MANEJO DE DOCUMENTOS COM O GXFLOW

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANEJO DE DOCUMENTOS COM O GXFLOW"

Transcrição

1 MANEJO DE DOCUMENTOS COM O GXFLOW Introdução GXflow permite associar documentos às diferentes tarefas dos processos. O controle de versões e permissões de edição destes documentos é realizado em forma automática. Além disso, o cliente GXflow incorpora aplicações que permitem ao usuário interagir com os documentos bem como assiná-los digitalmente. Mediante a funcionalidade de manejo de documentos, GXflow permite a associação e propagação de documentos através das diferentes tarefas que compõem os processos de negócio. Para cada tarefa, pode-se definir com quais documento é possível trabalhar, bem como quais operações podem ou devem se realizar sobre cada documento. Um aspecto importante do manejo de documentos que oferece GXflow é que para cada documento mantém-se o traçado todo de modificações às que foi submetido ao longo do processo, e conserva-se a toda a informação sobre o usuário, as mudanças e momento em que foram realizadas. Por sua vez, controla-se automaticamente que apenas um usuário possa realizar modificações sobre um documento num determinado momento. A definição dos documentos e associação dos mesmos a tarefas é feita em GXPM, enquanto o cliente do GXflow fornece aplicações que permitem aos usuários realizar operações sobre os documentos como ser: criação, modificação, eliminação e leitura documentos. A continuação, descrevem-se os passos a seguir para definir novos tipos de documentos em GXPM e a maneira em que funcionam as aplicações que o cliente do GXflow fornece para trabalhar com documentos. Definição de documentos em GXPM Os documentos são definidos em nível de projeto GXPM. Posteriormente, a cada processo deverão se associar os documentos necessários. Depois, a cada tarefa dos processos será possível associar documentos associados ao processo ao qual pertencem. Eis os passos a seguir. DEFINIÇÃO DE DOCUMENTOS EM NÍVEL DE PROJECTO Para definir um novo documento é preciso proceder conforme os seguintes passos: 1. Selecionar a opção Project->Documents do menu principal para exibir o diálogo de documentos 1

2 2. Pressionar o botão Add (adicionar novo documento) para exibir o seguinte diálogo: A informação fundamental do documento que deve se ingressar neste diálogo é seu nome e tipo (formato) de documento. Está disponível uma ampla lista de tipos de documentos (MS Office, OpenOffice, PDF, entre outros). Por sua vez, é possível atribuir ao documento um modelo mediante a opção Based On Template. É importante esclarecer que o que é feito em GXPM é definir logicamente os documentos. Em tempo de execução, será possível ter várias instâncias de um mesmo documento definido em GXPM. Estas instâncias são as que irão conter o documento. Além disso, como se mostrará mais adiante, a cada instância de documento guardam-se todas suas versões, ou seja, cada mudança que for feita na instância acarreta a geração de um nova versão do documento. 2

3 Também é possível definir modelos que podem estar associadas a documentos. Para isto no mesmo diálogo de documentos mencionado anteriormente deve se pressionar o botão Templates para acessar o diálogo de modelos. Quando se adiciona um modelo (botão Add) deve-se especificar um nome (Name) que o identificará no projeto, o tipo (Type) e o arquivo em disco correspondente (File). ASOCIAÇÃO DE DOCUMENTOS A PROCESSOS Uma vez definidos os documentos em nível de projeto, é necessário associar estes documentos aos processos nos quais se planeja utilizá-los. Para isso, deve-se selecionar a opção Workflow->Documents (tendo o diagrama aberto de atividade do processo em questão) do menu principal para exibir um diálogo como o seguinte: 3

4 Para associar um documento ao processo, ele deve ser selecionado da lista Global Documents e pressionar o botão Add-->. É possível associar todos os documentos mediante o botão Add All-->>. Igualmente, para desassociar um documento de um processo, primeiro é preciso selecioná-lo o da lista Docs.of XXXX e pressionar o botão Remove. O botão Remove All remove todos os documentos associados ao processo. ASOCIAÇÃO DE DOCUMENTOS A TAREFAS Uma vez que os documentos foram definidos no projeto e associados aos processos, é possível associá-los às tarefas destes processos. Para isso é necessário abrir o diálogo de propriedades da tarefa em questão e clicar no botão Documents como se exibe na seguinte figura: 4

5 Assim, vai se desdobrar o diálogo de documentos da tarefa. Nesse diálogo é possível adicionar ou subtrair documentos à tarefa. Por sua vez, para cada documento é possível especificar quais operações podem se realizar. Para isso deve selecionar um documento e clicar no botão Operations. Desdobra-se um diálogo de 3 colunas: Actions, Enabled, Required 5

6 Action. A coluna Action, exibe as diferentes ações que potencialmente podem se realizar com os documentos. Elas são: New: indica se os usuários poderão criar novas instâncias do documento ao trabalhar sobre esta tarefa. Read: indica se os usuários poderão visualizar (ler) instâncias do documento Update: indica se os usuários poderão modificar instâncias do documento. Delete: indica se os usuários poderão eliminar instâncias do documento ao trabalhar sobre esta tarefa. A coluna Enabled permite especificar quais ações podem se realizar com este documento nesta tarefa. A coluna Required Action permite estabelecer se uma determinada ação sobre o documento é obrigatória para que a tarefa possa se completar. Quer dizer, uma tarefa não poderá se completar se possuir ações requeridas sobre documentos que não tenham sido cumpridas. Manejo de documentos no cliente de GXflow Nesta seção, descrevem-se os requerimentos de configuração para poder trabalhar com documentos do cliente de GXflow assim como também as aplicações que fornece o cliente para trabalhar com documentos. CONFIGURAÇÃO NECESSÁRIA PARA TRABALHAR COM DOCUMENTOS Antes de poder trabalhar com documentos no cliente de GXflow é necessário ter configurado: No modelo GeneXus, deverá-se configurar a preferência Client server information/blob local storage path com o caminho no qual querem se guardar os campos blob no servidor onde reside a aplicação de workflow. Isto é devido a que os documentos são armazenados em campos blob na base de dados. Na Consola de Administração, no grupo de preferências Avançado/Manejo de Documentos, a preferência Habilitada deve estar em Sim e em Caminho de Subida deve se especificar o caminho do diretório no servidor no qual se armazenarão temporalmente os documentos que forem subidos ao servidor (prévio a ser ingressados na base de dados do sistema, os documentos devem ser armazenados temporalmente em disco no servidor. 6

