Guia para Pré-Proposta FUMDEC Macaé

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Guia para Pré-Proposta FUMDEC Macaé"

Transcrição

1 Guia para Pré-Proposta FUMDEC Macaé 1. Objetivo O presente guia tem como objetivo orientar o empreendedor a como preencher o Formulário de Pré-proposta para financiamento, item fundamental para início do caminho da disponibilização da linha de crédito. 2. O que é o FUMDEC? O FUMDEC é um órgão da Administração Municipal responsável por fomentar o desenvolvimento econômico e social na cidade, captando investidores, capacitando empreendedores e concedendo linhas de financiamento para projetos que fortaleçam a cidadania dentro do município Missão Fomentar e propiciar o cenário econômico e social, atingindo (abrangendo) direta e indiretamente o cidadão, através do aporte de serviços e recursos financeiros, além da capacitação empreendedora, captação de recursos, atração de investimentos e a disseminação da ciência e tecnologia, buscando a inclusão social, gerando desenvolvimento sustentável à cidade de Macaé Visão Tornar a cidade um centro de referencia no desenvolvimento econômico e social, através de ações inovadoras, pautadas no conhecimento técnico aprofundado, garantindo por fim, o crescimento sustentável do município.

2 2.3. Valores Agir sempre de acordo com a Lei (LEGALIDADE), assegurando a igualdade de direitos entre todos os cidadãos (IGUALDADE), observando critérios objetivos estabelecidos antes do início de cada processo, garantindo a condução imparcial do mesmo (IMPESSOALIDADE), praticando atos submissos à ética e à moral (MORALIDADE), com honestidade e transparência (PUBLICIDADE), buscando constantemente o aperfeiçoamento da prestação dos serviços e a racionalidade do gasto público (EFICIÊNCIA). 3. O que é financiamento e qual a sua diferença para o empréstimo? Financiamento é uma operação financeira instrumentalizada através de um contrato, onde crédito está vinculado à realização de determinada atividade, possuindo destinação para um investimento específico. É exatamente a destinação específica que diferencia o financiamento do empréstimo, onde o recurso pode ser utilizado de acordo com a livre vontade do requerente. Dentro do processo de financiamento, o empreendedor será identificado como SOLICTANTE Principais etapas do Processo de Financiamento no FUMDEC

3 4. Pré-proposta Marco inicial do processo de financiamento, a pré-proposta é o momento onde o solicitante apresentará ao FUMDEC a sua ideia de investimento. Será esta ideia que, de forma bem simplificada, justificará o financiamento solicitado Como funciona? O interessado em obter financiamento deverá preencher o Formulário de Pré-proposta disponibilizado no site a qual será submetida à análise preliminar da Gerência de Projetos do FUMDEC. Este formulário não consiste apenas em um questionário de cadastro, mas se configura como um verdadeiro instrumento de exercício para consolidação de uma ideia que, a partir deste documento, começará a ser transferida da mente do solicitante para o papel. Embasada em pré-requisitos já definidos, a análise da pré-proposta tem por objetivo avaliar o grau de maturidade da ideia até o momento da apresentação, qual o nível das informações levantadas pelo solicitante e, principalmente, o nível de conhecimento que este possui sobre o produto ou serviço que pretende empreender. Como resultado, o solicitante receberá o retorno da equipe do FUMDEC, que poderá aprovar a sua pré-proposta ou, no caso de uma negativa, apresentar ao mesmo as razões para a decisão e o orientará para que tenha sucesso em uma nova solicitação. Sendo identificado na análise da pré-proposta a necessidade de alguma capacitação pertinente ao ramo de atuação do solicitante, o FUMDEC sugerirá ao mesmo a busca de qualificação junto a instituições parceiras. Havendo dúvidas, os interessados deverão entrar em contato via meio eletrônico ( o comparecendo à Sede do FUMDEC mediante agendamento prévio pelos telefones (22) / A partir do recebimento da aprovação da pré-proposta, a segunda fase do processo de concessão do financiamento será iniciada, com a confecção da proposta pelo solicitante.

4 5. Prazo de Análise A partir do envio do Formulário de Pré-Proposta pelo site, caberá ao FUMDEC analisar e comunicar ao requerente sobre a aprovação ou não na primeira etapa no prazo de até 10 (dez) dias úteis. 6. Taxa de Juros (aguardando definição) A taxa de juros praticada pelo FUMDEC em na concessão dos financiamentos acompanhará a TJLP (Taxa de Juros de Longo Prazo), hoje de 5% ao ano. 7. Prazo de Carência O prazo de carência para o início da quitação do financiamento pelo solicitante será analisado de acordo com o porte e a complexidade do projeto e seu Estudo de Viabilidade Técnica e Econômica (EVTE).

5 Anexo I Formulário de Pré-Proposta

6 Informações do Proponente Dados da Empresa Razão Social: Razão Social é o nome que a empresa fornece a junta comercial e é reconhecido juridicamente, administrativamente, nos bancos, etc.. Nome Fantasia: Nome fantasia é uma abreviação, um apelido, ou uma logomarca que tem o intuito de facilitar a memorização do nome. Um marketing. Também pode ser registrado. CNPJ: O CNPJ trata-se do Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica, da Receita Federal, o qual identifica cada pessoa jurídica existente no país. Na prática, nenhuma pessoa jurídica pode funcionar sem o número de sua inscrição no CNPJ. Capital Social: Capital Social é o investimento inicial dos sócios ou acionistas de uma empresa. É a partir deste investimento que é montado o caixa da empresa e a aquisição de todos os seus ativos. Endereços: Informe a rua - avenida, praça, etc. -, número, complemento, bairro, cidade, estado, CEP do local onde fica ou ficará situado o empreendimento. Telefones: Indique os números de telefone e celular para que possa ser realizado contato caso haja a necessidade. Informe seu contato eletrônico ( ) para contato. Todas as informações pertinentes as etapas para o financiamento será realizado através deste mecanismo virtual. Ramo de Atuação: É o setor a qual a empresa vai atuar (exemplo: indústria, comércio, serviços, etc.). Natureza de Atuação: É a atividade a qual a empresa vai desempenhar (exemplo: farmacêutica, imobiliária, alimentícia, etc.). Principais Serviços ou Produtos: Indique quais serviços e produtos a empresa produz, comercializa, oferece, etc.. Certidão Negativa de Débitos (este documento é indispensável): É o documento emitido pela Secretaria (de Estado e do Município) da Fazenda dando prova da inexistência de pendências e débitos tributários do contribuinte. Quando constam pendências ou dívidas, a Certidão emitida é a chamada Certidão Positiva de Débitos. Caso o proponente esteja em débito com o Estado ou com o Município, o registro do mesmo será arquivado até que seja apresentado nova certidão com a inexistência de débitos.

