Treinamento CATIA V5. Part Design BÁSICO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Treinamento CATIA V5. Part Design BÁSICO"

Transcrição

1 Treinamento CATIA V5 Part Design BÁSICO

2 PART DESIGN - BÁSICO 1

3 PART DESIGN - BÁSICO 2

4 Introdução ao Part Design PART DESIGN - BÁSICO 3

5 PART DESIGN - BÁSICO 4

6 Interface com o usuário: Part design. PART DESIGN - BÁSICO 5

7 Uma peça ( Part ) é a combinação de uma ou mais características e corpos. A primeira característica é gerada a partir do Sketcher (perfil), por extrusão ou revolução. As características são componentes baseados nos Sketches, ou em outras características existentes (acabamento e transformação). Elas podem ser geradas a partir de superfícies. Um body é uma configuração de características que podem ser montadas em uma peça através de operações booleanas (Assemble, remove...). PART DESIGN - BÁSICO 6

8 Características Baseadas em SKETCHER ( Sketch Based Features ) PART DESIGN - BÁSICO 7

9 Criando PADS PART DESIGN - BÁSICO 8

10 PADS - Reverse Side PART DESIGN - BÁSICO 9

11 Criando POCKETS PART DESIGN - BÁSICO 10

12 POCKETS - Reverse Side PART DESIGN - BÁSICO 11

13 Limitando Características PART DESIGN - BÁSICO 12

14 Criando SHAFTS PART DESIGN - BÁSICO 13

15 SHAFTS - Reverse Side PART DESIGN - BÁSICO 14

16 Informações Adicionais PART DESIGN - BÁSICO 15

17 Criando GROOVES PART DESIGN - BÁSICO 16

18 GROOVES - Reverse Side PART DESIGN - BÁSICO 17

19 Criando perfis durante a criação de Pads, Pockets, Shafts e Grooves PART DESIGN - BÁSICO 18

20 Criando HOLES PART DESIGN - BÁSICO 19

21 Criando HOLES PART DESIGN - BÁSICO 20

22 Criando HOLES PART DESIGN - BÁSICO 21

23 Características de Acabamento ( DressUp Features ) Alavanca : Exercício de recaptulação. PART DESIGN - BÁSICO 22

24 Criando DRAFTS PART DESIGN - BÁSICO 23

25 Criando DRAFTS PART DESIGN - BÁSICO 24

26 Criando DRAFTS PART DESIGN - BÁSICO 25

27 Criando FILLETS PART DESIGN - BÁSICO 26

28 Criando FILLETS PART DESIGN - BÁSICO 27

29 Criando FILLETS PART DESIGN - BÁSICO 28

30 Criando FILLETS PART DESIGN - BÁSICO 29

31 Criando CHANFROS PART DESIGN - BÁSICO 30

32 Criando SHELLS PART DESIGN - BÁSICO 31

33 Criando THICKNESS PART DESIGN - BÁSICO 32

34 Criando Thread/Tap ( ROSCAS) PART DESIGN - BÁSICO 33

35 Pads e Pockets com Draft e Fillets Pads PART DESIGN - BÁSICO 34

36 Pads e Pockets com Draft e Fillets Pockets PART DESIGN - BÁSICO 35

37 Aplicando Transformações PART DESIGN - BÁSICO 36

38 Aplicando Translações PART DESIGN - BÁSICO 37

39 Aplicando Rotações PART DESIGN - BÁSICO 38

40 Aplicando Simetrias PART DESIGN - BÁSICO 39

41 Aplicando Mirrors PART DESIGN - BÁSICO 40

42 Aplicando Escalas PART DESIGN - BÁSICO 41

43 Aplicando Patterns ( Padrões ) PART DESIGN - BÁSICO 42

44 Aplicando Patterns ( Padrões ) PART DESIGN - BÁSICO 43

45 Aplicando Patterns ( Padrões ) PART DESIGN - BÁSICO 44

46 Modificando Peças PART DESIGN - BÁSICO 45

47 Modificando os Perfis PART DESIGN - BÁSICO 46

48 Reordenando Características ( Features ) PART DESIGN - BÁSICO 47

49 Modificando Características ( Features ) PART DESIGN - BÁSICO 48

50 Efetuando Medições PART DESIGN - BÁSICO 49

51 Aplicando Materiais PART DESIGN - BÁSICO 50

TEMÁRIO CATIA V5 CATIA V5 FUNDAMENTALS 40 HORAS

TEMÁRIO CATIA V5 CATIA V5 FUNDAMENTALS 40 HORAS TEMÁRIO CATIA V5 CATIA V5 FUNDAMENTALS 40 HORAS EDU-CAT-E-V5F-F Objectivo Geral: O FORMANDO DEVERÁ SER CAPAZ DE UTILIZAR DE FORMA ADEQUADA O CATIA V5 COMO FERRAMENTA AUXILIAR DE TRABALHO. Objectivos Específicos:

Leia mais

Part Design. Estrutura da árvore. Estrutura do módulo. As principais ferramentas do módulo Part Design são:

Part Design. Estrutura da árvore. Estrutura do módulo. As principais ferramentas do módulo Part Design são: Part Design Estrutura da árvore Part1 O histórico de criação e modificação do modelo tridimensional estará relacionado na estrutura da árvore, além dos planos XY, YZ e ZX. PartBody Organiza a árvore em

Leia mais

Introdução ao SolidWorks (I): Funcionalidades Básicas. João Manuel R. S. Tavares Joaquim Oliveira Fonseca

Introdução ao SolidWorks (I): Funcionalidades Básicas. João Manuel R. S. Tavares Joaquim Oliveira Fonseca Introdução ao SolidWorks (I): Funcionalidades Básicas João Manuel R. S. Tavares Joaquim Oliveira Fonseca Bibliografia n SolidWorks 2014 Teacher Guide SolidWorks n SolidWorks 2014 Student Workbook SolidWorks

