 6 M %?+ ) 3 #&#) &$ ' #8 #BC# (# % 6 *, *S 8A ( 7, W 4% D % 9E 0 S# E# G AP = # # %

18 Freguesias Serro Ventoso São Pedro São João Baptista São Bento Pedreiras Mira de Aire Mendiga Juncal Calvaria de Cima Arrimal Alvados Alqueidão da Serra Alcaria 14,1 13,4 17,8 12,3 17,3 12,9 19,6 14,7 19,0 19,4 13,7 19,6 19,9 30,9 36,0 36,8 37,0 40,4 42,7 43,5 42,7 39,8 46,2 45,9 53,1 53,2 11,9 11,9 11,6 13,0 13,9 21,8 13,3 12,6 14,8 13,8 13,3 13,6 14,0 10,2 10,5 14,7 11,5 10,0 8,2 11,2 14,7 13,9 11,2 12,5 10,0 17,2 16,0 6,6 9,2 6,80,1 3,9 0,5 8,9 0,2 10,8 8,9 11,6 0,25,6 0,26,7 12,3 0,05,4 10,6 0,4 3,9 11,4 0,16,7 9,7 0,1 3,6 0,26,4 7,60,0 2,3 15,6 5,90,0 1,2 20,8 21,3 22,4 19,5 18,1 15,9 20,3 17,0 17,7 16,8 22,0 14,7 0,8 2,0 11,3 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80% 90% 100% Nenhum nív el ensino 1º ciclo Ens. Básico 2º ciclo Ens. Básico 3º ciclo Ens. Básico Ens.Secundário Ens.Médio Ens.Superior A frequentar o ensino 45G!7! 4-E K ' $! # 3 # # 6# # 6 > 6 F QR 4 BDR C $ $ 4 $+ 2 # = R + C# E # 6> 9 8&8#$%5$/ #

19 45H!(E 4-,(2 7 $L 4= M( % %6( 6 M># 63 # C$ + $ ( +! Q

20 :!(E $ ( 3 2 4D # *%'( HH *%'( II J'( <K> 6M> 6( HP PBA @Q1 3 A0P P0 1A % %) &&,&,7,I M 0P # B # HHD HHP Q1 ( BH BHH 6> AH1 AH0 QD 3 # DQBQ 1 # 1D1 P0 # AP HB 4-E 6 % $ ( 3 2DR C9$ + AP$% + O 9 1BR, +2 $ ( 3 2!!+ S

21 Nº de Indivíduos S. João Baptista S. Pedro Calvaria de Cima Mendiga Serro Ventoso Total do concelho Juncal Alqueidão da Serra Alvados Pedreiras S. Bento Mira de Aire Arrimal Alcaria Freguesia 45I!F (E $ ( 3 2G 4-E 45! $ ( %3(3

22 4 6>3 ### % ' + $ ( 32O6M>6( O % % = ) 22 * $ # >$?C 3 6 F & F +='C BH # M # 6+ M # ( L %<K I > :J! 7 QQ L +% <K I > L %<K I > L. 4 <K I >%) <K> QP E% *+ I H2 I7,2 &H 4-#,! E% QQ04, F 9 $ $!* 1 Taxa de Fecundidade: número de nados-vivos ocorridos durante o ano, referido ao efectivo médio de mulheres em idade fecunda (entre os 15 e os 49 anos) desse ano (número de nados vivos por 1000 mulheres em idade fecunda). 2 Índice de Envelhecimento: relação existente entre o número de idosos e a população jovem (número de residentes com 65 ou mais anos por 100 residentes com menos de 15 anos). 0

23 % 0 14 Ano 45!, S 4 S 3 $ ( Taxa 3 de Natalidade Taxa de Mortalidade QHR Q $ % $ 4 QQ 3 +!! F O ( 32 +! ($? 9 $ >$? 3 $ ( E% ,7 9,3 10,5 9,3 11,0 9,3 10,8 10, ,+! 5,$ ( 3 2'+! ($?, + $ 11,2 10,8 11,3 10,7 11,4 10,6 10,2 9,5 D

24 $ $ &! Unidade Geográfica Freguesia Porto de Mós Pinhal Litoral Região Centro Serro Ventoso Calvaria de Cima Portugal São Pedro São João São Bento Pedreiras Mira de Aire Mendiga Juncal Arrimal Alvados Alqueidão da Serra Alcaria 16,1 16,3 15,0 16,0 14,4 14,2 13,8 14,3 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80% 90% 100% 10,4 45&!,, 4-E 19,3 19,5 17,5 18,5 17,4 15,5 19,4 18,9 18,9 15,5 20,1 16,8 6,7 45,!,, 52,0 51,7 53,5 53, anos anos anos 65 ou + anos 8,7 7,2 9,4 10,0 8,7 9,2 10,0 9,7 9,5 9,9 10,2 11,2 49,3 54,0 0% 20% 40% 60% 80% 100% 53,0 58,5 56,4 57,5 58,8 58,3 59,4 59,5 57,7 57,9 57, anos anos anos 65 ou + anos 33,6 4-E 17,5 15,9 19,6 23,3 16,4 20,2 15,1 14,5 13,2 17,3 12,2 13,1 13,0 12,6 15,7 10,7 H

25 Freguesia 45,3 0% 20% 40% 60% 80% 100% 0-14 anos anos anos 65 ou + anos 452!,, 4-E S+ ( 3 2 $ +! $ + $! 6 # # 6 > # 66F3 $+!,# 6> HR Serro Ventoso São João Baptista Pedreiras Mendiga Calv aria de Cima Alv ados Alcaria 8,2 16,0 17,8 16,6 13,7 17,6 15,1 15,4 16,8 15,1 17,5 13,4 16,1 10,9 13,6 12,9 13,9 14,9 14,6 13,4 13,6 15,8 15,4 13,4 14,9 15,3 % $ & $ F9 6 ( M % % # +' + $ ) 46,0 48,4 49,4 54,2 50,9 48,6 52,5 51,4 52,8 52,6 55,0 51,7 35,5 25,4 25,3 20,7 17,6 20,2 21,8 14,5 16,3 17,1 14,9 14,6 15,5 B

26 $9# $ 4 $ + ' F6M>6>% % &!'( %) *+ &8! - # :< $9+.+ +! 9 *! * 2 : <- 9 = )C 9= + C$ = C =C= C ( + :<!! # :<(+ 9 &,!$ 2 # :< % ;!( 6Y+ :< # 1

27 $ ( 3 21D 0R 0R Grande Campo de Jogos Pequeno Campo de Jogos Pav ilhões Salas de Desporto 456!, $ ( 3 2 Planos de Água Pistas de Atletismo Outros 4-,(2 % 9 9# # # & $ 9$ = C 3 # ( 3 2 # # 6( 3 # 9 & 1 B # # # 3 ( 6 > 7 9, ( D 0% 3% 15% 19% 11% 7P$ $ M #% %3 3 #( 6 20% 32% P

28 M>7 $ D 9$ 2 D$ +$ 2 + :J!, G D * % *% * *%)M S ;5 #% E5 E5 #% Q Q Q Q Q #% 0 Q Q 7 #% Q Q Q Q Q Q Q Q Q Q Q 6 @ Q Q H I Q Q Q Q Q Q 0 & Q Q 6 Q Q Q Q Q Q (E(C 0 Q Q Q I 1 Q 0 Q Q Q Q Q Q Q S 2, G I, 7, Fonte: Elaboração Própria A

29 457!, $ ( ,(2 6 B# 3 06M>06 ( 7!$ ( 3 2' X 0Q

30 $ 6( ( + $ 1 =! Y G :J!, S & 7, 7 G D8 % D8 ( % +'( *% * N 4O % *%)( C O% P *%)( *%% * O % * O % *%% % #% Q Q Q Q Q Q Q Q #% ( 0 Q Q Q Q Q Q Q #% Q Q Q Q Q Q Q Q Q Q #% Q Q Q Q Q Q Q Q % Q Q Q Q Q Q E Q Q Q Q Q +5 Q Q Q Q Q Q Q Q Q * Q Q Q Q Q Q Q (C Q Q Q Q Q Q Q Q Q Q Q Q Q (* D Q Q Q Q Q Q Q Q Q Q D$ #% Q Q Q Q Q Q Q Q #% Q Q Q #% Q Q Q Q Q Q #% Q Q Q Q Q Q % Q Q Q Q Q Q E % Q Q Q Q Q +5 Q Q Q Q Q Q @ Q Q Q Q Q (C Q Q Q Q Q Q Q Q (E( Q Q Q (* Q Q Q Q Q Q Q Q Q Q Q Q Q J S,, 2,

31 # +, + X $ % M 3 # 6M>6( 9# + X $ $ & X F9 # # 4 # # $! $ ' :J!, 5'( 8A % % % S+ D % S % % ;! % 3 ($ 7 D (( ( ( P E, H % 7, 4-,(2 #! 9+9 ( + 9 & D + = 9C P, $ 0

32 &88!D E5 G 9 $ + 2# % ($( M ( E S ' )+ ' % & 2 47% 13% 45G!, 9 Muito Mau 4-,(2 Mau Razoável Bom :J!, 9 27% 13% '( 8A 3 3 D 3 E 1 > 3 > Q % 2 4-,(2 00

33 45H!S 9 4-,(2 :Q Q!S ( 9 * 8A 4 E 4-,(2 K 9 2( M ( 32, 37 6 G =B1RC / & *+ 9 & 67% Contudo esta situação não se reflecte só no tipo de piso, mas também nas infraestruturas de apoio ao equipamento. Embora grande parte dos grandes campos de jogos do concelho estejam equipados com iluminação e balneários, estas infraestruras de apoio, não se apresentam em alguns deles em grandes condições. Já em relação a bancadas pode-se dizer que dos 15 grandes campos existentes, apenas 5 (33%) têm bancadas. 7% 13% Natural Relv ado Saibro Terra Batida 13% 0D