7 Em caso de estar gerando para Java é necessário copiar as classes que se encontram em \GXFlowClientApplicationFiles\Java\Upload (onde é o diretório de instalação do GXflow) no diretório onde se encontram as classes da aplicação no motor de servlets. APLICAÇÕES PARA MANEJO DE DOCUMENTOS Trabalhar com documentos Quando uma tarefa tem documentos associados, na Caixa de Entrada se visualizará o ícone na coluna de documentos (indicada com o ícone ) para essa tarefa. Ao clicar neste ícone é possível acessar a aplicação Trabalhar com Documentos. NOTA: para visualizar a coluna de documentos é necessário ter a preferência de usuário Caixa de Entrada/Visibilidade/Documentos com o valor Sim. Se em GXPM especificou-se que na tarefa é possível criar instâncias de algum documento, se visualizar-se-á o botão. Clicando neste botão desdobrará um diálogo como o seguinte no qual será possível criar uma nova instância de algum dos documentos para os quais tenha sido habilitada a criação de novas instâncias. 7

8 Outras ações possíveis com documentos são: Visualizar documentos Acessando a imagen é possível visualizar o conteúdo da última versão do documento. Se o formato do documento tiver uma aplicação associada na máquina cliente, o documento será aberto com essa aplicação. Do contrário, simplesmente será armazenada em disco uma cópia do documento. Modificar documentos Acessando a imagen é possível modificar o conteúdo de um documento. Esta ação corresponde a fazer um check out do documento. Ou seja, o usuário obtém uma cópia em disco do documento para realizar as modificações. Uma vez feitas as modificações, o usuário poderá realizar o correspondente check in do documen quer dizer, subir o documento ao servidor como uma nova versão. É importante esclarecer que uma vez que um usuário realiza o check out de um documento, este permanecerá bloqueado e não poderá ser modificado por ou usuários até realizar o correspondente check in. Subir documentos Acessando a imagem é possível subir uma nova versão de um documento ao servidor (realizar um check in) diálogo que se desdobra deverá se especificar o caminho do documento (na máquina do usuário) que se deseja subir. Esta opção só estará disponível se o usuário tiver realizado o correspondente check out do documento (mencionado na seção anterior). Se a definição do documento em GXPM indica que este deve ser assinado digitalmente, então, além de indicar um camniho para subir o documento será necessário assiná-lo digitalmente Eliminar documentos Acessando a imagen é possível eliminar um documento e todas suas versões. 8

9 Meus Documentos Esta aplicação faz parte do Escritório do cliente de GXflow e seu propósito é mostrar todos os documentos que foram criados pelo usuário desse escritório. Para cada documento existente pode se visualizar informação descritiva do mesmo como na aplicação Trabalhar com documentos. Além disso, há uma coluna adicional, indicada com o ícone, que permite ver se um documento está bloqueado por um usuário -se foi realizado um Check Out- ou não. Administrador de Documentos Nesta aplicação pode se administrar em nível global todos os documentos existentes na aplicação de workflow independentemente do processo ou tarefa a que pertencem. Esta aplicação pode se acessar na barra de aplicações e somente podem acessar os usuários administradores de processos. Como é exibido na seguinte figura, para cada documento existente pode se visualizar informação descritiva do mesmo como na aplicação Trabalhar com documentos. Ao igual a na aplicação Meus Documentos, dispõe-se da coluna indicada com o icone, que permite ver se um documento está bloqueado por um usuário -se foi realizado um Check Out- ou não. Além disso, dispõem-se de ações maciças que podem ser realizadas sobre documentos: Desfazer Check Out Permite cancelar o Check Out, deixando livre o documento para que outro usuário possa modificá-lo. O usuário que anteriormente tiver realizado o Check Out já não poderá realizar o correspondente Check In. Renomear Permite trocar o nome do documento Eliminar Permite eliminar um documento e todas suas versões. 9

10 10

GUIA DE USO - ASSINATURA DIGITAL DE DOCUMENTOS

GUIA DE USO - ASSINATURA DIGITAL DE DOCUMENTOS GUIA DE USO - ASSINATURA DIGITAL DE DOCUMENTOS Introdução A partir da versão 9.0 do GXflow pode-se assinar digitalmente documentos. Esta funcionalidade permite verificar que um documento não tenha sido

Leia mais

9.0. Manual de instalação. Janeiro, 2008

9.0. Manual de instalação. Janeiro, 2008 9.0 Manual de instalação Janeiro, 2008 CHICAGO USA 400 N. Michigan Ave. Suite 1600 - (312) 836 9152 MONTEVIDEO URUGUAY Av. 18 de Julio 1645 P.4 - (5982) 402 2082 MEXICO CITY MEXICO Leibnitz N 20, Desp.

Leia mais

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider Ferramenta: Spider-CL Manual do Usuário Versão da Ferramenta: 1.1 www.ufpa.br/spider Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 14/07/2009 1.0 15/07/2009 1.1 16/07/2009 1.2 20/05/2010 1.3 Preenchimento

Leia mais

Procedimentos para Instalação do SISLOC

Procedimentos para Instalação do SISLOC Procedimentos para Instalação do SISLOC Sumário 1. Informações Gerais...3 2. Instalação do SISLOC...3 Passo a passo...3 3. Instalação da Base de Dados SISLOC... 11 Passo a passo... 11 4. Instalação de

Leia mais

Guia do Usuário. Versão 1.01.0.2. 2011. Desenvolvido por ofcdesk, llc. Todos os direitos reservados.

