Tutorial Introdução ao ambiente Eclipse

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Tutorial Introdução ao ambiente Eclipse"

Transcrição

1 Tutorial Introdução ao ambiente Eclipse Rafael Santos (revisto em 26/10/2003) Introdução... 1 Instalando o Java Development Kit... 2 Instalando o Eclipse... 4 Desinstalando o Eclipse... 4 Passos para criação e execução de uma classe... 4 Primeira execução do Eclipse... 4 Criando um novo projeto... 5 Criando um novo pacote em um projeto... 6 Criando uma classe em Java em um pacote... 8 Notas sobre o código criado Editando a classe criada Compilando e executando a classe criada Criando, compilando e executando uma segunda classe Criando, compilando e executando Applets Introdução O Eclipse é um ambiente integrado de desenvolvimento gratuito que pode ser usado para desenvolvimento de aplicações em Java, sendo um dos mais recomendados para isto. O Eclipse não contém módulos para criação de interfaces gráficas, o que considero vantajoso para iniciantes na linguagem Java, pois o foco deve ser a linguagem e não o aspecto visual de uma aplicação. Versões do Eclipse existem para diversos sistemas operacionais, o que é outra vantagem. Mais informações podem ser obtidas no site Este tutorial mostra, passo a passo, como instalar o Java Development Kit (JDK) e o ambiente Eclipse. Versões específicas do JDK e do Eclipse serão usadas, mas como estes softwares são constantemente atualizados, é possível que existam pequenas diferenças na numeração das versões mostradas no documento e as existentes nos sites.

2 Instalando o Java Development Kit Para instalar o Java 2 Development Kit (J2SDK, também referenciado como JDK neste documento), faça o download do arquivo j2sdk- 1_4_2_01-windows-i586.exe do site da Sun (http://java.sun.com). Para instalar o JDK, basta clicar duas vezes no ícone do executável. Após umas janelas com informações sobre o instalador (que desaparecerão sem necessidade de interação), a janela mostrada na Figura 1 aparecerá. Clique no botão I accept the terms in the license agreement e depois no botão Next (que será ativado). A janela da Figura 2 aparecerá, e nela você poderá selecionar quais componentes deseja instalar. Por default, todas as opções estarão selecionadas, é aconselhável deixar assim a não ser que existam restrições no espaço em disco se houverem, os demonstrativos (Demos) e código-fonte (Source Code) podem ser desmarcados para instalação. Também é aconselhável manter o caminho de instalação para c:\j2sdk1.4.2_01. Figura 1 - Licença do JDK Figura 2 - Customização da instalação Após a seleção dos componentes para instalação, clique em Next. A Figura 3 aparecerá. Esta janela lista os navegadores instalados e reconhecidos, e o instalador registrará o Java Plug-In (para execução de applets) para estes navegadores. Clique em Install para prosseguir. Dependendo da versão do sistema operacional sendo executado e/ou doa Service Packs instalados, você verá a mensagem na Figura 4. Clique em Continue para prosseguir. Durante a instalação várias janelas com diálogos como o da Figura 5 aparecerão. Não é necessário tomar nenhuma providência neste passo. Ao final da instalação a janela mostrada na Figura 6 será mostrada. É aconselhável reinicializar o computador após a instalação (uma janela aparece pedindo confirmação para reinicialização).

3 Figura 3 - Registro dos navegadores Figura 4 - Aviso sobre versão do sistema operacional Figura 5 - Processo de instalação Figura 6 - Término da instalação do JDK

4 Você pode testar a instalação do JDK de duas formas: uma é através do Java Web Start, cujo ícone deve ter sido instalado no desktop do computador. Clique duas vezes neste ícone para executar o programa, sua execução é sinal de que a instalação foi concluída com sucesso. Alternativamente, abra um terminal (com o menu Iniciar/Programas/Acessórios/Prompt de comando) e digite nele java. No terminal deverão aparecer mensagens impressas pelo comando java. Instalando o Eclipse Primeiro, é necessário copiar o Eclipse do site Neste site, clique em Downloads, e selecione um site para download. Selecione o Latest Release (clique no Build Name). Aparecerão várias listas de arquivos para download. Localize as listas Platform Runtime Binary e JDT Runtime Binary. Copie, da lista mostrada em Platform Runtime Binary, o arquivo correspondente ao sistema operacional que você está usando. Copie também o arquivo eclipse-jdt, que é comum para todas as plataformas o nome do link para download será dependente da versão do Eclipse, mas somente um arquivo deve aparecer na lista JDT Runtime Binary. Por exemplo, para o Windows 2000 e versão do Eclipse, os arquivos que devem ser copiados são eclipse-platform win32.zip e eclipse-jdt zip. Para instalar o Eclipse, basta descompactar os arquivos em uma localização qualquer. É sugerido descompactar os dois arquivos em C:\Arquivos de Programas. O diretório eclipse (em minúsculas) será criado automaticamente. Como alguns arquivos existem em ambos os arquivos.zip a ser descompactados, o descompactador pode mostrar algumas advertências ou pedir para sobreescrever arquivos, o que pode ser feito sem problemas. Desinstalando o Eclipse Se por alguma razão você quiser desinstalar o Eclipse, basta apagar o diretório onde este foi instalado não existe um mecanismo específico de desinstalação. Passos para criação e execução de uma classe Primeira execução do Eclipse Execute pela primeira vez o Eclipse, clicando no aplicativo C:\Arquivos de programas\eclipse\eclipse (assumindo que o Eclipse foi instalado no diretório sugerido). A mensagem Please wait completing the install aparecerá por alguns segundos, e depois a janela do Eclipse (mostrada na Figura 7) aparecerá.

5 Criando um novo projeto O primeiro passo é criar um novo projeto Java no Eclipse. Um projeto poderá conter vários pacotes e classes relacionados com um tema. Para criar um novo projeto, clique no botão New Wizard ( ), está localizado logo abaixo do menu File. A janela mostrada na Figura 8 aparecerá. Figura 7 - Janela inicial do Eclipse Figura 8 - Janela do New Wizard No diálogo mostrado na Figura 8, selecione Java no painel esquerdo e Java Project no painel direito e clique no botão Next. A janela mostrada na Figura 9 aparecerá. Na janela da Figura 9 entre o nome do projeto sendo criado. Como este nome de projeto será usado para criar um diretório, evite usar caracteres inadequados para nomes de diretórios. Entre o nome de projeto e clique no botão Next. No exemplo, usei o nome de projeto Exercicios 1. Note que é possível especificar um diretório diferente do default, desmarcando a caixa Use Default e escolhendo o diretório manualmente. 1 É desaconselhável o uso de acentos em nomes de projetos, pacotes e classes a interpretação de acentos em nomes de arquivos depende da implementação do sistema operacional e pode causar problemas.

6 Clique em Next. Se esta for a primeira vez em que um projeto Java é criado no Eclipse, uma janela perguntando se você quer mudar para a perspectiva 2 Java aparecerá clique Yes. Após isto, a janela da Figura 10 aparecerá. Figura 9 - Seleção do nome de projeto Figura 10 - Configurações do projeto Na janela mostrada na Figura 10 não precisamos entrar nenhuma informação, mas ela poderia ser usada para indicar pacotes adicionais para o projeto sendo criado. Para terminar a criação do projeto, clique no botão Finish. Após a criação do projeto, a janela principal do Eclipse deverá estar como mostrada na Figura 11. Criando um novo pacote em um projeto Primeiro criaremos um novo pacote em um projeto. Pacotes são usados em Java para agrupar classes que tenham algo em comum (por exemplo, que façam parte de uma aplicação). No caso de aplicações que devem ser distribuídas, o Eclipse facilita ainda mais a criação do arquivo para distribuição se colocarmos todas as classes pertencentes a aplicação em um pacote. 2 Conjunto de janelas que tem determinada aparência na tela do Eclipse e que facilita o trabalho com uma determinada ferramenta.