Leia mais

1 Geometria de referências: pontos, eixos e planos

1 Geometria de referências: pontos, eixos e planos 1 Geometria de referências: pontos, eixos e planos Pontos, eixos e planos são entidades bastante usadas como referências em sistemas CAE/CAE/CAM. Por isso a importância em estudar como definir pontos,

Leia mais

Treinamento CATIA V5. V4 Integration

Treinamento CATIA V5. V4 Integration Treinamento CATIA V5 V4 Integration V4 Integration 1 V4 Integration 2 Introdução ao V4 Integration V4 Integration 3 Acessando o Workbench V4 Integration 4 Interface com o Usuário V4 Integration 5 Configurações

Leia mais

Curso Autodesk Inventor CADesign Parte 1

Curso Autodesk Inventor CADesign Parte 1 Autodesk Inventor 5 - Tutorial de Modelamento 3D Pág. 1/24 Curso Autodesk Inventor CADesign Parte 1 Cristiano Nogueira Silva* Começamos nesta edição da revista apresentando um curso de Autodesk Inventor

Leia mais

Introdução ao SolidWorks (VI): Elementos de Rotação e de Sweep. João Manuel R. S. Tavares Joaquim Oliveira Fonseca

Introdução ao SolidWorks (VI): Elementos de Rotação e de Sweep. João Manuel R. S. Tavares Joaquim Oliveira Fonseca Introdução ao SolidWorks (VI): Elementos de Rotação e de Sweep João Manuel R. S. Tavares Joaquim Oliveira Fonseca Elemento de Revolução n n n Um elemento de revolução, é criado por rotação de um perfil

Leia mais

Dicas. Simplificando o Método Top Down Design. Construindo uma Montagem com a Ferramenta Skeleton

Dicas. Simplificando o Método Top Down Design. Construindo uma Montagem com a Ferramenta Skeleton Dicas Simplificando o Método Top Down Design Construindo uma Montagem com a Ferramenta Skeleton O Creo Elements/Pro, anteriormente chamado de Pro/ENGINEER, possui capacidade de criar uma estruturação parametrizada

Leia mais

SolidWork - 2006 SOLIWORKS 2006

SolidWork - 2006 SOLIWORKS 2006 SOLIWORKS 2006 Capitulo I INTRODUÇÃO SolidWork - 2006 ÍNDICE 1 Conceitos básicos 03 2 Abrindo o ambiente de trabalho 04 Capitulo II TRABALHANDO EM PART 1 Conhecendo o ambiente 05 2 Extruded Boss/Base e

Leia mais

Fluxo de Caixa por Demonstrativo Contábil

Fluxo de Caixa por Demonstrativo Contábil Fluxo de Caixa por Demonstrativo Contábil Introdução O cadastro de demonstrativos contábeis possibilita que o usuário relacione dados financeiros com os valores contábeis podendo criar visões por período

Leia mais

1. Introdução ao Adobe Illustrator CC. 2.6. Ferramentas de Seleção e Visualização. 1.1. Novidades do Illustrator CC. 3. Desenho. 1.2.

1. Introdução ao Adobe Illustrator CC. 2.6. Ferramentas de Seleção e Visualização. 1.1. Novidades do Illustrator CC. 3. Desenho. 1.2. 1. Introdução ao Adobe Illustrator CC 1.1. Novidades do Illustrator CC 1.2. Abrir o Programa 1.3. Criar um Novo Documento 1.4. Área de Trabalho 1.4.1. Paletas e Painéis 1.4.2. Menus de Contexto 1.4.3.

Leia mais

SEGURANÇA NR12 AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

SEGURANÇA NR12 AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL SEGURANÇA NR12 AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL SOLUÇÕES INDUSTRIAIS. A EMPRESA Para a SAFE, a tecnologia é somente um dos elementos de qualquer solução industrial. Suporte e serviços técnicos de alto nível são ingredientes

Leia mais

Autodesk Inventor 7. Tutorial de Modelamento 3D Básico. Modelamento de um Mancal. Autor: Cristiano Nogueira Silva

Autodesk Inventor 7. Tutorial de Modelamento 3D Básico. Modelamento de um Mancal. Autor: Cristiano Nogueira Silva Autodesk Inventor 7 Tutorial de Modelamento 3D Básico Modelamento de um Mancal Autor: Cristiano Nogueira Silva Reprodução e divulgação totalmente permitidas pelo autor. Apenas pedimos que sejam mantidas

Leia mais

COMO FAZER ROSCAS PARA DESENHO

COMO FAZER ROSCAS PARA DESENHO COMO FAZER ROSCAS PARA DESENHO Para criação de roscas existem 2 opções que o SolidWorks disponibiliza, você pode modelar a rosca ou apenas fazer uma indicação que mostra a existência da rosca mas não carrega

Leia mais

Sketch... 11 Seqüência para criar o sketcher Sketch tools Profile Operation. Constraint... 15

Sketch... 11 Seqüência para criar o sketcher Sketch tools Profile Operation. Constraint... 15 DAC 6 DESENHO E MANUFATURA AUXILIADO POR COMPUTADOR NOTAS DE AULA PROF. DANIEL CAMUSSO 2007 REVISÃO 01 ÍNDICE Iniciar o CATIA V5... 3 Interface do usuário... 3 Menu Start Barra de menus Barra de ferramentas

Leia mais

Chapas Metálicas. Capítulo. Objetivos

Chapas Metálicas. Capítulo. Objetivos Capítulo 1 Chapas Metálicas Este capítulo descreve as ferramentas e processos que foram adicionados ou aprimorados. Os novos processos ampliam a criação de chapas metálicas 3D e desenvolvimento de chapas

Leia mais

UMC Inventor 8 Procedimento para criação de um modelo de peça paramétrica simples projeto Projeto.