7 Dados dos Sócios Nome(s): Informe o nome completo do(s) sócio(s). CPF: Informe o número do Cadastro de Pessoa Física (CPF) do(s) sócio(s). RG: Informe o número do Registro Geral (RG) do(s) sócio(s). Endereço: Informe o endereço completo do(s) sócio(s) (rua - avenida, praça, etc. -, número, complemento, bairro, cidade, estado, CEP). Telefone: Indique os números dos telefones residenciais e comerciais do(s) sócio(s). Celular: Indique os números dos celulares do(s) sócio(s). Indique os s comerciais e pessoais do(s) sócio(s). Formação: Informe a formação educacional dos sócios, bem como cursos de qualificação que qualificam o(s) sócio(s). Restrição de crédito: Aponte se o(s) sócio(s) possuem alguma dívida ou pendência judicial.

8 Dados da Gestão Quem administra a empresa? Em seu contrato social existe a indicação dos sócios responsáveis pela administração da empresa. Informe quem ou quais são os responsáveis pela administração neste momento. Qual a formação do administrador da empresa? ( ) Ensino Fundamental ( ) Ensino Médio ( ) Ensino Superior ( ) Pós-graduação ( ) Outro Informe qual o nível de instrução do(s) administrador(es). É importante informar se ele(s) possui(em) algum tipo de formação ou capacitação em Gestão. O administrador da empresa possui conhecimentos sobre Gestão da Qualidade? ( ) Sim ( ) Não A Gestão de Qualidade é composta de estágios tais como: análise geral do processo, planejamento, organização, controle, implementação, análise de indicadores e educação continuada. A Gestão da Qualidade Total consiste numa estratégia de administração orientada a criar consciência da qualidade em todas as atividades da empresa. É referida como "total", uma vez que o seu objetivo é a participação não apenas de todos os setores de uma organização, mas também dos seus fornecedores, distribuidores e demais parceiros de negócios. Informe se o administrador da empresa possui algum tipo de capacitação nesta área. Como é feita a gestão da qualidade na empresa? Informe, objetivamente, quais são as medidas tomadas para se obter qualidade na atuação da sua empresa. Cite a existência ou não de algum selo ou certificação de qualidade reconhecida (ex.: ISO). A empresa possui um plano de negócio? ( ) Sim ( ) Não O Plano de Negócio é um documento de planejamento, elaborado de acordo com as necessidades de cada empreendimento, capaz de mostrar a viabilidade deste, do ponto de vista estrutural, administrativo, estratégico, mercadológico, técnico, operacional e financeiro. A principal importância de se realizar um Plano de Negócio consiste na inviabilidade de não ser possível visualizar o negócio por inteiro sem sua elaboração. Cada empreendedor é especialista em alguma atividade. Portanto, o Plano de Negócio vem suprir esta dificuldade e mostrar o negócio de uma forma completa para empreendedor. Para obter maiores informações de como elaborar um Plano de Negócio, acesse o site do SEBRAE/RJ: A empresa já contratou serviços de consultoria? ( ) Sim ( ) Não Informe se sua empresa já contratou alguma serviço especializado em determinado segmento para dar consultoria, buscando a qualidade, melhoria e inovação.

9 A atuação da empresa gera algum risco ambiental? Informe se sua empresa, bem como seu ramo de atuação, gera algum risco ao meio ambiente e se a mesma já possui a certidão ambiental junto aos órgãos competentes. Caso a mesma gere, indique quais são as ações e soluções criadas para amenizar estes impactos.

10 Informações sobre o Financiamento Qual a quantia a ser financiada? De acordo com o seu plano de Negocio, informe qual o valor do financiamento a ser solicitado ao FUMDEC para atender seus objetivos/demandas. Ovalor financiadopoderá ser disponibilizadoem quantas parcelas? ( ) Aporte único ( ) Em até 05 parcelas ( ) Em até 10 parcelas ( ) Em até 15 parcelas Informe quantas parcelas (número de vezes que o financiamento será dividido) seu empreendimento precisará para ter seus objetivos/demandas concluídos. Quantas parcelas serão necessárias para conclusão do pagamento do valor ao FUMDEC? Informe quantas parcelas serão necessárias para que sua empresa consiga quitar o financiamento junto ao FUMDEC. Qual a garantia oferecida ao FUMDEC pelo solicitante no caso de inadimplemento das parcelas do financiamento? Cite se há algum bem móvel/imóvel (veículo, maquinário, casa, etc.) que poderá ser oferecido ao FUMDEC como garantia de pagamento do valor financiado.

11 Informações Sobre a Destinação do Financiamento Como a empresa utilizará o financiamento? De acordo com seu Plano de Negócio, em que setores da empresa serão empregados o recurso financeiro aportado. Informe qual o tipo de empreendimento a ser realizado. (Ex.: maquinário, reforma, ampliação, marketing, etc) O valor financiado será utilizado em atividades executadas na cidade de Macaé? ( ) Sim ( ) Não É importante e essencial que o financiamento aportado seja aplicado exclusivamente no município de Macaé. Sendo assim, informe a localidade específica do mesmo. A sua empresa executa a atividade a qual o financiamento está vinculado? Há quanto tempo? ( ) Sim ( ) Não O financiamento estará atrelado a alguma atividade já desempenhada ou a ser desempenhada. Informe se a sua empresa já possui experiência nesta atividade ou se o investimento será utilizado para a implantação de uma nova atividade. Caso a resposta anterior seja negativa, qual o nível de conhecimento da empresa sobre esta atividade? Nesta pergunta, o empreendedor deverá informar se possui alguma experiência ou capacitação na atividade para qual deseja pleitear o financiamento. Os funcionários da empresa possuem capacidade técnica para executar a atividade? Será necessária a capacitação do corpo técnico da empresa? Indique se há na empresa profissional qualificado para executar a atividade vinculada ao financiamento. Caso não haja, indique se haverá a necessidade de capacitação para que o empreendimento tenha um resultado satisfatório. Já foi realizada alguma pesquisa de mercado sobre a demanda local para o produto ou serviço ao qual o financiamento está vinculado? Indique se já houve alguma pesquisa para verificar se há demandas para absorver o resultado do investimento e gerar o retorno pretendido. Em quantos meses a empresa pretende obter o retorno do investimento? Informar o tempo estimado para que seu empreendimento lhe devolva o valor que foi investido. Quais os benefícios pessoais e profissionais que o financiamento trará para a empresa, para os seus sócios e para os seus empregados? Informar quais melhorias a empresa poderá proporcionar aos seus sócios e empregados com o resultado do financiamento, como por exemplo: melhor condição de trabalho, maior segurança, aumenta de salários ou benefícios, satisfação profissional, satisfação pessoal, entre outros.

12 Informações Socioeconômicas Quantos empregos formais serão criados? Informe quantos empregados novos a empresa contratará devido ao resultado obtido pelo financiamento. Em média, qual o nível de instrução para ocupação dos empregos criados? ( ) Fundamental ( ) Médio ( ) Técnico ( ) Superior ( ) Outros Havendo criação de novos postos de trabalho, indique qual o nível de qualificação que o futuro empregado precisará possuir para ser contratado. Em uma visão geral, quais os benefícios que o financiamento trará para a cidade de Macaé? Pontue os principais benefícios que o empreendimento propiciará ao município, como por exemplo, novos empregos, serviços que não existem, serviços que hoje são deficientes, produtos com melhor qualidade, produtos mais baratos, etc. É interessante abordar também, iniciativas e boas práticas voltadas às áreas de sustentabilidade, cultura, esporte, educação, saúde, entre outros.