34 :Q! 9 4-,(2 /# D E5 8A % 6 45I!S 9$ ( ,(2 X ++ = C4$ H=0BR C % G ( % G % %% G % G # % G # I % (! ( $ D % > 6> 0 % > H 6> 14% 14% 36% Não Tem Futebol Amador Lazer 3 Não existe informação da existência ou não de balneários de um Grande de Campo de Jogos 0H

35 + + ' :7 ( < :Q!S 9 &88!* E5 4-,(2 X 9 $ ( 32 +, 9 ' F9 DHR 9 :Q!, 9 4S G#? S % '( 8A 4-,(2 8A H H,, 8A <K> 3 3 Q Q D E B H > DB 3 > # D %, II 4 Não existe informação do tipo de uso de um Grande de Campo de Jogos 0B

36 $ 9!9 & 7 D > H3 > $ L 9 * * 4-,(2 45!, 9 21% 4-,(2 :Q!% PPR C%$ BHR B 0HR D(*RO% BHR B 0HR %'( 1 A H0R * % 4% 46% 4% 25% Mau Razoável Bom Muito Bom Ainda em Construção HAR # O% H AR BHR 01

37 +2 K + +, =PPRC9 / + $ *% 9 L * &88&!*%) M # $ $$! 2 Bom 49% 45!, $ 4-,(2 % $ + L! $ $ $ $ # 3 % + +! Mau 13% Mau Razoável Bom Razoável 38% 0P

38 $! ' $ $ $ S % $( $ +9! $ & $ $ ' 4 $ ($ ( 3 2($ 3 # K $, G! K ' P$ :Q J!S $?(, G!? G?(, G! % 4-,(2 :Q J!S $ 4-,(2 8A D * 8A % H % 3 S P G 0A

39 &88,!% 4 $ ( 329 9! $ + 2 ' 9 Y++ A +! $ + 46% 9% 45&!, 9% Mau Razoável Bom Muito Bom 4-,(2 36% DQ

40 &882!*%; 5 :Q J!3 4-,(2 #! $ 6( &886! % 9 7 =1C% ;!=C% 3 =C% S=C( :Q J!, % : < 4-,(2 + 2 D0R AR, * +%* 8A G A S+ % '( 8A R D A E B D0 > 3 > Q

41 :Q J! : < D(*RO% 8A 4 D 4-,(2 &8! -%4 &88!'( +! 9 L + 2 +! ( ! S+! =1RC =0BRC=0DRC D

42 45,!, 4-,(2 &88!O%'(C%$ # & ) K + $ 2,( 3 2 =1QRC + 9! K ' R + + $ AR M Bom 34% Muito Bom 11% Muito Mau 7% Mau 12% Razoável 36% Muito Mau Mau Razoável Bom Muito Bom D0

43 Não 70% Cobertura Sim Não Campo 2 Não 91% Sim Não Sim 9% Sim 30% 452!, -..% > 4-,(2 Não 37% Não 42% Iluminação Sim Sim Não Balneários Não Sim 63% Sim 58% &8&! -*$SD ( &8&8! ! M G # 3! ' M 9 3! ' DD

44 :Q Q!, '%)3 ( 3 29 $ ( % *$ 4X, 4X,=RC S %)ZJM 0Q 4-,(2 # 1D 0 %,>! K ' ) = C ' M G!+ :Q Q!, '%)3 ( 3 29 $ ( 3 2 9S %B E%5, 3! 4X, S, 3!=RC % M (% M B D 2 ($ P G ( W II ( # Q Q I % 7, &I 4-,( =D1RC + * $ 3 K ' X 3! + # DH

45 :Q Q!, ' %)3 ( 3 29 $ ( 32 9S %B 4X 4X E '(,,=RC E > A DQA 3 > # DH 4-,( HQR + Z +2 &8&8!D ( $ # =H0RC # (*? + %)3 9 S+ 6 G? 7 & $ = HQR C Z = C M G?7 &) $, $ F9 DB

46 Bom 34% Organismos Sem Fins Lucrativ os e Não Desportiv os 456!S $ ( 3 2 Administração Pública Local Admi ni st r a ção P úbl ic a Muit o Bom 11% Muit o Mau 8% Mau 13% Razoável 34% M uito M au Mau Razoável Bom M uito Bom Organismos Sem Fins Lucrativos e Não Desportivos Muito Bom 25% Bom 25% Muito Mau 13% Mau 13% Razoável 24% Muito Mau Mau Razoável Bom Muito Bom 53% 4-,(2 457!, 8% $ ( ,(2 28% 11% Organismos Sem Fins Lucrativ os e Desportiv os Organismos Com Fins Lucrativ os e Desportiv os Organismos Sem Fins Lucrativos e Desportivos Bom 24% Muito Bom 5% Muito Mau 5% Razoável 52% Mau 14% Muito Mau Mau Razoável Bom Muito Bom Organismos Com Fins Lucrativos e Desportivos Muito Bom 17% Bom Muito Bom Bom 83% D1

47 &8,! -%# &8,8!#'( + +! QQQ DQR! QQQ# PQ X! + 2 PQ+X! :Q Q!7 $ ( &8,8# O% '( 3 2 4X, 4X, =RC # BQ 0 H0 # 1Q # B0 # AQ # QQQ 0 DQD 4-,(2 K ' 9 DP

48 45G!# $ ( 3 2 &8,8&!* 4-,(2 + +! % = 9C. = $ 9C = $ C Restrita 81% Liv re :Q Q!S $ ( 3 2 * Restrita Liv re 19% 8A # # H % ( P 3 4 H E 6+ 0 S> 4-,(2 DA

49 &8,8,! %? '[ + M =# 7 ( C =AHRC E 1R & +, 9 % G 3 #% G ( =! 'C :Q Q J!S $ ( %? 3 2 4X, 4X,=RC D0 #,! 1 AH 6/ H BP 4-,(2 ; &8,82! ++ + # 9 +! 0BHR 9 1 K +! HQ

50 :Q Q J!S $ ( 3 2 4X, 4X, =RC? DQ 62? 1 0BH G 6/ D BP 4-,(2,8 -. /0 ( 4 7 =4 7,6(C + + ' X $ / ++6!78 $ 4! :< - 9 9$ %! & 7! $ (3 2 &!=D! *$C# +-$ %0HA! *$$ =C + + +! + 9 ' / / X!! * & -#

51 6 =DHA Z$C. 3 =DHQ Z$C. ( =D0 Z$C. 6 > =BAA Z$C % 6M># 6 $ 6>9+,, + % * D * * *%)M O O E5 E5 %. /T II I62 IIH IIH II II,,II #% QQQ QQQ QQQ QQQ QQQ QQQ III #% ( 0H0 Q1D QQQ Q0 QQQ QQQ,2H #% QQQ QQQ QQQ QQQ QQQ QQQ III #% QQQ QQQ QQQ QQQ 2, Q10 Q0 QQQ QQQ QQQ &, E QH QDA QQB QQQ QQQ, +5 0HD QQQ QAH QQQ QQQ QQQ,2I +# 10 Q1H Q1 QQ0 QQQ QQQ &77 * 01H QQQ Q0B QQQ QQQ,& (C BAA QQQ QQQ QQQ QQQ QQQ 6HH (E( C Q1 QQQ QQQ 22 QQQ Q1 &&H J QQQ QD QQQ QQQ QQQ QQQ I, % HP QHP Q0Q QQ &2H :QQJ!5 6!78; $ ( 32= Z$C 4-,(2! $+! & 6 9=HP Z$C $ =Q0Q Z$C+ Z$C! + & 9 ' 4!! * + & H

52 , 9 # # # 3 ( 6>+ $ L! 9 9! $! $ + 2 H0

53 HD 45H!5 6!78;= Z$C 4-,(2

54 28 -#$%345 28!45#% 4 : -$!. S X $9 5 6!78-QQQ Z$ 45&I!% ;! # 4-# 28!45#% ( / $. G * HH

55 5 6!78=DHA Z$C & 45&!% 3 # 6 4-# 28&!45#% 4 -% S. S X $9. 5 6!78-QQQ Z$ HB

56 45&!% S # 4-# 28,!45#% 4X -. G $ 2 + =2 C. 5 Z$C & H1

57 45&&!($( # 4-# 282!45% ( % % - '+. 5 6!78=0D Z$C & HP

58 45&,!($ # 66F 6M 4-# 286!45E % 6 X $ X $ $$!. 3 $.., 9 5 6! 7 8 =D Z$C & HA

59 45&2!6 M M 4-# 287!45+5,$X =C 9! :<. G $ !78=DHA Z$C BQ

60 45&6!($7 3 4-# 28G!45+# 4 9., 9.,. ($ 9 $ +!. 5 6! Z$

61 45&7!($ 3 # 4-# 28H!45* G $ '. $., 5 6!78=D0 Z$C & B

62 45&G! ( 4-# 28I!45(C * ,5 6!78=BAA Z$C9 B0

63 45&H!% G 6> 4-# 28!45(E(C 6 $ ( 32 + X 7 $ ( G ! 7 8 Z$C & BD

64 45,I!( M ( # 28!45(* # X! ' X $. G$. % 5 6! 7 8 =00A Z$C & X $ BH

65 45,!(3 ( # 28&!45J G !78=QD Z$C BB

66 45,!% G > 6F 68 % 4-# 4! 4 3 B1

67 = : 9 +2 :Q Q J!S %!%5 4X, % M Q (% M ($ Q 6 ( W Q ( # Q P S Q 4-,(2 :Q Q J!, % '( 4X, 4-,(2 4X, =RC 3 H 3 E A DH > 1 0H 3 > Q Q BP

68 :Q Q Q!, 45 % # 4 S,7 #% # 6 4 S,7 # 4 S,7 # 4 S,7 % % 4 6M # % 4 S,7 E % $( % % M % F 4 S, # 3 # X C 9,>7?ME = C * (C (E(C (* J,6 Z0 3 ( % ( 3 2,6 Z0 ( 3 % E S9 %,>7 3 6F 4-,( C Y E, 4 S,7 E, 4 S,7 4 S,7 4 S,7 4 9= C 9 = C 4 S,7 4 S,7 4 S, = C 78!*5'( BA