UMC Inventor 8 Procedimento para criação de um modelo de peça paramétrica simples projeto Projeto. UMC - Tecnologia de Automação Industrial Desenho 3 Prof.: Jorge Luis Bazan. Modulo 2 Inventor 8 Procedimento para criação de um modelo de peça paramétrica simples a) Defina um novo projeto para conter

Leia mais

Autodesk Inventor Professional 2008

Autodesk Inventor Professional 2008 Marcus Vinicius dos Reis Venditti Autodesk Inventor Professional 2008 Visual Books Sumário 1 Iniciando... 13 1.1 Janela Inicial... 13 1.2 Módulos do Inventor... 13 1.3 Elementos do Modelamento Paramétrico...

Leia mais

Comparação de capacidades no Creo Parametric 3.0

Comparação de capacidades no Creo Parametric 3.0 Comparação de capacidades no Creo O Creo Parametric oferece ferramentas de modelação potentes, confiáveis e fáceis de usar que aceleram o processo de desenvolvimento do produto. O software permite modelar

Leia mais

Aplicação de REVOLVED, ARRAY, HOLE, DATUM PLANE, SHELL, MIRROR, RULED, THROUGH CURVE, SWEPT, SWEEP. Estas ações estão sempre relacionadas com Sketch

Aplicação de REVOLVED, ARRAY, HOLE, DATUM PLANE, SHELL, MIRROR, RULED, THROUGH CURVE, SWEPT, SWEEP. Estas ações estão sempre relacionadas com Sketch Programa CAD Unigraphics-2 12 JOF-2 2-1 Application MODELING Aplicação de REVOLVED, ARRAY, HOLE, DATUM PLANE, SHELL, MIRROR, RULED, THROUGH CURVE, SWEPT, SWEEP. Estas ações estão sempre relacionadas com

Leia mais

Rational Requirements Composer Treinamento aos Analistas de Qualidade e Gestor das Áreas de Projeto

Rational Requirements Composer Treinamento aos Analistas de Qualidade e Gestor das Áreas de Projeto Rational Requirements Composer Treinamento aos Analistas de Qualidade e Gestor das Áreas de Projeto Objetivos do Treinamento Apresentar as principais funcionalidades do Rational Requirements Composer relacionadas

Leia mais

Sistema de Digitalização e Gerenciamento de Arquivos On-Line

Sistema de Digitalização e Gerenciamento de Arquivos On-Line Sistema de Digitalização e Gerenciamento de Arquivos On-Line O aplicativo Aplicativo com quase 3 anos de mercado, onde gerencia atualmente mais de 500.000 arquivos sendo eles entre digitalizados ou anexados

Leia mais

Moldes - SolidWorks. modelo do tipo Part. Defina o perf il seguinte: uma extrusão, em modo Mid Plane, de 60 mm.

Moldes - SolidWorks. modelo do tipo Part. Defina o perf il seguinte: uma extrusão, em modo Mid Plane, de 60 mm. Moldes - SolidWorks O objetivo deste tutorial é demonstrar o uso de algumas ferramentas de modelação 3D do Sol idworks e a obtenção automática das partes moldantes de componente Em Sol idworks faça cl

Leia mais

Detalhamento de Projetos no Autodesk Inventor

Detalhamento de Projetos no Autodesk Inventor Detalhamento de Projetos no Autodesk Inventor Lucas Henrique de Almeida Andritz Hydro Inepar (Engenheiro de Projetos) Como detalhar um projeto 3D obtendo qualidade e agilidade, a partir do software Autodesk

Leia mais

Projetos mecânicos: Melhores Práticas com o Autodesk Inventor

Projetos mecânicos: Melhores Práticas com o Autodesk Inventor Projetos mecânicos: Melhores Práticas com o Autodesk Inventor Guilherme Augusto Franco de Souza SENAI Aplicação de recursos avançados do software bem como a aplicação de melhores páticas para acelerar

Leia mais

ST 160 ST 160 0 # Manual de Referência e Instalação

ST 160 ST 160 0 # Manual de Referência e Instalação ST 160 ST 160 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 # Manual de Referência e Instalação Descrições 1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 # 3 2 Número Descrição 1 Indicador de modo 2 Antena 3 Matriz do Teclado 4 Parafuso Especificações

Leia mais

Introdução à Programação OO

Introdução à Programação OO Introdução à Programação OO Em meu mundo, existem apenas objetos e classes. Interagindo entre si, colaboram e cooperam para atingir objetivos. Bem vindo ao meu mundo. prof. Robinson Vida Noronha 1 Ementa

Leia mais

O objetivo deste capítulo será construir o modelo tridimensional da biela superior, utilizando as ferramentas do CATIA V5 Part Design..

O objetivo deste capítulo será construir o modelo tridimensional da biela superior, utilizando as ferramentas do CATIA V5 Part Design.. DAC 6 DESENHO E MANUFATURA AUXILIADO POR COMPUTADOR EXERCÍCIO PROF. DANIEL CAMUSSO 2007 VERSÃO 02 1 Modelamento sólido O objetivo deste capítulo será construir o modelo tridimensional da biela superior,

Leia mais

CoIPe Telefonia com Tecnologia

CoIPe Telefonia com Tecnologia CoIPe Telefonia com Tecnologia A proposta Oferecer sistema de telefonia digital com tecnologia que possibilita inúmeras maneiras de comunicação por voz e dados, integrações, recursos e abertura para customizações.

