vacina adsorvida difteria, tétano e pertussis (acelular)

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "vacina adsorvida difteria, tétano e pertussis (acelular)"

Transcrição

1 Mdel de Bula Página 1 de 7 vacina adsrvida difteria, tétan e pertussis (acelular) FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÕES Suspensã injetável. Cartuch cm 1 frasc cntend uma dse de 0,5mL; Cartuch cm 5 frascs cntend uma dse de 0,5mL; Cartuch cm 1 ampla cntend uma dse de 0,5mL; Cartuch cm 5 amplas cntend uma dse de 0,5mL; Cartuch cm 1 frasc cntend 10 dses de 0,5mL. A vacina adsrvida difteria, tétan e pertussis (acelular) (DTPa) deve ser administrada pr VIA INTRAMUSCULAR. USO PEDIÁTRICO ENTRE 2 MESES E 6 ANOS DE IDADE COMPOSIÇÃO Cada dse de 0,5mL da vacina cntém: Txide diftéric...mín. 30 UI Txide tetânic...mín. 40 UI Pertussis acelular: Txide pertussis (PT)...10 mcg Hemaglutinina filamentsa (FHA)...5 mcg Pertactina (PRN)...3 mcg Fímbrias tips 2 e 3 (FIM)...5 mcg Excipientes: fsfat de alumíni (adjuvante), 2-fenxietanl. A vacina também pde cnter traçs de frmaldeíd e glutaraldeíd. INFORMAÇÕES AO PACIENTE 1. PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO? A vacina adsrvida difteria, tétan e pertussis (acelular) (DTPa) é indicada para prevençã de difteria, tétan e cqueluche em bebês acima de 2 meses cm primvacinaçã u cm dse de refrç para crianças de até 6 cmplets ans de idade (antes d 7º aniversári). 2. COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA? Esta é uma vacina cmbinada utilizada para prevenir a difteria, tétan e a cqueluche em crianças. Prém, diferentemente da vacina tríplice bacteriana (D.T.P.) usual, a vacina DTPa nã cntém as células inteiras da bactéria Brdetella pertussis que causa a cqueluche, mas sim alguns de seus cmpnentes celulares. A difteria é uma dença grave, que pde causar dificuldades respiratórias, prblemas cardíacs, distúrbis neurlógics, pneumnia e até mrte, send mair risc de cmplicações em crianças e idss. O tétan também é uma dença grave, que causa cnvulsões e cntrações musculares que pdem ser tã frtes a pnt de causar fratura ds sss, e pde levar à mrte. A cqueluche é uma dença que prvca ataques de tsse intenss, que pdem interferir na respiraçã. A cqueluche

2 Mdel de Bula Página 2 de 7 também pde causar pneumnia, brnquite, cnvulsões, distúrbis cerebrais e mrte. A vacina age estimuland rganism a prduzir sua própria prteçã (anticrps) cntra estas denças. Pr ser uma vacina acelular, cntend apenas prteínas purificadas, a vacina DTPa apresenta menr prbabilidade de prvcar reações adversas. 3. QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO? A vacina DTPa está cntraindicada: Em pessas cm reações de hipersensibilidade (um tip de reaçã alérgica grave) sistêmica cnhecida a qualquer cmpnente da vacina e/u em cass de crrências ptencialmente fatais após a administraçã de dses anterires desta vacina u utra cntend s mesms cmpnentes; Em pessas cm históric de encefalpatias (lesões cerebrais), cm decréscim d nível de cnsciência, cma, cnvulsões prlngadas, dentr de 7 dias após uma dse anterir de vacina cntend cmpnente pertussis e que nã fram atribuídas a nenhuma causa identificada. Em pessas cm desrdens neurlógicas prgressivas, incluind espasms (cntraçã muscular invluntária) infantis, epilepsia e encefalpatias prgressivas. A vacina nã deve ser administrada à pacientes nessas cndições até que tratament tenha sid estabelecid e as cndições estabilizadas. Este medicament é cntraindicad para menres de 2 meses e maires de 7 ans. 4. O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO? - Antes da administraçã desta vacina, s pais u respnsáveis pel paciente devem ser infrmads sbre s riscs e benefícis da imunizaçã e questinads sbre as cndições atuais de saúde da criança, históric de hipersensibilidade a esta vacina u similar, assim cm históric de vacinaçã e presença de cntraindicaçã a imunizaçã. É extremamente imprtante que s pais u respnsáveis sejam questinads sbre qualquer sintma u sinal de reaçã adversa após dse anterir da vacina. - A vacina DTPa nã deve ser usada para tratament curativ de infecções causadas pr B. pertussis, C. diphtheriae u C. tetani. - Crianças em prcess de recuperaçã de uma síndrme semelhante à cqueluche também devem ser vacinadas; a nã ser que diagnóstic seja cnfirmad pr cultura, a imunizaçã cm a vacina DTPa deve ser iniciada u cntinuada, pis a síndrme pde estar send causada pr utra espécie de Brdetella, pr uma Chlamydia u pr algum vírus. As crianças que tiveram a infecçã cnfirmada pr cultura devem cntinuar send imunizadas cntra a difteria e tétan, de acrd cm calendári regular de vacinaçã. - A vacinaçã deve ser adiada em cas de febre aguda, entretant, desrdens cm baix grau de febre geralmente nã sã mtivs para adiar a vacinaçã. - Se algum ds seguintes events fr bservad após a administraçã de vacinas celulares de pertussis u que cntenha cmpnentes pertussis acelular, a decisã de administrar a vacina DTPa deve ser baseada em cnsiderações cuidadsas ds ptenciais riscs e benefícis: Temperatura igual u superir a +40,5ºC pr 48 hras, nã atribuíd à utra causa identificada; Claps u estad similar a chque (episódi hiptônic-hiprrespnsiv dentr de 48 hras após a vacinaçã); Chr persistente e incntrlável durand 3 hras u mais dentr de 48 hras após a vacinaçã; Cnvulsã cm u sem febre crrend dentr de 3 dias após a vacinaçã. - Este prdut cntém quantidades vestigiais de frmaldeíd e glutaraldeíd cm resídus. Este prdut cntém fsfat de alumíni e 2-fenxietanl cm excipientes. - A pssibilidade de reações alérgicas em pessas sensíveis as cmpnentes da vacina deve ser avaliada. Reações de hipersensibilidade pdem crrer mesm em pacientes sem históric de hipersensibilidade as cmpnentes da vacina. Cass de reações anafiláticas têm sid reprtads após a administraçã de vacinas cntend antígens de difteria, tétan e/u pertussis. - Antes da injeçã de qualquer bilógic, a pessa respnsável pela administraçã deve tmar tdas as precauções cnhcecidas para prevençã de reações alérgicas u de qualquer utr tip. Tal cm tdas

