Escalando a muralha de Zhõngguó

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Escalando a muralha de Zhõngguó"

Transcrição

1 ASSUNTO em pauta Getty Images Escalando a muralha de Zhõngguó Competitividade, desafios sociais e futuros consumidores chineses. Por Marcelo Zorovich 11 R E V I S T A D A E S P M março / abril de 011

2 D D esde a ascensão de Deng Xiaoping ao poder em 1978, as reformas na China e, sobretudo os resultados atingidos, vêm tomando distintas proporções. Algumas delas são assustadoras devido às proporções até agora alcançadas e às previsões que ainda estão por vir. Nesse cenário, a zona de influência da mais agressiva e populosa potência do xadrez mundial vai além dos aspectos econômicos, comerciais, políticos e poderá se manifestar nas esferas artísticas e cinematográficas, no design, nas artes e na televisão, ou mesmo na língua e na educação. Apesar de a maior parte dos indicadores apontarem positivamente para o império vermelho na comparação com Brasil, Rússia e Índia, o governo de Pequim ainda enfrenta desafios e contrastes que são igualmente proporcionais à março / abril de 011 R E V I S T A D A E S P M 113

3 sua capacidade de produção, consumidores potenciais e crescimento econômico exponencial. Relatório do Banco Mundial salienta algumas características relevantes no que diz respeito à competitividade, sobretudo quanto à maior facilidade para se fazer negócios (Quadro 1), na China ( a economia mundial), e registro de propriedades frente ao comparativo com alguns de seus maiores concorrentes emergentes. QUADRO 1 AMBIENTE DE NEGÓCIOS DA FACILIDADE PARA SE FAZER NEGÓCIOS AO REGISTRO DE PROPRIEDADES ECONOMIA Classificação relativa à facilidade para fazer negócios Abertura de empresas Obtenção de alvarás para construção Registro de propriedades Obtenção de crédito CINGAPURA HONG KONG, 1 5 TAIWAN, RÚSSIA BRASIL ÍNDIA Fonte: Banco Mundial, Doing Business Data, 011, ranking entre 183 economias, em que 1 é a melhor classificação. Nota-se que a Região Administrativa Especial de Hong Kong e a região de Taiwan são classificadas em separado da China continental. Referem-se aos destaques entre países do BRIC, conforme as variáveis mencionadas no Quadro 1. A ambiguidade entre a China moderna e a em desenvolvimento se depara ainda com 700 milhões de chineses que vivem em áreas rurais onde a renda per capita é pouco superior a US$ 700/ano (TNS). No entanto, devido à rápida urbanização, 10 milhões de pessoas tendem a se mover para as zonas urbanas a cada ano, desafiando a administração dos grandes centros, com novos entrantes, risco de falta de moradia, condições questionáveis de habitação ou do preço dos imóveis, visto 114 REVISTA DA ESPM março/abril de 011

4 que a bolha imobiliária, também atrelada a patamares crescentes da atual inflação, já é motivo de preocupação e, segundo o governo, parte da saída pode ser a construção de milhões de casas populares. O Plano Quinquenal Chinês ( ), que traça as diretrizes desenvolvimentistas para os próximos anos, enfatiza a necessidade de inclusão, especialmente quanto às questões sociais, aparentemente negligenciadas nestes últimos 30 anos de abertura e período de reformas. Busca-se um maior equilíbrio entre um mercado altamente exportador e um aquecido mercado interno consumidor, mas que ainda vive com base em salários muito baixos e a necessidade de poupança para sustentar despesas médicas, gastos educacionais e aposentadoria. É notório que a China celebre o fato de tirar aproximadamente 50 milhões de pessoas da pobreza, mas ainda se mantém extremamente desigual com respeito aos seus indicadores. Parte das disparidades evidenciadas se concentra na relação entre a China urbana e a sua versão rural, conforme se observa no Quadro. O gasto médio dos domicílios rurais chega a patamares inferiores, a aproximadamente 73% dos domicílios urbanos. As discrepâncias são menos acentuadas nas regiões de Pequim e Xangai (mais desenvolvidas, competitivas, industrializadas e com melhores indicadores na educação), onde a relação é da ordem de 40% a 45%. Em contrapartida, aumentam as diferenças ainda mais, à medida em que se caminha para a parte central e oeste até a região do Tibete e Xinjiang, província com tendências separatistas. QUADRO DESIGUALDADE NA : GASTO MÉDIO DE DOMICÍLIOS RURAIS COM % DOS DOMICÍLIOS URBANOS % 3% 4% 35% 7% 7% 7% Ano Fonte: The State of China Atlas, 009. O poder de compra indica ainda que milhões de chineses podem chegar a uma nova pirâmide do consumo (oportunidade para produtos e serviços), caso a tendência de migração do campo para as cidades também mantenha seu ritmo e o acesso a produtos e serviços seja factível, contribuindo para a redução dos contrastes previamente mencionados (Quadro 3). De 199 até 007, houve incremento de 7% para 45% da porcentagem da população vivendo sob administração urbana. QUADRO 3 BENS DE CONSUMO: NÚMERO DE POSSES A CADA 100 DOMICÍLIOS RURAL A China celebra o fato de tirar aproximadamente 50 milhões de pessoas da pobreza, mas ainda se mantém extremamente desigual com respeito aos seus indicadores. Urbano 9 Refrigerador Máquina de lavar TV colorida Câmera Computador Fonte: China Statistical Yearbook, 007, referente ao ano de 00. Mesmo com as desigualdades acentuadas, outros indicadores referentes ao ambiente de negócios (Quadro 4), favorecem os chineses, março/abril de 011 R EVISTA DA ESPM 115