Guia do Usuário. Versão 1.01.0.2. 2011. Desenvolvido por ofcdesk, llc. Todos os direitos reservados. Guia do Usuário Versão 1.01.0.2 2011. Desenvolvido por ofcdesk, llc. Todos os direitos reservados. Índice Introdução... Propósito Abrangência Termos e definições Referências Visão geral... 3 3 content

Leia mais

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO 1 ÍNDICE 1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO... 3 1.1 REQUISITOS BASICOS DE SOFTWARE... 3 1.2 REQUISITOS BASICOS DE HARDWARE... 3 2 EXECUTANDO O INSTALADOR... 3 2.1 PASSO 01... 3 2.2 PASSO

Leia mais

2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO

2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO INDICE 1. INTRODUÇÃO 2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO 2.1. COMPARTILHANDO O DIRETÓRIO DO APLICATIVO 3. INTERFACE DO APLICATIVO 3.1. ÁREA DO MENU 3.1.2. APLICANDO A CHAVE DE LICENÇA AO APLICATIVO 3.1.3 EFETUANDO

Leia mais

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Neste capítulo nós iremos examinar as características da interface do gerenciador de arquivos Konqueror. Através dele realizaremos as principais operações com arquivos

Leia mais

Guia Rápido do Usuário - Assinatura Digital

Guia Rápido do Usuário - Assinatura Digital Guia Rápido do Usuário - Assinatura Digital Objetivo O objetivo deste documento é orientar como o usuário deve usar a nova versão do Sistema de Assinatura Digital que permite a assinatura individual e/ou

Leia mais

Tutorial para acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos

Tutorial para acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos Tutorial para acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos Este tutorial visa preparar o computador com os softwares necessários para a utilização dos sistemas de visualização

Leia mais

ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO. 04 2 ACESSO AOS SISTEMAS. 05 3 DOCUMENTOS MANUTENÇÃO. 08 08 3.2 10 3.3 OCR. 11 4 REGISTRO DE DOCUMENTOS. 13 5 GERANDO DOCUMENTOS

ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO. 04 2 ACESSO AOS SISTEMAS. 05 3 DOCUMENTOS MANUTENÇÃO. 08 08 3.2 10 3.3 OCR. 11 4 REGISTRO DE DOCUMENTOS. 13 5 GERANDO DOCUMENTOS ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO... 04 2 ACESSO AOS SISTEMAS... 05 3 DOCUMENTOS MANUTENÇÃO... 08 3.1Tipos de Documentos... 08 3.2 Relações entre Documentos... 10 3.3 OCR... 11 4 REGISTRO DE DOCUMENTOS... 13 5 GERANDO

Leia mais

SoftPhone e Integração de diretório ativo

SoftPhone e Integração de diretório ativo SoftPhone e Integração de diretório ativo Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Integre o diretório ativo com SoftPhone Prepare para integrar o diretório ativo com

Leia mais

Permissão de Usuários

Permissão de Usuários Permissão de Usuários 1 Conteúdo 1. Propósito 3 2. Permissão de Usuários PrefGest 4 3. Permissão de Usuário para PrefCad 10 2 1. Propósito Este documento destina-se a explicar a ação para liberar permissões

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO

MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Home -------------------------------------------------------------------------------------------------------- 7 2. Cadastros -------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

MANUAL DE INTRODUÇÃO AO ALFRESCO 3.0

MANUAL DE INTRODUÇÃO AO ALFRESCO 3.0 MANUAL DE INTRODUÇÃO AO ALFRESCO 3.0 Alfresco é uma marca registada da Alfresco Software Inc. 1 / 42 Índice de conteúdos Alfresco Visão geral...4 O que é e o que permite...4 Página Inicial do Alfresco...5

Leia mais

Instrução para Exportação de Certificados Digitais de Servidor Web IIS 6 e IIS 7

Instrução para Exportação de Certificados Digitais de Servidor Web IIS 6 e IIS 7 Instrução para Exportação de Certificados Digitais de Servidor Web IIS 6 e IIS 7 Gerar backup do certificado Gerar arquivo.pfx Certificado Digital do tipo A1 Sistemas Operacionais: Windows 2000 Server

Leia mais

WINDOWS EXPLORER Pro r f. f. R o R be b rt r o t A n A d n r d a r de d

WINDOWS EXPLORER Pro r f. f. R o R be b rt r o t A n A d n r d a r de d WINDOWS EXPLORER Prof. Roberto Andrade Roteiro desta aula 1. OqueéoWindowsExplorer 2. Acionamento do Windows Explorer 3. Entendendo Unidades, Pastas e Arquivos 4. Ambiente gráfico(janela, Barras e Botões)

Leia mais

Instrução para Exportação de Certificados Digitais de Servidor Web IIS 6 e IIS 7

Instrução para Exportação de Certificados Digitais de Servidor Web IIS 6 e IIS 7 Instrução para Exportação de Certificados Digitais de Servidor Web IIS 6 e IIS 7 Proibida a reprodução total ou parcial. Todos os direitos reservados 1 Sumário Introdução... 3 Pré-Requisitos:... 3 Utilizando

Leia mais

Procedimentos para Instalação do Sisloc

Procedimentos para Instalação do Sisloc Procedimentos para Instalação do Sisloc Sumário: 1. Informações Gerais... 3 2. Instalação do Sisloc... 3 Passo a passo... 3 3. Instalação da base de dados Sisloc... 16 Passo a passo... 16 4. Instalação

Leia mais

Manual do Contribuidor. Portal de Internet. Projeto: Novo Portal de internet

Manual do Contribuidor. Portal de Internet. Projeto: Novo Portal de internet Manual do Contribuidor Portal de Internet Projeto: Novo Portal de internet 1. Propósito Este documento tem o propósito de orientar usuários a utilizar as funcionalidades do portal do Inea no modo de contribuição.