3 Mdel de Bula Página 3 de 7 as vacinas injetáveis, tratament médic aprpriad e supervisã devem estar sempre prntamente dispníveis em cas de event anafilátic rar após administraçã da vacina. - Cm medida de precauçã, uma injeçã de epinefrina (1:1000) deve estar imediatamente dispnível em cas de reaçã anafilática inesperada u reações alérgicas granves. - Pacientes imuncmprmetids (seja pr distúrbis u tratament) pdem nã bter a respsta imune esperada. Se pssível, deve-se cnsiderar adiament da vacinaçã até términ d tratament imunssupressr. N entant, vacinaçã de pacientes cm imundeficiência crônica, cm a infecçã pel HIV tant sintmátic quant assintmátic, é recmendada mesm que a respsta imune pssa ser limitada. A vacinaçã deve ser feita de acrd cm calendári nacinal. - A vacina DTPa nã deve ser administrada pr via intravensa, subcutânea u intradérmica. N mment da aplicaçã, assegure que a agulha nã penetru nenhum vas sanguíne. Nã administre na regiã glútea. - Cm cm qualquer vacina, a imunizaçã cm a vacina DTPa pde nã prteger 100% ds indivídus vacinads. - Cm tda vacina injetável, a vacina DTPa pde causar hematmas n lcal da injeçã em pacientes cm desrdens sanguineas, cm trmbcitpenia, prblemas de cagulaçã, u tratament cm anticagulantes. Se a decisã fr de administrar qualquer medicament pela via intramuscular para estas pessas, a aplicaçã deve ser realizada cm cuidad, tmand-se tdas as precauções para evitar risc de frmaçã de hematma após a injeçã. - Uma revisã feita pel Institut American de Medicina (IOM) encntru relaçã causal entre txide tetânic e a crrência de Neurite Braquial e Síndrme de Guillain-Barré. Se a Síndrme de Guillain-Barré crrer dentr de 6 semanas após a vacinaçã anterir cntend txide tetânic, a decisã de administrar a vacina deve ser cuidadsamente avaliada levand-se em cnta s ptenciais benefícis e pssíveis riscs. - O ptencial risc de dificuldades respiratórias (apneia) e necessidade de mnitrament respiratóri pr hras deve ser cnsiderad n mment da administraçã da série de imunizaçã primária a bebês muit prematurs (nascids cm u mens de 28 semanas de gestaçã), e particularmente as que tenham históric prévi de imaturidade respiratória. Cm benefíci da vacinaçã é alt neste grup de crianças, a vacinaçã nã deve ser suspensa u adiada. - Para lactentes e crianças cm mair risc de cnvulsões d que a ppulaçã em geral, um antipirétic adequad pde ser administrad n mment da vacinaçã cm uma vacina cntend cmpnente pertussis acelular e nas 24 hras seguintes, para reduzir a pssibilidade de febre pós-vacinaçã. - Episódi hiptônic-hiprrespnsiv raramente crre após a vacinaçã cm vacinas DTP cm cmpnente pertussis de células inteiras e crrem ainda mens após vacinaçã cm vacinas DTP cntend pertussis acelular. Históric de episódi hiptônic-hiprrespnsiv nã é cntraindicaçã para us da vacina pertussis acelular, mas nestes cass recmenda-se precauçã e acmpanhament. - Desmai (síncpe) tem sid ntificada após vacinaçã cm a vacina DTPa. Os vacinads deverã ser bservads pr 15 minuts após a administraçã da vacina e deverã estar em psiçã prcediments para prevenir e gerenciar estes tips de reações. Us na gravidez e lactaçã: Nã se aplica. Us pediátric: É recmendad que crianças prematuras em cndições clínicas satisfatórias sejam vacinadas cm dses inteiras da vacina seguind esquema vacinal cmplet para crianças nascidas a term, independente d pes n nasciment. Interações Medicamentsas: - A vacina DTPa pde ser usada para recnstituir a vacina Haemphilus influenzae b (cnjugada) d mesm fabricante, permitind a administraçã dessas duas vacinas em uma única aplicaçã

4 Mdel de Bula Página 4 de 7 - Verificu-se que a administraçã das vacinas atenuadas e inativadas rtineiramente utilizadas durante a mesma visita d paciente a pediatra prduziu taxas de srcnversã e taxas de reações adversas semelhantes às bservadas quand as vacinas sã administradas separadamente. Recmenda-se que as vacinas administradas simultaneamente sejam aplicadas em lcais distints e cm seringas separadas. A administraçã simultânea é sugerida, sbretud quand existe a precupaçã de que paciente pde nã retrnar para a vacinaçã subsequente. - A administraçã simultânea de vacinas infantis cm a vacina DTPa, saramp, caxumba e rubéla, plimielite ral u injetável, varicela, pneumcócica cnjugada e hepatite B, é incentivada para as crianças que estã na idade recmendada para recebê-las e quand nã existem cntraindicações específicas para paciente. - Terapias imunssupressras, incluind irradiaçã, antimetablits, agentes alquilantes, cittóxics e crticsterides (em dses maires d que a fisilógica) pdem interferir cm a respsta imune da vacina DTPa. Crianças que já tiveram difteria, tétan u pertussis também devem ser vacinadas, uma vez que essas infecções nem sempre cnferem imunidade. Infrme a seu médic se vcê está fazend us de algum utr medicament. Nã use medicament sem cnheciment d seu médic. Pde ser perigs para a sua saúde. 5. ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO? A vacina DTPa deve ser armazenada e transprtada entre +2ºC e +8ºC. Nã deve ser clcada n cngeladr u freezer ; cngelament é estritamente cntraindicad. Praz de validade: Desde que mantida sb refrigeraçã, praz de validade da vacina DTPa é de 36 meses, a partir da data de fabricaçã. A data refere-se a últim dia d mês indicad na embalagem. Númer de lte e datas de fabricaçã e validade: vide embalagem. Nã use medicament cm praz de validade vencid. Guarde- em sua embalagem riginal. Us imediat. Esta vacina é uma suspensã injetável. A suspensã injetável apresenta-se turva de clraçã branca a amarelad hmgêne. Cm qualquer medicament de us parenteral, a vacina deve ser visualmente inspecinada quant à presença de partículas em suspensã u desclraçã antes d us. Na presença de tais alterações, a vacina deverá ser descartada. Antes de usar, bserve aspect d medicament. Cas ele esteja n praz de validade e vcê bserve alguma mudança n aspect, cnsulte farmacêutic para saber se pderá utilizá-l. Td medicament deve ser mantid fra d alcance das crianças. 6. COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO? Esta vacina será administrada na sua criança pr um prfissinal da saúde. A vacina DTPa deve ser administrada pela via intramuscular. Em crianças menres de 1 an de idade, a parte anterlateral da cxa é lcal preferid para a injeçã. Para crianças maires, múscul deltide geralmente é mais indicad.

5 Mdel de Bula Página 5 de 7 Dsagem: O calendári de imunizaçã da série primária recmendada para a vacina DTPa cnsiste de 4 dses de 0,5mL, cada uma as 2, 4, 6 e 18 meses de idade. O esquema recmendad para a imunizaçã de crianças deve ser cmpletad cm uma dse única de 0,5mL de vacina DTPa entre 4 e 6 ans de idade. Dses fracinadas (dses <0,5mL) nã devem ser administradas, a segurança e eficácia de dses fracinadas nã fram determinadas. Siga a rientaçã de seu médic, respeitand sempre s hráris, as dses e a duraçã d tratament. Nã interrmpa tratament sem cnheciment d seu médic. 7. O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO? Se pr qualquer mtiv a rtina de vacinaçã nã puder ser bedecida, recmenda-se que as três primeiras dses de 0,5mL sejam administradas cm intervals de 4 a 8 semanas entre si, seguidas de uma quarta dse de 0,5mL administrada um an após a terceira dse. Em cas de dúvidas, prcure rientaçã d farmacêutic u de seu médic. 8. QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR? Cm s ensais clínics sã cnduzids sb cndições muit variadas, as taxas de reações adversas bservadas para uma vacina pdem nã ser diretamente cmparadas cm as taxas ns ensais clínics de utra, e pdem ainda nã refletir as taxas bservadas na prática. As infrmações de reações adversas em ensais clínics, n entant, frnecem uma base para identificar esses events adverss que parecem estar relacinadas a us de vacinas e para estimar as taxas ds mesms. A vacina DTPa fi administrada cm segurança em mais de crianças em ensais clínics. Nestes ensais, s pacientes que utilizaram a vacina DTPa apresentaram taxas cnsistentemente mais baixas de reações lcais e sistêmicas quand cmparada àqueles que receberam vacinas cntra cqueluche de células inteiras. A frequência de reações n lcal da injeçã aumentam cm númer de dses administradas. Embra estas reações n lcal da injeçã pssam resultar em grandes edemas, a dr é geralmente limitada. A frequência ds events adverss após qualquer dse de vacina DTPa as 2, 4, 6 e 18 meses e entre 4 e 6 ans sã apresentads a seguir: Reações adversas bservadas a partir de estuds clínics: Reaçã muit cmum (>1/10): Snlência, sensibilidade n lcal da injeçã, edema (inchaç), febre, irritabilidade, diminuiçã d apetite (anrexia). Reaçã cmum (>1/100 a 1/10): Vômit, palidez, chr. Reaçã incmum (>1/1.000 a 1/100): Cnvulsões. Reaçã rara (>1/ a 1/1.000): Events hiptônic hiprespnsivs (a criança apresenta-se pálida, mle e nãrespnsiva as pais. Nã fram assciads até hje a nenhuma sequela permanente), apatia. Os events adverss adicinais listads a seguir têm sid relatads espntaneamente durante a cmercializaçã da vacina DTPa n mund td. Cm esses events sã relatads espntaneamente