5 QUADRO 4 AMBIENTE DE NEGÓCIOS DA PROTEÇÃO AOS INVESTIDORES AO CUMPRIMENTO DE CONTRATOS E FECHAMENTO DE EMPRESAS ECONOMIA Proteção de investidores Pagamento de impostos Comércio entre fronteiras Cumprimento de contratos Fechamento de empresas CINGAPURA HONG KONG, TAIWAN, RÚSSIA BRASIL ÍNDIA Fonte: Banco Mundial, Doing Business Data, 011, ranking entre 183 economias, em que 1 é a melhor classificação. 11 Referem-se aos destaques entre países do BRIC, conforme as variáveis mencionadas no Quadro 4. Nota-se que a Região Administrativa Especial de Hong Kong e a região de Taiwan são classificadas em separado da China continental. sobretudo no que diz respeito ao comércio, cumprimento de contratos (ainda que existam inúmeras controvérsias no âmbito empresarial e governamental), e principalmente impulso à tecnologia e à inovação, além da qualidade de infraestrutura geral, conforme comprovado pelos Índices de estudos realizados pelo INSEAD (Quadro 5). Cabe-nos aqui mencionar também a reportagem da revista Exame, de março de 011, que coloca um sinal vermelho nos problemas inerentes à competitividade brasileira, também dificultada REVISTA DA ESPM março/abril de 011 em grande escala devido aos pilares das condições de infraestrutura, alta carga tributária, alto custo trabalhista e de capital. Por fim, estudo realizado pela TNS Global (Quadro ) enfatiza algumas características pertinentes aos jovens consumidores dos BRICs, ilustrando não só similaridades dos teens em geral, mas sensíveis indicadores a respeito do número de consumidores, poder de compra, além das horas despendidas em estudos por dia. Este último, entre outros, nos levaria à reflexão acerca dos resultados educacionais do PISA (Programme for International Student Assessment), principalmente no caso da China, cujos resultados foram mais expressivos. Mais além, os bons resultados no front educacional não estariam também associados à importância e fomento das áreas de pesquisa e desenvolvimento, cuja posição no ranking demonstra liderança chinesa frente aos concorrentes emergentes? Conclui-se, portanto, com base nos indicadores anteriormente abordados, maior competitividade

6 QUADRO 5 ÍNDICE DE INOVAÇÃO GLOBAL, PESQUISA E DESENVOLVIMENTO (R&D) E INFRAESTRUTURA PAÍS/INVESTIMENTO DIRETO ESTRANGEIRO INOVAÇÃO PESQUISA E DESENVOLVIMENTO QUALIDADE DOS INSTITUTOS DE PESQUISA CIENTÍFICA QUALIDADE DA INFRAESTRUTURA GERAL POSIÇÃO NO RANKING : ÍNDIA: 85 5 Não disponível 5 88 RÚSSIA: BRASIL: Fonte: Global Innovation Index: Competitiveness Report , World Economic Forum, 009. Base em 13 economias. Pesquisadores em R&D por milhão da população. Indicadores do Banco Mundial referente aos Investimentos Diretos Estrangeiros, 007. por parte da China frente aos outros países do BRIC. Apesar disso, Pequim deverá, além de tudo, priorizar as desigualdades internas para equilibrar as discrepâncias sociais e um mercado consumidor ávido pelo poder de compra. Por parte do Brasil, cabe o esforço, o incentivo e o impulso necessários de forma que os indicadores se tornem mais competitivos no ambiente de negócios, nos investimentos para o desenvolvimento científico e todos aqueles ESPM associados à sua infraestrutura. QUADRO POTENCIAL DOS JOVENS CONSUMIDORES TEENS BRASIL RÚSSIA ÍNDIA População em milhões Tempo gasto estudando por dia (horas) 3 4,8 5,7 0 7,3 1 7,8 BIBLIOGRAFIA BANCO MUNDIAL Doing Business Data, 011. STATISTICAL YEARBOOK 007. INSEAD Global Innovation Index Report, REVISTA EXAME edição 987 de março de 011. TNS Discover BRIC. Sourcebook, 010. THE STATE OF ATLAS, 009, University of California Press. Gastos (US$ bilhões) 30 Fontes: TNS, TRU Study, 010 Global Teen Edition. 3 Destacam-se os indicadores de China e Índia. 18 MARCELO ZOROVICH Mestre em Relações Internacionais Université Laval, Québec, Canadá. Especialização em mercados asiáticos. Mestrando em Gestão Internacional, ESPM. Professor do curso de Graduação de Relações Internacionais e Administração da ESPM. março/abril de 011 R EVISTA DA ESPM 117

Resumo Aula-tema 05: Análise Comparativa do Desenvolvimento Econômico da Índia e da China

Resumo Aula-tema 05: Análise Comparativa do Desenvolvimento Econômico da Índia e da China Resumo Aula-tema 05: Análise Comparativa do Desenvolvimento Econômico da Índia e da China Esta aula tratará da análise comparativa do processo de desenvolvimento da China e da Índia, países que se tornaram

Leia mais

Ambiente de Negócios e Reformas Institucionais no Brasil

Ambiente de Negócios e Reformas Institucionais no Brasil Ambiente de Negócios e Reformas Institucionais no Brasil Fernando Veloso IBRE/FGV Book Launch of Surmounting the Middle Income Trap: The Main Issues for Brazil (IBRE/FGV e ILAS/CASS) Beijing, 6 de Maio

Leia mais

Japão, Tigres asiáticos e China

Japão, Tigres asiáticos e China Japão, Tigres asiáticos e China Revisão Geral Prof. Josevaldo Aspectos socioeconômicos do Japão e dos Tigres Asiáticos Japão A partir do final da Segunda Guerra Mundial Transformou-se em exemplo de crescimento

Leia mais

Perspectivas para o setor de TI. BM&F Bovespa. 26 de junho de 2013 BRASSCOM

Perspectivas para o setor de TI. BM&F Bovespa. 26 de junho de 2013 BRASSCOM Perspectivas para o setor de TI BM&F Bovespa 26 de junho de 2013 BRASSCOM Associados BRASSCOM 1 Mercado Mundial de TI Crescimento Mercado TI BRASIL (2012/2011) 10,8% Crescimento Mercado TI Mundo (2012/2011)

Leia mais

Ser grande não significa ser mais rico, e ter relevância em um dos indicadores não confere a cada país primazia em comparação a outro.

Ser grande não significa ser mais rico, e ter relevância em um dos indicadores não confere a cada país primazia em comparação a outro. ASSUNTO em pauta O BRIC em números P o r Sérgio Pio Bernardes Ser grande não significa ser mais rico, e ter relevância em um dos indicadores não confere a cada país primazia em comparação a outro. É Smuito

Leia mais

Alguns dados sobre a China

Alguns dados sobre a China CHINA "...de que país a China é colônia? É colônia de cada país com quem firmou um tratado, e todos os países que têm um tratado com a China são seus donos. Assim, a China não é somente escrava de uma

Leia mais

Sistema Fiero/Centro Internacional de Negócios. China e suas potencialidades comerciais

Sistema Fiero/Centro Internacional de Negócios. China e suas potencialidades comerciais Sistema Fiero/Centro Internacional de Negócios China e suas potencialidades comerciais A China será a maior economia do mundo. A dúvida é quando: em 2015, 2020, 2025? 23 4 5 2 . Comércio BR-CN, 2000-2010:

Leia mais

Resumo Aula-tema 03: Desenvolvimento Econômico da China

Resumo Aula-tema 03: Desenvolvimento Econômico da China Resumo Aula-tema 03: Desenvolvimento Econômico da China Esta aula trata da história econômica e do processo de desenvolvimento da China, país que se tornou a segunda economia do mundo, atrás dos Estados

Leia mais

ATIVIDADES ONLINE 9º 3. Cidade chinesa que estreou economia de mercado completa 30 anos

ATIVIDADES ONLINE 9º 3. Cidade chinesa que estreou economia de mercado completa 30 anos ATIVIDADES ONLINE 9º 3 1) Leia atentamente. Cidade chinesa que estreou economia de mercado completa 30 anos Deng Xiaoping, pai da reforma econômica da China, decidiu no começo dos anos 80 testar as regras

Leia mais

Oportunidades de Mercado na Visão do Serviço Florestal Brasileiro

Oportunidades de Mercado na Visão do Serviço Florestal Brasileiro Oportunidades de Mercado na Visão do Serviço Florestal Brasileiro - 2º Congresso Florestal do Tocantins - André Luiz Campos de Andrade, Me. Gerente Executivo de Economia e Mercados do Serviço Florestal

Leia mais

Desde o final da década de 1980, o Relatório de Competitividade Mundial (World. Como alcançar a China e a Índia?

Desde o final da década de 1980, o Relatório de Competitividade Mundial (World. Como alcançar a China e a Índia? PENSAMENTO NACIONAL Como alcançar a China e a Índia? Divulgação Apenas o Brasil, dos quatro países candidatos a potências mundiais reunidos na sigla BRIC, ainda não reencontrou o caminho da competitividade.

Leia mais

27/09/2011. Integração Econômica da América do Sul: Perspectiva Empresarial

27/09/2011. Integração Econômica da América do Sul: Perspectiva Empresarial 27/09/2011 Integração Econômica da América do Sul: Perspectiva Empresarial Estrutura da apresentação Perspectiva empresarial Doing Business 2011 Investimentos Estrangeiros e Comércio Exterior Complementaridade

Leia mais

A China (termo que significa o Império do Meio ou o Centro do Mundo ), uma das mais antigas civilizações do planeta, conheceu, ao longo de sua

A China (termo que significa o Império do Meio ou o Centro do Mundo ), uma das mais antigas civilizações do planeta, conheceu, ao longo de sua A China (termo que significa o Império do Meio ou o Centro do Mundo ), uma das mais antigas civilizações do planeta, conheceu, ao longo de sua história, um duplo e antagônico processo: por vezes, o país

Leia mais

Desenvolvimento econômico e social no Brasil e a qualificação profissional num mundo globalizado

Desenvolvimento econômico e social no Brasil e a qualificação profissional num mundo globalizado Desenvolvimento econômico e social no Brasil e a qualificação profissional num mundo globalizado Edson Tomaz de Aquino 1 Resumo: Este artigo apresenta uma reflexão sobre os desafios do Brasil em competir

Leia mais

Internacionalização de empresas: experiências internacionais selecionadas. São Paulo, 14 de junho de 2012

Internacionalização de empresas: experiências internacionais selecionadas. São Paulo, 14 de junho de 2012 experiências internacionais selecionadas São Paulo, 14 de junho de 2012 experiências internacionais selecionadas Estudo realizado em parceria com a Sociedade Brasileira de Estudos de Empresas Transnacionais

Leia mais

Unidade 6: O Leste e o Sudeste Asiático

Unidade 6: O Leste e o Sudeste Asiático Unidade 6: O Leste e o Sudeste Asiático Capítulo 1: Japão - Capítulo 2: China - Capítulo 4: Tigres Asiáticos Apresentação elaborada pelos alunos do 9º Ano C Monte Fuji - Japão Muralha da China Hong Kong

Leia mais

Desafios do Brasil contemporâneo Infraestrutura, produtividade, reformas e pacto federativo

Desafios do Brasil contemporâneo Infraestrutura, produtividade, reformas e pacto federativo Desafios do Brasil contemporâneo Infraestrutura, produtividade, reformas e pacto federativo A grande janela de oportunidades (O Brasil decola) A grande janela de oportunidades Linha do tempo das conquistas

Leia mais

FORUM NACIONAL DE EDUCAÇÃO

FORUM NACIONAL DE EDUCAÇÃO FORUM NACIONAL DE EDUCAÇÃO Educação Profissional e Tecnológica Sergio Moreira BRASIL ÍNDICE GLOBAL DE COMPETITIVIDADE 2013/2014 Ranking Global de Competitividade BRICS: 2006 a 2013 Brasil ficou em 56º

Leia mais

Unidade 6: O Leste e o Sudeste Asiático

Unidade 6: O Leste e o Sudeste Asiático Unidade 6: O Leste e o Sudeste Asiático Capítulo 1: Japão - Capítulo 2: China - Capítulo 4: Tigres Asiáticos Apresentação elaborada pelos alunos do 9º Ano D Monte Fuji - Japão Muralha da China Hong Kong

Leia mais

BRICS Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul

BRICS Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul MECANISMOS INTER-REGIONAIS BRICS Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul O que faz o BRICS? Desde a sua criação, o BRICS tem expandido suas atividades em duas principais vertentes: (i) a coordenação

Leia mais

OS BRICS NO COMÉRCIO INTERNACIONAL DE SERVIÇOS

OS BRICS NO COMÉRCIO INTERNACIONAL DE SERVIÇOS OS BRICS NO COMÉRCIO INTERNACIONAL DE SERVIÇOS Ivan Tiago Machado Oliveira* 1 INTRODUÇÃO Abrangendo grupos de empresas que proveem infraestrutura econômica básica, infraestrutura financeira e social e

Leia mais

6º Congresso ANBIMA de Fundos de Investimento. Paulo Oliveira

6º Congresso ANBIMA de Fundos de Investimento. Paulo Oliveira 6º Congresso ANBIMA de Fundos de Investimento Paulo Oliveira A aspiração é tornar o Brasil um polo de uma rede regional interconectada, com conexões globais otimizadas Modelo relacional atual Estrutura

Leia mais

10º FÓRUM DE ECONOMIA. Política Cambial, Estrutura Produtiva e Crescimento Econômico: fundamentos teóricos e evidências empíricas para o Brasil

10º FÓRUM DE ECONOMIA. Política Cambial, Estrutura Produtiva e Crescimento Econômico: fundamentos teóricos e evidências empíricas para o Brasil 10º FÓRUM DE ECONOMIA Política Cambial, Estrutura Produtiva e Crescimento Econômico: fundamentos teóricos e evidências empíricas para o Brasil Eliane Araújo São Paulo, 01 de outubro de2013 Objetivos Geral:

Leia mais

Carlos Pio. O Brasil está preparado para atender a um novo cenário de demanda?