69 !! 4 + # + $ # $! ' 22 2 ( ) + ' & O: < :< O!,$ $ ', $ & * 2! $ 9 S :$<! + :< &! 2 7!- 22! &! ) 1Q

70 ,+ ' ', : < 9:$< * ) # & & )! *

71 :Q Q Q!S - % 9 ;/%T *%'(C P*5'( P PF %?'( 0Y+ 3! Q * HQQ 7 *- QQ 7 *=6 C- Z$ 6 \HQQQ 6 \PQQQ 7 /!- 0QQ W =6C- Z$ W!=6C S7/ - 7 *=6 CO+! 9! W =6CO * W!=6CO '! + & -?.!. %.? ' 1

72 :Q Q Q!S -( # ;/%T *%'(C P*5'( P PF %?'( 0Y+ Q * - 3! 1HQQ 7 *- QPQ 7 *=6 C- Z$ 6 \BQQQ 6 7 W =6C- Z$ W!=6C S7/ 7 *=6 CO+! 9! W =6CO * W!=6CO '! + & -?.!. %.? ' 10

73 :Q Q Q!S -(% 9 ;/%T *%'(C P*5'( P PF %?'( 3! PQQ 7 7 *=6 C- + & H * $ Z$ 7 Z$ 6 \PQQ 6 W =6C- W!=6C- -?.!. %.? ' S7/ - 7 *=6 CO+! 9! W =6CO * W!=6CO '! 1D

74 :Q Q Q!S -($ 6 7 ;/%T *%'(C P*5'( P PF %?'( DY+ 3! 0QQQ 7 *- 7 *=6 C- + 0Q * $ Z$ 7 /!- QDP Z$ 6 \DHQ 6 W =6C- W!=6C- 6\]6 -?.!. %.? ' S7/ - 7 *=6 CO+! 9! W =6CO * W!=6CO '! 1H

75 :Q Q Q J!S -(% ;/%T *%'(C P*5'( P PF %?'( DY+ 0Q * - 3! HQQQ 7 *- QQ0 7 *=6 C- Z$ 6 6 \DQQ 7 /!- QD W =6C- 6\D]6 Z$ W!=6C- 6\] S7/ 7 *=6 CO+! 9! W =6CO * W!=6CO '! + & -?.!. %.? ' 1B

76 :Q Q Q J!S -(7 ;/%T *%'(C P*5'( P PF %?'( 0Y+ Q * - 3! 1HQQ 7 *- QQ 7 *=6 C- Z$ 6 6 \HQQ 7 /!- QH W =6C- 6\H]6 Z$ W!=6C- 6\H] S7/ 7 *=6 CO+! 9! W =6CO * W!=6CO '! + & -?.!. %.? ' 11

77 , % E 4, # - :Q Q Q J!S % M *%'( P*5'( S7/ 7 *=6 CO+! 9! W =6CO * W!=6CO '! C ( 3 4*, P <(4 @QQQ PQQQ ( # (% M ($ 6 7 @QQQ HR (% QQ DQQ (# 0QQ HQQ 1P

78 78!F) P5 + % #! 3! $. E$9. (&. ( $ ( 3 2. S..,2 '. % $ ( $ ( $Z + 2 2Z 2 Gabinete de Informação Geográfica 79

79 :Q Q Q J!E 45 F5 U O # ( S? 6 # 6 % M # # # 6? $ =%% E# 6C # % G? 6 # 6 3 $ # # ( ^ $ 3 ZE % % % M 6M 6M M M %$( % % % G ( ($ % ( ($ %$( ($ # E % 4-,(2???Z3??? 3 $ % % % 3 $ 3 $ 3 3 % 6? 3 $ 3 # % S+? % 3 # 3 (? % 3 #, 3 3 Z? $ ( (? % 6> 6> % G? 6> 3 $ 6( ( 3 2, 3 3 % 6F (? % Gabinete de Informação Geográfica 80

80 #V 4# 4 9 $ 9 2 $ 2 ( 32 $ ) $ $ $ *! $ % $ $ 9 ) 2!% 24 + $ ' 4 + ( + ) ' ( 3 2 $ # * : < ', $ 9 %! 2 +!$ ( 3 2 ' Gabinete de Informação Geográfica 81

81 *W # & 8#+*U #* & 8*## #: # &*+.**+W #; F#F H 8:##+W H 8!##X# &!# #: &8!: *#+*J-*: *# % M00 M 0B 0P 70A1 W &8!: *#+*J-F+4 #+# , %D 0O%>%D0 &8&!: *#+*J-**; SD ,, 00OS DB &8,!: *#+*J-F+#W ,G %DP 0D# DP 0D0OS (DA 0DDOS / HQ 0DHOS /HQ,8: : *#+*J-#; FY 4D # !4D ##F## !4D ##F: ## &!4D ##FJ# Gabinete de Informação Geográfica 82

82 28,!4D ##+#F !4D ##FJ##+# G7 286!4D #E #F GG 287!4D #+D# I 28G!4D #+## H!4D #*# I!4D # C & 28!4D # E C#*# , 28!4D # * &!4D #J *F# #+#: *#+*J H 78!+#*###*D #+# : *#+*J H #*###+#: *#+*J + *#F H #V 4# G.:# H.4D # H2 4#CCFD ; 4# G7.:# :!W $ ( 3 :O, $ %#,EQQ :O(E $ ( 3 2 H :JO 7 QQ 1 :JO, 0D :JO, 0B Gabinete de Informação Geográfica 83

83 :JO, 01 :JO, 9 0A :Q OS 9 0A :Q O 9 DQ :Q OS 9 D :Q O, 9 D :Q O% DD :Q JOS $ DB :Q JOS $ DB :Q JO3 DP :Q JO, : < DP :Q JO : < DA :Q Q O, '%)3 ( 3 2M G$ ( 3 2 H :Q Q O, '%)3 ( 3 2M G$ ( 3 2 H :Q Q O, '%)3 ( 3 2M G$ ( 3 2 H0 :Q Q!7 $ ( 3 2 HB :Q Q!S $ Gabinete de Informação Geográfica 84

84 ( 3 2 H1 :Q Q J!S $ ( 3 2 HP :Q Q JOS $ ( 3 2 HP :Q Q J5 6!7 8 ; $ ( 32= Z$C BQ :Q Q JOS 1B :Q Q JO, 11 :Q Q Q OS - % M PQ :Q Q Q OS -( # :Q Q Q OS -(% M P :Q Q Q OS -($ 6 7 P0 :Q Q Q JOS -(% PD :Q Q Q JOS -( 7 PH :Q Q Q JOS PB :Q Q Q JOE PP Gabinete de Informação Geográfica 85

85 .4D # 45O %)3 ( 3 45!, # 45&!, $ ( 3 45,!E $ 2 $ ( 3 452O3 $+ $ ( 3 456!7 $ ( 45G!7! 0 45H!(E D 45I!F (E $ ( 3 2 B 45! $ ( 3 2 B 45O, S 4 S 3 % $ ( 3 P 45&!,, A 45,!,, 0Q 452!,, 0Q 456!, $ ( !, $ ( 3 20H 45G!, 9 0P 45H!S 9 0A 45I!S 9 45!, 9 D0 Gabinete de Informação Geográfica 86

86 45!, $ DH 45&O, D1 45,O, HQ 452O, OS HD 457O, HH 45GO# HB 45HO5 6!78;= Z$C B 45&IO% ;! # B0 45&O% 3 # 6 BD 45&O% S # BH 45&&O($( # BB 45&,O($ # 66F 6 M B1 45&2O6 M M BP 45&6O($7 3 BA 45&7O($ 3 # 1Q 45&GO ( 45&HO% G 6> 1 45,IO( M ( ,O(3 ( 3 2 1D 45,O% G > 6F 1H 4[#CCFD ; 4# >3 7 % % $# #?( Gabinete de Informação Geográfica 87

87 % MO(, 7 S - ( G 7 S %)3? % 3!? 7 S2 7 / =QQC O 4 7 S7/? 7 ( )6?% M E. 3 ( O 7 2- E % %?$ O # G 7 S %)3? 3 +, %! O 6, # 6, 7 7 E$G O?(2,+ 6, 7 7 # 7 6, 7 7 # 7 6MO, _3 _ / M O? 7 S2 7 ' &$=/ 4?C?? Gabinete de Informação Geográfica 88

($,)!'"$ *! %%- ' % &" -./ %)0///

($,)!'$ *! %%- ' % & -./ %)0/// !"#$ %&" '!&" ($!)% ' *($' +!!% % %!($ ($,)!'"$ *! %%- ' % &"!&" -./ %)0/// & %' ($356 %%!($! & " - " % ($ '- %'& %'!($ 2 )7 " *!% ($ * "!,($ *% *%1 ' )($ ' )& ' ) "1- +! '&% ' ' % *%($ % '! "%'+!*(% 8+!