6 Mdel de Bula Página 6 de 7 de uma ppulaçã de tamanh descnhecid é impssível estimar a frequência cm que eles crrem u estabelecer uma relaçã causal cm a expsiçã à vacina. Dads de Experiência Pós-Cmercializaçã Distúrbis Sanguínes e Linfátics: Linfadenpatia; Distúrbis Cardíacs: Cianse; Distúrbis Gastrintestinais: Náusea, diarreia; Distúrbis Gerais e n lcal de administraçã: Reações n lcal da injeçã: dr, urticária, nóduls, edema; Reações grandes n lcal de injeçã (>50mm de diâmetr), incluind inchaç extens ds membrs que pde prlngar-se n lcal da injeçã além de uma u ambas as articulações têm sid relatads em crianças após administraçã da vacina DTPa. Estas reações nrmalmente cmeçam dentr hras após a vacinaçã, pde estar assciada a eritema, calr, dr u sensibilidade n lcal da injeçã e desaparecem espntaneamente dentr de 3-5 dias. O risc parece ser dependente d númer de dses prévias de vacina cntend pertussis acelular, cm mair risc após a 4ª e 5ª dses. Distúrbis d Sistema Imune: Hipersensibilidade, reações alérgicas, reações anafiláticas (edema, edema de face) Prurid, rash generalizad e utrs tips de rash (eritemats, macular, maculpapular). Infecções e Infestações: Celulite u abscess n lcal de injeçã. Distúrbis d sistema nervs: Cnvulsões: cnvulsões febris, cnvulsões de grande mal, crises parciais. Episódi hiptônic-hiprrespnsiv, hiptnia, snlência, síncpe. Distúrbis Psiquiátrics: Grits. Infrme a empresa sbre apareciment de events indesejáveis e prblemas cm este medicament, entrand em cntat através d Serviç de Infrmaçã sbre Vacinaçã (SIV). Infrme a seu médic u farmacêutic apareciment de reações indesejáveis pel us d medicament. Infrme também à empresa através d seu serviç de atendiment. 9. O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO? Nã há estuds específics sbre este assunt. Em cas de us de grande quantidade deste medicament, prcure rapidamente scrr médic e leve a embalagem u bula d medicament, se pssível. Ligue para , se vcê precisar de mais rientações.

7 Mdel de Bula Página 7 de 7 DIZERES LEGAIS Registr MS nº Farmacêutica Respnsável: Silvia Regina Brll CRF-SP nº Serviç de Infrmaçã sbre Vacinaçã: Fabricad pr: Sanfi Pasteur Limited Trnt, Ontári, Canadá Imprtad pr: Sanfi-Aventis Farmacêutica Ltda. Rua Cnde Dmings Papaiz, 413 Suzan - SP CEP CNPJ / Venda sb prescriçã médica. Esta bula fi aprvada em 08/10/2014.

vacina tétano Sanofi-Aventis Farmacêutica Ltda. Suspensão Injetável

vacina tétano Sanofi-Aventis Farmacêutica Ltda. Suspensão Injetável vacina tétan Sanfi-Aventis Farmacêutica Ltda. Suspensã Injetável - 1 dse de 0,5mL cntém: Plissacaríde capsular Vi purificad de Salmnella typhi (cepa Ty2)... 0,025mg Mdel de Bula Página 1 de 4 vacina febre

Leia mais

vacina adsorvida difteria, tétano, pertussis (acelular) e poliomielite 1, 2 e 3 (inativada)

vacina adsorvida difteria, tétano, pertussis (acelular) e poliomielite 1, 2 e 3 (inativada) Modelo de Bula Página 1 de 6 vacina adsorvida difteria, tétano, pertussis (acelular) e poliomielite 1, 2 e 3 (inativada) FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÕES Suspensão injetável. - Cartucho com 1 seringa

Leia mais

vacina adsorvida difteria, tétano e pertussis (acelular)

vacina adsorvida difteria, tétano e pertussis (acelular) vacina adsrvida difteria, tétan e pertussis (acelular) Sanfi-Aventis Farmacêutica Ltda. Suspensã injetável 1 dse de 0,5mL cntém: Txide pertussis......10 µg Hemaglutinina filamentsa......5 µg Fímbrias 2

Leia mais

PEDIACEL vacina adsorvida difteria, tétano, pertussis (acelular), Haemophilus influenzae b (conjugada) e poliomielite 1, 2 e 3 (inativada)

PEDIACEL vacina adsorvida difteria, tétano, pertussis (acelular), Haemophilus influenzae b (conjugada) e poliomielite 1, 2 e 3 (inativada) MODELO DE BULA 1 PEDIACEL vacina adsorvida difteria, tétano, pertussis (acelular), Haemophilus influenzae b (conjugada) e poliomielite 1, 2 e 3 (inativada) FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO Suspensão injetável.

Leia mais

vacina adsorvida difteria, tétano, pertussis (acelular) e poliomielite I, II e III (inativada)

vacina adsorvida difteria, tétano, pertussis (acelular) e poliomielite I, II e III (inativada) 1 vacina adsorvida difteria, tétano, pertussis (acelular) e poliomielite I, II e III (inativada) FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÕES Suspensão injetável. - Cartucho contendo 1 frasco-ampola com 0,5mL de

Leia mais

AVAXIM 80U vacina hepatite A (inativada) - 80U. A vacina hepatite A (inativada) - 80U - AVAXIM 80U deve ser administrada por VIA INTRAMUSCULAR.

AVAXIM 80U vacina hepatite A (inativada) - 80U. A vacina hepatite A (inativada) - 80U - AVAXIM 80U deve ser administrada por VIA INTRAMUSCULAR. Modelo de Bula Página 1 de 6 AVAXIM 80U vacina hepatite A (inativada) - 80U FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÕES Suspensão injetável. - Cartucho contendo uma seringa de 1 dose de 0,5mL; - Cartucho contendo

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA REFERENTE AO CALENDÁRIO NACIONAL DE VACINAÇÃO

INSTRUÇÃO NORMATIVA REFERENTE AO CALENDÁRIO NACIONAL DE VACINAÇÃO MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA DEPARTAMENTO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA Crdenaçã Geral d Prgrama Nacinal de Imunizações SCS, Quadra 4, Blc A, Edifíci Principal, 4º andar.

Leia mais

ADACEL Polio vacina adsorvida difteria, tétano, pertussis (acelular) e poliomielite I, II e III (inativada)

ADACEL Polio vacina adsorvida difteria, tétano, pertussis (acelular) e poliomielite I, II e III (inativada) MODELO DE BULA Página 1 de 7 ADACEL Polio vacina adsorvida difteria, tétano, pertussis (acelular) e poliomielite I, II e III (inativada) FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÕES Suspensão injetável. - Cartucho

Leia mais

vacina poliomielite 1, 2 e 3 (inativada)

vacina poliomielite 1, 2 e 3 (inativada) Página 1 de 5 vacina plimielite 1, 2 e 3 (inativada) FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÕES Suspensã injetável Cartuch cm 10 frascs-ampla cntend 10 dses de 0,5mL. A vacina plimielite 1, 2 e 3 (inativada) deve

Leia mais

vacina tétano Forma farmacêutica e apresentação: Suspensão injetável. - Cartucho contendo uma seringa de dose única.

vacina tétano Forma farmacêutica e apresentação: Suspensão injetável. - Cartucho contendo uma seringa de dose única. 1 vacina tétano Forma farmacêutica e apresentação: Suspensão injetável. - Cartucho contendo uma seringa de dose única. A vacina tétano deve ser administrada por via intramuscular. Não utilize a vacina

Leia mais

vacina adsorvida difteria, tétano e pertussis (acelular)

vacina adsorvida difteria, tétano e pertussis (acelular) vacina adsorvida difteria, tétano e pertussis (acelular) Forma farmacêutica e apresentações: Suspensão injetável. - Cartucho contendo 1 frasco de dose única; - Cartucho contendo 5 frascos de dose única;