Carlos Pio. O Brasil está preparado para atender a um novo cenário de demanda? As Novas Perspectivas do Mercado Internacional O Brasil está preparado para atender a um novo cenário de demanda? Carlos Pio Professor, UnB (Economia Política Int l) Sócio, Augurium (Risco Político) 1

Leia mais

Impactos do atual modelo de desenvolvimento econômico sobre as empresas

Impactos do atual modelo de desenvolvimento econômico sobre as empresas Impactos do atual modelo de desenvolvimento econômico sobre as empresas Ilan Goldfajn Economista-chefe e Sócio Itaú Unibanco Dezembro, 2015 1 Roteiro sofre de diversos desequilíbrios e problemas de competitividade.

Leia mais

Missão Empresarial EUA Flórida. 21 a 26 de Março 2015

Missão Empresarial EUA Flórida. 21 a 26 de Março 2015 Missão Empresarial EUA Flórida 21 a 26 de Março 2015 Apoiamos empresas a ter sucesso nos mercados internacionais Sobre nós Na Market Access prestamos serviços de apoio à exportação e internacionalização.

Leia mais

Estratégia para Investimentos Diretos Estrangeiros no Mercado do Leste Asiático. ~ Japão, China e ASEAN ~

Estratégia para Investimentos Diretos Estrangeiros no Mercado do Leste Asiático. ~ Japão, China e ASEAN ~ Estratégia para Investimentos Diretos Estrangeiros no Mercado do Leste Asiático ~ Japão, China e ASEAN ~ Palavras-chaves Leste Asiático o Centro de Crescimento do Mundo Integraçã ção o Progressiva das

Leia mais

Exercícios sobre Tigres Asiáticos

Exercícios sobre Tigres Asiáticos Exercícios sobre Tigres Asiáticos Material de apoio do Extensivo 1. (UNITAU) Apesar das críticas, nos últimos tempos, alguns países superaram o subdesenvolvimento. São os NIC (Newly Industrialized Countries),

Leia mais

A nova classe média vai às compras

A nova classe média vai às compras A nova classe média vai às compras 18 KPMG Business Magazine Cenário é positivo para o varejo, mas empresas precisam entender o perfil do novo consumidor Nos últimos anos o mercado consumidor brasileiro

Leia mais

O Desafio do Aumento da Produtividade na Indústria para Conquistar um Mercado Global

O Desafio do Aumento da Produtividade na Indústria para Conquistar um Mercado Global O Desafio do Aumento da Produtividade na Indústria para Conquistar um Mercado Global Jorge A r bache U n i v e r s i d a d e d e B r a s í l i a S E M P E X 2 0 1 4 M a c e i ó, 2 2 / 5 / 2 0 1 4 0,45

Leia mais

NFSP (% PIB) ' 8. indexador: dezembro (%) 9. produto potencial (% a.a.) 15. idade (%) 24. anual (%) 24

NFSP (% PIB) ' 8. indexador: dezembro (%) 9. produto potencial (% a.a.) 15. idade (%) 24. anual (%) 24 Sumário de tabelas TABELA 1.1 Taxas de crescimento - médias por período (% a.a.) 5 TABELA 1.2 Indicadores sociais 6 TABELA 1.3 Brasil - Dívida externa - fim de período (US$ bilhões) 7 TABELA 1.4 Necessidades

Leia mais

A emergência de um novo mundo no século XXI?

A emergência de um novo mundo no século XXI? A emergência de um novo mundo no século XXI? José Eustáquio Diniz Alves 1 A economia mundial deve crescer cerca de 4 vezes nos próximos 40 anos. Isto quer dizer que o Produto Interno Bruto (PIB) terá o

Leia mais

Fundação de Economia e Estatística Centro de Informações Estatísticas Núcleo de Contabilidade Social

Fundação de Economia e Estatística Centro de Informações Estatísticas Núcleo de Contabilidade Social Fundação de Economia e Estatística Centro de Informações Estatísticas Núcleo de Contabilidade Social COMENTÁRIOS ACERCA DOS NÚMEROS FINAIS DO PIB DO RS E DAS DEMAIS UNIDADES DA FEDERAÇÃO EM 2010 Equipe

Leia mais

Exercícios sobre BRICS

Exercícios sobre BRICS Exercícios sobre BRICS 1. (ENEM) O G-20 é o grupo que reúne os países do G-7, os mais industrializados do mundo (EUA, Japão, Alemanha, França, Reino Unido, Itália e Canadá), a União Europeia e os principais

Leia mais

A Construção na Ótica da Indústria de Materiais. Walter Cover 27/08/2014

A Construção na Ótica da Indústria de Materiais. Walter Cover 27/08/2014 A Construção na Ótica da Indústria de Materiais Walter Cover 27/08/2014 Representatividade ABRAMAT 10% Do PIB Nacional Cadeia da Construção 5,5 Milhões de trabalhadores formais (3,5 na construção Civil)

Leia mais

sobre as transações no setor de saúde

sobre as transações no setor de saúde 10 Minutos sobre as transações no setor de saúde Valor global de fusões e aquisições cresce e reverte tendência Destaques O valor total das transações no setor de saúde aumentou 4% em relação à segunda

Leia mais

Desafio mundial. Paralelamente a questões

Desafio mundial. Paralelamente a questões KPMG Business Magazine 31 Getty Images/Alexander Bryljaev Muitas tendências apontadas pelo estudo já são evidentes, e a lentidão na busca de soluções para mitigá-las trará sérias consequências para a população

Leia mais

A Ameaça Inflacionária no Mundo Emergente

A Ameaça Inflacionária no Mundo Emergente BRICS Monitor A Ameaça Inflacionária no Mundo Emergente Agosto de 2011 Núcleo de Análises de Economia e Política dos Países BRICS BRICS Policy Center / Centro de Estudos e Pesquisa BRICS BRICS Monitor

Leia mais

A despeito dos diversos estímulos monetários e fiscais, economia chinesa segue desacelerando

A despeito dos diversos estímulos monetários e fiscais, economia chinesa segue desacelerando INFORMATIVO n.º 42 NOVEMBRO de 2015 A despeito dos diversos estímulos monetários e fiscais, economia chinesa segue desacelerando Fabiana D Atri - Economista Coordenadora do Departamento de Pesquisas e

Leia mais

WORLD INVESTMENT REPORT 2013 Cadeias de Valor Global: Investimento e Comércio para o Desenvolvimento

WORLD INVESTMENT REPORT 2013 Cadeias de Valor Global: Investimento e Comércio para o Desenvolvimento WORLD INVESTMENT REPORT 2013 Cadeias de Valor Global: Investimento e Comércio para o Desenvolvimento Sobeet São Paulo, 26 de junho de 2013 EMBARGO 26 Junho 2013 12:00 horas Horário de Brasília 1 Recuperação

Leia mais

Conjuntura Anual do Sorgo em 2008 e um possível cenário para 2009.