Leia mais

1. Clique no botão ou, na barra de menu principal, selecione File > New > New Method Content. O assistente New Method Content será aberto.

1. Clique no botão ou, na barra de menu principal, selecione File > New > New Method Content. O assistente New Method Content será aberto. Guia rápido de utilização Modden Este guia visa instruir o usuário a executar as principais funcionalidades da ferramenta. Modden Process Editor Criando um novo Method Content: 1. Clique no botão ou, na

Leia mais

Tutorial de acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos

Tutorial de acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA Tutorial de acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos Este tutorial visa preparar o computador com os softwares necessários para utilização

Leia mais

Introdução aos Projectos

Introdução aos Projectos Introdução aos Projectos Categoria Novos Usuários Tempo necessário 20 minutos Arquivo Tutorial Usado Iniciar um novo arquivo de projeto Este exercício explica a finalidade ea função do arquivo de projeto

Leia mais

IMPORTANTE: O PNM4R2 não entra em estado funcional enquanto o Windows não

IMPORTANTE: O PNM4R2 não entra em estado funcional enquanto o Windows não Manual Instalação Positivo Network Manager Versão 4R2 para Integradores O produto Positivo Network Manager Versão 4R2 (PNM4R2) consiste de uma plataforma do tipo cliente servidor, sendo o cliente, os microcomputadores

Leia mais

GUIA RÁPIDO PARA PETICIONAMENTO ON-LINE

GUIA RÁPIDO PARA PETICIONAMENTO ON-LINE 1. Antes de acessar o Sistema: 1.1 Verificar navegador instalado usar Mozilla Firefox Se não estiver, faça o download aqui: http://br.mozdev.org/ Após o download, instale o programa. 1.2 Verificar se Java

Leia mais

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Sumário: 1. Informações Gerais... 3 2. Criação de backups importantes... 3 3. Reinstalação do Sisloc... 4 Passo a passo... 4 4. Instalação da base de dados Sisloc...

Leia mais

MANUAL Finame Bradesco Off-line

MANUAL Finame Bradesco Off-line MANUAL Finame Bradesco Off-line Módulo U - Versão: FEV/2013 1 Sumário 1. INTRODUÇÃO...3 1.1 OBJETIVO...3 1.2 CONCEITUAÇÃO...3 1.3 ÁREAS ENVOLVIDAS...3 2. PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS...3 Backups Promotores...3

Leia mais

Funções básicas Cronograma Cronograma Funções Básicas

Funções básicas Cronograma Cronograma Funções Básicas Funções Básicas Fevereiro 2015 - 1) Selecionar o menu Portfólio > Projetos, clique para janela projetos abrir. 2) Selecione botão incluir para abrir um projeto. Preencha os campos obrigatórios nos Dados

Leia mais

COMO INSTALAR O CATÁLOGO

COMO INSTALAR O CATÁLOGO Este guia tem por finalidade detalhar as etapas de instalação do catálogo e assume que o arquivo de instalação já foi baixado de nosso site. Caso não tenho sido feita a etapa anterior favor consultar o

Leia mais

Manual de Utilização. Versão 1.0.1

Manual de Utilização. Versão 1.0.1 Manual de Utilização Versão 1.0.1 Conteúdo 1 Funções do Conhecimento... 3 1.1 Restaurar... 3 1.2 Localiza Certificado... 4 1.3 Exibir Mensagem Vencimento Certificado... 4 1.4 Execução Server... 5 1.5 Configurações

Leia mais

CERTIDÕES UNIFICADAS

CERTIDÕES UNIFICADAS CERTIDÕES UNIFICADAS Manual de operação Perfil Cartório CERTUNI Versão 1.0.0 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Departamento de Inovação Tecnológica Divisão de Tecnologia da Informação Sumário LISTA DE FIGURAS... 2

Leia mais

Índice. Manual Backup Online. 03 Capítulo 1: Visão Geral

Índice. Manual Backup Online. 03 Capítulo 1: Visão Geral Índice 03 Capítulo 1: Visão Geral 04 Capítulo 2: Conta de Usuário 04 Criação 08 Edição 09 Grupo de Usuários 10 Informações da Conta 12 Capítulo 3: Download do Backup Online Embratel 16 Capítulo 4: Cópia

Leia mais

AP_ Conta Aplicativo para digitação e envio de contas médicas no padrão TISS

AP_ Conta Aplicativo para digitação e envio de contas médicas no padrão TISS AP_ Conta Aplicativo para digitação e envio de contas médicas no padrão TISS Manual de Instalação Tempro Software StavTISS Sumário 1. INTRODUÇÃO... 2 2. REQUISITOS DO SISTEMA... 3 3. INSTALAÇÃO... 4 4.

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração para Revendedores e Assinantes Virtual Server.

Manual de Instalação e Configuração para Revendedores e Assinantes Virtual Server. Manual de Instalação e Configuração para Revendedores e Assinantes Virtual Server. Parte I Cadastrando Sites no painel de controle Parte II Criando E-mail Parte III Configurando o Outlook do Cliente Última

Leia mais

Gerenciamento de Configuração. Treinamento OTRS ITSM

Gerenciamento de Configuração. Treinamento OTRS ITSM Gerenciamento de Configuração Treinamento OTRS ITSM Sumário Visão Geral do Módulo...3 Estado de Implantação...4 Estado de Incidente...4 Permissionamento...4 Gerenciando Itens de Configuração...5 Inclusão

Leia mais

MANUAL DE USO SERASAJUD

MANUAL DE USO SERASAJUD MANUAL DE USO SERASAJUD JULHO DE 2015 Controle de Revisão Data da Revisão Versão Documento Versão DF-e Manager Executor Assunto Revisado 08/10/2013 1.0 Rodrigo Vieira Ambar/Gigiane Martins Criação 18/03/2104

Leia mais

DRIVE CONTÁBIL NASAJON

DRIVE CONTÁBIL NASAJON DRIVE CONTÁBIL NASAJON Módulo Gestão de Documentos Versão 1.0 Manual do Usuário 1 Sumário Os Módulos do Gerenciador de NFe: Informações Básicas Primeiro Acesso: Requisitos Acesso ao Drive Contábil Nasajon

Leia mais

Manual do Visualizador NF e KEY BEST

Manual do Visualizador NF e KEY BEST Manual do Visualizador NF e KEY BEST Versão 1.0 Maio/2011 INDICE SOBRE O VISUALIZADOR...................................................... 02 RISCOS POSSÍVEIS PARA O EMITENTE DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA.................