Leia mais

Vacina Pentavalente. Nomenclatura. Proteção. Forma Farmacêutica Apresentação

Vacina Pentavalente. Nomenclatura. Proteção. Forma Farmacêutica Apresentação Vacina Pentavalente Nomenclatura Proteção Forma Farmacêutica Apresentação Lab. Produtor Composição Indicação Precauções Contra Indicações - Vacina adsorvida difteria, tétano, pertussis, hepatite B (recombinante)

Leia mais

vacina febre tifóide (polissacarídica)

vacina febre tifóide (polissacarídica) vacina febre tifóide (polissacarídica) Forma farmacêutica e apresentações: Suspensão injetável. - Cartucho contendo uma seringa de uma dose de 0,5 ml; - Cartucho contendo vinte seringas de uma dose de

Leia mais

vacina tétano Potência estimada com o limite inferior de confiança em P = 0.95.

vacina tétano Potência estimada com o limite inferior de confiança em P = 0.95. 1 vacina tétano Forma farmacêutica e apresentação: Suspensão injetável. - Cartucho contendo uma seringa de dose única. A vacina tétano deve ser administrada por via intramuscular. Não utilize a vacina

Leia mais

vacina meningocócica AC

vacina meningocócica AC vacina meningocócica AC Forma farmacêutica e apresentação Pó liofilizado injetável. - Cartucho contendo 1 frasco-ampola de uma dose e uma seringa com 0,5 ml de diluente. A vacina meningocócica AC deve

Leia mais

1. Conceituação Percentual de crianças imunizadas com vacinas específicas, em determinado espaço geográfico, no ano considerado.

1. Conceituação Percentual de crianças imunizadas com vacinas específicas, em determinado espaço geográfico, no ano considerado. INDICADOR: F.13 COBERTURA VACINAL 1. Cnceituaçã Percentual de crianças imunizadas cm vacinas específicas, em determinad espaç gegráfic, n an cnsiderad. 2. Interpretaçã Estima nível de prteçã da ppulaçã

Leia mais

ADACEL vacina adsorvida difteria, tétano e pertussis (acelular)

ADACEL vacina adsorvida difteria, tétano e pertussis (acelular) Modelo de Bula Página 1 de 7 ADACEL vacina adsorvida difteria, tétano e pertussis (acelular) FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO Suspensão injetável. - Cartucho contendo 1 frasco-ampola com 0,5mL de suspensão;

Leia mais

Operação Metalose orientações básicas à população

Operação Metalose orientações básicas à população Operaçã Metalse rientações básicas à ppulaçã 1. Quem é respnsável pel reclhiment de prduts adulterads? As empresas fabricantes e distribuidras. O Sistema Nacinal de Vigilância Sanitária (Anvisa e Vigilâncias

Leia mais

ANEXO CONDIÇÕES OU RESTRIÇÕES RESPEITANTES À UTILIZAÇÃO SEGURA E EFICAZ DO MEDICAMENTO A SEREM IMPLEMENTADAS PELOS ESTADOS-MEMBROS

ANEXO CONDIÇÕES OU RESTRIÇÕES RESPEITANTES À UTILIZAÇÃO SEGURA E EFICAZ DO MEDICAMENTO A SEREM IMPLEMENTADAS PELOS ESTADOS-MEMBROS ANEXO CONDIÇÕES OU RESTRIÇÕES RESPEITANTES À UTILIZAÇÃO SEGURA E EFICAZ DO MEDICAMENTO A SEREM IMPLEMENTADAS PELOS ESTADOS-MEMBROS 1 Os Estads-Membrs devem garantir que tdas as cndições u restrições relativas

Leia mais

Curso Profissional de Técnico Auxiliar de Saúde

Curso Profissional de Técnico Auxiliar de Saúde Curs Prfissinal de Técnic Auxiliar de Saúde Planificaçã Anual de Higiene, Segurança e Cuidads Gerais An Letiv 2014/2015 Códig Módul Cnteúds - - Apresentaçã 17/09/14 - - Avaliaçã Diagnóstica Inicial 6572

Leia mais

TEXTO DE BULA DA VACINA PNEUMOCÓCICA 13-VALENTE (CONJUGADA) Excipientes: cloreto de sódio, ácido succínico, polissorbato 80 e água para injeção.

TEXTO DE BULA DA VACINA PNEUMOCÓCICA 13-VALENTE (CONJUGADA) Excipientes: cloreto de sódio, ácido succínico, polissorbato 80 e água para injeção. TEXTO DE BULA DA VACINA PNEUMOCÓCICA 13-VALENTE (CONJUGADA) I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO APRESENTAÇÕES Cartucho com 1 estojo contendo 1 seringa preenchida com 0,5 ml de suspensão injetável (dose única)

Leia mais

PREVENAR 13 VACINA PNEUMOCÓCICA 13-VALENTE (CONJUGADA)

PREVENAR 13 VACINA PNEUMOCÓCICA 13-VALENTE (CONJUGADA) PREVENAR 13 VACINA PNEUMOCÓCICA 13-VALENTE (CONJUGADA) I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO APRESENTAÇÕES Cartucho com 1 estojo contendo 1 seringa preenchida com 0,5 ml de suspensão injetável (dose única)

Leia mais

vacina adsorvida difteria, tétano, pertussis (acelular), Haemophilus influenzae b (conjugada) e poliomielite 1, 2 e 3 (inativada)

vacina adsorvida difteria, tétano, pertussis (acelular), Haemophilus influenzae b (conjugada) e poliomielite 1, 2 e 3 (inativada) vacina adsorvida difteria, tétano, pertussis (acelular), Haemophilus influenzae b (conjugada) e poliomielite 1, 2 e 3 (inativada) Formas farmacêuticas e apresentações: Suspensão injetável. - Cartucho contendo

Leia mais

APRESENTAÇÃO A vacina adsorvida difteria, tétano e pertussis (acelular)- DTPa, suspensão injetável, é apresentada em seringa preenchida com 0,5 ml.

APRESENTAÇÃO A vacina adsorvida difteria, tétano e pertussis (acelular)- DTPa, suspensão injetável, é apresentada em seringa preenchida com 0,5 ml. Modelo de texto de bula profissional de saúde vacina adsorvida difteria, tétano e pertussis (acelular) LEIA ESTA BULA ATENTAMENTE ANTES DE INICIAR O TRATAMENTO. I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO vacina

Leia mais

vacina hepatite B (recombinante)

vacina hepatite B (recombinante) vacina hepatite B (recombinante) FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÕES Suspensão injetável - Cartucho contendo 1 frasco-ampola com 1 dose de 0,5mL; - Cartucho contendo 20 frascos-ampola com 1 dose de 0,5mL;

Leia mais

Vacina combinada contra difteria - tétano - pertussis acelular dtpa-r

Vacina combinada contra difteria - tétano - pertussis acelular dtpa-r Vacina combinada contra difteria - tétano - pertussis acelular dtpa-r I) Identificação do medicamento Vacina combinada contra difteria - tétano - pertussis acelular dtpa-r FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES

Leia mais

cloridrato de ambroxol Medicamento Genérico, Lei nº 9.787, de 1999

cloridrato de ambroxol Medicamento Genérico, Lei nº 9.787, de 1999 cloridrato de ambroxol Medicamento Genérico, Lei nº 9.787, de 1999 Cristália Produtos Químicos Farmacêuticos Ltda. Xarope Pediátrico 3 mg/ml Xarope Adulto 6 mg/ml Modelo de Bula para Paciente IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

Tralen 28% tioconazol. Tralen 28% solução para unhas em embalagem contendo 1 frasco com 12 ml.

Tralen 28% tioconazol. Tralen 28% solução para unhas em embalagem contendo 1 frasco com 12 ml. Tralen 28% tioconazol I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome comercial: Tralen Nome genérico: tioconazol APRESENTAÇÕES Tralen 28% solução para unhas em embalagem contendo 1 frasco com 12 ml. VIA DE ADMINISTRAÇÃO:

Leia mais

LACRIFILM (carmelose sódica)

LACRIFILM (carmelose sódica) LACRIFILM (carmelose sódica) União Química Farmacêutica Nacional S.A. solução oftálmica 5 mg/ml LACRIFILM carmelose sódica Solução oftálmica estéril IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÕES

Leia mais

Daiichi Sankyo Brasil Farmacêutica Ltda.