7 No lado esquerdo da janela principal do Eclipse temos um painel Package Explorer que mostra a hierarquia dos arquivos de projetos (a árvore pode mostrar quais arquivos existem em quais projetos). Clique na entrada Exercicios para selecioná-la, e clique novamente no botão New Wizard ( ). A janela mostrada na Figura 8 aparecerá. Desta vez, selecione Java no painel esquerdo e Package no painel direito. Clique em Next para ir para o próximo passo, cuja janela é mostrada na Figura 12. Na Figura 12 devemos entrar o nome de um pacote antes de prosseguir. Nomes de pacotes são mais restritos que nomes de projetos: não podem conter espaços nem caracteres especiais e é sugerido que iniciem com letras minúsculas. Para este exemplo, escolhemos o nome de pacote capitulo01 (veja a nota de rodapé 1 na página nº 5). Após entrar o nome clique em Finish. A janela principal do Eclipse aparecerá novamente, como mostrado na Figura 13. A Figura 13 mostra, no painel Package Explorer, que o pacote também usa as bibliotecas padrão de Java (JRE_LIB). Figura 11 - Janela principal do Eclipse (depois de adicionar um projeto) Figura 12 - Criação de um novo pacote

8 Criando uma classe em Java em um pacote Com o projeto e o pacote criados, podemos adicionar novas classes no pacote. Para isso, selecione no Package Explorer o pacote no qual você quer adicionar uma classe e clique no botão New Wizard ( ). A janela mostrada na Figura 8 aparecerá novamente. Desta vez, selecione Java no painel esquerdo e Class no painel direito. Clique em Next para ir para o próximo passo, cuja janela é mostrada na Figura 14. Figura 13 - Janela principal do Eclipse (depois da criação de um pacote no projeto) Figura 14 - Diálogo para criação de uma nova classe O preenchimento do diálogo que aparece na Figura 14 depende da finalidade da classe a ser criada: Em qualquer caso, o nome da classe deve ser fornecido é aconselhável usar os padrões de nome sugeridos para classes (primeira letra maiúscula, alternando entre palavras, evitando acentos). Para criar uma classe simples, que representará um conceito qualquer, não precisaremos selecionar mais nenhuma opção (por default, a superclasse aparecerá como java.lang.object no diálogo mas esta não aparecerá explicitamente no código). Para criar uma classe que herda de outra, devemos selecionar uma Superclasse (usando o botão Browse ou entrando o nome completo da casa no campo correspondente) e, se for necessário, selecionar a caixa Constructors from superclass. Para classes que implementam

9 interfaces, devemos usar o botão Add para adicionar as interfaces no campo correspondente. As declarações de extends e implements podem também ser escritas manualmente depois que o código for gerado. Para criar uma classe que contenha o método main, podemos clicar na caixa próxima ao texto public static void main(string[] args). Novamente, este trecho de código pode ser escrito manualmente posteriormente. Para continuar com o exemplo, vamos criar uma classe AloMundo com um método main simples. O diálogo preenchido adequadamente aparece na Figura 15. Após o preenchimento devemos clicar no botão Finish. Figura 16 - A classe AloMundo criada no pacote capitulo01 Figura 15 - Diálogo para criação de uma nova classe (preenchido) A Figura 16 mostra a classe recém-criada o Eclipse automaticamente abre uma janela do editor que mostra o código criado para a classe. Os componentes básicos da interface do Eclipse são mostrados na Figura 16. À esquerda temos a janela Package Explorer, que mostra o conteúdo do projeto e, hierarquicamente, pacotes no projeto, classes nos pacotes e métodos nas classes. No centro temos a área onde abriremos editores para os arquivos (se clicarmos duas vezes no nome do arquivo no Package Explorer ele será aberto em uma janela do editor). Na área direita temos a janela de Outline para a classe sendo editada esta janela mostra os elementos (campos, métodos, etc.) da classe. Na parte

10 inferior temos a janela de Tasks que mostra quais são as tarefas associadas ao projeto uma maneira de marcar tarefas a executar pelo programador. Notas sobre o código criado O código criado pelo Eclipse, mostrado de forma parcial na janela central na Figura 16, pode não estar formatado de acordo com as preferências do programador (o que é o meu caso). Diversas opções de configuração do código gerado podem ser alteradas, selecionando o menu Window/Preferences e clicando, na árvore de opções do lado esquerdo, em Java/Code Formatter. As opções usadas por mim são mostradas na Figura 17 elas se aproximam mais do estilo de código ao qual estou acostumado, mas isto é questão de preferência pessoal. package capitulo01; /** * Mostra uma mensagem simples na tela. Rafael Santos */ public class AloMundo public static void main(string[] args) System.out.println("Alô, Mundo!"); Figura 18 - O código completo da classe AloMundo Figura 17 - Preferências do Eclipse para formatação de código Existem diversas opções no diálogo mostrado na Figura 17, é sugerido que somente sejam modificadas as opções que sejam compreendidas para evitar surpresas. Algumas opções que podem ser exploradas seguramente são as de geração de código, no menu Java/Templates do diálogo mostrado na Figura 17. Estas opções permitem o ajuste fino da criação de código automático.

11 Editando a classe criada Para continuar com o exemplo, vamos editar a classe. A classe AloMundo completa é mostrada na Figura 18. O editor do Eclipse automaticamente coloriza e modifica fontes de palavras-chave, comentários, strings e outros elementos de classes em Java, facilitando a sua leitura. O tipo de fonte e cor usado para os diferentes elementos do código-fonte podem ser customizados com o diálogo mostrado na Figura 17, no menu Java/Editor, orelha Syntax. Compilando e executando a classe criada Uma das capacidades mais úteis do Eclipse é a compilação automática de código. Assim que o código modificado é gravado, todas as classes que são relacionadas com a modificada são recompiladas automaticamente. Para executar um programa que tenha o método main adequado, clique no ícone Run ( ). A janela de diálogo mostrada na Figura 19 aparecerá. Figura 19 - Configuração de execução de classes Figura 20 - Configuração para execução da classe AloMundo

12 Clique duas vezes no menu Java Application (ou no botão New) e o diálogo da Figura 19 mudará para o da Figura 20. O diálogo está praticamente preenchido, e não é necessário adicionar mais nada para executar a classe. Ao clicarmos no botão Run, uma janela nova no Eclipse chamada Console abrirá e mostrará o resultado do programa (Figura 21). Figura 21 - Resultado da execução da classe AloMundo Figura 22 - Diálogo para seleção de superclasse Criando, compilando e executando uma segunda classe Como segundo exemplo, vamos criar uma classe AloMundoGrafico que mostrará a mensagem Alô, Mundo! usando uma interface gráfica. Esta classe será criada da mesma forma que a AloMundo, exceto que ela herdará da classe JFrame. A seleção da superclasse é feita quando criamos a nova classe (Figura 14 e Figura 15), clicando no botão Browse... próximo ao campo de texto da superclasse. Este botão abre um diálogo, mostrado na Figura 22, que permite que entremos os caracteres iniciais da classe sendo procurada em um campo de texto, e com uma área de seleção que mostra quais classes disponíveis iniciam com os caracteres iniciais. Para esta segunda classe, escolhemos a superclasse como JFrame e completamos os métodos necessários (o construtor para definir a interface gráfica da frame e o método main para construir uma instância da própria classe). Ao editar esta classe, criamos instâncias ou usamos algumas classes que não são importadas por default, como Container, JLabel e Color: sempre que o Eclipse encontrar, no código-fonte, uma classe que não esteja explicitamente importada pela classe editada, ele marcará a linha com

13 referências a classes desconhecidas com uma marca que pode ser um ícone de lâmpada amarela ou um sinal de pare vermelho (ou, frequentemente, um em cima do outro). Estas marcações são mostradas na Figura 23. Clique no ícone da lâmpada amarela ou sinal de pare para ter uma lista de sugestões de correção (mostrada na Figura 24). Para as classes existentes o Eclipse mostrará a opção de importar a classe com nome completo, é o que faremos. Após aceitar as sugestões, grave o arquivo para que ele seja recompilado, novas sugestões podem aparecer. Quando o sinal de pare próximo do nome do arquivo na janela do editor desaparecer, o código estará sem erros. Figura 24 - Sugestões do Eclipse para completar o código gerado Figura 23 - Marcações de problemas em classes editadas O código completo desta classe é mostrado na Figura 25Erro! A origem da referência não foi encontrada.. Para executar esta classe é necessário executar um procedimento ligeiramente diferente do mostrado para a primeira aplicação: se clicarmos no ícone Run ( ) a última aplicação executara será lançada novamente. Precisamos registrar a classe sendo editada como uma aplicação executável. Para isto, clique no pequeno triângulo preto do ícone Run, o que trará um menu, mostrado na Figura 26. Neste menu, selecione a opção Run... que trará o diálogo de configuração de lançamento de aplicações. Este diálogo deve ser similar ao mostrado na Figura 27.