Conjuntura Anual do Sorgo em 2008 e um possível cenário para 2009. Conjuntura Anual do Sorgo em 2008 e um possível cenário para 2009. Para os produtores de sorgo o ano de 2008 pode ser considerado como bom. As condições climatológicas foram favoráveis durante todo o ciclo

Leia mais

Modernização da Gestão. Cenário Macro, Concorrência e Poder Econômico no Brasil

Modernização da Gestão. Cenário Macro, Concorrência e Poder Econômico no Brasil Modernização da Gestão Administrativa do MPF Cenário Macro, Concorrência e Poder Econômico no Brasil Michal Gartenkraut Novembro-Dezembro/2010 MPF - I Seminário de Planejamento Estratégico 1 Quadro Atual

Leia mais

Perspectivas da Economia Brasileira

Perspectivas da Economia Brasileira Perspectivas da Economia Brasileira Márcio Holland Secretário de Política Econômica Ministério da Fazenda Caxias do Sul, RG 03 de dezembro de 2012 1 O Cenário Internacional Economias avançadas: baixo crescimento

Leia mais

O outro lado da dívida

O outro lado da dívida O outro lado da dívida 18 KPMG Business Magazine A crise de endividamento na Europa abalou a economia global como a segunda grande onda de choque após a ruptura da bolha imobiliária nos Estados Unidos,

Leia mais

Luiz Carlos T. de Carvalho Assessor Chefe de Comércio e Investimentos Subsecretaria de Relações Internacionais Secretaria de Estado da Casa Civil

Luiz Carlos T. de Carvalho Assessor Chefe de Comércio e Investimentos Subsecretaria de Relações Internacionais Secretaria de Estado da Casa Civil Luiz Carlos T. de Carvalho Assessor Chefe de Comércio e Investimentos Subsecretaria de Relações Internacionais Secretaria de Estado da Casa Civil Governo do Estado do Rio de Janeiro A SUBSECRETARIA DE

Leia mais

A ASSOCIAÇÃO DAS NAÇÕES DO SUDESTE ASIÁTICO E SEU AMBIENTE DE NEGÓCIOS

A ASSOCIAÇÃO DAS NAÇÕES DO SUDESTE ASIÁTICO E SEU AMBIENTE DE NEGÓCIOS www.observatorioasiapacifico.org A ASSOCIAÇÃO DAS NAÇÕES DO SUDESTE ASIÁTICO E SEU AMBIENTE DE NEGÓCIOS Ignacio Bartesaghi 1 O debate na América Latina costuma focar-se no sucesso ou no fracasso dos processos

Leia mais

O Modelo de Desenvolvimento Brasileiro

O Modelo de Desenvolvimento Brasileiro GESTÃO DE MACROPOLÍTICAS PÚBLICAS FEDERAIS O Modelo de Desenvolvimento Brasileiro Esther Dweck Brasília Ministério do Planejamento 04 de fevereiro de 2014 O modelo de desenvolvimento brasileiro Objetivos

Leia mais

Descrição do Sistema de Franquia. Histórico do Setor. O Fórum Setorial de Franquia

Descrição do Sistema de Franquia. Histórico do Setor. O Fórum Setorial de Franquia Descrição do Sistema de Franquia Franquia é um sistema de distribuição de produtos, tecnologia e/ou serviços. Neste sistema uma empresa detentora de know-how de produção e/ou distribuição de certo produto

Leia mais

Panorama Mundial (2013)

Panorama Mundial (2013) Panorama Mundial (2013) Produção mundial alcançou US$ 444 bilhões em 2013; Mesmo com os efeitos da crise internacional, registra 85% de crescimento desde 2004, a uma taxa média de 7% ao ano; 54% da produção

Leia mais

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Outubro 2014

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Outubro 2014 Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Outubro 2014 A Evolução do Funding e as Letras Imobiliárias Garantidas Filipe Pontual Diretor Executivo da ABECIP O crédito imobiliário

Leia mais

O ECOSSISTEMA DA INDÚSTRIA SUÍÇA UMA PLATAFORMA DE NEGOCIOS

O ECOSSISTEMA DA INDÚSTRIA SUÍÇA UMA PLATAFORMA DE NEGOCIOS O ECOSSISTEMA DA INDÚSTRIA SUÍÇA UMA PLATAFORMA DE NEGOCIOS O que você sabe sobre a Suíça? Roger Federer Chocolates Relógios de luxo 2 O que você também deve saber Hotspot para Pesquisa e Desenvolvimento

Leia mais

Seus serviços vão além das fronteiras?

Seus serviços vão além das fronteiras? Seus serviços vão além das fronteiras? Negócios Internacionais Oportunidades para o setor de serviços Globalização Transformações de ordem política, econômica e cultural mundial Mais intensidade nas últimas

Leia mais

ELABORAÇÃO DE CENÁRIOS ECONÔMICOS E SOCIAIS. IETS Instituto de Estudos de Trabalho e Sociedade

ELABORAÇÃO DE CENÁRIOS ECONÔMICOS E SOCIAIS. IETS Instituto de Estudos de Trabalho e Sociedade ELABORAÇÃO DE CENÁRIOS ECONÔMICOS E SOCIAIS Uma proposta de trabalho para apresentação ao SESC Serviço Social do Comércio Preparada pelo IETS Instituto de Estudos de Trabalho e Sociedade Maurício Blanco

Leia mais

O Cenário Econômico Brasileiro e as Oportunidades de Investimentos

O Cenário Econômico Brasileiro e as Oportunidades de Investimentos O Cenário Econômico Brasileiro e as Oportunidades de Investimentos Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos Apex-Brasil Alessandro Teixeira Presidente Novo Ciclo do Crescimento Econômico

Leia mais

Pessoas que cuidam de pessoas

Pessoas que cuidam de pessoas Pessoas que cuidam de pessoas Agenda Cenário Econômico Mundial Ranking PIB 2012 15,68 8,22 5,96 3,40 2,60 2,44 2,39 2,02 2,01 1,82 Estados Unidos China Japão Alemanha França Reino Brasil Rússia Itália

Leia mais

Introdução. A Internet de Todas as Coisas está pronta para gerar pelo menos US$ 613 bilhões em lucros empresariais mundiais no. ano de 2013.