Daiichi Sankyo Brasil Farmacêutica Ltda. IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO BENICAR olmesartana medoxomila APRESENTAÇÕES Benicar é apresentado em embalagens com 10 ou 30 comprimidos revestidos de olmesartana medoxomila nas concentrações de 20 mg ou

Leia mais

CÓLERA/ DIARRÉIA DO VIAJANTE

CÓLERA/ DIARRÉIA DO VIAJANTE ANTITETÂNICA Indicada para prevenção do tétano. Utilizada para imunização de adultos e idosos, inclusive gestantes (após a 12ª semana). Contraindicação: Não há, exceto àquelas comuns a todas as vacinas:

Leia mais

vacina hepatite A (inativada)

vacina hepatite A (inativada) vacina hepatite A (inativada) Forma farmacêutica e apresentações: Suspensão injetável. Cartucho contendo uma seringa de uma dose de 0,5 ml. Cartucho contendo 5 seringas de uma dose de 0,5 ml. Cartucho

Leia mais

Legenda da Mensagem de Resposta à Verificação de Elegibilidade (respostaelegibilidade)

Legenda da Mensagem de Resposta à Verificação de Elegibilidade (respostaelegibilidade) Legenda da Mensagem de Respsta à Verificaçã de Elegibilidade (respstaelegibilidade) Mensagem : Respta à verificaçã de elegibilidade (respstaelegibilidade) - Flux : Operadra para Prestadr Códig da mensagem

Leia mais

Vacina hepatite B (recombinante) GlaxoSmithKline Brasil Ltda. Suspensão injetável 10 mcg/0,5 ml ou 20 mcg/ml.

Vacina hepatite B (recombinante) GlaxoSmithKline Brasil Ltda. Suspensão injetável 10 mcg/0,5 ml ou 20 mcg/ml. Vacina hepatite B (recombinante) GlaxoSmithKline Brasil Ltda. Suspensão injetável 10 mcg/0,5 ml ou 20 mcg/ml. I IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO vacina hepatite B (recombinante) APRESENTAÇÕES A vacina hepatite

Leia mais

Anexo A BACIGEN. Neomiciana + Bacitracina Zincica CAZI QUIMICA FARMACÊUTICA IND. E COM. LTDA. Pomada. 5mg + 250 UI/g

Anexo A BACIGEN. Neomiciana + Bacitracina Zincica CAZI QUIMICA FARMACÊUTICA IND. E COM. LTDA. Pomada. 5mg + 250 UI/g Anexo A BACIGEN Neomiciana + Bacitracina Zincica CAZI QUIMICA FARMACÊUTICA IND. E COM. LTDA Pomada 5mg + 250 UI/g BACIGEN sulfato de neomicina, bacitracina zíncica APRESENTAÇÃO Pomada contendo 5mg/g de

Leia mais

Tralen 1% tioconazol. Tralen 1% pó dermatológico em embalagem contendo 1 frasco plástico com 30 gramas.

Tralen 1% tioconazol. Tralen 1% pó dermatológico em embalagem contendo 1 frasco plástico com 30 gramas. Tralen 1% tioconazol I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome comercial: Tralen Nome genérico: tioconazol APRESENTAÇÕES Tralen 1% pó dermatológico em embalagem contendo 1 frasco plástico com 30 gramas. VIA

Leia mais

Extrator de Sucos Modelo

Extrator de Sucos Modelo O PREÇO ALIADO À QUALIDADE METALÚRGICA SIEMSEN LTDA. Rua: Anita Garibaldi, nº 22 - Bairr: Sã Luiz - CEP: 8851-10 Brusque - Santa Catarina - Brasil Fne: +55 (0 )7 211 000 / 255 2000 Fax: +55 (0 )7 211 020

Leia mais

Anexo 03 Recomendação nº 3: estatuto padrão, estatuto fundamental e contrato social

Anexo 03 Recomendação nº 3: estatuto padrão, estatuto fundamental e contrato social Anex 03 Recmendaçã nº 3: estatut padrã, estatut fundamental e cntrat scial 1. Resum 01 Atualmente, Estatut da Crpraçã da Internet para a atribuiçã de nmes e númers (ICANN) tem um mecanism únic para alterações.

Leia mais

URO-VAXOM. Lisado bacteriano de Escherichia coli APSEN

URO-VAXOM. Lisado bacteriano de Escherichia coli APSEN URO-VAXOM Lisado bacteriano de Escherichia coli APSEN FORMA FARMACÊUTICA Cápsula gelatinosa APRESENTAÇÕES Cápsulas de 6 mg de lisado bacteriano de Escherichia coli. Caixas com 10 e 30 cápsulas USO ORAL

Leia mais

Componente % do peso ACGIH TLV OSHA PEL: DICLOROMETANO 75-09-2. 60-100 50 ppm TWA; 174 mg/m3 TWA

Componente % do peso ACGIH TLV OSHA PEL: DICLOROMETANO 75-09-2. 60-100 50 ppm TWA; 174 mg/m3 TWA 1. Identificaçã da substância u prepar e da empresa Detalhes d Prdut: Nme d Prdut: PX REMOVEDOR DE JUNTAS 12OZ AE Códig d Item: 80646 Tip de prdut: Limpadr Aersl Fabricante / Frnecedr: ANAEROBICOS BRASIL

Leia mais

vacina febre amarela (atenuada)

vacina febre amarela (atenuada) Modelo de Bula Página 1 de 6 vacina febre amarela (atenuada) FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÕES Pó liofilizado para suspensão injetável + diluente para reconstituição. Cartucho contendo 1 frasco-ampola

Leia mais

VACINA CONTRA HEPATITE A (VÍRUS INATIVADOS) USO PEDIÁTRICO

VACINA CONTRA HEPATITE A (VÍRUS INATIVADOS) USO PEDIÁTRICO VACINA CONTRA HEPATITE A (VÍRUS INATIVADOS) USO PEDIÁTRICO FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES Suspensão injetável. - Cartucho contendo uma seringa de uma dose de 0,5 ml; - Cartucho contendo 10 seringas

Leia mais

AMBULATÓRIO DE ENDOCRINOLOGIA OBSTÉTRICA ENDOB. 1- Hipóteses diagnósticas que devem ser encaminhadas para este ambulatório

AMBULATÓRIO DE ENDOCRINOLOGIA OBSTÉTRICA ENDOB. 1- Hipóteses diagnósticas que devem ser encaminhadas para este ambulatório AMBULATÓRIO DE ENDOCRINOLOGIA OBSTÉTRICA ENDOB 1- Hipóteses diagnósticas que devem ser encaminhadas para este ambulatóri 1a) Diabetes Mellitus Tip 1, Tip 2, Gestacinal (DMG) Outrs tips específics de diabetes,

Leia mais

SEGURANÇA DO PACIENTE: A PRESCRIÇÃO MÉDICA E A PREVENÇÃO

SEGURANÇA DO PACIENTE: A PRESCRIÇÃO MÉDICA E A PREVENÇÃO SEGURANÇA DO PACIENTE: A PRESCRIÇÃO MÉDICA E A PREVENÇÃO DE EVENTOS ADVERSOS Palestrante: Mauríci Laur de Oliveira Junir PRESCRIÇÃO E OS EVENTOS ADIVERSOS A ANVISA define err de medicaçã cm qualquer event

Leia mais

vacina pneumocócica 23-valente (polissacarídica)

vacina pneumocócica 23-valente (polissacarídica) 1 vacina pneumocócica 23-valente (polissacarídica) Forma farmacêutica e apresentações: Solução injetável. - Cartucho com uma seringa contendo uma dose de 0,5 ml. - Cartucho com um frasco-ampola contendo

Leia mais

APRESENTAÇÕES Solução oral extrato etanólico das raízes de Pelargonium sidoides D.C. Eps 7630-825 mg. Embalagens com 20 ml e 50 ml.