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLOGIA FEDERAL DO PARANÁ. Owncloud SERVIÇO DE COMPARTILHAMENTO EM NUVEM. Manual

UNIVERSIDADE TECNOLOGIA FEDERAL DO PARANÁ. Owncloud SERVIÇO DE COMPARTILHAMENTO EM NUVEM. Manual UNIVERSIDADE TECNOLOGIA FEDERAL DO PARANÁ Owncloud SERVIÇO DE COMPARTILHAMENTO EM NUVEM Manual DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DIRGTI 2015 Sumário 1. Introdução... 3 2. Acessando o serviço...

Leia mais

MANUAL BACKUP XDENTAL 2012

MANUAL BACKUP XDENTAL 2012 MANUAL BACKUP XDENTAL 2012 Sumário CONFIGURANDO BACKUP... 2 ESCOLHENDO O TAMANHO DO ARQUIVO DE BACKUP... 4 CONFIGURANDO HORÁRIO DE INÍCIO DO BACKUP... 5 CONFIGURANDO BACKUP AO INICIAR O SISTEMA XDENTAL...

Leia mais

Instalação do VOL Backup para Desktops

Instalação do VOL Backup para Desktops Este é o guia de instalação e configuração da ferramenta VOL Backup para desktops. Deve ser seguido caso você queira instalar ou reinstalar o VOL Backup em sistemas Windows 2000, XP, Vista ou 7, 32 ou

Leia mais

PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA. Sumário

PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA. Sumário PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA Sumário O que são leitores de Tela?... 1 O NVDA - Non Visual Desktop Access... 1 Procedimentos para Download e Instalação do NVDA... 2 Iniciando

Leia mais

Como gerar arquivos para Sphinx Operador

Como gerar arquivos para Sphinx Operador Como gerar arquivos para Sphinx Operador Pré-requisitos: Lista das questões Formulário multimídia Visões O Sphinx Operador é um sistema específico para digitação de respostas e visualização de resultados

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA. Documento de Arrecadação Estadual DAE. Manual do Usuário. Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA. Documento de Arrecadação Estadual DAE. Manual do Usuário. Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA 1 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA Documento de Arrecadação Estadual DAE Manual do Usuário Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA 66.053-000 Av. Visconde de Souza Franco, 110 Reduto Belém PA Tel.:(091)

Leia mais

MANUAL DO NVDA Novembro de 2013

MANUAL DO NVDA Novembro de 2013 MANUAL DO NVDA Novembro de 2013 PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL Núcleo IFRS Manual do NVDA Sumário O que são leitores de Tela?... 3 O NVDA - Non Visual Desktop Access... 3 Procedimentos para Download

Leia mais

Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Redes de Computadores II

Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Redes de Computadores II Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Redes de Computadores II Em um computador baseado no Windows, você pode compartilhar arquivos entre usuários remotos (outro computador). Os usuários remotos se conectam

Leia mais

Manual de Instalação. SafeNet Authentication Client 8.2 SP1. (Para MAC OS 10.7)

Manual de Instalação. SafeNet Authentication Client 8.2 SP1. (Para MAC OS 10.7) SafeNet Authentication Client 8.2 SP1 (Para MAC OS 10.7) 2/28 Sumário 1 Introdução... 3 2 Pré-Requisitos Para Instalação... 3 3 Ambientes Homologados... 4 4 Tokens Homologados... 4 5 Instruções de Instalação...

Leia mais

Portal Sindical. Manual Operacional Empresas/Escritórios

Portal Sindical. Manual Operacional Empresas/Escritórios Portal Sindical Manual Operacional Empresas/Escritórios Acesso ao Portal Inicialmente, para conseguir acesso ao Portal Sindical, nos controles administrativos, é necessário acessar a página principal da

Leia mais

GABARITO B. 1 manuel@carioca.br MPRJ TSAD TSPR TNAI/2007

GABARITO B. 1 manuel@carioca.br MPRJ TSAD TSPR TNAI/2007 EDITORA FERREIRA PROVAS MPRJ TÉCNICO SUPERIOR ADMINISTRATIVO TSAD TÉCNICO SUPERIOR PROCESSUAL TSPR TÉCNICO DE NOTIFICAÇÃO E ATOS INTIMATÓRIOS TNAI NCE UFRJ NOÇÕES DE INFORMÁTICA CORREÇÃO GABARITO COMENTADO

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE INFORMÁTICA EDITOR DE HELP MANUAL DO USUÁRIO

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE INFORMÁTICA EDITOR DE HELP MANUAL DO USUÁRIO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE INFORMÁTICA EDITOR DE HELP MANUAL DO USUÁRIO ANA PAULA CARVALHO LORENZONI MICHELINE PARIZOTTO PROFESSORA. MILENE SELBACH SILVEIRA ORIENTADORA

Leia mais

MODEM USB LTE LU11. Manual do Usuário

MODEM USB LTE LU11. Manual do Usuário MODEM USB LTE LU11 Manual do Usuário 2 Tabela de Conteúdo Manual do Usuário... 1 1 Introdução... 3 2 Instalação... 4 3 Descrição da Interface do Cliente... 5 3 Conexão... 8 5 Mensagens SMS... 10 6 Contatos...