Introdução. A Internet de Todas as Coisas está pronta para gerar pelo menos US$ 613 bilhões em lucros empresariais mundiais no. ano de 2013. Internet de Todas as Coisas (IoE). 10 principais descobertas da Pesquisa Índice de valor da IoE da Cisco com 7.500 responsáveis pela tomada de decisão em 12 países Joseph Bradley Jeff Loucks Andy Noronha

Leia mais

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Abril 2015

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Abril 2015 Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Abril 2015 O Brasil Adota o Modelo do Covered Bond Filipe Pontual Diretor Executivo da ABECIP A Medida Provisória 656, de 2014, aprovada

Leia mais

IGC Mozambique. A Dinâmica Recente da Economia Internacional e os Desafios para Moçambique

IGC Mozambique. A Dinâmica Recente da Economia Internacional e os Desafios para Moçambique IGC Mozambique A Dinâmica Recente da Economia Internacional e os Desafios para Moçambique 09 de Março de 2012 1 Introdução Uma visão retrospectiva mostra uma década que já aponta a grande clivagem da economia

Leia mais

O incumprimento entre empresas aumenta, em comparação com 2011

O incumprimento entre empresas aumenta, em comparação com 2011 Lisboa, 29 de Maio de 2013 Estudo revela que os atrasos nos pagamentos entre empresas na região da Ásia - Pacífico se agravaram em 2012 - As empresas estão menos optimistas relativamente à recuperação

Leia mais

Os Tigres Asiáticos. made in Hong Kong, made in South Korea, made In Taiwan e Cingapura

Os Tigres Asiáticos. made in Hong Kong, made in South Korea, made In Taiwan e Cingapura Os Tigres Asiáticos made in Hong Kong, made in South Korea, made In Taiwan e Cingapura O Surgimento dos Tigres Guerra Fria 1945 Busca de Espaços de Influencias: Plano Colombo; China se torna Comunista

Leia mais

Administração Financeira e Orçamento Empresarial UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARA INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAS APLICADAS FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

Administração Financeira e Orçamento Empresarial UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARA INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAS APLICADAS FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARA INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAS APLICADAS FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS PROF: HEBER LAVOR MOREIRA GISELE KARINA NASCIMENTO MESQUITA MARIA SANTANA AMARAL Flor de Lis MATERIAL

Leia mais

Cidades: O Que Fazer? Competitividade e Desenvolvimento Sustentável no Brasil Senado Federal Subcomissão Permanente de Acompanhamento da Rio+20 e do

Cidades: O Que Fazer? Competitividade e Desenvolvimento Sustentável no Brasil Senado Federal Subcomissão Permanente de Acompanhamento da Rio+20 e do Cidades: O Que Fazer? Competitividade e Desenvolvimento Sustentável no Brasil Senado Federal Subcomissão Permanente de Acompanhamento da Rio+20 e do regime internacional sobre mudanças climáticas Brasília,

Leia mais

17ª TRANSPOSUL FEIRA E CONGRESSO DE TRANSPORTE E LOGÍSTICA

17ª TRANSPOSUL FEIRA E CONGRESSO DE TRANSPORTE E LOGÍSTICA 17ª TRANSPOSUL FEIRA E CONGRESSO DE TRANSPORTE E LOGÍSTICA PALESTRA FALTA DE COMPETITIVIDADE DO BRASIL FRENTE AO MERCADO EXTERNO JOSÉ AUGUSTO DE CASTRO Porto Alegre, 24 de JUNHO de 2015 2 - TEORIAS No

Leia mais

RISCOS E OPORTUNIDADES PARA A INDÚSTRIA DE BENS DE CONSUMO. Junho de 2012

RISCOS E OPORTUNIDADES PARA A INDÚSTRIA DE BENS DE CONSUMO. Junho de 2012 RISCOS E OPORTUNIDADES PARA A INDÚSTRIA DE BENS DE CONSUMO Junho de 2012 Riscos e oportunidades para a indústria de bens de consumo A evolução dos últimos anos, do: Saldo da balança comercial da indústria

Leia mais

Número 12 (18 de abril de 2008) Publicação periódica do Clube Brasileiro-Catalão de Negócios. Com o apoio de:

Número 12 (18 de abril de 2008) Publicação periódica do Clube Brasileiro-Catalão de Negócios. Com o apoio de: Clube Brasileiro-Catalão de Negócios (CB-CN) Av. Juscelino Kubitschek, 1726 conj. 111 sala 9 Vila Olímpia São Paulo SP Brasil CEP: 04543-000 www.cb-cn.com E-mail: info@cb-cn.com Número 12 (18 de abril

Leia mais

CONSUMO APARENTE DE AÇO NO BRASIL DEVE VOLTAR AO PATAMAR DE

CONSUMO APARENTE DE AÇO NO BRASIL DEVE VOLTAR AO PATAMAR DE Aço AÇO BRASIL ABRIL I N F O R M A 28ª 28EDIÇÃO ABRIL 2015 CONSUMO APARENTE DE AÇO NO BRASIL DEVE VOLTAR AO PATAMAR DE 2007 O consumo aparente de aço no País deve fechar o ano de 2015 com queda de 7,8%

Leia mais

Desafios para a Indústria Eletroeletrônica

Desafios para a Indústria Eletroeletrônica Desafios para a Indústria Eletroeletrônica 95 O texto aponta as características das áreas da indústria eletroeletrônica no país e os desafios que este setor tem enfrentado ao longo das últimas décadas.