14 package capitulo01; import java.awt.color; import java.awt.container; import java.awt.font; import javax.swing.jframe; import javax.swing.jlabel; /** * Mostra a mensagem "Alô, Mundo!" usando uma * interface gráfica. Rafael Santos */ public class AloMundoGrafico extends JFrame public AloMundoGrafico() super(); Container cp = getcontentpane(); JLabel label = new JLabel("Alô, Mundo!"); label.setfont(new Font("Serif",Font.BOLD,48)); label.setforeground(new Color(0,0,180)); cp.add(label); pack(); show(); Figura 26 - Menu Run public static void main(string[] args) new AloMundoGrafico(); Figura 25 - Código completo da segunda aplicação No diálogo mostrado na Figura 27, selecione a entrada Java Application no menu no painel à esquerda e clique em New. O Eclipse automaticamente preencherá os campos do diálogo usando os dados da classe sendo editada. O diálogo preenchido é mostrado na Figura 28.

15 Figura 27 - Diálogo para criação de mecanismo de lançamento de aplicação Figura 28 - Diálogo para criação de mecanismo de lançamento (preenchido) Ao clicar nos botões Apply ou Run, a aplicação será executada. Para executá-la novamente basta clicar no ícone Run ( ) a aplicação executada por último será lançada. O resultado da segunda aplicação é mostrado na Figura 29. Figura 29 - Janela da segunda aplicação Criando, compilando e executando Applets Como terceiro exemplo vamos criar, compilar e executar uma Applet. O mecanismo de execução de applets será diferente, pois estas serão executadas por um navegador.

16 O primeiro passo é criar uma nova classe em um pacote existente (ou, se for o caso, criar um novo pacote). Para isso, vamos selecionar o pacote onde queremos inserir a applet e, clicando com o botão direito do mouse, selecionar o menu New/Class. Crie uma classe que herde de JApplet. O formulário desta classe, preenchido, é mostrado na Figura 30. Podemos selecionar a superclasse (JApplet) clicando no botão Browse, e digitando as primeiras letras da superclasse (Figura 31). Clique em OK para selecionar a superclasse e em Finish para criar a applet. Figura 31 - Selecionando a superclasse para a applet Figura 30 - Criando uma applet (formulário preenchido) O código criado estará também vazio, isto é, sem métodos ou campos. Uma applet deve ter ao menos o método init, que inicializa a interface gráfica e prepara a applet para responder a eventos dos usuários. Nesta seção vamos apresentar o código completo de uma calculadora de horas simples, sem entrar em detalhes da implementação. O código-fonte completo da applet é mostrado na Figura 32. package capitulo01; // Todos estes imports foram incluidos automaticamente pelo Eclipse import java.awt.borderlayout; import java.awt.color; import java.awt.container;

17 import java.awt.gridlayout; import java.awt.toolkit; import java.awt.event.actionevent; import java.awt.event.actionlistener; import java.text.simpledateformat; import java.util.stringtokenizer; import javax.swing.japplet; import javax.swing.jbutton; import javax.swing.jformattedtextfield; import javax.swing.jlabel; import javax.swing.jpanel; import javax.swing.jtextfield; /** * Esta classe implementa uma calculadora simples de horas trabalhadas. Atenção foi dada à interface e funcio- * namento, mas a classe não faz nada além de cálculos simples. */ public class Calculadora extends JApplet implements ActionListener // Este botão fará o envio dos dados (mas nesta applet ele está só de decoração) private JButton enviar; // Esta é a matriz das horas trabalhadas por projeto. private JFormattedTextField[][] horasnodia; private JFormattedTextField[] somadashoras; // Para simplificar, teremos somente três dias de trabalho private final int diasdetrabalho = 3; // Para simplificar, teremos projetos constantes (deveriam ser obtidos de um banco de dados) private final String[] projetos = "Projeto IMBROGLIO", "Projeto BROUHAHA", "Projeto SHENANIGAN", "Projeto PANDEMONIUM", "Suporte a outros departamentos", "Outros" ; /** * O método init é o mais crítico de uma applet: ele cria a interface com o usuário e registra eventos para os * componentes desta interface. */ public void init() // Vamos manipular o container da applet (interface gráfica) Container ct = getcontentpane(); // Escolhemos o layout de borda ct.setlayout(new BorderLayout()); // Vamos criar os campos de texto. horasnodia = new JFormattedTextField[diasDeTrabalho][projetos.length]; somadashoras = new JFormattedTextField[diasDeTrabalho]; // Vamos adicionar uma linda matriz de campos de texto! // Para isto vamos usar dois JPanels para organização.

18 JPanel paineldosprojetos = new JPanel(new GridLayout(projetos.length+2,1)); JPanel paineldashoras = new JPanel(new GridLayout(projetos.length+2,diasDeTrabalho)); // Adicionamos os labels ao painel de projetos. Notem que temos duas linhas a mais no layout: uma para // as horas (1, 2, 3) e uma para a soma das horas trabalhadas. paineldosprojetos.add(new JLabel("")); for(int projeto=0;projeto<projetos.length;projeto++) JLabel umprojeto = new JLabel(" "+projetos[projeto]+" ",JLabel.RIGHT); paineldosprojetos.add(umprojeto); paineldosprojetos.add(new JLabel("<html><font color=\"#800000\">total:</font></html>",jlabel.left)); // Adicionamos os campos ao painel de horas trabalhadas. // Primeiro, os títulos das colunas. for(int dia=0;dia<diasdetrabalho;dia++) JLabel título = new JLabel("<html><font size=+2>"+(dia+1)+"</center></html>",jlabel.center); título.setbackground(new Color(200,220,255)); paineldashoras.add(título); // Agora, a matriz das horas trabalhadas. for(int projeto=0;projeto<projetos.length;projeto++) for(int dia=0;dia<diasdetrabalho;dia++) horasnodia[dia][projeto] = new JFormattedTextField(new SimpleDateFormat("K:mm")); horasnodia[dia][projeto].settext("00:00"); horasnodia[dia][projeto].sethorizontalalignment(jtextfield.right); horasnodia[dia][projeto].addactionlistener(this); paineldashoras.add(horasnodia[dia][projeto]); // Finalmente adicionamos os campos com horas somadas for(int dia=0;dia<diasdetrabalho;dia++) somadashoras[dia] = new JFormattedTextField(new SimpleDateFormat("K:mm")); somadashoras[dia].settext("000:00"); somadashoras[dia].sethorizontalalignment(jtextfield.right); somadashoras[dia].seteditable(false); paineldashoras.add(somadashoras[dia]); // Criamos o botão para enviar as horas trabalhadas. enviar = new JButton("Enviar"); enviar.addactionlistener(this); // Este botão será vermelho claro. enviar.setbackground(new Color(255,200,200)); // Adicionamos os painéis ao conteúdo da applet. ct.add(paineldosprojetos,borderlayout.west); ct.add(paineldashoras,borderlayout.center); // Adicionamos o botão ao conteúdo da applet. ct.add(enviar,borderlayout.south); // Finalmente, modificamos o conteúdo do painel setcontentpane(ct);