SELEÇÃO PÚBLICA FUNDAÇÃO CERTI 01/2009 SUBVENÇÃO ECONÔMICA À INOVAÇÃO PROGRAMA PRIME - PRIMEIRA EMPRESA INOVADORA

SELEÇÃO PÚBLICA FUNDAÇÃO CERTI 01/2009 SUBVENÇÃO ECONÔMICA À INOVAÇÃO PROGRAMA PRIME - PRIMEIRA EMPRESA INOVADORA SELEÇÃO PÚBLICA FUNDAÇÃO CERTI 01/2009 SUBVENÇÃO ECONÔMICA À INOVAÇÃO PROGRAMA PRIME - PRIMEIRA EMPRESA INOVADORA 1. APRESENTAÇÃO O Programa Prime - Primeira Empresa Inovadora - visa apoiar empresas nascentes

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CENTRO DE DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS INOVADORAS CDTI/UNITINS SELEÇÃO DE EMPRESAS EDITAL Nº 007, 13/08/2009.

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CENTRO DE DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS INOVADORAS CDTI/UNITINS SELEÇÃO DE EMPRESAS EDITAL Nº 007, 13/08/2009. 1 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CENTRO DE DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS INOVADORAS CDTI/UNITINS SELEÇÃO DE EMPRESAS EDITAL Nº 007, 13/08/2009. A Fundação Universidade do Tocantins UNITINS torna público

Leia mais

FORMULÁRIO DE PRÉ-INSCRIÇÃO

FORMULÁRIO DE PRÉ-INSCRIÇÃO SELEÇÃO PÚBLICA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE CAMPINA GRANDE ITCG/FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLOGICO DA PARAÍBA 01/2012 PROGRAMA DE INCUBAÇÃO DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA 1. IDENTIFICAÇÃO DA PROPOSTA 1.1 NOME

Leia mais

Brincar de ler e escrever

Brincar de ler e escrever I Edital FNA 2015 Brincar de ler e escrever A Fundação Negro Amor - FNA foi criada em 2008 e, desde então, desenvolve ações na área socioeducativa e cultural, com foco na promoção da educação infantil

Leia mais

SELEÇÃO DE EMPRESAS PARA INCUBAÇÃO NA MODALIDADE ASSOCIADA

SELEÇÃO DE EMPRESAS PARA INCUBAÇÃO NA MODALIDADE ASSOCIADA SELEÇÃO DE EMPRESAS PARA INCUBAÇÃO NA MODALIDADE ASSOCIADA EDITAL 04/2009 IDÉIA FLUXO CONTÍNUO INCUBADORA MULTI-SETORIAL DE BASE TECNOLÓGICA E INOVAÇÃO Novembro de 2009. PROCESSO DE SELEÇÃO DE EMPRESAS

Leia mais

Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio.

Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio. Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio. Plano de negócios estruturado ajuda na hora de conseguir financiamento. Veja dicas de especialistas e saiba itens que precisam constar

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 6. Cronograma de Aulas Pág. 9. Coordenação Programa e metodologia; Investimento

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 6. Cronograma de Aulas Pág. 9. Coordenação Programa e metodologia; Investimento 1 SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento 3 3 5 Etapas do Processo Seletivo Pág. 6 Matrícula 8 Cronograma de Aulas Pág. 9 2 PÓS-GRADUAÇÃO EM EXCELÊNCIA OPERACIONAL

Leia mais

Estatuto é utilizado em casos de sociedades por ações ou entidades sem fins lucrativos.

Estatuto é utilizado em casos de sociedades por ações ou entidades sem fins lucrativos. Documento 1 Estatuto ou Contrato Social consolidado com todas as alterações realizadas, devidamente arquivado no registro de comércio da sede da sociedade participante. É o documento pelo qual uma empresa

Leia mais

Assessoria Consultoria Treinamento F I N A N C E I R A - E M P R E S A R I A L

Assessoria Consultoria Treinamento F I N A N C E I R A - E M P R E S A R I A L Assessoria Consultoria Treinamento F I N A N C E I R A - E M P R E S A R I A L Quem somos Bem vindo à Nord. Formada por profissionais oriundos do mercado financeiro, com formações multidisciplinares e

Leia mais

Edital Instituto Sabin - 01/2015

Edital Instituto Sabin - 01/2015 Edital Instituto Sabin - 01/2015 Seleção pública de iniciativas empreendedoras socioambientais inovadoras para parceria com o Instituto Sabin O Instituto Sabin, torna público o presente Edital e convoca

Leia mais

MODELO 1 PARA SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS

MODELO 1 PARA SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS ANEXO 1 MODELO 1 PARA SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Este documento serve como base orientadora para a apresentação de propostas de Arranjos Produtivos Locais para enquadramento no

Leia mais

6 de novembro de 2006 - Blumenau - SC

6 de novembro de 2006 - Blumenau - SC 6 6 de novembro de 2006 - Blumenau - SC Promoção Apoio Apresentação Com a criação do Dia Municipal do Empreendedor, e também encaminhado no âmbito estadual e nacional, a ACIB Jovem consolida um esforço

Leia mais

PUBLICADO NO ÓRGÃO OFICIAL DO MUNICÍPIO Nº 2030 DE 10/02/2014 DECRETO N. 240/2014

PUBLICADO NO ÓRGÃO OFICIAL DO MUNICÍPIO Nº 2030 DE 10/02/2014 DECRETO N. 240/2014 PUBLICADO NO ÓRGÃO OFICIAL DO MUNICÍPIO Nº 2030 DE 10/02/2014 DECRETO N. 240/2014 Regulamenta a Lei Complementar n 975/2013 que dispõe sobre a criação do Programa ISS Tecnológico, que institui benefícios

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

EDITAL DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Nº 01/2012

EDITAL DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Nº 01/2012 EDITAL DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Nº 01/2012 PROCEDIMENTOS DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PROJETOS EMPRESARIAIS INOVADORES PARA INGRESSO E PARTICIPAÇÃO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE SÃO JOSÉ IESJ. A INCUBADORA

Leia mais

Número de. Empregados. Pessoa Física Nenhum R$ 50,00 R$ 600,00. Microempresa Até 5 R$ 70,00 R$ 840,00. Acima de 5 R$ 400,00 R$ 4800,00

Número de. Empregados. Pessoa Física Nenhum R$ 50,00 R$ 600,00. Microempresa Até 5 R$ 70,00 R$ 840,00. Acima de 5 R$ 400,00 R$ 4800,00 FICHA DE ADESÃO Por esta Ficha de adesão, solicito meu ingresso como associado da ABRIMPE ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE INCENTIVO E MELHORIA EM PROJETOS EMPRESARIAIS, EMPREENDEDORISMO E EDUCACIONAL, comprometendo-me

Leia mais

3. Cronograma. Encaminhamento da solicitação de apoio, formatada conforme Roteiro de elaboração de projetos estabelecido no Anexo I.