Leia mais

7 Política de investimento direto no Brasil: a internacionalização da economia brasileira

7 Política de investimento direto no Brasil: a internacionalização da economia brasileira 7 Política de investimento direto no Brasil: a internacionalização da economia brasileira Alexandre Petry * A Apex foi criada em 2003, mas funcionava desde 1997 dentro da estrutura do Sebrae. Implementa

Leia mais

Siderurgia Ambiente Internacional de Negócios 50 Seminário de Laminação ABM

Siderurgia Ambiente Internacional de Negócios 50 Seminário de Laminação ABM Siderurgia Ambiente Internacional de Negócios 50 Seminário de Laminação ABM O FUTURO DA SIDERURGIA Manoel Vitor de Mendonça Filho Vice-Presidente da Operação de Negócios Gerdau Brasil Novembro 2013 Sumário

Leia mais

Comércio e Investimento na Coréia do Sul. Traduzido e atualizado de Chong-Sup Kim Universidade Nacional de Seul

Comércio e Investimento na Coréia do Sul. Traduzido e atualizado de Chong-Sup Kim Universidade Nacional de Seul Comércio e Investimento na Coréia do Sul Traduzido e atualizado de Chong-Sup Kim Universidade Nacional de Seul 40 anos de economia coreana 1 2 3 4 5 6 10º PIB mundial US$ 680 milhões 12º país comercial

Leia mais

CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS. www.prochile.gob.cl

CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS. www.prochile.gob.cl CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS www.prochile.gob.cl O Chile surpreende pela sua variada geografia. Suas montanhas, vales, desertos, florestas e milhares de quilômetros de costa, o beneficiam

Leia mais

Perspectivas para o financiamento das PPPs

Perspectivas para o financiamento das PPPs Perspectivas para o financiamento das PPPs PPP Summit 2015 20 de maio de 2015 Frederico Estrella frederico@tendencias.com.br Histórico e perfil da Tendências 2 Histórico Fundada em 1996, a Tendências é

Leia mais

Cenário Geral do Desenvolvimento Econômico da China A Política de GO OUT da China

Cenário Geral do Desenvolvimento Econômico da China A Política de GO OUT da China Cenário Geral do Desenvolvimento Econômico da China A Política de GO OUT da China A aplicação da Estratégia de GO OUT --Investimento direto chinês para o exterior em 2007 As principais medidas para apoiar

Leia mais

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010 Metodologia Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Através de e-survey - via web Público Alvo: Executivos de empresas associadas e não associadas à AMCHAM Amostra: 500 entrevistas realizadas Campo: 16

Leia mais

O Empreendedorismo no Séc. XXI

O Empreendedorismo no Séc. XXI O Empreendedorismo no Séc. XXI José Luís de Almeida Silva CENCAL Peniche, 11 de Junho de 2010 A Empresa de Amanhã segundo o IBM Global CEO Study (2008) ÁVIDA DE MUDANÇA INOVADORA E VANGUARDISTA NA SUA

Leia mais

Celso Furtado Criatividade e dependência na civilização industrial, 2008.

Celso Furtado Criatividade e dependência na civilização industrial, 2008. Quaisquer que sejam as antinomias que se apresentem entre as visões da história que emergem em uma sociedade, o processo de mudança social que chamamos desenvolvimento adquire certa nitidez quando o relacionamos

Leia mais

Workshop - Mercado Imobiliário

Workshop - Mercado Imobiliário Workshop - Mercado Imobiliário Workshop - Mercado Imobiliário Workshop - Mercado Imobiliário 1. O que está acontecendo com o Brasil? 2. Por que o Brasil é a bola da vez? 3. Por que o Mercado imobiliário

Leia mais

O consumo dos brasileiros atingirá R$ 3,7 trilhões, em 2015

O consumo dos brasileiros atingirá R$ 3,7 trilhões, em 2015 O consumo dos brasileiros atingirá R$ 3,7 trilhões, em 2015 A potencialidade de consumo dos brasileiros deve chegar a R$ 3,730 trilhões neste ano, ao mesmo tempo em que revela significativo aumento dos

Leia mais

Economia Brasileira e o Agronegócio Riscos e Oportunidades. Roberto Giannetti da Fonseca Maio 2015

Economia Brasileira e o Agronegócio Riscos e Oportunidades. Roberto Giannetti da Fonseca Maio 2015 Economia Brasileira e o Agronegócio Riscos e Oportunidades Roberto Giannetti da Fonseca Maio 2015 Cenário Macro Econômico Brasileiro 2015 Economia em forte e crescente desequilibrio Deficit Fiscal 2014

Leia mais

INTERVENÇÃO Dr. José Vital Morgado Administrador Executivo da AICEP ****

INTERVENÇÃO Dr. José Vital Morgado Administrador Executivo da AICEP **** INTERVENÇÃO Dr. José Vital Morgado Administrador Executivo da AICEP **** Gostaria de começar por agradecer o amável convite da CIP para participarmos nesta conferência sobre um tema determinante para o

Leia mais

WORLD GIVING INDEX 2014

WORLD GIVING INDEX 2014 WORLD GIVING INDEX 2014 QUEM SOMOS Fundado em 1999, organização pioneira no apoio técnico ao investidor social no Brasil e na América Latina, e tem como missão promover e estruturar o sistema de investimento

Leia mais

ASSUNTO. em pauta. O contexto de desigualdade social e pobreza no Brasil, China e Índia

ASSUNTO. em pauta. O contexto de desigualdade social e pobreza no Brasil, China e Índia ASSUNTO em pauta O contexto de desigualdade social e pobreza no Brasil, China e Índia Brasil, China e Índia têm apresentado bons resultados na superação da pobreza e miséria, mas os índices de desigualdades

Leia mais

GEOGRAFIA - 3 o ANO MÓDULO 61 A FORMAÇÃO DA CHINA MODERNA

GEOGRAFIA - 3 o ANO MÓDULO 61 A FORMAÇÃO DA CHINA MODERNA GEOGRAFIA - 3 o ANO MÓDULO 61 A FORMAÇÃO DA CHINA MODERNA Como pode cair no enem A China é um país que tem despertado o interesse mundial face o grande progresso econômico que tem alcançado nos últimos

Leia mais

O setor hoteleiro do Brasil às portas da Copa do Mundo. Roberto Rotter 20 de setembro de 2013

O setor hoteleiro do Brasil às portas da Copa do Mundo. Roberto Rotter 20 de setembro de 2013 O setor hoteleiro do Brasil às portas da Copa do Mundo Roberto Rotter 20 de setembro de 2013 Panorama atual da hotelaria - Brasil Total de hotéis: 10 mil Total de UH s: 460 mil Fonte: Hotelaria em Números

Leia mais

Competitividade da indústria nacional de PCs Política industrial e incentivos fiscais no Brasil. 6 de outubro de 2009

Competitividade da indústria nacional de PCs Política industrial e incentivos fiscais no Brasil. 6 de outubro de 2009 Competitividade da indústria nacional de PCs Política industrial e incentivos fiscais no Brasil 6 de outubro de 2009 1 Agenda Estado da Indústria Nacional de Informática Estímulos à Indústria Nacional

Leia mais

MACRO AMBIENTE DA INOVAÇÃO

MACRO AMBIENTE DA INOVAÇÃO MACRO AMBIENTE DA INOVAÇÃO Ambiente de Inovação em Saúde EVENTO BRITCHAM LUIZ ARNALDO SZUTAN Diretor do Curso de Medicina Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo SOCIEDADES CONHECIMENTO

Leia mais

14º CONGRESSO BRASILEIRO DO AGRONEGÓCIO FÓRUM ALIMENTOS. Vamos tornar o Brasil o primeiro produtor de Alimentos do Mundo?