19 /** * Este método será chamado cada vez que um evento de ação for executado. No caso, cada vez que um campo de texto * for modificado (a tecla ENTER deve ser pressionada) o método será executado. Este método recalcula as horas * trabalhadas em um dia. */ public void actionperformed(actionevent e) // Para cada dia de trabalho... for(int dia=0;dia<diasdetrabalho;dia++) // A soma dos minutos do dia é zerada int somadodia = 0; // Para cada projeto em um dia for(int projeto=0;projeto<projetos.length;projeto++) // Recuperamos horas e minutos trabalhados como // uma String. String quantashoras = horasnodia[dia][projeto].gettext(); // Vamos recuperar as horas e minutos processando // a String que os contém. StringTokenizer st = new StringTokenizer(quantasHoras,":"); int horas = Integer.parseInt(st.nextToken()); int minutos = Integer.parseInt(st.nextToken()); // Adicionamos a soma do dia (em minutos). somadodia += (60*horas)+minutos; // Ao final do dia, recalculamos e reformatamos as horas trabalhadas int horas = somadodia / 60; int minutos = somadodia % 60; // Deve haver outra maneira de fazer isto, mas esta // funciona e foi mais rápido assim. somadashoras[dia].settext(formata(horas,3)+":"+formata(minutos,2)); // Só pra mostrar como, mudamos o fundo da célula da soma // das horas trabalhadas de acordo com o número de minutos. if (somadodia == 0) somadashoras[dia].setbackground(color.light_gray); else if (somadodia <= 4*60) somadashoras[dia].setbackground(new Color(200,255,200)); else if (somadodia <= 8*60) somadashoras[dia].setbackground(new Color(200,200,255)); else somadashoras[dia].setbackground(new Color(255,200,200)); /** * Este método auxiliar formata strings contendo valores. */ private String formata(int valor,int dígitos)

20 String formatada = ""+valor; while(formatada.length() < dígitos) formatada = "0"+formatada; return formatada; Figura 32 - Código-fonte da applet Ao salvar a applet, ela deve ter sido compilada sem erros. Agora vamos criar um arquivo.jar da mesma (o que pode não ser necessário para applets que são compostas de somente uma classe). Para criar o.jar, selecione o menu File/Export. A janela mostrada na Figura 33 aparecerá. Selecione a opção JAR file e clique em Next. A janela de detalhes da exportação (mostrada na Figura 34) aparecerá. Nesta janela, selecione as classes que deseja incluir no.jar isto pode ser feito classe a classe ou por pacotes. É aconselhável marcar para exportação somente os arquivos necessários, para evitar que o arquivo.jar fique desnecessariamente grande. Selecione também um nome de arquivo (sem a extensão.jar) como destino da exportação (no exemplo, usei minhaapplet). Anote o diretório onde este.jar será criado.

21 Figura 33 - Janela de exportação de arquivos Figura 34 - Detalhes da exportação de arquivos.jar Clique Next para ir para a próxima janela, mostrada na Figura 35. Nesta janela, desmarque as opções de exportar classes com erros ou advertências de compilação e clique Next. A janela da Figura 36 aparecerá. Não é necessário modificar nada nesta janela, podemos então clicar em Finish para criar o arquivo.jar.

22 Figura 35 - Outras opções para exportação de arquivos.jar Figura 36 - Opções de manifesto para arquivos.jar Podemos ver o conteúdo do arquivo.jar usando o comando jar, parte do JDK. Executando o comando jar tvf minhaapplet.jar temos como resultado C:\Documents and Settings\rafael\Desktop\AppTest>jar tvf minhaapplet.jar 25 Tue Apr 01 09:57:22 BRT 2003 META-INF/MANIFEST.MF 920 Tue Apr 01 09:51:08 BRT 2003 capitulo01/calculadora.class Devemos agora criar um arquivo HTML simples no mesmo diretório onde o arquivo.jar foi criado. Este arquivo deve conter o trecho <APPLET CODE = "capitulo01.calculadora"

23 ARCHIVE = "minhaapplet.jar" WIDTH=340 HEIGHT=200> Oops, nada de applets para você! </APPLET> Segue uma descrição básica do conteúdo deste arquivo: A descrição da applet está entre <APPLET> e </APPLET>. Os argumentos para a tag <APPLET> são: o CODE: diz qual é a classe da applet que será executada, sem a extensão.class. No caso, como a classe faz parte de um pacote, usamos o nome do pacote como prefixo: capitulo01.calculadora. o ARCHIVE: diz qual é o nome do arquivo.jar, que deverá obrigatoriamente estar no mesmo diretório do arquivo HTML. o WIDTH e HEIGHT: indicam qual é o tamanho da janela da applet, e geralmente são determinados através de tentativa e erro. O texto entre <APPLET> e </APPLET> será exibido em navegadores que não tenham suporte a applets. O arquivo HTML pode ser formatado à vontade e conter outros elementos gráficos. O importante é que o código que inclui a applet esteja correto. Para testar a applet, basta abrir o arquivo HTML em um navegador. Para disponibilizar a applet na Internet/Intranet, basta colocar o arquivo.jar e o HTML em um diretório visível na Internet/Intranet. A Figura 37 mostra a applet sendo executada em um navegador. Figura 37 - A applet, sendo executada no Mozilla

Eclipse IDE Dá-se importância aos antepassados quando já não temos nenhum. Francois Chateaubriand

Eclipse IDE Dá-se importância aos antepassados quando já não temos nenhum. Francois Chateaubriand Eclipse IDE Dá-se importância aos antepassados quando já não temos nenhum. Francois Chateaubriand O Eclipse O Eclipse (www.eclipse.org) e uma IDE (integrated development environment). Diferente de uma

Leia mais

Instalação do Java SDK (Software Development Kit)

Instalação do Java SDK (Software Development Kit) ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Departamento de Engenharia Mecatrônica e de Sistemas Mecânicos PMR 2300 Computação para Automação 1 o Semestre 2005 Instalação do Java SDK (Software Development

Leia mais

Introdução ao IDE Netbeans (Programação Java)

Introdução ao IDE Netbeans (Programação Java) Universidade Federal do ABC (UFABC) Disciplina: Processamento da Informação (BC-0505) Assunto: Java e Netbeans Introdução ao IDE Netbeans (Programação Java) Conteúdo 1. Introdução... 1 1.1. Programas necessários...

Leia mais

Instalando o J2SE 5.0 JDK no Windows 2000/XP

Instalando o J2SE 5.0 JDK no Windows 2000/XP Instalando o J2SE 5.0 JDK no Windows 2000/XP Fabricio Leonard Leopoldino Descreve o processo de download, instalação e configuração do J2SE 5.0 JDK, no Windows 2000 e no Windows XP. 1 - Introdução Para

Leia mais

Criando sua primeira aplicação JAVA com o Eclipse

Criando sua primeira aplicação JAVA com o Eclipse Criando sua primeira aplicação JAVA com o Eclipse Fernando Boaglio Instalou o Eclipse mas não sabia por onde começar? Aqui você encontra uma breve explicação de como criar sua primeira aplicação JAVA no

Leia mais

Criação de Applets com o JBuilder Professor Sérgio Furgeri

Criação de Applets com o JBuilder Professor Sérgio Furgeri OBJETIVOS DA AULA: Apresentar o processo de criação em uma interface gráfica para a Internet; Fornecer subsídios para que o aluno possa compreender onde aplicar Applets; Demonstrar a criação de uma Applet

Leia mais

SIPREV/Gestão de RPPS Implantação Manual de Instalação Versão 1.18

SIPREV/Gestão de RPPS Implantação Manual de Instalação Versão 1.18 Implantação Manual de Instalação Versão 1.18 1 de 44 - Manual de Instalação Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 19/05/09 1.0 Criação do documento Carlos Tabosa-UDCE 22/05/09 1.1 Revisão do

Leia mais

Aprenda como instalar o plugin EclipseUML no Eclipse e como utilizá-lo para fazer engenharia reversa de seu código-fonte.