3. Cronograma. Encaminhamento da solicitação de apoio, formatada conforme Roteiro de elaboração de projetos estabelecido no Anexo I. PROPOSTA DE EDITAL O Instituto de Compromisso com o Desenvolvimento Humano, fundado aos 09 (nove) dias do mês de Maio de 2007, tendo como objetivo promover o desenvolvimento humano em diversos âmbitos,

Leia mais

MANUAL PARA O PROGRAMA DE INCUBAÇÃO INEAGRO-UFRRJ

MANUAL PARA O PROGRAMA DE INCUBAÇÃO INEAGRO-UFRRJ MANUAL PARA O PROGRAMA DE INCUBAÇÃO INEAGRO-UFRRJ 2009 Índice Introdução...3 O que é Base Tecnológica?...3 O que é o Programa de Incubação?...3 Para quem é o Programa de Incubação?...4 Para que serve o

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA DE PROJETOS 2016 TRANSFORMANDO PESSOAS E IDEIAS.

CHAMADA PÚBLICA DE PROJETOS 2016 TRANSFORMANDO PESSOAS E IDEIAS. CHAMADA PÚBLICA DE PROJETOS 2016 TRANSFORMANDO PESSOAS E IDEIAS. CHAMADA PÚBLICA 2016 A Política de Responsabilidade Social da AngloGold Ashanti define como um de seus princípios que a presença de nossa

Leia mais

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM MARKETING EMPRESARIAL E PESSOAL TERMO DE REFERÊNCIA Nº 03/2012

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM MARKETING EMPRESARIAL E PESSOAL TERMO DE REFERÊNCIA Nº 03/2012 INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM MARKETING EMPRESARIAL E PESSOAL TERMO DE REFERÊNCIA Nº 03/2012 Contatos Luiz Augusto Gonçalves de Almeida (Coord. de Relações Institucionais)

Leia mais

EDITAL N 59, de 08 de outubro de 2015 PREÂMBULO

EDITAL N 59, de 08 de outubro de 2015 PREÂMBULO EDITAL N 59, de 08 de outubro de 2015 O Diretor Geral do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia IFRO campus Cacoal, no uso de suas atribuições legais, por meio do Departamento

Leia mais

1. OBJETIVO Prestar atendimento ao cidadão de maneira rápida, eficiente e eficaz, de acordo com os requisitos especificados pelo cliente.

1. OBJETIVO Prestar atendimento ao cidadão de maneira rápida, eficiente e eficaz, de acordo com os requisitos especificados pelo cliente. Sistema de Gestão do Programa Vapt Vupt SUPERINTENDÊNCIA DE VAPT VUPT E ATENDIMENTO AO PÚBLICO INSTRUÇÃO DE TRABALHO VAPT VUPT EMPRESARIAL PREFEITURA DE GOIANIA Responsável: Rosana Mérola Martins Cópia

Leia mais

Plano de negócio. Conceitos, Importância e estrutura Aula 6

Plano de negócio. Conceitos, Importância e estrutura Aula 6 Plano de negócio Conceitos, Importância e estrutura Aula 6 Estrutura do plano de negócio Capa Sumário 1. Sumário executivo 2. Analise estratégica 3. Descrição da empresa 4. Produtos e serviços 5. Plano

Leia mais

Inscrição para o PROGRAMA DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA EM PEQUENAS EMPRESAS

Inscrição para o PROGRAMA DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA EM PEQUENAS EMPRESAS 4 13 Proc: PROTOCOLO Inscrição para o PROGRAMA DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA EM PEQUENAS EMPRESAS FASE I FASE II SOLICITANTE (Pesquisador responsável ou Coordenador da Equipe - não omita nem abrevie nomes) CÓDIGO

Leia mais

PROJETO EXPORTAR BRASIL

PROJETO EXPORTAR BRASIL CNPJ: 10692.348/0001-40 PROJETO EXPORTAR BRASIL Apresentação da GS Educacional A GS Educacional faz parte de um grupo que trabalha há vários anos com cursos e serviços na área de comércio exterior e vem

Leia mais

REGULAMENTO - PRÊMIO EDP INOVAÇÃO

REGULAMENTO - PRÊMIO EDP INOVAÇÃO REGULAMENTO - PRÊMIO EDP INOVAÇÃO 1. OBJETIVOS O Prêmio EDP Inovação é uma iniciativa da EDP Brasil, subsidiária da EDP Energias de Portugal, que visa incentivar a inovação, a sustentabilidade e o empreendedorismo

Leia mais

INCUBADORA DE EMPRESAS

INCUBADORA DE EMPRESAS INCUBADORA DE EMPRESAS INCUBADORA DE EMPRESAS BARÃO DE MAUÁ - IEBM TERMO DE REFERÊNCIA SERVIÇOS DE CONSULTORIA DE GESTÃO DE NEGÓCIOS. Contatos Domingos Sávio de Carvalho (Gerente Operacional do Projeto)

Leia mais

CARTILHA INSCRIÇÃO MUNICIPAL E REDESIM

CARTILHA INSCRIÇÃO MUNICIPAL E REDESIM CARTILHA INSCRIÇÃO MUNICIPAL E REDESIM 1- ATRAVÉS DA REDESIM PORTAL REGIN 1.1 -SOLICITAÇÃO DE INSCRIÇÃO MUNICIPAL ( EMPRESA SEM REGISTRO NA JUCEB) PASSO 1: PEDIDO DE VIABILIDADE DE INSCRIÇÃO A empresa

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

COMO ABRIR SUA EMPRESA

COMO ABRIR SUA EMPRESA COMO ABRIR SUA EMPRESA Hoje, ter o próprio negócio é algo muito comum. Flexibilidade, possibilidade de aumentar a renda e instabilidade como funcionário são os principais motivos para se empreender. É

Leia mais

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA. TERMO DE REFERÊNCIA CONS - OPE 03 01 Vaga

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA. TERMO DE REFERÊNCIA CONS - OPE 03 01 Vaga INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA CONS - OPE 03 01 Vaga 1. IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA Consultoria para promover estudos, formular proposições e apoiar as Unidades

Leia mais

Histórico. Missão. Visão

Histórico. Missão. Visão Histórico Fundada em 1996 na cidade de Mossoró/RN, a Índice Consultores Associados atua em serviços de consultoria empresarial para os mais diversos segmentos (Comércio, Industria e Serviço) sendo pioneira

Leia mais

10/2011 750364/2010 SDH/PR

10/2011 750364/2010 SDH/PR Cotação Prévia de Preço n 10/2011 Convênio nº 750364/2010 SDH/PR Projeto: Desenvolver processos de educação popular, visando a garantia dos direitos humanos e fortalecimento da cidadania, na perspectiva

Leia mais

ANEXO IV TERMO DE REFERÊNCIA E ELABORAÇÃO DO PROJETO ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DA CIÊNCIA, DA TECNOLOGIA E DA INOVAÇÃO

ANEXO IV TERMO DE REFERÊNCIA E ELABORAÇÃO DO PROJETO ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DA CIÊNCIA, DA TECNOLOGIA E DA INOVAÇÃO ANEXO IV TERMO DE REFERÊNCIA E ELABORAÇÃO DO PROJETO ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DA CIÊNCIA, DA TECNOLOGIA E DA INOVAÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA EDITAL 01/2013 PROPOSTA / ELABORAÇÃO DE PROJETOS

Leia mais

VISÃO Crescer sustentavelmente e ser referência nacional em serviços imobiliários de qualidade.