Leia mais

Faturamento Eletrônico - CASSEMS

Faturamento Eletrônico - CASSEMS 1 Conteúdo 1. Informações Iniciais... 3 1.1. Sobre o documento... 3 1.2. Organização deste Documento... 3 2. Orientações Básicas... 3 2.1. Sobre o Faturamento Digital... 3 3. Instalação do Sistema... 4

Leia mais

Manual do KNotes. Fabian Dal Santo Greg M. Holmes Revisão: Lauri Watts Tradução: Marcus Gama

Manual do KNotes. Fabian Dal Santo Greg M. Holmes Revisão: Lauri Watts Tradução: Marcus Gama Fabian Dal Santo Greg M. Holmes Revisão: Lauri Watts Tradução: Marcus Gama 2 Conteúdo 1 Introdução 5 2 Usando o KNotes 6 3 Configuração 9 3.1 Configurando as Opções Padrão do KNotes.......................

Leia mais

Manual de Usuário do UnB Webmail Destinado aos usuários de e-mail da Universidade de Brasília MODO DINÂMICO

Manual de Usuário do UnB Webmail Destinado aos usuários de e-mail da Universidade de Brasília MODO DINÂMICO Destinado aos usuários de e-mail da Universidade de Brasília MODO DINÂMICO Elaboração: Equipe de Suporte Avançado do CPD SA/SRS/CPD/UnB suporte@unb.br Universidade de Brasília Brasília / 2014 Resumo A

Leia mais

Instrução para Importação de Certificados Digitais de Servidor Web IIS 6 e IIS 7

Instrução para Importação de Certificados Digitais de Servidor Web IIS 6 e IIS 7 Instrução para Importação de Certificados Digitais de Servidor Web IIS 6 e IIS 7 Instalação da cópia de segurança Instalação da cópia do certificado Instalação do arquivo.pfx Certificado Digital do tipo

Leia mais

Intellikon 2.2. Código de Manual: Ik22001POR Versão do Manual: 1.0 Última revisão: 21/2/2006 Aplica-se a: Intellikon 2.2.

Intellikon 2.2. Código de Manual: Ik22001POR Versão do Manual: 1.0 Última revisão: 21/2/2006 Aplica-se a: Intellikon 2.2. Intellikon 2.2 Código de Manual: Ik22001POR Versão do Manual: 1.0 Última revisão: 21/2/2006 Aplica-se a: Intellikon 2.2 Manual do Usuário If22001POR v1.0 Intellikon Manual do Usuário Urudata Software Rua

Leia mais

Manual de Instalação do Agente Citsmart

Manual de Instalação do Agente Citsmart 16/08/2013 Manual de Instalação do Agente Citsmart Fornece orientações necessárias para efetuar a instalação do Agente Citsmart. Versão 1.9 21/11/2014 Visão Resumida Data Criação 21/11/2014 Versão Documento

Leia mais

Manual de Instalação: Agente do OCS Inventory NG

Manual de Instalação: Agente do OCS Inventory NG Manual de Instalação: Agente do OCS Inventory NG Abril 2013 Sumário 1. Agente... 1 2. Onde instalar... 1 3. Etapas da Instalação do Agente... 1 a. Etapa de Instalação do Agente... 1 b. Etapa de Inserção

Leia mais

Nome N Série: Ferramentas

Nome N Série: Ferramentas Nome N Série: Ferramentas Competências: Identificar e utilizar técnicas de modelagem de dados; Habilidades: Utilizar ferramentas de apoio ao desenvolvimento de software; Bases Tecnológicas: Metodologias

Leia mais

TUTORIAL DO OFFICE 100% CORRETOR

TUTORIAL DO OFFICE 100% CORRETOR TUTORIAL DO OFFICE 100% CORRETOR Tópicos Instalação do Aplicativo Office 100% Corretor...3 Gerando a chave de Ativação do Office 100% Corretor...8 Desinstalação do Aplicativo Office 100% Corretor...9 Verificação

Leia mais

Clique no menu Cadastrar para exibir as opções e clique na opção Arquivo. (Figura 1.1)

Clique no menu Cadastrar para exibir as opções e clique na opção Arquivo. (Figura 1.1) 1 - Manual de Utilização do Portal 1.1 - Cadastros de Arquivos O cadastro de arquivos serve para você enviar um arquivo para o banco de arquivos do Portal, ficando disponível para associá-lo a um conteúdo

Leia mais

E3Suite. Estudo da Evolução de Eventos Científicos

E3Suite. Estudo da Evolução de Eventos Científicos E3Suite Estudo da Evolução de Eventos Científicos Manual do usuário Projeto: Redes Sociais de Pesquisa em Sistemas de Informação UNIRIO Conteúdo 1. Instalação... 3 2. Visão Geral... 4 Equivalência de Instituições...

Leia mais

Importação de Certificado Servidor Web IIS 6 e IIS 7

Importação de Certificado Servidor Web IIS 6 e IIS 7 Importação de Certificado Servidor Web IIS 6 e IIS 7 Instalação da cópia de segurança Instalação da cópia do certificado Instalação do arquivo.pfx Certificado Digital do tipo A1 Proibida a reprodução total

Leia mais

EXERCÍCIOS SIMULADO ELABORADO PELO PROFESSOR ANDRÉ ALENCAR

EXERCÍCIOS SIMULADO ELABORADO PELO PROFESSOR ANDRÉ ALENCAR EXERCÍCIOS SIMULADO ELABORADO PELO PROFESSOR ANDRÉ ALENCAR Com base no Windows XP, na figura ao lado, julgue os itens que se seguem: 01- É possível afirmar que ao se clicar em O que mais devo saber sobre

Leia mais

Módulo Domínio Atendimento - Versão 8.0A-06

Módulo Domínio Atendimento - Versão 8.0A-06 Módulo Domínio Atendimento - Versão 8.0A-06 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse

Leia mais

Acesso à Dados ZEOS x Delphi. Professor Anderson

Acesso à Dados ZEOS x Delphi. Professor Anderson Acesso à Dados ZEOS x Delphi Professor Anderson Introdução O ZEOS é uma biblioteca que provê o acesso à uma base de dados em MYSQL. Através dessa Library, podemos realizar operações de manipulação da base

Leia mais

DIFERENÇAS ENTRE FUNÇÃO E BLOCO FUNCIONAL; CRIAÇÃO DE FUNÇÃO / BLOCO FUNCIONAL; UTILIZAÇÃO NO LADDER; EXEMPLO DE BLOCO FUNCIONAL;

DIFERENÇAS ENTRE FUNÇÃO E BLOCO FUNCIONAL; CRIAÇÃO DE FUNÇÃO / BLOCO FUNCIONAL; UTILIZAÇÃO NO LADDER; EXEMPLO DE BLOCO FUNCIONAL; Boletim Técnico EP3 11/07 Utilizando Funções e Blocos Funcionais de usuário pelo software A1 19 de outubro de 2007 O objetivo deste boletim é mostrar como utilizar o recurso de Funções (Functions) e Blocos

Leia mais

Introdução... 1. Instalação... 2

Introdução... 1. Instalação... 2 ONTE DO Introdução... 1 O que é IPP?... 1 Qual é a função de um software Samsung IPP?... 1 Instalação... 2 Requisitos do sistema... 2 Instalar o software Samsung IPP... 2 Desinstalar o software Samsung

Leia mais

EAI Manual do Administrador

EAI Manual do Administrador EAI Manual do Administrador 1 Definição de Host Application O que é um Host Application? Significa Aplicativo Hospedeiro, é o nome dado ao ambiente EAI que estará executando no seu computador ou em um

Leia mais

Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia. ibict. Autores

Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia. ibict. Autores Autores Autores normalmente podem se cadastrar e submeter seus trabalhos através do sistema. O Autor envia o documento original, alimenta os metadados (ou a indexação associada ao documento) de seu trabalho,

Leia mais

Universidade Federal de Minas Gerais UFMG Centro de Apoio à Educação a Distância CAED TUTORIAL: Possíveis Métodos para Converter Imagens em PDF

Universidade Federal de Minas Gerais UFMG Centro de Apoio à Educação a Distância CAED TUTORIAL: Possíveis Métodos para Converter Imagens em PDF Universidade Federal de Minas Gerais UFMG Centro de Apoio à Educação a Distância CAED TUTORIAL: Possíveis Métodos para Converter Imagens em PDF Autores: Diogo Marcos Iago Domingues Junio Soares Dias Viviane

Leia mais

Guia de Atualização Release FoccoERP 2014

Guia de Atualização Release FoccoERP 2014 Guia de Atualização Release FoccoERP 2014 02/06/2014 Índice ÍNDICE... 2 APRESENTAÇÃO... 3 INTRODUÇÃO... 4 PROCESSO DE INSTALAÇÃO... 4 ATUALIZANDO UM SEGUNDO AMBIENTE... 21 Página 2 de 22 Apresentação Este

Leia mais

Expresso Livre Correio Eletrônico

Expresso Livre Correio Eletrônico Expresso Livre Correio Eletrônico 1. EXPRESSO LIVRE Para fazer uso desta ferramenta de correio eletrônico acesse seu Navegador de Internet e digite o endereço eletrônico expresso.am.gov.br. Figura 1 A

Leia mais

MQSeries Everyplace. Leia-me primeiro G517-7010-00

MQSeries Everyplace. Leia-me primeiro G517-7010-00 MQSeries Everyplace Leia-me primeiro G517-7010-00 MQSeries Everyplace Leia-me primeiro G517-7010-00 Primeira Edição (Junho de 2000) Esta edição se aplica ao MQSeries Everyplace Versão 1.0 e a todos os

Leia mais

Tutorial de Configuração do Integrador do E-commerce do FutebolShop

Tutorial de Configuração do Integrador do E-commerce do FutebolShop Tutorial de Configuração do Integrador do E-commerce do FutebolShop Especificações de funcionamento: O integrador desenvolvido para com o objetivo de manter sincronizado o estoque da loja virtual FutebolShop(desenvolvido

Leia mais

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

O Primeiro Programa em Visual Studio.net

O Primeiro Programa em Visual Studio.net O Primeiro Programa em Visual Studio.net Já examinamos o primeiro programa escrito em C que servirá de ponto de partida para todos os demais exemplos e exercícios do curso. Agora, aprenderemos como utilizar

Leia mais

HDEV SOLUÇÕES EM SISTEMAS RETAGUARDA DOTZ

HDEV SOLUÇÕES EM SISTEMAS RETAGUARDA DOTZ RETAGUARDA DOTZ Suporte Telefônico: (31) 3484-9763 (OI) Suporte Celular: (31) 8829.9195 (OI) 8540.8872 (TIM) Suporte Email: dotz@hdias.com.br Suporte On-Line: www.hdias.com.br/dotz Belo Horizonte, Fevereiro

Leia mais

MANUAL DE SOFTWARE ARKITOOL 2012

MANUAL DE SOFTWARE ARKITOOL 2012 MANUAL DE SOFTWARE ARKITOOL 2012 Editado por: Idéias e programas, S.L. San Román de los Montes 25-Março-2012. ARKITool, Arkiplan, Além disso ARKITool são marcas comerciais de idéias e programas, S.L. REQUISITOS

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração

Manual de Instalação e Configuração e Configuração MyABCM 4.0 Versão 4.00-1.00 2 Copyright MyABCM. Todos os direitos reservados Reprodução Proibida Índice Introdução... 5 Arquitetura, requisitos e cenários de uso do MyABCM... 7 Instalação

Leia mais

Apostilas OBJETIVA Escrevente Técnico Judiciário TJ Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo - Concurso Público 2015. Caderno 1.