Aprenda como instalar o plugin EclipseUML no Eclipse e como utilizá-lo para fazer engenharia reversa de seu código-fonte. Omondo EclipseUML Ricardo Rodrigues Lecheta Aprenda como instalar o plugin EclipseUML no Eclipse e como utilizá-lo para fazer engenharia reversa de seu código-fonte. Introdução Neste tutorial será apresentado

Leia mais

Lógica de Programação

Lógica de Programação Lógica de Programação Unidade 4 Ambiente de desenvolvimento Java QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática SUMÁRIO A LINGUAGEM JAVA... 3 JVM, JRE, JDK... 3 BYTECODE... 3 PREPARANDO O AMBIENTE

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Disciplina: INF1005 - Programação I. 1 a aula prática Introdução ao ambiente do Microsoft Visual Studio 2010

Disciplina: INF1005 - Programação I. 1 a aula prática Introdução ao ambiente do Microsoft Visual Studio 2010 1 a aula prática Introdução ao ambiente do Microsoft Visual Studio 2010 1. Execute o MS-Visual Studio 2010. Experimente o caminho: Start All Programs Microsoft Visual Studio 2010 Microsoft Visual Studio

Leia mais

Tutorial de Computação Programação Gráfica em Python para MEC1100 v2010.11

Tutorial de Computação Programação Gráfica em Python para MEC1100 v2010.11 Tutorial de Computação Programação Gráfica em Python para MEC1100 v2010.11 Linha de Equipamentos MEC Desenvolvidos por: Maxwell Bohr Instrumentação Eletrônica Ltda. Rua Porto Alegre, 212 Londrina PR Brasil

Leia mais

Java Exemplo MDI. Tela Principal

Java Exemplo MDI. Tela Principal Java Exemplo MDI Nesta aula criaremos uma aplicação simples de cadastro para avaliar o nível de dificuldade/facilidade que é desenvolver softwares com a tecnologia Java. No NetBeans, crie um novo projeto

Leia mais

MÓDULO 4 SWING Parte 3

MÓDULO 4 SWING Parte 3 Aplicações de Linguagem de Programação Orientada a Objetos 2ºsem/2011 (Professores: Tiago e Daniele) // Exemplo11 Ação do Mouse import javax.swing.*; import java.awt.*; import java.awt.event.actionevent;

Leia mais

Tutorial de instalação do Java 7 no Windows 7.

Tutorial de instalação do Java 7 no Windows 7. Tutorial de instalação do Java 7 no Windows 7. Neste tutorial vamos instalar um ambiente de desenvolvimento Java JDK 7 no Windows 7. Quando falamos em ambiente Java, estamos nos referindo ao conjunto de

Leia mais

BlackBerry Messenger SDK

BlackBerry Messenger SDK BlackBerry Messenger SDK Versão: 1.2 Getting Started Guide Publicado: 2011-10-11 SWD-1391821-1011103456-012 Conteúdo 1 Requisitos do sistema... 2 2 Dependências de versão do BlackBerry Messenger... 3 3

Leia mais

Nome N Série: Ferramentas

Nome N Série: Ferramentas Nome N Série: Ferramentas Competências: Identificar e utilizar técnicas de modelagem de dados; Habilidades: Utilizar ferramentas de apoio ao desenvolvimento de software; Bases Tecnológicas: Metodologias

Leia mais

NetBeans. Conhecendo um pouco da IDE

NetBeans. Conhecendo um pouco da IDE NetBeans Conhecendo um pouco da IDE Professor: Edwar Saliba Júnior Sumário Apresentação:...1 Criando Um Novo Projeto de Software:...1 Depurando Um Código-fonte:...4 Entendendo o Código-fonte:...7 Dica

Leia mais

Microsoft Visual Studio Express 2012 for Windows Desktop

Microsoft Visual Studio Express 2012 for Windows Desktop Microsoft Visual Studio Express 2012 for Windows Desktop Apresentação da ferramenta Professor: Danilo Giacobo Página pessoal: www.danilogiacobo.eti.br E-mail: danilogiacobo@gmail.com 1 Introdução Visual

Leia mais

Tutorial Eclipse (IDE)

Tutorial Eclipse (IDE) www.dejavuxteam.wordpress.com Tutorial Eclipse (IDE) (Start) Sumário Introdução O que é o Eclipse? Característica e Ferramentas Download Preparando Ambiente de Trabalho Iniciando o Eclipse Criando um Projeto

Leia mais

Desenvolvendo aplicações

Desenvolvendo aplicações Desenvolvendo aplicações 22 para a Web Uma aplicação Java pode ser executada sem modificação em qualquer plataforma que tenha a máquina virtual Java instalada. Esta característica faz com que as aplicações

Leia mais

ANDROID APPLICATION PROJECT

ANDROID APPLICATION PROJECT Criando um programa Abrindo o programa Eclipse, clique na opção [FILE], depois em [NEW], selecione a opção [PROJECT], uma janela de opção do tipo de projeto irá se abrir, escolha [ANDROID] logo depois

Leia mais

Nota de Aula: Utilização da IDE Code::Blocks

Nota de Aula: Utilização da IDE Code::Blocks INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO CAMPUS SÃO LUÍS MONTE CASTELO DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE INFORMÁTICA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DISCIPLINA: LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO I PROFESSOR:

Leia mais

Procedimentos para Configuração do Ambiente J2EE e J2SE em Ambiente Windows

Procedimentos para Configuração do Ambiente J2EE e J2SE em Ambiente Windows Procedimentos para Configuração do Ambiente J2EE e J2SE em Ambiente Windows 1 - Configuração do J2SDKSE (Java 2 SDK Standard Edition) Deve-se obter o arquivo j2sdk-1_4_2_03-windows-i586-p.exe ou mais recente

Leia mais

Programação para Android

Programação para Android Programação para Android Aula 01: Visão geral do android, instalação e configuração do ambiente de desenvolvimento, estrutura básica de uma aplicação para Android Objetivos Configurar o ambiente de trabalho

Leia mais

Tutorial para acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos

Tutorial para acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos Tutorial para acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos Este tutorial visa preparar o computador com os softwares necessários para a utilização dos sistemas de visualização

Leia mais

Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB

Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB Disciplina: Programação Orientada a Objetos II Professor: Cheli dos S. Mendes da Costa Servidor de Aplicações WEB Tomcat Servidor Tomcat Foi desenvolvido

Leia mais

OMT-G Design. Instalação por pacotes

OMT-G Design. Instalação por pacotes OMT-G Design A plataforma Eclipse OMT-G Design não é um software independente, é um plug-in que se utiliza dos mecanismos de extensão do Eclipse que por sua vez é um ambiente de desenvolvimento de software.

Leia mais

Especialização em Engenharia de Software - CEUT

Especialização em Engenharia de Software - CEUT Até aqui Programação com interfaces gráficas Sérgio Soares scbs@cin.ufpe.br Criamos a infra-estrutura para a aplicação bancária classes que representam os tipos de conta classe que implementa regras de

Leia mais

ROTEIRO ILUSTRADO PARA SISTEMA COMPUTACIONAL INSANE

ROTEIRO ILUSTRADO PARA SISTEMA COMPUTACIONAL INSANE UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS PROPEEs - Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Estruturas INSANE - INteractive Structural ANalysis Environment ROTEIRO ILUSTRADO PARA INSTALAÇÃO DO SISTEMA COMPUTACIONAL

Leia mais

Em uma linguagem de programação como C e Pascal, temos a seguinte situação quando vamos compor um programa:

Em uma linguagem de programação como C e Pascal, temos a seguinte situação quando vamos compor um programa: 1 1. Introdução Este manual se propõe a dar uma visão inicial do Java e apresentar os primeiros passos para sua instalação, configuração e usabilidade pelo prompt de comando do Windows. O ideal é que este

Leia mais

TUTORIAL: MANTENDO O BANCO DE DADOS DE SEU SITE DENTRO DO DOMÍNIO DA USP USANDO O SSH!

TUTORIAL: MANTENDO O BANCO DE DADOS DE SEU SITE DENTRO DO DOMÍNIO DA USP USANDO O SSH! UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO (USP) ESCOLA DE ARTES, CIÊNCIAS E HUMANIDADES (EACH) TUTORIAL: MANTENDO O BANCO DE DADOS DE SEU SITE DENTRO DO DOMÍNIO DA USP USANDO O SSH! Autoria e revisão por: PET Sistemas

Leia mais

Guião de Introdução ao Eclipse IDE Índice

Guião de Introdução ao Eclipse IDE Índice Índice 1. Introdução... 2 1.1. O que é um ambiente de desenvolvimento (IDE)?... 2 1.2. Visão geral sobre o Eclipse IDE... 2 2. Iniciar o Eclipse... 3 2.1. Instalação... 3 2.2. Utilizar o Eclipse... 3 3.