VISÃO Crescer sustentavelmente e ser referência nacional em serviços imobiliários de qualidade. MISSÃO Oferecer serviços imobiliários de qualidade, gerando valor para os clientes, colaboradores, sociedade e acionistas. VISÃO Crescer sustentavelmente e ser referência nacional em serviços imobiliários

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA ENCERRAR UMA EMPRESA

PROCEDIMENTOS PARA ENCERRAR UMA EMPRESA PROCEDIMENTOS PARA ENCERRAR UMA EMPRESA Equipe Portal de Contabilidade Para encerrar as atividades de uma empresa, é preciso realizar vários procedimentos legais, contábeis e tributários, além de, é claro,

Leia mais

Fornecedores. Apresentação. www.grupoquantica.com. Nosso desafio é o seu sucesso!

Fornecedores. Apresentação. www.grupoquantica.com. Nosso desafio é o seu sucesso! Fornecedores www.grupoquantica.com Apresentação 2010 A idéia Fundado e idealizado por Cleber Ferreira, Consultor de Marketing e Vendas, autor do livro Desperte o Vendedor Interior com Técnicas de Vendas

Leia mais

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM VENDAS E COACHING EM PLANO DE VIDA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 07/2012

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM VENDAS E COACHING EM PLANO DE VIDA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 07/2012 INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM VENDAS E COACHING EM PLANO DE VIDA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 07/2012 Contatos Luiz Augusto Gonçalves de Almeida (Coord. de Relações Institucionais)

Leia mais

UNIDADE 7 Fontes para obtenção de capital

UNIDADE 7 Fontes para obtenção de capital UNIDADE 7 Fontes para obtenção de capital Muitos empreendedores apontam como principal retardo para o crescimento das MPE s no Brasil a dificuldade em se obter financiamento, devido às exigências estabelecidas

Leia mais

EDITAL UnC REITORIA - 031/2015

EDITAL UnC REITORIA - 031/2015 EDITAL UnC REITORIA - 031/2015 Dispõe sobre a chamada de Projetos de Inovação para ingresso nas Incubadoras Tecnológicas e Empresariais da UnC. A Reitora da Universidade do Contestado - UnC, no uso de

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 06/2014

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 06/2014 abveap \,~ Prívate Equity & Venture Capital TERMO DE REFERÊNCIA Nº 06/2014 CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA PARA INTELIGÊNCIA COMERCIAL COM VISTAS À EXPANSÃO DA CAPACIDADE DE GERAÇÃO DE DADOS, ESTUDOS E PESQUISAS

Leia mais

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM PESQUISA, INOVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO TERMO DE REFERÊNCIA Nº 04/2012

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM PESQUISA, INOVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO TERMO DE REFERÊNCIA Nº 04/2012 INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM PESQUISA, INOVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO TERMO DE REFERÊNCIA Nº 04/2012 Contatos Luiz Augusto Gonçalves de Almeida (Coord. de Relações Institucionais)

Leia mais

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Justificativa: As transformações ocorridas nos últimos anos têm obrigado as organizações a se modificarem constantemente e de forma

Leia mais

Solicitando o Cartão BNDES no Portal de Operações do BNDES

Solicitando o Cartão BNDES no Portal de Operações do BNDES SOLICITANDO O CARTO BNDES NO PORTAL DE OPERAÇÕES DO BNDES CARTO Solicitando o Cartão BNDES no Portal de Operações do BNDES - Cartão BNDES Formatados: Marcadores e numeração C:\BNDES - SOLICITACAO DE CARTAO.doc

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PROPOSTAS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA DA UNICAMP - INCAMP

EDITAL DE SELEÇÃO PROPOSTAS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA DA UNICAMP - INCAMP EDITAL DE SELEÇÃO PROPOSTAS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA DA UNICAMP - INCAMP REALIZAÇÃO Fone (19)3521-5012 E-mail INCAMP@unicamp.br - Site: http://www.incamp.unicamp.br 1.

Leia mais

APOIO E FOMENTO ÁS INICIATIVAS DE FINANÇAS SOLIDÁRIAS COM BASE EM BANCOS COMUNITÁRIOS DE DESENVOLVIMENTO

APOIO E FOMENTO ÁS INICIATIVAS DE FINANÇAS SOLIDÁRIAS COM BASE EM BANCOS COMUNITÁRIOS DE DESENVOLVIMENTO INSTITUTO PALMAS DE DESENVOLVIMENTO E SOCIOECONOMIA SOLIDÁRIA Av. Val Paraíso, 698, Conjunto Palmeira Fortaleza-CE CEP 60870-440 bancopalmas@bancopalmas.org.br / 55 85 3459-4848 CNPJ 05705438/0001-99 APOIO

Leia mais

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Outubro 2009 Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Sustentabilidade Articulação Ampliação dos limites Sistematização Elementos do Novo Modelo Incubação

Leia mais

AYTY-INCUBADORA DE EMPRESAS DO IFAM EDITAL Nº 003/2014 INCUBADORA DE EMPRESAS

AYTY-INCUBADORA DE EMPRESAS DO IFAM EDITAL Nº 003/2014 INCUBADORA DE EMPRESAS AYTY-INCUBADORA DE EMPRESAS DO IFAM EDITAL Nº 003/2014 INCUBADORA DE EMPRESAS Parceria Instituição Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas IFAM, Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa, Extensão

Leia mais

EDITAL Nº 01/2009 PROJETOS EMPRESARIAIS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE SÃO JOSÉ

EDITAL Nº 01/2009 PROJETOS EMPRESARIAIS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE SÃO JOSÉ EDITAL Nº 01/2009 PROJETOS EMPRESARIAIS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE SÃO JOSÉ O presente edital regulamenta o processo de recrutamento, seleção e ingresso de projetos empresariais na Incubadora

Leia mais

Programa de Aprendizagem em Consultoria Acadêmica - CONSAC. Processo de Seleção de Empresas. EDITAL nº 2/2015

Programa de Aprendizagem em Consultoria Acadêmica - CONSAC. Processo de Seleção de Empresas. EDITAL nº 2/2015 Programa de Aprendizagem em Consultoria Acadêmica - CONSAC Processo de Seleção de Empresas EDITAL nº 2/2015 Brasília, 20 de Novembro de 2015 Apresentação É com satisfação que a Projetos Consultoria Integrada,