APRESENTAÇÕES Solução oral extrato etanólico das raízes de Pelargonium sidoides D.C. Eps 7630-825 mg. Embalagens com 20 ml e 50 ml. Umckan Pelargonium sidoides Extrato Eps 7630 Nomenclatura botânica: Pelargonium sidoides, D.C. Nomenclatura popular: Umckaloabo Família: Geraniaceae Parte utilizada: raízes APRESENTAÇÕES Solução oral extrato

Leia mais

POSTEC. hialuronidase + valerato de betametasona APSEN

POSTEC. hialuronidase + valerato de betametasona APSEN POSTEC hialuronidase + valerato de betametasona APSEN FORMA FARMACÊUTICA Pomada APRESENTAÇÕES Pomada com 2,5 mg de valerato de betametasona e 150 UTR de hialuronidase em bisnaga contendo 10 g e 20 g. USO

Leia mais

REQUISITOS PRINCIPAIS: Regulamentação final sobre controles preventivos de alimentos para consumo humano Visão rápida

REQUISITOS PRINCIPAIS: Regulamentação final sobre controles preventivos de alimentos para consumo humano Visão rápida O FDA ferece esta traduçã cm um serviç para um grande públic internacinal. Esperams que vcê a ache útil. Embra a agência tenha tentad bter uma traduçã mais fiel pssível à versã em inglês, recnhecems que

Leia mais

LASTACAFT ALLERGAN PRODUTOS FARMACÊUTICOS LTDA

LASTACAFT ALLERGAN PRODUTOS FARMACÊUTICOS LTDA LASTACAFT ALLERGAN PRODUTOS FARMACÊUTICOS LTDA Solução Oftálmica Estéril Alcaftadina (0,25%) BULA PARA O PACIENTE Bula para o Paciente - CCDS 2.0 Nov2014 Pág. 1 de 6 APRESENTAÇÃO Solução Oftálmica Estéril

Leia mais

5 o Encontro da Escola de

5 o Encontro da Escola de 5 Encntr da Escla de SAÚDE E ALIMENTAÇÃO: UMA VISÃO INTERPROFISSIONAL PROGRAMAÇÃO 13 DE MAIO DE 2014 PALESTRAS E MESAS REDONDAS PARTICIPE E ACOMPANHE Infrmações e inscrições: www.anhembi.br 5 Encntr da

Leia mais

paracetamol Biosintética Farmacêutica Ltda. Solução oral 200 mg/ml

paracetamol Biosintética Farmacêutica Ltda. Solução oral 200 mg/ml paracetamol Biosintética Farmacêutica Ltda. Solução oral 200 mg/ml BULA PARA PACIENTE Bula de acordo com a Resolução-RDC nº 47/2009 I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO paracetamol Medicamento Genérico Lei

Leia mais

vacina influenza (inativada, subunitária)

vacina influenza (inativada, subunitária) 1 MODELO DE BULA DO PACIENTE I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO vacina influenza (inativada, subunitária) Cepas 2014 APRESENTAÇÃO Suspensão injetável, apresentada em embalagens contendo: 1 ou 10 seringa(s)

Leia mais

IMUNOBIOLÓGICOS UTILIZADOS NA UNIDADE NEONATAL

IMUNOBIOLÓGICOS UTILIZADOS NA UNIDADE NEONATAL USO DE IMUNOBIOLÓGICOS NA ENFERMAGEM UNIDADE NEONATAL Rotinas Assistenciais da Maternidade-Escola da Universidade Federal do Rio de Janeiro A garantia da imunização por meio das vacinas básicas disponibilizadas

Leia mais

Anexo A DORFEN CAZI QUIMICA FARMACÊUTICA IND. E COM. LTDA. Solução oral. 200mg

Anexo A DORFEN CAZI QUIMICA FARMACÊUTICA IND. E COM. LTDA. Solução oral. 200mg Anexo A DORFEN CAZI QUIMICA FARMACÊUTICA IND. E COM. LTDA Solução oral 200mg DORFEN Paracetamol I IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO DORFEN Paracetamol FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO Solução oral em frasco

Leia mais

tobramicina GERMED FARMACÊUTICA LTDA Solução oftálmica estéril 3 mg/ml

tobramicina GERMED FARMACÊUTICA LTDA Solução oftálmica estéril 3 mg/ml tobramicina GERMED FARMACÊUTICA LTDA Solução oftálmica estéril 3 mg/ml I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO tobramicina 3 mg/ml solução oftálmica estéril Medicamento Genérico, Lei n 9.787, de 1999. APRESENTAÇÃO

Leia mais

olmesartana medoxomila Comprimido revestido - 20 mg Comprimido revestido - 40 mg

olmesartana medoxomila Comprimido revestido - 20 mg Comprimido revestido - 40 mg olmesartana medoxomila Comprimido revestido - 20 mg Comprimido revestido - 40 mg BULA PARA PACIENTE Bula de acordo com a Resolução-RDC nº 47/2009 olmesartana medoxomila Medicamento genérico Lei nº 9.787,

Leia mais

USO ADULTO E PEDIÁTRICO A PARTIR DE 3 MESES DE IDADE

USO ADULTO E PEDIÁTRICO A PARTIR DE 3 MESES DE IDADE TEXTO DE BULA DE MENINGITEC (VACINA MENINGOCÓCICA C (CONJUGADA)) I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO APRESENTAÇÃO Cartucho com 1 estojo contendo 1 seringa preenchida com 0,5 ml de suspensão injetável (dose

Leia mais

aciclovir Merck S/A Creme 50 mg/g

aciclovir Merck S/A Creme 50 mg/g aciclovir Merck S/A Creme 50 mg/g aciclovir Medicamento genérico Lei nº 9.797, de 1999 APRESENTAÇÃO Aciclovir creme é apresentado em bisnagas contendo 10 g. USO TÓPICO USO ADULTO E PEDIÁTRICO COMPOSIÇÃO

Leia mais

FISPQ Nº 025/2008 FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO - NBR 14725

FISPQ Nº 025/2008 FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO - NBR 14725 Nme d Prdut: POLÉSTER VF BRANCO 028/04 Data da última revisã: 20.02.2008 Códig Nº: PA32.096 Página 1 de 5 FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO - NBR 14725 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E

Leia mais

Unidade 7: Sínteses de evidências para políticas

Unidade 7: Sínteses de evidências para políticas Unidade 7: Sínteses de evidências para plíticas Objetiv da Unidade Desenvlver um entendiment cmum d que é uma síntese de evidências para plíticas, que inclui e cm pde ser usada 3 O que é uma síntese de

Leia mais

Inscrição do Candidato ao Processo de Credenciamento

Inscrição do Candidato ao Processo de Credenciamento Inscriçã d Candidat a Prcess de Credenciament O link de inscriçã permitirá que candidat registre suas infrmações para participar d Prcess de Credenciament, cnfrme Edital. Após tmar ciência de td cnteúd

Leia mais

LORITIL Geolab Indústria Farmacêutica S/A Comprimido 10mg

LORITIL Geolab Indústria Farmacêutica S/A Comprimido 10mg LORITIL Geolab Indústria Farmacêutica S/A Comprimido 10mg MODELO DE BULA PARA O PACIENTE Esta bula é continuamente atualizada. Favor proceder a sua leitura antes de utilizar o medicamento. Loritil loratadina

Leia mais

b) A célula produz o vírus, mas ao sair ele não a explode.

b) A célula produz o vírus, mas ao sair ele não a explode. Vírus Seres acelulares à nã pssuem metablism à pr causa diss estã estre s seres vivs e a matéria bruta. Só se reprduzem nas células à quand estã fra da célula se cristalizam, ficand inertes (sem mviment)

Leia mais

Abbott Laboratórios do Brasil Ltda Rua Michigan 735, Brooklin São Paulo - SP CEP: 04566-905

Abbott Laboratórios do Brasil Ltda Rua Michigan 735, Brooklin São Paulo - SP CEP: 04566-905 MODELO DE BULA PARA O PACIENTE SYNAGIS palivizumabe I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO APRESENTAÇÕES Pó liófilo injetável de: - 100 mg em embalagem com 01 frasco-ampola para dose única contendo palivizumabe

Leia mais

Rede Pública ou Particular?