Apostilas OBJETIVA Escrevente Técnico Judiciário TJ Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo - Concurso Público 2015. Caderno 1. Caderno 1 Índice MS-Windows 7: conceito de pastas, diretórios, arquivos e atalhos, área de trabalho, área de transferência, manipulação de arquivos e pastas, uso dos menus, programas e aplicativos, interação

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Manual de Utilização Google Grupos Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução... 3 Página

Leia mais

Usando o simulador MIPS

Usando o simulador MIPS Usando o simulador MIPS O objetivo desta aula prática será a utilização do simulador MipsIt para executar programas escritos em linguagem de máquina do MIPS. 1 Criando um projeto Cada programa a ser executado

Leia mais

Channel. Gerenciamento de Operações. Tutorial. Atualizado com a versão 4.2

Channel. Gerenciamento de Operações. Tutorial. Atualizado com a versão 4.2 Channel Gerenciamento de Operações Tutorial Atualizado com a versão 4.2 Copyright 2011 por JExperts Tecnologia Ltda. todos direitos reservados. É proibida a reprodução deste manual sem autorização prévia

Leia mais

EDITORA FERREIRA MP/RJ_EXERCÍCIOS 01

EDITORA FERREIRA MP/RJ_EXERCÍCIOS 01 EDITORA FERREIRA MP/RJ NCE EXERCÍCIOS 01 GABARITO COMENTADO 01 Ao se arrastar um arquivo da pasta C:\DADOS para a pasta D:\TEXTOS utilizando se o botão esquerdo do mouse no Windows Explorer: (A) o arquivo

Leia mais

FUNDAÇÃO DE MEDICINA TROPICAL DOUTOR HEITOR VIEIRA DOURADO (FMT-HVD) DEPARTAMENTO DE PESQUISA

FUNDAÇÃO DE MEDICINA TROPICAL DOUTOR HEITOR VIEIRA DOURADO (FMT-HVD) DEPARTAMENTO DE PESQUISA 2012 / 2013 FUNDAÇÃO DE MEDICINA TROPICAL DOUTOR HEITOR VIEIRA DOURADO (FMT-HVD) DEPARTAMENTO DE PESQUISA PAIC PROGRAMA DE APOIO A INICIAÇÃO CIENTÍFICA (2015/2016) GUIA DO USUÁRIO Versão web 1.1 Abril

Leia mais

Vamos criar uma nova Página chamada Serviços. Clique em Adicionar Nova.

Vamos criar uma nova Página chamada Serviços. Clique em Adicionar Nova. 3.5 Páginas: Ao clicar em Páginas, são exibidas todas as páginas criadas para o Blog. No nosso exemplo já existirá uma página com o Título Página de Exemplo, criada quando o WorPress foi instalado. Ao

Leia mais

MÓDULO - I Manual Prático Microsoft Excel 2007

MÓDULO - I Manual Prático Microsoft Excel 2007 MÓDULO - I Manual Prático Microsoft Excel 2007 MÓDULO - I APRESENTAÇÃO... 1 AMBIENTE DE TRABALHO... 2 A folha de cálculo... 2 O ambiente de trabalho do Excel... 3 Faixas de Opções do Excel... 4 - Guia

Leia mais

Processo Digital Gerir Combustível Manual do Usuário

Processo Digital Gerir Combustível Manual do Usuário Governo do Estado do Rio de Janeiro Secretaria de Estado da Casa Civil Subsecretaria de Gestão Superintendência de Gestão do Processo Digital Processo Digital Gerir Combustível Manual do Usuário Histórico

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO. Motor Periférico Versão 8.0

MANUAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO. Motor Periférico Versão 8.0 MANUAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO Motor Periférico Versão 8.0 1. Apresentação... 3 2. Instalação do Java... 3 2.1 Download e Instalação... 3 2.2 Verificar Instalação... 3 3. Download do Motor Periférico...

Leia mais

Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 1

Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 1 AULA Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 1 Em qualquer profissão é importante que se conheça bem as ferramentas que serão usadas para executar o trabalho proposto. No desenvolvimento de software não é

Leia mais

Windows Explorer. Prof. Valdir

Windows Explorer. Prof. Valdir Do Inglês Explorador de Janelas, o é o programa para gerenciamento de discos, pastas e arquivos no ambiente Windows. É utilizado para a cópia, exclusão, organização e movimentação de arquivos além de criação,

Leia mais

Como Utilizar o Escritório Virtual

Como Utilizar o Escritório Virtual Como Utilizar o Escritório Virtual 1. Visão Geral O Escritório Virtual é um espaço destinado à troca de informações e documentos entre os membros de um grupo. Através de ferramentas colaborativas como:

Leia mais

Dicas para usar melhor o Word 2007

Dicas para usar melhor o Word 2007 Dicas para usar melhor o Word 2007 Quem está acostumado (ou não) a trabalhar com o Word, não costuma ter todo o tempo do mundo disponível para descobrir as funcionalidades de versões recentemente lançadas.

Leia mais

Sankhya Print Service. Manual de instalação e uso

Sankhya Print Service. Manual de instalação e uso Sumário 1 Histórico...4 2 Introdução...5 3 Instalação...6 3.1 Verificando a instalação...11 3.2 Configuração do Sankhya Print Service...11 3.2.1 config.properties...12 3.2.1.1 about.copyright...12 Objetivo...12

Leia mais

Passo 1: Abra seu navegador e digite http://www.no-ip.com. Passo 2: Na tela que surgir, clique em Get Started.

Passo 1: Abra seu navegador e digite http://www.no-ip.com. Passo 2: Na tela que surgir, clique em Get Started. 1 - Como obter seu DNS Dinâmico no No-IP O No-IP, é um sistema de DNS (Domain Name Server), que converte o seu endereço IP em um nome. O que o No-IP faz, é converter o nome do tipo minhacameraip.no-ip.org

Leia mais