Leia mais

INCUBADORA RINETEC. Regulamento da Chamada para ingresso de idéias inovadoras na incubadora RINETEC. Edital 001 2014

INCUBADORA RINETEC. Regulamento da Chamada para ingresso de idéias inovadoras na incubadora RINETEC. Edital 001 2014 INCUBADORA RINETEC Regulamento da Chamada para ingresso de idéias inovadoras na incubadora RINETEC Edital 001 2014 1. APRESENTAÇÃO 1.1 Este edital estabelece formas, condições e critérios para que a Associação

Leia mais

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE Palestra para o Conselho Regional de Administração 1 O QUE É O SEBRAE? 2 O Sebrae O Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas da Bahia

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de

Leia mais

ANEXO III. FORMULÁRIO PARA SOLICITAÇÃO DE APOIO INSTITUCIONAL Edital 02/2015 Patrocínio Cultural

ANEXO III. FORMULÁRIO PARA SOLICITAÇÃO DE APOIO INSTITUCIONAL Edital 02/2015 Patrocínio Cultural ANEXO III FORMULÁRIO PARA SOLICITAÇÃO DE APOIO INSTITUCIONAL Edital 02/2015 Patrocínio Cultural INSTRUÇÕES: 1. Preencha integralmente o formulário. Nos casos em que o item solicitado não for pertinente,

Leia mais

CONVITE / COMPRA DIRETA FFM 004/15 CP

CONVITE / COMPRA DIRETA FFM 004/15 CP CONVITE / COMPRA DIRETA FFM 004/15 CP A Fundação Faculdade de Medicina, entidade filantrópica, de direito privado, sem fins lucrativos, vem convidar V. Sas a participar do processo de Pedido de Cotação

Leia mais

NORMAS DE ESTÁGIO DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA

NORMAS DE ESTÁGIO DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA 2015 SUMÁRIO 1 - DISPOSIÇÕES PRELIMINARES... 3 2 - OBJETIVO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO... 3 3 - ACOMPANHAMENTO E ORGANIZAÇÃO DO ESTÁGIO OBRIGATÓRIO... 4 4 - EXEMPLO DE ÁREAS PARA REALIZAÇÃO DO ESTÁGIO...

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ

PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ Secretaria Municipal de Planejamento e Gestão ARAXÁ MINAS GERAIS 2010 Manual do Sistema de Arrecadação Tributária SIAT Online e Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NFS-e ÍNDICE

Leia mais

1. APRESENTAÇÃO 2. OBJETIVO E FOCO TEMÁTICO INSCRIÇÕES 14º DIA DO VOLUNTARIADO 2015.

1. APRESENTAÇÃO 2. OBJETIVO E FOCO TEMÁTICO INSCRIÇÕES 14º DIA DO VOLUNTARIADO 2015. REV.: 03 Pág.: 1 de 6 A Manaus Ambiental torna público que estão abertas as inscrições para a seleção de Instituições e Projetos Sociais para o 14º Dia do Voluntariado. A empresa realizará o processo de

Leia mais

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO TERMO DE REFERÊNCIA Nº 05/2012

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO TERMO DE REFERÊNCIA Nº 05/2012 INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO TERMO DE REFERÊNCIA Nº 05/2012 Contatos Luiz Augusto Gonçalves de Almeida (Coord. de Relações Institucionais) Fone:

Leia mais

CONSELHO CIENTÍFICO-ADMINISTRATIVO DA FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E INOVAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO RESOLUÇÃO Nº 113, DE 11 DE SETEMBRO DE 2014

CONSELHO CIENTÍFICO-ADMINISTRATIVO DA FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E INOVAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO RESOLUÇÃO Nº 113, DE 11 DE SETEMBRO DE 2014 CONSELHO CIENTÍFICO-ADMINISTRATIVO DA FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E INOVAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO RESOLUÇÃO Nº 113, DE 11 DE SETEMBRO DE 2014 Regulamenta a concessão de Auxílio para Apoio a Incubadoras

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online MBA EM CONTROLADORIA E FINANÇAS Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

EXPLORAÇÃO COMERCIAL DE ÁREAS (LOJAS / TERRENOS)

EXPLORAÇÃO COMERCIAL DE ÁREAS (LOJAS / TERRENOS) EXPLORAÇÃO COMERCIAL DE ÁREAS (LOJAS / TERRENOS) ÍNDICE: RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA CADASTRO DE EMPRESAS INTERESSADAS NA EXPLORAÇÃO COMERCIAL DE TERRENOS, LOJAS E ESPAÇOS DE PROPRIEDADE DA COMPANHIA DO

Leia mais

Edital XVIII CONCURSO DE PROJETOS ELAS Fundo de Investimento Social

Edital XVIII CONCURSO DE PROJETOS ELAS Fundo de Investimento Social Edital XVIII CONCURSO DE PROJETOS ELAS Fundo de Investimento Social O XVIII Concurso do ELAS Fundo de Investimento Social, em parceria com a MAC AIDS Fund, visa fortalecer, por meio de apoio técnico e

Leia mais

Serviços Relacionados à Pessoa Jurídica

Serviços Relacionados à Pessoa Jurídica Serviços Relacionados à Pessoa Jurídica Atenção: Documentos apresentados em fotocópia devem ser autenticados em Cartório ou acompanhados dos originais para receberem autenticação do CREA. Documentos obrigatórios

Leia mais

Política de Responsabilidade Socioambiental

Política de Responsabilidade Socioambiental Política de Responsabilidade Socioambiental SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 OBJETIVO... 3 3 DETALHAMENTO... 3 3.1 Definições... 3 3.2 Envolvimento de partes interessadas... 4 3.3 Conformidade com a Legislação

Leia mais

Programa de Aprendizagem em Consultoria Acadêmica - CONSAC. Processo de Seleção de Empresas. EDITAL nº 1/2013

Programa de Aprendizagem em Consultoria Acadêmica - CONSAC. Processo de Seleção de Empresas. EDITAL nº 1/2013 Programa de Aprendizagem em Consultoria Acadêmica - CONSAC Processo de Seleção de Empresas EDITAL nº 1/2013 Brasília, 01 de Junho de 2013 Apresentação É com satisfação que a Projetos Consultoria Integrada,

Leia mais

Manual do Candidato PROCESSO SELETIVO DE INVERNO 2013 CURSOS:

Manual do Candidato PROCESSO SELETIVO DE INVERNO 2013 CURSOS: Manual do Candidato PROCESSO SELETIVO DE INVERNO 2013 CURSOS: Bacharelado em Sistemas de Informação (Reconhecido pela Portaria MEC nº 315 D.O.U. 31/12/2012) Bacharelado em Administração de Empresas (Reconhecido

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online MBA EM COMUNICAÇÃO E MARKETING Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

BNDES Prosoft. Programa BNDES para o Desenvolvimento da Indústria Nacional de Software e Serviços de Tecnologia da Informação