Leia mais

Padrões de Atendimento de Serviços da empresa Trilegal Bah! Serviços de Infraestrutura de TI

Padrões de Atendimento de Serviços da empresa Trilegal Bah! Serviços de Infraestrutura de TI Padrões de Atendimento de Serviços da empresa Trilegal Bah! Serviços de Infraestrutura de TI O seguinte documento (abreviado para PAS) apresenta os padrões de serviços prestados pela Trilegal Bah! Versão

Leia mais

Instruções de Uso e Segurança

Instruções de Uso e Segurança Instruções de Uso e Segurança Alicates Nunca utilize os alicates como martelo para não criar folga. Não martele os isolamentos, pois eles se danificarão; Utilizar alicates para apertar ou desapertar porcas

Leia mais

Universidade Federal de Santa Catarina CAPÍTULO 6 GRÁFICOS NO EXCEL.

Universidade Federal de Santa Catarina CAPÍTULO 6 GRÁFICOS NO EXCEL. CAPÍTULO 6 GRÁFICOS NO EXCEL. Um gráfico no Excel é uma representação gráfica dos números de sua planilha - números transformados em imagens. O Excel examina um grupo de células que tenham sido selecionadas.

Leia mais

formação em design de produto 3d:

formação em design de produto 3d: formação em design de produto 3d: O treinamento de Design de Produto 3D da Imagine School, com duração de 40 semanas (média de 1 ano), ensinará o aluno a projetar os mais variados tipos de produtos. Durante

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇOS DE REDE

ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇOS DE REDE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇOS DE REDE Introdução O administrador de redes geovanegriesang@ifsul.edu.br www.geovanegriesang.com Gerenciamento de redes Gerenciamento de rede é o ato de iniciar, monitorar e modificar

Leia mais

F-L2000 SÉRIE DE AÇO INOXIDÁVEL SISTEMA DE CONTROLE DE ACESSO POR PROXIMIDADE MANUAL DE INSTALAÇÃO

F-L2000 SÉRIE DE AÇO INOXIDÁVEL SISTEMA DE CONTROLE DE ACESSO POR PROXIMIDADE MANUAL DE INSTALAÇÃO F-L2000 SÉRIE DE AÇO INOXIDÁVEL SISTEMA DE CONTROLE DE ACESSO POR PROXIMIDADE MANUAL DE INSTALAÇÃO CONTEÚDO Característica Especiais...1 Painel Frontal e Tipos de Cartão...2 Procedimentos de Instalação...3

Leia mais

Aulas de Solid Edge UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA ESCOLA POLITÉCNICA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA ENG312 PROJETOS MECÂNICOS I

Aulas de Solid Edge UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA ESCOLA POLITÉCNICA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA ENG312 PROJETOS MECÂNICOS I UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA ESCOLA POLITÉCNICA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA ENG312 PROJETOS MECÂNICOS I Aulas de Solid Edge Autores: ANDRÉ LUIS LIMA TÁCIO EDUARDO SILVA RAMOS THALLES AROUCA Professor

Leia mais

O Laboratório de Garagem

O Laboratório de Garagem Oficina de Robótica O Laboratório de Garagem O Laboratório de Garagem foi fundado em 2010 e tem como proposta ser uma iniciativa voltada para a integração, colaboração e apoio aos desenvolvedores independentes

Leia mais

Conteúdo. Ferramentas Especiais Definição... 4. Classificação CT (Custom Tooling)... 5

Conteúdo. Ferramentas Especiais Definição... 4. Classificação CT (Custom Tooling)... 5 A Seco Tools tem a reputação de ser um dos líderes mundiais na fabricação e fornecimento de ferramentas de corte de metal duro e equipamentos correlatos. No entanto, a Seco apresenta uma força maior como

Leia mais

Fornece novos benefícios para o mercado postal

Fornece novos benefícios para o mercado postal Entrega de Pacotes e Encomendas Classificação de correspondências e pacotes Vantage TM Sorting Solution Classificadora flexível e de alta velocidade Fornece novos benefícios para o mercado postal A classificadora

Leia mais

Perfeitamente integrados para um processo contínuo. cad integration

Perfeitamente integrados para um processo contínuo. cad integration Perfeitamente integrados para um processo contínuo cad integration hypermill no Autodesk Inventor A integração do hypermill no CAD Autodesk Inventor é uma solução confiável que permite você implementar

Leia mais

Qualidade de Software. Profa. Cátia dos Reis Machado catia@ifc-camboriu.edu.br

Qualidade de Software. Profa. Cátia dos Reis Machado catia@ifc-camboriu.edu.br Qualidade de Software Profa. Cátia dos Reis Machado catia@ifc-camboriu.edu.br Qualidade Garantia de Qualidade Qualidade do processo Qualidade do produto Testes Estáticos Testes Dinâmicos Qualidade do produto

Leia mais

Bem-vindo à Central de Ajuda YouPoint

Bem-vindo à Central de Ajuda YouPoint Clique sobre cada item para abrir mais opções: Cadastro no YouPoint Como Criar um Site Grátis Como Editar seu Site Como Criar um Site Premium Portal de Serviços YouPoint Mais Ajuda Cadastro no YouPoint

Leia mais

Organização de Gerenciamento de Processos. Palestrante: Samyra Salomão

Organização de Gerenciamento de Processos. Palestrante: Samyra Salomão Organização de Gerenciamento de Processos Palestrante: Samyra Salomão Contextualização O foco do gerenciamento de processos de negócio pode também modificar a forma como os executivos pensam e estruturam

Leia mais

PROJETO DE BANCO DE DADOS

PROJETO DE BANCO DE DADOS 1 UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO ESCOLA POLITÉCNICA DE PERNAMBUCO PROJETO DE BANCO DE DADOS RESORT SYSTEM Recife 2012 2 UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO ESCOLA POLITÉCNICA DE PERNAMBUCO PROJETO DE BANCO DE DADOS

Leia mais

TopSolid Design para Projecto de Moldes e TopSolid' Electrode 489 - Outros Programas Informáticos Nâo Classificados. Duração 88 h