Rede Pública ou Particular? Vacinar seu filho na feito com carinho para você ganhar tempo! Rede Pública ou Particular? guia rápido das vacinas e principais diferenças Um guia de utilidade pública com as fichas de 10 vacinas para

Leia mais

Workshop Nova Legislação que regula a aplicação de Produtos Fitofarmacêuticos (PF)

Workshop Nova Legislação que regula a aplicação de Produtos Fitofarmacêuticos (PF) Wrkshp Nva Legislaçã que regula a aplicaçã de Prduts Fitfarmacêutics (PF) Quinta d Vallad, Vilarinh ds Freires Branca Teixeira 23 de mai de 2013 Nva Legislaçã Lei nº26/2013 de 11 de abril Regula as actividades

Leia mais

DIMETIGASS simeticona

DIMETIGASS simeticona DIMETIGASS simeticona CIMED INDÚSTRIA DE MEDICAMENTOS LTDA. EMULSÃO ORAL (GOTAS) 75 MG/ML I- IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Dimetigass simeticona APRESENTAÇÕES Emulsão oral: Caixa com 1 frasco conta-gotas

Leia mais

LABIRIN. dicloridrato de betaistina APSEN. FORMA FARMACÊUTICA Comprimidos. APRESENTAÇÕES Comprimidos de 24 mg. Caixa com 30 comprimidos.

LABIRIN. dicloridrato de betaistina APSEN. FORMA FARMACÊUTICA Comprimidos. APRESENTAÇÕES Comprimidos de 24 mg. Caixa com 30 comprimidos. LABIRIN dicloridrato de betaistina APSEN FORMA FARMACÊUTICA Comprimidos APRESENTAÇÕES Comprimidos de 24 mg. Caixa com 30 comprimidos. USO ORAL USO ADULTO COMPOSIÇÃO Cada comprimido contém: 24 mg dicloridrato

Leia mais

Vacina adsorvida meningocócica B (recombinante)

Vacina adsorvida meningocócica B (recombinante) Vacina adsorvida meningocócica B (recombinante) Novartis Biociências S.A. Suspensão injetável 50 mcg + 50 mcg + 50 mcg + 25 mcg / 0,5 ml 1 Vacina adsorvida meningocócica B (recombinante) APRESENTAÇÕES

Leia mais

Fluarix Tetra GlaxoSmithkline Brasil Ltda Suspensão Injetável 0,5 ml

Fluarix Tetra GlaxoSmithkline Brasil Ltda Suspensão Injetável 0,5 ml GlaxoSmithkline Brasil Ltda Suspensão Injetável 0,5 ml LEIA ATENTAMENTE ESTA BULA ANTES DE INICIAR O TRATAMENTO. I IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Fluarix Tetra APRESENTAÇÃO Suspensão injetável para administração

Leia mais

INFORMAÇÃO COMPLEMENTAR

INFORMAÇÃO COMPLEMENTAR INFORMAÇÃO COMPLEMENTAR A pertinência e valr demnstrad das valências d Cartã de Saúde Cfre, em razã d flux de adesões e pedids de esclareciment, trnam essencial dar evidência e respsta a algumas situações

Leia mais

Direitos e Obrigações no âmbito dos Acidentes Profissionais e Doenças Profissionais

Direitos e Obrigações no âmbito dos Acidentes Profissionais e Doenças Profissionais Cmunicaçã Direits e Obrigações n âmbit ds Acidentes Prfissinais e Denças Prfissinais Direits e Obrigações n âmbit ds Acidentes Prfissinais e Denças Prfissinais (Lei nº 98/2009 de 4 de Setembr) 1- QUEM

Leia mais

INFLUENZA A H1N1 PREVENÇÃO E PRECAUÇÃO

INFLUENZA A H1N1 PREVENÇÃO E PRECAUÇÃO Universidade de Caxias d Sul Cmitê de Prevençã da Gripe INFLUENZA A H1N1 PREVENÇÃO E PRECAUÇÃO Orientações para aluns, prfessres e funcináris. Caxias d Sul, 14 de agst de 2009. INFLUENZA A H1N1 - PREVENÇÃO

Leia mais

loratadina Merck S/A Comprimidos revestidos 10 mg

loratadina Merck S/A Comprimidos revestidos 10 mg loratadina Merck S/A revestidos 10 mg loratadina Medicamento genérico Lei nº 9.797, de 1999 APRESENTAÇÕES revestidos de 10 mg em embalagem com 12 comprimidos. USO ORAL USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE

Leia mais

PROCESSO EXTERNO DE CERTIFICAÇÃO

PROCESSO EXTERNO DE CERTIFICAÇÃO 1 de 7 1. OBJETIVO Este prcediment estabelece prcess para cncessã, manutençã, exclusã e extensã da certificaçã de sistema de segurança cnfrme ABNT NBR 15540. 2. DOCUMENTOS COMPLEMENTARES - ABNT NBR 15540:2013:

Leia mais

NEOTRICIN. sulfato de neomicina, bacitracina zíncica LEGRAND PHARMA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA LTDA. Pomada dermatológica.

NEOTRICIN. sulfato de neomicina, bacitracina zíncica LEGRAND PHARMA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA LTDA. Pomada dermatológica. NEOTRICIN sulfato de neomicina, bacitracina zíncica LEGRAND PHARMA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA LTDA. Pomada dermatológica 5mg/g + 250UI/g NEOTRICIN IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO sulfato de neomicina, bacitracina

Leia mais

FRUTOSSE Laboratório Farmacêutico Caresse Ltda Xarope adulto 6 mg/ml Xarope pediátrico 3 mg/ml

FRUTOSSE Laboratório Farmacêutico Caresse Ltda Xarope adulto 6 mg/ml Xarope pediátrico 3 mg/ml FRUTOSSE Laboratório Farmacêutico Caresse Ltda Xarope adulto 6 mg/ml Xarope pediátrico 3 mg/ml FRUTOSSE XAROPE BULA PACIENTE FRUTOSSE cloridrato de ambroxol APRESENTAÇÕES Xarope adulto de 6 mg/ml: frasco

Leia mais

Manual de Instruções. Kit Estrogonofe ABN-AB-ABK-ABL SKYMSEN LINHA DIRETA

Manual de Instruções. Kit Estrogonofe ABN-AB-ABK-ABL SKYMSEN LINHA DIRETA METALÚRGICA SIEMSEN LTDA. Manual de Instruções Kit Estrgnfe ABN-AB-ABK-ABL METALÚRGICA SIEMSEN LTDA. METALÚRGICA SIEMSEN LTDA. Rua Anita Garibaldi, nº 262 Bairr: S Luiz CEP: 88351-410 Brusque Santa Catarina

Leia mais

Calendário de Vacinação do Prematuro e da Criança

Calendário de Vacinação do Prematuro e da Criança Calendário de Vacinação do Prematuro e da Criança Central de Atendimento: (61) 3329-8000 Calendário de Vacinação do Prematuro Vacinas BCG ID (intradérmica) Hepatite B (HBV) Pneumocócica conjugada Recomendações

Leia mais

COMPOSIÇÃO Cada 1 g de pó contém: benzocaína... 0,006 g bicarbonato de sódio... 0,884 g clorato de potássio... 0,11g

COMPOSIÇÃO Cada 1 g de pó contém: benzocaína... 0,006 g bicarbonato de sódio... 0,884 g clorato de potássio... 0,11g IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO: Albicon benzocaína, bicarbonato de sódio, clorato de potássio APRESENTAÇÕES Pó para uso tópico. Cada grama contém 0,006 g de benzocaína, 0,884 g de bicarbonato de sódio e

Leia mais

Âmbito do Documento. Modelo de Comunicação. Modelo de Comunicação. Prescrição Eletrónica Médica - Aplicação

Âmbito do Documento. Modelo de Comunicação. Modelo de Comunicação. Prescrição Eletrónica Médica - Aplicação Mdel de Cmunicaçã Prescriçã Eletrónica Médica - Aplicaçã Âmbit d Dcument O presente dcument traduz mdel de cmunicaçã entre Centr de Suprte da SPMS e clientes da aplicaçã de Prescriçã Eletrónica Médica

Leia mais

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO 1 1. NOME DO MEDICAMENTO Vaniqa 11,5% creme 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA Cada grama de creme cntém 115 mg de eflrnitina (cm hidrclret mnhidrat).