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO. Plataforma Windows. Relatório Técnico Versão 0.1 (201305032030) Leandro Gomes da Silva, Tiago França Melo de Lima

GUIA DE INSTALAÇÃO. Plataforma Windows. Relatório Técnico Versão 0.1 (201305032030) Leandro Gomes da Silva, Tiago França Melo de Lima Laboratório de Engenharia e Desenvolvimento de Sistemas LEDS/UFOP Universidade Federal de Ouro Preto UFOP GUIA DE INSTALAÇÃO Plataforma Windows Relatório Técnico Versão 0.1 (201305032030) Leandro Gomes

Leia mais

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Neste capítulo nós iremos examinar as características da interface do gerenciador de arquivos Konqueror. Através dele realizaremos as principais operações com arquivos

Leia mais

Criando um aplicação simples com JAVA e MySQL usando NetBeans Parte II

Criando um aplicação simples com JAVA e MySQL usando NetBeans Parte II Tutorial elaborado pelo professor José Gonçalo dos Santos Contato: jose.goncalo.santos@gmail.com Criando um aplicação simples com JAVA e MySQL usando NetBeans Parte II Introdução Para acompanhar este tutorial

Leia mais

Configurar o Furbot no Eclipse

Configurar o Furbot no Eclipse Configurar o Furbot no Eclipse Primeiramente, precisamos abrir o Eclipse. Logo no início, deverá aparecer uma tela assim: Nela, você irá selecionar o local do seu workspace. Workspace é o local onde ficarão

Leia mais

Instalando e configurando o Java Development Kit (JDK)

Instalando e configurando o Java Development Kit (JDK) Tutorial elaborado pelo professor José Gonçalo dos Santos Contato: jose.goncalo.santos@gmail.com Instalando e configurando o Java Development Kit (JDK) 1.1 Obtendo o JDK + JRE Para obter o JDK e o JRE

Leia mais

Neste tutorial apresentaremos as vantagens e facilidades de usar a ferramenta de Deployment Java Web Start.

Neste tutorial apresentaremos as vantagens e facilidades de usar a ferramenta de Deployment Java Web Start. Java Web Start Leonardo Marcelino Neste tutorial apresentaremos as vantagens e facilidades de usar a ferramenta de Deployment Java Web Start. Introdução Java Web Start é uma nova tecnologia para deployment

Leia mais

Tutorial de acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos

Tutorial de acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA Tutorial de acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos Este tutorial visa preparar o computador com os softwares necessários para utilização

Leia mais

Instalando o Sysloc versão 2.9.2 manualmente

Instalando o Sysloc versão 2.9.2 manualmente Instalando o Sysloc versão 2.9.2 manualmente Você só deverá instalar o Sysloc manualmente se a instalação automática não funcionar. Normalmente você vai utilizar o instalador do Sysloc e tudo funcionará,

Leia mais

Passos para a configuração do ambiente de desenvolvimento:

Passos para a configuração do ambiente de desenvolvimento: Passos para a configuração do ambiente de desenvolvimento: 0 - (Opcional) Criar uma pasta onde vai ser o seu Workspace. Ou seja, onde os códigos de todos os projetos do Eclipse serão salvos: 1 - Instalar

Leia mais

Início Rápido Desktop. 2015 Release 1 Xojo, Inc.

Início Rápido Desktop. 2015 Release 1 Xojo, Inc. Início Rápido Desktop 2015 Release 1 Xojo, Inc. Capítulo 1 Introdução Bem-vindo ao Xojo, O jeito mais fácil de criar aplicativos multi-plataforma para Desktop e Web. Seção 1 Sobre o Início Rápido para

Leia mais

Criando documentação com javadoc

Criando documentação com javadoc H Criando documentação com javadoc H.1 Introdução Neste apêndice, fornecemos uma introdução a javadoc ferramenta utilizada para criar arquivos HTML que documentam o código Java. Essa ferramenta é usada

Leia mais

Manual de Apoio à Assinatura Eletrônica DISO

Manual de Apoio à Assinatura Eletrônica DISO Manual de Apoio à Assinatura Eletrônica DISO Índice Hyperlinks Descanse o mouse na frase, aperte sem largar o botão Ctrl do seu teclado e click com o botão esquerdo do mouse para confirmar. Introdução

Leia mais

Java Laboratório Aula 1. Divisões da Plataforma. Introdução a Plataforma Java. Visão geral da arquitetura da

Java Laboratório Aula 1. Divisões da Plataforma. Introdução a Plataforma Java. Visão geral da arquitetura da Java Laboratório Aula 1 Programação orientada a objetos Profa. Renata e Cristiane Introdução a Plataforma Java O que é Java? Tecnologia Linguagem de Programação Ambiente de Execução (JVM) Tudo isso é a

Leia mais

Programação III. Interface Gráfica - Swing. Interface Gráfica Swing Jocélio Passos joceliodpassos@bol.com.br. Interface Gráfica - Swing

Programação III. Interface Gráfica - Swing. Interface Gráfica Swing Jocélio Passos joceliodpassos@bol.com.br. Interface Gráfica - Swing Programação III Interface Gráfica Swing Jocélio Passos joceliodpassos@bol.com.br Deitel Capítulo 11 : Imagens gráficas e Java 2D Capítulo 12 : Componentes Básicos Capítulo 13 : Componentes Avançados GUI

Leia mais

Java Foundation Classes Coleção de pacotes para criação de aplicações completas Desktop Interfaces gráficas (GUIs- Graphical User Interface)

Java Foundation Classes Coleção de pacotes para criação de aplicações completas Desktop Interfaces gráficas (GUIs- Graphical User Interface) Interface Gráfica Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br Programação Orientada a Objetos JFC Java Foundation Classes Coleção de pacotes para criação de aplicações completas Desktop Interfaces gráficas

Leia mais

Técnicas de Programação II

Técnicas de Programação II Técnicas de Programação II Aula 03 GUI e Swing Edirlei Soares de Lima GUI Graphical User Interface A API Java fornece diversas classes destinadas a criação de interfaces gráficas.

Leia mais

Tutorial RMI (Remote Method Invocation) por Alabê Duarte

Tutorial RMI (Remote Method Invocation) por Alabê Duarte Tutorial RMI (Remote Method Invocation) por Alabê Duarte Este tutorial explica basicamente como se implementa a API chamada RMI (Remote Method Invocation). O RMI nada mais é que a Invocação de Métodos

Leia mais

Programação de Computadores I. Conhecendo a IDE Code::Blocks

Programação de Computadores I. Conhecendo a IDE Code::Blocks Code::Blocks Conhecendo a IDE Programação de Computadores I Professor: Edwar Saliba Júnior Conhecendo a IDE Code::Blocks Apresentação: 1) Abra a IDE (Integrated Development Environment), ou seja, o Ambiente

Leia mais

Criação de Applets Package: Class Name Base Class: Generate header comments: Can run standalone: Generate Standard methods:

Criação de Applets Package: Class Name Base Class: Generate header comments: Can run standalone: Generate Standard methods: Criação de Applets Após ter sido criado o projeto, ao contrário dos exemplos anteriores onde criávamos uma aplicação na guia General da janela Object Gallery, agora iremos criar uma applet que está contida

Leia mais

( JUDE Community 5.1 2006/2007 ) Por Denize Terra Pimenta Outubro/2007

( JUDE Community 5.1 2006/2007 ) Por Denize Terra Pimenta Outubro/2007 Tutorial JUDE ( JUDE Community 5.1 2006/2007 ) Por Denize Terra Pimenta Outubro/2007 Ferramenta CASE UML Índice Introdução... 2 Download e Instalação... 2 Apresentação da Ferramenta... 2 Salvando o Projeto...

Leia mais

PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS -INTERFACES GRÁFICAS. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br

PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS -INTERFACES GRÁFICAS. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS -INTERFACES GRÁFICAS Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br ROTEIRO 2. Programação visual com a IDE Netbeans Projetos Tipos de projetos Desenvolvimento

Leia mais

Entender princípios de projeto. Capacitação para construir GUIs. Entender os pacotes que contém componentes de GUI, e as classes e interfaces de

Entender princípios de projeto. Capacitação para construir GUIs. Entender os pacotes que contém componentes de GUI, e as classes e interfaces de Parte I Entender princípios de projeto. Capacitação para construir GUIs. Entender os pacotes que contém componentes de GUI, e as classes e interfaces de tratamentos de eventos. Criar e manipular botões,

Leia mais

Professora Martha Spalenza Professora de Informática da Faetec

Professora Martha Spalenza Professora de Informática da Faetec Ambiente de Desenvolvimento JCreator Como criar um programa utilizando o JCreator O kit de programas da linguagem Java fornecido pela Sun Microsystems, a criadora do Java, compõe-se do compilador (o gerador

Leia mais

Início Rápido Web. 2015 Release 1 Xojo, Inc.