TopSolid Design para Projecto de Moldes e TopSolid' Electrode 489 - Outros Programas Informáticos Nâo Classificados. Duração 88 h PROGRAMA DE FORMAÇÃO Curso Área de Formação Local Instalações da CadSolid - Leiria Duração h Formador Gonçalo Lemos Data 2/07/201 Destinatários Pré-Requisitos TopSolid Design para Projecto de Moldes e

Leia mais

Visualizando relatórios pelo NeoNews Player. Documentação para Usuário Final

Visualizando relatórios pelo NeoNews Player. Documentação para Usuário Final Visualizando relatórios pelo NeoNews Player Documentação para Usuário Final Conteúdo Conteúdo...2 Para acessar o sistema (Gerenciador de Conteúdo TV Corporativa)... 3 Como manipular formulários do sistema...3

Leia mais

Autodesk Inventor 9. Tutoriais. www.mapdata.com.br

Autodesk Inventor 9. Tutoriais. www.mapdata.com.br Autodesk Inventor 9 Tutoriais www.mapdata.com.br Autodesk Inventor Tutoriais Autodesk Inventor Tutoriais ÍNDICE Tutorial 01... 01 Tutorial 02... 05 Tutorial 03... 11 Tutorial 04... 15 Tutorial 05... 21

Leia mais

COMPONENTES. Chave sem carga para o tipo de Título Instalação fixa SW

COMPONENTES. Chave sem carga para o tipo de Título Instalação fixa SW COMPONENTES Chave sem carga para o tipo de Título Instalação fixa SW Informações gerais A chave SW sem carga é uma gama completa projetada para cobrir todas as aplicações a serem cumpridas em subestações

Leia mais

Hardware Básico. Refrigeração. Professor: Wanderson Dantas

Hardware Básico. Refrigeração. Professor: Wanderson Dantas Hardware Básico Refrigeração Professor: Wanderson Dantas Ventoinhas Ventoinhas são pequenos ventiladores que melhoram o fluxo de ar dentro do computador, trazendo ar frio para dentro do computador e removendo

Leia mais

Conteúdo. Disciplina: INF 02810 Engenharia de Software. Monalessa Perini Barcellos

Conteúdo. Disciplina: INF 02810 Engenharia de Software. Monalessa Perini Barcellos Universidade Federal do Espírito Santo Centro Tecnológico Departamento de Informática Disciplina: INF 02810 Prof.: (monalessa@inf.ufes.br) Conteúdo 1. Introdução 2. Processo de Software 3. Gerência de

Leia mais

Construindo recursos de tratamento

Construindo recursos de tratamento Construindo recursos de tratamento Número da Publicação spse01530 Construindo recursos de tratamento Número da Publicação spse01530 Notificação de Direitos Limitados e de Propriedade Este software e a

Leia mais

Tecnologias Web. Padrões de Projeto - Camada de Apresentação

Tecnologias Web. Padrões de Projeto - Camada de Apresentação Tecnologias Web Padrões de Projeto - Camada de Apresentação Cristiano Lehrer, M.Sc. Padrões da Camada de Apresentação (1/2) Intercepting Filter Viabiliza pré e pós processamento de requisições. Front Controller

Leia mais

CAD/CAM para corte e puncionamento

CAD/CAM para corte e puncionamento CAD/CAM para corte e puncionamento O software referência em aproveitamento e programação para corte 2D e puncionamento A gama de software para corte 2D e puncionamento Principais vantagens e benefícios

Leia mais

Introdução. Torneamento. Processo que se baseia na revolução da peça em torno de seu próprio eixo.

Introdução. Torneamento. Processo que se baseia na revolução da peça em torno de seu próprio eixo. Prof. Milton Fatec Itaquera Prof. Miguel Reale / 2014 Introdução Torneamento Processo que se baseia na revolução da peça em torno de seu próprio eixo. Tornos Tornos são máquinas-ferramenta que permitem

Leia mais

Usando o MS Project 2010 em Gerenciamento de Projetos

Usando o MS Project 2010 em Gerenciamento de Projetos Darci Prado Usando o MS Project 2010 em Gerenciamento de Projetos SEÇÃO A: CONHECIMENTOS BÁSICOS SEÇÃO A-1: PLANEJAMENTO DE UM PROJETO 1. Uso do Computador em Gerenciamento de Projetos: o MS-Project........................

Leia mais

MANUAL DO ADMINISTRADOR LOCAL. Entidade Municipal

MANUAL DO ADMINISTRADOR LOCAL. Entidade Municipal MANUAL DO ADMINISTRADOR LOCAL Entidade Municipal Abril / 2011 ÍNDICE Objetivos do Sistema de Registro de Integrado - REGIN... 3 Principais Módulos do Sistema... 4 Módulo Controle de Acesso... 5 Módulo

Leia mais

Curso de Treinamento no Solid Edge

Curso de Treinamento no Solid Edge Curso de Treinamento no Solid Edge Versão 17.0 Módulo 5 - Construindo Features Especiais - I Editores: Prof. Dr.-Ing. Klaus Schützer Marcelo Soares da Silva Laboratório de Sistemas Computacionais Faculdade

Leia mais

EBSCOhost. Pesquisa avançada. www.ebsco.com

EBSCOhost. Pesquisa avançada. www.ebsco.com EBSCOhost Pesquisa avançada Tópicos Operadores booleanos Campos de busca Pesquisas adicionais Assuntos Publicações Índices Imagem Pesquisa avançada Histórico de pesquisa 2 Operadores booleanos Operadores

Leia mais

Você já pensou o que seria do ser humano

Você já pensou o que seria do ser humano A UU L AL A Eixos e árvores Você já pensou o que seria do ser humano sem a coluna vertebral para lhe dar sustentação. Toda a estrutura de braços, pernas, mãos, pés seria um amontoado de ossos e músculos