Leia mais

Vacina de Rotavírus Humano Vivo Atenuado

Vacina de Rotavírus Humano Vivo Atenuado cepa RIX4414 (vírus atenuados) I ) Identificação do medicamento FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES USO PEDIÁTRICO Vacina liofilizada para ser reconstituída antes da administração oral. A VACINA DE ROTAVÍRUS

Leia mais

Modelo de texto de bula profissional de saúde vacina adsorvida difteria, tétano, pertussis (acelular) e Haemophilus influenzae b (conjugada)

Modelo de texto de bula profissional de saúde vacina adsorvida difteria, tétano, pertussis (acelular) e Haemophilus influenzae b (conjugada) LEIA ESTA BULA ATENTAMENTE ANTES DE INICIAR O TRATAMENTO. I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO DTPa Hib APRESENTAÇÃO vacina Hib (pó liofilizado) para reconstituição com a vacina DTPa (suspensão injetável)

Leia mais

Novo Sistema Almoxarifado

Novo Sistema Almoxarifado Nv Sistema Almxarifad Instruções Iniciais 1. Ícnes padrões Existem ícnes espalhads pr td sistema, cada um ferece uma açã. Dentre eles sã dis s mais imprtantes: Realiza uma pesquisa para preencher s camps

Leia mais

Escla Superir Agrária de Cimbra Prcessament Geral de Aliments LEAL 2009/2010 Aqueciment Óhmic Brenda Mel, nº 20803030 Inês Ricard, nº 20090157 Nádia Faria, nº 20803060 O que é? Prcess nde a crrente eléctrica

Leia mais

Dermacerium HS Gel. Gel. Sulfadiazina de Prata 1% + Nitrato de Cério 0,4%

Dermacerium HS Gel. Gel. Sulfadiazina de Prata 1% + Nitrato de Cério 0,4% Dermacerium HS Gel Gel Sulfadiazina de Prata 1% + Nitrato de Cério 0,4% DERMACERIUM HS GEL (sulfadiazina de prata + nitrato de cério) APRESENTAÇÕES: Gel contendo sulfadiazina de prata 1% + nitrato de cério

Leia mais

APRESENTAÇÕES Solução e pó para preparação de uso oral. Embalagem com 10 e 20 frascos de 10 ml para preparação antes do uso.

APRESENTAÇÕES Solução e pó para preparação de uso oral. Embalagem com 10 e 20 frascos de 10 ml para preparação antes do uso. IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Forten poliaminoácidos APRESENTAÇÕES Solução e pó para preparação de uso oral. Embalagem com 10 e 20 frascos de 10 ml para preparação antes do uso. USO ORAL USO ADULTO E PEDIÁTRICO

Leia mais

Competências Clínicas para a Prática de Profissionais com Certificado Internacional de Consultor em Amamentação

Competências Clínicas para a Prática de Profissionais com Certificado Internacional de Consultor em Amamentação Cmpetências Clínicas para a Prática de Prfissinais cm Certificad Internacinal de Cnsultr em Amamentaçã Prfissinais cm Certificad Internacinal de Cnsultr em Amamentaçã (Cnsultres em Amamentaçã) demnstram

Leia mais

Capilarema. Laboratórios Baldacci Ltda. Comprimidos. 75 mg

Capilarema. Laboratórios Baldacci Ltda. Comprimidos. 75 mg Capilarema Laboratórios Baldacci Ltda. Comprimidos 75 mg CAPILAREMA aminaftona APRESENTAÇÕES Comprimidos simples de 75 mg cartucho contendo 30 ou 60 comprimidos. VIA ORAL - USO ADULTO COMPOSIÇÃO Cada comprimido

Leia mais

Vacina combinada contra sarampo, caxumba e rubéola (vírus vivo)

Vacina combinada contra sarampo, caxumba e rubéola (vírus vivo) Vacina combinada contra sarampo, caxumba e rubéola (vírus vivo) I) Identificação do medicamento FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES USO ADULTO E PEDIÁTRICO Vacina liofilizada para reconstituição com o

Leia mais

ABN-HD. Manual de Instruções. Kit Estrogonofe SKYMSEN LINHA DIRETA

ABN-HD. Manual de Instruções. Kit Estrogonofe SKYMSEN LINHA DIRETA METALÚRGICA SIEMSEN LTDA. Manual de Instruções METALÚRGICA SIEMSEN LTDA. METALÚRGICA SIEMSEN LTDA. Rua Anita Garibaldi, nº 262 Bairr: S Luiz CEP: 8835-40 Brusque Santa Catarina Brasil Fne: (47) 32-6000

Leia mais

vacina influenza trivalente (fragmentada e inativada) A vacina influenza trivalente (fragmentada e inativada) deve ser administrada por VIA

vacina influenza trivalente (fragmentada e inativada) A vacina influenza trivalente (fragmentada e inativada) deve ser administrada por VIA MODELO DE BULA Página 1 de 7 vacina influenza trivalente (fragmentada e inativada) CEPAS 2014 - Hemisfério Sul FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÕES Suspensão injetável. - Cartucho contendo uma seringa com

Leia mais

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO 1 1. NOME DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO Equilis Prequenza Te, suspensão injetável para equinos 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA Por dose de 1 ml:

Leia mais

Vensis Manutenção. Rua Américo Vespúcio, 71 Porto Alegre / RS (51) 3012-4444 comercial@vensis.com.br www.vensis.com.br

Vensis Manutenção. Rua Américo Vespúcio, 71 Porto Alegre / RS (51) 3012-4444 comercial@vensis.com.br www.vensis.com.br Vensis Manutençã Vensis Manutençã É módul que permite gerenciament da manutençã de máquinas e equipaments. Prgramaçã de manutenções preventivas u registr de manutenções crretivas pdem ser feits de frma

Leia mais

TETMOSOL Sabonete sulfiram. Sabonete com 4 g de sulfiram em embalagem contendo 1 sabonete de 80 g.

TETMOSOL Sabonete sulfiram. Sabonete com 4 g de sulfiram em embalagem contendo 1 sabonete de 80 g. TETMOSOL Sabonete sulfiram I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO TETMOSOL Sabonete sulfiram APRESENTAÇÕES Sabonete com 4 g de sulfiram em embalagem contendo 1 sabonete de 80 g. USO TÓPICO USO ADULTO E PEDIÁTRICO

Leia mais

maleato de timolol Solução oftálmica 0,5% Cristália Prod. Quím. Farm. Ltda. MODELO DE BULA PARA O PACIENTE

maleato de timolol Solução oftálmica 0,5% Cristália Prod. Quím. Farm. Ltda. MODELO DE BULA PARA O PACIENTE maleato de timolol Solução oftálmica 0,5% Cristália Prod. Quím. Farm. Ltda. MODELO DE BULA PARA O PACIENTE 1 IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO maleato de timolol 0,5% Medicamento genérico Lei nº 9.787 de 1999

Leia mais

FISPQ Nº 270/2008 FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO - NBR 14725

FISPQ Nº 270/2008 FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO - NBR 14725 Nme d Prdut: POLASTA F AZUL TITANIUM MET 214 Data: 10.10.2008 Revisã: 0 Códig Nº: PA 38.214. Página 1 de 5 FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO - NBR 14725 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E

Leia mais

vacina febre tifóide (polissacarídica)

vacina febre tifóide (polissacarídica) Página 1 de 7 vacina febre tifóide (polissacarídica) Sanofi-Aventis Farmacêutica Ltda. Solução Injetável 0,025mg de polissacarídeo capsular Vi purificado de Salmonella typhi (cepa Ty2)/dose Página 2 de

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO. Pantelmin mebendazol. suspensão. Anti-helmíntico de amplo espectro

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO. Pantelmin mebendazol. suspensão. Anti-helmíntico de amplo espectro IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Pantelmin mebendazol suspensão Anti-helmíntico de amplo espectro APRESENTAÇÃO Suspensão de 100 mg de mebendazol por 5 ml do copo-medida que acompanha o medicamento (20 mg/ml

Leia mais