Início Rápido Web. 2015 Release 1 Xojo, Inc. Início Rápido Web 2015 Release 1 Xojo, Inc. Capítulo 1 Introdução Bem-vindo ao Xojo, O jeito mais fácil de criar aplicativos multi-plataforma para Desktop e Web. Seção 1 Sobre o Início Rápido Web INICIANDO

Leia mais

Tutorial: Instalando Linux Educacional em uma maquina virtual

Tutorial: Instalando Linux Educacional em uma maquina virtual Maria Augusta Sakis Tutorial: Instalando Linux Educacional em uma Máquina Virtual Máquinas virtuais são muito úteis no dia-a-dia, permitindo ao usuário rodar outros sistemas operacionais dentro de uma

Leia mais

Aula 11: Interfaces gráficas (1/2): elementos de interface Swing

Aula 11: Interfaces gráficas (1/2): elementos de interface Swing Aula 11: Interfaces gráficas (1/2): elementos de interface Swing Motivação como fazer programas com interface gráfica em Java? solução: uso de pacotes (listados na API) AWT (java.awt.*) Swing (javax.swing.*)

Leia mais

Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter

Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter Índice Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter............... 1 Sobre a Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter................ 1 Requisitos de

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO CONFIGURAÇÃO IDE ECLIPSE

MANUAL DE INSTALAÇÃO CONFIGURAÇÃO IDE ECLIPSE MANUAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO IDE ECLIPSE T1011 GUILHERME RODRIGUES Ano 2015 MANUAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DA IDE ECLIPSE. Neste documento aborda como instalar e configurar a IDE eclipse para

Leia mais

INTERFACE COM O USUÁRIO (em Java) Programação Orientada a Objetos

INTERFACE COM O USUÁRIO (em Java) Programação Orientada a Objetos INTERFACE COM O USUÁRIO (em Java) Programação Orientada a Objetos Chegamos à interface com o usuário. Você já utilizou alguns métodos para dialogar com o usuário, quer enviando mensagens quer lendo dados.

Leia mais

1. StickerCenter... 3. 2. Menu Broadcast Stickers... 4. 3. Menu MyStickers... 9

1. StickerCenter... 3. 2. Menu Broadcast Stickers... 4. 3. Menu MyStickers... 9 1. StickerCenter... 3 1.1. O que é?... 3 1.2. O que são Stickers?... 3 1.3. Como acessar o StickerCenter?... 3 1.4. Como atualizar o StickerCenter?... 3 2. Menu Broadcast Stickers... 4 2.1. O que é?...

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft Word 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Barra de Ferramentas de Acesso Rápido

Leia mais

Seu manual do usuário XEROX 6279 http://pt.yourpdfguides.com/dref/5579951

Seu manual do usuário XEROX 6279 http://pt.yourpdfguides.com/dref/5579951 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para XEROX 6279. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a XEROX 6279 no manual

Leia mais

PROGRAMANDO ANDROID NA IDE ECLIPSE GABRIEL NUNES, JEAN CARVALHO TURMA TI7

PROGRAMANDO ANDROID NA IDE ECLIPSE GABRIEL NUNES, JEAN CARVALHO TURMA TI7 Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial do Rio Grande do Sul Informação e Comunicação: Habilitação Técnica de Nível Médio Técnico em Informática Programação Android na IDE Eclipse PROGRAMANDO ANDROID

Leia mais

Manual de Instalação: Agente do OCS Inventory NG

Manual de Instalação: Agente do OCS Inventory NG Manual de Instalação: Agente do OCS Inventory NG Abril 2013 Sumário 1. Agente... 1 2. Onde instalar... 1 3. Etapas da Instalação do Agente... 1 a. Etapa de Instalação do Agente... 1 b. Etapa de Inserção

Leia mais

Como usar o bluej. Laboratório I Prof.ª Vera Alves

Como usar o bluej. Laboratório I Prof.ª Vera Alves Como usar o bluej O BlueJ é um IDE (Integrated Development Environment), ou seja, um ambiente para desenvolvimento de programas na linguagem Java. Você pode fazer o download do BlueJ, gratuitamente, no

Leia mais

Desenvolvimento para Android Prá3ca 3. Prof. Markus Endler

Desenvolvimento para Android Prá3ca 3. Prof. Markus Endler Desenvolvimento para Android Prá3ca 3 Prof. Markus Endler Exercício 3.1 Solicitando permissão para abrir uma página Web ü Criaremos uma Ac.vity com um EditText (para entrada de uma URL), um Bu?on e uma

Leia mais

Guia. PDA e SmartPhones. Windows Mobile, Pocket PC e CE.

Guia. PDA e SmartPhones. Windows Mobile, Pocket PC e CE. Guia PDA e SmartPhones Windows Mobile, Pocket PC e CE. Referência completa para o integrador do sistema Module. Aborda os recursos necessários para a itulização, instalação do software e importação das

Leia mais

Eclipse com c++11 e boost Etapa 1- Download da IDE Eclipse c++ e configuração do MinGW

Eclipse com c++11 e boost Etapa 1- Download da IDE Eclipse c++ e configuração do MinGW Eclipse com c++11 e boost Etapa 1- Download da IDE Eclipse c++ e configuração do MinGW Primeiro passo: download Primeiramente devemos baixar o eclipse para c++, sugiro a ultima versão o Mars M4 https://eclipse.org/downloads/packages/release/mars/m4

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação INSTITUTO BRASILEIRO DE INFORMAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA Manual de Instalação Tecer [Windows] 2 ÍNDICE DE FIGURAS Figura 1 Aquivo Postgresql...9 Figura 2 Arquivo de Instalação... 10 Figura 3 Executar

Leia mais

Instalando o plugin CDT 4.0

Instalando o plugin CDT 4.0 Instalando o plugin CDT 4.0 Abra o Eclipse, acesse help/software updates/ find and install. Escolha a opção search for new features to install e depois clique em next. Instalando o plugin CDT 4.0 Na janela

Leia mais

Ambientação JAVA. Versão 0.1 MICHEL CORDEIRO ANALISTA DE NEGÓCIO (NTI 2014) 1 UNIVERSIDADE CEUMA 08/01/2014

Ambientação JAVA. Versão 0.1 MICHEL CORDEIRO ANALISTA DE NEGÓCIO (NTI 2014) 1 UNIVERSIDADE CEUMA 08/01/2014 UNIVERSIDADE CEUMA Ambientação JAVA Versão 0.1 08/01/2014 Este é um modelo de configuração para desenvolvimento no ambiente Java. MICHEL CORDEIRO ANALISTA DE NEGÓCIO (NTI 2014) 1 Sumário Sumário... 2 1

Leia mais

Relatório do GPES. Descrição dos Programas e Plugins Utilizados. Programas Utilizados:

Relatório do GPES. Descrição dos Programas e Plugins Utilizados. Programas Utilizados: Relatório do GPES Relatório referente à instalação dos programas e plugins que estarão sendo utilizados durante o desenvolvimento dos exemplos e exercícios, sendo esses demonstrados nos próximos relatórios.

Leia mais

INTRODUÇÃO AO DESENVOLVIMENTO DE JOGOS COM LIBGDX. Vinícius Barreto de Sousa Neto

INTRODUÇÃO AO DESENVOLVIMENTO DE JOGOS COM LIBGDX. Vinícius Barreto de Sousa Neto INTRODUÇÃO AO DESENVOLVIMENTO DE JOGOS COM LIBGDX Vinícius Barreto de Sousa Neto Libgdx é um framework multi plataforma de visualização e desenvolvimento de jogos. Atualmente ele suporta Windows, Linux,

Leia mais

Instalando e Configurando o LaTeX no Windows

Instalando e Configurando o LaTeX no Windows Instalando e Configurando o LaTeX no Windows Neste tutorial será abordada a instalação dos programas necessários para o uso do LaTex no ambiente Windows utilizando-se a versão 7, em outras versões deste

Leia mais

Aula 04 Word. Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br http://www.profbrunogomes.com.br/

Aula 04 Word. Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br http://www.profbrunogomes.com.br/ Aula 04 Word Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br http://www.profbrunogomes.com.br/ Agenda da Aula Editor de Texto - Word Microsoft Office Conjunto de aplicativos para escritório que contém programas

Leia mais

Programação de Computadores e Robocode. http://www.lac.inpe.br/~rafael.santos

Programação de Computadores e Robocode. http://www.lac.inpe.br/~rafael.santos Programação de Computadores e Robocode 1 O que é Programação de Computadores? O que é um programa de computador? Quem escreve estes programas? Como são escritos? O que podemos fazer com estes programas?