Leia mais

SOLDAGEM DOS METAIS CAPÍTULO 5 TERMINOLOGIA E SIMBOLOGIA DE SOLDAGEM

SOLDAGEM DOS METAIS CAPÍTULO 5 TERMINOLOGIA E SIMBOLOGIA DE SOLDAGEM 28 CAPÍTULO 5 TERMINOLOGIA E SIMBOLOGIA DE SOLDAGEM 29 TERMINOLOGIA DE SOLDAGEM A terminologia de soldagem é bastante extensa e muitas vezes os termos técnicos que utilizamos em uma região geográfica não

Leia mais

KT-10 C medidor de condutividade

KT-10 C medidor de condutividade KT-10 C medidor de condutividade Terraplus tem o prazer de apresentar o KT-10 C medidor de condutividade, um instrumento portátil que mede a condutividade de amostras de rocha ou testemunhos. O KT C-10

Leia mais

Projetos Inteligentes Reduzindo seu tempo de projeto usando o ilogic + Vault

Projetos Inteligentes Reduzindo seu tempo de projeto usando o ilogic + Vault Projetos Inteligentes Reduzindo seu tempo de projeto usando o ilogic + Vault Jean Carlos Pacher KeepCAD (Assistente/Co-apresentado: Martin Pujol Netzsch do Brasil) Nessa palestra apresentarei um caso de

Leia mais

Programa CAD Inventor Professional - Part _1

Programa CAD Inventor Professional - Part _1 Programa CAD Inventor Professional - Part _1 IVR2008-06 06 JOF 1 Criações neste Programa Part: modelação de uma peça normal ou tipo chapa (com uma espessura constante); ipt. Assembly: ligação (link) entre

Leia mais

Online Store. Documento de Requisitos. Universidade Federal de Pernambuco. Centro de Informática. Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas (IF718)

Online Store. Documento de Requisitos. Universidade Federal de Pernambuco. Centro de Informática. Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas (IF718) Universidade Federal de Pernambuco Centro de Informática Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas (IF718) Professor: Augusto Sampaio (acas@cin.ufpe.br) Online Store Documento de Requisitos Equipe: Edilson

Leia mais

CFAC: Introdução ao AutoCAD - IV. Capitulo IV: Comandos de modificação

CFAC: Introdução ao AutoCAD - IV. Capitulo IV: Comandos de modificação Introdução ao AutoCAD João Manuel R. S. Tavares Joaquim O. Fonseca Objetivos Métodos de seleção dos comandos de modificação; Criação de arrays retangulares - AR ; Criação de arrays polares - AR ; Entender

Leia mais

Documento de Especificação de Casos de Uso ERP do PECE Módulo Estratégico

Documento de Especificação de Casos de Uso ERP do PECE Módulo Estratégico Documento de Especificação de Casos de Uso ERP do PECE Módulo Estratégico Autores: Celso Vital Crivelaro Diego Casarin Fernando Alves Rodrigo Rodrigues da Silva Revisor: Rodrigo Rodrigues da Silva Data

Leia mais

UMC - Tecnologia de Automação Industrial Desenho 3 Prof.: Jorge Luis Bazan. Modulo 1. Inventor 8.0

UMC - Tecnologia de Automação Industrial Desenho 3 Prof.: Jorge Luis Bazan. Modulo 1. Inventor 8.0 UMC - Tecnologia de Automação Industrial Desenho 3 Prof.: Jorge Luis Bazan. Modulo 1. Inventor 8.0 Modelação de sólidos paramétricos baseados em features. O processo tradicional de projetar componentes

Leia mais

Implementação de um serviço de Site Dinâmico para a Intranet do Pólo de Touros utilizando o ambiente Apache, MYSQL e PHP em um Servidor Linux

Implementação de um serviço de Site Dinâmico para a Intranet do Pólo de Touros utilizando o ambiente Apache, MYSQL e PHP em um Servidor Linux UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE ESCOLA AGRÍCOLA DE JUNDIAÍ - EAJ CURSO TÉCNICO DE INFORMÁTICA PROFESSOR CARLOS HENRIQUE GRILO DINIZ Projeto das Disciplinas de Sistemas Operacionais de Redes

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 06. Prof. André Lucio

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 06. Prof. André Lucio FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 06 Prof. André Lucio Competências da aula 6 Diretiva de grupo (GPO). Internet Information Services (IIS). PowerShell. Aula

Leia mais

Atividades da Engenharia de Software GERENCIAMENTO DA CONFIGURAÇÃO DE SOFTWARE. Atividades da Engenharia de Software. Processo de Desenvolvimento de

Atividades da Engenharia de Software GERENCIAMENTO DA CONFIGURAÇÃO DE SOFTWARE. Atividades da Engenharia de Software. Processo de Desenvolvimento de SCE186-ENGENHARIA DE SOFTWARE Módulo 1 Atividades da Engenharia de GERENCIAMENTO DA CONFIGURAÇÃO DE SOFTWARE Profª Rosely Sanches rsanches@icmc.usp.br 2003 DEFINIÇÃO CONSTRUÇÃO SOFTWARE PRODUTO MANUTENÇÃO

Leia mais

Departamento de Produção POLI

Departamento de Produção POLI Departamento de Produção POLI Marcelo Pessoa Mauro Spinola Sarah Kohan Fevereiro 2004 Multiplicidade de Modelos Por que usar um modelo? Modelos atuam como referência para a obtenção de níveis adequados

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br CENTRO UNIVERSITÁRIO DE VOLTA REDONDA UniFOA Curso Tecnológico de Redes de Computadores Disciplina: Redes Convergentes II Professor: José Maurício S. Pinheiro

Leia mais

Reflexão. A reflexão ocorre quando a luz incide sobre a superfície de separação entre dois meios com propriedades distintas.