Leia mais

Tabela de Vinculação de pagamento Manteve o mesmo nome DDM SIAFI-TABELA-VINCULA-PAGAMENTO

Tabela de Vinculação de pagamento Manteve o mesmo nome DDM SIAFI-TABELA-VINCULA-PAGAMENTO Segue abaixo dados das DDMs que mudaram para o PCASP, tanto as que mudaram de nome como as que mantiveram o mesmo nome. Para estas, os campos que serão excluídos (em 2015) estão em vermelho e os campos

Leia mais

MUNICÍPIO DE SÃO JOÃO DA PESQUEIRA DO ANO 2009

MUNICÍPIO DE SÃO JOÃO DA PESQUEIRA DO ANO 2009 PÁGINA : 1 1. FUNÇÕES GERAIS 200.000,00 200.000,00 200.000,00 1.1. 180.000,00 180.000,00 180.000,00 1.1.1. ADMINISTRAÇÃO GERAL 180.000,00 180.000,00 180.000,00 1.1.1. 01 2005 ADMINISTRAÇÃO GERAL 55.000,00

Leia mais

! &" #$& "% '()) '()' 4 )* * +, ' -./ )* 0' ( ' 1% +, 2 ' 3 -./ $ * + *,-. / #. 0! " 1 $ 2 3 # $ $ % & ' 4 " *.! " * 5 5+ * 6 7 # - 7 # ( $ % & '

! & #$& % '()) '()' 4 )* * +, ' -./ )* 0' ( ' 1% +, 2 ' 3 -./ $ * + *,-. / #. 0!  1 $ 2 3 # $ $ % & ' 4  *.!  * 5 5+ * 6 7 # - 7 # ( $ % & ' ! " # $ % ! &" #$& "% '()) * + *,-. / #. 0! " 1 $ 2 3 # $ $ % & ' '()' 4 " *.! " * 5 5+ * 6 7 # - 7 # ( $ % & ' 4 )* * +, ' -./ )* 0' ( ' 1% +, 2 ' 3 -./ $ 3 4 SUMÁRIO MATERIAL DE ATUAÇÃO PRÁTICA PARA

Leia mais

NPQV Variável Educação Prof. Responsáv el : Ra ph a el B i c u d o

NPQV Variável Educação Prof. Responsáv el : Ra ph a el B i c u d o NPQV Variável Educação Prof. Responsáv v el :: Ra ph aa el BB ii cc uu dd o ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NA ÁREA DE EDUCAÇÃO 2º Semestre de 2003 ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NA ÁREA DE EDUCAÇÃO As atividades realizadas

Leia mais

C O N S E L H O L O C A L D E A C Ç Ã O S O C I A L D O C O N C E L H O D E P O R T O D E M Ó S P R É - D I A G N Ó S T I C O F E V E R E I R O

C O N S E L H O L O C A L D E A C Ç Ã O S O C I A L D O C O N C E L H O D E P O R T O D E M Ó S P R É - D I A G N Ó S T I C O F E V E R E I R O REDE SOCIAL C O N S E L H O L O C A L D E A C Ç Ã O S O C I A L D O C O N C E L H O D E P O R T O D E M Ó S P R É - D I A G N Ó S T I C O F E V E R E I R O 2 0 0 3 Í n d i c e Enquadramento Histórico 3

Leia mais

Ministério da Cultura Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional Departamento de Planejamento e Administração Coordenação-Geral de

Ministério da Cultura Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional Departamento de Planejamento e Administração Coordenação-Geral de Ministério da Cultura Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional Departamento de Planejamento e Administração Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação!" !" $%& '( ) %) * +, - +./0/1/+10,++$.(2

Leia mais

INDICADORES ESTATÍSTICOS

INDICADORES ESTATÍSTICOS INDICADORES ESTATÍSTICOS Indicadores Ano Unidade Estrutura Territorial Área 28 Km 2 27 332,4 92 9, Concelhos - Freguesias 28 nº 47-31 38-426 Lugares 28 nº 947 26797 Cidades Estatísticas 28 nº 15 151 Densidade

Leia mais

#$ -.,./0*$/1 2 3,*45 $. 6 /768/. $ 2.95,* :;< 6$ $ -.,./0 *$/1 +=. $6 >.=7 2 3.=45.$ $ 1,? " 2= $.9.5!!< 2 #$45 6-= $,? <" 2= $>A 9. $ = = 5.

#$ -.,./0*$/1 2 3,*45 $. 6 /768/. $ 2.95,* :;< 6$ $ -.,./0 *$/1 +=. $6 >.=7 2 3.=45.$ $ 1,?  2= $.9.5!!< 2 #$45 6-= $,? < 2= $>A 9. $ = = 5. !"!"#$ %&!$'#(%)"&!'&*)+),#)&!-+.$#)/ %&! #$% $ &' 0123 ()**+,+,*& #$ -.,./0*$/1 2 3,*45 $. 6 /768/. $ 2.95,* :;< 6$ $ -.,./0 *$/1 +=. $6 >.=7 2 3.=45.$ $ 1,? " 2= $.9.5!!< 2 3@ #$45 6-= $,?

Leia mais

Município de Gondomar. Resumo. 97.037,18 97.037,18 6737 401 04 99D Outras construções Anfiteatro junto à Igreja de Medas

Município de Gondomar. Resumo. 97.037,18 97.037,18 6737 401 04 99D Outras construções Anfiteatro junto à Igreja de Medas 3196 31 4 4D Equipamentos não integrados nos Deposito de aguas das oliveiras 29-6-2 19.75,81 151,716.257,33 637 41 4 5D Cemitérios (construções, vedações e Cemiterio de Melres - novo 31-12-29 25.887,49

Leia mais

! " #! $! %! " & ' ( )!! " * + " *, %

!  #! $! %!  & ' ( )!!  * +  *, % ! " #! $! % "! &' ( )!! " * + " *, % ! " # $ %!"#$%#&'()%#*&+ *', #%!-").%",')/&%001 #2% '.32"!'.)%#%2'%%4"'&)'#.)* *.'*#' 2)%#&"'&)' *'!&%5'/65*#'& &*#78% 2*5#%#2)'29:* #;!')*

Leia mais

! "#" $ %&& ' ( )%*)&&&& "+,)-. )/00*&&& 1+,)-. )/00*&2) (5 (6 7 36 " #89 : /&*&

! # $ %&& ' ( )%*)&&&& +,)-. )/00*&&& 1+,)-. )/00*&2) (5 (6 7 36  #89 : /&*& ! "#" %&& ' )%*)&&&& "+,)-. )/00*&&& 1+,)-. )/00*&2) 3 4 5 6 7 36 " #89 : /&*& #" + " ;9" 9 E" " """

Leia mais

DESDOBRAMENTO DA FUNÇÃO QUALIDADE - QFD UM MODELO CONCEITUAL APLICADO EM TREINAMENTO

DESDOBRAMENTO DA FUNÇÃO QUALIDADE - QFD UM MODELO CONCEITUAL APLICADO EM TREINAMENTO G 996 DDBM D FUÇÃ QUDD QFD UM MD U D M M h v, M M h h, hd Jã B, M F gh jbá F / D çã D v. B,.0 hh jbá MG 700000 b: h h f g h f y, w, h k f g, whh h h. h Qy F Dy ( QFD ) hq g b f g h h w. Fy, QFD y hw g

Leia mais

(""!)*+,-+.)!"!%*+/+.+)+0*!%,-/)+/!*)! (1%2(+"/+/2+,-3".!2(+(/+/!/!/2+,-!!"!%44(!%*.!+%(4!)"(/+/! 4+/!("0+5+2/+/!/!(1%2(+"!!2% 6(+

(!)*+,-+.)!!%*+/+.+)+0*!%,-/)+/!*)! (1%2(+/+/2+,-3.!2(+(/+/!/!/2+,-!!!%44(!%*.!+%(4!)(/+/! 4+/!(0+5+2/+/!/!(1%2(+!!2% 6(+ !"# $!&"' (""!)*,-.)!"!*/.)0*!,-/)/!*)! (12("//2,-3".!2((//!/!/2,-!!"!44(!*.!(4!)"(//! 4/!("052//!/!(12("!!2 6( )(!*/)7)8!"")*)9(!:" ;;< ! /(2!6!)=! " # $$ &'()*, $-./0 $10 0- #2334 * &'()2, $-./0 $10

Leia mais

'!"( )*+%, ( -. ) #) 01)0) 2! ' 3.!1(,,, ".6 )) -2 7! 6)) " ) 6 #$ ))!" 6) 8 "9 :# $ ( -;!: (2. ) # )

'!( )*+%, ( -. ) #) 01)0) 2! ' 3.!1(,,, .6 )) -2 7! 6))  ) 6 #$ ))! 6) 8 9 :# $ ( -;!: (2. ) # ) !" #$%&& #% 1 !"# $%& '!"( )*+%, ( -. ) #) /)01 01)0) 2! ' 3.!1(,,, " 44425"2.6 )) -2 7! 6)) " ) 6 #$ ))!" 6) 4442$ ))2 8 "9 :# $ ( -;!: (2. ) # ) 44425"2 ))!)) 2() )! ()?"?@! A ))B " > - > )A! 2CDE)

Leia mais

Diretor Executivo Márcio Augusto Magalhães. Diretor Departamento de Administração Márcio Wamilton Magalhães. Diretor de Operações Adriano de Magalhães

Diretor Executivo Márcio Augusto Magalhães. Diretor Departamento de Administração Márcio Wamilton Magalhães. Diretor de Operações Adriano de Magalhães Diretor Executivo Márcio Augusto Magalhães Diretor Departamento de Administração Márcio Wamilton Magalhães Diretor de Operações Adriano de Magalhães Manual de Abastecimento de Água pág. 2 !"!#$$ %"&'()*%+,%-%+,%./&01

Leia mais

Tópicos Quem é é a a PP aa nn dd ui t t?? PP oo rr qq ue um CC aa bb ea men tt oo PP er ff oo rr ma nn cc e? dd e AA ll tt a a Qua ll ii dd aa dd e e PP aa nn dd ui t t NN et ww oo rr k k II nn ff rr aa

Leia mais

115,31 hab/km 2 10.632.482. 51,6 % Mulheres. 4,3 % Estrangeiros residentes. Densidade Populacional. População residente

115,31 hab/km 2 10.632.482. 51,6 % Mulheres. 4,3 % Estrangeiros residentes. Densidade Populacional. População residente RETRATO DE PORTUGAL Resumo de indicadores da sociedade portuguesa contemporânea. Números que contam a nossa história mais recente. Um convite à discussão sobre os factos. Data de última atualização: 30.03.2011

Leia mais

#)*389)+63+/*$0)/*$' Página 3/34

#)*389)+63+/*$0)/*$' Página 3/34 ! " Página 1/34 $%')*+,))-*).$/+.0$+1$2 $0 3/4)*$5'$6*)$*+*+30+$7/++89) 0-$6+/7)0*+*)'$/+1)'+:;)+6)*$,),$++$7$,7+89)5$6*)'*).3-/7+*+ *$ 6)1) + $7/++89) 0-$6+/ 7)0./$+;.$'$6$ $7/++89) *+ < +.0$+ *$7/++89)

Leia mais

1. Funções Gerais 20.810,54 17.270,49 119.750,00 119.750,00 100.000,00 100.000,00 100.000,00 78.000,00 535.831,03

1. Funções Gerais 20.810,54 17.270,49 119.750,00 119.750,00 100.000,00 100.000,00 100.000,00 78.000,00 535.831,03 PÁGINA : 1 1. Funções Gerais 20.810,54 17.270,49 119.750,00 119.750,00 100.000,00 100.000,00 100.000,00 78.000,00 535.831,03 1.1. Serviços Gerais de 20.810,54 17.270,49 113.850,00 113.850,00 100.000,00

Leia mais

TEOREMA DE CEVA E MENELAUS. Teorema 1 (Teorema de Ceva). Sejam AD, BE e CF três cevianas do triângulo ABC, conforme a figura abaixo.