BNDES Prosoft. Programa BNDES para o Desenvolvimento da Indústria Nacional de Software e Serviços de Tecnologia da Informação BNDES Prosoft Programa BNDES para o Desenvolvimento da Indústria Nacional de Software e Serviços de Tecnologia da Informação Objetivo - Contribuir para o desenvolvimento da indústria nacional de software

Leia mais

Pós-Graduação em GESTÃO EMPRESARIAL

Pós-Graduação em GESTÃO EMPRESARIAL Pós-Graduação em GESTÃO EMPRESARIAL Ingresso março de 2016 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba Pós-Graduação em Gestão Empresarial O Curso tem por objetivo capacitar os participantes na utilização

Leia mais

Edital CECOMPI PI-004/2014 Programa de Incubadoras do Município de São José dos Campos

Edital CECOMPI PI-004/2014 Programa de Incubadoras do Município de São José dos Campos Edital CECOMPI PI-004/2014 Programa de Incubadoras do Município de São José dos Campos O Centro para a Competitividade e Inovação do Cone Leste Paulista- CECOMPI, na qualidade de entidade gestora do Programa

Leia mais

CASULO Incubadora de Empresas do UniCEUB

CASULO Incubadora de Empresas do UniCEUB CASULO Incubadora de Empresas do UniCEUB TERMO ADITIVO AO EDITAL nº 02/2013 PROCESSO DE SELEÇÃO DE EMPRESAS ALTERAÇÃO DE DATAS E FORMA DE APRESENTAÇÃO DE PROJETOS Apoio: Brasília, 28 de agosto de 2013.

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA QUALIDADE EM SAÚDE Unidade Dias

Leia mais

EDITAL - INCUBADORA BASE-MISTA CEET VASCO COUTINHO PROGRAMA DE PRÉ-INCUBAÇÃO DE EMPRESAS

EDITAL - INCUBADORA BASE-MISTA CEET VASCO COUTINHO PROGRAMA DE PRÉ-INCUBAÇÃO DE EMPRESAS EDITAL - INCUBADORA BASE-MISTA CEET VASCO COUTINHO PROGRAMA DE PRÉ-INCUBAÇÃO DE EMPRESAS O CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TÉCNICA VASCO COUTINHO convida pessoas físicas ou jurídicas a apresentarem propostas

Leia mais

EDITAL PARA ADMISSÃO DE EMPREENDIMENTOS INCUBADOS. Apoio:

EDITAL PARA ADMISSÃO DE EMPREENDIMENTOS INCUBADOS. Apoio: EDITAL PARA ADMISSÃO DE EMPREENDIMENTOS INCUBADOS Apoio: Recife, 2015 Sumário 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. OBJETIVOS... 3 3. PUBLICO ALVO... 3 4. ATORES... 3 5. ESPAÇO FÍSICO... 4 6. SERVIÇOS OFERECIDOS...

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 6. Cronograma de Aulas Pág. 9. Coordenação Programa e metodologia; Investimento

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 6. Cronograma de Aulas Pág. 9. Coordenação Programa e metodologia; Investimento 1 SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento 3 4 5 Etapas do Processo Seletivo Pág. 6 Matrícula 8 Cronograma de Aulas Pág. 9 2 PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA QUALIDADE EM

Leia mais

PROGRAMA DE PATROCÍNIO DA COSERN

PROGRAMA DE PATROCÍNIO DA COSERN PROGRAMA DE PATROCÍNIO DA COSERN Resumo das diretrizes e critérios da COSERN/ Grupo Neoenergia para patrocínios a projetos socioculturais e ambientais. Guia Básico do Proponente 1 Índice Introdução 2 1.

Leia mais

Edital nº 025/2014 de 23 de Setembro de 2014 EDITAL DE CHAMADA PARA O PROCESSO DE SELEÇÃO CONCURSO IMED DE PLANOS DE NEGÓCIO

Edital nº 025/2014 de 23 de Setembro de 2014 EDITAL DE CHAMADA PARA O PROCESSO DE SELEÇÃO CONCURSO IMED DE PLANOS DE NEGÓCIO Edital nº 025/2014 de 23 de Setembro de 2014 EDITAL DE CHAMADA PARA O PROCESSO DE SELEÇÃO CONCURSO IMED DE PLANOS DE NEGÓCIO Constitui requisitos e etapas para concorrer ao Processo de Seleção do Concurso

Leia mais

BB Crédito Imobiliário

BB Crédito Imobiliário Dados da Agência acolhedora / condutora da Operação BB Crédito Imobiliário Prefixo-dv Nome da agência Proposta nº Dados da Operação Produto Finalidade Tipo de imóvel pretendido Aquisição de imóvel Moradia

Leia mais

PARÂMETROS RECOMENDADOS PELO SINFAC-PA:

PARÂMETROS RECOMENDADOS PELO SINFAC-PA: REQUISITOS PARA FILIAÇÃO AO SINFAC-PA DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA: 1- Cópia do Contrato Social ou Estatuto, registrado na Junta Comercial; 2- Cartão do CNPJ atualizado; 3- Formulários de Dados Cadastrais preenchidos

Leia mais

Ambiente de Pagamentos

Ambiente de Pagamentos GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA FAZENDA COORDENADORIA DA ADMINISTRAÇÃOTRIBUTÁRIA DIRETORIA DE INFORMAÇÕES Ambiente de Pagamentos Manual do Contribuinte Versão 26/09/2011 Índice Analítico 1.

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 003/DIR/2013

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 003/DIR/2013 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 003/DIR/2013 ESTABELECE NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA O PAGAMENTO DE SERVIÇOS PRESTADOS POR PESSOA FÍSICA, EM CARÁTER EVENTUAL, POR MEIO DE RECIBO DE PAGAMENTO A CONTRIBUINTE INDIVIDUAL

Leia mais

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM GESTÃO FINANCEIRA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 02/2012

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM GESTÃO FINANCEIRA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 02/2012 INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM GESTÃO FINANCEIRA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 02/2012 Contatos Luiz Augusto Gonçalves de Almeida (Coord. de Relações Institucionais) Fone: 55

Leia mais

Apresentação. Objetivos

Apresentação. Objetivos PROCEDIMENTOS E CRITÉRIOS PARA CREDENCIAMENTO DE CONSULTORIAS, INSTRUTORIAS, FORNECIMENTOS E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS INDIVIDUAIS Apresentação O presente instrumento apresenta os procedimentos e critérios

Leia mais

RELATÓRIO DE RESULTADO DE ANÁLISE DE PROJETO

RELATÓRIO DE RESULTADO DE ANÁLISE DE PROJETO MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL SUPERINTENDÊNCIA DO DESENVOLVIMENTO DO CENTRO-OESTE DIRETORIA DE IMPLEMENTAÇÃO DE PROGRAMAS E DE GESTÃO DE FUNDOS RELATÓRIO DE RESULTADO DE ANÁLISE DE PROJETO Aprovado

Leia mais

GERENCIAMENTO POR CATEGORIAS NO VAREJO

GERENCIAMENTO POR CATEGORIAS NO VAREJO GERENCIAMENTO POR CATEGORIAS NO VAREJO Ingresso Julho 2014 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/cursosdeferias Gerenciamento por categorias no Varejo Em curto período, o aluno adquire conhecimentos

Leia mais

EDITAL Nº. 01/2014 DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS A SEREM FINANCIADOS PELO FUNDO DA INFÂNCIA E DA ADOLESCÊNCIA DO MUNICÍPIO DE MARABÁ-PARÁ.