Reflexão. A reflexão ocorre quando a luz incide sobre a superfície de separação entre dois meios com propriedades distintas. Ótica Reflexão A reflexão ocorre quando a luz incide sobre a superfície de separação entre dois meios com propriedades distintas. A reflexibilidade é a tendência dos raios de voltarem para o mesmo meio

Leia mais

TI Aplicada. Aula 02 Áreas e Profissionais de TI. Prof. MSc. Edilberto Silva prof.edilberto.silva@gmail.com http://www.edilms.eti.

TI Aplicada. Aula 02 Áreas e Profissionais de TI. Prof. MSc. Edilberto Silva prof.edilberto.silva@gmail.com http://www.edilms.eti. TI Aplicada Aula 02 Áreas e Profissionais de TI Prof. MSc. Edilberto Silva prof.edilberto.silva@gmail.com http:// Papéis... Um papel é uma definição abstrata de um conjunto de atividades executadas e dos

Leia mais

Manual de Usuário da Impressora Sethi3D AiP A3

Manual de Usuário da Impressora Sethi3D AiP A3 Manual de Usuário da Impressora Sethi3D AiP A3 Versão 1.00 Sumário Geral... 3 Características da Impressora:... 3 Características técnicas:... 3 Suporte do rolo de filamento... 4 Colocando o filamento

Leia mais

1) MANUAL DO INTEGRADOR Este documento, destinado aos instaladores do sistema, com informações de configuração.

1) MANUAL DO INTEGRADOR Este documento, destinado aos instaladores do sistema, com informações de configuração. O software de tarifação é uma solução destinada a rateio de custos de insumos em sistemas prediais, tais como shopping centers. O manual do sistema é dividido em dois volumes: 1) MANUAL DO INTEGRADOR Este

Leia mais

Considerações no Projeto de Sistemas Cliente/Servidor

Considerações no Projeto de Sistemas Cliente/Servidor Cliente/Servidor Desenvolvimento de Sistemas Graça Bressan Graça Bressan/LARC 2000 1 Desenvolvimento de Sistemas Cliente/Servidor As metodologias clássicas, tradicional ou orientada a objeto, são aplicáveis

Leia mais

Implantação de um Processo de Medições de Software

Implantação de um Processo de Medições de Software Departamento de Informática BFPUG Brazilian Function Point Users Group Implantação de um Processo de Medições de Software Claudia Hazan, MSc., CFPS claudinhah@yahoo.com Agenda Introdução Processo de Medições

Leia mais

Introdução ao Pro/ENGINEER

Introdução ao Pro/ENGINEER Introdução ao Pro/ENGINEER Benefícios da Modelagem de Sólidos: Modelos sólidos possuem volumes e cálculos de áreas Você pode obter propriedades de massa diretamente do modelo gerado. Figura 1: Exemplo

Leia mais

CENTRO DE EXTENSÃO CENTRO EDUCACIONAL PROFESSORA ALZIRA ALTENFELDER SILVA MESQUITA

CENTRO DE EXTENSÃO CENTRO EDUCACIONAL PROFESSORA ALZIRA ALTENFELDER SILVA MESQUITA CENTRO DE EXTENSÃO CENTRO EDUCACIONAL PROFESSORA ALZIRA ALTENFELDER SILVA MESQUITA ALFABETIZANDO EM SOFTWARES SOLIDWORKS Unidade Mooca SÃO PAULO 2014 1 Identificação do Projeto Projeto: ALFABETIZANDO EM

Leia mais

Funções de Posicionamento para Controle de Eixos

Funções de Posicionamento para Controle de Eixos Funções de Posicionamento para Controle de Eixos Resumo Atualmente muitos Controladores Programáveis (CPs) classificados como de pequeno porte possuem, integrados em um único invólucro, uma densidade significativa

Leia mais

Wireframe & Surfaces WIREFRAME & SURFACES 1

Wireframe & Surfaces WIREFRAME & SURFACES 1 Wireframe & Surfaces WIREFRAME & SURFACES 1 WIREFRAME & SURFACES 2 Introdução ao Wireframe & Surfaces Acessando o workbench WIREFRAME & SURFACES 3 Introdução ao Wireframe & Surfaces Barras de ferramentas

Leia mais

Modelação e Animação de um Motor a quatro tempos de um Aeromodelo

Modelação e Animação de um Motor a quatro tempos de um Aeromodelo Modelação e Animação de um Motor a quatro tempos de um Aeromodelo Alexandre Wragg Freitas, Soraia Castro Pimenta Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Rua Dr. Roberto Frias, s/n, 4200-465 Porto

Leia mais

Análise de Sugestão de Compra: Processo de Remanejo Automático

Análise de Sugestão de Compra: Processo de Remanejo Automático Análise de Sugestão de Compra: Processo de Remanejo Automático Introdução O processo de remanejo permite ao usuário visualizar os itens que estão com estoque acima da demanda, e transferi-los para filiais

Leia mais

Análise de Pontos por Função

Análise de Pontos por Função Análise de Pontos por Função Uma Aplicação na Gerência de Subcontratação de Software Claudia Hazan, MSc. Certified Function Point Specialist Agenda! Introdução à Gerência de Subcontratação! Melhores Práticas:!