TEOREMA DE CEVA E MENELAUS. Teorema 1 (Teorema de Ceva). Sejam AD, BE e CF três cevianas do triângulo ABC, conforme a figura abaixo. TEOREMA DE CEVA E MENELAUS Definição 1. A ceviana de um triângulo é qualquer segmento de reta que une um dos vértices do triângulo a um ponto pertencente à reta suporte do lado oposto a este vértice. Teorema

Leia mais

E N T I D A D E P L A N O D E A C T I V I D A D E S M U N I C I P A L MUNICIPIO DE MORA DO ANO 2013

E N T I D A D E P L A N O D E A C T I V I D A D E S M U N I C I P A L MUNICIPIO DE MORA DO ANO 2013 PÁGINA : 1 1. Funções gerais 25.122,75 53.500,00 53.500,00 55.105,00 51.456,00 53.001,00 238.184,75 1.1. Serviços gerais de 12.275,53 30.500,00 30.500,00 31.415,00 27.054,00 27.866,00 129.110,53 administração

Leia mais

INSTITUTO BRASILEIRO DE PESQUISA SOCIAL

INSTITUTO BRASILEIRO DE PESQUISA SOCIAL ! #$ % &' () ) *%"++, -. /. 0 1 2 3 ' %1 5 - % (0 6 7 0 8 9 % 8 ) 0 1 ' 8-9:;1 % 09: . '?/ %

Leia mais

Plano PluriAnual de Investimentos do ano 2014

Plano PluriAnual de Investimentos do ano 2014 Plano PluriAnual Investimentos do ano (b)=+ finido não finido previsto +++ 1 FUNÇÕES GERAIS 1 001 ADMINISTRAÇÃO GERAL 1 001 2002/2 Aquisição mobiliário 0102 070109 O 01 01/2002 12/ 4 17.288 1 001 2002/3

Leia mais

Município de Ourique Resumo Orçamental das Grandes Opções do Plano para 2013

Município de Ourique Resumo Orçamental das Grandes Opções do Plano para 2013 0102 020214 Estudos, pareceres, projectos e consultadoria 1 1.1 2010/5007 Agenda 21-Local 1 1.2 2011/5005 Plano Municipal de Emergência-Protecção Civil 6.000,00 6.000,00 0102 020225 s serviços 1 1.1 2012/5001

Leia mais

INDICE EDITORIAL... 2

INDICE EDITORIAL... 2 INDICE EDITORIAL... 2 MATÉRIA DE CAPA... 3 Nietzsche - Vida e obra... 3 Investidas contra o Deus moral obsessivo... 4 Entrevista com Paul Valadier... 4 Buscando o critério de avaliação das avaliações...

Leia mais

1. Funções gerais 377.419,00 377.419,00 377.419,00. 1.1. Serviços gerais de 230.507,00 230.507,00 230.507,00 administração pública

1. Funções gerais 377.419,00 377.419,00 377.419,00. 1.1. Serviços gerais de 230.507,00 230.507,00 230.507,00 administração pública PÁGINA : 1 1. Funções gerais 377.419,00 377.419,00 377.419,00 1.1. Serviços gerais de 230.507,00 230.507,00 230.507,00 administração pública 1.1.1. Administracao geral 230.507,00 230.507,00 230.507,00

Leia mais

Execução Anual do Plano Plurianual de Investimentos

Execução Anual do Plano Plurianual de Investimentos (signação da autarquia local) Município Valença do Plano Plurianual Investimentos (unida: ) 01 FUNÇÕES GERAIS 01 001 SERVIÇOS GERAIS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 01 001 2010/1 AQUISIÇÃO, CONSTRUÇÃO, CONSERVAÇÃO

Leia mais

3 Geometria analítica no plano

3 Geometria analítica no plano Geometria analítica no plano.. Referencial ortonormado. Distâncias no plano Atividade de diagnóstico Pág... A(, ), B(, ), C(, ), D(, ), E(, ), F(, ), G(, ).. Não pertencem a qualquer quadrante os pontos

Leia mais

ba l h e m. sab e r se h a. foy, ti m Soa. s re. e m. h oss. e a. a d. tra

ba l h e m. sab e r se h a. foy, ti m Soa. s re. e m. h oss. e a. a d. tra 96 R: VS A ( ) () b C O M b q fy q S y q P v C ç z q ff q q 24 V C ç B z q q q q q í q ã f O q M ã b ::; q z R q ã q y b q fz q P R v f F N S P z (P b M 30 q G Sz çõ Pá v v Ab qq ff ã v Cô q f z z A B

Leia mais

REGULAMENTO DAS PROVAS OFICIAIS FEDERATIVAS

REGULAMENTO DAS PROVAS OFICIAIS FEDERATIVAS REGULAMENTO DAS PROVAS OFICIAIS FEDERATIVAS ÉPOCA 2013-2014 FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE BASQUETEBOL !"#! $%&"% '! % ( )* % +, -- )*!"% % -. /0 1% 2 333-4 /0 1% 2 % -5 )*!"% 6 %%7-8 9 : 9 97 2 % ' )*!"% *9.

Leia mais

Pela primeira vez na história demográfica recente, Portugal registou em 2007 um saldo natural negativo

Pela primeira vez na história demográfica recente, Portugal registou em 2007 um saldo natural negativo Pela primeira vez na história demográfica recente, Portugal registou em 2007 um saldo natural negativo De acordo com os indicadores demográficos disponíveis relativos a 2007, a população residente em Portugal

Leia mais

r a t (I), ht rs (II) e (III) r s t r a

r a t (I), ht rs (II) e (III) r s t r a 01 De T 1 e T 3, temos: a h r s h r a t (I), ht rs (II) e (III) r s t r a De T e T 3, temos: h b s s b s b t (IV) e (V) r s t r h De (III) e (V): b h h a b (VI) h a Somando (I) e (IV) temos: r s at bt

Leia mais

Investimentos em Imóveis

Investimentos em Imóveis Campo de minigolfe nos Jardins da Parede Referência na carta: 7 (carta 5) Conservatória: ª Conservatória do Registo Predial de Cascais 2-08-997 4//2003 Entidade: 99 Outros Motivo : 05 Outros Número: 454

Leia mais

Câmara dos Deputados Praça 3 Poderes Consultoria Legislativa Anexo III - Térreo Brasília - DF

Câmara dos Deputados Praça 3 Poderes Consultoria Legislativa Anexo III - Térreo Brasília - DF Henrique Leonardo Medeiros Consultor Legislativo da Área II Direito Civil e Processual Civil, Direito Penal e Processual Penal, de Família, do Autor, de Sucessões, Internacional Privado Câmara dos Deputados

Leia mais

E N T I D A D E DOTAÇÕES INICIAIS P L A N O D E A C T I V I D A D E S M U N I C I P A L DO ANO 2015 CÂMARA MUNICIPAL DE MONTIJO

E N T I D A D E DOTAÇÕES INICIAIS P L A N O D E A C T I V I D A D E S M U N I C I P A L DO ANO 2015 CÂMARA MUNICIPAL DE MONTIJO PÁGINA : 1 2. FUNÇÕES SOCIAIS 294.765,04 66.575,50 1.451.453,00 1.451.453,00 1.812.793,54 2.1. EDUCAÇÃO 247.595,04 66.000,00 1.123.723,00 1.123.723,00 1.437.318,04 2.1.1. ENSINO NÃO SUPERIOR 247.595,04

Leia mais

A TRANSPORTAR... 40.275,19 98.800,00 81.800,00 18.000,00 18.000,00 18.000,00 193.075,19

A TRANSPORTAR... 40.275,19 98.800,00 81.800,00 18.000,00 18.000,00 18.000,00 193.075,19 PÁGINA : 1 DESPESAS D (PREVISÃO) 1. FUNÇOES GERAIS 132.059,77 470.000,00 470.000,00 157.250,00 107.500,00 62.700,00 929.509,77 1.1. SERVIÇOS GERAIS DE 93.277,77 410.000,00 410.000,00 147.250,00 97.500,00

Leia mais

resolução dos exercícios-tarefa

resolução dos exercícios-tarefa resolução dos eercícios-tarefa n Módulo ) A soma dos ângulos internos do quadrilátero conveo ECd é igual a 60. Assim: + (90 ) + 90 + (90 + + ) = 60 + 0 = 60 =. Resposta: ) ) ) Como ÉF é paralela a ó, o

Leia mais

Participantes nas Reuniões Finais de Consolidação dos Workshops

Participantes nas Reuniões Finais de Consolidação dos Workshops Secretariado Técnico da Rede Social de Loures Cristina Costa Lúcia Santos Consultora Externa (Técnica de Planeamento) Teresa Raposo Participantes nas Reuniões Finais de Consolidação dos Workshops Ângela

Leia mais

RELAÇÃO DE TURMA I D L. E. P o r t. H i s t. G e o g r.