Leia mais

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO 1 ÍNDICE 1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO... 3 1.1 REQUISITOS BASICOS DE SOFTWARE... 3 1.2 REQUISITOS BASICOS DE HARDWARE... 3 2 EXECUTANDO O INSTALADOR... 3 2.1 PASSO 01... 3 2.2 PASSO

Leia mais

A U T O R I Z O R R I GUIA DE INSTALAÇÃO W E B. Versão: 1.02 Agosto/2006 Versão: AW 4.004.006

A U T O R I Z O R R I GUIA DE INSTALAÇÃO W E B. Versão: 1.02 Agosto/2006 Versão: AW 4.004.006 A U T O R I Z A D O R W E B B I O M E T R I A GUIA DE INSTALAÇÃO Versão: 1.02 Agosto/2006 Versão: AW 4.004.006 ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 UTILIZANDO A BIOMETRIA... 4 INSTALAÇÃO... 5 CADASTRO DA DIGITAL...15

Leia mais

CONFIGURAÇÃO MINIMA EXIGIDA:

CONFIGURAÇÃO MINIMA EXIGIDA: Este tutorial parte do princípio que seu usuário já possua conhecimentos básicos sobre hardware, sistema operacional Windows XP ou superior, firewall, protocolo de rede TCP/IP e instalação de software.

Leia mais

Centro de Computação - Unicamp Gerência de Atendimento ao Cliente (e-mail:apoio@turing.unicamp.br) Sumário

Centro de Computação - Unicamp Gerência de Atendimento ao Cliente (e-mail:apoio@turing.unicamp.br) Sumário Sumário Conceitos Microsoft Access 97... 01 Inicialização do Access... 02 Convertendo um Banco de Dados... 03 Criando uma Tabela... 06 Estrutura da Tabela... 07 Propriedades do Campo... 08 Chave Primária...

Leia mais

Curso Java Starter. www.t2ti.com 1

Curso Java Starter. www.t2ti.com 1 1 Apresentação O Curso Java Starter foi projetado com o objetivo de ajudar àquelas pessoas que têm uma base de lógica de programação e desejam entrar no mercado de trabalho sabendo Java, A estrutura do

Leia mais

O Primeiro Programa em Visual Studio.net

O Primeiro Programa em Visual Studio.net O Primeiro Programa em Visual Studio.net Já examinamos o primeiro programa escrito em C que servirá de ponto de partida para todos os demais exemplos e exercícios do curso. Agora, aprenderemos como utilizar

Leia mais

Manual de instalação, configuração e utilização do Assinador Betha

Manual de instalação, configuração e utilização do Assinador Betha Manual de instalação, configuração e utilização do Assinador Betha Versão 1.5 Histórico de revisões Revisão Data Descrição da alteração 1.0 18/09/2015 Criação deste manual 1.1 22/09/2015 Incluído novas

Leia mais

3.16 MANUAL DE INSTALAÇÃO E SUPORTE

3.16 MANUAL DE INSTALAÇÃO E SUPORTE 3.16 MANUAL DE INSTALAÇÃO E SUPORTE PASSWORD INTERATIVA SISTEMAS LTDA. - www.pwi.com.br - pwi@pwi.com.br R. Prof. Carlos Reis, 39 - São Paulo SP 05424-020 Tel: - 2127-7676 - Fax: 11-3097-0042 1 Índice

Leia mais

i-tracking guia de instalação V1.0 Bysoft COD:25052010

i-tracking guia de instalação V1.0 Bysoft COD:25052010 i-tracking guia de instalação V1.0 Bysoft COD:25052010 Página 1 i-tracking V1.0 JBoss guia de instalação para Windows 25/05/2010 V1.0 Índice Instalação no Servidor e Configuração na Estação de Trabalho

Leia mais

Manual de Usuário do UnB Webmail Destinado aos usuários de e-mail da Universidade de Brasília MODO DINÂMICO

Manual de Usuário do UnB Webmail Destinado aos usuários de e-mail da Universidade de Brasília MODO DINÂMICO Destinado aos usuários de e-mail da Universidade de Brasília MODO DINÂMICO Elaboração: Equipe de Suporte Avançado do CPD SA/SRS/CPD/UnB suporte@unb.br Universidade de Brasília Brasília / 2014 Resumo A

Leia mais

MANUAL VOIP VOIP. Coordenação Tecnológica. Manual de Instalação de Softphones. Voice Over Internet Protocolo

MANUAL VOIP VOIP. Coordenação Tecnológica. Manual de Instalação de Softphones. Voice Over Internet Protocolo MANUAL o Este documento definirá como é feita a instalação e utilização de clientes VoIP na plataforma PC, operando sobre Windows e Linux, e em dispositivos móveis funcionando sobre a plataforma Android

Leia mais

Tutorial de Computação Introdução a Programação Gráfica em Lazarus Para MEC 1100 v2010.10

Tutorial de Computação Introdução a Programação Gráfica em Lazarus Para MEC 1100 v2010.10 Tutorial de Computação Introdução a Programação Gráfica em Lazarus Para MEC 1100 v2010.10 Linha de Equipamentos MEC Desenvolvidos por: Maxwell Bohr Instrumentação Eletrônica Ltda. Rua Porto Alegre, 212

Leia mais

Exemplo 1. Um programa que cria uma instância de uma classe que herda da classe Frame

Exemplo 1. Um programa que cria uma instância de uma classe que herda da classe Frame 6. Como aplicações gráficas funcionam em Java? Todas as aplicações gráficas em Java usam instâncias de classes existentes, que por serem parte da linguagem podem ser executadas em todas as versões de Java

Leia mais

COMO GERAR UM ARQUIVO NÃO IDENTIFICADO NO TABWIN

COMO GERAR UM ARQUIVO NÃO IDENTIFICADO NO TABWIN O programa TabWin pode ser utilizado para calcular indicadores epidemiológicos e operacionais da tuberculose bem como para análise da qualidade da base de dados do Sinan. O usuário deve ter a versão atualizada

Leia mais

Is Event Dispatcher Threade (Animation)

Is Event Dispatcher Threade (Animation) JAVA APLICAÇÕES GRÁFICAS Propriedades Utilizadas: Is Event Dispatcher Threade (Animation) FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC PELOTAS Nome do aluno: João Vitor Ávila dos Santos Identificação da Turma: 3º Semestre/

Leia mais

Aula 1 - Introdução e configuração de ambiente de desenvolvimento

Aula 1 - Introdução e configuração de ambiente de desenvolvimento Aula 1 - Introdução e configuração de ambiente de desenvolvimento Olá, seja bem-vindo à primeira aula do curso para desenvolvedor de Android, neste curso você irá aprender a criar aplicativos para dispositivos

Leia mais

Manual do Usuário Android Neocontrol

Manual do Usuário Android Neocontrol Manual do Usuário Android Neocontrol Sumário 1.Licença e Direitos Autorais...3 2.Sobre o produto...4 3. Instalando, Atualizando e executando o Android Neocontrol em seu aparelho...5 3.1. Instalando o aplicativo...5

Leia mais

INTRODUÇÃO 12. DOCUMENTAÇÃO INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO

INTRODUÇÃO 12. DOCUMENTAÇÃO INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO 12. DOCUMENTAÇÃO Na plataforma Java SE 7, há cerca de 4000 classes e interfaces disponíveis para utilizarmos em nossas aplicações Podemos visualizar a documentação dessas classes e interfaces

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE APLICATIVOS PARA CELULAR JAVA 2 MICRO EDITION

DESENVOLVIMENTO DE APLICATIVOS PARA CELULAR JAVA 2 MICRO EDITION DESENVOLVIMENTO DE APLICATIVOS PARA CELULAR JAVA 2 MICRO EDITION Robison Cris Brito Centro Federal de Educação Tecnológica do Paraná Unidade de Pato Branco robison@pb.cefetpr.br RESUMO Engana-se quem acha

Leia mais