Leia mais

INSTRUÇÃO DE SERVIÇO PARA ELABORAÇÃO DE PLANOS GERAIS DE PROJETOS DE SISTEMAS OU APLICATIVOS

INSTRUÇÃO DE SERVIÇO PARA ELABORAÇÃO DE PLANOS GERAIS DE PROJETOS DE SISTEMAS OU APLICATIVOS INSTRUÇÃO DE SERVIÇO PARA ELABORAÇÃO DE PLANOS GERAIS DE PROJETOS DE SISTEMAS OU APLICATIVOS IS-CGMI-02/2005 Aprovada pela Portaria nº 1494 de 22/11/2005 Histórico de Versões Data Versão Descrição Autor

Leia mais

Como criar pastas personalizadas e novas peças no Toolbox

Como criar pastas personalizadas e novas peças no Toolbox Como criar pastas personalizadas e novas peças no Toolbox Neste tutorial apreenderemos como inserir uma nova pasta no toolbox, inserir novas peças na biblioteca do toolbox e criar propriedades personalizadas

Leia mais

Como liberar acesso ao Skype utilizando Proxy Socks.

Como liberar acesso ao Skype utilizando Proxy Socks. Página: 1 de 5 Introdução Este documento demonstra a configuração necessária para liberar o acesso ao aplicativo Skype utilizando Proxy Socks. Solução Abra a Control Center, conecte se ao firewall e abra

Leia mais

Manual B/L Web GRIEG

Manual B/L Web GRIEG Manual B/L Web GRIEG Introdução Acesse o site www.grieg.com.br e no menu SERVIÇOS escolha a opção B/L VIA WEB ou clique no ícone abaixo para o redirecionamento automático. Em seguida, o cliente preencherá

Leia mais

Interação e Interface com Sistemas Aéreos. IV Encontro Brasileiro de Psicologia Aplicada à Aviação

Interação e Interface com Sistemas Aéreos. IV Encontro Brasileiro de Psicologia Aplicada à Aviação Interação e Interface com Sistemas Aéreos IV Encontro Brasileiro de Psicologia Aplicada à Aviação Objetivo Conhecer os conceitos de interação e interfaces homem-maquina e suas implicações nos processos

Leia mais

Conheça seu aparelho GPS

Conheça seu aparelho GPS Conheça seu aparelho GPS 5 6 7 5 6 7 Botão ON/OFF: Liga e desliga o seu aparelho LEDs de informação da bateria Entrada para fones de ouvido Entrada para cartão MicroSD Entrada Mini-USB Alto-falante Reset

Leia mais

HOW TO Como realizar o bloqueio e a liberação de URLs que pertençam a mais de uma categoria.

HOW TO Como realizar o bloqueio e a liberação de URLs que pertençam a mais de uma categoria. Página: 1 de 5 Introdução Este documento tem como finalidade auxiliar na configuração do bloqueio ou liberação de URLs que pertençam a mais de uma categoria do AWCA. Considerações iniciais O Aker Web Content

Leia mais

Introdução a Computação

Introdução a Computação Introdução a Computação Aula 03 Profissões de TI Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http:// Papéis... Um papel é uma definição abstrata de um conjunto de atividades executadas e dos respectivos

Leia mais

Paginas em Branco: O sistema possui a possibilidade de configuração, que remove automaticamente as páginas em branco.

Paginas em Branco: O sistema possui a possibilidade de configuração, que remove automaticamente as páginas em branco. GERENCIAMENTO ARQUIVÍSTICA DE DOCUMENTOS. Disponibiliza rotinas para armazenar e gerenciar (incluindo, alterando, excluindo e pesquisando) a documentação física e eletrônica (digitalizada, importada de

Leia mais

Apresentação 3. Sobre a Módulo Risk Manager Academy 3. Portfólio 4

Apresentação 3. Sobre a Módulo Risk Manager Academy 3. Portfólio 4 2 Apresentação 3 Sobre a Módulo Risk Manager Academy 3 Portfólio 4 RM-01 Conheça o Módulo Risk Manager 4 RM-02 Meu Espaço e Navegação Básica 6 RM-03 Modelando a Organização 8 RM-05 Conhecimentos para Gestão

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DE USO. estf Carga Processo

MANUAL DE INSTRUÇÕES DE USO. estf Carga Processo MANUAL DE INSTRUÇÕES DE USO estf Carga Processo Versão do Aplicativo: 1.2.0 / Abril 2009 Histórico de Revisão Data Versão Descrição Autor 02/03/2009 0.1 Elaboração do documento Lacyr Mendes da Silva 30/04/2009

Leia mais

19 Congresso de Iniciação Científica CAPACITAÇÃO EM SISTEMA CAD DE GRANDE PORTE E EM SISTEMA PDM

19 Congresso de Iniciação Científica CAPACITAÇÃO EM SISTEMA CAD DE GRANDE PORTE E EM SISTEMA PDM 19 Congresso de Iniciação Científica CAPACITAÇÃO EM SISTEMA CAD DE GRANDE PORTE E EM SISTEMA PDM Autor(es) ANDRE BERTIE PIVETTA Orientador(es) KLAUS SCHÜTZER Apoio Financeiro PIBITI/CNPQ 1. Introdução

Leia mais

NAV 430 NAV 430. manual_nav430_130122 (sem transmissor fm e muśica).indd 1 23/01/13 16:57

NAV 430 NAV 430. manual_nav430_130122 (sem transmissor fm e muśica).indd 1 23/01/13 16:57 NAV 430 NAV 430 1 manual_nav430_130122 (sem transmissor fm e muśica).indd 1 23/01/13 16:57 manual_nav430_130122 (sem transmissor fm e muśica).indd 2 23/01/13 16:57 NAV 430 Conheça seu aparelho GPS 1 2

Leia mais

Engenharia de Software Introdução. Ricardo Argenton Ramos UNIVASF Engenharia de Software I - Aula 1

Engenharia de Software Introdução. Ricardo Argenton Ramos UNIVASF Engenharia de Software I - Aula 1 Engenharia de Software Introdução Ricardo Argenton Ramos UNIVASF Engenharia de Software I - Aula 1 Tópicos Apresentação da Disciplina A importância do Software Software Aplicações de Software Paradigmas

Leia mais