RELAÇÃO DE TURMA I D L. E. P o r t. H i s t. G e o g r. O UÁ U ÇÃO U 7º v 07/08 l d Bá º m º 0 B BO X X X X X X X X X X - X 004638 0 É BO X X X X X X X X X X - X 004639 03 BO O BUÃO 7 X X X X X X X X X X X - 00434 04 O O O X X X X X X X X X X - X 00470 05 O

Leia mais

Departamento de Administração e Desenvolvimento Organizacional Divisão de Recursos Humanos e Organização F r e g u e s i a d e P i n h a l N o v o

Departamento de Administração e Desenvolvimento Organizacional Divisão de Recursos Humanos e Organização F r e g u e s i a d e P i n h a l N o v o Mapa 1. Freguesia de Pinhal Novo Área 54,4 km 2 Fonte: DGT, CAOP 213 População 25.3 habitantes 211 Fonte: CMP, DRHO-SIG População e Famílias Quadro 1. População residente 1991 21 211 Variação (%) 43.857

Leia mais

Siemens AG 2009 SIRIUS SENTRON SIVACON. Catálogo LV 90 2009. Baixa Tensão Corte, protecção e comando. Answers for industry.

Siemens AG 2009 SIRIUS SENTRON SIVACON. Catálogo LV 90 2009. Baixa Tensão Corte, protecção e comando. Answers for industry. SIRIUS SENTRON SIVACON Catálogo LV 90 2009 Baixa Tensão Corte, protecção e comando Answers for industry. Interruptores de corte em carga, sistemas de barramentos SENTRON 8US Introdução Tipo 3NP 1 3K 3NJ4

Leia mais

Município de Alfândega da Fé Câmara Municipal

Município de Alfândega da Fé Câmara Municipal Economia-Alfândega da Fé Atividades Económicas do Concelho Pessoas ao Serviço por sector económico, / (%) 70,0% 60,0% 50,0% 53,2% 61,2% 40,0% 30,0% 20,0% 21,5% 16,5% 25,2% 22,3%,0% 0,0% Primário Secundário

Leia mais

-./ 0123 345./ 0123 36'- *"$** - / <0 #. <?9: < : >. / : <0 :( G ::: -

-./ 0123 345./ 0123 36'- *$** - / <0 #. <?9: < : >. / : <0 :( G ::: - !""#$%&'()*+, -./ 0123 345./ 0123 36'- 789 :$/;0+=8 >, *"$** -. '/0 / 0 #.?9: :. +,#78+37;,9@ 7;,9@ : >.?%A:--:+8#+:$ :"". 4."" 48."")/$A0 B" C:5::" :: :.A$)44 8:**-8$5C:: :::-7:AD$ &':3&&&-'-$EF(: :3-9$:(-:7$

Leia mais

Evolução demográfica 1950-2010

Evolução demográfica 1950-2010 Evolução demográfica 195-1 37 A estrutura etária da população brasileira em 1 reflete as mudanças ocorridas nos parâmetros demográficos a partir da segunda metade do século XX. Houve declínio rápido dos

Leia mais

! " ! % #! $% & % '() *$! +, ) *$-.) +,) */ 0 *$+1).-+,) */2.+%3 4 5 ) ' & -))) 6 *$ 7 5 8*$

!  ! % #! $% & % '() *$! +, ) *$-.) +,) */ 0 *$+1).-+,) */2.+%3 4 5 ) ' & -))) 6 *$ 7 5 8*$ xfghdfgh!" # ! " $$! % #! $% & % '() *$! +, ) *$-.) +,) */ 0 *$+1).-+,) */2.+%3 4 5 ) ' & -))) 6 *$ 7 5 8*$ &! '! -! 95,()!! +)- *$ - :! ' ')!0 ') );!4 ' -! ',*$!7 < )) 6 +=!>? @ ) *$!)2 3 ) - :! -), "

Leia mais

CEASA CAMPINAS Centrais de Abastecimento de Campinas S.A.

CEASA CAMPINAS Centrais de Abastecimento de Campinas S.A. 5 /0 46 /0 /7 0 0 /0 81 9:/ //1" ;/4/9=//9/ 5?"*1 5?" 5@4//A/817:/0 B #C/ 0 46 /0 /7 0 0 /0 81 9:/ //1" ;/ 4 / 9< 0 1 =// 10/)81:/61B /9 / D +, &)&& 14 D +, %---)''$/0>1 E B #C/ : 7 @4/

Leia mais

Fase 1 Agosto de 2007 RELATÓRIO DE DIAGNÓSTICO SELECTIVO. Universidade de Aveiro

Fase 1 Agosto de 2007 RELATÓRIO DE DIAGNÓSTICO SELECTIVO. Universidade de Aveiro Fase 1 Agosto de 2007 RELATÓRIO DE DIAGNÓSTICO SELECTIVO O relatório foi elaborado pela equipa da UA Celeste Coelho (coordenação) Fátima Alves Filomena Martins Teresa Fidélis Sandra Valente Cristina Ribeiro

Leia mais

$ " ( % . &/0.1 (+ 2 / */ & 4*"53 7==78&9 +! :% 5 333A 3B4 3 >! % :3 (C!4"3 .?*9E=;F;#F=#<<F#"FE 3& &>! 4 3 C43 3%;3#%<=30.!

$  ( % . &/0.1 (+ 2 / */ & 4*53 7==78&9 +! :% 5 333A 3B4 3 >! % :3 (C!43 .?*9E=;F;#F=#<<F#FE 3& &>! 4 3 C43 3%;3#%<=30.! ! " $ " %!' ( % )*!+ %),-+. /0.1 (+ 2 / */ 2-3-2 4*"53 7==789 +! :% 5 333A 3B4 3 >! % :3 (C!4"3

Leia mais

E N T I D A D E P L A N O D E A C T I V I D A D E S M U N I C I P A L MUNICÍPIO DE ALMEIRIM DO ANO 2012

E N T I D A D E P L A N O D E A C T I V I D A D E S M U N I C I P A L MUNICÍPIO DE ALMEIRIM DO ANO 2012 PÁGINA : 1 1. FUNÇÕES GERAIS 196.000,00 196.000,00 196.000,00 1.2. Segurança e ordem públicas 196.000,00 196.000,00 196.000,00 1.2.1. Protecção civil e luta 196.000,00 196.000,00 196.000,00 contra incêndios

Leia mais

ano Literatura, Leitura e Reflexão m e s t re De quem e a vez? José Ricardo Moreira

ano Literatura, Leitura e Reflexão m e s t re De quem e a vez? José Ricardo Moreira S 1- Litt, Lit Rflxã 3- t D q vz? Jé Rid Mi Cpítl 1 P gt Td é di pfit p l: U liv lgl, d lid. E t d di fz d! P Hê: U di vô lá íti, vid hitói d tp q l id gt. P Hit: Ah, di d ihd, it l, it ág, it hi! P L:

Leia mais

E v o lu ç ã o d o c o n c e i t o d e c i d a d a n i a. A n t o n i o P a i m

E v o lu ç ã o d o c o n c e i t o d e c i d a d a n i a. A n t o n i o P a i m E v o lu ç ã o d o c o n c e i t o d e c i d a d a n i a A n t o n i o P a i m N o B r a s i l s e d i me nt o u - s e u ma v is ã o e r r a d a d a c id a d a n ia. D e u m mo d o g e r a l, e s s a c

Leia mais

ANEXO B APÊNDICE 1 PLANO MAR-PORTUGAL: OS PROGRAMAS DE AÇÃO. Estratégia Nacional para o Mar 2013-2020 B-1-1

ANEXO B APÊNDICE 1 PLANO MAR-PORTUGAL: OS PROGRAMAS DE AÇÃO. Estratégia Nacional para o Mar 2013-2020 B-1-1 ANEXO B APÊNDICE 1 PLANO MAR-PORTUGAL: OS PROGRAMAS DE AÇÃO Estratégia Nacional para o Mar 2013-2020 B-1-1 Estratégia Nacional para o Mar 2013-2020 B-1-2 Índice APÊNDICE 1 - PLANO MAR-PORTUGAL: OS PROGRAMAS

Leia mais

Entidades autorizadas a exercer a atividade de transporte de doentes e respetivos veículos

Entidades autorizadas a exercer a atividade de transporte de doentes e respetivos veículos Tipo de entidade Rótulos de Linha 3101 Cruz Vermelha Portuguesa - Delegação De Aldreu 96-46-HD 37-36-XP 66-NX-49 75-IS-24 78-32-MM 3102 Cruz Vermelha Portuguesa - Delegação De Amares 25-98-LI 03-88-QU

Leia mais

7ºano 2º período vespertino 25 de abril de 2014

7ºano 2º período vespertino 25 de abril de 2014 GEOGRAFIA QUESTÃO 1 A Demografia é a ciência que estuda as características das populações humanas e exprime-se geralmente através de valores estatísticos. As características da população estudadas pela

Leia mais

COMPANHIA DOCAS DE IMBITUBA Administração do Porto de Imbituba

COMPANHIA DOCAS DE IMBITUBA Administração do Porto de Imbituba COMPAHIA DOCAS DE IMBITUBA Administração do Porto de Imbituba!" #$ %& ' ( ) ESCLARECIMETOS IICIAIS. A Audiência Pública é um instrumento de participação popular, aberta a qualquer interessado, tendo por

Leia mais

E N T I D A D E EXECUÇÃO DO PLANO PLURIANUAL DE INVESTIMENTOS ANO CONTABILÍSTICO 2008 MUNICIPIO DE REDONDO. Pagina : 1

E N T I D A D E EXECUÇÃO DO PLANO PLURIANUAL DE INVESTIMENTOS ANO CONTABILÍSTICO 2008 MUNICIPIO DE REDONDO. Pagina : 1 Pagina : 1 1. Funções gerais 610.500,00 610.500,00 334.850,49 334.850,49 54.85 54.85 1.1. Serviços gerais de administração pública 525.500,00 525.500,00 334.640,59 334.640,59 63.68 63.68 1.1.1. Administracao

Leia mais

Lista 1 com respostas

Lista 1 com respostas Lista 1 com respostas Professora Nataliia Goloshchapova MAT0105/MAT0112-1 semestre de 2015 Exercício 1. Verifique se é verdadeira ou falsa cada afirmação e justifique sua resposta: (a) (A, B) (C, D) AB

Leia mais

Gazeta de Coimbra , 1º trimestre Publicado por: J. R. A. URL persistente:

Gazeta de Coimbra , 1º trimestre Publicado por: J. R. A. URL persistente: Gz b - 7 º b : J L : :h://bb/b/b-gh-6/h; :h://hh/06/87 : 6-J-07 8:4:05 çã Bb b õ çã çõ Bb h:///-/ f x f çõ q ç zçã z ) ) ç çã ç z q ) ) ) f zçã b q b ó x çã ó q fz- h b! Jã b b b b L _ L! L h fh b- ç q

Leia mais

LOCALIZAÇÃO DOS PINHEIRINHO DE NATAL VILA DE PORTO DE MÓS

LOCALIZAÇÃO DOS PINHEIRINHO DE NATAL VILA DE PORTO DE MÓS EB1 CUMEIRA OS BOLOS DA ANOCAS LOJA DE CAKE DESIGN 3º CEB ALUNOS COM NECESSIDADES ESPECIAIS (CEI) PORTO DE MÓS - LOJA DA FRUTA Av. Sto. António c. Comercial jardim Loja 6A Rua Eng. Adelino Amaro da Costa

Leia mais

7 * ": ) : : I* 5 6 7 < : # G I9 9 4 M N O* P " 7 "! M * : : # M

7 * : ) : : I* 5 6 7 < : # G I9 9 4 M N O* P  7 ! M * : : # M 7 ": ) : : I 5 6 7 < : # G I9 9 4 M N O P " 7 "! M : : # M # Q 7 97 8 ! # # I ) H3"K # : R : : 9 M ) # 9# Q ; : 9 : IM Q ; 9M O H8 7B3B K : 9 ) 4 4; 9 < : ) 9 # : M :!# ; : N : " 3 S T! S U # I T S # H3"K

Leia mais

! &! $ '()*+,-./01234435 #78!99

! &! $ '()*+,-./01234435 #78!99 1 ! ""#$ %! &! $ '()*+,-./01234435 634432 #78!99 #:;&9 2 !" # " $!" %" # $ &'()*+(,$$#% -.*/0(1)2)3425 3 Marcelo O. Coutinho de Lima 4 )*+, 9 82 "! 9!2 $ $ $?$@; *7 A> =" " ); B$" 9 $

Leia mais

ESTATÍSTICAS DEMOGRÁFICAS 2001-2008 DISTRITO DE VIANA DO CASTELO E SEUS CONCELHOS. F e v e r e i r o d e 2 0 1 0

ESTATÍSTICAS DEMOGRÁFICAS 2001-2008 DISTRITO DE VIANA DO CASTELO E SEUS CONCELHOS. F e v e r e i r o d e 2 0 1 0 ESTATÍSTICAS DEMOGRÁFICAS 2001-2008 DISTRITO DE VIANA DO CASTELO E SEUS CONCELHOS U n i d a d e d e S a ú d e P ú b l i c a d o A l t o M i n h o F e v e r e i r o d e 2 0 1 0 U n i d a d e d e S a ú d

Leia mais

Sobre a obra: Sobre nós:

Sobre a obra: Sobre nós: Sobre a obra: A presente obra é disponibilizada pela equipe do ebook espírita com o objetivo de oferecer conteúdo para uso parcial em pesquisas e estudos, bem como o simples teste da qualidade da obra,

Leia mais

! " # $ % % & ' ( ) ' * * +

!  # $ % % & ' ( ) ' * * + ! " # $ % % & ' ( ) ' * * + , - $ '. ! " $ & & - 0 $ $ 0 $ 3 4 5 4 3 ) 7 8 7 # % ' " ( ) * +,./ " ( $,,, ) 1 2 1 ' % 2 " % % ' %( 6 ' ( ( $ $ " !!. / '! % - :,! 3!3 ; % - ( *# 3)! ) < ; = 9 # 3!!3 33

Leia mais

GONDOLAR SOCIEDADE IMOBILIÁRIA, LDA.

GONDOLAR SOCIEDADE IMOBILIÁRIA, LDA. Insolvência de GONDOLAR SOCIEDADE IMOBILIÁRIA, LDA. Relatório (artigo 155º do C.I.R.E.) I Identificação do Devedor GONDOLAR Sociedade Imobiliária, Lda., com sede na Rua Nossa Senhora dos Remédios, 780,

Leia mais

Análise de Circuitos II. Sumário

Análise de Circuitos II. Sumário Sumário Laboratório de Eletrônica Transformador... 3 Laboratório de Eletrônica Retificador de meia onda... 6 Laboratório de Eletrônica Retificador de onda completa... 8 Laboratório de Eletrônica Retificador

Leia mais

!"#"$%& '( &)*$+,-& '( +!,& ".!(,()/"'& "& (."!/"0()/& '( (&1!"23" '& ()/!& '( 34)*3", +0")",( "/+!"3,'" )35(!,3'"'( ('(!"$ '&,.6!

!#$%& '( &)*$+,-& '( +!,& .!(,()/'& & (.!/0()/& '( (&1!23 '& ()/!& '( 34)*3, +0),( /+!3,' )35(!,3''( ('(!$ '&,.6! !"#"$%& '( &)*$+,-& '( +!,& ".!(,()/"'& "& (."!/"0()/& '( (&1!"23" '& ()/!& '( 34)*3", +0")",( "/+!"3,'" )35(!,3'"'( ('(!"$ '&,.6!3/& ")/& *&0&!(7+3,3/&."!*3"$."!" " &#/()8-& '& 1!"+ '( "*%"!($ (0 (&1!"23"!3()/"'&!!$9+'3&+3:;")&/($$3

Leia mais

Habitat Escolar. Salubridade. SalubridadeEscolar_FCS 1

Habitat Escolar. Salubridade. SalubridadeEscolar_FCS 1 Habitat Escolar Salubridade SalubridadeEscolar_FCS 1 Habitat Escolar Salubridade Módulo de Saneamento Disciplina de Enfermagem em Saúde Comunitária III Curso de Licenciatura em Enfermagem na Comunidade

Leia mais

1. Promover a melhoria das condições de vida das população das áreas susceptíveis

1. Promover a melhoria das condições de vida das população das áreas susceptíveis CNCCD -PROPOSTA DE PROGRAMA DE ACÇÃO NACIONAL DE COMBATE À DESERTIFICAÇÃO 2011 / 2020 1. Promover a melhoria das condições de vida das população das áreas susceptíveis 1- Promover a melhoria das condições

Leia mais

MARÍTIMA SUPER EMPRESARIAL CONDIÇÕES GERAIS

MARÍTIMA SUPER EMPRESARIAL CONDIÇÕES GERAIS MRÍTIM SPER EMPRESRIL CONDIÇÕES GERIS " $ " % & " ( $,( $ (.,(. " " " " / " % 0,,,, / 0 2 " " % & / & 0 " 5 6 7 5 8 9 2 : ; 2 8 ; % ( % % 2 " 2 2? 5 ".: @ //5 (.,(.

Leia mais

Cleber Giorgetti Assessoria e Consultoria. Business & Strategy Marketing & Sales Products & Services Technology & Innovation

Cleber Giorgetti Assessoria e Consultoria. Business & Strategy Marketing & Sales Products & Services Technology & Innovation Cb Gg A C B & Sgy Mkg & S P & Sv Thgy & v Qm Sm N m 2002, mp v x mp çm bjv gó, m m f óg, pb-h m mpv. Apçã hm é gó q vé xpê 20 f, q xm pçõ gã m pçõ m: G Tg, Avy, L Thg, B Lb, AT&T, SD T,. R m p m gó g,

Leia mais

APÊNDICE J- DIAGNÓSTICO DA POLUIÇÃO AMBIENTAL - DPA

APÊNDICE J- DIAGNÓSTICO DA POLUIÇÃO AMBIENTAL - DPA APÊNDICE J- DIAGNÓSTICO DA POLUIÇÃO AMBIENTAL - DPA Diagnóstico da Poluição Ambiental - DPA visa a elaboração de um diagnóstico integrado, necessário ao plano de manejo de uma região, e tem por objetivo

Leia mais

REDE SOCIAL DIAGNÓSTICO SOCIAL

REDE SOCIAL DIAGNÓSTICO SOCIAL REDE SOCIAL INQUÉRITOS POR QUESTIONÁRIO ASSOCIAÇÕES INQUÉRITO POR QUESTIONÁRIO ÁS ASSOCIAÇÕES DO CONCELHO DE A pobreza e a exclusão social embora não sendo fenómenos recentes, têm vindo a surgir nas nossas

Leia mais

45.761,92 61.02 45.761,92 45.761,92 75.000,00 45.761,92 7.500,00 730.800,00 864.800,00 134.000,00 730.800,00 75.000,00 75.000,00

45.761,92 61.02 45.761,92 45.761,92 75.000,00 45.761,92 7.500,00 730.800,00 864.800,00 134.000,00 730.800,00 75.000,00 75.000,00 Pagina : 1 1. Funções gerais 2.391.613,00 2.641.653,00 5.033.266,00 711.967,19 711.967,19 29.77 14.15 1.1. Serviços gerais de administração pública 2.301.613,00 2.441.653,00 4.743.266,00 637.867,59 637.867,59

Leia mais

Livros Grátis. Milhares de livros grátis para download.