EDITAL Nº. 01/2014 DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS A SEREM FINANCIADOS PELO FUNDO DA INFÂNCIA E DA ADOLESCÊNCIA DO MUNICÍPIO DE MARABÁ-PARÁ. PREÃMBULO 1994 EDITAL Nº. 01/2014 DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS A SEREM FINANCIADOS PELO FUNDO DA INFÂNCIA E DA ADOLESCÊNCIA DO MUNICÍPIO DE MARABÁ-PARÁ. A Prefeitura Municipal de Marabá, por intermédio

Leia mais

PROCESSO DE SELEÇÃO DE EMPRESAS PARA INCUBAÇÃO. Modalidade Associada

PROCESSO DE SELEÇÃO DE EMPRESAS PARA INCUBAÇÃO. Modalidade Associada Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul PROCESSO DE SELEÇÃO DE EMPRESAS PARA INCUBAÇÃO Modalidade Associada Incubadora Multissetorial de Empresas de Base Tecnológica e Inovação da PUCRS RAIAR

Leia mais

Apresentação Institucional. Metodologia com alta tecnologia para soluções sob medida

Apresentação Institucional. Metodologia com alta tecnologia para soluções sob medida Apresentação Institucional Metodologia com alta tecnologia para soluções sob medida A empresa que evolui para o seu crescimento A VCN Virtual Communication Network, é uma integradora de Soluções Convergentes

Leia mais

A rede de dados mais confiável do país. Proposta de Parceria para. Certificado Digital

A rede de dados mais confiável do país. Proposta de Parceria para. Certificado Digital A rede de dados mais confiável do país. Proposta de Parceria para Certificado Digital 1. Objetivo Esta proposta tem por objetivo realizar a emissão e validação do Certificado Digital da Serasa Experian.

Leia mais

Ingresso Março 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba

Ingresso Março 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba Ingresso Março 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba MBA em Gestão Estratégica de Negócios O Curso tem por objetivo capacitar os participantes na utilização de ferramentas de Gestão Empresarial

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE ENTRADA NO BH-TEC

SOLICITAÇÃO DE ENTRADA NO BH-TEC SOLICITAÇÃO DE ENTRADA NO BH-TEC DE... (Candidato)... (Data) 1. CARTA DE CANDIDATURA (Minuta) (Candidato) declara seu interesse em instalar-se no BH-TEC - Parque Tecnológico de Belo Horizonte. Na oportunidade,

Leia mais

Bradesco Administradora de Consórcios Ltda.

Bradesco Administradora de Consórcios Ltda. Prezado(a) Consorciado(a), Para melhor atendê-lo, elaboramos este Guia Prático de Contratação de Imóvel destacando as modalidades de aquisição, fases do processo, documentos necessários, emissão e registro

Leia mais

AVISO DE CADASTRAMENTO DE INTERESSADOS EM PARTICIPAR DE PESQUISAS DE SATISFAÇÃO JUNTO AOS PROFISSIONAIS INSCRITOS NO COREN/SP

AVISO DE CADASTRAMENTO DE INTERESSADOS EM PARTICIPAR DE PESQUISAS DE SATISFAÇÃO JUNTO AOS PROFISSIONAIS INSCRITOS NO COREN/SP AVISO DE CADASTRAMENTO DE INTERESSADOS EM PARTICIPAR DE PESQUISAS DE SATISFAÇÃO JUNTO AOS PROFISSIONAIS INSCRITOS NO COREN/SP 1. PREÂMBULO 1.1. O Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo, doravante

Leia mais

PORTARIA GSF N 38/2013 Teresina (PI), 10 de junho de 2013.

PORTARIA GSF N 38/2013 Teresina (PI), 10 de junho de 2013. PORTARIA GSF N 38/2013 Teresina (PI), 10 de junho de 2013. Publicado no DOM n 1.528, de 14.06.2013 Dispõe sobre procedimentos para solicitações referentes ao Imposto Predial e Territorial Urbano - IPTU,

Leia mais

Instruções para o preenchimento do Formulário 3

Instruções para o preenchimento do Formulário 3 Instruções para o preenchimento do Formulário 3 O Formulário 3 tem como finalidade a requisição para Inscrição ou Reativação de um estabelecimento no CRF-SP. A imagem foi dividida de acordo com o esquema

Leia mais

ÍNDICE APRESENTAÇÃO...3 PREENCHIMENTO DO PEDIDO DE VIABILIDADE E BUSCA PRÉVIA (CONSULTA PRÉVIA)...5 CONSULTA PEDIDO DE VIABILIDADE...13.

ÍNDICE APRESENTAÇÃO...3 PREENCHIMENTO DO PEDIDO DE VIABILIDADE E BUSCA PRÉVIA (CONSULTA PRÉVIA)...5 CONSULTA PEDIDO DE VIABILIDADE...13. Página 1 / 15 ÍNDICE APRESENTAÇÃO...3 PREENCHIMENTO DO PEDIDO DE VIABILIDADE E BUSCA PRÉVIA (CONSULTA PRÉVIA)...5 CONSULTA PEDIDO DE VIABILIDADE...13 Página 2 / 15 APRESENTAÇÃO O que é: O Sistema de Registro

Leia mais

PROGRAMA STANFORD. Esta é uma 2ª chamada, com foco em empresas Médias e Grandes.

PROGRAMA STANFORD. Esta é uma 2ª chamada, com foco em empresas Médias e Grandes. PROGRAMA STANFORD 1. O QUE É O programa, cujo foco é a Inovação e Empreendedorismo para empresas de base tecnológica, é voltado para capacitar empresários em conhecimentos sobre inovação, modelos de negócios

Leia mais

REGULAMENTO MES MECANISMOS DE ESTUDOS SISTÊMICOS Universidade Ibirapuera Aprovado pela Res. CONSUN nº 10/07, de 19.09.07 REGULAMENTO MES - MECANISMOS DE ESTUDOS SISTÊMICOS TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Leia mais

ANEXO IV. FORMULÁRIO PARA SOLICITAÇÃO DE APOIO INSTITUCIONAL Edital 01/2015 - Assistência Técnica

ANEXO IV. FORMULÁRIO PARA SOLICITAÇÃO DE APOIO INSTITUCIONAL Edital 01/2015 - Assistência Técnica ANEXO IV FORMULÁRIO PARA SOLICITAÇÃO DE APOIO INSTITUCIONAL Edital 01/2015 - Assistência Técnica INSTRUÇÕES: 1. Preencha integralmente o formulário. Nos casos em que o item solicitado não for pertinente,

Leia mais