14º CONGRESSO BRASILEIRO DO AGRONEGÓCIO FÓRUM ALIMENTOS. Vamos tornar o Brasil o primeiro produtor de Alimentos do Mundo? 14º CONGRESSO BRASILEIRO DO AGRONEGÓCIO FÓRUM ALIMENTOS Vamos tornar o Brasil o primeiro produtor de Alimentos do Mundo? ALAN BOJANIC Ph.D. REPRESENTANTE DA FAO NO BRASIL ALIMENTAR O MUNDO EM 2050 As novas

Leia mais

Klako Group. Incorporação, Contabilidade e Assessoria Tributária. Otimização e Controle de Qualidade. Beijing Hong Kong Shanghai Shenzhen

Klako Group. Incorporação, Contabilidade e Assessoria Tributária. Otimização e Controle de Qualidade. Beijing Hong Kong Shanghai Shenzhen Klako Group Incorporação, Contabilidade e Assessoria Tributária Otimização e Controle de Qualidade Beijing Hong Kong Shanghai Shenzhen Visite nossa site http://www.klakogroup.com Nossa Empresa Klako Group

Leia mais

INVESTIMENTO EM TECNOLOGIA: UMA ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE OS PAÍSES DO BRICS

INVESTIMENTO EM TECNOLOGIA: UMA ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE OS PAÍSES DO BRICS INVESTIMENTO EM TECNOLOGIA: UMA ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE OS PAÍSES DO BRICS Luana Ferreira (Faculdades Integradas Vianna Júnior) - luanafer2@hotmail.com Clesiane de Oliveira Carvalho (Faculdades Integradas

Leia mais

2015: UM ANO DECISIVO

2015: UM ANO DECISIVO 2015: UM ANO DECISIVO 1. EMENTA: o presente trabalho tem por objetivo abordar as necessidades de mudanças para que o país volte a crescer mais do que neste momento, com um patamar de inflação menor do

Leia mais

A Importância dos Fundos de Investimento no Financiamento do Governo

A Importância dos Fundos de Investimento no Financiamento do Governo A Importância dos Fundos de Investimento no Financiamento do Governo A importância dos Fundos de Investimento no Financiamento do Governo Prof. William Eid Junior Professor Titular Coordenador do GV CEF

Leia mais

ROSÁRIO MARQUES Internacionalizar para a Colômbia Encontro Empresarial GUIMARÃES 19/09/2014

ROSÁRIO MARQUES Internacionalizar para a Colômbia Encontro Empresarial GUIMARÃES 19/09/2014 ROSÁRIO MARQUES Internacionalizar para a Colômbia Encontro Empresarial GUIMARÃES 19/09/2014 REPÚBLICA DA COLÔMBIA POPULAÇÃO 48 Milhões SUPERFÍCIE 1.141.748 Km2 CAPITAL Bogotá 7,3 milhões PRINCIPAIS CIDADES

Leia mais

A CONTRIBUIÇÃO DA UNIVERSIDADE PARA A GERAÇÃO DE INOVAÇÃO NO CONTEXTO EMPRESARIAL

A CONTRIBUIÇÃO DA UNIVERSIDADE PARA A GERAÇÃO DE INOVAÇÃO NO CONTEXTO EMPRESARIAL Painel 1: Gestão do Conhecimento: desafios para a academia e oportunidades de negócios - trilha acadêmica A CONTRIBUIÇÃO DA UNIVERSIDADE PARA A GERAÇÃO DE INOVAÇÃO NO CONTEXTO EMPRESARIAL Fatores de Desenvolvimento

Leia mais

SEMINÁRIO INSTITUTO FERNANDO HENRIQUE CARDOSO (ifhc)

SEMINÁRIO INSTITUTO FERNANDO HENRIQUE CARDOSO (ifhc) SEMINÁRIO INSTITUTO FERNANDO HENRIQUE CARDOSO (ifhc) O novo mundo rural e o desenvolvimento do Brasil Marcos Sawaya Jank Diretor Executivo Global de Assuntos Corporativos São Paulo, 12 de novembro de 2014

Leia mais

Imagem Corporativa Marta Telles marta.telles@imagemcorporativa.com.br Tel: (11) 3526-4508. Márcia Avruch marcia.avruch@br.pwc.com Tel.

Imagem Corporativa Marta Telles marta.telles@imagemcorporativa.com.br Tel: (11) 3526-4508. Márcia Avruch marcia.avruch@br.pwc.com Tel. Press Release Date 1º de outubro de 2013 Contato Imagem Corporativa Marta Telles marta.telles@imagemcorporativa.com.br Tel: (11) 3526-4508 Márcia Avruch marcia.avruch@br.pwc.com Tel. (11) 3674-3760 Pages

Leia mais

Siderurgia no Brasil

Siderurgia no Brasil www.pwc.com.br Siderurgia no Brasil Um panorama do setor siderúrgico brasileiro SICETEL Sindicato Nacional da Indústria de Trefilação e Laminação de Metais Ferrosos IABR Instituto Aço Brasil 1 Setor de

Leia mais

Como a JETRO poderá apoiar os exportadores brasileiros

Como a JETRO poderá apoiar os exportadores brasileiros Como a JETRO poderá apoiar os exportadores brasileiros Teiji Sakurai Realização :, SÃO PAULO O que é a JETRO? Órgão oficial de comércio exterior do Japão 1951 Osaka Oficialmente JETRO em 1958 76 escritórios

Leia mais

COMPETITIVIDADE NO SETOR FLORESTAL

COMPETITIVIDADE NO SETOR FLORESTAL COMPETITIVIDADE NO SETOR FLORESTAL 15/03/2012 Joésio D. P. Siqueira Vice-Presidente STCP 1/29 A STCP Conquistas recentes Clientes de 38 países das Américas, África, Europa, Ásia e Oceania 17 escritórios

Leia mais