Livros Grátis.  Milhares de livros grátis para download. Livros Grátis http://www.livrosgratis.com.br Milhares de livros grátis para download. !"#$%&' ($"$ ')#!*%&' +' #,#-.' +!! #"!!/ $0+! 0).1$ "'2"$/$+!3 4"$+-$%&'!/$0+!0).1$!*#"'+!5*1$ +$$0+! *6!" +$+!!+!"$.+!$*#$$#$"*$

Leia mais

MÓDULO 6 MATRIZ DA PROVA

MÓDULO 6 MATRIZ DA PROVA ESCOLA SECUNDÁRIA FERREIRA DIAS AGUALVA - SINTRA FÍSICA E QUÍMICA A (11º ANO) Programa iniciado 2016/2017 TIPO DE PROVA: ESCRITA DURAÇÃO: 90 minutos Cursos Científico - Humanísticos de Ciências e Tecnologias

Leia mais

Questionário sobre o Ensino de Leitura

Questionário sobre o Ensino de Leitura ANEXO 1 Questionário sobre o Ensino de Leitura 1. Sexo Masculino Feminino 2. Idade 3. Profissão 4. Ao trabalhar a leitura é melhor primeiro ensinar os fonemas (vogais, consoantes e ditongos), depois as

Leia mais

Avaliação da viabilidade do emprego dos testes VIA e. cárneos

Avaliação da viabilidade do emprego dos testes VIA e. cárneos UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS Programa de Pós-graduação em Ciência dos Alimentos Área de Bromatologia Avaliação da viabilidade do emprego dos testes VIA e UNIQUE (TECRA

Leia mais

O Concelho de Beja. Localização

O Concelho de Beja. Localização O Concelho de Beja Localização Beja, capital de distrito, situa-se na região do Baixo Alentejo, no coração da vasta planície alentejana. É sede de um dos maiores concelhos de Portugal, com cerca de 1150

Leia mais

A VISÃO DO REGULADOR INDICADORES DE QUALIDADE DE SERVIÇO, GPI E PNUEA

A VISÃO DO REGULADOR INDICADORES DE QUALIDADE DE SERVIÇO, GPI E PNUEA A VISÃO DO REGULADOR INDICADORES DE QUALIDADE DE SERVIÇO, GPI E PNUEA Conferência Alteração do Paradigma nos Serviços de Águas em Portugal - CANTANHEDE Julho de 2013 Centro Empresarial Torres de Lisboa

Leia mais

FUVEST 2008 2 a Fase Matemática RESOLUÇÃO: Professora Maria Antônia Gouveia.

FUVEST 2008 2 a Fase Matemática RESOLUÇÃO: Professora Maria Antônia Gouveia. FUVEST 008 a Fase Matemática Professora Maria Antônia Gouveia Q0 João entrou na lanchonete BOG e pediu hambúrgueres, suco de laranja e cocadas, gastando R$,0 Na mesa ao lado, algumas pessoas pediram 8

Leia mais

ORGÂNICA ECONÓMICA D E S I G N A Ç Ã O ORGÂNICA ECONÓMICA

ORGÂNICA ECONÓMICA D E S I G N A Ç Ã O ORGÂNICA ECONÓMICA ENTIDADE MUNICIPIO DE MOGADOURO ORÇAMENTO DA DESPESA ( POR CLASSIFICAÇÃO ORGÂNICA/ECONÓMICA ) DOTAÇÕES INICIAIS DO ANO 2009 PÁGINA : 1 01 01.01 ADMINISTRACAO MUNICIPAL OPERACOES FINANCEIRAS 5.094.863,00

Leia mais

IMPORTAÇÃO DO CADASTRO DE PESSOAS

IMPORTAÇÃO DO CADASTRO DE PESSOAS IMPORTAÇÃO DO CADASTRO DE PESSOAS 1. Objetivo: 1. Esta rotina permite importar para o banco de dados do ibisoft Empresa o cadastro de pessoas gerado por outro aplicativo. 2. O cadastro de pessoas pode

Leia mais

Desigualdades Geométricas

Desigualdades Geométricas CAPÍTULO Desigualdades Geométricas Os problemas de Geometria envolvendo desigualdades é um dos temas mais abordados nas olimpíadas, principalmente na prova da IM O. Antes de estudar este capítulo devemos

Leia mais

AVES DESCLASSIFICADAS CANÁRIOS DE COR

AVES DESCLASSIFICADAS CANÁRIOS DE COR CC001 852 Q FOB BB 0044 2107 06 0029 MANCHA(S) AMARELAS NA COR DE FUNDO VERMELHA CC001 6821 Q FOB FK 0289 0018 06 0030 CC001 11673 I FOB KA 0040 0078 06 0900 CC002 2286 Q FOB CE 0004 0230 06 0800 HARMONIA

Leia mais

PROJETOHORTAEMCASA. Manualdo. Apoio. Realização CDHU PREFEITUR A DE SÃO PAULO VERDE E MEIO AMBIENTE. Instituto GEA

PROJETOHORTAEMCASA. Manualdo. Apoio. Realização CDHU PREFEITUR A DE SÃO PAULO VERDE E MEIO AMBIENTE. Instituto GEA M RJETHRTAEMCAA CM LANTAR E CLHER ALIMENT EM CAA 201 A Rzçã Ch Dvv Hb Ub CDHU I GEA é b REFEITUR A DE Ã AUL VERDE E MEI AMBIENTE FhTé Ebçã Tx Agô Jé Lz Ch T Nh Rh Rvã A M Dg Lz Egá j Nh Rh Rq L R Rf Tv

Leia mais

OS PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO ENSINO MÉDIO E SEUS CONHECIMENTOS SOBRE AS SUBSTÂNCIAS PSICOATIVAS

OS PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO ENSINO MÉDIO E SEUS CONHECIMENTOS SOBRE AS SUBSTÂNCIAS PSICOATIVAS XVI Semana de Iniciação Científica e II Semana de Extensão de21 a 26 de outubro de 2013 ISSN: 1983-8174 Universidade Regional do Cariri - URCA- Crato, Ceará OS PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO ENSINO

Leia mais

do o de do Dn pr es i lha n har ac ord ad o... E co 1 0 uma

do o de do Dn pr es i lha n har ac ord ad o... E co 1 0 uma P R O P " E ) A D E DO C L U D L I T T E H A R I O S U MMARIO f ; õ E J ; õ E ; I \ ;; z Df < j ç f:t \ :f P ü Bz }? E CLOTIJ DE J x "? ú J f Lf P DI!; V: z z " I O PA F L ARÉNE S Pz: E:\H P HA RRC : A

Leia mais

manutenção lazer e recreio

manutenção lazer e recreio manutenção lazer e recreio 4 CIRCUITO DESPORTIVO DO PARQUE CENTRAL DA AMADORA Freguesia da Mira CIRCUITO DE MANUTENÇÃO DA ILHA MÁGICA DO LIDO Freguesia da Venteira 9 CIRCUITO PEDONAL DO BAIRRO JANEIRO

Leia mais

Orientação nº 1/2008 ORIENTAÇÕES PARA A ELABORAÇÃO DA ESTRATÉGIA LOCAL DE DESENVOLVIMENTO (EDL) EIXO 4 REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES

Orientação nº 1/2008 ORIENTAÇÕES PARA A ELABORAÇÃO DA ESTRATÉGIA LOCAL DE DESENVOLVIMENTO (EDL) EIXO 4 REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES Programa de da ELABORAÇÃO DA ESTRATÉGIA LOCAL DE DESENVOLVIMENTO (ELD) 1 / 16 Programa de da 1. Caracterização Socioeconómica do Território A caracterização do território deve centrar-se em dois aspectos

Leia mais

Estudo de alternativas para a remoção dos metais pesados em águas no semiárido

Estudo de alternativas para a remoção dos metais pesados em águas no semiárido XVI Semana de Iniciação Científica e II Semana de Extensão de 21 a 26 de outubro de 2013 ISSN: 1983-8174 Universidade Regional do Cariri - URCA - Crato, Ceará Estudo de alternativas para a remoção dos

Leia mais

Correção da fuvest ª fase - Matemática feita pelo Intergraus

Correção da fuvest ª fase - Matemática feita pelo Intergraus da fuvest 009 ª fase - Matemática 08.0.009 MATEMÁTIA Q.0 Na figura ao lado, a reta r tem equação y x no plano cartesiano Oxy. Além dis so, os pontos 0,,, estão na reta r, sendo 0 = (0,). Os pontos A 0,

Leia mais

Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março. Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março

Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março. Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março Prova Escrita de Física e Química A Prova Escrita

Leia mais

REDE SOCIAL. Fundo Social Europeu

REDE SOCIAL. Fundo Social Europeu REDE SOCIAL Fundo Social Europeu DOCUMENTO DE TRABALHO PORTO DE MÓS DEZEMBRO DE 2003 2. D o c u m e n t o d e t r a b a l h o D e z e m b r o 2 0 0 3 E q u i p a d e T r a b a l h o : Núcleo Executivo

Leia mais

! "# $ % &' (!' # ) % * +, ' -..-

! # $ % &' (!' # ) % * +, ' -..- !"#$%&' (!' #)%*+,'-..- / ) '!'0! +%1 232)'2!)'%14'&5 '1 1!'!3!325 ' 613"#2%&' )7! "#&31!2%&' 1%3)'%&' #)%**81'%,'-..- - 89 :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::: 1'!$ +;;!0%10< = ::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Leia mais

INTRODUÇÃO. Este caderno é um anexo ao Plano de Segurança, segundo a Portaria nº1444/2002 de 7 de Novembro, no Artigo 16º, ponto3, alínea c).

INTRODUÇÃO. Este caderno é um anexo ao Plano de Segurança, segundo a Portaria nº1444/2002 de 7 de Novembro, no Artigo 16º, ponto3, alínea c). INTRODUÇÃO Este caderno é um anexo ao Plano de Segurança, segundo a Portaria nº1444/2002 de 7 de Novembro, no Artigo 16º, ponto3, alínea c). 1 Escola E. B. 2,3 Cardoso Lopes Morada: Prolongamento da Av.

Leia mais

ATUALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES DE PERFURAÇÃO. Rio de Janeiro Outubro 2012

ATUALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES DE PERFURAÇÃO. Rio de Janeiro Outubro 2012 ATUALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES DE PERFURAÇÃO Rio de Janeiro Outubro 2012 ATIVIDADES EM ANDAMENTO Poço Bloco Prospecto Sonda Distância da Costa Lâmina d água Status Net Pay CY TBMT-1D/2HP BM-C-39 Tubarão Martelo

Leia mais

REGULAMENTO DE INSTALAÇÃO E FUNCIONAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS DE HOSPEDAGEM No u s o d a c o mp e t ê n c i a p r e v i s t a al í n e a v ) d o n. º 1 d o ar t i g o 64º d o De c r e t o -Le i n. º 1

Leia mais